Fernando Cesar Balbino Junia Coutinho Anacleto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fernando Cesar Balbino Junia Coutinho Anacleto"

Transcrição

1 Fernando Cesar Balbino Junia Coutinho Anacleto

2 Introdução Objetivo Fundamentação Agenda A teoria de Difusão de Inovações O framework honeycomb O framework Contagious Contribuições esperadas 1

3

4 Contexto atual conhecimento disseminação de informação 3

5 Contexto atual 85. Given that the Internet has become an indispensable tool for realizing a range of human rights, combating inequality, and accelerating development and human progress, ensuring universal access to the Internet should be a priority for all States. Each State should thus develop a concrete and effective policy (...) to make the Internet widely available, accessible and affordable to all segments of population. ONU, Human Rights Council, Seventeenth session, 16 May

6 Uma visão orientada a propósito social media for development redes sociais online bem-estar coletivo e sustentável 5

7 Objetivo Estabelecer um framework, denominado Contagious, que forneça diretrizes para orientar a construção de redes sociais online orientadas à difusão de inovações mapear fundamentos conceituais da teoria de Difusão de Inovações para diretrizes computacionais passíveis de implementação instanciar o framework em uma rede social online para ser utilizada e analisada em um ambiente real 6

8 Difusão de Inovações Difusão é o processo pelo qual uma inovação é comunicada através de certos canais ao longo do tempo entre os membros de um sistema social. Rogers,

9 O framework Honeycomb 8

10 O framework Contagious 9

11 inovação O framework Contagious Complexidade the degree to which an innovation is perceived as difficult to understand and use" Diretriz: simplificação de conteúdo para comunicar uma inovação e alcançar uma audiência Compatibilidade with the existing values of potential adopters Diretriz: uma base de conhecimento cultural que endereça pelo menos as diferenças culturais de vocabulário durante a comunicação permite o rastreamento de valores culturais de uma comunidade-alvo 10

12 inovação O framework Contagious 1º. estágio 3º. estágio 2º. estágio 11

13 homofilia O framework Contagious Homofilia the degree to which a pair of individuals who communicate are similar Diretriz: identificar pessoas que publicam conteúdo sobre um mesmo assunto; portanto, a similaridade está no interesse em comum 12

14 líder de opinião O framework Contagious adoção Líder de opinião exerce influência, pois detém reputação atribuída por outros membros do sistema social Diretriz: algoritmo para identificar líderes de opinião dentro da rede social online de tal forma que eles possam se tornar multiplicadores de uma inovação Adoção (observação) a percepção do outro como adopter pode influenciar positivamente a adoção por outro indivíduo Diretriz: funcionalidade que permita sinalizar a adoção de uma inovação por um indivíduo 13

15 Contribuições É endereçado o desafio da multidisciplinaridade entre uma ciência de caráter social a difusão de inovações e uma ciência de caráter tecnológico ou computacional, sob o olhar próprio da Interação Humano-Computador Estabelecimento de diretrizes sócio-culturais para a engenharia de softwares sociais Apoio computacional para novos olhares sobre a teoria de Difusão de Inovações 14

16 Contribuições Novas frentes de pesquisas sob o olhar de mídias sociais para o desenvolvimento SBC / Desafio 5: Acesso participativo e universal do cidadão brasileiro ao conhecimento, ao se definir um framework com vistas à difusão de informação privilegiada para o desenvolvimento local 15

17 Contribuições nuvem de inovação 16

18

Contagious: um Framework para Suporte à Difusão de Inovações em Sites de Redes Sociais

Contagious: um Framework para Suporte à Difusão de Inovações em Sites de Redes Sociais Contagious: um Framework para Suporte à Difusão de Inovações em Sites de Redes Sociais Fernando Cesar Balbino 1, 2, Junia Coutinho Anacleto 2 1 Unilins Centro Universitário de Lins Av. Nicolau Zarvos,

Leia mais

Redes Sociais Online Orientadas à Difusão de Inovações como Suporte à Extensão de Práticas Educativas

Redes Sociais Online Orientadas à Difusão de Inovações como Suporte à Extensão de Práticas Educativas Redes Sociais Online Orientadas à Difusão de Inovações como Suporte à Extensão de Práticas Educativas Fenando Cesar Balbino 1,2, Junia Coutinho Anacleto 2 1 Unilins Centro Universitário de Lins Av. Nicolau

Leia mais

Titulares de marcas registadas

Titulares de marcas registadas 1 / 12 Titulares de marcas registadas Registe a sua rede Frogans específica durante o período de registo prioritário para titulares de marcas registadas 2 / 12 Produtos e Serviços Classes de registo Marcas

Leia mais

Comércio Eletrônico e a proteção de dados pessoais do consumidor E-commerce and the protection of consumer's personal data

Comércio Eletrônico e a proteção de dados pessoais do consumidor E-commerce and the protection of consumer's personal data Comércio Eletrônico e a proteção de dados pessoais do consumidor E-commerce and the protection of consumer's personal data Seminário de Proteção à Privacidade e aos Dados Pessoais International Seminar

