Sustentabilidade nos Negócios

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sustentabilidade nos Negócios"

Transcrição

1 Sustentabilidade nos Negócios Apresentação O programa Gestão Estratégica para a Sustentabilidade foi oferecido pelo Uniethos por nove anos. Neste período os temas ligados à sustentabilidade começam a provocar uma mudança na forma como as empresas encaram suas responsabilidades. Em 2013 o Uniethos identificou a necessidade de revisar profundamente este programa. Dessa forma surgiu o curso Sustentabilidade nos Negócios. Está cada vez mais evidente que a competitividade das empresas depende da incorporação da sustentabilidade em suas estratégias. Essa é uma condição que tende a se acentuar uma vez que oportunidades de mercado para essas empresas estão em crescimento. As empresas com estratégias de sustentabilidade mais desenvolvidas e reconhecidas são aquelas que estão promovendo uma forte incorporação de atributos de sustentabilidade em seus modelos de negócios. O desenvolvimento de modelos de negócio que geram ao mesmo tempo valor para a sociedade e para os acionistas depende de um novo tipo de profissional, capaz de identificar oportunidades sociais e ambientais, mas, principalmente, de transformá-las em planos de negócios viáveis economicamente, de conduzir estratégias de mercado competitivas e sistemas de gestão eficientes. O curso Sustentabilidade nos Negócios oferece aos alunos conhecimentos sobre como desenvolver as estratégias das áreas de negócios incorporando atributos de sustentabilidade. O programa ainda possibilitará que o participante entenda como a sustentabilidade pode criar oportunidades de forma integrada entre essas áreas. Compreendemos que um bom executivo é o profissional com visão integral da empresa. Por isso se você é um profissional de uma área de negócio que está interessado em obter conhecimentos sobre como a sustentabilidade pode ajudar seu trabalho ou se você é um profissional de sustentabilidade que precisa entender mais sobre as áreas de negócio para melhor integrar seu trabalho a essas áreas venha fazer parte deste programa! Formato Geral Este programa será oferecido em dois formatos distintos: 1 Curso aberto O programa aberto terá 150 horas de duração e será conduzido no decorrer de As aulas acontecem uma vez por semana, das 18h30 às 22h30, em São Paulo. O início do curso será em fevereiro de Curso In Company

2 Empresas que tenham interesse em levar este programa para um grupo de colaboradores de 10 ou mais pessoas poderá solicitar ao Uniethos uma proposta customizada para ser realizado in company. Metodologia Os 10 módulos do programa abordarão como diversas questões de negócio estão relacionadas a aspectos da sustentabilidade e como esse entendimento é importante para um melhor desempenho das empresas. A metodologia do curso está organizada para que os alunos reflitam sobre a solução de problemas e dilemas para incorporar a sustentabilidade nas estratégias de suas áreas de trabalho utilizando ferramentas de diagnóstico, análise e planejamento de negócios. No primeiro módulo serão identificados os principais riscos e oportunidades de negócio relacionados às atividades profissionais de cada participante. Será realizado um exercício com o objetivo de se chegar a questões relevantes que serão trabalhadas no conteúdo e dinâmicas de cada módulo do programa. Além das reflexões sobre problemas e oportunidades identificados, as aulas do programa contarão com atividades como: Discussão sobre conceitos e informações Relatos de casos nacionais e internacionais Discussões compartilhadas Público alvo São esperados como participantes deste programa: 1 Profissionais de áreas de negócios que queiram em aprofundar conhecimentos em sua área de trabalho incorporando visão, conceitos e práticas de sustentabilidade 2 Profissionais de sustentabilidade que queiram aprofundar conhecimentos sobre as questões de negócio para melhor integrar a essas áreas conhecimentos em sustentabilidade As turmas serão formadas por profissionais responsáveis pelas decisões de negócios da organização e que tenham capacidade de articulação com os demais colaboradores da empresa, contribuindo assim para a disseminação e uso dos conhecimentos nas diversas áreas de cada empresa participante. Inscrições, Seleção e Valores As inscrições poderão ser feitas por pessoas físicas ou jurídicas.

3 O pagamento pode ser feito a vista no valor de R$ ,00 (doze mil reais). A inscrição inclui o material didático, almoço e coffee-breaks. Os interessados devem solicitar uma ficha de inscrição pelo A seleção dos participantes será feita por meio de análise de perfil e entrevista (se necessário) e ocorrerá mediante o envio de currículo e da ficha de inscrição preenchida. O resultado será informado ao candidato por e, caso aprovado, a matrícula será feita online. Programação O programa está estruturado em 10 (dez) módulos e aprofundará conhecimentos sobre sustentabilidade e sobre diversos aspectos de negócios nas seguintes áreas Módulo 1 16 horas, São Paulo Mercados e Novas Oportunidades de Negócios Módulo 2 16 horas, São Paulo Estratégia Empresarial e Planejamento Estratégico Módulo 3 16 horas, São Paulo Governança e Gestão Empresarial Módulo 4 16 horas, São Paulo Estratégia Comercial e Marketing Módulo 5 16 horas, São Paulo Gestão de Fornecedores Módulo 6 16 horas, São Paulo Gestão de Pessoas Módulo 7 16 horas, São Paulo Gestão Financeira e Relacionamento com Investidores Módulo 8 16 horas, São Paulo Comunicação e Relatos Integrados Módulo 9 16 horas,são Paulo Inovação Módulo 10 6 horas,são Paulo Observação: Programação sujeita a alterações. Mercados e Novas Oportunidades de Negócios Fechamento do Programa Apresentação das soluções trabalhadas pelos alunos no decorrer do programa com análise de especialistas Necessidades de serviços de saúde, educação, transporte, limpeza, moradia, comunicação, segurança podem ser atendidas por serviços oferecidos por empresas privadas, de modo a gerar valor econômico para os investidores e ao mesmo tempo gerar valor social, ambiental e econômico para a sociedade. Empresas podem encontrar modelos que reduzam custos de produtos e serviços que são cruciais para a qualidade de vida urbana.

