Ciab Febraban 2009 Bancarização Coletiva - O Setor Bancário em Números

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ciab Febraban 2009 Bancarização Coletiva - O Setor Bancário em Números"

Transcrição

1 Ciab Febraban 2009 Bancarização Coletiva - O Setor Bancário em Números

2 1 Rede de atendimento 2 Número de contas e Internet Banking 3 Cartões de crédito 4 Transações bancárias por origem 5 Transações interbancárias 6 Auto-atendimento: tipos e localizações dos equipamentos 7 Investimentos e despesas em tecnologia realizados em Recursos computacionais dos bancos 9 Terceirização / Outsourcing

3 Rede de Atendimento Agências ,1% Postos tradicionais (1) ,5% Postos eletrônicos ,7% Correspondentes não bancários ,8% Total de pontos de atendimento ,2% Fonte: Banco Central do Brasil (1) Inclui Postos de Atendimento Bancário (PAB), Postos de Arrecadação e Pagamentos (PAP), Postos Avançados de Atendimento (PAA), Postos de Atendimento Cooperativivo (PAC), Postos de Atendimento ao Microcrédito, Postos Avançados de Crédito Rural (PACRE), Enquanto, desde o ano 2000, o número de agências bancárias instaladas no País cresce ao ritmo de 2% a.a. até 2008, a quantidade de postos eletrônicos amplia-se em cerca de 13% a.a. Os correspondentes não bancários evoluíram quase 30% ao ano nesse período, superando as 100 mil unidades, garantindo, assim, o acesso a serviços bancários a todos os recantos do Brasil.

4 Rede de Atendimento AGÊNCIAS POSTOS ELETRÔNICOS

5 Número de contas e Internet Banking (em milhões) /07 Contas correntes 63,7 71,5 77,3 87,0 90,2 95,1 102,6 112,1 125,7 12,1% Clientes com contas de poupança 45,8 51,2 58,2 62,4 67,9 71,8 76,8 82,1 92,0 12,1% Contas de Internet Banking 8,3 8,8 9,2 11,7 18,1 26,3 27,3 29,8 32,5 9,1% Pessoas Físicas 25,3 27,7 9,5% Pessoas Jurídicas 4,5 4,8 6,7% Fontes: Banco Central do Brasil; Abecip - Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança; Febraban. No período de oito anos (2000/2008), o número de contas correntes e de poupança dobrou. Ou seja, registrou um crescimento médio de 9% a.a. Ao final de 2008, eram cerca de 32,5 milhões o total de contas de Internet Banking. Esta cifra deve ser comparada aos 43 milhões de internautas maiores de 16 anos (IBOPE / NetRatings). Mais importante ainda é a diversificação crescente das operações que podem ser realizadas nos sites dos bancos que atuam no Brasil, certamente um cenário privilegiado em relação a qualquer outro país. Fontes: Banco Central do Brasil Abecip - Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança Febraban

6 Contas de Internet Banking (em milhões) 292% 26,3 27,3 29,8 32,5 18,1 8,3 8,8 9,2 11,

7 Cartões de Crédito /07 Cartões de crédito milhões % Transações com cartões de crédito bilhões 0,6 0,7 0,8 0,9 1,1 1,3 1,6 1,9 2,2 16% Valor total de transações com cartões R$ bilhões % Fonte: ABECS - Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços 29 Cartões de crédito (em milhões de unidades) 327% De 2000 a 2008 o valor médio das transações cresceu quase 30%, aproximando-se de 100 reais. Interessante notar que permanece praticamente inalterado durante este período o consumo médio mensal de R$ 140,00 por cartão. O número de transações com cartões de crédito aumentou 16% repetindo a cifra de 2007, ampliando-se expressivamente a base de cartões ativos.

8 Transações bancárias por origem (em milhões) /07 Automáticas de origem externa ,3% Automáticas de origem interna ,2% Auto-atendimento ,6% Internet Banking ,4% Internet Banking Pessoa Jurídica ,9% Internet Banking Pessoa Física ,8% POS - Cartões de Débito no Comércio (1) ,9% Transações nos caixas de agências ,1% Cheques compensados ,9% Call Center ,3% Correspondentes não bancários (2) ,1% Total ,0% O canal de auto-atendimento continua a ser o mais importante, comportando um terço de todas as transações bancárias. Em segundo lugar figura o Internet Banking, que já representa 18% do total, observando também um crescimento de cerca de 22% em 2008 nas transações de consulta (saldos, extratos) neste canal. Por outro lado, o call center representa comportamento declinante. As operações na boca do caixa, que já representaram mais de 20% das transações, hoje correspondem a apenas 10% do total. O número de cheques compensados continua caindo, apresentando, em 2008, uma redução de 47% em relação ao ano Hoje, a participação dos cheques no total das transações bancárias é de apenas 3,2%, enquanto em 2000 superava os 13%. Por outro lado, em 2008, houve evolução de 25% nas transações efetuadas por meio dos Correspondentes não Bancários, resultado da contínua e expressiva expansão de unidades neste canal. (1) Terminais para realização de transações com cartão (débito) em estabelecimentos comerciais (ex. lojas, postos de compbustível, etc.) (2) Estabelecimentos não bancários que realizam transações como pagamento de contas, saldos, etc. Ex. lotéricas, Correios e supermercados.

