HISTÓRICO DAS REVISÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HISTÓRICO DAS REVISÕES"

Transcrição

1 Página 1 de 7 HISTÓRICO DAS REVISÕES REVISÃO DATA DESCRIÇÃO 00 06/02/2015 Emissão inicial 1. OBJETIVO Criar uma sistemática de produção e disseminação de notícias institucionais para os diversos públicos da instituição. 2. CAMPO DE APLICAÇÃO Inspetoria São João Bosco. 3. RESPONSABILIDADES RESPONSÁVEL ATIVIDADES Delegado do SSCS Alinhar as diretrizes e linhas de atuação; Zelar para que as produções mantenham o carisma e filosofia de instituição. Coordenador Alinhar e ajustar as agendas de atividades com as demandas; Direcionar as demandas; Avaliar o conteúdo. Analista Gerenciar o mailing; Apurar as informações; Construir as informações; Assessorar as unidades; Formar salesianos e colaboradores. Profissionais e/ou referências comunicação (unidades da ISJB) de Executar os procedimentos da área de gestão da informação.

2 Página 2 de 7 4. DEFINIÇÕES Assessoria de imprensa: relacionamento e troca de informações com a imprensa. Briefing: é um conjunto de informações (como prazo, escopo objetivo) coletadas em um formulário, para o desenvolvimento de um trabalho. Canais de comunicação: sites, blogs, revistas, jornais. Clipagem: processo de selecionar notícias que fazem menção à instituição e que foram publicadas em jornais, revistas, sites e outros meios de comunicação (como mídias digitais). Clipping: é um arquivo ou documento, resultado da clipagem, que contém todas as notícias e informações da instituição que foram publicadas pelos meios e veículos de comunicação. ISJB: Inspetoria São João Bosco. Notícia: informação que apresenta um acontecimento ou divulga algo novo. Núcleo de Comunicação: profissionais de comunicação que atuam no Centro Inspetorial, em prol de toda a Inspetoria São João Bosco. Mailing: Lista de contatos (canais de comunicação, grupos ou pessoas) que possuem relevância ou interesse na organização. Newsletter: informativo institucional pelo meio digital. Público externo: pessoas e grupos que não possuem vínculo direto com a ISJB. Ex.: parceiros em potencial, ex-salesianos/colaboradores, jovens, etc. Público interno: salesianos e colaboradores.

3 Página 3 de 7 Release: instrumento de comunicação que permite o envio de notícias institucionais para os veículos. SSCS: Sistema Salesiano de Comunicação Social 5. REFERÊNCIAS Manual de comunicação e identidade visual da ISJB, (ISJB, 2012); Manual de assessoria de imprensa, (ISJB, 2014); 6. DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO O gerenciamento das notícias das ISJB (Centro Inspetorial e unidades mantidas) é de competência da área de Comunicação e Marketing. Gerenciar a informação é manter os públicos interno e externo informados sobre as notícias da instituição e manter os gestores informados sobre as notícias e acontecimentos que têm impacto no negócio. Compete aos profissionais da área: Produção de informação (para os canais de comunicação institucional): a) Identificar os acontecimentos da unidade de acordo com a relevância para os públicos específicos; b) Entrar em contato com os responsáveis por esses acontecimentos (salesianos, gestores ou educadores) para a coleta de mais informações; c) Construir o conteúdo jornalísticos de acordo com as informações coletadas: i) Escrever textos com base nas informações coletadas; ii) Produzir, quando possível, fotos de acordo com o contexto da informação. Se não for possível, solicitar aos responsáveis pela notícia, imagens representativas do fato. iii) Atenção ao conteúdo (imagem, texto e voz) relacionado aos jovens da unidade. Verificar se estes possuem o termo de cessão de imagem assinado pelos responsáveis. d) Publicar nos canais de comunicação utilizados pela unidade;

4 Página 4 de 7 i) ISJB (Acontece, Elo Salesiano, site, Facebook e Jornal Mural); ii) Unidades (site da unidade, informativos impressos, newsletter e jornal mural) e) Produzir clipping do que foi publicado; i) Verificar quais canais externos publicaram a notícia, baseado na informação original publicada pela unidade; ii) Imprimir e arquivar as notícias publicadas pelos canais externos. f) Atualizar os indicadores da área; Produção de informação (para os canais de comunicação externos): a Identificar os acontecimentos da instituição de acordo com a relevância para os públicos específicos (imprensa, órgãos públicos e comunidade); b Entrar em contato com os responsáveis por esses acontecimentos (salesianos, gestores e educadores) para a coleta de mais informações; c Construir releases com abordagens específicas para veículos de comunicação e públicos diferentes; i) Escrever textos com base nas informações coletadas; ii) Produzir, quando possível, fotos de acordo com o contexto da informação. Se não for possível, solicitar aos responsáveis pela notícia, imagens representativas do fato. iii) Atenção ao conteúdo (imagem, texto e voz) relacionado aos jovens da unidade. Verificar se estes possuem o termo de cessão de imagem assinado pelos responsáveis. d Enviar os releases para os contatos do mailing¹; o ¹Sobre o mailing: Identificar os veículos de comunicação, grupos e/ou pessoas que tem influência para o negócio; Colher os dados de contato desses grupos e/ou pessoas e arquivá-los de forma ordenada de acordo com os segmentos e grupos, criando assim o mailing; Manter o mailing atualizado anualmente; Manter um bom relacionamento com estas fontes, por meio de contatos e envio de releases regularmente; e Estar à disposição dos veículos e pessoas para fornecer mais informações ou esclarecer dúvidas a respeito dos acontecimentos;