4 Modelos de negócios sustentáveis se baseiam em proposta de valor inovadoras que contribuam para a melhoria da qualidade de vida de clientes e consumidores e que gerem valor para os stakeholders, que sejam baseados em modelos de baixo custo, utilização de recursos locais e organização de cadeias de valor que também valorizem negócios locais de forma sustentável i. Modelos de negócios sustentáveis podem ser desenhados por empresas novas (startups) ou empresas já constituídas, empresas pequenas, médias ou grandes, de quaisquer ramos de atividade. Estratégia Empresarial e Planejamento Estratégico Estratégias de sustentabilidade estão se tornando cada vez mais uma condição para a competitividade de empresas. Porém, essa é uma combinação que requer mudanças estruturais. As empresas mais avançadas, que conseguem incorporar a sustentabilidade em suas estratégias de negócios de forma duradoura e que fazem da sustentabilidade um fator de ampliação da competitividade, são aquelas que promoveram mudanças em suas estruturas organizacionais, em suas operações e em seus modelos de negócios. Modelos de negócios que geram valor para a sociedade vão além do desenvolvimento de produtos e de processos de produção de baixo impacto. Modelos de negócios sustentáveis resultam de mudanças também nas configurações das cadeias de valor, na forma de gerar lucros, na proposta de valor oferecida aos consumidores, nas formas de acesso aos mercados e, sobretudo, são modelos de negócios que geram soluções para os dilemas da sustentabilidade com efetivo envolvimento de públicos de interesse. Este novo ambiente de negócios desafia a capacidade de gestores em tomarem decisões dentro do seu repertório de soluções. Os desafios sociais e ambientais e as mudanças constantes nos cenários de negócios são o pano de fundo para a discussão do processo de formulação estratégica e implantação de mudanças. Para enfrentar estes cenários os gestores devem estar atentos às pressões institucionais e à capacidade cognitiva dos agentes, buscando aprender na interação com stakeholders e gerenciar recursos internos e externos em diferentes perspectivas de prazo. Este módulo aprofundará tópicos como os descritos abaixo com o objetivo de colaborar para que os participantes desenvolvam competências e práticas inovadoras de gestão e de negócios e que, como objetivo maior e futuro, criem referências em sustentabilidade para seus respectivos setores. A evolução do pensamento em estratégia na busca de vantagem competitiva; Análise do ambiente competitivo e escola de posicionamento; Análise interna de recursos e capacidades dinâmicas; Estratégia e meio-ambiente: melhores práticas e visão de recursos; Estratégia e sustentabilidade: desenvolvendo competências e inovação; Criação de valor e desempenho organizacional para além do lucro da empresa: o impacto na sociedade e no tempo; Análise de decisões: pressupostos comportamentais e influência do meio; Sustentabilidade nas decisões gerenciais.

5 Governança e Gestão Empresarial A governança corporativa trata das estruturas, regras e processos para alinhar a gestão da empresa com os interesses dos acionistas, os mecanismos de controle de incentivo nas empresas. Pressupõe-se que a boa governança corporativa contribui para o desenvolvimento econômico, melhorando o desempenho das empresas. Para que a empresa tenha uma gestão sustentável é necessário também criar mecanismos para que tenha conhecimento e leve em consideração às expectativas dos stakeholders. Nesta aula serão abordados os seguintes tópicos: Qual a situação atual e os desafios da governança corporativa nas empresas; Como levar as expectativas dos stakeholders (e não apenas shareholders) para o processo de governança; Como criar mecanismos de controle e incentivo de forma que as organizações possam atender as expectativas não apenas dos shareholders; Ferramentas de monitoramento e medição; Importância e subsídios para a escolha dos indicadores que avaliam a sustentabilidade; Indicadores de desempenho relacionados a sustentabilidade; Análise sobre os fundamentos que sustentam o sistema normativo e os mecanismos de certificação. Veremos como os tópicos acima se relacionam com a prestação de contas (accountability), transparência, comportamento ético, respeito pelo estado de direito, respeito pelas normas internacionais de comportamento e respeito pelos direitos humanos. Estratégia Comercial e Marketing As estratégias de marketing que utilizam os atributos da sustentabilidade precisam estar alinhadas a uma estratégia corporativa baseada nos mesmos preceitos. Caso contrário, o resultado será uma incoerência que, percebida pelos consumidores, poderá manchar a reputação da empresa e tornar mais difícil a construção de vantagens competitivas de longo prazo. Colocado isso as empresas enfrentam nesta área um grande desafio: como manter (e se possível aumentar) receita/share e falar de sustentabilidade ao mesmo tempo? A resposta para esta pergunta está, em parte, nas inovações na concepção e produção de produtos e serviços - assim como nas inovações em modelos de negócio. E isso afeta diretamente a lógica de se fazer marketing. A sustentabilidade nas estratégias de marketing está diretamente ligada a cadeia produtiva e ao ciclo de vida dos produtos (de sua matéria prima ao impacto pós vida útil). Da forma forma está ligada a forma de se comunicar com consumidores e clientes: qual a qualidade das informações que se encontra sobre produtos? Como a publicidade pode influenciar o comportamento do consumidor? Este módulo discutirá como o marketing de uma empresa pode cumprir seu papel comercial ao mesmo tempo em que possa influenciar o comportamento de consumidores e fornecedores para uma nova maneira de se fazer negócios, produzir e consumir. Com base nisso este módulo pretende aprofundar os seguintes aspectos:

