UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS"

Transcrição

1 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS DISSERTAÇÃO DE MESTRADO INTEGRADO EM ARQUITECTURA apresentada ao Departamento de Arquitectura da FCTUC sob a orientação do Professor Doutor João Mendes Ribeiro Lara Telma Pires Borges Coimbra, Junho 2013

2 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS DESENHOS GRÁFICOS DO PRÉ-EXISTENTE DA ALDEIA DO PATACÃO. Desenhos elaborados pela autora e pela sua colega Joana Orêncio no âmbito do projecto com os ASF-P.

3 Planta da pré-existência do Núcleo 1 - Numeração dos volumes - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

4 Planta da pré-existência do Núcleo 2 - Numeração dos volumes - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

5 Planta da pré-existência do Núcleo 2 - Planta do piso térreo e Alçado norte - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

6 Planta da pré-existência do Núcleo 2 - Planta do Piso 1 e Alçado Sul - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

7 Levantamento gráfico - CASA 4 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

8 Levantamento gráfico - CASA 4 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

9 Levantamento gráfico - CASA 5 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

10 Levantamento gráfico - CASA 5 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

11 Levantamento gráfico - CASA 6 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

12 Levantamento gráfico - CASA 6 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

13 Levantamento gráfico - CASA 7 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

14 Levantamento gráfico - CASA 7 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

15 Levantamento gráfico - CASA 8 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

16 Levantamento gráfico - CASA 8 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

17 Levantamento gráfico - CASA 9 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

18 Levantamento gráfico - CASA 9 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

19 Levantamento gráfico - CASA 10 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

20 Levantamento gráfico - CASA 10 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

21 MATERIAIS >piso terreo interior pilares: betão paredes: alvenaria vigas madeira pilares com 30 cm (2 tijolos) alternando direcção ESQUEMA CORES rosa >piso terreo exterior pilares: betão paredes: alvenaria rebocada >1o piso interior: contraplado pintado e pregado a vigas horizontais pilares de madeira pintados pavimento madeira tecto rebaixado - ripas de madeira >1º piso exterior: norte/sul:ripado de madeira pintado este/oeste:ripado de madeira cor natural do contraplacado rebocado, mas não pintado verde FACHADA PRINCIPAL fachada amarela portadas e porta verdes (anteriormente azuis) barra da fachada cor natural ESTADO > piso terreo: bom estado > 1o piso: interior ligeiramente destruído > varanda da frente: em bom estado Levantamento gráfico - CASA 11 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

22 Alçado Este Alçado Norte Alçado Oeste Alçado Sul Levantamento gráfico - CASA 11 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

23 fachada amarela MATERIAIS ESQUEMA CORES >piso terreo interior pilares: betão vigas madeira parede tijolo pilares de tijolo ESTADO > piso terreo: bom estado > 1o piso: interior ligeiramente destruído, especialmente do lado oeste. > varanda da frente: em bom estado ESQUEMA CORES parede amarela tecto pintado de azul claro contraplacado cor natural >piso terreo exterior pilares: betão sem paredes >1o piso interior: estrutura de madeira à vista contraplacado natural molduras e portas de madeira parede de ripado de madeira pavimento em madeira natural rebocado lareira rebocada de branco FACHADA PRINCIPAL contraplacado cor natural molduras verde claro pilares de betão não tocam no passadiço pilares com 30 cm (2 tijolos) >1º piso exterior: norte/sul:ripado e madeira pintado este/oeste:ripado de madeira pintado caixilhos cor natural barra da fachada cor natural portadas azuis e porta verdes (anteriormente azuis) Levantamento gráfico - CASA 12 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

24 Alçado Este Alçado Oeste Levantamento gráfico - CASA 12 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

25 MATERIAIS >piso terreo interior pilares: betão vigas madeira >piso terreo exterior pilares: betão sem paredes ESQUEMA CORES >1o piso interior: estrutura de madeira à vista contraplacado pintado molduras e porta de madeira pavimento em madeira natural >1º piso exterior: norte/sul:ripado de madeira pintado este/oeste:ripado de madeira azul branco (anteriormente azul) cor natural parede azul ate meio amarela ate cima paredes amarelas parede azul parede vermelha caixilho vermelho FACHADA PRINCIPAL fachada amarela e laranja ESTADO > piso terreo: bom estado > 1o piso: interior ligeiramente destruído > varanda da frente: em bom estado caixilhos cor natural barra da fachada cor natural Levantamento gráfico - CASA 13 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

26 Alçado Este Alçado Norte Alçado Oeste Alçado Sul Levantamento gráfico - CASA 13 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

27 MATERIAIS: fachada principal contraplacado pintado (vermelho escuro), molduras janelas (azul berrante) Fachadas laterais - ripas+tabuado (cor natural) Interior - contraplacado pintado (azul mar/esverdeado) ESTADO: inacessível ao primeiro andar. Levantamento gráfico - CASA 14 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

28 MATERIAIS >piso terreo interior pilares: betão 12x12 pliares de betão 25x25 vigas madeira 8x8 viga betão 8x12 ESQUEMAS CORES esquema de cores verde_claro >piso terreo exterior pilares: betão 12x12 sem paredes >1o piso interior: pilares de madeira pintada estrutura à vista pintada pavimento madeira natural molduras madeira pintada chaminé rebocada a branco (alvenaria e tijoleira) caixilhos madeira pintada contraplacado pregado a vigas horizontais contraplacado pregado a pilares >1º piso exterior: norte/sul:ripado de madeira pintado este/oeste:ripado de madeira ESTADO > piso terreo: bom estado > 1o piso: interior ligeiramente destruído, estrutura à vista, fachada oeste sem revestimento, apenas estrutura > varanda da frente: em bom estado fachada_verde claro(água) - anteriormente amarela moldura janelas e portas_vermelho caixilhos_branco barra da fachada (21cm)_azul portadas janelas_verde - anteriormente azuis parede forrada papel plástico verde_claro verde_claro verde_claro molduras verde_claro verde_claro tecto_verde verde_claro tecto branco Levantamento gráfico - CASA 15 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

29 Alçado Este Alçado Norte Alçado Oeste Alçado Sul Levantamento gráfico - CASA 15 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

30 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS REABILITAÇÃO DA ALDEIA DO PATACÃO Desenhos representados a amarelo (demolir) e a vermelho (nova construção)

31 Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do piso térreo e Alçado norte - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

32 Planta Piso 1 Alçado Sul Escala 1:500 Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do piso 1 e Alçado sul - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

33 3 CASA 4 A planta rés do chão planta 1º piso Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha e instalações sanitárias se for necessário. corte A Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 4 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

34 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 4 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

35 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha e instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 5 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

36 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 5 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

37 ou 1 2 ou [ESCALA 1:50] Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. Este volume foi dividido de forma a ser fléxivel podendo acolher dois grupos separados dividindo-se ao meio ou por dois grupos conhecidos funcionando a parede divisória como um painel amovível. Isto permite acolher duas tipologias num só volume. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha e instalações sanitárias se for necessário. 4 - Terraço Privado Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 6 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

38 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 6 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

39 [ESCALA 1:50] Este volume, devido ao facto de não ser possível o seu levantamento rigoroso decidiu-se transformar numa unidade de instalações sanitárias promovendo-se assim a concentração destas infraestruturas como forma de promover uma maior sustentabilidade ambiental e económica. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 7 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

