Clinical Update Publicação de Atualização Profissional da Dentsply Brasil

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Clinical Update Publicação de Atualização Profissional da Dentsply Brasil"

Transcrição

1 Enforce - Sistema Multiuso de Cimentação Adesiva, com Flúor Desde que foi lançado no Brasil, o sistema de cimentação adesiva Enforce com Flúor passou a fazer parte do dia-adia dos profissionais que realizam a cimentação de próteses odontológicas. A grande versatilidade, facilidade de uso, propriedades físicas e a sua comprovada performance clínica sempre foram os pontos altos que até hoje fazem do Enforce o campeão de vendas no segmento. Enforce é um produto que se renova ao longo dos anos. Mesmo com novos conceitos materiais e procedimentos clínicos desenvolvidos e introduzidos na odontologia moderna, Enforce ainda é o cimento de mais confiável performance clínica para a cimentação final destes trabalhos. Recentemente, a Dentsply lançou dois novos produtos que se somam ao Enforce, ampliando ainda mais as indicações de uso: o primeiro é o Self Cure Activator (Ativador de Auto Polimerização), produto que faz com que os sistemas adesivos Prime & Bond 2.1 e Prime & Bond NT se tornem adesivos de presa dual (auto e fotopolimerizáveis), o que é altamente recomendável nos procedimentos de cimentação adesiva dos núcleos pré-fabricados intracanal metálicos, em fibras de vidro ou em fibras de carbono. O segundo produto é o Enforce Core, resina composta de presa dual (auto e fotopolimerizável) indicada para a construção da parte coronária dos núcleos de preenchimento, permitindo a obtenção de preparos cavitários com forma geométrica ideal, servindo assim como base para as restaurações indiretas. A seguir vamos descrever os principais passos para a utilização do Cimento Enforce em diversas situações clínicas com as quais nos defrontamos no cotidiano da Prótese Dental. Tratamento das restaurações: A- Restaurações Metálicas: 1. Fazer um microcondicionamento da superfície interna das restaurações metálicas usando um jato de óxido de alumínio de 50µ 2. Para as próteses adesivas, pode-se optar por condicionamento eletrolítico B- Restaurações de Porcelanas 1. Aplicar o Condicionador de Porcelanas Dentsply (Ácido Fluorídrico 10%) sobre a superfície interna das restaurações e deixar condicionar por 4 a 5 minutos 2. Misturar em um pote dappen plástico limpo uma gota de Silano Agente de Ligação Primer com uma gota de Silano Agente de Ligação Ativador. Tampar e aguardar 5 minutos para a sua total ativação. 3. Aplicar uma fina camada da mistura de Silano Primer + Silano Ativador na superfície interna das restaurações ácido-condicionadas. Aguardar 20 segundos, secar, aplicar uma nova camada e secar imediatamente. C- Restaurações de Cerômeros/ Compósitos 1. Fazer um microcondicionamento da superfície interna das restaurações metálicas usando um jato de óxido de alumínio de 50µ 2. Misturar em um pote dappen plástico limpo uma gota de Silano Agente de Ligação Primer com uma gota de Silano Agente de Ligação Ativador. Tampar e aguardar 5 minutos para a sua total ativação. 3. Aplicar uma fina camada da mistura de Silano Primer + Silano Ativador na superfície interna das restaurações ácido condicionadas. Aguardar 20 segundos, secar, aplicar uma nova camada e secar imediatamente. Preparação do Cimento: Presa dual (auto e fotopolimerização): para núcleos, postes endodônticos, coroas e pontes de porcelana pura, cerômeros puros, metalocerâmicas ou metaloplásticos e próteses adesivas Misturar partes iguais de Pasta Catalisadora (seringa AZUL) com a Pasta Base Matizada A2; B1; B3; C2 ou Pasta Base Opaca Presa exclusivamente através de fotopolimerização: para facetas laminadas de porcelanas, cerômeros ou compósitos Misturar partes iguais de Pasta de Mistura para Veneer de Porcelana-Pasta PV (seringa de rótulo verde) com a pasta Base Matizada A2; B1; B3; C2 ou Pasta Base Opaca- OP OBS. Nunca utilizar simultaneamente a Pasta Catalizadora com a Pasta de Mistura para Veneer de Porcelana. Outras cores da escala vita poderão ser obtidas através da mistura das cores básicas do sistema conforme a tabela a seguir: 9

2 Tabela de mistura de cores: Localize na barra azul a cor desejada e confira na coluna bege as cores que devem ser empregadas para obter a cor desejada. 1 - Cimentação de Núcleos e de Postes Endodônticos 1. Condicionar as estruturas dentais remanescentes, esmalte e dentina, assim como o espaço intra-radicular por 15 segundos. Lavar por 15 segundos e eliminar o excesso de umidade da superfície dental tomando o cuidado para não dessecar 2. Preparar o sistema adesivo Prime & (Auto e Fotopolimerização). Para isso, de Self Cure Activator. Misturar com uma ponta de pincel descartável limpa 3. Aplicar o Prime & Bond 2.1 agora com presa dual no interior do preparo intraradicular e sobre todas as estruturas deixar descansar por 30 segundos. Aplicações adicionais podem ser necessárias para que as superfícies permaneçam molhadas durante o tempo de espera. Eliminar os excessos com breves jatos de ar e fotopolimerizar por 20 segundos 4. Aplicar uma camada de Prime & Bond 2.1 com presa dual, na superfície do núcleo ou poste endodôntico, 6. Depositar uma camada uniforme da mistura na superfície do núcleo ou poste intra-radicular 7. Com o auxílio de um Lentulo aplicar a mistura de cimento no interior do preparo intra-radicular OBS: tenha especial atenção neste procedimento. Enforce é um cimento do tipo anaeróbico; a ausência de oxigênio no interior dos condutos radiculares poderá acelerar sua presa, dificultando o correto posicionamento dos núcleos ou pinos intra-radiculares 8. Posicionar o núcleo ou o poste endodôntico mantendo uma pressão moderada porém contínua até que fique estável 9. Uma vez estabilizado o núcleo ou o poste endodôntico, fotopolimerizar a parte coronária por 10 segudos. Na fase gel, a eliminação do excesso de cimento se torna mais fácil. Enforce se autopolimerizará em aproximadamente 6 minutos 10. Remover o excesso de cimento das margens 5. Dispensar e misturar partes iguais de Pasta Base Matizada e Pasta Catalisadora por 20 segundos, de modo a obter uma mistura homogênea 10