6 Impactos do consumo relativos aos negócios; Relação entre credibilidade e branding; Transparência nas relações de consumo: comunicando riscos e crises; Visão de futuro do negócio e mudanças de perspectiva no desenvolvimento, na comercialização e na distribuição de produtos e serviços; A propaganda responsável: o papel do anunciante na mudança do paradigma. Gestão de Fornecedores No setor privado, a convicção de que crescer de modo sustentável inclui o atendimento de demandas do meio ambiente, da sociedade e dos principais públicos com que a empresa se relaciona tem levado as empresas a perceber que as mudanças não acontecem de modo isolado. A empresa que identifica e assume compromissos para uma atuação responsável não conseguirá cumpri-los sozinha, sem contar com a cooperação de seus públicos estratégicos de negócio. Fornecedores são stakeholders críticos para o sucesso da maioria das empresas. A gestão da sustentabilidade na cadeia de valor se dá quando a empresa passa a fazer a gestão estratégica dos impactos sociais e ambientais de matérias-primas e serviços desde os fornecedores, subfornecedores e prestadores de serviços até o cliente final e etapas pós-consumo. As empresas que se beneficiam da visão integrada da sustentabilidade na cadeia desenvolvem melhores vínculos comerciais, minimizam riscos de co-responsabilidade por impactos negativos na cadeia e aprimoram o diálogo com parceiros, construindo relações mais justas e duradouras. A busca pela sustentabilidade junto à cadeia de valor de uma empresa é uma forma de: Atender a demandas atuais e futuras de clientes; Atender a demandas atuais e futuras de auto-regulação e conduta; Gerar impacto positivo através da redução de custos; Fazer a gestão de riscos reputacionais; Atender a compromissos voluntários já assumidos, tais como Pacto Global, Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo, Pacto pela Integridade e Contra a Corrupção; Desenvolver inovações de processos e produtos com foco em sustentabilidade em conjunto com parceiros de negócio; Criar vínculos de negócios mais sustentáveis com parceiros existentes e potenciais. Este módulo oferecerá aos participantes oportunidades para: Compreender o tema da cadeia de valor no contexto da sustentabilidade; Identificar as oportunidades estratégicas e os desafios da abordagem da sustentabilidade na gestão da cadeia de valor; Conhecer os possíveis caminhos para diagnosticar e atuar em uma cadeia de valor;

7 Obter referências e exemplos práticos que contribuam para a incorporação da sustentabilidade na cadeia de valor das organizações. Gestão de Pessoas A abordagem sobre uma gestão estratégica de pessoas estuda as ações voltadas ao engajamento, desempenho, bem-estar e desenvolvimento das pessoas, cujas interações constituem a base de uma organização. Alguns desafios estratégicos de gestão de pessoas são: atrair, capacitar e reter talentos; gerir competências; gerir conhecimento e formar o perfil de profissional demandado pelo setor. Para que as empresas desenvolvam seus talentos e competências a fim de aumentar sua competitividade e obter melhores resultados nos negócios é importante que hajam ações integradas e conectadas em todas as esferas: organização, gestão de pessoas e indivíduos. Esta aula pretende aprofundar algumas tendências que apontam para a necessidade de inovações neste campo: A emergência da organização não hierárquica, enxuta e flexível, com capacidade de dar respostas rápidas ao turbulento ambiente empresarial; O advento e a consolidação da economia do conhecimento, na qual o conhecimento é a nova base para a formação de riqueza nos níveis individual, empresarial e nacional; A redução do prazo de validade do conhecimento associado ao sentido de urgência; O novo foco na capacidade de empregabilidade/ocupacionalidade para a vida toda em lugar do emprego para toda a vida; Uma mudança fundamental no mercado da educação global, evidenciando-se a necessidade de formar pessoas com visão global e perpectiva internacional dos negócios. Este módulo também abordará questões essenciais para o reconhecimento das empresas quanto a sua responsabilidade para com os direitos humanos: Emprego e relações de trabalho; Condições de trabalho e proteção social; Diálogo social; Saúde e segurança no trabalho; Diversidade e equidade no ambiente corporativo; Práticas de promoção de ambientes democráticos, criativos e íntegros nas empresas. Gestão Financeira e Relacionamento com Investidores A crise financeira mundial trouxe à tona a importância de promover melhor a gestão de riscos, boa governança e transparência para proteger os retornos de longo prazo. De forma crescente investidores e gestores financeiros estão mais conscientes da importância de questões ligadas à sustentabilidade.. É evidente que a qualidade das informações, assim como os riscos e oportunidades das questões sociais e ambientais associadas a esses dados, determinam a qualidade das decisões tomadas. Existe uma forte tendência para que as empresas reconheçam que a criação de valor duradouro para o acionista é viável pela inclusão do tema sustentabilidade em suas estratégias de longo prazo e pela divulgação transparente aos

