de Governança Municipal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "de Governança Municipal"

Transcrição

1 infrmativ 1 ª Edição utubro, 2009 Assessor Público promove Circuito de Governança Municipal 1º Circuito Assessor Público de Governança Municipal foi desenvolvido no dia 22 de outubro em Araçatuba e reuniu dezenas de representantes de prefeituras. Durante o encontro, participantes trocaram experiências sobre problemas de gestão municipal, conheceram detalhes de sistemas já em operação em centenas de municípios e receberam informações sobre novos trabalhos, como o Portal da Transparência Municipal (que vai atender as necessidades dos Administradores em cumprir nova exigência legal), o Inteligência Gerencial Pública e o Programa de Consultoria Arrecadamax. A palavra dos parceiros Agentes públicos que atuam há muitos anos na administração municipal participaram do Circuito e destacaram a amplitude dos sistemas oferecidos pelo grupo Assessor Público, que são aplicados em todas as áreas da administração. Falaram, também, sobre o Circuito e a necessidade de repetir o encontro com gestores públicos. Programa Arrecadamax Para cumprir planos de trabalho, os gestores públicos precisam de recursos. Nem todos sabem que é possível aumentar a arrecadação apenas com planejamento e ações coordenadas. Sistemas do Assessor Público, já em operação, são importantes ferramentas neste trabalho e municípios confirmam aumento da arrecadação. Inteligência Gerencial Pública Business Intelligence (BI) ou Inteligência Empresarial surgiu na década de 80 para acessar dados e filtrar informações em bancos de dados, criando oportunidades de negócios. Assessor Público criou o BI para o setor público, o revolucionário sistema Inteligência Gerencial Pública, com amplo banco de informações.

2 P 2 ISS nline contribui para redução da sonegação e aumento da arrecadação programa ISS nline, desenvovido pelo Asssessor Público, é uma importante ferramenta para redução da sonegação, refletindo positivamente no aumento da arrecadação. Durante o encontro com gestores municipais, Bruno G u e r r e i r o, da Área de Desenvolv i m e n t o, apresentou detalhes do p r o g r a m a ISS nline, que já está em operação em vários municípios. Segundo Guerreiro, o Programa ISS nline permite ao gestor público maior controle sobre a emissão de notas fiscais, o que reduz a sonegação. No entanto, não basta a simples instalação do programa. É necessária ação governamental para que tudo funcione perfeitamente e os objetivos sejam alcançados. Ao falar sobre o ISS n- Line, Guerreiro explicou que o sistema permite controle sobre a emissão de talonários Bruno Guerreiro do ISSQN como também permite a emissão de nota fiscal eletrônica. Esta é uma decisão do município, disse, salientando que os dois métodos podem ser operados simultaneamente para atender às necessidades de todos os contribuintes. Devemos respeitar as características de cada prestador de serviçoscontribuinte, acrescentou. No município de Lins, o programa informatizado já está em operação há alguns anos e os resultados são positivos, como atesta o fiscal de tributos Augusto César Franco Florentino, há 12 anos no município. Para ele, a justiça tributária é questão de cidadania. aumento na arrecadação, segundo Augusto César, é resultado da educação fiscal também facilitada pela utilização do programa ISS nline. Augusto César Franco Florentino e Carla Syoto (Lins) Programas específicos para cada setor Hevandro Ferreira Diretor de p e r a ç õ e s, H e v a n d r o Ferreira, falou sobre os vários programas desenvolvidos pelo Assessor Público e que se destinam a setores específicos da administração. Além disso, ele explicou que há conectividade e integração total entre os programas, o que resulta em banco de dados completo, facilitando a ação do gestor público. Ferreira falou mais especificamente sobre o Programa de Gestão de Receitas, importante ferramenta para o administrador público acompanhar a evolução das receitas e traçar planos estratégicos para execução de obras e serviços de acordo com a disponibilidade de caixa e os programas do Plano Plurianual PPA. A Lei de Responsabilidade Fiscal impõe sérias restrições aos gestores públicos, que devem estar atentos às receitas e despesas. Segundo ele, como os programas são interligados, todo este trabalho fica mais fácil.

3 Antecipamos soluções para problemas de gestão pública, garante diretor P 3 Roberto Alves Diretor de Negócios do Assessor Público, Roberto Alves, abriu o Circuito falando sobre o trabalho desenvolvido pela empresa ao longo de mais de 20 anos de atuação. Hoje estamos presentes em 443 municípios de 12 estados brasileiros e com ações internacionais em Angola e Peru, disse o executivo. crescimento da empresa com ampliação contínua de clientes é resultado do trabalho de pesquisa de seu quadro técnico, que antecipa soluções para problemas que podem surgir. Procuramos andar na frente, disse Roberto Alves. De forma direta e simplificada, Roberto Alves falou sobre os 22 sistemas (softwares) disponibilizados pelo Assessor Público e que contemplam todos os setores da administração pública em diferentes níveis. Segundo o diretor, o objetivo do Circuito Assessor Público é promover o encontro entre gestores municipais que trabalham com os sistemas da empresa ou similares para que possam expor suas experiências, preocupações e dificuldades e juntos buscarem soluções. Proveito de todos Para o executivo, os problemas de gestão dos municípios brasileiros são praticamente os mesmos, com raras exceções, devido às particularidades de determinada região. Por isso, para Roberto Alves, o que é bom em um município certamente será bem aproveitado em outro. Queremos, a partir do desenvolvimento dos Circuitos, criar uma rede de comunicação, com características colaborativas, entre gestores para troca de informações e experiências administrativas, acrescenta Roberto Alves. Produtos Durante o encontro de gestores municipais, Roberto Alves falou sobre os vários sistemas desenvolvidos pelo Assessor Público e as diversas aplicações nas administrações municipais. No entanto, reconheceu que muitos clientes não exploram todas as ferramentas disponíveis. Queremos estimular o uso dos sistemas já disponíveis, acrescentou, frisando como exemplo o Nota Fiscal n Line. Por meio deste sistema é possível aumentar a arrecadação do ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) com a redução da sonegação. Há vários outros sistemas subutilizados, explicou Roberto Alves, que acrescentou Temos o sistema adequado a cada setor e situação, de fácil integração com outros sistemas. Esse é o nosso diferencial. Estrutura Sistema Integrado de Inteligência Gerencial Pública Sistema Integrado de Gestão Fiscal Sistema Integrado de Gestão Social Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão s softwares do Assessor Público estão instalados em milhares de terminais em centenas de cidades. Com isso, envolvem milhares de pessoas na operação, o que resulta no armazenamento de dados abrangendo elevado número de cidadãos. Como trabalhamos para aperfeiçoar o serviço público e a qualidade do atendimento à população, temos estrutura para garantir perfeito atendimento. São mais de 300 colaboradores estrategicamente instalados e prontos para atender qualquer eventualidade, finalizou Roberto Alves.

