ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO"

Transcrição

1 Disciplina: Patologia Oral e Maxilofacial ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012

2 Anomalias do desenvolvimento da boca e Anomalias dentárias ANOMALIAS DE DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO BUCAL 1. Micro/Macroglossia 2. Anquiloglossia 3. Tireoide lingual e amígdala lingual 4. Língua fissurada e língua geográfica 5. Língua pilosa 6. Varicosidades 7. Grânulos de Fordyce 8. Tórus ANOMALIAS DENTÁRIAS 1. Por fatores ambientais 2. De desenvolvimento (adquiridas ou genéticas)

3 ANOMALIAS DENTÁRIAS DISTÚRBIOS DE DESENVOLVIMENTO X ODONTOGÊNESE! Fatores Locais e Ambientais! Fatores Sistêmicos! Fatores Genéticos

4 EMBRIOGÊNESE DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO

5 Anomalias do desenvolvimento da boca e Anomalias dentárias ANOMALIAS DENTÁRIAS POR FATORES LOCAIS E AMBIENTAIS Defeitos de desenvolvimento dos dentes CLASSIFICAÇÃO CLÍNICA 1. Hipoplasia 2. Opacidades difusas 3. Opacidades demarcadas

6 Anomalias do desenvolvimento da boca e Anomalias dentárias ANOMALIAS DENTÁRIAS Por fatores locais e ambientais HIPOPLASIA DE TURNER - Defeito no esmalte em dentes permanentes causado p/ doença inflamatória periapical dos decíduos sobrejacentes. - Variam de áreas focais com coloração branca ou marrom até extensa hipoplasia - Comum em pré- molares

7 DISTÚRBIOS DE DESENVOLVIMENTO DOS DENTES! FLUOROSE POR FATORES LOCAIS E AMBIENTAIS Hipomaturação do esmalte, pela ingestão excessiva e crônica flúor. Esmalte torna-se estriado, poroso, opaco, manchado. Fase de maturação 2 a 3 anos de idade áreas brancas, amarelas ou marrons aspecto mosqueado erosão Problema estético

8 FLUOROSE

9 Anomalias do desenvolvimento da boca e Anomalias dentárias ALTERAÇÕES DENTÁRIAS DE DESENVOLVIMENTO Por fatores genéticos (maioria) Número e tamanho Forma Cronologia Estrutura Formação da matriz, mineralização, maturação

10 Alterações Dentárias de Desenvolvimento 1. NÚMERO Hiper/Hipodontia, Anodontia 2. TAMANHO Microdontia Macrodontia 3. FORMA Geminação Fusão Concrescência Dente invaginado (Dens in dent) Taurodontismo Dilaceração Esmalte ectópico Hipercementose Raízes acessórias 4. ESTRUTURA Amelogênese Imperfeita Dentinogênese Imperfeita Displasia dentinária Odontodisplasia

11 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À FORMA DOS DENTES! GEMINAÇÃO Tentativa de divisão de um germe dentário resultando na formação incompleta de dois dentes. Não há mudança no número total de dentes (quando dente anômalo é considerado como um) - ao Rx só existe uma raiz e um canal - região anterior da maxila - dentição decídua > dentição permanente

12 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À FORMA DOS DENTES! FUSÃO União de dois dentes independentes, decíduos ou permanentes. Há mudança no número total de dentes (falta de um dente quando dente anômalo é considerado como um) - ao Rx existem 2 raízes e 2 canais - região anterior da maxila - dentição decídua > dentição permanente

13 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À FORMA DOS DENTES! CONCRESCÊNCIA União de dois dentes independentes, pelo cemento. - relacionado a processos inflamatórios - região posterior da maxila

14 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À FORMA DOS DENTES! Dens in Dent (dente invaginado) Invaginação do epitélio interno do órgão do esmalte antes da calcificação.! dentes permanentes e supranumerários

15 Dens in Dent (dente invaginado) CLASSIFICAÇÕES Tipo I - a invaginação do esmalte está circunscrita à área da coroa dental. Tipo II - a invaginação do esmalte estende-se até o terço médio da raiz, terminando em um saco cego. Tipo III - a invaginação do esmalte estende-se até a região apical do dente, de modo a formar diversos forames apicais. Radicular (invaginação da bainha de Hertwig)

16 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À FORMA DOS DENTES! Taurodontismo Alongamento da câmara pulpar em direção apical, sendo que a divisão da raiz não ocorre ou se dá próxima ao ápice. Aumento do corpo e câmaro pulpar de um dente multirradicular! Amelogênese imperfeita tipo IV! Aneuploidia do cromossomo X! Síndrome trico-dento-óssea

17 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À FORMA DOS DENTES! DILACERAÇÃO Angulação anormal ou curvatura na raiz, ou, menos frequentemente, na coroa de um dente. Pode ocorrer na denmção decídua ou permanente. - Trauma - Presença de lesão - IdiopáMca (obstáculos mecânicos durante a calcificação e a erupção)

18 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À FORMA DOS DENTES! ESMALTE ECTÓPICO (pérolas de esmalte) Presença de esmalte em locais incomuns, principalmente a raiz dentária. - Incidência mais alta em asiámcos - Complicações periodontais - Cuidado na remoção