8 investidores de seu desempenho. O perfil hoje requerido para a liderança financeira reflete a necessidade de respostas inovadoras às demandas crescentes do ambiente de negócios Uma vez que uma empresa reconheça os aspectos sociais e ambientais mais relevantes para sua gestão e para seus negócios é importante que ela identifique como a melhoria em cada um desses aspectos pode impactar positivamente no seu desempenho financeiro. Este módulo do programa pretende abordar as questões que envolvem a gestão financeira das empresas e a relação com investidores considerando alguns desafios como: Identificar e incorporar riscos de ativos ociosos; A integração entre relatório financeiro às informações relacionadas a sustentabilidade; A orientação por resultados trimestrais: a sustentabilidade e o dilema do curto prazo x longo prazo; Alinhamento das estruturas de compensação com desempenho sustentável de longo prazo ; Indicadores chave de desempenho; Mensuração do retorno de investimentos em sustentabilidade. Comunicação e Relatos Integrados A globalização, as comunicações instantâneas e descentralizadas e a crescente organização da sociedade civil como agentes de controle social tem transformado a forma como as empresas se relacionam e se comunicam com diversos públicos. Com o acesso rápido e amplo a informações o mundo empresarial começa a reconhecer que a transparência se torna inevitável. Assim como também não se tem mais controle sobre a propagação de avaliações e críticas de partes interessadas sobre o comportamento das corporações. As decisões mais sensíveis a criticas estão sujeitas a interpretações se não forem bem comunicadas. Isso coloca a reputação de uma empresa em posição de constante vulnerabilidade. Por diversos motivos as empresas passam por situações sensíveis com relação à comunicação sobre seus produtos, serviços, processos, estratégia e decisões em geral. Consumidores querem saber mais sobre produtos e serviços e funcionários compartilham informações sobre decisões estratégicas da empresa. Por outro lado a empresa em muitos momentos compartilha informações sigilosas com parceiros ou até mesmo concorrentes. Para construir relações de confiança e ter sucesso em uma economia transparente, um número crescente de empresas tem procurado atuar de forma mais responsável. A integridade nos negócios está em ascensão, não apenas por razões legais ou éticas, mas porque faz sentido do ponto de vista econômico. As empresas devem agir de forma responsável não apenas para cumprir a legislação, mas para a sua própria perenidade e vantagem competitiva. Tradicionalmente o relatório típico de uma empresa trata basicamente de informações financeiras e tem como público alvo final os acionistas. Embora sejam essenciais, os números financeiros não conseguem fornecer informações sobre a saúde geral da empresa. Além disso, não trazem informações relevantes que possam ajudar diferentes partes interessadas a entender a empresa ou um executivo a administrá-la com mais eficiência. A ideia de uma comunicação menos complexa e que integre os diferentes aspectos da gestão e governança de

9 uma empresa também deve considerar que suas partes interessadas são diversas e que seus interesses e importância são legítimos. Uma comunicação integrada e de mão dupla também compreende que o desempenho da empresa depende do relacionamento saudável com suas partes interessadas. Este módulo pretende trabalhar a amplitude com que a sustentabilidade é considerada na comunicação das empresas, quais são os níveis de diálogo estabelecidos pelas empresas com as partes interessadas (assim como a facilidade e aceitação como esta interação acorre) e qual o nível de compromisso, responsabilidade e transparência no relato de suas atividades. Inovação A recente geração de empreendedores e investidores preocupados em inovar está acelerando as mudanças essenciais para o fornecimento em escala de soluções sustentáveis para o mundo. Mas é necessário pensar em posturas que promovam uma ruptura, indo além da simples transição que claramente vivemos hoje. As empresas estão cada vez mais se deparando com desafios relacionados a aspectos sociais, ambientais e de governança que afetam os mercados e públicos de interesse envolvidos em suas operações. Tais aspectos geram uma volatilidade cada vez maior nos mercados consumidor e Business to Business (B2B), trazendo impactos diretos na competitividade das empresas. Um bom exemplo é o assunto mudanças climáticas, onde muitas empresas atualmente são pressionadas para oferecerem respostas concretas e demonstrarem o que estão fazendo para reduzir suas emissões. Entretanto, traduzir a gestão desses aspectos em resultados concretos ainda permanece um grande desafio. Adicionalmente, para muitas empresas ainda existe a barreira de envolver, de fato, a alta direção em tais discussões para gerar os processos decisórios necessários, principalmente devido ao entendimento ainda limitado sobre como cada programa relacionado a aspectos de sustentabilidade pode contribuir para os resultados da empresa. A superação desses desafios passa obrigatoriamente pela adoção de novas estratégias e novos modelos de negócio, o que exigirá um alto grau de inovação de nossas tecnologias e de desapego ao nosso modo de vida. Este módulo trabalhará com casos empresariais que já estão neste caminho e exemplos de como empresas de diversos setores, porte e regiões conseguiram gerar resultados de negócios baseados na identificação e endereçamento de riscos e oportunidades ligados a aspectos de sustentabilidade. Corpo Docente Carlos Eduardo Lessa Brandão Membro dos Conselhos do Instituto Ethos e do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. Participa do Conselho Deliberativo do Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBovespa, do Conselho de Stakeholders da Global Reporting Initiative e do Comitê Técnico da Global Initiative for Sustainability Ratings. Foi diretor de subsidiárias dos grupos