4 P 4 Aumentar a arrecadação é o maior desafio das administrações municipais s gestores públicos municipais, de um modo geral, ficam atentos apenas às maiores fontes de receita do município, como os repasses legais FPM (Fundo de Participação dos Municípios, pelo governo federal) e ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, pelo governo estadual) e os tributos próprios, como IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza). No entanto, por meio de sistemas adequados, planejamento e ações efetivas, é possível aumentar a arrecadação de tributos e aumentar as fontes de receita. Esta é a proposta do Programa de Consultoria Arrecadamax, apresentado pelo Assessor Público no seu primeiro Circuito de Governança Municipal. programa foi apresentado pelo professor, consultor, advogado e Fernando Martins e José Márcio de liveira (Itajobi) especialista em marketing público, Nelson Eduardo Pereira da Costa. Números apresentados pelo consultor surpreenderam experientes gestores municipais, como municípios que têm mais de 60% de inadimplência nos tributos, enquanto outros chegaram a ter Nelson Eduardo Pereira da Costa menos de 10%. A comparação que mais surpreendeu foi um município que recebe R$ 280 por habitante na área da saúde enquanto outro, na mesma região, recebe menos de R$ 30. segredo de tudo está no planejamento e ações coordenadas, explica Nelson Eduardo, que defende a criação de Núcleos de Gestão Estratégica das Receitas (comitês) nas prefeituras para acompanhamento da arrecadação. Com as ferramentas adequadas e planejamento, estes núcleos podem r e v o l u c i o n a r a arrecadação municipal, disse o consultor, explicando que em um município da região, que criou uma central de gerenciamento de convênios conseguiu em dois anos mais recursos federais e estaduais do que os 70 anos de história da cidade. palestrante, no entanto, afirma com veemência que a boa comunicação com os públicos de cada campanha é indispensável para o sucesso de qualquer plano que necessita da mobilização popular, ou seja, o governante precisa dispor Wanderson Costas e Luiz Marcelo Samparras (Rancharia) de pessoal nas áreas da publicidade, do jornalismo e das relações públicas, sejam servidores, profissionais ou empresas contratadas. Segundo Nelson Eduardo, o Assessor Público tem sistemas e demais ferramentas necessárias para incremento da arrecadação, aliando ações políticas com amparo técnico. Mostramos que é possível aumentar a arrecadação usando as ferramentas adequadas e sem aumentar a carga tributária. Basta ter vontade política e ousadia para enfrentar desafios acrescentou o especialista. Emerson Gonzalez e Meire kida (Guaraçaí)

5 P 5 IPTU Em sua palestra, Nelson Eduardo mostrou que os municípios podem aumentar significativamente a arrecadação com ações simples e eficazes, envolvendo toda a comunidade. Ele sugere a separação do IPU (Imposto Predial Urbano) e ITU (Imposto Territorial Urbano) nos lançamentos contábeis, para facilitar o processo de análise. utra sugestão do especialista é que para a atualização do valor dos imóveis a população tenha ação participativa. Executivo organiza os encontros e em audiências públicas se discutem os valores dos imóveis, posteriormente ratificados pela Câmara. No caso dos impostos predial, territorial e rural, o governante pode aplicar fator redutor no valor de venda para efeito de lançamento e cobrança dos tributos, mas pode manter o valor real no caso do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis). Isso reflete na arrecadação, sem aumento de alíquota, mas aplicando a justiça tributária. ISSQN Assessor Público esclareceu vários comandos do seu programa Nota Fiscal n Line, disponível em várias Prefeituras, porém subutilizados na sua aplicação. Com este software, os municípios podem aumentar substancialmente a receita apenas com a racionalização da cobrança, reduzindo a sonegação fiscal. Temos exemplo de municípios que conseguiram triplicar a receita do ISSQN em três anos, utilizando sistemas apropriados para controle da prestação de serviços, disse o consultor Nelson Eduardo. Ederaldo de Guedes (Caiuá), José Nilton Barbin e Luis Carlos Cuiao(Tambaú) Ezequiel Ferreira e Dirceu Rosa (Bilac) - Nelson Eduardo Pereira da Costa Para o consultor, é fundamental estimular o cidadão a pedir nota fiscal, seja de serviço ou mercadoria. Isso contribui para o aumento da receita de impostos federais e municipais. IPVA Embora o IPVA seja um tributo estadual, segundo Nelson Eduardo é possível aumentar a receita, já que 50% são repassados aos municípios. É preciso conscientizar os cidadãos a licenciarem seus veículos na cidade onde moram. A evasão é maior em municípios paulistas próximos à divisa com os estados de Mato Grosso do Sul e Paraná, onde o IPVA é mais barato. Alguns municípios conseguiram aumentar a receita estimulando os cidadãos a cobrarem seus amigos e vizinhos que licenciavam em outro estado. CNVÊNIS Nelson Eduardo explica que os municípios podem aumentar a arrecadação por meio de convênios. Não basta o prefeito pedir ao deputado que apresente emendas. É preciso ter estrutura para apresentar projetos e cobrar a liberação. Isso torna-se mais fácil com um Núcleo Gestor Mazenildo Pereira e André dos Santos (Bento de Abreu) de Convênios, que deve atuar como suporte permanente ao governante, pesquisando e relatando as oportunidades presentes nos editais dos governos federal e estadual. gestor público deve estar atento a todas as fontes de recursos para seu município. Ele deve acreditar e investir para colher bons resultados, finalizou Nelson Eduardo Pereira da Costa.

6 P 6 Consultor destaca programas do Assessor Público Jornalista Antonio Crispim entrevista Paulo Azevedo consultor de gestão municipal Paulo Azevedo, que presta serviços para várias prefeituras, entre as quais Catanduva e Buritama, participou do 1º Circuito de Governança Municipal. Azevedo destacou a eficiência dos prog r a m a s desenvolvidos pelo Assessor Público e citou principalmente o Programa de Gestão de Saúde, um dos destaques da Prefeitura de Buritama. efetivo controle sobre o atendimento aos pacientes em Buritama é apontado como a principal causa pela excelente receita do município na área da saúde. Buritama é o município com a melhor receita per capita (repasse do Ministério da Saúde) na região. Segundo ele o programa é completo e permite, entre tantas funcionalidades, mais que simplesmente controlar o estoque das f a r m á c i a s, pois possibilita o seu gerenciamento para evitar faltas e desperdícios, além do controle detalhado sobre o atendimento dos pacientes, gerando relatórios de toda ordem e conferindo segurança à produção e faturamento. Para o consultor Paulo Azevedo, os programas do Assessor Público contribuem para maior eficiência da administração. Além disso, segundo ele, são importantes para garantir a quantidade e a qualidade do atendimento ao cidadão. Programas facilitam a gestão, diz representante de Caiuá A Prefeitura de Caiuá foi representada no 1º Circuito Assessor Público de Governança Municipal por Ederaldo de Mello e Régis da Silva Pereira. Segundo Mello, o município utiliza vários programas desenvolvidos pelo Assessor Público e a tendência é ampliar, já que os resultados alcançados são positivos. De acordo com Ederaldo de Mello, em Caiuá estão utilizando vários programas do Sistema Integrado de Gestão Fiscal (Contabilidade, Tesouraria, Recursos Humanos, Régis da Silva Pereira e Ederaldo de Guedes (Caiuá) Receita, Tributação) e do Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão (Gestão Administrativa de Cemitérios). Na admin i s t r a ç ã o pública há aproximad a m e n t e 20 anos, E d e r a l d o de Mello explicou que os programas desenvolvidos pelo Assessor Público atendem necessidades específicas do município, independente do seu volume de serviço ou número de habitantes. Eles conseguem adequar os programas à nossa realidade, disse o representante de Caiuá. Auditor defende qualificação de pessoal das prefeituras auditor fiscal da Prefeitura de Auriflama, lair Bistafa, com 28 anos de experiência no serviço público municipal (antes trabalhou em Araçatuba e Santo Antônio do Aracanguá), defende melhor qualificação de funcionários das prefeituras para exploração de todos os recursos disponíveis nos p r o g r a m a s disponiblizados pelo Assessor Público. lair Bistafa (Auriflama) Segundo ele a Prefeitura de Auriflama trabalha com quase todos os programas do Sistema Integrado de Gestão Fiscal (Tributação, Receitas, Contabilidade, Pessoal, Compras, Almoxarifado, Patrimônio) e do Sistema Integrado de Gestão Social (Saúde e Educação) do Assessor Público. Bistafa afirmou que o aprimoramento da gestão resultou em aumento da arrecadação. Mesmo assim, ele acredita que o desempenho pode melhorar ainda mais com a qualificação de funcionários da Prefeitura e o melhor aproveitamento do potencial dos programas da empresa.

