Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável."

Transcrição

1

2 GREEN PROJECT AWARDS BRASIL Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável.

3 CANDIDATURAS 201 INSCRIÇÕES NO PRIMEIRO ANO INSCRIÇÕES FEITAS NO SITE: O candidato preencheu um formulário com seus dados pessoais e/ou da empresa e respondeu às questões correspondente à sua categoria. Caso considere que facilite a avaliação da Comissão Julgadora pode enviar links ou informação em anexo.

4 NÚMERO DE PARTICIPAÇÕES % PESSOA FÍSICA 67% PESSOA JURÍDICA

5 ORGANIZAÇÃO APOIO PARCEIROS MÍDIA PARTNERS 2012

6 SEGUNDA EDIÇÃO

7 PRESENÇA INTERNACIONAL EM 5 PAÍSES PORTUGAL CABO VERDE ANGOLA BRASIL MOÇAMBIQUE

8 ORGANIZAÇÃO ENRAIZADA NO PAÍS Instituição de caráter multidisciplinar, integrante do Ministério da Ciência e Tecnologia. Desde 1921 tem a finalidade de promover, desenvolver e executar pesquisas, com foco na transferência de tecnologia à sociedade, bem como prestar serviços técnicos especializados e capacitar recursos humanos, com ênfase na inovação. O INT busca soluções tecnológicas que harmonizem crescimento econômico, justiça, bemestar social, conservação ambiental e utilização racional dos recursos naturais, tendo como objetivo o Desenvolvimento Sustentável. A GCI é a consultora portuguesa com maior expertise na criação e implementação de estratégias de Public Engagement. Lançou em 2008, em conjunto com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus, uma iniciativa pioneira em Portugal: o Green Project Awards.

9 NOSSO PARCEIRO ESTRATÉGICO DE COMUNICAÇÃO 75 PAÍSES 120 CIDADES 316 AGÊNCIAS PROFISSIONAIS REDE COM MAIOR NÚMERO DE CLIENTES GLOBAIS HÁ CINCO ANOS CONSECUTIVOS, SEGUNDO A AD AGE

10 OBJETIVOS Criar um movimento para o desenvolvimento sustentável, mobilizando a sociedade civil e as empresas em torno da agenda da sustentabilidade Dar visibilidade às entidades, instituições e pessoas que atuaram positivamente na construção do desenvolvimento sustentável Reforçar o comportamento sustentável dos cidadãos e decisores em geral realizados através da criatividade, inovação e eficácia Envolver os jovens, incentivando-os a adotar e criar práticas sustentáveis

11 Premiar e reconhecer boas práticas em projetos implementados no Brasil comprometidos integralmente com os 3 PILARES DA SUSTENTABILIDADE INCLUSÃO SOCIAL ECONOMIA RESPEITO AO MEIO AMBIENTE

12 5 CATEGORIAS Analisados por uma Comissão Julgadora renomada, os projetos devem visar o desenvolvimento sustentável por meio de sua gestão, conservação e execução. JOVEM PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PRODUTO OU SERVIÇO DE MOBILIZAÇÃO GESTÃO EFICIENTE DE RECURSOS ORGANIZAÇÃO GESTÃO EFICIENTE DE RECURSOS

13 JOVEM Iniciativas e/ou projetos criados e desenvolvidos por jovens ou movimentos universitários em prol da sustentabilidade. ORGANIZAÇÃO

14 Na Categoria JOVEM os critérios de avaliação são: Impacto do Projeto nos três componentes da Sustentabilidade (Ambiental, Econômico e Social) JOVEM Repercussão do Projeto no comportamento/atitude dos cidadãos Integração de soluções inovadoras com recurso a critérios ambientais, econômicos e/ou sociais Relação entre os benificios gerados e os custos associados ao Projeto Reprodutibilidade do Projeto Apoios e Parcerias ORGANIZAÇÃO

15 PESQUISA E DESENVOLVIMENTO Projetos que já tenham sido temas de dissertação ou publicação científica. ORGANIZAÇÃO

16 Na Categoria PESQUISA E DESENVOLVIMENTO os critérios de avaliação são: Impacto do Projeto nos três componentes da Sustentabilidade (Ambiental, Econômico e Social) PESQUISA E DESENVOLVIMENTO Repercussão esperada do Projeto no comportamento/atitude dos cidadãos Aplicação de práticas inovadoras para o aumento da eficiência no uso de energia, água, materiais e para a redução da produção de resíduos e outros critérios ambientalmente relevantes Introdução de práticas sociais inovadoras Publicação em revistas ou outros títulos com arbitragem científica Potencialidade da aplicação do Projeto ORGANIZAÇÃO

