Trabalhando em conjunto com os municípios pela melhoria da qualidade da educação pública brasileira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Trabalhando em conjunto com os municípios pela melhoria da qualidade da educação pública brasileira"

Transcrição

1 Trabalhando em conjunto com os municípios pela melhoria da qualidade da educação pública brasileira

2 CONHECENDO O FNDE O FNDE é uma Autarquia Federal vinculada ao Ministério da Educação. Sua missão é prestar assistência financeira e técnica e executar ações que contribuam para uma educação de qualidade a todos. Para tanto, o FNDE contou com um orçamento de R$ 40 bilhões em 2011.

3 PRINCIPAIS AÇÕES Transferências legais: Programa Nacional de Alimentação Escolar, Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar, Programa Dinheiro Direto na Escola, Brasil Alfabetizado Transferências: construção de escolas de ensino fundamental e médio, equipamentos e mobiliário escolar, Programa Caminho da Escola, ProInfância e construção de quadras escolares no âmbito do PAC 2

4 PRINCIPAIS AÇÕES Transferências constitucionais: FUNDEB e Salário Educação Bolsas e FIES para atendimento a professores e estudantes Ações diretas: Programa Nacional do Livro Didático, Programa Nacional Biblioteca da Escola, ProInfo Assistência técnica: compras governamentais, Plano de Ações Articuladas, Formação pela Escola, SIOPE

5 Os recursos do FNDE chegam a todos os 27 estados, municípios, escolas e 42,5 milhões de alunos da educação básica pública brasileira. Para cumprir sua missão institucional, o FNDE depende da parceria com estados, municípios e escolas na implementação de seus programas. A parceria com os municípios requer excelência técnica, eficiência na gestão e boa comunicação. Esse desafio pressupõe aperfeiçoamento constante. A seguir, estão algumas das ações inovadoras do FNDE na sua relação com os governos municipais.

6 REGISTRO DE PREÇOS NACIONAL Uma nova forma de comprar O que é O FNDE realiza licitações centralizadas para registro de preços de bens e serviços, às quais os municípios, estados e instituições federais podem aderir. A iniciativa, premiada no 16 Concurso Inovação na Gestão Pública Federal, garante economia de tempo e recursos, ganho de qualidade e transparência ao processo de compras governamentais.

7 Demanda 42,5 milhões de alunos da Educação Básica (ganho de escala) Especialistas geram a 1ª proposta de especificação padronizada Variedade de especificações Estudo de mercado: - Dados econômicos - Cadeia produtiva - Cadeia logística - Referência de preço (definição da estratégia de licitação) Audiência Pública: Consolida as especificações e o modelo de aquisição Pregão eletrônico RPN Registro de Preços Nacional Adesão pelos estados, municípios e instituições federais: - Recursos próprios - Emenda parlamentar - Orçamento Federal (FNDE) - Linha de crédito (BNDES) - Convênio Controle e acompanhamento da qualidade feitos pelo INMETRO e outros.

8 Produtos

9 Como aderir A adesão aos Registros de Preços Nacionais do FNDE é feita por meio do Sistema de Gerenciamento de Adesão ao Registro de Preços SIGARP. É rápido, fácil e seguro. O sistema encontra-se disponível na página eletrônica do FNDE, em

10 SiGPC SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS Uma nova forma de prestar contas O que é A partir de 1 de janeiro de 2012, todas as prestações de contas recebidas pelo FNDE passam a ser feitas eletronicamente por meio do Sistema de Gestão de Prestação de Contas. A inovação representa um salto de qualidade na gestão e no acompanhamento dos recursos públicos destinados à educação.

11 O que é prestar contas Ministério da Educação Transfere recursos Gera obrigação de prestar contas Presta contas Gera obrigação de análise Entidades Avalia execução Transparência para a sociedade, instituições públicas e privadas.

12 Quem participa do sistema Municípios Estados e o DF Ministério da Educação Sociedade Cidadania Transparência Eficiência dos gastos públicos Entidades privadas Conselhos sociais (CAE/CACS) Órgãos de Controle Interno/Externo Ministério Público

13 Informações importantes Somente a autoridade máxima da entidade poderá encaminhar a prestação de contas no sistema, usando sua senha pessoal e intransferível. Essa senha permite também o cadastro dos técnicos da prefeitura, responsáveis por inserir os dados da prestação de contas no SiGPC. Os prazos de prestação de contas que vencem entre 1 de janeiro e 31 de julho de 2012 foram suspensos em 100 dias para garantir a plena utilização do sistema pelos estados, municípios e demais entidades que recebem recursos educacionais do FNDE.

