INVESTIMENTOS PRIVADOS EM AEROPORTOS 1 / 53

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INVESTIMENTOS PRIVADOS EM AEROPORTOS 1 / 53"

Transcrição

1 INVESTIMENTOS PRIVADOS EM AEROPORTOS 1 / 53

2 INVESTIMENTOS PRIVADOS EM AEROPORTOS Sumário 1 - Panorama Mundial da Aviação Civil 2- Situação Atual dos Aeroportos Brasileiros 3 - O Futuros dos Aeroportos Brasileiros 2 / 53

3 PANORAMA MUNDIAL DA AVIAÇÃO CIVIL Projeções de Incremento de Tráfego Aéreo no Mundo e no Brasil 3 / 51

4 RPK (Bilhões) Demanda por Transporte Aéreo Fonte: Embraer A América Latina terá uma das maiores taxas de crescimento de tráfego aéreo de Passageiros do mundo Internacional Intra América Latina Doméstico 8,0% aa 8,5% aa 7,0% aa F 4 / 53

5 NORTH AMERICA EUROPA CIS LATIN AMERICA AFRICA MIDDLE EAST ASIA - PACIFIC 5 / 53

6 Desenvolvimento do Mercado Indices de Crescimento Economia Mundial (PIB) Frota de Aeronaves Número de Passageiros Tráfego Aéreo (RPK) Carga Aérea (RTK) 6 / 53

7 7 / 53

8 8 / 53

9 VENDA DE NOVA AERONAVES POR REGIÃO de 2009 a 2028 Fonte: Airbus 9 / 53

10 10 / 53

11 11 / 53

12 12 / 53

13 Clara Tendência de Crescimento das Linhas Aéreas Regionais EUA TP rotas 1599 aeronaves Rota média 286 km RJ rotas 36 aeronaves Rota média 625 km TP rotas 740 aeronaves Rota média 254 km RJ rotas 1358 aeronaves Rota média 632 km Fonte: Embraer 13 / 53

14 Linhas Aéreas Regionais Europa TP 1995 TP rotas 723 aeronaves Rota média 370 km 2810 rotas 666 aeronaves Rota média 428 km RJ 2005 RJ rotas 294 aeronaves Rota média 717 km 273 rotas 37 aeronaves Rota média 767 km Fonte: Embraer 14 / 53

15 Jatos Passageiros Jatos de Carga TAM 156 TOTAL 5 GOL 94 SKYMASTER 4 WEBJET 20 ABSA 2 AVIANCA 16 MTA 2 AZUL 15 TRIP 4 Total Passageiros 305 Total Cargueiras 13 Fonte: Anac Aeronaves Transporte Regular no Brasil Venda de novas aeronaves para a América Latina De 2010 a 2029 = / 53

16 SITUAÇÃO ATUAL DOS AEROPORTOS BRASILEIROS Série Histórica de Tráfego Aéreo no Brasil 16 / 53

17 Média = 10% ao ano Média = 11% ao ano Média = 5% ao ano 17 / 53

18 Média = 4% ao ano Média = 5% ao ano Média = 4% ao ano 18 / 53

19 Média = -2% ao ano Média = -3% ao ano Média = -1% ao ano 19 / 53

20 20 / 53

21 O FUTURO DOS AEROPORTOS NO BRASIL Com essas perspectivas de crescimento do tráfego aéreo, como estarão os aeroportos brasileiros no futuro? 21 / 53

22 Fonte: ANAC 22 / 53

23 Média = 10% ao ano Média = 5% ao ano +180% +640% 23 / 53

24 Média = 4% ao ano Média = 2% ao ano + 50% + 130% 24 / 53

25 Média = 10% ao ano +180% +640% Média = 5% ao ano 25 / 53

26 Infraero 1º sem 2010 = 23% maior que 1º sem / 53

27 27 / 53

28 CAPACIDADE DOS AEROPORTOS Terminal de Passageiros CAPACIDADE NECESSIDADE NECESSIDADE VCP Viracopos % % BSB Brasilia % % CGH Congonhas % % PLU Pampulha % % NAT Natal % % GRU Guarulhos % % FOR Fortaleza % % CWB Curitiba % % SSA Salvador % % REC Recife % % GIG Galeão % % POA Porto Alegre % % SDU Santos Dumont % % 28 / 53

29 CAPACIDADE DOS AEROPORTOS Pátio de Aeronaves CAPACIDADE NECESSIDADE NECESSIDADE CGH Congonhas % % VCP Viracopos % % BSB Brasilia % % SDU Santos Dumont % % POA Porto Alegre % % GRU Guarulhos % % FOR Fortaleza % % SSA Salvador % % GIG Galeão % % CWB Curitiba % % REC Recife % % NAT Natal % 11 44% PLU Pampulha % 16 21% 29 / 53

30 CAPACIDADE DOS AEROPORTOS Pistas de Pouso CAPACIDADE NECESSIDADE NECESSIDADE CGH Congonhas % % BSB Brasilia % % GRU Guarulhos % % POA Porto Alegre % % GIG Galeão % % VCP Viracopos % % SDU Santos Dumont % % CWB Curitiba % % PLU Pampulha % % REC Recife % % FOR Fortaleza % % SSA Salvador % % NAT Natal % % 30 / 53

31 AEROPORTOS PÚBLICOS NO BRASIL Fonte: ANAC 31 / 53

32 AEROPORTOS COM TRÁFEGO AÉREO REGULAR Fonte: ANAC 32 / 53

33 AEROPORTOS COM TRÁFEGO AÉREO REGULAR 90% do tráfego total de passageiros concentrado em 20 aeroportos Fonte: ANAC 33 / 53

34 O FUTURO DOS AEROPORTOS NO BRASIL Operação de Carga AéreaA O movimento de cargas aéreas está extremamente concentrado em apenas dois aeroportos no país que já estão saturados. 34 / 53

35 Carga Aérea A no Brasil 2009 Carga Aérea (ton) Intern. Domest. Total SBGR - Aeroporto Internacional de Guarulhos SBKP - Aeroporto Internacional de Campinas SBGL - Aeroporto Internacional do Galeão SBEG - Aeroporto Internacional de Manaus SBCT - Aeroporto Internacional de Curitiba SBSV - Aeroporto Internacional de Salvador SBRF - Aeroporto Internacional de Recife SBCF - Aeroporto Internacional de Confins SBVT - Aeroporto de Vitória SBPA - Aeroporto Internacional de Porto Alegre SBPL - Aeroporto de Petrolina SBFZ - Aeroporto Internacional de Fortaleza SBNT - Aeroporto Internacional de Natal SBBR - Aeroporto Internacional de Brasília SBCG - Aeroporto Internacional de Campo Grande SBFI - Aeroporto Internacional de Foz de Iguaçu INFRAERO TOTAL / 53

36 AEROPORTOS COM TRÁFEGO AÉREO REGULAR 75% do tráfego total de cargas internacionais concentrado em apenas 2 aeroportos Fonte: ANAC 36 / 53

