Panorama da Industrialização do Pescado. Arno Soares Seerig Gerente de Produção

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Panorama da Industrialização do Pescado. Arno Soares Seerig Gerente de Produção"

Transcrição

1 Panorama da Industrialização do Pescado Arno Soares Seerig Gerente de Produção Cuiabá, 18 de outubro de 2014

2 Introdução O Brasil é um país que reúne excelentes condições para o desenvolvimento da Piscicultura; Clima favorável Grande abundância de recursos hídricos Espécies nativas com potencial zootécnico Grande mercado consumidor de carne de peixes

3 Introdução Segundo o Ministério da Pesca e Aquicultura a meta é incentivar a produção nacional para que, em 2030, o Brasil alcance a expectativa da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e se torne um dos maiores produtores do mundo, com 20 milhões de toneladas de pescado por ano. Para isso teríamos de aumentar a produção em 1581%!!

4 B a

5 a

6

7

8 Fonte de dados: SEIF/MPA/2013

9 Espécies Produzidas O estímulo para a produção de espécies exóticas está relacionado principalmente à existência de informações básicas para a criação.

10 Mar e Terra e o nosso negócio A Mar & Terra é uma empresa especializada na criação e processamento de espécies de peixes nativos brasileiros, como o Pintado e o Pacu, provenientes da região do Pantanal, e o Pirarucu e o Tambaqui, da Amazônia.

11 Missão Acreditamos na piscicultura, pois através do desenvolvimento de tecnologias de produção inovadoras e responsáveis, representam uma alternativa que permite diminuir a pressão da pesca predatória sobre os estoques naturais destas espécies e garante um suprimento estável para o consumidor.

12 Estrutura Atualmente opera com dois frigoríficos, um está localizado no município de Itaporã-MS e o outro no município de Buritama-SP. O processamento é desenvolvido por uma equipe altamente treinada e qualificada em tecnologia de pescados e monitorado e fiscalizado pelo programa APPCC (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controles) e pelo SIF 2985.

13

14 Fazenda de Engorda Possui fazenda de engorda localizada no município de Itaporã MS, com uma lâmina de água de 150 ha e capacidade de produção de 600 ton/ciclo.

15 Fazenda Mar & Terra em Itaporã - MS

16 Laboratório de Produção de Alevinos Possui laboratório de produção de Alevinos, localizado no município de Pimenta Bueno RO, focada na produção de alevinos de pintado da Amazônia e Pirarucu.

17 Vista aérea do laboratório de reprodução

18 Porcentagem das espécies processadas na M&T % 43% 26% 25% Pirarucu Pintado Tambaqui Tilápia

19 Espécies

20 Pintado

21 Pintado Características zootécnicas; Principais gargalos; Sistemas de produção; Mercado

22 Produção própria de Alevinos de Pintado Produção de Alevinos de Pintado M&T

23 Crescimento

24 Custo de Produção

25 Rendimentos Tipos de corte Aproveitamento (%) Peixe inteiro 100 Peixe eviscerado 86 Postas 66 Filé inteiro C/pele 46 Filé inteiro S/pele 40 Filé C/pele 35 Filé S/pele 29 Filé Mignon 10

26 Filé com pele 35% de rendimento

27

28 Filé sem pele 29% de rendimento

29 Filé inteiro sem pele 40% de rendimento

30 Filé Mignon 10 % de rendimento

31 Postas 66 % de rendimento

32

33

34 Mercado Ponto e Vírgula mercado restrito a algumas redes de restaurantes de alta gastronomia e alguns clientes na Europa e Estados Unidos. Pintado Amazônico, atinge a maior parte do mercado interno, principalmente grandes redes de supermercados e centros urbanos. Mercado Externo Os volumes ainda são modestos, principalmente por o pintado ser um peixe de couro, ele é associado ao Cat Fish (peixe de menor valor agregado)

35 Tambaqui

36 Tambaqui Características zootécnicas; Principais gargalos; Sistemas de produção; Mercado

37 Rendimentos Tipos de Corte Aproveitamento ( %) Peixe inteiro 100 Peixe eviscerado 87 Banda 43 Costela com lombo 35 Costela C/ pele 24 Costela S/ pele 21

38 Banda 43 % de rendimento

39 Costelinha com lombo 35 % de rendimento

40

41 FEIRA DE BRUXELAS ANO 2011 Seafood Prix d Elite Winner BEST NEW FOODSERVICE PRODUCT

42 Tambaqui Mercado Interno Principalmente peixe inteiro e alguns tipos de corte como lombo e costelinha e atinge de pequenos a grandes centros urbanos. Mercado de Manaus Busca peixes inteiros acima de 4Kg com alto valor agregado Mercado Externo Com grande potencial, porém atualmente está restrito a exportação de cortes como a Costelinha.

43

44 Pirarucu

45 Pirarucu Características zootécnicas; Principais gargalos; Sistemas de produção; Mercado

46 Produção de Alevinos Produção de Alevinos Pirarucu M&T 2011/ / / /2015

47 Evolução do Processamento de PIRARUCU ano TONELADAS PROCESSADAS ANO

48 Qualidade de Carne

49 Composição centesimal de algumas espécies água doce INFORMAÇÃO NUTRICIONAL DIFERENTES CORTES E ESPÉCIES - PORÇÃO DE 100 g Quantidade por porção F.Pirar.c/ P. F.Pirar.s/ P. F. Til.s/ P. L. Pac.s/ P. Cost. Pacu F.Pint.c/ P. F.Pint.s/ P. Valor energético 117 Kcal 102 Kcal 80 Kcal 218 Kcal 203 Kcal 109 Kcal 138 Kcal Proteínas 16 g 18 g 17,6 g 14,6 g 16,7 g 18,3 g 18,1 g Gorduras Totais 4,6 g 2,8 g 1,1 g 16,8 g 14,7 g 3,6 g 3,2 g Gorduras Saturadas 1,6 g 1,1 g 0,5 g 5,7 g 4,9 g 1,5 g 0,7 g Sódio 58 mg 89 mg 31 mg 31 mg 33 mg 40 mg 42 mg

50 Ausência espinha intramuscular

51 Abate

52 Valores médios, de pirarucus insensibilizados e não insensibilizados INSENSIBILIZADO NÃO INSENSIBILIZADO ph 6,53 6,13 T C 3,9 3,8 Cor creme claro creme opaco Textura firme, lisa friável, flácida Brilho com sem

53 INSENSIBILIZADO NÃO INSENSIBILIZADO

54 Pirarucus Magros / Doentes

55 Filé de pirarucu saudável Filé de pirarucu magro

56 Rendimentos RENDIMENTO DO PIRARUCU CABEÇA 10,4% VÍSCERAS 6,0% COSTELA + OSSO OPÉRCULO 7,4% NADADEIRAS 3,5% CARCAÇA 6,2% RETALHO 0,6% PELE 8,0% ESCAMA 6,0% ESPINHA 0,7% FILÉ INTEIRO 50,8% FILÉ INTEIRO FILÉ DE LOMBO 21% FILÉ MIGNON 30%

57 Pirarucu Inteiro Fresco Pirarucu Eviscerado = 94%

58 Pirarucu Eviscerado sem escama e sem cabeça = 78% Bandas com pele = 60%

59 Filé de Lombo sem Pele 18%

60 Filé Mignon 28% de rendimento

61 Salga

62 Pele e escamas

63

64 Pirarucu Mercado Interno Em desenvolvimento, dificuldade em desenvolver o mercado principalmente devido ao elevado valor da carne. Atende principalmente os grandes centros urbanos. Mercado Externo Com grande potencial, porém há algumas regulamentações a serem seguidas para viabilizar as exportações.