17 PRODUTO OU SERVIÇO Projetos já concretizados, nas áreas de desenvolvimento social, economia, ética e ambiental. ORGANIZAÇÃO

18 Na Categoria PRODUTO OU SERVIÇO os critérios de avaliação são: Impacto do Projeto nos três componentes da Sustentabilidade (Ambiental, Econômico e Social) Repercussão do Projeto no comportamento/atitude dos cidadãos PRODUTO OU SERVIÇO Integração de soluções inovadoras para o aumento da eficiência no uso de energia, água, materiais e para a redução da produção de resíduos e outros critérios ambientalmente relevantes Introdução de práticas sociais inovadoras Relação entre os benefícios gerados e os custos associados ao Projeto Reprodutibilidade do Projeto Serão valorizados produtos ou serviços de entidades cuja missão principal não seja de natureza ambiental ou social ORGANIZAÇÃO

19 DE MOBILIZAÇÃO Campanhas e ações de sensibilização e informação. ORGANIZAÇÃO

20 Na Categoria DE MOBILIZAÇÃO os critérios de avaliação são: Impacto da Campanha/Ação nos três componentes da Sustentabilidade (Ambiental, Econômico e Social) Repercussão da Campanha/Ação no comportamento/atitude das comunidades DE MOBILIZAÇÃO Introdução de práticas sociais inovadoras Resultados obtidos Informação qualitativa e quantitativa Características inovadoras da Campanha/Ação (criatividade e originalidade) Reprodutibilidade da Campanha/Ação Serão valorizadas campanhas de comunicação e ações de sensibilização e informação de entidades cuja missão principal não seja de natureza ambiental ou social ORGANIZAÇÃO

21 Soluções inovadoras para o aumento de GESTÃO EFICIENTE DE RECURSOS eficiência no uso de energia, água e materiais, e para a redução na produção de resíduos e outros critérios com impacto no nível das várias dimensões da sustentabilidade (ambiental, social e econômica). ORGANIZAÇÃO

22 Na Categoria GESTÃO EFICIENTE DE RECURSOS os critérios de avaliação são: Impacto do produto, sistema, processo ou projeto nos 3 componentes da Sustentabilidade (Ambiental, Econômico e Social) GESTÃO EFICIENTE DE RECURSOS Integração de soluções inovadoras para o aumento de eficiência no uso de energia, água e materiais, e para a redução da produção de resíduos e outros critérios ambientalmente relevantes Relação entre os benefícios gerados e os custos associados ao programa de Gestão Eficiente de Recursos Reprodutibilidade do produto, sistema, processo ou projeto Repercussão da Gestão Eficiente de Recursos no comportamento/atitude dos cidadãos ORGANIZAÇÃO

23 JOVENS E ESTUDANTES EMPRESAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO E PESQUISA SOCIEDADE ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA / LOCAL ONGs ORGANIZAÇÃO REDE

24 ABRANGÊNCIA NACIONAL E INTERNACIONAL ABORDAGEM INTEGRADA DA AGENDA DE SUSTENTABILIDADE ENVOLVIMENTO DE JOVENS E ESTUDANTES ENVOLVIMENTO MULTISTAKEHOLDER SELO DE PARTICIPAÇÃO NO GPA CONSTRUÇÃO DE CREDIBILIDADE FOMENTO DE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS ORGANIZAÇÃO REDE

25 ABRANGÊNCIA NACIONAL E INTERNACIONAL AS MELHORES PRÁTICAS NACIONAIS BASEADAS NA DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS E PERMITINDO OU INSPIRANDO REPLICAÇÕES, GANHANDO INCLUSIVE VISIBILIDADE INTERNACIONAL ORGANIZAÇÃO REDE

26 ABORDAGEM INTEGRADA DA AGENDA DE SUSTENTABILIDADE LÓGICA INTEGRADA PROJETOS QUE REFLETEM ABORDAGENS HOLÍSTICAS RESOLVENDO / ESTRUTURANDO OS TEMAS ASSOCIADOS AOS 3 PILARES DA SUSTENTABILIDADE. ORGANIZAÇÃO REDE

27 ENVOLVIMENTO DE JOVENS E ESTUDANTES DESTAQUE ÀS S INDIVIDUAIS E A MOVIMENTOS DOS MAIS JOVENS NOS TEMAS DA SUSTENTABILIDADE LEVA A AGENDA DA SUSTENTABILIDADE AOS LOCAIS, REAIS E VIRTUAIS, ONDE OS JOVENS SE ENCONTRAM PROMOVE, COM OS PARCEIROS A POTENCIAÇÃO DAS S E DOS MOVIMENTOS DOS JOVENS ORGANIZAÇÃO REDE