37 Adaptações e modernização da infraestrutura aeroportuária são necessárias 37 / 53

38 38 / 53

39 39 / 53

40 Empresas aéreas com preocupação ambiental Flybe s s Econlabelling System 40 / 53

41 NLA s (New Large Aircraft) já em operação 41 / 53

42 Capacidade de Investimento da Infraero 42 / 53

43 Lucro INFRAERO Fonte: Relatórios de Gestão Infraero Fonte: Infraero 43 / 53

44 Passageiros X Investimentos INFRAERO Fonte: Infraero 44 / 53

45 Custo Implantação Aeroporto de Salvador (para atendimento até o ano de 2025) (Fonte: Plano Diretor do Aeroporto - INFRAERO) ITEM DISCRIMINAÇÃO CUSTO TOTAL 1 ÁREA DE MANOBRAS Pista de Pouso R$ Pistas de Rolamento R$ Terraplanagem Total R$ ÁREA TERMINAL Pátio de Aeronaves R$ Terminal de Passageiros R$ Pontes de Embarque R$ Estacionamento de Veículos R$ Sistema Viário R$ Pátio Equipamentos de Rampa R$ Cercas R$ CUTE R$ Reservatório semi enterrado água R$ Estação Tratamento Esgotos R$ SESCINC e SESCINC Remota R$ Torre de Controle R$ Centro de Manutenção R$ Área para Resíduos Sólidos R$ ÁREA SECUNDÁRIA TPS Aviação Geral R$ Pátio de Aeronaves Av. Geral R$ DESAPROPRIAÇÃO Desapropriação de áreas R$ TOTAL R$ / 53

46 Custo Implantação Aeroporto de Viracopos (na configuração final de planejamento) (Fonte: Plano Diretor do Aeroporto - INFRAERO) Pista de pouso e pistas de rolamento R$ Área de teste de motores e inspeção de aeronaves R$ Terminal de passageiros R$ Mini terminais R$ Pátio de aeronaves R$ Edifício garagem R$ Terminal de cargas R$ Lotes cias aéreas e de aviação civil R$ Centro de manutenção R$ SESCINC R$ Lotes do PAA R$ Lotes sistema industrial de apoio R$ Vias de acesso R$ infraestrutura básica R$ Lotes para tratamento de resíduos R$ Controle de acesso R$ Lotes estação ferroviária R$ Lotes aeroporto indústria R$ Lotes área de manutenção e hangaragem R$ TOTAL R$ / 53

47 O FUTURO DOS AEROPORTOS NO BRASIL Conclusão Capacidade dos aeroportos é menor que a necessidade e essa situação está piorando a cada ano. Os investimentos em aeroportos não acompanham o crescimento do tráfego aéreo. Governo não tem recursos suficientes para investimentos em aeroportos. A solução para os aeroportos brasileiros é a concessão à iniciativa privada. Investimentos nos aeroportos existentes e em NOVOS AEROPORTOS com recursos de empresas privadas. 47 / 53

48 CONSELHO DE AVIAÇÃO CIVIL CONAC RESOLUÇÃO No 009/2007 Brasília, 20 de julho de DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA O Conselho de Aviação Civil CONAC, criado pelo Decreto nº 3.564, de 17 de agosto de2000; no uso das atribuições que lhe confere o parágrafo 3º do art. 29 da Lei nº , de 28 de maio de 2003; e considerando o disposto na Lei nº , de 27 de setembro de 2005, RESOLVE: 1. APROVAR as seguintes diretrizes referentes à infra-estrutura aeroportuária: 1.1 O Plano Aeroviário Nacional deverá promover a ordenação dos investimentos, de forma a racionalizá-los nos níveis de governo federal, estadual e municipal e estimular a inversão privada O Plano deverá estimular a construção, exploração e operação de aeródromos públicos pela iniciativa privada, observado o devido processo de homologação. 48 / 53

49 INFRAERO Principais dificuldades para se fazer investimentos Existência de interferências políticas Necessidade de realização de licitações para projetos, construções e aquisição de produtos ou serviços. Atualmente, por causa de corrupções existentes no passado, há um controle rígido dos órgãos governamentoais Não há agilidade na solução dos problemas 49 / 53

50 Perspectivas pós p s eleições Se continuar o governo atual Apesar do governo atual não ser favorável, em tese, às privatizações, discussões sobre o tema continuarão, e as chances de acontecerem as concessões de aeroportos aumentam. 50 / 53

51 Perspectivas pós p s eleições Se mudar o governo atual Aeroportos serão certamente concedidos à iniciativa privada. Podendo ser aeroportos isoladamente ou grupo de aeroportos. 51 / 53

52 Concessões de aeroportos no Brasil - Independência (menores interferências políticas) - Custos menores - Maior eficiência - Maior agilidade na solução de problemas - Consequentemente maiores lucros - Maiores investimentos - Melhores resultados operacionais e econômicos 52 / 53

53 53 / 53

54 Aeroportos Públicos Área (km2/1000) População (milhões) Aeroportos /área Aeroportos /população MG ,2 SP ,8 RS ,6 PR ,8 SC ,3 0,17 5,05 0,35 2,21 0,23 6,04 0,42 6,90 0,11 2,14 54 / 53

55 Eng. Mozart Mascarenhas Alemão Eng. Mozart Mascarenhas Alemão (19) (19)

SENADO FEDERAL Comissão de Serviços de Infra-Estrutura. Brasília, 09 de Julho de 2009

SENADO FEDERAL Comissão de Serviços de Infra-Estrutura. Brasília, 09 de Julho de 2009 SENADO FEDERAL Comissão de Serviços de Infra-Estrutura MODERNIZAÇÃO E EXPANSÃO DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA RIA Brasília, 09 de Julho de 2009 MODERNIZAÇÃO E EXPANSÃO DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA

Leia mais

5º Painel: Marcos regulatórios e Infra-Estrutura Aeroviária

5º Painel: Marcos regulatórios e Infra-Estrutura Aeroviária I Simpósio Infra-Estrutura e Logística no Brasil: DESAFIOS PARA UM PAÍS EMERGENTE 5º Painel: Marcos regulatórios e Infra-Estrutura Aeroviária Novembro 2008 Constituição Federal Aeródromos Públicos - Responsabilidades

Leia mais

Copa do Mundo 2014 Agosto de 2014

Copa do Mundo 2014 Agosto de 2014 Copa do Mundo 2014 Agosto de 2014 Aviação Comercial e GA/BA - 16 aeroportos de cidade sede + 8 de até 200Km terrestre; Exclusivo GA/BA 13 Bases Militares e 5 Aeroportos; Monitorados 53 Aeroportos; Coordenação

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICAP COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E TURISMO

AUDIÊNCIA PÚBLICAP COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E TURISMO AUDIÊNCIA PÚBLICAP COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E TURISMO Brasília, 19 de maio de 2010 1 3 SEGURANÇA OPERACIONAL SAFETY Continua sendo a prioridade na aviação comercial Brasil 0.00 0.00 Hull losses

