ECD PONTOS CRITICOS Debate e Principais Pontos de Dúvidas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ECD PONTOS CRITICOS Debate e Principais Pontos de Dúvidas"

Transcrição

1 ECD PONTOS CRITICOS Debate e Principais Pontos de Dúvidas Palestrante: Gisleise Nogueira Especialista Fiscal e Tributário da ALIZ, palestrante, instrutora. Contadora atuando há 15 anos na área fiscal e tributária, e desde 2006 no projeto piloto do Sped (NF-e, ECD, EFD ICMS/IPI, EFD Contribuições, FCONT, ECF- Escrituração Contábil Fiscal, e o Sistema e-social, representando empresas integrantes do Grupo Piloto.

2 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2016 ANO CALENDÁRIO 2015 MOEDA FUNCIONAL INVESTIDAS NO EXTERIOR RAZÃO AUXILIAR

3 MOEDA FUNCIONAL Moeda funcional é a moeda do ambiente econômico principal no qual a entidade opera A entidade deve considerar os seguintes fatores na determinação de sua moeda funcional: (a) a moeda: (i) que mais influencia os preços de venda de bens e serviços (geralmente é a moeda na qual os preços de venda para seus bens e serviços estão expressos e são liquidados); e (ii) do país cujas forças competitivas e regulações mais influenciam na determinação dos preços de venda para seus bens e serviços; (b) a moeda que mais influencia fatores como mão de obra, matéria-prima e outros custos para o fornecimento de bens ou serviços (geralmente é a moeda na qual tais custos estão expressos e são liquidados). CPC 02

4 MOEDA FUNCIONAL Art A pessoa jurídica deverá, para fins tributários, reconhecer e mensurar os seus ativos, passivos, receitas, custos, despesas, ganhos, perdas e rendimentos com base na moeda nacional. Art A pessoa jurídica que no período de apuração adotar, para fins societários, moeda funcional diferente da moeda nacional deverá elaborar, para fins tributários, escrituração contábil com base na moeda nacional, observado o disposto no art IN 1515/2014

5 MOEDA FUNCIONAL As pessoas jurídicas obrigadas a transmitir, via Sped, a escrituração em moeda funcional diferente da moeda nacional, nos termos do art. 156 da Instrução Normativa RFB no 1.515, de 24 de novembro de 2014, deverão preencher o campo identificação de moeda funcional do registro 0000 (0000.IDENT_MF) com S (Sim) constante no leiaute 4. Além disso, a pessoa jurídica deverá criar os seguintes campos adicionais auxiliares no arquivo da ECD, por meio do preenchimento do registro I020, conforme abaixo, para informar os valores da contabilidade que não reflitam os efeitos da moeda funcional.

6 INVESTIDAS NO EXTERIOR Debate e Principais Pontos de Conforme regulamentado no art. 13 da Instrução Normativa RFB no 1.520, de 14 de dezembro de 2014, caso as pessoas jurídicas investidas estejam situadas em país com o qual o Brasil não mantenha tratado ou ato com cláusula específica para troca de informações para fins tributários, conforme inciso I do 1º do art. 11, a consolidação será admitida se a controladora no Brasil disponibilizar a escrituração contábil em meio digital e a documentação de suporte e desde que não incorram nas condições previstas nos incisos II a V do art. 11. (a) 1º A escrituração contábil de que trata o caput deve: (b) I - estar em idioma português; (c) II - abranger todas as operações da controlada; (d) III - ser elaborada em arquivo digital padrão; e (e) IV - ser transmitida ao Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007, até a data estabelecida no art. 5º da Instrução Normativa RFB nº 1.420, de 19 de dezembro de (f) Para atender as situações previstas acima, referentes à empresa investida, deverão ser utilizados os livros auxiliares previstos na ECD (livros A ou Z ).

