Operação Urbana Porto Maravilha

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Operação Urbana Porto Maravilha"

Transcrição

1

2

3 Operação Urbana Porto Maravilha

4 AGENDA 1. VISÃO GERAL DO PROJETO PORTO MARAVILHA 2. MODELAGEM FINANCEIRA 1. ARCABOUÇO JURÍDICO 2. ESTUDOS TÉCNICOS 3. MODELAGEM DA PPP 4. RECEITAS X DESPESAS 5. LEILÃO DOS CEPACS 6. ESTÁGIO ATUAL 3. CONCLUSÃO E FECHAMENTO

5 Localização estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Oceano Atlântico Maracanã 5 km Aeroporto Santos Dumont 2 km Corcovad o 7 km Copacabana 8 km Pão de Açúcar 6 km

6 Área com aterro século XX 6 3

7 Área de Especial Interesse Urbanistico

8 Perímetro Porto Maravilha 5 milhões de metros quadrados no Centro da cidade

9 Operação Urbana Modelagem institucional e financeira inovadora, sem aplicação de recursos do tesouro Valorização do Centro da Cidade como local de moradia Novo conceito de mobilidade urbana introdução de novos modais e prioridade ao pedestre Valorização do patrimônio material histórico e cultural

10 Operação Urbana Mudança de uso e aumento do potencial construtivo dos terrenos Cobrança de contribuição para o uso do novo potencial construtivo via Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs) Potencial adicional com cobrança de Cepacs IAT = 1 Livre de cobrança $ arrecadado com Cepacs paga obras e serviços urbanos IAT - Índice de Aproveitamento do Terreno Mais informações sobre Cepacs em

11 Parâmetros Urbanísticos Mais informações sobre Cepacs em

12 Padrões de Sustentabilidade para novas Edificações Parâmetros específicos de afastamento e recuo / ventilação e iluminação natural Economia de consumo e reaproveitamento de água Economia e/ou geração local de energias limpas / telhados verdes Uso de materiais com certificação ambiental Facilitação de acesso e uso de bicicletas

13 Desenvolvimento Socioeconômico Jardim Suspenso do Valongo Projeto Agricultura é Cultura Prêmio Porto Maravilha Cultural Igreja São Francisco da Prainha Pedra do Sal Diálogo com a população Ações de apoio ao micro e pequeno empresário Apoio a programas de Habitação Geração de empregos Educação para a cidadania Formação profissional

14 Evolução das obras Igreja de São Francisco da Prainha Inauguração 2015

15 Equipamentos públicos prontos Filhos Centro de Cultural Talma José Bonifácio Parque Machado de Assis

16 Evolução das obras Centro Cultural José Bonifácio

17 Evolução das obras Galpões da Gamboa

18 Evolução das obras Galpões da Gamboa

19 Requalificação Urbana via PPP Obras 66 km de redes de drenagem 85 km de redes de esgotos 120 km de redes de água Plantio de árvores Novas vias exclusivas para pedestres 17 Km de ciclovias Execução de m² de calçadas Serviços Conservação e Manutenção de infraestruturas, ruas, praças e áreas verdes Iluminação pública e semaforização Limpeza urbana e coleta de lixo domiciliar Operação do tráfego

20 Veículo Leve sobre Trilhos 28 km de trilhos 6 linhas - operação em 2016 Integra metrô, trem, barcas, teleférico, ônibus, rodoviária e aeroporto

21 Veículo Leve sobre Trilhos

22 Evolução das obras VLT chegada do primeiro trem

23 Evolução das obras VLT chegada do primeiro trem

24 Evolução das obras VLT trilhos na Praça Mauá

25 Mobilidade Urbana

26 Túneis em construção Túnel Túnel da Via Expressa (2 Galerias) Túnel Rio 450 Nina Rabha (da Saúde) Extensão metros metros (pronto) 80 metros (pronto) VCA Cut and Cover Túneis Poços Prolongamento Expressa Túnel Nina Rabha Túnel Rio 450 Túnel da Via Expressa Prolongamento da Expressa

27 Ganhos Ambientais Aumento da área verde de 2,5 para 10% da Região Portuária Redução da poluição sonora e da emissão de gases Aumento das áreas para pedestres Redução da poluição no Canal do Mangue e Baia de Guanabara Eliminação de pontos de alagamento Maior segurança para pedestres e ciclistas

28 Nova Orla Conde

29 MODELAGEM FINANCEIRA

30 Arcabouço Jurídico Lei nº / Estatuto das Cidades Lei nº / Lei Federal de PPP Lei nº 6404/76 Lei das S/A ICVM 400, 401 e 472 LC 101, 102 e 105/2009 Direito de preempção desapropriação Benefícios Fiscais e Edilícios LC n. 143 / 2014 LC n. 125 / 2013 LEI MUNICIPAL n / 2012 LEI MUNICIPAL n / 2009