Leia mais

Code-P0 AEROPORTOS PAC 2

Code-P0 AEROPORTOS PAC 2 Code-P0 AEROPORTOS PAC Atualizado em 05/03/0 0 Code-P ÍNDICE MAPA AEROPORTOS PAC 3 GUARULHOS 4 Projeto Básico do TPS 3 Terraplenagem para construção do TPS 3 Ampliação e Revitalização do Sistema de Pistas

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 VI Seminário ALACPA de Pavimentos Aeroportuários e IV FAA Workshop Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 28 Outubro 2009 Arq. Jonas M. Lopes INFRAERO Aeroportos - Copa do Mundo 2014 Belo Horizonte

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES. Visão Estratégica do Governo do Estado sobre o uso dos Aeroportos do Galeão e Santos Dumont

SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES. Visão Estratégica do Governo do Estado sobre o uso dos Aeroportos do Galeão e Santos Dumont Visão Estratégica do Governo do Estado sobre o uso dos Aeroportos do Galeão e Santos Dumont Delmo Pinho - março, 2009 Cenário Atual da Aviação Mundial 1.167 aeronaves imobilizadas; Número total de jatos

Leia mais

AEROPORTO DE SALVADOR. Caracterização do Empreendimento da 2ª 2 Pista de Pouso e Decolagem

AEROPORTO DE SALVADOR. Caracterização do Empreendimento da 2ª 2 Pista de Pouso e Decolagem Caracterização do Empreendimento da 2ª 2 Pista de Pouso e Decolagem Gerência de Planos Diretores - Sede Abril/2010 Documento de Planejamento Plano Diretor Aeroportuário rio Objetivo Definição Objetivos

Leia mais

Transporte aéreo no Brasil: evolução da oferta, da demanda e do preço

Transporte aéreo no Brasil: evolução da oferta, da demanda e do preço Transporte aéreo no Brasil: evolução da oferta, da demanda e do preço 26ª Reunião Conjunta Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle Comissão de Serviços de Infraestrutura

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária: Desafios e Perspectivas

Infraestrutura Aeroportuária: Desafios e Perspectivas Infraestrutura Aeroportuária: Desafios e Perspectivas 8 de dezembro de 2011 SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL INFRAERO ANAC Ministério da Defesa DECEA AVIAÇÃO CIVIL PANORAMA INVESTIMENTOS CONCESSÕES INFRAERO

Leia mais

Aeroportos Copa do Mundo 2014. 14 Dezembro 2009

Aeroportos Copa do Mundo 2014. 14 Dezembro 2009 Aeroportos Copa do Mundo 2014 14 Dezembro 2009 Belo Horizonte e Confins - MG 1. Aeroporto Internacional Tancredo Neves Confins 2. Aeroporto de Belo Horizonte/ Pampulha Carlos Drummond de Andrade Brasília

Leia mais

AEROPORTOS RESULTADOS DO 10º BALANÇO

AEROPORTOS RESULTADOS DO 10º BALANÇO AEROPORTOS RESULTADOS DO 10º BALANÇO AEROPORTOS Manaus Ampliação TPS Rio Branco Reforma e Ampliação TPS e Recuperação de Pista e Pátio Macapá Novo TPS 1ª fase Macapá Ampliação Pátio São Luís Reforma e

Leia mais

Audiência Pública CREA/SP - 21/06/2011. InfraestruturaAeroportuária em SÃO PAULO para a COPA 2014

Audiência Pública CREA/SP - 21/06/2011. InfraestruturaAeroportuária em SÃO PAULO para a COPA 2014 INFRAERO Audiência Pública CREA/SP - 21/06/2011 InfraestruturaAeroportuária em SÃO PAULO para a COPA 2014 Arq. Jonas Lopes Superintendente de Estudos e Projetos de Engenharia jonas_lopes@infraero.gov.br

Leia mais

SENADO FEDERAL Comissão de Infraestrutura Subcomissão Temporária sobre Aviação Civil

SENADO FEDERAL Comissão de Infraestrutura Subcomissão Temporária sobre Aviação Civil SENADO FEDERAL Comissão de Infraestrutura Subcomissão Temporária sobre Aviação Civil Rio de Janeiro, 08/05/2012 Diretor Presidente José Márcio Monsão Mollo presidência@snea.com.br SNEA FROTA (ASSOCIADAS)

Leia mais

COPA 2014 AEROPORTOS Atualização: 14/06/2011

COPA 2014 AEROPORTOS Atualização: 14/06/2011 COPA 2014 AEROPORTOS Atualização: 14/06/2011 AEROPORTOS DA COPA 13 Aeroportos 31 Intervenções R$ 5,79 bilhões Manaus TPS Fortaleza TPS São Gonçalo do Amarante Pista Recife Torre Cuiabá TPS Brasília TPS

Leia mais

VISÃO ESTRATÉGICA DA INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA NACIONAL

VISÃO ESTRATÉGICA DA INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA NACIONAL CodeP0 VISÃO ESTRATÉGICA DA INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA NACIONAL Outubro/2013 0 AEROPORTOS Macapá Novo TPS 1ªfase Macapá Ampliação Pátio Fortaleza Ampliação TPS São Luís Ampliação do TPS São Luís Reforma

Leia mais

RELATÓRIO DE DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS. 3 TRIMESTRE 2015 Julho - Setembro

RELATÓRIO DE DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS. 3 TRIMESTRE 2015 Julho - Setembro 1. 2015 RELATÓRIO DE DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS 3 TRIMESTRE 2015 Julho - Setembro ENTIDADES ENVOLVIDAS NA EXECUÇÃO DA PESQUISA COORDENAÇÃO DA PESQUISA INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL

Leia mais

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 10 de novembro de 2011

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 10 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República 10 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil INFRAERO ANAC Ministério da Defesa DECEA PANORAMA Passageiros- quilômetros transportados no Brasil,

Leia mais

Aeroportos no Brasil: investimentos recentes, perspectivas e preocupações

Aeroportos no Brasil: investimentos recentes, perspectivas e preocupações Aeroportos no Brasil: investimentos recentes, perspectivas e preocupações Carlos Campos Neto carlos.campos@ipea.gov.br Frederico Hartmann de Souza frederico.souza@ipea.com.br Abril de 2011 Objetivos Avaliar

Leia mais

RELATÓRIO DE DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS. 4 TRIMESTRE 2014 Outubro - Dezembro

RELATÓRIO DE DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS. 4 TRIMESTRE 2014 Outubro - Dezembro 1. 2014 RELATÓRIO DE DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS 4 TRIMESTRE 2014 Outubro - Dezembro ENTIDADES ENVOLVIDAS NA EXECUÇÃO DA PESQUISA COORDENAÇÃO DA PESQUISA INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL

Leia mais

Considerando o art. 47 do Programa de Segurança Operacional Específico da ANAC (PSOE-