28 ENVOLVIMENTO MULTISTAKEHOLDER MOBILIZAÇÃO NACIONAL PARA A TEMÁTICA DA SUSTENTABILIDADE CRIAÇÃO DE PARCERIAS ESTRATÉGICAS COM ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS ESTIMULAR O COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÃO NAS SUAS DIFERENTES PERSPECTIVAS REFORÇAR O INTERESSE DO GRANDE PÚBLICO NA TEMÁTICA E NO PRÊMIO ATIVAÇÃO DAS REDES SOCIAIS E BLOGGERS ORGANIZAÇÃO REDE

29 SELO DE PARTICIPAÇÃO NO GPA SELO QUE DESTACA E DIFERENCIA O ENVOLVIMENTO DAS EMPRESAS EM PROJETOS SUSTENTÁVEIS MARCA QUE ESTAMPA O ENGAJAMENTO DOS CANDIDATOS DESDE O PRIMEIRO ANO DE GPA ORGANIZAÇÃO REDE

30 CONSTRUÇÃO DE CREDIBILIDADE FOMENTO DE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS CREDIBILIDADE ATRAVÉS DE PARCERIAS, DA COMPENSAÇÃO DE CARBONO E VIA TRANSPARÊNCIA DO PROCESSO / AUDITORIA EXTERNA E TAMBÉM PELO REFORÇO DE VALORES CORPORATIVOS COM A PREMIAÇÃO FOMENTO DE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS ATRAVÉS DA INTERAÇÃO COM O PÚBLICO JOVEM E RECONHECIMENTO DO SEU TRABALHO E DA DIVULGAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS NA SOCIEDADE ORGANIZAÇÃO REDE

31 PREPARO DE INFORMAÇÕES SETEMBRO EVENTO DE APRESENTAÇÃO ABERTURA PARA CANDIDATURAS INÍCIO DA CAMPANHA DE PUB MARÇO AUDITORIA E AVALIAÇÕES JÚRI MAIO OUTUBRO E NOVEMBRO E DEZEMBRO ABRIL JUNHO AGOSTO ANGARIAÇÃO DE PATROCÍNIOS E APOIOS FINAL DAS INSCRIÇÕES AVALIAÇÕES JÚRI CERIMÔNIA COM VENCEDORES ORGANIZAÇÃO REDE CALENDÁRIO

32 IR DE ENCONTRO AOS OBJETIVOS DO GPA ORGANIZAÇÃO REDE CALENDÁRIO

33 GREEN PROJECT AWARDS BRASIL INCENTIVAR O CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL DO BRASIL ORGANIZAÇÃO REDE CALENDÁRIO

34 ORGANIZAÇÃO APOIO PARCEIROS MÍDIA PARTNERS ORGANIZAÇÃO REDE CALENDÁRIO

35 OBRIGADO!

BRASIL JUNTOS PELO BRASIL

BRASIL JUNTOS PELO BRASIL JUNTOS PELO O Green Project Awards (GPA) é uma plataforma de multi-stakeholders que permite a criação de um movimento para o desenvolvimento sustentável. O grande diferencial do GPA é que ele coloca os

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

Regulamento do GREEN PROJECT AWARDS Brasil

Regulamento do GREEN PROJECT AWARDS Brasil Regulamento do GREEN PROJECT AWARDS Brasil A GCI em parceria com o Instituto Nacional de Tecnologia (INT) institui um Prêmio de reconhecimento de boas práticas em projetos que promovam o desenvolvimento

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE

REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE Os Amigos do Cáster em parceria com a Câmara Municipal de Ovar criam o PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE, inserido no âmbito do Programa Integrado de

Leia mais

ANEXO. Regulamento do Prémio Jerónimo Martins/GPA Investigação e Desenvolvimento Sustentável

ANEXO. Regulamento do Prémio Jerónimo Martins/GPA Investigação e Desenvolvimento Sustentável ANEXO Regulamento do Prémio Jerónimo Martins/GPA Investigação e Desenvolvimento Sustentável Preâmbulo A GCI, Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Quercus (Associação Nacional de Conservação da Natureza),

Leia mais

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras Ideias Criativas em Práticas Inovadoras O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal é promovido anualmente, desde 1996, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com o Ministério

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

Regulamento. ARTIGO 1 (Objecto) O NUTRITION AWARDS, tem os seguintes objectivos:

Regulamento. ARTIGO 1 (Objecto) O NUTRITION AWARDS, tem os seguintes objectivos: Regulamento A Associação Portuguesa dos Nutricionistas e o Grupo GCI Gestores de Comunicação Integrada, com o apoio institucional do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, em parceria com a Direcção-Geral

Leia mais

Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal

Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal A Fundação Escola Nacional de Administração Pública (Enap) torna público o regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal.

