Obviamente não poderíamos ter um número negativo de livros. Também não poderíamos imaginar alguém falando: Tenho 3,4231 livros na minha estante.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Obviamente não poderíamos ter um número negativo de livros. Também não poderíamos imaginar alguém falando: Tenho 3,4231 livros na minha estante."

Transcrição

1 Conjunto dos Números Naturais A noção de um número natural surge com a pura contagem de objetos. Ao contar, por exemplo, os livros de uma estante, temos como resultado um número do tipo: N = {0,1,2,3 } Obviamente não poderíamos ter um número negativo de livros. Também não poderíamos imaginar alguém falando: Tenho 3,4231 livros na minha estante. A este conjunto N denominamos conjunto dos números naturais. Se por acaso houver a necessidade de excluir o número 0 (zero), indicaremos com um asterisco sobrescrito à letra N. N = {1,2,3,4 } Este conjunto é chamado conjunto dos números naturais não-nulos. No conjunto dos números naturais, podemos definir apenas duas operações básicas: adição e multiplicação. Você deve estar se perguntando: E por que não subtração e divisão? A questão é a seguinte: dizemos que uma operação está bem definida quando sempre podemos operar naquele conjunto. Por exemplo: Será que é sempre possível somar dois números naturais? É claro que sim!! Podemos efetuar 2+3=5, 3+0=3 e assim por diante. Ou seja, a soma de dois números naturais também é um número natural. Por isso, dizemos que o conjunto dos números naturais é FECHADO em relação à adição. Será que é sempre possível multiplicar dois números naturais? É claro que sim!! Podemos efetuar 3 x 5 = 15, 4 x 1 = 4, 8 x 0 = 0... Podemos então concluir que o produto de dois números naturais é também um número natural. Ou seja, o conjunto dos números naturais é FECHADO em relação à multiplicação. Será que é sempre possível subtrair dois números naturais? Agora respondemos em alto e bom tom... NÃO!!! Podemos efetuar 5 3 = 2. Por outro lado, não podemos efetuar (no conjunto dos números naturais) 3 5. Isto porque o resultado desta operação é um 1

2 número negativo. Podemos então dizer que o conjunto dos números naturais NÂO É FECHADO em relação à subtração. Da mesma maneira sabemos que o conjunto dos números naturais NÃO É FECHADO em relação à divisão. Podemos efetuar 8 : 2 = 4, mas não podemos efetuar 2 : 8 (o resultado desta operação, como iremos ver adiante, é uma fração que não é um número natural). Observe que falamos algumas expressões tipicamente matemáticas como soma, adição, multiplicação, produto, etc. Qual é a diferença entre soma e adição? É a mesma coisa? Vejamos... Operações com números naturais Como bem já dissemos, podemos definir apenas duas operações no conjunto dos números naturais: adição e multiplicação. Vamos aprender detalhadamente cada uma dessas operações. Considere o seguinte cálculo: = 8. O símbolo + representa a operação de adição. O resultado da adição é chamado de soma. Portanto adição e soma não têm o mesmo significado. Adição é o nome da operação. Soma é o resultado da adição. Definimos então a operação de adição: a,b parcelas a+ b= c c soma No nosso exemplo, os números 3 e 5 são as parcelas e 8 é a soma. Vejamos algumas propriedades importantes da adição. 1 Propriedade comutativa Esta propriedade afirma que alterar a ordem das parcelas não altera a soma. Em símbolos: a+ b= b+ a para todos a,b N Obviamente sabemos que = 8 e 5 +3 = 8, portanto =

3 4 + 5 = 9 Ex.: = = 9 2 Propriedade associativa A adição de três números naturais pode ser feita associando-se as duas primeiras ou as duas últimas parcelas. Aqui, devemos obedecer à regra de que devemos primeiro efetuar as operações que se encontram dentro dos parênteses. (2 + 3) + 5 = = 10 (2 + 3) + 5 = 2 + (3 + 5) 2 + (3 + 5) = = 10 3 Existência do elemento neutro da adição Existe o número 0 (zero) que possui a seguinte propriedade. a + 0 = 0 + a = a Desta forma, = = 5. Por esta razão, o número zero é chamado de elemento neutro da adição. 4 Propriedade do fechamento A soma de dois números naturais é um número natural. Como bem já explicamos acima, é por esta razão que dizemos que a adição é uma operação bem definida no conjunto dos números naturais. Vai adicionar dois números naturais? Com certeza o resultado (a soma) será um número natural!! Não tem como a soma ser um número negativo, um número irracional, etc. Vamos falar um pouquinho agora sobre a multiplicação. Observe o seguinte cálculo: 3 4 = 12 Podemos representar a operação da multiplicação por dois símbolos (ou nenhum como veremos adiante). Usualmente, utilizamos o ou. Assim, 3 4 = 3 4 = 12. Quando estamos trabalhando com letras ou com expressões dentro de parêntesis é muito comum não utilizarmos símbolo algum para representar a multiplicação. Assim, 3a significa 3 vezes a. 3

4 Ou seja, 3a = 3 a = 3 a. Vamos nos deparar muitas vezes com expressões do tipo: x + 2 x 1. Observe que não há símbolo algum entre os parêntesis do meio. Esta expressão significa que devemos multiplicar as expressões que estão nos parêntesis. x + 2 x 1 = x + 2 x 1 = x + 2 x 1 Daqui por diante usaremos indistintamente os símbolos e. Mas não se preocupe... Você pode utilizar qualquer um dos dois símbolos. Veja o que fica melhor esteticamente e utilize... Ok? Eu, particularmente, não uso em expressões algébricas. Podemos agora definir a operação da multiplicação, suas propriedades e nomenclaturas. a,b fatores a b= c c produto Da mesma maneira que foi comentado na operação de adição, convém observar a diferença entre multiplicação e produto. Multiplicação é o nome da operação e produto é o resultado da multiplicação. 5 Propriedade comutativa A ordem dos fatores não altera o produto. É-me indiferente efetuar 3 x 4 ou efetuar 4 x 3. O resultado (produto) será o mesmo 12. Desta forma, podemos afirmar que ab = ba para todos a,b N. Lembre-se que ab significa a vezes b. Ou seja, ab = ba = a b = b a = a b = b a 6 Propriedade associativa 2 7 = = = 14 A multiplicação de três números naturais pode ser feita associando-se os dois primeiros ou os dois últimos fatores. 4