40 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 7 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

41 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha/ instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 8 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

42 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 8 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

43 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. Existe neste volume a intenção de espelhar a tipologia original e o ritmo da divisão original. Existe assim uma reinterpretação da mesma. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha e instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 9 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

44 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 9 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

45 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 10 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

46 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 10 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

47 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. 4 - Jardim Privado 5 - Terraço em comunicação com o quarto. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 11 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

48 Alçado Este Alçado Norte Alçado oeste Alçado Sul Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 11 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

49 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. A Casa 12 foi ligada, devido à ausência de parte da fachada oeste, através de um volume permitindo assim criar uma maior diversidade de tipologias. As duas casas podem funcionar em conjunto ou separadamente. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. 4 - Pequena Biblioteca - espaço de comunicação com a Casa 13. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 12 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

50 Alçado Este Alçado Oeste Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 12 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

51 Alçado Sul Alçado Norte Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 12 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

52 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. A Casa 13 foi ligada, devido à ausência de parte da fachada este, através de um volume permitindo assim criar uma maior diversidade de tipologias. As duas casas podem funcionar em conjunto ou separadamente. Cria-se um volume devido à ausência de parte da fachada sul. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. 4 - Pequena Biblioteca - espaço de comunicação com a Casa 13. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 13 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

53 Alçado Este Alçado Norte Alçado Oeste Alçado Sul Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 13 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

54 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. A Casa 14, devido ao mau estado e falta de oportunidade do seu registo rigoroso foi convertido no segundo volume de instalações sanitárias. Deste modo o Núcleo 2 dispõe de dois volumes, devidamente separados de modo a servir os turistas. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 14 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

55 Alçado Este Alçado Norte Alçado Oeste Alçado Sul Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 14 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

56 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 15- Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

57 Alçado Este Alçado Norte Alçado Oeste Alçado Sul Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 15 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

58 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS REABILITAÇÃO DA ALDEIA DO PATACÃO Desenhos finais. Sem esquema de cores.

59 Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do piso térreo e Alçado norte - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

60 Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do piso 1 e Alçado sul - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

61 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha e instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 4 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

62 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 4 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

63 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha e instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 5 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

64 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 5 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

65 ou 1 2 ou Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. Este volume foi dividido de forma a ser fléxivel podendo acolher dois grupos separados dividindo-se ao meio ou por dois grupos conhecidos funcionando a parede divisória como um painel amovível. Isto permite acolher duas tipologias num só volume. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha e instalações sanitárias se for necessário. 4 - Terraço Privado Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 6 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

66 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 6 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

67 Este volume, devido ao facto de não ser possível o seu levantamento rigoroso decidiu-se transformar numa unidade de instalações sanitárias promovendo-se assim a concentração destas infraestruturas como forma de promover uma maior sustentabilidade ambiental e económica. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 7 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

68 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 7 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

69 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha/ instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 8 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

70 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 8 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

71 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. Existe neste volume a intenção de espelhar a tipologia original e o ritmo da divisão original. Existe assim uma reinterpretação da mesma. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha e instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 9 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

72 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 9 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

73 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 10 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

74 Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 10 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

75 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. 4 - Jardim Privado 5 - Terraço em comunicação com o quarto. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 11 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

76 Alçado Este Alçado Norte Alçado oeste Alçado Sul Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 11 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

77 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. A Casa 12 foi ligada, devido à ausência de parte da fachada oeste, através de um volume permitindo assim criar uma maior diversidade de tipologias. As duas casas podem funcionar em conjunto ou separadamente. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. 4 - Pequena Biblioteca - espaço de comunicação com a Casa 13. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 12 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

78 Alçado Este Alçado Oeste Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 12 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

79 Alçado Este Alçado Sul Alçado Oeste Alçado Norte Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 12 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

80 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. A Casa 13 foi ligada, devido à ausência de parte da fachada este, através de um volume permitindo assim criar uma maior diversidade de tipologias. As duas casas podem funcionar em conjunto ou separadamente. Cria-se um volume devido à ausência de parte da fachada sul. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. 4 - Pequena Biblioteca - espaço de comunicação com a Casa 13. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 13 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

81 Alçado Este Alçado Norte Alçado Oeste Alçado Sul Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 13 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

82 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. A Casa 14, devido ao mau estado e falta de oportunidade do seu registo rigoroso foi convertido no segundo volume de instalações sanitárias. Deste modo o Núcleo 2 dispõe de dois volumes, devidamente separados de modo a servir os turistas. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 14 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

83 Alçado Este Alçado Norte Alçado Oeste Alçado Sul Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 14 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

84 Legenda da reinterpretação da tipologia original para a conversão em unidades de alojamento turístico. 1 - Quarto 2 - Sala 3 - Espaço para Instalação de uma pequena cozinha / instalações sanitárias se for necessário. Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 15 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

85 Alçado Este Alçado Norte Alçado Oeste Alçado Sul Reabilitação do Núcleo 2 - CASA 15 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

86 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS DESENHOS GRÁFICOS DA NOVA CONSTRUÇÃO ZONA INTERMODAL ZONA CENTRAL Desenhos elaborados pela autora.

87 ZONA INTERMODAL ZONA CENTRAL Intervenção Territorial - Núcleo 1 e Núcleo 2 - Escala 1:2500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

88 Apoio praia 2 Pavimento Festival do Patacão 3 Zona Intermodal 4 Estacionamento Intervenção no Núcleo 1 - Zona Intermodal- Planta de Implantação - Escala 1:1000 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

89 Porto 2 Torre de observação de aves 3 Zona Central Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta de Implantação - Escala 1:1000 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

90 Intervenção no Núcleo 1 - Zona Intermodal - Planta de Cobertura e Alçado Sul - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

91 Intervenção no Núcleo 1 - Zona Intermodal - Planta do piso térreo - Escala 1:200 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

92 Espaço Intermodal 1 - Habitação para a administração do complexo turístico; 2 - Armazenamento de bicicletas e canoas; 3 - Recepção/Administração/Lavandaria 4 - Volume de produção e armazenamento energético) 11.0 Intervenção no Núcleo 1 - Zona Intermodal - Planta do Piso 1 e Alçado Sul - Escala 1:200 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

93 A Planta piso 1 Planta piso térreo 5 2 Habitação para a administração do complexo turístico: 1 Arrumos / Roupeiro 2 Instalações sanitárias 3 Cozinha 4 Quarto 5 Sala de estar 6 Sala de jantar Intervenção no Núcleo 1 - Habitação -Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013 Corte A

94 Alçado sul Alçado norte Alçado nascente Alçado poente Intervenção no Núcleo 1 - Habitação -Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

95 A Planta piso 1 Planta piso térreo Corte A Intervenção no Núcleo 1 - Armazém para bicicletas/canoas - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

96 Alçado sul Alçado norte Alçado nascente Alçado poente Intervenção no Núcleo 1 - Armazém para bicicletas/canoas - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

97 Planta piso 1 A Planta piso térreo Recepção/Administração 1 Administração 2 Sala de Recepção aos turistas 3 Lavandaria 4 Espaço de Secagem Corte A Intervenção no Núcleo 1 - Recepção/Administração - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

98 Alçado sul Alçado norte Alçado nascente Alçado poente Intervenção no Núcleo 1 - Recepção/Administração - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