9 Transações bancárias por origem (em milhões) Auto-atendimento Internet Banking Caixas de Agências Cheques Compensados Correspondentes não bancários

10 Transações Interbancárias Milhões de Transações (2007) Valor (R$ Trilhões) Milhões de Transações (2008) Valor (R$ Trilhões) Transações (Variação) Valor (Variação) TEDs enviadas 58,69 6,20 67,15 7,70 14% 25% Valor Médio (R$) , ,49 9% Bloquetos compensados 1.323,85 1, ,02 1,70 14% 19% Valor Médio (R$) 1.078, ,71 4% Fonte: CIP - Câmara Interbancária de Pagamentos A quantidade de transações processadas pela CIP - Câmara Interbancária de Pagamentos e pelo Banco Central do Brasil cresceu 14% em 2008, tanto para TEDs como para os Bloquetos de Cobrança, acompanhando o crescimento da economia até o último trimestre do ano. O valor médio da TED cresceu 9% em 2008 enquanto os Bloquetos de Cobrança apenas 4%, acompanhando a inflação anual.

11 Auto atendimento: tipo e localização dos equipamentos (em unidades) Ano Em agências Quiosque em locais públicos Em postos de atendimento Total Variação 2007/2006 ATMs - completos ,5% ATM's adaptadas a PCD's ,9% Cash-dispenser ,5% Terminal de depósito ,0% Terminal de extrato e saldo ,5% Dispensador de cheques ,7% Total ,1% Apesar da expansão do número de unidades de auto-atendimento, de 2,1%, não ter sido expressiva, duas importantes transformações podem ser claramente identificadas. A primeira é uma evolução qualitativa - foram substituídos equipamentos de poucas funcionalidades (como terminais destinados apenas a consultas e depósitos) por ATM's full adaptadas para Pessoas com Deficiência (PCDs). Um equipamento de autoatendimento completo pode substituir até três de menor funcionalidade que, certamente, estão com seus dias contados. A outra transformação foi a reposição do parque instalado de caixas tradicionais, desgastados pelo uso, por novos equipamentos já adaptados para o atendimento inclusive de clientes com deficiências físicas que mais que duplicaram em 2008.

12 Auto atendimento: total de ATMs (caixas eletrônicos) instalados no País (em unidades) 2000/ %

13 Caixas Adaptados para Pessoas Com Deficiência (PCDs) 107,9%

14 Investimentos e despesas em Tecnologia (2008) Valores em R$ milhões Especificação 2005 % 2006 % 2007 % 2008 % Hardware % % Telecomunicações 769 5% 628 4% Softwares de terceiros % % Software In House 330 2% 147 1% Infraestrutura 191 1% 7 0% Outras despesas 27 0% 4 0% Total Investimentos (Imobilizado) % % % % Evolução anual % % % Hardware % % Telecomunicações % % Software In House % % Infraestrutura % % Outras despesas 585 4% 731 5% Total Despesas Correntes % % % % Evolução anual das Despesas Correntes % % % Total Despesas de TI (Imobilizado + Desp. Correntes) % % % % Evolução anual % % % O orçamento de TI em 2008 superaram a cifra de R$ 16 bilhões, com um crescimento de 9% no ano. Os investimentos (registrados no imobilizado dos bancos) cresceram 12%, enquanto as despesas correntes aumentaram 7%. Interessante observar que os investimentos representam 40% do total de despesas de TI, montantes destinados, sobretudo, à aquisição de equipamentos de tecnologia de ultima geração e no desenvolvimento de novas soluções, enquanto se reduzem ano a ano os investimentos em telecomunicações. No global, hardware e desenvolvimento de aplicações representam, cada um, um terço das despesas totais de TI.

15 Recursos Computacionais dos Bancos Instalados em centrais, departamentos e pontos de atendimento. Equipamento Unidade /07 Mainframes MIPS % Servidores UNIX / LINUX centralizados Unidades % Servidores UNIX / LINUX em pontos de atendimento Unidades % Servidores Windows centralizados Unidades % Servidores Windows em pontos de atendimento Unidades % Terminais de Caixa Unidades % Estações de trabalho / PC's / Notebooks Unidades % PDAs / Smartphones/ Assemelhados Unidades % Fitotecas robotizadas Unidades % Discos Terabytes % Fonte: FEBRABAN A multiplicidade de usos dos computadores pelos bancos, seja para ampliar a prestação de serviços aos seus clientes, seja para atender às necessidades de gestão de suas áreas internas, aliada à proliferação de dados a serem processados e a armazenados, bem como à crescente sofisticação das aplicações desenvolvidas, fazem do segmento financeiro um dos mercados mais importantes para a comercialização de hardware, software e serviços. Isso fica bastante evidente ao observarmos o quadro acima. Outro fato a registrar é a crescente utilização de equipamentos UNIX / LINUX.

16 Terceirização e Outsourcing Período / 07 utilização % utilização % utilização % utilização % Help Desk % Telecomunicações % Serviços de Impressão % Des. de aplicativos (Fábrica de Projetos) % Processamento de Cartões % Fabrica de Software % Manutenção de sistemas legados % Backup Site % Processamento de Envelopes 33 Infra-estrutura de Datacenter (hosting / colocation) % Redes 29 Body Shop % Digitalização de Documentos 20 Serviços de Back Office % Fonte: Febraban Gradativamente o processo de outsourcing pelos bancos ganha espaço. Novos serviços são objeto de compartilhamento ou terceirização de suas atividades, confirmando uma tendência. Observamos que, em 2008, os bancos ampliaram a utilização de serviços prestados por fábricas de software.

17 CIAB FEBRABAN Tema: Bancarização 17, 18 e 19 de junho Transamérica Expocenter 92 especialistas 28 painéis Mais de 70 expositores Espaço Inovação Paineis: Bancarização, Relacionamento e atendimento de Clientes, Inovação e Colaboração (redes sociais), Mobilidade, Produtividade, Biometria e Segurança, Certificação Digital, Débito Direto Autorizado (DDA), Sustentabilidade e Green IT, Digitalização de Documentos, Gestão de Custos de TI, Cloud Computing (computação em nuvens) e novas tecnologias. Destaques Confirmados: José Maria Fuster (CIO Global do Santander), Fabio Barbosa (presidente da Febraban), Ricardo Villela Marino (presidente da Federação Latinoamericana de Bancos - Felaban), William Nuti (CEO Global da NCR), José Luis Prola Salinas (CIO do Banco do Brasil), Clarice Coppetti (CIO da Caixa Econômica Federal), Alexandre Barros (CIO do Banco Itaú), Gustavo Roxo (diretor setorial de Tecnologia e Automação Bancária da Febraban), Roberto Rodrigues (ex-ministro da Agricultura), Alcides Tápias (ex-ministro do Desenvolvimento, ex-presidente da Febraban), Elcio Aníbal de Lucca (Movimento Brasil Competitivo, ex-presidente da Serasa), Sérgio Rosa (presidente da Previ).

