GOS GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS LISBOA E PORTO Escola associada:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GOS GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS LISBOA E PORTO 2016. www.aese.pt/gos. Escola associada:"

Transcrição

1 GOS GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS LISBOA E PORTO 2016 Escola associada:

2 MENSAGEM DOS DIRETORES DO GOS Gerir organizações da economia social apresenta hoje desafios mais atuais que antigos ou melhor dizendo, antigos mas também atuais. A conhecida responsabilidade de responder a necessidades de pessoas e comunidades, investindo parcos recursos e ambicionando amplas metas, é talvez o desafio mais antigo. Sem fins lucrativos, o lucro está no serviço prestado. Hoje porém o desafio vai mais longe. Desafiadas a demonstrar resultados da sua intervenção, justificando a importância da sua existência e do investimento que nelas se faça, as organizações da economia social desbravam, nos caminhos da gestão, a simbiose entre os princípios desta e as razões filantrópicas da origem do setor. Urge abraçar com ânimo, criatividade, confiança e determinação os diferentes cenários que se nos apresentam, abrindo horizontes para os novos paradigmas da gestão que emergem neste tempo que é o nosso. O GOS apresenta-se como um Programa de formação capaz de responder ao desejo de bem-querer servir e de saber dirigir com ampla qualidade. Por um lado, as temáticas abordadas incidem sobre matérias que atualmente inquietam os dirigentes; por outro, o recurso ao Método do Caso permite a reflexão e a troca de experiências, fazendo da aprendizagem um processo participativo, em que a aplicação prática dos conceitos mobilizados se impõe naturalmente. Em 2016 decorrerão as 11ª e 12ª edições do Programa GOS. Estamos certos da utilidade deste Programa para o setor a que se destina. Estamos convictos da boa articulação entre parceiros e da qualidade da prestação da AESE ao ministrar as sessões com recurso ao Método do Caso. Estamos conscientes dos bons resultados obtidos nas edições anteriores e dos desafios de melhoria contínua a que somos submetidos. É nestas convicções que lançamos mãos ao trabalho para duas novas edições do GOS, a terem início já em Fevereiro de Esperamos por si! Até lá! AS EDIÇÕES 11 E 12 DO PROGRAMA DE GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS - GOS, O QUAL RESULTA DO PROTOCOLO ENTRE A ENTRAJUDA, A FUNDAÇÃO MILLENNIUM BCP, A CNIS E A AESE, DECORRERÃO ENTRE 1 DE FEVEREIRO E 30 DE MAIO DE 2016, EM LISBOA, E 2 DE FEVEREIRO E 31 DE MAIO DE 2016, NO PORTO. O Programa de Gestão das Organizações Sociais procura dar resposta a necessidades de formação em matérias de gestão, sentidas no setor de economia social. Com o amplo objetivo de contribuir para a eficaz e eficiente gestão das organizações do setor, potencia capacidades de liderança efetiva. Como? Incidindo sobre:»» a promoção da reflexão sobre o eficiente aproveitamento dos recursos;»» a disponibilização de estratégias e ferramentas em matéria de motivação e gestão de equipas. Estes dois pontos-chave criam no participante a salutar ambição de reajustar a estratégia organizacional aos objetivos da instituição. Focar para potenciar - ideias, pessoas, materiais, estruturas, tempo, projetos... Para tal impõe-se disponibilidade para parar e refletir, questionar, debater, ouvir e estudar. Com o objetivo de parar para depois acelerar (bem) o passo. CÁTIA SÁ GUERREIRO Diretora do GOS Lisboa CASIMIRO ARSÉNIO Diretor do GOS Porto