99 AMARELO = DEMOLIR VERMELHO = NOVA CONSTRUÇÃO Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do piso térreo e Alçado norte - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

100 Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do piso térreo e Alçado norte - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

101 AMARELO = DEMOLIR VERMELHO = NOVA CONSTRUÇÃO Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do piso 1 e Alçado sul - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

102 Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do piso 1 e Alçado sul - Escala 1:500 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

103 Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do piso térreo - Escala 1:200 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

104 Cafetaria e Praça 2 - Sala de leitura 3 - Mercado Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Planta do 1 - Escala 1:200 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

105 Alçado norte Alçado norte Alçado sul Alçado sul Intervenção no Núcleo 2 - Zona Central - Alçados - Escala 1:200 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

106 Núcleo 2 - Intervenção na zona central - Cafetaria - Planta do piso térreo - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

107 Cozinha 2 -Espaço Cafetaria 3 -Árvore Pré-Existente 4 - Praça Assinalado a amarelo encontram-se as pré-existências (pilares e plataforma) que ajudaram na constituição do desenho. Estes elementos, devido ao seu estado de degradação foram demolidos. Núcleo 2 - Intervenção na zona central - Cafetaria - Planta do piso 1 - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

108 Exemplo de alçado de Verão Palas de sombreamento móveis Alçado base - Elemento pensado para obter ganhos solares no Inverno e restringir ganhos solares no Verão Exemplo de alçado de Inverno Núcleo 2 - Intervenção na zona central - Cafetaria - Alçado sul - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

109 Corte pelas portadas Alçado norte Alçado nascente Alçado poente Núcleo 2 - Intervenção na zona central - Cafetaria - Alçados e Corte - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

110 1 2 A Planta piso 1 Planta piso térreo Espaço de venda 2 - Espaço de venda exterior ( As portadas da fachada abrem e bancadas estendem-se para o exterior. ) Corte A Núcleo 2 - Intervenção na zona central - Mercado - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

111 Alçado sul - Portadas que abrem e permitem o sombreamento e a extensão para o espaço exterior Alçado norte MERCADO NÚCLEO 2 Escala 1:50 Alçado nascente Alçado poente Núcleo 2 - Intervenção na zona central - Mercado - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

112 2 1 1 Espaço de circulação / acesso à sala de leitura. Pode funcionar aberto ou fechado. 2 Sala de leitura Núcleo 2 - Intervenção na zona central - Sala de Leitura - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

113 Alçado sul Alçado norte Alçado nascente Alçado poente Núcleo 2 - Intervenção na zona central - Sala de Leitura - Escala 1:50 UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: UM ENSAIO CRÍTICO PARA UMA ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA Lara Borges Julho 2013

LISTA DE ACABAMENTOS E EQUIPAMENTOS ASPECTOS GERAIS

LISTA DE ACABAMENTOS E EQUIPAMENTOS ASPECTOS GERAIS LISTA DE ACABAMENTOS E EQUIPAMENTOS ASPECTOS GERAIS Condomínio privado com entrada controlada e jardim interior, através do qual se acede aos átrios dos apartamentos Estrutura em betão armado, anti-sísmica,

Leia mais

JARDIM DAS JAPONEIRAS. RUA CIDADE DA BEIRA Aldoar Porto N/Refª 2786-H

JARDIM DAS JAPONEIRAS. RUA CIDADE DA BEIRA Aldoar Porto N/Refª 2786-H JARDIM DAS JAPONEIRAS RUA CIDADE DA BEIRA Aldoar Porto N/Refª 2786-H Índice 1 Apresentação 3 2 Localização 5 3 Imagens 7 4 Plantas 12 Implantação 13 Alçados 14 Casa H2 16 5 Acabamentos 18 6 Quadro de Áreas

Leia mais

envolvente Excepcional localização, a 500 mt do Largo do Chiado Dentro do Bairro Histórico de Santa Catarina, o mais emblemático de Lisboa

envolvente Excepcional localização, a 500 mt do Largo do Chiado Dentro do Bairro Histórico de Santa Catarina, o mais emblemático de Lisboa santa catarina, 3 Excepcional localização, a 500 mt do Largo do Chiado Dentro do Bairro Histórico de Santa Catarina, o mais emblemático de Lisboa Integrado no conjunto edificado do Pátio do Lencastre,

Leia mais

Dossier Promocional. Moradia em Abrantes Santarém

Dossier Promocional. Moradia em Abrantes Santarém Dossier Promocional Moradia em Abrantes Santarém 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização 6. Contactos

Leia mais

-24-03-2009. Reabilitação do Prédio Situado na Rua do Conde do Redondo. Reabilitação arquitectónica II_docente_José Aguiar

-24-03-2009. Reabilitação do Prédio Situado na Rua do Conde do Redondo. Reabilitação arquitectónica II_docente_José Aguiar Reabilitação do Prédio Situado na Rua do Conde do Redondo -1 Persianas e Ar Condicionado Pedras Pinturas Portas e Janelas Azulejos Embasamento (restaurante) Porta de acesso ao edifício -2 -Pintura _ Limpeza

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA PARTAMENTO OBRAS E GESTÃO FICHA TÉCNICA 1. INTIFICAÇÃO Casa Museu Miguel Torga 2. LOCALIZAÇÃO Praça Sá de Miranda. Freguesia de Santo António dos Olivais 3. SCRIÇÃO GERAL A Câmara Municipal deliberou em

Leia mais

Prestígio numa localização privilegiada. T1 I Área privativa de 100 m 2 I Vista e exposição solar

Prestígio numa localização privilegiada. T1 I Área privativa de 100 m 2 I Vista e exposição solar Prestígio numa localização privilegiada T1 I Área privativa de 100 m 2 I Vista e exposição solar T1 exclusivo no último andar, com 100 m 2 de área privativa, excelente exposição solar e uma vista deslumbrante

Leia mais

Listagem de Erros e Omissões

Listagem de Erros e Omissões Listagem de Erros e Omissões - No ponto 13 do caderno de encargos - Critérios de adjudicação, factor preço, uma fórmula matemática, em que uma das parcelas, nomeadamente a PREm - o menor preço proposto,

Leia mais

Situação existente CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE CASA - MUSEU DA FREIRA DO ARCANO PROJECTO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA

Situação existente CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE CASA - MUSEU DA FREIRA DO ARCANO PROJECTO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA Situação existente A cidade da Ribeira Grande, cabeça de um concelho que este ano celebra o meiomilénio de existência, é das mais notáveis construções urbanas açóricas, e constitui uma das mais originais

Leia mais

CONDOMÍNIO CASAS DA BAFUREIRA

CONDOMÍNIO CASAS DA BAFUREIRA CONDOMÍNIO CASAS DA BAFUREIRA 26.FEV.2011 05.MAR.2011 12.MAR.2011 VISTORIAS ÀS ZONAS DE USO COMUM DO CONDOMÍNIO PARA REGISTO DE ANOMALIAS ENCONTRADOS NA CONSTRUÇÃO: 1. INTERIOR DOS BLOCOS 1.1. BLOCO A:

Leia mais

Dossier Promocional. Moradia em Carregal do Sal Viseu

Dossier Promocional. Moradia em Carregal do Sal Viseu Dossier Promocional Moradia em Carregal do Sal Viseu 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização 6.

