Cidades e Aeroportos no Século XXI 11

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cidades e Aeroportos no Século XXI 11"

Transcrição

1 Introdução Nos trabalhos sobre aeroportos e transporte aéreo predominam análises específicas que tratam, por exemplo, do interior do sítio aeroportuário, da arquitetura de aeroportos, da segurança aeroportuária, do sistemas de pistas para pousos e decolagens, do direito dos consumidores, do desempenho de aeronaves e das análises econômico-financeiras das empresas aéreas. Há poucos estudos sobre relações econômicas entre cidades e aeroportos, como verifica-se pelos trabalhos acadê micos publicados no Simpósio de Transporte Aéreo organizado, anualmente, pela Sociedade Brasileira de Transporte Aéreo (SBTA), assim como nos estudos apresentados, a cada dois anos, na Red Iberoamericana de Investigación en Transporte Aéreo (RIDITA). Igualmente, é o que se observa na literatura especializada sobre aeroportos e transporte aéreo. Este estudo procura suprir tal lacuna, ao analisar o aero porto como infraestrutura estratégica para o desenvolvimento econômico no século XXI, diante da economia contemporânea organizada pela grande empresa em redes mundiais de inovação, produção e comer cialização de mercadorias. A grande empresa organiza a produção de mercadorias em larga escala no mercado mundial, de forma diversificada e fragmentada, com estoques mínimos regulados pelo sistema just-in-

2 10 Introdução time e pela logística integrada da cadeia de suprimentos. A troca de mercadorias envolve mais distâncias continentais e nacionais e menos regionais e locais e necessita de sistema de transporte multimodal. A dinâmica da economia moderna é o ponto de partida para analisar as relações entre cidades e aeroportos. O intuito é subsidiar a formulação de políticas públicas de gestão aeroportuária para, de um lado, antever problemas e soluções, do outro, viabilizar a melhor inserção do aeroporto junto à dinâmica urbana e econômica das cidades, com objetivo de utilizá-lo como estratégia de indução do desenvolvimento local e regional para gerar emprego, renda e tributos. O trabalho diferencia-se pela perspectiva de análise integrada na medida em que aborda a organização do transporte aéreo e dos aeroportos no Brasil como partes do processo de modernização do país no século XX. A síntese desse processo está nos esforços do governo federal para industrializar o Brasil, a partir da década de 1930, e de promover a integração regional aérea do país para assegurar a defesa da soberania nacional no âmbito da geopolítica internacional caracterizada pelas guerras mundiais e pela crise econômica internacional de A Região de Campinas e o Aeroporto Internacional de Viracopos são utilizados como estudo de caso sobre as relações econômicas entre cidades e aeroportos no século XXI. Trata-se de uma região expressiva no país e de aeroporto projetado para tornar-se centro aeroportuário da América Latina. A finalidade é criar subsídios para antever o futuro da metrópole campineira com Viracopos ampliado, diante da economia contemporânea organizada pela grande empresa em redes mundiais. Pretende-se, desse modo, contribuir para a formulação de políticas públicas de gestão aeroportuária para outras relações entre cidades e aeroportos no contexto da economia contemporânea. Em 2009, o PIB da metrópole campineira foi de US$ 49 bilhões, superando algumas capitais brasileiras, e representa 7,9 % do PIB do Estado de São Paulo e 2,7 % do país, segundo o IBGE. Campinas é o município sede da RMC, que reúne 19 cidades e 2,8 milhões de habitantes. Está classificada pelo IBGE como metrópole nacional, devido à presença de equipamentos de infraestrutura que oferecem

3 Cidades e Aeroportos no Século XXI 11 serviços de amplitude nacional e internacional como universidades, hospitais, centros de inovação tecnológica e o Aeroporto de Viracopos. Em 2010, foram gerados no Aeroporto de Viracopos US$ 16,8 bilhões com movimentação de mercadorias, exportadas e importadas, além de 8 mil empregos diretos e o envolvimento de 430 cidades no país. Quanto à movimentação de passageiros, passou de uma média de 654 mil passageiros, em 2003, para 7,6 milhões em 2011, apenas com o início das operações da empresa Azul Linhas Aéreas em A possibilidade de Viracopos tornar-se centro aeroportuário da América Latina tende a avançar a partir dos R$ 8,4 bilhões em investimentos que a Concessionária Aeroportos Brasil S/A deverá realizar em cumprimento à legislação que lhe concedeu a administração desse aeroporto por 30 anos a partir de Dependerá, entretanto, da capacidade de Viracopos oferecer conectividade voos diretos entre rotas aéreas, além de contar com um sistema multimodal de transportes para enfrentar o principal dilema nas relações entre cidades e aeroportos: rapidez no ar e lentidão em terra. O que mais interessa, em terra, para os usuários do transporte aéreo, especialmente de passageiros, é o tempo de deslocamento entre aeroportos e grandes metrópoles, e não apenas a velocidade de um trem ou a fluidez em rodovias. O primeiro capítulo aborda o transporte como infraestrutura estratégica para o desenvolvimento econômico no século XXI. Sublinha a importância do sistema multimodal de transporte, bem como as implicações da inserção do aeroporto junto ao meio urbano do município onde está localizado. Destaca os impactos para a mobilidade urbana das cidades, diante do fluxo de passageiros e de mercadorias em direção ao aeroporto. As regulamentações internacionais sobre transporte aéreo foram analisadas no capítulo dois. Por meio delas são definidos parâmetros uniformes nas atividades da aviação a serem adotados entre as nações. Merece destaque a International Civil Aviation Organization (ICAO), devido à influência que exerce sobre a regulamentação do transporte aéreo mundial, especialmente nas questões sobre segurança em todas as atividades aéreas e no respeito à soberania das nações. A ICAO tem competência jurídica

