PANORAMA DA CAFEICULTURA ARÁBICA NO PARANÁ. Armando Androcioli Filho Iapar Londrina, Pr.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PANORAMA DA CAFEICULTURA ARÁBICA NO PARANÁ. Armando Androcioli Filho Iapar Londrina, Pr."

Transcrição

1 PANORAMA DA CAFEICULTURA ARÁBICA NO PARANÁ Armando Androcioli Filho Iapar Londrina, Pr. VIII Curso de Atualização Manejo Tecnológico da Lavoura Cafeeira Varginha, MG 13 a 15 de julho de 2010

2 ZONEAMENTO CLIMÁTICO DO CAFÉ NO PARANÁ CLASSES DE APTIDÃO Umuarama Paranavaí Cianorte Maringá Apucarana Londrina Cornélio Procópio Sto Antônio da Platina Apto Transição Inapto Inapto Máximo de 1 geada a cada 4 anos 1 geada a cada 3-4 anos Pelo menos 1 geada a cada 2 anos Solos inadequados Áreas de preservação Campo Mourão Ortigueira Arapoti Ivaiporã Toledo Cascavel Ponta Grossa Guarapuava Foz do Iguaçu Curitiba Paranaguá N Francisco Beltrão Pato Branco União da Vitória Palmas

3 24 o S Região Cafeeira no Paraná

4 DIAGNÓSTICO DA CAFEICULTURA Área Total (ha) Nº Produtores Propriedades Familiares % Mão de Obra Familiar % Produção Média (milhões sacas) ,0 a 2,5 Postos de Trabalho Permanentes mil Postos de Trabalho Temporário mil Necessidade Abast. e Consumo ,6 milhões/sc Fonte: SEAB/DERAL

5 Ano * 2010 Área Área, produção e produtividade 2006 a 2010 Total (ha) Produção (milhões sc60kg) 2,31 1,62 2,61 1,47 2,1 sc / ha Ano 2000: 165 mil ha...2,23 milhões sc sc/ha 10 anos: 71 mil ha erradicados 43% da área Fonte: SEAB / DERAL

6 Produção Total Participação % do café adensado na produção total 100% 80% 60% 40% 20% 0% Ano Safra Adensado Tradicional Fonte: SEAB / DERAL

7 Formação: ha pés pés/ha Renovação: 6% por ano Produção: ha pés pés/ha Erradicou ha - Plantou = Reduziu em ha

8 A Geada é a principal causa da redução de área? Geadas: 1981 (13 anos) 1994 (4 anos) 2000 (10 anos)... Média: 1 geada a cada 9-10 anos

9 Assistência Técnica EMATER: Cafeicultores familiares com intensidade, e os médios e grandes com atendimento via métodos grupal e massal de extensão. Cooperativas: cooperados e com visitas esporádicas a demais cafeicultores. Revendas: público em geral com poucas ações em café e esporádicas. Consultores: Restrito a grandes propriedades

10 Sistema de produção Cultivares mais utilizadas Porte baixo: Catuaí vermelho, Iapar59 e Tupi Espaçamento: 1,5m x 0,5m a 2,5m x 0,8m População: pl/ha após covas/ha (2 mudas) anterior a 1993 Porte alto: Mundo Novo, Acaiá e Icatu Espaçamento: 2,0mx0,7m a 3,5m x 1,0m População: a pl/ha Novas cultivares: IPR99 e IPR103

11 Mecanização:. Área mecanizável: 75 %. Área mecanizada: 10 % motomecanização (trator e colheideira automotriz) 40% mecanizada com equipamentos portáteis na colheita Produtividade média:. Alta: 70 sacas - Média: 22 sacas - Baixa: 10 sacas

12 Principais problemas fitossanitários: Pela ordem:. Ferrugem, broca, cercóspora e nematóides Adubação - Nível tecnológico:. Fórmula a 1900 kg/ha

13 Irrigação Principais sistemas: gotejo com fertirrigação Área irrigada: 2%

14 Período Custo de Produção Café Tradicional: sc/ha (R$ / sc60kg) Custo Variável Custo Total Preço Recebido Rentab. CV Rentab. CT Nov/00 104,85 138,81 116,64 11% -16% Ago/01 117,84 155,88 89,67-24% -42% Fev/02 92,82 131,49 79,63-14% - 39% Nov/03 147,36 201,93 145,46-1% - 28% Ago/04 161,99 211,83 165,53 2% -22% Fev/06 186,09 255,01 217,59 17% - 15% Nov/07 220,05 298,29 214,05-3% - 28% Ago/08 283,33 377,41 244,35-21% - 41% Fev/09 280,19 375,70 230,84-18% - 39% Fev/10 250,06 343,87 225,89-10% - 34% Fonte: SEAB / DERAL

15 Período Custo de Produção Café Adensado: sc/ha (R$ / sc60kg) Custo Variável Custo Total Preço Recebido Rentab. CV Rentab. CT Nov/00 67,26 84,84 116,64 73% 37% Ago/01 75,57 95,17 89,67 19% - 6% Nov/03 91,89 119,07 145,46 58% 22% Ago/04 130,17 158,86 165,53 27% 4% Fev/06 143,98 180,82 217,59 51% 20% Nov/07 172,09 215,29 214,05 24% - 1% Ago/08 226,80 281,16 244,35-1% - 20% Fev/09 223,25 278,88 230,84 9% - 13% Fev/10 197,19 250,92 225,89 15% - 10% Fonte: SEAB / DERAL

16 Mão Obra (disponibilidade):.médios e Grandes propriedades- Muito baixa, principalmente em áreas próximas a grandes centros urbanos.(londrina, Maringá, Apucarana, Umuarama 90%- 96% pop. Urbana). Pequenos propriedades - Baixa em todo o Estado. A agricultura familiar ainda dispõe de alguma mão-de-obra porém tem que contratar para a colheita e é escassa e cara.