10 Andrade Gutierrez e Vale. É consultor em governança e sustentabilidade e professor convidado da FGV, FIA, FIPECAFI e IBGC. Engenheiro Civil, mestre em Planejamento Energético e doutor em História e Filosofia da Ciência pela UFRJ, com MBA Executivo em Finanças pelo IBMEC e ADP pela London Business School. É conselheiro de administração certificado pelo IBGC e administrador de recursos de terceiros autorizado pela CVM. Gustavo Pimentel Diretor de Advisory da SITAWI Finanças do Bem e coordenador do grupo de análise de investimentos da Rede Brasileira dos Princípios para o Investimento Responsável (UN-PRI). Como consultor, vem assessorando instituições financeiras e empresas a incorporar questões socioambientais na estratégia, gestão, análise de riscos e avaliação de investimentos. Foi gerente do Programa Eco-Finanças de Amigos da Terra Amazônia Brasileira e representante do BankTrack no Brasil. Sua carreira também inclui passagens por ABN AMRO, SR Rating e Accenture. Gustavo é economista pela UFRJ com International MBA pelo IE Business School (Madri). Em 2013, foi eleito 2 o melhor analista socioambiental para investidores em pesquisa global da Thomson Reuters Extel. Luís Eduardo Sartori Iseppe Luís é formado em Engenharia Civil e trabalha no International Finance Corporation do Banco Mundial desde Julho de 2008 como Especialista Global na área de Consultoria em Negócios Sustentáveis. Anteriormente, acumulou 16 anos de experiência em posições executivas em Marketing, Desenvolvimento de Novos Negócios e Planejamento Estratégico, trabalhando para empresas em setores como Telecomunicações, Papel e Celulose e Serviços. Entre 2002 e 2007, Luís ajudou a estabelecer as consultorias Atitude e Rever como referências internacionais na área de sustentabilidade. Maurício Turra Doutorado em Ciências Sociais e Mestrado em Administração pela PUC-SP. Formado em Marketing pela ESPM. Docente de Marketing e Responsabilidade Social Empresarial na Graduação e no MBA da ESPM. Professor convidado da Unicamp e Universidade Mackenzie. Pesquisador da área de Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento Sustentável tendo como foco a incorporação da responsabilidade social na estratégia de negócio. Consultor do Uniethos onde foi responsável pela elaboração do curso Construindo Negócios Sustentáveis. Professor do curso de Ferramentas de Gestão do GIFE. Conferencista e Palestrante do Sistema SESI. Experiência de 25 anos em empresas nacionais e internacionais, exercendo posição de direção nas áreas de Marketing e Comunicação no Brasil e na América Latina. Diretor da MK3 Estratégia e Inteligência de Mercado. Renata Brito Professora e pesquisadora de estratégia do programa de mestrado do IBMEC Rio de Janeiro. Experiência profissional no mercado financeiro, e em pesquisa e consultoria em sustentabilidade e estratégia empresarial. Professora convidada do UniEthos em cursos executivos. Foi professora convidada FGV-EAESP em cursos de MBAs e cursos executivos. Doutora em Administração de Empresas pela FGV-EAESP (2011), MBA pela Rotterdam School of Management - Erasmus University Holanda (2005), Bacharel em Administração de Empresas pela FGV-EAESP (1993).

11 Para dúvidas sobre o Programa: Margarida Curti Lunetta Assessoria e Educação para a Sustentabilidade F: (11)

Sustentabilidade nos Negócios

Sustentabilidade nos Negócios Sustentabilidade nos Negócios Apresentação O programa Gestão Estratégica para a Sustentabilidade foi oferecido pelo Uniethos por nove anos. Neste período os temas ligados à sustentabilidade começam a provocar

Leia mais

Sustentabilidade nos Negócios

Sustentabilidade nos Negócios Sustentabilidade nos Negócios Apresentação O programa Gestão Estratégica para a Sustentabilidade foi oferecido pelo Uniethos por nove anos. Neste período os temas ligados à sustentabilidade começam a provocar

Leia mais

Sustentabilidade Corporativa. Carlos Eduardo Lessa Brandão São Paulo, 8 de outubro de 2013 Carlos Eduardo Lessa Brandão SP, 8 de outubro de

Sustentabilidade Corporativa. Carlos Eduardo Lessa Brandão São Paulo, 8 de outubro de 2013 Carlos Eduardo Lessa Brandão SP, 8 de outubro de Sustentabilidade Corporativa Carlos Eduardo Lessa Brandão São Paulo, 8 de outubro de 2013 Conteúdo 1. As várias cores da sustentabilidade 2. Dissociar uma estratégia corporativa de uma estratégia sustentável

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA PARA A SUSTENTABILIDADE

GESTÃO ESTRATÉGICA PARA A SUSTENTABILIDADE GESTÃO ESTRATÉGICA PARA A SUSTENTABILIDADE PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA LIDERANÇAS EDIÇÃO 2012 1 2 GESTÃO ESTRATÉGICA PARA A SUSTENTABILIDADE PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA LIDERANÇAS EDIÇÃO 2012 A vivência genuína

Leia mais

Estratégias Empresariais Geradoras de Valor Durável

Estratégias Empresariais Geradoras de Valor Durável hapiterra.com Curso de Formação em Estratégias Empresariais Geradoras de Valor Durável Como aplicar o pensamento sistêmico na estratégia empresarial? Crescimento e sustentabilidade são compatíveis? Como

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

Código de Ética e Conduta do grupo Invepar

Código de Ética e Conduta do grupo Invepar Código de Ética e Conduta do grupo Invepar Edição: agosto/2014 1 ÍNDICE Visão, Missão e Valores 6 Fornecedores e prestadores de serviço 14 Objetivos 7 Brindes, presentes e entretenimento 15 Princípios

