Ordens de Produção Vinculadas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ordens de Produção Vinculadas"

Transcrição

1 Ordens de Produção Vinculadas DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Revisão: Marcelo Barby Aprovado em: Novembro de Nota de copyright Copyright 2014 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados.

2 1. VISÃO GERAL 1.1 MOTIVAÇÃO: Em busca de ordenamento da produção em níveis, ou seja, neste processo o gerenciamento de OP s em níveis permite a visualização do conjunto e do estado de cada nível, dispondo de maior controle sobre a produção. 1.2 ÍNDICE: 1. VISÃO GERAL MOTIVAÇÃO: ÍNDICE: INTRODUÇÃO: OBJETIVO: SEQUÊNCIA PARA VINCULAÇÃO DE OP S CADASTRO DE ITENS E SUAS COMPOSIÇÕES LANÇAMENTO DA OP QUE RECEBERÁ VINCULOS GERAÇÃO DE OP S - NECESSIDADE VINCULAÇÃO DAS OP S VINCULAR OP EXISTENTE VISUALIZAÇÃO DOS VINCULOS DE OP S REFERÊNCIAS ACRÔNIMOS E ABREVIATURAS Site: / / Fone: (42)

3 1.3 INTRODUÇÃO: Tratando-se do uso da ferramenta apresentada por este documento é necessário ao usuário, conhecimentos básicos de informática, algum treinamento prévio, presencial deste módulo, ou conhecimento de pelo menos algum outro módulo Teorema. Demais manuais e vídeos de processos para assistência de todos os agentes e usuários se encontram no Ambiente de Aprendizagem da área restrita do sítio Teorema. Para o correto funcionamento do sistema certifique-se de que o computador atende aos requisitos mínimos de hardware e sistema operacional solicitados: Processador Pentium IV ou superior AMD 2.0 ou superior; RAM 1GB ou mais; Disco Rígido de 120GB ou mais; Sistema Operacional (Windows XP /Windows 8); Resolução de vídeo igual a 1280 x 720 ou mais alta; Energia Elétrica: Filtrada, Estabilizada e Aterrada; Sendo imprescindível o uso de antivírus e rotina de backup. Este processo foi projetado para atender a necessidade das empresas que utilizam o módulo de Teorema para controlar as Ordens de Produção que possuem dependências com outras Ordens de Produção. Com todos os cadastros necessários e o controle das informações bem como dos cálculos para a realização das Ordens de Produção. Este documento foi confeccionado para atender aos usuários do sistema e para sanar eventuais dúvidas acerca do procedimento descrito. De início são abordados os motivos de uso e interesse, incluindo a introdução, objetivos e o índice deste documento. Os assuntos pontuais foram divididos em seções, a primeira trata das implicações nos cadastros necessários para uso do processo de OP s Vinculadas, a segunda parte descreve o lançamento propriamente dito da OP necessária para o atendimento de pedidos de clientes. A terceira seção trata da geração de OP s necessárias para atender a OP solicitada. Na quarta seção é apresentada a vinculação entre OP s dependentes. Na sequência é apresentada a possibilidade de vincular uma OP pré-existente e então as possíveis consultas de vinculações existentes entre OP s. As últimas seções tratam das referências consultadas para a composição deste documento, as siglas e abreviaturas empregadas no decorrer dos apontamentos são detalhadas para melhor compreensão dos assuntos. Problemas com relação ao uso do sistema, deste documento ou sugestões de necessidades ou melhorias registrar abertura de Chamadas por meio do sistema, botão fornecendo o contato e uma descrição clara e objetiva. na barra de ferramentas, Site: / / Fone: (42)

4 1.4 OBJETIVO: Visando melhorar o controle da produção, trazendo de forma simples e direta as dependências da cadeia produtiva da empresa que utiliza o módulo de. Site: / / Fone: (42)

5 2. SEQUÊNCIA PARA VINCULAÇÃO DE OP S No módulo de o processo de OP s Vinculadas nada mais é que o ordenamento da produção em níveis, ou seja, neste processo o gerenciamento de OP s utiliza a representação em níveis, permitindo a visualização do conjunto e do estado de cada nível, dispondo de maior controle sobre a produção. 2.1 CADASTRO DE ITENS E SUAS COMPOSIÇÕES A primeira coisa a ser feita para a realização do processo é configurar as informações necessárias em todos os itens utilizados nas Ordens de Produção. As informações que influenciam diretamente no processo de OP s Vinculadas é a Composição necessário para a produção dos itens, ou seja, na aba 7 Composição incluir todos os itens que são processados para gerar o item principal, Figura 1. Figura 1 Composição do item Laminas. Como as Ordens de Produção Vinculadas organiza o trabalho em níveis de Produção e atende casos em que é necessário produzir determinado item para então dar início a produção de outro item, utilizando o item produzido anteriormente. Então alguns itens produzidos podem ser parte da composição de outros itens a produzir, como destaca a Figura 2, pois Laminas são produzidas a partir de itens Toras, ou seja, para produzir itens Compensados, primeiramente é necessário ter produzido ou então solicitar produção de itens Laminas. A problemática citada é atendida pelo gerenciamento proporcionado no processo de OP s Vinculadas. Atentar para as quantidades indicadas em cada item da Composição, esta informação deve estar correta e o mais preciso possível, pois indicará as necessidades nos cálculos da produção, bem como dos processos de provimento da empresa tais como: MRP, Compras, Almoxarifado entre outros. O campo Quantidade Tolerância também é uma informação pertinente ao processo de produção, os demais campos são utilizados para identificação do item. Site: / / Fone: (42)