14 Como funciona Agilidade Apoio aos órgãos de controle Cidadania Transparência Eficiência dos gastos públicos Automação da análise Possibilidade de glosa Planejamento da transferência item previsto valor estimado beneficiários escolas alunos professores Pagamento conta bancária específica fornecedor valor data Despesa autorizada fornecedor Item contratado valor data Liquidação fornecedor Item recebido valor data

15 REDE BRASIL RURAL Uma nova forma de comprar os produtos da agricultura familiar para a alimentação escolar O que é Desde a publicação da Lei n /2009, o mínimo de 30% do valor repassado pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar deve ser usado na aquisição de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar. Para auxiliar os gestores municipais nessa compra, o Ministério do Desenvolvimento Agrário, em parceria com o FNDE, criou a Rede Brasil Rural.

16 A Rede Brasil Rural é uma estratégia inovadora, criada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário MDA para organizar a cadeia de produtos da agricultura familiar, desde o processo de produção até o mercado consumidor. Por meio da internet, a Rede vai aproximar os agricultores familiares dos municípios.

17 Por meio da Rede, será possível publicar os editais de chamada pública para as compras do Programa Nacional de Alimentação Escolar e conhecer os agricultores familiares da sua região, bem como saber dados sobre os gêneros alimentícios produzidos. As Prefeituras Municipais podem fazer seu cadastro na página

18 FNDE EM REDE Uma nova forma de se comunicar O que é O FNDE em Rede representa uma nova forma de comunicação entre o FNDE e os municípios. Por meio da criação de uma rede de relacionamento virtual, técnicos municipais serão capacitados para atuar como interlocutores dos programas do FNDE nas Prefeituras e para participarem de um canal de comunicação direto e mais ágil com as áreas técnicas da autarquia.

19 O projeto tem duas fases: 1) Curso de Formação Desenvolvido no âmbito do Programa Formação pela Escola, o curso sobre programas e projetos do FNDE contemplará: Funcionamento do FNDE Principais ações e programas Como aderir Como aplicar os recursos Como prestar contas Como utilizar os sistemas Planejamento Datas importantes

20 2) Rede Educação O e-fnde é uma rede de relacionamento virtual com todos os recursos típicos, tais como: comunidades, fóruns de discussão, ambiente virtual de aprendizagem etc. Os municípios poderão: Tirar dúvidas sobre o funcionamento dos programas do FNDE, sobre o andamento de projetos em tramitação e sobre outros assuntos de interesse do município; Consultar calendário de providências importantes, cadastrado no portal pelas áreas técnicas do FNDE; Receber capacitação continuada em programas e projetos do FNDE; Participar de chats com autoridades do FNDE e do Ministério da Educação; Receber comunicados importantes; Trocar experiências com técnicos dos demais municípios participantes.

21 Seleção dos participantes Cada município indicará um colaborador técnico, segundo os seguintes critérios: Ser técnico efetivo do governo local Atuar na área educacional Demonstrar tempo mínimo de atuação na educação de pelo menos 02 anos Ter acesso direto ao Gabinete do Prefeito Ser da Equipe Local do PAR ou conhecer as ações do Plano de seu município Ter conhecimento básico de informática: internet e correio eletrônico Ter facilidade de comunicação, articulação e interlocução Para se cadastrar no FNDE em Rede, os municípios podem procurar a sala de Atendimento Institucional do FNDE.

22 Informes finais O FNDE convida todos os participantes a visitar seu espaço no 5 Fórum Nacional Extraordinário dos Dirigentes Municipais de Educação. Exposição dos produtos das Atas de Registro de Preços do FNDE Demonstração do laboratório ProInfo e do projetor integrado Atendimento Institucional sobre os programas e projetos do FNDE Agendamento de horário para tratar sobre Plano de Ações Articuladas PAR, ProInfância, Monitoramento de obras, Prestação de Contas e Alimentação Escolar Obrigado!

Oficina: GESTÃO DA ESTRUTURA E DOCUMENTAÇÃO ESCOLAR

Oficina: GESTÃO DA ESTRUTURA E DOCUMENTAÇÃO ESCOLAR Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Oficina: GESTÃO DA ESTRUTURA E DOCUMENTAÇÃO ESCOLAR ADRIANA PIMENTEL MÜLLER FNDE Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Assessora de Relações

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR FNDE MEC PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Atendimento universal Território de 8,5 milhões de km2 27 estados 5.569 municípios 170.000 escolas 47 milhões de alunos 130 milhões de refeições servidas

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 016/2013

NOTA TÉCNICA Nº 016/2013 NOTA TÉCNICA Nº 016/2013 Brasília, 3 de maio de 2013. ÁREA: Educação TÍTULO: Prestação de contas na Educação. REFERÊNCIA(S): Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 Lei Complementar nº 101,

