HISTÓRICO DAS REVISÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HISTÓRICO DAS REVISÕES"

Transcrição

1 Página 1 de 7 HISTÓRICO DAS REVISÕES REVISÃO DATA DESCRIÇÃO 00 06/02/2015 Emissão inicial 1. OBJETIVO Criar uma sistemática de produção e disseminação de notícias institucionais para os diversos públicos da instituição. 2. CAMPO DE APLICAÇÃO Inspetoria São João Bosco. 3. RESPONSABILIDADES RESPONSÁVEL ATIVIDADES Delegado do SSCS Alinhar as diretrizes e linhas de atuação; Zelar para que as produções mantenham o carisma e filosofia de instituição. Coordenador Alinhar e ajustar as agendas de atividades com as demandas; Direcionar as demandas; Avaliar o conteúdo. Analista Gerenciar o mailing; Apurar as informações; Construir as informações; Assessorar as unidades; Formar salesianos e colaboradores. Profissionais e/ou referências comunicação (unidades da ISJB) de Executar os procedimentos da área de gestão da informação.

2 Página 2 de 7 4. DEFINIÇÕES Assessoria de imprensa: relacionamento e troca de informações com a imprensa. Briefing: é um conjunto de informações (como prazo, escopo objetivo) coletadas em um formulário, para o desenvolvimento de um trabalho. Canais de comunicação: sites, blogs, revistas, jornais. Clipagem: processo de selecionar notícias que fazem menção à instituição e que foram publicadas em jornais, revistas, sites e outros meios de comunicação (como mídias digitais). Clipping: é um arquivo ou documento, resultado da clipagem, que contém todas as notícias e informações da instituição que foram publicadas pelos meios e veículos de comunicação. ISJB: Inspetoria São João Bosco. Notícia: informação que apresenta um acontecimento ou divulga algo novo. Núcleo de Comunicação: profissionais de comunicação que atuam no Centro Inspetorial, em prol de toda a Inspetoria São João Bosco. Mailing: Lista de contatos (canais de comunicação, grupos ou pessoas) que possuem relevância ou interesse na organização. Newsletter: informativo institucional pelo meio digital. Público externo: pessoas e grupos que não possuem vínculo direto com a ISJB. Ex.: parceiros em potencial, ex-salesianos/colaboradores, jovens, etc. Público interno: salesianos e colaboradores.

3 Página 3 de 7 Release: instrumento de comunicação que permite o envio de notícias institucionais para os veículos. SSCS: Sistema Salesiano de Comunicação Social 5. REFERÊNCIAS Manual de comunicação e identidade visual da ISJB, (ISJB, 2012); Manual de assessoria de imprensa, (ISJB, 2014); 6. DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO O gerenciamento das notícias das ISJB (Centro Inspetorial e unidades mantidas) é de competência da área de Comunicação e Marketing. Gerenciar a informação é manter os públicos interno e externo informados sobre as notícias da instituição e manter os gestores informados sobre as notícias e acontecimentos que têm impacto no negócio. Compete aos profissionais da área: Produção de informação (para os canais de comunicação institucional): a) Identificar os acontecimentos da unidade de acordo com a relevância para os públicos específicos; b) Entrar em contato com os responsáveis por esses acontecimentos (salesianos, gestores ou educadores) para a coleta de mais informações; c) Construir o conteúdo jornalísticos de acordo com as informações coletadas: i) Escrever textos com base nas informações coletadas; ii) Produzir, quando possível, fotos de acordo com o contexto da informação. Se não for possível, solicitar aos responsáveis pela notícia, imagens representativas do fato. iii) Atenção ao conteúdo (imagem, texto e voz) relacionado aos jovens da unidade. Verificar se estes possuem o termo de cessão de imagem assinado pelos responsáveis. d) Publicar nos canais de comunicação utilizados pela unidade;

4 Página 4 de 7 i) ISJB (Acontece, Elo Salesiano, site, Facebook e Jornal Mural); ii) Unidades (site da unidade, informativos impressos, newsletter e jornal mural) e) Produzir clipping do que foi publicado; i) Verificar quais canais externos publicaram a notícia, baseado na informação original publicada pela unidade; ii) Imprimir e arquivar as notícias publicadas pelos canais externos. f) Atualizar os indicadores da área; Produção de informação (para os canais de comunicação externos): a Identificar os acontecimentos da instituição de acordo com a relevância para os públicos específicos (imprensa, órgãos públicos e comunidade); b Entrar em contato com os responsáveis por esses acontecimentos (salesianos, gestores e educadores) para a coleta de mais informações; c Construir releases com abordagens específicas para veículos de comunicação e públicos diferentes; i) Escrever textos com base nas informações coletadas; ii) Produzir, quando possível, fotos de acordo com o contexto da informação. Se não for possível, solicitar aos responsáveis pela notícia, imagens representativas do fato. iii) Atenção ao conteúdo (imagem, texto e voz) relacionado aos jovens da unidade. Verificar se estes possuem o termo de cessão de imagem assinado pelos responsáveis. d Enviar os releases para os contatos do mailing¹; o ¹Sobre o mailing: Identificar os veículos de comunicação, grupos e/ou pessoas que tem influência para o negócio; Colher os dados de contato desses grupos e/ou pessoas e arquivá-los de forma ordenada de acordo com os segmentos e grupos, criando assim o mailing; Manter o mailing atualizado anualmente; Manter um bom relacionamento com estas fontes, por meio de contatos e envio de releases regularmente; e Estar à disposição dos veículos e pessoas para fornecer mais informações ou esclarecer dúvidas a respeito dos acontecimentos;