5 (3 4) 5 = 12 5 = 60 (3 4) 5 = 3 (4 5) 3 (4 5) = 3 20 = 60 7 Existência do elemento neutro da multiplicação Existe o número 1 (um) que possui a seguinte propriedade: a 1 = 1 a = a Ou seja, tanto faz efetuar 4 vezes 1 ou 1 vezes 4: o resultado é igual a 4. Por essa razão, o número 1 é chamado elemento neutro da multiplicação. Isso é muito importante lembrar quando estamos operando com expressões algébricas, por exemplo: x 0,4x Ora, x é a mesma coisa que 1x, portanto: 8 Propriedade do fechamento x 0,4x = 1x 0,4x = 0,6x O produto de dois números naturais é um número natural. Como bem já explicamos acima, é por esta razão que dizemos que a multiplicação é uma operação bem definida no conjunto dos números naturais. Vai multiplicar dois números naturais? Com certeza o resultado (o produto) será um número natural!! Não tem como o produto ser um número negativo, um número irracional, etc. Temos ainda uma propriedade que relaciona a multiplicação e a adição. É a chamada propriedade distributiva da multiplicação em relação à adição ou simplesmente propriedade distributiva. 9 Propriedade Distributiva Antes de enunciar a propriedade seja com palavras seja com símbolos, vejamos um exemplo. Efetue

6 Existe uma hierarquia entre as operações matemáticas. Se não estivessem escritos os parêntesis, no caso, , deveríamos efetuar primeiramente 2 3 = 6 e em seguida adicionar o 5. No caso, = = 11. Mas no nosso caso há os parêntesis. Devemos, portanto, ignorar a hierarquia das operações, pois devemos efetuar obrigatoriamente as operações que estão dentro dos parêntesis = 2 8 = 16 A propriedade distributiva nos diz que na multiplicação de uma soma por um número natural, multiplicam-se cada um dos termos por esse número e em seguida somamos os resultados. No caso, para efetuar podemos multiplicar 2 por 3, multiplicar 2 por 5 e finalmente somar os dois resultados = = = 16 Utilizaremos bastante este fato ao trabalhar com letras... Por exemplo, a expressão 2 (x + 3) pode ser desenvolvida da seguinte maneira: Ou simplesmente: 2 x + 3 = 2 x = 2 x x + 3 = 2x + 6 Conjunto dos números inteiros Vimos anteriormente que o conjunto dos números naturais é fechado em relação à adição e à multiplicação. Com o intuito de definir a operação subtração ampliaremos o conjunto dos números naturais. Criamos, portanto, o conjunto dos números inteiros que é representado pela letra Z (inicial de zahl - número em alemão). Chama-se conjunto dos números inteiros o conjunto Z = {..., -3, -2, -1, 0, 1, 2, 3,...} Dizemos que o número x é o simétrico ou oposto do número x. Por exemplo, o número 5 é o simétrico de 5 e reciprocamente: 5 é o simétrico de 5. O número 0 (zero) não é positivo e não é negativo. Dizemos que zero é neutro. Observe que sempre que efetuarmos a adição de um número com o seu oposto (simétrico) o resultado será igual a 0. Desta forma: 6

7 5 + 5 = = = 0 Podemos então definir a operação subtração da seguinte maneira: a b = a + ( b) a a b= c b c minuendo subtraendo diferença Rapidamente percebemos que a subtração não é uma operação comutativa. Basta olhar, por exemplo, que 5 3 = 2 e 3 5 = - 2. A subtração também não goza da propriedade associativa e não possui elemento neutro. Podemos afirmar que o conjunto dos números inteiros é FECHADO em relação à subtração. Ou seja, se você vai calcular a diferença entre dois números inteiros, com certeza o resultado será um número inteiro. Observe ainda que todos os números naturais são números inteiros, mas nem todos os números inteiros são naturais. Dizemos que o conjunto dos números naturais é subconjunto dos números inteiros. Regras dos sinais com números inteiros ( a) = a a ( b) = ( a) b= ( a b) = ab ( a) ( b) = ab As observações acima são conhecidas como Regra dos sinais para a multiplicação (e divisão) de inteiros. Sinais dos números iguais diferentes Resultado positivo negativo 7

8 Exemplos: Vejamos como realizar a adição e a subtração com números inteiros. Se os números possuírem sinais iguais, devemos adicionar os números e repetir o sinal = = 5 Se os números possuírem sinais opostos, devemos subtrair os números e repetir o sinal do maior = = 3 Mais um exemplo: precisamos realizar a operação Como proceder? Estes números possuem sinais opostos, portanto calculamos a diferença entre eles ( = 123) e repetimos o sinal do maior, que é negativo. Portanto, = 123. Lembremos ainda da hierarquia das operações vistas até agora. Se não houver parênteses, devemos realizar primeiro multiplicação e divisão, depois adição e subtração. Exemplo: Neste caso, fazemos primeiro multiplicação e divisão = = 11 8

CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS. Apostila do 8º ano Números Reais Apostila I Bimestre 8º anos

CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS. Apostila do 8º ano Números Reais Apostila I Bimestre 8º anos CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS NÚMEROS RACIONAIS Apostila do 8º ano Números Reais Apostila I Bimestre 8º anos Numero racional é todo o numero que pode ser escrito na forma a/b (com b diferente de zero) : a)

Leia mais

PROFICIÊNCIA EM MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos, Potenciação e Radiciação

PROFICIÊNCIA EM MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos, Potenciação e Radiciação PROFICIÊNCIA EM MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos, Potenciação e Radiciação Professor Alexandre M. M. P. Ferreira Sumário Definição dos conjuntos numéricos... 3 Operações com números relativos: adição, subtração,

Leia mais

Operações Fundamentais com Números

Operações Fundamentais com Números Capítulo 1 Operações Fundamentais com Números 1.1 QUATRO OPERAÇÕES Assim como na aritmética, quatro operações são fundamentais em álgebra: adição, subtração, multiplicação e divisão. Quando dois números

Leia mais

CURSO PRF 2017 MATEMÁTICA

CURSO PRF 2017 MATEMÁTICA AULA 001 1 MATEMÁTICA PROFESSOR AULA 001 MATEMÁTICA DAVIDSON VICTOR 2 AULA 01 - CONJUNTOS NUMÉRICOS CONJUNTO DOS NÚMEROS NATURAIS É o primeiro e o mais básico de todos os conjuntos numéricos. Pertencem