31 Quadras com aplicação de CEPACs

32 SITUAÇÃO FUNDIÁRIA União (SPU) Docas

33 Propriedade dos Terrenos (área plana) %, 100% = 1,2 MM m 2 Município Estado 6% 6% 25% Privado União 63%

34 MODELAGEM PPP POR QUÊ PPP? ALAVANCAGEM DO PRIVADO A MANUTENÇÃO É REALIZADA POR QUEM CONSTRUIU CRONOGRAMA BEM DEFINIDO CONTRATAÇÃO GLOBAL MÉTODO DE AVALIAÇÃO BEM DEFINIDO TIPO: CONCESSÃO ADMINISTRATIVA VALOR: 7,6 BILHÕES ESCOPO: SERVIÇOS E OBRAS NA A.E.I.U DO PORTO MARAVILHA PRAZO: 15 ANOS GARANTIA: CEPACS

35 RECEITA X DESPESAS RECEITAS DESPESAS CEPACS - R$ 3,5 BILHÕES PPP - R$ 7,6 Bi TERRENOS (APROX.) - 0,5 MILHÕES 3% PH - R$ 105,2 milhões 5% CDURP - R$ 174,5 milhões Custos reembolsáveis - R$ 500 mil 0,38% Agente Fiscalizador - R$ 13,3 milhões

36 LEILÃO DOS CEPACS Foi criado Fundo de Investimento Imobiliário Região do Porto com os ativos da CDURP, que é a única cotista do Fundo; Decisão de fazer Leilão de lote único transferindo o risco do mercado imobiliário e garantindo todos os recursos da Operação Porto Maravilha; Dia 13 de junho de 2011 foi realizado leilão dos Cepacs que teve como vencedor o Fundo Imobiliário Porto Maravilha (FIIPM) gerido pela Caixa e recursos do FGTS.

37 Modelagem Financeira FGTS Cepacs Imóveis Cepacs e Imóveis R$ 3,5 BI Retorno do Investimento Cepacs e Imóveis FII Região do Porto Maravilha Obrigações PPP (obras e serviços) Demais despesas da Operação (R$ 400 MM) Poder Concedente Concessionária Porto Novo FII Porto Maravilha Ganhos com valorização imobiliária Contraprestação PPP (R$ 7,6 BI) Mercado Imobiliário Mercado Imobiliário

38 DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO

39 Desenvolvimento Imobiliário Confira informações sobre cada empreendimento em

40 ESTÁGIO DAS OBRAS

41 Evolução das obras Perimetral 2013

42 Evolução das obras Remoção da Perimetral 2014

43 Evolução das obras #RioSemPerimetral Praça Mauá

44 Evolução das obras #RioSemPerimetral Praça Mauá

45 Evolução das obras #RioSemPerimetral Praça Mauá

46 Evolução das obras #RioSemPerimetral Praça Mauá

47 Teleférico da Providência Serviço gratuito Estações Central do Brasil, Américo Brum e Gamboa 16 gôndolas; 721 metros percorridos em 5 minutos Clínica da Família na Estação Gamboa: 10 mil moradores atendidos

48 Museu do Amanhã

49 Museu do Amanhã

50 Museu do Amanhã

51 Evolução das obras #RioSemPerimetral Praça Mauá

52 Evolução das obras Perimetral 2013

53 Evolução das obras #RioSemPerimetral

54 Evolução das obras #RioSemPerimetral

55 Via Binário do Porto Inaugurada em 2 de novembro de 2013

56 Via Binário do Porto Túnel Nina Rhaba

57 Túnel Rio450 Inaugurado em 1º de março, aniversário da Cidade do Rio de Janeiro

58 Evolução das obras VLT trilhos na Praça Mauá

59 Evolução das obras VLT trilhos na Praça Mauá

60 Evolução das obras Palacete Dom João VI

61 Evolução das obras Palacete Dom João VI reaberto em 2013 como parte do complexo do MAR

62 Evolução das obras Avenida Barão de Tefé

63 Evolução das obras Avenida Barão de Tefé Cais do Valongo

64 Nova Orla Conde Rodrigues Alves

65 Nova Orla Conde Contorno do 1º Distrito Naval

66 Nova Orla Conde Contorno do 1º Distrito Naval

67 Nova Orla Conde Contorno do 1º Distrito Naval

68 Nova Orla Conde Contorno do 1º Distrito Naval

69 Nova Frente Marítima Praça em frente à Candelária

70 Nova Orla Conde Praça XV Largo da Misericórdia

71 Transformar é Preciso! Jorge Arraes Secretário Especial de Concessões e Parcerias Público Privadas - SECPAR Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

72

Localização Estratégica

Localização Estratégica PORTO MARAVILHA Localização Estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Oceano Atlântico Maracanã 5 km Aeroporto Santos Dumont 2 km Corcovado 7 km Copacabana 8 km Pão de Açúcar 6 km Perímetro Porto

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha

Operação Urbana Porto Maravilha Operação Urbana Porto Maravilha versão janeiro de 2016 Localização estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Oceano Atlântico Maracanã 5 km Aeroporto Santos Dumont 2 km Corcovad o 7 km Copacabana

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Gustavo Guerrante 30 de novembro de 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças PORTO MARAVILHA Permanências e Mudanças MOMENTO ESPECIAL CV Rio + 20 Copa das Confederações 450 Anos da Cidade & Copa América Jogos Olímpicos de 2016 2011 2012 2013 2014 2015 2016 LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA

Leia mais

Localização Estratégica

Localização Estratégica Porto Maravilha Localização Estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Aeroporto Santos Dumont Oceano Atlântico 2 km Maracanã 5 km Pão de Açúcar Corcovado 7 km 6 km Copacabana 8 km Perímetro Porto

