Aula 9: Laudo Radiográfico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 9: Laudo Radiográfico"

Transcrição

1 Aula 9: Laudo Radiográfico Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Definição: É a interpretação das imagens radiográficas, reconhecendo as estruturas e reparos anatômicos para diferenciá-las dos estados patológicos e variações de anatomia, tecnicamente descrito e assinado por um radiologista médico ou odontolólogo. Divisão do Exame Físico Exame Geral; Exame Físico Locorregional Extrabucal; Exame Físico Locorregional Intrabucal. Sequência de dados á serem anotados: 1º Nº de dentes presentes; 2º Nº de dentes ausentes; 3º Nº de dentes hígidos; 5º Nº de dentes cariados; 4º Nº de dentes restaurados 6º Radiotransparência: Normal Aumentada 7º Cortical Óssea; Diminuída 8º Presença de Lesões apicais, nos maxilares, se a Radiografia permitir ATM. Classificação das anomalias Hiperplasiantes: caracterizadas pelo aumento do número de dentes ou pelo aumento dos componentes teciduais, com alterações estruturais, morfológicas e/ou funcionais; 1

2 Hipoplasiantes: caracterizadas pela diminuição do número ou pelo desenvolvimento incompleto dos dentes, com alterações estruturais, morfológicas e/ou funcionais. Heterotópicas: caracterizadas pela erupção e/ou posição dos dentes fora do seu local habitual, ou ainda pelo deslocamento e desenvolvimento dos tecidos dentários com perda da relação normal entre eles. Anomalias hiperplasiantes Supranumerários; Raiz supranumerária; Cúspide supranumerária; Pérola de esmalte; Fusão dentária; Concrescência dentária; Germinação dentária; Macrodontia; Taurodontismo; Hipercementose. Dentes supranumerários Dente que exceda o número normal nas dentições decídua e permanente. Forma: eumorfo e dismorfo. Freqüência: mesiodens, 4º molar, 3º pré-molar. Raiz supranumerária Além do número normal que a anatomia determina; 2

3 Formas: eumorfas e dismorfas; Freqüência: molares, pré-molares, incisivos. Cúspide supranumerária Além do número normal que a anatomia radicular determina; Forma: muito variável; Freqüência: incisivos, caninos. Pérolas de esmalte Ilhotas de esmalte localizadas na superfície radicular; Forma: redonda ou oval; Freqüência: molares, pré-molares. Fusão dentária União de dentes normais durante a formação; Forma: total e parcial; Freqüência: incisivos, caninos, molares. Concrescência dentária Forma de fusão; Ocorre depois de completada a formação da raiz; Dentes unidos pelo cemento; Traumatismo ou apinhamento dentário; Reabsorção osso interdentário; Ocorre antes ou depois da erupção dentária. Germinação dentária Tentativa de divisão do germe dentário por invaginação; 3

4 Formação incompleta de dois dentes; Duas coroas e uma raiz. Macrodontia Dentes são maiores que o normal; Três tipos; Generalizada verdadeira; Generalizada relativa; Envolvendo apenas um dente. Taurodontismo Dentes possuem forma retangular; Câmara pulpar é extremamente ampla; Raízes excessivamente curtas. Hipercementose Aumento da deposição de cemento ao redor da raiz de um elemento dentário. Anomalias hipoplasiantes Agenesia; Hipoplasia do esmalte; Hipoplasia dentinária; Microdontia. Agenesia Ausência completa de formação de um ou mais dentes. Há dois tipos: 4

5 A) Anodontia B) Hipodontia ou Anodontia Parcial Hipoplasias do esmalte Fases da formação do esmalte: a) Produção e deposição da matriz orgânica b) Mineralização c) Maturação Anormalidade em uma das fases = hipoplasia do esmalte. Pode ser de três tipos: adquirida, congênita e hereditária. Hipoplasia adquirida: Manchas brancas ou amareladas; Origem local (infecção, trauma) ou sistêmica (hipovitaminose A ou C, hipocalcemia). Hipoplasia congênita: Ocorre principalmente em indivíduos portadores de sífilis congênita. Hipoplasia Hereditária: Afeta as fases de formação do esmalte (deposição, mineralização e maturação do esmalte. Hipoplasia dentinária A) Dentinogênese imperfeita: Alteração hereditária; Afeta a formação da matriz dentinária nos dentes decíduos e/ou permanentes; A dentina produzida é pouco resistente (conteúdo aquoso 60% maior); 5