6 Figura 2 Cadastro de Itens - Composição. Além da inclusão de itens de Composição algumas configurações são necessárias no cadastro dos itens utilizados nas Ordens de Produção Vinculadas. Na aba 5 Comissionamento, Utilização, no campo Tipo da Composição para os itens que possuírem composições selecionar a opção Item Produção como mostra a Figura 3, para itens que não possuem registro de composição selecionar a opção Sem Composição, como pode ser observado na Figura 5. Figura 3 Tipo da Composição - Item Produção. Outra informação importante é o Nível da Composição, Figura 4. Os itens que são utilizados somente como insumo devem possuir Nível = 0, ou seja, não sofrem qualquer tipo de produção e portanto não possuem qualquer tipo de composição. Os itens que passam por alguma mistura ou transformação (processos de produção) para serem utilizados, devem possuir Nível = 1, e assim sucessivamente. Observar os itens utilizados como exemplo neste documento: para produzir Laminas (nível 1) são necessárias Toras (nível 0), entretanto, para a produção de Compensados são necessárias Laminas e como Laminas já passou por um Site: / / Fone: (42)

7 processo de produção figurando no Nível = 1, consequentemente, Compensados deve indicar o Nível = 2 de composição. Figura 4 Nível da Composição. A Figura 5 mostra a configuração para o item Toras, item que não necessita de nenhum tipo de processo de produção e que é utilizado na Composição do item Laminas. Figura 5 Item sem Composição. 2.2 LANÇAMENTO DA OP QUE RECEBERÁ VINCULOS Na Ordem de Produção incluir uma OP inserindo todos os dados do documento e salvar, Figura 6, tendo em vista que o item a ser produzido já deve ter sido cadastrado no Sistema, bem como suas composições e configuração como exemplificado na seção 2.1. A Informação da Quantidade a Produzir influencia diretamente nos cálculos da produção. Site: / / Fone: (42)

8 Figura 6 Tela de lançamento de Ordem de Produção. Ir para a aba 2 Movto dos Itens (Composição) e Importar Fórmula/Composição do Item por meio do ícone, ou ainda, por meio do atalho ALT + I, Figura 7, isto vincula rapidamente os componentes que o item necessita para ser produzido, aqueles cadastrados na Composição do item a ser produzido pela OP. Figura 7 Movimento de Itens - Importar Fórmula/Composição. Na Figura 8 são mostradas as três composições cadastradas no item Compensados que foram importadas para movimento da OP. Lembrando que a composição deve estar cadastrada anteriormente como item e ter sido incluído na Composição do item a ser produzido, como exemplificado na seção 2.1. Site: / / Fone: (42)

9 Figura 8 Composição de itens da Produção. O sistema pergunta se o usuário deseja incluir no Movimento de itens as composições dos itens importados da composição do item a ser produzido, ou seja, as composições dos níveis inferiores, Figura 9. Figura 9 Mensagem solicitação de inclusão dos níveis inferiores da Composição. A Figura 10 mostra que o item Toras, é acrescentado ao Movimento de Itens, sendo este a composição do item Laminas, segundo o exemplo apresentado. Atentar para as quantidades registradas, pois no Movimento de Itens o sistema demonstra as quantidades necessárias de cada item para atender a quantidade a ser produzida pela OP. Figura 10 Os itens dos níveis inferiores da composição são acrescentados. 2.3 GERAÇÃO DE OP S - NECESSIDADE Site: / / Fone: (42)

10 Na tela de Consulta de Ordem de Produção, localizar e selecionar a OP gerada anteriormente, Figura 11. Figura 11 Consulta Ordem de Produção. Com a OP selecionada na grid, utilizar o botão Análise para prosseguir a vinculação das Ordens de Produção necessárias, Figura 12. Figura 12 Utilizar a "Análise" para vincular OP s. Ao observar que determinados componentes estão em falta no estoque é necessário gerar Ordens de Produção para estes itens, isto aumentará a negatividade do campo Em Estoque, Figura 13. Figura 13 Consulta Ordem de Produção. Para gerar as OP s das composições não supridas, selecioná-las nos marcadores da coluna Seleciona, e clicar no botão, destaque na Figura 14. Site: / / Fone: (42)

11 Figura 14 Análise da OP - Gerar Nova OP. Desta forma o sistema direcionará o usuário para complementar as informações das novas OP s necessárias para atender a demanda da OP inicial. Observe a Figura 15, o sistema automaticamente indica o item a ser produzido bem como a quantidade necessária para atender a OP analisada. Figura 15 Nova OP para atender à necessidade não suprida. O Movimento de Itens não é trazido automaticamente, portanto, o usuário deve utilizar novamente o botão para importar a Fórmula/Composição do item, Figura 16, para incluir os itens para atender as necessidades de produção do item da nova OP. Site: / / Fone: (42)