Leia mais

Projeto Porto Maravilha

Projeto Porto Maravilha Projeto Porto Maravilha www.portomaravilhario.com.br LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Características da região: Delimitação: Bairros completos (Santo Cristo, Gamboa e Saúde)

Leia mais

A Função da PPP na Operação Urbana Porto Maravilha Jorge Arraes Presidente da CDURP

A Função da PPP na Operação Urbana Porto Maravilha Jorge Arraes Presidente da CDURP A Função da PPP na Operação Urbana Porto Maravilha Jorge Arraes Presidente da CDURP RIO: MOMENTO ÚNICO Rio + 20 450 Anos da Cidade do Rio de Janeiro 2012 2013 2014 2015 2016 Taxa de ocupação de imóveis

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha: Transformações Urbanas, Sustentabilidade e Inclusão Socioprodutiva

Operação Urbana Porto Maravilha: Transformações Urbanas, Sustentabilidade e Inclusão Socioprodutiva Operação Urbana Porto Maravilha: Transformações Urbanas, Sustentabilidade e Inclusão Socioprodutiva Rio de Janeiro, Setembro de 2012 RIO: MOMENTO ÚNICO Rio + 20 450 Anos da Cidade do Rio de Janeiro 2012

Leia mais

OUC Região Porto do Rio de Janeiro

OUC Região Porto do Rio de Janeiro OUC Região Porto do Rio de Janeiro Seminário Construção Sustentável Propostas de Diálogo e de Ação para a Sustentabilicade Salvador - Outubro/2011 Objetivo da Operação Urbana Consorciada O Porto Maravilha

Leia mais

Localização estratégica

Localização estratégica Porto Maravilha Localização estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Oceano Atlântico Maracanã 5 km Aeroporto Santos Dumont 2 km Corcovad o 7 km Copacabana 8 km Pão de Açúcar 6 km 1850 - Área

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha Permanências e Mudanças Alberto Silva Cdurp

Operação Urbana Porto Maravilha Permanências e Mudanças Alberto Silva Cdurp Operação Urbana Porto Maravilha Permanências e Mudanças Alberto Silva Cdurp Rio de Janeiro, outubro, 2012 RIO: MOMENTO ÚNICO Rio + 20 450 Anos da Cidade do Rio de Janeiro 2012 2013 2014 2015 2016 LOCALIZAÇÃO

Leia mais

Projeto Porto Maravilha www.portomaravilhario.com.br

Projeto Porto Maravilha www.portomaravilhario.com.br Projeto Porto Maravilha www.portomaravilhario.com.br LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Características da região: Delimitação: Bairros completos (Santo Cristo, Gamboa e Saúde)

Leia mais

P O R T O M A R A V I L H A

P O R T O M A R A V I L H A P O R T O M A R A V I L H A P O R T O M A R A V I L H A Porto do Rio Zona Portuária Hoje Da fundação aos dias de hoje Oficialmente, o Porto do Rio de Janeiro foi inaugurado em 1910, o que impulsionou o

Leia mais

VISITA À FÁBRICA DO VLT CARIOCA TAUBATÉ - SP

VISITA À FÁBRICA DO VLT CARIOCA TAUBATÉ - SP VISITA À FÁBRICA DO VLT CARIOCA TAUBATÉ - SP Modalidade PPP Patrocinada Duração do contrato 25 anos Consórcio VLT Carioca CCR Invepar OTP RioPar RATP Benito Roggio Transporte Sociedad Anónima - BRT 2 O

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Rio Metropolitano. Jorge Arraes. 09 de julho 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Rio Metropolitano. Jorge Arraes. 09 de julho 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Rio Metropolitano Jorge Arraes 09 de julho 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

CIDADES VOLTAM-SE PARA SUAS ÁREAS PORTUÁRIAS

CIDADES VOLTAM-SE PARA SUAS ÁREAS PORTUÁRIAS CIDADES VOLTAM-SE PARA SUAS ÁREAS PORTUÁRIAS Nas últimas décadas, metrópoles do mundo inteiro têm despertado para o novo paradigma do desenvolvimento sustentável, no qual a nova fronteira é a ocupação

Leia mais

Projeto Porto Maravilha PORTO MARAVILHA 0

Projeto Porto Maravilha PORTO MARAVILHA 0 Projeto Porto Maravilha PORTO MARAVILHA 0 Caracterização Visão para o Porto do Rio Obras Fase 1 Fase 2 Cronograma PORTO MARAVILHA 1 AMPLA ÁREA COM APROX. 5 MILHÕES DE M²... Características da região: Delimitação:

Leia mais

Soluções urbanas inovadoras e financiamento de Smart Cities. São Paulo, 23 setembro 2014

Soluções urbanas inovadoras e financiamento de Smart Cities. São Paulo, 23 setembro 2014 Soluções urbanas inovadoras e financiamento de Smart Cities São Paulo, 23 setembro 2014 1 Índice 1. Fatores habilitantes da Cidade Inteligente 2. Modelos de financiamento da Cidade Inteligente 2 1. Fatores

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha Reurbanização e Desenvolvimento Socioeconômico