7 RAZÃO AUXILIAR Posso não criar as subcontas? O objetivo das subcontas é expurgar a variação patrimonial das empresas considerando os valores dos ativos e passivos das contas contábil e fiscal para efeito do cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) Serão controlados em subcontas: AVJ Ajustes a Valor Justo AVP Ajuste a Valor Presente Ágio Ganho na Compra Vantajosa Diferenças Temporárias na Adoção Inicial

8 RAZÃO AUXILIAR Tenho subcontas já identificadas nas contas contábeis analíticas, preciso gerar o RAS? Diferenças positivas,...salvo se o contribuinte evidenciar contabilmente essa diferença em subconta vinculada ao ativo, para ser adicionada à medida de sua realização, inclusive mediante depreciação, amortização, exaustão, alienação ou baixa. Diferenças negativas... Salvo se o contribuinte evidenciar contabilmente essa diferença em subconta vinculada ao ativo para ser excluída à medida de sua realização, inclusive mediante depreciação, amortização, exaustão, alienação ou baixa.

9 RAZÃO AUXILIAR (NOVIDADES) Postergação da entrega do Razão Auxiliar das Subcontas (RAS) Publicado em 14/04/2016 Entrega do RAS postergada. A entrega do Razão Auxiliar das Subcontas (RAS) foi postergada para 30 de novembro de Ademais, será criada uma forma alternativa de apresentação do RAS no Manual de Orientação do Leiaute da ECD. As pessoas jurídicas, que não possuam outros livros auxiliares, poderão entregar normalmente o livro "G" até a data-limite de entrega da ECD (último dia útil do mês do maio), ainda que tenham que entregar o RAS posteriormente.

10 RAZÃO AUXILIAR (NOVIDADES) Livro G Com registro I053 Pode ser gerado livro G com registro I053, desde que não exista livro auxiliar. O livro R deste ano poderá vir acompanhado de 2 livros Z ( 2014 e 2015), excepcionalmente

11 DEMAIS PONTOS IMPORTANTES SUBSTITUIÇÃO DE ECD - RAZÕES Substituição do Livro Transmitido Ainda serão definidos quais serão os novos procedimentos de substituição. As regras que não sofreram alteração estão descritas abaixo. Os livros G, R e B são equivalentes. Livros Substituição G Pode ser substituído por outro livro G ou pelos livros R ou B, desde que possuam períodos iguais. R Pode ser substituído por outro livro R ou pelos livros G ou B, desde que possuam períodos iguais. B Pode ser substituído por outro livro B ou pelos livros G ou R, desde que possuam períodos iguais. A Pode ser substituído por outro livro A ou pelo livro Z, desde que possuam períodos iguais. Z Pode ser substituído por outro livro Z ou pelo livro A, desde que possuam períodos iguais.

12 DEMAIS PONTOS IMPORTANTES Plano de Contas Referencial: Inclusão de observação PRAZO DE ENTREGA: Postergações? Livro S SCP Extinção. Podem ser utilizados os livros G, R, B, A ou Z. Certificado tipo A3 ou A1?

13 Av. Paulista, Ed. Numa de Oliveira 19ºAndar Conj Bela Vista / SP Fone: Dúvidas:

SPED Um ano de grandes mudanças

SPED Um ano de grandes mudanças SPED 2016 - Um ano de grandes mudanças Palestra: ECD/ECF: Um projeto sob pressão Vera Lúcia Gomes Março 2016 1 Pauta Principais mudanças para 2016 Dados recuperados e não recuperados Demonstrações contábeis

Leia mais

SPED Um ano de grandes mudanças

SPED Um ano de grandes mudanças SPED 2016 - Um ano de grandes mudanças Palestra: ECD/ECF: UM PROJETO SOB PRESSÃO Vera Lúcia Gomes Abril 2016 1 Pauta Principais mudanças para 2016 Dados recuperados e não recuperados Demonstrações contábeis