5 Página 5 de 7 f Produzir clipping do que foi publicado; i) Verificar quais canais externos publicaram a notícia, baseado na informação original publicada pelas unidades; g Atualizar os indicadores da área; Apurar notícias: a) Acessar e ler regularmente veículos de comunicação que possuem relevância em âmbito municipal, estadual e nacional e aqueles também que possuem a linha editorial de interesse da instituição; b) Identificar as notícias/acontecimentos que possam ter impacto (positivo ou negativo) no negócio; c) Manter os salesianos gestores informados Assessorar as unidades (Demanda solicitada ao Núcleo de Comunicação): a Nas solicitações para atividades e/ou produtos de comunicação, enviar ao requerente o briefing para ser respondido; i O briefing é um instrumento que auxilia o entendimento da solicitação e servirá para quantificar os atendimentos da área. b Avaliar a demanda com a equipe do Núcleo de Comunicação; c Apresentar à unidade uma proposta de acordo com a demanda solicitada; d Auxiliar e/ou executar a proposta em conjunto com a unidade. e Gerar relatório baseado no briefing e atividade/produto executado Assessorar as unidades (Demanda criada pelo Núcleo de Comunicação): a Acompanhar diariamente as atividades e produções de comunicação das unidades com o intuito de avalia-las; b Avaliar e identificar com a equipe do Núcleo de Comunicação as oportunidades de melhorias ou correções nas atividades e produções das unidades;

6 Página 6 de 7 c Propor aos profissionais e referências de comunicação das unidades melhorias e correções nas atividades, bem como o desenvolvimento de novas ações (por exemplo, a assessoria de imprensa). d Auxiliar as unidades na execução das propostas Formar salesianos e colaboradores: a Avaliar as demandas pontuais por cursos na área de comunicação, solicitadas pelo Sistema Salesiano de Formação. b Avaliar e propor, juntamente com a equipe do Núcleo de Comunicação, a metodologia, conteúdos e enfoques a serem utilizados; c Acompanhar e auxiliar esse público nas atividades pós-formação Monitoramento: (Monitoramento do informativo Acontece) O monitoramento do informativo Acontece é realizado por meio da ferramenta de envio e mensuração All In (serviço terceirizado). a) Dados analisados e ações. i) Dados: Quantidade de s enviados e quantidade de s abertos (pelos destinatários). Ações: (1) Os s que não são abertos são avaliados a procedência (se é um destinatário colaborador ou um destinatário externo); (2) Destinatários internos: avaliar junto a unidade e/ou colaborador os motivos. (3) Destinatários externos: não se aplica. ii) Dias que o informativo é acessado: (1) Nos dias que tiverem mais acessos, monitorar, junto com o setor de Tecnologia da Informação, a estabilidade da internet para não afetar o acesso à informação pelos leitores, sendo que as notícias são todas armazenadas no site. iii) Notícias e informações mais acessadas: (1) Avaliar pelo mapa de notícias mais acessadas, qual são as informações que tem mais adesão pelo público. Com base nestes

7 Página 7 de 7 dados, criar uma linha editorial de acordo com as notícias de maior interesse. 7.REGISTROS APLICÁVEIS Relatório; Indicadores; Clipping; Briefing. ELABORAÇÃO APROVAÇÃO Coordenação de Comunicação e Marketing Delegado SSCS Data: 20/01/2015 Data: 02/03/2015 Nome: Guilherme Tell Barbosa Silva Nome: Ir. Cledson Rodrigues

CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Kélia Jácome Kélia Jácome Silvia Helena Correia Vidal

CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Kélia Jácome Kélia Jácome Silvia Helena Correia Vidal Primeira 1/6 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Kélia Jácome Kélia Jácome Silvia Helena Correia Vidal Marcelo de Sousa Monteiro Michelle Borges C. Cunha HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES EDIÇÃO

Leia mais

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Comunicação. Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº /06 e Nº

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Comunicação. Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº /06 e Nº - REGIMENTO INTERNO Secretaria de Comunicação Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº 12.659/06 e Nº 15.052 I - Secretaria Executiva: - assessorar o Secretário Municipal no exercício de suas atribuições;

Leia mais

Diretriz Nacional de Comunicação. Sistema Unimed

Diretriz Nacional de Comunicação. Sistema Unimed Diretriz Nacional de Comunicação Sistema Unimed Diretriz de Comunicação Definição Política ou Diretriz de Comunicação é um processo articulado de definição de valores, objetivos, diretrizes, normas e estruturas,

Leia mais

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Assessoria de Comunicação Social - ASCOM Petrolina - PE Julho de 2016 2ª Versão Apresentação A Assessoria de Comunicação Social (Ascom) da Univasf tem como

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P.TJAM 67 Planejamento Estratégico Elaborado por: Carla Winalmoller

Leia mais

APEX BRASIL: PARCEIRA DO EXPORTADOR E DO INVESTIDOR

APEX BRASIL: PARCEIRA DO EXPORTADOR E DO INVESTIDOR APEX BRASIL: PARCEIRA DO EXPORTADOR E DO INVESTIDOR 1 ASSESSORIA DE IMPRENSA / RP INTERNACIONAL São Paulo, 17 de maio de 2010 Local: Sheraton WTC São Paulo / SP 2 PONTOS-CHAVE DE DISCUSSÃO Para que serve

Leia mais

Seminário Pais&Filhos. Mês: 02-09/05

Seminário Pais&Filhos. Mês: 02-09/05 Cliente: Seminário Pais&Filhos Mês: 02-09/05 Ações praticadas: 20.04.16 = Elaboração de novo texto e enviado para aprovação. 20.04.16 Recebimento de imagens e contatos de novos patrocinadores do evento

Leia mais

ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A.

ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. CNPJ 60.872.504/0001-23 Companhia Aberta NIRE 35300010230 RELATÓRIO DE ACESSO PÚBLICO GESTÃO INTEGRADA DE RISCO OPERACIONAL, CONTROLES INTERNOS E COMPLIANCE Objetivo Este documento

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA QUALIDADE

GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA QUALIDADE Primeira 1/7 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Marcelo de Sousa Marcelo de Sousa Marcelo de Sousa Silvia Helena Correia Vidal Aloísio Barbosa de Carvalho Neto HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES

Leia mais

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob:

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: 1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: a) visa estabelecer diretrizes sistêmicas aplicáveis à execução do Planejamento Estratégico em vigência, no que se refere às ações de

Leia mais

Parceiros Parceiro Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas

Parceiros Parceiro Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Parceiros Ramo Sistemas Diante do cenário atual (necessidades x investimentos), onde a participação dos parceiros/canais Ramo Sistemas é essencial para o crescimento dos negócios das empresas no Brasil, sugerimos fazer: 1. Mapear

Leia mais

Comunicação Estratégica e Marketing AULA 7. Temas: Jornalismo

Comunicação Estratégica e Marketing AULA 7. Temas: Jornalismo Comunicação Estratégica e Marketing AULA 7 Temas: Jornalismo O Jornalismoé a área da Comunicação Social que lida com a descoberta, a produção e a divulgação de notícias, isto é, o relato de acontecimentos

Leia mais

Associação à Rede Petro BC

Associação à Rede Petro BC Associação à Rede Petro BC O foco da Rede Petro BC é proporcionar a criação de ambientes favoráveis para geração de negócios para seus associados. Atuando como articuladora entre clientes e fornecedores

Leia mais

1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para elaboração e controle dos documentos e registros do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ).

1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para elaboração e controle dos documentos e registros do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ). Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO PROCEDIMENTO DE CONTROLE DE DOCUMENTOS E REGISTROS Responsável: Juliana Maria Gomes de Almeida Alves Cópia Controlada

Leia mais

Autores: Angelo José Rodrigues Lima Salvador 06 de julho de 2016

Autores: Angelo José Rodrigues Lima Salvador 06 de julho de 2016 A situação dos Comitês de Bacias e a necessidade de monitorar o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos a construção do Observatório da Governança das Águas Autores: Angelo José Rodrigues

Leia mais

SABE O QUE O MERCADO? Ideias movimentam o mercado. Ou vai falar que a luz que você teve não fez sua empresa nascer ou sua companhia crescer?

SABE O QUE O MERCADO? Ideias movimentam o mercado. Ou vai falar que a luz que você teve não fez sua empresa nascer ou sua companhia crescer? SABE O QUE O MERCADO? Ideias movimentam o mercado. Ou vai falar que a luz que você teve não fez sua empresa nascer ou sua companhia crescer? Você já teve uma grande ideia, agora pode contar conosco para

Leia mais

PROC. 04 ANÁLISE CRÍTICA

PROC. 04 ANÁLISE CRÍTICA 1 de 7 ANÁLISE CRÍTICA MACROPROCESSO GESTÃO DE PROCESSOS PROCESSO ANÁLISE CRÍTICA ANÁLISE CRÍTICA 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÕES...

Leia mais

Workshop de Gestão de Recursos Humanos Objetivos Gerais Dotar os participantes de técnicas, métodos e instrumentos que vão fazer melhorar o planeamento, o acompanhamento e a Gestão dos Recursos Humanos.

Leia mais

Nº Versão/Data: Validade: /10/2015 OUTUBRO/2016 MKT. 02 CRIAÇÃO MACROPROCESSO MARKETING E COMUNICAÇÃO PROCESSO CRIAÇÃO

Nº Versão/Data: Validade: /10/2015 OUTUBRO/2016 MKT. 02 CRIAÇÃO MACROPROCESSO MARKETING E COMUNICAÇÃO PROCESSO CRIAÇÃO 1 de 9 CRIAÇÃO MACROPROCESSO E COMUNICAÇÃO PROCESSO CRIAÇÃO CRIAÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 Preenchimento do Formulário... 2 4.2 ANÁLISE

Leia mais

Criação do Conhecimento como processo Sintetizador

Criação do Conhecimento como processo Sintetizador Criação do Conhecimento como processo Sintetizador Criação do Conhecimento como Processo Sintetizador Coleta de informações publicadas e não publicadas Coleta de informações externas Coleta de informações

Leia mais

Não Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva

Não Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva 1. HISTÓRICO DE REVISÕES Revisão: 02 Página 1 de 6 DATA REVISÃO RESUMO DE ALTERAÇÕES 20/08/2013 00 Emissão inicial 21/08/2014 01 03/12/2015 02 Definição mais clara da sistemática de tratativa de cargas

Leia mais

Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública

Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública Kalyne Menezes, mskalyne@gmail.com, UFG Daiana Stasiak, daiastasiak@gmail.com, UFG Silvana Coleta, silvanacoleta@gmail.com, UFG Marcelo

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições regimentais,

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições regimentais, PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 38/2016 Define a Política de Gerenciamento da Central de Serviços de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL

Leia mais

PROJETO DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA. Por Débora Horn Assessoria de Comunicação da Anprotec

PROJETO DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA. Por Débora Horn Assessoria de Comunicação da Anprotec PROJETO DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA Por Débora Horn Assessoria de Comunicação da Anprotec A RELATA A Relata Editorial tem por objetivo apoiar empresas e entidades na gestão do processo de comunicação com

Leia mais

PROGRAMA REDE COLABORATIVA DE DIVULGAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DOS PRODUTOS DA COOPERATIVA DE MÚSICA. Apresentação