65 FOODEX JAPÃO 2012

66 Mar & Terra no ano de 2009 inicia processamento e tenta exportar pirarucu (grande demanda); Em 21/12/2011 MPA e IBAMA publicam IN 001 Cadastramento do Plantel de Matrizes de Pirarucu; Em setembro de 2012 fazendas são vistoriadas pelo MPA/IBAMA e em novembro 2012, Certificados Cadastramento Plantel Matrizes de Pirarucu; Em 20/09/2013 primeira exportação de 1 container com 16 ton de filés inteiros de pirarucu para Whole Food Market EUA.

67

68 Conclusões O Brasil apresenta grande potencial para se tornar um dos maiores produtores de pescado no mundo, porém é necessário o desenvolvimento de pacotes tecnológicos de produção, principalmente para as espécies nativas. Isso somente será possível através de uma integração entre os diversos elos da cadeia produtiva, tornando essa tecnologia disponível para todos os setores da aquicultura desde pequenos a grande produtores.

69 MUITO OBRIGADO Arno Soares Seerig Gerente de Produção tel tel

SEMINÁRIO NACIONAL DO PIRARUCU DA AMAZÔNIA CENÁRIOS E PERSPECIVAS DO MERCADO Ricardo Vasconcelos

SEMINÁRIO NACIONAL DO PIRARUCU DA AMAZÔNIA CENÁRIOS E PERSPECIVAS DO MERCADO Ricardo Vasconcelos SEMINÁRIO NACIONAL DO PIRARUCU DA AMAZÔNIA CENÁRIOS E PERSPECIVAS DO MERCADO Ricardo Vasconcelos A MAR & TERRA - INTRODUÇÃO A Mar & Terra foi fundada pelo Grupo Axial em 2001, com uma abordagem de investimento

Leia mais

TAMBAQUI: PRODUÇÃO, DEMANDA, DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA O MERCADO BRASILEIRO E INTERNACIONAL

TAMBAQUI: PRODUÇÃO, DEMANDA, DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA O MERCADO BRASILEIRO E INTERNACIONAL TAMBAQUI: PRODUÇÃO, DEMANDA, DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA O MERCADO BRASILEIRO E INTERNACIONAL Eng.º Pesca Jenner T. Bezerra de Menezes Biofish Aquicultura FENACAM/ Fortaleza - CE, Novembro 2015 QUEM

Leia mais

Daniel Latorraca Ferreira Gestor de projetos do IMEA-

Daniel Latorraca Ferreira Gestor de projetos do IMEA- Daniel Latorraca Ferreira Gestor de projetos do IMEA- Índice Sobre o diagnóstico Aspectos sociais e produtivos Aspectos econômicos e mercadológicos Mercado consumidor Análise estratégica Sobre o diagnóstico

Leia mais

CADEIA PRODUTIVA DO PIRARUCU. Diagnóstico, produção, industrialização e comercialização

CADEIA PRODUTIVA DO PIRARUCU. Diagnóstico, produção, industrialização e comercialização CADEIA PRODUTIVA DO PIRARUCU Diagnóstico, produção, industrialização e comercialização CARACTERÍSTICAS DA ESPÉCIE RUSTICIDADE CARNE DE ALTA QUALIDADE COM BAIXO ÍNDICE DE GORDURA ATINGE 10 A 16 KG/ANO RESPIRAÇÃO

Leia mais

O maior Agronegócio do Mundo

O maior Agronegócio do Mundo O maior Agronegócio do Mundo US$ 600 bilhões Responde por 16% da oferta mundial de proteína animal; Soma US$ 55 bilhões em Exportações Anuais; Mercado duas vezes maior do que o complexo soja; Sete vezes

Leia mais

"AVANÇOS EM TECNOLOGIA DE PROCESSAMENTO DE PESCADO PARA PEQUENAS INDÚSTRIAS QUE DESENVOLVEM PRODUTOS DE VALOR AGREGADO"

AVANÇOS EM TECNOLOGIA DE PROCESSAMENTO DE PESCADO PARA PEQUENAS INDÚSTRIAS QUE DESENVOLVEM PRODUTOS DE VALOR AGREGADO "AVANÇOS EM TECNOLOGIA DE PROCESSAMENTO DE PESCADO PARA PEQUENAS INDÚSTRIAS QUE DESENVOLVEM PRODUTOS DE VALOR AGREGADO" ANTONIO DIOGO LUSTOSA NETO Engenheiro de Pesca CREA-CE REG. NACIONAL # 060088346-9

Leia mais

PESCADO Industrialização & Comercialização. Meg C Felippe

PESCADO Industrialização & Comercialização. Meg C Felippe PESCADO Industrialização & Comercialização Meg C Felippe CONTEXTO NACIONAL Alguns pontos favoráveis 8,4 mil km de costa marinha 14% do recurso hídrico mundial 12% da água doce disponível no planeta Diversidade

Leia mais

Cenário Atual e Perspectivas Futuras do Mercado da Tilapicultura no Brasil. Como se manter competitivo.

Cenário Atual e Perspectivas Futuras do Mercado da Tilapicultura no Brasil. Como se manter competitivo. Cenário Atual e Perspectivas Futuras do Mercado da Tilapicultura no Brasil. Como se manter competitivo. João Donato Scorvo Filho Pesquisador da Apta Regional do Leste Paulista. scorvo@apta.sp.gov.br Produção

Leia mais

I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ. Proposta para criação do selo de certificação Peixe do Pantanal

I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ. Proposta para criação do selo de certificação Peixe do Pantanal I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Proposta para criação do selo de certificação Peixe do Pantanal Ariosto Mesquita Jornalista, com especialização em marketing, mestrando

Leia mais

Produção de peixes nativos: vocação do estado mato-grossense. Darci Carlos Fornari Genetic Fish Rise

Produção de peixes nativos: vocação do estado mato-grossense. Darci Carlos Fornari Genetic Fish Rise Produção de peixes nativos: vocação do estado mato-grossense Darci Carlos Fornari --------------------- Genetic Fish Rise Produção de proteína no mundo: Produto Produção (Mil ton) Exportação** (mil ton)