19 Distúrbios de desenvolvimento dos dentes Esmalte ectópico Pérolas de Esmalte Extensões Cervicais de Esmalte

20 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À FORMA DOS DENTES! HIPERCEMENTOSE Deposição não neoplásica de cemento excessivo, contnuo com o cemento radicular normal. - Predominantemente adultos - Fatores locais e sistêmicos - IdiopáMca

21 Distúrbios de desenvolvimento dos dentes! Fatores associados à Hipercementose! Fatores locais Trauma oclusal anormal Inflamação adjacente Dentes sem antagonistas! Fatores sistêmicos Acromegalia e gigantismo pituitário Artrite Calcinose Doença de Paget Febre reumática Bócio da tireóide

22 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À FORMA DOS DENTES! RAÍZES ACESSÓRIAS (supranumerárias) - DenMções decídua e permanente - Molares permanentes, caninos inferiores e pré- molares

23 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES AMELOGÊNESE IMPERFEITA! AMELOGÊNESE IMPERFEITA - Anomalia estrutural do esmalte do Ypo hereditário - Grupo de condições que mostram alterações de desenvolvimento na estrutura do esmalte.! Existem várias condições sistêmicas de amelogênese imperfeita associadas a defeitos no esmalte.! Há várias classificações diferentes de submpos de amelogênese imperfeita.

24 Distúrbios de desenvolvimento dos dentes AMELOGÊNESE IMPERFEITA Classificação da amelogênese imperfeita proposta por Witkop (1998). Classificação da amelogênese imperfeita proposta por Aldred and Crawford (1995). Novo sistema de classificação proposto para a amelogênese imperfeita (Aldred et al., 2003).

25 Distúrbios de desenvolvimento dos dentes Amelogênese imperfeita Fases da formação do esmalte

26 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES AMELOGÊNESE IMPERFEITA Características clínicas: A.I. Hipoplásica deposição inadequada da matriz e calcificação apropriada generalizada = pequenas depressões na superfície localizada = terço médio da superfície vestibular A.I. Hipomineralizada (Hipocalcificada) deposição adequada da matriz - não ocorre mineralização A.I. Hipomaturada defeito na maturação dos cristais pigmentação = esmalte amolecido

27 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES AMELOGÊNESE IMPERFEITA HIPOPLÁSICA Zonas com ausência de esmalte

28

29 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES AMELOGÊNESE IMPERFEITA HIPOMINERALIZADA Hipocalcificada Zonas com ausência de esmalte em menor quanydade Problema QUANTITATIVO de esmalte DenYna está igual ou mais radiopaca que o esmalte

30 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES AMELOGÊNESE IMPERFEITA HIPOMATURADA Problema QUALITATIVO e não quanytayvo na quanydade de esmalte Diminuição do conteúdo mineral e da radiopacidade, porque a calcificação será deficiente O esmalte é frágil, rugoso e de grande permeabilidade.

31 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES! DENTINOGÊNESE IMPERFEITA Formação de denmna defeituosa com dentes opalescentes na ausência de doença sistêmica.! Tipo I associada a osteogênese imperfeita! Tipo II forma isolada (denmna opalescente hereditária)! Tipo III - Brandywine

32 ! DENTINOGÊNESE IMPERFEITA - Dentes com pigmentação marrom, transparência característica - Esmalte separado com facilidade da dentina defeituosa - Raízes delgadas

33 Alterações Dentárias de Desenvolvimento! CaracterísYcas clínicas Autossômica dominante REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES - Alterações dentárias nas formas Mpo I e II são semelhantes clínica, radiográfica e histologicamente - Tipo III Brandywine = aumento pulpar incomum (dente em concha) - Afetam todos os dentes das 2 denmções

34 Dentinogênese Imperfeita II (com Osteogênese Imperfeita) Descoloração opalescente azulada ou castanha (generalizada ou localizada) Dentes decíduos são mais afetados, propensos a desgastes e fraturas de esmalte Coroas encurtadas, raízes estreitas e curtas Esclerótica azul, arqueamento e fraturas dos membros inferiores baixa estatura, perda auditiva

35 Dentinogênese Imperfeita III (Brandywine) DENTES EM CONCHA: Espessura normal do esmalte associado a dentina muito fina e polpas aumentadas Mais encontrada em dentes decíduos

36 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES! DISPLASIA DENTINÁRIA Formação alterada da dentina sem relação com doença sistêmica! Tipo I radicular (dentes sem raízes)! Tipo II coronária

37 Distúrbios de desenvolvimento dos dentes Tipo I DISPLASIA DENTINÁRIA Tipo II Início precoce ou tardio Dentes sem raízes Dentes decíduos muito afetados Dentes permanentes variam Lesão inflamatória periapical Muito semelhante a dentinogênese imperfeita Raiz normal Calcificações pulpares

38 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES! DISPLASIA DENTINÁRIA! Características clínicas Tipo I Tipo II Autossômica dominante sim sim Região do dente afetada raiz coroa Dentição afetada + decíduos ambas Grande variação clínica sim sim