Leia mais

EDINO RIBEIRO GARCIA Contador, bacharel em direito, especialista em tributos diretos, contribuições para o PIS-Cofins e legislação societária,

EDINO RIBEIRO GARCIA Contador, bacharel em direito, especialista em tributos diretos, contribuições para o PIS-Cofins e legislação societária, EDINO RIBEIRO GARCIA Contador, bacharel em direito, especialista em tributos diretos, contribuições para o PIS-Cofins e legislação societária, professor e palestrante. Coautor de livros das áreas contábil

Leia mais

13/06/2016 SPED ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL NOVIDADES Prof. Fellipe Guerra Ceará, 10 de Junho de 2016.

13/06/2016 SPED ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL NOVIDADES Prof. Fellipe Guerra Ceará, 10 de Junho de 2016. SPED ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL NOVIDADES 2016 Prof. Fellipe Guerra Ceará, 10 de Junho de 2016. 1 2 3 1.218.088 CONTABILIDADE NO BRASIL Lei 6.404/1976 Lei 12.973/2014 Decreto Lei 1.598/1977 Lei 11.941/2009

Leia mais

Controvérsias da Lei nº /2014: Moeda Funcional, JCP e Dividendos. Sergio André Rocha

Controvérsias da Lei nº /2014: Moeda Funcional, JCP e Dividendos. Sergio André Rocha 14/07/2017 Controvérsias da Lei nº 12.973/2014: Moeda Funcional, JCP e Dividendos Sergio André Rocha sergio.andre@sarocha.com.br www.sarocha.com.br Parte I Desoneração de Dividendos Pós IFRS 2 1. Fundamentos

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital - Contábil (EFD CONTÁBIL) Projeto

Escrituração Fiscal Digital - Contábil (EFD CONTÁBIL) Projeto Escrituração Fiscal Digital - Contábil (EFD CONTÁBIL) Projeto Decreto nº 6.022/07 Frederico Luciano Verona de Resende As opiniões e conclusões apresentadas são pessoais e não representam, necessariamente,

Leia mais

ECD Responde Escrituração Contábil Digital. Consultoria Tributária Abril/2016

ECD Responde Escrituração Contábil Digital. Consultoria Tributária Abril/2016 ECD Responde Escrituração Contábil Digital Consultoria Tributária Abril/2016 EQUIPE DE CONSULTORIA TRIBUTÁRIA 2 Programação 1. Conceitos sobre a ECD; 2. Principais Novidades Leiaute 4.0. 3. Linha de Produto;

Leia mais

Maio/2017. MAPA ETÉCNICO FISCAL - facebook/mapaetecnicofiscal

Maio/2017. MAPA ETÉCNICO FISCAL  - facebook/mapaetecnicofiscal Maio/2017 Lei 11.638 28/12/07 CPC Lei 11.941 28/05/09 RTT IN RFB IN RFB LEI IN RFB 1.397 1.422 12.973 1.700 17/09/13 20/12/13 14/05/14 14/03/17 RTT ECF FIM RTT Lei 12.973/15 A Escrituração Contábil Fiscal

Leia mais

Algumas alterações ocorridas em 2016

Algumas alterações ocorridas em 2016 www.pwc.com.br Algumas alterações ocorridas em 2016 Novembro de 2016 1 SPED Contábil - Substituição Processo de Consulta no âmbito da RFB 2 SPED Contábil - ECD Decreto 8.683, de 25/02/2016: Grande avanço

Leia mais

A Adoção Inicial da Lei nº /14 e a Ilegalidade da Tratativa às Diferenças de Taxas de Depreciação Exigidas pela Receita Federal do Brasil

A Adoção Inicial da Lei nº /14 e a Ilegalidade da Tratativa às Diferenças de Taxas de Depreciação Exigidas pela Receita Federal do Brasil A Adoção Inicial da Lei nº 12.973/14 e a Ilegalidade da Tratativa às Diferenças de Taxas de Depreciação Exigidas pela Receita Federal do Brasil Com o Professor J. Miguel Silva J.MiguelSilva Advogado e