4 12 Introdução para padronizar normas e procedimentos técnicos sobre navegação aérea internacional. Por isso, tem poderes administrativos, de regulamentação e judiciários, inclusive em matéria de arbitragem internacional. Ademais, na condição de signatário da ICAO, o Brasil faz prevalecer na legislação nacional o marco regulatório internacional sobre transporte aéreo. Essas questões serviram de base para compreender as especificidades da organização do transporte aéreo no Brasil, analisadas nos capítulos 3 e 4, bem como os esforços governamentais para promover a integração regional aérea para garantir a soberania nacional e a circulação de mercadorias e pessoas como parte do processo de modernização econômica do país. O marco regulatório internacional definido pela ICAO foi importante também para analisar, no capítulo 5, a influência exercida pela INFRAERO na administração aeroportuária do Brasil. Os aeroportos administrados pela INFRAERO respondem por 97% da movimentação de passageiros e 99% do transporte aéreo de mercadorias regulares no país, respectivamente, 2,88 milhões de passageiros e US$ 414,6 milhões gerados com mercadorias transportadas em As relações econômicas entre o município de Campinas (SP), a Região Metropolitana de Campinas (RMC) e o Aeroporto Internacional de Viracopos foram analisadas, respectivamente, nos capítulo 6 e 7. Foi dada importância à localização geográfica estratégica de Campinas no século XXI e a suas influências na RMC, diante da economia contemporânea organizada pela grande empresa em cadeias produtivas fragmentadas pelo mercado mundial. No último capítulo, foram analisados os fundamentos que caracterizam a dinâmica da economia contemporânea. Serviram de base para elaboração de uma síntese sobre as relações econômicas entre o município de Campinas, a RMC e o Aeroporto de Viracopos, por meio da análise sobre as tendências aeroportuárias na Região de Campinas verificadas a partir dos inves timentos, públicos e privados, anunciados entre Foi possível sublinhar futuras alterações na dinâmica econômica e urbana da Região de Campinas, que precisam ser tratadas no

5 Josmar Cappa 13 âmbito de políticas públicas de gestão aeroportuária e de um Plano Diretor Metropolitano. Principalmente, porque os investimentos, públicos e privados, sinalizam relações, diretas ou indiretas, com Viracopos e extrapolam o espaço geográfico delimitado pela RMC. Entre as motivações principais dos investidores privados estão as condições de acessibilidade ao município de Campinas ou de proximidade geográfica com ele, porque permitem a utilização dos serviços oferecidos pelo Aeroporto de Viracopos. Quanto ao setor público, a ampliação de Viracopos está no epicentro dos investimentos anunciados para retomar o transporte ferroviário na Região de Campinas como o Trem de Alta Velocidade (TAV) entre Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, o Trem Expresso Bandeirante entre Campinas, Jundiaí e São Paulo, ambos com conexões com Viracopos, além do prolongamento dos trens da CPTM de Jundiaí até Campinas. Boa leitura! O autor

INVESTIMENTOS EM AEROPORTOS

INVESTIMENTOS EM AEROPORTOS AEROPORTOS INVESTIMENTOS EM AEROPORTOS 6 concessões de aeroportos Investimentos de R$ 26 Bilhões São Gonçalo do Amarante RN Brasília DF Guarulhos SP Confins MG Viracopos SP Galeão RJ 5 operadores aeroportuários

Leia mais

Belo Horizonte, 6 de junho, 2011. Prefeitura de Belo Horizonte Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais

Belo Horizonte, 6 de junho, 2011. Prefeitura de Belo Horizonte Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais Belo Horizonte, 6 de junho, 2011 Infraestrutura Aeroportuária de Belo Horizonte Região metropolitana: Aeroporto Carlos Prates Aeroporto da Pampulha Aeroporto Internacional Tancredo Neves Movimento operacional

Leia mais

TREM DE GUARULHOS EXPRESSO AEROPORTO

TREM DE GUARULHOS EXPRESSO AEROPORTO TREM DE GUARULHOS EXPRESSO AEROPORTO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO 2 Municípios Habitantes PIB (Regional) Comércio e Serviços 39 18,6 milhões 10,5% população Brasileira R$ 244 Bilhões 15,7% PIB Brasileiro

Leia mais

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Thayne Garcia, Assessora-Chefe de Comércio e Investimentos (tgarcia@casacivil.rj.gov.br) Luciana Benamor, Assessora de Comércio e Investimentos

Leia mais

AEROPORTO INTERNACIONAL SALGADO FILHO Jorge Herdina Superintendente. INFRAESTRUTURA E OPERAÇÕES PROJETOS ESTRATÉGICOS e PLANEJAMENTO DE INVESTIMENTO

AEROPORTO INTERNACIONAL SALGADO FILHO Jorge Herdina Superintendente. INFRAESTRUTURA E OPERAÇÕES PROJETOS ESTRATÉGICOS e PLANEJAMENTO DE INVESTIMENTO AEROPORTO INTERNACIONAL SALGADO FILHO Jorge Herdina Superintendente INFRAESTRUTURA E OPERAÇÕES PROJETOS ESTRATÉGICOS e PLANEJAMENTO DE INVESTIMENTO OBJETIVO Divulgar os Projetos Estratégicos do Aeroporto

Leia mais

Medida Provisória 652: Novo cenário para a Aviação Regional. Ana Cândida de Mello Carvalho amcarvalho@tozzinifreire.com.br