3 11. Fotopolimerizar todas as faces do núcleo ou do poste endodôntico por mais 40 segundos (opcional) 6. Misturar partes iguais de Pasta Base Matizada e Pasta Catalisadora por 20 segundos, de modo a obter uma mistura homogênea 12. Para os postes endodônticos, realizar a confecção do núcleo de preenchimento utilizando Enforce -Core 7. Depositar uma camada uniforme da mistura na face interna da restauração 2 - Cimentação de Coroas e Pontes Porcelanas puras e ceromêros puros. 1. Realizar o tratamento das faces internas da restauração de acordo com o descrito no Tratamento das Restaurações ítem B : Restaurações em Compósito ou Porcelana esmalte e dentina, por 15 segundos. Lavar por 15 segundos e eliminar o excesso de umidade da superfície dental tomando o cuidado para não dessecar (Auto e Fotopolimerização). Para isso, de Self Cure Activator. Misturar com uma ponta de pincel descartavel limpa Aplicações adicionais podem ser necessárias para que a superfície permaneça molhada durante o tempo de espera. Eliminar os excessos com breves jatos de ar e fotopolimerizar por 20 segundos 5. Aplicar uma camada de Prime & Bond 2.1 com presa dual, no interior da restauração, 8. Posicionar a restauração sobre o preparo e exercer pressão moderada porém contínua. Manter a pressão enquanto se remove os excessos marginais de cimento utilizando-se um pincel limpo e seco 9. Pré-polimerizar o cimento das margens por 10 segundos enquanto o cimento estiver pré-polimerizado e remova todos os excessos de cimento 10. Fotopolimerizar todas as faces das restauração por 40 a 60 segundos. Manter a restauração sobre moderada pressão durante aproximadamente 6 minutos, tempo necessário para a autopolimerização de todo o cimento 11. Completar o acabamento usando as Pontas do Sistema Enhance de Acabamento 3 - Cimentação de Inlays/Onlays em Cerômeros e Cerâmicas Estéticas 1. Realizar o tratamento das faces internas da restauração de acordo com o descrito no Tratamento das Restaurações ítem B : Restaurações em Compósito ou Porcelana 11

4 Lavar por 15 segundos e eliminar o excesso de umidade da superfície dental tomando o cuidado para não dessecar 9. Pré-polimerizar as margens por 10 segundos e remover os excessos marginais enquanto o cimento permanecer na fase pré-polimerizado (auto e fotopolimerização). Para isso, de Self Cure Activator. Misturar com uma ponta de pincel descartável limpa Aplicações adicionais podem ser necessárias para que a superfície permaneça molhada durante o tempo de espera. Eliminar os excessos com breves jatos de ar 5. Aplicar uma camada de Prime & Bond 2.1 com presa dual, no interior da restauração, 6. Misturar partes iguais de Pasta Base Matizada e Pasta Catalisadora por 20 segundos, de modo a obter uma mistura homogênea 7. Depositar uma camada uniforme da mistura na face interna da restauração 8. Posicionar a restauração cuidadosamente mantendo sempre sob leve pressão. Remover os excessos de cimento das margens com o auxílio de um pincel seco. 10. Fotopolimerizar todas as margens por segundos em cada uma das faces lingual, vestibular, oclusal e proximal. 11. Completar o acabamento usando as Pontas do Sistema Enhance de Acabamento 4 - Cimentação de Facetas Laminadas de Porcelana ou Compósitos 1. Antes de cimentar, checar o ajuste e a estética das facetas. Limpe e proceda tratamento das superficies internas conforme descrito no item B do tratamento das restaurações. Lavar por 15 segundos e eliminar o excesso de umidade da superfície dental tomando o cuidado para não dessecar 3. Aplicar generosa quantidade de Prime & Bond 2.1 e deixar descansar por 30 segundos. Aplicações adicionais podem ser necessárias para que a superfície permaneça molhada durante o tempo de espera. Eliminar os excessos com breves jatos de ar. 4. Fotopolimerizar por 20 segundos no mínimo 12

5 5. Aplicar uma camada de Prime & Bond 2.1, no interior da faceta, secar com ar por 5 segundos 6. Misturar partes iguais de Pasta Base Matizada e Pasta de Mistura para Veneer de Porcelana (Pasta PV) de modo a obter uma mistura homogênea. 7. Depositar uma camada uniforme da mistura na face interna da restauração 8. Posicionar a faceta e manter em posição por 10 a 15 segundos, préfotopolimerizar por 10 segundos. Remova os excessos de cimento ao redor das margens 9. Fotopolimerizar todas as faces bucal,interproximal e vestibular por pelo menos segundos Lavar por 15 segundos e eliminar o excesso de umidade da superfície dental tomando o cuidado para não dessecar. Nos casos de coroas totais, o condicionamento ácido total (dentina e esmalte) não é recomendado para que se minimizar a possiblidade de ocorrer sensibilidade pós-operatória (auto e fotopolimerização). Para isso, de Self Cure Activator. Misturar com uma ponta de pincel descartável limpa Aplicações adicionais podem ser necessárias para que a superfície permaneça molhada durante o tempo de espera. Eliminar os excessos com breves jatos de ar e fotopolimerizar por 20 segundos 5. Aplicar uma camada de Prime & Bond 2.1 com presa dual, no interior da restauração, secar com ar por 5 segundos 10. Completar o acabamento as com Pontas do Sistema Enhance de Acabamento Nota: Para as faceta escuras ou opacas, Use a presa dual como descrito no ítem Preparação do Cimento, devido a maior dificuldade do feixe luminoso em atravessar o trabalho e fotoativar adequadamente o cimento resinoso. 6. Dispensar e misturar partes iguais de Pasta Base Matizada e Pasta Catalisadora por 20 segundos, de modo a obter uma mistura homogênea 7. Depositar uma camada uniforme da mistura na face interna da restauração 5 - Cimentação de Coroas e Pontes 1. Realizar o tratamento interno das restaurações metálicas e/ou metálo-cerâmicas como descrito no capítulo tratamento das restaurações item A Restaurações metálicas 8. Posicionar a restauração sobre o preparo e exercer pressão moderada porém contínua. Manter a pressão enquanto se remove os excessos marginais de cimento utilizando-se um pincel limpo e seco 13