Leia mais

LEI Nº /2014. Convergência Tributária Às Normas Internacionais de Contabilidade. Edson Pimentel

LEI Nº /2014. Convergência Tributária Às Normas Internacionais de Contabilidade. Edson Pimentel LEI Nº 12.973/2014 Convergência Tributária Às Normas Internacionais de Contabilidade Edson Pimentel 1 SUMÁRIO Contexto e Breve Histórico Distribuição de Dividendos e JCP Adoção Inicial Conceito de Receita

Leia mais

Legislação e regras da ECF

Legislação e regras da ECF ECF Legislação e regras da ECF Definição ECF Escrituração Contábil Fiscal (novo nome da EFD-IRPJ) de acordo com o disposto na Instrução Normativa RFB nº 1.422, de 19 de dezembro de 2013 DOU 20.12.2013.

Leia mais

PAUTA DA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF)

PAUTA DA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) PAUTA DA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) O que é ECF? Escrituração Contábil Fiscal - (ECF) é uma obrigação imposta às Pessoas Jurídicas estabelecidas no Brasil exigidas pela RFB que substituiu a Declaração

Leia mais

ECF e ECD em 2016 Livros auxiliares e Subcontas

ECF e ECD em 2016 Livros auxiliares e Subcontas www.pwc.com.br ECF e ECD em 2016 Livros auxiliares e Subcontas Maio de 2016 Escrituração Contábil - ECD Alteração de prazos para entrega em 2016 Prazo para entrega em 2015 30 de junho de 2015 Artigo 5º

Leia mais

ECF (Escrituração Contábil Fiscal)

ECF (Escrituração Contábil Fiscal) ECF (Escrituração Contábil Fiscal) ECD (Escrituração Contábil Digital) Regras Novas 2014 Maria Ilene Imlau Winter Informações Gerais Obrigatoriedade (inclusive Lucro Presumido, Imunes e Isentas) Obrigações

Leia mais

Avaliação a Valor Justo AVJ

Avaliação a Valor Justo AVJ Avaliação a Valor Justo AVJ Avaliação a Valor Justo AVJ I AVJ EM ATIVO/PASSIVO DA PJ AVJ em Ativo/Passivo da PJ Lei nº 12.973/2014 Lei 12.973/2014 Art. 13. O ganho decorrente de avaliação de ativo ou passivo

Leia mais

SPED ECD O que mudou e quais os impactos desta mudança nas rotinas contábeis? Renata Santana Santos Atualizado até 09/02/2017

SPED ECD O que mudou e quais os impactos desta mudança nas rotinas contábeis? Renata Santana Santos Atualizado até 09/02/2017 SPED ECD 2017 O que mudou e quais os impactos desta mudança nas rotinas contábeis? Quem sou eu? Tenho o orgulho e a satisfação de dedicar-me ao ensino, consultoria, auditoria e contabilidade. Sou contadora,

Leia mais

CÂMARA JAPONESA. Escrituração Contábil Fiscal (ECF IRPJ) Ricardo Bonfá Novembro 2014

CÂMARA JAPONESA. Escrituração Contábil Fiscal (ECF IRPJ) Ricardo Bonfá Novembro 2014 CÂMARA JAPONESA Escrituração Contábil Fiscal (ECF IRPJ) Ricardo Bonfá rjesus@kpmg.com.br Novembro 2014 Conteúdo Conteúdo O que é a ECF? 4 Fontes de informação 8 Desafios 9 Penalidades 11 2 O que é a ECF?