7 Circuito estimula debates sobre problemas comuns das administrações municipais Márcio Junqueira 1º Circuito Assessor Público de Governança Municipal foi criado para estimular a discussão de problemas comuns. s debates, com a participação de representantes de várias cidades, foram mediados por Márcio Junqueira, da Diretoria Adjunta, (que também foi o coordenador de protocolo). Presente ao encontro, o consultor jurídico Lucas Maquinioty respondeu várias perguntas e questionamentos, eliminando dúvidas formuladas pelos gestores. Dois assuntos predominaram nos debates do Circuito exatamente por serem comuns a todos os municípios: abastecimento de água e cobrança do ISSQN em obras. Quanto ao abastecimento de água, o maior questionamento foi sobre o corte do fornecimento do consumidor inadimplente. Há município em que a Justiça determina a imediata religação. Em outros, o Judiciário mantém o corte no fornecimento. s debatedores ficaram de trocar experiências por para que os municípios possam superar este problema. A orientação do consultor jurídico do Assessor Público Lucas Maquinioty foi no sentido de que os municípios definam suas ações em lei. Além, o representante de Lins adiantou que há norma jurídica que já prevê o corte. outro assunto que prevaleceu nas discussões foi quanto à cobrança do ISSQN em obras, envolvendo material e serviços prestados. Há orientação de que quando o produto é fabricado no local da obra, o material está sujeito ao imposto. No entanto, o Código Tributário do Município deve ser claro quanto aos itens Lucas Maquinioty P 7 da cobrança. Caso contrário o contribuinte pode recorrer e provocar a devolução do imposto cobrado irregularmente. Márcio Junqueira e Lucas Maquinioty conduziram as discussões de forma a esclarecer as dúvidas, inclusive sobre proposta de criação de uma rede de informação colaborativa por , com os gestores públicos estabelecendo uma nova fonte de consulta e troca de experiências. Conforme frisou Flávio Lamônica, do Escritório Regional de Planejamento de Araçatuba, (sempre interessado em medidas de qualidade na administração pública) único representante do governo estadual no encontro. Portal da Transparência A Lei de Responsabilidade Fiscal exige que os governantes prestem contas periodicamente à população. Para cumprir a formalidade legal são publicados resumos dos balancetes e execução orçamentária, inclusive com realização de audiências públicas a cada quatro meses. Porém, a emenda constitucional 131 aprovada em maio vai além. Determina que os dados sejam disponibilizados para consulta popular em meio eletrônico (Internet), em tempo real. A Prefeitura de São Paulo já tem site onde o cidadão pode obter todas as informações, como funcionários, salários, despesas por secretarias e outros. s municípios têm prazo para se adequarem à legislação e também prestarem este serviço. Antecipando a solução, o gerente Márcio Ferraz apresentou o Portal da Transparência Municipal, desenvolvido pelo Assessor Público, como forma de evitar mais um problema futuro dos municípios. Segundo Márcio Ferraz, os clientes do Assessor Público já terão facilidades devido ao banco de dados existente. Programa Portal da Transparência Municipal é capaz de ler estes dados (os permitidos pela legislação) e disponibilizar para consulta. s prefeitos podem antecipar a prestação deste serviço e não deixar para que sucessores o façam, disse Roberto Alves, destacando que este é mais um programa voltado para o município, desenvolvido pelo Assessor Público como forma de antecipar soluções de problemas que podem surgir no futuro.

8 P 8 Programas de gerenciamento e de divulgação de atos mudam o perfil da administração pública municipal No encerramento do 1º Circuito Assessor Público de Governança Municipal o gerente Márcio Ferraz apresentou Márcio Ferraz dois programas que são novidades: o Inteligência Gerencial Pública (BI Business Intelligence) e o Portal da Transparência Municipal. São dois programas que podem revolucionar o perfil da administração pública municipal. Basta ter vontade política para fazer. Ao comentar os dois programas, o diretor do Assessor Público, Roberto Alves, disse que outras ferramentas podem ser incorporadas. Do gabinete o prefeito pode ver como está o movimento em cada Unidade Básica de Saúde, por exemplo, explicou Roberto Alves. BI (inteligência empresarial) foi um conceito que surgiu na década de 80. Por meio de programas de computador, empresas comparavam dados e extraíam informações a partir de um banco de dados. Com isso conseguiam planejar ações para conquista de clientes ou mesmo para abrir novos mercados e lançar produtos. programa desenvolvido pelo corpo técnico do Assessor Público, o Inteligência Gerencial Pública, como o nome já diz, é o primeiro voltado para o setor público. gerente Márcio Ferraz explicou que trata-se de um programa destinado ao uso do gestor ou alguém por ele habilitado, pois permite filtrar todas as informações disponíveis no banco de dados do servidor. Como todos os nossos programas são interligados e alimentam o mesmo banco, o gestor tem todas as informações em sua tela de computador em tempo real, disse Márcio Ferraz. Segundo Roberto Alves, executivo do grupo, pode se informar de atendimentos nas unidades de saúde, inclusive as consultas, prescrições, entrega dos medicamentos receitados e ainda falar com os pacientes minutos depois do atendimento. Pode se informar e conferir rotas dos veículos do município enquanto acontece sua circulação, saber quem faltou hoje ao trabalho, quanto está sendo a arrecadação no momento da consulta, quais os assuntos de maior demanda na sua agenda, enfim, qualquer detalhe que necessitar, o Sistema lhe fornecerá imediatamente. E sem precisar pedir a outras pessoas, o próprio gestor é quem pode verificar. É uma ferramenta indispensável para o gestor público atento, que não abre mão de saber tudo que está ocorrendo em sua administração, afirmou Roberto Alves. Inteligência Gerencial Pública também permite a leitura de outros bancos de dados, o que significa que o administrador pode dispor de informações detalhadas de qualquer sistema instalado na Prefeitura ou em outros ambientes.