Medida Provisória 652: Novo cenário para a Aviação Regional. Ana Cândida de Mello Carvalho amcarvalho@tozzinifreire.com.br Medida Provisória 652: Novo cenário para a Aviação Regional Ana Cândida de Mello Carvalho amcarvalho@tozzinifreire.com.br Sumário 1. Dados da SAC sobre o Setor Aeroportuário 2. Plano Geral de Outorgas

Leia mais

FÓRUM REGIONAL DE CAMPINAS - 2014

FÓRUM REGIONAL DE CAMPINAS - 2014 FÓRUM REGIONAL DE CAMPINAS - 2014 Infraestrutura e Logística: As vantagens competitivas e os desafios da Região Metropolitana de Campinas Thomaz Assumpção URBAN SYSTEMS 15 anos + de 700 projetos Segmentos:

Leia mais

TRANSPORTE AEROVIÁRIO. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados!

TRANSPORTE AEROVIÁRIO. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados! TRANSPORTE AEROVIÁRIO Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados! Dentre os diferentes segmentos de transportes no Brasil, o que recebe menor atenção por parte das autoridades e, conseqüentemente,

Leia mais

COPA. Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL. Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC. 29 de Outubro 2009

COPA. Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL. Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC. 29 de Outubro 2009 COPA Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC 29 de Outubro 2009 1 SINAENCO Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva

Leia mais

Perspectivas do Trem de Alta Velocidade

Perspectivas do Trem de Alta Velocidade Perspectivas do Trem de Alta Velocidade Bernardo Figueiredo Julho/2013 TRENS DE ALTA VELOCIDADE Segurança: Trem de Alta Velocidade é mais seguro. AVIÃO Número de mortes por bilhão de passageiro/km RODOVIA

Leia mais

Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013

Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013 Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013 CAP. 02 A Dinâmica dos espaços da Globalização. (9º ano) *Estudaremos a difusão do modo capitalista de produção, ou seja, do modo de produzir bens e

Leia mais

ESTUDO DA CRIAÇÃO DE UMA PLATAFORMA MULTIMODAL Prof. Ph.D. Cláudio Farias Rossoni Área delimitada onde em um mesmo local se encontram disponibilizados: DUTOVIAS HIDROVIAS RODOVIAS AEROVIAS FERROVIAS Área

Leia mais

Mobilidade urbana, infra-estrutura e a Copa de 2014

Mobilidade urbana, infra-estrutura e a Copa de 2014 Mobilidade urbana, infra-estrutura e a Copa de 2014 Oportunidades para a arquitetura e a engenharia 8º Encontro da Arquitetura e da Engenharia Consultiva de São Paulo Sinaenco/sp 26 de agosto de 2008 Jurandir

Leia mais

Eixo de integração Centro-Oeste - Logística ABDE

Eixo de integração Centro-Oeste - Logística ABDE Eixo de integração Centro-Oeste - Logística ABDE AIE/DELOG/GESET Novembro/2011 Agenda Vetores Estratégicos e Metas a Alcançar Centro-Oeste: Desafios e Oportunidades Conclusão Atuação do BNDES 2 Vetores

Leia mais

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013 IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA Industria hoteleira brasileira JUNHO 2013 ENTIDADE ABIH NACIONAL Fundada em 09/11/1936 3.500 associados 35 escritórios 26 capitais + DF 08 regionais ENTIDADE 25.500 meios de

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras Diretoria de Engenharia - DE Cidades candidatas e seus aeroportos Aeroportos da INFRAERO primeira e última imagem que o turista estrangeiro

Leia mais

Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade

Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade Alessandro Golombiewski Teixeira Secretário-Executivo do MDIC Rio de Janeiro, Agosto de 2011 Introdução 1 Contexto

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO PAESP 2007-2027

CLASSIFICAÇÃO PAESP 2007-2027 1 AEROPORTO REGIONAL CLASSIFICAÇÃO PAESP 27-227 São os aeroportos destinados a atender as áreas de interesse regional e/ou estadual que apresentam demanda por transporte aéreo regular, em ligações com

Leia mais

A QUESTÃO DA MODERNIZAÇÃO REGULATÓRIA Por Comandante Francisco Lyra, Presidente da C>FLY Aviation

A QUESTÃO DA MODERNIZAÇÃO REGULATÓRIA Por Comandante Francisco Lyra, Presidente da C>FLY Aviation SENADO FEDERAL SECRETARIA-GERAL DA MESA SECRETARIA DE COMISSÕES SUBSECRETARIA DE APOIO ÀS COMISSÕES PERMANENTES 2ª SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA DA 54ª LEGISLATURA Em 08 de agosto de 2012 (quarta-feira)

Leia mais

Aéreas terão subsídios para operar rotas já existentes

Aéreas terão subsídios para operar rotas já existentes Fonte: Dr. Renato Kloss Seção: Economia Versão: Online Data: 28/07 Aéreas terão subsídios para operar rotas já existentes Medida do governo deve beneficiar cem linhas rentáveis. Subvenção pode somar R$

Leia mais

Formação e Capacitação de Pessoas na Infraero

Formação e Capacitação de Pessoas na Infraero Formação e Capacitação de Pessoas na Infraero Desafios, Necessidades e Perspectivas da Formação e Capacitação de Recursos Humanos na Área Aeronáutica (Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura)

Leia mais

SECOVI MINHA CASA, MINHA VIDA

SECOVI MINHA CASA, MINHA VIDA SECOVI MINHA CASA, MINHA VIDA Miriam Belchior Ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão São Paulo, 15 de julho de 2013 NOVOS MOTORES DO CRESCIMENTO Modelo brasileiro diversificou as fontes de crescimento