Leia mais

REGULAMENTO. Selo de Reconhecimento de Práticas e Atos pelo Desperdício Alimentar Zero

REGULAMENTO. Selo de Reconhecimento de Práticas e Atos pelo Desperdício Alimentar Zero REGULAMENTO Selo de Reconhecimento de Práticas e Atos pelo Desperdício Alimentar Zero A Secretaria de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar, no seguimento do Compromisso Prevenir Desperdício

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção Geral de Educação (DGE), o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), a Quercus, e o Green Project Awards (GPA),

Leia mais

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS 2014 1 Índice 1. Contexto... 3 2. O Programa Cidades Sustentáveis (PCS)... 3 3. Iniciativas para 2014... 5 4. Recursos Financeiros... 9 5. Contrapartidas... 9 2 1. Contexto

Leia mais

REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE

REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE 1 REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE A Escola de Contas Públicas Professor Barreto Guimarães (ECPBG) torna público o regulamento do 1º Concurso Inovação no TCE-PE, que será regido de acordo com

Leia mais

Modalidade Franqueado

Modalidade Franqueado PRÊMIO o cumprimento ABF DESTAQUE de todos os critérios FRANCHISING deste Categoria regulamento, selecionando Sustentabilidade os melhores trabalhos. Modalidade Franqueado REGULAMENTO Objetivos O Prêmio

Leia mais

Nossa Visão. E, por meio da Divisão Global Santander Universidades, reforça seu compromisso com a comunidade acadêmica

Nossa Visão. E, por meio da Divisão Global Santander Universidades, reforça seu compromisso com a comunidade acadêmica Nossa Visão O Santander acredita que o investimento no ensino superior é a forma mais direta e eficaz de apostar no desenvolvimento nos 20 países em que está presente E, por meio da Divisão Global Santander

Leia mais

SELO SOCIAL VIRAVIDA. Você acaba de chegar ao SELO SOCIAL VIRAVIDA SELO SOCIAL VIRAVIDA REGULAMENTO

SELO SOCIAL VIRAVIDA. Você acaba de chegar ao SELO SOCIAL VIRAVIDA SELO SOCIAL VIRAVIDA REGULAMENTO SELO SOCIAL VIRAVIDA BOAS VINDAS! Você acaba de chegar ao SELO SOCIAL VIRAVIDA SELO SOCIAL VIRAVIDA REGULAMENTO 1. DO SELO 1. O Selo Social ViraVida é uma iniciativa do Serviço Social da Indústria - SESI,

Leia mais

Para inscrever o projeto ambiental de sua organização no 23º Prêmio Expressão de Ecologia, basta seguir as orientações deste regulamento.

Para inscrever o projeto ambiental de sua organização no 23º Prêmio Expressão de Ecologia, basta seguir as orientações deste regulamento. REGULAMENTO Apresentação Reconhecido pelo Ministério do Meio Ambiente, o Prêmio Expressão de Ecologia é realizado anualmente pela Editora Expressão desde 1993, um ano após a Rio 92, a conferência da ONU

Leia mais

Nossa Visão. E, por meio da Divisão Global Santander Universidades, reforça seu compromisso com a comunidade acadêmica

Nossa Visão. E, por meio da Divisão Global Santander Universidades, reforça seu compromisso com a comunidade acadêmica Nossa Visão O Santander acredita que o investimento no ensino superior é a forma mais direta e eficaz de apostar no desenvolvimento nos 20 países em que está presente E, por meio da Divisão Global Santander

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Dois temas centrais foram selecionados para o debate na conferência de 2012:

APRESENTAÇÃO. Dois temas centrais foram selecionados para o debate na conferência de 2012: Comércio + Sustentável APRESENTAÇÃO A Rio+20, como é chamada a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, vai ser realizada no Rio de Janeiro em junho de 2012. Exatos vinte anos

Leia mais

A edição 2012 do Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros terá três categorias:

A edição 2012 do Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros terá três categorias: Regulamento Uma das premissas do mercado segurador é prever riscos e proteger pessoas e patrimônios. A essência dessa atividade caminha em consonância com os princípios da sustentabilidade. Não é por acaso

Leia mais

CAMPANHA DE SUSTENTABILIDADE (mudança no título antes chamada de Campanha Indústria Farmacêutica & Iniciativas de Responsabilidade Corporativa)