6 9. Pré-polimerizar o cimento das margens por 10 segundos enquanto o cimento estiver pré polimerizado e na fase gel remova todos os excessos de cimento 5. Fotopolimerizar por 20 segundos 10. Fotopolimerizar todas as faces das restauração por 40 a 60 segundos (opcional). Manter a reatauração sobre moderada pressão durante aproximadamente 6 minutos, tempo necessário para a autopolimerização de todo o cimento 11. Completar o acabamento usando as Pontas do Sistema Enhance de Acabamento 6 - Cimentação de Prótese Adesiva 1. Realizar o tratamento interno dos retentores metálicos das próteses adesivas como descrito no capítulo tratamento das restaurações item A -Restaurações Metálicas Aplicações adicionais podem ser necessárias para que a superfície permaneça molhada durante o tempo de espera. Eliminar os excessos com breves jatos de ar. Lavar por 15 segundos e eliminar o excesso de umidade da superfície dental tomando o cuidado para não dessecar. Manter sem contaminação por sangue ou saliva (auto e fotopolimerização). Para isso, de Self Cure Activator. Misturar com uma ponta de pincel descartável limpa 6. Aplicar uma camada de Prime & Bond 2.1 com presa dual, no interior do retentor metálico da restauração, 7. Dispensar e misturar partes iguais de Pasta Base Opaca e Pasta Catalisadora por 20 segundos, de modo a obter uma mistura homogênea 8. Depositar uma camada uniforme da mistura na face interna dos retentores metálicos da restauração adesiva 9. Posicionar a prótese aplicando pressão moderada porém contínua durante todo o tempo de presa, aproximadamente 6 minutos 10. Pré-polimerize o cimento das margens e remova os excessos de cimento 11. Fotopolimerizar todas as margens por segundos em cada uma das faces lingual, vestibular, oclusal e proximal 12. Completar o acabamento marginal usando as Pontas do Sistema Enhance de Acabamento 14

ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA

ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA Rua Itapicuru, 495 Perdizes CEP 05006-000 São Paulo SP Fone (11) 3670-1070 www.oraltech.com.br INFORMAÇÕES GERAIS ALL BOND 3

Leia mais

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável REPARO EM PORCELANA Preparação: Isole e limpe a superfície. Deixe a superfície metálica rugosa com uma broca ou através da técnica de jateamento. Remova toda porcelana enfraquecida. Bisele as margens.

Leia mais

CELTRA CAD E DUO. Porcelana/Cerâmica Odontológica. Instruções de Uso. Apresentação. Composição. Indicações de Uso.

CELTRA CAD E DUO. Porcelana/Cerâmica Odontológica. Instruções de Uso. Apresentação. Composição. Indicações de Uso. Apresentação 5365410005 - CELTRA Cad FC LT A1 C14 (6PCS); ou 5365410011 - CELTRA Cad FC LT A2 C14 (1PCS) ; ou 5365410021 - CELTRA Cad FC LT A3 C14 (1PCS) ; ou 5365410025- CELTRA Cad FC LT A3 C14 (6PCS)

Leia mais

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP Restauração Indireta em Dente Posterior Associando Adesivo e Compósito com Nanopartículas Mario Fernando de Góes Cristiana Azevedo Vinicius Di Hipólito Luís Roberto Martins Cláudio Bragoto Curso de Extensão

Leia mais

RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V

RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V Indicações: Cavidades de Classe V, casos de erosão cervical/lesões de abrasão e lesões cariosas de raiz. Cavidades de Classe III. Preparo do Dente: Selecione

Leia mais

RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES

RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES 3M ESPE Ionômero de Vidro Vitrebond MR Prepare o dente e isole. Aplique um material forrador, se desejado: Misture uma colher nivelada do pó do Vitrebond com

Leia mais

Instruções de utilização

Instruções de utilização Instruções de utilização Prime&Bond NT Adesivo Dentário de Nano-Tecnologia Português O Prime&Bond NT é um adesivo dentário auto-activador estudado para cimentar materiais fotopolimerizáveis e materiais

Leia mais

Quando inicio um novo

Quando inicio um novo A r t i g o s Materiais e Técnicas com Wanderley de Almeida Cesar Jr. Entendendo a química dos cimentos e adesivos: você está cimentando suas peças estéticas corretamente? Quando inicio um novo artigo,

Leia mais

1 Introdução. 2 Material

1 Introdução. 2 Material TUTORIAL Criação de Engrenagens em Acrílico Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 18/01/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico Dr Saul Antunes Neto Desde o surgimento das resinas compostas, das técnicas de condicionamento ácido, das estruturas

Leia mais

Aura: Um novo conceito restaurador, para simplificar a técnica de uso de resinas compostas. Marcos de Oliveira Barceleiro

Aura: Um novo conceito restaurador, para simplificar a técnica de uso de resinas compostas. Marcos de Oliveira Barceleiro Aura: Um novo conceito restaurador, para simplificar a técnica de uso de resinas compostas Marcos de Oliveira Barceleiro Especialista, Mestre e Doutor em Dentística UERJ Professor Associado da Universidade

Leia mais

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS . PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DICAS PARA UMA PINTURA EFICIENTE DE PISO Sempre que desejamos fazer uma pintura de piso, Industrial ou não, devemos ter em mente quais são os objetivos

Leia mais

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas.

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas. Restaurações estéticas anteriores diretas. O crescente desenvolvimento de materiais resinosos e técnicas adesivas, possibilita o planejamento e execução de restaurações de resina composta na dentição anterior.