12 Figura 16 Movimento de Itens - Importar composição das Laminas. Os itens registrados na composição do item a ser produzido pela OP nova são incluídos no Movimento de Itens, com as quantidades necessárias para a produção e indicando o Item do é composição, Figura 17. Figura 17 Movimento de Itens da Nova OP. 2.4 VINCULAÇÃO DAS OP S Ao retornar é possível consultar a nova Ordem de Produção gerada, Figura 18. Figura 18 Consulta Nova OP. Site: / / Fone: (42)

13 Ao abrir a OP original, no movimento de itens é possível visualizar na grid os itens que geraram vínculo com novas OP s, Figura 19. Figura 19 Movimento de Itens da OP original. E ao utilizar o botão o sistema mostra as OP s vinculadas na corrente Ordem de Produção, a dependência de produção de uma determinada OP sobre as outras é claramente representada no formato de árvore hierárquica, à esquerda da tela, Figura 20. À direita da tela as informações das OP s vinculadas são apresentadas em formato de lista, ou seja, uma grid. Figura 20 Tela de Consulta de Ordem de Produção Vinculada. Com a representação apresentada fica óbvio que é necessário a produção de laminas antes da produção de compensados, portanto, a OP de laminas deve ser realizada para que a OP de compensados possa ser produzida. 2.5 VINCULAR OP EXISTENTE Caso já exista uma Ordem de Produção lançada no sistema e que possa suprir a OP original, esta pode ser utilizada ao invés de gerar novas OP s. Este procedimento pode ser uma alternativa melhor uma vez que a OP existente pode estar num processo mais adiantado de produção, e consequentemente minorar o tempo de conclusão da OP original. Para utilizar uma OP existente localizar a OP original na Consulta de Ordem de Produção, selecioná-la e utilizar o botão Análise, Figura 21. Site: / / Fone: (42)

14 Figura 21 OP existente para vincular. Na Análise selecionar o item não suprido e contido na OP existente, clicar no botão, Figura 22. Figura 22 Análise de Ordem de Produção - Vincular OP. Existente. O sistema direcionará o usuário para uma nova tela, na qual as OP s passíveis de utilização para atender à necessidade indicada são listadas na grid apresentada, Figura 23. Figura 23 Consulta de Ordem de Produção Vinculadas OP s Existentes. É permitido desdobrar as informações das OP s listadas para maiores detalhes. Para efetivar a vinculação da OP existente clicar no botão Vincular, Figura 24. Site: / / Fone: (42)

15 Figura 24 OP existente com informações desdobradas. Realizada a vinculação o sistema direciona o usuário para a aba Produção, demonstrando as utilizações da produção e permitindo que o usuário dê a continuidade ordinária ao processo de produção, Figura 25. Figura 25 Consulta de Ordem de Produção - Produção. Ao consultar a aba Análise a coluna OP Vinculada estará atualizada informando quais necessidades possuem OP s vinculadas, Figura 26. Figura 26 Consulta de Ordem de Produção - Análise. 2.6 VISUALIZAÇÃO DOS VINCULOS DE OP S Na Análise da OP clicar no botão, destaque na Figura 27. Site: / / Fone: (42)

16 Figura 27 Consultar Vínculos de OP's. item, Figura 28. O sistema direciona o usuário para uma tela de Consulta de vínculos de Ordens de Produção por Figura 28 Consulta de Ordem de Produção Vinculada por Item. Outra forma de consulta os vínculos é abrir a OP e utilizar o botão, desta forma visualizar a dependência em níveis da OP, como citado na seção 2.4. Na visualização das OP s vinculadas, no lado esquerdo é possível observar as dependências, na grade são apresentadas informações relativas às OP s, tais como: número da OP, Status, quantidade, Figura 29. Figura 29 Visualização das OP s vinculadas Exemplo com 3 níveis de produção. Site: / / Fone: (42)

17 3. REFERÊNCIAS Conceitos básicos MRP, MRP II e ERP. Disponível em: Acesso em: novembro de ACRÔNIMOS E ABREVIATURAS AMD - Advanced Micro Devices. GB Gigabyte. MRP Planejamento de Necessidades de Materiais, Manufacturing Resource Planning, é um método para o efetivo planejamento de todos os recursos de manufatura de uma companhia industrial. Idealmente, ele contempla o planejamento operacional em unidades. Não é exclusivamente uma aplicação de software, mas um casamento de competências pessoais, dedicação à exatidão da base de dados e recursos computacionais. Ele é um conceito de gerenciamento total de uma companhia para utilizar os recursos humanos mais produtivamente. OP Ordem de Produção. OP s Ordens de Produção. RAM - Memória de acesso aleatório, do inglês Random Access Memory, é um tipo de memória que permite a leitura e a escrita, utilizada como memória primária em sistemas eletrônicos digitais. *** Caso tenha dúvidas, por favor, entre em contato com seu Agente. Tenha um excelente uso do sistema e obrigado pela confiança! Teorema Sistemas Rua Frei Caneca, Santana. Guarapuava Pr. CEP Fone (42) Site: / / Fone: (42)

Manual Etiquetas OP DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Leandro Delgado de Souza Aprovado em: Setembro de 2013.