3 CONTEÚDOS MÉTODO DO CASO Nas organizações, tal como nas empresas, as pessoas são a peça-chave para concretizar a missão institucional. Nesse sentido, o Programa proporciona ferramentas para motivar de forma mais eficaz os colaboradores e melhorar a capacidade de liderança efetiva dos dirigentes. POLÍTICA DE EMPRESA E ESTRATÉGIA Missão, valores e objetivos; Configuração Legal e Institucional; Boas Práticas de Gestão; Planeamento estratégico; Avaliação de Impacto Social. CONTABILIDADE E FINANÇAS Noções de Contabilidade; Direção Financeira; Elaboração e análise de balanços e orçamentos; Plano de negócios. MARKETING E ECONOMIA SOCIAL Comunicação e Imagem da Organização; Estratégias comerciais; Fidelização de doadores; Marketing Social. FATOR HUMANO, LIDERANÇA E ÉTICA Motivação e Organização; Gestão de Pessoas e Equipas; Liderança, Valores, Confiança e Identidade; Ética OPERAÇÕES E SERVIÇOS Montagem e gestão do Serviço; Melhoria contínua; Excelência no serviço; Inovação. FUNDRAISING Ferramentas de promoção da sustentabilidade financeira; Para além da angariação de fundos. GESTÃO DE VOLUNTÁRIOS O voluntário na instituição; Estruturação de um programa de voluntariado. Criado e utilizado na Harvard Business School, o Método do Caso é um processo vivo e interativo de aprendizagem, descoberta e partilha que permite a cada participante desenvolver as suas competências analíticas, favorecendo a decisão prudente. ESTUDO INDIVIDUAL Leitura de cada caso, de modo a analisar os factos, alternativas e decisões que nele se desenrolam. TRABALHO DE GRUPO A riqueza deste passo reside no facto de cada um dos participantes apresentar abordagens e soluções com base na sua formação e experiência profissional. As diferentes abordagens são também uma excelente oportunidade para examinar os diferentes critérios de direção. SESSÃO GERAL Na sessão geral, com uma visão mais ampla e já fruto do exame efetuado nas duas fases anteriores, o professor dirige e coordena o debate, sintetiza os aspetos principais do caso, relaciona com as teorias mais significativas, e realça os valores e opções relevantes, atendendo às várias alternativas e aos possíveis critérios de decisão. DESTINATÁRIOS Sendo um Programa de aperfeiçoamento e mobilização de conteúdos e experiências, os destinatários são dirigentes de Instituições de Economia Social e Solidária, ou colaboradores em exercício de funções de liderança, os quais pretendam melhorar a sua capacidade de gestão, não apenas ao nível dos recursos, mas também do desempenho de colaboradores e voluntários. GRACINDA SÁ CSP DE RIBEIRÃO O GOS veio dar-me uma mais-valia para a gestão da minha instituição e instrumentos para melhorar a minha atuação. FERNANDO VIEIRA SAMARITANOS O GOS dá resposta à necessidade sentida nas instituições da economia social de ter uma gestão profissionalizada. SÍLVIA OLIVEIRA A. N. SRA. DA ESPERANÇA Não chega só fazer o bem, é preciso fazer o bem bem. O GOS trouxe-me a inquietação de querer e procurar fazer melhor em termos de gestão. NUNO FERNANDES DA COSTA JORGE JRS PORTUGAL - SERV. JESUITA AOS REFUGIADOS Ganhei conhecimento amplo e transversal da minha instituição. Penso agora a instituição como um todo que conflui para um objetivo estratégico. Instituições melhor geridas tornam-se mais eficazes e eficientes, deixando um rasto de impacto nas comunidades onde se inserem, respondendo às situações de pobreza, real ou de risco, a que assistimos na atualidade.

4 AESE BUSINESS SCHOOL A AESE, a primeira Escola de Negócios em Portugal, dedica-se, desde 1980, à formação e ao aperfeiçoamento dos líderes empresariais, segundo uma perspetiva cristã do Homem e da Sociedade. O reconhecimento da sua atividade no mundo empresarial é resultado de quatro princípios essenciais que tornam a AESE uma escola de negócios única: mais de 35 anos a ensinar com o Método do Caso, a cultura de aprendizagem participativa, a rede de Alumni e a responsabilidade social e corporativa. A estreita colaboração entre a AESE e o IESE, que se iniciou em 1980, traduz-se no intercâmbio de professores, na elaboração de casos e programas conjuntos de investigação, bem como, em deslocações no âmbito dos programas de formação de Executivos. MANUEL DO CARMO CEPAC O GOS tornou-nos mais capazes a continuar com a nossa barca da instituição. Recomendo. RITA GOMES DA COSTA ASSOC. ATIVIDADE MOTORA ADAPTADA Levo comigo conhecimentos muito específicos de gestão. O GOS foi o trampolim para a mudança e para o crescimento.

5 CALENDÁRIO LISBOA: 11º GOS 16 semanas, de 1 de Fevereiro a 30 de Maio de As sessões realizam-se à segunda-feira à tarde*: FEVEREIRO: 1*, 8, 15, 22 e 29 MARÇO: 7*, 14 e 21 ABRIL: 4, 11 e 18* MAIO: 2, 9, 16, 23 e 30* PORTO: 12º GOS 16 semanas, de 2 de Fevereiro a 31 de Maio de As sessões realizam-se à terça-feira à tarde*: FEVEREIRO: 2*, 16 e 23 MARÇO: 1, 8, 15*, 22 e 29 ABRIL: 5, 12, 19* e 26 MAIO: 10, 17, 24 e 31* * Uma vez por mês o horário é das 9h00 às 19h15, incluindo almoço. HORÁRIO-TIPO SEMANAL 14h00-15h00 Trabalho de Grupo 15h00-16h15 Sessão Plenária, Caso I 16h30-17h45 Sessão Plenária, Caso II 18h00-19h15 Conferência-colóquio ou Sessão Plenária, Caso III PREÇO 500 euros + IVA Inclui: documentação e catering. Condições especiais de pagamento serão analisadas caso a caso. ADMISSÕES Lisboa: Filomena Gonçalves Telefone [+351] Telemóvel [+351] Porto: Casimiro Arsénio Telemóvel [+351] LOCAIS Em Lisboa, o GOS realiza-se no edifício sede da AESE, na Calçada de Palma de Baixo nº 12, Lisboa. No Porto, as sessões do GOS realizam-se no Mira Clube na Rua Azevedo de Albuquerque nº 17, Porto. O Programa é compatível com o trabalho profissional, requerendo a presença semanal dos participantes nas sessões de trabalho, duran te 1 meio-dia. AESE Lisboa Calçada de Palma de Baixo n.º 12, Lisboa Tlf. [+351] AESE Porto Rua do Pinheiro Manso n.º 662, 1.12, Porto Tlf. [+351] EMPRESAS PATROCINADORAS DA AESE:

9 EDIÇÃO - LISBOA 10 EDIÇÃO - PORTO

9 EDIÇÃO - LISBOA 10 EDIÇÃO - PORTO Este é um programa de aperfeiçoamento destinado a dirigentes de instituições da economia social (IPSS, ONGs, misericórdias e outras instituições sem fins lucrativos) que pretendam melhorar a sua capacidade

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA LISBOA 2015-16

PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA LISBOA 2015-16 O PGL foi desenhado para profissionais, com mais de 5 anos de experiência, dinâmicos, com grande capacidade de trabalho e ambição de aceder a novas responsabilidades. PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA LISBOA

Leia mais

Em colaboração com: GESTÃO DE EMPRESAS E NEGÓCIOS LEIRIA 2015 SETEMBRO E OUTUBRO. www.aese.pt/gen

Em colaboração com: GESTÃO DE EMPRESAS E NEGÓCIOS LEIRIA 2015 SETEMBRO E OUTUBRO. www.aese.pt/gen Em colaboração com: GESTÃO DE EMPRESAS E NEGÓCIOS GEN LEIRIA 2015 SETEMBRO E OUTUBRO www.aese.pt/gen BEM-VINDO AO GEN É com muito gosto que lhe apresentamos o GEN, criado pela AESE, numa perspetiva de

Leia mais

LISBOA JANEIRO > JULHO PROGRAMA DE DIREÇÃO. www.aese.pt/pde DE EMPRESAS. Escola associada:

LISBOA JANEIRO > JULHO PROGRAMA DE DIREÇÃO. www.aese.pt/pde DE EMPRESAS. Escola associada: PROGRAMA DE DIREÇÃO 2016 JANEIRO > JULHO LISBOA www.aese.pt/pde DE EMPRESAS Escola associada: OBJETIVOS DO PROGRAMA O PDE foi preparado para gestores com mais de 5 anos de experiência de direção, empresários

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA PORTO 2016

PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA PORTO 2016 PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA PORTO 2016 O PGL foi desenhado para profissionais, com mais de 5 anos de experiência, dinâmicos, com grande capacidade de trabalho e ambição de aceder a novas responsabilidades.

Leia mais

PROGRAMA DE DIREÇÃO DE EMPRESAS

PROGRAMA DE DIREÇÃO DE EMPRESAS 2016 JANEIRO > JULHO PORTO www.aese.pt/pde Escola associada: PROGRAMA DE DIREÇÃO DE EMPRESAS OBJETIVOS DO PROGRAMA O PDE atinge este ano a sua sexagésima edição, destacando-se como o Programa mais vezes

Leia mais

7 EDIÇÃO - LISBOA 8 EDIÇÃO - PORTO

7 EDIÇÃO - LISBOA 8 EDIÇÃO - PORTO a a 7 EDIÇÃO - LISBOA 8 EDIÇÃO - PORTO GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS a a A 7 E 8 EDIÇÃO DO GOS - GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS, UM PROGRAMA QUE RESULTA DO PROTOCOLO ENTRE AESE, ENTRAJUDA, CNIS E FUNDAÇÃO

Leia mais

LISBOA. OUTUBRO 2015 > JUNHO 2016 www.aese.pt/gmp GMP GENERAL MANAGEMENT PROGRAM 2015-2016. Escola associada:

LISBOA. OUTUBRO 2015 > JUNHO 2016 www.aese.pt/gmp GMP GENERAL MANAGEMENT PROGRAM 2015-2016. Escola associada: LISBOA OUTUBRO 2015 > JUNHO 2016 GMP GENERAL MANAGEMENT PROGRAM 2015-2016 Escola associada: OBJETIVOS DO PROGRAMA O processo de integração europeia, as novas tecnologias e, mais recentemente, a crise internacional

Leia mais

GOS GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS LISBOA E PORTO Escola associada:

GOS GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS LISBOA E PORTO Escola associada: GOS www.aese.pt/gos GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS LISBOA E PORTO 2017 Escola associada: LIDERANÇA TRANSFORMADORA MENSAGEM DOS DIRETORES DO GOS Desde 2008 que a AESE Business School, em parceria com a

Leia mais

José Luís Simões Presidente da Comissão Executiva do Agrupamento de Alumni da AESE

José Luís Simões Presidente da Comissão Executiva do Agrupamento de Alumni da AESE FORMAÇÃO AESE FINANCIAMENTO E BOLSAS 2016 Consciente que a melhoria das empresas está indissoluvelmente ligada ao desenvolvimento pessoal dos seus dirigentes, a AESE procura desenvolver um conjunto de

Leia mais

Fundo de Reestruturação do Setor Solidário

Fundo de Reestruturação do Setor Solidário NOTÍCIAS À SEXTA 2013.12.27 Fundo de Reestruturação do Setor Solidário Na reunião do Conselho de Ministros de 26 de Dezembro, entre outras medidas, foi decidido dotar de um financiamento inicial o fundo

Leia mais

OFERTA FORMATIVA BRAGA

OFERTA FORMATIVA BRAGA 20 OFERTA FORMATIVA BRAGA Rua Diogo Botelho, 127 416-005 Porto T. +51 226 196 260 F. +51 226 196 259 www.catolicabs.porto.ucp.pt Campus Camões 4710-62 Braga T. +51 25 206 100 F. +51 25 206 10 www.braga.ucp.pt