Leia mais

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio Prof. Dr. Glauco Rangel Zanetti Doutor em Clínica Odontológica - Prótese Dental - FOP-Unicamp

Leia mais

ALL BOND 2 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA

ALL BOND 2 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA ALL BOND 2 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA Rua Itapicuru, 495 Perdizes CEP 05006-000 São Paulo SP Fone (11) 3670-1070 www.oraltech.com.br ALL BOND 2 DICAS ÚTEIS O ALL BOND

Leia mais

http://www.siliconesassel.com.br/borracha_silicone.htm

http://www.siliconesassel.com.br/borracha_silicone.htm Página 1 de 13 Tipo Forma física Propriedades especiais Usos básicos Elastômero á base de silicone, bicomponente Líquido viscoso. Resistência ao rasgo, alto poder copiativo. Confecção de moldes Nome comercial

Leia mais

Instruções de utilização. Adesivo dentário de tripla acção

Instruções de utilização. Adesivo dentário de tripla acção Instruções de utilização Português 54 Adesivo dentário de tripla acção O Xeno III 1 é um adesivo dentário universal concebido para cimentar materiais de restauração fotopolimerizáveis a esmalte e dentina.

Leia mais

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Técnica inovadora Somente aplicando os mais modernos materiais da técnica adesiva, o clínico

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO SISTEMA CERAMCO 3 PORCELANA/ CERÂMICA ODONTOLÓGICA

INSTRUÇÕES DE USO SISTEMA CERAMCO 3 PORCELANA/ CERÂMICA ODONTOLÓGICA SISTEMA CERAMCO 3 PORCELANA/ CERÂMICA ODONTOLÓGICA INSTRUÇÕES DE USO FORMAS DE COMERCIALIZAÇÃO: Os componentes do sistema Ceramco 3 apresentam-se em frascos de 3g, 10g e 28,4g e 113,4g de pó, 3,5mL, 14mL,

Leia mais

Adper Easy One. Adesivo Autocondicionante. Um adesivo Um frasco. Muitas vantagens

Adper Easy One. Adesivo Autocondicionante. Um adesivo Um frasco. Muitas vantagens Adper Easy One Adesivo Autocondicionante Um adesivo Um frasco Muitas vantagens Um adesivo. Uma camada. Uma única etapa. Rápido! PRATICIDADE EM UM FRASCO Com o Adper Easy One, você precisa de apenas um

Leia mais

RelyX U200 Cimento Resinoso Autoadesivo

RelyX U200 Cimento Resinoso Autoadesivo RelyX U200 Cimento Resinoso Autoadesivo Cimentação definitiva de: Restaurações indiretas em cerâmica condicionável, cerâmica não condicionável, resina e metal. Inlays / Onlays Coroas Próteses Fixas Próteses

Leia mais

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 1 Produtos Devcon Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 2 Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo Prefácio 3 Preparação da

Leia mais

Instruções de utilização. AH Plus. Material de selamento de canais radiculares

Instruções de utilização. AH Plus. Material de selamento de canais radiculares Instruções de utilização Português 52 AH Plus Material de selamento de canais radiculares AH Plus é um cimento de obturação de canais de dois componente pasta/pasta á base de resinas epoxyamine com as

Leia mais

PASSO A PASSO DE CIMENTAÇÃO

PASSO A PASSO DE CIMENTAÇÃO PASSO A PASSO DE CIMENTAÇÃO RelyX U200 Cimento Resinoso Autoadesivo Cimentação definitiva de: Restaurações indiretas em cerâmica condicionável, cerâmica não condicionável, resina e metal. Inlays / Onlays

Leia mais

Instruções de utilização. Adesivo universal de acondicionamento total

Instruções de utilização. Adesivo universal de acondicionamento total Instruções de utilização Português 52 Adesivo universal de acondicionamento total XP BOND é um adesivo universal monocomponente, especialmente desenhado para adesão de materiais de restauração de resina

Leia mais

NHE-375E BOLETIM TÉCNICO. Condutivo Epóxi

NHE-375E BOLETIM TÉCNICO. Condutivo Epóxi BOLETIM TÉCNICO Revestimento Condutivo Epóxi Bicomponente Cinza Piso com Revestimento Condutivo Epóxi Cinza Claro Resina epóxi + catalisador O Revestimento Condutivo foi desenvolvido para ter uma ótima

Leia mais

Fundamentos essenciais na remoção de pinos pré-fabricados não metálicos: onde a magnificação faz a diferença?

Fundamentos essenciais na remoção de pinos pré-fabricados não metálicos: onde a magnificação faz a diferença? Capítulo15 Fundamentos essenciais na remoção de pinos pré-fabricados não metálicos: onde a magnificação faz a diferença? Patrick Baltieri patrick baltieri Graduado em Odontologia pela FOP- UNICAMP (2003);

Leia mais

RESINOMER. Bisco CE0459. Instructions for Use. Dual- Cured. Amalgam Bonding/Luting System

RESINOMER. Bisco CE0459. Instructions for Use. Dual- Cured. Amalgam Bonding/Luting System Bisco CE0459 RESINOMER Dual- Cured Amalgam Bonding/Luting System Instructions for Use PT IN-029R7 Rev. 11/14 BISCO, Inc. 1100 W. Irving Park Road Schaumburg, IL 60193 U.S.A. 847-534-6000 1-800-BIS-DENT

Leia mais

Workshop de Conhecimentos sobre Pele

Workshop de Conhecimentos sobre Pele Workshop de Conhecimentos sobre Pele Objetivos Após concluir o treinamento você será capaz de compartilhar com suas clientes: Como funciona a pele. Características de cada tipo de pele. Como classificar

Leia mais

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS Dr. Alex Antônio Maciel de Oliveira Especialista em Implantodontia Consultor científico do Sistema Friccional de Implantes Kopp Contato: alexamaciel@hotmail.com Nos

Leia mais

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Em um dente íntegro, suas imagens são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Estudamos as imagens das estruturas anatômicas, suas

Leia mais

Single Bond Universal Adesivo. Single Bond. Universal. O adesivo que você. sempre quis

Single Bond Universal Adesivo. Single Bond. Universal. O adesivo que você. sempre quis Universal Adesivo Universal O adesivo que você sempre quis Chegou o Universal O adesivo mais versátil e confiável do mundo O Universal é o primeiro e único adesivo que pode ser utilizado sob qualquer técnica

Leia mais

Fill-Up! Fundo. Rápido. Perfeito.

