Aplicação FUNCIONALIDADES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aplicação FUNCIONALIDADES"

Transcrição

1 O sistema Advice é uma solução Corpdigital baseada na web que centraliza, de forma totalmente integrada, as atividades de um conselho de fiscalização profissional. A ferramenta apresenta módulos integrados para uma maior segurança dos dados, que ficam hospedados em um datacenter. Tais módulos abrangem todos os departamentos de Conselhos Profissionais, controlando seus processos financeiros, contábeis, patrimoniais, administrativos, fiscais, jurídico e de secretaria. Sua interface web, de fácil acesso, descarta a necessidade de atualizações em diversos terminais, reduzindo o trabalho manual. A solução possibilita uma gestão efetiva, eficaz e eficiente de todos os processos da organização, otimizando sua atuação como um todo e, por conseqüência, aumentando a satisfação de seus associados, possibilitando crescimento na sua área de atuação.

2 Aplicação O sistema Advice é destinado aos Conselhos Profissionais, que prezam pela qualidade na prestação de seus serviços, buscam a diminuição de seus custos operacionais, assim como pela eficiência em suas arrecadações. O Advice contribui para um desempenho otimizado do todo, satisfazendo aos interessados, dando perspectiva de crescimento e gestão estruturada para a organização. FUNCIONALIDADES Secretaria: Permite a entrada dos processos administrativos do órgão, desde o requerimento de inscrição dos profissionais até o gerenciamento completo dos inscritos, além de atividades da secretaria do órgão. o Controle de Processos o Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas (Inscritos e não inscritos) o Emissão da Carteira Profissional e Cédula de Identidade o Controle de correspondências o Controle de Eleições e Geração de Multa Eleitoral o Geração de Alvarás o Emissão do DAI o Geração de Etiquetas o Histórico Funcional o Relatórios Gerenciais Financeiro: Nesse módulo é feita a gestão financeira do órgão. Emite relatórios gerenciais de acompanhamento dos processos financeiros. Possui também um submódulo de cobrança que controla as negociações com os inscritos. o Geração de arrecadações, com opção de parcelamento e emissão de boleto bancário o Geração de anuidades o Importação do arquivo de retorno do banco para lançamento automático nas devidas contas contábeis e baixa de boletos o Contas a Receber o Cobrança de inadimplentes (Simulação, parcelamento e junção de débitos) o Contas a pagar o Geração e pagamento de guia de impostos o Conciliação bancária automática o Controle de cheques emitidos e recebidos o Relatórios gerenciais Histórico Financeiro, Boletim diário, mensal e anual de arrecadação, relação de adimplentes e inadimplentes, Pagantes e contas a pagar, entre outros.

3 Contabilidade: dispõe ao usuário as ferramentas necessárias para controlar, de maneira prática e segura as atividades contábeis do órgão. Emite relatórios gerenciais obrigatórios. o Plano de contas o Movimentação contábil o Lançamento de impostos o Controle de processos contábeis o Abertura de exercícios contábeis e implantação de saldo o Bloqueio de períodos contábeis o Relatório gerenciais e obrigatórios Movimento Diário, Razão do Mês, Balanço Financeiro, Balancete, Balanço Patrimonial, Balanço Patrimonial Comparado, Variações Patrimoniais, Receita Orçada x Arrecadada, Despesa Autorizada x Realizada, entre outros. Orçamento: Neste módulo é possível realizar o planejamento orçamentário do próximo exercício, bem como, acompanhar as metas orçamentárias do exercício corrente que através de bloqueios que controlam de forma eficiente os gastos financeiros. o Controle de dotações orçamentárias o Suplementações e Anulações o Empenhos e estornos o Controle de Saldos Orçamentário o Extratos de movimentação o Previsão orçamentária o Controle de Execução orçamentária Patrimônio: Controle patrimonial básico para o órgão. o Cadastro de Bens o Movimentação de Bens o Geração de Etiqueta Patrimonial o Cadastro de Fornecedores o Relatório de Bens Patrimoniais Fiscalização: Tem como objetivo controlar fiscais e diversas irregularidades, integrando tais informações com o módulo financeiro a geração de multas. No módulo ainda é possível emitir relatórios gerenciais. o Controle de fiscais o Controle de Autos e Notificações o Denúncias o Exercícios Ilegais o Processos disciplinares o Tramitação e julgamento de processos o Geração de multa disciplinar o Controle de veículos