Leia mais

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação)

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) Rua Castilho 90 2ºesq 1250-071 Lisboa, Portugal Rua José Gomes Ferreira nº219 - Aviz 4150-442 Porto, Portugal info@beill.pt / www.beill.pt Sobre A Beill

Leia mais

Programa Avançado de Gestão para o Setor do Pós Venda Automóvel

Programa Avançado de Gestão para o Setor do Pós Venda Automóvel Programa Avançado de Gestão para o Setor do Pós Venda Automóvel ACAP de Portas Abertas para a Universidade RAZÃO DE SER Antes da Agenda O que sabe hoje chega para garantir a SUSTENTABILIDADE e o SUCESSO

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Empreendedorismo social Missão social Concebe a riqueza como meio para alcançar determinado fim.

Empreendedorismo social Missão social Concebe a riqueza como meio para alcançar determinado fim. Empreendedorismo privado geração de riquezas Empreendedorismo social Missão social Concebe a riqueza como meio para alcançar determinado fim. 1 Modelo de gestão com mais de 80 anos, originalmente relacionado

Leia mais

ECONOMIA SOCIAL PORTUGUESA: PAPEL NO PÓS-TROIKA GERIR UMA FUNDAÇÃO É UM COMPROMISSO PARA O FUTURO

ECONOMIA SOCIAL PORTUGUESA: PAPEL NO PÓS-TROIKA GERIR UMA FUNDAÇÃO É UM COMPROMISSO PARA O FUTURO GERIR UMA FUNDAÇÃO É UM COMPROMISSO PARA O FUTURO Citação de Dr. Emílio Rui Vilar 2 Tempo de mudanças sociais Estamos no início de um século que se adivinha difícil e instável nos seus Problemas Globais

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

) A B M O E Ã ( Ç S E A IR S E D R M P E M E E IVO T D U O C Ã E Ç X A E R O T D IS A R IN T M S D E A Colaboração; M E

) A B M O E Ã ( Ç S E A IR S E D R M P E M E E IVO T D U O C Ã E Ç X A E R O T D IS A R IN T M S D E A Colaboração; M E MESTRADO EXECUTIVO EM DIREÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (EMBA) Colaboração; MESTRADO EXECUTIVO EM DIREÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (EMBA) DIRIGIDO A: OBJETIVOS: Graduados universitários e profissionais

Leia mais

Plano de Ação 2016 GRACE

Plano de Ação 2016 GRACE Plano de Ação 2016 GRACE Mensagem da Direção É tempo de preparar mais um ano de intensa atividade do GRACE, procurando consolidar o capital de experiência e partilha acumulado e alargar novas perspetivas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Botucatu

Prefeitura Municipal de Botucatu I- Identificação: Projeto Empresa Solidária II- Apresentação : O Fundo Social de Solidariedade é um organismo da administração municipal, ligado ao gabinete do prefeito, que atua em diversos segmentos

Leia mais

Estiveram presentes 98 técnicas em representação de 66 Instituições.

Estiveram presentes 98 técnicas em representação de 66 Instituições. 1. No dia 4 de Dezembro, a União Distrital de Santarém em parceria com Segurança Social, levou a efeito o ultimo dos 5 encontros realizados em várias zonas do distrito, sobre o tema "Encontros de Partilha",

Leia mais

Programa Mini-MBA 1ª Edição - Março 2014 24, 25, 27, 31 de Março e 1 e 3 de Abril de 2014 1/5

Programa Mini-MBA 1ª Edição - Março 2014 24, 25, 27, 31 de Março e 1 e 3 de Abril de 2014 1/5 Programa Mini-MBA 1ª Edição - Março 2014 24, 25, 27, 31 de Março e 1 e 3 de Abril de 2014 1/5 2/5 3/5 Programa Mini-MBA Maximize Learning, by thinking, deciding, doing and discussing with your peers 3/5

Leia mais

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY Instrumental e modular, o Ferramentas de Gestão é uma oportunidade de aperfeiçoamento para quem busca conteúdo de qualidade ao gerenciar ações sociais de empresas

Leia mais

Plataformas Colaborativas na Qualificação do Sector Social Solidário. Carlos Azevedo cazevedo@udipss-porto.org

Plataformas Colaborativas na Qualificação do Sector Social Solidário. Carlos Azevedo cazevedo@udipss-porto.org Plataformas Colaborativas na Qualificação do Sector Social Solidário Carlos Azevedo cazevedo@udipss-porto.org O que é isto de Sector Social Solidário? Para muitos é: Um sector abstracto; Um sector dos

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO ESPECÍFICO. Regulamento

CURSO DE FORMAÇÃO ESPECÍFICO. Regulamento CURSO DE FORMAÇÃO ESPECÍFICO ÍNDICE PREÂMBULO... 3 Procedimentos Técnico-Pedagógicos... 4 1.1. Destinatários e condições de acesso... 4 1.2. Organização dos cursos de formação... 4 1.3. Componentes de

Leia mais

Debate para a Sustentabilidade

Debate para a Sustentabilidade Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Aveiro - Universidade de Aveiro Debate para a Sustentabilidade Biblioteca do ISCAA Debate para a Sustentabilidade Integrado na comemoração dos 40