Leia mais

TREM DE ALTA VELOCIDADE - TAV

TREM DE ALTA VELOCIDADE - TAV Encontro Econômico Brasil - Alemanha 2009 Cooperação para o Crescimento e Emprego Idéias e Resultados TREM DE ALTA VELOCIDADE - TAV Secretaria de Política Nacional de Transportes / MT - Engº Marcelo Perrupato

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL

A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL 04/05/2011 Senado Federal - Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo O BRASIL EM NÚMEROS BASE PARA O CRESCIMENTO Os investimentos nas áreas

Leia mais

A importância das Agencias Governamentais na Localização dos Data Center"

A importância das Agencias Governamentais na Localização dos Data Center "A importância dos agentes governamentais na definição do Local dos Data Centers" Painel A importância das Agencias Governamentais na Localização dos Data Center" Tópicos: A DCT Realty gostaria de promover

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA Grupo PTV em expansão internacional - também na América do Sul PTV inaugura sua própria filial no Brasil Karlsruhe/São Paulo, 15/10/2015. Os especialistas em transportes do Grupo PTV estão expandindo ainda

Leia mais

3 Privatização dos Aeroportos

3 Privatização dos Aeroportos 27 3 Privatização dos Aeroportos Este capítulo discorre sobre a experiência internacional com a privatização dos aeroportos, a eficiência entre as diversas formas de capital e a estrutura escolhida pelo

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE VIRACOPOS PARA AS ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS NO MERCADO INTERNACIONAL

A IMPORTÂNCIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE VIRACOPOS PARA AS ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS NO MERCADO INTERNACIONAL A IMPORTÂNCIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE VIRACOPOS PARA AS ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS NO MERCADO INTERNACIONAL THE IMPORTANCE OF INTERNATIONAL AIRPORT OF VIRACOPOS FOR ENTERPRISE STRATEGIES IN THE INTERNATIONAL

Leia mais

A Visão do Transporte Aéreo sobre as Fontes Renováveis de Energia

A Visão do Transporte Aéreo sobre as Fontes Renováveis de Energia A Visão do Transporte Aéreo sobre as Fontes Renováveis de Energia Seminário DCA-BR - Fontes Renováveis de Energia na Aviação São José dos Campos 10 de junho de 2010 Cmte Miguel Dau Vice-Presidente Técnico-Operacional

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO - OPORTUNIDADES Um evento esportivo do porte de uma Copa do Mundo é como uma grande vitrine do país no exterior e corresponde a um

Leia mais

UMA SOLUÇÃO DE TRANSPORTE

UMA SOLUÇÃO DE TRANSPORTE TP 15164T UMA SOLUÇÃO DE TRANSPORTE EFICAZ, FIÁVEL E SEGURA www.atlanticgateway.gc.ca A PORTA DO ATLÂNTICO É: Uma rede multimodal protegida, segura e sustentável equipada com instalações especializadas

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO)

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO) EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS BRASÍLIA CAMPINAS GUARULHOS EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA

Leia mais

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012 RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO Junho de 2012 Riscos e oportunidades para a indústria de bens de consumo A evolução dos últimos anos, do: Saldo da balança comercial da indústria

Leia mais

5º Painel: Marcos regulatórios e Infra-Estrutura Aeroviária

5º Painel: Marcos regulatórios e Infra-Estrutura Aeroviária I Simpósio Infra-Estrutura e Logística no Brasil: DESAFIOS PARA UM PAÍS EMERGENTE 5º Painel: Marcos regulatórios e Infra-Estrutura Aeroviária Novembro 2008 Constituição Federal Aeródromos Públicos - Responsabilidades

Leia mais

Sistema Aeroportoviário no Brasil

Sistema Aeroportoviário no Brasil Sistema Aeroportoviário no Brasil FERNANDA MINUZZI LUCIANO DOMINGUES RÉGIS GOMES FLORES VINÍCIOS Transportes Introdução O transporte aéreo no Brasil vem acompanhando o desenvolvimento do País.Hoje, o transporte

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES. Visão Estratégica do Governo do Estado sobre o uso dos Aeroportos do Galeão e Santos Dumont

SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES. Visão Estratégica do Governo do Estado sobre o uso dos Aeroportos do Galeão e Santos Dumont Visão Estratégica do Governo do Estado sobre o uso dos Aeroportos do Galeão e Santos Dumont Delmo Pinho - março, 2009 Cenário Atual da Aviação Mundial 1.167 aeronaves imobilizadas; Número total de jatos

Leia mais

FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO

FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO As condições para o financiamento do desenvolvimento urbano estão diretamente ligadas às questões do federalismo brasileiro e ao desenvolvimento econômico. No atual

Leia mais

Falta um projeto estruturante para o setor de aeroportos

Falta um projeto estruturante para o setor de aeroportos Falta um projeto estruturante para o setor de aeroportos Josef Barat Segundo dados do Instituto de Estudos Estratégicos e de Políticas Públicas em Transporte Aéreo, nos últimos vinte anos o tráfego de

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

Nos trilhos do progresso

Nos trilhos do progresso Nos trilhos do progresso brasil: polo internacional de investimentos e negócios. Um gigante. O quinto maior país do mundo em extensão e população e o maior da América Latina, onde se destaca como a economia

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS INFRAESTRUTURA, REDES DE SERVIÇOS E CIRCULAÇÃO

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS INFRAESTRUTURA, REDES DE SERVIÇOS E CIRCULAÇÃO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS INFRAESTRUTURA, REDES DE SERVIÇOS E CIRCULAÇÃO 1) Transporte e obras públicas Minas Gerais é um Estado que tem grande extensão territorial, localização