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País.

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. 1 CIAB 2011 A Tecnologia Além da Web Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. Agenda 2 O Setor Bancário em

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do

Leia mais

Perspectivas das Entidades de Classe: principais pontos para promoção da inclusão financeira no Brasil

Perspectivas das Entidades de Classe: principais pontos para promoção da inclusão financeira no Brasil Perspectivas das Entidades de Classe: principais pontos para promoção da inclusão financeira no 1. Número de bancos 158 2. Quantidade de agências bancárias 20.046 3. Postos tradicionais (PABs, PAPs, PAAs,

Leia mais

Perfil de investimentos em TI de 550 empresas e organizações em 2010 (Ferramenta de Geração de Leads)

Perfil de investimentos em TI de 550 empresas e organizações em 2010 (Ferramenta de Geração de Leads) Perfil de investimentos em TI de 550 empresas e organizações em 2010 (Ferramenta de Geração de Leads) O ISF entrevistou 1.140 empresas entre os meses de dezembro de 2009 e fevereiro de 2010, com o objetivo

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2014

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2014 Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. Objetivos A Pesquisa FEBRABAN

Leia mais

Bancarização e Inclusão Financeira no Brasil. FELABAN, julho de 2011

Bancarização e Inclusão Financeira no Brasil. FELABAN, julho de 2011 Bancarização e Inclusão Financeira no Brasil FELABAN, julho de 2011 Agenda Panorama da economia brasileira : 2006 a 2010 Questões fundamentais Definindo conceitos Indicadores de bancarização : 2006 a 2010

Leia mais

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País.

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. OBJETIVOS A Pesquisa

Leia mais

CIAB FEBRABAN 2010: Geração Y, um Novo Banco para um Novo Consumidor O Setor Bancário em Números

CIAB FEBRABAN 2010: Geração Y, um Novo Banco para um Novo Consumidor O Setor Bancário em Números CIAB FEBRABAN 2010: Geração Y, um Novo Banco para um Novo Consumidor O Setor Bancário em Números Agenda 1 O Setor Bancário em Números CIAB FEBRABAN 2010 Geração Y, um Novo Banco para um Novo Consumidor

Leia mais

Soluções: Agir é a Palavra Chave. Segurança nas transações eletrônicas

Soluções: Agir é a Palavra Chave. Segurança nas transações eletrônicas Soluções: Agir é a Palavra Chave Segurança nas transações eletrônicas 2003 Setor Bancário 2001 2002 Variação (em milhões) Nº Cartões de Crédito 35,3 41,5 17,6% Tendência de utilização Nº transações 1.027,8

Leia mais

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados?

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados? PAGAMENTOS DE VAREJO E CANAIS DE ATENDIMENTO Perguntas freqüentes 1. Arquivo ESTATCRT.TXT Informações relativas aos cartões com função saque e e-money 1.1. Devo informar os saques efetuados sobre linhas

Leia mais

Bancarização no Brasil

Bancarização no Brasil Bancarização no Brasil 18 de setembro de 2009 1 Bancarização Mensagem inicial O índice de bancarização no Brasil ainda é muito baixo, com grande potencial a ser explorado Felaban (Federação Latino-Americana

Leia mais

CORRESPONDENTES. Uma Inovação Brasileira

CORRESPONDENTES. Uma Inovação Brasileira CORRESPONDENTES Uma Inovação Brasileira JUNHO - 2007 Brasil Desafio das dimensões continentais ÁREA Brasil Desafio das dimensões continentais DENSIDADE DEMOGRÁFICA Brasil Desafio das dimensões continentais

Leia mais

Convergência de Aplicações de Meios de Pagamento e Certificação Digital. Fernando Guerreiro de Lemos, Presidente do Banrisul S.A.

Convergência de Aplicações de Meios de Pagamento e Certificação Digital. Fernando Guerreiro de Lemos, Presidente do Banrisul S.A. Convergência de Aplicações de Meios de Pagamento e Certificação Digital Fernando Guerreiro de Lemos, Presidente do Banrisul S.A. Visão Geral da Apresentação Sobre o Banrisul A visão do Banrisul em relação

Leia mais

Cobre Bem Tecnologia

Cobre Bem Tecnologia Cobre Bem Tecnologia A Empresa Fundada em 1995, a Cobre Bem Tecnologia, sempre visou produzir softwares que automatizassem cada vez mais as cobranças utilizando para isso uma tecnologia de ponta. Com a

Leia mais

Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Adendo estatístico 2010

Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Adendo estatístico 2010 Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Adendo estatístico 2010 Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos

Leia mais

Tendências em Novas Tecnologias 17 de julho de 2014. Painel: Dimensões da difusão tecnológica no setor bancário

Tendências em Novas Tecnologias 17 de julho de 2014. Painel: Dimensões da difusão tecnológica no setor bancário Tendências em Novas Tecnologias 17 de julho de 2014 Painel: Dimensões da difusão tecnológica no setor bancário Inovações Tecnológicas interagem com: internacionalização do sistema; competitividade e produtividade;

Leia mais

Itaú Unibanco Holding S.A. APIMEC 2012 APIMEC 2012

Itaú Unibanco Holding S.A. APIMEC 2012 APIMEC 2012 Itaú Unibanco / Desafios novo perfil do cliente Ambiente Regulatório Controle de Riscos Alto Volume de Informações Agilidade Desafios Qualidade Disponibilidade Internacionalização 2 Infraestrutura e Operações

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2014

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2014 Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2014 Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2014 Sumário 1. Apresentação...4 2. Crescimento do setor e do acesso da população aos serviços bancários... 7 3.