Leia mais

Planeamento de Actividades e Orçamentos - 2012 -

Planeamento de Actividades e Orçamentos - 2012 - Planeamento de Actividades e Orçamentos - 2012 - WACT We Are Changing Together A WACT é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), apolítica, laica, e sem fins lucrativos, com a missão

Leia mais

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA UNIVERSIDADE DO PORTO PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA LITERACIA FINANCEIRA DA U.PORTO Outubro de 2012 Enquadramento do programa na Estratégia Nacional de Formação Financeira Plano Nacional de Formação Financeira

Leia mais

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique DESCRIÇÃO DO TRABALHO Título de posição: Responde a: Supervisiona: Localização: Gestor de Comunicação Directora Nacional, WWF Moçambique Todo pessoal de comunicações Maputo, Moçambique Data: 19 de Agosto

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2008

PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2008 PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2008 ÁREA ALIMENTAR GESTÃO DE SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO Formador: Eng. João Bruno da Costa TRIVALOR, SGPS NUTRIÇÃO Formador: Dr. Lino Mendes - ESTeSL - Escola Superior de Tecnologia

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ANO 2008

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ANO 2008 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ANO 2008 AREA DE FORMAÇÃO - ESTRUTURAÇÃO DA ÁREA Foi possível no decorrer de 2008 encontrar na ÁREA DE FORMAÇÃO uma estabilidade ao nível dos recursos humanos que proporcionou

Leia mais

Como sempre, e de acordo com a nossa missão, continuaremos a dar a conhecer a Síndrome de Asperger e a APSA à sociedade em geral.

Como sempre, e de acordo com a nossa missão, continuaremos a dar a conhecer a Síndrome de Asperger e a APSA à sociedade em geral. Plano de Atividades 2016 INTRODUÇÃO O Plano de Atividades para 2016 agora apresentado tem como mote central DAR SENTIDO. Dar Sentido a tudo o que fazemos, o que nos envolve e o que envolve os outros. Centrarse-á

Leia mais

Curso de Especialização

Curso de Especialização Curso de Especialização em GESTÃO AUTÁRQUICA OBJETIVO O Curso de Especialização em Gestão Autárquica visa proporcionar uma formação avançada no domínio do planeamento estratégico, da estruturação e desenvolvimento

Leia mais

Gestão de Equipas. Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC

Gestão de Equipas. Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC www.pwc.pt/academy Gestão de Equipas Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013 Academia da PwC O sucesso das organizações depende cada vez mais de equipas de alto desempenho. Venha conhecer connosco as melhores

Leia mais

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC QUEM SOMOS? INSTITUTO GESC - IGESC Fundação da AMBA, pelos alunos do primeiro curso de MBA. Serviços

Leia mais

XLM Innovation & Technology

XLM Innovation & Technology 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A XLM, sedeada em Aveiro, iniciou a sua atividade em 1995. Nesta data, a sua área de atuação cingia-se à venda, instalação e assistência técnica

Leia mais

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 3 Hemisfério esquerdo responsável pelo pensamento lógico e pela competência

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

Contexto Externo. Oportunidades. Ameaças

Contexto Externo. Oportunidades. Ameaças Plano de Ação 2014 Contexto Externo Ameaças Oportunidades Manutenção de uma situação sócio/económica adversa com impacto nas empresas, nomeadamente ao nível da adoção de políticas de redução de efetivos,

Leia mais

Educação para a Cidadania linhas orientadoras

Educação para a Cidadania linhas orientadoras Educação para a Cidadania linhas orientadoras A prática da cidadania constitui um processo participado, individual e coletivo, que apela à reflexão e à ação sobre os problemas sentidos por cada um e pela

Leia mais

A PMConsultores, é uma trusted advisor, empenhada em ser um agente de valor acrescentado e elemento diferenciador para a competitividade das PMEs.

A PMConsultores, é uma trusted advisor, empenhada em ser um agente de valor acrescentado e elemento diferenciador para a competitividade das PMEs. Parcerias com valor A PMConsultores, é uma trusted advisor, empenhada em ser um agente de valor acrescentado e elemento diferenciador para a competitividade das PMEs. A nossa equipa de consultores é especialista,

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O CBA em Gestão de Negócios é um curso que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em gestão e liderança. O programa tem o objetivo de formar

Leia mais

Posicionamento Estratégico e Fundo de Apoio ao Empreendedorismo

Posicionamento Estratégico e Fundo de Apoio ao Empreendedorismo Posicionamento Estratégico e Fundo de Apoio ao Empreendedorismo FUNDAÇÃO AEP Fomentar uma verdadeira cultura de empreendedorismo, da valorização e dignificação do papel social do empresário e da modernização

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Plano de Atividades 2014

Plano de Atividades 2014 Plano de Atividades 2014 Escola de Ciências Universidade do Minho 1. Missão A Escola de Ciências tem como missão gerar, difundir e aplicar conhecimento no âmbito das Ciências Exatas e da Natureza e domínios

Leia mais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Curso de Formação 2011 Índice PROPOSTA FORMATIVA... 3 Introdução... 3 Objectivo geral... 3 Estrutura... 3 Metodologias... 3