Manual Etiquetas OP DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Leandro Delgado de Souza Aprovado em: Setembro de 2013. Manual Etiquetas OP DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Leandro Delgado de Souza Aprovado em: Setembro de 2013. Nota de copyright Copyright 2013 Teorema Informática,

Leia mais

Manual Framework Daruma para ECF

Manual Framework Daruma para ECF Manual Framework Daruma para ECF DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autor: Leandro Doc. Vrs. 01 Revisão: Laila Maria Aprovado em: Março de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos

Leia mais

Requisição de Compra DESENVOLVENDO SOLUÇÕES

Requisição de Compra DESENVOLVENDO SOLUÇÕES DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autor: REPTEC TECNOLOGIA - Márcio Bertelli Doc. Vrs. 02 Revisão: TEOREMA SISTEMAS - Laila Maria Aprovado em: Abril de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática,

Leia mais

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Aprovado em: setembro de 2013. Nota de copyright Copyright 2013 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados. Manual

Leia mais

Manual Acordos Comerciais

Manual Acordos Comerciais Manual Acordos Comerciais DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autor: Bruno Conrado Hertzel Doc. Vrs. 01 Revisão: Laila Maria Aprovado em: Junho de 2016. Nota de copyright Copyright 2016 Teorema Informática, Guarapuava.

Leia mais

Instruções para Remessa Bancária

Instruções para Remessa Bancária Bancária DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: novembro de 2012 Atualizado em: 24 de dezembro de 2012 Nota de copyright Copyright 2012 Teorema Informática, Guarapuava.

Leia mais

Manual Fechamento Fiscal

Manual Fechamento Fiscal Manual Fechamento DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Silmara Rebeca e Mauro Martinelli Aprovado em: março de 2013 Copyright 2013 Teorema Informática, Guarapuava. Todos

Leia mais

Lei da Transparência - Lei 12741/2012

Lei da Transparência - Lei 12741/2012 Lei da Transparência - Lei 12741/2012 DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autor: Marcelo Barby Doc. Vrs. 02 Revisão: Laila M G Gechele e Gustavo Ribas Aprovado em: maio de 2013 Nota de copyright Copyright 2013 Teorema

Leia mais

Manual Comissões 1.1 ÍNDICE 1. VISÃO GERAL... 2 1.1 ÍNDICE... 2 1.2 MOTIVAÇÃO:... 3 1.3 INTRODUÇÃO... 4

Manual Comissões 1.1 ÍNDICE 1. VISÃO GERAL... 2 1.1 ÍNDICE... 2 1.2 MOTIVAÇÃO:... 3 1.3 INTRODUÇÃO... 4 SUPERANDO DESAFIOS Autora: Laila M G Gechele Doc. VRS. 1.0 Aprovado em: 18/09/2012 Revisor: Gustavo Ribas Atualizado em Abril de 2014 Nota de copyright Copyright 2014 Teorema Informática, Guarapuava. Todos

Leia mais

Cuidados com Banco de Dados

Cuidados com Banco de Dados Cuidados com Banco de Dados DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: agosto de 2011 Nota de copyright Copyright 2013 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos

Leia mais

Manual Emissão de RPA

Manual Emissão de RPA Manual Emissão de RPA SUPERANDO DESAFIOS Identificação: 12.06a Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 1.0 Aprovado em: 21 de setembro de 2012 Revisora: Silmara C Rebeca Nota de copyright Copyright 2012 Teorema

Leia mais

Manual de Ordem de Serviço de Montagem OSM

Manual de Ordem de Serviço de Montagem OSM Manual de Ordem de Serviço de OSM DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 03 Revisão: Marcelo Barby Aprovado em: Novembro de 2014. Nota de copyright Copyright 2014 Teorema Informática, Guarapuava.

Leia mais

Manual CIAP Controle de Crédito de ICMS do Ativo Permanente.

Manual CIAP Controle de Crédito de ICMS do Ativo Permanente. Manual CIAP Controle de Crédito de. DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autor: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisão: Gustavo e Mauro Aprovado em: Março de 2014. Nota de copyright Copyright 2014 Teorema Informática,

Leia mais

Manual Garantia e Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC

Manual Garantia e Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC Manual Garantia e Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Revisores: Aprovado em: Novembro de 2014 Nota de copyright Copyright 2014 Teorema

Leia mais

Manual XML Center DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Outubro de 2015.

Manual XML Center DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Outubro de 2015. Manual XML Center DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Outubro de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Novidades da Versão 15.02a

Novidades da Versão 15.02a DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Janeiro de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados. 1. VISÃO GERAL

Leia mais

Manifestação do Destinatário da NF-e

Manifestação do Destinatário da NF-e Manifestação do Destinatário da NF-e DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Gustavo Aprovado em: Novembro de 2014. Nota de copyright Copyright 2014 Teorema Informática, Guarapuava.

Leia mais

Instruções Servidor TeoremaEE

Instruções Servidor TeoremaEE Instruções Servidor TeoremaEE DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Bernardo Aprovado em: Fevereiro de 2016. Nota de copyright Copyright 2016 Teorema Informática, Guarapuava.