CAMPANHA DE SUSTENTABILIDADE (mudança no título antes chamada de Campanha Indústria Farmacêutica & Iniciativas de Responsabilidade Corporativa) CAMPANHA DE SUSTENTABILIDADE (mudança no título antes chamada de Campanha Indústria Farmacêutica & Iniciativas de Responsabilidade Corporativa) A categoria SUSTENTABILIDADE é a antiga categoria Indústria

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO 1. Objetivo O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, instituições sem fins lucrativos

Leia mais

Missão UP Unidos pelo Planeta

Missão UP Unidos pelo Planeta Missão UP Unidos pelo Planeta 1 Missão UP Unidos pelo Planeta A Galp Energia pretende contribuir para uma mudança dos comportamentos relacionados com a eficiência no consumo de energia, através de um projeto

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

Crescimento significativo da população em idade economicamente ativa.

Crescimento significativo da população em idade economicamente ativa. O Brasil hoje é palco de um dos mais impressionantes fenômenos de empreendedorismo em todo o mundo. Esse movimento é reflexo de uma série de transformações demográficas e socioeconômicas que propiciam

Leia mais

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE Prêmio Socioambiental CHICO MENDES PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE REGULAMENTO 1 DO PROMOTOR E OBJETIVOS 1.1 - A realização da

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social - 2013 Regulamento

Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social - 2013 Regulamento 1. Do Conceito de Tecnologia Social 1.1 Tecnologia Social compreende produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de

Leia mais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Relatório de Comunicação e Engajamento COE Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Declaração de Apoio Continuo do Presidente 21/08/2015 Para as partes interessadas: Tenho o prazer de confirmar

Leia mais

Guia EXAMEde Sustentabilidade. Processo2014

Guia EXAMEde Sustentabilidade. Processo2014 Guia EXAMEde Sustentabilidade Processo2014 Agenda O Guia O GVces Processo 2014 Novidades Cronograma Dúvidas O Guia O Guia Omais abrangente levantamento das empresas com melhores práticas em sustentabilidade

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO Objetivo: O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs e inventores

Leia mais

II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade. Tema: Uso Sustentável da Água. Regulamento do Concurso de Ideias

II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade. Tema: Uso Sustentável da Água. Regulamento do Concurso de Ideias II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade Tema: Uso Sustentável da Água Regulamento do Concurso de Ideias (Aberto a todos os cidadãos) 1. O que é? O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

Prêmio Ouvidorias Brasil. Edição 2015

Prêmio Ouvidorias Brasil. Edição 2015 Prêmio Ouvidorias Brasil Edição 2015 1. Inscrições a) Quem poderá participar do Prêmio Ouvidorias Brasil edição 2015? Poderá se inscrever e participar do Prêmio Ouvidorias Brasil edição 2015 organizações

Leia mais

2014/15. Nesta. A quem se dirige? O Projeto Nós. municípios onde. locais; Geografia; Quem

2014/15. Nesta. A quem se dirige? O Projeto Nós. municípios onde. locais; Geografia; Quem Projetoo Nós Propomos! Cidadania, Sustentabilidadee e Inovação na Educação Geográfica 2014/15 Quem o promove? Nesta sua 4ª edição, o Projeto Nós Propomos! Cidadania, SustentabiliS idade e Inovação na Educação

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

critérios para indicação referem-se à abrangência e qualidade do trabalho, sua permanência, amplitude e articulação das ações.

critérios para indicação referem-se à abrangência e qualidade do trabalho, sua permanência, amplitude e articulação das ações. Art. 1º O Prêmio VIVALEITURA foi criado por meio da Portaria Interministerial nº 214, de 23 de novembro de 2005, publicado no D.O.U. de 28.11.2005, do Ministério da Cultura e do Ministério da Educação.

Leia mais

SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS CRITÉRIOS DE SELEÇÃO (PI 1.2, 3.1, 3.2, 3.3 E 8.5) CA 9.03.2015 Versão Definitiva Consulta escrita Maio.

SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS CRITÉRIOS DE SELEÇÃO (PI 1.2, 3.1, 3.2, 3.3 E 8.5) CA 9.03.2015 Versão Definitiva Consulta escrita Maio. SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS CRITÉRIOS DE SELEÇÃO (PI 1.2, 3.1, 3.2, 3.3 E 8.5) CA 9.03.2015 Versão Definitiva Consulta escrita Maio.2015 19 JUNHO DE 2015 Página 1 de 9 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO

Leia mais

REGULAMENTO 1º PRÊMIO SPORT INFRATECH DE INFRAESTRUTURA ESPORTIVA

REGULAMENTO 1º PRÊMIO SPORT INFRATECH DE INFRAESTRUTURA ESPORTIVA REGULAMENTO 1º PRÊMIO SPORT INFRATECH DE INFRAESTRUTURA ESPORTIVA 1. OBJETIVOS O 1º Prêmio Sport Infratech de Infraestrutura Esportiva visa reconhecer o esforço de organizações e profissionais envolvidos

Leia mais

Integração de uma abordagem de género na gestão de recursos hídricos e fundiários Documento de Posição de organizações e redes dos PALOPs

Integração de uma abordagem de género na gestão de recursos hídricos e fundiários Documento de Posição de organizações e redes dos PALOPs Integração de uma abordagem de género na gestão de recursos hídricos e fundiários Documento de Posição de organizações e redes dos PALOPs Isabel Dinis, ACTUAR Lisboa, 3 de Junho de 2010 ACTUAR - ASSOCIAÇÃO

Leia mais

(Publicada no D.O.U em 30/07/2009)

(Publicada no D.O.U em 30/07/2009) MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS RESOLUÇÃO N o 98, DE 26 DE MARÇO DE 2009 (Publicada no D.O.U em 30/07/2009) Estabelece princípios, fundamentos e diretrizes para a educação,

Leia mais

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC 6 6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC Promoção Apoio Apresentação Com a criação do Dia Municipal do Empreendedor, e também encaminhado no âmbito estadual e nacional, a ACIB Jovem consolida um esforço

Leia mais

1. DOS OBJETIVOS 2. DO FORMATO

1. DOS OBJETIVOS 2. DO FORMATO O presente regulamento tem por objetivo estabelecer as regras que regerão o evento Be The Maker, a ser promovido pela Universidade de São Paulo, por meio da Agência USP de Inovação, pessoa jurídica de

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO SESI. Reconhecendo Parcerias, Transformando Vidas. REGULAMENTO

CONSELHO NACIONAL DO SESI. Reconhecendo Parcerias, Transformando Vidas. REGULAMENTO CONSELHO NACIONAL DO SESI Reconhecendo Parcerias, Transformando Vidas. Um Selo que surge para reconhecer o trabalho das pessoas e instituições que, em parceria com o SESI, constroem pontes para que adolescentes

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ)

Leia mais

REGULAMENTO 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015

REGULAMENTO 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 REGULAMENTO 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 Resumo do Prêmio O Prêmio Empresa Cidadã ADVB/SC 2015 vai homenagear as empresas catarinenses que fazem da responsabilidade social o seu melhor exemplo,

Leia mais

Prémio Redes para o Desenvolvimento

Prémio Redes para o Desenvolvimento Prémio Redes para o Desenvolvimento Regulamento 6 de outubro de 2015 www.redesparaodesenvolvimento.org Este Prémio é lançado no âmbito do Projeto Redes para o Desenvolvimento: Educação Global para uma

Leia mais

GUIA DO PRÊMIO ODM BRASIL

GUIA DO PRÊMIO ODM BRASIL GUIA DO PRÊMIO ODM BRASIL 4ª Edição QUANDO O BRASIL SE JUNTA, TODO MUNDO GANHA. Secretaria-Geral da Presidência da República Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) Movimento Nacional

Leia mais

PRÊMIO TALENTO EM SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO 2015

PRÊMIO TALENTO EM SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO 2015 PRÊMIO TALENTO EM SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO 2015 1. O PRÊMIO O Prêmio Talento em Sustentabilidade foi criado para reconhecer o trabalho de empregados, estagiários e terceiros do Grupo Votorantim que

Leia mais

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS (Aberto a todos os Cidadãos) 1. O QUE É: O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de

Leia mais

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade).

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). Coordenação Sindicato dos Centros de Formação de Condutores

Leia mais

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II PARTILHA DE EXPERIÊNCIAS E APRENDIZAGEM SOBRE O DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL O URBACT permite que as cidades europeias trabalhem em conjunto e desenvolvam

Leia mais

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA UNIVERSIDADE DO PORTO PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA LITERACIA FINANCEIRA DA U.PORTO Outubro de 2012 Enquadramento do programa na Estratégia Nacional de Formação Financeira Plano Nacional de Formação Financeira

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados;

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados; VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos e electrónicos, oferecendo

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) procura

Leia mais

- Um caso de sucesso de empreendedorismo social -

- Um caso de sucesso de empreendedorismo social - - Um caso de sucesso de empreendedorismo social - 9 de Junho de 009 . O empreendedorismo social 0 O empreendedorismo social O que resultaria da fusão do sentido criativo e empreendedor de Richard Branson