Leia mais

Barra do Choça. Proinfância: Desafios e benefícios

Barra do Choça. Proinfância: Desafios e benefícios Barra do Choça Proinfância: Desafios e benefícios Barra do Choça O município de Barra do Choça está localizado na região Sudoeste da Bahia, à 27 km de Vitória da Conquista e à 527 km de Salvador. População

Leia mais

Apresentação e contextualização do novo modelo de prestação de contas

Apresentação e contextualização do novo modelo de prestação de contas Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Diretoria Financeira Coordenação-Geral de Contabilidade e Acompanhamento de Prestação de Contas Apresentação e contextualização do novo modelo de prestação

Leia mais

RECURSOS DO FNDE PARA EDUCAÇÃO

RECURSOS DO FNDE PARA EDUCAÇÃO RECURSOS DO FNDE PARA EDUCAÇÃO DA PROPOSTA ATÉ A PRESTAÇÃO DE CONTAS Novo PAR 2014, SIMEC, SIGARP e SIGPC LOCAL: UBERLÂNDIA/MG, 16 e 17 de Outubro de 2014 APRESENTAÇÃO A elaboração do Plano de Ações Articuladas

Leia mais

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação PAR

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação PAR Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação PAR PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS - PAR PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS - PAR O Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, um Programa Estratégico do PDE, instituído

Leia mais

RECURSOS PARA EDUCAÇÃO

RECURSOS PARA EDUCAÇÃO RECURSOS PARA EDUCAÇÃO CONSTRUINDO O PAR/SIMEC DO PROXIMO QUADRIÊNIO - (2015/2018) APRESENTAÇÃO A elaboração do Plano de Ações Articuladas (PAR) pelos Estados e Municípios é requisito indispensável para

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV

Portal dos Convênios SICONV Portal dos Convênios SICONV O Novo Paradigma das Transferências Voluntárias da União José Antonio de Aguiar Neto Seminário : Captaçã ção o de Recursos Voluntários, uma Parceria Estratégica Quanto à limitaçã

Leia mais

O PAR e a atual visão ministerial

O PAR e a atual visão ministerial O PAR e a atual visão ministerial Plano Nacional de Educação (PNE) Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) Plano de Ações Articuladas (PAR) Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE Interativo) (Projeto

Leia mais

Portal dos Convênios UM NOVO MODELO PARA GESTÃO DAS TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO. Setembro, 2008

Portal dos Convênios UM NOVO MODELO PARA GESTÃO DAS TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO. Setembro, 2008 Portal dos Convênios UM NOVO MODELO PARA GESTÃO DAS TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Setembro, 2008 Acórdãos TCU 788 e 2066/2006 Determinar ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão que apresente

Leia mais

Registro de Preços Nacional RPN

Registro de Preços Nacional RPN Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Registro de Preços Nacional RPN José Carlos Wanderley Dias de Freitas Presidente Brasília, 10 de abril de 2012 Contexto Histórico Período anterior Atendimento

Leia mais

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Curso de Prefeitos Eleitos 2013 a 2016 ARDOCE Missão Ser um banco competitivo e rentável, promover o desenvolvimento sustentável do Brasil e cumprir sua função pública

Leia mais

SOLUÇÕES INOVADORAS PARA ORGANIZAÇÃO DOS ARRANJOS PRODUTIVOS DA AGRICULTURA FAMILIAR

SOLUÇÕES INOVADORAS PARA ORGANIZAÇÃO DOS ARRANJOS PRODUTIVOS DA AGRICULTURA FAMILIAR SOLUÇÕES INOVADORAS PARA ORGANIZAÇÃO DOS ARRANJOS PRODUTIVOS DA AGRICULTURA FAMILIAR As políticas públicas implementadas nos últimos anos têm consolidado a importância da agricultura familiar para a segurança

Leia mais

LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007.

LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007. LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007. Dispõe sobre a criação do Instituto Escola de Governo e Gestão Pública de Ananindeua, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA estatui, e eu

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV

Portal dos Convênios SICONV Portal dos Convênios SICONV O Novo Paradigma das Transferências Voluntárias da União Departamento de Suporte à Gestão do Sistema de Transferências Voluntárias da União Coordenação Geral de Sistema e Informação

Leia mais

SOLUÇÕES CAIXA PARA A MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA

SOLUÇÕES CAIXA PARA A MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAÍBA ENCONTRO DE GESTORES PÚBLICOS MUNICIPAIS SOLUÇÕES CAIXA PARA A MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA CELIZO BEZERRA FILHO GERENTE REGIONAL JOÃO PESSOA / PB Março de 2013

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL

POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL (arquivo da Creche Carochinha) Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL A Educação Infantil é dever do Estado e direito de todos, sem qualquer