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA A EMPRESA A Lexsom é uma empresa especializada em soluções de informática com atuação no mercado nacional desde 1989, tem como principal foco o desenvolvimento integrado

Leia mais

Programa de Estudos CASP 2012

Programa de Estudos CASP 2012 Programa de Estudos CASP 2012 Procedimentos Patrimoniais Apropriação da Receita por Competência Grupo de Estudos CASP : Sub Grupo Créditos Tributários Justificativa Técnica ( IPSAS, NBCASP, PRINCÍPIOS)

Leia mais

Módulo Contábil e Fiscal

Módulo Contábil e Fiscal Módulo Contábil e Fiscal Escrita Fiscal Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Contábil e Fiscal Escrita Fiscal. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no

Leia mais

Tributos em orçamentos

Tributos em orçamentos Tributos em orçamentos Autores: Camila de Carvalho Roldão Natália Garcia Figueiredo Resumo O orçamento é um dos serviços mais importantes a serem realizados antes de se iniciar um projeto. É através dele

Leia mais

III Seminário de Gestão e. Arrecadação Municipal

III Seminário de Gestão e. Arrecadação Municipal III Seminário de Gestão e iza Arrecadação Municipal Modernização dos Instrumentos de Arrecadação Fontes de Financiamento para Fazendas Públicas Municipais. Temas abordados no evento: 1. Alternativas de

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA DIRETORIA DE TRIBUTOS MOBILIÁRIOS ISS-Londrina-DMS - PERGUNTAS E RESPOSTAS

SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA DIRETORIA DE TRIBUTOS MOBILIÁRIOS ISS-Londrina-DMS - PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O PROGRAMA ISS-Londrina-DMS - Perguntas (Seqüencia Atual e Anterior) 001-001 - O que é o ISS-Londrina Declaração Mensal de Serviço? O ISS-Londrina-DMS é um sistema Integrado para gerenciamento do

Leia mais

R$1,60 por imóvel em apenas 3 minutos cada avaliação!

R$1,60 por imóvel em apenas 3 minutos cada avaliação! AVALIAÇÕES DE IMÓVEIS ONLINE PORTIFÓLIO PARA PREFEITURAS MUNICIPAIS A melhor solução para atualização dos valores de IPTU s e ITBI e ITR R$1,60 por imóvel em apenas 3 minutos cada avaliação! Copyright

Leia mais

ENTENDENDO A PREFEITURA

ENTENDENDO A PREFEITURA EDUCAÇÃO FISCAL Sensibilizar o cidadão para a função socioeconômica do Tributo; Facilitar e estimular o cumprimento da obrigação tributária pelo cidadão; Incentivar a sociedade a acompanhar e fiscalizar

Leia mais

Controle do Registro Empresarial Obrigações eletrônicas dos contribuintes. Eugênio Vicenzi Secretário da Fazenda Rio do Sul Presidente do CONFAZ-M-SC

Controle do Registro Empresarial Obrigações eletrônicas dos contribuintes. Eugênio Vicenzi Secretário da Fazenda Rio do Sul Presidente do CONFAZ-M-SC Controle do Registro Empresarial Obrigações eletrônicas dos contribuintes Eugênio Vicenzi Secretário da Fazenda Rio do Sul Presidente do CONFAZ-M-SC Novas Diretrizes no Registro Empresarial Lei nº 11.598/07

Leia mais

Experiências Nacionais Bem Sucedidas com Gestão de Tributos Municipais Ênfase no IPTU

Experiências Nacionais Bem Sucedidas com Gestão de Tributos Municipais Ênfase no IPTU Experiências Nacionais Bem Sucedidas com Gestão de Tributos Municipais Ênfase no IPTU O Papel dos Tributos Imobiliários para o Fortalecimento dos Municípios Eduardo de Lima Caldas Instituto Pólis Marco

Leia mais

AUDITORIA ELETRÔNICA EM ARQUIVOS FISCAIS E CONTÁBEIS

AUDITORIA ELETRÔNICA EM ARQUIVOS FISCAIS E CONTÁBEIS VOCÊ JÁ TEM POUCO TEMPO. UTILIZE ESSE TEMPO PARA RESOLVER OUTROS PROBLEMAS. ACHAR E SOLUCIONAR OS PROBLEMAS TRIBUTÁRIOS E NO SPED FAZ PARTE DAS NOSSAS ESPECIALIDADES. AUDITORIA ELETRÔNICA EM ARQUIVOS FISCAIS

Leia mais

Sped altera realidade fiscal e contábil das empresas

Sped altera realidade fiscal e contábil das empresas Sped altera realidade fiscal e contábil das empresas O governo brasileiro, por meio da Receita Federal do Brasil (RFB), está implantando mais um avanço na informatização da relação entre o fisco e os contribuintes.

Leia mais

Professor José Sérgio Fernandes de Mattos

Professor José Sérgio Fernandes de Mattos Professor Apresentação: 1. Instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO Nº 06/2014 ANO XI (20 de fevereiro de 2014)

BOLETIM INFORMATIVO Nº 06/2014 ANO XI (20 de fevereiro de 2014) BOLETIM INFORMATIVO Nº 06/2014 ANO XI (20 de fevereiro de 2014) 01. ONDA TECNOLÓGICA INVADE A CONTABILIDADE Divulgamos esta matéria que está circulando na internet, por tratar de assuntos muito importantes

Leia mais

Módulo Contábil e Fiscal

Módulo Contábil e Fiscal Módulo Contábil e Fiscal SPED Contábil e Fiscal Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Contábil e Fiscal SPED. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no

Leia mais

aumentar a arrecadação?

aumentar a arrecadação? Como aumentar a arrecadação? Como economizar recursos públicos? Como modernizar a Gestão Pública? Como oferecer melhores serviços ao cidadão? Melhoria da Gestão com o uso de Tecnologia da Informação Melhore

Leia mais

Prefeitura Municipal de Farias Brito GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.595.572/0001-00

Prefeitura Municipal de Farias Brito GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.595.572/0001-00 ANEXO I PREGÃO Nº 2012.12.12.1 TERMO DE REFERÊNCIA Com a especificação dos serviços de assessoria, consultoria, execução contábil, justificativas, defesas e recursos de processos administrativos junto

Leia mais

RETENÇÃO DE TRIBUTOS NOS PAGAMENTOS EFETUADOS A FORNECEDORES DE BENS E PRESTADORES DE SERVIÇOS

RETENÇÃO DE TRIBUTOS NOS PAGAMENTOS EFETUADOS A FORNECEDORES DE BENS E PRESTADORES DE SERVIÇOS RETENÇÃO DE TRIBUTOS NOS PAGAMENTOS EFETUADOS A FORNECEDORES DE BENS E PRESTADORES DE SERVIÇOS Autoria: Adriane Terebinto Di Bacco Advogada COFINS, CSLL e PIS/PASEP A retenção das contribuições federais