39 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES ODONTODISPLASIA REGIONAL Dentes fantasmas Anomalia localizada, NÃO HEREDITÁRIA, predileção pelo gênero feminino Efeitos adversos na formação do esmalte, denmna e polpa Casos associados com síndromes, anormalidades de crescimento ou idiopámcos Teoria mais aceita: alteração no suprimento vascular

40 Alterações Dentárias de Desenvolvimento REFERENTES À ESTRUTURA DOS DENTES ODONTODISPLASIA REGIONAL Dentes fantasmas Atraso ou falta de erupção dental Coroas irregulares pequenas Esmalte fino Polpa alargada e radiolúcida DENTE FANTASMA Calcificações pulpares

41 FIM OBRIGADO PELA ATENÇÃO

ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS

ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS ANOMALIAS DENTÁRIAS ODONTOGÉNESE (6ª Sem. I.U.) LÂMINA DENTÁRIA Invag. Epitelial Ectodérmica GERME DENTÁRIO ORGÃO DE ESMALTE Epitélio interno Ameloblastos

Leia mais

Aula 9: Laudo Radiográfico

Aula 9: Laudo Radiográfico Aula 9: Laudo Radiográfico Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Definição: É a interpretação das imagens radiográficas, reconhecendo as estruturas e reparos anatômicos

Leia mais

Aula 11: ALTERAÇÕES DO ORGÃO DENTÁRIO RAIZ

Aula 11: ALTERAÇÕES DO ORGÃO DENTÁRIO RAIZ Aula 11: ALTERAÇÕES DO ORGÃO DENTÁRIO RAIZ Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Etiologia CONGÊNITAS GENÉTICA ADQUIRIDAS Congênitas Concrescência Dilaceração radicular

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL. radiográficas da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL. radiográficas da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Neste tópico vamos descrever as principais alterações das imagens radiográficas da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas

Leia mais

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Vamos descrever a seguir as principais imagens das alterações da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas patológicas. FORMA

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

. Classificação Internacional de Doenças CID 10 Capítulo XI - Doenças do Aparelho Digestivo (K00-K93)... 1

. Classificação Internacional de Doenças CID 10 Capítulo XI - Doenças do Aparelho Digestivo (K00-K93)... 1 Sumário. Classificação Internacional de Doenças CID 10 Capítulo XI - Doenças do Aparelho Digestivo (K00-K93)... 1 K00. Distúrbios do desenvolvimento e da erupção dos dentes... 1 K01. Dentes inclusos e

Leia mais

AILTON GERALDO VIEIRA

AILTON GERALDO VIEIRA AILTON GERALDO VIEIRA INCIDÊNCIAS DE ANOMALIAS DENTÁRIAS NA CLÍNICA DE ODONTOPEDIATRIA DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA E EM UMA CLÍNICA DE ORTODONTIA NA CIDADE DE GOVERNADOR VALADARES Dissertação apresentada

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. A dentina do manto e a dentina circum pulpar constituem a dentina:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. A dentina do manto e a dentina circum pulpar constituem a dentina: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ENDODONTIA 21. A dentina do manto e a dentina circum pulpar constituem a dentina: a) Terciária. b) Secundária. c) Primária. d) Reacional. 22. O revestimento dos túbulos

Leia mais

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentais (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

Dentina Características gerais

Dentina Características gerais Características gerais Tecido dental duro com extensões es citoplasmáticas ticas de células c da polpa. Composiçã ção: Mineral Água Orgânica peso 70% 12% 18% volume 50% 20% 30% Relaçã ção o com outros

Leia mais

Aspectos de interesse à endodontia

Aspectos de interesse à endodontia SISTEMA DE CANAIS RADICULARES Anatomia das cavidades pulpares Aspectos de interesse à endodontia CAVIDADE PULPAR CAVIDADE PULPAR CAVIDADE ANATÔMICA CONTIDA NO INTERIOR DO DENTE, CIRCUNDADA POR DENTINA,

Leia mais

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 K00 - Distúrbios do Desenvolvimento e da Erupção Dos Dentes K00.0 - Anodontia K00.1 - Dentes Supranumerários

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (DÉCIMA REVISÃO - CID-10)

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (DÉCIMA REVISÃO - CID-10) CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (DÉCIMA REVISÃO - CID-10) DOENÇAS DA CAVIDADE ORAL, DAS GLÂNDULAS SALIVARES E DOS MAXILARES K00 Distúrbios do desenvolvimento

Leia mais

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Em um dente íntegro, suas imagens são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Estudamos as imagens das estruturas anatômicas, suas

Leia mais

5 Discussão dos Resultados

5 Discussão dos Resultados 87 5 Discussão dos Resultados No procedimento de análises das imagens gráficas obtidas nas simulações pelo método de elementos finitos, comparou-se a distribuição das tensões nas restaurações com material

Leia mais

ANATOMIA INTERNA DENTAL

ANATOMIA INTERNA DENTAL ANATOMIA INTERNA DENTAL Cavidade Pulpar: Espaço no interior dos dentes onde se aloja a polpa. Esta cavidade reproduz a morfologia externa do dente,podendo se distinguir duas porções: uma coronária e outra