17 Comercialização: -tipo médio: 7, -bebida: 10% mole, 60% duro, 20% riado e 10% rio, -Ágio na comercialização: Principal fator de desestímulo à qualidade é a baixa diferença de preço entre os cafés de boa qualidade para os demais. Propriedades certificadas: 200 produtores (Norte Pioneiro)... Certificação 4C 25 produtores (médio oeste)...certificação orgânico

18 Tendência da cafeicultura no Paraná (médio e longo prazo) Tendência de estabilização em ha Crescimento da mecanização em todas as etapas Trabalhos voltados para Safra Zero/100 Cooperativas organizando produtores para colheita mecânica Organização da comercialização áreas demarcadas por origem - certificação

19 DESAFIOS - Conter avanço da erradicação - Aumentar produtividade sc/ha - Diminuir dependência de mão-de-obra AÇÕES - Programa sustentabilidade R$ plantio e infraestrutura - Apoio produção de mudas - convênios - Adequação/renovação de lavouras haste única - Mecanização - Irrigação - Certificação

20 CAFEICULTURA ADENSADA E MECANIZADA

21 OBRIGADO!

22

23 Espaçamentos

24

25

26 Café Adensado melhora a fertilidade do solo Al

27 Café tradicional Café Adensado sacas/ha sacas/ha

28

29 CULTIVARES REGISTRADAS PELO IAPAR IAPAR 59 IPR 97 IPR 98 IPR 99 IPR 100 IPR 101 IPR 102 IPR 103 IPR 104 IPR 105 IPR 106 IPR 107 IPR 108

30 IAPAR 59

31 IPR 98

32 ESCALONAMENTO DA COLHEITA Precoce Mediana Tardia Super tardia

33 NEMATÓIDES IPR100

34 NEMATÓIDES IPR106 IPR100

35 FUTURO PRINCIPAIS PROBLEMAS MODELO TECNOLÓGICO PARA O FUTURO

36 Pontos de estrangulamento Mão de Obra Fertilidade/Nutrição Nematóides Custo de produção Proteção do ambiente Consumidor exigente Geadas

37 OBJETIVO Desenvolver um modelo tecnológico de produção mecanizado para pequenas propriedades: Intensivo Mecanizado Viável em áreas com nematóides; Menor dependência de fontes esgotáveis Com proteção ao meio ambiente; Com boa qualidade de café

38

PARANÁ CONTINUA SENDO O MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS

PARANÁ CONTINUA SENDO O MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL D E R A L PARANÁ CONTINUA SENDO O MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS 20/03/06 O levantamento de campo realizado pelo DERAL, no

Leia mais

33º. Congr. Bras. De Pesquisa Cafeeira As novas cultivares do IAPAR

33º. Congr. Bras. De Pesquisa Cafeeira As novas cultivares do IAPAR 33º. Congr. Bras. De Pesquisa Cafeeira As novas cultivares do IAPAR Eng. Agr. TUMORU SERA, AD Gerente de projetos de Melhoramento de Café tsera@iapar.br 33º.CBPC Caxambu,23-26/10/2012 MELHORAMENTO DE CAFÉ

Leia mais

Cerâmicas e Olarias. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

Cerâmicas e Olarias. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção Cerâmicas e Olarias SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros

Leia mais

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Outubro de 2012. MUNDO O milho é o cereal mais produzido no mundo. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a produção média do

Leia mais

PANIFICAÇÃO. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

PANIFICAÇÃO. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção PANIFICAÇÃO SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Higiene Aplicada à Manipulação de Alimentos Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento

Leia mais

APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO

APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO SENAI - AMPÉRE auxiliar administrativo e de produção industrial SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE CAFÉ NO ESPÍRITO SANTO HISTÓRICO:

INFORMAÇÕES SOBRE CAFÉ NO ESPÍRITO SANTO HISTÓRICO: INFORMAÇÕES SOBRE CAFÉ NO ESPÍRITO SANTO HISTÓRICO: O Estado do Espírito Santo encontra-se como o segundo maior produtor nacional de café, destacando-se o plantio das espécies Arábica e Conilon, sendo

Leia mais

Alimentos e bebidas. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

Alimentos e bebidas. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção Alimentos e bebidas SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Higiene Aplicada à Manipulação de Alimentos Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento

Leia mais

QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO

QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para

Leia mais

Aperfeiçoamento Metodológico do Sistema de Previsão de Safras no Brasil (GeoSafras. Projeto GeoSafras (CONAB/PNUD)

Aperfeiçoamento Metodológico do Sistema de Previsão de Safras no Brasil (GeoSafras. Projeto GeoSafras (CONAB/PNUD) Aperfeiçoamento Metodológico do Sistema de Previsão de Safras no Brasil (GeoSafras (GeoSafras)) Projeto GeoSafras (CONAB/PNUD) Caracterização da Evolução de Plantios no Estado do Paraná Safra de Verão

Leia mais

MÓVEIS E MADEIRA. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

MÓVEIS E MADEIRA. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção MÓVEIS E MADEIRA SENAI - AMPÉRE Montagem de Móveis SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias

Leia mais

ALTA PRODUTIVIDADE EM CAFEEIROS DA CULTIVAR CONILLON, NA REGIÃO DA BACIA DE FURNAS, NO SUL DE MINAS GERAIS. Celio L. Pereira- Eng Agr Consultor em

ALTA PRODUTIVIDADE EM CAFEEIROS DA CULTIVAR CONILLON, NA REGIÃO DA BACIA DE FURNAS, NO SUL DE MINAS GERAIS. Celio L. Pereira- Eng Agr Consultor em ALTA PRODUTIVIDADE EM CAFEEIROS DA CULTIVAR CONILLON, NA REGIÃO DA BACIA DE FURNAS, NO SUL DE MINAS GERAIS. Celio L. Pereira- Eng Agr Consultor em cafeicultura, J.B. Matiello Eng Agr Fundação Procafé e