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2013 Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Crescimento do setor e do acesso da população aos serviços bancários... 7 3.

Leia mais

Itaú Unibanco Centro Tecnológico Mogi Mirim. Março 2015

Itaú Unibanco Centro Tecnológico Mogi Mirim. Março 2015 Itaú Unibanco Centro Tecnológico Mogi Mirim Março 2015 Motivadores Suportar o crescimento de negócio Elevar a disponibilidade dos serviços Tempo de recuperação de dados igual a zero CTSP Data Centers atuais

Leia mais

Plano de Sistemas de Informação: Alinhamento entre a. Tecnologia da Informação e a Gestão de Pessoas no Sistema. Bancário

Plano de Sistemas de Informação: Alinhamento entre a. Tecnologia da Informação e a Gestão de Pessoas no Sistema. Bancário UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E ESTATÍSTICA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Plano de Sistemas de Informação: Alinhamento entre a Tecnologia da Informação e a Gestão

Leia mais

Canais Alternativos de Atendimento

Canais Alternativos de Atendimento Canais Alternativos de Atendimento PAGAMENTO DE CONTAS RECEBIMENTO DE BENEFÍCIOS TRANSFERÊNCIA DE DINHEIRO Posso fazer essas operações bancárias nos Canais Alternativos de Atendimento? Veja aqui como fazer

Leia mais

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco.

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Fatores que contribuem para conectar os Clientes na Era Digital

Leia mais

Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Adendo estatístico 2009

Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Adendo estatístico 2009 Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Adendo estatístico 2009 Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos

Leia mais

Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você e sua empresa.

Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você e sua empresa. Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você e sua empresa. Conheça os benefícios do novo banco da sua empresa. Banco do Brasil. É de São Paulo. É do Brasil. É Todo Seu. Índice 2

Leia mais

A Evolução da Indústria Bancária Brasileira e a Estratégia de Investimentos em TIC: Análise dos Indicadores do Setor e dos Maiores Bancos Privados

A Evolução da Indústria Bancária Brasileira e a Estratégia de Investimentos em TIC: Análise dos Indicadores do Setor e dos Maiores Bancos Privados A Evolução da Indústria Bancária Brasileira e a Estratégia de Investimentos em TIC: Análise dos Indicadores do Setor e dos Maiores Bancos Privados Resumo Autoria: Oscar Bombonatti Filho, Marcos Antonio

Leia mais

Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Adendo estatístico 2011

Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Adendo estatístico 2011 Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo do Brasil Adendo estatístico 2011 Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos

Leia mais

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Agenda Estrutura do Mercado de Cartões Principais Números da Indústria de Cartões no Brasil Situação Atual da Indústria

Leia mais

Pagamentos de varejo e canais de atendimento. Detalhamento para o envio de informações

Pagamentos de varejo e canais de atendimento. Detalhamento para o envio de informações Pagamentos de varejo e canais de atendimento Detalhamento para o envio de informações 1 Objetivos da pesquisa Vigilância dos sistemas e dos instrumentos de pagamentos de varejo do Sistema de Pagamentos

Leia mais

CONTRATOS COM O MESMO GRUPO VALOR ORIGINAL COM O BANCO. (1) R$ MIL DATA

CONTRATOS COM O MESMO GRUPO VALOR ORIGINAL COM O BANCO. (1) R$ MIL DATA CONTRATOS MESMO GRUPO ITEM CONTRATOS MESMO GRUPO 01 Funcafé Fundo de Defesa da Economia Cafeeira: - Contrato 010/1/2004: Contratação de instituição financeira para atuar em operações de crédito com recursos

Leia mais

Manual de Utilização DDA Débito Direto Autorizado

Manual de Utilização DDA Débito Direto Autorizado Manual de Utilização DDA Débito Direto Autorizado Índice Apresentação Conceito Funcionamento Operacionalização Perguntas e Respostas Glossário Apresentação Pelo sistema DDA desenvolvido pelo Banco Santander

Leia mais

Soluções. para sua Empresa

Soluções. para sua Empresa Atendimento Outras Soluções Investimentos Soluções para Parceiros e Empregados Soluções para sua Empresa Linhas de Crédito Seguros e Cartões Soluções em Recebimentos Soluções em Pagamentos Soluções sob

Leia mais

Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você.

Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você. Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você. Conheça os benefícios e novidades do seu novo banco. Banco do Brasil. É de São Paulo. É do Brasil. É Todo Seu. Índice Introdução...3

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias

Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias SAC Credicana: (18) 3321-1700 Ouvidoria Credicana: 0800 940 9360 Banco Central: 0800 979 2345 Estes telefones destinam-se ao atendimento de denúncias ou reclamações Valores vigentes a partir de 02/01/2014.