Leia mais

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como

Leia mais

2.8 Infraestrutura. Por que Infraestrutura? Comparação Internacional

2.8 Infraestrutura. Por que Infraestrutura? Comparação Internacional 2.8 Infraestrutura Por que Infraestrutura? Uma rede eficaz de transportes intermodal é fundamental para a competitividade da indústria. A logística eficiente permite a realização das entregas dos insumos

Leia mais

INVESTIMENTOS PRIVADOS EM AEROPORTOS 1 / 53

INVESTIMENTOS PRIVADOS EM AEROPORTOS 1 / 53 INVESTIMENTOS PRIVADOS EM AEROPORTOS 1 / 53 INVESTIMENTOS PRIVADOS EM AEROPORTOS Sumário 1 - Panorama Mundial da Aviação Civil 2- Situação Atual dos Aeroportos Brasileiros 3 - O Futuros dos Aeroportos

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Audiência para tratar das possíveis tecnologias aplicadas com a finalidade de deter as aeronaves em riscos de acidentes nos aeroportos de pista curta

Audiência para tratar das possíveis tecnologias aplicadas com a finalidade de deter as aeronaves em riscos de acidentes nos aeroportos de pista curta Audiência para tratar das possíveis tecnologias aplicadas com a finalidade de deter as aeronaves em riscos de acidentes nos aeroportos de pista curta JAQUES SHERIQUE Eng. Mec. e de Seg. do Trab. Vice-Presidente

Leia mais

MULTIMODALIDADE ÁREA METROPOLITANA DO PORTO UMA OFERTA INTEGRADA DE QUALIDADE

MULTIMODALIDADE ÁREA METROPOLITANA DO PORTO UMA OFERTA INTEGRADA DE QUALIDADE MULTIMODALIDADE ÁREA METROPOLITANA DO PORTO UMA OFERTA INTEGRADA DE QUALIDADE Enquadramento Comunitário e Nacional Livro Branco Roteiro do espaço único europeu dos transportes, rumo a um sistema de transportes

Leia mais

EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos

EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos São José dos Campos, 7 de novembro de 2008 A Embraer (BOVESPA:

Leia mais

A Egis no Brasil. Perfil

A Egis no Brasil. Perfil A Egis no Brasil Perfil A EGIS NO BRASIL O Grupo Egis, no Brasil, participa ativamente do mercado de engenharia de projetos e consultoria na área de infraestrutura de transportes. Essa participação se

Leia mais

Abordagem para os Serviços Aéreos Internacionais. Transporte para o Comércio e a Integração Regional

Abordagem para os Serviços Aéreos Internacionais. Transporte para o Comércio e a Integração Regional Abordagem para os Serviços Aéreos Internacionais Seminário CNI-BID Brasília, 01 de outubro de 2008 Transporte para o Comércio e a Integração Regional Ronaldo Seroa da Motta Diretor da ANAC Marco Legal

Leia mais

AEROPORTO INTERNACIONAL DE CABO FRIO UMA NOVA OPÇÃO LOGÍSTICA

AEROPORTO INTERNACIONAL DE CABO FRIO UMA NOVA OPÇÃO LOGÍSTICA AEROPORTO INTERNACIONAL DE CABO FRIO UMA NOVA OPÇÃO LOGÍSTICA Conferência Internacional sobre Capital Privado em Aeroportos FIESP / CIESP 23/Abril/2009 A Costa da Sol Operadora Aeroportuária S.A. é uma

Leia mais

CONCESSÃO DE AEROPORTOS NO BRASIL: O CASO DO AEROPORTO INTERNACIONAL TANCREDO NEVES- CONFINS

CONCESSÃO DE AEROPORTOS NO BRASIL: O CASO DO AEROPORTO INTERNACIONAL TANCREDO NEVES- CONFINS CONCESSÃO DE AEROPORTOS NO BRASIL: O CASO DO AEROPORTO INTERNACIONAL TANCREDO NEVES- CONFINS Izabela Davanzo de Paiva Wesllay Carlos Ribeiro CONCESSÃO DE AEROPORTOS NO BRASIL: O CASO DO AEROPORTO INTERNACIONAL

Leia mais

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Seminário de Mobilidade Urbana Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Celio Bouzada 23 de Setembro de 2015 Belo Horizonte População de Belo Horizonte: 2,4 milhões de habitantes População da

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Estrutura de serviços em aeroportos

Estrutura de serviços em aeroportos Atualmente procuramos encontrar facilidades e conveniências em qualquer lugar freqüentado, Devido a exigência do mercado os Aeroportos têm investido em sua infra-estrutura para atender melhor seus usuários.

Leia mais

Carta de Infraestrutura Inter. B Consultoria Internacional de Negócios

Carta de Infraestrutura Inter. B Consultoria Internacional de Negócios Aeroporto de Salvador. PAC 2. Divulgação Dezembro/2013 Carta de Infraestrutura Inter. B Consultoria Internacional de Negócios 30 de junho de 2014 2014 Ano 1, nº 6 Setor Aeroportuário Aeroporto de Brasília.

Leia mais

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA: UM EXCELENTE NEGÓCIO PARA VOCÊ, UMA ÓTIMA AÇÃO PARA SÃO PAULO.