Considerando o art. 47 do Programa de Segurança Operacional Específico da ANAC (PSOE- PORTARIA ANAC N o 280/SIA, DE 30 DE JANEIRO DE 2013. Cria projeto piloto para monitoramento de Indicadores de Desempenho da Segurança Operacional em aeródromos. O SUPERINTENDENTE DE INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA

Leia mais

INFRAERO Diretoria de Engenharia e Meio Ambiente Jaime Parreira E-mail: jparreira@infraero.gov.br

INFRAERO Diretoria de Engenharia e Meio Ambiente Jaime Parreira E-mail: jparreira@infraero.gov.br 1 INFRAERO Diretoria de Engenharia e Meio Ambiente Jaime Parreira E-mail: jparreira@infraero.gov.br 2 Organização 9 Superintendências Regionais Superintendência Regional do Noroeste; Superintendência Regional

Leia mais

INVESTIMENTOS EM AEROPORTOS

INVESTIMENTOS EM AEROPORTOS AEROPORTOS INVESTIMENTOS EM AEROPORTOS 6 concessões de aeroportos Investimentos de R$ 26 Bilhões São Gonçalo do Amarante RN Brasília DF Guarulhos SP Confins MG Viracopos SP Galeão RJ 5 operadores aeroportuários

Leia mais

AEROPORTO INTERNACIONAL SALGADO FILHO Jorge Herdina Superintendente. INFRAESTRUTURA E OPERAÇÕES PROJETOS ESTRATÉGICOS e PLANEJAMENTO DE INVESTIMENTO

AEROPORTO INTERNACIONAL SALGADO FILHO Jorge Herdina Superintendente. INFRAESTRUTURA E OPERAÇÕES PROJETOS ESTRATÉGICOS e PLANEJAMENTO DE INVESTIMENTO AEROPORTO INTERNACIONAL SALGADO FILHO Jorge Herdina Superintendente INFRAESTRUTURA E OPERAÇÕES PROJETOS ESTRATÉGICOS e PLANEJAMENTO DE INVESTIMENTO OBJETIVO Divulgar os Projetos Estratégicos do Aeroporto

Leia mais

6. Considerações Finais

6. Considerações Finais 98 6. Considerações Finais Mesmo com a alta dos preços do petróleo, a aviação vem caminhando a passos largos. Pelo menos é o que mostram os recentes números divulgados pela ANAC. As três maiores companhias

Leia mais

RELATÓRIO GERAL DOS INDICADORES DE DESEMPENHO OPERACIONAL EM AEROPORTOS JULHO-SETEMBRO

RELATÓRIO GERAL DOS INDICADORES DE DESEMPENHO OPERACIONAL EM AEROPORTOS JULHO-SETEMBRO 2013 RELATÓRIO GERAL DOS INDICADORES DE DESEMPENHO OPERACIONAL EM AEROPORTOS JULHO-SETEMBRO ENTIDADES ENVOLVIDAS NA EXECUÇÃO DA PESQUISA COORDENAÇÃO DA PESQUISA INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL

Leia mais

MANUAL DE PLANEJAMENTO DO SETOR DE AVIAÇÃO CIVIL COPA DO MUNDO 2014. Comitê Técnico de Operações Especiais CONAERO

MANUAL DE PLANEJAMENTO DO SETOR DE AVIAÇÃO CIVIL COPA DO MUNDO 2014. Comitê Técnico de Operações Especiais CONAERO MANUAL DE PLANEJAMENTO DO SETOR DE AVIAÇÃO CIVIL COPA DO MUNDO 2014 Comitê Técnico de Operações Especiais CONAERO ORGANIZAÇÃO DO SETOR CONAERO Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias -Decisões

Leia mais

Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil

Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil 40ª RAPv Reunião Anual de Pavimentação Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil INFRAERO Superintendência de Obras Ricardo Ferreira ricardof@infraero.gov.br 26 Outubro

Leia mais

INFRAERO. Planejamento dos Investimentos 2010 a 2016 Aeroportos Cidades Sede da Copa 2014. Audiência Pública Câmara dos Deputados 14 de julho de 2010

INFRAERO. Planejamento dos Investimentos 2010 a 2016 Aeroportos Cidades Sede da Copa 2014. Audiência Pública Câmara dos Deputados 14 de julho de 2010 1 INFRAERO Planejamento dos Investimentos 2010 a 2016 Aeroportos Cidades Sede da Copa 2014 Audiência Pública Câmara dos Deputados 14 de julho de 2010 Demanda Histórica 1997 : 0,3 pax/habitantes (163,8

Leia mais

CRESCE BRASIL COPA 2014 Aeroportos: Desafios, preparativos, legados DARIO RAIS LOPES

CRESCE BRASIL COPA 2014 Aeroportos: Desafios, preparativos, legados DARIO RAIS LOPES CRESCE BRASIL COPA 2014 Aeroportos: Desafios, preparativos, legados DARIO RAIS LOPES Roteiro Visão oficial Preparativos e pontos de atenção Impacto do tráfego nos aeroportos Gerenciamento da demanda Antes

Leia mais

Code-P0 COPA 2014. Atualizado em 27/09/2011

Code-P0 COPA 2014. Atualizado em 27/09/2011 CodeP0 AEROPORTOS COPA 2014 Atualizado em 27/09/2011 0 CodeP1 ÍNDICE 2 GUARULHOS 4 Construção do TPS 3 (1ª Fase) Desapropriação, Ampliação e Revitalização do Sistema de Pista e Pátio Ampliação e Revitalização

Leia mais

Code-P0 AEROPORTOS SÃO PAULO. Jaime Parreira e-mail: jparreira@infraero.gov.br

Code-P0 AEROPORTOS SÃO PAULO. Jaime Parreira e-mail: jparreira@infraero.gov.br Code-P0 AEROPORTOS SÃO PAULO Jaime Parreira e-mail: jparreira@infraero.gov.br 0 Code-P1 AEROPORTOS DA REGIONAL DE SÃO PAULO Movimento Operacional Infraero Regional de São Paulo 2010 Passageiros 48.224.873

Leia mais

Investimento Privado e Concessões Aeroportuárias. O que ainda há por fazer

Investimento Privado e Concessões Aeroportuárias. O que ainda há por fazer Investimento Privado e Concessões Aeroportuárias O que ainda há por fazer Conteúdo A Agenda da Indústria do Transporte Aéreo Resultados Já Alcançados Os Próximos Candidatos As Necessidades de Cada Um Congonhas

Leia mais

Concessões. Galeão e Confins

Concessões. Galeão e Confins Concessões Galeão e Confins Galeão: 17,5 milhões de passageiros 13,7 milhões m² 958 empregados Confins: 10,4 milhões de passageiros 15,1 milhões m² 344 empregados Objetivos das Concessões EXPANDIR A INFRAESTRUTURA

Leia mais

The Role of Business Aviation in the Infrastructure Development of Brazil: A Vision for the Future

The Role of Business Aviation in the Infrastructure Development of Brazil: A Vision for the Future The Role of Business Aviation in the Infrastructure Development of Brazil: A Vision for the Future Brasil O Brasil representa 5% do mercado mundial de aviação executiva e representando a 2ª maior frota