Leia mais

Novidades da Versão 15.02a

Novidades da Versão 15.02a DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Janeiro de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados. 1. VISÃO GERAL

Leia mais

Instruções para Área Restrita site Teorema

Instruções para Área Restrita site Teorema Instruções para Área Restrita site Teorema DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Aprovado em: Janeiro de 2015 Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os

Leia mais

Manual de Novos Lançamentos para Fisco Contábil

Manual de Novos Lançamentos para Fisco Contábil 1. VISÃO GERAL 1.1 MOTIVAÇÃO: Evolução dos controles contábeis e fiscais para as Empresas. 1.2 ÍNDICE 1 Visão Geral... 01 1.1 Motivação... 01 1.2 Índice... 01 1.3 Introdução... 01 1.4 Movimento Fiscal

Leia mais

Novidades Versão 11.08a

Novidades Versão 11.08a 1. VISÃO GERAL 1.1 MODIFICAÇÕES E ATUALIZAÇÕES: Foram adicionadas diversas funcionalidades nos Módulos Doc-e, Produção, CRM, no Sistema de Gestão Administrativa e no Módulo de Vendas que permitem melhorias

Leia mais

Instruções para Instalação do PAF-ECF 2.1

Instruções para Instalação do PAF-ECF 2.1 Instruções para Instalação do PAF-ECF 2.1 DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autor: Antonio Marcos Zampier Doc. Vrs. 01 Revisão: Laila Maria Aprovado em: Julho de 2014. Nota de copyright Copyright 2014 Teorema Informática,

Leia mais

SIGEM AVALIAÇÃO DE ALUNOS WEB

SIGEM AVALIAÇÃO DE ALUNOS WEB SIGEM AVALIAÇÃO DE ALUNOS WEB Conteúdo 1. ABERTURA DO SISTEMA... 3 1.1. Barra principal de Ferramentas... 4 1.2. Filtro de consultas... 5 2. VISÃO GERAL DO SISTEMA... 6 3. SELECIONAR ESCOLA... 7 4. SISTEMA

Leia mais

Instruções para Área Restrita site Teorema

Instruções para Área Restrita site Teorema Instruções para Área Restrita site Teorema DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Aprovado em: Janeiro de 2015 Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

Instruções SPED Fiscal ECF

Instruções SPED Fiscal ECF Instruções SPED Fiscal ECF DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 02 Revisão: Aprovado em: Agosto de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos

Leia mais

Manual Posto de Combustível

Manual Posto de Combustível Manual Posto de Combustível DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 04 Aprovado em: outubro de 2012 Revisores: Ernani Gelinski, Osni Marin e Silmara C. Rebeca Nota de copyright Copyright 2015

Leia mais

Manual Tabela de Melhorias

Manual Tabela de Melhorias Manual Tabela de Melhorias DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Silmara Aprovado em: Novembro de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ PROJUDI REFORMULAÇÃO DE CUMPRIMENTOS - MANDADOS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ PROJUDI REFORMULAÇÃO DE CUMPRIMENTOS - MANDADOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ PROJUDI REFORMULAÇÃO DE CUMPRIMENTOS - MANDADOS 2 SUMÁRIO SEÇÃO 1 - FLUXO DAS VARAS QUE NÃO POSSUEM CENTRAL DE MANDADOS... 03 1. CUMPRIMENTOS (PERFIS DE ANALISTA E TÉCNICO

Leia mais

Manual de digitação de contas Portal AFPERGS

Manual de digitação de contas Portal AFPERGS Manual de digitação de contas Portal AFPERGS 1 Sumário Acesso à função digitação de contas... 3 O que é a Função digitação de contas (DC)... 4 Como proceder na função digitação de conta médica (DC)...

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Clientes e Fornecedores no Sistema TOTVS RM.

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Clientes e Fornecedores no Sistema TOTVS RM. Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Clientes e Fornecedores no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Seleção de Filtros... 3

Leia mais

Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação.

Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação. Incluir um Inventário Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação. ) e preencha Clique na aba Itens e depois no botão Carregar Produtos

Leia mais

Nome do Processo: Requisição Gera Múltiplos pedidos para Múltiplos Fornecedores

Nome do Processo: Requisição Gera Múltiplos pedidos para Múltiplos Fornecedores Desenvolvimento BM-1131 Versão 5 Release 17 Autor Sirlene Araújo Processo: Compras Nome do Processo: Requisição Gera Múltiplos pedidos para Múltiplos Fornecedores Motivação Tornar o processo de geração

Leia mais

Manual E-commerce DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autor: Vinicius Brodinhao Doc. Vrs. 01 Revisão: Laila Maria Aprovado em: Agosto de 2015.

Manual E-commerce DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autor: Vinicius Brodinhao Doc. Vrs. 01 Revisão: Laila Maria Aprovado em: Agosto de 2015. Manual E-commerce DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autor: Vinicius Brodinhao Doc. Vrs. 01 Revisão: Laila Maria Aprovado em: Agosto de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Manual de instruções Cadastro Avaliação 2013 Caro Usuário, Este manual contém todas as instruções necessárias para preenchimento dos dados de sua escola e alunos.

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

Instalação do SisAlu 1. Apostila de Instalação do SisAlu

Instalação do SisAlu 1. Apostila de Instalação do SisAlu Instalação do SisAlu 1 Apostila de Instalação do SisAlu 2 Instalação do SisAlu Instalação do SisAlu 3 Índice 1. Objetivo... 4 2. Instalação... 5 2.1. Kit de Instalação... 5 2.2. Requisitos do sistema...