4 o o Controle de despesas e viagens de fiscais Relatórios gerenciais Mapa de produção da fiscalização, controle de veículos, relatórios de cobrança e Síntese histórica disciplinar. Fiscalização com dispositivos móveis (interface para celular/smartphone): Os fiscais podem realizar, em tempo real, consultas aos dados de associados inscritos, fiscalizando sua situação e podendo fazer alterações de cadastro, através de smartphones. A ilegalidade é detectada imediatamente, beneficiando o cliente, assim como o profissional em situação regular. o Consulta de inscritos Dados Pessoais, Endereços, Histórico Financeiro, Processos Administrativos, Processos Disciplinares, Correspondências, Autos e Termos de Representação e Dívidas Ativas o Alteração de Endereço o Informações Processuais Jurídico: Permite a inscrição e acompanhamento dos débitos em dívida ativa, abrangendo desde a notificação, abertura de processo e tramites processuais. o Geração e controle da Notificação o Geração do processo de dívida ativa para execução judicial o Controle de Tramites processual o Estatísticas e relatórios Interface para inscritos (ConselhoNet): A interface para inscritos é uma funcionalidade de auto-atendimento para os inscritos. Possibilita a consulta, alteração dados cadastrais, consulta financeira e a emissão de boletos bancários. o Dados Pessoais o Alteração de Endereço o Histórico Financeiro o Processos Administrativos o Processos Disciplinares o Sociedades o Autos e notificações o Histórico de Endereços o Dívidas Ativas o Pesquisa de inscritos o Fale conosco Investimento Aquisição modular conforme necessidade;

5 Licença multi-usuário sem restrição dentro da organização; Custo único de propriedade; Requisitos mínimos para implementação na infra-estrutura de informática; Tecnologia padrão de mercado de alta aderência e facilidade de adequação; Pode utilizar soluções de licenciamento de custo zero para servidor em sistemas operacionais, banco de dados e servidores de aplicação. Tecnologia utilizada Multi-plataforma (Windows/Linux) Acessado via Navegadores padrão de mercado (Internet Explorer/Firefox/Chrome) Acesso via smartphone Suporte Consultoria em TI / Gestão / Processos Treinamento Help Desk - Telefônico / Messenger / Via Visita técnica Customização / Integração com o sistema legado / Desenvolvimento sob medida

MÓDULO. Básico. Grupo Acert - 1

MÓDULO. Básico. Grupo Acert - 1 MÓDULO Básico Grupo Acert - 1 ÍNDICE Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras 03 04 05 06 07 Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica 08 09 10 10 11 Esta

Leia mais

DECRETO Nº 27.438 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2006.

DECRETO Nº 27.438 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2006. DECRETO Nº 27.438 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2006. Dispõe sobre a Estrutura Organizacional da Secretaria Municipal de Fazenda e dá outras providências. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições

Leia mais

Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho

Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 4.1.1 - FLUXOGRAMA ORÇAMENTO LEGISLAÇÃO. Planejamento e Orçamento PPA Audiência Pública Legislativo Apreciação Executivo - Sanção Audiência Pública LDO Legislativo -

Leia mais

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais,

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012 Dispõe sobre procedimentos e prazos relativos ao encerramento do exercício de 2012 e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições

Leia mais

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional;

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional; Código: MAP-DIFIN-001 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Contabilidade Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informações de Custos 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Administração de Receitas Tributá PostgreSQL 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Receitas Tributá Introdução: Com a crescente necessidade de gerar sua própria receita, os Municípios

Leia mais

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos:

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos: A sua Solução de Gestão Empresarial O Precision é a solução de Gestão Empresarial de baixo custo que a Maggiore Sistemas disponibiliza para pequenas e médias empresas. Desenvolvido e comercializado em

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA A EMPRESA A Lexsom é uma empresa especializada em soluções de informática com atuação no mercado nacional desde 1989, tem como principal foco o desenvolvimento integrado

Leia mais

Coren-MG - Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão Modelos de Soluções

Coren-MG - Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão Modelos de Soluções Coren-MG - Tecnologia da Informação Sistema Integrado de Gestão Modelos de Soluções Infraestrutura Projeto Inicial de Infraestrutura Formação de equipe de TI interna; Estruturação de Datacenter; Redução

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS O PREFEITO DE MANAUS LEI DELEGADA N 10, DE 31 DE JULHO DE 2013 (D.O.M. 31.07.2013 N. 3221 Ano XIV) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica. Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras

Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica. Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras MÓDULO Básico ÍNDICE Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras 03 04 05 06 07 Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica 08 09 10 10 11 Esta apresentação exemplifica

Leia mais

Sistema MSYS - Sistema Financeiro para Produtoras de Cinema e Vídeo

Sistema MSYS - Sistema Financeiro para Produtoras de Cinema e Vídeo Sistema MSYS - Sistema Financeiro para Produtoras de Cinema e Vídeo Resumo O desenvolvimento de um sistema específico para Produtoras de Cinema foi iniciado em 1984, quando fui convidado pela Companhia

Leia mais

Funcionalidades e condições de uso do Venda+

Funcionalidades e condições de uso do Venda+ www.crmvendamais.com e condições de uso do Venda+ O Venda+ é uma aplicação Web, onde o banco de dados fica hospedado em nosso data center. Opcionalmente, você pode instalar o banco e a aplicação no seu

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

gessind GESTÃO INTEGRADA DE SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E FEDERAÇÕES

gessind GESTÃO INTEGRADA DE SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E FEDERAÇÕES gessind GESTÃO INTEGRADA DE SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E FEDERAÇÕES Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença

Leia mais

Sistema de Informações Gerenciais (Roteiro de Demonstração)

Sistema de Informações Gerenciais (Roteiro de Demonstração) #.1.1 Disponibilizar informações de interesse do administrador, através de integração com diversos sistemas da administração municipal; Arquivos > Customização do Sistema #.1.2 #.1.3 #.1.4 #.1.5 Permitir

Leia mais

Aqui seus Resultados Aparecem

Aqui seus Resultados Aparecem Aqui seus Resultados Aparecem 2 Evolution - Cobrança, Contas a Pagar e Fluxo de Caixa Gerenciar títulos vencidos e a vencer, controlar adiantamentos, cobrança eletrônica Cobrança em atraso, comissões,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERROLÂNDIA BAHIA CNPJ 14.196.703/0001-41

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERROLÂNDIA BAHIA CNPJ 14.196.703/0001-41 DECRETO Nº. 075, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2015. Dispõe sobre os procedimentos para o encerramento do exercício financeiro de 2015 no âmbito da Administração Pública Municipal e dá outras providências. O PREFEITO

Leia mais

1.3. Em quais casos é possível solicitar o parcelamento? 1.4. Como saberei se minha empresa possui débitos junto à Anvisa?

1.3. Em quais casos é possível solicitar o parcelamento? 1.4. Como saberei se minha empresa possui débitos junto à Anvisa? Atualizado: 07 / 10 / 2011 - FAQ AI 1. Parcelamento de débitos em cobrança administrativa não inscritos em dívida ativa 1.1. Tipos de parcelamento de débito 1.2. Parcelamento de débito de AFE / AE 1.3.

Leia mais

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE INTRODUÇÃO Na intenção de realizar um novo sistema financeiro para a gestão de recursos de convênios celebrados pela Academia Brasileira de Ciências, o setor de informática juntamente com o setor financeiro

Leia mais

Ser referência de excelência nas soluções de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação, superando as expectativas dos clientes.

Ser referência de excelência nas soluções de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação, superando as expectativas dos clientes. DOMPER CONSULTORIA E SISTEMAS LTDA Rua Dr. Flores, 273 Sala 30-1 andar Ed. Frozzi CEP: 95.200-000 - Vacaria RS Fone (54) 3232-6119 / (54) 3232-8484 / (54) 3232-1471 CNPJ: 08.020.035/0001-02 IE: 154/0101158

Leia mais

SCPI 8.0. Novas funcionalidades. Conciliação Bancária Automática:

SCPI 8.0. Novas funcionalidades. Conciliação Bancária Automática: SCPI 8.0 Novas funcionalidades A partir de agora o SCPI conta com algumas novas funcionalidades que valem a pena serem comentadas, e dar uma breve introdução de seu funcionamento. Entre elas podemos destacar:

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 2. Finanças 2.1 Orçamento anual integrado Objetivo: Melhorar

Leia mais

O Software de gestão totalmente na Web

O Software de gestão totalmente na Web O Software de gestão totalmente na Web Imagine um Sistema de Gestão Completo inteiramente na Internet, sem a necessidade de Comprar Servidores e Licenças de Software, pagando somente um Aluguel Mensal