Leia mais

DDA Pauta. Breve histórico sobre a Cobrança Bancária. Apresentação do Projeto DDA - O que mudará. Vantagens que você e sua empresa podem ter com o DDA

DDA Pauta. Breve histórico sobre a Cobrança Bancária. Apresentação do Projeto DDA - O que mudará. Vantagens que você e sua empresa podem ter com o DDA Breve histórico sobre a Cobrança Bancária Apresentação do Projeto DDA - O que mudará Vantagens que você e sua empresa podem ter com o DDA Cenário Estágio do projeto Próximos passos DDA Pauta Principal

Leia mais

ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL

ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL São Paulo, 16 de dezembro de 2010. A Associação dos Notários e Registradores do Brasil ANOREG BR At.: Sr. Rogério Portugal Bacellar Prezado Senhor,

Leia mais

Os APPs gerando oportunidade de negócio

Os APPs gerando oportunidade de negócio CIAB FEBRABAN 2015 Os APPs gerando oportunidade de negócio Rodrigo Mulinari Banco do Brasil A jornada começou há muito tempo... burocracia troca poucas agências computador de grande porte ATM processamento

Leia mais

Tendências de Investimentos em TI em 2013

Tendências de Investimentos em TI em 2013 Tendências de Investimentos em TI em 2013 Ivair Rodrigues Diretor de Estudos de Mercado Tatiane Ramos Coordenadora de Pesquisas Índice Direitos Autorais Objetivos deste estudo Metodologia Definição dos

Leia mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais * Informações de janeiro/2002 * Sumário Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB Benefícios do Novo SPB O que é Porque mudar O que muda O que muda com o novo SPB Transferências só com

Leia mais

Cartões. Mercado Atual

Cartões. Mercado Atual Agenda Cartões Mercado Atual Crescimento do Mercado Cartões=Meios de Pagamentos = Evolução Futuro Estágio Tecnológico A TIVIT Principais Serviços Modelo de Gestão Melhores Práticas Principais Clientes

Leia mais

Força de greves pode diminuir com evolução de canais de serviços on-line

Força de greves pode diminuir com evolução de canais de serviços on-line Boletim 853/2015 Ano VII 15/10/2015 Força de greves pode diminuir com evolução de canais de serviços on-line O impacto das novas plataformas deve ser maior no médio e longo prazo, principalmente com a

Leia mais

Guia de facilidades Bradesco Prime

Guia de facilidades Bradesco Prime Este material foi impresso em papel certificado FSC. Marketing 7778 out/14 Guia de facilidades Bradesco Prime No Bradesco Prime, você é prioridade sempre. Contar com a presença do Bradesco Prime em 100%

Leia mais

CIAB FEBRABAN 2012 A SOCIEDADE CONECTADA. Setor Bancário em Números, Tendências Tecnológicas e Agenda Atual

CIAB FEBRABAN 2012 A SOCIEDADE CONECTADA. Setor Bancário em Números, Tendências Tecnológicas e Agenda Atual CIAB FEBRABAN 2012 A SOCIEDADE CONECTADA Setor Bancário em Números, Tendências Tecnológicas e Agenda Atual APRESENTAÇÃO Desenvolvimento com conhecimento Um dos objetivos estratégicos permanentes da Federação

Leia mais

Educação Financeira e Consumo Consciente do Crédito. Leonel Andrade, Presidente Credicard Outubro de 2010

Educação Financeira e Consumo Consciente do Crédito. Leonel Andrade, Presidente Credicard Outubro de 2010 Educação Financeira e Consumo Consciente do Crédito Leonel Andrade, Presidente Credicard Outubro de 2010 Cenário Macro-Econômico 13,0 13,1 % DESEMPREGO 1.456 RENDA 10,9 11,2 10,8 10,7 10,1 8,7 9,0 7,5

Leia mais

I Congreso LatinoAmericano de Bancarizacion, Micrhofinanzas Y Remesas

I Congreso LatinoAmericano de Bancarizacion, Micrhofinanzas Y Remesas I Congreso LatinoAmericano de Bancarizacion, Micrhofinanzas Y Remesas História da CAIXA O dia 12 de janeiro de 1861 marcou o início da história da CAIXA e de seu compromisso com o povo brasileiro. Foi

Leia mais

Samuel de Jesus Andrade 07 de Abril de 2004 HISTÓRICO ESTUDO DE MERCADO. Definição do Público Alvo Definição do Mercado necessidades, potencial,...

Samuel de Jesus Andrade 07 de Abril de 2004 HISTÓRICO ESTUDO DE MERCADO. Definição do Público Alvo Definição do Mercado necessidades, potencial,... SERVIÇOS INTEGRADOS PARA CARTÕES: UMA Samuel de Jesus Andrade 07 de Abril de 2004 HISTÓRICO ESTUDO DE MERCADO Definição do Público Alvo Definição do Mercado necessidades, potencial,... Concorrência Forças,

Leia mais

TABELA DE TARIFAS DE SERVIÇOS TARIFAS DEFINIDAS PELA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIÃO DE CAPIVARI - SICOOB CREDICAP

TABELA DE TARIFAS DE SERVIÇOS TARIFAS DEFINIDAS PELA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIÃO DE CAPIVARI - SICOOB CREDICAP TABELA DE TARIFAS DE SERVIÇOS TARIFAS DEFINIDAS PELA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIÃO DE CAPIVARI - SICOOB CREDICAP SERVIÇOS ESSENCIAIS PESSOA FÍSICA CONTA DE DEPÓSITOS À

Leia mais

Itaú Unibanco Banco Digital Pedro Donati

Itaú Unibanco Banco Digital Pedro Donati Itaú Unibanco Banco Digital Pedro Donati Agenda Evolução digital Construindo um banco digital Evolução digital 90% dos dados de hoje foram criados apenas nos dois últimos anos 10% de todas as fotos do

Leia mais

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS 1 Crédito ao Consumo Principais Produtos CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS CARTÕES DE CRÉDITO CRÉDITO CONSIGNADO 2 2 Crédito ao

Leia mais

III Painel Microempreendedorismo, população de baixa renda e inclusão financeira: caminhos e oportunidades

III Painel Microempreendedorismo, população de baixa renda e inclusão financeira: caminhos e oportunidades III Painel Microempreendedorismo, população de baixa renda e inclusão financeira: caminhos e oportunidades Rodrigo Santos Nogueira Diretor Setorial de Responsabilidade Social e Sustentabilidade FEBRABAN

Leia mais

TEF Transferência Eletrônica de Fundos

TEF Transferência Eletrônica de Fundos 1. VISÃO GERAL 1.1 OBJETIVOS: O TEF é uma solução eficiente e robusta para atender as necessidades do dia a dia de empresas que buscam maior comodidade e segurança nas transações com cartões, adequação

Leia mais

PACOTES DE SERVIÇOS UNIVERSITÁRIOS. Pacotes de Serviços que não estão mais disponíveis para novas contratações pelo público em geral.

