UM EXAME TEÓRICO METODOLÓGICO DA UTILIZAÇÃO DO ESPORTE DE ORIENTAÇÃO COMO ATIVIDADE DIDÁTICA NO ENSINO DE CARTOGRAFIA NO CURSO DE GEOGRAFIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UM EXAME TEÓRICO METODOLÓGICO DA UTILIZAÇÃO DO ESPORTE DE ORIENTAÇÃO COMO ATIVIDADE DIDÁTICA NO ENSINO DE CARTOGRAFIA NO CURSO DE GEOGRAFIA"

Transcrição

1 UM EXAME TEÓRICO METODOLÓGICO DA UTILIZAÇÃO DO ESPORTE DE ORIENTAÇÃO COMO ATIVIDADE DIDÁTICA NO ENSINO DE CARTOGRAFIA NO CURSO DE GEOGRAFIA Guilherme de Oliveira Bueno Graduando em Geografia, Universidade Federal de Uberlândia Lucas Carneiro Machado Graduando em Geografia, Universidade Federal de Uberlândia Antonio Marcos Machado de Oliveira Professor Doutor, Universidade Federal de Uberlândia INTRODUÇÃO O desenvolvimento de novos métodos de ensino e ferramentas que auxiliem o processo de ensino aprendizagem deve estar sempre na pauta das discussões e das pesquisas, a fim de proporcionar novas possibilidades e alternativas para a prática pedagógica docente. Nessa perspectiva, buscamos uma nova forma de contribuição para o ensino de Cartografia utilizando o esporte de orientação. A priori, o esporte apresenta vários procedimentos, conceitos e técnicas que são fundamentais para o conhecimento cartográfico e geográfico. Porém, em uma análise aprofundada dos componentes do esporte notamos que esta interface entre a cartografia e geografia só seria possível com um melhor estudo de suas técnicas, instrumentos e fundamentações teóricas. O enfoque deste trabalho se resume em fazer uma análise do mapa utilizado no esporte de orientação e da linguagem cartográfica presente nos mesmos. Os mapas, em uma consideração geral constituem um importante meio de pesquisa, registro, análise, interpretação, síntese, apresentação e comunicação de informações espaciais, sendo amplamente utilizado não apenas nos estudos em diferentes áreas do conhecimento, mas hoje também pelos meios de comunicação. É fundamental dominar essas linguagens para se 1

2 compreender o significado real das informações veiculadas pela mídia através de imagens tal como os mapas assim como os fatos e as notícias, situando-os no contexto mais amplo em que se inserem o mundo atual. Sendo assim, destacamos a importância de se proporcionar um trabalho que reflita sobre os elementos constituintes do mapa e sua influência no aprendizado. Entretanto, ao realizar uma corrida de orientação como atividade didática para o ensino de cartografia no curso de geografia, e durante o desenvolvimento de um projeto em que tivemos como proposta, fazer a escolha de um local para a prática do esporte de orientação e a produção de um mapa de orientação que sejam adequados à realização de uma atividade didática utilizando o esporte, tínhamos entre outros objetivos a proposta de se fazer uma análise do esporte de orientação e identificar o conteúdo cartográfico que envolve os mapas; estabelecer os fundamentos teórico-práticos do ensino e da aprendizagem do mapa e pelo mapa na Cartografia. A proposta de exame do mapa utilizado no esporte se justifica, pois os elementos que constituem os mapas de orientação são de grande relevância para se apresentar e esclarecer vários conceitos da cartografia, tanto a sistemática quanto a temática. Contudo, a utilização do esporte e especificamente do mapa de orientação como recurso didático necessita de uma abordagem que assegure uma eficiente aprendizagem. Outro aspecto é a construção do mapa, os seus elementos como escala, legenda, e outros, que devem seguir um rigor teórico, pois qualquer fuga dos procedimentos de elaboração dos itens do mapa comprometerá o entendimento da linguagem cartográfica. Portanto essa análise permite delinear a forma de utilização dos elementos do mapa e propor uma revisão teórico metodológica da aplicação do esporte de orientação enquanto atividade pedagógica. CARTOGRAFIA DO ESPORTE DE ORIENTAÇÃO O esporte de orientação envolve conhecimentos básicos de Cartografia como leitura e interpretação de mapas, orientação e localização, simbologia, escalas e projeção. Segundo Scherma e Ferreia (2008, p. 960), o esporte de orientação: [...] é constituído de regras, em que o praticante orienta-se ao longo de uma série de pontos de controle, usando uma bússola e um mapa, seguindo uma ordem para percorrer os pontos pela escolha de uma rota entre eles, sendo livre essa escolha. [...] O orientador deve ter em 2

3 conta sua condição física e sua habilidade para orientar-se e escolher a melhor rota com as informações contidas no mapa. Percebe-se então que a utilização do mapa e da bússola são instrumentos essenciais para realização da corrida de orientação. O manuseio desses instrumentos compreende conceitos e técnicas que são pautadas no conhecimento cartográfico. Sendo assim, ao praticar o esporte, seja na forma de corrida, caminhada, em áreas de campo, cidade, parques e outros, pode-se utilizá-lo como atividade para o ensino de cartografia. Os mapas utilizados no esporte de orientação como podem ser observados nas figuras 1, 2 e 3 possuem geralmente uma escala grande, identificada no mesmo, apresentam símbolos para identificar os objetos presentes no terreno, seguindo um padrão internacional de legenda e possuem também os pontos de controle, ponto de início e de chegada. Outros elementos como as linhas do norte magnético, para se obter uma melhor orientação através da bússola e as curvas de nível também fazem parte da composição do mapa de orientação. 3

4 Figura 1 - Mapa clínica para estudantes. Parque do Sabía, Uberlândia - MG. Fonte: Clube de Orientação do Triângulo Mineiro COTRIM,

5 Figura 2 - Mapa 1º Percurso Treino Parque dos Papagaios. Araguari - MG. Fonte: COTRIM,

6 Figura 3 - Mapa Percurso Escola. Cruzeiro dos Peixotos, Uberlândia - MG. Fonte: COTRIM, A confecção dos mapas de orientação segue uma linha de atributos básicos como: [...] a escala numérica com a medida original 1:7.500; legenda elaborada com os símbolos básicos segundo a convenção internacional estabelecida pela Federação Internacional de Orientação (IOF); a sinalética referente à tabela que contém a medida do percurso a partir das linhas que ligam os pontos, seqüência de controle que o participante deverá passar, os códigos equivalentes a cada ponto de controle, a natureza do elemento que estará a baliza, a localização e posicionamento da baliza, por ultimo os meridianos e a orientação que são respectivamente as linhas paralelas que sobrepõem o mapa e o norte magnético. (MACHADO, BUENO e OLIVEIRA, 2010). 6

7 Os componentes dos mapas de orientação confeccionados pelo Clube de Orientação do Triângulo Mineiro - COTRIM, em conformidade com o padrão estabelecido pela Federação Internacional de Orientação - IOF, são adequados para a prática do esporte, mas para a utilização em uma atividade pedagógica alguns elementos como símbolos, cores, legenda e escala, necessitam de uma adequação. Essa adaptação atende a expectativa de proporcionar uma linguagem simples e objetiva. PROPOSTAS DE ADAPTAÇÕES DO MAPA DE ORIENTAÇÃO PARA O ENSINO DE CARTOGRAFIA A proposta de desenvolver uma atividade didática que sirva de apoio ao ensino de Cartografia com base no esporte de orientação tem como fundamento os componentes teóricos e técnicos que envolvem o esporte de orientação. O objetivo desse trabalho, além de apresentar o esporte e suas possibilidades para o ensino de Cartografia, é fazer uma análise do mapa utilizado na corrida de orientação e da linguagem cartográfica presente no mesmo e com isso, identificar os elementos do mapa que são válidos para a prática pedagógica e propor adequações no mesmo através de técnicas da Cartografia Temática que possam contribuir para a melhor construção do mapa voltado para prática do ensino. Nessa perspectiva desenvolvemos em um outro momento, a construção de um mapa de orientação, ver figura 4, que atendesse à aprendizagem efetiva do conteúdo cartográfico. 7

8 8

9 Figura 4 - Mapa Percurso da Fazenda do Glória, Uberlândia - MG. Fonte: Laboratório de Ensino de Geografia - LEGEO, Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Para a elaboração deste mapa, adotamos como tema o uso e ocupação do solo, acrescentamos uma legenda mais simples e substituímos a escala numérica pela escala gráfica. Além disso, pensamos em cores que forneçam uma melhor visualização e que permitam uma melhor reprodução deste material. Com essas adequações a leitura do mapa se torna mais simples e objetiva, o que traz para o leitor do mapa uma melhor compreensão de seu conteúdo ao se deparar com a realidade representada. CONSIDERAÇÕES FINAIS Durante o trabalho podemos concluir que a prática da corrida de orientação e, por conseguinte a utilização do mapa em uma atividade didática para o ensino de Cartografia, onde possibilita a interação entre o aluno o mapa e o espaço vivido, a apreensão prática dos elementos mapa e bússola, e leitura e análise de preceitos teóricos básicos para a cartografia como legenda, lateralidade e outros. Porém, esses mesmos elementos como a escala e as cores podem receber um adequado tratamento cartográfico com a finalidade de proporcionar uma comunicação clara e direta potencializando o processo de ensino e aprendizagem. Sendo assim, a utilização do mapa como uma linguagem gráfica no processo de ensino e aprendizagem, não pode ficar restrita a uma análise de uma figura, o conhecimento embutido no mapa deve receber o tempo e a atenção de uma atividade prática, quando de sua real aplicação na representação da realidade. Em uma didática apropriada ao conhecimento geográfico o mapa deve ser produzido na perspectiva de se proporcionar uma aprendizagem eficiente. Esse esporte com sua peculiar base cartográfica é também uma ótima atividade lúdica, uma vez que o espaço de execução e seus requisitos são alternativos ao processo de ensino aplicado em sala de aula. A abordagem lúdica no ensino é de fundamental importância em todas as faixas etárias, ela auxilia não somente para o ensino, mas também para a formação pessoal. 9

10 [...] A educação lúdica integra uma teoria profunda e uma prática atuante. Seus objetivos, além de explicar as relações múltiplas do ser humano em seu contexto histórico, social, cultural, psicológico, enfatizam a libertação das relações pessoais passivas, técnicas para as relações reflexivas, criadoras, inteligentes, socializadoras, fazendo do ato de educar um compromisso consciente intencional, de esforço, sem perder o caráter de prazer, de satisfação individual e modificador da sociedade [...] (ALMEIDA, 1974, p ). No dizer de Machado, Bueno e Oliveira (2010), a sistematização da cartografia e seu progresso teórico metodológico, com mapeamentos que se aproximam da realidade, possibilitam um entendimento maior acerca da relação do homem com a natureza, aspecto essencial a ser considerado no ensino e aprendizagem da Cartografia. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALMEIDA, P. N. Educação Lúdica Técnicas e jogos pedagógicos. 9 ed. São Paulo: Loyola, CLUBE DE ORIENTAÇÃO DO TRIÂNGULO MINEIRO. A Orientação. Disponível em: simbologia.asp#introducao. Acesso em: 27 junho, GD4CAMINHOS, Grupo Desportivo 4 Caminhos. O que é orientação / Tudo sobre orientação. Disponível em: Acesso em: 23 junho, MACHADO, L. C.; BUENO, G. O.; OLIVEIRA, A. M. M. O esporte de orientação aplicado ao ensino de cartografia no curso de Geografia: um exemplo prático. XXIV Congresso Brasileiro de Cartografia, Aracaju SE, mai SHERMA, E. P.; FERREIRA, E. R. Desporto de Orientação: uma contribuição metodológica para o ensino de Geografia e da Cartografia. 1º Simpósio de Pós-Graduação em Geografia do Estado de São Paulo, Rio Claro - SP, nov

11 TOMITA, L. M. S. Trabalho de campo como instrumento de ensino em Geografia. Geografia: Revista do Departamento de Geociências. Londrina, v. 8, n. 1, jan/jun,1999, p

O PAPEL DA MONITORIA EM CARTOGRAFIA NA FORMAÇÃO DISCENTE

O PAPEL DA MONITORIA EM CARTOGRAFIA NA FORMAÇÃO DISCENTE O PAPEL DA MONITORIA EM CARTOGRAFIA NA FORMAÇÃO DISCENTE Emanuel Henrique Rulim Pereira 1, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), ehenricky@gmail.com Orientadora: Profa. Dra. Alexsandra Bezerra

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CARTOGRAFIA ESCOLAR PARA ALUNOS COM DEFICIENCIA VISUAL: o papel da Cartografia Tátil

A IMPORTÂNCIA DA CARTOGRAFIA ESCOLAR PARA ALUNOS COM DEFICIENCIA VISUAL: o papel da Cartografia Tátil A IMPORTÂNCIA DA CARTOGRAFIA ESCOLAR PARA ALUNOS COM DEFICIENCIA VISUAL: o papel da Cartografia Tátil Fernanda Taynara de Oliveira Graduando em Geografia Universidade Estadual de Goiás Campus Minaçu Kelytha

Leia mais

PLANO DE CURSO I EMENTA

PLANO DE CURSO I EMENTA Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I Carga horária total: 75 H PLANO DE CURSO I EMENTA Definições e esboço histórico da cartografia; Representações da Terra; Coordenadas;

Leia mais

APLICAÇÃO DA SOLUÇÃO CARTOGRÁFICA COLEÇÃO DE MAPAS NO MAPA DE ZONAS VEGETACIONAIS MUNDIAIS (WALTER, 1986)

APLICAÇÃO DA SOLUÇÃO CARTOGRÁFICA COLEÇÃO DE MAPAS NO MAPA DE ZONAS VEGETACIONAIS MUNDIAIS (WALTER, 1986) Anais do XII SBGFA. Natal, 2007. v. 1. p. 1-15. APLICAÇÃO DA SOLUÇÃO CARTOGRÁFICA COLEÇÃO DE MAPAS NO MAPA DE ZONAS VEGETACIONAIS MUNDIAIS (WALTER, 1986) Simone Valaski UFPR svgeog@yahoo.com.br João Carlos

Leia mais

O que é Cartografia?

O que é Cartografia? O que é Cartografia? Nações Unidas As Nações Unidas, definiu em 1949, através de comissão especializada, cartografia como sendo A ciência que se ocupa da elaboração de mapas de toda espécie. Abrange todas

Leia mais

Disciplina que trata da concepção, produção, disseminação e estudo de mapas. (Associação Cartográfica Internacional, 1991);

Disciplina que trata da concepção, produção, disseminação e estudo de mapas. (Associação Cartográfica Internacional, 1991); INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL DE MINAS GERAIS Câmpus Inconfidentes INTRODUÇÃO A Cartografia Temática CARTOGRAFIA Definição Disciplina que trata da concepção, produção, disseminação

Leia mais

Disciplina FLG 141: Introdução à Cartografia Prof a Fernanda Padovesi Fonseca

Disciplina FLG 141: Introdução à Cartografia Prof a Fernanda Padovesi Fonseca Disciplina FLG 141: Introdução à Cartografia Prof a Fernanda Padovesi Fonseca Além de recomendações já feitas, sobre o uso de imagens e mapas, é preciso evitar: o uso de escala inadequada de representação;

Leia mais

REPRESENTAÇÃO GRÁFICA E CARTOGRÁFICA DA TAXA DE ANALFABETISMO NA CIDADE DE UBERLÂNDIA-MG

REPRESENTAÇÃO GRÁFICA E CARTOGRÁFICA DA TAXA DE ANALFABETISMO NA CIDADE DE UBERLÂNDIA-MG Arthur Alexandre do Nascimento Carvalho Universidade Federal de Uberlândia - arthurcarvalho90@hotmail.com Antonio Marcos Machado de Oliveira Universidade Federal de Uberlândia taba@ig.ufu.br REPRESENTAÇÃO

Leia mais

ATLAS ESCOLAR FÍSICO DO LITORAL SUL DA BAHIA

ATLAS ESCOLAR FÍSICO DO LITORAL SUL DA BAHIA ATLAS ESCOLAR FÍSICO DO LITORAL SUL DA BAHIA Heibe Santana Da Silva Discente do Curso de Licenciatura em Geografia e bolsista - FAPESB E-mail: heibe.geouesc@hotmail.com Ednice de Oliveira Fontes Profa.

Leia mais

Metas Curriculares de Geografia. Documento de apoio

Metas Curriculares de Geografia. Documento de apoio Metas Curriculares de Geografia Ensino Básico: 3.º Ciclo Documento de apoio Adélia Nunes António Campar de Almeida Cristina Castela Nolasco 1. Âmbito do documento As Metas Curriculares de Geografia para

Leia mais

Breve introdução à Orientação

Breve introdução à Orientação Orientação Aula nº1 Prof. Joana Correia A Orientação é um desporto onde os praticantes visitam vários pontos de controlo, marcados num mapa, por uma ordem previamente definida. o desafio de interpretar

Leia mais

Os elementos que compõem um mapa

Os elementos que compõem um mapa Cartografia Os elementos que compõem um mapa Terceira reportagem da série sobre cartografia apresenta seis principais itens cartográficos e as funções de cada um deles Fernanda Salla Tamanhos e distâncias

Leia mais

Carga Horária: 45 horas. Objetivo: Compreender as diferentes representações

Carga Horária: 45 horas. Objetivo: Compreender as diferentes representações Carga Horária: 45 horas 1 aula semanal (segunda-feira das 13 às 16hs) Objetivo: Compreender as diferentes representações da superfície da Terra e os aspectos de orientação. Manipular, analisar, extrair

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO PRÓ-REITORIA DE ENSINO Divisão de Apoio Técnico Pedagógico - DATP PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO PRÓ-REITORIA DE ENSINO Divisão de Apoio Técnico Pedagógico - DATP PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO I - IDENTIFICAÇÃO ANO SEMESTRE PERÍODO 2013 1 o 3 o CURSO(s): Geografia COMPONENTE CURRICULAR: Cartografia I TURNO 1 : Noturno CÓDIGO: CART I NATUREZA 2 : Obrigatória DEPARTAMENTO: Pró-reitoria

Leia mais

OS MAPAS SAEM DO ARMÁRIO E VÃO PARA SALA DE AULA: UMA EXPERIÊNCIA NAS ESCOLAS DO CAMPO NO CARIRI PARAIBANO. Fabiano Custódio de Oliveira 1

OS MAPAS SAEM DO ARMÁRIO E VÃO PARA SALA DE AULA: UMA EXPERIÊNCIA NAS ESCOLAS DO CAMPO NO CARIRI PARAIBANO. Fabiano Custódio de Oliveira 1 OS MAPAS SAEM DO ARMÁRIO E VÃO PARA SALA DE AULA: UMA EXPERIÊNCIA NAS ESCOLAS DO CAMPO NO CARIRI PARAIBANO Fabiano Custódio de Oliveira 1 INTRODUÇÃO Esse trabalho apresenta um relato da experiência vivenciada

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável Cartografia Sistemática e Temática (IAD319) Prof. pablosantos@ufba.br 02 a Aula CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA

Leia mais

CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2)

CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2) CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2) MUNICIPIOS CURSO / OFICINA / CH OBJETIVO PÚBLICO ALVO DATAS Água Branca Amarante Anísio de Abreu Estatística Básica aplicada a Educação 30h Computação

Leia mais

EXPOSIÇÃO ITINERANTE DE MAPAS NO CARIRI PARAIBANO NO CONTEXTO DAS AÇÕES DO - PIBID. ED DO CAMPO CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

EXPOSIÇÃO ITINERANTE DE MAPAS NO CARIRI PARAIBANO NO CONTEXTO DAS AÇÕES DO - PIBID. ED DO CAMPO CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS EXPOSIÇÃO ITINERANTE DE MAPAS NO CARIRI PARAIBANO NO CONTEXTO DAS AÇÕES DO - PIBID. ED DO CAMPO CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Fabiano Custódio de Oliveira 1 (UFCG); Maria José Barros da Silva (UFCG); Ranieli

Leia mais

Técnicas de Cartografia Digital

Técnicas de Cartografia Digital Técnicas de Cartografia Digital Maria Cecília Bonato Brandalize 2011 Aula 5 CD/CAC e SIG: Componentes CD/CAC e SIG E/S Coordenadas e Texto Display Alta Resolução Impressão de Alta Qualidade DR de Acesso

Leia mais

Geografia - 6º AO 9º ANO

Geografia - 6º AO 9º ANO 5ª Série / 6º Ano Eixos norteadores Temas Conteúdo Habilidades Competências A Geografia como uma - Definição de Geografia - Noções de tempo e -Compreender processos - Identificar diferentes formas de representação

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EAM330 Cartografia Geral

Programa Analítico de Disciplina EAM330 Cartografia Geral Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina EAM330 Cartografia Geral Departamento de Engenharia Civil - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Número de créditos: Teóricas Práticas

Leia mais

CARTOGRAFIA COMO POSSIBILIDADE DE METODOLOGIA INTERDISCIPLINAR

CARTOGRAFIA COMO POSSIBILIDADE DE METODOLOGIA INTERDISCIPLINAR 1 CARTOGRAFIA COMO POSSIBILIDADE DE METODOLOGIA INTERDISCIPLINAR Vinícius Biazotto Gomes Luis Eduardo de Barros 1 RESUMO: Este artigo tem como objetivo expor um trabalho no qual foram desenvolvidas ações

Leia mais

A CARTOGRAFIA NO ENSINO DE GEOGRAFIA. META Desmistificar as difi culdades do uso das representações cartográficas no ensino de Geografia.

A CARTOGRAFIA NO ENSINO DE GEOGRAFIA. META Desmistificar as difi culdades do uso das representações cartográficas no ensino de Geografia. A CARTOGRAFIA NO ENSINO DE GEOGRAFIA META Desmistificar as difi culdades do uso das representações cartográficas no ensino de Geografia. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá: identifi car os

Leia mais

MAPA MENTAL: ESTUDO DO LUGAR COMO RECURSO DIDÁTICO NA ESCOLA DOUTOR JOSÉ CURSINO DE AZEVEDO NA CIDADE DE MARABÁ-PA. ¹

MAPA MENTAL: ESTUDO DO LUGAR COMO RECURSO DIDÁTICO NA ESCOLA DOUTOR JOSÉ CURSINO DE AZEVEDO NA CIDADE DE MARABÁ-PA. ¹ MAPA MENTAL: ESTUDO DO LUGAR COMO RECURSO DIDÁTICO NA ESCOLA DOUTOR JOSÉ CURSINO DE AZEVEDO NA CIDADE DE MARABÁ-PA. ¹ Rubernéia da Silva de Oliveira Graduanda do Curso de Geografia Universidade Federal

Leia mais

Representação de áreas de riscos socioambientais: geomorfologia e ensino

Representação de áreas de riscos socioambientais: geomorfologia e ensino II Congresso Internacional de Riscos VI Encontro Nacional de Ricos Coimbra, 22 a 25 de Maio de 2010 Representação de áreas de riscos socioambientais: geomorfologia e ensino Universidade Federal de Viçosa

Leia mais

MÉTODOS DE REPRESENTÇÃO DA CARTOGRAFIATEMÁTICA: REPRESENTAÇÕES DINÂMICAS E CARTOGRAFIA DE SÍNTESE

MÉTODOS DE REPRESENTÇÃO DA CARTOGRAFIATEMÁTICA: REPRESENTAÇÕES DINÂMICAS E CARTOGRAFIA DE SÍNTESE Aula MÉTODOS DE REPRESENTÇÃO DA CARTOGRAFIATEMÁTICA: REPRESENTAÇÕES DINÂMICAS E CARTOGRAFIA DE SÍNTESE META Representar os fenômenos quando estes variam no tempo e no espaço e apresentar como se processa

Leia mais

ATLAS GEOGRÁFICO MUNICIPAL: UMA ABORDAGEM DIDÁTICA À LAGOA FORMOSA/MG

ATLAS GEOGRÁFICO MUNICIPAL: UMA ABORDAGEM DIDÁTICA À LAGOA FORMOSA/MG 1 ATLAS GEOGRÁFICO MUNICIPAL: UMA ABORDAGEM DIDÁTICA À LAGOA FORMOSA/MG Fander de Oliveira Silva Universidade Federal de Uberlândia fanderoliveira@hotmail.com Antonio Carlos Freire Sampaio Universidade

Leia mais

ATIVIDADES DE DESENHO APLICADAS À GEOGRAFIA: O USO DO PONTO DE FUGA PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOÇÕES DE ESPAÇO TOPOLÓGICO

ATIVIDADES DE DESENHO APLICADAS À GEOGRAFIA: O USO DO PONTO DE FUGA PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOÇÕES DE ESPAÇO TOPOLÓGICO ATIVIDADES DE DESENHO APLICADAS À GEOGRAFIA: O USO DO PONTO DE FUGA PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOÇÕES DE ESPAÇO TOPOLÓGICO Ms. Diego Moraes Flores DEPED UNICENTRO Campus Santa Cruz. Palavras-chave: Desenho;

Leia mais

PARANÁ EM RELEVO: PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA CONSTRUÇÃO DE MAQUETES

PARANÁ EM RELEVO: PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA CONSTRUÇÃO DE MAQUETES 207 PARANÁ EM RELEVO: PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA CONSTRUÇÃO DE MAQUETES Marquiana de Freitas Vilas Boas Gomes 1 RESUMO: O texto aqui apresentado é resultado da oficina-pedagógica ministrada na XIII Semana

Leia mais

Disciplina: Cartografia Geoambiental

Disciplina: Cartografia Geoambiental Disciplina: Cartografia Geoambiental Professor: Me. Diego Alves de Oliveira Outubro de 2013 Amanhã, dia 24 de outubro de 2013, não haverá aula. Atividade programada: Elaboração de resumo do artigo: SANN,

Leia mais

O que é a Orientação?

O que é a Orientação? O que é a Orientação? A orientação pode ser definida como o uso de um mapa e de uma bússola para encontrar um caminho num terreno desconhecido. O objetivo é, usando o mapa e a bússola, localizar estes

Leia mais

Representação Cartográfica. Instituto Federal Santa Catarina Câmpus Joinville Unidade Curricular Geografia Professor Mauricio Ruiz Camara

Representação Cartográfica. Instituto Federal Santa Catarina Câmpus Joinville Unidade Curricular Geografia Professor Mauricio Ruiz Camara Representação Cartográfica Instituto Federal Santa Catarina Câmpus Joinville Unidade Curricular Geografia Professor Mauricio Ruiz Camara A representação de fenômenos sobre a Terra pode ser feita por várias

Leia mais

CARTOGRAFIA E ENSINO: PERSPECTIVAS DA REALIDADE

CARTOGRAFIA E ENSINO: PERSPECTIVAS DA REALIDADE CARTOGRAFIA E ENSINO: PERSPECTIVAS DA REALIDADE Edmar Martins de Oliveira 1, Cleidson Reginaldo Ferreira Ribeiro 2, Renata de Melo Paulino 3, Divino Ordones 4. 1 Graduando no Curso de Licenciatura Plena

Leia mais

COLEÇÃO CARTOGRÁFICA DO SUDOESTE GOIANO: A UTILIZAÇÃO DO GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA PARA CONFECCIONAR MATERIAL DIDÁTICO DE CARTOGRAFIA.

COLEÇÃO CARTOGRÁFICA DO SUDOESTE GOIANO: A UTILIZAÇÃO DO GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA PARA CONFECCIONAR MATERIAL DIDÁTICO DE CARTOGRAFIA. COLEÇÃO CARTOGRÁFICA DO SUDOESTE GOIANO: A UTILIZAÇÃO DO GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA PARA CONFECCIONAR MATERIAL DIDÁTICO DE CARTOGRAFIA. Leonardo Martins, MACHADO CAJ/UFG 1 Iraci, SCOPEL CAJ/UFG 2

Leia mais

FOTOGRAMETRIA E FOTOINTERPRETAÇÃO

FOTOGRAMETRIA E FOTOINTERPRETAÇÃO FOTOGRAMETRIA E FOTOINTERPRETAÇÃO Mosar Faria Botelho PONTOS DE APOIO Objetiva relacionar os objetos contidos na foto aérea com os objetos contidos no terreno. MÉTODOS DE POSICIONAMENTO POR GPS Modo Ponto

Leia mais

História da Orientação

História da Orientação PROF. António Sousa História da Orientação História da Orientação As raízes da orientação perdem-se no tempo. Já nos remotos anos 2000 A.C., os Egípcios utilizavam mapas com símbolos que os auxiliavam

Leia mais

LINGUAGEM CARTOGRÁFICA NO ENSINO FUNDAMENTAL 1

LINGUAGEM CARTOGRÁFICA NO ENSINO FUNDAMENTAL 1 1 LINGUAGEM CARTOGRÁFICA NO ENSINO FUNDAMENTAL 1 INTRODUÇÃO Vera Luci Lisboa 2 O presente artigo relata as experiências vivenciadas no projeto de ensino cujo objetivo foi intervir por meio da aplicação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 13 DE JUNHO DE 2012

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 13 DE JUNHO DE 2012 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.295, DE 13 DE JUNHO DE 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em,

Leia mais

Linha de Pesquisa 2: FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUAS

Linha de Pesquisa 2: FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUAS Linha de Pesquisa 2: FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUAS Esta linha de pesquisa objetiva o exame dos processos de construção do conhecimento docente do professor de línguas, com ênfase no papel da linguagem

Leia mais

PROJETO ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA

PROJETO ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA PROJETO ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA Resumo: Ma. Lucimar Marques da Costa Garção Universidade Estadual de Goiás UEG Câmpus Porangatu Coordenadora do Projeto lucimargeo35@gmail.com Matheus Henrique Pereira

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA 1 - JUSTIFICATIVA A cada dia cresce a expectativa de que os profissionais da área da Psicologia possam oferecer para a população em geral,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Série: 1ª EMIIL C. H. Semanal: 2.0. Professor: Anderson Marioto

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Série: 1ª EMIIL C. H. Semanal: 2.0. Professor: Anderson Marioto Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Geografia Eixo Tecnológico: Gestão

Leia mais

A MAQUETE COMO POSSIBILIDADE INTERDISCIPLINAR NO ENSINO MÉDIO POLITÉCNICO/RS

A MAQUETE COMO POSSIBILIDADE INTERDISCIPLINAR NO ENSINO MÉDIO POLITÉCNICO/RS A MAQUETE COMO POSSIBILIDADE INTERDISCIPLINAR NO ENSINO MÉDIO POLITÉCNICO/RS Lisane Regina Vidal Conceição 1 Resumo: Entre as diversas linguagens de aprendizagem, os materiais cartográficos, como a maquete,

Leia mais

A SEQUÊNCIA DIDÁTICA PROPOSTA PARA A TRILHA INTERPRETATIVA DA EMBRAPA DE DOURADOS/MS TRILHA DA MATINHA

A SEQUÊNCIA DIDÁTICA PROPOSTA PARA A TRILHA INTERPRETATIVA DA EMBRAPA DE DOURADOS/MS TRILHA DA MATINHA A SEQUÊNCIA DIDÁTICA PROPOSTA PARA A TRILHA INTERPRETATIVA DA EMBRAPA DE DOURADOS/MS TRILHA DA MATINHA LÍGIA MARTINS ALVES CAMPO GRANDE/MS ABRIL/2013 I A SEQUÊNCIA DIDÁTICA PROPOSTA PARA A TRILHA INTERPRETATIVA

Leia mais

Palavras-chave: Geografia, Ensino; Fotografia Aérea com Pipa; Cidade; Urbano.

Palavras-chave: Geografia, Ensino; Fotografia Aérea com Pipa; Cidade; Urbano. A FOTOGRAFIA AÉREA NO AUXÍLIO AO APRENDIZADO DOS ALUNOS DA ESCOLA ESTADUAL DOUTOR NAPOLEÃO SALLES: UMA APROXIMAÇÃO TEÓRICA À PRÁTICA DO ENSINO DE GEOGRAFIA MICHELE FERNANDA MARCELINO RENZO Aluna e Bolsista

Leia mais

O que é EAD? Quais as competências necessárias ao professor e tutor para a EAD?

O que é EAD? Quais as competências necessárias ao professor e tutor para a EAD? O que é EAD? Quais as competências necessárias ao professor e tutor para a EAD? Educação à distância A educação a distância (EaD) é definida como [...] o aprendizado planejado que ocorre normalmente em

Leia mais

OFICINAS PEDAGOGICAS: COMO FORMA DE AUXILIO NO APRENDIZADO DOS EDUCANDOS NAS AULAS DE GEOGRAFIA

OFICINAS PEDAGOGICAS: COMO FORMA DE AUXILIO NO APRENDIZADO DOS EDUCANDOS NAS AULAS DE GEOGRAFIA OFICINAS PEDAGOGICAS: COMO FORMA DE AUXILIO NO APRENDIZADO DOS EDUCANDOS NAS AULAS DE GEOGRAFIA Angeline Batista da Cruz Universidade Estadual da Paraíba pibidcruz@bol.com.br Clara Mayara de Almeida Vasconcelos

Leia mais

MÉTODOS DE REPRESENTAÇÃO DA CARTOGRAFIA TEMÁTICA: REPRESENTAÇÕES QUALITATIVAS MANIFESTAÇÃO LINEAR

MÉTODOS DE REPRESENTAÇÃO DA CARTOGRAFIA TEMÁTICA: REPRESENTAÇÕES QUALITATIVAS MANIFESTAÇÃO LINEAR MÉTODOS DE REPRESENTAÇÃO DA CARTOGRAFIA TEMÁTICA: REPRESENTAÇÕES QUALITATIVAS MANIFESTAÇÃO LINEAR META Demonstrar a localização e a extensão dos fenômenos geográficos que se diferenciam pela sua natureza

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA DE AMBIENTAL MATRIZ 519

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA DE AMBIENTAL MATRIZ 519 Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA DE AMBIENTAL MATRIZ 519 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL - Abertura e aprovação do projeto do curso:

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO MATERIAL PEDAGÓGICO DE APOIO DIDÁTICO EM GEOGRAFIA RELATO DE EXPERIENCIA¹

UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO MATERIAL PEDAGÓGICO DE APOIO DIDÁTICO EM GEOGRAFIA RELATO DE EXPERIENCIA¹ UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO MATERIAL PEDAGÓGICO DE APOIO DIDÁTICO EM GEOGRAFIA RELATO DE EXPERIENCIA¹ Heitor Petinari Ferrari César Costa Sanches Claudivan Sanches Lopes Universidade Estadual de

Leia mais

Professora: Jordana Costa

Professora: Jordana Costa Professora: Jordana Costa Cartografia Cartografia, segundo a ABNT é definida como: A arte de levantamento, construção e edição de mapas e cartas de qualquer natureza. Função principal: Representar a realidade

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina ECV310 Fundamentos de Cartografia e Topografia

Programa Analítico de Disciplina ECV310 Fundamentos de Cartografia e Topografia 0 Programa Analítico de Disciplina Campus Rio Paranaíba - Campus Rio Paranaíba Número de créditos: 5 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal 3 2 5 Períodos - oferecimento:

Leia mais

PROPOSTA ATIVIDADES COM O JCLIC

PROPOSTA ATIVIDADES COM O JCLIC PROPOSTA ATIVIDADES COM O JCLIC 1 Título: Fisionomia do Relevo 2 Autor: Nilse Lúcia Girotto 3 Aplicativo utilizado: JClic: Palavras Cruzadas 4 Disciplina: Geografia 5 Objetivos / Expectativas de aprendizagem:

Leia mais

Enduro a pé no MHNJB/UFMG: Trilhando o conhecimento

Enduro a pé no MHNJB/UFMG: Trilhando o conhecimento Enduro a pé no MHNJB/UFMG: Trilhando o conhecimento Marília de Fátima Siqueira de Oliveira 1 Maria Luiza Bocc 1 Alessandra Abrão Resende 1 Danilo Souza Marcelo 2 Nayara Aparecida Lino Tavares 2 João Paulo

Leia mais

AS EXPERIÊNCIAS NO CURSO DE CAPACITAÇÃO PRÁTICA DO USO DO GEOPROCESSAMENTO EM PROJETOS

AS EXPERIÊNCIAS NO CURSO DE CAPACITAÇÃO PRÁTICA DO USO DO GEOPROCESSAMENTO EM PROJETOS AS EXPERIÊNCIAS NO CURSO DE CAPACITAÇÃO PRÁTICA DO USO DO GEOPROCESSAMENTO EM PROJETOS RESUMO ARCANJO 1, Amanda Maria de Freitas SILVA 2, Camila Coelho SANTOS 3, Edinilza Barbosa dos REIS 4, Christiane

Leia mais

INICIAÇÃO DESPORTIVA INICIAÇÃO AO FUTSAL Prof.: Msd.: Ricardo Luiz Pace Jr.

INICIAÇÃO DESPORTIVA INICIAÇÃO AO FUTSAL Prof.: Msd.: Ricardo Luiz Pace Jr. INICIAÇÃO DESPORTIVA INICIAÇÃO AO FUTSAL Prof.: Msd.: Ricardo Luiz Pace Jr. INICIAÇÃO DESPORTIVA Primeiro contato da criança com o esporte de interesse. Suas regras, fundamentos, movimentações vão sendo

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Ufrn 2013) Um estudante australiano, ao realizar pesquisas sobre o Brasil, considerou importante saber a localização exata de sua capital, a cidade de Brasília. Para isso, consultou o mapa a seguir:

Leia mais

ATLAS ESCOLAR HISTÓRICO, GEOGRÁFICO, AMBIENTAL DE ITABUNA BAHIA: Sistema Pedológico

ATLAS ESCOLAR HISTÓRICO, GEOGRÁFICO, AMBIENTAL DE ITABUNA BAHIA: Sistema Pedológico ATLAS ESCOLAR HISTÓRICO, GEOGRÁFICO, AMBIENTAL DE ITABUNA BAHIA: Sistema Pedológico Ailto Rodrigues Damaceno Filho Discente do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Ensino de Geografia (UESC/BA) Graduação

Leia mais

A contribuição do PIBID na melhoria do ensino de Geografia Verônica Amparo Medeiros

A contribuição do PIBID na melhoria do ensino de Geografia Verônica Amparo Medeiros A contribuição do PIBID na melhoria do ensino de Geografia Verônica Amparo Medeiros Discente do Curso de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia, Faculdade de Ciências Integradas do Pontal, campus

Leia mais

O ENSINO DE GEOGRAFIA MEDIADO PELAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS

O ENSINO DE GEOGRAFIA MEDIADO PELAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS O ENSINO DE GEOGRAFIA MEDIADO PELAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS Vanessa da Silva Freitas (Graduanda em Geografia / UEPB) Wanessas2mm@gmail.com Lívia Maria Serafim Duarte Oliveira (PPFP/UEPB) Serafim_livia@hotmail.com

Leia mais

Palavras-chave: noções espaciais, Geografia, Cartografia, Pedagogia.

Palavras-chave: noções espaciais, Geografia, Cartografia, Pedagogia. CARTOGRAFIA ESCOLAR E GEOGRAFIA FíSICA: A PRÁTICA PEDAGÓGICA NO ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICÍPIO DE CATALÃO (GO). Universidade Federal de Goiás Campus Catalão Bolsista: LIMA, O. 1 Ozanir23@hotmail.com Profª.

Leia mais

CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA SISTEMA DE REFERÊNCIA

CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA SISTEMA DE REFERÊNCIA CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA SISTEMA DE REFERÊNCIA Elaboração e Organização: Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher SISTEMA DE REFERÊNCIA Nomenclatura Séries Cartográficas Método de dividir uma área geográfica

Leia mais

ELABORAÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS VOLTADOS PARA O ENSINO DE SOLOS

ELABORAÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS VOLTADOS PARA O ENSINO DE SOLOS ELABORAÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS VOLTADOS PARA O ENSINO DE SOLOS Camilla Luiza Martins Universidade Federal de Uberlândia - UFU/ campus Pontal Email: camillaluizam@hotmail.com Thauane Medeiros Lima Universidade

Leia mais

O LUGAR E AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS: O EXEMPLO DO PARQUE DO SABIÁ.

O LUGAR E AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS: O EXEMPLO DO PARQUE DO SABIÁ. O LUGAR E AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS: O EXEMPLO DO PARQUE DO SABIÁ. Lucas Carneiro Machado Graduando em geografia-universidade federal de Uberlândia Lucas_carneiromachado@yahoo.com.br Eloslávia Teixeira

Leia mais

CARTOGRAFIA: ELEMENTOS E TÉCNICAS MÓDULO 01 GEOGRAFIA 01

CARTOGRAFIA: ELEMENTOS E TÉCNICAS MÓDULO 01 GEOGRAFIA 01 CARTOGRAFIA: ELEMENTOS E TÉCNICAS MÓDULO 01 GEOGRAFIA 01 Cartografia ciência responsável pela elaboração de representações da superfície da Terra. Com a ajuda da matemática, evoluiu e aprimorou mapas e

Leia mais

SUBSÍDIOS À PRODUÇÃO DO ATLAS GEOGRÁFICO ESCOLAR DO ESTADO DE GOIÁS/BRASIL Cartografía y tecnologías de la información geográfica

SUBSÍDIOS À PRODUÇÃO DO ATLAS GEOGRÁFICO ESCOLAR DO ESTADO DE GOIÁS/BRASIL Cartografía y tecnologías de la información geográfica SUBSÍDIOS À PRODUÇÃO DO ATLAS GEOGRÁFICO ESCOLAR DO ESTADO DE GOIÁS/BRASIL Cartografía y tecnologías de la información geográfica Diego Tarley Ferreira Nascimento; Nicali Bleyer Ferreira dos Santos; Augusto

Leia mais

ATLAS MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES: A SITUACÃO DO ENSINO DE CARTOGRAFIA

ATLAS MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES: A SITUACÃO DO ENSINO DE CARTOGRAFIA ATLAS MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES: A SITUACÃO DO ENSINO DE CARTOGRAFIA INTRODUÇÃO Rafael Lopes Barreto IFF Instituto Federal Fluminense Barretorl@hotmail.com Maurício Nunes Lamonica Prof. Ms. do

Leia mais

Mapeamento Temático. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Mapeamento Temático. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Mapeamento Temático Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Como se classificam os mapas/cartas? A classificação mais comum é a que agrupa de acordo com a finalidade para a qual

Leia mais

CARTOGRAFIA ESCOLAR: CONTRIBUIÇÕES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE GEOGRAFIA

CARTOGRAFIA ESCOLAR: CONTRIBUIÇÕES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE GEOGRAFIA CARTOGRAFIA ESCOLAR: CONTRIBUIÇÕES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE GEOGRAFIA Reis 1, Christiane Maria Moura cmm_reis@yahoo.com.br Rodrigues 2, Jean Marrie de Oliveira, jeanrodriguezpb@gmail.com Centro de Ciências

Leia mais

Eduardo. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

Eduardo. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Matemática Eduardo 3ª 8 Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Competência 2 Foco: Os conjuntos numéricos Construir significados para os números naturais, inteiros, racionais e reais. Competência

Leia mais

DOIS RELEVANTES TIPOS DE DINÂMICA EM OFICINAS DE JOGOS NO ENSINO DE GEOCIÊNCIAS

DOIS RELEVANTES TIPOS DE DINÂMICA EM OFICINAS DE JOGOS NO ENSINO DE GEOCIÊNCIAS 1 DOIS RELEVANTES TIPOS DE DINÂMICA EM OFICINAS DE JOGOS NO ENSINO DE GEOCIÊNCIAS THIARA VICHIATO BREDA Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ensino e História de Ciências da Terra, Inst. Geociências,

Leia mais

CARTOGRAFIA ESCOLAR: A IMPORTÂNCIA DAS OFICINAS PEDAGÓGICAS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO GEOGRÁFICO

CARTOGRAFIA ESCOLAR: A IMPORTÂNCIA DAS OFICINAS PEDAGÓGICAS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO GEOGRÁFICO CARTOGRAFIA ESCOLAR: A IMPORTÂNCIA DAS OFICINAS PEDAGÓGICAS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO GEOGRÁFICO Melo¹, Annely Ferreira nanely_@hotmail.com Reis², Christiane Maria Moura cmm_reis@yahoo.com.br RESUMO

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM DA EDUCAÇÃO INFANTIL - ETAPAS I E II... 4 ESTRATÉGIAS E RECURSOS EM SALA DE AULA...

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM DA EDUCAÇÃO INFANTIL - ETAPAS I E II... 4 ESTRATÉGIAS E RECURSOS EM SALA DE AULA... SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM DA EDUCAÇÃO INFANTIL - ETAPAS I E II... 4 ESTRATÉGIAS E RECURSOS EM SALA DE AULA... 5 CADERNOS DE ATIVIDADES... 9 ESPAÇO E FORMA ETAPA I... 10 GRANDEZAS

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO GEOGRAFIA 2017

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO GEOGRAFIA 2017 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO GEOGRAFIA 2017 DISCIPLINA: METODOLOGIA DO ENSINO DE GEOGRAFIA I Profª Sonia M. Vanzella Castellar OBJETIVOS - Compreender os fundamentos teóricos e metodológicos

Leia mais

Versão Referenciais de FORMAÇÃO. Orientação. Grau

Versão Referenciais de FORMAÇÃO. Orientação. Grau Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO Orientação Grau I Versão 1.00 FORMAÇÃO Referenciais de Orientação Grau I Edição: Conteúdos: Data: Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. Federação Portuguesa

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA NAS SÉRIES INICIAIS: UMA PROPOSTA PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA NAS SÉRIES INICIAIS: UMA PROPOSTA PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA NAS SÉRIES INICIAIS: UMA PROPOSTA PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES Wagner da Silva Dias (grupo de pesquisa Educação e Didática da Geografia: práticas interdisciplinares - FE/USP);

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 12) A cartografia é um conhecimento que vem se desenvolvendo desde a pré-história até os dias de hoje. A leitura e a interpretação de um mapa necessitam do entendimento dos ele-mentos que o compõem. Sobre

Leia mais

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA - BACHARELADO EMENTAS º PERÍODO

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA - BACHARELADO EMENTAS º PERÍODO CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA - BACHARELADO EMENTAS - 2016.2 2º PERÍODO DISCIPLINA: BIOQUÍMICA CELULAR Componentes responsáveis pelo funcionamento bioquímico dos seres vivos, em especial o ser humano, manifestos

Leia mais

APRENDIZAGEM DE GEOGRAFIA FÍSICA ATRAVÉS DO USO DE MAQUETES

APRENDIZAGEM DE GEOGRAFIA FÍSICA ATRAVÉS DO USO DE MAQUETES APRENDIZAGEM DE GEOGRAFIA FÍSICA ATRAVÉS DO USO DE MAQUETES Daniela Pedraschi Universidade Luterana do Brasil (dani_geopedraschi@gmail.com) Stefani Caroline Bueno Rosa Universidade Luterana do Brasil (tefibueno@gmail.com)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: I Duração

Leia mais

USO DE GEOTECNOLOGIAS PARA ANALISE GEOMORFOLÓGICA USANDO O USO E COBERTURA DE TERRA NO MUNICÍPIO DE NITERÓI-RJ.

USO DE GEOTECNOLOGIAS PARA ANALISE GEOMORFOLÓGICA USANDO O USO E COBERTURA DE TERRA NO MUNICÍPIO DE NITERÓI-RJ. USO DE GEOTECNOLOGIAS PARA ANALISE GEOMORFOLÓGICA USANDO O USO E COBERTURA DE TERRA NO MUNICÍPIO DE NITERÓI- RJ. Costa, B.L. 1 ; Marins, L.S. 2 ; Neto, D.S. 3 ; 1 UERJ - FFP Email:brunolopescosta@gmail.com;

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS COMO FERRAMENTAS DO PROCESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM NO ENSINO MÉDIO

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS COMO FERRAMENTAS DO PROCESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM NO ENSINO MÉDIO A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS COMO FERRAMENTAS DO PROCESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM NO ENSINO MÉDIO Ismael Luiz Hoppe 1 Lisane Regina Vidal Conceição 2 Gilda Maria Cabral Benaduce 3 1 Autor, acadêmico

Leia mais

INTRODUÇÃO. Jefferson Aparecido Martins de Moura. Graduando em Geografia na Universidade Estadual de Montes Claros UNIMONTES.

INTRODUÇÃO. Jefferson Aparecido Martins de Moura. Graduando em Geografia na Universidade Estadual de Montes Claros UNIMONTES. A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA LEITURA DE MAPAS: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA AOS ALUNOS DO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL II DA ESCOLA ESTADUAL LUIZ BALBINO MUNICÍPIO DE PIRAPORA - MG. INTRODUÇÃO Jefferson Aparecido

Leia mais

ORGANIZAÇÃO ESPACIAL DA REGIÃO METROPOLITANA DE ARACAJU: geotecnologias aplicadas à gestão e análise regional

ORGANIZAÇÃO ESPACIAL DA REGIÃO METROPOLITANA DE ARACAJU: geotecnologias aplicadas à gestão e análise regional UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE -UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA - POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA - NPGEO 30 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO À GEOGRAFIA São Cristóvão, 29 e 30 de Agosto

Leia mais

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CÓDIGO: EDU260 DISCIPLINA: ENSINO DA GEOGRAFIA CARGA HORÁRIA: 90h EMENTA: Geografia: conceitos

Leia mais

PLANO DE CURSO. 2. Identificar os conteúdos socioeducativos do ensino/aprendizagem do voleibol e do Handebol;

PLANO DE CURSO. 2. Identificar os conteúdos socioeducativos do ensino/aprendizagem do voleibol e do Handebol; PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Licenciatura em Educação Física Disciplina: Teoria e Metodologia das Modalidades Esportivas Coletivas I Professor: Israel Caboclo de Lima Neto E-mail: israel.educfisico@hotmail.com

Leia mais

OBJETIVOS CONTEÚDOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

OBJETIVOS CONTEÚDOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DE CURITIBA DEPARTAMENTO DE ENSINO FUNDAMENTAL GERÊNCIA DE CURRÍCULO GEOGRAFIA 1º ANO OBJETIVOS CONTEÚDOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Observação de objetos em relação à forma,

Leia mais

PIBID GEOGRAFIA NA MEDIAÇÃO ENTRE A ESCOLA E A UNIVERSIDADE COMO ESPAÇOS DE FORMAÇÃO DOCENTE

PIBID GEOGRAFIA NA MEDIAÇÃO ENTRE A ESCOLA E A UNIVERSIDADE COMO ESPAÇOS DE FORMAÇÃO DOCENTE 1 PIBID GEOGRAFIA NA MEDIAÇÃO ENTRE A ESCOLA E A UNIVERSIDADE COMO ESPAÇOS DE FORMAÇÃO DOCENTE Márcia Cristina de Oliveira Mello UNESP Campus de Ourinhos PIBID/CAPES Resumo Dentro de uma política institucional

Leia mais

Palavras-chave: Competências; habilidades; resolução de problemas.

Palavras-chave: Competências; habilidades; resolução de problemas. AVALIAÇÃO POR COMPETÊNCIA: TEORIA E PRÁTICA NO CONTEXTO DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Camilla da Rosa Leandro (Bolsista PUIC) 1 Diva Marília Flemming (Profa. Orientadora) 2 INTRODUÇÃO Na Educação é frequente,

Leia mais

ANÁLISE DAS ÁREAS DE RISCO A ENCHENTES E INUNDAÇÕES EM ALFENAS-MG.

ANÁLISE DAS ÁREAS DE RISCO A ENCHENTES E INUNDAÇÕES EM ALFENAS-MG. ANÁLISE DAS ÁREAS DE RISCO A ENCHENTES E INUNDAÇÕES EM ALFENAS-MG. FONSECA, Homero Ferreira da¹ homeros77@hotmail.com BONASSI, Igor Rafael Pernambuco¹ igor1505@hotmail.com SANTOS, Clibson Alves dos² clibsonsantos@gmail.com

Leia mais

CARTOGRAFIA ESCOLAR: UMA EXPERIÊNCIA COM PEDAGOGAS EM CATALÃO (GO)

CARTOGRAFIA ESCOLAR: UMA EXPERIÊNCIA COM PEDAGOGAS EM CATALÃO (GO) CARTOGRAFIA ESCOLAR: UMA EXPERIÊNCIA COM PEDAGOGAS EM CATALÃO (GO) Odelfa Rosa 1 RESUMO: O presente texto faz uma abordagem teórica relacionando diferentes áreas do conhecimento como a Geografia, Cartografia,

Leia mais

OS REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA NO PROCESSO DE ENSINO DE COORDENADAS POLARES 1. Angeli Cervi Gabbi 2, Cátia Maria Nehring 3.

OS REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA NO PROCESSO DE ENSINO DE COORDENADAS POLARES 1. Angeli Cervi Gabbi 2, Cátia Maria Nehring 3. OS REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA NO PROCESSO DE ENSINO DE COORDENADAS POLARES 1 Angeli Cervi Gabbi 2, Cátia Maria Nehring 3. 1 Parte do Projeto de Tese realizado no Curso de Doutorado em Educação

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE CARTOGRAFIA GERAL. 1) Sobre o sistema de coordenadas de localização, julgue os itens a seguir:

LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE CARTOGRAFIA GERAL. 1) Sobre o sistema de coordenadas de localização, julgue os itens a seguir: LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE CARTOGRAFIA GERAL 1) Sobre o sistema de coordenadas de localização, julgue os itens a seguir: I. ( ) A Linha do Equador não exerce função sobre os sistemas de localização, sendo

Leia mais

AS BRINCADEIRAS COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

AS BRINCADEIRAS COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL AS BRINCADEIRAS COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Maria de Lourdes do Nascimento Marques Graduanda em Pedagogia pelo PARFOR da Universidade Federal do Piauí E-mail: lourdesmarques1327@gmail.com

Leia mais

Os Blogs construídos por alunos de um curso de Pedagogia: análise da produção voltada à educação básica

Os Blogs construídos por alunos de um curso de Pedagogia: análise da produção voltada à educação básica 1 Os Blogs construídos por alunos de um curso de Pedagogia: análise da produção voltada à educação básica Thaís Cristina Rodrigues Tezani Universidade Estadual Paulista (UNESP) thais@fc.unesp.br Pôster

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I.Plano de Aula: Data:

Leia mais

SEGUNDA ATIVIDADE PROPOSTA

SEGUNDA ATIVIDADE PROPOSTA 1 SEGUNDA ATIVIDADE PROPOSTA Confecção de um Cone e suas secções Construir um cone de uma folha, analisando suas secções de acordo com o ângulo formado com uma de suas geratrizes, dando ênfase à figura

Leia mais

O DESPERTAR DA SUSTENTABILIDADE NAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

O DESPERTAR DA SUSTENTABILIDADE NAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Categoria Exposição de Painel O DESPERTAR DA SUSTENTABILIDADE NAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Amanda Vieira Leão (UEG); Taynara Martins dos Santos (UEG); Wania Chagas Faria da Cunha (UEG) Introdução

Leia mais

NÚCLEO TEMÁTICO I CONCEPÇÃO E METODOLOGIA DE ESTUDOS EM EaD

NÚCLEO TEMÁTICO I CONCEPÇÃO E METODOLOGIA DE ESTUDOS EM EaD UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ-UFPR SETOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL CURSO DE PEDAGOGIA MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS ANOS

Leia mais

Orientação. Polos Hemisférios Equador Montanhas Rios. Norte Sul Leste Oeste Sudeste

Orientação. Polos Hemisférios Equador Montanhas Rios. Norte Sul Leste Oeste Sudeste Orientação Conhecer o espaço onde se vive e saber que caminho tomar para chegar a determinado lugar constitui um aspecto de importância vital para os seres humanos. Um dos primeiros passos para nos orientar

Leia mais