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA: UM EXCELENTE NEGÓCIO PARA VOCÊ, UMA ÓTIMA AÇÃO PARA SÃO PAULO. PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA: UM EXCELENTE NEGÓCIO PARA VOCÊ, UMA ÓTIMA AÇÃO PARA SÃO PAULO. São Paulo State Government São Paulo State Government PARCERIA PARA O DESENVOLVIMENTO. Nossa proposta é ampliar

Leia mais

H2MK Logística Aeroportuária de Campinas LTDA.

H2MK Logística Aeroportuária de Campinas LTDA. Motivações Intermodalidade Integração Regional, Nacional e Internacional Aeroporto de Viracopos 154 mil ton/ano - 16,5% carga aérea brasileira [2009] - cada 3 ton importada/exportada pelo Brasil, 1 ton

Leia mais

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Code-P0 Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Encontro Nacional - Abracen Eventos Esportivos e os Impactos para o país São Paulo, 7 de março de 2012 Code-P1 O Brasil

Leia mais

Comissão Europeia Livro Branco dos Transportes. Transportes 2050: Principais desafios e medidas-chave

Comissão Europeia Livro Branco dos Transportes. Transportes 2050: Principais desafios e medidas-chave Razões da importância deste sector Os transportes são fundamentais para a economia e a sociedade. A mobilidade é crucial em termos de crescimento e criação de emprego. O sector dos transportes representa

Leia mais

ABSA em poucas palavras. Projeto Corredor Logístico GRU-VCP. Iniciativas de Eficiência no Sistema Aeroportuário

ABSA em poucas palavras. Projeto Corredor Logístico GRU-VCP. Iniciativas de Eficiência no Sistema Aeroportuário Benefícios do Projeto Corredor Logístico / Aeroportos Complementares COMUS 29 Junho 2010 Agenda ABSA em poucas palavras Projeto Corredor Logístico GRU-VCP Iniciativas de Eficiência no Sistema Aeroportuário

Leia mais

10 motivos para investir e se apaixonar

10 motivos para investir e se apaixonar 10 motivos para investir e se apaixonar CONHEçA UM POUCO MAIS SObRE A CIDADE que NãO PARA DE CRESCER E que TEM TUDO PARA fazer O MESMO PELA SUA EMPRESA. o Brasil está se firmando como um gigante do desenvolvimento

Leia mais

O papel dos governos nacionais na promoção da integração na América do Sul Bruno Dalcolmo Superintendente de Relações Internacionais

O papel dos governos nacionais na promoção da integração na América do Sul Bruno Dalcolmo Superintendente de Relações Internacionais O papel dos governos nacionais na promoção da integração na América do Sul Bruno Dalcolmo Superintendente de Relações Internacionais Oficina sobre Integração Aérea 10 a 11 de setembro de 2014 Rio de Janeiro

Leia mais

POR QUE INTERIORIZAR O TRANSPORTE AÉREO?

POR QUE INTERIORIZAR O TRANSPORTE AÉREO? CONECTANDO O BRASIL CONECTANDO O BRASIL POR QUE INTERIORIZAR O TRANSPORTE AÉREO? O Brasil é um país de 8 milhões de quilômetros quadrados de área. Esse imenso território demanda ser integrado por uma

Leia mais

Seminário RMC e os desafios para o século XXI OBSERVATÓRIO DAS METRÓPOLES/UFPR

Seminário RMC e os desafios para o século XXI OBSERVATÓRIO DAS METRÓPOLES/UFPR Seminário RMC e os desafios para o século XXI OBSERVATÓRIO DAS METRÓPOLES/UFPR : mudanças na estrutura produtiva e no mercado de trabalho no período 1991/2010 Paulo Delgado Liana Carleial Curitiba, 17

Leia mais

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA Brasil, 2007 PIB R$ 1,8 trilhão Alfabetização 88,6% Expec. de Vida 71,7 anos PIB per capita US$ 8.402 Fonte: ONU e IBGE Brasil, 2015 PIB R$ 2,1 trilhões Alfabetização

Leia mais

Concessões. Galeão e Confins

Concessões. Galeão e Confins Concessões Galeão e Confins Galeão: 17,5 milhões de passageiros 13,7 milhões m² 958 empregados Confins: 10,4 milhões de passageiros 15,1 milhões m² 344 empregados Objetivos das Concessões EXPANDIR A INFRAESTRUTURA

Leia mais

desafios para o sistema de mobilidade sustentável no estado de minas gerais

desafios para o sistema de mobilidade sustentável no estado de minas gerais desafios para o sistema de mobilidade sustentável no estado de minas gerais Subsecretaria de Regulação de Transportes maio / 2015 Secretaria de Desenvolvimento Econômico Secretaria de Desenvolvimento Urbano

Leia mais

DESCONCENTRAÇÃO INDUSTRIAL E EMPREGO NAS REGIÕES METROPOLITANAS DE BELO HORIZONTE, GOIÂNIA E RIO DE JANEIRO.

DESCONCENTRAÇÃO INDUSTRIAL E EMPREGO NAS REGIÕES METROPOLITANAS DE BELO HORIZONTE, GOIÂNIA E RIO DE JANEIRO. DESCONCENTRAÇÃO INDUSTRIAL E EMPREGO NAS REGIÕES METROPOLITANAS DE BELO HORIZONTE, GOIÂNIA E RIO DE JANEIRO. Vivian Fernanda Mendes Merola vfmerola1@gmail.com Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia

Leia mais

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 1 A Situação Industrial A etapa muito negativa que a indústria brasileira está atravessando vem desde a crise mundial. A produção

Leia mais

Gerson Moura Duarte INTRODUÇÃO

Gerson Moura Duarte INTRODUÇÃO Questões Contemporâneas: as consequências da ocupação urbana irregular de áreas ao redor do Aeroporto Internacional de São Paulo para a macrometrópole paulista Gerson Moura Duarte INTRODUÇÃO As grandes

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente Como Financiar os Investimentos em Infraestrutura no Brasil? FÓRUM ESTADÃO BRASIL COMPETITIVO - OS NÓS DA INFRAESTRUTURA São Paulo, 13 de setembro de 2012 Luciano Coutinho Presidente No longo prazo, economia

Leia mais

RESULTADO DEFINITIVO DA SELEÇÃO DE PROPOSTAS Após o julgamento dos recursos administrativos segue a lista final dos projetos.