Leia mais

CLM ONLINE. Documento CLM Controller Reprodução e divulgação proibidas

CLM ONLINE. Documento CLM Controller Reprodução e divulgação proibidas CLM ONLINE Doc.: Manual do Usuário Versão: V 2.0 Data: 18 de setembro de 2014 CLM Controller Rua João Anes, 122 Lapa São Paulo SP Tel. + 55 11 36 43 56 00 Fax + 55 11 36 43 56 03 Copyright 2014 CLM Controller

Leia mais

Instruções para Consulta Notas Fiscais contra Empresa

Instruções para Consulta Notas Fiscais contra Empresa Instruções para Consulta Notas Fiscais contra Empresa DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 02 Revisão: Aprovado em: Julho de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática,

Leia mais

Orientações, Dicas e Atalhos para registrar e consultar documentos no sistema ERP.

Orientações, Dicas e Atalhos para registrar e consultar documentos no sistema ERP. Orientações, Dicas e Atalhos para registrar e consultar documentos no sistema ERP. 2 Acesso ao sistema: Usuário e Senha (previamente cadastrados). Mudar senha: Menu: Utilitários / Alterar Senha Digitar

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO - Windows MANUAL DO USUÁRIO DPSISTEMAS www.dpsistemas.com.br 1. Registrando o programa... 3 2. Entrando no programa Login... 5 3. Tela Principal do Sistema... 6 4. Utilizando os botões de navegação...

Leia mais

Manual do Sistema. SMARSA WEB Atendimento de Processos

Manual do Sistema. SMARSA WEB Atendimento de Processos Manual do Sistema SMARSA WEB Atendimento de Processos Módulo Atendimento ÍNDICE INTRODUÇÃO...1 OBJETIVOS...1 BEM VINDO AO SISTEMA SMARSA WEB MÓDULO ATENDIMENTO...2 TELA DE LOGIN...2 COMO UTILIZAR?... 2

Leia mais

Manual Folha de Pagamento

Manual Folha de Pagamento Manual Folha de Pagamento DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Revisores: Mauro E Martinelli e Amarildo Caldas Aprovado em: Fevereiro de 2013 Nota de copyright Copyright 2013 Teorema

Leia mais

PEDIDO DE COMPRAS AUTOPEÇAS

PEDIDO DE COMPRAS AUTOPEÇAS Apresentação As rotinas de Pedido de Compra do WinThor são utilizadas pelas empresas com objetivo de realizar: o pedido de compra baseado, ou não, em uma sugestão de compra, a cotação de compra entre fornecedores,

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Manual Tacógrafos DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Aprovado em: Julho de 2013.

Manual Tacógrafos DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Aprovado em: Julho de 2013. DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Aprovado em: Julho de 2013. Nota de copyright Copyright 2013 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados. 1. VISÃO

Leia mais

Manual Geral do OASIS

Manual Geral do OASIS Manual Geral do OASIS SISTEMA DE GESTÃO DE DEMANDA, PROJETO E SERVIÇO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO OASIS Introdução Esse manual tem como objetivo auxiliar aos usuários nos procedimentos de execução do sistema

Leia mais

WorkFlow WEB Caberj v20150127.docx. Manual Atendimento Caberj

WorkFlow WEB Caberj v20150127.docx. Manual Atendimento Caberj Manual Atendimento Caberj ÍNDICE CARO CREDENCIADO, LEIA COM ATENÇÃO.... 3 ATENDIMENTO... 3 FATURAMENTO... 3 ACESSANDO O MEDLINK WEB... 4 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS... 5 CRIANDO UM NOVO USUÁRIO... 5 EDITANDO

Leia mais

Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais MDF-e

Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais MDF-e Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais MDF-e DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Leandro Aprovado em: Novembro de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática,

Leia mais

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 Recomendações Iniciais SOFTWARE HCS 2005 - VERSÃO 4.2 (Compatível com Guarita Vr4.03 e Vr4.04) Para

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Integração ADMRH com AGROSYS

Integração ADMRH com AGROSYS Treinamentos no produto AdmRH CGI - Consultoria Gaúcha de Informática Ltda - Divisão de treinamentos Guia do Aluno Versão 1.0 Integração ADMRH com AGROSYS Empresa: Participante: Data: Os produtos da CGI

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA CADASTRO DE PEDIDO DE COMPRA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA CADASTRO DE PEDIDO DE COMPRA MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA CADASTRO DE PEDIDO DE COMPRA PEDIDO DE COMPRAS Este manual tem como objetivo apresentar os passos necessários para inserir um pedido de compras no ERP-FURB. Com a implantação

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Tel. (0xx11) 3038-1150 Fax (0xx11) 3038-1166

Tel. (0xx11) 3038-1150 Fax (0xx11) 3038-1166 Sistema Nota Já Este manual tem por objetivo apresentar o sistema NotaJá a fim de auxiliar o usuário com todos os processos de cadastro, lançamentos de notas, cancelamentos, inutilizações, notas complementares

Leia mais

MÓDULO 5 Movimentações

MÓDULO 5 Movimentações MÓDULO 5 Movimentações Bem-vindo(a) ao quinto módulo do curso. Agora que você já conhece as entradas no HÓRUS, aprenderá como são feitas as movimentações. As movimentações do HÓRUS são: Requisição ao Almoxarifado:

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

Manual do Módulo Almoxarifado Portal do Sistema de Informações para o Ensino da Universidade Federal de Alagoas

Manual do Módulo Almoxarifado Portal do Sistema de Informações para o Ensino da Universidade Federal de Alagoas Manual do Módulo Almoxarifado Portal do Sistema de Informações para o Ensino da Universidade Federal de Alagoas 1 Módulo Almoxarifado Módulo que busca a redução de custos e controla os bens de consumo.

