Edição especial: Retrospectiva da TV paga no Brasil em maio de Ano XIII

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Edição especial: Retrospectiva da TV paga no Brasil em 2008. maio de 2009 - Ano XIII"

Transcrição

1 Edição especial: Retrospectiva da TV paga no Brasil em 2008 n ú m e r o 147 maio de Ano XIII

2 número Maio de Ano XIII Rua Sergipe, 401/Conj Higienópolis São Paulo (SP) Brasil Fone/Fax: (do Exterior) e 0xx Diretor executivo Otavio Jardanovski Gerente executiva Claudia Tornelli Zegaib Gerente comercial João Soares de Carvalho Assistente de pesquisa Luciana Kochen Apresentação Como de hábito, a PTS publica nesta edição uma retrospectiva do ano que passou, com os principais números de TV por assinatura no Brasil. Além da evolução dos assinantes, da extensão da rede de cabos e do número de domicílios cabeados, o relatório deste mês apresenta três possíveis cenários para a TV paga, com a projeção do número de assinantes por tecnologia até o ano de A estimativa é baseada no histórico de crescimento da TV paga e na evolução do número de domicílios de maior renda no País (Brasil em Foco 2001 a 2009 da TARGET). Esta edição mostra também as razões que motivam e desmotivam o assinante a ter TV paga, além da intenção em relação ao serviço nos próximos meses. Os resultados são comparados com a pesquisa anterior. Sumário Principais números de 2008 Projeções Pesquisa Este relatório é de responsabilidade da PTS Pesquisas de Mercado Ltda. A duplicação, publicação, cessão ou reprodução de qualquer dos dados constantes neste estudo, sem expressa anuência da empresa, estarão sujeitas às penas da lei.

3 principais números de Pay-TV - total de domicílios assinantes Porcentagem de assinantes por tecnologia % 5,8% 5,9% 6,2% 6,4% 6,4% 6,3% 6,3% 6,3% % 33,1% 32,9% 33,3% 32,9% 33,3% 33,3% 33,2% 32,3% Assinantes % 40% ,1% 20% 61,2% 60,6% 60,7% 60,2% 60,4% 60,6% 61,5% mar-07 jun-07 set-07 dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08 0% mar-07 jun-07 set-07 dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08 Cabo Banda Ku MMDS Homes passed e extensão de rede Banda larga e voz - total de assinantes Domicílios cabeados mar-07 jun-07 set-07 dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08 Homes passed (em mil) Extensão de rede Km de rede mar-07 jun-07 set-07 dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08 banda larga voz Mantendo a tendência dos últimos três anos, o setor de TV por assinatura no Brasil continuou a apresentar crescimento expressivo em O ano passado registra também um importante marco do setor: o número de domicílios assinantes ultrapassou a barreira dos 6 milhões. Enquanto o market share de tecnologia pouco se alterou, a banda larga e principalmente o serviço de voz oferecido pelas operadoras apresentaram altas taxas de expansão.

4 principais números de Concorrência entre operadoras Operadoras de DTH com até 120 mil assinantes DTHi - Você TV Nossa TV dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08 Operadoras de DTH com mais de 120 mil assinantes Sky Telefonica TV Digital dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08

5 principais números de Concorrência entre grandes grupos Afiliadas NET Brasil X Associadas NEO TV (cabo e MMDS) dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08 Associadas Neo TV Afiliadas Net Brasil Durante o ano de 2008, podemos afirmar que não ocorreram grandes mudanças na divisão dos grandes grupos da TV por assinatura no Brasil, com as operadoras afiliadas a Net Brasil ficando com mais de 80% do mercado. No caso das empresas de satélite, apesar de a Sky praticamente não apresentar crescimento no ano, as outras operadoras ainda não ameaçam sua posição de liderança.

6 principais números de Distribuição dos canais por gênero Político 2% Agribusiness 2% Informativo 2% Educativo e Profissionalizante 1% Serviço Local 2% PPV 2% Infantil 2% Business 2% Animação Adulta Esotérico Educativo Meteorológico Notícias Televendas Filmes 11% Variedades 9% Lifestyle 3% Interativo 3% Jornalístico 3% Erótico 8% Infanto - Juvenil 4% Séries e Filmes 4% Religioso 4% Documentário 5% Esportes 6% Música 7% Étnico 7% Guia 8% A distribuição dos gêneros de canais continua mostrando grande segmentação na programação da TV paga no Brasil. Os canais de Filmes são a maioria, com cerca de 10% entre os estilos veiculados na TV paga em Os de variedades ocupam 9% desse cenário; eróticos e guias de programação, 8%. Canais de esportes, étnicos, de música e documentários estão na faixa entre 5% e 7%. Vale registrar que a distribuição percentual dos gêneros de canais é consolidada a partir do total de canais que é efetivamente veiculado na TV paga brasileira.