Leia mais

Dossier Promocional. Moradia em Tarouca Viseu

Dossier Promocional. Moradia em Tarouca Viseu Dossier Promocional Moradia em Tarouca Viseu 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização 6. Contactos

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA CASA VIZINHA

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA R U A D R. P A U L O Q U I N T E L A

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA R U A D R. P A U L O Q U I N T E L A PARTAMENTO OBRAS E GESTÃO FICHA TÉCNICA 1. INTIFICAÇÃO Construção do Jardim de Infância de Vale das Flores R U A D R. P A U L O Q U I N T E L A 2. LOCALIZAÇÃO Rua Dr. Paulo Quintela, Santo António dos

Leia mais

PAREDES EXTERIORES EM TIJOLO Reboco e pintura tipo Beltex da Sotinco, 7 tons de cinza, Pantone Cool Gray Isolamento com Wallmate ou Lã de Rocha 40mm

PAREDES EXTERIORES EM TIJOLO Reboco e pintura tipo Beltex da Sotinco, 7 tons de cinza, Pantone Cool Gray Isolamento com Wallmate ou Lã de Rocha 40mm EXTERIORES PAREDES EXTERIORES EM TIJOLO Reboco e pintura tipo Beltex da Sotinco, 7 tons de cinza, Pantone Cool Gray Isolamento com Wallmate ou Lã de Rocha 40mm VÃOS EXTERIORES Vãos exteriores em caixilharia

Leia mais

Casa Tugendhat. A Casa Tugendhat foi projectada pelo Arquitecto Ludwing Mies Van Der Rohe ( 1886-1969) e localiza-se em Brno, na República Checa.

Casa Tugendhat. A Casa Tugendhat foi projectada pelo Arquitecto Ludwing Mies Van Der Rohe ( 1886-1969) e localiza-se em Brno, na República Checa. Casa Tugendhat Casa Tugendhat A Casa Tugendhat foi projectada pelo Arquitecto Ludwing Mies Van Der Rohe ( 1886-1969) e localiza-se em Brno, na República Checa. O ARQUITECTO Ludwing Mies Van der Rohe nasceu

Leia mais

Optimização Energética na Reabilitação Onde Investir?

Optimização Energética na Reabilitação Onde Investir? Optimização Energética na Reabilitação Onde Investir? A nova legislação estabelece as seguintes exigências relativamente à envolvente do edifício: Limite máximo dos coeficientes de transmissão térmica

Leia mais

Reabilitação de Edifícios de Serviços ANEXOS

Reabilitação de Edifícios de Serviços ANEXOS Novembro de 2012 ANEXOS ANEXO I EDIFÍCIO SEDE DE ESCRITÓRIOS EM COIMBRA REGISTO FOTOGRÁFICO DO EDIFÍCIO I.1. Fachada Norte Figura I.1.1 Edifício Sede de Escritórios em Coimbra Fachada Norte Figura I.1.2

Leia mais

CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral

CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral Implantação e partido formal A casa Cirurgiões é uma residência unifamiliar de uso regular projetada

Leia mais

MAPA DE ACABAMENTOS SUNRISE BAY

MAPA DE ACABAMENTOS SUNRISE BAY MAPA DE ACABAMENTOS SUNRISE BAY ESPAÇOS INTERIORES Piso 0 Garagem (Box) Revestimento das paredes a estuque pintado a tinta plástica na cor branca Pavimento em betão com quartzo com acabamento afagado e

Leia mais

PROPOSTA # 3 CONSTRUÇÃO DE ESTRUTURA PARA COBERTURA DO

PROPOSTA # 3 CONSTRUÇÃO DE ESTRUTURA PARA COBERTURA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE ALENQUER ǀ OPA 2015 CONSTRUÇÃO DE ESTRUTURA PARA COBERTURA DO CAMPO DESPORTIVO DA EBI DE ABRIGADA Departamento Operativo Divisão de Obras Municipais 1 OBJETIVO DA PROPOSTA A

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER CE0000045965837 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE FRACÇÃO/EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE HABITAÇÃO SEM SISTEMA(S) DE CLIMATIZAÇÃO (NOVO) Morada / Localização Vila

Leia mais

ZONAS COMUM REVESTIMENTO DE PAREDES RODAPÉ TECTOS DIVERSOS

ZONAS COMUM REVESTIMENTO DE PAREDES RODAPÉ TECTOS DIVERSOS ZONAS COMUM ESTACIONAMENTO SALA CONDOMÍNIO I.S. S. CONDOMÍNIO S DE ENTRADA CAIXA DE ESCADAS SOALHO DE MADEIRA 60X60 LAMBRIM DE E REBOCO ESTANHADO SEM ESTUQUE EXTERIOR BLOCO A QUARTO 4 ARRUMOS Nos pavimentos

Leia mais

Características técnicas:

Características técnicas: Características técnicas: 1-BASE: 1.1-Habitação/Varanda: A base da Habitação/Varanda será construída em Alvenaria conforme o projecto, com placa pré-esforçado, construída sobre muros de blocos assentes

Leia mais

Legendas. Térreo. 16 17 Ocupando um terreno de esquina, a construção evidencia a volumetria e o balanço. Superior

Legendas. Térreo. 16 17 Ocupando um terreno de esquina, a construção evidencia a volumetria e o balanço. Superior Detalhes Balanços arrojados Moderna, a fachada tem importante função estética, mas também é uma grande aliada para minimizar a incidência de raios solares e garantir mais privacidade do projeto Arquiteto:

Leia mais

Pavimento em tijoleira artesanal 30x30 cm, cor natural, com tratamento hidro-repelente e óleorepelente;

Pavimento em tijoleira artesanal 30x30 cm, cor natural, com tratamento hidro-repelente e óleorepelente; DADOS TÉCNICOS GERAIS DA CASA Estrutura de betão armado; Paredes exteriores de alvenaria dupla de tijolo com caixa de ar e isolamento térmico; Cobertura em telha de meia cana com isolamento térmico e sub-telha;

Leia mais

Investimento em qualidade de vida. T4+1 triplex 300 m 2 de área privativa 150 m 2 de jardim

Investimento em qualidade de vida. T4+1 triplex 300 m 2 de área privativa 150 m 2 de jardim Investimento em qualidade de vida T4+1 triplex 300 m 2 de área privativa 150 m 2 de jardim Príncipe Real II - T4+1 Excecional T4+1, em triplex, com 300 m 2 de área privativa e 150 m 2 de jardim Rua dos

Leia mais

Edifício Habitacional Edemi Gardens

Edifício Habitacional Edemi Gardens Edifício Habitacional Edemi Gardens Rua de Costa Cabral, Porto Índice Pag. 1 Localização e Envolvente 3 2 Descrição 5 3 Quadro áreas/preços 7 4 Acabamentos 9 5 Andar Modelo 11 6 Plantas (fracções disponíveis)

Leia mais

Tranquilidade e conforto no centro de Lisboa. T3+1 223 m 2 de área privativa magnifica exposição solar e vista excepcional

Tranquilidade e conforto no centro de Lisboa. T3+1 223 m 2 de área privativa magnifica exposição solar e vista excepcional Tranquilidade e conforto no centro de Lisboa T3+1 223 m 2 de área privativa magnifica exposição solar e vista excepcional Penthouse duplex T3 + 1, com 223 m 2 de área privativa, magnifica exposição solar

Leia mais

Dossier Promocional. Moradia em Caminha Viana do Castelo

Dossier Promocional. Moradia em Caminha Viana do Castelo Dossier Promocional Moradia em Caminha Viana do Castelo 1 1. Contexto e Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização

Leia mais

Estudo sobre o Plano de Reordenamento Urbano do Quadrante Oeste da Rua dos Navegantes da Vila de Coloane. 17 de Junho de 2012

Estudo sobre o Plano de Reordenamento Urbano do Quadrante Oeste da Rua dos Navegantes da Vila de Coloane. 17 de Junho de 2012 Estudo sobre o Plano de Reordenamento Urbano do Quadrante Oeste da Rua dos Navegantes da Vila de Coloane 17 de Junho de 2012 1 Índice 1. Antecedentes do estudo e situação actual 2. Área do estudo e objectivos

Leia mais

Conhecer para estruturar e promover o sector do Turismo.