Leia mais

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil Competência Sistemas para Transportadoras e Soluções Você e sua Empresa em perfeita sintonia Excelência Recursos Tms EXPERIÊNCIA O sistema é composto por módulos que controlam e integram os processos operacionais

Leia mais

CONTAS A PAGAR. Como efetuar o lançamento. Arquivo > Financeiro > Lancamentos > Contas a Pagar. Novo

CONTAS A PAGAR. Como efetuar o lançamento. Arquivo > Financeiro > Lancamentos > Contas a Pagar. Novo CONTAS A PAGAR Serão lançados nesse módulo os documentos relativos a despesas da empresa que ainda serão pagos. Ex: Notas Fiscais de Aquisição de Produtos/Serviços, Contas de Energia, Telefone, Água, Folha

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA

NOTAS EXPLICATIVAS AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA NOTAS EXPLICATIVAS AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA 1. CONTEXTO ORGANIZACIONAL O Tribunal de Contas é um órgão com autonomia orçamentária e financeira de auxílio ao

Leia mais

Por isso a Estrela do Mar executa, com esmero, serviços contábeis, administrativos, consultoria jurídica, cobranças e contratação de pessoal.

Por isso a Estrela do Mar executa, com esmero, serviços contábeis, administrativos, consultoria jurídica, cobranças e contratação de pessoal. Nossa Empresa Criada em, a Estrela do Mar administra condomínios baseada em diretrizes humanas e modernas. Trata, de forma diferenciada, questões administrativas, contábeis e jurídicas, para maior tranqüilidade

Leia mais

Previsão Orçamentária

Previsão Orçamentária Previsão Orçamentária Planejamento e Qualidade Controlando os gastos de seu condomínio A previsão orçamentária é o instrumento mais importante na administração financeira e no planejamento de um empreendimento,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL 012/2011 Elaborada em 28/12/2011 Este documento descreve os procedimentos que devem ser adotados para o fechamento

Leia mais

Help Encerramento do Exercício E&L Produções de Software

Help Encerramento do Exercício E&L Produções de Software Help Encerramento do Exercício Note: To change the product logo for your ow n print manual or PDF, click "Tools > Manual Designer" and modify the print manual template. Contents 5 Table of Contents Foreword

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. CAMPO DE APLICAÇÃO 3. REFERÊNCIAS 4. DEFINIÇÕES 5. SIGLAS 6. CONDIÇÕES GERAIS 7. RESPONSABILIDADES 8. ANEXOS 1. OBJETIVO Este procedimento é estabelecido e mantido para uniformizar

Leia mais

TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE

TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE Salvador, 21 e 22 de julho de 2010 CONVÊNIOS EQUIPE: Alessandro Chaves de Jesus Ana Lucia Alcântara Tanajura Cristiane Neves de Oliveira

Leia mais

gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS

gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença para sua empresa. xp+

Leia mais

ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA

ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA SISTEMA ORÇAMENTÁRIO 1 - RECEITAS 1.1 - Orçamento da Receita 1.2 - Receita Prevista 1.3 - Execução Orçamentária da Receita ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA I - Verificar se os registros das

Leia mais

Tempo é dinheiro. Em outras palavras, GPR-Cob

Tempo é dinheiro. Em outras palavras, GPR-Cob Tempo é dinheiro. Em outras palavras, GPR-Cob Conheça o software de gestão de cobrança que vai ajudar sua empresa a otimizar processos e melhorar resultados. Empresas de cobrança têm um grande desafio:

Leia mais

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas:

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas: 4 Pesquisa de campo Neste capitulo será apresentado o resultado dos questionários da pesquisa de campo que serviu para o estudo de caso. A coleta de dados será dividida em: Núcleo administrativo Núcleo

Leia mais

FINANCEIROS FUNCIONALIDADES

FINANCEIROS FUNCIONALIDADES Os aplicativos financeiros da MPS - Contas a Receber, Contas a Pagar e Fluxo de Caixa - são utilizados por diversos clientes e possuem todas as funcionalidades operacionais necessárias, além de opções

Leia mais

REDE E EQUIPAMENTOS. Manutenção de Equipamentos:

REDE E EQUIPAMENTOS. Manutenção de Equipamentos: SPX SISTEMAS Localizada na cidade de Belo Horizonte, estado de Minas Gerais, a SPX Sistemas é hoje referência na comercialização de softwares de gestão e planejamento integrado (ERP), além de ser uma empresa

Leia mais

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: ADMINISTRATIVO MANUAL DE PROCESSOS