RESULTADO DEFINITIVO DA SELEÇÃO DE PROPOSTAS Após o julgamento dos recursos administrativos segue a lista final dos projetos. RESULTADO DEFINITIVO DA SELEÇÃO DE PROPOSTAS Após o julgamento dos recursos administrativos segue a lista final dos projetos. CHAMADA PÚBLICA SENAT/TRANSPORTES Nº 001/2013 Em Ordem Alfabética A) PROPOSTAS

Leia mais

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos 7º Encontro de Logística e Transporte FIESP maio/2012 Conrado Grava de Souza Conselheiro ANPTrilhos Apoio: ANPTrilhos Objetivo

Leia mais

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm ESTUDO DA CNT APONTA QUE INFRAESTRUTURA RUIM AUMENTA CUSTO DO TRANSPORTE DE SOJA E MILHO As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm impacto significativo na movimentação

Leia mais

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013 Plano de Aviação Regional 1 Janeiro I 2013 A Azul A maior malha aérea do Brasil servindo 98 destinos, 218 rotas e 798 decolagens por dia #1 em 76% das rotas servidas e 32% de participação no mercado brasileiro

Leia mais

ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n 5/02 de 16 de Abril

ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n 5/02 de 16 de Abril ASSEMBLEIA NACIONAL Lei n 5/02 de 16 de Abril o amplo debate político e académico desenvolvido a partir de meados da década de 80 do século XX, no âmbito da implementação do Programa de Saneamento Económico

Leia mais

00P6 - Subvenção Econômica para o Desenvolvimento da Aviação Regional (MP nº 652, de 2014)

00P6 - Subvenção Econômica para o Desenvolvimento da Aviação Regional (MP nº 652, de 2014) Programa 2017 - Aviação Civil Número de Ações 26 Tipo: Operações Especiais 00P6 - Subvenção Econômica para o Desenvolvimento da Aviação Regional (MP nº 652, de 2014) Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função:

Leia mais

Prof. Altair da Silva. Unidade III GERENCIAMENTO DE

Prof. Altair da Silva. Unidade III GERENCIAMENTO DE Prof. Altair da Silva Unidade III GERENCIAMENTO DE TRANSPORTE Transporte aéreo O transporte caracterizado por transporte através de aeronaves. Doméstico internamente; Internacional outros países; Início

Leia mais

Discurso da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no seminário Planejamento e Desenvolvimento: Experiências Internacionais e o Caso do Brasil

Discurso da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no seminário Planejamento e Desenvolvimento: Experiências Internacionais e o Caso do Brasil Discurso da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no seminário Planejamento e Desenvolvimento: Experiências Internacionais e o Caso do Brasil Brasília, 22 de novembro de 2012 É uma honra recebê-los

Leia mais

Que políticas de transportes

Que políticas de transportes Que políticas de transportes 8º ciclo de seminários - Transportes e negócios J. Paulino Pereira (Instituto Superior Técnico Universidade Técnica de Lisboa) Professor Universitário e Consultor Aeroportos

Leia mais

ANEXO I FORMULÁRIO DE ANÁLISE PARA PROPOSIÇÃO DE ATO NORMATIVO

ANEXO I FORMULÁRIO DE ANÁLISE PARA PROPOSIÇÃO DE ATO NORMATIVO ANEXO I FORMULÁRIO DE ANÁLISE PARA PROPOSIÇÃO DE ATO NORMATIVO Processo nº: 00058.024009/2014-54 Unidade Responsável GCON/SRE (Sigla): Assunto do normativo: Regulamentar a aferição dos Indicadores de Qualidade

Leia mais

A estratégia para enfrentar o aprofundamento da crise mundial Guido Mantega Ministro da Fazenda

A estratégia para enfrentar o aprofundamento da crise mundial Guido Mantega Ministro da Fazenda A estratégia para enfrentar o aprofundamento da crise mundial Guido Mantega Ministro da Fazenda Câmara dos Deputados Brasília, 23 de novembro de 2011 1 Economia mundial deteriorou-se nos últimos meses

Leia mais

Condomínios empresariais na Região Metropolitana de Campinas: intencionalidade e fatores locacionais

Condomínios empresariais na Região Metropolitana de Campinas: intencionalidade e fatores locacionais Condomínios empresariais na Região Metropolitana de Campinas: intencionalidade e fatores locacionais Rodolfo Finatti rodolfofinatti@yahoo.com.br FFLCH/USP Palavras-chave: condomínio empresarial, Região

Leia mais

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA 1 CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA Secretaria de Fazenda Prefeitura de Sorocaba A Cidade 2 No próximo ano de 2014 Sorocaba completará 360 anos de sua fundação; A história

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 2ª Ano Tema da aula: transporte e Telecomunicação Objetivo da aula:. Entender as principais formas de

Leia mais

Roteiro Aula 01 Saber Direito.