Fill-Up! Fundo. Rápido. Perfeito. COMPÓSITO BULK DE POLIMERIZAÇÂO Fill-Up! Fundo. Rápido. Perfeito. www.coltene.com Fundo Espessura ilimitada de camada do enchimento, já que Fill-Up! é de polimerização dupla Polimerização completa garantida,

Leia mais

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico rtigo Inédito Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico Oswaldo Scopin de ndrade*, José Carlos Romanini** RESUMO literatura científica atual preconiza para a dentição anterior a opção

Leia mais

MATERIAL RESTAURADOR UNIVERSAL INSTRUÇÕES DE USO

MATERIAL RESTAURADOR UNIVERSAL INSTRUÇÕES DE USO A Aura é um sistema de compósito restaurador fotopolimerizável, radiopaco e de alta resistência projetado para simplificar a busca da tonalidade ideal visando à alta estética. Possui uma abordagem sistemática

Leia mais

Balsamo M. Cosmética em anomalias dentais. Dental Science - Clin e Pesq Integrada 2007; 1(2); 134-140.

Balsamo M. Cosmética em anomalias dentais. Dental Science - Clin e Pesq Integrada 2007; 1(2); 134-140. Ponto de contato................... Marcelo Balsamo* Balsamo M.. - Clin e Pesq Integrada 2007; 1(2); 134-140. blemas estéticos decorrentes de anomalias dentárias, sejam elas ocasionadas por fatores de

Leia mais

MANUAL DE PRÓTESE FIXA

MANUAL DE PRÓTESE FIXA MANUAL DE PRÓTESE FIXA INDICE Materiais e Equipamentos 05 Materiais e Técnicas de Moldagem 07 Vazamento de Modelos 08 Montagem em Articulador 17 Enceramento 20 Preparo de Troquel 23 Inclusão 25 Fundição

Leia mais

bloco de vidro ficha técnica do produto

bloco de vidro ficha técnica do produto 01 Descrição: votomassa é uma argamassa leve de excelente trabalhabilidade e aderência, formulada especialmente para assentamento e rejuntamento de s. 02 Classificação técnica: ANTES 205 Bloco votomassa

Leia mais

Sejam bem vindas Mulheres de Honra

Sejam bem vindas Mulheres de Honra Sejam bem vindas Mulheres de Honra Conhecendo a pele Qual é o nome da camada mais externa da pele? Epiderme: É a camada mais externa, que se regenera constantemente para formar uma barreira de proteção.

Leia mais

Espresso 3000 - Cod. M0S04159 - Edizione 1H10

Espresso 3000 - Cod. M0S04159 - Edizione 1H10 10 2 3 6 4 5 15 8 7 9 14 16 11 12 1 13 18 17 19 20 Espresso 3000 - Cod. M0S04159 - Edizione 1H10 PORTOGUÊS Espresso 3000 1) Interruptor geral 2) Luz de aviso de funcionamento ON: máquina ligada 3) Luz

Leia mais

Marcação dos contatos: Ajuste interno e dos contornos proximais: Carbono líquido ou Base leve silicone e carbono Accufilm;

Marcação dos contatos: Ajuste interno e dos contornos proximais: Carbono líquido ou Base leve silicone e carbono Accufilm; DEFINIÇÃO AJUSTES E CIMENTAÇÃO Desgaste e polimento necessários para o correto assentamento da peça protética sobre o preparo, garantindo o vedamento marginal e um adequado equilíbrio de contatos proximais

Leia mais

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta.

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta. Autor: Dr. LUIZ RAFAEL CALIXTO ESPECIALISTA EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP MESTRE EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP DOUTORANDO EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP PROFESSOR DOS CURSOS

Leia mais

Manual do Carrapatograma

Manual do Carrapatograma Manual do Carrapatograma Amigo Produtor de Leite, Existem no mundo quase 900 espécies de carrapatos, só no Brasil existem mais de cinqüenta. Sendo que, o mais preocupante para a pecuária é o carrapato

Leia mais

Nº13. Edição:02 Pág:5. Uso exclusivo de Representantes. Representantes, Postos de Serviço e Clientes. Ações conforme ocorrências

Nº13. Edição:02 Pág:5. Uso exclusivo de Representantes. Representantes, Postos de Serviço e Clientes. Ações conforme ocorrências DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA BOLETIM TÉCNICO INFORMATIVO Nº13 Data Criação: 15/09/09 Data Atualização: 04/05/11 Edição:02 Pág:5 CIRCULAR INFORMAÇÃO PARA: Uso exclusivo de Representantes Representantes,

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 37. Em relação à resina composta para restaurações indiretas, é CORRETO afirmar:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 37. Em relação à resina composta para restaurações indiretas, é CORRETO afirmar: 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 37 QUESTÃO 17 Em relação à resina composta para restaurações indiretas, é CORRETO afirmar: a) Sua composição química é bem diferente das resinas compostas de uso

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL DESCRIÇÃO DO MÉTODO DE EXECUÇÃO: 1. Condições para o início dos serviços A alvenaria deve estar concluída e verificada. As superfícies

Leia mais

Características do papel. Escolhendo formulários préimpressos

Características do papel. Escolhendo formulários préimpressos A qualidade de impressão e a confiabilidade da alimentação da impressora e dos opcionais podem variar de acordo com o tipo e tamanho da mídia de impressão utilizada. Esta seção fornece diretrizes para

Leia mais

Gislaine Adams Sabrine Louise Souza

Gislaine Adams Sabrine Louise Souza Caso Clínico Clínica Integrada IV Necropulpectomia Gislaine Adams Sabrine Louise Souza Universidade Positivo 5º período Anamnese Paciente M.M. Sexo feminino 21 anos Fumante Procurou o serviço de emergência

Leia mais

ELASTEQ 7000 ARGAMASSA POLIMÉRICA

ELASTEQ 7000 ARGAMASSA POLIMÉRICA ELASTEQ 7000 ARGAMASSA POLIMÉRICA Impermeabilizante à base de resinas termoplásticas e cimentos com aditivos e incorporação de fibras sintéticas (polipropileno). Essa composição resulta em uma membrana

Leia mais

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Weider Silva Especialista em Dentística. Especialista em Prótese. Especialista em Implantodontia. Professor do Curso de Especialização de Dentística

Leia mais

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin;Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin;Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin;Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst TÉCNICA DIRETA. 1. Radiografia inicial para determinação da possibilidade de confecção de pino/núcleo. 2. O dente

Leia mais

Tratamento Com Escova Progressiva Gold

Tratamento Com Escova Progressiva Gold Tratamento Com Escova Progressiva Gold PRODUTOS NECESSÁRIOS: KERATIN PLUS GOLD SHAMPOO KERATIN PLUS GOLD TREATMENT ENHANCING SHAMPOO REVITAL MASK SERUM PRANCHA J PREMIUM 1 PASSO-A-PASSO - Tratamento Escova

Leia mais

RelyX Ultimate Cimento Resinoso Adesivo

RelyX Ultimate Cimento Resinoso Adesivo RelyX Ultimate Cimento Resinoso Adesivo Cimentação definitiva de: Restaurações indiretas em cerâmica condicionável, cerâmica não condicionável, resina e metal. Inlays / Onlays Coroas Próteses Fixas Próteses

Leia mais

O TRATAMENTO PROFISSIONAL DA HIPERSENSIBILIDADE.