Leia mais

Viseu, 13 de Outubro de 2009. Molares Superiores. UBM IV 2ºano. Mestrado Integrado em Medicina Dentária. Octávio Ribeiro

Viseu, 13 de Outubro de 2009. Molares Superiores. UBM IV 2ºano. Mestrado Integrado em Medicina Dentária. Octávio Ribeiro Viseu, 13 de Outubro de 2009 Molares Superiores UBM IV 2ºano Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro Molares Permanentes Maxilares 1º Molar Superior Calcificação- inicio aos 48 meses Erupção-

Leia mais

ODONTOMETRIA. CDC- cemento dentina canal. Referências Radiográficas

ODONTOMETRIA. CDC- cemento dentina canal. Referências Radiográficas ODONTOMETRIA Objetivos: Conhecer a técnica odontometrica e os fatores que justificam sua execução. Saber determinar o limite apic de trabho nas diferentes situações anatomopatológicas Determinar a técnica

Leia mais

Alterações Morfológicas na Cavidade Pulpar que Influenciam no Tratamento Endodôntico

Alterações Morfológicas na Cavidade Pulpar que Influenciam no Tratamento Endodôntico Alterações Morfológicas na Cavidade Pulpar que Influenciam no Tratamento Endodôntico E N D O D O N T I A 1 Lívia Dantas LOPES 1 Pâmela Helena Rodrigues de FREITAS 1 Priscilla Gioia BORGES 1 Raphael Felippe

Leia mais

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Doença Hereditária: é um desvio da normalidade transmitidos por genes e que podem estar presentes ou

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

ANATOMIA DO PERIODONTO

ANATOMIA DO PERIODONTO INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação DISCIPLINA DE PERIODONTIA ANATOMIA DO PERIODONTO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2012 PERIODONTO DE SUSTENTAÇÃO Ligamento

Leia mais

Doença Periodontal na Infância

Doença Periodontal na Infância Universidade de São Paulo Faculdade de Odontologia Doença Periodontal na Infância Profa. Dra. Ana Estela Haddad Camilla V. Galatti / Dr. Cássio Alencar Doença periodontal é uma afecção da fase adulta?

Leia mais

REAÇÕES TECIDUAIS ÀS FORÇAS ORTODÔNTICAS

REAÇÕES TECIDUAIS ÀS FORÇAS ORTODÔNTICAS REAÇÕES TECIDUAIS ÀS FORÇAS S DENTES ORTODONTIA FORÇA MOVIMENTO -Inicialmente,na Era Cristã, preconizava-se pressões digitais nos dentes mal posicionados visando melhorar a harmonia dos arcos dentários.

Leia mais

PRÉ-MOLARES. Os Pré-Molares superiores decrescem no sentido mésio-distal enquanto os inferiores têm sentido crescente.

PRÉ-MOLARES. Os Pré-Molares superiores decrescem no sentido mésio-distal enquanto os inferiores têm sentido crescente. PRÉ-MOLARES PRÉ-MOLARES Pré-Molares são conhecidos como pequenos molares bicuspidados, em número de quatro para cada arco, dois de cada lado da linha mediana chamados de primeiros e segundos prémolares;

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) Em relação aos anestésicos locais do tipo amida e seu efeito sobre a polpa dental, assinale a alternativa correta. a) A prilocaína é reabsorvida mais rapidamente que a

Leia mais

AMELOGÊNESE IMPERFEITA, HIPOPLASIA DE ESMALTE E FLUOROSE DENTAL REVISÃO DA LITERATURA

AMELOGÊNESE IMPERFEITA, HIPOPLASIA DE ESMALTE E FLUOROSE DENTAL REVISÃO DA LITERATURA AMELOGÊNESE IMPERFEITA, HIPOPLASIA DE ESMALTE E FLUOROSE DENTAL REVISÃO DA LITERATURA BEVILACQUA, Flávia Magnani. Mestre e doutora em Dentística. Professora de Dentística da Universidade Paulista Unip/Campinas

Leia mais

ANATOMIA DENTAL INTERNA

ANATOMIA DENTAL INTERNA ANATOMIA DENTAL INTERNA VERSIANI, 2014 Anatomia Dental Interna Características Gerais Grupo dos incisivos Grupo dos caninos Grupo dos pré-molares Grupo dos molares VERSIANI, 2014 Anatomia Dental Interna

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INSTRUÇÕES

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INSTRUÇÕES MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 12º EXAME CONJUNTO DE SELEÇÃO - PARA O CADASTRO RESERVA - DO QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DOS CURSO DE NÍVEL SUPERIOR EM ANTROPOLOGIA,

Leia mais

INCISIVOS INCISIVO CENTRAL SUPERIOR INCISIVO LATERAL SUPERIOR INCISIVO CENTRAL INFERIOR INCISIVO LATERAL INFERIOR CANINOS

INCISIVOS INCISIVO CENTRAL SUPERIOR INCISIVO LATERAL SUPERIOR INCISIVO CENTRAL INFERIOR INCISIVO LATERAL INFERIOR CANINOS INCISIVOS Os incisivos permanentes são o primeiro e segundo dente a contar da linha média; Juntamente com os caninos constituem os dentes anteriores; Os incisivos superiores são geralmente maiores que