5 Página 5 de 7 f Produzir clipping do que foi publicado; i) Verificar quais canais externos publicaram a notícia, baseado na informação original publicada pelas unidades; g Atualizar os indicadores da área; Apurar notícias: a) Acessar e ler regularmente veículos de comunicação que possuem relevância em âmbito municipal, estadual e nacional e aqueles também que possuem a linha editorial de interesse da instituição; b) Identificar as notícias/acontecimentos que possam ter impacto (positivo ou negativo) no negócio; c) Manter os salesianos gestores informados Assessorar as unidades (Demanda solicitada ao Núcleo de Comunicação): a Nas solicitações para atividades e/ou produtos de comunicação, enviar ao requerente o briefing para ser respondido; i O briefing é um instrumento que auxilia o entendimento da solicitação e servirá para quantificar os atendimentos da área. b Avaliar a demanda com a equipe do Núcleo de Comunicação; c Apresentar à unidade uma proposta de acordo com a demanda solicitada; d Auxiliar e/ou executar a proposta em conjunto com a unidade. e Gerar relatório baseado no briefing e atividade/produto executado Assessorar as unidades (Demanda criada pelo Núcleo de Comunicação): a Acompanhar diariamente as atividades e produções de comunicação das unidades com o intuito de avalia-las; b Avaliar e identificar com a equipe do Núcleo de Comunicação as oportunidades de melhorias ou correções nas atividades e produções das unidades;

6 Página 6 de 7 c Propor aos profissionais e referências de comunicação das unidades melhorias e correções nas atividades, bem como o desenvolvimento de novas ações (por exemplo, a assessoria de imprensa). d Auxiliar as unidades na execução das propostas Formar salesianos e colaboradores: a Avaliar as demandas pontuais por cursos na área de comunicação, solicitadas pelo Sistema Salesiano de Formação. b Avaliar e propor, juntamente com a equipe do Núcleo de Comunicação, a metodologia, conteúdos e enfoques a serem utilizados; c Acompanhar e auxiliar esse público nas atividades pós-formação Monitoramento: (Monitoramento do informativo Acontece) O monitoramento do informativo Acontece é realizado por meio da ferramenta de envio e mensuração All In (serviço terceirizado). a) Dados analisados e ações. i) Dados: Quantidade de s enviados e quantidade de s abertos (pelos destinatários). Ações: (1) Os s que não são abertos são avaliados a procedência (se é um destinatário colaborador ou um destinatário externo); (2) Destinatários internos: avaliar junto a unidade e/ou colaborador os motivos. (3) Destinatários externos: não se aplica. ii) Dias que o informativo é acessado: (1) Nos dias que tiverem mais acessos, monitorar, junto com o setor de Tecnologia da Informação, a estabilidade da internet para não afetar o acesso à informação pelos leitores, sendo que as notícias são todas armazenadas no site. iii) Notícias e informações mais acessadas: (1) Avaliar pelo mapa de notícias mais acessadas, qual são as informações que tem mais adesão pelo público. Com base nestes

7 Página 7 de 7 dados, criar uma linha editorial de acordo com as notícias de maior interesse. 7.REGISTROS APLICÁVEIS Relatório; Indicadores; Clipping; Briefing. ELABORAÇÃO APROVAÇÃO Coordenação de Comunicação e Marketing Delegado SSCS Data: 20/01/2015 Data: 02/03/2015 Nome: Guilherme Tell Barbosa Silva Nome: Ir. Cledson Rodrigues

HISTÓRICO DAS REVISÕES

HISTÓRICO DAS REVISÕES GESTÃO DA COMUNICAÇÃO Página 1 de 8 HISTÓRICO DAS REVISÕES REVISÃO DATA DESCRIÇÃO 00 06/02/2015 Emissão inicial 1. OBJETIVO Estabelecer uma sistemática de gestão da comunicação organizacional. 2. CAMPO

Leia mais

CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Kélia Jácome Kélia Jácome Silvia Helena Correia Vidal

CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Kélia Jácome Kélia Jácome Silvia Helena Correia Vidal Primeira 1/6 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Kélia Jácome Kélia Jácome Silvia Helena Correia Vidal Marcelo de Sousa Monteiro Michelle Borges C. Cunha HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES EDIÇÃO

Leia mais

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Comunicação. Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº /06 e Nº

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Comunicação. Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº /06 e Nº - REGIMENTO INTERNO Secretaria de Comunicação Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº 12.659/06 e Nº 15.052 I - Secretaria Executiva: - assessorar o Secretário Municipal no exercício de suas atribuições;

Leia mais

POPP. "Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso, e trabalhar em conjunto é a vitória" Henry Ford. Henry Ford. Versão 2.

POPP. Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso, e trabalhar em conjunto é a vitória Henry Ford. Henry Ford. Versão 2. Versão 2.0 POPP Procedimento Operacional Padrão Partilhando "Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso, e trabalhar em conjunto é a vitória" Henry Ford Henry Ford Ir. Ivone A. C. Marcuzo Alcione

Leia mais

APEX BRASIL: PARCEIRA DO EXPORTADOR E DO INVESTIDOR

APEX BRASIL: PARCEIRA DO EXPORTADOR E DO INVESTIDOR APEX BRASIL: PARCEIRA DO EXPORTADOR E DO INVESTIDOR 1 ASSESSORIA DE IMPRENSA / RP INTERNACIONAL São Paulo, 17 de maio de 2010 Local: Sheraton WTC São Paulo / SP 2 PONTOS-CHAVE DE DISCUSSÃO Para que serve

Leia mais

ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A.

ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. CNPJ 60.872.504/0001-23 Companhia Aberta NIRE 35300010230 RELATÓRIO DE ACESSO PÚBLICO GESTÃO INTEGRADA DE RISCO OPERACIONAL, CONTROLES INTERNOS E COMPLIANCE Objetivo Este documento

Leia mais

Diretriz Nacional de Comunicação. Sistema Unimed

Diretriz Nacional de Comunicação. Sistema Unimed Diretriz Nacional de Comunicação Sistema Unimed Diretriz de Comunicação Definição Política ou Diretriz de Comunicação é um processo articulado de definição de valores, objetivos, diretrizes, normas e estruturas,

Leia mais

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Assessoria de Comunicação Social - ASCOM Petrolina - PE Julho de 2016 2ª Versão Apresentação A Assessoria de Comunicação Social (Ascom) da Univasf tem como

Leia mais

Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública

Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública Kalyne Menezes, mskalyne@gmail.com, UFG Daiana Stasiak, daiastasiak@gmail.com, UFG Silvana Coleta, silvanacoleta@gmail.com, UFG Marcelo

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P.TJAM 67 Planejamento Estratégico Elaborado por: Carla Winalmoller

Leia mais

RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013 Página 1 de 6 RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013 Aprova o regulamento sobre a Política Nacional de Comunicação (PNC) no âmbito do Sistema CFN/CRN e dá outras providências. O Conselho Federal

Leia mais

1 Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação (DGTI) - Universidade Federal de Lavras

1 Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação (DGTI) - Universidade Federal de Lavras Descrição do processo de desenvolvimento de software com empresa contratada pela UFLA Bruno da Silva Gonçalves 1, Fernando Elias de Oliveira 1, Ramon Abílio 1 1 Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação

Leia mais

Autores: Angelo José Rodrigues Lima Salvador 06 de julho de 2016

Autores: Angelo José Rodrigues Lima Salvador 06 de julho de 2016 A situação dos Comitês de Bacias e a necessidade de monitorar o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos a construção do Observatório da Governança das Águas Autores: Angelo José Rodrigues

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO INTERNA DA UNIMED CAMPO GRANDE Núcleo de Comunicação e Marketing agosto de 2016

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO INTERNA DA UNIMED CAMPO GRANDE Núcleo de Comunicação e Marketing agosto de 2016 POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO INTERNA DA UNIMED CAMPO GRANDE Núcleo de Comunicação e Marketing agosto de 2016 1. INTRODUÇÃO A imagem da Unimed Campo Grande é uma responsabilidade de todos. A forma como nos comunicamos

Leia mais

A prática da Assessoria de Imprensa na UNIRON 1

A prática da Assessoria de Imprensa na UNIRON 1 A prática da Assessoria de Imprensa na UNIRON 1 Maurício Vasconcelos 2 Claudinéa Guatura 3 Faculdade Interamericana de Porto Velho - UNIRON/IUNI, Porto Velho, RO RESUMO A sociedade, de uma maneira geral,

Leia mais

Comunicação Estratégica e Marketing AULA 7. Temas: Jornalismo

Comunicação Estratégica e Marketing AULA 7. Temas: Jornalismo Comunicação Estratégica e Marketing AULA 7 Temas: Jornalismo O Jornalismoé a área da Comunicação Social que lida com a descoberta, a produção e a divulgação de notícias, isto é, o relato de acontecimentos

Leia mais

Material de Apoio. Portal de Atendimento Betha Sistemas

Material de Apoio. Portal de Atendimento Betha Sistemas Material de Apoio Portal de Atendimento Betha Sistemas Sumário 1. Portal de Atendimento Cliente Betha 1.1. Como realizar o acesso ao novo Portal de Atendimento 1.2. Como abrir um chamado pelo Portal de

Leia mais

Gestão de Relacionamento com o Cliente - CRM StarSoft

Gestão de Relacionamento com o Cliente - CRM StarSoft P á g i n a 1 Gestão de Relacionamento com o Cliente - CRM StarSoft A atende seus clientes e mantém relacionamento através da ferramenta online chamada StarSoft 1CRM, que é um canal de informações seguro

Leia mais

Nº Versão/Data: Validade: /10/2015 OUTUBRO/2016 MKT. 02 CRIAÇÃO MACROPROCESSO MARKETING E COMUNICAÇÃO PROCESSO CRIAÇÃO

Nº Versão/Data: Validade: /10/2015 OUTUBRO/2016 MKT. 02 CRIAÇÃO MACROPROCESSO MARKETING E COMUNICAÇÃO PROCESSO CRIAÇÃO 1 de 9 CRIAÇÃO MACROPROCESSO E COMUNICAÇÃO PROCESSO CRIAÇÃO CRIAÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 Preenchimento do Formulário... 2 4.2 ANÁLISE

Leia mais

Mensuração de Resultados em Comunicação

Mensuração de Resultados em Comunicação Mensuração de Resultados em Comunicação Patrícia Santiago Diretora de Planejamento e Pesquisa Março 2016 1 O valor da reputação para as organizações e o novo ambiente de rede Quão importante é a ameaça

Leia mais

Seminário Pais&Filhos. Mês: 02-09/05

Seminário Pais&Filhos. Mês: 02-09/05 Cliente: Seminário Pais&Filhos Mês: 02-09/05 Ações praticadas: 20.04.16 = Elaboração de novo texto e enviado para aprovação. 20.04.16 Recebimento de imagens e contatos de novos patrocinadores do evento

Leia mais

Estabelecer as orientações básicas relativas à operação do processo de Avaliação de Desempenho Individual no Instituto Estadual do Ambiente (INEA).