6 Sinais radiográficos: obliteração total ou parcial da câmara pulpar e canal radicular, raízes dentais curtas e rombas, fraturas radiculares múltiplas. B) Displasia dentinária: Caráter hereditário; Dentina com formação irregular e morfologia pulpar modificada; Aspectos radiográficos: dentes com raízes anômalas muito curtas e cônicas. Microdontia Redução do tamanho normal do dente ou parte dele; Pode ser localizada ou generalizada. Heterotópicas Giroversão; Vestíbulo e línguo-versão; Transposição dentária; Transmigração dentária; Dilaceração dentária; Dente invaginado; Dentes não irrompidos. Giroversão Quando o dente no arco apresenta um giro em torno do seu próprio eixo de 90 a 180. Vestibulo e linguo-versão Quando o dente no arco apresenta uma inclinação para o região lingual ou palatina; 6

7 Quando o dente apresenta no arco inclinação para a região do vestíbulo oral. Transposição dentária Ocorre quando o dente no arco erupciona em lugar de outro; Fora do lugar habitual; Acomete mais caninos e pré-molares superiores. Transmigração dentária Quando o dente se desloca durante sua fase de morfodiferenciação; Fora do processo alveolar; Acomete o palato, fossas caninas e seios maxilares. Dilaceração dentária Angulação ou curva acentuada da raiz ou da coroa do dente; Ocorre antes ou depois da erupção; Causas: - traumatismo; - posição da parte calcificada. Dente invaginado Conseqüência de invaginação na superfície da coroa de um dente antes de ter ocorrido a calcificação; Incidência em dentes anteriores; Acomete apenas um dente. Dentes não irrompidos * São dentes: inclusos, impactados, retidos, encravados; Causas: Falta de espaço no arco dentário; 7

8 Posição do germe dentário; Obstáculos como cistos, tumores e outros; *Perda da força eruptiva. Referencias BORAKS, Silvio. Diagnóstico Bucal. São Paulo: Artes Médicas, 1996, 319 p. CASTRO, Acyr Lima de. Estomatologia. São Paulo: editora Santos, 1992, 350 p. GENOVESE, Walter João. Metodologia do exame clínico em odontologia. São Paulo: Pancast editorial, 1992, 391 p. MARCUCCI, G. Fundamentos de Odontologia ESTOMATOLOGIA TOMMASI, António Fernando. Diagnóstico em patologia bucal. São Paulo: Artes Médicas, KEER, Donald A. et al. Diagnóstico oral. 4a. ed. Rio de Janeiro; Guanabara Koogan, 1977, 416 p. BERTICELLI,R.S 8

Aula 11: ALTERAÇÕES DO ORGÃO DENTÁRIO RAIZ

Aula 11: ALTERAÇÕES DO ORGÃO DENTÁRIO RAIZ Aula 11: ALTERAÇÕES DO ORGÃO DENTÁRIO RAIZ Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Etiologia CONGÊNITAS GENÉTICA ADQUIRIDAS Congênitas Concrescência Dilaceração radicular

Leia mais

ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO

ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO Disciplina: Patologia Oral e Maxilofacial ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 Anomalias do desenvolvimento da boca e Anomalias dentárias ANOMALIAS DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS

ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS ANOMALIAS DENTÁRIAS ODONTOGÉNESE (6ª Sem. I.U.) LÂMINA DENTÁRIA Invag. Epitelial Ectodérmica GERME DENTÁRIO ORGÃO DE ESMALTE Epitélio interno Ameloblastos

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL. radiográficas da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL. radiográficas da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Neste tópico vamos descrever as principais alterações das imagens radiográficas da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas

Leia mais

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Vamos descrever a seguir as principais imagens das alterações da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas patológicas. FORMA

Leia mais

AILTON GERALDO VIEIRA

AILTON GERALDO VIEIRA AILTON GERALDO VIEIRA INCIDÊNCIAS DE ANOMALIAS DENTÁRIAS NA CLÍNICA DE ODONTOPEDIATRIA DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA E EM UMA CLÍNICA DE ORTODONTIA NA CIDADE DE GOVERNADOR VALADARES Dissertação apresentada

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

. Classificação Internacional de Doenças CID 10 Capítulo XI - Doenças do Aparelho Digestivo (K00-K93)... 1

. Classificação Internacional de Doenças CID 10 Capítulo XI - Doenças do Aparelho Digestivo (K00-K93)... 1 Sumário. Classificação Internacional de Doenças CID 10 Capítulo XI - Doenças do Aparelho Digestivo (K00-K93)... 1 K00. Distúrbios do desenvolvimento e da erupção dos dentes... 1 K01. Dentes inclusos e

Leia mais

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO 1 1. PROPÓSITO Efetuar controle da Guias de Encaminhamentos Odontológicos em conformidade com a Circular 006/2007 da DSM e DGPM-401

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 K00 - Distúrbios do Desenvolvimento e da Erupção Dos Dentes K00.0 - Anodontia K00.1 - Dentes Supranumerários

Leia mais

TUMORES ODONTOGÊNICOS

TUMORES ODONTOGÊNICOS TUMORES ODONTOGÊNICOS Graduação em Odontologia 4 o e 5 o períodos Disciplina: Patologia Oral 14/11/12 Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 TUMORES ODONTOGÊNICOS Grupo complexo de lesões de diversos

Leia mais

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001.