Leia mais

MBA em GESTÃO DE UNIDADES DE SAÚDE

MBA em GESTÃO DE UNIDADES DE SAÚDE MBA em Este MBA resulta do protocolo de colaboração estabelecida entre a Escola da APEL e a UAL, e com a participação da Escola Superior de Enfermagem S. Francisco das Misericórdias. Coordenador Científico

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Somos especializados na identificação e facilitação de soluções na medida em que você e sua empresa necessitam para o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

MLM Master in Law and Management

MLM Master in Law and Management MLM Master in Law and Management diploma CONJUNTO novaforum.pt MLM Master in Law and Management Os participantes que completem com aproveitamento a componente lectiva do Programa receberão um Diploma de

Leia mais

AGUIRRE NEWMAN Liderança baseada na inteligência emocional

AGUIRRE NEWMAN Liderança baseada na inteligência emocional Pág: 42 empresas de excelência para trabalhar em portugal Área: 19,00 x 26,00 cm² Corte: 1 de 6 AGUIRRE NEWMAN Liderança baseada na inteligência emocional Texto: Ana Leonor Martins Foto: Vítor Gordo A«A

Leia mais

Capacitação, conhecimento e inovação aberta Virgílio Cruz Machado

Capacitação, conhecimento e inovação aberta Virgílio Cruz Machado Capacitação, conhecimento e inovação aberta Virgílio Cruz Machado Universidade Nova de Lisboa Os caminhos da competitividade O que precisam as empresas para alicerçar o seu futuro? Redes colaborativas

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO PARA 2012 CULTURAIS ATRAVÉS DE PATROCÍNIO, MECENATO E CROWDFUNDING 1. FINANCIAMENTO DE PROJETOS

PLANO DE FORMAÇÃO PARA 2012 CULTURAIS ATRAVÉS DE PATROCÍNIO, MECENATO E CROWDFUNDING 1. FINANCIAMENTO DE PROJETOS 1. FINANCIAMENTO DE PROJETOS CULTURAIS ATRAVÉS DE PATROCÍNIO, MECENATO E CROWDFUNDING Formador: Rui Matoso Duração total do curso: 18 horas Data da formação 10, 17 e 24 de Novembro Horário: das 10h00 às13h00

Leia mais

Compromissos na educação

Compromissos na educação Compromissos na educação Comentário Paulo Santiago Direcção da Educação e das Competências, OCDE Ciclo de Seminários Sextas da Reforma Lisboa, 23 de Maio de 2014 Organização do Banco de Portugal, do Conselho

Leia mais

Grupo de Trabalho Português para o Investimento Social

Grupo de Trabalho Português para o Investimento Social Grupo de Trabalho Português para o Investimento Social Resumo da primeira reunião da Equipa de Trabalho 2 Capacitação das organizações para o impacto e investimento social Contacto para questões sobre

Leia mais

PPP e Desenvolvimento de Competências Desenvolvimento e implementação de projetos de parcerias de desenvolvimento público-privadas

PPP e Desenvolvimento de Competências Desenvolvimento e implementação de projetos de parcerias de desenvolvimento público-privadas 13 de maio de 2015 PPP e Desenvolvimento de Competências Desenvolvimento e implementação de projetos de parcerias de desenvolvimento público-privadas Virpi Stucki Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PARA A ECONOMIA CÍVICA PORTUGAL

ASSOCIAÇÃO PARA A ECONOMIA CÍVICA PORTUGAL ASSOCIAÇÃO PARA A ECONOMIA CÍVICA PORTUGAL MISSÃO A Associação para a Economia Cívica Portugal é uma Associação privada, sem fins lucrativos cuja missão é: Promover um novo modelo de desenvolvimento económico

Leia mais

INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO

INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO Janeiro 2004 INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO 1 - OBJECTIVOS O Conhecimento é fonte de Desenvolvimento. A criação e transmissão do Conhecimento

Leia mais

Regulamento da Rede de Mentores

Regulamento da Rede de Mentores Regulamento da Rede de Mentores 1. Enquadramento A Rede de Mentores é uma iniciativa do Conselho Empresarial do Centro (CEC) e da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e está integrada no Projeto Mentor

Leia mais

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços Curso de Gestão Empresarial para Comércio e Serviços PROMOÇÃO: COLABORAÇÃO DE: EXECUÇÃO: APRESENTAÇÃO: > A aposta na qualificação dos nossos recursos humanos constitui uma prioridade absoluta para a Confederação

Leia mais

> MENSAGEM DE BOAS VINDAS

> MENSAGEM DE BOAS VINDAS > MENSAGEM DE BOAS VINDAS A (DPE), da (DREQP), inicia, com o primeiro número desta Newsletter, um novo ciclo de comunicação e aproximação ao público em geral e, de forma particular, aos seus parceiros

Leia mais

Identificação da empresa. Missão

Identificação da empresa. Missão Identificação da empresa SPMS - Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE, pessoa coletiva de direito público de natureza empresarial, titular do número único de matrícula e de pessoa coletiva 509

Leia mais

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Início das inscrições: 22 de fevereiro de 2013 Final das inscrições: 20 de março de

Leia mais

D6. Documento de suporte à Implementação das Iniciativas Piloto REDE INTERMUNICIPAL DE PARCERIAS DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E SOCIAL