Estabelecer as orientações básicas relativas à operação do processo de Avaliação de Desempenho Individual no Instituto Estadual do Ambiente (INEA). INDIVIDUAL (MANUAL DA GERÊNCIA DE GESTÃO DE PESSOAS) Proposto por: ASPRES Analisado por: PRESIDENTE Aprovado por: PRESIDENTE 1 OBJETIVO Estabelecer as orientações básicas relativas à operação do processo

Leia mais

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob:

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: 1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: a) visa estabelecer diretrizes sistêmicas aplicáveis à execução do Planejamento Estratégico em vigência, no que se refere às ações de

Leia mais

POLÍTICA DE COMPLIANCE, CONTROLES INTERNOS E CUMPRIMENTO DA INSTRUÇÃO CVM 558/15

POLÍTICA DE COMPLIANCE, CONTROLES INTERNOS E CUMPRIMENTO DA INSTRUÇÃO CVM 558/15 POLÍTICA DE COMPLIANCE, CONTROLES INTERNOS E CUMPRIMENTO DA INSTRUÇÃO CVM 558/15 SOMENTE PARA USO INTERNO Este material foi elaborado pela Atmos Capital Gestão de Recursos Ltda. ( Atmos Capital ou Gestora

Leia mais

ÍNDICE. Desenvolvimentos das atividades do Curso, Seminário e Simpósio e de formação...24 a 27

ÍNDICE. Desenvolvimentos das atividades do Curso, Seminário e Simpósio e de formação...24 a 27 3 Convênio 027/2015 4 ÍNDICE Apresentação do Projeto... 6 Objetivo...7 Justificativa...8 e 9 Metodologia...10 e 11 Marco Legal...12 Cidades Contempladas...13 Pessoas Beneficiadas...14 Parceiros...15 Cronograma

Leia mais

REALIZAR PESQUISA DE SATISFAÇÃO HISTÓRICO DE REVISÕES. Elaborado por: Vera Marques. Próxima revisão: após 1 ano da ultima aprovação

REALIZAR PESQUISA DE SATISFAÇÃO HISTÓRICO DE REVISÕES. Elaborado por: Vera Marques. Próxima revisão: após 1 ano da ultima aprovação REALIZAR PESQUISA DE SATISFAÇÃO HISTÓRICO DE REVISÕES Data Revisão Descrição da Revisão 00 Emissão Inicial 10/03/2012 01 Alteração do Formato; Exclusão do item 7 - Indicadores. Elaborado Revisado Glauber

Leia mais

1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para elaboração e controle dos documentos e registros do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ).

1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para elaboração e controle dos documentos e registros do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ). Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO PROCEDIMENTO DE CONTROLE DE DOCUMENTOS E REGISTROS Responsável: Juliana Maria Gomes de Almeida Alves Cópia Controlada

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES

HISTÓRICO DE REVISÕES PÁGINA: 1/8 DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO DIRAD ÁREAS SECON/SAREC QUALIDADE CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 010 TíTULO:CADASTRAR CNPJ PERANTE A RECEITA FEDERAL DO BRASIL ELABORADO EM:19/06/2015 REVISADO

Leia mais

SABE O QUE O MERCADO? Ideias movimentam o mercado. Ou vai falar que a luz que você teve não fez sua empresa nascer ou sua companhia crescer?

SABE O QUE O MERCADO? Ideias movimentam o mercado. Ou vai falar que a luz que você teve não fez sua empresa nascer ou sua companhia crescer? SABE O QUE O MERCADO? Ideias movimentam o mercado. Ou vai falar que a luz que você teve não fez sua empresa nascer ou sua companhia crescer? Você já teve uma grande ideia, agora pode contar conosco para

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 019/2011. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das suas atribuições legais, e considerando:

ATO NORMATIVO Nº 019/2011. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das suas atribuições legais, e considerando: ATO NORMATIVO Nº 019/2011 Disciplina o uso do correio eletrônico no Ministério Público do Estado da Bahia. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das suas atribuições legais, e considerando:

Leia mais

Guia Prático do Planejamento Estratégico

Guia Prático do Planejamento Estratégico Guia Prático do Planejamento Estratégico Introdução A todo o momento surgem ideias para melhorar nossas vidas. A maior parte destas ideias morre, porque não são sistematizadas. Numa empresa também é assim,

Leia mais

A Dinamize Impacto nas vendas. Aumento de resultado. Crescimento do número de leads. Engajamento da base. São essas consequências que nossos clientes buscam quando procuram a Dinamize e suas soluções de

Leia mais

PORTAL

PORTAL PORTAL www.editoralamonica.com.br 55 11 3256-4696 Sua marca presente em todos os canais de comunicação IMPRESSOS TWITTER LINKEDIN MAILING FRANCO FRANQUIA ABF.COM.BR PORTALDOFRANCHISING.COM.BR ABFEDUCACAO.COM.BR

Leia mais

Boletim Técnico. Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) Desenvolvimento/Procedimento. Produto : Totvs Gestão de Pessoas Versão 12.1.

Boletim Técnico. Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) Desenvolvimento/Procedimento. Produto : Totvs Gestão de Pessoas Versão 12.1. Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) Produto : Totvs Gestão de Pessoas Processo : Plano de Desenvolvimento Individual Subprocesso : Plano de Desenvolvimento Individual Data publicação da : 15/10/2014

Leia mais

Workshop de Gestão de Recursos Humanos Objetivos Gerais Dotar os participantes de técnicas, métodos e instrumentos que vão fazer melhorar o planeamento, o acompanhamento e a Gestão dos Recursos Humanos.