Leia mais

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI CLIPPING Mídias de Primeiro Foco Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI Cliente: Fharos Data: 10/09/08 Veículo: Executivos Financeiros 2 3 Cliente: Fharos Data: 12/09/08 Veículo: Canal Executivo 4

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Administração de Receitas Tributá PostgreSQL 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Receitas Tributá Introdução: Com a crescente necessidade de gerar sua própria receita, os Municípios

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

Soluções em TI ao alcance de todos

Soluções em TI ao alcance de todos Você sabia que a sua prefeitura, independentemente do tamanho, pode ser beneficiada com o uso de mais de 50 aplicações que fazem parte do Portal do Software Público Brasileiro? Soluções em TI ao alcance

Leia mais

Governança Tributária é tema de palestra na FIPECAFI

Governança Tributária é tema de palestra na FIPECAFI Governança Tributária é tema de palestra na FIPECAFI O Prof. Dr. Jorge de Souza Bispo realizou palestra de abertura do MBA Gestão Tributária da FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais

Leia mais

implantado nas áreas administrativa, contábil, financeira, pessoal e tributária. Meta: Programa integrado de gestão municipal

implantado nas áreas administrativa, contábil, financeira, pessoal e tributária. Meta: Programa integrado de gestão municipal PROGRAMA: 003 - ADIMINISTRAR PARA CRESCER OBJETIVO: Modernizar a administração municipal; Valorizar o servidor público; Adequar o quadro funcional; Elevar a arrecadação da receita própria; e Promover a

Leia mais

PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A APLICAÇÃO DO SPED CONTÁBIL E FISCAL 1

PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A APLICAÇÃO DO SPED CONTÁBIL E FISCAL 1 PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A APLICAÇÃO DO SPED CONTÁBIL E FISCAL 1 FERNANDES, Alexandre Roberto Villanova 2 ; KIRINUS, Josiane Boeira 3 1 Trabalho de Pesquisa _URCAMP 2 Curso de Ciências Contábeis da

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014 Anexo à Resolução CGM 1.143 DE 08/07/2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014 INTRODUÇÃO Este trabalho é o produto de discussões finalizados em fevereiro de 2014, junto à Comissão

Leia mais

Administração Pública. Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior 1

Administração Pública. Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior 1 Administração Pública Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior 1 Planejamento da Gestão Pública Planejar é essencial, é o ponto de partida para a administração eficiente e eficaz da máquina pública, pois

Leia mais

Documento de Visão Sistema de Arrecadação de IPTU - SAI

Documento de Visão Sistema de Arrecadação de IPTU - SAI Sistema de Arrecadação de IPTU - SAI Versão 1.1R01 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor (es) 12/08/2008 1.0 Documento inicial Márcio Roehe 26/08/2008 1.1 Revisão Ajustes e complementação Roberto

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

DECRETO Nº 5 DE 2 DE JANEIRO DE 2013

DECRETO Nº 5 DE 2 DE JANEIRO DE 2013 DECRETO Nº 5 DE 2 DE JANEIRO DE 2013 SÚMULA: Estabelece a Programação Financeira, em Metas Bimestrais de Arrecadação, das Receitas previstas para o exercício financeiro de 2013, do Município de Londrina,

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Software Público Brasileiro/4CMBr e Dados Abertos

Software Público Brasileiro/4CMBr e Dados Abertos Software Público Brasileiro/4CMBr e Dados Abertos Luis Felipe Costa Brasília, Janeiro de 2013 ENCONTRO NACIONAL COM PREFEITOS E PREFEITAS Vamos falar sobre: Conceito de Dados Abertos Conceito de Software

Leia mais

QUE SISTEMA TRIBUTÁRIO ESTÁ SENDO PENSADO PARA O BRASIL COM A RETOMADA DA DISCUSSÃO SOBRE A REFORMA TRIBUTÁRIA

QUE SISTEMA TRIBUTÁRIO ESTÁ SENDO PENSADO PARA O BRASIL COM A RETOMADA DA DISCUSSÃO SOBRE A REFORMA TRIBUTÁRIA *José Antonio de França I CONTEXTUALIZAÇÃO O Sistema Tributário Brasileiro é um sistema complexo, composto por muitos impostos, taxas e contribuições de competência Federal, Estadual e Municipal. A tarefa

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE www.ucp.fazenda.gov.br PROGRAMAS EM ANDAMENTO Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros - PNAFM

Leia mais

A Sombra do Imposto. Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já

A Sombra do Imposto. Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já A Sombra do Imposto Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já Expediente A Sombra do Imposto Cartilha produzida pelo Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná).

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 018/2013

NOTA TÉCNICA Nº 018/2013 NOTA TÉCNICA Nº 018/2013 Brasília, 09 de maio de 2013. ÁREA: Finanças TÍTULO: Certificado Digital e a Importância para os Municípios. REFERÊNCIA(S): Cartilha SIOPS; Comunicado CGSN/SE nº 3, de 10 de março

Leia mais

XII Congresso Catarinense de Municípios

XII Congresso Catarinense de Municípios XII Congresso Catarinense de Municípios Linha de Financiamento para Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos - BNDES PMAT e BNDES PMAT Automático O que é o PMAT?

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS O PREFEITO DE MANAUS LEI DELEGADA N 10, DE 31 DE JULHO DE 2013 (D.O.M. 31.07.2013 N. 3221 Ano XIV) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Rua George Smith, 29 Lapa São Paulo SP CEP 05074-010 Telefone/Fax: 55.11.3837-000 www.qualityassociados.com.br

Rua George Smith, 29 Lapa São Paulo SP CEP 05074-010 Telefone/Fax: 55.11.3837-000 www.qualityassociados.com.br Rua George Smith, 29 Lapa São Paulo SP CEP 05074-010 Telefone/Fax: 55.11.3837-000 A empresa Rua George Smith, 29 Lapa São Paulo SP CEP 05074-010 Telefone/Fax: 55.11.3837-000 A Quality Associados foi criada

Leia mais

DIVULGAÇÃO DA GESTÃO MUNICIPAL ATRAVÉS DA AUDIÊNCIA PÚBLICA

DIVULGAÇÃO DA GESTÃO MUNICIPAL ATRAVÉS DA AUDIÊNCIA PÚBLICA DIVULGAÇÃO DA GESTÃO MUNICIPAL ATRAVÉS DA AUDIÊNCIA PÚBLICA Diário dos Municípios - O que são as Audiências Públicas? José Andrade As Audiências Públicas decorrem de uma exigência da Lei de Responsabilidade

Leia mais

DIAGNÓSTICO SOBRE A ESTRUTURA E A LOGÍSTICA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA MUNICIPAL

DIAGNÓSTICO SOBRE A ESTRUTURA E A LOGÍSTICA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA MUNICIPAL DIAGNÓSTICO SOBRE A ESTRUTURA E A LOGÍSTICA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA MUNICIPAL APE Ivan Carlos Almeida dos Santos Tribunal de Contas do Estado do RS Distribuição dos Municípios Gaúchos por Faixas Habitacionais

Leia mais

A NOVA CONTABILIDADE DOS MUNICÍPIOS

A NOVA CONTABILIDADE DOS MUNICÍPIOS Apresentação O ano de 2009 encerrou pautado de novas mudanças nos conceitos e nas práticas a serem adotadas progressivamente na contabilidade dos entes públicos de todas as esferas do Governo brasileiro.