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: ADMINISTRATIVO MANUAL DE PROCESSOS CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: ADMINISTRATIVO MANUAL DE PROCESSOS SETOR: Nº DOC.: FOLHA:02/16 MATRIZ DE PROCESSOS E ATIVIDADES Missão: Organizar e controlar o sistema contábil/financeiro

Leia mais

Prefeitura Municipal de Farias Brito GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.595.572/0001-00

Prefeitura Municipal de Farias Brito GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.595.572/0001-00 ANEXO I PREGÃO Nº 2012.12.12.1 TERMO DE REFERÊNCIA Com a especificação dos serviços de assessoria, consultoria, execução contábil, justificativas, defesas e recursos de processos administrativos junto

Leia mais

Observação: As caixas em vermelho representam módulos adicionais.

Observação: As caixas em vermelho representam módulos adicionais. Fenícia Gestão ERP Introdução O FENÍCIA GESTÃO ERP é uma solução integrada, personalizável, de gerenciamento corporativo, que se destaca pela sua robustez aliada ao alto grau de tecnologia e conhecimento

Leia mais

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos SIG Sistema Integrado de Gestão SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos Agenda Contextualização Visão Geral dos seguintes sistemas: SIPAA, SGPP, SIGRH, SIGADMIN, SIGED. Conceitos

Leia mais

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012 Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012 Brasília-DF Dezembro/2012 INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012 Processo CFC n.º 2012/000258

Leia mais

ANEXO I - EDITAL Nº 9/2013

ANEXO I - EDITAL Nº 9/2013 Página 1 de 5 ANEXO I - EDITAL Nº 9/2013 O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC/RN, representado por sua Administração Regional no Estado do Rio Grande do Norte, torna público, para o conhecimento de quantos

Leia mais

Conselho Federal de Contabilidade

Conselho Federal de Contabilidade Processo CFC n.º 2015/000011 INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 10/2015 Assunto: Orientação para encerramento do Exercício de 2014, elaboração do processo de Prestação de Contas do Sistema CFC/CRCs e alteração

Leia mais

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Agilidade, segurança e flexibilidade nos processos são os compromissos da Sistema Informática com seus clientes. Sediada em Criciúma,

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para contabilizar as tomadas de contas instauradas.

Estabelecer critérios e procedimentos para contabilizar as tomadas de contas instauradas. Proposto por: Equipe da Divisão de Apropriação e Análise Contábil (DIANA) Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria-Geral de Planejamento, Coordenação

Leia mais

Recursos Galileu Painel Administrativo

Recursos Galileu Painel Administrativo PAINEL ADMINISTRATIVO GALILEU 2014 Recursos Galileu Painel Administrativo SISTEMA DE GESTÃO ESCOLAR ONLINE WWW.SISTEMAGALILEU.COM.BR INOVASIE IT SOLUTIONS Avenida Altino Arantes, 131, Sala 71, Centro Ourinhos/SP

Leia mais

E&L Contabilidade Pública Eletrônica

E&L Contabilidade Pública Eletrônica E&L Contabilidade Pública Eletrônica Instruções para envio da prestação mensal do CIDADESWEB. Está disponível no menu Utilitários, uma opção de Implantação do CIDADESWEB. Neste utilitário estão os 9 passos

Leia mais

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO PRAZO PASSIVO CIRCULANTE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS,

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO Nº 01/2013 PREÂMBULO

EDITAL DE CHAMAMENTO Nº 01/2013 PREÂMBULO EDITAL DE CHAMAMENTO Nº 01/2013 PREÂMBULO A Confederação Nacional de Municípios faz saber que por ordem de seu Presidente, a quem possa interessar, que realizará através do presente chamamento público,

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

Coordenação da Administração Financeira CAF

Coordenação da Administração Financeira CAF Coordenação da Administração Financeira CAF Departamento de Finanças as do Estado - DFE Departamento de Informações e Planejamento Financeiro do Estado - DIPLAF Departamento de Despesa de Pessoal do Estado

Leia mais

Sistema de Gestão de Empresas do Terceiro Setor Contabilidade e Finanças em um único software

Sistema de Gestão de Empresas do Terceiro Setor Contabilidade e Finanças em um único software Sistema de Gestão de Empresas do Terceiro Setor Contabilidade e Finanças em um único software APRESENTAÇÃO A FP2 Tecnologia é uma empresa jovem, com apenas cinco anos de fundação, mas que conta com a experiência