Leia mais

CONTRATO N 21/2016 Plano de Comunicação da Estratégia

CONTRATO N 21/2016 Plano de Comunicação da Estratégia CONTRATO N 21/2016 Plano de Comunicação da Estratégia Elaboração e Implantação do Planejamento Estratégico e do Plano de Desenvolvimento Institucional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Processo de Autorização Unimed-Rio TIVIT

Processo de Autorização Unimed-Rio TIVIT T E C N O L O G I A Processo de Autorização Unimed-Rio TIVIT Autorizador - Captura On-line Prestadores Rio Sumário 0 1 C O N S I D E R A Ç Õ E S I N I C I A I S - 0 3 0 2 A C E S S O A O S I T E D E A

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO -

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO - Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO - CAPÍTULO I Da Natureza, das Finalidades e dos Objetivos Art.

Leia mais

QUEM SOMOS SUA AGÊNCIA ONLINE DE PRODUÇÃO, MARKETING E CONTEÚDO

QUEM SOMOS SUA AGÊNCIA ONLINE DE PRODUÇÃO, MARKETING E CONTEÚDO QUEM SOMOS SUA AGÊNCIA ONLINE DE PRODUÇÃO, MARKETING E CONTEÚDO Some prática, profissionalismo, inovação e retorno. O resultado da equação é a mistura da Sorella Studio. O conceito de agência online amplia

Leia mais

Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho do Senado Federal. O papel da informação e da Biblioteca do Senado Federal no Assessoramento Legislativo

Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho do Senado Federal. O papel da informação e da Biblioteca do Senado Federal no Assessoramento Legislativo Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho do Senado Federal O papel da informação e da Biblioteca do Senado Federal no Assessoramento Legislativo HELENA CELESTE VIEIRA Diretora da Subsecretaria de Pesquisa

Leia mais

Processo de Gerenciamento do Catálogo de Serviços de TIC

Processo de Gerenciamento do Catálogo de Serviços de TIC de TIC Escritório de Gerenciamento de Processos de Tecnologia da Informação e Comunicação EGPr-TIC João Pessoa 2016 Versão 1.0 Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região Desembargador Presidente Ubiratan

Leia mais

MANUAL DO PUBLICADOR

MANUAL DO PUBLICADOR MANUAL DO PUBLICADOR Brasília 2010/2013 1 SUMÁRIO 1 Introdução... 5 2 O Sistema... 5 2.1 Módulos do Sistema... 6 2.2 Perfis do Sistema... 6 2.2.1 Perfil Publicador... 7 3 Publicar Documentos - Publicador...

Leia mais

PROJETOS 2013 PROPOSTAS DE PATROCÍNIOS

PROJETOS 2013 PROPOSTAS DE PATROCÍNIOS PROJETOS PROPOSTAS DE PATROCÍNIOS CHINA-BRAZIL UPDATE Publicação que tem por objetivo monitorar os anúncios de investimentos mútuos, divulgar iniciativas desenvolvidas por diversas instituições no Brasil

Leia mais

Criação do Conhecimento como processo Sintetizador

Criação do Conhecimento como processo Sintetizador Criação do Conhecimento como processo Sintetizador Criação do Conhecimento como Processo Sintetizador Coleta de informações publicadas e não publicadas Coleta de informações externas Coleta de informações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEEVALE REGULAMENTO DA OUVIDORIA CAPÍTULO I DA OUVIDORIA

UNIVERSIDADE FEEVALE REGULAMENTO DA OUVIDORIA CAPÍTULO I DA OUVIDORIA UNIVERSIDADE FEEVALE REGULAMENTO DA OUVIDORIA CAPÍTULO I DA OUVIDORIA Art. 1º A Ouvidoria da Universidade Feevale é um serviço que tem por finalidade garantir a efetiva comunicação e o relacionamento com

Leia mais

REGIMENTO DA REVISTA HISTÓRIA & PERSPECTIVAS I - DA IDENTIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA REVISTA

REGIMENTO DA REVISTA HISTÓRIA & PERSPECTIVAS I - DA IDENTIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA REVISTA REGIMENTO DA REVISTA HISTÓRIA & PERSPECTIVAS I - DA IDENTIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA REVISTA Art 1º. A Revista História & Perspectivas foi criada em 1988, pelo Curso de Graduação em História e atualmente

Leia mais

Manual de Acesso ao Portal Educacional

Manual de Acesso ao Portal Educacional Manual de Acesso ao Portal Educacional UNIFAMINAS Muriaé - 2017 Tecnologia da Informação Empresas Lael Varella 1 Introdução Este manual, desenvolvido pela Equipe de Tecnologia da Informação, é destinado

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP/CJO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP/CJO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP/CJO Art. 1 o - Visando possibilitar a melhor adequação dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), obrigatório e que corresponde

Leia mais

Estrutura de gerenciamento do risco de mercado

Estrutura de gerenciamento do risco de mercado 1. Sistema Sicoob Estrutura de gerenciamento do risco de mercado A estrutura de gerenciamento do risco de mercado das cooperativas do Sicoob é composta da seguinte forma: 2. Principais competências dos

Leia mais

PORTARIA CRCMG Nº 75, DE 17 DE JULHO DE 2014.