Leia mais

Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF

Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF PLANEJAMENTO FISCAL 2015 CAPITULO I APRESENTAÇÃO O Planejamento Fiscal do DM/SMF - Departamento de Impostos Mobiliários da Secretaria Municipal de Fazenda materializa-se

Leia mais

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta:

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o, DE 2005 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Dispõe sobre a desburocratização dos processos de constituição, funcionamento e baixa das microempresas e empresas de pequeno porte, nos

Leia mais

ISS das Instituições

ISS das Instituições ISS das Instituições Financeiras Analise dos dados das Instituições Financeiras para a maximização da Arrecadação pelos municípios Autor : Eng. Sebastião Carlos Martins E-Mail : scm.sistemas@gmail.com

Leia mais

Tributação do Cloud Computing É Uma Incógnita

Tributação do Cloud Computing É Uma Incógnita Tributação do Cloud Computing É Uma Incógnita Por André Iizuka 1 A convergência da Tecnologia da Informação e das Telecomunicações tem gerado uma fantástica explosão de soluções virtuais à disposição do

Leia mais

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento Sistema Tributário On-line Recadastramento Introdução O PROGAM Programa de Governança Municipal desenvolveu o Sistema Tributário on-line com objetivo de aperfeiçoar a administração tributária no tocante

Leia mais

Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA

Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA Gestão Pública: Plano Palhoça 2030 Prefeito Municipal de Palhoça Comitê Executivo de Acompanhamento e Implantação Avaliação de Desempenho

Leia mais

PREFEITURA DE RIO BRANCO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO BRANCO - RBPREV. Programa de Capacitações Exercicio de 2015

PREFEITURA DE RIO BRANCO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO BRANCO - RBPREV. Programa de Capacitações Exercicio de 2015 Prefeitura Municipal de Rio Branco RBPREV Programa de Capacitações Exercicio de 2015 Equipe do RBPREV Raquel de Araújo Nogueira Diretora-Presidente Maria Gecilda Araújo Ribeiro Diretora de Previdência

Leia mais

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560.

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560. - IMPRESSÃO DE PÁGINA - http://www.cosif.com... Page 1 of 6 Cosif Eletrônico - http://www.cosif.com.br/ Documento impresso a partir de http://www.cosif.com.br/mostra.asp?arquivo=especializ2, em 12:34:42

Leia mais

Contabilidade Básica do Terceiro Setor. Benildo Rocha Costa

Contabilidade Básica do Terceiro Setor. Benildo Rocha Costa Contabilidade Básica do Terceiro Setor Benildo Rocha Costa O que é o terceiro setor? Terceiro Setor é um termo usado para fazer referência ao conjunto de sociedades privadas ou associações que atuam no

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO NFS-e NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO 1. NFS-e 1.1 Considerações Iniciais 1.2 Definição 1.3 Regras de uso 1.3.1 Quem está obrigado a emitir a NFS-e?

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2009 SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE COORDENAÇÃO DO PROJETO Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Relações Institucionais)

Leia mais

Transição de governo: Desafios Jurídicos e Administrativos e Finanças Públicas

Transição de governo: Desafios Jurídicos e Administrativos e Finanças Públicas Transição de governo: Desafios Jurídicos e Administrativos e Finanças Públicas TEMPO TOTAL : 3 h 180 MIN - Transição: Aspectos Gerais - exposição: 15 min - Desafios Jurídicos e Administrativos: 40 min

Leia mais

Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente:

Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente: Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente: Assunto: Procedimentos contábeis, administrativos e patrimoniais para o fechamento das contas do exercício de 2011 e abertura das contas de 2012. Dentro

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Contabilização Matriz e Filial imposto ISSQN

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Contabilização Matriz e Filial imposto ISSQN 25/10/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 4. Conclusão... 4 5. Informações Complementares... 4 6. Referências... 5 7.

Leia mais

Parceria de sucesso para sua empresa

Parceria de sucesso para sua empresa Parceria de sucesso para sua empresa A Empresa O Grupo Espaço Solução atua no mercado de assessoria e consultoria empresarial há 14 anos, sempre realizando trabalhos extremamente profissionais, pautados

Leia mais

SEMINÁRIO INTERNACIONAL

SEMINÁRIO INTERNACIONAL SEMINÁRIO INTERNACIONAL Performance Budgeting: Orçamento por Resultados Mauro Ricardo Machado Costa Dezembro/2008 1 SEMINÁRIO INTERNACIONAL Performance Budgeting: Orçamento por Resultados PLANEJAMENTO

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

O Processo Administrativo na Inscrição em Dívida Ativa Tributária

O Processo Administrativo na Inscrição em Dívida Ativa Tributária O Processo Administrativo na Inscrição em Dívida Ativa Tributária Fato que provoca discussões e controvérsias é se a inscrição de um crédito tributário na Dívida Ativa exige sempre o registro do número

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

Projeto SPED de A a Z

Projeto SPED de A a Z Consultoria e Treinamentos Apresentam: Projeto SPED de A a Z SPED Decreto nº 6.022 22/01/07 Instituir o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) Promover a integração dos fiscos; Racionalizar e uniformizar

Leia mais

Principais impropriedades detectadas pela Secretaria de Fiscalização nos Sistemas de Controle Interno

Principais impropriedades detectadas pela Secretaria de Fiscalização nos Sistemas de Controle Interno Principais impropriedades detectadas pela Secretaria de Fiscalização nos Sistemas de Controle Interno Resumo dos subsistemas de controle 1. Licitações e contratos 2. Financeiro 3. Arrecadação e receita

Leia mais

SIEEESP - SEMINÁRIO JURIDICO EDUCACIONAL. Tributação das Instituições de Ensino Particulares Perspectivas e Medidas. Wagner Eduardo Bigardi 27/05/2014

SIEEESP - SEMINÁRIO JURIDICO EDUCACIONAL. Tributação das Instituições de Ensino Particulares Perspectivas e Medidas. Wagner Eduardo Bigardi 27/05/2014 SIEEESP - SEMINÁRIO JURIDICO EDUCACIONAL Tributação das Instituições de Ensino Particulares Perspectivas e Medidas Wagner Eduardo Bigardi 27/05/2014 Sistema Tributário Nacional Conjunto de regras jurídicas