Leia mais

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos Unidade I MATEMÁTICA Prof. Celso Ribeiro Campos Números reais Três noções básicas são consideradas primitivas, isto é, são aceitas sem a necessidade de definição. São elas: a) Conjunto. b) Elemento. c)

Leia mais

Curso Satélite de. Matemática. Sessão n.º 1. Universidade Portucalense

Curso Satélite de. Matemática. Sessão n.º 1. Universidade Portucalense Curso Satélite de Matemática Sessão n.º 1 Universidade Portucalense Conceitos Algébricos Propriedades das operações de números reais Considerem-se três números reais quaisquer, a, b e c. 1. A adição de

Leia mais

Concurso Público Conteúdo

Concurso Público Conteúdo Concurso Público 2016 Conteúdo 1ª parte Números inteiros e racionais: operações (adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação); expressões numéricas; múltiplos e divisores de números naturais;

Leia mais

= 0,333 = 0, = 0,4343 = 0, = 1,0222 = 1,02

= 0,333 = 0, = 0,4343 = 0, = 1,0222 = 1,02 1 1.1 Conjuntos Numéricos Neste capítulo, serão apresentados conjuntos cujos elementos são números e, por isso, são denominados conjuntos numéricos. 1.1.1 Números Naturais (N) O conjunto dos números naturais

Leia mais

Revendo as operações

Revendo as operações A UA UL LA 61 Revendo as operações Introdução Nossa aula Assim como já vimos em muitas de nossas aulas, a Matemática é uma ciência que está sempre presente em nosso dia-adia. Na aula de hoje, recordaremos

Leia mais

Aula 1: Conjunto dos Números Inteiros

Aula 1: Conjunto dos Números Inteiros Aula 1: Conjunto dos Números Inteiros 1 Introdução Observe que, no conjunto dos números naturais N = {0, 1, 2, 3, 4, 5,..., a operação de subtração nem sempre é possível. a) 5 3 = 2 (é possível: 2 N) b)

Leia mais

Teoria dos anéis 1 a parte 3

Teoria dos anéis 1 a parte 3 A U L A Teoria dos anéis 1 a parte 3 Meta da aula Descrever a estrutura algébrica de anel como uma generalização de determinadas propriedades dos números inteiros. objetivos Ao final desta aula, você deverá

Leia mais

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 05

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET  RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 05 RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 05 NÚMEROS NATURAIS O sistema aceito, universalmente, e utilizado é o sistema decimal, e o registro é o indo-arábico. A contagem que fazemos: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, e assim

Leia mais

OPERAÇÕES - LEIS DE COMPOSIÇÃO INTERNA

OPERAÇÕES - LEIS DE COMPOSIÇÃO INTERNA Professora: Elisandra Figueiredo OPERAÇÕES - LEIS DE COMPOSIÇÃO INTERNA DEFINIÇÃO 1 Sendo E um conjunto não vazio, toda aplicação f : E E E recebe o nome de operação sobre E (ou em E) ou lei de composição

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DO CERES CURSO DE MATEMÁTICA INTRODUÇÃO

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DO CERES CURSO DE MATEMÁTICA INTRODUÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DO CERES CURSO DE MATEMÁTICA APOSTILA 1 ARITMÉTICA PARTE I INTRODUÇÃO Durante muitos períodos da história

Leia mais

CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS. No conjunto dos números naturais operações do tipo

CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS. No conjunto dos números naturais operações do tipo CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS No conjunto dos números naturais operações do tipo 9-5 = 4 é possível 5 5 = 0 é possível 5 7 =? não é possível e para tornar isso possível foi criado o conjunto dos números

Leia mais

Matemática Instrumental Prof.: Luiz Gonzaga Damasceno

Matemática Instrumental Prof.: Luiz Gonzaga Damasceno 1 Matemática Instrumental 2008.1 Aula 1 Introdução Hoje em dia temos a educação presencial, semi-presencial e educação a distância. A presencial é a dos cursos regulares, onde professores e alunos se encontram

Leia mais

MATRIZES. Conceitos e Operações

MATRIZES. Conceitos e Operações MATRIZES Conceitos e Operações As matrizes são tabelas de números reais utilizadas em quase todos os ramos da ciência e da engenharia. Várias operações realizadas por computadores são através de matrizes.

Leia mais

Números Inteiros Axiomas e Resultados Simples

Números Inteiros Axiomas e Resultados Simples Números Inteiros Axiomas e Resultados Simples Apresentamos aqui diversas propriedades gerais dos números inteiros que não precisarão ser provadas quando você, aluno, for demonstrar teoremas nesta disciplina.

Leia mais

Chama-se conjunto dos números naturais símbolo N o conjunto formado pelos números. OBS: De um modo geral, se A é um conjunto numérico qualquer, tem-se

Chama-se conjunto dos números naturais símbolo N o conjunto formado pelos números. OBS: De um modo geral, se A é um conjunto numérico qualquer, tem-se UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos Prof.:

Leia mais

Uma fração é algébrica se seu numerador e seu denominador forem expressões algébricas.

Uma fração é algébrica se seu numerador e seu denominador forem expressões algébricas. FRAÇÕES ALGÉBRICAS DEFINIÇÃO: Uma fração é algébrica se seu numerador e seu denominador forem epressões algébricas. a Como eemplos de tais frações podemos ter onde o numerador é a e o denominador é b 1

Leia mais

Prof. a : Patrícia Caldana

Prof. a : Patrícia Caldana CONJUNTOS NUMÉRICOS Podemos caracterizar um conjunto como sendo uma reunião de elementos que possuem características semelhantes. Caso esses elementos sejam números, temos então a representação dos conjuntos

Leia mais

QUERIDO(A) ALUNO(A):

QUERIDO(A) ALUNO(A): 1 QUERIDO(A) ALUNO(A): SEJA BEM-VINDO AO CURSO LIVRE MATEMÁTICA PARA CONCURSOS I. ESTE CURSO OBJETIVA PRIORITARIAMENTE QUE VOCÊ DESENVOLVA COMPETÊNCIAS SIGNIFICATIVAS ATRAVÉS DOS TEMAS ABORDADOS PARA USO