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO PARA CURTUMES

SISTEMA DE GESTÃO PARA CURTUMES SISTEMA DE GESTÃO PARA CURTUMES FAST4WEB COMÉRCIO E SOFTWARE LTDA RUA: PRIMEIRO DE MARÇO, 785 403 SÃO LEOPOLDO - RS I Apresentação - A Empresa A Fast4Web atua a mais de cinco anos no mercado obtendo ótimos

Leia mais

PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008

PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008 PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008 1/6 ÍNDICE 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 2. OBJETIVOS 3. ABRANGÊNCIA E VIGÊNCIA

Leia mais

Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON)

Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Proposto por: Diretor da Divisão de Conformidade Contábil (DICOC) CONTABILIZAR RESTITUIÇÕES E INDENIZAÇÕES Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado por: Diretora da Diretoria-Geral

Leia mais

FACILITADOR: FACILITADOR Vitor Maciel

FACILITADOR: FACILITADOR Vitor Maciel FACILITADOR: FACILITADOR Vitor Maciel Prestará contas qualquer pessoa física ou jurídica pública ou privada que utilize, arrecade, guarde, gerencie ou administre dinheiros, bens e valores públicos ou

Leia mais

Sistemas de Produtividade

Sistemas de Produtividade Sistemas de Produtividade Os Sistemas de Produtividade que apresentaremos em seguida são soluções completas e podem funcionar interligadas ou não no. Elas recebem dados dos aplicativos de produtividade,

Leia mais

2. Classificar atos e fatos contábeis.

2. Classificar atos e fatos contábeis. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio de ASSISTENTE FINANCEIRO II.1 PROCESSOS DE OPERAÇÕES CONTÁBEIS Função: Planejamento de Processos Contábeis 1. Interpretar os fundamentos e conceitos da contabilidade.

Leia mais

RELATÓRIO. Os documentos obrigatórios de prestação de contas deram entrada dentro do

RELATÓRIO. Os documentos obrigatórios de prestação de contas deram entrada dentro do Processo : Nº630042009-00 Origem : Fundo Municipal de Saúde de Rio Maria Assunto: Prestação de Contas Anuais de Gestão exercício de 2009 Instrução: 6ªControladoria Ordenador: Edimilson Batista Alves Procuradoria:

Leia mais

GESTÃO ADMINISTRATIVA

GESTÃO ADMINISTRATIVA GESTÃO ADMINISTRATIVA A Andrade s Consultoria em Gestão Empresarial é uma empresa que desenvolve projetos de consultoria customizados de acordo com as necessidades de cada cliente. Nossos projetos são

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE

ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE O principal objetivo do SICOM é exercer um controle concomitante dos atos e fatos realizados nas administrações públicas, criando condições para identificar de

Leia mais

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Material de Apoio SEB - Contas a Pagar Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Conteúdo CONFIGURAÇÃO... 3 Cadastro de Fornecedores... 3 Métodos de Pagamento...

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno INSTRUÇÃO NORMATIVA UCCI Nº 005/2012 VERSÃO 01 ASSUNTO: PROCEDIMENTOS A SEREM CUMPRIDOS NAS ROTINAS

Leia mais

4. Padrão Mínimo de Qualidade dos Sistemas Integrados de Administração Financeira e Controle

4. Padrão Mínimo de Qualidade dos Sistemas Integrados de Administração Financeira e Controle 4. Padrão Mínimo de Qualidade dos Sistemas Integrados de Administração Financeira e Controle Luís Eduardo Vieira Superintendência de Gestão Técnica SGT Financeira e Controle. Introdução A transparência

Leia mais

Anexo III Ato de Encerramento do Exercício de 2014

Anexo III Ato de Encerramento do Exercício de 2014 UNIDADES RESPONSÁVEIS PARA ENTREGA DOS ITENS DO ANEXO 05 DA IN TCE/ES nº 28/2013 A COMISSÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS Item Nome Descrição RESPONSÁVEL 1 MENSAG 2 ROLRES 3 RELGES 4 RELUCI 5 PROEXE Mensagem

Leia mais

Há mais de 10 anos ajudando igrejas de todo o Brasil a se fortalecer, crescer e cumprir sua missão. Marcos Antonio Bassoli

Há mais de 10 anos ajudando igrejas de todo o Brasil a se fortalecer, crescer e cumprir sua missão. Marcos Antonio Bassoli Informatize sua igreja com a Gileade Sistemas! A empresa A Gileade Sistemas busca o que há de melhor em tecnologia para oferecer às igrejas soluções que auxiliem na organização administrativa e que possam,