Leia mais

O CUMPRIMENTO DOS LIMITES CONSTITUCIONAIS MÍNIMOS DE GASTOS COM EDUCAÇÃO E SAÚDE

O CUMPRIMENTO DOS LIMITES CONSTITUCIONAIS MÍNIMOS DE GASTOS COM EDUCAÇÃO E SAÚDE O CUMPRIMENTO DOS LIMITES CONSTITUCIONAIS MÍNIMOS DE GASTOS COM EDUCAÇÃO E SAÚDE Amauri Ramos de Campos 1 Cleiton Fernandes Guimarães 2 Edson Rodrigues da silva 3 MirivanCarneiro Rios 4 RESUMO: O presente

Leia mais

RELATÓRIO DA CÂMARA TÉCNICA Nº. 06/13

RELATÓRIO DA CÂMARA TÉCNICA Nº. 06/13 Brasília, 21 de março de 2013. RELATÓRIO DA CÂMARA TÉCNICA Nº. 06/13 Origem: Valdir Coscodai. Interessado: Valdir Coscodai. Assunto: Consulta sobre o reconhecimento das receitas de doações e subvenções

Leia mais

DECRETO Nº 45.013, DE 15 DE JULHO DE 2004. MARTA SUPLICY, Prefeita do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei,

DECRETO Nº 45.013, DE 15 DE JULHO DE 2004. MARTA SUPLICY, Prefeita do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETO Nº 45.013, DE 15 DE JULHO DE 2004 Regulamenta a Lei nº 13.833, de 27 de maio de 2004, que dispõe sobre a criação do Programa de Incentivos Seletivos para a área leste do Município de São Paulo.

Leia mais

RESUMO ESPANDIDO QUALITATIVO NOTA FISCAL ELETRÔNICA: MUDANÇAS E REPERCUSSÕES PARA EMPRESAS E ÓRGÃOS FISCALIZADORES

RESUMO ESPANDIDO QUALITATIVO NOTA FISCAL ELETRÔNICA: MUDANÇAS E REPERCUSSÕES PARA EMPRESAS E ÓRGÃOS FISCALIZADORES RESUMO ESPANDIDO QUALITATIVO NOTA FISCAL ELETRÔNICA: MUDANÇAS E REPERCUSSÕES PARA EMPRESAS E ÓRGÃOS FISCALIZADORES Anilton ROCHA SILVA, Carina VIAL DE CANUTO, Carolina CLIVIAN PEREIRA XAVIER, Débora LORAINE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUMADO ESTADO DA BAHIA CNPJ/MF Nº 14.105.704/0001-33 Praça Cel. Zeca Leite, nº 415 Centro CEP: 46100-000 Brumado-BA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUMADO ESTADO DA BAHIA CNPJ/MF Nº 14.105.704/0001-33 Praça Cel. Zeca Leite, nº 415 Centro CEP: 46100-000 Brumado-BA DECRETO Nº 4.496, DE 22 DE JULHO DE 2011 Regulamenta os procedimentos para Escrituração Fiscal e Recolhimento de Tributos Municipais de forma Eletrônica no Município de Brumado, e dá outras providências.

Leia mais

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Perfil do Palestrante: Contador, Consultor e Professor Universitário Colaborador do Escritório Santa Rita desde 1991 Tributação das Médias e Pequenas Empresas Como

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO. O Portal de Transparência do Estado do Rio de Janeiro possui:

MANUAL DE NAVEGAÇÃO. O Portal de Transparência do Estado do Rio de Janeiro possui: MANUAL DE NAVEGAÇÃO Este é o Manual de Navegação do Portal de Transparência do Estado do Rio de Janeiro. Foi elaborado para que você, cidadão, encontre as informações desejadas. Seu objetivo é facilitar

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema 1 Índice Apresentação... 3 Entrada no sistema... 4 Manual da NFe de Serviços Módulo Tomador... 5 Consultar RPS Recibo Provisório de Serviços... 6 Verificar a Autenticidade de Nota Fiscal...7 Geração de

Leia mais

Inteligência contábil e tributária aliada à tecnologia

Inteligência contábil e tributária aliada à tecnologia Inteligência contábil e tributária aliada à tecnologia José Adriano Diretor de Soluções (11) 2188-7087 jose.adriano@iob.com.br www.iobsolucoes.com.br www.joseadriano.com.br www.iobsolucoes.com.br A IOB

Leia mais

PMAT Gestão Municipal e Simplificação dos Procedimentos de Licenciamento

PMAT Gestão Municipal e Simplificação dos Procedimentos de Licenciamento PMAT Gestão Municipal e Simplificação dos Procedimentos de Licenciamento PMAT Ambiente de Negócios PMAT Ambiente de negócios Implantação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas Capacitação de Servidores

Leia mais

FACULDADE SUL BRASIL FASUL COORDENAÇÃO DE POS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PAP

FACULDADE SUL BRASIL FASUL COORDENAÇÃO DE POS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PAP FACULDADE SUL BRASIL FASUL COORDENAÇÃO DE POS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PAP CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM DIREITO TRIBUTÁRIO MUNICIPAL DIREITO TRIBUTÁRIO MUNICIPAL 12 h/a 1. Noções

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica. LEI GERAL DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS CARTILHA EM PERGUNTAS E RESPOSTAS PARTE III Orlando Spinetti Advogado

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica. LEI GERAL DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS CARTILHA EM PERGUNTAS E RESPOSTAS PARTE III Orlando Spinetti Advogado TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica LEI GERAL DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS CARTILHA EM PERGUNTAS E RESPOSTAS PARTE III Orlando Spinetti Advogado O escopo deste Trabalho Técnico é trazer, de forma didática,

Leia mais

MANTENEDOR E CONTADOR

MANTENEDOR E CONTADOR MANTENEDOR E CONTADOR No ano de 2000, Darci de Paula, Contador formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, em Ciências Contábeis e Pós graduado em MBA IFRS(Normas Internacionais de Contabilidade),

Leia mais

e CNPJ Benefícios do e-cnpj

e CNPJ Benefícios do e-cnpj São Paulo, Julho de 2009 e CNPJ O e-cnpj é um documento eletrônico em forma de certificado digital, que garante a autenticidade e a integridade na comunicação entre pessoas jurídicas e a Receita Federal

Leia mais

ESTADO DE SÃO PAULO - BRASIL INCENTIVO FISCAL. Lei Complementar 405/07

ESTADO DE SÃO PAULO - BRASIL INCENTIVO FISCAL. Lei Complementar 405/07 INCENTIVO FISCAL Lei Complementar 405/07 REQUISITOS EXIGIDOS PARA OBTENÇÃO E CONCESSÃO DO BENEFÍCIO Do beneficiário: Regularidade fiscal no âmbito municipal da empresa e dos sócios; Quitação integral de

Leia mais

Conformidade dos Registros de Gestão GENOC/DCOG

Conformidade dos Registros de Gestão GENOC/DCOG Conformidade dos Registros de Gestão GENOC/DCOG 1 O que é Conformidade? 2 Motivação 1. Diagnóstico de ausência de documentação suporte nas UGs e ausência de assinaturas nas Notas de Empenho e Ordens Bancárias