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM COLETIVA DE IMPRENSA Participantes: Relatores: Geraldo Soares IBRI; Haroldo Reginaldo Levy Neto

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS Ensinar para administrar. Administrar para ensinar. E crescermos juntos! www.chiavenato.com GESTÃO E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS Para Onde Estamos Indo? Idalberto Chiavenato Algumas empresas são movidas

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios CBA Gestão de Negócios Gestão de Negócios O curso desenvolve a capacidade de compreender, de forma ampla e sistêmica, a interação entre as diversas áreas funcionais de uma empresa, além dos aspectos externos

Leia mais

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO Resumo: Reafirma o comportamento socialmente responsável da Duratex. Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 3.1. PARTE INTERESSADA 3.2. ENGAJAMENTO DE PARTES INTERESSADAS 3.3. IMPACTO 3.4. TEMAS

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O CBA em Gestão de Negócios é um curso que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em gestão e liderança. O programa tem o objetivo de formar

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS PLANEJAMENTO PARA ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA 1º SEMESTRE DE 2016 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944 com o objetivo de preparar profissionais bem

Leia mais

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS do conteúdo dos Indicadores Ethos com outras iniciativas Com a evolução do movimento de responsabilidade social e sustentabilidade, muitas foram as iniciativas desenvolvidas

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E S T Ã O E M P R E S A R I A L

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E S T Ã O E M P R E S A R I A L depto. mkt. IBS FGV management CONVENIADA RESOLUÇÃO DO MEC Os cursos MBA Pós-Graduação Especialização da Fundação Getulio Vargas atendem aos requisitos da Resolução CNE / CES nº 01, de 08/06/07. Ascensão

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

Governança como porta de entrada para fatores ESG

Governança como porta de entrada para fatores ESG Governança como porta de entrada para fatores ESG Carlos Eduardo Lessa Brandão celb@iname.com São Paulo, 29 de abril de 2014 Conteúdo Governança, estratégia e sustentabilidade ESG e valor ESG: desafios

Leia mais

PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro de 2012.

PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro de 2012. CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRAPP ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD ANEFAC APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI) PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Projetos 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que apontam a

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

MBA em gestão de negócios

MBA em gestão de negócios MBA em gestão de negócios MBA EXECUTIVO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O MBA Executivo em Gestão de Negócios do Grupo Ibmec foi desenvolvido para responder à demanda do mercado por profissionais cada vez mais qualificados

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Projetos tem por fornecer conhecimento teórico instrumental que

Leia mais

PRINCÍPIOS E NORMAS DE CONDUTA EMPRESARIAL NA RELAÇÃO DE FURNAS COM SEUS FORNECEDORES

PRINCÍPIOS E NORMAS DE CONDUTA EMPRESARIAL NA RELAÇÃO DE FURNAS COM SEUS FORNECEDORES PRINCÍPIOS E NORMAS DE CONDUTA EMPRESARIAL NA RELAÇÃO DE FURNAS COM SEUS FORNECEDORES Outubro/2009 1/8 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. ABRANGÊNCIA 3. OBJETIVOS 4. CÓDIGO DE CONDUTA EMPRESARIAL 4.1 NORMAS DE CONDUTA

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Estratégica Empresarial

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Estratégica Empresarial DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão Estratégica Empresarial 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Marketing e Vendas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Responsabilidade Socioambiental, Negócios e Sustentabilidade

Responsabilidade Socioambiental, Negócios e Sustentabilidade Responsabilidade Socioambiental, Negócios e Sustentabilidade SUSTENTABILIDADE Fonte figura: Projeto Sigma Paula Chies Schommer CIAGS/UFBA Novembro 2007 O que define uma empresa como sustentável? 2 Objetivos

Leia mais

A Faculdade Certificada pela FGV em Goiás. Acordo de Parceria - Convênios 2011. AFFEGO Associação Funcionários do Fisco de Goiás

A Faculdade Certificada pela FGV em Goiás. Acordo de Parceria - Convênios 2011. AFFEGO Associação Funcionários do Fisco de Goiás A Faculdade Certificada pela FGV em Goiás Acordo de Parceria - Convênios 2011 AFFEGO Associação Funcionários do Fisco de Goiás ACORDO DE PARCERIA - CONVÊNIOS 2011 Preparada Por: Empreza Educação e Serviços

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS E HOSPITALIDADE EM EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E EVENTOS

MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS E HOSPITALIDADE EM EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E EVENTOS MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS E HOSPITALIDADE EM EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E EVENTOS O programa foi desenvolvido para capacitar o aluno a atuar no segmento Business de Turismo e Eventos, dando-lhe competências

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

Carga Horária e Duração

Carga Horária e Duração Pós Graduação - Gestão Empresarial e Marketing (sábado). Público - Alvo Indicado para recém-formados e jovens profissionais. Objetivo do Curso Capacitação gerencial em geral, com ênfase na área de Marketing,

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Início em 28 de setembro de 2015 Aulas as segundas e quartas, das 19h às 22h Valor do curso: R$ 21.600,00 À vista com desconto: R$ 20.520,00 Consultar planos de parcelamento.

Leia mais

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional Número e Título do Projeto: TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA Contrato por Produto - Nacional BRA/09/004 Fortalecimento das Capacidades da CAIXA para seu processo de

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A.