Leia mais

RELATÓRIO DE DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS. 2 TRIMESTRE 2014 Abril - Junho

RELATÓRIO DE DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS. 2 TRIMESTRE 2014 Abril - Junho 2014 RELATÓRIO DE DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS 2 TRIMESTRE 2014 Abril - Junho ENTIDADES ENVOLVIDAS NA EXECUÇÃO DA PESQUISA COORDENAÇÃO DA PESQUISA INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL

Leia mais

I 4 - INV 4 90 0 495 110.099.314

I 4 - INV 4 90 0 495 110.099.314 PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES R$ 1,00 23 COMÉRCIO E SERVIÇOS 256.092.869 26 TRANSPORTE 468.989.333 TOTAL - GERAL 725.082.202 122 ADMINISTRAÇÃO GERAL 21.077.996 126 TECNOLOGIA

Leia mais

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 23 de novembro de 2011

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 23 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República 23 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil INFRAERO ANAC Ministério da Defesa DECEA 1960 1962 1964 1966 1968 1970 1972 1974 1976 1978 1980

Leia mais

Melhores e Piores no Transporte Aéreo Brasileiro

Melhores e Piores no Transporte Aéreo Brasileiro Melhores e Piores no Transporte Aéreo Brasileiro Sumário executivo Janeiro de 2008 PREFÁCIO Atrasos e cancelamentos nos vôos são problemas constantes na vida de milhões de brasileiros. A antiga excelência

Leia mais

SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS. Ordem decrescente. Taxa de crescimento. acumulado. Aeroportos (Cód. ICAO) 2º Trimestre.

SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS. Ordem decrescente. Taxa de crescimento. acumulado. Aeroportos (Cód. ICAO) 2º Trimestre. Contato: Cmte Ronaldo Jenkins Diretor Técnico Office: Fone: (55 21)3578 1171 Fax: (55 21) 22201194 Rua Marechal Câmara, 160, sala 1734 Ed. Le Bourget Centro 20.020-080 RJ Brasil www.snea.com.br SINDICATO

Leia mais

RELATÓRIO GERAL INDICADORES DE DESEMPENHO OPERACIONAL EM AEROPORTOS 1º TRIMESTRE DE 2013

RELATÓRIO GERAL INDICADORES DE DESEMPENHO OPERACIONAL EM AEROPORTOS 1º TRIMESTRE DE 2013 RELATÓRIO GERAL INDICADORES DE DESEMPENHO OPERACIONAL EM AEROPORTOS 1º TRIMESTRE DE 2013 ENTIDADES ENVOLVIDAS NA EXECUÇÃO DA PESQUISA COORDENAÇÃO DA PESQUISA INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL

Leia mais

ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE DOS PRINCIPAIS AEROPORTOS BRASILEIROS

ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE DOS PRINCIPAIS AEROPORTOS BRASILEIROS Anais do XVI Encontro de Iniciação Científica e Pós-Graduação do ITA XVI ENCITA / 2010 Instituto Tecnológico de Aeronáutica São José dos Campos SP Brasil 20 de outubro de 2010 ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE

Leia mais

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013 Plano de Aviação Regional 1 Janeiro I 2013 A Azul A maior malha aérea do Brasil servindo 98 destinos, 218 rotas e 798 decolagens por dia #1 em 76% das rotas servidas e 32% de participação no mercado brasileiro

Leia mais

DESAFIO: LOGÍSTICA COMO FATOR DE COMPETITIVIDADE, PLATAFORMAS LOGÍSTICAS NA REGIAO NORTE

DESAFIO: LOGÍSTICA COMO FATOR DE COMPETITIVIDADE, PLATAFORMAS LOGÍSTICAS NA REGIAO NORTE DESAFIO: LOGÍSTICA COMO FATOR DE COMPETITIVIDADE, PLATAFORMAS LOGÍSTICAS NA REGIAO NORTE Márcia Helena Veleda Moita Coordenadora do Núcleo de Transporte e Construção Naval - NTC mhvmoita@yahoo.com.br REGIÃO

Leia mais

Sistema Aeroportoviário no Brasil

Sistema Aeroportoviário no Brasil Sistema Aeroportoviário no Brasil FERNANDA MINUZZI LUCIANO DOMINGUES RÉGIS GOMES FLORES VINÍCIOS Transportes Introdução O transporte aéreo no Brasil vem acompanhando o desenvolvimento do País.Hoje, o transporte

Leia mais

Aviação Comercial no Brasil: Serviços e Infraestrutura Aeroportuária

Aviação Comercial no Brasil: Serviços e Infraestrutura Aeroportuária Aviação Comercial no Brasil: Serviços e Infraestrutura Aeroportuária Ministro de Estado Chefe da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República Sr. WAGNER BITTENCOURT 2 5 d e J u n h o d e 2 0

Leia mais

Rio de Janeiro - BH / MG Gol Tarifa W Adulto R$ 226,00 Sab, 30 Ago 08 Vôo 1746 18:30 Partida RIO-Galeão-RJ (GIG) 19:30 Chegada BHZ-Confins-MG (CNF

Rio de Janeiro - BH / MG Gol Tarifa W Adulto R$ 226,00 Sab, 30 Ago 08 Vôo 1746 18:30 Partida RIO-Galeão-RJ (GIG) 19:30 Chegada BHZ-Confins-MG (CNF LEVANENTO PASSAGENS AÉREAS DO RIO DE JANEIRO PARA AS DEMAIS CAPITAIS (EM 2 DE JUNHO DE 2008) Rio de Janeiro - Aracaju / Sergipe Tarifa M Adulto R$ 620, Vôo 1714 19:00 Partida RIO-Galeão-RJ (GIG) Escala

Leia mais

Estudo do setor de transporte aéreo do Brasil

Estudo do setor de transporte aéreo do Brasil Estudo do setor de transporte aéreo do Brasil Propostas de melhoria de layout nos aeroportos São Paulo, 26 de fevereiro de 2010 Este documento é parte integrante do CD anexo ao Estudo do Setor de Transporte

Leia mais

275$163257($e5(2. $+LVWyULDGR7UDQVSRUWH$pUHRQR%UDVLO

275$163257($e5(2. $+LVWyULDGR7UDQVSRUWH$pUHRQR%UDVLO 275$163257($e5(2 $+LVWyULDGR7UDQVSRUWH$pUHRQR%UDVLO Segundo o Departamento de Aviação Civil (DAC), a exploração dos serviços de transporte aéreo no Brasil só foi liberada à iniciativa privada no ano de

Leia mais

Anderson Ribeiro Correia. Superintendente de Infraestrutura Aeroportuária

Anderson Ribeiro Correia. Superintendente de Infraestrutura Aeroportuária Superintendência de Infraestrutura Aeroportuária Helipontos em São Paulo: Segurança, Irregularidades e Caminhos para Regularização Anderson Ribeiro Correia Superintendente de Infraestrutura Aeroportuária