Leia mais

AQUACULTURA PISCICULTURA. Perspectivas e entraves na Piscicultura

AQUACULTURA PISCICULTURA. Perspectivas e entraves na Piscicultura AQUACULTURA PISCICULTURA Perspectivas e entraves na Piscicultura A Cadeia de Produção da Aqüicultura no Brasil compõe-se dos segmentos: insumos e serviços, sistemas produtivos, setores de transformação,

Leia mais

ESTUDO TÉCNICO Nº 002/2015

ESTUDO TÉCNICO Nº 002/2015 ESTUDO TÉCNICO ESTUDO TÉCNICO Nº 002/2015 Brasília, 09 de junho de 2015. ÁREA: Agricultura TÍTULO: Analise dos dados da produção da aquicultura municipal REFERÊNCIA: Pesquisa Pecuária Municipal 2013 PALAVRAS-CHAVE:

Leia mais

Panorama da Aqüicultura Nacional Pesquisador João Donato Scorvo Filho

Panorama da Aqüicultura Nacional Pesquisador João Donato Scorvo Filho Panorama da Aqüicultura Nacional Pesquisador João Donato Scorvo Filho jdscorvo@sp.gov.br A aqüicultura, em franco desenvolvimento, vem se impondo como atividade pecuária, embora ainda seja considerada

Leia mais

Fale Conosco Assinaturas Loja 3 Expediente Publicidade

Fale Conosco Assinaturas Loja 3 Expediente Publicidade BUSCA Fale Conosco Assinaturas Loja 3 Expediente Publicidade DINHEIRO RURAL Edição nº 72 HOME: REVISTA: Agronegócios Outubro/2010 A multiplicação dos peixes Nicolas Landolt, filho de um dos maiores empresários

Leia mais

CADEIA PRODUTIVA DO JACARÉ DO PANTANAL SEMANA UNIFICADA DAS ENGENHARIAS

CADEIA PRODUTIVA DO JACARÉ DO PANTANAL SEMANA UNIFICADA DAS ENGENHARIAS CADEIA PRODUTIVA DO JACARÉ DO PANTANAL SEMANA UNIFICADA DAS ENGENHARIAS Profa. Ma. Camyla Piran SET/2010 JACARÉ DO PANTANAL PANTANAL LATINO-AMERICANO PANTANAL BRASILEIRO - Do início do século XX até 1969

Leia mais

Dinâmica da produção de tambaqui e demais peixes redondos no Brasil

Dinâmica da produção de tambaqui e demais peixes redondos no Brasil Ano 2 - Edição 7 - Janeiro de 2016 Dinâmica da produção de tambaqui e demais peixes redondos no Brasil Por Manoel Xavier Pedroza Filho, Ana Paula Oeda Rodrigues, Fabricio Pereira Rezende A produção em

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Sustentável da Aqüicultura e Pesca MAIS PESCA E AQÜICULTURA UM NOVO TEMPO PARA A PESCA E AQÜICULTURA NO BRASIL

Plano de Desenvolvimento Sustentável da Aqüicultura e Pesca MAIS PESCA E AQÜICULTURA UM NOVO TEMPO PARA A PESCA E AQÜICULTURA NO BRASIL Ministério da Pesca e Aquicultura MPA Plano de Desenvolvimento Sustentável da Aqüicultura e Pesca MAIS PESCA E AQÜICULTURA UM NOVO TEMPO PARA A PESCA E AQÜICULTURA NO BRASIL IMPORTÂNCIA DO SETOR MAIS DE

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO E TIPICAÇÃO DE CARCAÇAS OBJETIVOS OBJETIVOS

CLASSIFICAÇÃO E TIPICAÇÃO DE CARCAÇAS OBJETIVOS OBJETIVOS CLASSIFICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO E TIPICAÇÃO DE CARCAÇAS AS DE SUÍNOS Agrupar por classe produtos que tem características semelhantes. Classifica os animais em raça, sexo, maturidade, acabamento e conformação

Leia mais

Produção e Qualidade

Produção e Qualidade Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia FMVZ Campus de Botucatu Departamento de Produção Animal Produção e Qualidade da Carne Bubalina André Mendes Jorge Zootecnista Professor Adjunto Livre Docente

Leia mais

Capa PRODUÇÃO DE CAMARÕES DE ÁGUA DOCE NO ESTADO DE SÃO PAULO

Capa PRODUÇÃO DE CAMARÕES DE ÁGUA DOCE NO ESTADO DE SÃO PAULO PRODUÇÃO DE CAMARÕES DE ÁGUA DOCE NO ESTADO DE SÃO PAULO 4º Workshop do Grupo de Trabalho em Camarão de Água Doce - GTCAD helenicebarros@pesca.sp.gov.br Centro de Pesquisa do Pescado Continental Instituto

Leia mais

TENDÊNCIAS NA COMERCIALIZAÇÃO DE PESCADOS NO VAREJO. Jorge Souza

TENDÊNCIAS NA COMERCIALIZAÇÃO DE PESCADOS NO VAREJO. Jorge Souza TENDÊNCIAS NA COMERCIALIZAÇÃO DE PESCADOS NO VAREJO Jorge Souza MERCADO NACIONAL E INTERNACIONAL DE PEIXES NATIVOS CULTIVADOS OPORTUNIDADES E TENDÊNCIAS FENACAM FORTALEZA 21 24 NOV/2016 JORGE SOUZA Alimentos

Leia mais

Projeto Nacional de Desenvolvimento da Aquicultura PNDA

Projeto Nacional de Desenvolvimento da Aquicultura PNDA Projeto Nacional de Desenvolvimento da Aquicultura PNDA Victor Ayres Assessor técnico Comissão Nacional da Aquicultura Junho de 2013 1 Apresentação Justificativa Objetivo Metas Impacto Apresentação Justificativa

Leia mais

RECEITUÁRIO ED. AGO À OUT SOLUÇÕES INOVADORAS PARA O SEU NEGÓCIO

RECEITUÁRIO ED. AGO À OUT SOLUÇÕES INOVADORAS PARA O SEU NEGÓCIO RECEITUÁRIO ED. AGO À OUT - 2016 DA SOLUÇÕES INOVADORAS PARA O SEU NEGÓCIO DA SOLUÇÕES INOVADORAS PARA O SEU NEGÓCIO disco menor, conforme [NOVIDADE] QR CODE CONFIRA O PASSO A PASSO DESTA RECEITA. RENDIMENTO

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Aquicultura e Pesca

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Aquicultura e Pesca Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Aquicultura e Pesca PANORAMA ATUAL E PERSPECTIVAS DE CURTO E MÉDIO PRAZO PARA O SETOR AQUICOLA BRASILEIRO X SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE AQUICULTURA

Leia mais

Palestra: Aquicultura Organização da cadeia e seus entraves legais e ambientais. Palestrante: Vicente Falcão de Arruda Filho Secretario