Leia mais

5.1) Nome da Iniciativa ou projeto. ISISS Internet Sistema de Imposto Sobre Serviços. 5.2) Caracterização da situação anterior

5.1) Nome da Iniciativa ou projeto. ISISS Internet Sistema de Imposto Sobre Serviços. 5.2) Caracterização da situação anterior 5.1) Nome da Iniciativa ou projeto ISISS Internet Sistema de Imposto Sobre Serviços 5.2) Caracterização da situação anterior O Sistema de ISS utilizado pelo município, até o exercício de 2004, gerava carnês

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA PARA LEIGOS

NOTA FISCAL ELETRÔNICA PARA LEIGOS NOTA FISCAL ELETRÔNICA PARA LEIGOS ÍNDICE 03 Capítulo 0 Introdução 04 Capítulo 1 O que é Nota Fiscal Eletrônica? 05 Capítulo 2 Quais são os tipos de Nota Fiscal Eletrônica? 07 14 15 Capítulo 3 Quais as

Leia mais

nota fiscal eletrônica para leigos

nota fiscal eletrônica para leigos nota fiscal eletrônica para leigos índice 03 Capítulo 0 Introdução 04 Capítulo 1 O que é Nota Fiscal Eletrônica? 05 Capítulo 2 Quais são os tipos de Nota Fiscal Eletrônica? 07 14 15 Capítulo 3 Quais as

Leia mais

Empresas no Desenvolvimento do Mercado Nacional PROF. LÍVIO GIOSA

Empresas no Desenvolvimento do Mercado Nacional PROF. LÍVIO GIOSA O papel das Micro e Pequenas Empresas no Desenvolvimento do Mercado Nacional PROF. LÍVIO GIOSA PROF. LÍVIO GIOSA Especialista em modelos de Gestão Empresarial Presidente do CENAM: Centro Nacional de Modernização

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial

Planejamento Tributário Empresarial Planejamento Tributário Empresarial Aula 03 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina, oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades,

Leia mais

PRÊMIO GESTOR PÚBLICO 3ª EDIÇÃO 2015 PRODUTOR RURAL: MELHORIA NA RECEITA PRÓPRIA E QUOTA PARTE DO ICMS ANEXOS

PRÊMIO GESTOR PÚBLICO 3ª EDIÇÃO 2015 PRODUTOR RURAL: MELHORIA NA RECEITA PRÓPRIA E QUOTA PARTE DO ICMS ANEXOS PRÊMIO GESTOR PÚBLICO 3ª EDIÇÃO 2015 PRODUTOR RURAL: MELHORIA NA RECEITA PRÓPRIA E QUOTA PARTE DO ICMS ANEXOS 1 1. Notícia vinculada no site da Rádio Difusora Colméia AM de Porto União SC: FISCAIS DA RECEITA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÃMPUS JATAÍ PLANO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÃMPUS JATAÍ PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Unidade Acadêmica: Câmpus Jataí Curso: Direito Disciplina: Direito Tributário II Carga horária semestral: 64 horas Semestre/ano: 2º semestre de 2013 Turma/Turno: 2798/A

Leia mais

também é chamada de e tem como objetivo principal analisar se todas as obrigações tributárias estão sendo seguidas corretamente em uma empresa.

também é chamada de e tem como objetivo principal analisar se todas as obrigações tributárias estão sendo seguidas corretamente em uma empresa. A também é chamada de e tem como objetivo principal analisar se todas as obrigações tributárias estão sendo seguidas corretamente em uma empresa. É responsável pelo controle e bom andamento dos procedimentos

Leia mais

empresas constantes de seus anexos, de acordo com o Estado da Federação em que estava localizado o contribuinte.

empresas constantes de seus anexos, de acordo com o Estado da Federação em que estava localizado o contribuinte. SPED O Sistema Público de Escrituração Digital, mais conhecido como Sped, trata de um projeto/obrigação acessória instituído no ano de 2007, através do Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007. É um

Leia mais

Soluções de Tecnologia da Informação

Soluções de Tecnologia da Informação Soluções de Tecnologia da Informação Software Corporativo ERP ProdelExpress Diante da nossa ampla experiência como fornecedor de tecnologia, a PRODEL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO oferece aos seus clientes

Leia mais

Projeto: Fortalecimento Institucional e Qualificação da Gestão Municipal ANÁLISE DA GESTÃO PÚBLICA DOS MUNICÍPIOS DO ESPÍRITO SANTO

Projeto: Fortalecimento Institucional e Qualificação da Gestão Municipal ANÁLISE DA GESTÃO PÚBLICA DOS MUNICÍPIOS DO ESPÍRITO SANTO Projeto: Fortalecimento Institucional e Qualificação da Gestão Municipal ANÁLISE DA GESTÃO PÚBLICA DOS MUNICÍPIOS DO ESPÍRITO SANTO PARCERIAS Governo do Estado do Espírito Santo por meio do Instituto Jones

Leia mais

ENCERRAMENTO DE MANDATO. Heraldo da Costa Reis Professor da ENSUR/IBAM e do Departamento de Contabilidade da UFRJ.

ENCERRAMENTO DE MANDATO. Heraldo da Costa Reis Professor da ENSUR/IBAM e do Departamento de Contabilidade da UFRJ. ENCERRAMENTO DE MANDATO Professor da ENSUR/IBAM e do Departamento de Contabilidade da UFRJ. No ano em curso de 2008, dois fatos ocuparão as nossas atenções: O encerramento dos mandatos dos atuais prefeitos,

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Unidade I DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES. Prof. Luís Fernando Xavier Soares de Mello

Unidade I DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES. Prof. Luís Fernando Xavier Soares de Mello Unidade I DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES Prof. Luís Fernando Xavier Soares de Mello Direito nas organizações Promover uma visão jurídica global do Sistema Tributário Nacional, contribuindo para a formação do

Leia mais

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS INTHEGRA TALENTOS HUMANOS OPORTUNIDADES DE TRABALHO Acesse e Cadastre-se: www.inthegrath.com.br RUA GENERAL OSORIO, 97 FUNDINHO 34-3234-6400 Analista Contábil (ITH 3173): Cursando Superior em Ciências

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ CONTROLADORIA E OUVIDORIA GERAL DO ESTADO - CGE

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ CONTROLADORIA E OUVIDORIA GERAL DO ESTADO - CGE GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ CONTROLADORIA E OUVIDORIA GERAL DO ESTADO - CGE Termo de Referência para Contratação de Serviço de Consultoria (Pessoa Jurídica) para Reestruturação do Portal da Transparência

Leia mais

Controle da Gestão Orçamentária e Financeira na Educação

Controle da Gestão Orçamentária e Financeira na Educação Controle da Gestão Orçamentária e Financeira na Educação PROFESSORA: Iza Angélica Carvalho da Silva CONTROLE DO GASTO PÚBLICO Controle é a fiscalização e o acompanhamento de todos os atos e fatos da execução

Leia mais