D6. Documento de suporte à Implementação das Iniciativas Piloto REDE INTERMUNICIPAL DE PARCERIAS DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E SOCIAL ÍNDICE 1. OBJETIVOS E METODOLOGIA 1.1. Objetivos 1.2. Metodologia de Trabalho 2. IDENTIFICAÇÃO DAS INICIATIVAS PILOTO 3. INICIATIVAS PILOTO 4. IMPLEMENTAÇÃO DE INICIATIVAS PILOTO - MATERIAIS DE SUPORTE

Leia mais

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS ENCONTRO DA COMISSÃO SECTORIAL PARA A EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO CS/11 ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS OPORTUNIDADES, DESAFIOS E ESTRATÉGIAS DE QUALIDADE APRESENTAÇÃO DO TRABALHO GT2 - Ensino Superior

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade A BUSCA CONTÍNUA DA EXCELÊNCIA DA GESTÃO É O QUE NOS MOVE! A Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) é uma instituição sem fins lucrativos, que conta com uma rede

Leia mais

Criação Publicitária: Colocando a Mão na Massa (Encefálica)

Criação Publicitária: Colocando a Mão na Massa (Encefálica) 30 de junho 09 às 13 horas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS CURSOS DESTE PERÍODO A Logística dos Granéis Líquidos e Gasosos Área: Portos & Logística Definição de granéis, equipamentos para manuseio de Granéis

Leia mais

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática Serviço Público Manutenção e Suporte em Informática Wilson Pedro Coordenador do Curso de Serviço Público etec_sp@ifma.edu.br Carla Gomes de Faria Coordenadora do Curso de Manutenção e Suporte em Informática

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Programa Latino-americano de Advocacy em Saúde Liderança para Terceiro Setor

Programa Latino-americano de Advocacy em Saúde Liderança para Terceiro Setor Programa Latino-americano de Advocacy em Saúde Liderança para Terceiro Setor Setembro/2010 Uma organização vista em duas dimensões Vista em sua dimensão interna: Uma organização é um conjunto de pessoas

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

MBA em Gestão de Unidades de Saúde. 2ª Edição

MBA em Gestão de Unidades de Saúde. 2ª Edição MBA em Gestão de Unidades de Saúde 2ª Edição Funchal Junho de 2011 CURSO DE GESTÃO DE UNIDADES DE SAÚDE Justificação Num contexto de especial complexidade socio-económica, encontram fundamento as preocupações

Leia mais

de CriAtividade ABRINDO PORTAS PARA O FUTURO!

de CriAtividade ABRINDO PORTAS PARA O FUTURO! ABRINDO PORTAS PARA O FUTURO! PROMOTOR O Torrance Center (www.tcportugal.org) é uma associação científico-pedagógica, sem fins lucrativos, que tem por objetivo promover o desenvolvimento da criatividade

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA INTEGRAR POOL DE VOLUNTÁRIOS INTERNACIONAIS PARA MISSÕES DE EMERGÊNCIA

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA INTEGRAR POOL DE VOLUNTÁRIOS INTERNACIONAIS PARA MISSÕES DE EMERGÊNCIA TERMOS DE REFERÊNCIA PARA INTEGRAR POOL DE VOLUNTÁRIOS INTERNACIONAIS PARA MISSÕES DE EMERGÊNCIA A AMI é uma Organização Não Governamental (ONG) portuguesa, privada, independente, apolítica e sem fins

Leia mais

MARKETING SOCIAL O QUE É? PARA QUE SERVE? COMO SE FAZ?

MARKETING SOCIAL O QUE É? PARA QUE SERVE? COMO SE FAZ? MARKETING SOCIAL Prof. Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM) O Marketing está presente nas nossas vidas (como consumidores, como profissionais, como gestores ou como empresários) há

Leia mais

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II PARTILHA DE EXPERIÊNCIAS E APRENDIZAGEM SOBRE O DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL O URBACT permite que as cidades europeias trabalhem em conjunto e desenvolvam

Leia mais

Os novos desafios do secretariado profissional

Os novos desafios do secretariado profissional www.pwc.pt/academy Os novos desafios do secretariado profissional Lisboa, 19 e 26 de fevereiro de 2013 Academia da PwC Um programa que mobiliza competências de eficiência pessoal e profissional apoiando

Leia mais

Criando Oportunidades

Criando Oportunidades Criando Oportunidades Clima, Energia & Recursos Naturais Agricultura & Desenvolvimento Rural Mercados de Trabalho & Sector Privado e Desenvolvimento Sistemas Financeiros Comércio & Integração Regional

Leia mais

Portugal Inovação Social

Portugal Inovação Social Portugal Inovação Social Inovação e Empreendedorismo Social no Portugal2020 Filipe Santos Presidente da Portugal Inovação Social II fórum de empreendedorismo social AMP2020 29 de Junho de 2015 Fundação

Leia mais

CRIA O TEU PROJETO SOCIAL

CRIA O TEU PROJETO SOCIAL A MUDANÇA ÉS! SPIRIT 16 UMA FORMAÇÃO EM EMPREENDEDORISMO SOCIAL CRIA O TEU PROJETO SOCIAL COM IMPLEMENTAÇÃO EM SÃO TOMÉ www.wact.pt WACT - WE ARE CHANGING TOGHETER QUEM É A WACT E EM QUE ACREDITA? A WACT