Leia mais

Prémio Inovação em Intervenção Psicológica

Prémio Inovação em Intervenção Psicológica Prémio Inovação em Intervenção Psicológica ABRIL 2015 Índice 03 05 11 1. Programa OPP Inovação em Intervenção Psicológica 1.1. Prémio Inovação em Intervenção Psicológica 1.2. Summer Camp - Inovação em

Leia mais

DESAFIO PORTO DIGITAL PARA SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES

DESAFIO PORTO DIGITAL PARA SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES DESAFIO PORTO DIGITAL PARA SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES Porto Digital Recife, Maio de 2011 1. OBJETIVOS O DESAFIO PORTO DIGITAL PARA SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES, promovido pelo Porto Digital, visa reconhecer

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária PROGRAMA ESCOLA + Voluntária 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária para com o próximo, participando de

Leia mais

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO Programa de Educação Ambiental Interno Condicionante 57 LO 417/2010 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA 05 3. REGULAMENTO APLICÁVEL 06 3.1. FEDERAL

Leia mais

O presente documento constitui o Regulamento da 7ª edição do Prémio Boas Práticas no Sector Público.

O presente documento constitui o Regulamento da 7ª edição do Prémio Boas Práticas no Sector Público. 7ª edição Prémio Boas Práticas no Sector Público O presente documento constitui o Regulamento da 7ª edição do Prémio Boas Práticas no Sector Público. Aconselhamos a sua leitura antes de iniciar o processo

Leia mais

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE CLUSTER ENERGÉTICO DE BEJA OPORTUNIDADES SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA E CRESCIMENTO ECONÓMICO A sustentabilidade energética e climática é um desígnio estratégico duplo significado. Por um lado, desenvolvimento

Leia mais

Sustentabilidade e formação de lideranças

Sustentabilidade e formação de lideranças Sustentabilidade e formação de lideranças ForGRAD Fórum de Pró-Reitores de Graduação das Universidades Brasileiras Foz do Iguaçu, 24 de novembro de 2011 O MUNDO MUDOU... A sociedade se organiza em redes,

Leia mais

Francisco Cardoso SCBC08

Francisco Cardoso SCBC08 Formando profissionais para a sustentabilidade Prof. Francisco CARDOSO Escola Politécnica da USP Francisco Cardoso SCBC08 1 Estrutura da apresentação Objetivo Metodologia Resultados investigação Conclusão:

Leia mais

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da - 1 - Prêmio CNSeg 2012 Empresa: Grupo Segurador BBMAPFRE Case: Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE Introdução A Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE foi concebida em 2009 para disseminar o conceito

Leia mais

EDITAL SENAI SESI DE INOVAÇÃO. Caráter inovador projeto cujo escopo ainda não possui. Complexidade das tecnologias critério de avaliação que

EDITAL SENAI SESI DE INOVAÇÃO. Caráter inovador projeto cujo escopo ainda não possui. Complexidade das tecnologias critério de avaliação que ANEXO II Caráter inovador projeto cujo escopo ainda não possui registro em base de patentes brasileira. Também serão considerados caráter inovador para este Edital os registros de patente de domínio público

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

P l a n o 2 0 1 4 FUNDAÇÃO LUSO

P l a n o 2 0 1 4 FUNDAÇÃO LUSO P l a n o 2 0 1 4 FUNDAÇÃO LUSO 1 Ações novidade no Plano de 2014 Ambiente Protocolo da Fundação Luso & Quercus Desenvolvimento de ações de valorização do ecossistemas na serra do Buçaco e a plantação

Leia mais

Engajamento com Partes Interessadas

Engajamento com Partes Interessadas Instituto Votorantim Engajamento com Partes Interessadas Eixo temático Comunidade e Sociedade Principal objetivo da prática Apoiar o desenvolvimento de uma estratégia de relacionamento com as partes interessadas,

Leia mais

1º Prêmio de Comunicação - Grupo SMS 2014

1º Prêmio de Comunicação - Grupo SMS 2014 1º Prêmio de Comunicação - Grupo SMS 2014 1 INTRODUÇÃO O 1º Prêmio de Comunicação Grupo SMS 2014, com o tema Mobilidade Urbana é uma iniciativa do Grupo SMS, formado pelas empresas Auto Viação Salineira,

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

Está vedada a participação das empresas e instituições que tenham sido vencedoras regionais e nacionais no Prêmio FINEP de Inovação 2009.