Operação Urbana Porto Maravilha Reurbanização e Desenvolvimento Socioeconômico Operação Urbana Porto Maravilha Reurbanização e Desenvolvimento Socioeconômico São Paulo, Setembro de 2013 Alberto Silva CDURP Quebra de Paradigmas Modelagem financeira inovadora, sem aplicação de recurso

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha Reurbanização e Desenvolvimento Socioeconômico

Operação Urbana Porto Maravilha Reurbanização e Desenvolvimento Socioeconômico Operação Urbana Porto Maravilha Reurbanização e Desenvolvimento Socioeconômico São Paulo, Setembro de 2013 Alberto Silva CDURP Quebra de Paradigmas Modelagem financeira inovadora, sem aplicação de recurso

Leia mais

OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Instrumentos de viabilização de projetos urbanos integrados

OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Instrumentos de viabilização de projetos urbanos integrados OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Instrumentos de viabilização de projetos urbanos integrados DEAP/SNAPU/MCIDADES Maio/2015 Contexto brasileiro Necessidade de obras públicas para requalificação e reabilitação

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha

Operação Urbana Porto Maravilha Operação Urbana Porto Maravilha Formatação Jurídica Formatação Jurídica - Estatuto das Cidades: Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001 Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece

Leia mais

RT GIDUR/RJ Nº 002/2013 Rio de Janeiro, 15 de Fevereiro de 2013. Região do Porto do Rio de Janeiro

RT GIDUR/RJ Nº 002/2013 Rio de Janeiro, 15 de Fevereiro de 2013. Região do Porto do Rio de Janeiro RT GIDUR/RJ Nº 002/2013 Rio de Janeiro, 15 de Fevereiro de 2013 Operação Urbana Consorciada da Região do Porto do Rio de Janeiro Coordenadora da operação: Período: CDURP Companhia de desenvolvimento Urbano

Leia mais

CDURP. Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Janeiro - Março / 2011

CDURP. Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Janeiro - Março / 2011 Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro Relatório Trimestral de Atividades Sumário Executivo Período Janeiro - Março / 2011 Este relatório apresenta os principais resultados

Leia mais

Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho

Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), da Companhia de Engenharia

Leia mais

TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31

TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31 TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31 QUEM SOMOS Empresa pública, vinculada ao gabinete do Prefeito; Criada em agosto de 2011 para coordenar os projetos da Prefeitura

Leia mais

Seminário Valor Econômico

Seminário Valor Econômico Seminário Valor Econômico Porto Maravilha: Benefícios e Oportunidades Painel 2: O potencial lucrativo da renovação urbana Porto Maravilha: o Novo Destino do Rio COPACABANA IPANEMA PÃO DE AÇÚCAR BOTAFOGO

Leia mais

Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho

Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho Prefeitura interdita Av. Rodrigues Alves para remoção de trecho da Perimetral a partir do dia 26 de julho A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), da Companhia de Engenharia

Leia mais

Região Portuária ganha galerias pluviais 11 vezes maiores Rua Camerino será fechada para implantação de novo sistema de drenagem

Região Portuária ganha galerias pluviais 11 vezes maiores Rua Camerino será fechada para implantação de novo sistema de drenagem Região Portuária ganha galerias pluviais 11 vezes maiores Rua Camerino será fechada para implantação de novo sistema de drenagem A nova etapa das obras do Porto Maravilha vai ampliar a capacidade de escoamento

Leia mais

Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU

Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU Dinâmica do Licenciamento Evolução da Área Licenciada 1980-2011 5,3 mil Evolução da Área

Leia mais

VLT do Rio. VLT DO RIO Julho de 2011. VLT do Rio

VLT do Rio. VLT DO RIO Julho de 2011. VLT do Rio VLT DO RIO Julho de 2011 VLT do Rio IMPLANTAÇÃO FASEAMENTO Rodoviária Novo Rio 1 Vila de Mídia Cordeiro da Graça Equador Novo Rio 2 Pereira Reis Santo Cristo Pedro Pça. Santo Hernesto Cristo Cidade do

Leia mais

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como

Leia mais

CDURP. Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Outubro - Dezembro / 2010

CDURP. Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Outubro - Dezembro / 2010 Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro Relatório Trimestral de Atividades Sumário Executivo Período Outubro - Dezembro / 2010 Este relatório apresenta os principais resultados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL BOQUEIRÃO 18/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no dia

Leia mais

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade)

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) IDEIA FORÇA Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) DETALHAMENTO: Mobilidade humana (trabalhador precisa respeito); Melhorar a qualidade e quantidade de transporte coletivo (Lei da oferta

Leia mais

Cidade de São Paulo. 3ª CLÍNICA INTEGRADA ENTRE USO DO SOLO E TRANSPORTES Rio, out/2011

Cidade de São Paulo. 3ª CLÍNICA INTEGRADA ENTRE USO DO SOLO E TRANSPORTES Rio, out/2011 Cidade de São Paulo 3ª CLÍNICA INTEGRADA ENTRE USO DO SOLO E TRANSPORTES Rio, out/2011 LOCALIZAÇÃO POPULAÇÃO (Censo 2010) RMSP...19.683.975 habitantes Município de São Paulo...11.253.563 habitantes Estatuto