Leia mais

HIV/Aids Hepatites Virais Crônicas (HBV/HCV)

HIV/Aids Hepatites Virais Crônicas (HBV/HCV) HIV/Aids Hepatites Virais Crônicas (HBV/HCV) Epidemiologia Paula V. M. Toledo Infectologista SVS SESA Infecções virais crônicas O quadro agudo pode ser assintomático Evoluem para a forma crônica permanece

Leia mais

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA Os produtores de Luís Eduardo Magalhães se reuniram, em 09/04, para participarem do levantamento de custos de produção de café

Leia mais

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro 2015 PARANÁ A estimativa de área para a safra 2015/16 de soja é recorde no Paraná. Segundo os técnicos de campo serão semeados 5,24 milhões de hectares,

Leia mais

REPARAÇÃO DE VEÍCULOS

REPARAÇÃO DE VEÍCULOS REPARAÇÃO DE VEÍCULOS SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Aprendiz de Automotiva SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros Atualização para Operadores de

Leia mais

Controle Alternativo da Broca do Café

Controle Alternativo da Broca do Café Engº Agrº - Pablo Luis Sanchez Rodrigues Controle Alternativo da Broca do Café Trabalho realizado na região de Ivaiporã, na implantação de unidade experimental de observação que visa o monitoramento e

Leia mais

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2013 MUNDO A economia mundial cada vez mais globalizada tem sido o principal propulsor responsável pelo aumento da produção de soja. Com o aumento do

Leia mais

Av. Cândido de Abreu, 200 Centro Cívico CEP 80530-902 41 3271-9000 Curitiba - Paraná www.pr.senai..br. Metalmecânica

Av. Cândido de Abreu, 200 Centro Cívico CEP 80530-902 41 3271-9000 Curitiba - Paraná www.pr.senai..br. Metalmecânica Metalmecânica SENAI - ARAUCÁRIA Aperfeiçoamento em Metrologia Aperfeiçoamento em Processos de Soldagem Aperfeiçoamento em Soldagem de Tubulação Aprimoramento em Mecânica de Montagem Industrial Capacitação

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS GERÊNCIA EXECUTIVA DA ESCOLA DE GOVERNO - 2009 MAR ABR MAI

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS GERÊNCIA EXECUTIVA DA ESCOLA DE GOVERNO - 2009 MAR ABR MAI REUNIÕES DELIBERATIVAS, PROGRAMÁTICAS E TÉCNICAS CONSELHO SUPERIOR DA ESCOLA DE GOVERNO 1 1 1 2 CENTROS FORMADORES, RAS INSTITUIÇÕES 2 2 7 4 15 CÂA TÉCNICA - PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DO SERVIDOR MUNICIPAL

Leia mais

Qualificação dos trabalhos da extensão rural no Paraná com uso de geotecnologias (gvsig)

Qualificação dos trabalhos da extensão rural no Paraná com uso de geotecnologias (gvsig) Qualificação dos trabalhos da extensão rural no Paraná com uso de geotecnologias (gvsig) Autores: Milton Satoshi Matsushita 1 e Reinaldo Tadeu O. Rocha 2 1 Engenheiro Agrônomo, Doutor em Economia e Política

Leia mais

13º Curso de Atualização

13º Curso de Atualização 13º Curso de Atualização Manejo Tecnológico da Lavoura Cafeeira Desafios da Assistência Técnica na Cafeicultura Gustavo Rennó Reis Almeida Engenheiro Agrônomo - MSc. Varginha 15 de julho de 2015 Consultoria

Leia mais

PAPEL E CELULOSE. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

PAPEL E CELULOSE. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção PAPEL E CELULOSE SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros Desenvolvendo

Leia mais

Mecanização Máquinas de levante e inovações atuais. MIAC na Mecanização do Café. Eric Miranda Abreu Engenheiro Agrônomo Desde 1999, pela UFLA

Mecanização Máquinas de levante e inovações atuais. MIAC na Mecanização do Café. Eric Miranda Abreu Engenheiro Agrônomo Desde 1999, pela UFLA Mecanização Máquinas de levante e inovações atuais MIAC na Mecanização do Café Eric Miranda Abreu Engenheiro Agrônomo Desde 1999, pela UFLA PROCAFÉ. VARGINHA MG 15.08.2013 MIAC na mecanização do café Recolhedoras

Leia mais

PRÊMIO EXCELÊNCIA EM GESTÃO COLÉGIO SESI

PRÊMIO EXCELÊNCIA EM GESTÃO COLÉGIO SESI PRÊMIO EXCELÊNCIA EM GESTÃO COLÉGIO SESI Caros Colaboradores dos Colégios Sesi, Finalmente divulgamos a todos o resultado do primeiro indicador do Prêmio Excelência em Gestão, iniciando nossa caminhada

Leia mais

MODOS E CUSTOS NO MICRO-TERRACEAMENTO EM CAFEZAIS DE MONTANHA

MODOS E CUSTOS NO MICRO-TERRACEAMENTO EM CAFEZAIS DE MONTANHA MODOS E CUSTOS NO MICRO-TERRACEAMENTO EM CAFEZAIS DE MONTANHA J. B. Matiello, Eng Agr Mapa/Fundação Procafé e Lucas Franco e J. R. Dias Engs Agrs Fdas Sertãozinho Importância da Cafeicultura de Montanha

Leia mais

CRONOGRAMA PARA CAPACITAÇÕES. Julho de 2012

CRONOGRAMA PARA CAPACITAÇÕES. Julho de 2012 CRONOGRAMA PARA CAPACITAÇÕES Julho de 2012 Capacitações Enfermagem 15,16,17/8 Guarapuava, Pato Branco, Telêmaco Borba, Irati Guarapuava 15-Enfermeiros da AP 16-Enfermeiros dos Hospitais da Rede 17-Técnicos

Leia mais

CONTRUÇÃO CIVIL E OBRAS

CONTRUÇÃO CIVIL E OBRAS CONTRUÇÃO CIVIL E OBRAS SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros

Leia mais

Ata da 4ª Reunião da Comissão de Acompanhamento e Avaliação do Programa COMSUS Curitiba, 20 de fevereiro de 2014.