Leia mais

OS DESAFIOS DA COMUNICAÇÃO E DO MARKETING NA NOVA ECONOMIA

OS DESAFIOS DA COMUNICAÇÃO E DO MARKETING NA NOVA ECONOMIA OS DESAFIOS DA COMUNICAÇÃO E DO MARKETING NA NOVA ECONOMIA Agenda do Futuro Iniciativa do Grupo TV1 criada em 2008 para gerar conhecimento e incentivar a reflexão sobre as mudanças em curso na Comunicação

Leia mais

DevOps. Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013. Accelerating Product and Service Innovation

DevOps. Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013. Accelerating Product and Service Innovation DevOps Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013 1 O desenvolvedor O mundo mágico de operações Como o desenvolvedor vê operações Como operações vê uma nova release

Leia mais

JEANNE DE BRITO PEREIRA DISSEMINAÇÃO DE INOVAÇÕES NO SERVIÇO PÚBLICO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA TEORIA DO ATOR-REDE

JEANNE DE BRITO PEREIRA DISSEMINAÇÃO DE INOVAÇÕES NO SERVIÇO PÚBLICO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA TEORIA DO ATOR-REDE JEANNE DE BRITO PEREIRA DISSEMINAÇÃO DE INOVAÇÕES NO SERVIÇO PÚBLICO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA TEORIA DO ATOR-REDE CÂMARA DOS DEPUTADOS 19 DE JUNHO DE 2013 Objetivo do estudo Avaliar o processo de disseminação

Leia mais

CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO A atuação do homem no meio ambiente, ao longo da história, fornece provas de suas ações em nome do progresso. Esta evolução tem seu lado positivo, pois abre novos horizontes, novas

Leia mais

Horizonte 2020. Ciênciacom e paraa Sociedade. Cláudia Oliveira Ponto de Contacto Nacional Sociedades, Ciência & Sociedade, e PMEs

Horizonte 2020. Ciênciacom e paraa Sociedade. Cláudia Oliveira Ponto de Contacto Nacional Sociedades, Ciência & Sociedade, e PMEs Horizonte 2020 Ciênciacom e paraa Sociedade Cláudia Oliveira Ponto de Contacto Nacional Sociedades, Ciência & Sociedade, e PMEs Objectivos Objectivosdo programaciênciacome para a Sociedade, Artigo3.3b

Leia mais

Faça você mesmo: Do Projeto 3D às Ferramentas de Fabricação Digital

Faça você mesmo: Do Projeto 3D às Ferramentas de Fabricação Digital Faça você mesmo: Do Projeto 3D às Ferramentas de Fabricação Digital Raul Arozi Moraes Technical Specialist AUBR-63 Inovação e Colaboração Móvel Sobre a Autodesk +10 milhões usuários em mais de 800,000

Leia mais

Adoção e Inovação em Tecnologias de Informação

Adoção e Inovação em Tecnologias de Informação Adoção e Inovação em Tecnologias de Informação Uma contribuição para a avaliação de tecnologia com exemplo da computação em nuvem Apresentação no âmbito da disciplina de Gestão de Sistemas de Informação

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA. Departamento de Comunicação e Arte !!!!!!!!!

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA. Departamento de Comunicação e Arte !!!!!!!!! Universidade de Aveiro 2012 Departamento de Comunicação e Arte RENATO MIGUEL SILVA COSTA ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA Universidade de

Leia mais

COMUNICADO. O Governo do Amazonas não contraiu nenhum tipo de obrigação quanto à aquisição de todos os produtos na Ata de Registro de Preços.

COMUNICADO. O Governo do Amazonas não contraiu nenhum tipo de obrigação quanto à aquisição de todos os produtos na Ata de Registro de Preços. COMUNICADO A Apresentação a seguir trata do contrato Select que foi assinado entre o Governo do Amazonas e a Microsoft para aquisição de licenças com preço reduzido para Governos; O Governo do Amazonas

Leia mais

O apagão da mão de obra de TI. Prof. Me. Rober Marcone Rosi Unidade de Computação e Sistemas - FAESA

O apagão da mão de obra de TI. Prof. Me. Rober Marcone Rosi Unidade de Computação e Sistemas - FAESA O apagão da mão de obra de TI Prof. Me. Rober Marcone Rosi Unidade de Computação e Sistemas - FAESA Agenda A Formação de Pessoal para o Setor de TI Por que não atraímos tantos talentos? É preciso regulamentar

Leia mais

gestão de conteúdo empresarial

gestão de conteúdo empresarial Nuvem & Etc. B.M.I. W.C.M. A.V.A. WEB 2.0 BPMview gestão de conteúdo empresarial G.e.N.T.e.* B.P.M. EDIÇÃO transmídia DOC.DIG. GESTÃO DO CONTEÚDO EMPRESARIAL Transformar o conhecimento de nossos clientes

Leia mais

J O S É L U I Z T E L L E S E S C O L A N A C I O N A L D E S A Ú D E P Ú B L I C A F U N D A Ç Ã O O S W A L D O C R U Z