7 projeções 07 Domicílios classes A, B e C Evolução no Brasil C B2 B1 A2 A1 Fonte: Brasil em Foco 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008 e TARGET Critério de Classificação Brasil Classe Salário mínimo: R$ 465,00 renda Média Familiar (em salários mínimos) A1 52 A2 31 B1 19 B2 11 C 6 D 3 E 1 O gráfico mostra claramente, a partir de 2004, a expansão constante da classe C no Brasil. Os números de 2009 não serão diferentes e, segundo o estudo Brasil em Foco realizado anualmente pela TARGET, o número de lares A e B deverá permanecer praticamente constante no ano que vem. Para a TV por assinatura brasileira permanece o desafio, portanto, de oferecer um produto atraente para quem ganha em torno de seis salários mínimos.

8 projeções 08 Total de assinante por tecnologia - Cenário Pessimista Número de assinantes (em mil) Cabo MMDS Satélite O cenário pessimista, agora um pouco mais provável com a crise econômica mundial, estima retração da atividade econômica no Brasil nos próximos anos com a consequente queda na taxa de crescimento da TV por assinatura. Por outro lado, esta mesma crise deverá inibir ou retardar novos investimentos em rede e tecnologia, adiando a entrada de novas plataformas que concorreriam com o modelo atual de distribuir TV paga. Neste cenário, a PTS projeta apenas cerca de 7,6 milhões de assinantes em 2014.

9 projeções 09 Total de assinante por tecnologia - Cenário Base Número de assinantes (em mil) Cabo MMDS Satélite Considerando o cenário com maior probabilidade de ocorrência, a PTS estima que a TV por assinatura brasileira alcançará 11,3 milhões de domicílios em Este quadro prevê uma recuperação da economia mundial (ainda que modesta) já em 2010, com o reaquecimento do emprego e da renda em nosso país. O impulso do setor motivado pela banda larga e a telefonia oferecida pelas operadoras deverá perder força nos próximos dois anos, mas continuará sendo importante para manter a taxa de desconexão (desistência) do serviço relativamente baixa.

10 projeções 10 Total de assinante por tecnologia - Cenário Otimista Número de assinantes (em mil) Cabo MMDS Satélite O cenário otimista prevê o crescimento do PIB brasileiro acima de 5% ao ano já em 2010, e a indústria de TV paga no Brasil atingirá quase 13 milhões de lares em Além de forte crescimento econômico (com crescimento do emprego e renda), este cenário estima que as outras plataformas de consumo de vídeo doméstico não ameaçarão o modelo atual das operadoras.

11 projeções 11 Faturamento anual Em milhões de reais Pessimista Base Otimista Diferentemente das projeções dos anos anteriores, o gráfico acima mostra a estimativa da PTS para o faturamento da TV paga brasileira considerando uma inflação anual em torno de 4%. No quadro otimista, portanto, a indústria teria receita bruta total em torno de R$ 22,3 bilhões enquanto que a situação mais pessimista levaria o setor para um faturamento de apenas R$ 13,1 bilhões em Vale notar que estes números não incluem a receita de publicidade, e sim apenas as taxas de adesão e mensalidades.

12 projeções 12 Market share - Assinantes de TV paga Sky 27,2% TVA 2,9% Telefonica 7,5% Big TV 1,7% Oi TV 1,2% Outros 6,6% TV Cidade 1,2% RCA Company 0,8% Acom 0,8% Mais TV 0,6% Adelphia 0,6% BR Telecom Esc 90 CTBC DTHi Adatel 0,3% Sky 28,8% Telefonica 8,5% TVA 3,9% Oi TV 1,8% Outras 5,6% Via Embratel 1,0% TV Cidade 1,0% Acom 0,6% RCA Company DTI Adatel 0,3% CTBC 0,3% Adelphia 0,2% ESC 90 0,3% Net Serviços 48,8% Outras operadoras 4,3% Net Serviços 52,5% Outras operadoras 2,8% Considerando o cenário base, a PTS projeta no quadro acima o market share por multioperadora da TV paga em Como nos anos anteriores, as operações de cabo (e agora também de fibra ótica) deverão ganhar mercado sobre as outras tecnologias, já que podem oferecer todos os serviços (convergência) em uma única plataforma. Sem uma mudança importante no setor, a PTS acredita que a Net Serviços sozinha terá mais da metade do mercado em 2014.

13 pesquisa 13 O que motiva mais e menos a ter TV por assinatura em 2009 O que mais motiva - (1ª opção de resposta) Assistir aos programas no idioma original Poder assistir aos programas de outros países A programação dos canais de TV paga Qualidade da imagem Variedades de canais 0% 10% 20% 30% Base dos gráficos: entrevistas.

14 pesquisa 14 O que motiva mais e menos a ter TV por assinatura em 2009 O que menos motiva (1ª opção de resposta) Atendimento da operadora Período que o serviço fica fora do ar Repetição de comerciais sobre a programação dos canais O preço da assinatura Repetição de filmes, séries e programas 0% 10% 20% 30% Base dos gráficos: entrevistas.