Ata da 4ª Reunião da Comissão de Acompanhamento e Avaliação do Programa COMSUS Curitiba, 20 de fevereiro de 2014. Ata da 4ª Reunião da Comissão de Acompanhamento e Avaliação do Programa COMSUS Curitiba, 20 de fevereiro de 2014. Aos vinte dias do mês de fevereiro de 2014, às 09:00 horas, esteve reunida na sala de reuniões

Leia mais

IX Curso de Atualização Lavoura Cafeeira RESULTADOS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA CAFEICULTURA. Alexandre Mudrik

IX Curso de Atualização Lavoura Cafeeira RESULTADOS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA CAFEICULTURA. Alexandre Mudrik IX Curso de Atualização Lavoura Cafeeira RESULTADOS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA CAFEICULTURA Alexandre Mudrik AGRICULTURA DE PRECISÃO GERENCIAMENTO DE PRECISÃO Prestação de Serviços em Agricultura de

Leia mais

PROGRAMA CERTIFICA MINAS CAFÉ COMO UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA NA PRODUÇÃO DE CAFÉ DE MINAS GERAIS

PROGRAMA CERTIFICA MINAS CAFÉ COMO UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA NA PRODUÇÃO DE CAFÉ DE MINAS GERAIS PROGRAMA CERTIFICA MINAS CAFÉ COMO UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA NA PRODUÇÃO DE CAFÉ DE MINAS GERAIS Tertuliano de Andrade Silveira; Renato José de Melo; Eduardo Carvalho Dias; Priscila Magalhães de Carli

Leia mais

CADEIAS PRODUTIVAS Análise Cadeia Produtiva do Café

CADEIAS PRODUTIVAS Análise Cadeia Produtiva do Café CADEIAS PRODUTIVAS Análise Cadeia Produtiva do Café Introdução A cadeia produtiva do café envolve três ramos principais de atividade: a produção do grão de café (arábica ou robusta), o café torrado e moído

Leia mais

ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012

ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012 ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012 Com o objetivo de implementar e executar a política estadual de proteção, orientação, defesa e educação do consumidor,

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2011

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2011 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2011 Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 747 CEP 80.510-040 Curitiba PR - Fone (41) 3221-7504 Internet: http://www.claspar.pr.gov.br e.mail: claspar@claspar.pr.gov.br APRESENTAÇÃO

Leia mais

Resultado em tecnologias marcam 12 anos da Embrapa Café em 2011

Resultado em tecnologias marcam 12 anos da Embrapa Café em 2011 Veículo: Assunto: Agro notícias Data: 16/01/2012 Resultado em tecnologias marcam 12 anos da Embrapa Café em 2011 http://www.sonoticias.com.br/agronoticias/mostra.php?id=49198 Pesquisa Projetos com a participação

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h A informa que o Paraná teve 381 casos

Leia mais

Mat. de Construção, Madeira, Hidráulica, Vidros, Areia e Brita

Mat. de Construção, Madeira, Hidráulica, Vidros, Areia e Brita Mat. de Construção, Madeira, Hidráulica, Vidros, Areia e Brita CCT CONVENÇÕES COLETIVAS DE TRABALHO 2016/2017 CURITIBA 2016/2017 FOZ DO IGUAÇU 2016/2017 PALOTINA 2016/2017 CASCAVEL 2016/2017 TOLEDO 2016/2017

Leia mais

FEIJÃO. Engº Agrº Gilberto M.B.da Silva. Panorama Mundial

FEIJÃO. Engº Agrº Gilberto M.B.da Silva. Panorama Mundial FEIJÃO Engº Agrº Gilberto M.B.da Silva Panorama Mundial A cultura do feijoeiro (phaseolus vulgares) ocupa uma área mundial em torno de 27 milhões de hectares e constitui-se na leguminosa mais importante

Leia mais

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO. 12 MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.indd 12-1 CAPA 1 30.10.09 16:08:10 Data (M/D/A): 10/30/09 Contato: (61) 3344-8502 Formato (F): 200x200 mm Formato (A): 400x200 mm Data (M/D/A): 10/30/09 Ministério

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 02/2013 Atualizado em 06/06/2014

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 02/2013 Atualizado em 06/06/2014 Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 02/2013 Atualizado em 06/06/2014 No boletim quinzenal da gripe divulgado nesta sexta-feira

Leia mais

COLHEITA MECANIZADA DE CAFÉ DO CHÃO ALINO PEREIRA DUARTE ENGENHEIRO AGRÔNOMO ADMINISTRADOR DA FAZENDA DONA NENEM

COLHEITA MECANIZADA DE CAFÉ DO CHÃO ALINO PEREIRA DUARTE ENGENHEIRO AGRÔNOMO ADMINISTRADOR DA FAZENDA DONA NENEM COLHEITA MECANIZADA DE CAFÉ DO CHÃO ALINO PEREIRA DUARTE ENGENHEIRO AGRÔNOMO ADMINISTRADOR DA FAZENDA DONA NENEM Realidade: colher café com mínimo de mão de obra ou zero dia homem por ha Evolução tecnológicas

Leia mais

II Simpósio de Mecanização. na Cultura do Cacau

II Simpósio de Mecanização. na Cultura do Cacau PRODECAU BRASIL - MAPA - CEPLAC II Simpósio de Mecanização na Cultura do Cacau Instalação de: 12 fábricas de chocolate; 12 usinas de beneficiamento de borracha; 325 unidades de extração de óleo de pequeno

Leia mais

CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS. Colombo SUPERMERCADO ZONTA SUP. OVERSUPER 1. 1 Paranaguá SUP. SIÃO LTDA 1. Matinhos PIEGEL PÃES E CONVENIENCIAS

CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS. Colombo SUPERMERCADO ZONTA SUP. OVERSUPER 1. 1 Paranaguá SUP. SIÃO LTDA 1. Matinhos PIEGEL PÃES E CONVENIENCIAS CAMPANHA DE OLHO NA VALIDADE CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS LOJAS CIDADES SUP. CONDOR Campo Largo Lapa SUP. TISSI 3 SUP. OVERSUPER Colombo SUPERMERCADO ZONTA MINI MERCADO CIVIS (Sup. Compre Bem) Almirante

Leia mais

Câmara do Ensino Médio e da Educação Profissional Técnica de Nível Médio

Câmara do Ensino Médio e da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Profissional IBREP/PR Profissional Exitum Profissional Democrata - Credenciamento e Autorização de Funcionamento: Resolução Secretarial nº 4487/08 de 26/09/08 Parecer CEE/PR nº 605/08, de 05/09/08. Renovação

Leia mais

ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES

ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES UF MUNICIPIO CNES NOME APUCARANA 2439263 HNSG HOSPITAL OVIDENCIA MATERNO INFANTIL APUCARANA 2439360 HNSG HOSPITAL DA OVIDENCIA ARAPONGAS 2576198 IRMANDADE SANTA CASA DE ARAPONGAS

Leia mais

Culturas. A Cultura do Milho. Nome A Cultura do Milho Produto Informação Tecnológica Data Outubro de 2000 Preço - Linha Culturas Resenha

Culturas. A Cultura do Milho. Nome A Cultura do Milho Produto Informação Tecnológica Data Outubro de 2000 Preço - Linha Culturas Resenha 1 de 5 10/16/aaaa 11:24 Culturas A Cultura do Milho Nome A Cultura do Milho Produto Informação Tecnológica Data Outubro de 2000 Preço - Linha Culturas Resenha Informações resumidas sobre a cultura do milho

Leia mais

RELAÇÃO DOS COORDENADORES REGIONAIS DE SAÚDE MENTAL Telefone Institucional: 41-3420-6600/6605

RELAÇÃO DOS COORDENADORES REGIONAIS DE SAÚDE MENTAL Telefone Institucional: 41-3420-6600/6605 Secretaria de Estado da SESA Superintendência de Atenção em SAS Divisão de Mental - DVSAM Marcia Silvana Fernandes 41-3420-6600/6605 marciafernandes@sesa.pr.gov.br 1ª RS Paranaguá Deserre Araujo Nobre

Leia mais

Educação Indígena no Paraná 2013. Educação Indígena no Paraná 2013

Educação Indígena no Paraná 2013. Educação Indígena no Paraná 2013 Curitiba Boletim PR, n. Resultados 8, out. 204, do p. Censo -6. Escolar Curitiba, n.8, out. 204, p. - Educação Indígena no Paraná 203 Educação Indígena no Paraná 203 A Educação Indígena é ofertada na rede

Leia mais

O QUE É A JUNIOR ACHIEVEMENT?

O QUE É A JUNIOR ACHIEVEMENT? O QUE É A JUNIOR ACHIEVEMENT? A Junior Achievement é uma entidade sem fins lucrativos fundada em 1919, nos EUA. Sua missão é despertar o espírito empreendedor nos jovens ainda na escola, estimulando seu

Leia mais

Programa para Implementação de Sistema de Logística Reversa de Embalagens Plásticas Usadas de Óleos Lubrificantes para o Comerciante Atacadista

Programa para Implementação de Sistema de Logística Reversa de Embalagens Plásticas Usadas de Óleos Lubrificantes para o Comerciante Atacadista Programa para Implementação de Sistema de Logística Reversa de Embalagens Plásticas Usadas de Óleos Lubrificantes para o Comerciante Atacadista 1 . A Lei Federal nº 12.305/10 - instituiu a PNRS e a responsabilidade

Leia mais

PROPOSTAS AO ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO

PROPOSTAS AO ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO ANEXO PROPOSTAS AO ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO 1. TRIGO - Antecipação do plantio de trigo ciclo médio para 21 de março em Cascavel. O período solicitado inicia em 21 de março com término em

Leia mais

Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone

Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone APUCARANA Banco do Brasil 0355-7 10.653-4 Sede (43) 3422-3020 Fórum de Apucarana (43) 3422-3675

Leia mais

Serviço de Informação Diária 14/06/2010. DERAL Departamento de Economia Rural. SEAB - PR Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento

Serviço de Informação Diária 14/06/2010. DERAL Departamento de Economia Rural. SEAB - PR Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento Serviço de Informação Diária S D 14/06/2010 SEAB - PR Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento DERAL Departamento de Economia Rural Agenor Santa Ritta Neto Luiz Roberto de Souza APUCARANA Bom

Leia mais

IGPs Indicadores de Gestão Pública Como usá-los na prática. osbrasil.org.br

IGPs Indicadores de Gestão Pública Como usá-los na prática. osbrasil.org.br IGPs Indicadores de Gestão Pública Como usá-los na prática Objetivo Os Indicadores Sociais são ferramentas que podem contribuir significativamente para uma boa atuação dos Observatórios nas esferas de

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013 Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013 Mortes por gripe estão ligadas a doenças crônicas

Leia mais

Projeto GeoSafras. PrevSafras. Boletim de acompanhamento da safra de trigo. 31 de maio de Safra 2007 Paraná IAPAR CONAB SIMEPAR.