Palestra: Aquicultura Organização da cadeia e seus entraves legais e ambientais. Palestrante: Vicente Falcão de Arruda Filho Secretario Palestra: Aquicultura Organização da cadeia e seus entraves legais e ambientais. Palestrante: Vicente Falcão de Arruda Filho Secretario 01) Lei complementar n 38, de 21 de novembro de 1995. Dispõe sobre

Leia mais

PRINCIPAIS AVANÇOS NA PRODUÇÃO DO PIRARUCU:

PRINCIPAIS AVANÇOS NA PRODUÇÃO DO PIRARUCU: PRINCIPAIS AVANÇOS NA PRODUÇÃO DO PIRARUCU: OPORTUNIDADES, DESAFIOS E PERSPECTIVAS MARTIN HALVERSON DIRETOR TECNOLÓGICO: PROJETO PACU AQUICULTURA TEMAS GERAIS Estado da Tecnologia Oportunidades Problemas

Leia mais

RECEITUÁRIO ED. FEV / MAI - 17 SOLUÇÕES INOVADORAS PARA O SEU NEGÓCIO

RECEITUÁRIO ED. FEV / MAI - 17 SOLUÇÕES INOVADORAS PARA O SEU NEGÓCIO RECEITUÁRIO ED. FEV / MAI - 17 DA SOLUÇÕES INOVADORAS PARA O SEU NEGÓCIO DA SOLUÇÕES INOVADORAS PARA O SEU NEGÓCIO 4 RECEITA IDEAL PARA PÁSCOA! DA SOLUÇÕES INOVADORAS PARA O SEU NEGÓCIO INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Leia mais

CULTIVO DE PEIXE EM TANQUES-REDE Minas Gerais. Palestrante: Elizabeth Lomelino Cardoso

CULTIVO DE PEIXE EM TANQUES-REDE Minas Gerais. Palestrante: Elizabeth Lomelino Cardoso CULTIVO DE PEIXE EM TANQUESREDE Minas Gerais Palestrante: Elizabeth Lomelino Cardoso 16 bacias hidrográficas Altitude acima de 600 m (57%) Temperatura média anual inferior a 20 o C Reservatórios públicos

Leia mais

Projeto de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da PISCICULTURA na Região do Complexo Nascentes do Pantanal no Estado de Mato Grosso

Projeto de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da PISCICULTURA na Região do Complexo Nascentes do Pantanal no Estado de Mato Grosso Projeto de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da na Região do Complexo Nascentes do Pantanal no Estado de Mato Grosso ÁREA do PROJETO LOCALIZAÇÃO Cadeia Produtiva da 42.973 km² 200.242 Hab. Em 2007 Mato

Leia mais

Simpósio 6 Cadeia Produtiva de Organismos Aquáticos. Thiago Ushizima Aqualine Aquicultura Ltda. 14:30-15:30

Simpósio 6 Cadeia Produtiva de Organismos Aquáticos. Thiago Ushizima Aqualine Aquicultura Ltda. 14:30-15:30 Simpósio 6 Cadeia Produtiva de Organismos Aquáticos Palestra 3 - Potencial das espécies nativas para a piscicultura do Brasil. Thiago Ushizima Aqualine Aquicultura Ltda. 14:30-15:30 202 POTENCIAL DAS ESPÉCIES

Leia mais

Evolução da piscicultura na região de Morada Nova de Minas

Evolução da piscicultura na região de Morada Nova de Minas Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2012, Belo Horizonte Evolução da piscicultura na região de Morada Nova de Minas Barbara Veloso Drumond (1), Elizabeth Lomelino Cardoso (2), Vicente

Leia mais

Criação de Pirarucu em cativeiro prospera no sul do Pará

Criação de Pirarucu em cativeiro prospera no sul do Pará CASOS DE SUCESSO Imagem aérea dos tanques para criação de Pirarucu Criação de Pirarucu em cativeiro prospera no sul do Pará 58 Emater apoia bovinocultores a trocar pecuária por piscicultura Arquivo Emater

Leia mais

Comercialização e Consumo do Pescado em São Luís de Montes Belos - GO

Comercialização e Consumo do Pescado em São Luís de Montes Belos - GO Anais do VIII Seminário de Iniciação Científica e V Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS 10 a 12 de novembro de 2010 Comercialização e Consumo do Pescado em São Luís de Montes

Leia mais

Em O livro negro, do. Cadeia produtiva da piscicultura em Rondônia: onde estamos e para onde devemos ir? João Machado Neto 1 Marcos Cesar dos Santos 2

Em O livro negro, do. Cadeia produtiva da piscicultura em Rondônia: onde estamos e para onde devemos ir? João Machado Neto 1 Marcos Cesar dos Santos 2 SET 2017 Cadeia produtiva da piscicultura em Rondônia: onde estamos e para onde devemos ir? Em O livro negro, do escritor turco Orthan Pamuk, um dos personagens fornece o seguinte conselho a seu interlocutor:

Leia mais

Modelo de produção de peixes no Baixo São Francisco

Modelo de produção de peixes no Baixo São Francisco Modelo de produção de peixes no Baixo São Francisco Carlos Alberto da Silva Pesquisador Aqüicultura: Tema estratégico no CPATC Reunião de Planejamento da Pesquisa (2006=>2007) Inclusão de um nova área:

Leia mais

A Competitividade da Aquicultura Brasileira. São Paulo, 30 de Maio de 2011

A Competitividade da Aquicultura Brasileira. São Paulo, 30 de Maio de 2011 A Competitividade da Aquicultura Brasileira. São Paulo, 30 de Maio de 2011 Tito Livio Capobianco Jr. Presidente AB TILÁPIA Vice-Presidente SIPESP Sócio e Diretor Comercial GeneSeas Aquacultura 1 I. Panorama

Leia mais

SISTEMAS EFICIENTES. Eng de Pesca Jenner T. Bezerra de Menezes Superintendente MPA - RO

SISTEMAS EFICIENTES. Eng de Pesca Jenner T. Bezerra de Menezes Superintendente MPA - RO PISCICULTURA NA AMAZÔNIA SISTEMAS EFICIENTES Eng de Pesca Jenner T. Bezerra de Menezes Superintendente MPA - RO Macapá, 8 de junho de 2010 AQUICULTURA: Contexto de Desenvolvimento Atividade agropecuária

Leia mais

Situação da Piscicultura no Brasil

Situação da Piscicultura no Brasil PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA/PR SECRETARIA ESPECIAL DE AQÜICULTURA E PESCA/SEAP Situação da Piscicultura no Brasil Carlos Eduardo Proença Assessor Técnico DIDAQ/SEAP-PR Tópicos da apresentação 1. Panorama