Leia mais

TREINAMENTO MATEMÁTICA BÁSICA 1ª ETAPA

TREINAMENTO MATEMÁTICA BÁSICA 1ª ETAPA TREINAMENTO MATEMÁTICA BÁSICA 1ª ETAPA 1 Adição, subtração, multiplicação e divisão de números naturais e decimais Números Naturais Nos dias de hoje, em lugar das pedrinhas, utilizam-se, em todo o mundo,

Leia mais

Conjuntos. Notações e Símbolos

Conjuntos. Notações e Símbolos Conjuntos A linguagem de conjuntos é interessante para designar uma coleção de objetos. Quando os estatísticos selecionam indivíduos de uma população eles usam a palavra amostra, frequentemente. Todas

Leia mais

Pensamento. "A escada da sabedoria tem os degraus feitos de números." (Blavatsky) Prof. MSc. Herivelto Nunes

Pensamento. A escada da sabedoria tem os degraus feitos de números. (Blavatsky) Prof. MSc. Herivelto Nunes Aula Introdutória Álgebra Linear I- Abril 2017 Pensamento "A escada da sabedoria tem os degraus feitos de números." (Blavatsky) Prof. MSc. Herivelto Nunes Unidade Matrizes. Matrizes A matriz foi criada

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO PARA AFRFB PROFESSOR: GUILHERME NEVES

RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO PARA AFRFB PROFESSOR: GUILHERME NEVES Aula 4 1. Conjuntos....2 I. Relação de pertinência... 3 1. Formas de representação de um conjunto...7 2. Cardinal de um conjunto...8 II. Classificação dos conjuntos quanto à cardinalidade... 8 3. Conjunto

Leia mais

Deixando de odiar Matemática Parte 5

Deixando de odiar Matemática Parte 5 Deixando de odiar Matemática Parte Adição e Subtração de Frações Multiplicação de frações Divisão de Frações 7 1 Adição e Subtração de Frações Para somar (ou subtrair) duas ou mais frações de mesmo denominador,

Leia mais

Construção da Matemática e formalização do número natural

Construção da Matemática e formalização do número natural Construção da Matemática e formalização do número natural 1. O número Os números são um dos dois objetos principais de que se ocupa a Matemática. O outro é o espaço, junto com as figuras geométricas nele

Leia mais

MÓDULO II. Operações Fundamentais em Z. - Sinais iguais das parcelas, somam-se conservando o sinal comum. Exemplo: 2 4 = 6

MÓDULO II. Operações Fundamentais em Z. - Sinais iguais das parcelas, somam-se conservando o sinal comum. Exemplo: 2 4 = 6 1 MÓDULO II Nesse Módulo vamos aprofundar as operações em Z. Para introdução do assunto, vamos percorrer a História da Matemática, lendo os textos dispostos nos links a seguir: http://www.vestibular1.com.br/revisao/historia_da_matematica.doc

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DO AMANHÃ. Profª: EDNALVA DOS SANTOS

SOCIEDADE EDUCACIONAL DO AMANHÃ. Profª: EDNALVA DOS SANTOS SOCIEDADE EDUCACIONAL DO AMANHÃ Profª: EDNALVA DOS SANTOS 1 Frações O que são? 2 Para representar os números fracionários foi criado um símbolo, que é a fração. Sendo a e b números naturais e b 0 (b diferente

Leia mais

Podemos concluir que o surgimento do número fracionário veio da necessidade de representar quantidades menores que inteiros, por exemplo, 1 bolo é um

Podemos concluir que o surgimento do número fracionário veio da necessidade de representar quantidades menores que inteiros, por exemplo, 1 bolo é um FRAÇÕES Podemos concluir que o surgimento do número fracionário veio da necessidade de representar quantidades menores que inteiros, por exemplo, 1 bolo é um inteiro, mas se comermos um pedaço, qual seria

Leia mais

MATRIZES E DETERMINANTES

MATRIZES E DETERMINANTES MATRIZES E DETERMINANTES Matrizes Para representar matrizes, utilizamos a disposição de uma tabela. Chamamos de matriz toda a tabela m x n ( lê-se m por n ) em que números estão dispostos em linhas (m)

Leia mais

Veja, no quadro a seguir, as principais mudanças ocorridas nos símbolos indoarábicos,

Veja, no quadro a seguir, as principais mudanças ocorridas nos símbolos indoarábicos, PROJETO DE EXTENSÃO ENSINANDO E APREDENDO MATEMATICA UNAMA Universidade da Amazônia Nível Fundamental II (5ª série) Professora: Vanessa Costa 1. SISTEMAS DE NUMERAÇÃO INDO- ARÁBICO OU SISTEMAS DE NUMERAÇÃO

Leia mais

AULA 01: RACIOCÍNIO LÓGICO. 1. Tópicos de matemática básica Resolução de questões Questões apresentadas na aula 78 4.

AULA 01: RACIOCÍNIO LÓGICO. 1. Tópicos de matemática básica Resolução de questões Questões apresentadas na aula 78 4. AULA 01: RACIOCÍNIO LÓGICO SUMÁRIO PÁGINA 1. Tópicos de matemática básica 01 2. Resolução de questões 42 3. Questões apresentadas na aula 78 4. Gabarito 94 Olá! Hoje iniciamos o nosso curso de Raciocínio

Leia mais

MATEMÁTICA I. Ana Paula Figueiredo

MATEMÁTICA I. Ana Paula Figueiredo I Ana Paula Figueiredo Números Reais IR O conjunto dos números Irracionais reunido com o conjunto dos números Racionais (Q), formam o conjunto dos números Reais (IR ). Assim, os principais conjuntos numéricos

Leia mais

-Roteiro do professor-

-Roteiro do professor- NÚMEROS INTEIROS -Roteiro do professor- Introdução teórica: As regras de sinais nas operações com números inteiros, em geral, causam dificuldades de aprendizagem aos alunos, ocasionando seqüelas no desenvolvimento

Leia mais

ADIÇÃO mesma natureza homogêneas Como fazer Exemplo heterogêneas Como fazer Exemplo

ADIÇÃO mesma natureza homogêneas Como fazer Exemplo heterogêneas Como fazer Exemplo ADIÇÃO É a operação que tem por fim determinar uma fração que contenha todas as unidades e partes de unidades de várias parcelas de mesma natureza. Entende-se por mesma natureza as frações que exprimem