Leia mais

THIAGO TUPINAMBÁ DE QUEIRÓZ Coordenador de Compras Municipais Prefeitura de Manaus

THIAGO TUPINAMBÁ DE QUEIRÓZ Coordenador de Compras Municipais Prefeitura de Manaus THIAGO TUPINAMBÁ DE QUEIRÓZ Coordenador de Compras Municipais Prefeitura de Manaus COMPRAS MANAUS: Gestão Integral da Cadeia de Suprimentos da Prefeitura de Manaus Cadeia de Suprimentos Conceito Uma rede

Leia mais

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012 REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012 O CONGRESSO NACIONAL decreta: Dispõe sobre o apoio técnico ou financeiro da União no âmbito do Plano de Ações

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL UNIDADE SANTO AMARO São Paulo, fevereiro de 2012 NOSSA MISSÃO Proporcionar acesso a um ensino de qualidade para diferentes segmentos da população, criando vínculos fortes e duradouros

Leia mais

Fundamentação Legal. Abordagens. Lei 11.947, de 16 de junho de 2009. Resolução nº 10, de 18 de abril de 2013, e alterações.

Fundamentação Legal. Abordagens. Lei 11.947, de 16 de junho de 2009. Resolução nº 10, de 18 de abril de 2013, e alterações. Fundamentação Legal Lei 11.947, de 16 de junho de 2009. Resolução nº 10, de 18 de abril de 2013, e alterações. Resolução nº 9, de 2 de março de 2011, e alterações. Resolução nº 15, de 10 de julho de 2014,

Leia mais

RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 24 DE 04 DE JUNHO DE 2008

RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 24 DE 04 DE JUNHO DE 2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 24 DE 04 DE JUNHO DE 2008 Estabelece orientações e diretrizes para o apoio financeiro às

Leia mais

Escola de Políticas Públicas

Escola de Políticas Públicas Escola de Políticas Públicas Política pública na prática A construção de políticas públicas tem desafios em todas as suas etapas. Para resolver essas situações do dia a dia, é necessário ter conhecimentos

Leia mais

Controladoria-Geral da União Secretaria Federal de Controle Interno - SFC

Controladoria-Geral da União Secretaria Federal de Controle Interno - SFC Controladoria-Geral da União- CGU Controladoria-Geral da União Secretaria Federal de Controle Interno - SFC Seminário sobre o Marco Legal das Organizações da Sociedade Civil (PLS 649/2011) Painel II Monitoramento

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS

GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS ABORDAGEM Conceitos relacionados ao tema; Legislação aplicável à execução; Modelo de gestão e processo adotado pela Fundep. O que é o SICONV? CONCEITOS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 867, DE 4 DE JULHO DE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 867, DE 4 DE JULHO DE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 867, DE 4 DE JULHO DE 2012 Institui o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e as ações do Pacto e define suas diretrizes gerais. O MINISTRO

Leia mais

NOTA TÉCNICA N. 17/2014 Brasília, 4 de julho de 2014.

NOTA TÉCNICA N. 17/2014 Brasília, 4 de julho de 2014. NOTA TÉCNICA N. 17/2014 Brasília, 4 de julho de 2014. ÁREA: Contabilidade Municipal TÍTULO: Contabilização do recurso financeiro transferido para o Município destinado a educação em tempo integral REFERÊNCIA:

Leia mais

3.2. Gestão financeira descentralizada: planejamento, aplicação e acompanhamento de recursos

3.2. Gestão financeira descentralizada: planejamento, aplicação e acompanhamento de recursos 3.2. Gestão financeira descentralizada: planejamento, aplicação e acompanhamento de recursos João Ferreira de Oliveira UFG Karine Nunes de Moraes UFG Luiz Fernandes Dourado UFG O objetivo deste texto é

Leia mais

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social Missão: Contribuir para a melhoria da educação por meio de ações educativas de alimentação e nutrição

Leia mais

Cursos a Distância com Tutoria Turmas com mínimo de 60 participantes

Cursos a Distância com Tutoria Turmas com mínimo de 60 participantes Cursos a Distância com Tutoria Turmas com mínimo de 60 participantes Análise e melhoria de processos - MASP Servidores públicos federais interessados em conhecer a gestão da qualidade e utilizá-la na melhoria

Leia mais

A GESTÃO ADMINISTRATIVA DA SEB NO CONTEXTO DO PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS PAR. Florianópolis/SC. Maio, 2014

A GESTÃO ADMINISTRATIVA DA SEB NO CONTEXTO DO PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS PAR. Florianópolis/SC. Maio, 2014 A GESTÃO ADMINISTRATIVA DA SEB NO CONTEXTO DO PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS PAR. Florianópolis/SC. Maio, 2014 SUM ÁRIO 1. Estrutura da SEB localização; 2. O PAR e o alcance das Metas do PNE; 3. Sistemática

Leia mais

O Papel do MEC na Política Educacional Brasileira

O Papel do MEC na Política Educacional Brasileira O Papel do MEC na Política Educacional Brasileira Encontros MEC e Undime com Dirigentes Municipais de Educação Pradime I Etapa Foto: João Bittar Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um.