Leia mais

DIAGNÓSTICO DAS PISCICULTURAS EM MATO GROSSO DO SUL. Resumo. Introdução

DIAGNÓSTICO DAS PISCICULTURAS EM MATO GROSSO DO SUL. Resumo. Introdução DIAGNÓSTICO DAS PISCICULTURAS EM MATO GROSSO DO SUL Emiko Kawakami de Resende*; João Sotoya Takagi 1 e Walter Loeschner 2 *Embrapa Pantanal, Rua 21 de Setembro, 1880, 79320-900 Corumbá, MS. E-mail: emiko@cpap.embrapa.br

Leia mais

A importância da pesquisa para o desenvolvimento da cadeia produtiva da aquicultura

A importância da pesquisa para o desenvolvimento da cadeia produtiva da aquicultura A importância da pesquisa para o desenvolvimento da cadeia produtiva da aquicultura Eric Arthur Bastos Routledge e colaboradores* Kennedy Brayan Rocha Oliveira O desenvolvimento do potencial da aquicultura

Leia mais

Pecuária sem desmatamento na Amazônia mato-grossense

Pecuária sem desmatamento na Amazônia mato-grossense Pecuária sem desmatamento na Amazônia mato-grossense Programa Novo Campo Em 2012, o Instituto Centro de Vida (ICV) decidiu enfrentar o desafio de testar, na prática, um novo modelo de pecuária para a Amazônia,

Leia mais

Plano de Marketing ACEAQ 2015/16. Junho

Plano de Marketing ACEAQ 2015/16. Junho Plano de Marketing ACEAQ 2015/16 Junho 2015 Crescimento da População Mundial e demanda por Alimentos Fonte: http://www.ufrgs.br/redesan/demanda-mundial-de-alimentos-no-futuro-seramenor-do-que-se-pensava-diz-fao

Leia mais

América Latina: Uma região Produtora e um Mercado Crescente para a Tilápia

América Latina: Uma região Produtora e um Mercado Crescente para a Tilápia América Latina: Uma região Produtora e um Mercado Crescente para a Tilápia Felipe Matias Secretário-Executivo Red de Acuicultura de Las Américas (RAA/ FAO) Aquaculture Network of Americas (RAA/ FAO) Setembro

Leia mais

31/03/2013 PRODUTOS CAPRINOS E SEUS DERIVADOS. Por que consumir carne caprina? CARNE CAPRINA. Produtos caprinos e seus derivados - Carne

31/03/2013 PRODUTOS CAPRINOS E SEUS DERIVADOS. Por que consumir carne caprina? CARNE CAPRINA. Produtos caprinos e seus derivados - Carne PRODUTOS CAPRINOS E SEUS DERIVADOS CARNE CAPRINA Semana Horas Aula Dia Mês Aula T P TP A S S U N T O Introdução ao curso, importância e perspectivas 01 26 02 3 1 da caprinocultura, principais raças e registro

Leia mais

Plano Estratégico de Desenvolvimento da Cadeia do Pescado no Território da Grande Dourados-MS

Plano Estratégico de Desenvolvimento da Cadeia do Pescado no Território da Grande Dourados-MS Plano Estratégico de Desenvolvimento da Cadeia do Pescado no Território da Grande Dourados-MS Prof. Cristiano Marcio Alves de Souza PROCAPTAR/UFGD Campo Grande 05 de abril de 2012 O TERRITÓRIO DA CIDADANIA

Leia mais

FENACAM 14 PROGRAMAÇÃO DE VISITAS TÉCNICAS

FENACAM 14 PROGRAMAÇÃO DE VISITAS TÉCNICAS FENACAM 14 PROGRAMAÇÃO DE VISITAS TÉCNICAS VISITA TÉCNICA 01: Fazendas de cultivo de camarão L. vannamei em águas oligohalinas. Data: 14 de novembro de 2014. Saída: 06h00min - Centro de Eventos do Ceará.

Leia mais

CONCORRÊNCIA SRP Nº 21/2016 ATA DA REUNIÃO PARA DIVULGAÇÃO DA ANALISE DAS AMOSTRAS

CONCORRÊNCIA SRP Nº 21/2016 ATA DA REUNIÃO PARA DIVULGAÇÃO DA ANALISE DAS AMOSTRAS CONCORRÊNCIA SRP Nº 21/2016 ATA DA REUNIÃO PARA DIVULGAÇÃO DA ANALISE DAS AMOSTRAS Às dez horas e vinte minutos do dia vinte e sete do mês de setembro de dois mil e dezesseis, foi aberta no SENAC-DF, Administração

Leia mais

Clipping de notícias. Recife, 29 de setembro de 2016.

Clipping de notícias. Recife, 29 de setembro de 2016. Clipping de notícias Recife, 29 de setembro de 2016. Recife,28 de setembro de 2016. Recife,29 de setembro de 2016. Recife,29 de setembro de 2016. 27/09/2016 Governo federal reconhece situação de emergência

Leia mais

PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 13/03/2015

PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 13/03/2015 PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 13/03/2015 Cotação Diária do Suíno Vivo, por Unidade da Federação Data MG SP PR SC RS DF MT Carcaça CEPEA 12/03/2015 R$ 3,71 R$ 3,63 R$ 3,31 R$ 3,25 R$ 3,23 R$ 3,76

Leia mais

PISCICULTURA NO NÚCLEO DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA BOA SORTE, EXTREMO NORTE DO TOCANTINS: ENTRAVES DE PRODUÇÃO

PISCICULTURA NO NÚCLEO DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA BOA SORTE, EXTREMO NORTE DO TOCANTINS: ENTRAVES DE PRODUÇÃO PISCICULTURA NO NÚCLEO DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA BOA SORTE, EXTREMO NORTE DO TOCANTINS: ENTRAVES DE PRODUÇÃO Guilherme Octávio de Sousa Soares 1, Rafael de Azevedo Leite¹, Paloma Castro Abreu¹, José Lucas de

Leia mais

TAMBAQUI CONSIDERAÇÕES SOBRE A CADEIA DE PRODUÇÃO E O PREÇO

TAMBAQUI CONSIDERAÇÕES SOBRE A CADEIA DE PRODUÇÃO E O PREÇO Panorama da AQÜICULTURA, maio, junho 2015 1 TAMBAQUI CONSIDERAÇÕES SOBRE A CADEIA DE PRODUÇÃO E O PREÇO Por: João L. Campos joaocampos@novaaqua.com.br Eduardo A. Ono eduardo@novaaqua.com.br Pedro I. Istchuk

Leia mais

Projeto Nutricional Infantil

Projeto Nutricional Infantil Projeto Nutricional Infantil Agenda Objetivos Metas Benefícios do Consumo de Peixe Produto, Usos & Embalagem Objetivos Desenvolver um alimento a base de Músculo de Peixe com fortificação de micronutrientes

Leia mais

PESCA E AQUICULTURA. Indicadores de Pesquisa Produção mundial de pescado: 158 milhões de toneladas/ano. Movimenta US$ 600 bilhões/ano;