PROGRAMA REDE COLABORATIVA DE DIVULGAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DOS PRODUTOS DA COOPERATIVA DE MÚSICA. Apresentação PROGRAMA REDE COLABORATIVA DE DIVULGAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DOS PRODUTOS DA COOPERATIVA DE MÚSICA Apresentação PROGRAMA REDE COLABORATIVA DE DIVULGAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DOS PRODUTOS DA COOPERATIVA DE MÚSICA

Leia mais

Abertura dos envelopes: Dia 13/03/12 às 15h00 A proposta vencedora será divulgada no site na data 13/03/12 LICITAÇÃO

Abertura dos envelopes: Dia 13/03/12 às 15h00 A proposta vencedora será divulgada no site  na data 13/03/12 LICITAÇÃO CARTA-CONVITE 002.2012 Publicação: 01/03/2012 Prazo para recebimento das propostas: De 01/03/12 a 09/03/12 as 18h00 Envio de propostas para: Rua Pais de Araújo, 29 Cj. 42/43 Itaim Bibi São Paulo SP 04531-090

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Chefe do Serviço de Gestão do Desempenho (SEGED) Analisado por: Diretor do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DEDEP) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria-Geral de Gestão de Pessoas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO TREINAMENTO A DISTÂNCIA. Versão Data Nome do autor Comentários

MANUAL DE INSTRUÇÃO TREINAMENTO A DISTÂNCIA. Versão Data Nome do autor Comentários MANUAL DE INSTRUÇÃO TREINAMENTO A DISTÂNCIA Histórico de Versão do Documento Versão Data Nome do autor Comentários 1.0 23/06/2013 Juliana 2.0 10/03/2014 Maria Lúcia Índice 1 Fluxo do Subprocesso...03 2

Leia mais

Agosto 2012. Gestão Social Estratégia para Gerar Resultados

Agosto 2012. Gestão Social Estratégia para Gerar Resultados Agosto 2012 Gestão Social Estratégia para Gerar Resultados Objetivo Compartilhar com o grupo uma postura de planejamento positiva para que a regionais da FEMAMA consigam atingir o seu objetivo, e desta

Leia mais

introdução ao marketing - gestão do design

introdução ao marketing - gestão do design introdução ao marketing - gestão do design Universidade Presbiteriana Mackenzie curso desenho industrial 3 pp e pv profa. dra. teresa riccetti Fevereiro 2009 A gestão de design, o management design, é

Leia mais

A Dinamize Impacto nas vendas. Aumento de resultado. Crescimento do número de leads. Engajamento da base. São essas consequências que nossos clientes buscam quando procuram a Dinamize e suas soluções de

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PO Procedimento Operacional

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PO Procedimento Operacional E AÇÃO PREVENTIVA PO. 09 10 1 / 5 1. OBJETIVO Descrever a forma como o produto ou serviço não conforme deve ser controlado, a fim de se prevenir a sua utilização ou entrega não intencional ao cliente.

Leia mais

7ª Conferência da Qualidade de Software e Serviços

7ª Conferência da Qualidade de Software e Serviços 7ª Conferência da Qualidade de Software e Serviços Principais Alterações e Benefícios da ISO 9001:2015 Sócio-Diretor da ASR Consultoria e Assessoria em Qualidade. Formado em Eng. Mecânica pela FEI e Pós-graduado

Leia mais

Treinamento Cadastro Positivo Empresas. Junho/15

Treinamento Cadastro Positivo Empresas. Junho/15 Treinamento Cadastro Positivo Empresas Junho/15 Agenda 1 Lei do Cadastro Positivo 2 O compartilhamento de dados hoje 3 O que muda no Relato com a lei 4 Prazos e Ações 5 Próximos Passos 2 O que é Cadastro

Leia mais

Código: MSFC-P-004 Versão: 05 Emissão: 10/2011 Última Atualização em: 02/2016

Código: MSFC-P-004 Versão: 05 Emissão: 10/2011 Última Atualização em: 02/2016 Política de Controles Internos Código: MSFC-P-004 Versão: 05 Emissão: 10/2011 Última Atualização em: 02/2016 OBJETIVO Garantir a aplicação dos princípios e boas práticas da Governança Corporativa, e que

Leia mais

Material de Apoio. Portal de Atendimento Betha Sistemas

Material de Apoio. Portal de Atendimento Betha Sistemas Material de Apoio Portal de Atendimento Betha Sistemas Sumário 1. Portal de Atendimento Cliente Betha 1.1. Como realizar o acesso ao novo Portal de Atendimento 1.2. Como abrir um chamado pelo Portal de

Leia mais

PROCEDIMENTO DE CONTROLE DE REGISTROS

PROCEDIMENTO DE CONTROLE DE REGISTROS APROVAÇÃO: PÁGINA : 1/5 CONTROLE DE REVISÕES: Revisão Data Itens modificados Observações 00 13.02.2006 - - 01 18.06.2007 - - PÁGINA : 2/5 1. OBJETIVO Este procedimento descreve a sistemática estabelecida

Leia mais

Política de Comunicação do IFRS: conceito, metodologia e participação. Wilson da Costa Bueno Bento Gonçalves/RS 05/03/2015

Política de Comunicação do IFRS: conceito, metodologia e participação. Wilson da Costa Bueno Bento Gonçalves/RS 05/03/2015 Política de Comunicação do IFRS: conceito, metodologia e participação Wilson da Costa Bueno Bento Gonçalves/RS 05/03/2015 Conceito Política de Comunicação é o conjunto sistematizado de princípios, valores,

Leia mais

PQ /04/

PQ /04/ PQ.06 03 02/04/2013 1-5 1. OBJETIVO Estabelecer sistematica para o processo de solicitação, análise crítica e preparação para a avaliação da conformidade. 2. DEFINIÇÕES Modelo de Avaliação da Conformidade:

Leia mais

Comunicação no Banco Central

Comunicação no Banco Central Comunicação no Banco Central Nossa pauta Por que se comunicar Comunicação corporativa como campo de trabalho Produtos e veículos de comunicação no Banco Central Bons produtos e bons resultados Dificuldades

Leia mais

Política de Auditoria Interna

Política de Auditoria Interna Política de Auditoria Interna 22 de outubro 2013 Define a missão, a independência, a objetividade, as responsabilidades e regulamenta a função da auditoria interna. ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. PÚBLICO ALVO...