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001. CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: PATOLOGIA BUCO-DENTAL Código: ODO-017 Pré-requisito: - Período

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 1º/2014

PLANO DE ENSINO - 1º/2014 PLANO DE ENSINO - 1º/2014 1. IDENTIFICAÇÃO: Curso: Odontologia Disciplina: Endodontia Carga Horária: 60h/a Professora: Dra. Patrícia Alvarez Ruiz Spyere do Nascimento E-mail: patriciaruizspyere@hotmail.com

Leia mais

Ana Sofia Mendonça Borges

Ana Sofia Mendonça Borges Ana Sofia Mendonça Borges Abordagem Ortodôntica da Gestão de Espaço em Dentição Mista ANEXOS Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto, 2011 Índice de Anexos Anexo 1 - Representação

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil 1 DIAGNÓSTICO 1.1 Consulta Clínico 1.2 Consulta Especialista 1.3 Condicionamento em Odontologia para crianças

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) Em relação aos anestésicos locais do tipo amida e seu efeito sobre a polpa dental, assinale a alternativa correta. a) A prilocaína é reabsorvida mais rapidamente que a

Leia mais

Aspectos de interesse à endodontia

Aspectos de interesse à endodontia SISTEMA DE CANAIS RADICULARES Anatomia das cavidades pulpares Aspectos de interesse à endodontia CAVIDADE PULPAR CAVIDADE PULPAR CAVIDADE ANATÔMICA CONTIDA NO INTERIOR DO DENTE, CIRCUNDADA POR DENTINA,

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (DÉCIMA REVISÃO - CID-10)

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (DÉCIMA REVISÃO - CID-10) CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (DÉCIMA REVISÃO - CID-10) DOENÇAS DA CAVIDADE ORAL, DAS GLÂNDULAS SALIVARES E DOS MAXILARES K00 Distúrbios do desenvolvimento

Leia mais

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Em um dente íntegro, suas imagens são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Estudamos as imagens das estruturas anatômicas, suas

Leia mais

ODONTOMETRIA. CDC- cemento dentina canal. Referências Radiográficas

ODONTOMETRIA. CDC- cemento dentina canal. Referências Radiográficas ODONTOMETRIA Objetivos: Conhecer a técnica odontometrica e os fatores que justificam sua execução. Saber determinar o limite apic de trabho nas diferentes situações anatomopatológicas Determinar a técnica

Leia mais

ANATOMIA DO PERIODONTO

ANATOMIA DO PERIODONTO INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação DISCIPLINA DE PERIODONTIA ANATOMIA DO PERIODONTO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2012 PERIODONTO DE SUSTENTAÇÃO Ligamento

Leia mais

Alterações Morfológicas na Cavidade Pulpar que Influenciam no Tratamento Endodôntico

Alterações Morfológicas na Cavidade Pulpar que Influenciam no Tratamento Endodôntico Alterações Morfológicas na Cavidade Pulpar que Influenciam no Tratamento Endodôntico E N D O D O N T I A 1 Lívia Dantas LOPES 1 Pâmela Helena Rodrigues de FREITAS 1 Priscilla Gioia BORGES 1 Raphael Felippe

Leia mais

FLÁVIA NAYDA MAGALHÃES NUNES USO DA RADIOGRAFIA PANORÂMICA PARA DETECÇÃO PRECOCE DE ANOMALIAS DENTÁRIAS: RELATO DE CASO CLÍNICO.

FLÁVIA NAYDA MAGALHÃES NUNES USO DA RADIOGRAFIA PANORÂMICA PARA DETECÇÃO PRECOCE DE ANOMALIAS DENTÁRIAS: RELATO DE CASO CLÍNICO. FLÁVIA NAYDA MAGALHÃES NUNES USO DA RADIOGRAFIA PANORÂMICA PARA DETECÇÃO PRECOCE DE ANOMALIAS DENTÁRIAS: RELATO DE CASO CLÍNICO. Vitória da Conquista 2014 FLÁVIA NAYDA MAGALHÃES NUNES USO DA RADIOGRAFIA

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome da disciplina ODT 7121 - Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial I Departamento