O TRATAMENTO PROFISSIONAL DA HIPERSENSIBILIDADE. O TRATAMENTO PROFISSIONAL DA HIPERSENSIBILIDADE. VOCÊ RESOLVENDO O PROBLEMA DO SEU PACIENTE. CONTÉM NANO- HIDROXIAPATITA Pasta Dessensibilizante e Remineralizante AF. folder 40x7 nano p.indd 6/6/0 :40:49

Leia mais

Classificação dos Núcleos

Classificação dos Núcleos OBJETIVO Núcleos Permitir que o dente obtenha características biomecânicas suficientes para ser retentor de uma prótese parcial fixa. Classificação dos Núcleos Núcleos de Preenchimento Núcleos Fundidos

Leia mais

Catálogo Dentística e prótese

Catálogo Dentística e prótese Catálogo Dentística e prótese Pinos e Núcleos Exacto Metal Free Pino intra-radicular cônico em fibra de vidro CURSOR PARA O AJUSTE DE CORTE Apoio de restaurações e coroas protéticas Fibra de vidro: alta

Leia mais

FARMACOPEIA MERCOSUL: MÉTODO GERAL PARA A DETERMINAÇÃO DA FAIXA OU TEMPERATURA DE FUSÃO

FARMACOPEIA MERCOSUL: MÉTODO GERAL PARA A DETERMINAÇÃO DA FAIXA OU TEMPERATURA DE FUSÃO MERCOSUL/XLII SGT Nº 11/P.RES. Nº /14 FARMACOPEIA MERCOSUL: MÉTODO GERAL PARA A DETERMINAÇÃO DA FAIXA OU TEMPERATURA DE FUSÃO TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e a Resolução

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil 1 DIAGNÓSTICO 1.1 Consulta Clínico 1.2 Consulta Especialista 1.3 Condicionamento em Odontologia para crianças

Leia mais

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável, elástica e de grande durabilidade.

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável, elástica e de grande durabilidade. Descrição VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável, elástica e de grande durabilidade. Aplicação Campos de Aplicação - Impermeabilização de:. lajes de cobertura;. terraços;. calhas de concreto;.

Leia mais

ME-38 MÉTODOS DE ENSAIO ENSAIO DE COMPRESSÃO DE CORPOS-DE-PROVA CILÍNDRICOS DE CONCRETO

ME-38 MÉTODOS DE ENSAIO ENSAIO DE COMPRESSÃO DE CORPOS-DE-PROVA CILÍNDRICOS DE CONCRETO ME-38 MÉTODOS DE ENSAIO ENSAIO DE COMPRESSÃO DE CORPOS-DE-PROVA CILÍNDRICOS DE CONCRETO DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. S E NORMAS COMPLEMENTARES...

Leia mais

1 Alteração das imagens do aparelho Kaue 11-08-2011 2 Alteração na capacidade do reservat rio, de 1600ml para 1400ml Kaue 20-09-2011

1 Alteração das imagens do aparelho Kaue 11-08-2011 2 Alteração na capacidade do reservat rio, de 1600ml para 1400ml Kaue 20-09-2011 1 Alteração das imagens do aparelho Kaue 11-08-2011 2 Alteração na capacidade do reservat rio, de 1600ml para 1400ml Kaue 20-09-2011 07/11 719-09-05 775788 REV.2 Vapor Tapete Clean 719-09-05 2 Parabéns

Leia mais

DESSO CARPETES EM PLACAS / EM ROLO LIMPEZA E MANUTENÇÃO

DESSO CARPETES EM PLACAS / EM ROLO LIMPEZA E MANUTENÇÃO DESSO CARPETES EM PLACAS / EM ROLO LIMPEZA E MANUTENÇÃO 1. ANTES DA INSTALAÇÃO 1.1 Tratamento anti-manchas Um tratamento anti-manchas é um tratamento protetor resistente a manchas adicionado nas fibras

Leia mais

Riscos adicionais. Riscos adicionais. Altura COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE DE NEGOCIAÇÃO DO SETOR ELETRICO NO ESTADO DE SP - 1

Riscos adicionais. Riscos adicionais. Altura COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE DE NEGOCIAÇÃO DO SETOR ELETRICO NO ESTADO DE SP - 1 Riscos adicionais Riscos adicionais De altura; De ambientes confinados; De áreas classificadas; De umidade; Condições atmosféricas; Ataque de animais peçonhentos/domésticos. Altura Trabalho em altura é

Leia mais

MÉTODO EXECUTIVO ME - 40

MÉTODO EXECUTIVO ME - 40 Objetivo: O método tem como objetivo detalhar o processo de proteção estanque para evitar eflorescência em piscina, utilizando membrana polimérica, de modo a propiciar o treinamento da mão de obra e por

Leia mais

ROCHAS INDUSTRIALIZADAS

ROCHAS INDUSTRIALIZADAS ROCHAS INDUSTRIALIZADAS Classificação PEDRAS ARTIFICIAIS Quartzo de base Poliestireno Mármore de base Poliéster SUPERFÍCIES SÓLIDAS MINERAIS Pedras de base Acrílica PEDRAS A BASE VÍTREA PEDRAS A BASE DE

Leia mais

CURSOS ICMDS PROSTODONTIA

CURSOS ICMDS PROSTODONTIA CURSOS ICMDS PROSTODONTIA OBJECTIVOS Aprimorar a pratica clinica dos profissionais que praticam Prostodontia no seu dia dia e buscam a exelência no planeamento Estético, Mock up, Metal Free, nos Preparos