Leia mais

Alimentamos Resultados

Alimentamos Resultados Alimentamos Resultados www..pt Somos uma equipa que defende que cada empresa é única, tem as suas características e necessidades e por isso cada projeto é elaborado especificamente para cada cliente. Feed

Leia mais

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE Av. Barbacena, 472 8º andar Barro Preto CEP: 30190-130 Belo Horizonte/MG Tel.: 3253.4917 E-mail: renata.gontijo@cemigsaude.org.br Portal Corporativo: www.cemigsaude.org.br

Leia mais

TRANSFORME A SUA CARREIRA. mba.aese.pt

TRANSFORME A SUA CARREIRA. mba.aese.pt TRANSFORME A SUA CARREIRA mba.aese.pt XVEXECUTIVE MBA Com a colaboração: O Executive MBA desenvolve as competências próprias da Alta Direção e prepara líderes para aceder a novos cargos e desafios de maior

Leia mais

Prioridades estratégicas da AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL 2013 2015

Prioridades estratégicas da AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL 2013 2015 Prioridades estratégicas da AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL 2013 2015 VISÃO Prioridades estratégicas 2013-2015 Breve enquadramento e contextualização O mundo não muda sozinho - é um dos mais conhecidos

Leia mais

Elétrica montagem e manutenção ltda. AVALIAÇÃO DE COLABORADORES

Elétrica montagem e manutenção ltda. AVALIAÇÃO DE COLABORADORES AVALIAÇÃO DE COLABORADORES RESUMO A preocupação com o desempenho dos colaboradores é um dos fatores que faz parte do dia-a-dia da nossa empresas. A avaliação de desempenho está se tornando parte atuante

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL Curso: Tecnologia Social e Educação: para além dos muros da escola Resumo da experiência de Avaliação do Programa "Apoio

Leia mais

COMO CAPACITAR AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS PARA SE TORNAREM APTAS PARA RECEBER INVESTIMENTO? Carlos Azevedo carlos@ies-sbs.org Diretor Académico IES- SBS

COMO CAPACITAR AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS PARA SE TORNAREM APTAS PARA RECEBER INVESTIMENTO? Carlos Azevedo carlos@ies-sbs.org Diretor Académico IES- SBS COMO CAPACITAR AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS PARA SE TORNAREM APTAS PARA RECEBER INVESTIMENTO? Carlos Azevedo carlos@ies-sbs.org Diretor Académico IES- SBS ECONOMIA CONVERGENTE ONDE NASCE A INOVAÇÃO SOCIAL?

Leia mais

A Business Intuition e os verdadeiros segredos do Made in Italy

A Business Intuition e os verdadeiros segredos do Made in Italy MILÃO - SÃO PAULO A perfeição é feita de pequenos detalhes - não é apenas um detalhe. Michelangelo Buonarroti A Business Intuition e os verdadeiros segredos do Made in Italy UM MBA INÉDITO NO MUNDO A criatividade

Leia mais

Resumo de conclusões e questionamentos

Resumo de conclusões e questionamentos Resumo de conclusões e questionamentos Abertura - Vídeo do príncipe de Gales 1 - Mudanças climáticas ilustram necessidade de tratar sustentabilidade no contexto empresarial com veemência. Precisamos de

Leia mais

Apoio Institucional:

Apoio Institucional: Apoio Institucional: YA ENTREPRENEURSHIP SCHOOL Enquadramento Os Parceiros A YA Entrepreneurship School é um projeto fruto de uma parceria entre o Audax e a UPAJE que pretende fomentar o empreendedorismo

Leia mais

I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA CPLP CARTA DE PORTO ALEGRE

I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA CPLP CARTA DE PORTO ALEGRE I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA CPLP CARTA DE PORTO ALEGRE O I Seminário Internacional de Educação Superior na Comunidade de Países de Língua

Leia mais

SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA

SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA O primeiro requisito para venda de uma empresa, total ou parcialmente, é apresentá-la de forma atraente,

Leia mais

Microcrédito Damos Rumo à Vida

Microcrédito Damos Rumo à Vida Microcrédito Damos Rumo à Vida 1 Microcrédito no Millennium bcp O Microempreendedor e o seu perfil Empreendedorismo Dar Rumo à Vida Resultados Conclusões 2 Microcrédito no Millennium bcp Responsabilidade

Leia mais

LÍDERES DA CPLP ENCONTRO DE JOVENS. Este desafio é nosso! Iº ENCONTRO DE JOVENS LÍDERES COMUNIDADE DE PAÍSES DA CPLP NA DIÁSPORA PORTUGUESA

LÍDERES DA CPLP ENCONTRO DE JOVENS. Este desafio é nosso! Iº ENCONTRO DE JOVENS LÍDERES COMUNIDADE DE PAÍSES DA CPLP NA DIÁSPORA PORTUGUESA ENCONTRO DE JOVENS Iº ENCONTRO DE JOVENS LÍDERES COMUNIDADE DE PAÍSES DA CPLP NA DIÁSPORA PORTUGUESA Aveiro, 22 a 24 de Junho de UNIVERSIDADE DE AVEIRO Entidades Promotoras Parceiros Apoios O que é o Festival

Leia mais