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. A dentina do manto e a dentina circum pulpar constituem a dentina:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. A dentina do manto e a dentina circum pulpar constituem a dentina: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ENDODONTIA 21. A dentina do manto e a dentina circum pulpar constituem a dentina: a) Terciária. b) Secundária. c) Primária. d) Reacional. 22. O revestimento dos túbulos

Leia mais

ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS

ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS Anestesia em anestésico o mais próximo possível do ápice do dente a ser anestesiado. Objetivo : Propiciar o conhecimento das técnicas anestésicas, principalmente as utilizadas

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentais (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM UEL/CCS CURSO DE ODONTOLOGIA

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM UEL/CCS CURSO DE ODONTOLOGIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM UEL/CCS CURSO DE ODONTOLOGIA Docentes:Elisa Emi Tanaka Carloto (Coordenadora) Código: 6MOD064 Fabio Augusto Ito Lauro Toyoshi Mizuno Edna Harue Furukita

Leia mais

ANOMALIAS DENTÁRIAS: UMA ABORDAGEM INTERATIVA NA WEB ANOMALIAS DENTÁRIAS. IV Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PBIC)

ANOMALIAS DENTÁRIAS: UMA ABORDAGEM INTERATIVA NA WEB ANOMALIAS DENTÁRIAS. IV Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PBIC) ANOMALIAS DENTÁRIAS: UMA ABORDAGEM INTERATIVA NA WEB IV Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PBIC) AUTORA: Daniela de Toledo Moreira CO-AUTORAS: Sidnei da Silva Lopes Júnior Renata Vasconcelos Pavan

Leia mais

REAÇÕES TECIDUAIS ÀS FORÇAS ORTODÔNTICAS

REAÇÕES TECIDUAIS ÀS FORÇAS ORTODÔNTICAS REAÇÕES TECIDUAIS ÀS FORÇAS S DENTES ORTODONTIA FORÇA MOVIMENTO -Inicialmente,na Era Cristã, preconizava-se pressões digitais nos dentes mal posicionados visando melhorar a harmonia dos arcos dentários.

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO

RECUPERADORES DE ESPAÇO RECUPERADORES DE ESPAÇO Conceito Recuperadores de espaço são usados para recuperar o espaço perdido nas arcadas dentárias. Eles verticalizam os dentes que inclinaram, depois que outros foram perdidos.

Leia mais

Abertura. Abertura ria. ria. Abertura. Abertura. Requisitos Principais. abertura coronária. Abertura ria. Requisitos Principais. ria.

Abertura. Abertura ria. ria. Abertura. Abertura. Requisitos Principais. abertura coronária. Abertura ria. Requisitos Principais. ria. coroná www.endodontia.com.br abertura coroná princípios pios e técnica t simplificada Coroná Requisitos Principais Coroná Requisitos Principais Ponto de eleição inicial pré- determinado Remoção do tecido

Leia mais

Aula 12: ASPECTOS RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES PERIODONTAIS

Aula 12: ASPECTOS RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES PERIODONTAIS Aula 12: ASPECTOS RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES PERIODONTAIS Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Lesões Periodontais Doença inflamatória dos tecidos de suporte dos

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

ARQUITETURA E TOPOGRAFIA ALVÉOLO-DENTAIS

ARQUITETURA E TOPOGRAFIA ALVÉOLO-DENTAIS ARQUITETURA E TOPOGRAFIA ALVÉOLO-DENTAIS Dr. Peter Reher, CD, CD, MSc, PhD PhD Especialista e Mestre em CTBMF - UFPel-RS Doutor (PhD) em CTBMF - University of London Professor Adjunto da UFMG e da PUC-Minas

Leia mais

ANATOMIA INTERNA DENTAL

ANATOMIA INTERNA DENTAL ANATOMIA INTERNA DENTAL Cavidade Pulpar: Espaço no interior dos dentes onde se aloja a polpa. Esta cavidade reproduz a morfologia externa do dente,podendo se distinguir duas porções: uma coronária e outra

Leia mais

Exame bucal em cães e gatos - Parte 2 - Elementos dentários

Exame bucal em cães e gatos - Parte 2 - Elementos dentários Revisão de Literatura Exame bucal em cães e gatos - Parte 2 - Elementos dentários Mouth examination in dogs and cats - Part 2 - Dental elements Marcello Rodrigues da Roza - Médico Veterinário, PhD, OdontoZoo

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Montagem das Pastas As pastas devem estar organizadas na seguinte ordem: I- Externo Página Título: colocar na capa frontal da pasta (a capa tem um envelope plástico para esta finalidade). BOARD BRASILEIRO