Leia mais

Portal dos Convênios

Portal dos Convênios Portal dos Convênios Um novo paradigma nas transferências voluntárias da União Carlos Henrique de Azevedo Moreira Brasília, junho de 2009 Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Apresentação

Leia mais

Bem-vindo a sala de aula do curso: Siconv Transferências voluntárias da União. Facilitador: Fernanda Lyra

Bem-vindo a sala de aula do curso: Siconv Transferências voluntárias da União. Facilitador: Fernanda Lyra Bem-vindo a sala de aula do curso: Siconv Transferências voluntárias da União Facilitador: Fernanda Lyra Horário da Aula: 28 de janeiro - Segunda - das 18h às 20h SICONV TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO

Leia mais

Programa Nacional de Alimentação Escolar:

Programa Nacional de Alimentação Escolar: Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa Nacional de Alimentação Escolar: instrumentos e mecanismos de controle Recife Março/2012 Gil Pinto Loja Neto Auditor- Chefe FNDE FNDE A partir de

Leia mais

Programa Bolsa Família e Cadastro Único para Programas Sociais. Guia Rápido. O que os municípios devem fazer nos primeiros 60 dias de gestão

Programa Bolsa Família e Cadastro Único para Programas Sociais. Guia Rápido. O que os municípios devem fazer nos primeiros 60 dias de gestão Programa Bolsa Família e Cadastro Único para Programas Sociais Guia Rápido O que os municípios devem fazer nos primeiros 60 dias de gestão Janeiro de 2013 Apresentação Enfrentar a pobreza e as desigualdades

Leia mais

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social AGENDA SOCIAL AGENDA SOCIAL Estamos lutando por um Brasil sem pobreza, sem privilégios, sem discriminações. Um país de oportunidades para todos. A melhor forma para um país crescer é fazer que cada vez

Leia mais

Roteiro de orientações para uso do Contas Online

Roteiro de orientações para uso do Contas Online FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO FNDE Roteiro para registro de Prestação de Contas PNAE/2013 no SiGPC Contas Online Atualização: Agosto de 2013 Roteiro de orientações para uso do Contas Online

Leia mais

CURSO GESTÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS PARA MUNICÍPIOS. EDITAL 2011

CURSO GESTÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS PARA MUNICÍPIOS. EDITAL 2011 1. Apresentação CURSO GESTÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS PARA MUNICÍPIOS. EDITAL 2011 A Escola de Administração Fazendária Esaf em parceria com a coordenação do Programa Nacional de

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Central de Compras e Contratações

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Central de Compras e Contratações Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Central de Compras e Contratações TÓPICOS O QUE É A CENTRAL DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES AQUISIÇÃO DE PASSAGENS - PROCEDIMENTOS CREDENCIAMENTO CARTÃO DE PAGAMENTO

Leia mais

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA e AÇÕES DO PACTO

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA e AÇÕES DO PACTO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA e AÇÕES DO PACTO Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa É um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos estados

Leia mais

Orientações para o. Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado. Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro

Orientações para o. Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado. Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro Orientações para o Controle de Convênios Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro Maio/2010 Devolução de recursos de

Leia mais

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO EVENTO O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, criado e desenvolvido pelo Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão com o objetivo de propiciar

Leia mais

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil Fernando Jose Spanhol, Dr www.egc.ufsc.br www.led.ufsc.br O Sistema UAB Denominação representativa genérica para a rede

Leia mais

Lei de Diretrizes e Bases 9.394/96(LDB) define a Educação Infantil como "primeira etapa da educação básica" (artigo 29) e delega a ela a finalidade

Lei de Diretrizes e Bases 9.394/96(LDB) define a Educação Infantil como primeira etapa da educação básica (artigo 29) e delega a ela a finalidade Lei de Diretrizes e Bases 9.394/96(LDB) define a Educação Infantil como "primeira etapa da educação básica" (artigo 29) e delega a ela a finalidade de "desenvolvimento integral da criança até seis anos

Leia mais

NÚCLEOS DE EXTENSÃO EM DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL. PARCERIA MDA / CNPq. Brasília, 13 de maio de 2014

NÚCLEOS DE EXTENSÃO EM DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL. PARCERIA MDA / CNPq. Brasília, 13 de maio de 2014 NÚCLEOS DE EXTENSÃO EM DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL PARCERIA MDA / CNPq Brasília, 13 de maio de 2014 A política de desenvolvimento territorial Desde 2004 a SDT implementa a estratégia de desenvolvimento