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. Acordo de Acionistas Diretrizes da CPFL de Energia Governança S.A. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. 1 Sumário I Introdução 3 II Estrutura Corporativa

Leia mais

10 Passos para o Relatório de Sustentabilidade da sua Empresa

10 Passos para o Relatório de Sustentabilidade da sua Empresa Curso Prático para Elaboração de Relatório de Sustentabilidade GRI 4.0 Taubaté- São Paulo 10 Passos para o Relatório de Sustentabilidade da sua Empresa 10 Passos para o seu Relatório de Sustentabilidade

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo Código de Conduta Índice Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo 3 4 5 6 9 Missão, Visão, Valores e Princípios Missão Visão Princípios Valores

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Governança Corporativa O papel do Administrador Profissional na gestão eficaz e na liderança de performance

Governança Corporativa O papel do Administrador Profissional na gestão eficaz e na liderança de performance Governança Corporativa O papel do Administrador Profissional na gestão eficaz e na liderança de performance Adm. Valter Faria São Paulo, 27 de novembro de 2014 Jornal de Hoje Que habilidades serão exigidas

Leia mais

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E A SUSTENTABILIDADE

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E A SUSTENTABILIDADE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E A SUSTENTABILIDADE JULIANA APARECIDA DE SOUZA REIS MAIARA NATALIA MARINHO DUARTE SUSELI SANTOS DIAS RESUMO Neste artigo temos por objetivo apresentar que as micros e pequenas

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de

Leia mais

MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Arcos Dorados

MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Arcos Dorados MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Arcos Dorados MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Sustentabilidade deixou de ser uma escolha e tornou-se premissa fundamental para a competitividade

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Publicado em: 27/02/2015 Válido até: 26/02/2020 Política de Responsabilidade Socioambiental 1. SUMÁRIO 2 2. OBJETIVO 2 3. ABRANGÊNCIA 2 4. IMPLEMENTAÇÃO 2 5. DETALHAMENTO 2 5.1. Definições 3 5.2. Envolvimento

Leia mais

Governança Corporativa, Responsabilidade Ambiental e Social. Prof. Wellington

Governança Corporativa, Responsabilidade Ambiental e Social. Prof. Wellington Governança Corporativa, Responsabilidade Ambiental e Social Prof. Wellington APRESENTAÇÃO AULA 1 Wellington Prof de pós-graduação na USJT desde 2003 Sócio diretor da WP projetos e produções Coordenador

Leia mais

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016 A Fundação de Rotarianos de São Caetano do Sul - ROTARY Colégio Eduardo Gomes objetivando o desenvolvimento profissional de seus associados e seus familiares estabeleceu parceria educacional com a Fundação

Leia mais

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Introdução A consulta a seguir é um novo passo em direção às melhores práticas

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE 1. OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Esta Política tem como objetivos: Apresentar de forma transparente os princípios e as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e direcionam

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

ISO 26000 Diretrizes sobre Responsabilidade Social

ISO 26000 Diretrizes sobre Responsabilidade Social ISO 26000 Diretrizes sobre Responsabilidade Social DIFERENCIAIS DA ISO 26000 O que são NORMAS? Registro da tecnologia consolidada Regras, diretrizes, características Resultado de um processo de CONSENSO

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00 Páginas 1/8 1. OBJETIVO O Código de Ética é um conjunto de diretrizes e regras de atuação, que define como os empregados e contratados da AQCES devem agir em diferentes situações no que diz respeito à

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Pós Graduação em Gestão do Entretenimento

Pós Graduação em Gestão do Entretenimento Pós Graduação em Gestão do Entertainment Business Management Público - alvo Indicado para profissionais e empreendedores que necessitam de habilidades e ferramentas para a atuação no setor de gestão, nas

Leia mais

Código de. Ética e Conduta. de Fornecedores

Código de. Ética e Conduta. de Fornecedores Código de Ética e Conduta de Fornecedores Fev/2012 Caro Fornecedor, Palavra do Presidente Este Código de Ética e Conduta de Fornecedores busca orientá-lo sobre as diretrizes da relação entre a Cielo e

Leia mais

A FUNÇÃO SOCIAL DA EMPRESA SOB A ÓTICA DO DESENVOLVIMENTO

A FUNÇÃO SOCIAL DA EMPRESA SOB A ÓTICA DO DESENVOLVIMENTO A FUNÇÃO SOCIAL DA EMPRESA SOB A ÓTICA DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Bruna Medeiros David de Souza Advogada. Pós-graduanda em Direito Civil pela Faculdade de Direito Milton Campos. A função social da

Leia mais

CGBA Certificate in Global Business Administration

CGBA Certificate in Global Business Administration CGBA Certificate in Global Business Administration Desafios Internacionais, Líderes Globais O CERTIFICATE IN GLOBAL BUSINESS ADMINISTRATION O Certificate in Global Business Administration (CGBA), criado

Leia mais

Economia,Mercado e Empresas de Construção Civil: a sustentabilidade na prática. Paulo Itacarambi Instituto Ethos Setembro de 2008

Economia,Mercado e Empresas de Construção Civil: a sustentabilidade na prática. Paulo Itacarambi Instituto Ethos Setembro de 2008 Economia,Mercado e Empresas de Construção Civil: a sustentabilidade na prática Paulo Itacarambi Instituto Ethos Setembro de 2008 Paulo Itacarambi SBCS08 1 Como Alcançar o Desenvolvimento Sustentável? Políticas