PACOTES DE SERVIÇOS UNIVERSITÁRIOS. Pacotes de Serviços que não estão mais disponíveis para novas contratações pelo público em geral. PACOTES DE SERVIÇOS Pacotes de Serviços que não estão mais disponíveis para novas contratações pelo público em geral. ÍNDICE PÁG. 3 PÁG. PÁG. 5 501-PACOTE DE SERVIÇOS EM CONTA 5309-CONTA COMBINADA UNIVERSITÁRIA

Leia mais

DDA Safra Débito Direto Autorizado. Mais segurança, agilidade e comodidade para seu dia a dia.

DDA Safra Débito Direto Autorizado. Mais segurança, agilidade e comodidade para seu dia a dia. Débito Direto Autorizado Mais segurança, agilidade e comodidade para seu dia a dia. Informações Gerais Fluxos Cadastramento do Eletrônico Processo de Apresentação Eletrônica DDA Modelo de Autorização Vantagens

Leia mais

Tecnologia a serviço da saúde.

Tecnologia a serviço da saúde. Tecnologia a serviço da saúde. A Diebold A Diebold é uma empresa multinacional, especializada em automação bancária, segurança eletrônica e líder mundial no fornecimento de equipamentos de autoatendimento.

Leia mais

VITEC TECNOLOGIA INFORMAÇÃO

VITEC TECNOLOGIA INFORMAÇÃO VITEC TECNOLOGIA TECNOLOGIA INFORMAÇÃO DA TI Integrada aos Negócios da Caixa Negócios CAIXA Equipe Qualificada Contratação de Serviços Ativos de TI TI Integrada aos Negócios da Caixa Negócios CAIXA Equipe

Leia mais

PREVENÇÃO DE FRAUDES EM MEIOS DE PAGAMENTO PREVENÇÃO DE FRAUDES EM MEIOS DE PAGAMENTOS COOPERAÇÃO ENTRE INSTITUIÇÕES

PREVENÇÃO DE FRAUDES EM MEIOS DE PAGAMENTO PREVENÇÃO DE FRAUDES EM MEIOS DE PAGAMENTOS COOPERAÇÃO ENTRE INSTITUIÇÕES PREVENÇÃO DE FRAUDES EM MEIOS DE PAGAMENTOS COOPERAÇÃO ENTRE INSTITUIÇÕES Instituições Envolvidas Bancos Operadoras de Redes de POS/PDV s Cartões de Crédito (Empresas emissoras) Redes de ATM compartilhadas

Leia mais

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos APTRA PASSPORT DA NCR Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos Uma maneira melhor para os seus clientes depositarem cheques Bancos e instituições financeiras continuam a enfrentar os desafios

Leia mais

Produtos Bancários CAIXA. Item 5- Correspondentes Bancários

Produtos Bancários CAIXA. Item 5- Correspondentes Bancários Produtos Bancários CAIXA Item 5- Correspondentes Bancários Produtos Bancários CAIXA Item 5- Correspondentes Bancários Evolução na prestação de serviços efetuada pelos bancos Avanço tecnológico nas últimas

Leia mais

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM.

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. Por norma do Conselho Monetário Nacional (CMN), foram padronizados os Serviços Prioritários e os serviços isentos para Pessoa

Leia mais

Material 5 Administração de Recursos de HW e SW. Prof. Edson Ceroni

Material 5 Administração de Recursos de HW e SW. Prof. Edson Ceroni Material 5 Administração de Recursos de HW e SW Prof. Edson Ceroni Desafios para a Administração Centralização X Descentralização Operação interna x Outsourcing Hardware Hardware de um Computador Armazenamento

Leia mais

Aplicação FUNCIONALIDADES

Aplicação FUNCIONALIDADES O sistema Advice é uma solução Corpdigital baseada na web que centraliza, de forma totalmente integrada, as atividades de um conselho de fiscalização profissional. A ferramenta apresenta módulos integrados

Leia mais

COMPUTADOR CELULAR/TABLET CAIXA ELETRÔNICO SMART TV. os benefícios da cooperativa estão sempre por perto.

COMPUTADOR CELULAR/TABLET CAIXA ELETRÔNICO SMART TV. os benefícios da cooperativa estão sempre por perto. Com o os benefícios da cooperativa estão sempre por perto. Veja o que o cooperado pode fazer usando o celular, o computador e os caixas eletrônicos. Com o SicoobNet, o associado tem acesso a conta de onde

Leia mais

BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br

BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br Parabéns! Agora você faz parte de uma cooperativa Sicoob e conta com todos os produtos e serviços de um banco,

Leia mais

Cartão BRB Pré-Pago. Como adquirir

Cartão BRB Pré-Pago. Como adquirir Cartão BRB Pré-Pago O Cartão BRB Pré-Pago facilita a sua vida e da sua família. Com ele você tem mais controle dos seus castos, paga pequenas despesas do dia a dia, usa em vários lugares do País e pode

Leia mais

TABELA DE TARIFAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

TABELA DE TARIFAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TABELA DE TARIFAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pessoa Física PF RELAÇÃO DOS SERVIÇOS PRESTADOS Confecção de cadastro para início de relacionamento Fornecimento de 2ª via de cartão com função de débito com