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2010 Sistema de Gestão da Qualidade - 1 - SUMÁRIO 1. - Introdução.... 3 2. - Metodologia.... 3 2.1 - Amostragem e

Leia mais

Sistema de Gestão pela Qualidade Total

Sistema de Gestão pela Qualidade Total Sistema de Gestão pela Qualidade Total Marketing Márcia Elisa Garcia de Grandi megrandi@usp.br Rosa Maria Fischi rmfzani@usp.br Marketing Definições Marketing é a entrega de satisfação para o cliente em

Leia mais

DELIBERAÇÃO CRF-RJ nº706 / 2010

DELIBERAÇÃO CRF-RJ nº706 / 2010 DELIBERAÇÃO CRF-RJ nº706 / 2010 Aprova o Regulamento das Câmaras Técnicas do CRF-RJ e dá outras providências. O ESTADO DO RIO DE JANEIRO / CRF-RJ, no uso de suas atribuições legais e em conformidade com

Leia mais

Certificação ISO

Certificação ISO Sistema de Gestão Ambiental SGA Certificação ISO 14.000 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL - SGA Definição: Conjunto de ações sistematizadas que visam o atendimento das Boas Práticas, das Normas e da Legislação

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES - MÍDIAS DIGITAIS. Inserção / Atualização de eventos no site e portais Atualização/ Inserção de conteúdo em várias páginas

FLUXO DE ATIVIDADES - MÍDIAS DIGITAIS. Inserção / Atualização de eventos no site e portais Atualização/ Inserção de conteúdo em várias páginas FLUXO DE ATIVIDADES - MÍDIAS DIGITAIS ATUALIZAÇÕES NO SITE E PORTAIS: Inserção / Atualização de eventos no site e portais Atualização/ Inserção de conteúdo em uma página Atualização/ Inserção de conteúdo

Leia mais

Anexo I, da Portaria nº 142/2014

Anexo I, da Portaria nº 142/2014 Anexo I, da Portaria nº 142/2014 MANUAL DE USO DO CADASTRO DE VEÍCULOS DE DIVULGAÇÃO DA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA (Midiacad) Conteúdo OBJETIVO:... 2 USUÁRIOS DO MIDIACAD:...

Leia mais

REGIMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - IFNMG CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

REGIMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - IFNMG CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA REGIMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO - IFNMG CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Art. 1º O Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) é o órgão responsável por gerir a política de propriedade

Leia mais

Regimento Interno da Auditoria Interna Regimento Interno

Regimento Interno da Auditoria Interna Regimento Interno da Auditoria Interna da Auditoria Interna Versão 1.0 Data de criação 08/06/2015 Data de modificação N/A Tipo de documento Índice 1. Objetivo... 4 2. Atuação... 4 3. Missão da Auditoria Interna... 4 4.

Leia mais

ÍNDICE. Desenvolvimentos das atividades do Curso, Seminário e Simpósio e de formação...24 a 27

ÍNDICE. Desenvolvimentos das atividades do Curso, Seminário e Simpósio e de formação...24 a 27 3 Convênio 027/2015 4 ÍNDICE Apresentação do Projeto... 6 Objetivo...7 Justificativa...8 e 9 Metodologia...10 e 11 Marco Legal...12 Cidades Contempladas...13 Pessoas Beneficiadas...14 Parceiros...15 Cronograma

Leia mais

Sumário. 2 Primeiro acesso/trocar de senha 8

Sumário. 2 Primeiro acesso/trocar de senha 8 Manual do Usuário Sumário 1 Login 5 1.1 Entrar no sistema 5 1.2 Esqueci minha senha 5 1.3 Solicitar acesso 5 1.3.1 Tela de Solicitação de Acesso 6 1.3.2 Preencher informações do solicitar acesso 7 1.4

Leia mais

Intranet: solução que otimiza a comunicação interna na sua Unimed

Intranet: solução que otimiza a comunicação interna na sua Unimed Intranet: solução que otimiza a comunicação interna na sua Unimed Um pouco sobre o Portal O Portal Unimed é uma empresa de tecnologia, responsável por fornecer soluções web, contribuindo para a comunicação,

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DE PROJETO DO CONFEA

PLANO DE AÇÃO DE PROJETO DO CONFEA I Projeto: MODERNIZAÇÃO PARA EXCELÊNCIA EM GESTÃO II Código do Projeto: III Coordenador(a): IV - Tipo de Projeto: ANA FABÍOLA COSTA TORRES Interno Estratégico V Gestor(a): ADILSON JOSÉ DE LARA VI Programa:

Leia mais

O site da minha empresa precisa ser atualizado?