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

Gestão Avançada por Canais

Gestão Avançada por Canais Referência para quem quer ser Referência Gestão Avançada por Canais As decisões e estratégias de Canais de Vendas e Distribuição estão entre as principais atividades dos gestores de Marketing e Vendas,

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA 23 de julho de 2015 ÍNDICE Pág. Introdução... 3 Objetivos... 3 Princípios gerais de atuação... 4 Princípios específicos de atuação... 7 Mecanismos de desenvolvimento,

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Prof. RONALDO RANGEL Doutor - UNICAMP Mestre PUC 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÓS-MBA

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Prof. RONALDO RANGEL Doutor - UNICAMP Mestre PUC 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÓS-MBA 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA SIGA: PMBAIE*08/00 Prof. RONALDO RANGEL Doutor - UNICAMP Mestre PUC 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÓS-MBA As grandes questões emergentes que permeiam o cenário organizacional exigem

Leia mais

Pós-Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós-Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Pós-Graduação em Comunicação Organizacional Início em 28 de Abril de 2016 Aulas as terças e quintas, das 7h às 9h30 Valor do curso: R$ 18.130,00 À vista com desconto: R$ 16.679,00 Consultar planos de parcelamento.

Leia mais

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 RELATÓRIO DE ACESSO PÚBLICO Este Manual/Relatório foi elaborado pela ATIVA com fins meramente informativos. É proibida a reprodução total ou

Leia mais

Pós-Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós-Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Pós-Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Público-alvo Indicado para profissionais de comunicação organizacional, relações públicas, assessores de comunicação, gestores de comunicação, bem

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Controladoria Estratégica e Contabilidade Empresarial

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Controladoria Estratégica e Contabilidade Empresarial DESCRITIVO DE CURSO MBA em Controladoria Estratégica e Contabilidade Empresarial 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica,

Leia mais

CEO FGV Um programa para altos executivos feito por altos executivos. 2013.1

CEO FGV Um programa para altos executivos feito por altos executivos. 2013.1 CEO FGV Um programa para altos executivos feito por altos executivos. 2013.1 CEO FGV Com o CEO FGV, executivos em posições-chave em suas organizações podem: analisar em profundidade a realidade socioeconômica

Leia mais

UM LÍDER TEM O PODER DE PROMOVER GRANDES MUDANÇAS. INCLUSIVE NA PRÓPRIA CARREIRA.

UM LÍDER TEM O PODER DE PROMOVER GRANDES MUDANÇAS. INCLUSIVE NA PRÓPRIA CARREIRA. Pense antes de imprimir. A natureza agradece. em Inteligência Empresarial UM LÍDER TEM O PODER DE PROMOVER GRANDES MUDANÇAS. INCLUSIVE NA PRÓPRIA CARREIRA. O PÓS-MBA FGV é um programa avançado para profissionais

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em MARKETING

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em MARKETING PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL com ênfase em MARKETING SIGA: TMBAGE Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13) 3228 6000 Rua

Leia mais

A RESPONSABILIDADE SOCIAL INTEGRADA ÀS PRÁTICAS DA GESTÃO

A RESPONSABILIDADE SOCIAL INTEGRADA ÀS PRÁTICAS DA GESTÃO A RESPONSABILIDADE SOCIAL INTEGRADA ÀS PRÁTICAS DA GESTÃO O que isto tem a ver com o modelo de gestão da minha Instituição de Ensino? PROF. LÍVIO GIOSA Sócio-Diretor da G, LM Assessoria Empresarial Coordenador

Leia mais

Código de Ética do Grupo Pirelli

Código de Ética do Grupo Pirelli Código de Ética do Grupo Pirelli A identidade do Grupo Pirelli fundamenta-se historicamente em um conjunto de valores sempre seguidos e apoiados por todos nós. Esses valores, ao longo dos anos, permitiram

Leia mais

Acreditamos em formas criativas e inovadoras de crescimento e desenvolvimento. Elas agregam valor ao cliente

Acreditamos em formas criativas e inovadoras de crescimento e desenvolvimento. Elas agregam valor ao cliente Portfólio QUEM SOMOS Somos uma empresa de consultoria organizacional que vem desenvolvendo e implementando em diversas clientes projetos nas áreas de Gestão Recursos Humanos e Comercial/Vendas. Silmar

Leia mais

PROGRAMA DE ELABORAÇÃO DE BALANÇOS SOCIOAMBIENTAIS INICIATIVA PRIVADA

PROGRAMA DE ELABORAÇÃO DE BALANÇOS SOCIOAMBIENTAIS INICIATIVA PRIVADA PROGRAMA DE ELABORAÇÃO DE BALANÇOS SOCIOAMBIENTAIS INICIATIVA PRIVADA CONHEÇA MELHOR A SAÚDE SOCIOAMBIENTAL DA SUA EMPRESA E OBTENHA MAIOR CREDIBILIDADE E VISIBILIDADE!!! INVISTA O Instituto Socioambiental

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC QUEM SOMOS? INSTITUTO GESC - IGESC Fundação da AMBA, pelos alunos do primeiro curso de MBA. Serviços

Leia mais

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Público - alvo Pós Graduação em Organizacional Integrada Indicado para profissionais de comunicação organizacional, relações públicas, assessores de comunicação, gestores de comunicação, bem como para

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE PESSOAS

MBA EM GESTÃO DE PESSOAS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO DE PESSOAS SIGA: TMBAGP*11/02 Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13) 3228 6000 Rua Almirante Protógenes,

Leia mais