Leia mais

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes TRAUMATISMO EM DENTES DECÍDUOS E SUA REPERCUSSÃO EM DENTES PERMANENTES JOVENS: RELATO DE CASO Márcia Cançado FIGUEIREDO 1 ;Sérgio Estelita Cavalcante BARROS 1 ;Deise PONZONI 1 Raissa Nsensele NYARWAYA

Leia mais

Tumores Odontogênicos

Tumores Odontogênicos Karla Mayra Rezende Marcelo Bönecker Tumores Odontogênicos Introdução Tumores odontogênicos compreendem grupos de neoplasias que tem como origem os tecidos formadores dos dentes. O clinico tem como responsabilidade

Leia mais

Semestre: 2 Quantidade de Módulos:8 Unidade de Ensino:Núcleo de Saúde

Semestre: 2 Quantidade de Módulos:8 Unidade de Ensino:Núcleo de Saúde 212 Semestre: 2 Módulo: 8º Período e Mês Início do Módulo:216/1 Numero da Página: 1 Impresso em:16/12/215 11:48:45 5697 TÉCNICAS DE PESQUISA EM ODONTOLOGIA II DCOP(N/C)APS 2 1 Estudo dos tipos de trabalhos

Leia mais

I. DOS PRÉ-REQUISITOS.

I. DOS PRÉ-REQUISITOS. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE ALUNOS DO CURSO DE CAPACITAÇÃO EM CLÍNICA ODONTOLÓGICA INTEGRADA

Leia mais

Anatomia do Periodonto. Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com

Anatomia do Periodonto. Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com Anatomia do Periodonto Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com Periodonto Normal Anatomia macroscópica Anatomia microscópica Anatomia macroscópica Gengiva Ligamento

Leia mais

COBERTURA DA APÓLICE BRADESCO DENTAL SPG 5 A 49 VIDAS

COBERTURA DA APÓLICE BRADESCO DENTAL SPG 5 A 49 VIDAS ANS BRADESCO DENTAL DIAGNÓSTICO CONSULTA INICIAL EXAME HISTOPATOLÓGICO URGÊNCIA/EMERGÊNCIA COLAGEM DE FRAGMENTOS CURATIVO E/OU SUTURA EM CASO DE HEMORRAGIA BUCAL/LABIAL CURATIVO EM CASO DE ODONTALGIA AGUDA

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES DATA: 07/10/2013. HORÁRIO: das 09 às 12 horas LEIA AS INSTRUÇÕES E AGUARDE AUTORIZAÇÃO PARA ABRIR O CADERNO DE QUESTÕES

CADERNO DE QUESTÕES DATA: 07/10/2013. HORÁRIO: das 09 às 12 horas LEIA AS INSTRUÇÕES E AGUARDE AUTORIZAÇÃO PARA ABRIR O CADERNO DE QUESTÕES Realização: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CADERNO DE QUESTÕES PROCESSO SELETIVO 2ª ETAPA TRANSFERÊNCIA VOLUNTÁRIA (TRV) EDITAL 12/2013 CURSO: BACHARELADO EM DONTOLOGIA DATA: 07/10/2013

Leia mais

Linha 1: Resposta biológica nas terapias em Odontologia.

Linha 1: Resposta biológica nas terapias em Odontologia. Linha 1: Resposta biológica nas terapias em Odontologia. Descrição. O entendimento dos processos fisiológicos, celulares e moleculares associados com o uso de diversos materiais, medicamentos e demais

Leia mais

UEPB EMENTAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA Campus I ANATOMIA E HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA BUCAL CARGA HORÁRIA 120

UEPB EMENTAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA Campus I ANATOMIA E HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA BUCAL CARGA HORÁRIA 120 UEPB EMENTAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA Campus I ANATOMIA E HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA BUCAL Desenvolvimento da face e da cavidade oral- Odontogênese - Desenvolvimento do Dente - Estrutura do Esmalte e Amelogênese

Leia mais

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes.

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes. ELEMENTOS ESSENCIAIS DE DIAGNÓSTICO Prof. Hélio Almeida de Moraes. ÍNDICE INTRODUÇÃO 1 Documentação do Paciente: 2 1- Ficha Clínica:- 2 A- Identificação: 2 B- Anamnese: 3 História da Família 3 História

Leia mais

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 P L A N O D E C U R S O

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 P L A N O D E C U R S O FACULDADE INDEPENDENE DO NORDESE CURSO ODONOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: HISOLOGIA BUCO-DENAL Código:ODO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INSTRUÇÕES

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INSTRUÇÕES MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 12º EXAME CONJUNTO DE SELEÇÃO - PARA O CADASTRO RESERVA - DO QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DOS CURSO DE NÍVEL SUPERIOR EM ANTROPOLOGIA,