Leia mais

Aula 6: Aritmética em Bases Não Decimais

Aula 6: Aritmética em Bases Não Decimais Aula 6: Aritmética em Bases Não Decimais Diego Passos Universidade Federal Fluminense Fundamentos de Arquiteturas de Computadores Diego Passos (UFF) Aritmética em Bases Não Decimais FAC 1 / 35 Introdução

Leia mais

[ ] EXEMPLOS: Muitas vezes precisamos montar uma Matriz a partir de uma lei geral. Analise os exemplos a seguir:

[ ] EXEMPLOS: Muitas vezes precisamos montar uma Matriz a partir de uma lei geral. Analise os exemplos a seguir: MATRIZES CONCEITO: Um conjunto de elementos algébricos dispostos em uma tabela retangular com linhas e colunas é uma Matriz. A seguir, vemos um exemplo de Matriz de 3 linhas e 4 colunas, e que representaremos

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas Números Irracionais e Reais Oitavo Ano Prof. Ulisses Lima Parente 1 Os números irracionais Ao longo deste módulo, vimos que a representação

Leia mais

2. Números Inteiros. A representação gráfica dos números Inteiros Os números podem ser representados numa reta horizontal, a reta numérica:

2. Números Inteiros. A representação gráfica dos números Inteiros Os números podem ser representados numa reta horizontal, a reta numérica: . Números Inteiros Sempre que estamos no inverno as temperaturas caem. Algumas cidades do Sul do Brasil chegam até mesmo a nevar. Quando isso acontece, a temperatura está menor do que zero. Em Urupema,

Leia mais

OPERAÇÕES COM NÚMEROS INTEIROS

OPERAÇÕES COM NÚMEROS INTEIROS ADIÇÃO DE NÚMEROS INTEIROS COM SINAIS IGUAIS OPERAÇÕES COM NÚMEROS INTEIROS 1º Caso: (+3 ) + (+4) = + 7 +3 + 4 = + 7 ADIÇÃO DE NÚMEROS INTEIROS Quando duas parcelas são positivas, o resultado da adição

Leia mais

Apostila de Revisão dos Fundamentos Básicos da Álgebra. (versão 1: 12/03/2012)

Apostila de Revisão dos Fundamentos Básicos da Álgebra. (versão 1: 12/03/2012) Apostila de Revisão dos Fundamentos Básicos da Álgebra (versão 1: 12/03/2012) 1. Operações com frações 1.1. Fração A representação de uma fração é dada dois valores separados por uma barra horizontal.

Leia mais

Equipe de Matemática MATEMÁTICA. Matrizes

Equipe de Matemática MATEMÁTICA. Matrizes Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 14B Ensino Médio Equipe de Matemática Data: MATEMÁTICA Matrizes Introdução O crescente uso dos computadores tem feito com que a teoria das matrizes seja cada vez mais

Leia mais

REVISÃO DOS CONTEÚDOS

REVISÃO DOS CONTEÚDOS REVISÃO DOS CONTEÚDOS As quatro operações fundamentais As operações fundamentais da matemática são quatro: Adição (+), Subtração (-), Multiplicação (* ou x ou.) e Divisão (: ou / ou ). Em linguagem comum,

Leia mais

Os números inteiros. Capítulo 2

Os números inteiros. Capítulo 2 6 Capítulo 2 Os números inteiros Intuitivamente, o conjunto Z dos números inteiros é composto pelos números naturais e pelos "negativos". Como justificamos de uma forma simples qual a origem dos números

Leia mais

O conjunto dos números naturais é representado pela letra N e possui como elementos: N = { 0, 1, 2, 3, 4,...}

O conjunto dos números naturais é representado pela letra N e possui como elementos: N = { 0, 1, 2, 3, 4,...} 07 I. Números naturais e inteiros O conjunto dos números naturais é representado pela letra N e possui como elementos: N = { 0,,,, 4,...} Já o conjunto dos números inteiros é representado pela letra Z

Leia mais

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! MATEMÁTICA BÁSICA

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora!  MATEMÁTICA BÁSICA MATEMÁTICA BÁSICA CONJUNTOS Conjunto é um grupo de objeto e cada objeto que forma o conjunto é chamado elemento. Ex.: Conjunto de vogais do alfabeto Elementos: a, e, i, o, u Conjunto das cores da bandeira

Leia mais

Nivelamento de Matemática Centro Universitário Leonardo da Vinci. Organização Cristiane Bonatti. Reitor da UNIASSELVI Prof.

Nivelamento de Matemática Centro Universitário Leonardo da Vinci. Organização Cristiane Bonatti. Reitor da UNIASSELVI Prof. Rodovia BR 470, km 71, n 1.040, Bairro Benedito Caixa postal n 191 - CEP: 89.130-000. lndaial-sc Fone: (0xx47) 3281-9000/3281-9090 Home-page: www.uniasselvi.com.br Nivelamento de Matemática Centro Universitário

Leia mais

A representação geométrica dos novos números. Por quê é necessário representar os novos números no plano?

A representação geométrica dos novos números. Por quê é necessário representar os novos números no plano? Page 1 of 5 A representação geométrica dos novos números O impasse surgido com a descoberta da solução da cúbica permaneceu sem solução durante mais de 2 séculos. Não houve nenhum progresso nesse assunto,

Leia mais

Observação: Todas as letras em negrito abaixo (x, y, z, a e b) representam números reais.

Observação: Todas as letras em negrito abaixo (x, y, z, a e b) representam números reais. Para mostrar que menos vezes menos dá mais precisamos admitir alguns fatos relacionados aos números reais. Vamos chamá-los de axiomas e simplesmente aceitá-los como sendo válidos: Observação: Todas as

Leia mais

D 7 C 4 U 5. MATEMÁTICA Revisão Geral Aula 1 - Parte 1. Professor Me. Álvaro Emílio Leite. Valor posicional dos números. milésimos décimos.