Leia mais

Anexo I TABELA DE PROCEDIMENTOS COPARTICIPAÇÃO III UNIODONTO-SC

Anexo I TABELA DE PROCEDIMENTOS COPARTICIPAÇÃO III UNIODONTO-SC Anexo I TABELA DE PROCEDIMENTOS COPARTICIPAÇÃO III UNIODONTO-SC Baseado na Lei 9656 e RN 211 - Edição outubro/2011 - Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS). NOMENCLATURA / PROCEDIMENTO DIAGNÓSTICO

Leia mais

Desenvolvimento. Anomalias dentárias. Ambientais

Desenvolvimento. Anomalias dentárias. Ambientais ANOMALIAS DENTÁRIAS Desenvolvimento Anomalias dentárias Ambientais Desenvolvimento e Morfologia Normais Tecidos mineralizados Órgão do esmalte formado Diafragma (bainha) de Hertwig DESENVOLVIMENTO 1.Estágio

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora ATLAS DE HISTOLOGIA DENTAL

Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora ATLAS DE HISTOLOGIA DENTAL Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora ATLAS DE HISTOLOGIA DENTAL Juiz de Fora / MG - 2009 Autoras PROFª. MARIA ELIZABETH M.N. MARTINS PROFª. MARIA CHRISTINA M.N. CASTAÑON Juiz de Fora/MG

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

BRONZE R$ R$ 11,40 tratamento. Exame histopatológico R$ 50,00

BRONZE R$ R$ 11,40 tratamento. Exame histopatológico R$ 50,00 TABELA DE REEMBOLSO BRONZE R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de R$ 11,40 tratamento. Exame histopatológico R$ 50,00 Urgência / Emergência Curativo em caso de hemorragia bucal R$ 37,80 Curativo

Leia mais

ASSESSORARTE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS

ASSESSORARTE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS ASSESSORARTE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS Prefeitura Municipal de Alumínio Concurso Público 001/2006 8 Dentista Instruções: Não abra o caderno de prova antes de receber autorização do fiscal; Este caderno de

Leia mais

PROVA DE ODONTOLOGIA

PROVA DE ODONTOLOGIA 18 PROVA DE ODONTOLOGIA QUESTÃO 41 Assinale a alternativa INCORRETA: a) O efeito dos métodos tópicos de aplicação de flúor na redução de cárie está relacionado à quantidade de flúor incorporado ao esmalte.

Leia mais

Atendimento em consultório particular com hora marcada. Sem limite de procedimentos odontológicos.

Atendimento em consultório particular com hora marcada. Sem limite de procedimentos odontológicos. Plano Odontologico CONHEÇA O SEU PLANO O plano oferecido pela sua Empresa junto à Prodent possui ampla cobertura nas principais especialidades odontológicas, para que você e seus dependentes possam cuidar

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil 1 DIAGNÓSTICO 1.1 Consulta Clínico 1.2 Consulta Especialista 1.3 Condicionamento em Odontologia para crianças

Leia mais

1ª PARTE CONHECIMENTOS GERAIS ODONTOLOGIA

1ª PARTE CONHECIMENTOS GERAIS ODONTOLOGIA 1ª PARTE CONHECIMENTOS GERAIS ODONTOLOGIA Questão nº: 01 Geralmente, em crianças, a displasia fibrosa familiar apresenta a seguinte manifestação oral, segundo McDonald: a) Displasia dentinária b) Hipoplasia

Leia mais

COBERTURA DA APÓLICE BRADESCO DENTAL SPG 5 A 49 VIDAS

COBERTURA DA APÓLICE BRADESCO DENTAL SPG 5 A 49 VIDAS ANS BRADESCO DENTAL DIAGNÓSTICO CONSULTA INICIAL EXAME HISTOPATOLÓGICO URGÊNCIA/EMERGÊNCIA COLAGEM DE FRAGMENTOS CURATIVO E/OU SUTURA EM CASO DE HEMORRAGIA BUCAL/LABIAL CURATIVO EM CASO DE ODONTALGIA AGUDA

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 1º/2014

PLANO DE ENSINO - 1º/2014 PLANO DE ENSINO - 1º/2014 1. IDENTIFICAÇÃO: Curso: Odontologia Disciplina: Endodontia Carga Horária: 60h/a Professora: Dra. Patrícia Alvarez Ruiz Spyere do Nascimento E-mail: patriciaruizspyere@hotmail.com

Leia mais

RETRATAMENTO ENDODÔNTICO

RETRATAMENTO ENDODÔNTICO RETRATAMENTO ENDODÔNTICO Profa. Flávia Sens Fagundes Tomazinho Prof. Flares Baratto Filho Atualmente o índice de sucesso dos tratamentos endodônticos é muito alto, devido às evoluções que as técnicas e

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO RADIOGRÁFICA DAS LESÕES PERIAPICAIS

CLASSIFICAÇÃO RADIOGRÁFICA DAS LESÕES PERIAPICAIS GÉDYDA CRISTINA GONÇALVES DOS SANTOS REZENDE CLASSIFICAÇÃO RADIOGRÁFICA DAS LESÕES PERIAPICAIS Monografia apresentada ao curso de especialização em Imaginologia Dento- Maxilo-Facial das Faculdades Integradas