Leia mais

Premissa. Códigos e rios

Premissa. Códigos e rios Índices epidemiológicos em saúde bucal 3/10/2011 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1 Premissa A epidemiologia pode ser definida como o estudo da distribuição e dos determinantes de eventos ou estados relacionados

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE TRAUMATISMO DENTO-ALVEOLAR EM ESPORTISTAS DE RIBEIRÃO PRETO

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE TRAUMATISMO DENTO-ALVEOLAR EM ESPORTISTAS DE RIBEIRÃO PRETO TÍTULO: AVALIAÇÃO DE TRAUMATISMO DENTO-ALVEOLAR EM ESPORTISTAS DE RIBEIRÃO PRETO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: ODONTOLOGIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO

Leia mais

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO TUMORES ODONTOGÊNICOS Tumores odontogênicos - grupo de doenças heterogêneas que vão desde hamartomas ou proliferação de tecido não neoplásico a neoplasias

Leia mais

BRONZE R$ R$ 11,40 tratamento. Exame histopatológico R$ 50,00

BRONZE R$ R$ 11,40 tratamento. Exame histopatológico R$ 50,00 TABELA DE REEMBOLSO BRONZE R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de R$ 11,40 tratamento. Exame histopatológico R$ 50,00 Urgência / Emergência Curativo em caso de hemorragia bucal R$ 37,80 Curativo

Leia mais

TABELA DE REEMBOLSO. diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00

TABELA DE REEMBOLSO. diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 TABELA DE REEMBOLSO diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 Urgência / Emergência Curativo em caso de hemorragia bucal R$ 37,80 Curativo

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Odontologia 2011-1 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO MOVIMENTAÇÃO ORTODÔNTICA EM PERIODONTO

Leia mais

Circular 0160/2000 São Paulo, 18 de Maio de 2000.

Circular 0160/2000 São Paulo, 18 de Maio de 2000. [fesehf/cabecalho.htm] Circular 0160/2000 São Paulo, 18 de Maio de 2000. Plano de Saúde Assunto: Rol de Procedimentos Odontológicos para Plano de Saúde Prezado (a) Senhor (a), A Agência Nacional de Saúde

Leia mais

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte TRATAMENTO ENDODÔNTICO Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte O D O N T O LO G I A E S T É T I C A R E S TAU R A D O R A O que é tratamento endodôntico? É a remoção do tecido mole que se encontra na

Leia mais

5 Discussão dos Resultados

5 Discussão dos Resultados 87 5 Discussão dos Resultados No procedimento de análises das imagens gráficas obtidas nas simulações pelo método de elementos finitos, comparou-se a distribuição das tensões nas restaurações com material

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista

Assessoria ao Cirurgião Dentista Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna a Papaiz edição IV agosto de 2014 Escrito por: Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

Estudo dirigido sobre premolares

Estudo dirigido sobre premolares Estudo dirigido sobre premolares 1 Miguel Carlos Madeira e Roelf Cruz Rizzolo http://www.anatomiafacial.com Material para ser impresso, com a autorização dos autores, exclusivamente para os alunos do primeiro

Leia mais

ODONTOLOGIA ENDODONTIA I. 5º Período / Carga Horária: 90 horas

ODONTOLOGIA ENDODONTIA I. 5º Período / Carga Horária: 90 horas ODONTOLOGIA ENDODONTIA I 5º Período / Carga Horária: 90 horas 1. PRÉ-REQUISITOS: Diagnóstico por Imagem; Patologia Buco-Dental. 2. EMENTA: Durante o curso de Endodontia Pré-Clínica os alunos irão adquirir

Leia mais

Ortho In Lab. Resumo PROSTHESIS

Ortho In Lab. Resumo PROSTHESIS Planejamento e individualização da aparatologia ortodôntica conjugada aos mini-implantes ( DATs) Parte I Sítios de instalação uma área de risco controlado. Individualization of planning and orthodontic

Leia mais

Dentes supranumerários retidos interferindo no tratamento ortodôntico

Dentes supranumerários retidos interferindo no tratamento ortodôntico ISSN 1806-7727 Dentes supranumerários retidos interferindo no tratamento ortodôntico Supernumerary teeth interfering in the orthodontic treatment Luís Francisco Gomes REIS* Allan GIOVANINI** Eli Luis NAMBA***

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria MEC nº 131 de 13.01.11, DOU de 17.01.11

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria MEC nº 131 de 13.01.11, DOU de 17.01.11 Componente Curricular: HISTOLOGIA BUCO-DENTAL Código: ODO-007 Pré-Requisito: HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA HUMANA Período Letivo: 2013.1 CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria MEC nº 131 de 13.01.11,