15 pesquisa 15 Intenção em relação ao serviço de TV paga nos próximos 6 meses 80% 70% 68% 71% 60% 50% % 30% 20% 10% 9% 8% 3% 3% 8% 8% 4% 4% 7% 5% 0% Permanecer com a operadora e o mesmo pacote de canais Permanecer com a operadora e trocar pacote por outro com mais canais Permanecer com a operadora e trocar pacote por outro com menos canais Pretende trocar de operadora Pretende cancelar o serviço NS/Nop Base dos gráficos: entrevistas; entrevistas. Fonte: PTS/IBOPE Variedades de canais, qualidade da imagem e a programação são os três motivos mais citados pelos assinantes de TV como as razões para se ter o serviço. Repetições de filmes, séries e programas, preço da assinatura, repetição e comerciais sobre a programação dos canais são os pontos que desmotivam o assinante em relação à TV paga. Comparados às pesquisas anteriores, os aspectos positivos e negativos mais mencionados se repetem no estudo atual. O gráfico sobre a intenção do assinante em relação à TV paga mostra que a maioria pretende manter a operadora e o pacote de canais contratado, mesma posição dos entrevistados em 2007.

16 número Maio de Ano XIII Rua Sergipe, 401/Conj Higienópolis São Paulo (SP) Brasil Fone/Fax: (do Exterior) e 0xx

Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney

Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney Considerações Futuras Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa apresentação, relativas às perspectivas de negócios da Companhia, projeções

Leia mais

Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor. - Serviço de TV por Assinatura -

Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor. - Serviço de TV por Assinatura - Agência Nacional de Telecomunicações Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor - Serviço de TV por Assinatura - Ara Apkar Minassian Superintendente

Leia mais

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006 7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa 21 e 22 de agosto de 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados

Leia mais

Tendências e cenários para a infra-estrutura de telecomunicações. ões. Seminário: O futuro das (tele)comunicações no Brasil

Tendências e cenários para a infra-estrutura de telecomunicações. ões. Seminário: O futuro das (tele)comunicações no Brasil Tendências e cenários para a infra-estrutura de telecomunicações ões Seminário: O futuro das (tele)comunicações no Brasil em homenagem a Sérgio S Motta (1940 1998) S. Paulo, 3 de junho de 2008 Juarez Quadros

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Incentivar, desenvolver, regulamentar e promover o uso dos meios interativos;

Incentivar, desenvolver, regulamentar e promover o uso dos meios interativos; Missão do IAB Brasil Incentivar, desenvolver, regulamentar e promover o uso dos meios interativos; Criar normas e padrões para o planejamento, criação, compra, venda, veiculação e mensuração de mensagens

Leia mais

Número de operações: 93

Número de operações: 93 APIMEC Maio de 2010 PRESENÇA GEOGRÁFICA 2 Número de operações: 93 Principais cidades São Paulo Rio de Janeiro Belo Horizonte Recife Brasília Manaus Curitiba Florianópolis Porto Alegre Guarulhos Ponta Grossa

Leia mais

Algar Telecom. Abril de 2013

Algar Telecom. Abril de 2013 Algar Telecom Abril de 2013 Algar Telecom Portfólio diversificado e complementar. Soluções em Telecom e Tecnologia de Processos de negócios Foco na qualidade de atendimento e relacionamento com seus clientes.

Leia mais

Número 03 São Paulo, 15 de julho de 2013. Operadora: Indicadores econômico-financeiros

Número 03 São Paulo, 15 de julho de 2013. Operadora: Indicadores econômico-financeiros Número 03 São Paulo, 15 de julho de 2013 Operadora: Indicadores econômico-financeiros 1. Desempenho Operacional A Claro encerrou 2012 com 65,2 milhões de celulares no país, variação de 8% em relação a

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho de 2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Destaques do Trimestre 2 Lançamento recente do Net Fone.com, produto que combina os serviços de telefonia, acesso rápido à internet e melhoria de imagem,

Leia mais

3 CONTEXTO DO ESTUDO DE CASO

3 CONTEXTO DO ESTUDO DE CASO 27 3 CONTEXTO DO ESTUDO DE CASO Este capítulo apresenta o setor de telecomunicações no Brasil e o mercado de banda larga residencial. 3.1 O setor de telecomunicações no Brasil O setor de telecomunicações

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 1 DESTAQUES DO 2T09 2 Base de Clientes TV a Cabo: 3,5 milhões Base de Clientes Net Vírtua: 2,6 milhões Base de Clientes em Voz: 2,3 milhões ARPU: oportunidade

Leia mais

Lei 12.485/2011. SeAC Serviço de Acesso condicionado. Lei da TV Paga

Lei 12.485/2011. SeAC Serviço de Acesso condicionado. Lei da TV Paga Lei 12.485/2011 SeAC Serviço de Acesso condicionado Lei da TV Paga Segundo a Anatel, o serviço de TV por assinatura atende aproximadamente 54,2 milhões de lares brasileiros e 27,9% das residências do país.