Leia mais

Projeto e-caixa NOVA ARQUITETURA DE TELECOMUNICAÇÕES DA CAIXA CENÁRIOS, DESAFIOS, RESULTADOS

Projeto e-caixa NOVA ARQUITETURA DE TELECOMUNICAÇÕES DA CAIXA CENÁRIOS, DESAFIOS, RESULTADOS Projeto e-caixa NOVA ARQUITETURA DE TELECOMUNICAÇÕES DA CAIXA CENÁRIOS, DESAFIOS, RESULTADOS 80,2Milhões de Clientes 154 Anos Mil Empregados 100,0 Tamanho R$ 1,08 trilhão Ativos Administrados R$ 968 bilhões

Leia mais

Manual DDA. Débito Direto Autorizado

Manual DDA. Débito Direto Autorizado Manual DDA Débito Direto Autorizado Versão 1 Outubro / 2009 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Conceitos 3. Operacionalização 3.1. Bloqueto Eletrônico de Cobrança 3.1.1. Ciclo de Apresentação 3.1.2. Visualização

Leia mais

Informações Financeiras Consolidadas

Informações Financeiras Consolidadas Informações Financeiras Consolidadas 3º trimestre 2007 Dados Cadastrais Denominação Comercial: Banrisul S/A Natureza Jurídica: Banco Múltiplo Público Estadual. Sociedade de Economia Mista, sob forma de

Leia mais

Análise de Concentrações no Sistema Financeiro Nacional

Análise de Concentrações no Sistema Financeiro Nacional IBRAC nov/2012 Análise de Concentrações no Sistema Financeiro Nacional Eduardo Frade Rodrigues Superintendente-Adjunto do CADE Agenda Breve análise de Atos de Concentração julgados pelo CADE relacionados

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 30 DE SETEMBRO DE 2012

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 30 DE SETEMBRO DE 2012 ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 30 DE SETEMBRO DE 2012 A Itautec S.A., empresa brasileira de capital aberto atuante no setor de tecnologia em soluções de automação bancária, automação

Leia mais

Payments the Next Frontier SWIFT Business Forum Brazil 2015. Christina Hutchinson, SWIFT Leandro Vilain, FEBRABAN

Payments the Next Frontier SWIFT Business Forum Brazil 2015. Christina Hutchinson, SWIFT Leandro Vilain, FEBRABAN Payments the Next Frontier SWIFT Business Forum Brazil 2015 Christina Hutchinson, SWIFT Leandro Vilain, FEBRABAN 1 July 2015 Meios de Pagamento no Brasil Uma Visão Prática Jul 15 2 O mercado bancário no

Leia mais

Fonte de Consulta: Sistemas de Informação e as Decisões Gerenciais na Era da Internet James A. O Brien NOTAS DE AULA

Fonte de Consulta: Sistemas de Informação e as Decisões Gerenciais na Era da Internet James A. O Brien NOTAS DE AULA NOTAS DE AULA 1. TENDÊNCIAS EM SISTEMAS DE MICROCOMPUTADORES Existem várias categorias principais de sistemas de computadores com uma diversidade de características e capacidades. Consequentemente, os

Leia mais

Cresce número de microempreendedores individuais que aceitam cartões

Cresce número de microempreendedores individuais que aceitam cartões Diário Catarinense 30.11.13 Nada de papel 30/11/2013 14h30 Cresce número de microempreendedores individuais que aceitam cartões Categoria é a grande aposta das operadoras para aumentar as transações com

Leia mais

A COBRANÇA NO MUNDO DOS CARTÕES: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS NOS RAMOS DE NEGÓCIO

A COBRANÇA NO MUNDO DOS CARTÕES: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS NOS RAMOS DE NEGÓCIO A COBRANÇA NO MUNDO DOS CARTÕES: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS NOS RAMOS DE NEGÓCIO José Roberto Romeu Roque Presidente da ASERC A QUESTÃO DO CRÉDITO E A RECUPERAÇÃO DE CRÉDITO Via comparativo da oferta do

Leia mais

Sicoob Sul-Litorâneo

Sicoob Sul-Litorâneo Sicoob Sul-Litorâneo Mensagem da Diretoria 02 2013 Relatório Anual Mais uma vez, a força do trabalho cooperativo foi comprovada através do desempenho e resultados alcançados pelo Sicoob em 2013. Enquanto

Leia mais

SOLUÇÕES DE TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SAÚDE

SOLUÇÕES DE TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SAÚDE SOLUÇÕES DE TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SAÚDE CONHECIMENTO E TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SAÚDE A Diebold Procomp está presente em vários segmentos da vida dos brasileiros. Em automação bancária, É lider de mercado

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento sto de 2007 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de keting de Cartões do Banco Itaú 1 O Cartão de Crédito na Economia 2 Cartões de Crédito x

Leia mais

RESOLUÇÃO N 3.518. Documento normativo revogado pela Resolução 3.919, de 25/11/2010.

RESOLUÇÃO N 3.518. Documento normativo revogado pela Resolução 3.919, de 25/11/2010. RESOLUÇÃO N 3.518 Documento normativo revogado pela Resolução 3.919, de 25/11/2010. Disciplina a cobrança de tarifas pela prestação de serviços por parte das instituições financeiras e demais instituições

Leia mais

Mobilidade para o negócio Utilização Eficaz de MOBILIDADE. Ago 2006

Mobilidade para o negócio Utilização Eficaz de MOBILIDADE. Ago 2006 Mobilidade para o negócio Utilização Eficaz de MOBILIDADE Ago 2006 conteúdo vínculo mensagens tendências Buscar ferramentas de mobilidade que transformem nosso negócio, possibilitando aumento de produtividade

Leia mais

PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários

Leia mais

Tabela de Tarifas - Pessoa Física

Tabela de Tarifas - Pessoa Física Tabela de Tarifas - Pessoa Física VIGÊNCIA A PARTIR DE 22/05/2014 SERVIÇOS PRIORITÁRIOS SERVIÇOS CANAIS E FORMAS DE ENTREGA TARIFA - R$ 1. CADASTRO 1.1. Confecção de cadastro para início de relacionamento