Leia mais

Programa de Capacitação Gerente Municipal de Convênios e Contratos - GMC

Programa de Capacitação Gerente Municipal de Convênios e Contratos - GMC Programa de Capacitação Gerente Municipal de Convênios e Contratos - GMC Programa de Capacitação - Gerente Municipal de Convênios e Contratos 1 Gerente Municipal de Convênios e Contratos OBJETIVOS GERAIS:

Leia mais

Informações Gerenciais de. Contratações Públicas de Bens. e Serviços de Tecnologia da. Informação

Informações Gerenciais de. Contratações Públicas de Bens. e Serviços de Tecnologia da. Informação Informações Gerenciais de Contratações Públicas de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação janeiro a março de 2014 Sumário Executivo MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO As informações descritas a seguir comparam

Leia mais

Novo Sistema de Gestão do IFAM

Novo Sistema de Gestão do IFAM Novo Sistema de Gestão do IFAM Os módulos serão implantados atendendo aos critérios: Sistema/Módulo Entrega Prazo de Entrega Módulo Administrativo Integração SIAFI Módulo de Recursos Humanos Protocolo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 7 DE 23 DE ABRIL DE 2010

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 7 DE 23 DE ABRIL DE 2010 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 7 DE 23 DE ABRIL DE 2010 Estabelece as normas para que os Municípios, Estados e o Distrito Federal

Leia mais

Integração entre gestão e o orçamento público na educação. Dr. Mauro Giovanni Lippi Filho Secretário Municipal de Educação

Integração entre gestão e o orçamento público na educação. Dr. Mauro Giovanni Lippi Filho Secretário Municipal de Educação Integração entre gestão e o orçamento público na educação Dr. Mauro Giovanni Lippi Filho Secretário Municipal de Educação Constituição Federal Art. 212. A União aplicará, anualmente, nunca menos de dezoito,

Leia mais

IV Seminário de Execução Financeira de Projetos Financiados com Recursos Externos. O f i c i n a 3. Brasília, de 7 e 8 de maio de 2009.

IV Seminário de Execução Financeira de Projetos Financiados com Recursos Externos. O f i c i n a 3. Brasília, de 7 e 8 de maio de 2009. IV Seminário de Execução Financeira de Projetos Financiados com Recursos Externos O f i c i n a 3 Convênios (SICONV - Sistemas e Legislação) Brasília, de 7 e 8 de maio de 2009. Ementa da Oficina Nº 3

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos.

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. Q A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. É uma alusão à essência e ao compromisso da Secretaria

Leia mais

Portal dos Convênios

Portal dos Convênios Portal dos Convênios Um novo paradigma nas tranferências voluntárias da União Rogério Santanna dos Santos São Paulo, 10 de novembro de 2008 Roteiro Apresentação Metas do Portal dos Convênios Contexto Transferências

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV CONCEITOS

Portal dos Convênios SICONV CONCEITOS Portal dos Convênios SICONV CONCEITOS Julho de 2014 Edercio Bento Órgão Gestor do SICONV MP, Orçamento e Gestão. SLTI Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. DETRV- Departamento de Transferências

Leia mais

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO EVENTO O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, criado e desenvolvido pelo Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão com o objetivo de propiciar

Leia mais

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 CONSUC Parecer 12/2008 Aprovado em 02/12/2008 RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 Cria o Núcleo de Educação a Distância (NEAD) e aprova seu Regimento Interno O DIRETOR GERAL DA FACULDADE DAS AMÉRICAS,

Leia mais

Of. nº 387/GP. Paço dos Açorianos, 13 de abril de 2011. Senhora Presidente:

Of. nº 387/GP. Paço dos Açorianos, 13 de abril de 2011. Senhora Presidente: Of. nº 387/GP. Paço dos Açorianos, 13 de abril de 2011. Senhora Presidente: Submeto à apreciação de Vossa Excelência e seus dignos Pares o presente Projeto de Lei que Cria a Secretaria Especial dos Direitos

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia AGESPI AGESPI 12. AGESPI A Assessoria na Gestão de Projetos e Convênios Institucionais AGESPI trabalha na perspectiva de obter linhas de financiamento através

Leia mais

A SECULT EM NÚMEROS. Uma Empresa de grande porte, a SECULT possui um CEO e um Conselho (CME). 425 Filiais / Unidades Escolares

A SECULT EM NÚMEROS. Uma Empresa de grande porte, a SECULT possui um CEO e um Conselho (CME). 425 Filiais / Unidades Escolares A SECULT EM NÚMEROS Uma Empresa de grande porte, a SECULT possui um CEO e um Conselho (CME). 425 Filiais / Unidades Escolares 426 Diretores / 714 vice-diretores 10.000 Colaboradores no total 5.600 Professores