PORTARIA CRCMG Nº 75, DE 17 DE JULHO DE 2014. PORTARIA CRCMG Nº 75, DE 17 DE JULHO DE 2014. Institui o Regulamento de Divulgação de Informações nos Meios de Comunicação do CRCMG. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE MINAS GERAIS,

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

PROGRAMA REDE COLABORATIVA DE DIVULGAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DOS PRODUTOS DA COOPERATIVA DE MÚSICA. Apresentação

PROGRAMA REDE COLABORATIVA DE DIVULGAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DOS PRODUTOS DA COOPERATIVA DE MÚSICA. Apresentação PROGRAMA REDE COLABORATIVA DE DIVULGAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DOS PRODUTOS DA COOPERATIVA DE MÚSICA Apresentação PROGRAMA REDE COLABORATIVA DE DIVULGAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DOS PRODUTOS DA COOPERATIVA DE MÚSICA

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DAS ATIVIDADES ESTÁGIOSUPERVISIONADO INTEGRADO AO TRABALHO DE CURSO Colegiado: -Validar o

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO TREINAMENTO A DISTÂNCIA. Versão Data Nome do autor Comentários

MANUAL DE INSTRUÇÃO TREINAMENTO A DISTÂNCIA. Versão Data Nome do autor Comentários MANUAL DE INSTRUÇÃO TREINAMENTO A DISTÂNCIA Histórico de Versão do Documento Versão Data Nome do autor Comentários 1.0 23/06/2013 Juliana 2.0 10/03/2014 Maria Lúcia Índice 1 Fluxo do Subprocesso...03 2

Leia mais

Associação à Rede Petro BC

Associação à Rede Petro BC Associação à Rede Petro BC O foco da Rede Petro BC é proporcionar a criação de ambientes favoráveis para geração de negócios para seus associados. Atuando como articuladora entre clientes e fornecedores

Leia mais

Agosto 2012. Gestão Social Estratégia para Gerar Resultados

Agosto 2012. Gestão Social Estratégia para Gerar Resultados Agosto 2012 Gestão Social Estratégia para Gerar Resultados Objetivo Compartilhar com o grupo uma postura de planejamento positiva para que a regionais da FEMAMA consigam atingir o seu objetivo, e desta

Leia mais

Política de Privacidade da CPB para os seus Produtos Digitais

Política de Privacidade da CPB para os seus Produtos Digitais Política de Privacidade da CPB para os seus Produtos Digitais A presente Política de Privacidade destina-se a regular e a garantir a proteção das informações pessoais dos Usuários, coletadas para o fornecimento

Leia mais

Comunicação no Banco Central

Comunicação no Banco Central Comunicação no Banco Central Nossa pauta Por que se comunicar Comunicação corporativa como campo de trabalho Produtos e veículos de comunicação no Banco Central Bons produtos e bons resultados Dificuldades

Leia mais

Ouvidoria - Geral da União. Objetivo 6. Produzir informações estratégicas para subsidiar as tomadas de decisões do Presidente da República.

Ouvidoria - Geral da União. Objetivo 6. Produzir informações estratégicas para subsidiar as tomadas de decisões do Presidente da República. Ouvidoria - Geral da União Objetivo 6. Produzir informações estratégicas para subsidiar as tomadas de decisões do Presidente da República. Produzir dados quantitativos e qualitativos acerca da satisfação

Leia mais

1 GLOSSÁRIO Área de TI Catálogo de serviços de TI Solicitante Chamado Formulário...

1 GLOSSÁRIO Área de TI Catálogo de serviços de TI Solicitante Chamado Formulário... Pág.: 1 de 21 SUMÁRIO 1 GLOSSÁRIO... 3 1.1 Área de TI... 3 1.2 Catálogo de serviços de TI... 3 1.3 Solicitante... 3 1.4 Chamado... 3 1.5 Formulário... 3 1.6 Situação do Chamado... 3 2 CATALOGO DE SERVIÇOS

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES - MÍDIAS DIGITAIS. Inserção / Atualização de eventos no site e portais Atualização/ Inserção de conteúdo em várias páginas

FLUXO DE ATIVIDADES - MÍDIAS DIGITAIS. Inserção / Atualização de eventos no site e portais Atualização/ Inserção de conteúdo em várias páginas FLUXO DE ATIVIDADES - MÍDIAS DIGITAIS ATUALIZAÇÕES NO SITE E PORTAIS: Inserção / Atualização de eventos no site e portais Atualização/ Inserção de conteúdo em uma página Atualização/ Inserção de conteúdo

Leia mais

Apoio Técnico da Vigilância Socioassistencial. 04:Principais instrumentos e fontes de informação

Apoio Técnico da Vigilância Socioassistencial. 04:Principais instrumentos e fontes de informação Apoio Técnico da Vigilância Socioassistencial 04:Principais instrumentos e fontes de informação Módulo 04:Principais instrumentos e fontes de informação MÓDULOS DO APOIO TÉCNICO Módulo 1: Introdução à

Leia mais

Parceiros Parceiro Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas

Parceiros Parceiro Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Diante do cenário atual (necessidades x investimentos), onde a participação dos parceiros/canais Ramo Sistemas é essencial para o crescimento dos negócios das empresas no Brasil, sugerimos fazer: 1. Mapear

Leia mais

POLÍTICA DE COMPLIANCE E CONTROLES INTERNOS SUMÁRIO

POLÍTICA DE COMPLIANCE E CONTROLES INTERNOS SUMÁRIO POLÍTICA DE COMPLIANCE E CONTROLES INTERNOS SUMÁRIO I - Objetivo... 2 II - Público Alvo... 2 III - Responsabilidades dos Envolvidos... 2 3.1. Responsabilidades da Administração... 2 3.2. Responsabilidades

Leia mais

SciELO Scientific Eletronic Library Online GUIA DE ATUALIZAÇÃO DE PÁGINAS INFORMATIVAS

SciELO Scientific Eletronic Library Online GUIA DE ATUALIZAÇÃO DE PÁGINAS INFORMATIVAS SciELO Scientific Eletronic Library Online GUIA DE ATUALIZAÇÃO DE PÁGINAS INFORMATIVAS São Paulo Janeiro / 2016 APRESENTAÇÃO Este guia tem a função de auxiliar os editores no envio de solicitação de atualização

Leia mais

SISVISA. Sistema de Controle da Vigilância Sanitária

SISVISA. Sistema de Controle da Vigilância Sanitária SISVISA Sistema de Controle da Vigilância Sanitária Subsecretaria de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses (S/SUBVISA) IPLANRIO EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA FUNDAÇÃO BIO-RIO IVIG

Leia mais

Proposta de Admissão. Direção e Principais objetivos. Benefícios oferecidos aos associados. Estrutura de atendimento ao Associado.