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM CNPJ: 10.793.118/0001-78 Projeto T2Ti ERP. Módulo Financeiro

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM CNPJ: 10.793.118/0001-78 Projeto T2Ti ERP. Módulo Financeiro Módulo Financeiro Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre todos os itens do Módulo Financeiro. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no todo ou em partes do material

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. VRADM - Superintendência Administrativa. Patrimônio Mobiliário. Normas e Procedimentos

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. VRADM - Superintendência Administrativa. Patrimônio Mobiliário. Normas e Procedimentos Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro VRADM - Superintendência Administrativa Patrimônio Mobiliário Normas e Procedimentos Definições: A PUC não possui um órgão centralizado para o controle

Leia mais

Alterações Efetuadas no Sistema

Alterações Efetuadas no Sistema Alterações Efetuadas no Sistema 2014 - Alterações efetuadas na versão 10.02 1) Correção CON 250 - Verifica a existência do Arquivo Texto com a natureza Plano de Trabalho para Convênio (Alerta); 2) Correção

Leia mais

APRESENTAÇÃO. ADM Agrícola

APRESENTAÇÃO. ADM Agrícola APRESENTAÇÃO ADM Agrícola Tela Inicial do ADM Agrícola Principais Recursos CONTROLE OPERACIONAL PLANEJAMENTO / CONTROLES FINANCEIRO Registro de todas as atividades agrícolas Custo de toda a fazenda Custo

Leia mais

Preços de Licenças - Modalidade Temporária - Cliente Final

Preços de Licenças - Modalidade Temporária - Cliente Final Preços de Licenças - Modalidade Temporária - Cliente Final Módulos SysPDV - Server SysPDV - Server Adicional SysPDV - PDV SysPDV - PDA SysPDV - PDR MODULO TEF SysPDV - WEB Adesão Liberação de usuários

Leia mais

Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco - Paraná. Supere na Gestão de sua Construtora.

Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco - Paraná. Supere na Gestão de sua Construtora. Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco - Paraná. Supere na Gestão de sua Construtora. Confira o fluxograma do software a seguir e entenda como funciona. Requisição de materiais/serviços

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA PRODUÇÃO E SUPRIMENTOS ÁREA FISCAL

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP Módulo MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. COMERCIAL ADMINISTRATIVA FINANCEIRA PEDIDOS EXPORTAÇÃO CONTAS A RECEBER TELEMARKETING

Leia mais

Documento de Visão Sistema de Arrecadação de IPTU - SAI

Documento de Visão Sistema de Arrecadação de IPTU - SAI Sistema de Arrecadação de IPTU - SAI Versão 1.1R01 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor (es) 12/08/2008 1.0 Documento inicial Márcio Roehe 26/08/2008 1.1 Revisão Ajustes e complementação Roberto

Leia mais

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...3 2 REALIZANDO UMA ARRECADAÇÃO...4 2.1 IMPORTAÇÃO TRIBUTOS COM A CONTABILIDADE...4 2.2 BOLETIM DE ARRECADAÇÃO...4 2.1.1

Leia mais

S.G.E SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL TELA PRINCIPAL DO SISTEMA

S.G.E SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL TELA PRINCIPAL DO SISTEMA S.G.E SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL TELA PRINCIPAL DO SISTEMA CONSIDERAÇÕES GERAIS: O SGE é um sistema integrado voltado ao gerenciamento empresarial nas áreas de comércio e indústria, onde integra os

Leia mais

Confira o fluxograma do software a seguir e entenda como funciona. Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco Paraná.

Confira o fluxograma do software a seguir e entenda como funciona. Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco Paraná. Confira o fluxograma do software a seguir e entenda como funciona. Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco Paraná. Envio de e-mail s pelo sistema vinculando-os à Central de Relacionamento

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI SISTEMA FINANCEIRO Nº 004/2013, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI SISTEMA FINANCEIRO Nº 004/2013, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI SISTEMA FINANCEIRO Nº 004/2013, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013. DISPÕE SOBRE ESTABELECIMENTO DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Versão: 01 Aprovação em: 26 de fevereiro

Leia mais

Anexo Único Resolução CGM nº 1126 de 22 de Janeiro de 2014* Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária FINCON

Anexo Único Resolução CGM nº 1126 de 22 de Janeiro de 2014* Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária FINCON Anexo Único Resolução CGM nº 1126 de 22 de Janeiro de 2014* Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária FINCON Solicitante Perfil Ações no Sistema Cria e cancela todos os tipos de solicitação de despesa.