PESCA E AQUICULTURA. Indicadores de Pesquisa Produção mundial de pescado: 158 milhões de toneladas/ano. Movimenta US$ 600 bilhões/ano; PESCA E AQUICULTURA Indicadores de Pesquisa Produção mundial de pescado: 158 milhões de toneladas/ano Movimenta US$ 600 bilhões/ano; US$ 136 bilhões de dólares em exportações; Sete vezes maior do que os

Leia mais

Qualidade do Pescado

Qualidade do Pescado Qualidade do Pescado A importância da qualidade do pescado para comercialização Produção pesqueira atingiu seu limite de captura Incertezas : Processadores Atacadistas Pescado : Quantidade necessária Qualidade

Leia mais

Porcentagem de carne magra Década de a a a ,5 a ,5 a 57,5 Atual Mais de 59

Porcentagem de carne magra Década de a a a ,5 a ,5 a 57,5 Atual Mais de 59 CLASSIFICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO E TIPICAÇÃO DE CARCAÇAS DE SUÍNOS Agrupar por classe produtos que tem características semelhantes. Classifica os animais em raça, sexo, maturidade, acabamento e conformação.

Leia mais

Consumo de Pescado no Brasil: Ótica do consumidor final

Consumo de Pescado no Brasil: Ótica do consumidor final Mesa Redonda: Mercado estadual e nacional da tilápia e camarão Consumo de Pescado no Brasil: Ótica do consumidor final Características, tendências e soluções Pedro Henrique Diretor Comercial Bacalhau Bom

Leia mais

OBTENÇÃO DE CONCENTRADO PROTÉICO A PARTIR DE CARNE MECANICAMENTE SEPARADA DE PESCADO PINTADO

OBTENÇÃO DE CONCENTRADO PROTÉICO A PARTIR DE CARNE MECANICAMENTE SEPARADA DE PESCADO PINTADO OBTENÇÃO DE CONCENTRADO PROTÉICO A PARTIR DE CARNE MECANICAMENTE SEPARADA DE PESCADO PINTADO Aline Gomes Camilo 1 ; Gustavo Graciano Fonseca 2 ; Angela Dulce Cavenaghi 3 ; Suéllen Patricia Held Azambuja

Leia mais

Atualização de Estudo de Mercado

Atualização de Estudo de Mercado Atualização de Estudo de Mercado Contextualização: Em 2009, o Projeto Estruturante do Pirarucu realizou um estudo de mercado com o objetivo de avaliar o potencial de mercado do pirarucu de cultivo. Em

Leia mais

V AVISULAT Porto Alegre/RS

V AVISULAT Porto Alegre/RS V AVISULAT Porto Alegre/RS Avanços e desafios para o agronegócio brasileiro no mercado externo. Eduardo Sampaio Marques Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio SRI/MAPA Panorama do Agronegócio

Leia mais

anuário 2015 PESCADOS

anuário 2015 PESCADOS O MERCADO BRASILEIRO DE É VARIADO, DECORRENTE DA DIVERSIDADE SÓCIO-CULTURAL, DA MULTIPLICIDADE ÉTNICA E DE ASPECTOS ECONÔMICOS QUE INFLUENCIAM NOS HÁBITOS ALIMENTARES E NO PADRÃO DE CONSUMO O consumo de

Leia mais

QUALIDADE, ARMAZENAMENTO E COMERCIALIZAÇÃO DE PESCADO NAS CIDADES DE ANÁPOLIS E GOIÂNIA - GO

QUALIDADE, ARMAZENAMENTO E COMERCIALIZAÇÃO DE PESCADO NAS CIDADES DE ANÁPOLIS E GOIÂNIA - GO QUALIDADE, ARMAZENAMENTO E COMERCIALIZAÇÃO DE PESCADO NAS CIDADES DE ANÁPOLIS E GOIÂNIA - GO Janni Claudia Moura Freitas Braga 1 ; Maria Madalena Rinaldi 2 1 Bolsista PBIC/UEG, graduanda do Curso de Engenharia

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina TAL448 Tecnologia de Pescado

Programa Analítico de Disciplina TAL448 Tecnologia de Pescado Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Tecnologia de Alimentos - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração

Leia mais

CRIAÇÃO DE BIJUPIRÁ EM SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO DE ÁGUA

CRIAÇÃO DE BIJUPIRÁ EM SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO DE ÁGUA CRIAÇÃO DE BIJUPIRÁ EM SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO DE ÁGUA Luís André Sampaio Universidade Federal do Rio Grande - FURG Instituto de Oceanografia Laboratório de Piscicultura Estuarina e Marinha sampaio@mikrus.com.br

Leia mais

PARA UMA VIDA + SAUDÁVEL CONSUMA + PEIXE

PARA UMA VIDA + SAUDÁVEL CONSUMA + PEIXE PARA UMA VIDA + SAUDÁVEL CONSUMA + PEIXE Nossa Empresa Atuando no ramo de pescados há mais de 35 anos em todos os seus segmentos (captura, produção, manuseio, varejo, distribuição e frigorífico) a família

Leia mais

Produtividade: Interação entre Adubação Fosfatada de Pastagens e Suplementação Mineral

Produtividade: Interação entre Adubação Fosfatada de Pastagens e Suplementação Mineral 0 Produtividade: Interação entre Adubação Fosfatada de Pastagens e Suplementação Mineral Paulo Rodrigo Santos de Souza Zootecnista, Msc. Produção Animal 1 Pecuária Brasileira no Mundo Brasil é o maior

Leia mais

Sub-projeto: Alternativas para alimentação de peixes da Amazônia: uso de subprodutos agroflorestais e resíduos de pescado.

Sub-projeto: Alternativas para alimentação de peixes da Amazônia: uso de subprodutos agroflorestais e resíduos de pescado. Rede: Conservação e Manejo de Espécies de Peixes de Água Doce da Amazônia. Sub-projeto: Alternativas para alimentação de peixes da Amazônia: uso de subprodutos agroflorestais e resíduos de pescado. Instituição:

Leia mais

Com diversas opções de cortes temperados, que oferecem mais sabor e praticidade para o dia a dia do consumidor, a linha Apreciatta torna seus

Com diversas opções de cortes temperados, que oferecem mais sabor e praticidade para o dia a dia do consumidor, a linha Apreciatta torna seus Com diversas opções de cortes temperados, que oferecem mais sabor e praticidade para o dia a dia do consumidor, a linha Apreciatta torna seus momentos em família ainda mais prazerosos. Alcatra Carne suína

Leia mais

Projeto Estruturante de Pirarucu da Amazônia. Martin Halverson

Projeto Estruturante de Pirarucu da Amazônia. Martin Halverson Projeto Estruturante de Pirarucu da Amazônia Martin Halverson 67-9996-8739 mmhalver@terra.com.br Realidade da Industria do Paiche Hoy Industria pouca Consolidada- Precisa se Organizar Custo Elevada de