Leia mais

DTHI TRANSPARÊNCIA E FLEXIBILIDADE

DTHI TRANSPARÊNCIA E FLEXIBILIDADE DTHI TRANSPARÊNCIA E FLEXIBILIDADE A REALIDADE Bem-vindo ao mundo do carnê, do consórcio, do SPC... Bem-vindo ao mundo do metrô, do buzão, da lotação, da CBTU, do seminovo zerado... Bem-vindo ao mundo

Leia mais

Conteúdo Audiovisual em tempos de Convergência Tecnológica

Conteúdo Audiovisual em tempos de Convergência Tecnológica Conteúdo Audiovisual em tempos de Convergência Tecnológica Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal ABTA Alexandre Annenberg 23/08/2007 Os marcos regulatórios

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Parecer Analítico sobre Regras Regularórias n.º 14 COGCM/SEAE/MF

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Parecer Analítico sobre Regras Regularórias n.º 14 COGCM/SEAE/MF MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer Analítico sobre Regras Regularórias n.º 14 COGCM/SEAE/MF Brasília, 25 de agosto de 2008. Assunto: Contribuições à Consulta Pública da

Leia mais

Número 04 São Paulo, 07 de outubro de 2013. Operadora:

Número 04 São Paulo, 07 de outubro de 2013. Operadora: Número 04 São Paulo, 07 de outubro de 2013 Operadora: Indicadores operacionais e financeiros 2º trimestre/2013 1. Desempenho Operacional - Claro No 2º trimestre de 2013 (2T13) a Claro teve aumento de 5,6%

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

REGULAMENTO DOS CONTEÚDOS AUDIOVISUAIS ADICIONAIS DE TV POR ASSINATURA

REGULAMENTO DOS CONTEÚDOS AUDIOVISUAIS ADICIONAIS DE TV POR ASSINATURA REGULAMENTO DOS CONTEÚDOS AUDIOVISUAIS ADICIONAIS DE TV POR ASSINATURA Esta Promoção é realizada pela Vivo. A promoção decorre da contratação mensal ou eventual de canais adicionais ( Canais A La Carte

Leia mais

Indicadores SEBRAE-SP

Indicadores SEBRAE-SP Indicadores SEBRAE-SP Pesquisa de Conjuntura (resultados de julho de 2008) setembro/08 1 Principais destaques Em julho/08 as micro e pequenas empresas (MPEs) apresentaram queda de 3% no faturamento real

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 3T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 3T10 Apresentação de resultados Algar Telecom Destaques do Lucro Líquido consolidado de R$ 32,8 milhões, 49,5% maior que o do. Margem de 8,6% no, ante 6,2% no. Algar Telecom inicia oferta de varejo (voz, banda

Leia mais

Desde as primeiras edições do

Desde as primeiras edições do TV POR ASSINATURAanálise Disputa acirrada Segmento é hoje um competidor importante em novos serviços, mas aia há espaço a ocupar. Desde as primeiras edições do Atlas Brasileiro de Telecomunicações o mercado

Leia mais

Avaliação do Marco Regulatório da TV por Assinatura: A Lei nº 12.485/2011 na ANCINE. Rosana dos Santos Alcântara Diretora

Avaliação do Marco Regulatório da TV por Assinatura: A Lei nº 12.485/2011 na ANCINE. Rosana dos Santos Alcântara Diretora Avaliação do Marco Regulatório da TV por Assinatura: A Lei nº 12.485/2011 na ANCINE. Rosana dos Santos Alcântara Diretora ABAR, Agosto de 2013 Agenda Contexto do mercado de TV por Assinatura Panorama econômico

Leia mais

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 SUMÁRIO Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita de

Leia mais

REDUÇÃO DA TAXA DE POUPANÇA E AS EMPRESAS NÃO FINANCEIRAS: 2010-2014

REDUÇÃO DA TAXA DE POUPANÇA E AS EMPRESAS NÃO FINANCEIRAS: 2010-2014 NOTAS CEMEC 01/2015 REDUÇÃO DA TAXA DE POUPANÇA E AS EMPRESAS NÃO FINANCEIRAS: 2010-2014 Carlos A. Rocca Lauro Modesto Santos Jr. Fevereiro de 2015 1 1. Introdução No Estudo Especial CEMEC de novembro

Leia mais

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Indicadores de mercado: total de assinantes por canal e por Estado. Janeiro de 2010 - Ano XIV

Indicadores de mercado: total de assinantes por canal e por Estado. Janeiro de 2010 - Ano XIV de mercado: total de assinantes por canal e por Estado n ú m e r o 155 Janeiro de 2010 - Ano XIV número 155 - Janeiro de 2009 - Ano XIV Rua Sergipe, 401/Conj. 1.111 Higienópolis 01243-001 São Paulo (SP)

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013 Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA Abril 2013 1T13 Estratégia RESIDENCIAL Convergência de serviços com crescimento de Banda Larga e TV Paga MOBILIDADE PESSOAL Crescimento do pós e rentabilização

Leia mais

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Pequenos Negócios no Brasil Pequenos Negócios no Brasil Clique no título para acessar o conteúdo, ou navegue pela apresentação completa Categorias de pequenos negócios no Brasil Micro e pequenas empresas

Leia mais

Grupo América Móvil Atua nacionalmente e atende a mais de 55 milhões de clientes. Está presente em mais de 3.560 municípios com as tecnologias 3GeGSMeélídernaofertadeconteúdoseserviçosinovadores. Grupo

Leia mais

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário Boletim Econômico e do Setor Portuário Junho de 2014 Sumário Indicadores da Economia Nacional... 2 O Produto Interno Bruto PIB no primeiro trimestre de 2014... 2 Os Índices de Inflação... 3 O Mercado de

Leia mais

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco Banda Larga da Análise de mercado 2 o Trimestre/2006 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco da Banda Larga Introdução Você está recebendo a nova edição do Barômetro Cisco da Banda Larga,

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil

MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil Categorias de pequenos negócios no Brasil MPE Indicadores MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Receita bruta anual de até R$ 60 mil MICROEMPRESA Receita bruta

Leia mais

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014.

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014. Resultados 4T13_ Fevereiro, 2014. Destaques do 4T13 e ano de 2013 DESTAQUES Móvel Fixo Operacional Sustentando o crescimento superior em adições de pós-pago resultando em uma maior adoção de dados e crescimento

Leia mais

Missão do IAB Brasil. Desenvolver o Mercado de Comunicação Digital Interativa no Brasil e no mundo

Missão do IAB Brasil. Desenvolver o Mercado de Comunicação Digital Interativa no Brasil e no mundo Missão do IAB Brasil Desenvolver o Mercado de Comunicação Digital Interativa no Brasil e no mundo Internet é de massa! Em 2011 a Internet con/nua sendo a mídia que mais cresce no país. O número de anunciantes

Leia mais

Dificuldade no acesso ao crédito é disseminada na construção

Dificuldade no acesso ao crédito é disseminada na construção SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 5 Número 6 Junho de 2014 www.cni.org.br ISSN 2317-7322 Destaques ANÁLISE ECONÔMICA Falta de crédito dificulta recuperação

Leia mais

APIMEC SP Maio 2006 1

APIMEC SP Maio 2006 1 APIMEC SP Maio 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Indicadores. COMITÊ DE MARKETING Outubro/2007

Indicadores. COMITÊ DE MARKETING Outubro/2007 Indicadores COMITÊ DE MARKETING Outubro/2007 Introdução Comprovando as projeções otimistas da entidade o número de usuários residenciais de internet passou de 20 milhões. Diversos fatores contribuíram

Leia mais

Telefônica e TVA lançam Trio Xtreme em rede de fibra óptica

Telefônica e TVA lançam Trio Xtreme em rede de fibra óptica Telefônica e TVA lançam Trio Xtreme em rede de fibra óptica 26 bairros de São Paulo têm acesso à rede de fibra da Telefônica, tornando possível oferecer pacotes com até 30M de conexão à web e novos serviços

Leia mais

Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios

Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios Audiência Pública Alexandre Annenberg 21/maio/2007 Os marcos regulatórios vigentes para a oferta de serviços de TV por Assinatura são baseados

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

Indicadores de mercado: análise quantitativa da programação de filmes na TV paga. Fevereiro de 2010 - Ano XIV

Indicadores de mercado: análise quantitativa da programação de filmes na TV paga. Fevereiro de 2010 - Ano XIV de mercado: análise quantitativa da programação de filmes na TV paga n ú m e r o 156 Fevereiro de 2010 - Ano XIV número 156 - Fevereiro de 2010 - Ano XIV Rua Sergipe, 401/Conj. 1.111 Higienópolis 01243-001

Leia mais

Presente ruim e futuro econômico desanimador para a construção civil

Presente ruim e futuro econômico desanimador para a construção civil CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO RECONHECIDA NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE EM 16 DE SETEMBRO DE 2010 Estudo técnico Edição nº 17 outubro de 2014 Organização:

Leia mais

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations Apresentação APIMEC Dezembro 2010 AGENDA 03. Mercado Brasileiro de Telecom 06. Oi: Perfil e Estratégia 13. Resultados Operacionais e Financeiros 19. Aliança com a Portugal Telecom Mercado Brasileiro de

Leia mais

VoIP (Voz sobre IP): Trajetória Tecnológica e Perspectivas para o Brasil no cenário de Convergência Tecnológica

VoIP (Voz sobre IP): Trajetória Tecnológica e Perspectivas para o Brasil no cenário de Convergência Tecnológica IV CONGRESSO ACORN-REDECOM POLÍTICAS PÚBLICAS: IMPACTO SOCIOECONÔMICO DAS TICs NAS AMÉRICAS VoIP (Voz sobre IP): Trajetória e Perspectivas para o Brasil no cenário de Convergência Michele Cristina Silva

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Abril de 2015 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial de Março de 2015... 5 3.

Leia mais

Copyright 2015 Country Shop Produções Ltda All Right Reserved

Copyright 2015 Country Shop Produções Ltda All Right Reserved Sede Própria em São Paulo Av. Nações Unidas, 18.801, Cj. 703 - São Paulo - SP Fone: 55 11 3791 6000 / 3596 7000 - www.countryshoptv.com Franquia Rio de Janeiro - RJ Fone: 55 21 2492 3339 / 99982 3310 -

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

Nova Lei da TV Paga estimula concorrência e liberdade de escolha Preços de pacotes devem cair e assinantes terão acesso a programação mais

Nova Lei da TV Paga estimula concorrência e liberdade de escolha Preços de pacotes devem cair e assinantes terão acesso a programação mais Nova Lei da TV Paga estimula concorrência e liberdade de escolha Preços de pacotes devem cair e assinantes terão acesso a programação mais diversificada A Lei 12.485/2011 destrava a concorrência no setor,

Leia mais

Tendências da televisão por assinatura em Santa Catarina 1

Tendências da televisão por assinatura em Santa Catarina 1 Tendências da televisão por assinatura em Santa Catarina 1 Clóvis Reis 2 Fabrícia Durieux Zucco 3 Regina Célia Senna Lima Vargas 4 Universidade Regional de Blumenau (Furb) Resumo Esta pesquisa descreve

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

INDICADORES DE MERCADO

INDICADORES DE MERCADO INDICADORES DE MERCADO SUMÁRIO EXECUTIVO Nessa edição dos Indicadores de Mercado, desenvolvido pelo Comitê de Marketing do IAB Brasil, são apresentados os dados consolidados do primeiro semestre de 2007,

Leia mais

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização Panorama e Perspectivas / Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização 1. Sumário Executivo... 2 2. Seguradoras do grupo de seguros gerais... 2 2.1 Ramos do grupo de seguros gerais...

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

4 A Telefonia Móvel no Brasil

4 A Telefonia Móvel no Brasil 4 A Telefonia Móvel no Brasil 4.1 Breve Histórico da Telefonia Móvel O uso da telefonia móvel teve início no Brasil no final de 1990. Em 30 de dezembro deste ano o Sistema Móvel Celular (SMC) começou a

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 2T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 2T10 Apresentação de resultados Algar Telecom 2T10 Destaques do 2T10 A Algar ficou com a 6 melhor colocação no setor de Telecomunicações e a 1ª no ranking de rentabilidade, conforme publicado pela Revista Exame

Leia mais

ANÁLISE DOS IMPACTOS DA LIBERAÇÃO DE OUTORGAS DE TV A CABO SOBRE O MERCADO DE BANDA LARGA NO BRASIL

ANÁLISE DOS IMPACTOS DA LIBERAÇÃO DE OUTORGAS DE TV A CABO SOBRE O MERCADO DE BANDA LARGA NO BRASIL ANÁLISE DOS IMPACTOS DA LIBERAÇÃO DE OUTORGAS DE TV A CABO SOBRE O MERCADO DE BANDA LARGA NO BRASIL Carlos Baigorri* Thiago Botelho* Alexandre Henriksen** * Especialista em Regulação da Anatel ** Coordenador

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Dezembro de 2012 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais

Câmara dos Deputados

Câmara dos Deputados Substitutivo ao PL 29/07 e apensos Descrição da Proposta Dep. Jorge Bittar Brasília - Maio de 2008 Agenda Premissas do Substitutivo ao PL 29/07 Escopo do Substitutivo Descrição do Substitutivo Propostas

Leia mais

Missão do IAB Brasil. Desenvolver o Mercado de Comunicação Digital Interativa no Brasil e no mundo. 47 Países. 143 associados no Brasil

Missão do IAB Brasil. Desenvolver o Mercado de Comunicação Digital Interativa no Brasil e no mundo. 47 Países. 143 associados no Brasil Missão do IAB Brasil Desenvolver o Mercado de Comunicação Digital Interativa no Brasil e no mundo 47 Países 143 associados no Brasil Internet é de massa! O"Brasil"fechou"o"ano"de"2010"com"os"seguintes"dados"sobre"número"de"pessoas"que"u;lizam"a"internet"

Leia mais

Construção Civil. Identificar as características estruturais do segmento e suas transformações no tempo. Englobam diversos tipos de obras e serviços.

Construção Civil. Identificar as características estruturais do segmento e suas transformações no tempo. Englobam diversos tipos de obras e serviços. Construção Civil Construção Civil Identificar as características estruturais do segmento e suas transformações no tempo. Englobam diversos tipos de obras e serviços. edificações residenciais; edificações

Leia mais

S.CAETANO 4004-8844. jornal de COMO É DURA A VIDA DE QUEM NÃO TEM NET. www.netcombo.com.br. Assine já: 2011 distribuição gratuita

S.CAETANO 4004-8844. jornal de COMO É DURA A VIDA DE QUEM NÃO TEM NET. www.netcombo.com.br. Assine já: 2011 distribuição gratuita jornal de S.CAETANO j s c a e t a n o. c o m. b r edição nº 1530 1534 sexta-feira, 04 04 04 de de de fevereiro março de de 2011 2011 distribuição gratuita COMO É DURA A VIDA DE QUEM NÃO TEM NET. Assine

Leia mais

MERCADO DE TV POR ASSINATURA EVOLUÇÃO DOS ÚLTIMOS ANOS. Fonte: ABTA

MERCADO DE TV POR ASSINATURA EVOLUÇÃO DOS ÚLTIMOS ANOS. Fonte: ABTA MERCADO DE TV POR ASSINATURA EVOLUÇÃO DOS ÚLTIMOS ANOS Fonte: ABTA TV POR ASSINATURA QUEM SÃO AS EMPRESAS QUE OPERAM? Pouco mais de 100 empresas operando Cerca de 90% delas controladas por Empreendedores

Leia mais

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014.

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014. Resultados _ Julho de 2014. Destaques do DESTAQUES OPERACIONAL FINANCEIRO Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Crescimento de Acessos Pós-Pagos

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS DE MERCADO DE CAPITAIS CEMEC RELATÓRIO CEMEC MENSAL DE DESEMPENHO DA POUPANÇA FINANCEIRA. Junho

CENTRO DE ESTUDOS DE MERCADO DE CAPITAIS CEMEC RELATÓRIO CEMEC MENSAL DE DESEMPENHO DA POUPANÇA FINANCEIRA. Junho CENTRO DE ESTUDOS DE MERCADO DE CAPITAIS CEMEC CENTRO DE ESTUDOS DE MERCADO DE CAPITAIS RELATÓRIO CEMEC MENSAL DE DESEMPENHO DA POUPANÇA FINANCEIRA Junho 2011 ÍNDICE 1. Objetivo do Relatório... 3 2. Modelo

Leia mais

REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL

REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL 51º. Painel Telebrasil Ricardo Knoepfelmacher Brasil Telecom Junho /2007 0 REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES Os limites e diferenças atualmente existentes

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Junho de 2013 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 1T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 1T10 Apresentação de resultados Algar Telecom Destaques do Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom Algar Tecnologia, subsidiária integral da Algar Telecom que

Leia mais

Promovendo o Futuro do Brasil Conectado

Promovendo o Futuro do Brasil Conectado Promovendo o Futuro do Brasil Conectado Tá na Mesa - Federasul Porto Alegre, 26 de maio de 2010 SUMÁRIO 1 -Telecomunicações e o desenvolvimento 2 - Expansão dos serviços 3 - Parcerias em política pública

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Fevereiro de 2015 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial de Fevereiro de 2015...

Leia mais

Larga Brasil 2005-2010

Larga Brasil 2005-2010 Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Junho de 2010 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 15 milhões de conexões Elaborado por IDC Copyright 2010 IDC. Reproduction

Leia mais

101/15 30/06/2015. Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

101/15 30/06/2015. Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados 101/15 30/06/2015 Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Junho de 2015 Sumário 1. Perspectivas do CenárioEconômico em 2015... 3 2. Balança Comercial de Março

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Ponto de vista. Metodologia para um índice de confiança. E expectativas das seguradoras no Brasil

Ponto de vista. Metodologia para um índice de confiança. E expectativas das seguradoras no Brasil Ponto de vista 40 Metodologia para um índice de confiança E expectativas das seguradoras no Brasil Francisco Galiza Em 2012, no Brasil, algumas previsões econômicas não fizeram muito sucesso. Por exemplo,

Leia mais

Book de Ofertas Oi TV Aquisição Varejo

Book de Ofertas Oi TV Aquisição Varejo Book de Ofertas Oi TV Aquisição Varejo Setembro 2013 Gerência de Ofertas Oi TV MAIS VANTAGENS DE TER OI TV TV: O pacote de entrada mais completo do mercado com 73 canais pagos sendo 18 canais em HD. Economia:

Leia mais

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Com investimentos de mais de R$ 160 milhões, empresa amplia seu portfólio de serviços São Paulo, 20 de maio de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações

Leia mais

Apresentação institucional CTBC 1T07

Apresentação institucional CTBC 1T07 Apresentação institucional CTBC 1T07 1 Visão geral Empresa integrada de telecomunicações - há mais de 53 anos no mercado de telecom - portfolio completo de serviços - forma de atuação regional (proximidade

Leia mais

Apresentação ao Senado Telefônica Antônio Carlos Valente 23 de maio de 2007

Apresentação ao Senado Telefônica Antônio Carlos Valente 23 de maio de 2007 Apresentação ao Senado Telefônica Antônio Carlos Valente 23 de maio de 2007 Agenda I. Panorama do Setor II. Convergência e Consolidações 2 O mercado de telecomunicações no mundo alcançou 1,3bi de linhas

Leia mais

75,4. 1,95 mulher, PNAD/08) Taxa de analfabetismo (15 anos ou mais em %) 4,4% População urbana 5.066.324

75,4. 1,95 mulher, PNAD/08) Taxa de analfabetismo (15 anos ou mais em %) 4,4% População urbana 5.066.324 SEMINÁRIO ESTRUTURA E PROCESSO DA NEGOCIAÇÃO COLETIVA CONJUNTURA DO SETOR RURAL E MERCADODETRABALHOEMSANTA DE EM CATARINA CONTAG CARACTERÍSTICAS C C S GERAIS CARACTERÍSTICA GERAIS DE SANTA CATARINA Área

Leia mais

A MTV. Assinantes: 12.600.000. Potencial de impactar mais de 40MM pessoas Estimativa Viacom com base em 3.2 pessoas/domicílio. Com base no IBGE CANAIS

A MTV. Assinantes: 12.600.000. Potencial de impactar mais de 40MM pessoas Estimativa Viacom com base em 3.2 pessoas/domicílio. Com base no IBGE CANAIS A MTV Assinantes: 12.600.000 POTENCIAL DE IMPACTO Potencial de impactar mais de 40MM pessoas Estimativa Viacom com base em 3.2 pessoas/domicílio. Com base no IBGE CANAIS NET 88/121 ; HD 525/621 SKY - 86

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Maio/ 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

4 Mercado setor de telecomunicações

4 Mercado setor de telecomunicações 4 Mercado setor de telecomunicações Nesta sessão é apresentada uma pequena visão geral do mercado de telecomunicações no Brasil, com dados históricos dos acontecimentos mais relevantes a este trabalho,

Leia mais

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA 4 de outubro de 2009 O brasileiro Carlos Kirjner, nomeado pelo presidente Barack Obama para o cargo de conselheiro do diretor-geral da Comissão Federal de Comunicações

Leia mais

Qualidade dos Serviços de TV por Assinatura Relatório de Indicadores de Desempenho Operacional 2015 1º Semestre

Qualidade dos Serviços de TV por Assinatura Relatório de Indicadores de Desempenho Operacional 2015 1º Semestre Qualidade dos Serviços de TV por Assinatura Relatório de Indicadores de Desempenho Operacional 2015 1º Semestre Superintendência de Controle de Obrigações -SCO Gerência de Controle de Obrigações de Qualidade

Leia mais

Estudo de Remuneração

Estudo de Remuneração 2012 2013 Estudo de Remuneração Cenário atual e perspectivas para 2013 Uma onda positiva atingiu o mercado de trabalho brasileiro até o início de 2012, que apresentou taxas de desemprego baixíssimas e

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

Como escolher um Satélite para DTH Broadcast Day SSPI 03/05/2011. Antônio Paolino Iannelli Geraldo Cesar de Oliveira

Como escolher um Satélite para DTH Broadcast Day SSPI 03/05/2011. Antônio Paolino Iannelli Geraldo Cesar de Oliveira Broadcast Day SSPI 03/05/2011 Antônio Paolino Iannelli Geraldo Cesar de Oliveira Panorama do Mercado Penetração da TV por Assinatura por classe Termaisopçõesdecanaiséoprincipal motivador... A TV por assinatura

Leia mais

NOTA CEMEC 03/2015 FATORES DA QUEDA DO INVESTIMENTO 2010-2014

NOTA CEMEC 03/2015 FATORES DA QUEDA DO INVESTIMENTO 2010-2014 NOTA CEMEC 03/2015 FATORES DA QUEDA DO INVESTIMENTO 2010-2014 Março 2015 1 NOTA CEMEC 03/2015 SUMÁRIO Os dados de Contas Nacionais atualizados até o terceiro trimestre de 2014 revelam a continuidade da

Leia mais

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010 Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL Outubro de 2010 Aviso Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas

Leia mais

Claro TV Livre. Guia do Lojista AGORA QUE EU QUERO VER! A Parabólica sem mensalidade da Claro TV. www.claro.com.br/clarotvlivre

Claro TV Livre. Guia do Lojista AGORA QUE EU QUERO VER! A Parabólica sem mensalidade da Claro TV. www.claro.com.br/clarotvlivre Claro TV Livre AGORA QUE EU QUERO VER! Guia do Lojista A Parabólica sem mensalidade da Claro TV. www.claro.com.br/clarotvlivre Guia do Lojista - Claro TV Livre 1 - O que é o Claro TV Livre? É a antena

Leia mais

Visão. O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada. do Desenvolvimento. nº 96 29 jul 2011

Visão. O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada. do Desenvolvimento. nº 96 29 jul 2011 Visão do Desenvolvimento nº 96 29 jul 2011 O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada Por Fernando Puga e Gilberto Borça Jr. Economistas da APE BNDES vem auxiliando

Leia mais

Banda Larga Políticas Públicas e Regulação

Banda Larga Políticas Públicas e Regulação Banda Larga Políticas Públicas e Regulação Rogério Santanna dos Santos Brasília, 29 de Setembro de 2009 Mercado Banda Larga - Operadoras Empresas 2007 (x1000) 2008 (x1000) % Crescimento Ano 2007 Telefonica

Leia mais

NET, Claro e Embratel se unem para transformar a oferta de telecomunicações e entretenimento no Brasil

NET, Claro e Embratel se unem para transformar a oferta de telecomunicações e entretenimento no Brasil NET, Claro e Embratel se unem para transformar a oferta de telecomunicações e entretenimento no Brasil Empresas investem na integração das suas redes e lançam a mais completa oferta convergente de serviços

Leia mais

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas 1) Resumo Executivo Descrição dos negócios e da empresa Qual é a ideia de negócio e como a empresa se chamará? Segmento

Leia mais