Leia mais

Desenvolvimento da Infraestrutura Aeroportuária

Desenvolvimento da Infraestrutura Aeroportuária Desenvolvimento da Infraestrutura Aeroportuária Reiterando o compromisso com a sociedade brasileira para o atendimento das crescentes demandas e necessidades do sistema aeroportuário nacional, a Secretaria

Leia mais

O crescimento do setor de transporte aéreo e da infra-estrutura aeroportuária. Mario Jorge Moreira Diretor de Engenharia

O crescimento do setor de transporte aéreo e da infra-estrutura aeroportuária. Mario Jorge Moreira Diretor de Engenharia O crescimento do setor de transporte aéreo e da infra-estrutura aeroportuária Mario Jorge Moreira Diretor de Engenharia Um pouco de história A INFRAERO, constituída em dezembro de 1972 para implantar,

Leia mais

Regulamento Sanitário Internacional

Regulamento Sanitário Internacional Regulamento Sanitário Internacional Vigilância em Saúde em Portos e Aeroportos no Estado de São Paulo O REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (RSI) E O QUE AS MACROREGIÕES DO ESTADO DE SÃO PAULO TEM A VER

Leia mais

Press Kit Manual de planejamento Copa do Mundo 2014 Press Kit 1 Governo muda operação de aeroportos na Copa BRASÍLIA, 15 DE ABRIL DE 2014 A partir do dia 6 de junho, os aeroportos que atendem às cidades-sede

Leia mais

O DESAFIO DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA PARA A COPA DO MUNDO DE 2014

O DESAFIO DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA PARA A COPA DO MUNDO DE 2014 Anais do 15 O Encontro de Iniciação Científica e Pós-Graduação do ITA XV ENCITA / 2009 Instituto Tecnológico de Aeronáutica São José dos Campos SP Brasil Outubro 19 a 22 2009. O DESAFIO DA INFRA-ESTRUTURA

Leia mais

3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012

3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012 Code-P0 3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012 Brasília, Maio de 2012 Code-P1 Conteúdo do documento Visão geral das ações Visão por tema 1 Code-P2 Ciclos dos preparativos do

Leia mais

TREM DE ALTA VELOCIDADE - TAV

TREM DE ALTA VELOCIDADE - TAV Encontro Econômico Brasil - Alemanha 2009 Cooperação para o Crescimento e Emprego Idéias e Resultados TREM DE ALTA VELOCIDADE - TAV Secretaria de Política Nacional de Transportes / MT - Engº Marcelo Perrupato

Leia mais

Concessão Aeroportos Guarulhos, Viracopos e Brasília

Concessão Aeroportos Guarulhos, Viracopos e Brasília Concessão Aeroportos Guarulhos, Viracopos e Brasília Brasília, 13 de Outubro de 2011 Imagem meramente ilustrativa extraída do site www.infraero.gov.br Todos os direitos reservados. Agenda P R E M I S S

Leia mais

EXPO AERO BRASIL 2008 11º FEIRA INTERNACIONAL DE AVIAÇÃO PANORAMA DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA NO BRASIL: CAPACIDADE X DEMANDA X NÍVEL DE SERVIÇO

EXPO AERO BRASIL 2008 11º FEIRA INTERNACIONAL DE AVIAÇÃO PANORAMA DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA NO BRASIL: CAPACIDADE X DEMANDA X NÍVEL DE SERVIÇO EXPO AERO BRASIL 2008 11º FEIRA INTERNACIONAL DE AVIAÇÃO PANORAMA DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA NO BRASIL: CAPACIDADE X DEMANDA X NÍVEL DE SERVIÇO Dr. Mário Luiz Ferreira de Mello Santos SÃO JOSÉ DOS

Leia mais

ANAIS EFICIÊNCIA OPERACIONAL DOS AEROPORTOS BRASILEIROS

ANAIS EFICIÊNCIA OPERACIONAL DOS AEROPORTOS BRASILEIROS EFICIÊNCIA OPERACIONAL DOS AEROPORTOS BRASILEIROS ANTONIO CARLOS RODRIGUES ( tonimacr@gmail.com, tonimufv@gmail.com ) CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO (CEPEAD/UFMG) MARIANA RIBEIRO

Leia mais

INFRAESTRUTURA Seminário Internacional de Cidades Aeroportuárias

INFRAESTRUTURA Seminário Internacional de Cidades Aeroportuárias INFRAESTRUTURA Seminário Internacional de Cidades Aeroportuárias Guarulhos - SP 06/07/2011 1 Aeroportos Panorama Projeção de Demanda Aeroportos Selecionados Milhões de Passageiros 2009/2030 153% 91 188,1

Leia mais

Cancelamentos e Atrasos de Voos

Cancelamentos e Atrasos de Voos Cancelamentos e Atrasos de Voos A ANAC - Agência Nacional de Regulação Civil publicou em 06 de março de 2012 a Resolução nº 218 que estabelece procedimentos para a divulgação de percentuais de atrasos

Leia mais

REGULAÇÃO DE AEROPORTOS: Privatização. Eduardo P.S. Fiuza (DISET/IPEA) Heleno M. Pioner (EPGE/FGV)

REGULAÇÃO DE AEROPORTOS: Privatização. Eduardo P.S. Fiuza (DISET/IPEA) Heleno M. Pioner (EPGE/FGV) REGULAÇÃO DE AEROPORTOS: Privatização Eduardo P.S. Fiuza (DISET/IPEA) Heleno M. Pioner (EPGE/FGV) Infraestrutura aeroportuária brasileira Sistema Aeroportuário Aeródromos por administração Privado 1.759

Leia mais

Medida Provisória 652: Novo cenário para a Aviação Regional. Ana Cândida de Mello Carvalho amcarvalho@tozzinifreire.com.br

Medida Provisória 652: Novo cenário para a Aviação Regional. Ana Cândida de Mello Carvalho amcarvalho@tozzinifreire.com.br Medida Provisória 652: Novo cenário para a Aviação Regional Ana Cândida de Mello Carvalho amcarvalho@tozzinifreire.com.br Sumário 1. Dados da SAC sobre o Setor Aeroportuário 2. Plano Geral de Outorgas

Leia mais

Movimento Aeroportuário Ribeirão Preto/SP Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Jenifer Barbosa

Movimento Aeroportuário Ribeirão Preto/SP Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Jenifer Barbosa Esta edição especial do boletim CEPER-FUNDACE tem como objetivo apresentar um panorama da movimentação aeroportuária de nosso país, pois este indicador representa, ainda que indiretamente, o nível geral

Leia mais

ANUÁRIO DO TRANSPORTE AÉREO

ANUÁRIO DO TRANSPORTE AÉREO SUPERINTENDÊNCIA DE REGULAÇÃO ECONÔMICA E ACOMPANHAMENTO DE MERCADO ANUÁRIO DO TRANSPORTE AÉREO 2009 2ª. Edição Volume Único Dados Estatísticos e Econômicos ANAC AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL DIRETORES