Leia mais

COLISEU EVENTOS LTDA FEIRA NACIONAL DO PEIXE DA AMAZÔNIA - FENAPAM

COLISEU EVENTOS LTDA FEIRA NACIONAL DO PEIXE DA AMAZÔNIA - FENAPAM COLISEU EVENTOS LTDA FEIRA NACIONAL DO PEIXE DA AMAZÔNIA - FENAPAM Ji-Paraná 2017 COLISEU EVENTOS LTDA FEIRA NACIONAL DO PEIXE DA AMAZÔNIA - FENAPAM Projeto apresentado pela Instituição promotora sob a

Leia mais

Aproveitamento de cortes da carcaça bovina e formação de preços ao produtor e na indústria

Aproveitamento de cortes da carcaça bovina e formação de preços ao produtor e na indústria Aproveitamento de cortes da carcaça bovina e formação de preços ao produtor e na indústria Valorização do produtos Ao produtor Ao consumidor RICARDO ZAMBARDA VAZ Doutor em Produção animal Grupo de Cadeias

Leia mais

Sabores da. Confeitaria Ingredientes de alta qualidade

Sabores da. Confeitaria Ingredientes de alta qualidade Sabores da Confeitaria Ingredientes de alta qualidade FATIA TOFFEE COM PRALINE CAMADAS DE CREME FERRINE TOFFEE COM FRUTAS VERMELHAS ENTREMET TOFFEE COM MARACUJÁ BOLO DE BRIGADEIRO COM DAMASCO ECLAIR 3

Leia mais

Áreas de Atuação do Engenheiro de Pesca

Áreas de Atuação do Engenheiro de Pesca Universidade Estadual do Oeste do Paraná Centro de Engenharias e Ciências Exatas Curso de Engenharia de Pesca Áreas de Atuação do Engenheiro de Pesca Avaliação dos Recursos Pesqueiros e Impacto Ambiental

Leia mais

Porto Alegre 22 e 23 de setembro de 2011

Porto Alegre 22 e 23 de setembro de 2011 Porto Alegre 22 e 23 de setembro de 2011 Ing.Agr. MBA Catalina Boetto Universidad Católica de Córdoba MBG División Ganadería SAGRA SA Sumário 1. Introdução 2. Intensificação da pecuária bovina: pasto ou

Leia mais

NERVITON MEGA Ômega Vitaminas + 8 Minerais

NERVITON MEGA Ômega Vitaminas + 8 Minerais M.S. 6.6969.0023.001-6 NERVITON MEGA Ômega 3 + 13 Vitaminas + 8 Minerais NERVITON MEGA é um produto inovador no Brasil, pois possui em sua fórmula o óleo de peixe ( ÔMEGA 3 ) e diversas vitaminas e minerais

Leia mais

PISCICULTURA NO ESTADO DO PARÁ

PISCICULTURA NO ESTADO DO PARÁ Universidade Federal do Pará Pró-Reitoria de Extensão PISCICULTURA NO ESTADO DO PARÁ PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS DE PRODUÇÃO Marcos Ferreira Brabo Galileu Crovatto Veras Daniel Abreu Vasconcelos Campelo

Leia mais

Ideli Salvatti Ministra da Pesca e Aquicultura

Ideli Salvatti Ministra da Pesca e Aquicultura Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional Ideli Salvatti Ministra da Pesca e Aquicultura 24/5/2011 1 Panorama Mundial 2007/2008 Produção Regional 2008/2009 Produção por estado

Leia mais

PROJETO BIJUPIRÁ BAHIA. (Rachycentron canadum)

PROJETO BIJUPIRÁ BAHIA. (Rachycentron canadum) PROJETO BIJUPIRÁ BAHIA (Rachycentron canadum) PANORAMA GERAL SOBRE A BAHIA PESCA Empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária da Bahia que tem a finalidade de fomentar a aqüicultura

Leia mais

Solicitação de Aprovação e Autorização de Oferta de Curso. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL e CONTINUADA em PISCICULTURA EM TANQUE-REDE

Solicitação de Aprovação e Autorização de Oferta de Curso. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL e CONTINUADA em PISCICULTURA EM TANQUE-REDE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Solicitação de Aprovação e Autorização de Oferta de Curso

Leia mais

CORTES PORCINOS MERCADO INTERNO Y EXTERNO EXPEDITO TADEU FACCO SILVEIRA

CORTES PORCINOS MERCADO INTERNO Y EXTERNO EXPEDITO TADEU FACCO SILVEIRA CORTES PORCINOS MERCADO INTERNO Y EXTERNO EXPEDITO TADEU FACCO SILVEIRA AGENDA PANORAMA MUNDIAL DA SUINOCULTURA EXPORTAÇÕES DE CARNE SUINA BRASILEIRA CORTES PORCINOS MERCADO INTERNO Y EXTERNO PRINCIPAIS

Leia mais

Estudo do Mercado. A FRANCAL FEIRAS vem estudando o mercado da Gastronomia Japonesa/Asiática desde 2013.

Estudo do Mercado. A FRANCAL FEIRAS vem estudando o mercado da Gastronomia Japonesa/Asiática desde 2013. Data Base 2015/2016 Estudo do Mercado A FRANCAL FEIRAS vem estudando o mercado da Gastronomia Japonesa/Asiática desde 2013. Os números obtidos através das associações do setor variavam consideravelmente.

Leia mais

Tendências e perspectivas do mercado e da produção de tilápia no Brasil. Rio de Janeiro, 16 de setembro de 2013

Tendências e perspectivas do mercado e da produção de tilápia no Brasil. Rio de Janeiro, 16 de setembro de 2013 Tendências e perspectivas do mercado e da produção de tilápia no Brasil. Rio de Janeiro, 16 de setembro de 2013 Tito Livio Capobianco Jr. Presidente AB TILÁPIA Vice-Presidente SIPESP (Sindicato da Pesca

Leia mais

SETOR DE CELULOSE E PAPEL

SETOR DE CELULOSE E PAPEL SETOR DE CELULOSE E PAPEL 7º Encontro da Cadeia Produtiva de Madeira e Móveis BENTO GONÇALVES 12/11/2008 Pedro Vilas Boas Dados Gerais Cadeia Produtiva do Setor Florestal Lenha Carvão Vegetal PRODUÇÃO

Leia mais

MINAS GERAIS CHINA OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS

MINAS GERAIS CHINA OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS MINAS GERAIS CHINA OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELAÇÕES COMERCIAIS MINAS GERAIS - CHINA 15% TOTAL RELAÇÃO COMERCIAL Participação MG nas Exportações Brasileiras MINAS GERAIS - CHINA EXPORTAÇÃO (2016) US$