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE SINDICAL

SISTEMA DE CONTROLE SINDICAL 1 SISTEMA DE CONTROLE SINDICAL & ADMINISTRATIVO 2.0 Avalue Soluções Inteligentes é uma empresa de soluções de tecnologia da informação criada em 2010 e conta com profissionais veteranos atuando na área

Leia mais

Software para distribuidoras de medicamentos SIMPLICIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO DAS DISTRIBUIDORAS DE MEDICAMENTOS.

Software para distribuidoras de medicamentos SIMPLICIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO DAS DISTRIBUIDORAS DE MEDICAMENTOS. Software para distribuidoras de medicamentos SIMPLICIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO DAS DISTRIBUIDORAS DE MEDICAMENTOS. Sobre o MedOne GESTÃO SIMPLIFICADA, EFICIÊNCIA GARANTIDA. Gestão simplificada, segurança

Leia mais

Loja: www.equipanet.com.br

Loja: www.equipanet.com.br (17)3237-1146 9 9722-5456 9 9269-2590 9 8183-5612 SKYPE: flaviofordelone e-mail: sistemas@fnetwork.com.br Site: www.fnetwork.com.br Loja: www.equipanet.com.br Softwares e equipamentos p/ automação comercial

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis Contabilidade Pública Aula 4 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Plano de Contas Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão Consiste em um rol ordenado de forma sistematizada de contas

Leia mais

Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos

Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos Orientações Estratégicas para a Contabilidade Aplicada ao Setor Público no Brasil Aspectos práticos da CASP e a importância da estruturação setorial PREMISSAS Orientações

Leia mais

DECRETO 011 / 2012. ATENDER aos dispositivos da Portaria nº 828, de 14 de dezembro de 2011, da Secretaria do Tesouro Nacional, e;

DECRETO 011 / 2012. ATENDER aos dispositivos da Portaria nº 828, de 14 de dezembro de 2011, da Secretaria do Tesouro Nacional, e; DECRETO 011 / 2012 Institui o cronograma de execução das atividades a serem implementadas para o atendimento integral dos dispositivos constantes no Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público MCASP.

Leia mais

Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP

Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP O que é o Freedom ERP? É um software livre para Gestão Empresarial. Pode ser utilizado em estabelecimentos comerciais, varejistas, atacadistas e industriais. Dividido

Leia mais

GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS

GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença para sua empresa. xp+

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

Aqui seus Resultados Aparecem

Aqui seus Resultados Aparecem Aqui seus Resultados Aparecem 2 Evolution Folha de Pagamento Cálculo automático de INSS, IRRF, FGTS, Controle de período aquisitivo de férias e faltas não insalubridade, periculosidade, pensão alimentícia,

Leia mais

100 RECEITA ESTADUAL

100 RECEITA ESTADUAL 2 TABELA DE TEMPORALIDADE PARA OS DOCUMENTOS ORIUNDOS DAS ATIVIDADES-FIM DA SEFAZ/AM CÓD. ASSUNTO 100 RECEITA ESTADUAL 111 112 110 ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO RECEITA ESTADUAL: NORMAS. REGULAMENTAÇÕES.

Leia mais

MANUAL - ORÇAMENTO MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS

MANUAL - ORÇAMENTO MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS MANUAL - ORÇAMENTO MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. MÓDULO ORÇAMENTO...4 2.1. ORÇAMENTO - ARRECADAÇÃO...4 2.1.1. Importação Lançamentos Tributos...4

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA DO PROGRAMA DE TRABALHO

CLÁUSULA SEGUNDA DO PROGRAMA DE TRABALHO QUARTO TERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 14/ANA/2004 CELEBRADO ENTRE A AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS E A ASSOCIAÇÃO PRÓ-GESTÃO DAS ÁGUAS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARAÍBA DO SUL, COM A ANUÊNCIA DO COMITÊ PARA

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO AUDITORIA GERAL DO ESTADO BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS APLICAÇÃO DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

Leia mais

Diretrizes Gerais para uso dos recursos de Tecnologia da Informação

Diretrizes Gerais para uso dos recursos de Tecnologia da Informação DIRETRIZES GERAIS PARA USO DOS RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 6 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. DIRETRIZES GERAIS

Leia mais