Leia mais

O Programa de Investimentos em Logística: Um Projeto Estratégico do Estado Brasileiro

O Programa de Investimentos em Logística: Um Projeto Estratégico do Estado Brasileiro O Programa de Investimentos em Logística: Um Projeto Estratégico do Estado Brasileiro Bernardo Figueiredo Presidente da Empresa Brasileira de Planejamento e Logística Logística e Desenvolvimento Econômico

Leia mais

SISTEMAS DE TRANSPORTES TT046

SISTEMAS DE TRANSPORTES TT046 SISTEMAS DE TRANSPORTES TT046 Prof. Eduardo Ratton Prof. Garrone Reck Prof a. Gilza Fernandes Blasi Prof. Jorge Tiago Bastos Prof a. Márcia de Andrade Pereira Prof. Wilson Kuster Versão 2015 TRANSPORTE

Leia mais

Concessão. Aeroporto de Confins PRESS KIT

Concessão. Aeroporto de Confins PRESS KIT PRESS KIT Assinatura do contrato do (MG) Abril/2014 SUMÁRIO Governo assina contrato de concessão (MG) 3 Fases da Concessão 5 Obras e melhorias em andamento no (MG) - INFRAERO 6 Resultado do Leilão de Galeão

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Proposta de resolução que revoga as limitações e proibições operacionais impostas à Área de Controle Terminal (TMA) do Rio de Janeiro, estabelecidas

Leia mais

3 Panorama do Sistema Aeroportuário Brasileiro

3 Panorama do Sistema Aeroportuário Brasileiro 45 3 Panorama do Sistema Aeroportuário Brasileiro As novas tecnologias transformaram o modo de viver das pessoas e também, conseqüentemente, os novos espaços físicos. Os meios de transporte, no último

Leia mais

BRASIL DEPARTAMENTO DO CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO SUBDEPARTAMENTO DE OPERAÇÕES AV. GENERAL JUSTO, 160 2º Andar

BRASIL DEPARTAMENTO DO CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO SUBDEPARTAMENTO DE OPERAÇÕES AV. GENERAL JUSTO, 160 2º Andar BRASIL DEPARTAMENTO DO CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO SUBDEPARTAMENTO DE OPERAÇÕES AV. GENERAL JUSTO, 160 2º Andar AIC N 27/13 20021-130 RIO DE JANEIRO RJ 12 DEZ 2013 http://ais.decea.gov.br/ dpln1@decea.gov.br

Leia mais

MÍDIA KIT 2013. Exploração publicitária, Ações Promocionais e locação de espaços para eventos em AEROPORTOS MÍDIA AEROPORTUÁRIA

MÍDIA KIT 2013. Exploração publicitária, Ações Promocionais e locação de espaços para eventos em AEROPORTOS MÍDIA AEROPORTUÁRIA MÍDIA KIT 2013 Exploração publicitária, Ações Promocionais e locação de espaços para eventos em AEROPORTOS Com o crescente número de passageiros, a Mídia Aeroportuária passou a ser um dos veículos de comunicação

Leia mais

AEROPORTO INTERNACIONAL DA DA GRANDE NATAL SÃO SÃO GONÇALO DO DO AMARANTE - RN - RN

AEROPORTO INTERNACIONAL DA DA GRANDE NATAL SÃO SÃO GONÇALO DO DO AMARANTE - RN - RN AEROPORTO INTERNACIONAL DA DA GRANDE NATAL SÃO SÃO GONÇALO DO DO AMARANTE - RN - RN PROJETOS Instalações que compõem o escopo do empreendimento: Via de acesso principal à área terminal; Estacionamento

Leia mais

Administra 67 Aeroportos

Administra 67 Aeroportos Institucional A Infraero Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO 37 anos de tradição e credibilidade no mercado Sediada em Brasília, Capital Federal, e presente em todos os Estados

Leia mais

Estudo do setor de transporte aéreo do Brasil

Estudo do setor de transporte aéreo do Brasil Estudo do setor de transporte aéreo do Brasil Relatório final Infraestrutura Rio de Janeiro, 25 de janeiro de 2010 Este documento é parte integrante do CD anexo ao Estudo do Setor de Transporte Aéreo do

Leia mais

Regulação da Infraestrutura Aeroportuária

Regulação da Infraestrutura Aeroportuária Regulação da Infraestrutura Aeroportuária Walter Américo da Costa Souza Superintendente de Desenvolvimento Aeroportuário INFRAERO Sistema de Aviação Civil Indústria Aeronáutica Transporte Aéreo Aeroportos

Leia mais

MAIORES INFORMAÇÕES NOS SITES: www.decea.gov.br www.cgna.gov.br www.anac.gov.br

MAIORES INFORMAÇÕES NOS SITES: www.decea.gov.br www.cgna.gov.br www.anac.gov.br Guiia prráttiico de consulltta sobrre as alltterrações do espaço aérreo parra a Riio+20.. Deparrttamentto de Conttrrolle do Espaço Aérreo ESTE GUIA TEM APENAS A FUNÇÃO DE ILUSTRAR E APRESENTAR, RESUMIDAMENTE,

Leia mais

AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO/GUARULHOS

AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO/GUARULHOS AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO/GUARULHOS SITUAÇÃO ATUAL AMPLIAÇÃO março/2009 A Empresa 67 aeroportos (32 internacionais) 80 estações de apoio à navegação aéreaa s s 32 terminais de logística de carga

Leia mais

Belo Horizonte, 6 de junho, 2011. Prefeitura de Belo Horizonte Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais

Belo Horizonte, 6 de junho, 2011. Prefeitura de Belo Horizonte Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais Belo Horizonte, 6 de junho, 2011 Infraestrutura Aeroportuária de Belo Horizonte Região metropolitana: Aeroporto Carlos Prates Aeroporto da Pampulha Aeroporto Internacional Tancredo Neves Movimento operacional

Leia mais

ANEXO II. Ata de Reuniao de Diretoria realizada em 718 de agosto de 20

ANEXO II. Ata de Reuniao de Diretoria realizada em 718 de agosto de 20 ANEXO II Ata de Reuniao de Diretoria realizada em 718 de agosto de 20 Empresa : OCEANAIR NO. do pedido: Entrada na COMCLAR: Vigencia: Aditamento: Entrada na COMCLAR: Vigencia: HOTRAN ONE-248-00: ONE-022/07

Leia mais

MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016

MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016 MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016 Pela primeira vez, o setor de aviação está lançando todas as diretrizes operacionais com mais de 300 dias de antecedência, o que contribui decisivamente

Leia mais

COPA 2014. 28º Reunião do Conselho Nacional de Turismo

COPA 2014. 28º Reunião do Conselho Nacional de Turismo COPA 2014 28º Reunião do Conselho Nacional de Turismo COPA 2014 CIDADES-SEDE Fortaleza Manaus Natal Recife Cuiabá Salvador Brasília Belo Horizonte Curitiba São Paulo Rio de Janeiro Porto Alegre PLANEJAMENTO