Leia mais

Lei /2014 IN RFB 1.515/2014

Lei /2014 IN RFB 1.515/2014 www.pwc.com.br IN RFB 1.515/2014 Janeiro, 2015 Painel 1 Novo marco legal - geral: Extinção do RTT Novos CPCs Procedimentos de transição e adoção inicial Subcontas Mercado de capitais : Custos e despesas

Leia mais

5 Encontro de Contabilidade e Auditoria Impactos contábeis da Lei 12973/14

5 Encontro de Contabilidade e Auditoria Impactos contábeis da Lei 12973/14 www.pwc.com.br 5 Encontro de Contabilidade e Auditoria Impactos contábeis da Lei 12973/14 Abrasca Ibracon Disciplinas de convergência contábil / fiscal Novas práticas contábeis 2007 ECD 2008 /2009 RTT

Leia mais

Escrituração Contábil Digital X Escrituração Contábil Fiscal DIPJ E LALUR

Escrituração Contábil Digital X Escrituração Contábil Fiscal DIPJ E LALUR Escrituração Contábil Digital X Escrituração Contábil Fiscal DIPJ E LALUR O ano corrente promete muitas novidades na área de atuação da contabilidade, umas que vêm incrementar o trabalho dos profissionais,

Leia mais

Lei nº /2014 REGULAMENTAÇÃO. Novembro de Instrução Normativa RFB nº 1.492/2014 e Instrução Normativa RFB nº 1.493/2014

Lei nº /2014 REGULAMENTAÇÃO. Novembro de Instrução Normativa RFB nº 1.492/2014 e Instrução Normativa RFB nº 1.493/2014 Lei nº 12.973/2014 REGULAMENTAÇÃO Instrução Normativa RFB nº 1.492/2014 e Instrução Normativa RFB nº 1.493/2014 Novembro de 2014 Agenda Objetivo Regime Tributário de Transição RTT Instrução Normativa RFB

Leia mais

Manual do Usuário Geração do Arquivo ECF

Manual do Usuário Geração do Arquivo ECF Manual do Usuário 1 Conteúdo Apresentação... 3 Alterações... 4 1. Sistema > Empresas... 4 2. Sistema > Configurar > GERAL... 4 3. Cadastro > Sócios ou Outros > Criar... 5 4. Cadastro > Sócios ou Outros

Leia mais

Em termos práticos, no Programa Validador e Assinador da entrada de dados do FCONT, devem ser informados os lançamentos que:

Em termos práticos, no Programa Validador e Assinador da entrada de dados do FCONT, devem ser informados os lançamentos que: FCONT Calendário 2010 1 Introdução Conforme disciplina da Instrução Normativa RFB nº 949/09, O FCONT é uma escrituração das contas patrimoniais e de resultado, em partidas dobradas, que considera os métodos

Leia mais

GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION

GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION Carine Lena 21/08/2015 008.016.028 1/14 GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION Sumário 1. Plano de Contas referencial... 2 2. Geração do SPED ECF no ERP Solution... 6 3. Importação do arquivo no validador... 10

Leia mais

Lei /2014 IN RFB 1.515/2014

Lei /2014 IN RFB 1.515/2014 www.pwc.com.br IN RFB 1.515/2014 Janeiro, 2015 Painel 1 Novo marco legal - geral: Extinção do RTT Novos CPCs Procedimentos de transição e adoção inicial Subcontas Mercado de capitais : Custos e despesas

Leia mais

Leiaute ECD x Sistema Office

Leiaute ECD x Sistema Office Leiaute ECD x Sistema Office Índice 1. BLOCO 0: ABERTURA DO ARQUIVO DIGITAL E IDENTIFICAÇÃO DO EMPRESÁRIO OU DA SOCIEDADE EMPRESÁRIA... 1 Registro 0000: Abertura do Arquivo Digital e Identificação do Empresário

Leia mais

Terceiro Setor. Apresentação da ECF

Terceiro Setor. Apresentação da ECF Terceiro Setor e Apresentação da ECF 1 PALESTRANTES Marcone Hahan de Souza, contador, mestre em Economia, com ênfase em Controladoria, professor universitário e membro da Comissão de Estudos do Terceiro