J O S É L U I Z T E L L E S E S C O L A N A C I O N A L D E S A Ú D E P Ú B L I C A F U N D A Ç Ã O O S W A L D O C R U Z J O S É L U I Z T E L L E S E S C O L A N A C I O N A L D E S A Ú D E P Ú B L I C A F U N D A Ç Ã O O S W A L D O C R U Z P Ó S - D O U T O R A N D O N A E N S P - UNL POPULACIONAL ENVELHECIMENTO INDIVIDUAL

Leia mais

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica Normalização e interoperabilidade da informação geográfica perspetivas para a formação em Engenharia Geográfica João Catalão Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia Faculdade de Ciências

Leia mais

formas em que Cloud pode ajudar a resolver seus problemas de negócios.

formas em que Cloud pode ajudar a resolver seus problemas de negócios. formas em que Cloud pode ajudar a resolver seus problemas de negócios. N O 1 Desafio: Falta de insights baseados em dados do negócio Solução: Cloud facilita a troca rápida, fácil e extensiva de informações

Leia mais

PROPOSTA DE CRIAÇÃO DE UM CENTRO DE EXTENSÃO NA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA / SISTEMA DE BIBLIOTECAS UFMG

PROPOSTA DE CRIAÇÃO DE UM CENTRO DE EXTENSÃO NA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA / SISTEMA DE BIBLIOTECAS UFMG TRABALHO ORAL EMPREENDEDORISMO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS Desenvolvimento de serviços inovadores em bibliotecas PROPOSTA DE CRIAÇÃO DE UM CENTRO DE EXTENSÃO NA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA / SISTEMA DE

Leia mais

Cloud for Social Engagement Atendimento ao cliente nas Redes Sociais. Fernando Macedo Especialista de Soluções Cloud Novembro, 2014

Cloud for Social Engagement Atendimento ao cliente nas Redes Sociais. Fernando Macedo Especialista de Soluções Cloud Novembro, 2014 Cloud for Social Engagement Atendimento ao cliente nas Redes Sociais Fernando Macedo Especialista de Soluções Cloud Novembro, 2014 Agenda A SAP e a nuvem Redes Sociais e o atendimento ao cliente Overview

Leia mais

Melhorando o ambiente de negócios por meio da transparência no Estado de São Paulo Dentro do MoU (Memorando de Entendimento) que o Governo do Estado tem com o Reino Unido estão sendo promovidos vários

Leia mais

BAIXA PATRIMONIAL DE MATERIAIS BIBLIOGRÁFICOS: uma ação desenvolvida por processos

BAIXA PATRIMONIAL DE MATERIAIS BIBLIOGRÁFICOS: uma ação desenvolvida por processos TRABALHO ORAL EMPREENDEDORISMO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS Qualidade dos serviços e foco no usuário BAIXA PATRIMONIAL DE MATERIAIS BIBLIOGRÁFICOS: uma ação desenvolvida por processos D ASTUTO, F. L.

Leia mais

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 INOVAR É FAZER Manifesto da MEI ao Fortalecimento da Inovação no Brasil Para nós empresários Inovar é Fazer diferente, Inovar

Leia mais

SISTEMAS DE CONTROLE DE VERSÃO COMO FERRAMENTA DE ACOMPANHAMENTO DO APRENDIZADO NA ENGENHARIA. GIT, UM CASO DE USO.

SISTEMAS DE CONTROLE DE VERSÃO COMO FERRAMENTA DE ACOMPANHAMENTO DO APRENDIZADO NA ENGENHARIA. GIT, UM CASO DE USO. SISTEMAS DE CONTROLE DE VERSÃO COMO FERRAMENTA DE ACOMPANHAMENTO DO APRENDIZADO NA ENGENHARIA. GIT, UM CASO DE USO. Rogers G. F. Teixeira rogerguedes.ft@gmail.com Renan R. Soeiro renan.ifce@gmail.com Fillipe

Leia mais

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development?

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Emerson Murphy-Hill Thomas Zimmermann and Nachiappan Nagappan Guilherme H. Assis Abstract

Leia mais

SOFTWARE EDUCATIVO DE MATEMÁTICA: SHOW MATH

SOFTWARE EDUCATIVO DE MATEMÁTICA: SHOW MATH SOFTWARE EDUCATIVO DE MATEMÁTICA: SHOW MATH Anderson Clavico Moreira Profª. Ms. Deise Deolindo Silva short_acm@hotmail.com deisedeolindo@hotmail.com Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de

Leia mais

INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE: ESTUDO DE CASOS COM OPERADORES LOGÍSTICOS

INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE: ESTUDO DE CASOS COM OPERADORES LOGÍSTICOS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE: ESTUDO DE CASOS COM OPERADORES LOGÍSTICOS Projeto de Pesquisa Período: Agosto de 2010 a Julho de 2011 PIBIC Programa Institucional de Iniciação Científica Aluno: Aline Loureiro