Conhecer para estruturar e promover o sector do Turismo. As Dinâmicas Regionais e os seus atores Conhecer para estruturar e promover o sector do Turismo. I.P.L. 26.10.2011 Praia do Osso da Baleia Trilhos de Interpretação da Natureza - Projecto Ecomatur I - Trilho

Leia mais

CASAS DO CASTELO. LEÇA DA PALMEIRA 18 Dezembro 2012

CASAS DO CASTELO. LEÇA DA PALMEIRA 18 Dezembro 2012 CASAS DO CASTELO LEÇA DA PALMEIRA 18 Dezembro 2012 Índice 1 Localização 3 2 Descrição 5 3 Fotografias 7 4 Acabamentos e Equipamentos 10 5 Áreas e Preços 13 6 Plantas 15 Fracção C 16 Fracção D 17 Fracção

Leia mais

PAVIMENTO- Laje de betão tratada, com marcação de lugares e caminhos de fuga. PAREDES- Reboco pintado, incl faixa de cor pintada a tinta de esmalte.

PAVIMENTO- Laje de betão tratada, com marcação de lugares e caminhos de fuga. PAREDES- Reboco pintado, incl faixa de cor pintada a tinta de esmalte. PISO -1 CIRCULAÇÃO/GARAGENS/BOXES PAVIMENTO- Laje de betão tratada, com marcação de lugares e caminhos de fuga. PAREDES- Reboco pintado, incl faixa de cor pintada a tinta de esmalte. TECTO- Betão pintado

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER CE53106823 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE FRACÇÃO/EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE HABITAÇÃO SEM SISTEMA(S) DE CLIMATIZAÇÃO (NOVO) Morada / Localização Vila Utopia,

Leia mais

FUNCIONAL TOPOGRAFIA SOLAR/ PRIMEIRA METADE DO TERRENO E O INFERIOR LOCADO MAIS A

FUNCIONAL TOPOGRAFIA SOLAR/ PRIMEIRA METADE DO TERRENO E O INFERIOR LOCADO MAIS A FUNCIONAL IMPLANTAÇÃO IDENTIFICAR COMO SE DÁ A OCUPAÇÃO DA PARCELA DO LOTE, A DISPOSIÇÃO DO(S) ACESSO(S) AO LOTE; COMO SE ORGANIZA O AGENCIAMENTO, UMA LEITURA DA RUA PARA O LOTE ACESSO SOCIAL ACESSO ÍNTIMO

Leia mais

APARTAMENTO NO 3º ANDAR DE UM PRÉDIO SEM ELEVADOR

APARTAMENTO NO 3º ANDAR DE UM PRÉDIO SEM ELEVADOR Pedido Orçamento Obras apartamento Algés Lisboa APARTAMENTO NO 3º ANDAR DE UM PRÉDIO SEM ELEVADOR AREA APROX. 80m2 3 quartos 1 casa de banho Cozinha Prédio de construção pombalina. Remodelação para habitação

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DO MODO DE EXECUÇÃO DA OBRA

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DO MODO DE EXECUÇÃO DA OBRA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DO MODO DE EXECUÇÃO DA OBRA 1 Obra O presente trabalho refere-se à reabilitação de um aglomerado de habitações em adiantado estado de degradação numa herdade do Alentejo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Tipologia Construtiva Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. TIPOLOGIA CONSTRUTIVA 1 SUB HABITAÇÃO 1.1- Sub-habitação Compostos

Leia mais

Oportunidade: Condomínio Privado- MAIA

Oportunidade: Condomínio Privado- MAIA Oportunidade: Condomínio Privado- MAIA Rua das Lousinhas 10 Moradias T4 2 Localização O imóvel localiza-se no distrito do Porto, concelho da Maia e freguesia da Folgosa, numa zona residencial de grande

Leia mais

L I S T A D E A C A B A M E N T O S

L I S T A D E A C A B A M E N T O S Índice CORDON 31 CHIADO Apartamentos Pisos 01 02 Sala Suite Instalações Sanitárias 04 05 Cozinhas Tratamento de Roupa 06 Apartamentos Pisos 03 04 05 Hall e Circulações Sala Suite Instalações Sanitárias

Leia mais

Estaleiros de Equipamentos e Obras

Estaleiros de Equipamentos e Obras isep Engenharia Civil Estaleiros de Equipamentos e Obras [EEQO] Organização do Estaleiro de uma Obra de Construção Civil Eduardo Azevedo, nº 980019 Estaleiros de Equipamentos e Obras Organização do Estaleiro

Leia mais

5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL

5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL 57 5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL O conjunto arquitetônico da residência de Antônio de Rezende Costa, que hoje abriga a Escola Estadual Enéas de Oliveira Guimarães foi pelos autores do presente

Leia mais

Equivalente ao pavimento. Equivalente ao pavimento

Equivalente ao pavimento. Equivalente ao pavimento MAPA DE ACABAMENTOS Designação Pavimento Rodapé Parede Tecto 1 Parque de Viaturas Fornecimento e aplicação de camada de betão B25 com 0,15m de espessura, acabado a helicóptero com endurecedor de superficie

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA Refere-se a presente Memória Descritiva e Justificativa ao Projecto de Arquitectura relativo á obra de Construção do Quartel/Sede da Associação Humanitária dos Bombeiros

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA E ADAPTAÇÃO DO 5º BATALHÃO DO CBMMG PARA IMPLANTAÇÃO DE BASE DESCENTRALIZADA DO SAMU - 192

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA E ADAPTAÇÃO DO 5º BATALHÃO DO CBMMG PARA IMPLANTAÇÃO DE BASE DESCENTRALIZADA DO SAMU - 192 MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA E ADAPTAÇÃO DO 5º BATALHÃO DO CBMMG PARA IMPLANTAÇÃO DE BASE DESCENTRALIZADA DO SAMU - 192 CONSIDERAÇÕES GERAIS O presente memorial tem por objetivo especificar serviços e materiais

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA 1. INTRODUÇÃO E DESCRIÇÃO GERAL

MEMÓRIA DESCRITIVA 1. INTRODUÇÃO E DESCRIÇÃO GERAL MEMÓRIA DESCRITIVA 1. INTRODUÇÃO E DESCRIÇÃO GERAL Trata esta memória descritiva da identificação do objeto a concessionar no Concurso para Concessão de Exploração de um Espaço destinado a Restauração

Leia mais

Ficha de identificação da entidade participante

Ficha de identificação da entidade participante Ficha de identificação da entidade participante Instituição Designação Instituto Superior Técnico Professor responsável João Toste Azevedo Contacto 218417993 Email toste@ist.utl.pt Técnico responsável

Leia mais

MAPA DE ACABAMENTOS. VESTÍBULOS E CIRCULAÇÕES - Pavimento flutuante com acabamento em madeira de carvalho envernizada.