Leia mais

U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares ===== Manual do Plano de Contas Financeiras ===== Manual. Plano de Contas Financeiras

U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares ===== Manual do Plano de Contas Financeiras ===== Manual. Plano de Contas Financeiras 1 Manual Plano de Contas Financeiras 01 Introdução U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares 2 01.01 O Plano de Contas Financeiras do sistema tem como objetivo, proporcionar ao usuário a possibilidade

Leia mais

Manual. EFD Contribuições

Manual. EFD Contribuições Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Manual do Usuário Página1 Sumário 1 Configurações Recomendadas... 4 2 Objetivos... 4 3 Acesso ao Sistema... 5 3.1. Acessar 6 3.2. Primeiro

Leia mais

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente Conceito ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente O Sagres Diário é uma ferramenta que disponibiliza rotinas que facilitam a comunicação entre a comunidade Docente e Discente de uma instituição,

Leia mais

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio Fundap Fundação do Desenvolvimento Administrativo Programa de Estágio Programa de Estágio Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio Plano de Estágio Julho de 2008 SABE - Sistema

Leia mais

Manual Módulo Livro Caixa Livro Caixa Atualizada com a versão 1.3.0

Manual Módulo Livro Caixa Livro Caixa Atualizada com a versão 1.3.0 Manual Módulo Livro Caixa Livro Caixa Atualizada com a versão 1.3.0 Noções Gerais: Pg. 02 Instruções para instalação Pg. 02 Ferramentas úteis Pg. 04 Menu Arquivos Empresas Usuárias Pg. 05 Ativar Empresa

Leia mais

Novidades Versão 12.02a

Novidades Versão 12.02a 1. VISÃO GERAL 1.1 MODIFICAÇÕES E ATUALIZAÇÕES: Foram adicionadas diversas funcionalidades nos Módulos de,,, Varejo e no Módulo de Vendas Balcão que permitem melhorias no desempenho operacional dos usuários

Leia mais

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios Portal Sindical Manual Operacional Empresas/Escritórios Acesso ao Portal Inicialmente, para conseguir acesso ao Portal Sindical, nos controles administrativos, é necessário acessar a página principal da

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3 INTEGRAÇÃO COM O EMPRESÁRIOERP... 3 AGILIDADE NOS PROCESSOS E APOIO AOS CONTROLES INTERNOS... 3 SAC - ATENDIMENTO...

Sumário INTRODUÇÃO... 3 INTEGRAÇÃO COM O EMPRESÁRIOERP... 3 AGILIDADE NOS PROCESSOS E APOIO AOS CONTROLES INTERNOS... 3 SAC - ATENDIMENTO... Sumário INTRODUÇÃO... 3 INTEGRAÇÃO COM O EMPRESÁRIOERP... 3 AGILIDADE NOS PROCESSOS E APOIO AOS CONTROLES INTERNOS... 3 SAC - ATENDIMENTO... 4 CADASTRO DO TIPO DO ATENDIMENTO... 5 CADASTRO DE CATEGORIAS...

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA MANUAL INTERNET ÍNDICE Sistema Integrado de Administração da Receita 1 INTRODUÇÃO GERAL... 4 2 INTRODUÇÃO AO... 4 2.1 OBJETIVOS... 4 2.2 BENEFÍCIOS... 4 2.3

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

MANUAL DE CONCILIAÇÃO BANCÁRIA MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS

MANUAL DE CONCILIAÇÃO BANCÁRIA MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS MANUAL DE CONCILIAÇÃO BANCÁRIA MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...3 2 APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA...4 2.1 CONCILIAÇÃO MOVIMENTOS COM LANÇAMENTOS...6 3 PASSO A PASSO: CONCILIAÇÃO

Leia mais

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SUMÁRIO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES... 3 1. Projeto Meta de Vendas... 3 1.1 Itens de Configuração Alterados... 3 2. Planejamento de Vendas... 3 2.1 Meta de Vendas...

Leia mais

Síntese de fluxo de máquinas e implementos

Síntese de fluxo de máquinas e implementos Síntese de fluxo de máquinas e implementos Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Objetivo... 3 Parâmetros para utilização do processo... 3 Cadastro

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Módulo de operação Ativo Bem vindo à Vorage CRM! Nas próximas paginas apresentaremos o funcionamento da plataforma e ensinaremos como iniciar uma operação básica através do nosso sistema,

Leia mais

Manual SPED Contábil DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: Maio de 2013.