Leia mais

Painel sobre o IETF (ou 'IETF for dummies') Danton Nunes Álvaro Retana Christian O'Flaherty e os comentários dos presentes

Painel sobre o IETF (ou 'IETF for dummies') Danton Nunes Álvaro Retana Christian O'Flaherty e os comentários dos presentes Painel sobre o IETF (ou 'IETF for dummies') Danton Nunes Álvaro Retana Christian O'Flaherty e os comentários dos presentes Agenda Abertura O "ecossistema" técnico da Internet. RFCs, padrões, etc. As reuniões

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Processo de Software Thiago P. da Silva thiagosilva.inf@gmail.com Agenda Revisando Engenharia de Software Engenharia de Sistemas Processo de software Fases Genéricas de Modelos de

Leia mais

Política Nacional de Participação Social

Política Nacional de Participação Social Política Nacional de Participação Social Apresentação Esta cartilha é uma iniciativa da Secretaria-Geral da Presidência da República para difundir os conceitos e diretrizes da participação social estabelecidos

Leia mais

3 Estratégia para o enriquecimento de informações

3 Estratégia para o enriquecimento de informações 34 3 Estratégia para o enriquecimento de informações Podemos resumir o processo de enriquecimento de informações em duas grandes etapas, a saber, busca e incorporação de dados, como ilustrado na Figura

Leia mais

Marcelo Novaes Coutinho. Um Processo de Gerência de Estratégia de Rastreabilidade: Um Caso em Ambiente Oracle. Dissertação de Mestrado

Marcelo Novaes Coutinho. Um Processo de Gerência de Estratégia de Rastreabilidade: Um Caso em Ambiente Oracle. Dissertação de Mestrado Marcelo Novaes Coutinho Um Processo de Gerência de Estratégia de Rastreabilidade: Um Caso em Ambiente Oracle Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau

Leia mais

O PAPEL DO GESTOR COMO MULTIPLICADOR

O PAPEL DO GESTOR COMO MULTIPLICADOR Programa de Capacitação PAPEL D GESTR CM MULTIPLICADR Brasília 12 de maio de 2011 Graciela Hopstein ghopstein@yahoo.com.br Qual o conceito de multiplicador? Quais são as idéias associadas a esse conceito?

Leia mais

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.:Lillian Alvares

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.:Lillian Alvares Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.:Lillian Alvares Comunidades de Prática Grupos informais e interdisciplinares de pessoas unidas em torno de um interesse

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E APLICABILIDADE DE UMA BASE DE DADOS RELACIONAL PARA O INVENTÁRIO FLORESTAL CONTÍNUO DO RIO GRANDE DO SUL

DESENVOLVIMENTO E APLICABILIDADE DE UMA BASE DE DADOS RELACIONAL PARA O INVENTÁRIO FLORESTAL CONTÍNUO DO RIO GRANDE DO SUL DESENVOLVIMENTO E APLICABILIDADE DE UMA BASE DE DADOS RELACIONAL PARA O INVENTÁRIO FLORESTAL CONTÍNUO DO RIO GRANDE DO SUL RESUMO Enio Giotto Elódio Sebem Doádi Antônio Brena Universidade Federal de Santa

Leia mais

Reuso de Software. Caixa Postal 10.011 CEP 86057-970 Londrina PR Brasil. cezbastos@gmail.com, jgpalma@uel.br

Reuso de Software. Caixa Postal 10.011 CEP 86057-970 Londrina PR Brasil. cezbastos@gmail.com, jgpalma@uel.br Reuso de Software Cezar Bastos Filho 1, Jandira Guenka Palma 1 1 Departamento de Computação Universidade Estadual de Londrina (UEL) Caixa Postal 10.011 CEP 86057-970 Londrina PR Brasil cezbastos@gmail.com,

Leia mais

MODELAGEM VISUAL DE UM SOFTWARE PARA O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES EM GESTÃO DE PROJETOS

MODELAGEM VISUAL DE UM SOFTWARE PARA O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES EM GESTÃO DE PROJETOS 127 MODELAGEM VISUAL DE UM SOFTWARE PARA O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES EM GESTÃO DE PROJETOS VISUAL MODELING OF SOFTWARE FOR COMMUNICATION MANAGEMENT IN PROJECT MANAGEMENT Ricardo Rall 1 Arilson José

Leia mais

Principal Projeto: Implementação do PEG-SEDEC

Principal Projeto: Implementação do PEG-SEDEC Principal Projeto: Implementação do PEG-SEDEC PROGRAMA EXCELÊNCIA GERENCIAL DA SEDEC ( PEG SEDEC ) 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS a. O PEG-SEDEC é a ferramenta de implementação da estratégia de melhoria da

Leia mais

Principais Alterações Trazidas pela Instrução CVM nº 552/2014. Preparação para a Assembleia Geral Ordinária. 06 de março de 2015