Está vedada a participação das empresas e instituições que tenham sido vencedoras regionais e nacionais no Prêmio FINEP de Inovação 2009. Regulamento O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs e inventores brasileiros, desenvolvidos

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O Premiação para associações comunitárias, empreendedores sociais, institutos de pesquisa, micro e pequenas empresas, ONGs e universidades sobre Iniciativas Inovadoras em Sustentabilidade R E G U L A M E

Leia mais

Plano de Sustentabilidade da Unilever

Plano de Sustentabilidade da Unilever Unilever Plano de Sustentabilidade da Unilever Eixo temático Governança Principal objetivo da prática Para a Unilever, o crescimento sustentável e lucrativo requer os mais altos padrões de comportamento

Leia mais

II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO -

II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO - II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO - Iniciativa de: Com o apoio de: 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Regulamento Prêmio Bom Design 2015

Regulamento Prêmio Bom Design 2015 Regulamento Prêmio Bom Design 2015 (Projetos de janeiro de 2014 até julho 2015) a. CARACTERIZAÇÃO O Prêmio Bom Design é uma premiação dos trabalhos de graduação e equivalentes das instituições de ensino

Leia mais

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Duarte Rodrigues Vogal da Agência para o Desenvolvimento e Coesão Lisboa, 17 de dezembro de 2014 Tópicos: 1. Portugal

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA O Desafio Criativos da Escola é um concurso promovido pelo Instituto Alana com sede na Rua Fradique Coutinho, 50, 11 o. andar, Bairro Pinheiros São Paulo/SP, CEP

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO A ABRH-ES (Associação Brasileira de Recursos Humanos Seccional Espírito Santo) é integrante do Sistema Nacional ABRH e configura-se como instituição

Leia mais

Enquadramento e critérios de Candidatura

Enquadramento e critérios de Candidatura Enquadramento e critérios de Candidatura A cidadania ativa constitui um elemento chave do reforço da coesão social. O Conselho da União Europeia instituiu o ano de 2011, como Ano Europeu do Voluntariado

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PARA A ECONOMIA CÍVICA PORTUGAL

ASSOCIAÇÃO PARA A ECONOMIA CÍVICA PORTUGAL ASSOCIAÇÃO PARA A ECONOMIA CÍVICA PORTUGAL MISSÃO A Associação para a Economia Cívica Portugal é uma Associação privada, sem fins lucrativos cuja missão é: Promover um novo modelo de desenvolvimento económico

Leia mais

O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal e a dinâmica das inovações no setor público

O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal e a dinâmica das inovações no setor público Escola Nacional de Administração Pública ENAP O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal e a dinâmica das inovações no setor público Elisabete Ferrarezi e Sônia Amorim Congresso de Gestão Pública -

Leia mais

O VALOR DAS VERDADEIRAS PARCERIAS PARA O REFORÇO DAS CAPACIDADAES LOCAIS: A EXPERIÊNCIA DO FOJASSIDA. Pretoria Africa du Sul

O VALOR DAS VERDADEIRAS PARCERIAS PARA O REFORÇO DAS CAPACIDADAES LOCAIS: A EXPERIÊNCIA DO FOJASSIDA. Pretoria Africa du Sul O VALOR DAS VERDADEIRAS PARCERIAS PARA O REFORÇO DAS CAPACIDADAES LOCAIS: A EXPERIÊNCIA DO FOJASSIDA Pretoria Africa du Sul Conteúdo 1. Apresentação da FOJASSIDA 2. Introdução 3. Diferentes formas de parcerias

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

ERP Portugal. Fevereiro 2013

ERP Portugal. Fevereiro 2013 ERP Portugal Fevereiro 2013 1 1 Objetivos Reconhecer e premiar um projeto académico, que se destaque no âmbito da Inovação no Sector da Gestão de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE)

Leia mais

DESAFIO PORTUGAL 2020

DESAFIO PORTUGAL 2020 DESAFIO PORTUGAL 2020 Estratégia Europa 2020: oportunidades para os sectores da economia portuguesa Olinda Sequeira 1. Estratégia Europa 2020 2. Portugal 2020 3. Oportunidades e desafios para a economia

Leia mais

PRÉMIO NACIONAL DE JORNALISMO SOBRE TRIBUTAÇÃO

PRÉMIO NACIONAL DE JORNALISMO SOBRE TRIBUTAÇÃO Pr émio Nacional Jornalismo sobre Tributação PRÉMIO NACIONAL DE JORNALISMO SOBRE TRIBUTAÇÃO I. Justificação 1. A comunicação social desempenha, nos dias de hoje, um papel insubstituível na sociedade, ao

Leia mais

Regulamento do Prêmio Concred Verde

Regulamento do Prêmio Concred Verde Regulamento do Prêmio Concred Verde Brasília-DF, fevereiro de 2012. Para ocorrer desenvolvimento sustentável é preciso comprometimento com uma visão responsável que busca o equilíbrio social e a interação

Leia mais