Leia mais

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS ETIOLOGIA Aos anos, na maior

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago Mecanismos para Obtenção de Alimentos Ingestão de Grandes Quantidades de Alimento Absorção de nutrientes diretamente do meio Parasitas do sangue Adaptações mais interessantes Aquelas evoluíram p/ obtenção

Leia mais

Técnicas Anestésicas Aplicadas à Cirurgia Oral

Técnicas Anestésicas Aplicadas à Cirurgia Oral Técnicas Anestésicas Aplicadas à Cirurgia Oral Anestesias Locais 1. Periférica, tópica ou de superfície 2. Infiltrativa terminal 3. Troncular, regional ou bloqueio de condução Aula de cirurgia Anestesia

Leia mais

TRAUMATISMO DENTAL NA DENTIÇÃO DECÍDUA E SUAS CONSEQÜÊNCIAS NA DENTIÇÃO PERMANENTE

TRAUMATISMO DENTAL NA DENTIÇÃO DECÍDUA E SUAS CONSEQÜÊNCIAS NA DENTIÇÃO PERMANENTE UNICAMP UNIVf'RSIVAVE ESTADUAL VE CAMPINAS FACULVAVE VE OVONTOWGIA VE PI'RACICA13A Departamento de Odontologia Infantil CRISTIANE GIACOMINI CAMACHO TRAUMATISMO DENTAL NA DENTIÇÃO DECÍDUA E SUAS CONSEQÜÊNCIAS

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO I Veríssimo e o Natal Crônica do Natal (de novo) QUESTÃO 01 QUESTÃO 02 QUESTÃO 03 mas

LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO I Veríssimo e o Natal Crônica do Natal (de novo) QUESTÃO 01 QUESTÃO 02 QUESTÃO 03 mas Prezado (a) candidato (a) Coloque seu número de inscrição e nome no quadro abaixo: Nº de Inscrição Nome LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO I Veríssimo e o Natal Crônica do Natal (de novo) 1. Tenho inveja dos cronistas

Leia mais

ANEXO RN 211 ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS

ANEXO RN 211 ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS ROL DE ONTOLÓGICOS PROCEDIMENTO SUBGRUPO GRUPO CAPÍTULO AMB HCO HSO PAC D.UT ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL (COM DIRETRIZ DE AJUSTE OCLUSAL ALVEOLOPLASTIA AMPUTAÇÃO RADICULAR COM OU SEM OBTURAÇÃO RETRÓGRADA APICETOMIA

Leia mais

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na TUSS Odontologia Código Procedimento US Código Estruturado Especialidade US DIAGNÓSTICO DIAGNÓSTICO 01.01 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL 65 81000065 Consulta odontológica inicial 65 01.05 CONSULTA ODONTOLÓGICA

Leia mais

Cobertura do Plano Star

Cobertura do Plano Star Cobertura do Plano Star Diagnóstico Consulta inicial Exame histopatológico Condicionamento em odontologia. Urgência Curativo em caso de hemorragia bucal consiste na aplicação de hemostático e sutura no

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA AUTARQUIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA AUTARQUIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA AUTARQUIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DO PARANÁ PROMOÇÃO POR COMPETÊNCIAS E HABILIDADES 2012 TÉCNICO DE SAÚDE PÚBLICA ASSISTÊNCIA TÉCNICA DE HIGIENE DENTAL (TSPB02) PROVA

Leia mais

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Doença Hereditária: é um desvio da normalidade transmitidos por genes e que podem estar presentes ou

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Especialidade: ENDODONTIA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Especialidade: ENDODONTIA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados

Leia mais

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Caso Clínico O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Alexandre de Almeida Ribeiro* Resumo A morfologia do arco dentário está relacionada diretamente com as demais partes

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Pôster Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Especialidades Odontológicas

Especialidades Odontológicas Especialidades Odontológicas Urubatan Medeiros Doutor (USP) - Professor Titular do Departamento de Odontologia Preventiva e Comunitária (UERJ/UFRJ) - Consultor do Ministério da Saúde I - Introdução A Odontologia

Leia mais

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia Diagnóstico - Primeira Consulta Consulta Inicial: É a primeira consulta feita com o cirurgião-dentista, com o objetivo de diagnosticar as patologias presentes e estabelecer o tratamento a ser feito. Exame

Leia mais

Dentição Convênios Odontológicos Tabela de Procedimentos Odontológicos Dentalprev - descrição e códigos TUSS

Dentição Convênios Odontológicos Tabela de Procedimentos Odontológicos Dentalprev - descrição e códigos TUSS Dentição Convênios Odontológicos Tabela de Procedimentos Odontológicos Dentalprev - descrição e códigos TUSS Nome Código Observações Cir.Traum.Buco-Max-Fac Aprofundamento/aumento de vestíbulo 82000190