D 7 C 4 U 5. MATEMÁTICA Revisão Geral Aula 1 - Parte 1. Professor Me. Álvaro Emílio Leite. Valor posicional dos números. milésimos décimos. MATEMÁTICA Revisão Geral Aula 1 - Parte 1 Professor Me. Álvaro Emílio Leite O que é um algarismo? É um símbolo que utilizamos para formar e representar os números. Exemplo: Os algarismos que compõem o

Leia mais

Decomposição de um número composto. Todo número composto pode ser decomposto em fatores primos Ex: = 2 2 X 3 X 5 X 7

Decomposição de um número composto. Todo número composto pode ser decomposto em fatores primos Ex: = 2 2 X 3 X 5 X 7 Decomposição de um número composto Todo número composto pode ser decomposto em fatores primos Ex: 420 2 210 2 105 3 35 5 7 7 1 420= 2 2 X 3 X 5 X 7 Determinação do número de divisores de um número natural

Leia mais

Introdução: A necessidade de ampliação dos conjuntos Numéricos. Considere incialmente o conjunto dos números naturais :

Introdução: A necessidade de ampliação dos conjuntos Numéricos. Considere incialmente o conjunto dos números naturais : Introdução: A necessidade de ampliação dos conjuntos Numéricos Considere incialmente o conjunto dos números naturais : Neste conjunto podemos resolver uma infinidade de equações do tipo A solução pertence

Leia mais

a 11 a a 1n a 21 a a 2n A = a m1 a m2... a mn

a 11 a a 1n a 21 a a 2n A = a m1 a m2... a mn Matrizes Definição Definição Uma matriz m n é uma tabela de mn números dispostos em m linhas e n colunas a 11 a 1 a 1n a 1 a a n a m1 a m a mn Embora a rigor matrizes possam ter quaisquer tipos de elementos,

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 MATEMÁTICA (2º ciclo)

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 MATEMÁTICA (2º ciclo) (2º ciclo) 5º ano Operações e Medida Tratamento de Dados Efetuar com números racionais não negativos. Resolver problemas de vários passos envolvendo com números racionais representados por frações, dízimas,

Leia mais

Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações

Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações 1. A Base de Nosso Sistema Numérico Se observarmos a história, nós veremos que os primeiros números usados pelos humanos

Leia mais

ÁLGEBRA LINEAR. Espaços Vetoriais. Prof. Susie C. Keller

ÁLGEBRA LINEAR. Espaços Vetoriais. Prof. Susie C. Keller ÁLGEBRA LINEAR Espaços Vetoriais Prof. Susie C. Keller Introdução Com doze andares de altura e pesando 75 toneladas, o US Columbia partiu majestosamente de sua plataforma de lançamento numa manhã fresca

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO PARA AFRFB PROFESSOR: GUILHERME NEVES. Módulo de um número real... 2 Equações modulares... 5

RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO PARA AFRFB PROFESSOR: GUILHERME NEVES. Módulo de um número real... 2 Equações modulares... 5 Aula 6 Parte 3 Módulo de um número real... Equações modulares... 5 Prof. Guilherme Neves www.pontodosconcursos.com.br 1 Módulo de um número real Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Nesta terceira parte da

Leia mais

Multiplicação Divisão

Multiplicação Divisão Multiplicação Divisão 1 Introdução Nesta aula iremos analisar como podemos usar o Sistema Numérico para calcular operações básicas usando a Aritmética Decimal na: Multiplicação; Divisão. 2 MULTIPLICAÇÃO

Leia mais

A Matemática é assim: ela representa objetos por símbolos. Podemos interpretar o desenho da figura anterior de duas maneiras: r-- ~

A Matemática é assim: ela representa objetos por símbolos. Podemos interpretar o desenho da figura anterior de duas maneiras: r-- ~ Aula 9 Vamos imaginar o seguinte: você precisa saber quanto é 14 x 12, mas ainda não sabe fazer esta conta e, também, não dispõe de uma calculadora para ajudá-ia. Um amigo sugeriu que você fizesse 140

Leia mais

Apresentar o conceito de anel, suas primeiras definições, diversos exemplos e resultados. Aplicar as propriedades dos anéis na relação de problemas.

Apresentar o conceito de anel, suas primeiras definições, diversos exemplos e resultados. Aplicar as propriedades dos anéis na relação de problemas. Aula 10 O CONCEITO DE ANEL META Apresentar o conceito de anel, suas primeiras definições, diversos exemplos e resultados. OBJETIVOS Definir, exemplificar e classificar anéis. Aplicar as propriedades dos

Leia mais

Definimos como conjunto uma coleção qualquer de elementos.

Definimos como conjunto uma coleção qualquer de elementos. Conjuntos Numéricos Conjunto Definimos como conjunto uma coleção qualquer de elementos. Exemplos: Conjunto dos números naturais pares; Conjunto formado por meninas da 6ª série do ensino fundamental de

Leia mais

Aula 8: Complemento a Um e Complemento a Dois

Aula 8: Complemento a Um e Complemento a Dois Aula 8: Complemento a Um e Complemento a Dois Diego Passos Universidade Federal Fluminense Fundamentos de Arquiteturas de Computadores Diego Passos (UFF) Complemento a Um e Complemento a Dois FAC 1 / 40

Leia mais

2 Representação numérica

2 Representação numérica 2 Representação numérica Agora que já conhecemos um pouco da história da Computação e da arquitetura de um computador, estudaremos como podemos representar números em outras bases numéricas e como algumas

Leia mais

Matemática Básica. Capítulo Conjuntos

Matemática Básica. Capítulo Conjuntos Capítulo 1 Matemática Básica Neste capítulo, faremos uma breve revisão de alguns tópicos de Matemática Básica necessários nas disciplinas de cálculo diferencial e integral. Os tópicos revisados neste capítulo

Leia mais

FRAÇÕES. O QUE É UMA FRAÇÃO? Fração é um número que exprime uma ou mais partes iguais em que foi dividida uma unidade ou um inteiro.

FRAÇÕES. O QUE É UMA FRAÇÃO? Fração é um número que exprime uma ou mais partes iguais em que foi dividida uma unidade ou um inteiro. FRAÇÕES O QUE É UMA FRAÇÃO? Fração é um número que exprime uma ou mais partes iguais em que foi dividida uma unidade ou um inteiro. Assim, por exemplo, se tivermos uma pizza inteira e a dividimos em quatro

Leia mais

EXPRESSÕES NUMÉRICAS FRACIONÁRIAS

EXPRESSÕES NUMÉRICAS FRACIONÁRIAS EXPRESSÕES NUMÉRICAS FRACIONÁRIAS Introdução: REGRA DE SINAIS PARA ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO: Sinais iguais: Adicionamos os algarismos e mantemos o sinal. Sinais diferentes: Subtraímos os algarismos e aplicamos

Leia mais

Matemática Aula 1-8º Ano. Aulas Presenciais Aulas AVA-EaD Prof.(a) Patrícia Caldana

Matemática Aula 1-8º Ano. Aulas Presenciais Aulas AVA-EaD Prof.(a) Patrícia Caldana Aula 1-8º Ano Aulas Presenciais Aulas AVA-EaD Prof.(a) Patrícia Caldana OPERAÇÕES COM NÚMEROS INTEIROS O conjunto dos números inteiros é formado pelos algarismos inteiros positivos e negativos e o zero.