Leia mais

Premissa. Códigos e rios

Premissa. Códigos e rios Índices epidemiológicos em saúde bucal 3/10/2011 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1 Premissa A epidemiologia pode ser definida como o estudo da distribuição e dos determinantes de eventos ou estados relacionados

Leia mais

Exame bucal em cães e gatos - Parte 2 - Elementos dentários

Exame bucal em cães e gatos - Parte 2 - Elementos dentários Revisão de Literatura Exame bucal em cães e gatos - Parte 2 - Elementos dentários Mouth examination in dogs and cats - Part 2 - Dental elements Marcello Rodrigues da Roza - Médico Veterinário, PhD, OdontoZoo

Leia mais

Tumores Odontogênicos

Tumores Odontogênicos Karla Mayra Rezende Marcelo Bönecker Tumores Odontogênicos Introdução Tumores odontogênicos compreendem grupos de neoplasias que tem como origem os tecidos formadores dos dentes. O clinico tem como responsabilidade

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Especialidade: ENDODONTIA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Especialidade: ENDODONTIA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados

Leia mais

Viseu, 20 de Outubro de 2009. Molares Inferiores. UBM IV 2ºano. Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro

Viseu, 20 de Outubro de 2009. Molares Inferiores. UBM IV 2ºano. Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro Viseu, 20 de Outubro de 2009 Molares Inferiores UBM IV 2ºano Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro Molares Permanentes Mandibulares 1º Molar Inferior Calcificação- inicio aos 25 semanas

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista. 11 3894 3030 papaizassociados.com.br. Publicação mensal interna da Papaiz edição XVI Maio de 2016

Assessoria ao Cirurgião Dentista. 11 3894 3030 papaizassociados.com.br. Publicação mensal interna da Papaiz edição XVI Maio de 2016 Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XVI Maio de 2016 Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

Curso de Atualização Clínica para CD da Estratégia Saúde da Família. Urgências Pulpares. Fábio de Almeida Gomes Universidade de Fortaleza

Curso de Atualização Clínica para CD da Estratégia Saúde da Família. Urgências Pulpares. Fábio de Almeida Gomes Universidade de Fortaleza Curso de Atualização Clínica para CD da Estratégia Saúde da Família Urgências Pulpares Fábio de Almeida Gomes Universidade de Fortaleza Diagnóstico Anamnese Paciente deve ser motivado a relatar a história

Leia mais

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentais (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

Tabela Terapia da Fala. Consulta...25 22,5. Tabela Psicologia. Consulta...30...25. Tabela Nutrição. Consulta...35...30

Tabela Terapia da Fala. Consulta...25 22,5. Tabela Psicologia. Consulta...30...25. Tabela Nutrição. Consulta...35...30 Tabela Terapia da Fala Privado Acordo Consulta...25 22,5 Tabela Psicologia Privado Acordo Consulta...30...25 Tabela Nutrição Privado Acordo Consulta...35...30 Tabela de Podologia Privado Acordo QUIROPÓDIA

Leia mais

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO TUMORES ODONTOGÊNICOS Tumores odontogênicos - grupo de doenças heterogêneas que vão desde hamartomas ou proliferação de tecido não neoplásico a neoplasias

Leia mais

GRUPO 23 ODONTOLOGIA

GRUPO 23 ODONTOLOGIA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO SECRETARIA DE SAÚDE DE PERNAMBUCO PROCESSO SELETIVO À RESIDÊNCIA Não deixe de preencher as informações a seguir. Prédio Sala Nome Nº de Identidade Órgão Expedidor UF

Leia mais

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago Mecanismos para Obtenção de Alimentos Ingestão de Grandes Quantidades de Alimento Absorção de nutrientes diretamente do meio Parasitas do sangue Adaptações mais interessantes Aquelas evoluíram p/ obtenção

Leia mais

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( )

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( ) 01. CONSULTA Consulta (exame clínico) 39,00 Consulta (exame clínico "Check-up" sem tratamentos) 29,00 02. MEDICINA DENTÁRIA PREVENTIVA Aplicação tópica de fluor c/ moldeiras 10,00 Selante de fissuras p/dente

Leia mais

5 Instrumentos Convencionais Acionados a Motor para Uso Endodôntico

5 Instrumentos Convencionais Acionados a Motor para Uso Endodôntico 5 Instrumentos Convencionais Acionados a Motor para Uso Endodôntico de Jesus Djalma Pécora com a colaboração de Eduardo Luiz Barbin; Júlio César Emboava Spanó; Luis Pascoal Vansan e Ricardo Novak Savioli

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES 1. Garantir, no longo prazo, o incremento dos recursos orçamentários e financeiros para a saúde e aprovar o orçamento do SUS, composto pelos orçamentos das três esferas

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES DATA: 07/10/2013. HORÁRIO: das 09 às 12 horas LEIA AS INSTRUÇÕES E AGUARDE AUTORIZAÇÃO PARA ABRIR O CADERNO DE QUESTÕES