MAPA DE ACABAMENTOS. VESTÍBULOS E CIRCULAÇÕES - Pavimento flutuante com acabamento em madeira de carvalho envernizada. MAPA DE ACABAMENTOS APARTAMENTOS VESTÍBULOS E CIRCULAÇÕES - Pavimento flutuante com acabamento em madeira de carvalho envernizada. - Rodapé em mdf (medium density fiberboard) hidrófugo lacado a tinta de

Leia mais

1/100 PLANTA DA CAVE PROJECTO DE ARQUITECTURA PROJECTO BASE DE MORADIA UNIFAMILIAR EM BANDA. LOTE 25 - QUINTA DA BOAVISTA Amareleja - Moura 6.00 7.

1/100 PLANTA DA CAVE PROJECTO DE ARQUITECTURA PROJECTO BASE DE MORADIA UNIFAMILIAR EM BANDA. LOTE 25 - QUINTA DA BOAVISTA Amareleja - Moura 6.00 7. C E 6.35 (39.90m) 6.30 6.85.40 7.30 5.00 6.00 6.40 (34.80m) 5.75 8.40 4.80 7.40 (.60m) (3.00m) A GARAGEM (4m).50 GARAGEM (4.0m) B (.70m) (.80m) 5.5 6.0.85 3.80 LOTE 4 ACESSO D 3.50 ACESSO F LOTE 5 3.00

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA BAIRRO

Leia mais

MEMORIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA!

MEMORIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA! MEMORIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA A presente memória descritiva e justificativa refere-se, ao Projecto de um Complexo Habitacional denominado Condomínio Kutolola que contem mais de 210 Residências e áreas

Leia mais

Apartamento Janelas Verdes 74

Apartamento Janelas Verdes 74 JANELAS VERDES 74 Apartamento Janelas Verdes 74 Maio 2015 localização área bruta tipologia Rua das Janelas Verdes, 74-1ºD - Lisboa Portugal 38.70567,-9.16014 150 m 2 + 20 m 2 [pátio + varandas] T3 Bairro

Leia mais

Estrela da Barra VIII

Estrela da Barra VIII Estrela da Barra VIII Estrela da Barra VIII O empreendimento estrela da barra VIII situa-se numa das zonas costeiras mais emblemáticas da zona centro do pais, sendo um dos refúgios mais procurados na época

Leia mais

Cypecad Cálculo de esforços de uma estrutura com introdução manual de acções verticais e horizontais

Cypecad Cálculo de esforços de uma estrutura com introdução manual de acções verticais e horizontais Cypecad Cálculo de esforços de uma estrutura com introdução manual de acções verticais e horizontais CAD 2 Rua Comendador Santos da Cunha, 304, Ap. 2330 4701-904 Braga Tel: 00 351 253 20 94 30 Fax: 00

Leia mais

O GUIA TERMOS DE REFERÊNCIA: EXEMPLO DE APLICAÇÃO

O GUIA TERMOS DE REFERÊNCIA: EXEMPLO DE APLICAÇÃO O GUIA TERMOS DE REFERÊNCIA: EXEMPLO DE APLICAÇÃO VASCO PEIXOTO DE FREITAS Faculdade Engenharia Universidade do Porto Laboratório de Física das Construções /FEUP - AdePorto SUMÁRIO 1. Introdução 2. Tipificação

Leia mais

Decoração de Interiores

Decoração de Interiores Novas moradias com 3 e 4 quartos, com excelentes acabamentos, inseridas num condomínio privado com apenas 23 fracções. Condomínio fechado com área de jardim comum, que permite uma relação saudável entre

Leia mais

ANEXO I PARTE A ANTEPROJETO DE LEI ITABUNA IMPOSTO PREDIAL E TERRITORIAL URBANO IPTU. VALOR DO m² PARA CÁLCULO DO VALOR PREDIAL

ANEXO I PARTE A ANTEPROJETO DE LEI ITABUNA IMPOSTO PREDIAL E TERRITORIAL URBANO IPTU. VALOR DO m² PARA CÁLCULO DO VALOR PREDIAL ANEXO I PARTE A ANTEPROJETO DE LEI ITABUNA IMPOSTO PREDIAL E TERRITORIAL URBANO IPTU VALOR DO m² PARA CÁLCULO DO VALOR PREDIAL TABELA DOS TIPOS E PADRÕES DE CONSTRUÇÃO TIPO 1 - RESIDENCIAL - PADRÃO "E"

Leia mais

Portfólio de Nuno Oliveira

Portfólio de Nuno Oliveira Portfólio de Nuno Oliveira Curriculum Vitae Nascido a 14 de Novembro de 1984 em Tomar, ingressou na faculdade de arquitectura da universidade do Porto em 2002. Esteve presente na anuária de 2003/04 em

Leia mais

ACABAMENTOS E EQUIPAMENTOS

ACABAMENTOS E EQUIPAMENTOS ACABAMENTOS E EQUIPAMENTOS Moradia de Linda-a-Pastora 2009 CAPRIPLAZA Invest. Imobiliários, Lda Telefone: +351964225512 Fax: +351 21 442 04 17 Moradia isolada unifamiliar com vista desafogada, privacidade

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DE PARADELHAS, 273, Localidade PADORNELO. Freguesia PADORNELO

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DE PARADELHAS, 273, Localidade PADORNELO. Freguesia PADORNELO Válido até 30/03/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DE PARADELHAS, 273, Localidade PADORNELO Freguesia PADORNELO Concelho PAREDES DE COURA GPS 41.927754, -8.540848 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL Conservatória

Leia mais

Estação Guanabara 2001

Estação Guanabara 2001 Anexo 1.30 Estação Guanabara 2001 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rua Mário Siqueira, Campinas SP, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: desconhecida. Data da Construção: 1915. Área do Terreno:

Leia mais

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT PLANTA DE IMPLANTACAO PA 0 PAISAGISMO PA 0 4 8.3 QUADRO DE ESQUADRIAS 4.30 5.57 PORTAS TIPO LARGURA ALTURA OBSERVACOES P P P5 P7 3,75 3,50 Porta pivotante de vidro e madeira 4 3,50 Porta de correr de vidro

Leia mais

Casas das Oliveiras Rua do Molhe, Nevogilde Foz

Casas das Oliveiras Rua do Molhe, Nevogilde Foz Casas das Oliveiras Rua do Molhe, Nevogilde Foz Índice 1 Localização 3 2 Informação Geral 5 Áreas 6 Acabamentos e Revestimentos 7 3 Imagens 3D 10 4 Plantas 12 Piso -1 13 Piso R/C 14 Piso 1 15 Piso 2 16

Leia mais

MAPA DE ACABAMENTOS Lotes 1 a 4

MAPA DE ACABAMENTOS Lotes 1 a 4 MAPA DE ACABAMENTOS Lotes 1 a 4 ASPECTOS GERAIS DA CONSTRUÇÃO 1. Estrutura de betão armado anti-sísmica constituída por lajes fungiformes, pilares, vigas e núcleos rígidos das escadas e elevadores; 2.