Manual SPED Contábil DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: Maio de 2013. DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: Maio de 2013. Nota de copyright Copyright 2013 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados. 1. VISÃO GERAL 1.1

Leia mais

Módulo SAC Atendimento ao Cliente

Módulo SAC Atendimento ao Cliente Módulo SAC Atendimento ao Cliente Objetivo O Módulo SAC ou Serviço de Atendimento ao Cliente é uma ferramenta que gerencia, cria e administra informações num canal de comunicação informatizado entre a

Leia mais

Autorização de Intercâmbio pela Web

Autorização de Intercâmbio pela Web Autorização de Intercâmbio pela Web Exclusivamente para Cooperados UNIODONTO DO RIO DE JANEIRO COOPERATIVA ODONTOLÓGICA LTDA. Av. Passos, 120 / 11º andar - Centro - Rio de Janeiro - CEP 20051-040 Tel.:

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

Tutorial de Utilização do AMBIENTE DE CREDENCIAMENTO DE SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS. Área de Operações Indiretas - AOI

Tutorial de Utilização do AMBIENTE DE CREDENCIAMENTO DE SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS. Área de Operações Indiretas - AOI Tutorial de Utilização do AMBIENTE DE CREDENCIAMENTO DE SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS Área de Operações Indiretas - AOI SUMÁRIO 1 ENTRADA NO SISTEMA... 1 2 UTILIZAÇÃO DO AUTOSERVIÇO DE TROCA DE SENHAS... 7 3 MODALIDADES

Leia mais

Gestão inteligente de documentos eletrônicos

Gestão inteligente de documentos eletrônicos Gestão inteligente de documentos eletrônicos MANUAL DE UTILIZAÇÃO VISÃO DE EMPRESAS VISÃO EMPRESAS - USUÁRIOS (OVERVIEW) No ELDOC, o perfil de EMPRESA refere-se aos usuários com papel operacional. São

Leia mais

Guia Sphinx: instalação, reposição e renovação

Guia Sphinx: instalação, reposição e renovação Sphinx : software para coleta e análise de dados acadêmicos e gerenciais. Tecnologia e informação para a decisão! Copyright Sphinx Todos direitos reservados Guia Sphinx: instalação, reposição e renovação

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

Cotação Eletrônica. 1º Passo: Configure o e-mail em que será utilizado para envio das. cotações.

Cotação Eletrônica. 1º Passo: Configure o e-mail em que será utilizado para envio das. cotações. Cotação Eletrônica 1º Passo: Configure o e-mail em que será utilizado para envio das cotações. Na tela Configurações do Sistema do módulo Retaguarda selecione a opção MOURAMAIL na configuração Modo de

Leia mais

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO. 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO. 08 5 PROTOCOLO PENDENTE. 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO.

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO. 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO. 08 5 PROTOCOLO PENDENTE. 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO. ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 04 2 ACESSO... 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO... 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO... 08 5 PROTOCOLO PENDENTE... 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO... 11 7 ANDAMENTO DE PROTOCOLO... 12 8 RELATÓRIOS,

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

e-nota E Módulo de Entrega da Nota

e-nota E Módulo de Entrega da Nota Página1 e-nota E Módulo de Entrega da Nota Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. Safeweb e-nota E... 03 2. O que é XML... 04 3. Acesso e-nota E... 05 4. Gerenciamento

Leia mais

Módulo de Acesso Remoto

Módulo de Acesso Remoto Módulo de Acesso Remoto Manual do Usuário Página 1 de 30 Índice 1. Introdução 3 1.1. Objetivos deste documento 3 2. Requisitos do Sistema 4 2.1. Acrobat Reader 4 2.2. Pop Up Liberados 4 3. Acesso ao Sistema

Leia mais

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos Manual do Debit Jurídico Primeiros passos Índice Apresentação...2 Como acessar o produto...3 Tela Inicial...5 Como cadastrar o primeiro processo...5 Cliente...6 Advogado...6 Adverso...6 Dados do Processo...6

Leia mais

Guia de Instalação DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: dezembro de 2012

Guia de Instalação DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: dezembro de 2012 DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: dezembro de 2012 Nota de copyright Copyright 2012 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados. 1. VISÃO GERAL

Leia mais

Manual Verba Conceito de verba. Funcionamento Básico

Manual Verba Conceito de verba. Funcionamento Básico Manual Verba 1 Sumário Conceito de verba... 3 Funcionamento básico... 3 Outros Pontos a Serem Considerados... 5 Parâmetros relacionados à verba... 8 Tela Parâmetros de Configuração... 8 Tela Parâmetros

Leia mais

Manual do Visualizador NF e KEY BEST

Manual do Visualizador NF e KEY BEST Manual do Visualizador NF e KEY BEST Versão 1.0 Maio/2011 INDICE SOBRE O VISUALIZADOR...................................................... 02 RISCOS POSSÍVEIS PARA O EMITENTE DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA.................

Leia mais

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7) SafeSign Standard 3.0.77 (Para MAC OS 10.7) 2/23 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Hardware Homologado... 4 5 Instruções de Instalação... 5

Leia mais

Ajuda do Sistema Aquarius.

Ajuda do Sistema Aquarius. Ajuda do Sistema Aquarius. Esta ajuda é diferenciada da maioria encontrada nos sistemas de computador do mercado. O objetivo desta ajuda é literalmente ajudar o usuário a entender e conduzir de forma clara

Leia mais

Manual Item Composição

Manual Item Composição Manual DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Eliane Doc. Vrs. 01 Revisão: Laila Maria Aprovado em: Janeiro de 2017. Nota de copyright Copyright 2017 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização do Pedido Eletrônico Gauchafarma

Manual de Instalação e Utilização do Pedido Eletrônico Gauchafarma Manual de Instalação e Utilização do Pedido Eletrônico Gauchafarma 1. INSTALAÇÃO Antes de iniciar a instalação do pedido eletrônico, entre em contato com o suporte da distribuidora e solicite a criação

Leia mais