Leia mais

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado SP-URBANISMO Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado Setembro 2011 Perímetro da Nova Luz Sala São Paulo Parque da Luz Praça Princesa Isabel Largo do Arouche Igreja de Santa Ifigênia Praça da República

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA

GRUPO DE TRABALHO DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA DESENVOLVIMENTO DE LAY-OUT DE PROPOSTA ALTERNATIVA PARA O SISTEMA G DE TRANSPORTE PÚBLICO MULTIMODAL PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE VITÓRIA GRUPO DE TRABALHO DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA

Leia mais

SUFUG Superintendência Nacional do FGTS CAIXA Agente Operador do FGTS

SUFUG Superintendência Nacional do FGTS CAIXA Agente Operador do FGTS SUFUG Superintendência Nacional do FGTS CAIXA Agente Operador do FGTS FGTS Criação e Gestão O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, criado pela Lei nº 5.107, de 13 de setembro de 1966, atualmente

Leia mais

10 de abril de 2012 Prefeitura de Belo Horizonte Secretaria Municipal de Desenvolvimento

10 de abril de 2012 Prefeitura de Belo Horizonte Secretaria Municipal de Desenvolvimento Ações Públicas pela Cidadania e pelo Desenvolvimento Econômico 10 de abril de 2012 Contexto - Belo Horizonte MINAS GERAIS População :19,6 MM PIB: R$ 287 Bilhões IDH: 0,828 RMBH População :4,9 MM PIB: R$

Leia mais

CDURP. Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Janeiro - Março / 2011

CDURP. Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Janeiro - Março / 2011 Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro Relatório Trimestral de Atividades Sumário Executivo Período Janeiro - Março / 2011 Este relatório apresenta os principais resultados

Leia mais

CDURP. Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do. Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Julho - Setembro / 2010

CDURP. Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do. Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Julho - Setembro / 2010 Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro Relatório Trimestral de Atividades Período Julho - Setembro / 2010 Sumário Executivo Este relatório apresenta um resumo do trabalho

Leia mais

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras nº 342 outubro 2014 Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras Odebrecht 70 anos: projetos que contribuem para melhorar as opções de mobilidade urbana das comunidades Odebrecht Infraestrutura Brasil

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA. OPERAÇÃO URBANA CONSORCIADA LINHA VERDE - Setembro. 2012 -

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA. OPERAÇÃO URBANA CONSORCIADA LINHA VERDE - Setembro. 2012 - PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA OPERAÇÃO URBANA CONSORCIADA LINHA VERDE - Setembro. 2012 - OPERAÇÃO URBANA CONSORCIADA - LINHA VERDE - Lei de criação : Lei Municipal n.º 13.919 de 19 de dezembro de 2011

Leia mais

Projeto Nova Luz Visão e Diretrizes Urbanísticas

Projeto Nova Luz Visão e Diretrizes Urbanísticas SP-URBANISMO Projeto Nova Luz Visão e Diretrizes Urbanísticas Novembro 2010 ANTECEDENTES Determinação da Administração desde 2005 de transformar e desenvolver a área Ações multisetoriais: saúde, social,

Leia mais

TRANSFORMANDO O RIO Conselho de Arquitetura e Urbanismo

TRANSFORMANDO O RIO Conselho de Arquitetura e Urbanismo TRANSFORMANDO O RIO Conselho de Arquitetura e Urbanismo Quem somos Empresa pública, vinculada ao gabinete do Prefeito; Coordena os projetos da Prefeitura do Rio para os Jogos de 2016; Responsável pela

Leia mais

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO Governo Federal libera R$ 1,63 bilhão para implantação do BRT Transbrasil e do VLT do Centro A presidenta Dilma

Leia mais

CDURP Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Abril - Junho / 2011

CDURP Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro. Relatório Trimestral de Atividades. Período Abril - Junho / 2011 CDURP Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro Relatório Trimestral de Atividades Sumário Executivo Período Abril - Junho / 2011 O período entre 1 de Abril e 30 de Junho

Leia mais

Apartamentos, Casas e Terrenos.

Apartamentos, Casas e Terrenos. A Urbanização que de planejamento e sustentabilidade. A Riviera de São Lourenço é uma referência mundial em desenvolvimento urbano sustentável. Seu Sistema de Gestão Ambiental, certificado pela norma ISO

Leia mais

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO CDURP

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO CDURP Relatório Trimestral de Atividades Período Julho - Setembro / 2010 Sumário Executivo Este relatório apresenta um resumo do

Leia mais

Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana

Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana PAC 2 SÃO PAULO R$ 241,5 bilhões R$ milhões Eixo 2011-2014 Pós 2014 TOTAL Transportes 55.427 2.169 57.596 Energia 57.578 77.936 135.513 Cidade Melhor

Leia mais

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos Rio de cara nova Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos por Ernesto Neves 01 de Agosto de 2011 Fonte: Revista Veja Rio Cidade do Rock O terreno de 250 mil metros quadrados

Leia mais

INSTRUMENTO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA

INSTRUMENTO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA INSTRUMENTO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA LOCALIZAÇÃO E CONTEXTO Jundiaí Campinas Rio de Janeiro Sorocaba Guarulhos OUC AB Congonhas CPTM E METRÔ: REDE EXISTENTE E PLANEJADA OUC AB SISTEMA VIÁRIO ESTRUTURAL