Projeto GeoSafras. PrevSafras. Boletim de acompanhamento da safra de trigo. 31 de maio de Safra 2007 Paraná IAPAR CONAB SIMEPAR. Projeto GeoSafras PrevSafras Boletim de acompanhamento da safra de trigo Safra 27 Paraná IAPAR CONAB SIMEPAR 31 de maio de 27 (Parcial) Próxima edição: 15 de junho de 27 II. ESTADO DO PARANÁ Resumo A área

Leia mais

Melhoramento de Café Robusta/Conilon

Melhoramento de Café Robusta/Conilon Melhoramento de Café Robusta/Conilon Maria Amélia Gava Ferrão Pesquisadora Embrapa Café/Incaper APRESENTAÇÃO Introdução Histórico Estratégias Melhoramento Brasil Principais Resultados Espécies Café Identificadas

Leia mais

INFLUENZA Vigilância Ampliada Portaria 2693/ MS 17/11/2011*

INFLUENZA Vigilância Ampliada Portaria 2693/ MS 17/11/2011* INFLUENZA Vigilância Ampliada Portaria 2693/ MS 17/11/2011* Republicada no DOU. Edição 81 de 26/04/2012, páginas 37 e 38 Art. 1º. Estabelece mecanismo de repasse financeiro do Fundo Nacional de Saúde aos

Leia mais

PAM REVISADO/ABERTO PELO PROGRAMA NACIONAL

PAM REVISADO/ABERTO PELO PROGRAMA NACIONAL ÓRGÃO RESPONSÁVEL PELA GESTÃO DO SUS Órgão: Secretaria de Estado da Saúde do Paraná CNPJ: 76.416.866/0001-40 Dirigente: Michele Caputo Neto Profissão: Secretario Estadual de Saúde RG: 048149-6 SSPPr CPF:

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR Foi realizado no dia 12 de julho de 2012 em Londrina (PR), o painel de custos de produção de grãos. A pesquisa faz parte do Projeto Campo Futuro da Confederação

Leia mais

Safra 2013. Segunda Estimativa Maio/2013. Safra 2010/2011 Terceiro Levantamento Janeiro/2011

Safra 2013. Segunda Estimativa Maio/2013. Safra 2010/2011 Terceiro Levantamento Janeiro/2011 Safra 2013 Segunda Estimativa Maio/2013 Safra 2010/2011 Terceiro Levantamento Janeiro/2011 Avaliação da Safra Agrícola Cafeeira 2013 Segunda Estimativa Maio/2013 1 Ministério da Agricultura, Pecuária e

Leia mais

PANORAMA DA INDÚSTRIA METAL-MECÂNICA NO PARANÁ

PANORAMA DA INDÚSTRIA METAL-MECÂNICA NO PARANÁ PANORAMA DA INDÚSTRIA METAL-MECÂNICA NO PARANÁ 1. Estrutura 1.1. O Paraná no Brasil A indústria de Metal-Mecânica do Paraná é a quinta maior do País em número de empregados (111.484 ou 6,72%) segundo dados

Leia mais

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Marcus Vinícius Martins M.Sc. em Agronomia Fiscal Federal Agropecuária

Leia mais

O que? Quando? E por quem? Uma investigação sobre o ensino de IHC nas universidades públicas do Estado do Paraná

O que? Quando? E por quem? Uma investigação sobre o ensino de IHC nas universidades públicas do Estado do Paraná III Workshop sobre Ensino de IHC Cuiabá 05/11/2012 IHC 12 O que? Quando? E por quem? Uma investigação sobre o ensino de IHC nas universidades públicas do Estado do Paraná Sílvia Amélia Bim e Clodis Boscarioli

Leia mais

EMISSÃO DE GASES DO EFEITO ESTUFA NA CAFEICULTURA. Carlos Clemente Cerri

EMISSÃO DE GASES DO EFEITO ESTUFA NA CAFEICULTURA. Carlos Clemente Cerri EMISSÃO DE GASES DO EFEITO ESTUFA NA CAFEICULTURA Carlos Clemente Cerri Conteúdo Conceitos e Definições Aquecimento Global Potencial de aquecimento global Feedback Inventário dos GEE (Gases do Efeito Estufa)

Leia mais

SEMINÁRIO NACIONAL DE BOAS PRÁTICAS DE ATER 1º A 3 DE DEZEMBRO DE 2015 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

SEMINÁRIO NACIONAL DE BOAS PRÁTICAS DE ATER 1º A 3 DE DEZEMBRO DE 2015 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL SEMINÁRIO NACIONAL DE BOAS PRÁTICAS DE ATER 1º A 3 DE DEZEMBRO DE 2015 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL www.emater.pr.gov.br O QUE É CONSÓRCIO EMPRESARIAL É a união de várias empresas, com a finalidade de realizar

Leia mais

Ranking para XXIV Jocopar Ponta Grossa

Ranking para XXIV Jocopar Ponta Grossa para XXIV 2016 - Ponta Grossa Delegações do Atletismo Masc Livre Santo Antonio Sudoeste 12 12 24,0 1º Atletismo Masc Livre Cascavel 3 8 8 19,0 2º Atletismo Masc Livre Francisco Beltrão 8 5 5 18,0 3º Atletismo

Leia mais

POPULAçÃO DE PLANTAS DE SOJA NO SISTEMA DE SEMEADURA DIRETA PARA O CENTRO-SUL DO ESTADO DO PARANÁ

POPULAçÃO DE PLANTAS DE SOJA NO SISTEMA DE SEMEADURA DIRETA PARA O CENTRO-SUL DO ESTADO DO PARANÁ /,-----------. (c;) EM.PRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECuARIA EMBRAPA ~ Vinculada ao M'nisté,io da Ag,iculMa ~., CENTRO NACIONAL DE PESQUISA DE SOJA - CNPSo Rodovia Carlos João Slrass (Londrina/Warta)

Leia mais

EFEITO DO ADENSAMENTO NA PRODUTIVIDADE DE CULTIVARES DE Coffea arabica L. DE PORTE BAIXO

EFEITO DO ADENSAMENTO NA PRODUTIVIDADE DE CULTIVARES DE Coffea arabica L. DE PORTE BAIXO EFEITO DO ADENSAMENTO NA PRODUTIVIDADE DE CULTIVARES DE Coffea arabica L. DE PORTE BAIXO Gerson Silva Giomo 2 ; Júlio César Mistro 3 ; Mauricio Dominguez Nasser 4, Paulo Boller Gallo 5 ; Luiz Carlos Fazuoli