Leia mais

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL E OS REFLEXOS DA LEI

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL E OS REFLEXOS DA LEI ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL E OS REFLEXOS DA LEI 12.973 Apresentador: Gerson Diehl, Contador, Empresário Contábil, Membro da Comissão de Organizações Contábeis do CRCRS. 20-03-2015 Sumário IFRS Fim do

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal Destaques MP 627/03

Escrituração Contábil Fiscal Destaques MP 627/03 www.pwc.com Câmara Técnica de Contabilidade e Finanças - Aesbe Escrituração Contábil Fiscal Destaques MP 627/03 Maio de 2014 Índice ECF Escrituração Contábil Fiscal Sugestão de mudança Alguns comentários

Leia mais

Contabilidade e Tributação da Renda Após a Lei nº /14

Contabilidade e Tributação da Renda Após a Lei nº /14 Contabilidade e Tributação da Renda Após a Lei nº 12.973/14 Sergio André Rocha Professor de Direito Financeiro e Tributário da Uerj. Livre-Docente em Direito Tributário pela USP. Sócio Fundador de Sergio

Leia mais

ECF Obrigatoriedade, prazo e multas

ECF Obrigatoriedade, prazo e multas ECF Obrigatoriedade, prazo e multas 4 de abril de 2016 Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a DIPJ desde 2015 A ECF referente ao ano-calendário 2015 deve ser entregue até 30 de junho de 2016. A

Leia mais

RTT: IN RFB / 2013 e Perspectivas para Outubro de Claudio Yano

RTT: IN RFB / 2013 e Perspectivas para Outubro de Claudio Yano RTT: IN RFB 1.397 / 2013 e Perspectivas para 2014 Outubro de 2013 Claudio Yano IN RFB 1.397 / 2013 Publicada no DOU de 17 de setembro de 2013; Pode ser dividida em duas partes: Criação da Escrituração

Leia mais

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal Introdução A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ),

Leia mais

Escrituração Contábil Digital (ECD) Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

Escrituração Contábil Digital (ECD) Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Escrituração Contábil Digital (ECD) Escrituração Contábil Fiscal (ECF) José Jayme Moraes Junior Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil Supervisor Nacional da ECD e da ECF Escrituração Contábil Digital

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Introdução A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ), a partir do ano-calendário 2014, com

Leia mais

FCONT - CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO

FCONT - CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO 0t 1 FCONT - CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO Rua Dom Aguirre, 576. BL II 2º andar Jd. Marajoara CEP: 04671390 - São Paulo SP www.sondaprocwork.com.br 2 Segue informações sobre legislação e serviços

Leia mais

FCONT- Controle Fiscal Contábil de Escrituração. Controladoria 2 CTB/ATF Novembro de 2009

FCONT- Controle Fiscal Contábil de Escrituração. Controladoria 2 CTB/ATF Novembro de 2009 1 FCONT- Controle Fiscal Contábil de Escrituração Controladoria 2 CTB/ATF Novembro de 2009 2 FCONT- Controle Fiscal Contábil de Transição ÍNDICE I) Regime Tributário de Transição - RTT II) FCONT Controle

Leia mais

EFD-Reinf. Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais. Palestrante: Ricardo Nogueira R.Nogueira Consultoria e Treinamento

EFD-Reinf. Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais. Palestrante: Ricardo Nogueira R.Nogueira Consultoria e Treinamento Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais Palestrante: Ricardo Nogueira O que é? Instituída pela Instrução Normativa RFB nº 1.701/2017, tratase de uma nova obrigação tributária

Leia mais

SPED Contábil na Prática Escrituração Contábil Digital

SPED Contábil na Prática Escrituração Contábil Digital SPED Contábil na Prática Escrituração Contábil Digital Fortaleza-CE Prof. Marcos Lima Marcos Lima e Prof. Marcos Lima Marcos Lima Contador (graduado pela UECE) Especialista em Auditoria (UNIFOR) Mestrando