Principais Alterações Trazidas pela Instrução CVM nº 552/2014. Preparação para a Assembleia Geral Ordinária. 06 de março de 2015 Principais Alterações Trazidas pela Instrução CVM nº 552/2014 e Preparação para a Assembleia Geral Ordinária 06 de março de 2015 1 Principais Alterações - Instrução CVM nº 552/2014 Divulgação Imediata

Leia mais

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Group Fundação: agosto / 1999 80 Colaboradores diretos 85 Colaboradores nas

Leia mais

Seul Declaração da Sociedade Civil e do Trabalho. A Conferência Ministerial da OCDE Sobre o futuro da economia da Internet Seul, Coréia 16 junho 2008

Seul Declaração da Sociedade Civil e do Trabalho. A Conferência Ministerial da OCDE Sobre o futuro da economia da Internet Seul, Coréia 16 junho 2008 Seul Declaração da Sociedade Civil e do Trabalho A Conferência Ministerial da OCDE Sobre o futuro da economia da Internet Seul, Coréia 16 junho 2008 Esta reunião de organizações da sociedade civil e do

Leia mais

Ontologias. Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília

Ontologias. Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Ontologias Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Origem Teoria sobre a natureza da existência Ramo da filosofia que lida com a natureza e organização da realidade.

Leia mais

Café com Target. Andrea Leal APS MKT Manager Março, 2009 advertising.microsoft.com/brasil

Café com Target. Andrea Leal APS MKT Manager Março, 2009 advertising.microsoft.com/brasil Café com Target Andrea Leal APS MKT Manager Março, 2009 advertising.microsoft.com/brasil BOM DIA! Mapa de Navegação do Dia 09h00 Café da Manhã 09h30 Abertura 09h35 QUE *($^*#)@(*$ EU ESTOU FAZENDO AQUI?

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Gestão criativa e inovadora nas instituições

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SE-003/2011

TERMO DE REFERÊNCIA SE-003/2011 TERMO DE REFERÊNCIA SE-003/2011 Objeto da contratação Consultor na área jurídica Título do Projeto Projeto BRA 07/010 Designação funcional Duração do contrato Consultoria por produto 3 meses Data limite

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO Número e Título do Projeto Função no Projeto: Resultado: Atividades: Antecedentes: (breve histórico justificando a contratação)

Leia mais

OUVIDORIA VIVA RIO MANUAL DE PROCEDIMENTOS

OUVIDORIA VIVA RIO MANUAL DE PROCEDIMENTOS OUVIDORIA VIVA RIO MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTEÚDO 1. OUVIDORIA INTERNA... 4 2. OUVIDORIA EXTERNA... 6 3. PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO... 7 4. CALL CENTER ATIVO DA SAÚDE... 12 5. OUVIDORIA UNIDADES

Leia mais

Alfredo Castro Sócio Diretor da MOT Mudanças Organizacionais e Treinamento

Alfredo Castro Sócio Diretor da MOT Mudanças Organizacionais e Treinamento 9h30 às 10h15 Developing Effective Leaders Desenvolvendo Líderes Eficazes Alfredo Castro Sócio Diretor da MOT Mudanças Organizacionais e Treinamento Meus objetivos Abordar aspectos práticos Combinar fatos

Leia mais

PROJETO DE LEI CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

PROJETO DE LEI CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES PROJETO DE LEI Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Esta Lei estabelece princípios,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( ) Presencial

Leia mais

Patents, Innovation and Economic Performance: OECD Conference Proceedings

Patents, Innovation and Economic Performance: OECD Conference Proceedings Patents, Innovation and Economic Performance: OECD Conference Proceedings Summary in Portuguese Patentes, Inovação e Desempenho Econômico: Procedimentos da Assembléia da OCDE Sumário em Português As invenções

Leia mais

Vitor Rodrigues SEPURA

Vitor Rodrigues SEPURA Vitor Rodrigues SEPURA SEGURANÇA E FIABILIDADE EM TETRA Concebido para utilizadores de Rádios profissionais Segurança prevenindo interceptação Sistema móvel de Rádio Digital Proporcionando voz e dados

Leia mais

Indicadores de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) em Software e Serviços de TI: o Caso da Lei do Bem (nº 11.196/05)

Indicadores de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) em Software e Serviços de TI: o Caso da Lei do Bem (nº 11.196/05) Universidade de Brasília Indicadores de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) em Software e Serviços de TI: o Caso da Lei do Bem (nº 11.196/05) Rafael Henrique Rodrigues Moreira BRASÍLIA 2014 Universidade

Leia mais

Inovação. Maria José Sousa

Inovação. Maria José Sousa Inovação 2 Inovação Difusão e adopção 3 Difusão da Inovação Um conceito de difusão: Processo através do qual uma inovação é comunicada através de canais específicos, ao longo do tempo, entre os membros

Leia mais

O digital e as novas formas de, e para, aprender

O digital e as novas formas de, e para, aprender O digital e as novas formas de, e para,... O digital e as novas formas de, e para, aprender Luis Borges Gouveia lmbg@ufp.pt http://www.ufp.pt/~lmbg Universidade Fernando Pessoa Ficará tudo igual com o

Leia mais

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COELBA

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COELBA PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COELBA Guia Básico do Proponente Resumo das diretrizes e critérios da Coelba/ Grupo Neoenergia para patrocínios a projetos socioculturais e ambientais. 1 Índice Introdução 2 1.