Leia mais

Inventário dos bens do Município de Guimarães afetos à Pousada da Oliveira. Entrada do restaurante. Restaurante

Inventário dos bens do Município de Guimarães afetos à Pousada da Oliveira. Entrada do restaurante. Restaurante Inventário dos bens do Município de Guimarães afetos à Pousada da Oliveira Entrada do restaurante Banca para máquina de registar em madeira com 1 prateleira Relógio de parede com caixa em madeira 2 Apliques

Leia mais

Construção modular de montagem rápida HABITAÇÃO HOTELARIA SERVIÇOS. trabalhar viver divertir-se descansar

Construção modular de montagem rápida HABITAÇÃO HOTELARIA SERVIÇOS. trabalhar viver divertir-se descansar Construção modular de montagem rápida HABITAÇÃO HOTELARIA SERVIÇOS trabalhar viver divertir-se descansar Uma equipa de profissionais com vasta experiência na concepção e desenvolvimento de estruturas.

Leia mais

Parque do Engenho Central e Mirante 2002

Parque do Engenho Central e Mirante 2002 Anexo 1.34 Parque do Engenho Central e Mirante 2002 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rua Maurice Allain, 454, Vila Rezende, Piracicaba SP, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: final da década

Leia mais

EDIFÍCIO LUBANGO CENTER

EDIFÍCIO LUBANGO CENTER : 1 piso : 4 pisos : 5 pisos Descrição do Projeto O Edifício Lubango Center está localizado no centro da cidade do Lubango, perto da Sé, na esquina da Avenida 14 de Agosto com a Rua Patrice Lumunba. Projetado

Leia mais

Destaque ARQUITECTURA

Destaque ARQUITECTURA ARQUITECTURA ARQUITECTURA Edificio Bloom Space for Business Localização Este edifício situa-se na Rua de Campolide em Lisboa. Com sua localização privilegiada sobre o Parque do Monsanto, coração verde

Leia mais

A Sustentabilidade nos Projectos de Reabilitação de Edifícios

A Sustentabilidade nos Projectos de Reabilitação de Edifícios ENEC 2011 Encontro Nacional de Engenharia Civil A Sustentabilidade nos Projectos de Reabilitação de Edifícios João Appleton 21 de Maio de 2011 A sustentabilidade corresponde a um conceito recente que,

Leia mais

ANEXO I-B. Descrição dos Serviços Material Mão de Obra Quant. Unid. Unitário Total Unitário Total PAVIMENTO TÉRREO. Item. Total

ANEXO I-B. Descrição dos Serviços Material Mão de Obra Quant. Unid. Unitário Total Unitário Total PAVIMENTO TÉRREO. Item. Total ANEXO I-B PLANILHA DE PREÇOS, COM OS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL DESCRITIVO Item 1 Descrição dos Serviços Material Mão

Leia mais

CORPOS A, B, C, D e E

CORPOS A, B, C, D e E LISTAGEM DE ACABAMENTOS LOTE 1 CORPOS A, B, C, D e E Rua Ferreira de Castro, nº 22-C 2730-081 BARCARENA Telefone : 21 4873600, Fax:: 21 44873609, e-mail info@edipril.com NIPC 503 398 721, Cons. Reg. C.

Leia mais

Condomínio Villa Oberoi

Condomínio Villa Oberoi 1. CASA TIPO A Com área construída de 251m², exceto passeios externos, possui dois pavimentos, contendo no pavimento térreo terraços, jardim interno, sala de estar, espaço para refeições, cozinha, área

Leia mais

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA DE SERRALVES

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA DE SERRALVES MUSEU DE ARTE CONTEMPORÃ NEA DE SERRALVES www.serralves.pt 1 MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA DE SERRALVES APRESENTAÇÃO O Museu tem como objectivos essenciais a constituição de uma colecção representativa da

Leia mais

Será de acordo com o projecto aprovado por as entidades competentes e seus respectivos desenhos.

Será de acordo com o projecto aprovado por as entidades competentes e seus respectivos desenhos. Especificações gerais de construção Arquitectura Será de acordo com o projecto aprovado por as entidades competentes e seus respectivos desenhos. 1. Estrutura 1.1. A estrutura será em betão armado conforme

Leia mais

ANEXO 1 TABELA DO TIPO, PADRÃO E VALOR UNITÁRIO DE METRO QUADRADO DE CONSTRUÇÃO

ANEXO 1 TABELA DO TIPO, PADRÃO E VALOR UNITÁRIO DE METRO QUADRADO DE CONSTRUÇÃO ANEXO 1 TABELA DO TIPO, PADRÃO E VALOR UNITÁRIO DE METRO QUADRADO DE CONSTRUÇÃO TIPO 10 - EDIFICAÇÕES RESIDENCIAIS TÉRREAS E ASSOBRADADAS, COM OU SEM SUBSOLO 10.1 - Padrão Rústico Arquitetura: Construídas

Leia mais

Zonamento. Campo de Golfe. Clube Aparthotel. Praia Aparthotel. Golfe Aparthotel. Estalagem. Condomínio. Condomínio. Condomínio.

Zonamento. Campo de Golfe. Clube Aparthotel. Praia Aparthotel. Golfe Aparthotel. Estalagem. Condomínio. Condomínio. Condomínio. Projecto Índice Zonamento Campo de Golfe 1 3 BH1 BH2 BH3 BH4 BH5 BH6 BH7 BH8 BT1 BT2 BT3 BT4 Clube Aparthotel Praia Aparthotel Golfe Aparthotel Estalagem Condomínio Condomínio Condomínio Condomínio Aldeamento

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO CASTELO,, Localidade MONTEMOR-O-VELHO

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO CASTELO,, Localidade MONTEMOR-O-VELHO Válido até 29/03/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DO CASTELO,, Localidade MONTEMOR-O-VELHO Freguesia MONTEMOR-O-VELHO E GATÕES Concelho MONTEMOR-O-VELHO GPS 40.173269, -8.685544 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Dossier Promocional. Hotel Príncipe da Beira Fundão

Dossier Promocional. Hotel Príncipe da Beira Fundão Dossier Promocional Hotel Príncipe da Beira Fundão 1 1. Contexto e Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização 6. Contactos

Leia mais

disporurbe.pt Atlântico Village, Lote 201 Costa de Prata, Praia da Pedra do Ouro Preço Sob consulta

disporurbe.pt Atlântico Village, Lote 201 Costa de Prata, Praia da Pedra do Ouro Preço Sob consulta Atlântico Village, Lote 201 Costa de Prata, Praia da Pedra do Ouro Características Tipologia: Moradia Unifamiliar T4 Área Lote: 650 m2 Área Implantação: 180,00 m2 Área Caves: 174,28 m2 Área Bruta Construção

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ANEXO II DO DECRETO N 80/2011 DE 02/05/2011 PARTE 01: OBRA NOVA OU AMPLIAÇÃO 1. Planta de situação