Leia mais

ENGORDA DE LAMBARIS, DO RABO VERMELHO E AMARELO, EM DOIS DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO 1

ENGORDA DE LAMBARIS, DO RABO VERMELHO E AMARELO, EM DOIS DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO 1 ENGORDA DE LAMBARIS, DO RABO VERMELHO E AMARELO, EM DOIS DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO 1 Meliza Mercedes Uller Antunes 2 ; Karen da Cruz Hartman 3 ; Luis Sérgio Moreira 4 ; Adolfo Jatobá 5 INTRODUÇÃO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS. Eng. de Pesca MSc. Raimunda Nonata M. Lopes. Gerente de Controle de Pesca e Aquicultura

GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS. Eng. de Pesca MSc. Raimunda Nonata M. Lopes. Gerente de Controle de Pesca e Aquicultura GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS PALESTRANTE: Eng. de Pesca MSc. Raimunda Nonata M. Lopes Gerente de Controle de Pesca e Aquicultura www.ipaam.am.gov.br Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas - IPAAM

Leia mais

Celebração de Acordos entre Minerva e BRF Novembro 2013

Celebração de Acordos entre Minerva e BRF Novembro 2013 Celebração de Acordos entre Minerva e BRF Novembro 2013 1 1. Operação Drop Down ativos BRF A Operação Drop Down dos ativos de abate e desossa da BRF Criação da Newco Divisão de Bovinos: Ativos e passivos

Leia mais

Piscicultura no Brasil

Piscicultura no Brasil Panorama da no Brasil Particularidades regionais da piscicultura custos de produção e preços de venda e os gargalos que limitam a expansão dos cultivos Por: Fernando Kubitza João Lorena Campos Eduardo

Leia mais

I Simpósio de Piscicultura da Zona da Mata Mineira

I Simpósio de Piscicultura da Zona da Mata Mineira I Simpósio de Piscicultura da Zona da Mata Mineira Leopoldina-MG WEVERSON SCARPINI ALMAGRO Escola Agrotécnica Federal de Alegre-ES PRODUÇÃO DE PESCADO NA EAFA Foco da escola não é produção Ensino, Pesquisa

Leia mais

COMO MANTER CARNÍVOROS DE ESTIMAÇÃO EM UM PLANETA FAMINTO?

COMO MANTER CARNÍVOROS DE ESTIMAÇÃO EM UM PLANETA FAMINTO? COMO MANTER CARNÍVOROS DE ESTIMAÇÃO EM UM PLANETA FAMINTO? Flávia Maria de Oliveira Borges Saad Médica Veterinária, MSc., Dra Nutrição Animal Universidade Federal de Lavras - DZO - UFLA INTERAÇÃO HOMEM

Leia mais

Piscicultura no Brasil

Piscicultura no Brasil 1 Panorama da no Brasil Particularidades regionais da piscicultura custos de produção, preços de venda e os gargalos que limitam a expansão dos cultivos Por: Fernando Kubitza João Lorena Campos Eduardo

Leia mais

PRODUÇÃO E CONSUMO DE PESCADO NO BRASIL

PRODUÇÃO E CONSUMO DE PESCADO NO BRASIL PRODUÇÃO E CONSUMO DE PESCADO NO BRASIL Bianca Schmid SEPAGRO-SP Data 24/01/2014 ABORDAGEM DO PESCADO PELO IBGE PESQUISA INDUSTRIAL ANUAL PRODUTO (PIA- PRODUTO) Unidade de investigação: estabelecimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA CADEIA PRODUTIVA DO PIRARUCU CULTIVADO: GARGALOS E POTENCIALIDADES COMPETITIVAS DOS PRODUTOS PREMIUM

Leia mais

Potencial de IG para raças locais: caso do Bovino Pantaneiro. Raquel Soares Juliano

Potencial de IG para raças locais: caso do Bovino Pantaneiro. Raquel Soares Juliano Potencial de IG para raças locais: caso do Bovino Pantaneiro Raquel Soares Juliano JUSTIFICATIVA Baixo valor da carne como comodity Mercado consumidor mais exigente Possibilidade de produto diferenciado

Leia mais

OCEANOS, MARES E RECURSOS MARINHOS

OCEANOS, MARES E RECURSOS MARINHOS III CICLO DE ESTUDOS ODS - INFORMATIVO 17 IV ENCONTRO 06/2017 OCEANOS, MARES E RECURSOS MARINHOS O D S 1 4 C O N S E R V A R E P R O M O V E R O U S O S U S T E N T Á V E L D O S O C E A N O S, M A R E

Leia mais

Criação de pirarucu. Coleção CRIAR

Criação de pirarucu. Coleção CRIAR Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Criação de pirarucu Embrapa Informação Tecnológica Brasília, DF 2011 1 Coleção

Leia mais

Nota Técnica nº 004 /2013 CGPAE/DIRAE/FNDE. Brasília, 11 de julho de Assunto: Inclusão de pescado na alimentação escolar

Nota Técnica nº 004 /2013 CGPAE/DIRAE/FNDE. Brasília, 11 de julho de Assunto: Inclusão de pescado na alimentação escolar Nota Técnica nº 004 /2013 CGPAE/DIRAE/FNDE Assunto: Inclusão de pescado na alimentação escolar Brasília, 11 de julho de 2013. A Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional COSAN, no cumprimento de

Leia mais

Utilização da eletricidade para a insensibilização de tambaqui (Colossoma macropomum) proveniente de pisciculturas

Utilização da eletricidade para a insensibilização de tambaqui (Colossoma macropomum) proveniente de pisciculturas Utilização da eletricidade para a insensibilização de tambaqui (Colossoma macropomum) proveniente de pisciculturas 3ª FEIRA IFMT DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EDITAL PROPES/IFMT Nº 021/2014 PESQUISADOR: Daniel

Leia mais

Catálogo de Produtos

Catálogo de Produtos Catálogo de Produtos Ref.:SS-0001 Ref.:SS-0002 COLORAU INFORMAÇÃO NUTRICIONAL Porção de 1g Quantidade por porção (%VD) Valor Calórico 0 kcal 0 Carboidratos 0,1g 0 Proteínas Gorduras Totais Gorduras Saturadas

Leia mais

Encontro de Lideranças: Riscos e Perspectivas no Brasil. Campinas, 31/08/2015

Encontro de Lideranças: Riscos e Perspectivas no Brasil. Campinas, 31/08/2015 Encontro de Lideranças: Riscos e Perspectivas no Brasil Campinas, 31/08/2015 RAÇÕES PARA FRANGOS CORTE De janeiro a junho, o produtor de frangos de corte demandou 16,1 milhões de toneladas de rações, um

Leia mais

Enox de Paiva Maia M.Sc.

Enox de Paiva Maia M.Sc. PRODUÇÃO DE TILÁPIA E CAMARÃO EM CONSÓRCIO. Enox de Paiva Maia M.Sc. ABCC Assoc. Bras. Criadores de Camarão /AQUARIUMBRASIL. FORTALEZA CE - BRASIL, JULHO DE 2017. CONTEXTO PASSADO DA PRODUÇÃO TRADICIONAL

Leia mais