Leia mais

Abertura Ver ângulo. Abreviar Significa valer-se de métodos que facilitem as operações. Exemplos: 1) = ( ) + 25 = = 125

Abertura Ver ângulo. Abreviar Significa valer-se de métodos que facilitem as operações. Exemplos: 1) = ( ) + 25 = = 125 A Abertura Ver ângulo. Abreviar Significa valer-se de métodos que facilitem as operações. Exemplos: 1) 24 + 25 + 76 = (24 + 76) + 25 = 100 + 25 = 125 2) 192 + 65 = (200 8) + 65 = 200 + 65 8 = 200 + 57

Leia mais

ANÉIS. Professora: Elisandra Bär de Figueiredo

ANÉIS. Professora: Elisandra Bär de Figueiredo Professora: Elisandra Bär de Figueiredo ANÉIS DEFINIÇÃO 1 Um sistema matemático (A,, ) constituído de um conjunto não vazio A e duas leis de composição interna sobre A, uma adição: (x, y) x y e uma multiplicação

Leia mais

Matemática em Libras. Parte 4 Quatro operações. Professora Surda Zanúbia Dada

Matemática em Libras. Parte 4 Quatro operações. Professora Surda Zanúbia Dada Matemática em Libras Parte 4 Quatro operações Professora Surda Zanúbia Dada Campo Grande - MS 2015 Quatro Operações Profª Surda Zanúbia Dada 1 Ensinando os alunos surdos como fazer adição 4 + 5 = 9 6 +

Leia mais

Aula 2 Senado Federal

Aula 2 Senado Federal 1 Aula 2 Senado Federal RAZÃO E PROPORÇÃO... 2 GRANDEZAS DIRETAMENTE/INVERSAMENTE PROPORCIONAIS... 22 REGRA DE TRÊS... 25 Conjuntos Numéricos... 34 Conjunto dos Números Naturais... 35 Operações com números

Leia mais

Critérios de divisibilidade Para alguns números como o dois, o três, o cinco e outros, existem regras que permitem verificar a divisibilidade sem se

Critérios de divisibilidade Para alguns números como o dois, o três, o cinco e outros, existem regras que permitem verificar a divisibilidade sem se Critérios de divisibilidade Para alguns números como o dois, o três, o cinco e outros, existem regras que permitem verificar a divisibilidade sem se efetuar a divisão. Essas regras são chamadas de critérios

Leia mais

Deixando de odiar Matemática Parte 4

Deixando de odiar Matemática Parte 4 Deixando de odiar Matemática Parte 4 Fatoração 2 Quantidade de divisores de um número natural 3 Mínimo Múltiplo Comum 5 Simplificação de Frações 7 Máximo Divisor Comum 8 Método da Fatoração Simultânea

Leia mais

ÁLGEBRA DE BOOLE POSTULADOS, TEOREMAS E PROPRIEDADES

ÁLGEBRA DE BOOLE POSTULADOS, TEOREMAS E PROPRIEDADES ÁLGEBRA DE BOOLE POSTULADOS, TEOREMAS E PROPRIEDADES A aplicação principal da álgebra de Boole é o estudo e a simplificação algébrica de circuitos lógicos. As variáveis booleanas podem assumir apenas dois

Leia mais

ÁBACO VERTICAL. 1º. Passo: Explicar aos alunos o significado de cada pino do ábaco.

ÁBACO VERTICAL. 1º. Passo: Explicar aos alunos o significado de cada pino do ábaco. ÁBACO VERTICAL É de extrema importância que os alunos construam os conceitos de número já nas séries iniciais, a fim de que estes evoluam do concreto aos estágios de abstração. Os Parâmetros Curriculares

Leia mais

Representações de Números Inteiros: Sinal e Magnitude e Representação em Excesso de k

Representações de Números Inteiros: Sinal e Magnitude e Representação em Excesso de k Representações de Números Inteiros: Sinal e Magnitude e Representação em Excesso de k Cristina Boeres Instituto de Computação (UFF) Fundamentos de Arquiteturas de Computadores Material de Fernanda Passos

Leia mais

NÚMEROS RACIONAIS OPERAÇÕES

NÚMEROS RACIONAIS OPERAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE ANGRA DOS REIS DISCIPLINA: MATEMÁTICA CONTEÚDO E MÉTODO Período: 2016.2 NÚMEROS RACIONAIS OPERAÇÕES Prof. Adriano Vargas Freitas Noção de número

Leia mais

Matemática Conjuntos - Teoria

Matemática Conjuntos - Teoria Matemática Conjuntos - Teoria 1 - Conjunto: Conceito primitivo; não necessita, portanto, de definição. Exemplo: conjunto dos números pares positivos: P = {2,4,6,8,10,12,... }. Esta forma de representar

Leia mais

Aula 01 Raciocínio Lógico-Matemático p/ TRF-4 - Todos os Cargos - Com Videoaulas

Aula 01 Raciocínio Lógico-Matemático p/ TRF-4 - Todos os Cargos - Com Videoaulas Aula 01 Raciocínio Lógico-Matemático p/ TRF-4 - Todos os Cargos - Com Videoaulas Professor: Arthur Lima ! # %& AULA 01: Tópicos de matemática básica SUMÁRIO PÁGINA 1. Teoria 01 2. Resolução de questões

Leia mais

Profs. Alexandre Lima e Moraes Junior 1

Profs. Alexandre Lima e Moraes Junior  1 Raciocínio Lógico-Quantitativo para Traumatizados Aula 07 Matrizes, Determinantes e Solução de Sistemas Lineares. Conteúdo 7. Matrizes, Determinantes e Solução de Sistemas Lineares...2 7.1. Matrizes...2

Leia mais

POLINÔMIOS. Operadores aritméticos: Adição, subtração, multiplicação e potenciação.