Leia mais

S OLUÇÕES E AUTOMAÇÕES. Desempenho. RECEITA BRUTA (R$ Milhões)

S OLUÇÕES E AUTOMAÇÕES. Desempenho. RECEITA BRUTA (R$ Milhões) S OLUÇÕES E AUTOMAÇÕES Desempenho A área reúne as atividades de automação bancária e comercial, auto-atendimento, soluções e-business e Itec (área de provedor de soluções). Em 2003 somou receita bruta

Leia mais

gessind GESTÃO INTEGRADA DE SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E FEDERAÇÕES

gessind GESTÃO INTEGRADA DE SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E FEDERAÇÕES gessind GESTÃO INTEGRADA DE SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E FEDERAÇÕES Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença

Leia mais

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 1. Considerações Gerais Os Estados Unidos, maior potência mundial e tecnológica, apresenta projeções cada vez mais otimistas. Desde 2008, no estouro da crise

Leia mais

Elaboração e Remessa de Informações Relativas a Pagamentos de Varejo e a Canais de Atendimento

Elaboração e Remessa de Informações Relativas a Pagamentos de Varejo e a Canais de Atendimento Elaboração e Remessa de Informações Relativas a Pagamentos de Varejo e a Canais de Atendimento 1 Introdução A coleta de informações referentes aos pagamentos de varejo 1 e aos canais de atendimento 2,

Leia mais

RESOLUÇÃO N 3518. Parágrafo único. Para efeito desta resolução:

RESOLUÇÃO N 3518. Parágrafo único. Para efeito desta resolução: RESOLUÇÃO N 3518 Disciplina a cobrança de tarifas pela prestação de serviços por parte das instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil. O BANCO CENTRAL

Leia mais

Conta corrente de depósitos à vista. Conta de depósitos de poupança. Lista de Serviços Tarifa *

Conta corrente de depósitos à vista. Conta de depósitos de poupança. Lista de Serviços Tarifa * Serviços Prestados pela Instituição - s aplicáveis a partir de 01/08/2013 Lista de Serviços * I II Conta corrente de depósitos à vista a) Fornecimento de cartão com função débito b) Fornecimento de dez

Leia mais

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Curso de Prefeitos Eleitos 2013 a 2016 ARDOCE Missão Ser um banco competitivo e rentável, promover o desenvolvimento sustentável do Brasil e cumprir sua função pública

Leia mais

Agência Bradesco Praça Panamericana

Agência Bradesco Praça Panamericana Agência Bradesco Praça Panamericana Presença em todos os municípios brasileiros A B C D E 03 Crescimento Orgânico dos Canais de Distribuição 4.634 4.650 3.160 3.359 3.454 3.628 2007 2008 2009 2010 2011

Leia mais

Artigo. Resumo. Introdução

Artigo. Resumo. Introdução Artigo Plano de Sistemas de Informação: Alinhamento entre a Tecnologia da Informação e a Gestão de Pessoas no Sistema Bancário Autor: Luciano Bierhals Email: bierhals@gmail.com.br Resumo O presente trabalho

Leia mais

Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011. Antonio Gil Presidente

Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011. Antonio Gil Presidente Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011 Antonio Gil Presidente São Paulo, Agosto 2011 Sobre a BRASSCOM VISÃO Posicionar o Brasil como um dos cinco maiores centros de TI do mundo. MISSÃO

Leia mais

Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias. Tarifas Avulsas. CONTA CORRENTE Tipo FORMA DE DÉBITO

Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias. Tarifas Avulsas. CONTA CORRENTE Tipo FORMA DE DÉBITO Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias Tarifas Avulsas CONTA CORRENTE Tipo FORMA Confecção de Ficha Cadastral P. Abertura da Conta Sistema R$ 50,00 Confecção de Ficha Cadastral P. Física Abertura da Conta

Leia mais

A Itautec continuará direcionando esforços no lançamento de produtos inovadores, e no crescimento das operações no mercado externo.

A Itautec continuará direcionando esforços no lançamento de produtos inovadores, e no crescimento das operações no mercado externo. NEGÓCIOS : : Operações Internacionais : : Soluções e Automações : : Informática : : Serviços A Itautec continuará direcionando esforços no lançamento de produtos inovadores, e no crescimento das operações

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 24-06-2008) Edição de 25 de junho de 2008 Operações de crédito à pessoa física apresentam

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2010

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2010 CENÁRIO ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2010 A atividade econômica brasileira apresentou sinais de expansão no primeiro trimestre de 2010, com crescimento da atividade

Leia mais

Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final

Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final Para muitas organizações, a rápida proliferação das tecnologias para o usuário final tem demonstrado uma ambigüidade em seus

Leia mais

Estacionamento Rotativo Público

Estacionamento Rotativo Público Clientes Estacionamento Rotativo Público PROBLEMAS SOLUÇÕES Crescente número de veículos Controle no tempo de uso Vagas restritas Cobrança ilegal do estacionamento (Flanelinhas) Falta de controle de gestão

Leia mais

BRASIL: Gigante de TI rumo ao mercado global

BRASIL: Gigante de TI rumo ao mercado global BRASIL: Gigante de TI rumo ao mercado global TENDÊNCIAS GLOBAIS DO SETOR DE TI-BPO 2 Empregos no Setor Milhões de Pessoas Ocupadas (1) Vendas do Setor Gasto em TIC no Brasil - USD Bi, 2008 (2) 11.7 100.3

Leia mais

Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões

Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões Página 1 de 9 Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões A partir de 1º de julho de 2010, com a quebra da exclusividade, os Estabelecimentos

Leia mais