Proposta de Admissão. Direção e Principais objetivos. Benefícios oferecidos aos associados. Estrutura de atendimento ao Associado. Proposta de Admissão A ABLA Fundada há 39 anos, a partir da união de empresas do setor, é hoje a única associação de abrangência nacional que representa o setor de locação no Brasil. Com duas sedes: uma

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade 1. Introdução 1.1 Estamos empenhados em guardar com segurança a privacidade dos visitantes do nosso site; nesta política, vamos explicar como vamos tratar a sua informação pessoal.

Leia mais

Comunicação para empresas, franquias, empreendedores e startups. Seu negócio em evidência na mídia para seus clientes e público interno

Comunicação para empresas, franquias, empreendedores e startups. Seu negócio em evidência na mídia para seus clientes e público interno Comunicação para empresas, franquias, empreendedores e startups Seu negócio em evidência na mídia para seus clientes e público interno A Oficina da Comunicação Proatividade, criatividade e versatilidade

Leia mais

Código: MSFC-P-004 Versão: 05 Emissão: 10/2011 Última Atualização em: 02/2016

Código: MSFC-P-004 Versão: 05 Emissão: 10/2011 Última Atualização em: 02/2016 Política de Controles Internos Código: MSFC-P-004 Versão: 05 Emissão: 10/2011 Última Atualização em: 02/2016 OBJETIVO Garantir a aplicação dos princípios e boas práticas da Governança Corporativa, e que

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Novembro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Finalizar o conteúdo da Disciplina Governança de

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAMBIENTAL

RESPONSABILIDADE SOCIAMBIENTAL PRSA 2ª 1 / 7 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ALCANCE... 2 3. ÁREA GESTORA... 2 3.1 ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 2 3.1.1 DIRETOR RESPONSÁVEL - RESOLUÇÃO 4.327/14... 2 3.1.2 COORDENADOR ESPONSÁVEL PRSA

Leia mais

Anexo I, da Portaria nº 142/2014

Anexo I, da Portaria nº 142/2014 Anexo I, da Portaria nº 142/2014 MANUAL DE USO DO CADASTRO DE VEÍCULOS DE DIVULGAÇÃO DA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA (Midiacad) Conteúdo OBJETIVO:... 2 USUÁRIOS DO MIDIACAD:...

Leia mais

PLANO DE AÇÃO

PLANO DE AÇÃO INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO SUPERIOR COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO PLANO DE AÇÃO 2016-207 São Luís 2016 1 INTRODUÇÃO O plano de ações da CPA define os rumos dos trabalhos que serão desenvolvidas pela

Leia mais

Gestão de Eventos. 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 04

Gestão de Eventos. 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 04 Gestão de Eventos 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 04 Sumário GESTÃO DE EVENTOS 1 Apresentação.3 GESTÃO DE EVENTOS.4 Elementos do processo

Leia mais

1. OBJETIVO Estabelecer sistemática para a solicitação e desenvolvimento de serviços de criação de peças ao Departamento de Marketing.

1. OBJETIVO Estabelecer sistemática para a solicitação e desenvolvimento de serviços de criação de peças ao Departamento de Marketing. 1 de 5 1. OBJETIVO Estabelecer sistemática para a solicitação e desenvolvimento de serviços de criação de peças ao Departamento de Marketing. 2. ALCANCE Todas as áreas e empresas do Grupo Privé que utilizam

Leia mais

Edital do Processo Seletivo 2017

Edital do Processo Seletivo 2017 Edital do Processo Seletivo 2017 A Diretoria de Recursos Humanos da EJEAmb Empresa Júnior de Engenharia, composta por Bruno Valim Menecucci, Maria Laís Crispim, Mariana Chagas e Larissa Cristina, torna

Leia mais

A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000

A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000 1. A Norma NBR ISO 9001:2000 A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000 A ISO International Organization for Standardization, entidade internacional responsável

Leia mais

proposta de serviços

proposta de serviços proposta de serviços comunicação marketing político mídia digital www.empirecomunicacao.com.br Apresentação A EMPIRE COMUNICAÇÃO nasceu da junção de parceiros, atuando no mercado de forma socialmente responsável,

Leia mais

Para acessar o novo Portal do SAEPRO digite em seu navegador de internet: saepro.jundiai.sp.gov.br

Para acessar o novo Portal do SAEPRO digite em seu navegador de internet: saepro.jundiai.sp.gov.br Para acessar o novo Portal do SAEPRO digite em seu navegador de internet: saepro.jundiai.sp.gov.br Você também pode acessar o portal SAEPRO a partir do portal da Prefeitura do Município de Jundiaí. O ícone

Leia mais

Propostas editoriais para publicações informativas e de autoria dos 27 Conselhos de Educação vinculados ao FNCEE

Propostas editoriais para publicações informativas e de autoria dos 27 Conselhos de Educação vinculados ao FNCEE Propostas editoriais para publicações informativas e de autoria dos 27 Conselhos de Educação vinculados ao FNCEE Apresentação: Profº Francisco José Carbonari Vice Presidente - Região Sudeste As publicações:

Leia mais

INTRODUÇÃO... 3 ACESSO AO SISTEMA BANCA VIRTUAL... 3 CONSIDERAÇÕES FINAIS... 12

INTRODUÇÃO... 3 ACESSO AO SISTEMA BANCA VIRTUAL... 3 CONSIDERAÇÕES FINAIS... 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 ACESSO AO SISTEMA BANCA VIRTUAL... 3 CONSIDERAÇÕES FINAIS... 12 2 INTRODUÇÃO O sistema Banca Virtual possibilita que todo o processo das bancas de qualificação de projeto (TCC1)

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO SECRETARIA DO TRIBUNAL PLENO TRIBUNAL PLENO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO SECRETARIA DO TRIBUNAL PLENO TRIBUNAL PLENO PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO SECRETARIA DO TRIBUNAL PLENO TRIBUNAL PLENO RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA N. 14/2014 O Pleno do TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

Leia mais

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE Código: PRO.QUALI 006/05 Folhas: 30 Revisão: 16 Data: 14.01.2016 Elaborado por: Mariana Ferraz Fernandes Verificado por: Berilo Gonçalves de Oliveira

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA QUALIDADE

GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA QUALIDADE Primeira 1/7 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Marcelo de Sousa Marcelo de Sousa Marcelo de Sousa Silvia Helena Correia Vidal Aloísio Barbosa de Carvalho Neto HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

Semana da divulgação. Dia D Digital. Comitês Regionais e Setoriais

Semana da divulgação. Dia D Digital. Comitês Regionais e Setoriais Semana da divulgação + Dia D Digital Comitês Regionais e Setoriais O que é? Nosso grande momento! Esta semana dará início as divulgações do mais esperado evento do PGQP, considerado o principal na área

Leia mais

[EBOOK] Como fazer um planejamento de assessoria de imprensa

[EBOOK] Como fazer um planejamento de assessoria de imprensa [EBOOK] Como fazer um planejamento de assessoria de imprensa INTRODUÇÃO...3 1. ANTES DO PLANEJAMENTO: 4 PASSOS QUE DEVEM SER SEGUIDOS...4 2. PLANEJAMENTO PERSONALIZADO PARA CADA CLIENTE...6 3. DICAS PARA

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2014 ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091.6 Município: São Carlos EE: Prof. Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico: Gestão e

Leia mais

Art. 1º - Aprovar, no Centro de Ensino Superior Riograndense - CESURG MARAU, o Regulamento da Empreender Júnior, cujo inteiro teor se aplica a seguir:

Art. 1º - Aprovar, no Centro de Ensino Superior Riograndense - CESURG MARAU, o Regulamento da Empreender Júnior, cujo inteiro teor se aplica a seguir: RESOLUÇÃO Nº 002/2016 Regulamenta a Empreender Júnior, Empresa Júnior do Centro de Ensino Superior Riograndense CESURG MARAU 1, e dá outras providências. O Diretor Presidente do Centro de Ensino Superior

Leia mais

TUTORIAL DO PORTAL DO ALUNO. Equipe da Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação 30/08/2012

TUTORIAL DO PORTAL DO ALUNO. Equipe da Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação 30/08/2012 TUTORIAL DO PORTAL DO ALUNO Equipe da Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação 30/08/2012 Conteúdo PORTAL DO ALUNO ALUNO FREQUÊNCIA NOTAS DISCO VIRTUAL MURAL DE RECADOS Devido a problemas de

Leia mais

REGIMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - IFNMG CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

REGIMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - IFNMG CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA REGIMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO - IFNMG CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Art. 1º O Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) é o órgão responsável por gerir a política de propriedade

Leia mais

Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação Conselho Acadêmico do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação

Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação Conselho Acadêmico do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação Conselho Acadêmico do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação Regulamento do AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem São Paulo Abril de 2017 1

Leia mais

PQ /04/

PQ /04/ PQ.06 03 02/04/2013 1-5 1. OBJETIVO Estabelecer sistematica para o processo de solicitação, análise crítica e preparação para a avaliação da conformidade. 2. DEFINIÇÕES Modelo de Avaliação da Conformidade:

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Página 1 de 10 PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO ORDEM DE SERVIÇO nº 01/2016-PROGRAD DATA: 4 de janeiro de 2016 SÚMULA: Determina a normatização do processo de matrícula on-line no ano letivo de 2016, para acadêmicos

Leia mais

Não Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva

Não Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva 1. HISTÓRICO DE REVISÕES Revisão: 02 Página 1 de 6 DATA REVISÃO RESUMO DE ALTERAÇÕES 20/08/2013 00 Emissão inicial 21/08/2014 01 03/12/2015 02 Definição mais clara da sistemática de tratativa de cargas

Leia mais

MANUAL Avaliação de Indicadores

MANUAL Avaliação de Indicadores MANUAL Avaliação de Indicadores Revisão do Planejamento Estratégico e desdobramentos Sumário Apresentação Etapas de revisão do Planejamento Conceitos e desafios 03 04 Revisão/avaliação de Indicadores Metodologia

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES ASCOM / UNCISAL / 2016

RELATÓRIO DE ATIVIDADES ASCOM / UNCISAL / 2016 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 PUBLICAÇÕES NAS MÍDIAS ADMINISTRADAS PELA ASCOM EM 2016... 4 CAMPANHAS... 5 FACEBOOK... 12 NÚMERO DE INSERÇÕES MENSAIS NA MÍDIA EXTERNA... 13 ECONOMIA GERADA À INSTITUIÇÃO COM

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DE PROJETO DO CONFEA

PLANO DE AÇÃO DE PROJETO DO CONFEA I Projeto: MODERNIZAÇÃO PARA EXCELÊNCIA EM GESTÃO II Código do Projeto: III Coordenador(a): IV - Tipo de Projeto: ANA FABÍOLA COSTA TORRES Interno Estratégico V Gestor(a): ADILSON JOSÉ DE LARA VI Programa:

Leia mais