Leia mais

Análise da Colaboração Científica sobre Empresas de Base Tecnológica. Analysis of Scientific Collaboration on Technology-Based Firms

Análise da Colaboração Científica sobre Empresas de Base Tecnológica. Analysis of Scientific Collaboration on Technology-Based Firms Análise da Colaboração Científica sobre Empresas de Base Tecnológica Analysis of Scientific Collaboration on Technology-Based Firms Meire Ramalho de Oliveira, mestranda, UFSCar, mro_ufscar@yahoo.com.br

Leia mais

BASES METODOLÓGICAS PARA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE AGRÍCOLA: UMA PROPOSTA PARA INTEGRAÇÃO DAS FERRAMENTAS DISPONÍVEIS

BASES METODOLÓGICAS PARA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE AGRÍCOLA: UMA PROPOSTA PARA INTEGRAÇÃO DAS FERRAMENTAS DISPONÍVEIS BASES METODOLÓGICAS PARA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE AGRÍCOLA: UMA PROPOSTA PARA INTEGRAÇÃO DAS FERRAMENTAS DISPONÍVEIS GUSTAVO J. R. CACIOLI 1 ; KATIA R. E. DE JESUS-HITZSCHKY 2 N o 0902015 Resumo A

Leia mais

Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos

Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos DISCIPLINA 1º Bimestre Introdução à Engenharia 40 Informática 40 Matemática 80 Produção de Textos 40 2º Bimestre Cálculo I 80 Física I 80 Inglês 20 Metodologia

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE/ SISTEMAS DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE/ SISTEMAS DE SOFTWARE ENGENHARIA DE SOFTWARE/ SISTEMAS DE SOFTWARE CMP1280/CMP1250 Prof. Me. Fábio Assunção Introdução à Engenharia de Software SOFTWARE Programa de computador acompanhado dos dados de documentação e configuração

Leia mais

Computação nas Nuvens

Computação nas Nuvens Computação nas Nuvens TÓPICOS Introdução Internet: O fundamento principal O que é Computação em Nuvens Vantagens Dúvidas Corrida pela tecnologia Trabalhos Futuros Conclusão Referências 2 TÓPICOS Introdução

Leia mais

Curso de Engenharia. Formação Geral 1º e 2º anos

Curso de Engenharia. Formação Geral 1º e 2º anos Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos DISCIPLINA 1º Bimestre Introdução à Engenharia Informática Matemática Produção de Textos 2º Bimestre Cálculo I Física I Inglês Metodologia Científica 3º

Leia mais

USO DE ANIMAIS E PLANTAS COMO INSTRUMENTO DE TRABALHO EM SALA DE AULA

USO DE ANIMAIS E PLANTAS COMO INSTRUMENTO DE TRABALHO EM SALA DE AULA USO DE ANIMAIS E PLANTAS COMO INSTRUMENTO DE TRABALHO EM SALA DE AULA MORAIS, Luciane dos Santos Discente da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva LAMARI, Luciano Brunelli Docente da Faculdade

Leia mais

Accessed : 18-Sep-2015 22:55:16

Accessed : 18-Sep-2015 22:55:16 Acessibilidade web em ambientes informacionais digitais: o olhar da ciência da informação Author(s: Published by: Persistent URL: DOI: Cusin, Cesar Augusto; Vidotti, Silvana Aparecida Borsetti Gregorio

Leia mais

Abertura. João Paulo Carvalho.

Abertura. João Paulo Carvalho. Abertura João Paulo Carvalho Agradecimento 7a Edição A função do Seminário Tecnológico é cada vez mais difícil de cumprir. Acompanhem-nos no fórum www.quidgest.net:8080/forum Tiago Xavier Cláudia Nabais

Leia mais

Política do Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica

Política do Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica Política do Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica INTRODUÇÃO O Grupo Telefônica, consciente de seu importante papel na construção de sociedades mais justas e igualitárias, possui um Programa de

Leia mais

Guia E-Learning Acesso dos estudantes aos cursos de e-learning e ao Sistema de Gerenciamento da Aprendizagem

Guia E-Learning Acesso dos estudantes aos cursos de e-learning e ao Sistema de Gerenciamento da Aprendizagem Guia E-Learning Acesso dos estudantes aos cursos de e-learning e ao Sistema de Gerenciamento da Aprendizagem 1 2006 Microsoft Corporation. All rights reserved. Microsoft is either a registered trademark

Leia mais

Gerenciando a Escassez do IPv4 na utilização dos Certificados SSL Múltiplos Certificados SSL em um único endereço IP

Gerenciando a Escassez do IPv4 na utilização dos Certificados SSL Múltiplos Certificados SSL em um único endereço IP Gerenciando a Escassez do IPv4 na utilização dos Certificados SSL Múltiplos Certificados SSL em um único endereço IP Laila Robak Executiva de Contas América Latina, GlobalSign www.globalsign.com GMO GlobalSign