Leia mais

CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA

CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA *Imagens meramente ilustrativas CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA Manual de Instruções www.v8brasil.com.br 1. DADOS TÉCNICOS CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA Modelo V8 Chave de impacto

Leia mais

Figura 1 : Posição dos furos (F1 e F2) em relação aos cabos "cortados" (C1 e C50)

Figura 1 : Posição dos furos (F1 e F2) em relação aos cabos cortados (C1 e C50) Belo Horizonte, 16 de novembro de 2.009 CEFET-MG Diretoria de Planejamento e Gestão Belo Horizonte MG A/C.: Prof. Mário Basílio (marciobasilio@deii.cefetmg.br) REF.: Prédio administrativo do CEFET-MG,

Leia mais

Adaptação do para-brisa inteiriço por bipartido

Adaptação do para-brisa inteiriço por bipartido Adaptação do para-brisa inteiriço por bipartido A instalação dos pára-brisas, só deve ser feita por profissionais experientes, em caso de dúvida durante a instalação, favor contatar a assistência disponível

Leia mais

Ca C t a álo t g álo o g de Pr de P o r du o t du o t s o

Ca C t a álo t g álo o g de Pr de P o r du o t du o t s o Catálogo de Produtos Unimatrix Sistema de matrizes seccionais pré-formadas, para restaurações de Classe II. Maior facilidade na reconstrução do ponto de contato; A convexidade das matrizes foi especialmente

Leia mais

5 Instrumentos Convencionais Acionados a Motor para Uso Endodôntico

5 Instrumentos Convencionais Acionados a Motor para Uso Endodôntico 5 Instrumentos Convencionais Acionados a Motor para Uso Endodôntico de Jesus Djalma Pécora com a colaboração de Eduardo Luiz Barbin; Júlio César Emboava Spanó; Luis Pascoal Vansan e Ricardo Novak Savioli

Leia mais

3M TM Petrifilm TM Placa para Contagem de Leveduras e Bolores. Guia de. Interpretação

3M TM Petrifilm TM Placa para Contagem de Leveduras e Bolores. Guia de. Interpretação 3M TM TM Placa para Contagem de Leveduras e Bolores Guia de Interpretação 3M TM TM Placa para Contagem de Leveduras e Bolores Este guia apresenta resultados das placas 3M para Contagem de Leveduras e Bolores.

Leia mais

Somos uma empresa especializada em importar e distribuir materiais de última

Somos uma empresa especializada em importar e distribuir materiais de última 1 »» A Oraltech Somos uma empresa especializada em importar e distribuir materiais de última geração destinados as diversas áreas da Odontologia. A nossa filosofia é oferecer excelência de qualidade através

Leia mais

Índice. Passo a passo para uma higiene bucal completa

Índice. Passo a passo para uma higiene bucal completa Índice Introdução...03 Primeiramente enxague...04 Procure a escova certa...05 Pasta de dentes...06 Escove da maneira correta...07 Passe fio dental...08 Nunca esqueça da língua...09 Cuidado no uso de enxaguatórios

Leia mais

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa.

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa. Mauro A Dall Agnol UNOCHAPECÓ mauroccs@gmail.com Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Dentística I Terapêutica ou protética; Simples, composta

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

ÍNDICE 4.2 IMPERMEABILIZANTES 4.2.1 VANTAGENS DA IMPERMEABILIZAÇÃO 4.2.2 FATORES QUE PODEM AFETAR NEGATIVAMENTE À IMPERMEABILIZAÇÃO 4.2.

ÍNDICE 4.2 IMPERMEABILIZANTES 4.2.1 VANTAGENS DA IMPERMEABILIZAÇÃO 4.2.2 FATORES QUE PODEM AFETAR NEGATIVAMENTE À IMPERMEABILIZAÇÃO 4.2. ÍNDICE 1 SUPERFICIES CERÂMICAS 2 PROTEÇÃO ÀS TELHAS E TIJOLOS 3 PRINCIPAIS FATORES QUA ALTERAM AS CARACTERISTICAS DAS SUPERFICIES CERAMICAS: HIDROFUGANTES E IMPERMEABILIZANTES 4.1 HIDROFUGANTES 4.1.1 TIPOS

Leia mais

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS E DICAS PARA UMA PINTURA EFICIENTE DE PISO Sempre que desejamos fazer uma pintura de piso, Industrial ou não, devemos ter em mente quais são os objetivos

Leia mais

CORES Além das cores de catálogo pode-se obter outros tons misturando as cores entre sí.

CORES Além das cores de catálogo pode-se obter outros tons misturando as cores entre sí. TINTA ACRÍLICA PREMIUM MACTRA é uma tinta acrílica fosca com excelente desempenho. Sua FÓRMULA EVOLUTION oferece ótima cobertura, secagem rápida, fácil aplicação e baixo odor, proporcionando uma pintura

Leia mais

Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações.

Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações. Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações. Tinta permanente para marcar todos os tipos de metais, plásticos,

Leia mais

Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV

Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV 1ª Edição (v1.4) 1 Um projeto de segurança bem feito Até pouco tempo atrás o mercado de CFTV era dividido entre fabricantes de alto custo

Leia mais

Componente B Catalisador AL 1006 Componente B (12256557) - (1,5L)

Componente B Catalisador AL 1006 Componente B (12256557) - (1,5L) WEGNILICA CVE 804 DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Promotor de aderência bicomponente, formulado a partir de resinas vinílicas com excelente aderência sobre metais ferrosos e não ferrosos. RECOMENDAÇÕES DE USO: Indicado

Leia mais

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Visão 2 Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Fernando Fialho *, Rodrigo Proença **, Mariana Proença

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br. Consulta Pública n 15, de 10 de fevereiro de 2015 D.O.U de 11/02/2015

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br. Consulta Pública n 15, de 10 de fevereiro de 2015 D.O.U de 11/02/2015 Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública n 15, de 10 de fevereiro de 2015 D.O.U de 11/02/2015 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso

Leia mais

Instruções de Instalação Pisos Vinílicos

Instruções de Instalação Pisos Vinílicos Instruções de Instalação Pisos Vinílicos LinhadePisosLaminadosemPVC 2,3mmeClick Recomendações e Responsabilidades Os serviços de colocação devem ser repassados a profissionais instaladores de pisos com

Leia mais

Dicas Qualyvinil PROCESSOS DE PINTURA

Dicas Qualyvinil PROCESSOS DE PINTURA Processos de pintura Existem diferentes processos de pintura, mas o segredo para o sucesso e durabilidade do acabamento final, depende invariavelmente da habilidade do profissional e da preparação da superfície.