Leia mais

ALTERAÇÕES DA ODONTOGÊNESE DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

ALTERAÇÕES DA ODONTOGÊNESE DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO ALTERAÇÕES DA ODONTOGÊNESE DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO Eduardo Faria Machado* Helder Maurílo Izidoro Teixera* Leandro Pereira Rosa* Ridan Silva Alves* Marileny Boechat F. Brandão** RESUMO Frequentemente o

Leia mais

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS OBJETIVO Este manual foi elaborado para orientar o usuário quanto ao preenchimento das fichas de Coleta de Dados Simplificados (CDS). Esse documento visa descrever

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista. 11 3894 3030 papaizassociados.com.br. Publicação mensal interna da Papaiz edição XVI Maio de 2016

Assessoria ao Cirurgião Dentista. 11 3894 3030 papaizassociados.com.br. Publicação mensal interna da Papaiz edição XVI Maio de 2016 Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XVI Maio de 2016 Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

II CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA E IMAGINOLOGIA UNIVERSIDADE PAULISTA CAMPUS DE BRASÍLIA CRONOGRAMA DOS MÓDULOS

II CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA E IMAGINOLOGIA UNIVERSIDADE PAULISTA CAMPUS DE BRASÍLIA CRONOGRAMA DOS MÓDULOS II CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA E IMAGINOLOGIA UNIVERSIDADE PAULISTA CAMPUS DE BRASÍLIA CRONOGRAMA DOS MÓDULOS MÓDULO MÊS DATAS I OUTUBRO/NOVEMBRO/07 29, 30, 31/10, 01/11 II DEZEMBRO/07

Leia mais

ETIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES Prof. Dr. Ricardo F. Paulin

ETIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES Prof. Dr. Ricardo F. Paulin ETIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES Prof. Dr. Ricardo F. Paulin I INTRODUÇÃO Etimologicamente o termo etiologia origina-se do grego AITIA = causa e do latim LOGOS = estudo. Etiologia, portanto, é o estudo, a investigação

Leia mais

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Plano Integral... TRATAMENTO AMBULATORIAL/DIAGNÓSTICO Consulta EMERGÊNCIA Colagem de fragmentos (consiste na recolocação de partes de dente que sofreu fratura,

Leia mais

Disciplina: Patologia Oral PARTE. Curso: Odontologia 4º e 5º Períodos

Disciplina: Patologia Oral PARTE. Curso: Odontologia 4º e 5º Períodos Graduação em Odontologia Disciplina: Patologia Oral PATOLOGIA ÓSSEA { 4 a PARTE Curso: Odontologia 4º e 5º Períodos h t t p : / / l u c i n e i. w i k i s p a c e s. c o m Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira

Leia mais

PROVA DE ODONTOLOGIA

PROVA DE ODONTOLOGIA 18 PROVA DE ODONTOLOGIA QUESTÃO 41 Assinale a alternativa INCORRETA: a) O efeito dos métodos tópicos de aplicação de flúor na redução de cárie está relacionado à quantidade de flúor incorporado ao esmalte.

Leia mais

2 Este Caderno contém uma proposta de Redação e trinta questões de múltipla escolha

2 Este Caderno contém uma proposta de Redação e trinta questões de múltipla escolha CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva MESTRADO EM ODONTOLOGIA INSTRUÇÕES 1 Na parte inferior desta capa, escreva seu nome completo, em letra de forma e assine no local

Leia mais

Radiologia Odontológica

Radiologia Odontológica 01 Unidade Radiologia Odontológica Princípios de interpretação 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Reitor Natalino Salgado Filho Vice-Reitor Antonio José Silva Oliveira Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

Anexo I TABELA DE PROCEDIMENTOS COPARTICIPAÇÃO III UNIODONTO-SC

Anexo I TABELA DE PROCEDIMENTOS COPARTICIPAÇÃO III UNIODONTO-SC Anexo I TABELA DE PROCEDIMENTOS COPARTICIPAÇÃO III UNIODONTO-SC Baseado na Lei 9656 e RN 211 - Edição outubro/2011 - Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS). NOMENCLATURA / PROCEDIMENTO DIAGNÓSTICO

Leia mais

LINK CATÁLOGO DE EXAMES

LINK CATÁLOGO DE EXAMES Porque pedir um exame radiográfico? LINK CATÁLOGO DE EXAMES O exame radiográfico é solicitado para a visualização clinica das estruturas ósseas da cavidade bucal. Para isso, existem as mais diversas técnicas

Leia mais