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB

UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB Alan Francisco de Souza¹, Claudete Werner¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil alanfsouza.afs@gmail.com,

Leia mais

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 (CHARTER OF RECOMMENDATION AND PRINCIPLES OF FORUM EMPRESARIAL RIO+20 TO UNCSD-2012) Nós, membros participantes do FÓRUM

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO LABORATÓRIO DE CULTURA DIGITAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO LABORATÓRIO DE CULTURA DIGITAL A coordenadoria do projeto Laboratório de Cultura Digital, vinculado ao Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná, torna pública a seleção de equipe para o referido projeto, conforme previsto

Leia mais

AS CARACTERÍSTICAS DO CMM E O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE COM QUALIDADE

AS CARACTERÍSTICAS DO CMM E O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE COM QUALIDADE REVISTA ELETRÔNICA DE ADMINISTRAÇÃO ISSN 1676-6822 PERIODICIDADE SEMESTRAL EDIÇÃO NÚMERO 8 JUNHO DE 2005 AS CARACTERÍSTICAS DO CMM E O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE COM QUALIDADE Kleber ALMEIDA Docente da

Leia mais

Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais

Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais Fórum de Governança Tecnologia e Inovação LabGTI/UFLA Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais Pamela A. Santos pam.santos91@gmail.com Paulo H. S. Bermejo bermejo@dcc.ufla.br

Leia mais

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN Resumo das diretrizes e critérios da COSERN/ Grupo Neoenergia para patrocínios a projetos socioculturais e ambientais. Guia Básico do Proponente 1 Índice Introdução 2 1.

Leia mais

Utilização de conceitos de interface homem-máquina para adaptação da disciplina de requisitos do RUP

Utilização de conceitos de interface homem-máquina para adaptação da disciplina de requisitos do RUP Utilização de conceitos de interface homem-máquina para adaptação da disciplina de requisitos do RUP Renato Cordeiro 2, Marcos Roberto de Oliveira, Thaís Pereira Chanquini FIAP 1 São Paulo Brasil < renato.cordeiro,

Leia mais

Entrevistas. Abel Packer

Entrevistas. Abel Packer ComCiência no.139 Campinas jun/2012 Entrevistas Abel Packer Um dos idealizadores da SciELO (Scientific Electronic Library Online) fala sobre desafios desta rede, custo de manutenção, publicações em português

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE

Leia mais

PARA QUE SERVE O CRM?

PARA QUE SERVE O CRM? Neste mês, nós aqui da Wiki fomos convidados para dar uma entrevista para uma publicação de grande referência no setor de varejo, então resolvemos transcrever parte da entrevista e apresentar as 09 coisas

Leia mais

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16 Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito Unidade curricular História do Direito Português I (1º sem). Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Sistema Gerenciador de Banco de Dados

Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Sistema Gerenciador de Banco de Dados Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) é constituído por um conjunto de dados associados a um conjunto de programas para acesso a esses

Leia mais

1 A Evolução do COBIT

1 A Evolução do COBIT O COBIT 5 na APF Prof. Dr. J. Souza Neto, PMP, CSX, COBIT-INCS, CGEIT, CRISC, CLOUDF, ITILF COBIT 5 Implementation, COBIT 5 Assessor, Certified COBIT Assessor, COBIT 5 Approved Trainer souzaneto@govtiapf.com.br

Leia mais

Ciência aberta na prática: Reproducibilidade, notebooks e tudo mais. Luiz Irber Michigan State University

Ciência aberta na prática: Reproducibilidade, notebooks e tudo mais. Luiz Irber Michigan State University Ciência aberta na prática: Reproducibilidade, notebooks e tudo mais Luiz Irber Michigan State University Meu primeiro projeto Efeitos de feromônios em insetos Software disponível para Windows portar para

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas: Análise Essencial, Estruturada e Orientada a Objetos

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas: Análise Essencial, Estruturada e Orientada a Objetos Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas: Análise Essencial, Estruturada e Orientada a Objetos Luan Santos da Silva e Silva luan_silva@hotmail.com Discente do 8º Período do curso de Sistemas de Informação

Leia mais

05/05/2015. Recuperação de Informação

05/05/2015. Recuperação de Informação Recuperação de Informação Recuperação de Informação Recuperar consiste em identificar, em um conjunto de documentos (corpus), quais atendem à necessidade de do usuário. O usuário de um sistema de recuperação

Leia mais

Seminário: Inovação e Tecnologia no Desenvolvimento da Amazônia. 28 de Novembro de 2013

Seminário: Inovação e Tecnologia no Desenvolvimento da Amazônia. 28 de Novembro de 2013 Seminário: Inovação e Tecnologia no Desenvolvimento da Amazônia 28 de Novembro de 2013 PAINEL 1: Estratégias para a Inovação Necessidades e Demandas Futuras Conceituação Inovação é o resultado positivo

Leia mais

Qual Conhecimento de Engenharia de Software é Importante para um Profissional de Software?