Leia mais

Características Climáticas da Primavera

Características Climáticas da Primavera Previsão Climática para a Primavera/2013 Data da Previsão: 16/09/2013 Duração da Primavera: 22/09/2013(17h44min) a 21/12/2013 (14h11min*) *Não acompanha o horário de verão Características Climáticas da

Leia mais

CAFÉ ADENSADO. Espaçamentos e cuidados no manejo da lavoura. Impresso com recursos do CONSÓRCIO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DO CAFÉ

CAFÉ ADENSADO. Espaçamentos e cuidados no manejo da lavoura. Impresso com recursos do CONSÓRCIO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DO CAFÉ CIRCULAR N 121 ISSN 0100-3356 MARÇO/2002 CAFÉ ADENSADO Espaçamentos e cuidados no manejo da lavoura Armando Androcioli Filho 1 Impresso com recursos do CONSÓRCIO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

MANUAL TÉCNICO, 11 ISSN 1983-5671

MANUAL TÉCNICO, 11 ISSN 1983-5671 MANUAL TÉCNICO, 11 ISSN 1983-5671 Wander Eustáquio de Bastos Andrade José Márcio Ferreira Henrique Duarte Vieira Miguel Ângelo Engelhardt José Ferreira Pinto 11 Niterói-RJ abril de 2009 MANUAL TÉCNICO,

Leia mais

ISSN 2316-7602. Revista do Sistema de Avaliação Rede Estadual. Sistema de Avaliação da Educação Básica do Paraná

ISSN 2316-7602. Revista do Sistema de Avaliação Rede Estadual. Sistema de Avaliação da Educação Básica do Paraná ISSN 2316-7602 Revista do Sistema de Avaliação Rede Estadual Sistema de Avaliação da Educação Básica do Paraná GOVERNO DO PARANÁ BETO RICHA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO PAULO AFONSO SCHMIDT DIRETORIA

Leia mais

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013.

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Senhor(a) Procurador(a) de Justiça Senhor(a) Promotor(a) de Justiça Senhor (a) Servidor (a) Tem o presente a finalidade de apresentar-lhe,

Leia mais

Política Nacional de Plantas Medicinais e Medicamentos Fitoterápicos Dr. Euclides Lara Cardozo Junior 3 ENIFarMed São Paulo, Setembro de 2009 Abrangência Contemplar diferentes interesses Prever ações em

Leia mais

Bayer Sementes FiberMax

Bayer Sementes FiberMax Bayer Sementes FiberMax Coord. Desenvolvimento Técnico Sementes FiberMax Planta Forte Sementes ao Botão Floral Semente: É um chip que carrega as características genéticas. Indutor de Produtividade. Características

Leia mais

DERAL - Departamento de Economia Rural. Olericultura - Análise da Conjuntura Agropecuária

DERAL - Departamento de Economia Rural. Olericultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Olericultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Dezembro de 0 INTRODUÇÃO Para Filgueira, Fernando Reis, Olericultura é um termo técnico-científico, muito preciso, utilizado no meio agronômico. Derivado

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2009/10

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2009/10 1 ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2009/10 OLERICULTURA Economista Marcelo Garrido Moreira Outubro de

Leia mais

1º PRÊMIO DE EXTENSÃO RURAL GRUPO NOVA CITRUS

1º PRÊMIO DE EXTENSÃO RURAL GRUPO NOVA CITRUS 1º PRÊMIO DE EXTENSÃO RURAL GRUPO NOVA CITRUS Organização de Produtores para produção e comercialização de laranjas in natura. MAURÍLIO SOARES GOMES - Engenheiro Agrônomo JOSÉ ROBERTO GOLFETE - Técnico

Leia mais

A importância da Educação Permanente para os trabalhadores do SUAS no Estado do Paraná. TEXTOS SOBRE EDUCAÇÃO PERMANENTE PARA O

A importância da Educação Permanente para os trabalhadores do SUAS no Estado do Paraná. TEXTOS SOBRE EDUCAÇÃO PERMANENTE PARA O 04 A importância da Educação Permanente para os trabalhadores do SUAS no Estado do Paraná. Tatiana Possa Schafachek Hamilton Kovalski Rosely Lemos Schinemann Monique Cabral de Oliveira Fernanda de Oliveira

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2011/12

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2011/12 ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2011/12 MANDIOCULTURA Economista Methodio Groxko Outubro de 2011 ASPECTOS

Leia mais

Custo de Produção do Milho Safrinha 2012

Custo de Produção do Milho Safrinha 2012 09 Custo de Produção do Milho Safrinha 2012 1 Carlos DirceuPitol Luiz2 Broch1 Dirceu Luiz Broch Roney Simões Pedroso2 9.1. Introdução Os sistemas de produção da atividade agropecuária cada vez requerem

Leia mais

COMPRIMENTO DO PRIMEIRO RAMO PLAGOTRÓPICO DE COFFEA ARABICA EM DIFERENTES REGIMES HÍDRICOS E FERTIRRIGAÇÃO

COMPRIMENTO DO PRIMEIRO RAMO PLAGOTRÓPICO DE COFFEA ARABICA EM DIFERENTES REGIMES HÍDRICOS E FERTIRRIGAÇÃO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 COMPRIMENTO DO PRIMEIRO RAMO PLAGOTRÓPICO DE COFFEA ARABICA EM DIFERENTES REGIMES HÍDRICOS E FERTIRRIGAÇÃO André Maller 1, Roberto Rezende 2, André Ribeiro

Leia mais

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS)

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS) Municípios onde acontecem as atividades do Programa de Extensão Universidade Sem Fronteiras, relacionados às respectivas Instituições proponentes dos projetos aprovados FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA,