Roteiro Aula 01 Saber Direito. 1 Roteiro Aula 01 Saber Direito. O Direito aeronáutico Internacional, segundo Rodriguez Jurado: é o conjunto de princípios e normas de direito público e privado, de ordem interna e internacional, que regem

Leia mais

Tarifas Aeroportuárias e ATAERO. Uma proposta de destinação de parte destes recursos financeiros ao fomento do potencial turístico nacional

Tarifas Aeroportuárias e ATAERO. Uma proposta de destinação de parte destes recursos financeiros ao fomento do potencial turístico nacional Tarifas Aeroportuárias e ATAERO Uma proposta de destinação de parte destes recursos financeiros ao fomento do potencial turístico nacional Tarifas Aeroportuárias - legislação Criação de Tarifas Aeroportuárias

Leia mais

FORUM REGIONAL DE CAMPINAS LIDE GRUPO DE LÍDERES EMPRESARIAIS

FORUM REGIONAL DE CAMPINAS LIDE GRUPO DE LÍDERES EMPRESARIAIS FORUM REGIONAL DE CAMPINAS LIDE GRUPO DE LÍDERES EMPRESARIAIS 11 DE AGOSTO DE 2012 EDSON APARECIDO DEPUTADO FEDERAL MACROMETRÓPOLE PAULISTA EM NÚMEROS PIB MM PAULISTA PIB da MM Paulista - 2009 (R$ bilhões)

Leia mais

A IMPLANTAÇÃO DO PARQUE LOGÍSTICO SINGER EM CAMPINAS: CONFLITOS E POTENCIALIDADES NA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS

A IMPLANTAÇÃO DO PARQUE LOGÍSTICO SINGER EM CAMPINAS: CONFLITOS E POTENCIALIDADES NA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS A IMPLANTAÇÃO DO PARQUE LOGÍSTICO SINGER EM CAMPINAS: CONFLITOS E POTENCIALIDADES NA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS Rebeca Ribeiro Braga Faculdade de Arquitetura e Urbanismo CEATEC PUC-CAMPINAS beca_rb@puc-campinas.edu.br

Leia mais

Regulação da Infraestrutura Aeroportuária

Regulação da Infraestrutura Aeroportuária Regulação da Infraestrutura Aeroportuária Walter Américo da Costa Souza Superintendente de Desenvolvimento Aeroportuário INFRAERO Sistema de Aviação Civil Indústria Aeronáutica Transporte Aéreo Aeroportos

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 VI Seminário ALACPA de Pavimentos Aeroportuários e IV FAA Workshop Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 28 Outubro 2009 Arq. Jonas M. Lopes INFRAERO Aeroportos - Copa do Mundo 2014 Belo Horizonte

Leia mais

O Programa de Investimentos em Logística: Um Projeto Estratégico do Estado Brasileiro

O Programa de Investimentos em Logística: Um Projeto Estratégico do Estado Brasileiro O Programa de Investimentos em Logística: Um Projeto Estratégico do Estado Brasileiro Bernardo Figueiredo Presidente da Empresa Brasileira de Planejamento e Logística Logística e Desenvolvimento Econômico

Leia mais

6. Considerações Finais

6. Considerações Finais 98 6. Considerações Finais Mesmo com a alta dos preços do petróleo, a aviação vem caminhando a passos largos. Pelo menos é o que mostram os recentes números divulgados pela ANAC. As três maiores companhias

Leia mais

CUSTOS LOGÍSTICOS NO BRASIL 2014. Logística, Supply Chain e Infraestrutura. Núcleo de Logística, Supply Chain e Infraestrutura

CUSTOS LOGÍSTICOS NO BRASIL 2014. Logística, Supply Chain e Infraestrutura. Núcleo de Logística, Supply Chain e Infraestrutura CUSTOS LOGÍSTICOS NO BRASIL 2014 Logística, Supply Chain e Infraestrutura Núcleo de Logística, Supply Chain e Infraestrutura Paulo Tarso Vilela de Resende Paulo Renato de Sousa Bolsistas Fapemig Gustavo

Leia mais

ABERTURA DO MERCADO BRASILEIRO DE AVIAÇÃO: A QUESTÃO DA CABOTAGEM E DA PARTICIPAÇÃO DO CAPITAL ESTRANGEIRO NAS COMPANHIAS AÉREAS BRASILEIRAS

ABERTURA DO MERCADO BRASILEIRO DE AVIAÇÃO: A QUESTÃO DA CABOTAGEM E DA PARTICIPAÇÃO DO CAPITAL ESTRANGEIRO NAS COMPANHIAS AÉREAS BRASILEIRAS ABERTURA DO MERCADO BRASILEIRO DE AVIAÇÃO: A QUESTÃO DA CABOTAGEM E DA PARTICIPAÇÃO DO CAPITAL ESTRANGEIRO NAS COMPANHIAS AÉREAS BRASILEIRAS por Victor Carvalho Pinto 1. Conceituação Os parâmetros básicos

Leia mais

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo O artigo aborda relações entre logística, formação profissional e infra-estrutura do país. São debatidas questões sobre a evolução da logística no Brasil, a preparação educacional do profissional de logística

Leia mais

Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais

Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais João Carlos Ferraz BNDES 31 de agosto de 2008 Guia Contexto macroeconômico Políticas públicas Perpectivas do investimento

Leia mais

1º Simpósio Infra-estrutura e Logística no Brasil: Desafios para um país emergente

1º Simpósio Infra-estrutura e Logística no Brasil: Desafios para um país emergente 1º Simpósio Infra-estrutura e Logística no Brasil: Desafios para um país emergente Painel: Gestão Pública, Orçamento e Investimento Públicos - Privados O HISTÓRICO DOS INVESTIMENTOS EM INFRA-ESTRUTURA

Leia mais