O site da minha empresa precisa ser atualizado? O site da minha empresa precisa ser atualizado? Já sabemos a alguns anos que a presença digital é realidade e que vem crescendo cada vez mais. Neste cenário estar bem posicionado na web é obrigação das

Leia mais

Normas ISO:

Normas ISO: Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Normas ISO: 12207 15504 Prof. Luthiano Venecian 1 ISO 12207 Conceito Processos Fundamentais

Leia mais

A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000

A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000 1. A Norma NBR ISO 9001:2000 A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000 A ISO International Organization for Standardization, entidade internacional responsável

Leia mais

Sobre a nova minha UFOP

Sobre a nova minha UFOP Sobre a nova minha UFOP A minha UFOP está com um novo visual. Foi criada uma nova interface, mais bonita, ágil e intuitiva para facilitar a utilização de nossos usuários. Esse tutorial visa mostrar as

Leia mais

Gestão de Eventos. 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 04

Gestão de Eventos. 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 04 Gestão de Eventos 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 04 Sumário GESTÃO DE EVENTOS 1 Apresentação.3 GESTÃO DE EVENTOS.4 Elementos do processo

Leia mais

Implantando Pontos de Função com PSM

Implantando Pontos de Função com PSM Implantando Pontos de Função com PSM Diana Baklizky & Cecília Techy diana@metricas.com.br cecilia@metricas.com.br ti MÉTRICAS R. Domingos de Morais, 2243/36 São Paulo, SP Brasil www.metricas.com.br 1 Agenda

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA Procedência: MMA Processo: 02000.003128/2007-35 Data: julho de 2008 Assunto: Cadastro Nacional de Coletivos Educadores para Territórios

Leia mais

Analista de Negócio 3.0

Analista de Negócio 3.0 Estudo de Caso A industria Santos é uma empresa siderúrgica que possui duas plantas industriais em dois municípios do interior de Minas Gerais. A sede da empresa fica no estado de São Paulo, na cidade

Leia mais

SISTEMA DE DESEMPENHO DA NAVEGAÇÃO - SDN

SISTEMA DE DESEMPENHO DA NAVEGAÇÃO - SDN AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS SUPERINTENDÊNCIA DE NAVEGAÇÃO INTERIOR Gerência de Desenvolvimento e Regulação da Navegação Interior SISTEMA DE DESEMPENHO DA NAVEGAÇÃO - SDN MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DAS ATIVIDADES ESTÁGIOSUPERVISIONADO INTEGRADO AO TRABALHO DE CURSO Colegiado: -Validar o

Leia mais

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE CAPITAL Resolução 3.988/2011. Área Responsável: Risco de Crédito e Capital Gerência de Capital

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE CAPITAL Resolução 3.988/2011. Área Responsável: Risco de Crédito e Capital Gerência de Capital ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE CAPITAL Área Responsável: Risco de Crédito e Capital Gerência de Capital Sumário RELATÓRIO DE ACESSO PÚBLICO ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE CAPITAL... 3 1. INTRODUÇÃO... 3

Leia mais

Para acessar o novo Portal do SAEPRO digite em seu navegador de internet: saepro.jundiai.sp.gov.br

Para acessar o novo Portal do SAEPRO digite em seu navegador de internet: saepro.jundiai.sp.gov.br Para acessar o novo Portal do SAEPRO digite em seu navegador de internet: saepro.jundiai.sp.gov.br Você também pode acessar o portal SAEPRO a partir do portal da Prefeitura do Município de Jundiaí. O ícone

Leia mais

Processo de Gerenciamento do Catálogo de Serviços de TIC

Processo de Gerenciamento do Catálogo de Serviços de TIC de TIC Escritório de Gerenciamento de Processos de Tecnologia da Informação e Comunicação EGPr-TIC João Pessoa 2016 Versão 1.0 Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região Desembargador Presidente Ubiratan

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SOLICITA SISTEMA DE SOLICITAÇÃO DE ACESSO Manual de Usuário. Versão 1.0

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SOLICITA SISTEMA DE SOLICITAÇÃO DE ACESSO Manual de Usuário. Versão 1.0 SOLICITA SISTEMA DE SOLICITAÇÃO DE ACESSO Manual de Usuário Versão 1.0 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 05/08/2016 1.0 Criação do Artefato Eliene Carvalho MAPA/SE/SPOA/CGTI. Página 2 de

Leia mais

REGULAMENTO DA GERÊNCIA DE SERVIÇOS DO IMA/UFRJ

REGULAMENTO DA GERÊNCIA DE SERVIÇOS DO IMA/UFRJ REGULAMENTO DA GERÊNCIA DE SERVIÇOS DO IMA/UFRJ O presente regulamento visa estabelecer normas, procedimentos de funcionamento e atividades atribuídas à Gerência de Serviços, conforme estabelecido no Capítulo

Leia mais

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS Escolaridade de nível superior de acordo com a NOB/RH/2006

Leia mais

20 anos publicidade propaganda design produção de imagem CRIATIVA RÁPIDA

20 anos publicidade propaganda design produção de imagem CRIATIVA RÁPIDA PUBLICIDADE CAMPINAS Atuando há mais de 20 anos no Mercado de Campinas e Região e oferecendo soluções em publicidade, propaganda, design (criação de sites) e produção de imagem (arte gráfica). Nossas soluções

Leia mais

PORTAL DA ASSESSORIA DE GESTÃO DE PESSOAS/CRSLESTE

PORTAL DA ASSESSORIA DE GESTÃO DE PESSOAS/CRSLESTE PORTAL DA ASSESSORIA DE GESTÃO DE PESSOAS/CRSLESTE 1 - TÍTULO DO PROJETO: Portal da Assessoria de Gestão de Pessoas da CRSLeste 2 - INSTITUIÇÃO EXECUTORA: Assessoria de Gestão de Pessoas da Coordenadoria

Leia mais

Reflexão sobre a importância do papel do comunicador em uma organização de saúde

Reflexão sobre a importância do papel do comunicador em uma organização de saúde Reflexão sobre a importância do papel do comunicador em uma organização de saúde Reflexões Quem é o comunicador? Para quem ele comunica hoje? O que ele comunica? Como ele comunica? Quem é o comunicador?

Leia mais

Regulamento do MUNICIÊNCIA Municípios Inovadores

Regulamento do MUNICIÊNCIA Municípios Inovadores Regulamento do MUNICIÊNCIA Municípios Inovadores. Introdução MuniCiência Municípios Inovadores é uma iniciativa criada pela CNM para identificar, analisar, promover e compartilhar projetos inovadores adotados

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES ASCOM / UNCISAL / 2016

RELATÓRIO DE ATIVIDADES ASCOM / UNCISAL / 2016 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 PUBLICAÇÕES NAS MÍDIAS ADMINISTRADAS PELA ASCOM EM 2016... 4 CAMPANHAS... 5 FACEBOOK... 12 NÚMERO DE INSERÇÕES MENSAIS NA MÍDIA EXTERNA... 13 ECONOMIA GERADA À INSTITUIÇÃO COM

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade 1. Introdução 1.1 Estamos empenhados em guardar com segurança a privacidade dos visitantes do nosso site; nesta política, vamos explicar como vamos tratar a sua informação pessoal.

Leia mais

Renata Benevides e Karla Rodrigues

Renata Benevides e Karla Rodrigues Resultado da união profissional das jornalistas Renata Benevides e Karla Rodrigues, a Capuchino Press traz a experiência de quem já esteve do outro lado da imprensa, trabalhando em jornais, TVs e revistas.

Leia mais

Propostas editoriais para publicações informativas e de autoria dos 27 Conselhos de Educação vinculados ao FNCEE

Propostas editoriais para publicações informativas e de autoria dos 27 Conselhos de Educação vinculados ao FNCEE Propostas editoriais para publicações informativas e de autoria dos 27 Conselhos de Educação vinculados ao FNCEE Apresentação: Profº Francisco José Carbonari Vice Presidente - Região Sudeste As publicações:

Leia mais

Processos de Gerenciamento de Projetos. Parte 02. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza

Processos de Gerenciamento de Projetos. Parte 02. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza Processos de Gerenciamento de Projetos Parte 02 CSE-301 / 2009 / Parte 02 Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301 Docente: Petrônio Noronha de Souza Curso: Engenharia e Tecnologia Espaciais Concentração:

Leia mais

EDITAL CIPE 008/2016 CADASTRO E RECADASTRO DE PLANO DE TRABALHO DE PROJETO DE PESQUISA

EDITAL CIPE 008/2016 CADASTRO E RECADASTRO DE PLANO DE TRABALHO DE PROJETO DE PESQUISA EDITAL CIPE 008/2016 CADASTRO E RECADASTRO DE PLANO DE TRABALHO DE PROJETO DE PESQUISA A Faculdade Especializada na Área de Saúde do Rio Grande do Sul (FASURGS), autorizada pela Portaria do MEC Nº 1.220,

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 019/2011. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das suas atribuições legais, e considerando:

ATO NORMATIVO Nº 019/2011. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das suas atribuições legais, e considerando: ATO NORMATIVO Nº 019/2011 Disciplina o uso do correio eletrônico no Ministério Público do Estado da Bahia. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das suas atribuições legais, e considerando:

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGOCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM

Leia mais

NOVO PORTAL DA UFS EDITOR

NOVO PORTAL DA UFS EDITOR NOVO PORTAL DA UFS EDITOR Universidade Federal de Sergipe Núcleo de Tecnologia da Informação 2016 www.manuais.ufs.br NTI - 2105-6583 / 2105-6584 ASCOM 2105-6433 / comunica@ufs.br Novo portal Editor. Objetivo

Leia mais

1ª Jornada Internacional da Gestão Pública. O caso MDIC. BRASÍLIA (DF), 13 de março de 2013

1ª Jornada Internacional da Gestão Pública. O caso MDIC. BRASÍLIA (DF), 13 de março de 2013 1ª Jornada Internacional da Gestão Pública O caso MDIC BRASÍLIA (DF), 13 de março de 2013 ANTECEDENTES INÍCIO DE 2011 Contexto de mudança de Governo; Necessidade de diagnóstico organizacional; Alinhamento

Leia mais

Projeto Arte e Publicidade Plano de Comunicação

Projeto Arte e Publicidade Plano de Comunicação Projeto Arte e Publicidade Plano de Comunicação ASSESSORIA DE IMPRENSA O projeto Arte e Publicidade - Uma viagem através da Bauhaus: o estudo de composições e texturas das cores contará com uma completa

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec ETEC: PAULINO BOTELHO EXTENSÃO ARLINDO BITTENCOURT Código: 092-2 Município: SÃO CARLOS Eixo tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO

Leia mais

PROPOSTA DE PREÇO COM APOSTILAMENTO (2015)

PROPOSTA DE PREÇO COM APOSTILAMENTO (2015) 1 PROPOSTA DE PREÇO COM APOSTILAMENTO (2015) REAJUSTE DOS SERVIÇOS PRESVISTO NO CONTRATO 41/2013, DE ACORDO COM O ACRESCIMO DE R$ 224.469,18, TOTALIZANDO NOVO VALOR DO CONTRATO DE R$ 4.412.326,99. Planilha

Leia mais

O blog que só mostra o que a Região Serrana do Rio tem de melhor para oferecer!