Leia mais

CRIATIVIDADE VERSUS REGULAMENTAÇÃO DOIS PROJECTOS Adriana Floret

CRIATIVIDADE VERSUS REGULAMENTAÇÃO DOIS PROJECTOS Adriana Floret DOIS PROJECTOS Adriana Floret Existente Existente localização 1. EDIFÍCIO DOS LÓIOS C.H. PORTO Existente Existente localização 1. EDIFÍCIO DOS LÓIOS C.H. PORTO Existente 1ª Visita a obra: Construtivamente:

Leia mais

RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município

RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município EE JARDIM XXXXX XXXXXXXXXXX - XXXXXXX MUNICÍPIO CÓDIGO 00.00.000 OBJETO DO CONVÊNIO: Xxxxxxx DATA: 00.00.2008 Profissional

Leia mais

Bem-vindo ao Praças 47. Ana Caldas Rita Cláudio acaldas@remax.pt riclaudio@remax.pt 925 957 986 927 990 496 RE/MAX Telheiras

Bem-vindo ao Praças 47. Ana Caldas Rita Cláudio acaldas@remax.pt riclaudio@remax.pt 925 957 986 927 990 496 RE/MAX Telheiras Bem-vindo ao Praças 47 Ana Caldas Rita Cláudio acaldas@remax.pt riclaudio@remax.pt 925 957 986 927 990 496 RE/MAX Telheiras Localização Lapa, cruzamento da Rua das Praças e a Rua dos Remédios à Lapa Conceito

Leia mais

Acústica em Reabilitação de Edifícios

Acústica em Reabilitação de Edifícios Reabilitação 09- Parte 8 - Desempenho Acústico de - Soluções Construtivas e Problemas típicos na Execução Reabilitação 09- Conteúdo da apresentação: Problemas típicos de soluções construtivas correntes

Leia mais

Memorial Descritivo Residencial Phoenix

Memorial Descritivo Residencial Phoenix Memorial Descritivo Residencial Phoenix Cadastros: Matrícula de incorporação 7121, no Cartório de Registro de imóveis de 1 Ofício da Comarca de Tubarão. Alvará de construção 149/2011. Localização: Rua

Leia mais

T5 Duplex (+1) Restelo/Ajuda

T5 Duplex (+1) Restelo/Ajuda Imobiliário T5 Duplex (+1) Restelo/Ajuda Av. Helen Keller 13 Foto tirada do 8º piso Introdução Localização Vantagens Plantas Acabamentos Fotos Introdução Localizado na Av. Helen Keller, Alto do Restelo/Ajuda,

Leia mais

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO EDIFICADO

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO EDIFICADO FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO EDIFICADO Estado de Conservação Exterior FICHA N.º: 01 ID EDIFÍCIO: 42904 1. LOCALIZAÇÃO Zona em estudo: Vila do Olival Freguesia: Gondemaria e Olival Rua / Av. / Pc.: Rua Cimo

Leia mais

BELÉM RESIDENCE MAPA DE ACABAMENTOS. - Pavimento flutuante com acabamento em madeira de carvalho envernizada.

BELÉM RESIDENCE MAPA DE ACABAMENTOS. - Pavimento flutuante com acabamento em madeira de carvalho envernizada. BELÉM RESIDENCE MAPA DE ACABAMENTOS APARTAMENTOS VESTÍBULOS E CIRCULAÇÕES - Pavimento flutuante com acabamento em madeira de carvalho envernizada. - Rodapé em mdf (medium density fiberboard) hidrófugo

Leia mais

2ª CONFERÊNCIA PASSIVHAUS PORTUGAL 2014. Passive House com Cross Laminated Timber - CLT

2ª CONFERÊNCIA PASSIVHAUS PORTUGAL 2014. Passive House com Cross Laminated Timber - CLT 2ª CONFERÊNCIA PASSIVHAUS PORTUGAL 2014 Passive House com Cross Laminated Timber - CLT AVEIRO, NOVEMBRO 2014 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO DA TISEM, LDA 2. SISTEMA CONSTRUTIVO CLT (CROSS LAMINATED TIMBER) 3.

Leia mais

SISTEMA CONSTRUTIVO EM PAREDES DE CONCRETO:

SISTEMA CONSTRUTIVO EM PAREDES DE CONCRETO: SISTEMA CONSTRUTIVO EM PAREDES DE CONCRETO: Adequações frente às s normas de desempenho. Marcelo Moacyr Diretor de Engenharia, Construção e Relacionamento 1 Escolha do Sistema Construtivo 2 Avaliações

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS DE LAZER

MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS DE LAZER MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS DE LAZER Ficam na cobertura, 9º andar. Esta composta por Salão de festas, Espaço gourmet, Fitness center, Sala de jogos e web, Piscina borda infinita e Solarium. - Salão Festas:

Leia mais

Foto da Praça Pôr do Sol. Você entre os 10.

Foto da Praça Pôr do Sol. Você entre os 10. Foto da Praça Pôr do Sol Você entre os 10. Imagem ilustrativa O Belavistta Reserva da Praça é um lugar único e certamente se tornará referência em toda a cidade. Com apenas 10 apartamentos, em um dos últimos

Leia mais

iii REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO

iii REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO iii REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO Guia de Termos de Referência para o Desempenho Energético-Ambiental 1 2 REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO Guia de Termos

Leia mais

T4 Duplex Jardins do Palacete

T4 Duplex Jardins do Palacete T4 Duplex Jardins do Palacete Boavista/ Porto Nª/Refª 3818 Índice 1 Localização 3 2 Informação Geral 5 3 Disponibilidades 8 4 Acabamentos 10 5 Plantas 13 Implantação 14 T4 Duplex 15 6 Contactos 17 T4 Duplex

Leia mais

Exmº. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lagos

Exmº. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lagos REGISTO DE ENTRADA Requerimento n.º de / / Processo n.º / Pago por Guia n.º,. Ao Serviço O Funcionário, Exmº. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lagos COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRAS DE EDIFICAÇÃO EM

Leia mais

FICHA DE INVENTÁRIO 2.CARACTERIZAÇÃO

FICHA DE INVENTÁRIO 2.CARACTERIZAÇÃO FICHA DE INVENTÁRIO 1.IDENTIFICAÇÃO Designação- Imóvel Local/Endereço- Largo da Sé velha, nº4 a 8 Freguesia- Sé Nova Concelho- Coimbra Distrito- Coimbra 2.CARACTERIZAÇÃO Função Origem Habitação. Função

Leia mais

Piscina m² Tanque m². Área Verde m². Pavimento em Micro-Cubo m². Pavimento em bloco de granito 418.

Piscina m² Tanque m². Área Verde m². Pavimento em Micro-Cubo m². Pavimento em bloco de granito 418. Área do Terreno 5350.00 m² 01 02 03 04 Área de Implantação Habitação 374.36 m² 76.12 m² 25.76 m² Anexo ( apoio a actividades desportivas ) 6.66 m² Total de área de implantação 482.90 m² 02 05 06 Piscina

Leia mais

CONSTRUÇÃO COM PAINÉIS CLT

CONSTRUÇÃO COM PAINÉIS CLT SOLUÇÕES EFICIENTES PARA A ARQUITECTURA E CONSTRUÇÃO CONSTRUÇÃO COM PAINÉIS CLT PORTO, JUNHO 2015 ÁREAS DE ACTUAÇÃO: SOLUÇÕES DE ENGENHARIA CERTIFICAÇÃO VERTENTES PRINCIPAIS: INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS PARCERIA

Leia mais