Leia mais

Kit de Teste GrandTEC

Kit de Teste GrandTEC Kit de Teste GrandTEC Cara Utilizadora, Caro Utilizador, Este Kit de Teste foi criado para que possa experimentar num modelo a aplicação das tiras GrandTEC, confeccionadas em fibra de vidro impregnadas

Leia mais

Evolução Constante MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS PENETRÔMETRO

Evolução Constante MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS PENETRÔMETRO Evolução Constante MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS PENETRÔMETRO ÍNDICE APRESENTAÇÃO...01 1 - PARTES COMPONENTES...02 2 - MEDIDAS DE SEGURANÇA...02 3 - RECOMENDAÇÕES DE USO DO PENETRÔMETRO...03

Leia mais

Hipersensibilidade à substância ativa, ao colofano e/ou a qualquer outros excipientes. Gengivite ulcerosa. Estomatite. Asma brônquica.

Hipersensibilidade à substância ativa, ao colofano e/ou a qualquer outros excipientes. Gengivite ulcerosa. Estomatite. Asma brônquica. RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO DURAPHAT 50 mg/ ml Suspensão Dental 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA 1 ml de suspensão contém 50 mg de Fluoreto de Sódio equivalente

Leia mais

- Propriedades do aço da barra, chumbador ou elemento a ser ancorado

- Propriedades do aço da barra, chumbador ou elemento a ser ancorado Tecfix One Adesivo para ancoragem à base de resina epóxi-acrilato Descrição Tecfix One é um produto bicomponente disposto numa bisnaga com câmaras independentes, projetada para realizar a mistura adequada

Leia mais

VEDAPREN. Densidade: 1,02 g/cm³ Aparência: Preto(a) Composição básica: Emulsão asfáltica modificada com elastômeros. Validade: 24 meses

VEDAPREN. Densidade: 1,02 g/cm³ Aparência: Preto(a) Composição básica: Emulsão asfáltica modificada com elastômeros. Validade: 24 meses Produto VEDAPREN é uma manta líquida, de base asfalto e aplicação a frio, pronta para uso e moldada no local. Cobre a estrutura com uma proteção impermeável. Apresenta ótimas características de elasticidade

Leia mais

Coroas sobre implantes Instruções de processamento

Coroas sobre implantes Instruções de processamento VITA ENAMIC Coroas sobre implantes Instruções de processamento VITA Farbkommunikation VITA Farbkommunikation Versão 07.15 VITA shade, VITA made. VITA ENAMIC Coroas sobre implantes Índice Uma nova classe

Leia mais

VENCENDO OS DESAFIOS DAS ARGAMASSAS PRODUZIDAS EM CENTRAIS DOSADORAS argamassa estabilizada e contrapiso autoadensável

VENCENDO OS DESAFIOS DAS ARGAMASSAS PRODUZIDAS EM CENTRAIS DOSADORAS argamassa estabilizada e contrapiso autoadensável VENCENDO OS DESAFIOS DAS ARGAMASSAS PRODUZIDAS EM CENTRAIS DOSADORAS argamassa estabilizada e contrapiso autoadensável Juliano Moresco Silva Especialista em Tecnologia do Concreto juliano.silva@azulconcretos.com.br

Leia mais

Reconstrução do sorriso em dentes tratados endodonticamente

Reconstrução do sorriso em dentes tratados endodonticamente Reconstrução do sorriso em dentes tratados endodonticamente Este caso apresenta o tratamento a um paciente em que foi utilizada uma associação de pinos de fibra de vidro, de cimento auto-adesivo e de resina

Leia mais

MACTRACOL. Adesivo para chapiscos, argamassas e gesso. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO

MACTRACOL. Adesivo para chapiscos, argamassas e gesso. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO MACTRACOL é um adesivo especial à base de resina sintética compatível com cimento, cal, gesso e isopor (EPS). MACTRACOL proporciona às argamassas alto poder de

Leia mais

MÉTODO EXECUTIVO ME 33

MÉTODO EXECUTIVO ME 33 Objetivo: FOLHA 1 de 8 O objetivo do MÉTODO EXECUTIVO ME 33 é detalhar o Processo Membrana Acrílica Estruturada Impermeável (MAI), de modo a propiciar o treinamento da mão de obra e por conseqüência garantir

Leia mais

Coleta de Cartões de Amostras

Coleta de Cartões de Amostras CARDS Coleta de Cartões de Amostras Os cartões para extração Biopur proporcionam uma coleta simples, confiável e eficiente, garantindo a preservação de ácidos nucleicos a longo prazo. São ideais para o

Leia mais

Medidas de Pontos Isoelétricos sem o Uso de Analisador de Potencial Zeta

Medidas de Pontos Isoelétricos sem o Uso de Analisador de Potencial Zeta Medidas de Pontos Isoelétricos sem o Uso de Analisador de Potencial Zeta Dennis Dinger* Dinger Ceramic Consulting Services, 103 Augusta Rd, C. P. 29631, Clemson - SC, USA *e-mail: dennis@dingerceramics.com

Leia mais

Produto para proteger e dar brilho em superfícies de plástico e borrachas

Produto para proteger e dar brilho em superfícies de plástico e borrachas JohnsonDiversey Solubex 20 Produto para proteger e dar brilho em superfícies de plástico e borrachas Não deixa resíduos nem mela os pneus A formulação balanceada de Solubex 20 permite a aplicação do produto

Leia mais

Experimento. Técnicas de medição de volumes em Laboratório. Prof. Honda Experimento Técnicas de medição de volumes em Laboratório Página 1

Experimento. Técnicas de medição de volumes em Laboratório. Prof. Honda Experimento Técnicas de medição de volumes em Laboratório Página 1 Experimento Técnicas de medição de volumes em Laboratório Objetivo: Conhecer os materiais volumétricos e as técnicas de utilização desses materiais. I. Introdução teórica: Medir volumes de líquidos faz

Leia mais