Leia mais

QUALIDADE DO CAFÉ - CLASSIFICAÇÃO POR TIPOS E BEBIDA

QUALIDADE DO CAFÉ - CLASSIFICAÇÃO POR TIPOS E BEBIDA ISSN 1983-6015 PESAGRO-RIO - Nº 26 - agosto/2014 - Niterói - RJ QUALIDADE DO CAFÉ - CLASSIFICAÇÃO POR TIPOS E BEBIDA 1 Wander Eustáquio de Bastos Andrade 1 ( Pesquisador da Pesagro-Rio) INTRODUÇÃO Além

Leia mais

Relato da situação da ferrugem e do vazio sanitário na região Sul (PR, SC e RS) e Sudeste (MG, SP)

Relato da situação da ferrugem e do vazio sanitário na região Sul (PR, SC e RS) e Sudeste (MG, SP) Reunião do Consórcio Antiferrugem 26 de junho de 2008. Londrina, PR. Relato da situação da ferrugem e do vazio sanitário na região Sul (PR, SC e RS) e Sudeste (MG, SP) Dulândula S. M. Wruck - Epamig Leila

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

O AGRONEGÓCIO DO PALMITO NO BRASIL:

O AGRONEGÓCIO DO PALMITO NO BRASIL: O AGRONEGÓCIO DO PALMITO NO BRASIL: UMA ATUALIZAÇÃO Aníbal Rodrigues - anibal@iapar.br Pesquisador - Área de Sócioeconomia Instituto Agronômico do Paraná IAPAR, Curitiba - PR 1 Introdução 2 Metodologia

Leia mais

Sandra Maria Santos Campanini Lebna Landgraf do Nascimento José Graças Maia de Andrade

Sandra Maria Santos Campanini Lebna Landgraf do Nascimento José Graças Maia de Andrade Transferência de tecnologias comunicação e marketing para negócios Sandra Maria Santos Campanini Lebna Landgraf do Nascimento José Graças Maia de Andrade Número do Plano de Ação: 04.02.616.02.10 Introdução

Leia mais

HORÁRIOS Período de Natal e Ano Novo

HORÁRIOS Período de Natal e Ano Novo HORÁRIOS Período de Natal e Ano Novo As cinco unidades atacadistas da Ceasa no Paraná Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu terão atendimentos diferenciados para comercialização de hortigranjeiros,

Leia mais

Potencialidades e desafios do AGRONEGÓCIO PARANAENSE

Potencialidades e desafios do AGRONEGÓCIO PARANAENSE Potencialidades e desafios do AGRONEGÓCIO PARANAENSE NORBERTO ANACLETO ORTIGARA SECRETÁRIO DE ESTADO JOSÉ TARCISO FIALHO ASSESSOR TÉCNICO 03/09/2012 Principal Estado Agrícola do BRASIL 2,3% do território

Leia mais

Milho Perspectivas do mercado 2011/12

Milho Perspectivas do mercado 2011/12 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA Milho Perspectivas do mercado 2011/12 março de 2012 Milho - Oferta e Demanda - Mundo milhões de t. Safras 2008/09 2009/10

Leia mais

DEZEMBRO/2006 PARABÉNS PARANÁ!

DEZEMBRO/2006 PARABÉNS PARANÁ! CONJUNTURA ESPECIAL DO CAFÉ DEZEMBRO/2006 DEZEMBRO/2006 PARABÉNS PARANÁ! No período de 22 a 25/11/06, foi realizado na cidade de Guarapari, no Estado do Espírito Santo, o 14º ENCAFÉ. Nesse evento, que

Leia mais

PROGRAMA ARYSTA NO CONTROLE DA FERRUGEM E CERCOSPORA DO CAFEEIRO NAS CONDIÇÕES DE CERRADO EM LAVOURA IRRIGADA POR GOTEJAMENTO

PROGRAMA ARYSTA NO CONTROLE DA FERRUGEM E CERCOSPORA DO CAFEEIRO NAS CONDIÇÕES DE CERRADO EM LAVOURA IRRIGADA POR GOTEJAMENTO PROGRAMA ARYSTA NO CONTROLE DA FERRUGEM E CERCOSPORA DO CAFEEIRO NAS CONDIÇÕES DE CERRADO EM LAVOURA IRRIGADA POR GOTEJAMENTO SANTINATO, R. ENGENHEIRO AGRÔNOMO, MAPA-PRÓCAFÉ, CAMPINAS, SP MOSCA, E. ENGENHEIRO

Leia mais

Apoio: Março de 2010. Realização:

Apoio: Março de 2010. Realização: Panorama do Setor de Software e Serviços de TI do Paraná Relatório Final Apoio: Março de 2010 Realização: 1 Sumário 1 Introdução 04 Parte I - Caracterização das Empresas de Software no Brasil, Sul, Paraná

Leia mais

2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM

2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM 2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM Governador do Estado Carlos Alberto Richa Secretário de Estado do Turismo Faisal Saleh Diretor Presidente da Paraná Turismo Marcos Venício Alves Meyer Aeroporto Afondo Pena

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O NRE FORMAÇÃO DE BRIGADISTAS ESCOLARES PARA ESCOLAS CONVENIADAS MODALIDADE EaD E PRESENCIAL/2015

ORIENTAÇÕES PARA O NRE FORMAÇÃO DE BRIGADISTAS ESCOLARES PARA ESCOLAS CONVENIADAS MODALIDADE EaD E PRESENCIAL/2015 ORIENTAÇÕES PARA O NRE FORMAÇÃO DE BRIGADISTAS ESCOLARES PARA ESCOLAS CONVENIADAS MODALIDADE EaD E PRESENCIAL/2015 O presente documento objetiva orientar os responsáveis pela Formação de Brigadistas da

Leia mais

Data: ABN. Cafés especiais do Brasil consolidam novos mercados

Data: ABN. Cafés especiais do Brasil consolidam novos mercados Veículo: Assunto: Data: ABN 28/09/2012 Cafés especiais do Brasil consolidam novos mercados http://www.abn.com.br/editorias1.php?id=71860 Que o Brasil há muitos anos produz cafés de qualidade excepcional

Leia mais