Qual Conhecimento de Engenharia de Software é Importante para um Profissional de Software? Qual Conhecimento de Engenharia de Software é Importante para um Profissional de Software? Christiane Gresse von Wangenheim 1, Djoni Antonio da Silva 2 1 PPGCC/INE/UFSC Federal University of Santa Catarina

Leia mais

MÓDULO 14 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000)

MÓDULO 14 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000) MÓDULO 14 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000) Ao longo do tempo as organizações sempre buscaram, ainda que empiricamente, caminhos para sua sobrevivência, manutenção e crescimento no mercado competitivo.

Leia mais

VISÃO. Lisboa uma cidade competitiva e participativa para os cidadãos

VISÃO. Lisboa uma cidade competitiva e participativa para os cidadãos LISBOA julho. 2013 Lisboa uma cidade competitiva e participativa para os cidadãos Globalização Internacionalização Participação Co-Criação PORTAL DA PARTICIPAÇÃO Portal da Participação ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Leia mais

Intranets, portais corporativos e gestão do conhecimento : análise das experiências de organizações brasileiras e portuguesas

Intranets, portais corporativos e gestão do conhecimento : análise das experiências de organizações brasileiras e portuguesas Resumos de Teses Intranets, portais corporativos e gestão do conhecimento : análise das experiências de organizações brasileiras e portuguesas CARVALHO, Rodrigo Baroni. Intranets, portais corporativos

Leia mais

INFORMÁTICA: UMA NOVA FERRAMENTA PARA A EDUCAÇÃO

INFORMÁTICA: UMA NOVA FERRAMENTA PARA A EDUCAÇÃO INFORMÁTICA: UMA NOVA FERRAMENTA PARA A EDUCAÇÃO SANTOS, Lucimeire Silva 1 SANTOS, Luciana Silva 2 ALMEIDA, Douglas Ribeiro 3 BARBARESCO, Bárbara Lima 4 SANTOS, Luiz Alberto Alves 5 RESUMO Atualmente para

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO EDITAL 006/2011 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: WEB O Projeto BRA/06/032 comunica que estará

Leia mais

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores Departamento de Alterações Climáticas, Ar e Ruído (DACAR) Divisão de Poluição Atmosférica e Alterações Climáticas

Leia mais

FATEsC - Uma Ferramenta de apoio ao teste estrutural de componentes

FATEsC - Uma Ferramenta de apoio ao teste estrutural de componentes FATEsC - Uma Ferramenta de apoio ao teste estrutural de componentes Vânia Somaio Teixeira 1,2, Marcio Eduardo Delamaro 1, Auri Marcelo Rizzo Vincenzi 3 1 Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação

Leia mais

Measurement A Strategic Tool for Cost Planning and Auditing

Measurement A Strategic Tool for Cost Planning and Auditing Measurement A Strategic Tool for Cost Planning and Auditing Renato Cesar da Cunha Ferreira Marinha do Brasil Pagadoria de Pessoal da Marinha renato.cesar@papem.mar.mil.br Rua da Ponte s/nº Ed. 23, 4º andar

Leia mais

Desenvolvendo um Plano de Comunicação

Desenvolvendo um Plano de Comunicação Desenvolvendo um Plano de SEBRAE Brasília - DF 05 de março de 2008 Três Momentos da Marketing Plantar a Semente Apresentar o Projeto Convidar os participantes Apresentar cronograma, conceitos / metodologias

Leia mais

SEGURANÇA DE INFRAESTRUTURAS CRÍTICAS NA PERSPETIVA DA RESILIÊNCIA E CONTINUIDADE DE NEGÓCIO

SEGURANÇA DE INFRAESTRUTURAS CRÍTICAS NA PERSPETIVA DA RESILIÊNCIA E CONTINUIDADE DE NEGÓCIO SEGURANÇA DE INFRAESTRUTURAS CRÍTICAS NA PERSPETIVA DA RESILIÊNCIA E CONTINUIDADE DE NEGÓCIO Cristina Alberto KPMG Advisory Consultores de Gestão, SA Agenda 1. Riscos Globais do Século XXI 2. Proteção

Leia mais

A Plataforma ArcGIS Suportando a Segurança Nacional

A Plataforma ArcGIS Suportando a Segurança Nacional A Plataforma ArcGIS Suportando a Segurança Nacional O que é Segurança Nacional? Segurança Nacional é proteger e sustentar a nação: População Economia Infraestrutura Fronteiras Prosperidade no seu todo...

Leia mais

Gestão de Documentos: Um estudo da difusão do uso de softwares livres no curso de graduação em Arquivologia da UFMG.

Gestão de Documentos: Um estudo da difusão do uso de softwares livres no curso de graduação em Arquivologia da UFMG. Gestão de Documentos: Um estudo da difusão do uso de softwares livres no curso de graduação em Arquivologia da UFMG. Alex Soares André Ogando Karime Marcenes Márcia Bolina Wallace Carvalho RESUMO No contexto

Leia mais