Leia mais

Press Kit Manual de planejamento Copa do Mundo 2014 Press Kit 1 Governo muda operação de aeroportos na Copa BRASÍLIA, 15 DE ABRIL DE 2014 A partir do dia 6 de junho, os aeroportos que atendem às cidades-sede

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2OO6

RELATÓRIO DE GESTÃO 2OO6 AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO/GUARULHOS /GOV. ANDRÉ FRANCO MONTORO - SBGR Objeto: Implantação, adequação, ampliação e revitalização do sistema de pátios e pistas; recuperação e revitalização do

Leia mais

Balanço 2012 - Copa do Mundo Cidade-sede Curitiba Brasília, Abril de 2012

Balanço 2012 - Copa do Mundo Cidade-sede Curitiba Brasília, Abril de 2012 CodeP0 Balanço 2012 Copa do Mundo Cidadesede Curitiba Brasília, CodeP1 Valores Consolidados R$ mi, abr/12 Total Empreendimentos Investimento Total Financiamento Federal Local Federal Privado Estádio 1

Leia mais

- Voos: Pontos de encontro. Procurar as lideranças no local. embarque doméstico. 6:0 5 AD-5018 6:0 5 G3-2199. 6:1 Salvador, Recife, Petrolina O6-6312

- Voos: Pontos de encontro. Procurar as lideranças no local. embarque doméstico. 6:0 5 AD-5018 6:0 5 G3-2199. 6:1 Salvador, Recife, Petrolina O6-6312 Procurar as lideranças no local. Pontos de encontro - Guarulhos: Terminal, piso de embarque, em frente à entrada do portão de embarque doméstico. - AD- : Brasília G-99 : Salvador O- Salvador, Recife, Petrolina

Leia mais

APROVEITE NOSSOS SERVIÇOS DE ATENDIMENTO AEROPORTUÁRIO NOS JOGOS DO RIO EM 2016.

APROVEITE NOSSOS SERVIÇOS DE ATENDIMENTO AEROPORTUÁRIO NOS JOGOS DO RIO EM 2016. APROVEITE NOSSOS SERVIÇOS DE ATENDIMENTO AEROPORTUÁRIO NOS JOGOS DO RIO EM 2016. A maior competição esportiva do mundo vai começar. E desta vez será no Brasil. Nós da TAM Aviação Executiva estamos de braços

Leia mais

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 -

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 - Anexo A - Mobilidade Urbana Empreendimento (obra, projeto e desapropriação) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2-2 Belo Horizonte Corredor Pedro II e Obras Complementares nos

Leia mais

Perspectivas do Trem de Alta Velocidade

Perspectivas do Trem de Alta Velocidade Perspectivas do Trem de Alta Velocidade Bernardo Figueiredo Julho/2013 TRENS DE ALTA VELOCIDADE Segurança: Trem de Alta Velocidade é mais seguro. AVIÃO Número de mortes por bilhão de passageiro/km RODOVIA

Leia mais

Regras gerais para alocação de slots em aeroportos coordenados durante a Copa do Mundo da FIFA de 2014. Comitê de Facilitação de Voos

Regras gerais para alocação de slots em aeroportos coordenados durante a Copa do Mundo da FIFA de 2014. Comitê de Facilitação de Voos Regras gerais para alocação de slots em aeroportos coordenados durante a Copa do Mundo da FIFA de 2014 Comitê de Facilitação de Voos Regras gerais para alocação de slots em aeroportos coordenados durante

Leia mais

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Salvador. Setembro/2013

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Salvador. Setembro/2013 CodeP1 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidadesede: Salvador Setembro/2013 Salvador: Distribuição dos Investimentos por Tema e Fonte de Recursos CodeP2 Referência Set/13, Distribuição dos investimentos

Leia mais

TREM DE GUARULHOS EXPRESSO AEROPORTO

TREM DE GUARULHOS EXPRESSO AEROPORTO TREM DE GUARULHOS EXPRESSO AEROPORTO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO 2 Municípios Habitantes PIB (Regional) Comércio e Serviços 39 18,6 milhões 10,5% população Brasileira R$ 244 Bilhões 15,7% PIB Brasileiro

Leia mais

ANÁLISE GUARULHOS. Edição bimestral nº 02 2010

ANÁLISE GUARULHOS. Edição bimestral nº 02 2010 ANÁLISE GUARULHOS Edição bimestral nº 02 2010 Guarulhos tem se firmado na última década como um dos principais municípios do Brasil devido ao seu alto grau de dinamismo econômico e social, aliado à sua

Leia mais

Com 10º maior fluxo de passageiros, Viracopos terá 2º maior investimento para a Copa

Com 10º maior fluxo de passageiros, Viracopos terá 2º maior investimento para a Copa Com 10º maior fluxo de passageiros, Viracopos terá 2º maior investimento para a Copa 44Hanrrikson de Andrade Do UOL, no Rio 21/05/201310h00 Michel Filho/Agência O Globo Viracopos, em Campinas, recebe investimentos

Leia mais

39 aeroportos envolvidos, localizados nas cidades-sede ou a até 200 km delas

39 aeroportos envolvidos, localizados nas cidades-sede ou a até 200 km delas GRANDES NÚMEROS 39 aeroportos envolvidos, localizados nas cidades-sede ou a até 200 km delas mais de 1 milhão de atletas, delegações e turistas circulando pelos principais aeroportos do evento. 4 mil são

Leia mais

TAM 3717 LH 505 J IB 3489 J IB 6821 TAM 3704 TAM 8081 GOL 1668

TAM 3717 LH 505 J IB 3489 J IB 6821 TAM 3704 TAM 8081 GOL 1668 MINISTRA ELEONORA MENICUCCI - 2012 PASSAGENS DATA TRECHO AGENDA VOO COMERCIAL AÉREAS DIÁRIAS HOSPEDAGEM 7º Relatório CEDAW Local: Palácio das Nações - Sala de Conferência - Genebra/Suíça. Apresentação

Leia mais

Fórum de Logística Perspectivas para 2014 25/02/2014

Fórum de Logística Perspectivas para 2014 25/02/2014 Fórum de Logística Perspectivas para 2014 25/02/2014 David Barioni Neto Mar/10 a Jun/11: Presidente Executivo (CEO) da Facility Group S.A. Nov/07 a Out/09: Presidente Executivo (CEO) da TAM Linhas Aéreas

Leia mais

PROGRAMA: 2017 - Aviação Civil

PROGRAMA: 2017 - Aviação Civil Filtro selecionado Período: Monitoramento Temático Ano 2014-1º Semestre Listagem por: Programa - Aviação Civil Órgão: 62000 - Secretaria de Aviação Civil Elementos a serem exibidos: Objetivos; Metas; Regionalização

Leia mais

OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL

OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL Estudo realizado com 259 empresas; Faturamento das empresas pesquisadas representando mais de 30% do PIB brasileiro; O objetivo principal é mapear e avaliar a importância

Leia mais