CADERNO DE QUESTÕES DATA: 07/10/2013. HORÁRIO: das 09 às 12 horas LEIA AS INSTRUÇÕES E AGUARDE AUTORIZAÇÃO PARA ABRIR O CADERNO DE QUESTÕES Realização: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CADERNO DE QUESTÕES PROCESSO SELETIVO 2ª ETAPA TRANSFERÊNCIA VOLUNTÁRIA (TRV) EDITAL 12/2013 CURSO: BACHARELADO EM DONTOLOGIA DATA: 07/10/2013

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 37. Em relação à resina composta para restaurações indiretas, é CORRETO afirmar:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 37. Em relação à resina composta para restaurações indiretas, é CORRETO afirmar: 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 37 QUESTÃO 17 Em relação à resina composta para restaurações indiretas, é CORRETO afirmar: a) Sua composição química é bem diferente das resinas compostas de uso

Leia mais

Alterações da normalidade podem ocorrer nos tecidos orais, sendo necessário

Alterações da normalidade podem ocorrer nos tecidos orais, sendo necessário ARTIGO ORIGINAL Conhecimento e importância atribuída a conteúdos curriculares de Patologia Oral por estudantes de Odontologia e cirurgiões-dentistas Knowledge and importance attached to curricular contents

Leia mais

Sistema Digestório - Boca, Faringe e Esôfago

Sistema Digestório - Boca, Faringe e Esôfago Sistema Digestório - Boca, Faringe e Esôfago Profa Juliana Normando Pinheiro Morfofuncional III juliana.pinheiro@kroton.com.br O Sistema Digestório consiste em um tubo que se inicia na boca e termina no

Leia mais

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO 1 1. PROPÓSITO Efetuar controle da Guias de Encaminhamentos Odontológicos em conformidade com a Circular 006/2007 da DSM e DGPM-401

Leia mais

Anatomia do Periodonto. Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com

Anatomia do Periodonto. Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com Anatomia do Periodonto Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com Periodonto Normal Anatomia macroscópica Anatomia microscópica Anatomia macroscópica Gengiva Ligamento

Leia mais

Classificação dos Núcleos

Classificação dos Núcleos OBJETIVO Núcleos Permitir que o dente obtenha características biomecânicas suficientes para ser retentor de uma prótese parcial fixa. Classificação dos Núcleos Núcleos de Preenchimento Núcleos Fundidos

Leia mais

DENTINOGÊNESE BANDA EPITELIAL CAVIDADE BUCAL PRIMITIVA. Morfologia II UNINOVE. Ü 22 o dia: formação da mb bucofaríngea. 2º Mês de V.I.U.

DENTINOGÊNESE BANDA EPITELIAL CAVIDADE BUCAL PRIMITIVA. Morfologia II UNINOVE. Ü 22 o dia: formação da mb bucofaríngea. 2º Mês de V.I.U. ODONTOGÊNESE Morfologia II UNINOVE ODONTOGÊNESE CAVIDADE BUCAL PRIMITIVA - ESTOMODEO GERME DENTÁRIO AMELOGÊNESE DENTINOGÊNESE DESENVOVIMENTO RADICULAR EMBRIOGÊNESE FACIAL RELEMBRANDO... Tecidos Embrionários

Leia mais

ANEXO DA RESOLUÇÃO NORMATIVA N.ºxxx Rol de Procedimentos Odontológicos

ANEXO DA RESOLUÇÃO NORMATIVA N.ºxxx Rol de Procedimentos Odontológicos ANEXO DA RESOLUÇÃO NORMATIVA N.ºxxx Rol de Procedimentos Odontológicos Classificam-se como procedimentos de DIAGNÓSTICO: I Consulta inicial II Exame histopatológico III Exame de glicemia consiste em anamnese,

Leia mais

Dentição Convênios Odontológicos Tabela de Procedimentos Odontológicos Dentalprev - descrição e códigos TUSS

Dentição Convênios Odontológicos Tabela de Procedimentos Odontológicos Dentalprev - descrição e códigos TUSS Dentição Convênios Odontológicos Tabela de Procedimentos Odontológicos Dentalprev - descrição e códigos TUSS Nome Código Observações Cir.Traum.Buco-Max-Fac Aprofundamento/aumento de vestíbulo 82000190

Leia mais

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte TRATAMENTO ENDODÔNTICO Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte O D O N T O LO G I A E S T É T I C A R E S TAU R A D O R A O que é tratamento endodôntico? É a remoção do tecido mole que se encontra na

Leia mais

BOM DIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

BOM DIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! BOM DIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! CURSO ASB UNIODONTO DRA. NANCI CATANDI PERRONE OSSOS DA FACE MAXILA Forma o maxilar Limite inferior da cavidade orbitária Separa através do processo palatino a cavidade bucal

Leia mais

FLÁVIA NAYDA MAGALHÃES NUNES USO DA RADIOGRAFIA PANORÂMICA PARA DETECÇÃO PRECOCE DE ANOMALIAS DENTÁRIAS: RELATO DE CASO CLÍNICO.