Leia mais

Siconv para Convenentes

Siconv para Convenentes Siconv para Convenentes Módulo2 Portal de Convênios e Siconv Brasília - 2015. Fundação Escola Nacional de Administração Pública Presidente Gleisson Rubin Diretor de Desenvolvimento Gerencial Paulo Marques

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

Política do Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica

Política do Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica Política do Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica INTRODUÇÃO O Grupo Telefônica, consciente de seu importante papel na construção de sociedades mais justas e igualitárias, possui um Programa de

Leia mais

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Transferência de recursos financeiros do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Transferência de recursos financeiros do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Transferência de recursos financeiros do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Coordenação-Geral do Programa Nacional de Alimentação Escolar (CGPAE)

Leia mais

Secretarias, competências e horários de funcionamento. Secretaria de Administração, Planejamento e Gestão

Secretarias, competências e horários de funcionamento. Secretaria de Administração, Planejamento e Gestão Secretarias, competências e horários de funcionamento Secretaria de Administração, Planejamento e Gestão (Horário de funcionamento: das 07:00 as 13:00 horas) I - recebimento e processamento de reclamações,

Leia mais

COMO VENCER ESSES DESAFIOS?

COMO VENCER ESSES DESAFIOS? ONDE ESTÃO NOSSOS RECURSOS HUMANOS PARA INOVAÇÃO Apenas 30% dos pesquisadores estão na iniciativa privada Alocação dos Pesquisadores por setor - 2009 e 2010 (%) 100% 0% Empresas Governo Academia Setor

Leia mais

Com André Luiz Freitas Leite

Com André Luiz Freitas Leite LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE Com André Luiz Freitas Leite 05 e 06 de Novembro de 2014 - Rio de Janeiro - RJ Apresentação: O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos

Leia mais

O Programa Bolsa Família

O Programa Bolsa Família Painel sobre Programas de Garantia de Renda O Programa Bolsa Família Patrus Ananias de Sousa Ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome República Federativa do Brasil Comissão de Emprego e Política

Leia mais

Orientações sobre Convênios e Contratos de Repasse

Orientações sobre Convênios e Contratos de Repasse Orientações sobre Convênios e Contratos de Repasse Ministério do Turismo Secretaria Executiva Subsecretaria Planejamento, Orçamento e Administração Grupo de Trabalho de Convênios Surge após a publicação

Leia mais

SEMINÁRIO ESTADUAL POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O DESENVOLVIMENTO URBANO EM PERNAMBUCO

SEMINÁRIO ESTADUAL POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O DESENVOLVIMENTO URBANO EM PERNAMBUCO SEMINÁRIO ESTADUAL POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O DESENVOLVIMENTO URBANO EM PERNAMBUCO 29/10/2015 OS PROGRAMAS E PROJETOS ESTRATÉGICOS PARA INTEGRAÇÃO DA POLÍTICA URBANA EM PERNAMBUCO SUPERINTENDÊNCIAS EM P

Leia mais

Compromisso Todos pela Educação. Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um.

Compromisso Todos pela Educação. Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um. Compromisso Todos pela Educação Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um. Ministério da Educação SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Maria do Pilar Lacerda A. Silva DEPARTAMENTO DE PROJETOS

Leia mais

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais PRINCÍPIOs 1. A inclusão digital deve proporcionar o exercício da cidadania, abrindo possibilidades de promoção cultural,

Leia mais

Aquisição e Gerenciamento de Medicamentos do Componente Básico da Assistência Farmacêutica

Aquisição e Gerenciamento de Medicamentos do Componente Básico da Assistência Farmacêutica Aquisição e Gerenciamento de Medicamentos do Componente Básico da Assistência Farmacêutica Maceió -Setembro/2013 HISTÓRICO PORTARIA GM/MS nº 3.916/98 POLÍTICA NACIONAL DE MEDICAMENTOS ESTABELECEU DIRETRIZES

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SAPEAÇU, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais,

O PREFEITO MUNICIPAL DE SAPEAÇU, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, LEI N.º542/ 2014 de 20 de maio de 2014. Dispõe sobre a criação do Pólo de Apoio Presencial da Universidade Aberta do Brasil em Sapeaçu, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE SAPEAÇU, ESTADO

Leia mais

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância A Escola A ENAP pode contribuir bastante para enfrentar a agenda de desafios brasileiros, em que se destacam a questão da inclusão e a da consolidação da democracia. Profissionalizando servidores públicos

Leia mais

LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE

LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE CONVÊNIOS SICONV E OBTV Carga Horária de 16 Horas 27 e 28 de Outubro Cuiabá - MT Apresentação: O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos

Leia mais

As compras compartilhadas no Governo Federal

As compras compartilhadas no Governo Federal As compras compartilhadas no Governo Federal Delfino Natal de Souza Secretário de Logística e Tecnologia da Informação MAIS RÁPIDO DESENV. SUSTENTÁVEL MELHOR SEGMENTOS ESTRATÉGICOS CUSTO USO DO PODER DE

Leia mais

O que é o FNDE? Autarquia Federal do MEC. Orçamento: 14 bilhões em 2008

O que é o FNDE? Autarquia Federal do MEC. Orçamento: 14 bilhões em 2008 AUDITORIA INTERNA O que é o FNDE? Autarquia Federal do MEC Orçamento: 14 bilhões em 2008 CONTROLE INTERNO Função Assegurar a efetiva e regular gestão dos recursos públicos, em benefício da sociedade. Quem

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

GMC Gerente Municipal de Convênios e Contratos. GCE Gerente Estadual de Convênios e Contratos. O papel do GMC

GMC Gerente Municipal de Convênios e Contratos. GCE Gerente Estadual de Convênios e Contratos. O papel do GMC GMC Gerente Municipal de Convênios e Contratos GCE Gerente Estadual de Convênios e Contratos I Encontro Estadual de GMC Santa Catarina O papel do GMC CAIXA GEGOV Gerência Nacional Planejamento e Desempenho

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

Diretoria de Cartões CARTÃO DE PAGAMENTO DEFESA CIVIL

Diretoria de Cartões CARTÃO DE PAGAMENTO DEFESA CIVIL CARTÃO DE PAGAMENTO DEFESA CIVIL CARTÃO DE PAGAMENTO DE DEFESA CIVIL Por meio do Cartão de Pagamento de Defesa Civil, o Governo Federal repassa os recursos para os estados e municípios de forma ágil, segura

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. SECADI Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Macaé Maria Evaristo

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. SECADI Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Macaé Maria Evaristo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECADI Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Macaé Maria Evaristo SECADI - DESAFIOS I. Superação do analfabetismo, elevação da escolaridade da população

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF)

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) Maio de 2007 Maria Rachel Barbosa Fundação Trompovsky (Apoio ao NEAD CENTRAN) rachel@centran.eb.br Vanessa Maria

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais

Quadro resumo 12 13 16 16 17

Quadro resumo 12 13 16 16 17 MANUAL Quadro resumo 12 13 16 16 17 e proteção civil. M Cartão deverá designar: O representante autorizado, responsável pela gestão dos recursos repassados pelo Ministério da Integração Nacional em sua

Leia mais

RESOLUÇÃO MEC/FNDE/CD Nº 23, DE 28 de JUNHO DE 2012.

RESOLUÇÃO MEC/FNDE/CD Nº 23, DE 28 de JUNHO DE 2012. RESOLUÇÃO MEC/FNDE/CD Nº 23, DE 28 de JUNHO DE 2012. Diário Oficial da União nº 125, de 29 de Junho de 2012 (sexta-feira) Seção 1 Págs.19_25 Ministério da Educação FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA

Leia mais

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2014

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2014 INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2014 INTRODUÇÃO O Instituto Rio promove pelo décimo ano consecutivo sua Seleção Anual de Projetos, inaugurada em 2003 como elemento fundamental

Leia mais

PNAE. Passos para executar o PROGRAMA NACIONAL DE

PNAE. Passos para executar o PROGRAMA NACIONAL DE PNAE Passos para executar o PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR EXPEDIENTE Presidência da República Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FNDE Diretoria de Ações Educacionais

Leia mais

Gestão de Acervos Municipais: Físico, Digitalizado e Memória

Gestão de Acervos Municipais: Físico, Digitalizado e Memória Gestão de Acervos Municipais: Físico, Digitalizado e Memória Erenilda Custódio dos Santos Amaral Salvador Objetivo; Motivação; Proposta; AGENDA O que se entende nesta proposta como Política de Gestão Documental;

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

Como comprar mais e melhor das Micro e Pequenas Empresas. Projeto de Compras Governamentais

Como comprar mais e melhor das Micro e Pequenas Empresas. Projeto de Compras Governamentais Como comprar mais e melhor das Micro e Pequenas Empresas Projeto de Compras Governamentais 2º Seminário Internacional sobre Compras e Contratações Sustentáveis Agosto/2014 Maria Aparecida Rosa Vital Brasil

Leia mais

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2016 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2016 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2016 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INTRODUÇÃO O Instituto Rio promove pelo décimo terceiro ano consecutivo sua Seleção Anual

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2016

Questionário de Governança de TI 2016 Questionário de Governança de TI 2016 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais