Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010"

Transcrição

1 Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL Outubro de 2010

2 Aviso Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas da direção da MRV Engenharia ( MRV ou Companhia ). As palavras "antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "estima", "projeta", "objetiva" e similares são declarações prospectivas. Embora acreditemos que essas declarações prospectivas se baseiem em pressupostos razoáveis, essas declarações estão sujeitas a vários riscos e incertezas, e são feitas levando em conta as informações às quais a MRV Engenharia atualmente tem acesso. A MRV Engenharia não se obriga a atualizar esta apresentação mediante novas informações e/ou acontecimentos futuros. A MRV Engenharia não se responsabiliza por operações ou decisões de investimento tomadas com base nas informações contidas nesta apresentação. Esta apresentação não constitui uma oferta, ou convite, ou solicitação para compra de ações ou qualquer outro ativo mobiliário da Companhia. Nem esta apresentação ou qualquer informação aqui contida deve servir de base para qualquer contrato ou compromisso. Os dados de mercado e informações sobre dados competitivos, incluindo projeções de mercado, utilizados nesta apresentação foram obtidos através de pesquisas internas, externas, documentos públicos e dados de mercado. Apesar de não termos nenhuma razão para acreditar que estes dados não sejam confiáveis, a MRV não efetuou procedimentos independentes visando verificar dados competitivos, participação de mercado, tamanho do mercado, crescimento da indústria e do mercado ou qualquer outro dado fornecido por terceiros ou publicações. A MRV não fornece qualquer representação quanto à estes dados estarem corretos. 2

3 SFH (Sistema Financeiro de Habitação) Empregadores FGTS R$ 235 bilhões (dez/09) CEF Infrastructure Recursos FGTS (CEF) De 4% a 8,16% +TR Mutuários Unidades até R$ Depósitos de Poupança nos Bancos R$ 341 bilhões (jun10) 65% 20% 15% Crédito Imobiliário Reservas Legais Recursos Livres SFH 80% 20% Fora do SFH Recursos SBPE Empréstimos a taxas de mercado De 8,5% a 12% +TR A partir de 12%+TR Mutuários Mutuários Unidades de R$ a R$ Unidades a partir de R$ Outros Recursos A partir de 12%+TR Mutuários 3

4 Perspectivas da Economia Brasileira - Déficit Habitacional Déficit de aproximadamente 8 milhões de casas Déficit Habitacional Por faixa de renda Déficit Habitacional Por região > 10 SM 1% < 10 SM 99% Norte e Centro-Oeste 18% Sul 11% Nordeste 34% Sudeste 37% Fonte: Fundação João Pinheiro 4

5 Perspectivas da Economia Brasileira - População por Faixa Etária Idade Idade Idade Homens População Mulheres 0 Homens Populaçao Mulheres 0 Homens População Mulheres 121 milhões 174 milhões 209 milhões Faixa Etária % # mm Faixa Etária % # mm Faixa Etária % # mm Source: IBGE Nota: Estimativas incertas e sujeitas a mudanças. Legenda Força de Trabalho 5

6 O momento da economia brasileira é muito positivo Crescimento PIB Real (% a.a) Boletim Focus Set ,7% 5,7% 5,1% 7,3% 4,3% 2,7% 3,2% 4,0% 4,5% 1,3% 1,1% -0,2% *2011* 7,5% Salário Real 4,5% 5,6% 4,9% 3,9% 6,2% 5,3% 1,5% * 2011* 6

7 O momento da economia brasileira é muito positivo 40% Percentual da população por faixa de renda (Renda atualizada pela IPCA) Faixas de renda Aumento da demanda futura em função do crescimento econômico (milhões de pessoas) 30% 30% 28% 27% % 10% 20% 17% 16% 16% 13% 7% 8% 9% 9% % Até 870 de 870 a de a de a de a Mais de Fonte : Pesquisa do Orçamento Familiar E D C A/B Fonte : Revisa Exame 28/07/2010 Crescimento independente de programa de Governo

8 Perspectivas da Economia Brasileira Taxa Básica de Juros -SELIC Índice de Inflação IPCA 30 20,00% ,00% 12,00% 8,00% 4,00% jul/00 fev/01 set/01 abr/02 nov/02 jun/03 jan/04 ago/04 mar/05 out/05 mai/06 dez/06 jul/07 fev/08 set/08 Taxa Básica de Juros SELIC % (a.a) Inflação % (a.a) abr/09 nov/09 jun/10 jan/11 ago/11 0 0,00% * Fonte: Banco Central e IBGE 8

9 Financiamento Qual será o tamanho do mercado Brasileiro? # de unidades financiadas pelo FGTS + SBPE (Poupança) Participação do Crédito Imobiliário no PIB (%) SBPE FGTS EUA 100, Espanha 60, Chile México Brasil 15,0 11,0 2,9 Fonte : Valor Econômico, Dez/ Fonte: Banco Central do Brasil, Caixa Econômica Federal, e Câmara Brasileira da Indústria da Construção 9

10 Consumo das famílias - Qual será o tamanho do mercado Brasileiro? Despesas de Consumo Faixa MRV Pesquisa do Orçamento Familiar 2008 Outras despesas 11% Vestuário 6% Saúde 7% Alimentação 22% Transporte 17% Habitação 37% O Brasil precisará de 1,2 a 1,5 milhão de novas residências por ano nos próximos 10 anos As famílias de baixa renda cada vez mais gastam com moradia, em função de facilidade de crédito e qualidade dos produtos O Minha Casa Minha Vida somente acelerou essa demanda que já era maior do que a oferta de residências populares 10

11 Minha Casa, Minha Vida ATÉ 3 SALÁRIOS MÍNIMOS Subsídio integral com isenção do seguro Isenção dos custos cartoriais Prestação: mínimo R$50,00 e até 10% da renda, por 10 anos DE 3 A 6 SALÁRIOS MÍNIMOS Comprometimento de até 30% da renda para pagamento da prestação Fundo garantidor (até 36 prestações garantidas) e redução de seguro Redução de 90% nos custos cartoriais para registro de imóveis DE 6 A 10 SALÁRIOS MÍNIMOS Redução de seguro e acesso ao Fundo Garantidor (até 24 prestações garantidas) Redução de 80% dos custos cartoriais para registro de imóveis Recursos do Programa Governamental: R$ 34 bilhões 11

12 Minha Casa, Minha Vida Apartamento de R$ em São Paulo O valor das prestações caíram substancialmente ex. 49% devido ao subsídio do governo, redução das taxas de juros e do seguro mensal. Regiões O Governo Federal paga até R$ 23 mil na entrada do imóvel, de acordo com a região e faixa de renda do trabalhador. # salários mínimos Regiões Metropolitanas de SP, RJ, DF R$ 900,00 Subsídio Redução das Taxas de Juros Redução do Seguro Mensal Cidades com mais de 100 mil hab, capitais e Regiões Metropolitanas Cidades de 50 mil a 100 mil habitantes Parcela Mensal (pré-plano) R$ 461,32 Sudsídio Taxas de Juros Seguro Mensal Parcela Mensal (pós-plano) Financiamento em 240 meses Antes: Salário de R$3.000 Depois: Salário de R$1.540 Subsídio de R$

13 Maior parceira da CEF e Minha Casa Minha Vida ( MCMV ) Liderança no Programa do Governo e bom relacionamento com a Caixa # de unidades (mil) financiadas pela Set/09 30 Out/09 31 Dez/09 26 Fev/10 13 Abr/10 2 Jun/10 6 Set/10 Em análise Assinado 1 milhãode casas 2 2 milhões de casas Status Set Em análise (unidades) % Assinado (unidades) % SM SM % (VGV R$milhões) R$ R$ % Maior eficiência e produtividade da CEF Maior sucesso Fonte : Caixa e MRV * Dados referentes somente ao Programa MCMV 13

14 Programa Minha Casa, Minha Vida 2 Fonte dos fundos do programa habitacional R$ billion Minha Casa, Minha Vida 71,7 Financiamento SBPE 176,0 MCMV 1 MCMV 2 % Renda Familiar Mensal (R$) Número de Unidades até ,2 milhão 60% de até mil 30% de até mil 10% % Valor (R$ Bi) 34,0 71,7 110,90% Unidades (mil) % Meta (Prazo) 2 anos (Dez 2010) 4 anos (Dez 2014) Recursos do Programa do Governo R$ 71,7 bilhões 2 14

15 MRV A maior construtora de baixa renda do Brasil Landbank30/06/2010 por fonte de financiamento SBPE 4% FGTS 96% Lançamentos do 2T10 por Fonte de Recurso de Financiamento Vendas do 2T10 por Fonte de Recurso de Financiamento 85 cidades 14 estados + Distrito Federal FGTS 84% SBPE 16% FGTS 75% SBPE 25% A MRV é a construtora mais preparada para atender à demanda de baixa renda

16 Contatos Leonardo Corrêa Diretor Executivo de Finanças Mônica Simão Diretora Executiva de Relações com Investidores Felipe Gonçalves Gestor Executivo de Relações com Investidores Tel.: (+55 31)

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015 Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Mercado Imobiliário Brasileiro - VGL 2011-7% 2012 13% 2013 R$ 85,6 bilhões R$ 79,7 bilhões R$ 90,4 bilhões

Leia mais

A construção civil no cenário nacional

A construção civil no cenário nacional A construção civil no cenário nacional Índice 1- Potencial do Setor da Construção Civil População Demanda Financiamento e taxa de juros Crescimento econômico 2- Setor de Construção Civil na bolsa de valores

Leia mais

Política governamental e propostas para combate do déficit habitacional As Contribuições da CAIXA

Política governamental e propostas para combate do déficit habitacional As Contribuições da CAIXA Política governamental e propostas para combate do déficit habitacional As Contribuições da CAIXA 1 Conferência Internacional de Crédito Imobiliário do Banco Central do Brasil Experiência Internacional

Leia mais

O papel da CAIXA na viabilização dos Programas Habitacionais

O papel da CAIXA na viabilização dos Programas Habitacionais O papel da CAIXA na viabilização dos Programas Habitacionais AGENDA I NÚMEROS CAIXA III PROGRAMAS DE HABITAÇÃO SOCIAL III.I PMCMV, Operações Coletivas, Crédito Solidário, PAR Valores Contratados 2003 A

Leia mais

a) Buscar informações no site da Caixa Econômica Federal, http://www.caixa.gov.br/, ou

a) Buscar informações no site da Caixa Econômica Federal, http://www.caixa.gov.br/, ou CASA PRÓPRIA DO SERVIDOR O Governo do Estado do Goiás, em convênio com a Caixa Econômica Federal, disponibiliza aos seus servidores civis e militares, ativos e inativos, bem como aos pensionistas, linhas

Leia mais

CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POLÍTICA HABITACIONAL

CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POLÍTICA HABITACIONAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POLÍTICA HABITACIONAL. O déficit habitacional brasileiro é da ordem de 7 milhões de unidades. A demanda por crescimento demográfico do número de famílias é da ordem de 700 MIL unidades

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA MINHA CASA MINHA VIDA SINDUSCON, 24/05/2009

PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA MINHA CASA MINHA VIDA SINDUSCON, 24/05/2009 PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA MINHA CASA MINHA VIDA SINDUSCON, 24/05/2009 OBJETIVO DO PROGRAMA Subsidiar a aquisição de IMÓVEL NOVO para os segmentos populacionais de menor renda Política Social

Leia mais

Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015. José Aguiar Superintendente Abecip

Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015. José Aguiar Superintendente Abecip Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015 José Aguiar Superintendente Abecip São Paulo, 29 de Outubro de 2014 AGENDA: Overview Pilares do crescimento Crédito imobiliário: situação atual E o funding?

Leia mais

Crédito Imobiliário: Ação Governamental no Brasil

Crédito Imobiliário: Ação Governamental no Brasil Crédito Imobiliário: Ação Governamental no Brasil Secretaria Nacional de Habitação Ministério das Cidades II Conferência Internacional de Crédito Imobiliário Fortaleza 17 de março de 2010 CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

Sustentabilidade do Crédito Imobiliário Algumas contribuições do Governo Federal e da CAIXA

Sustentabilidade do Crédito Imobiliário Algumas contribuições do Governo Federal e da CAIXA 2 a Conferência Internacional de Crédito Imobiliário Sustentabilidade do Crédito Imobiliário Algumas contribuições do Governo Federal e da CAIXA Fortaleza, Março/2010 Modelo Stop and Go EVOLUÇÃO DE FINANCIAMENTOS

Leia mais

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda Claudia Magalhães Eloy Rio de Janeiro, setembro de 2015 IUHF, UNIAPRAVI Financiamento Habitacional no Brasil

Leia mais

Abertura e Destaques 4T09 e 2009

Abertura e Destaques 4T09 e 2009 25 de Março de 2010 Abertura e Destaques 4T09 e 2009 Comentário de Abertura CEO Ricardo Valadares Gontijo Breve Histórico IPO Mercado em 2009: Programa Minha Casa, Minha Vida Estratégia Crescimento da

Leia mais

Brazil and Latin America Economic Outlook

Brazil and Latin America Economic Outlook Brazil and Latin America Economic Outlook Minister Paulo Bernardo Washington, 13 de maio de 2009 Apresentação Impactos da Crise Econômica Situação Econômica Brasileira Ações Contra-Cíclicas Previsões para

Leia mais

27.03.12. Paulo Safady Simão Presidente da CBIC

27.03.12. Paulo Safady Simão Presidente da CBIC 27.03.12 Paulo Safady Simão Presidente da CBIC REPRESENTANTE NACIONAL E INTERNACIONAL DAS ENTIDADES EMPRESARIAIS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E DO MERCADO IMOBILIÁRIO SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E CÂMARAS 62

Leia mais

Construção Civil, Habitação e Programa Minha Casa Minha Vida

Construção Civil, Habitação e Programa Minha Casa Minha Vida Construção Civil, Habitação e Programa Minha Casa Minha Vida Ministro Paulo Bernardo Brasília - DF, outubro de 2009 Sumário 1. Situação recente do setor da construção civil 2. Medidas já adotadas pelo

Leia mais

MERCADO IMOBILIÁRIO PARA ONDE CAMINHA A DEMANDA?

MERCADO IMOBILIÁRIO PARA ONDE CAMINHA A DEMANDA? MERCADO IMOBILIÁRIO PARA ONDE CAMINHA A DEMANDA? CII Comissão da Indústria Imobiliária José da Silva Aguiar Superintendente Técnico da ABECIP Data: 23/maio/2014 Pauta 1) Financiamento Imobiliário SBPE

Leia mais

O CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL

O CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL O CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL 1 O CRÉDITO EM OUTROS PAÍSES PAÍS TOTAL Crédito Privado / PIB Crédito Imobiliário / PIB Outros Créditos / PIB EUA 160% 68% 92% INGLATERRA 110% 75% 35% ALEMANHA 105% 45%

Leia mais

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda Claudia Magalhães Eloy Rio de Janeiro, setembro de 2015 IUHF, UNIAPRAVI Financiamento Habitacional no Brasil

Leia mais

Cenário econômico-político do Brasil: momento atual e perspectivas

Cenário econômico-político do Brasil: momento atual e perspectivas Simpósio UNIMED 2015 Cenário econômico-político do Brasil: momento atual e perspectivas Mansueto Almeida 28 de agosto de 2015 Indústria: o que aconteceu? Produção Física da Indústria de Transformação 2002-

Leia mais

POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO

POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO A IMPORTÂNCIA DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA Outubro / 2014 POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO Histórico recente da evolução do crédito à moradia Impactos dos investimentos

Leia mais

A Expansão da Construção Civil e os Efeitos da Crise Internacional

A Expansão da Construção Civil e os Efeitos da Crise Internacional A Expansão da Construção Civil e os Efeitos da Crise Internacional Gráfico 1 Produção da construção civil e PIB Variações anuais % 1 8 6 4 2-2 -4 1999 2 21 22 23 24 25 26 27 28 Construção civil PIB A indústria

Leia mais

Matemática Financeira. Aula 03 Taxa Real de Juros

Matemática Financeira. Aula 03 Taxa Real de Juros Matemática Financeira Aula 03 Taxa Real de Juros Inflação É o fenômeno conhecido como o aumento persistente dos preços de bens e serviços Fatores: Escassez de produtos, déficit orçamentário, emissão descontrolada

Leia mais

MCMV 3 REUNIÃO COM EMPRESÁRIOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL 10/09/2015

MCMV 3 REUNIÃO COM EMPRESÁRIOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL 10/09/2015 MCMV 3 REUNIÃO COM EMPRESÁRIOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL 10/09/2015 1 SITUAÇÃO ATUAL MCMV RURAL 1. Orçamento encaminhado ao Congresso para 2016 assegura: Continuidade das obras que permitirá ao Governo entregar

Leia mais

Apresentação dos Resultados de 2T07. 15 de agosto de 2007

Apresentação dos Resultados de 2T07. 15 de agosto de 2007 Apresentação dos Resultados de 2T07 15 de agosto de 2007 1 Equipe da Cyrela Brazil Realty Diretor Presidente Elie Horn Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Luis Largman Diretor de Controle

Leia mais

Produtos Bancários CAIXA

Produtos Bancários CAIXA Produtos Bancários CAIXA Item 1- Programa Minha Casa Minha Vida Programa do Governo Federal, lançado em abril de 2009. Gerido pelo Ministério das Cidades e operacionalizado pela CAIXA. Produtos Bancários

Leia mais

FGTS 45 ANOS DE DESENVOLVIMENTO O BRASIL E PROMOVENDO A CIDADANIA

FGTS 45 ANOS DE DESENVOLVIMENTO O BRASIL E PROMOVENDO A CIDADANIA FGTS 45 ANOS DE DESENVOLVIMENTO O BRASIL E PROMOVENDO A CIDADANIA Inês Magalhães Secretária Nacional de Habitação Ministério das Cidades Brasília, 24 de novembro de 2011 Política Nacional de Habitação

Leia mais

CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável. ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia

CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável. ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia 1 DE 28 1 Crédito Imobiliário no Brasil Crescimento contínuo e sustentável nos últimos anos, aumento

Leia mais

1 milhão de casas. Crédito, emprego, benefícios e esperança para os brasileiros.

1 milhão de casas. Crédito, emprego, benefícios e esperança para os brasileiros. 1 milhão de casas Crédito, emprego, benefícios e esperança para os brasileiros. Implementação do Plano Nacional de Habitação, construindo 1 milhão de moradias Aumento do acesso das famílias de baixa renda

Leia mais

Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007

Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007 Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POUPANÇA Av. Brigadeiro Faria Lima 1.485 13º Andar São Paulo CEP

Leia mais

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário Boletim Econômico e do Setor Portuário Junho de 2014 Sumário Indicadores da Economia Nacional... 2 O Produto Interno Bruto PIB no primeiro trimestre de 2014... 2 Os Índices de Inflação... 3 O Mercado de

Leia mais

APRESENTAÇÃO NO INSTITUTO DO VAREJO

APRESENTAÇÃO NO INSTITUTO DO VAREJO APRESENTAÇÃO NO INSTITUTO DO VAREJO 18 de Agosto de 2006 Demian Fiocca Presidente do BNDES www.bndes.gov.br 1 BRASIL: NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO Um novo ciclo de desenvolvimento teve início em 2004.

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2009

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2009 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2009 Desafios do Programa Habitacional Minha Casa Minha Vida Profa. Dra. Sílvia Maria Schor O déficit habitacional brasileiro é

Leia mais

A Força do Grande ABC no Mercado Imobiliário de São Paulo. Flavio Amary Vice-Presidente do Secovi-SP

A Força do Grande ABC no Mercado Imobiliário de São Paulo. Flavio Amary Vice-Presidente do Secovi-SP A Força do Grande ABC no Mercado Imobiliário de São Paulo Flavio Amary Vice-Presidente do Secovi-SP Momento Econômico Atual Indicadores Econômicos Taxa de Desemprego (média) Medo Desemprego 11,5% 97,50

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Soluções para a construção da casa própria. Soluções para clientes de todas as faixas de renda

Soluções para a construção da casa própria. Soluções para clientes de todas as faixas de renda Soluções para aquisição da casa própria Soluções para a construção da casa própria Soluções para a reforma ou ampliação da casa própria Soluções para clientes de todas as faixas de renda Redução de juros

Leia mais

Classificação da Informação: Uso Irrestrito

Classificação da Informação: Uso Irrestrito Cenário Econômico Qual caminho escolheremos? Cenário Econômico 2015 Estamos no caminho correto? Estamos no caminho correto? Qual é nossa visão sobre a economia? Estrutura da economia sinaliza baixa capacidade

Leia mais

A SITUAÇÃO ECONÔMICA E AS PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE FINANCIAMENTO HABITACIONAL

A SITUAÇÃO ECONÔMICA E AS PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE FINANCIAMENTO HABITACIONAL A SITUAÇÃO ECONÔMICA E AS PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE FINANCIAMENTO HABITACIONAL SITUAÇÃO ECONÔMICA Em que pé nós estamos? Maturidade e crescimento Início da crise Bolha imobiliária Copa do Mundo Eleição

Leia mais

Ministério da Fazenda. Conferência Internacional de Crédito Imobiliário Salvador - Bahia

Ministério da Fazenda. Conferência Internacional de Crédito Imobiliário Salvador - Bahia Conferência Internacional de Crédito Imobiliário Salvador - Bahia Novembro 2007 1 Política Governamental e Propostas para Combate do Déficit Habitacional Crédito Imobiliário: Desenvolvendo Mecanismos de

Leia mais

Balanço do Tesouro Direto - Fevereiro 2013

Balanço do Tesouro Direto - Fevereiro 2013 Balanço do Tesouro Direto - Fevereiro 2013 1. Vendas e Resgates Em fevereiro, o montante financeiro vendido no Tesouro Direto foi de R$ 236,1 hões, valor 63% inferior ao mês anterior e 18% menor que o

Leia mais

Julho/2010. Diretoria de Empréstimos e Financiamentos

Julho/2010. Diretoria de Empréstimos e Financiamentos Crédito Imobiliário Julho/2010 Agenda 1. Números do Mercado e BB 2. Aquisição PF - SFH 3. Financiamento à Produção PJ 4. Programa Minha Casa, Minha Vida - PMCMV 5. Atuação Estratégica Mercado Atacado 2

Leia mais

PALESTRA CAIXA PMCMV 2. SR Rio de Janeiro Centro

PALESTRA CAIXA PMCMV 2. SR Rio de Janeiro Centro PALESTRA CAIXA PMCMV 2 SR Rio de Janeiro Centro MINHA CASA, MINHA VIDA Ampliação das oportunidades de acesso das famílias de baixa renda à casa própria Mais emprego e renda por meio do aumento de investimentos

Leia mais

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Pequenos Negócios no Brasil Pequenos Negócios no Brasil Clique no título para acessar o conteúdo, ou navegue pela apresentação completa Categorias de pequenos negócios no Brasil Micro e pequenas empresas

Leia mais

2012, UMA FRUSTRAÇÃO PARA O MERCADO DA ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA.

2012, UMA FRUSTRAÇÃO PARA O MERCADO DA ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA. Brasília, 10 de Janeiro de 2013 NOTA À IMPRENSA 2012, UMA FRUSTRAÇÃO PARA O MERCADO DA ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA. Por: (*) Rafhael Carvalho Marinho O índice de preços imobiliários verifica a existência de

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Agosto de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing do Banco Itaú Indicadores de Mercado 2 Mercado de Cartões 2008 Indicadores de

Leia mais

Os investimentos necessários para seguirmos crescendo : Setor Imobiliário Seminário FEBRABAN / BNDES de Economia 2010

Os investimentos necessários para seguirmos crescendo : Setor Imobiliário Seminário FEBRABAN / BNDES de Economia 2010 Os investimentos necessários para seguirmos crescendo : Setor Imobiliário Seminário FEBRABAN / BNDES de Economia 2010 Setor Imobiliário Brasileiro Questão atual e projeções para o futuro: Défict Habitacional

Leia mais

Cenários para mitigar riscos do mercado imobiliário baseados em estudo de demandas

Cenários para mitigar riscos do mercado imobiliário baseados em estudo de demandas Cenários para mitigar riscos do mercado imobiliário baseados em estudo de demandas Eng. Emmanuel Braz braz.emmanuel@gmail.com (61)8128-5709 Qual é a realidade do Mercado Imobiliário Brasileiro? Mercado

Leia mais

3T12 PRÉVIA OPERACIONAL COMUNICADO AO MERCADO DIRECIONAL ALCANÇA RECORDE DE R$ 543 MILHÕES DE LANÇAMENTOS E R$ 558 MILHÕES DE VENDAS NO 3T12.

3T12 PRÉVIA OPERACIONAL COMUNICADO AO MERCADO DIRECIONAL ALCANÇA RECORDE DE R$ 543 MILHÕES DE LANÇAMENTOS E R$ 558 MILHÕES DE VENDAS NO 3T12. Belo Horizonte, 02 de outubro de 2012 - A Direcional Engenharia S.A., uma das maiores incorporadoras e construtoras do Brasil, com foco no desenvolvimento de empreendimentos populares de grande porte e

Leia mais

Cenário Econômico para 2014

Cenário Econômico para 2014 Cenário Econômico para 2014 Silvia Matos 18 de Novembro de 2013 Novembro de 2013 Cenário Externo As incertezas com relação ao cenário externo em 2014 são muito elevadas Do ponto de vista de crescimento,

Leia mais

Ministério da Fazenda. Crise Financeira. Impactos sobre o Brasil e Resposta do Governo. Nelson Barbosa. Novembro de 2008

Ministério da Fazenda. Crise Financeira. Impactos sobre o Brasil e Resposta do Governo. Nelson Barbosa. Novembro de 2008 1 Crise Financeira Impactos sobre o Brasil e Resposta do Governo Nelson Barbosa Novembro de 20 1 2 Impactos da Crise Financeira nas Economias Avançadas Primeiro impacto: grandes perdas patrimoniais, crise

Leia mais

Divulgação de Resultados do 1T10 07 de maio de 2010

Divulgação de Resultados do 1T10 07 de maio de 2010 Divulgação de Resultados do 07 de maio de 2010 Divulgação de Resultados Comentários de abertura Rubens Menin 2 Divulgação de Resultados Destaques Crescimento com margens diferenciadas; Maior operação no

Leia mais

Retornos % Dia % Mês % Ano PREFIXADO IDkA Pré 2A 3.117,66 0,2326 0,0484 2,2339 IPCA IDkA IPCA 2A 3.361,41 0,0303 1,1342 4,33

Retornos % Dia % Mês % Ano PREFIXADO IDkA Pré 2A 3.117,66 0,2326 0,0484 2,2339 IPCA IDkA IPCA 2A 3.361,41 0,0303 1,1342 4,33 RENDA VARÍAVEL O Ibovespa principal indicador da bolsa de valores brasileira fechou o mês de março em queda (-0,84%). A Bovespa segue bastante vulnerável em meio à desaceleração econômica e a mudança de

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 2008

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 2008 Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 008 PIB avança e cresce 6% Avanço do PIB no segundo trimestre foi o maior desde 00 A economia brasileira cresceu mais que o esperado no segundo trimestre, impulsionada

Leia mais

crédito imobiliário perspectivas para 2015

crédito imobiliário perspectivas para 2015 crédito imobiliário perspectivas para 2015 29 ago 14 José Urbano Duarte Vice-Presidente o mercado imobiliário e seu conjunto de fatores Mercado de crédito imobiliário e o déficit habitacional Intenção/desejo

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 19/2015

NOTA TÉCNICA Nº 19/2015 NOTA TÉCNICA Nº 19/2015 Brasília, 3 de Novembro de 2015. ÁREA: Planejamento Territorial e Habitação TÍTULO: Novidades na operacionalização do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV) em sua Terceria Fase

Leia mais

OS IMPACTOS MACROECONÔMICOS NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO: O QUE APRENDEMOS NAS DUAS ÚLTIMAS DÉCADAS

OS IMPACTOS MACROECONÔMICOS NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO: O QUE APRENDEMOS NAS DUAS ÚLTIMAS DÉCADAS OS IMPACTOS MACROECONÔMICOS NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO: O QUE APRENDEMOS NAS DUAS ÚLTIMAS DÉCADAS José Aguiar Superintendente - Abecip Rio de Janeiro, 18 de Setembro de 2014 AGENDA: Overview Pilares do crescimento

Leia mais

Portal de Informações FEBRABAN. Módulo I Crédito

Portal de Informações FEBRABAN. Módulo I Crédito Portal de Informações FEBRABAN Módulo I Crédito Módulo de dados I: Crédito Sumário Este módulo de dados abrange as operações de crédito com recursos livres e direcionados (taxas de juros administradas)

Leia mais

Macro Local 17 de maio de 2013

Macro Local 17 de maio de 2013 Macro Local 17 de maio de 2013 Mercados Retorno Jan/12 a Mai/13 70,0% 67,7% 50,0% 30,0% 10,0% 25,5% 20,1% 15,3% 12,2% -10,0% -30,0% -13,5% -3,3% Fonte: Bloomberg / AE Broadcast 2 A bolsa brasileira apresenta

Leia mais

O Cenário Econômico e o Mercado Imobiliário de Campinas. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP

O Cenário Econômico e o Mercado Imobiliário de Campinas. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP O Cenário Econômico e o Mercado Imobiliário de Campinas Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Mercado Imobiliário Brasileiro - VGL 2011-7% 2012 13% 2013 R$ 85,6 bilhões R$ 79,7 bilhões R$ 90,4 bilhões

Leia mais

BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 1º SEMESTRE DE 2013

BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 1º SEMESTRE DE 2013 BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 1º SEMESTRE DE 2013 1 2 ÍNDICE ECONOMIA MERCADO IMOBILIÁRIO CIDADE SÃO PAULO Lançamentos Comercialização REGIÃO METROPOLITANA EMPREENDIMENTOS COMERCIAIS MERCADO NACIONAL

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

Panorama Econômico. Principais Fatos da Semana. 04 de Maio de 2015. Sumário. Acompanhamento De 27 de Abril a 01 de Maio

Panorama Econômico. Principais Fatos da Semana. 04 de Maio de 2015. Sumário. Acompanhamento De 27 de Abril a 01 de Maio Panorama Econômico 04 de Maio de 2015 Sumário Principais Fatos da Semana 1 Economia EUA 2 Economia Brasileira 3 Índices de Mercado 5 Calendário Semanal 5 Acompanhamento Principais Fatos da Semana Nos Estados

Leia mais

Bolha Imobiliaria ou Novo Patamar de Preços? Claudio Bernardes

Bolha Imobiliaria ou Novo Patamar de Preços? Claudio Bernardes Bolha Imobiliaria ou Novo Patamar de Preços? Claudio Bernardes BOLHA IMOBILIÁRIA Aumento de preços dirigidos NÃO por fundamentos econômicos, mas por mera expectativa de aumento futuro de preços INDÍCIOS

Leia mais

Indicadores SEBRAE-SP

Indicadores SEBRAE-SP Indicadores SEBRAE-SP Pesquisa de Conjuntura (resultados de julho de 2008) setembro/08 1 Principais destaques Em julho/08 as micro e pequenas empresas (MPEs) apresentaram queda de 3% no faturamento real

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente Atratividade do Brasil: avanços e desafios Fórum de Atratividade BRAiN Brasil São Paulo, 03 de junho de 2011 Luciano Coutinho Presidente O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia

Leia mais

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA 5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA Os sinais de redução de riscos inflacionários já haviam sido descritos na última Carta de Conjuntura, o que fez com que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidisse

Leia mais

Encontro Nacional ABC e FNSHDU Diretoria de Crédito Imobiliário

Encontro Nacional ABC e FNSHDU Diretoria de Crédito Imobiliário Encontro Nacional ABC e FNSHDU Diretoria de Crédito Imobiliário As perspectivas do mercado Relevância do CI no desenvolvimento do país Mercado - RS bilhões * PIB - R$ bilhões (***) Crédito Imobiliário

Leia mais

Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa

Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa Antônio Gustavo Matos do Vale Diretor de Liquidações e Desestatização 4 de outubro de 2010 1 Evolução recente da economia brasileira O momento

Leia mais

Apresent n a t çã ç o o d a M ul u t l i t p i la l n Março 2009

Apresent n a t çã ç o o d a M ul u t l i t p i la l n Março 2009 Apresentação da Multiplan Março 2009 Quem Somos Shopping Centers de Qualidade Aluguel Mesmas Lojas 3T08 (R$/m² ) Liderança no Setor (R$ milhões) 3T08 +48% 244 +5% 232 111 BRMalls Multiplan Iguatemi 89

Leia mais

BOLETIM ECONÔMICO JANEIRO/08. Sumário: 1 Conjuntura: 1.1 Índices de Preços:

BOLETIM ECONÔMICO JANEIRO/08. Sumário: 1 Conjuntura: 1.1 Índices de Preços: BOLETIM ECONÔMICO JANEIRO/08 Sumário: 1 Conjuntura: 1.1 Índices de Preços: A variação do IPCA acumulado em dezembro alcançou 4,46%. Com isso inverteu a tendência de queda da inflação que vinha sendo observada

Leia mais

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015 Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 O cenário econômico nacional em 2014 A inflação foi superior ao centro da meta pelo quinto

Leia mais

MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil

MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil Categorias de pequenos negócios no Brasil MPE Indicadores MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Receita bruta anual de até R$ 60 mil MICROEMPRESA Receita bruta

Leia mais

CONFERÊNCIA BTG PACTUAL SÃO PAULO FEVEREIRO, 2015

CONFERÊNCIA BTG PACTUAL SÃO PAULO FEVEREIRO, 2015 CONFERÊNCIA BTG PACTUAL SÃO PAULO FEVEREIRO, 2015 RESULTADO OPERACIONAL LANÇAMENTOS CYRELA R$ 2.260 milhões no 4T14 vs. R$ 2.695 milhões no 4T13. R$ 5.848 milhões em 2014 vs. R$ 6.646 milhões em 2013.

Leia mais

PERFORMANCE DA CONSTRUÇÃO CIVIL *

PERFORMANCE DA CONSTRUÇÃO CIVIL * PERFORMANCE DA CONSTRUÇÃO CIVIL * Departamento de Economia e Construção Civil da Habicamp * Sérgio S Vargas, Vice-Presidente da Habicamp. 2007 Performance da Construção Civil + 104,00% + 12,55% (1) Vendas

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Dezembro 2008

Boletim de Conjuntura Econômica Dezembro 2008 Boletim de Conjuntura Econômica Dezembro 2008 Crise Mundo Os EUA e a Europa passam por um forte processo de desaceleração economica com indicios de recessão e deflação um claro sinal de que a crise chegou

Leia mais

Facilidade de entendimento do mercado imobiliário, leva esse tipo de investimento ainda ser muito procurado.

Facilidade de entendimento do mercado imobiliário, leva esse tipo de investimento ainda ser muito procurado. Brasília, 10 de Dezembro de 2012 NOTA À IMPRENSA Facilidade de entendimento do mercado imobiliário, leva esse tipo de investimento ainda ser muito procurado. Por: (*) Rafhael Carvalho Marinho O índice

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL II RELATÓRIO ANALÍTICO

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL II RELATÓRIO ANALÍTICO II RELATÓRIO ANALÍTICO 15 1 CONTEXTO ECONÔMICO A quantidade e a qualidade dos serviços públicos prestados por um governo aos seus cidadãos são fortemente influenciadas pelo contexto econômico local, mas

Leia mais

Capacidade de superar grandes metas: efetividade

Capacidade de superar grandes metas: efetividade São Paulo 11 AGO 11 Números recentes Capacidade de superar grandes metas: efetividade No MCMV 1 Foram recepcionados projetos para contratação de mais de 1.200.000 mil unidades habitacionais Foram contratados

Leia mais

Agenda. Mapa de Preços do ZAP. Índice FipeZap novos dados do mercado. painel.fipezap.com.br

Agenda. Mapa de Preços do ZAP. Índice FipeZap novos dados do mercado. painel.fipezap.com.br Agenda painel.fipezap.com.br Agenda Mapa de Preços do ZAP Índice FipeZap novos dados do mercado Mapa de Preços Índice FipeZap Novos dados Agenda 1 2 3 4 5 Introdução Índice FipeZap: novas cidades Evolução

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

MINHA CASA MINHA VIDA 2 PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

MINHA CASA MINHA VIDA 2 PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA RESUMO Conjunto de medidas do Governo Federal, lançado em 13 ABR 2009, com objetivo de reduzir o déficit habitacional viabilizando o acesso à casa própria, aumentando o investimento

Leia mais

Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula

Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula Esta apresentação foi preparada pelo Grupo Santander Banespa (GSB) e o seu conteúdo é estritamente confidencial. Essa apresentação não poderá ser reproduzida,

Leia mais

Políticas Públicas. Lélio de Lima Prado

Políticas Públicas. Lélio de Lima Prado Políticas Públicas Lélio de Lima Prado Política Cambial dez/03 abr/04 ago/04 dez/04 abr/05 ago/05 Evolução das Reservas internacionais (Em US$ bilhões) dez/05 abr/06 ago/06 dez/06 abr/07 ago/07 dez/07

Leia mais

Cenários Macroeconômicos para 2014. Wellington Santos Damasceno ETENE

Cenários Macroeconômicos para 2014. Wellington Santos Damasceno ETENE Cenários Macroeconômicos para 2014 Wellington Santos Damasceno ETENE Fortaleza CE 28/11/2013 Cenário Internacional Regiões e Países Selecionados Variação do PIB real (%) Fonte: World Economic Outlook Database,

Leia mais

Apartamentos econômicos de 2 dormitórios são destaque em Rio Preto

Apartamentos econômicos de 2 dormitórios são destaque em Rio Preto Apartamentos econômicos de 2 dormitórios são destaque em Rio Preto Nos últimos 12 meses, entre junho de 2011 e maio de 2012, foram lançados 2.044 imóveis residenciais verticais em condomínios na cidade

Leia mais

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia brasileira continuarácrescendo firmemente nos

Leia mais

Setor de Incorporadoras no Brasil. Junho, 2012

Setor de Incorporadoras no Brasil. Junho, 2012 Setor de Incorporadoras no Brasil Junho, 2012 Agenda Mercado Imobiliário Brasileiro - 2011 Desempenho das Incorporadoras Listadas Fundamentos do Setor 2 Mercado Imobiliário Brasileiro - 2011 VGV Lançado

Leia mais

Perspectivas para a Inflação

Perspectivas para a Inflação Perspectivas para a Inflação Carlos Hamilton Araújo Setembro de 213 Índice I. Introdução II. Ambiente Internacional III. Condições Financeiras IV. Atividade V. Evolução da Inflação 2 I. Introdução 3 Missão

Leia mais

Destaque Setorial - Bradesco

Destaque Setorial - Bradesco Construção Residencial 16 de dezembro de 2014 Ajuste dos estoques de imóveis residenciais reforça expectativa de menor crescimento da atividade de construção civil nos próximos trimestres Departamento

Leia mais

Alternativas para a aposentadoria no Brasil. Sérgio Rosa Diretor Presidente Brasilprev sergio.rosa@brasilprev.com.br

Alternativas para a aposentadoria no Brasil. Sérgio Rosa Diretor Presidente Brasilprev sergio.rosa@brasilprev.com.br Alternativas para a aposentadoria no Brasil Sérgio Rosa Diretor Presidente Brasilprev sergio.rosa@brasilprev.com.br A Brasilprev é... Nossos números:... Líder de mercado em captação líquida... a 3ª maior

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

MUDANÇAS NA DEMOGRAFIA E DEMANDA HABITACIONAL: DESAFIOS E OPORTUNIDADES

MUDANÇAS NA DEMOGRAFIA E DEMANDA HABITACIONAL: DESAFIOS E OPORTUNIDADES MUDANÇAS NA DEMOGRAFIA E DEMANDA HABITACIONAL: DESAFIOS E OPORTUNIDADES ALESSANDRA D AVILA Diretora do Departamento de Urbanização de Assentamentos Precários Rio de Janeiro/RJ, 03 de Setembro de 2015 AVANÇOS

Leia mais

Construção civil: desempenho e perspectivas 10/02/2015

Construção civil: desempenho e perspectivas 10/02/2015 Construção civil: desempenho e perspectivas 10/02/2015 Emprego com Carteira Evolução Recente Fonte: MTE, SindusCon-SP/FGV Emprego com Carteira Segmento Dez 2014 / Dez 2013 Dez 2014 / Nov 2014 dessaz. Acumulado

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

PDG Realty Apresentação Corporativa

PDG Realty Apresentação Corporativa PDG Realty Apresentação Corporativa AGENDA QUEM SOMOS; VISÃO GERAL; DIVERSIFICAÇÃO GEOGRÁFICA; RESULTADOS; EXPOSIÇÃO AO SEGMENTO ECONÔMICO; PROGRAMA "MINHA CASA MINHA VIDA; CONTATOS. 2 AGENDA QUEM SOMOS;

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante o seminário do projeto em Recife.

Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante o seminário do projeto em Recife. Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante o seminário do projeto em Recife. Data: dia 29 de abril de 2009 Local: sede da ONG Etapas no Recife PROGRAMA REABILITAÇÃO

Leia mais

Cenário Econômico como Direcionador de Estratégias de Investimento no Brasil

Cenário Econômico como Direcionador de Estratégias de Investimento no Brasil Cenário Econômico como Direcionador de Estratégias de Investimento no Brasil VII Congresso Anbima de Fundos de Investimentos Rodrigo R. Azevedo Maio 2013 2 Principal direcionador macro de estratégias de

Leia mais

Cenário Econômico e Produtividade

Cenário Econômico e Produtividade Cenário Econômico e Produtividade junho/2015 Prof. José Pio Martins Economista Reitor da Universidade Positivo Introdução Missões do gestor Gerenciar o dia a dia Preparar a organização para o futuro Dar

Leia mais

Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança. 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança?

Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança. 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança? Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança Novas regras 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança? Por ter parte de sua remuneração (chamada de adicional)

Leia mais