FLÁVIA NAYDA MAGALHÃES NUNES USO DA RADIOGRAFIA PANORÂMICA PARA DETECÇÃO PRECOCE DE ANOMALIAS DENTÁRIAS: RELATO DE CASO CLÍNICO. FLÁVIA NAYDA MAGALHÃES NUNES USO DA RADIOGRAFIA PANORÂMICA PARA DETECÇÃO PRECOCE DE ANOMALIAS DENTÁRIAS: RELATO DE CASO CLÍNICO. Vitória da Conquista 2014 FLÁVIA NAYDA MAGALHÃES NUNES USO DA RADIOGRAFIA

Leia mais

TABELA DE REEMBOLSO. diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00

TABELA DE REEMBOLSO. diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 TABELA DE REEMBOLSO diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 Urgência / Emergência Curativo em caso de hemorragia bucal R$ 37,80 Curativo

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Odontologia 2011-1 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO MOVIMENTAÇÃO ORTODÔNTICA EM PERIODONTO

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentários (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) Em relação aos traumatismos dentários na dentição decídua, analise as afirmativas abaixo. I. A fratura radicular não é um tipo de lesão muito comum na dentição decídua.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUIZ GONZAGA RS CONCURSO PÚBLICO VESPERTINO 04/03/2012 NÍVEL SUPERIOR COMPLETO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUIZ GONZAGA RS CONCURSO PÚBLICO VESPERTINO 04/03/2012 NÍVEL SUPERIOR COMPLETO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUIZ GONZAGA RS CONCURSO PÚBLICO VESPERTINO 04/03/2012 NÍVEL SUPERIOR COMPLETO PROVA OBJETIVA ODONTÓLOGO CIRURGIÃO DENTISTA Leia atentamente as INSTRUÇÕES: 1. Confira seus dados

Leia mais

Unimed Odonto ESSENCIAL

Unimed Odonto ESSENCIAL Unimed Odonto ESSENCIAL UPO Valores em reais CÓDIGOS DESCRIÇÃO TUSS Unimed Odonto 0,6 20% 81000421 Radiografia periapical 9 R$ 5,72 R$ 1,14 81000375 Radiografia interproximal - bite-wing 9 R$ 5,72 R$ 1,14

Leia mais

2ª PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ENDODONTIA

2ª PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ENDODONTIA 2ª PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ENDODONTIA Questão nº: 21 Em relação aos traumatismos de luxação lateral, do ponto de vista terapêutico, anatômico e de prognóstico podemos afirmar, segundo Andreasen:

Leia mais

Cuidados dentários em cães e gatos

Cuidados dentários em cães e gatos Anátomo-Fisiologia Estrutura do dente (fig. 1) Cuidados dentários em cães e gatos Externamente divide-se em duas áreas: coroa (superfície para fora da junção com a margem gengival) e a raiz (porção para

Leia mais

Disciplina de Odontologia para Pacientes Especiais. Aula do dia 27 de abril de 2012. Síndromes de interesse odontológico. Porfa Dra Marina Gallottini

Disciplina de Odontologia para Pacientes Especiais. Aula do dia 27 de abril de 2012. Síndromes de interesse odontológico. Porfa Dra Marina Gallottini Disciplina de Odontologia para Pacientes Especiais Aula do dia 27 de abril de 2012 Síndromes de interesse odontológico Porfa Dra Marina Gallottini mhcgmaga@usp.br Síndrome de Rett Encefalopatia, que afeta

Leia mais

Descartáveis sim mas com saúde

Descartáveis sim mas com saúde Descartáveis sim mas com saúde A primeira dentição perde-se pelo caminho, mas isso não é desculpa para ignorarmos a sua importância. É na infância que se estabelecem comportamentos, que se definem prioridades,

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 P L A N O D E C U R S O

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 P L A N O D E C U R S O FACULDADE INDEPENDENE DO NORDESE CURSO ODONOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: HISOLOGIA BUCO-DENAL Código:ODO

Leia mais

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 6 Dona Margarida. Fundamentação Teórica: Odontologia geriátrica

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 6 Dona Margarida. Fundamentação Teórica: Odontologia geriátrica CASO COMPLEXO 6 Dona Margarida : Maria Angela M. Mimura As alterações e patologias apresentadas no caso de Dona Margarida são diversas e de etiologias diferentes, portanto serão tratadas por itens de modo

Leia mais

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia Diagnóstico - Primeira Consulta Consulta Inicial: É a primeira consulta feita com o cirurgião-dentista, com o objetivo de diagnosticar as patologias presentes e estabelecer o tratamento a ser feito. Exame

Leia mais

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master (ANEXO A - ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS EXIGIDOS PELA ANS)- Tabela Cliente CH = Coeficiente de Honorário Odontológico Valor do CH = R$ USO = Unidade

Leia mais

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na TUSS Odontologia Código Procedimento US Código Estruturado Especialidade US DIAGNÓSTICO DIAGNÓSTICO 01.01 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL 65 81000065 Consulta odontológica inicial 65 01.05 CONSULTA ODONTOLÓGICA

Leia mais

BIOESTATÍSTICA x EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA

BIOESTATÍSTICA x EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA BIOESTATÍSTICA x EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA Conceito: É o estudo da distribuição do estado ou eventos de saúde- doença e de seus determinantes em populações específicas, e a aplicação desse estudo para

Leia mais