POLINÔMIOS. Operadores aritméticos: Adição, subtração, multiplicação e potenciação. POLINÔMIOS Prof. Patricia Caldana Um polinômio é uma expressão algébrica formada por monômios e operadores aritméticos. O monômio é estruturado por números (coeficientes) e variáveis (parte literal) em

Leia mais

MONÔMIOS E POLINÔMIOS

MONÔMIOS E POLINÔMIOS MONÔMIOS E POLINÔMIOS Problema: Observa as figuras. 6-9 6 4 Sabendo que as figuras são equivalentes, determina as dimensões do retângulo. Resolução: Se as figuras são equivalentes significa que têm a mesma

Leia mais

Conjunto dos Números Complexos

Conjunto dos Números Complexos Conjunto dos Unidade Imaginária Seja a equação: x + 0 Como sabemos, no domínio dos números reais, esta equação não possui solução, criou-se então um número cujo quadrado é. Esse número, representado pela

Leia mais

Cálculo Numérico Noções básicas sobre erros

Cálculo Numérico Noções básicas sobre erros Cálculo Numérico Noções básicas sobre erros Profa. Vanessa Rolnik 1º semestre 2015 Fases da resolução de problemas através de métodos numéricos Problema real Levantamento de Dados Construção do modelo

Leia mais

PLANO DE AULA. Números inteiros. Usamos Z, original da palavra Zahl, que, em alemão, significa número. (SILVEIRA, 2015).

PLANO DE AULA. Números inteiros. Usamos Z, original da palavra Zahl, que, em alemão, significa número. (SILVEIRA, 2015). UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA UNIPAMPA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA- PIBID/ SUBPROJETO MATEMÁTICA ESCOLA DE ENCINO FUNDAMENTAL PATRICIO DIAS FERREIRA PLANO DE AULA Coordenador

Leia mais

REVISÃO DOS CONTEÚDOS

REVISÃO DOS CONTEÚDOS REVISÃO DOS CONTEÚDOS As quatro operações fundamentais As operações fundamentais da matemática são quatro: Adição (+), Subtração (-), Multiplicação (* ou x ou.) e Divisão (: ou / ou ). Em linguagem comum,

Leia mais

Álgebra Moderna Profª Ana Paula OPERAÇÕES

Álgebra Moderna Profª Ana Paula OPERAÇÕES Álgebra Moderna Profª Ana Paula OPERAÇÕES Definição 1: Sendo E. Toda aplicação f : E E E recebe o nome de operação sobre E (ou em E) ou lei de composição interna sobre E (ou em E). Notação: f : E E E fx,

Leia mais

Aula 03: Potenciação, Radiciação, Expressões Algébricas, Fatoração e Produtos Notáveis.

Aula 03: Potenciação, Radiciação, Expressões Algébricas, Fatoração e Produtos Notáveis. Aula 03: Potenciação, Radiciação, Expressões Algébricas, Fatoração e Produtos Notáveis. GST1073 Fundamentos de Matemática Fundamentos de Matemática Aula 3 - Potenciação, Radiciação, Expressões Algébricas,

Leia mais

Existem conjuntos em todas as coisas e todas as coisas são conjuntos de outras coisas.

Existem conjuntos em todas as coisas e todas as coisas são conjuntos de outras coisas. MÓDULO 3 CONJUNTOS Saber identificar os conjuntos numéricos em diferentes situações é uma habilidade essencial na vida de qualquer pessoa, seja ela um matemático ou não! Podemos dizer que qualquer coisa

Leia mais

Introdução à Computação

Introdução à Computação Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Introdução à Computação A Informação

Leia mais

RADICIAÇÃO, POTENCIAÇÃO, LOGARITMAÇÃO. Potência POTENCIAÇÃO, RADICIAÇÃO E LOGARITMAÇÂO NOS NÚMEROS REAIS. Potenciação 1

RADICIAÇÃO, POTENCIAÇÃO, LOGARITMAÇÃO. Potência POTENCIAÇÃO, RADICIAÇÃO E LOGARITMAÇÂO NOS NÚMEROS REAIS. Potenciação 1 RADICIAÇÃO, POTENCIAÇÃO, LOGARITMAÇÃO Potência POTENCIAÇÃO, RADICIAÇÃO E LOGARITMAÇÂO NOS NÚMEROS REAIS Potenciação 1 Neste texto, ao classificarmos diferentes casos de potenciação, vamos sempre supor

Leia mais

Provão. Matemática 4 o ano

Provão. Matemática 4 o ano Provão Matemática 4 o ano 21 Com base em seus estudos sobre sistema de numeração decimal, marque a alternativa correta para escrevermos por extenso, os números: 1.423 94 195 a) Mil quatrocentos e vinte

Leia mais

Números Racionais. Matemática - UEL Compilada em 25 de Março de 2010.

Números Racionais. Matemática - UEL Compilada em 25 de Março de 2010. Matemática Essencial Números Racionais Conteúdo Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 25 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel.br/matessencial/ 1 Relacionando

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO PCC- Ambiente Virtuais de Aprendizagem

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO PCC- Ambiente Virtuais de Aprendizagem UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO PCC- Ambiente Virtuais de Aprendizagem ATIVIDADE PRÁTICA DIA 30 DE SETEMBRO DE 2017 EDUCANDOS JHONSON DOUGLAS

Leia mais

Capítulo 1. Os Números. 1.1 Notação. 1.2 Números naturais não nulos (inteiros positivos) Última atualização em setembro de 2017 por Sadao Massago

Capítulo 1. Os Números. 1.1 Notação. 1.2 Números naturais não nulos (inteiros positivos) Última atualização em setembro de 2017 por Sadao Massago Capítulo 1 Os Números Última atualização em setembro de 2017 por Sadao Massago 1.1 Notação Números naturais: Neste texto, N = {0, 1, 2, 3,...} e N + = {1, 2, 3, }. Mas existem vários autores considerando

Leia mais

Operações com números binários

Operações com números binários Operações com números binários Operações com sistemas de numeração Da mesma forma que se opera com os números decimais (somar, subtrair, multiplicar e dividir) é possível fazer essas mesmas operações com

Leia mais

Racionalização de denominadores

Racionalização de denominadores Racionalização de denominadores Para racionalizar o denominador de uma fração, devemos multiplicar os termos desta fração por uma expressão com radical, denominado fator racionalizante, de modo a obter

Leia mais