Leia mais

Prefeitura anuncia plano de escavação dos túneis da Via Binário do Porto

Prefeitura anuncia plano de escavação dos túneis da Via Binário do Porto Prefeitura anuncia plano de escavação dos túneis da Via Binário do Porto A Prefeitura, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp), da CET-Rio e da Concessionária

Leia mais

Inovação & Sustentabilidade

Inovação & Sustentabilidade Inovação & Sustentabilidade Realização Apoio EcoFloripa Ecossistema de Empreendedorismo e Inovação de Florianópolis 600 EBTs R$ 150 M Eventos Negócios em C&T R$ 7 M ISS 014 +0% R$ 10 M Moradia/ construçã

Leia mais

PORTO MARAVILHA CULTURA E INDÚSTRIA CRIATIVA

PORTO MARAVILHA CULTURA E INDÚSTRIA CRIATIVA PORTO MARAVILHA CULTURA E INDÚSTRIA CRIATIVA ALBERTO SILVA AGOSTO 2014 Quebra de Paradigmas Modelagem financeira inovadora, sem aplicação de recurso público Valorização do patrimônio histórico e cultural

Leia mais

GERÊNCIA DO SUBTERRÂNEO

GERÊNCIA DO SUBTERRÂNEO GERÊNCIA DO SUBTERRÂNEO 4.578 Câmaras Transformadoras 10.200 Transformadores 2.590 Protetores Network 35 Subestações 27 Sistemas Reticulados 227 Alimentadores do Reticulado 673 Alimentadores 3.200 Km Rede

Leia mais

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba Curitiba SÃO PAULO População: 1.828.092 hab. Taxa de crescimento pop. 2000-2009: 1,71% 2008-2009:

Leia mais

Porto Maravilha. Out/2013

Porto Maravilha. Out/2013 Porto Maravilha Out/2013 O Projeto Porto Maravilha Operação Urbana Consorciada A Operação Urbana Consorciada do Porto do Rio de Janeiro é o maior projeto de revitalização urbana do mundo na atualidade

Leia mais

Comunidades Planejadas Dr. Luiz Augusto Pereira de Almeida 20/09/2013

Comunidades Planejadas Dr. Luiz Augusto Pereira de Almeida 20/09/2013 Comunidades Planejadas Dr. Luiz Augusto Pereira de Almeida 20/09/2013 Comunidades Planejadas Fatores de sucesso Localização Uma só companhia conduzindo o empreendimento Fator visionário o homem e seu sonho

Leia mais

Porque é assim que a vida deve ser.

Porque é assim que a vida deve ser. A Urbanização que de planejamento e sustentabilidade. A Riviera de São Lourenço é uma referência mundial em desenvolvimento urbano sustentável. Seu Sistema de Gestão Ambiental, certificado pela norma ISO

Leia mais

PORTO MARAVILHA. O Rio descoberto. Amanhã sustentável P 3 Pedaladas no Centro P 7. Rio sobre trilhos P6 Fábrica de Espetáculos P 8.

PORTO MARAVILHA. O Rio descoberto. Amanhã sustentável P 3 Pedaladas no Centro P 7. Rio sobre trilhos P6 Fábrica de Espetáculos P 8. Maio 2014 nº 14 PORTO MARAVILHA O Rio descoberto Amanhã sustentável P 3 Pedaladas no Centro P 7 P 4 e 5 Rio sobre trilhos P6 Fábrica de Espetáculos P 8 Editorial O Rio se descobre Quem circula pela Região

Leia mais

GERALDO ALCKMIN 18/10/2011

GERALDO ALCKMIN 18/10/2011 GERALDO ALCKMIN 18/10/2011 AÇÕES E PROJETOS HABITAÇÃO - 150 mil novas moradias nos próximos quatro anos, para atender a famílias que ganham até 5 salários mínimos, triplicando a produção de moradias no

Leia mais

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE OLIMPÍADAS 2016 RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE 1 Principais intervenções previstas para as Olimpíadas: A Infraestrutura urbana Porto Maravilha Projeto de revitalização

Leia mais

GERAL. Porto Olímpico

GERAL. Porto Olímpico Porto Olímpico projeto O Porto Maravilha e o Porto Olímpico N Porto Olímpico aprox. 145.000m2 de área Porto Maravilha aprox. 5.000.000m2 de área aprox. 100.000m2 aprox. 45.000m2 Porquê o Porto? Porquê

Leia mais

ü Contribuir para equacionar os problemas ambientais, urbanís4cos e sociais ü Devido ao crescimento populacional nas áreas dos fundos de vale, os 83

ü Contribuir para equacionar os problemas ambientais, urbanís4cos e sociais ü Devido ao crescimento populacional nas áreas dos fundos de vale, os 83 CONDEITO E JUSTIFICATIVA DO PUAMA ü Contribuir para equacionar os problemas ambientais, urbanís4cos e sociais que afetam a cidade de Goiânia, resultantes da ocupação desordenada do espaço urbano, em especial

Leia mais

ANEXO I. Termo de Referência Restaurante e Café

ANEXO I. Termo de Referência Restaurante e Café ANEXO I Termo de Referência Restaurante e Café INTRODUÇÃO O Museu do Amanhã será um ambiente de experiências, um Museu de ciências diferente. As ciências aplicadas serão usadas para provocar no usuário