O blog que só mostra o que a Região Serrana do Rio tem de melhor para oferecer! O blog que só mostra o que a Região Serrana do Rio tem de melhor para oferecer! O BLOG APRESENTAÇÃO: Bem-vindo a era da interatividade e do marketing de conteúdo. Só na internet você pode expor sua marca

Leia mais

PROJETOS 2013 PROPOSTAS DE PATROCÍNIOS

PROJETOS 2013 PROPOSTAS DE PATROCÍNIOS PROJETOS PROPOSTAS DE PATROCÍNIOS CHINA-BRAZIL UPDATE Publicação que tem por objetivo monitorar os anúncios de investimentos mútuos, divulgar iniciativas desenvolvidas por diversas instituições no Brasil

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014 APRESENTAÇÃO DO CEBC 201 QUEM SOMOS FUNDADO EM 200, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA,

Leia mais

Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho do Senado Federal. O papel da informação e da Biblioteca do Senado Federal no Assessoramento Legislativo

Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho do Senado Federal. O papel da informação e da Biblioteca do Senado Federal no Assessoramento Legislativo Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho do Senado Federal O papel da informação e da Biblioteca do Senado Federal no Assessoramento Legislativo HELENA CELESTE VIEIRA Diretora da Subsecretaria de Pesquisa

Leia mais

A COMUNICAÇÃO INTERNA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO USINA CORURIPE

A COMUNICAÇÃO INTERNA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO USINA CORURIPE A COMUNICAÇÃO INTERNA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO USINA CORURIPE APRESENTAÇÃO: Anderson Tsuchida Jornalista, Publicitário e Pós Graduado em Comunicação Empresarial Por que a Comunicação Interna é tão

Leia mais

Gerenciamento das Partes Interessadas (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento das Partes Interessadas (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento das Partes Interessadas (PMBoK 5ª ed.) Este é o capítulo 13 do PMBoK e é uma área muito importante para o PMI, pois antes de levar em consideração o cumprimento dos prazos, orçamento e qualidade,

Leia mais

PROCEDIMENTO Sistemática de Tratamento de Reclamações, Acidentes/Incidentes e Faltas Graves

PROCEDIMENTO Sistemática de Tratamento de Reclamações, Acidentes/Incidentes e Faltas Graves 1 de 2 Objetivo: Definir a sistemática das atividades relacionadas com o tratamento de reclamações, acidentes e incidentes e faltas graves das partes interessadas dentro do Sistema Qualinstal. 1. Aplicação:

Leia mais

II CONCURSO REGIONAL ABRACOPEL DE REDAÇÃO E DESENHO Eletricidade com segurança

II CONCURSO REGIONAL ABRACOPEL DE REDAÇÃO E DESENHO Eletricidade com segurança II CONCURSO REGIONAL ABRACOPEL DE REDAÇÃO E DESENHO Eletricidade com segurança Objetivo principal: incentivar a participação de crianças, adolescentes e professores no desenvolvimento dos conceitos de

Leia mais

Primeira Edição: 23/08/2010 Página 1 de 7 Revisão 02 AÇÃO CORRETIVA E PREVENTIVA PROCEDIMENTO

Primeira Edição: 23/08/2010 Página 1 de 7 Revisão 02 AÇÃO CORRETIVA E PREVENTIVA PROCEDIMENTO Página 1 de 7 REGISTRO DE ALTERAÇÕES REV. DATA ALTERAÇÃO EFETUADA 00 23/08/2010 Emissão do Documento 01 05/11/2010 Junção e POP.ADM.008, revisão do procedimento 02 08/11/2011 Alteração da logomarca Claudiane

Leia mais

Sistema de Gestão do Processo de Certificação ABNT (CERTO) Guia do Auditor

Sistema de Gestão do Processo de Certificação ABNT (CERTO) Guia do Auditor Pag. Nº 1/23 SUMÁRIO 1 Comentários Gerais 2 Login 3 Segurança do Sistema 4 Área Principal 5 Ferramentas de comunicação 6 Solicitação de serviço: identificação da auditoria 7 Solicitação de serviço: documentos

Leia mais

A Feira. Powergrid Brasil 2014 Feira e Congresso de Energia - Tecnologia, Infraestrutura e Eficiência Energética

A Feira. Powergrid Brasil 2014 Feira e Congresso de Energia - Tecnologia, Infraestrutura e Eficiência Energética Post Show Report A Feira Powergrid Brasil 2014 Feira e Congresso de Energia - Tecnologia, Infraestrutura e Eficiência Energética 16 a 19 set 2014 Local: Expoville/Joinville - SC Apresentação Principais

Leia mais

PLANO DA QUALIDADE (MAPEAMENTO DOS ELEMENTOS DO PROCESSO)

PLANO DA QUALIDADE (MAPEAMENTO DOS ELEMENTOS DO PROCESSO) Página: 1 de 5 NOME DO PROCESSO: GESTÃO DOCUMENTAL SUBPROCESSO: Controle de Documentos do. 1. Objetivos do Processo. Principais benefícios e razão da existência do processo, vinculando-o à Política e Objetivos

Leia mais

REGISTRAR NÃO CONFORMIDADE HISTÓRICO DE REVISÕES. Elaborado por: Saada Chequer. Próxima revisão: após 1 ano da ultima aprovação

REGISTRAR NÃO CONFORMIDADE HISTÓRICO DE REVISÕES. Elaborado por: Saada Chequer. Próxima revisão: após 1 ano da ultima aprovação REGISTRAR NÃO CONFORMIDADE HISTÓRICO DE REVISÕES Data Revisão Descrição da Revisão 00 Emissão Inicial 15/03/2013 01 Item 5.4 Revisão das Notas Elaborado por: Revisado por: Marcela Garrido Saada Chequer

Leia mais