Leia mais

SEMINARIO 10 ANOS DA LEI DE PPP

SEMINARIO 10 ANOS DA LEI DE PPP SEMINARIO 10 ANOS DA LEI DE PPP Manifestações de Interesse da Iniciativa Privada (MIP) A experiência de São Paulo Companhia Paulista de Parcerias CPP Secretaria da Fazenda Salvador - Setembro/2014 Visão

Leia mais

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas São Paulo 2022 Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas Cidade Democrática, participativa e descentralizada Transformando São Paulo pela mudança

Leia mais

Perfil CAIXA 70,2. 65 Mil. 97,9 Empregados 5.564. Milhões de clientes. Anos de existência. Pontos de Atendimento

Perfil CAIXA 70,2. 65 Mil. 97,9 Empregados 5.564. Milhões de clientes. Anos de existência. Pontos de Atendimento Perfil CAIXA 152 Anos de existência 70,2 Milhões de clientes 65 Mil Pontos de Atendimento 5.564 Presente em todos os municípios brasileiros Mil 97,9 Empregados Eixos de Trabalho BANCO COMERCIAL PENHOR

Leia mais

Condomínios & Associações: principais diferenças

Condomínios & Associações: principais diferenças Condomínios & Associações: principais diferenças Por Mariangela Iamondi Machado CNPJ Despersonalizado Condomínio Associação de Proprietários em Loteamentos CNPJ idêntico a de empresas Não pode adquirir

Leia mais

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 Frota antiga e tecnologia obsoleta; Serviço irregular de vans operando em todo o DF 850 veículos; Ausência de integração entre os modos e serviços; Dispersão das linhas;

Leia mais

Trânsito no Centro muda a partir de 1º de março

Trânsito no Centro muda a partir de 1º de março Trânsito no Centro muda a partir de 1º de março A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-Rio), da Companhia

Leia mais

Parcerias Público-Privadas

Parcerias Público-Privadas Parcerias Público-Privadas PPP no Governo Federal Projetos Treinamento e Produtos PAC Mobilidade Grandes Cidades João Paulo de Resende Diretor Unidade PPP/Concessões Ministério do Planejamento Abril/2013

Leia mais

Ações Locais para a Sustentabilidade Programa Biocidade

Ações Locais para a Sustentabilidade Programa Biocidade Ações Locais para a Sustentabilidade Programa Biocidade REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA CURITIBA - DADOS GEOGRÁFICOS Área - 432,17 km2 Relevo - Levemente ondulado Extensão Norte Sul - 35 km Extensão Leste-Oeste

Leia mais

E CONFLITOS. Painel: Habitação Popular e Mercados Informais (Regularização Fundiária) / Outros Temas de Interesse Geral

E CONFLITOS. Painel: Habitação Popular e Mercados Informais (Regularização Fundiária) / Outros Temas de Interesse Geral REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA NA CIDADE DE PIRACICABA - SP: AÇÕES A E CONFLITOS Painel: Habitação Popular e Mercados Informais (Regularização Fundiária) / Outros Temas de Interesse Geral Engª Civil Silvia Maria

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução Este material surge como resultado do acompanhamento das apresentações do Plano de Mobilidade

Leia mais

AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PROPOSTAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO PARA O NOVO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PROPOSTAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO PARA O NOVO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PROPOSTAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO PARA O NOVO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Marcia Heloisa P. S. Buccolo, consultora jurídica de Edgard Leite Advogados

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DA FISCALIZAÇÃO DO ÓRGÃO / ENTIDADE FISCALIZADA. Município/UF: Fortaleza / CE

1. APRESENTAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DA FISCALIZAÇÃO DO ÓRGÃO / ENTIDADE FISCALIZADA. Município/UF: Fortaleza / CE 1. APRESENTAÇÃO IDENTIFICAÇÃO Município/UF: Fortaleza / CE DA FISCALIZAÇÃO Objeto da fiscalização: Veículo leve sobre trilhos (VLT)Parangaba/ Mucuripe Tipo de obra: Mobilidade Urbana Período abrangido

Leia mais

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE PLANO ESTRATÉGICO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO 2009/2012 e 2013/2016 DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE Reduzir a emissão de gases do efeito estufa em 16% até 2016 (em relação ao inventário de 2005); Conservar

Leia mais

Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade

Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade Visão: Ser considerada a melhor cidade-sede da Copa 2014 quanto a participação popular e promoção de ações de desenvolvimento econômico, social e ambiental,

Leia mais

Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro Relatório Trimestral de Atividades

Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro Relatório Trimestral de Atividades CDURP Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro Relatório Trimestral de Atividades Período: Janeiro, Fevereiro e Março de 2014 Sumário A Companhia de Desenvolvimento Urbano

Leia mais

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA 1 CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA Secretaria de Fazenda Prefeitura de Sorocaba A Cidade 2 No próximo ano de 2014 Sorocaba completará 360 anos de sua fundação; A história

Leia mais

Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante o seminário do projeto em Recife.

Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante o seminário do projeto em Recife. Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante o seminário do projeto em Recife. Data: dia 29 de abril de 2009 Local: sede da ONG Etapas no Recife PROGRAMA REABILITAÇÃO

Leia mais

ANO Área de Concessão

ANO Área de Concessão 1 ANO 1850 Área de Concessão ANOS 1902/1906 Área de Concessão ANO 2015 Área de Concessão Área da Concessão Reestruturação Local Ampliação, articulação e requalificação de espaços públicos da região Melhoria

Leia mais

DESMISTIFICANDO AS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS

DESMISTIFICANDO AS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS DESMISTIFICANDO AS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS UMA IMPORTANTE ALTERNATIVA PARA O AVANÇO DA INFRAESTRUTURA BRASILEIRA Daniel R. Figueiredo Especialista em Estruturação de Projetos de PPP e Concessões 26/08/2015

Leia mais

Programa Paraisópolis

Programa Paraisópolis Programa Paraisópolis Identificação das Comunidades Cemitério Getsemani Jd. Colombo Paraisópolis Porto Seguro Cemitério do Morumbi Colégio Visconde de Porto Seguro Programa Paraisópolis Caracterização

Leia mais

AlphaVille Urbanismo. Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos. Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo

AlphaVille Urbanismo. Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos. Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo AlphaVille Urbanismo Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo História A história de um conceito de bem viver 1974 2008 História A história de um

Leia mais

Porto Maravilha. Primeira fase da operação urbana lança padrão de excelência e devolve à cidade marcos históricos. Jardim Suspenso do Valongo

Porto Maravilha. Primeira fase da operação urbana lança padrão de excelência e devolve à cidade marcos históricos. Jardim Suspenso do Valongo Junho 2012 n o 8 Porto Maravilha PORTO OLÍMPICO Conheça o novo residencial da região NOVA GERAÇÃO Por dentro do Amanhã desenvolvimento Maratona de negócios movimenta R$ 5 milhões em três horas GUIA CULTURAL

Leia mais

POLÍTICA URBANA E DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE RUA

POLÍTICA URBANA E DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE RUA POLÍTICA URBANA E DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE RUA Seminário GVcev: Polos Varejistas de Rua: Oportunidades para o varejo e a revitalização das cidades Fernando de Mello Franco 11 novembro 2014 DOMINGO, 09

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. PROGRAMA : ADMINISTRAÇÃO GERAL OBJETIVO : Manter as atividades administrativas e operacionais dos órgãos para melhoria da prestação de serviços ao público Valores (R$ 1,00) 2006 11.700,000 Manutenção das

Leia mais

Governo Estadual RS 509

Governo Estadual RS 509 1 - RODOVIAS / TRAVESSIA URBANA Governo Federal BR 158, BR 287 e BR 392 Governo Estadual RS 509 Governo Municipal Av. Helvio Basso 2 - MOBILIDADE URBANA Plano Diretor de Mobilidade Urbana TR está pronto.

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável Viajeo Plus City Showcase in Latin America Plano de Mobilidade Urbana Sustentável Nívea Oppermann Peixoto, Ms Diretora de Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil EMBARQ Brasil auxilia governos e empresas

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012 Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH Marcelo Cintra do Amaral 20 de novembro de 2012 Roteiro da apresentação: Contexto do PlanMob-BH: prognóstico, caráter de plano diretor, etapas

Leia mais

As Parcerias Público-Privadas no Município de Fortaleza

As Parcerias Público-Privadas no Município de Fortaleza As Parcerias Público-Privadas no Município de Fortaleza Em 03 de julho de 2013, através da Resolução 1/2013 do Conselho Gestor de Parceria Público-Privada, foram definidos como prioritários, para execução

Leia mais

Check List Básico Onde construir seu próximo Data Center" Condições Essênciais

Check List Básico Onde construir seu próximo Data Center Condições Essênciais Check List Básico Onde construir seu próximo Data Center" Condições Essênciais PRINCIPAIS LIGAÇÕES - ACESSO Principais vias de acesso: Rodovias Anhanguera, Bandeirantes, Dom Pedro, Campinas Mogi Mirim

Leia mais

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PROJETOS

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PROJETOS CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PROJETOS Lúcia Maria Mendonça Santos Marcos Daniel Souza dos Santos Paula Coelho da Nóbrega Departamento de Mobilidade Urbana Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana

Leia mais

Habitação no Porto Maravilha. Alberto Silva Presidente da CDURP ADEMII Agosto, 2014

Habitação no Porto Maravilha. Alberto Silva Presidente da CDURP ADEMII Agosto, 2014 Habitação no Porto Maravilha Alberto Silva Presidente da CDURP ADEMII Agosto, 2014 Projetos Licenciados na AEIU até jun/2014 (com consumo de CEPAC) Estoque de Potencial Adicional Construtivo (em m²) Estoque

Leia mais

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE PLANO ESTRATÉGICO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO 2009/2012 e 2013/2016 DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE Reduzir a emissão de gases do efeito estufa em 16% até 2016 (em relação ao inventário de 2005); Conservar

Leia mais

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Belo Horizonte. Setembro/2013

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Belo Horizonte. Setembro/2013 CodeP1 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidadesede: Belo Horizonte Setembro/2013 Belo Horizonte: Distribuição dos Investimentos por Tema e Fonte de s CodeP2 Referência Set/13, Distribuição dos

Leia mais