Leia mais

Considerações na Proposta Técnica

Considerações na Proposta Técnica Considerações na Proposta Técnica CRUZAMENTOS: 1-ECD x DIPJ No módulo de Cruzamento envolvendo arquivos ECD X DIPJ, o sistema IOB Auditor Eletrônico SPED trabalha na composição das fichas da DIPJ extraindo

Leia mais

Quarta do Conhecimento ECF Alterações para 2017 e Pontos de Atenção no Preenchimento Marcia Ramos

Quarta do Conhecimento ECF Alterações para 2017 e Pontos de Atenção no Preenchimento Marcia Ramos Quarta do Conhecimento ECF Alterações para 2017 e Pontos de Atenção no Preenchimento Marcia Ramos Obrigatoriedade Todas as pessoas jurídicas, exceto optantes pelo SIMPLES NACIONAL, orgãos públicos e pessoas

Leia mais

ANO XXIII ª SEMANA DE JUNHO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2012 ASSUNTOS CONTÁBEIS IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA

ANO XXIII ª SEMANA DE JUNHO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2012 ASSUNTOS CONTÁBEIS IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA ANO XXIII - 2012-1ª SEMANA DE JUNHO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2012 ASSUNTOS CONTÁBEIS ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL DIGITAL - ECD - NORMAS GERAIS Introdução - Obrigatoriedade de Adoção da ECD - Sociedades

Leia mais

Painel Escrituração Contábil Fiscal 2015 (Ano-Calendário 2014) Junho de 2015

Painel Escrituração Contábil Fiscal 2015 (Ano-Calendário 2014) Junho de 2015 Painel Escrituração Contábil Fiscal 2015 (Ano-Calendário 2014) Junho de 2015 Agenda 1 Quem está com você hoje 2 Informações Gerais sobre a ECF 3 Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Blocos e Registros 1

Leia mais

Questionamentos da Abrasca Sobre a Lei /14

Questionamentos da Abrasca Sobre a Lei /14 Questionamentos da Abrasca Sobre a Lei 12.973/14 Tópico: III Mais e menos-valia e ágio por rentabilidade futura (goodwill) e ganho por compra vantajosa (arts. 20 e 33 do Decreto-lei 1.598 e arts. 20 a

Leia mais

ANEXO IV UTILIZAÇÃO DE SUBCONTAS NA ADOÇÃO INICIAL DIFERENÇA NA DEPRECIAÇÃO ACUMULADA EXEMPLO 1

ANEXO IV UTILIZAÇÃO DE SUBCONTAS NA ADOÇÃO INICIAL DIFERENÇA NA DEPRECIAÇÃO ACUMULADA EXEMPLO 1 ANEXO IV UTILIZAÇÃO DE SUBCONTAS NA ADOÇÃO INICIAL DIFERENÇA NA DEPRECIAÇÃO ACUMULADA PREMISSAS DO EXEMPLO: EXEMPLO 1 DIFERENÇA A SER ADICIONADA Arts. 68, 163 e 164 - Aquisição de equipamento em 02/01/2013

Leia mais

TUTORIAL Lucro Real BLOCO K

TUTORIAL Lucro Real BLOCO K TUTORIAL Lucro Real BLOCO K ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) Para gerar o Bloco K e seus registros automaticamente, primeiro é necessário verificar a qualificação da pessoa jurídica que está selecionada

Leia mais

REGRAS INTERNACIONAIS

REGRAS INTERNACIONAIS REGRAS INTERNACIONAIS A ESSÊNCIA SOBRE A FORMA IASB - INTERNATIONAL ACCOUTING STANDARDS BOARDS EMISSOR DOS IFRS IFRS INTERNATIONAL FINANCIAL REPORTING STANDARDS PADRÕES INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE

Leia mais

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF Guia de Instruções 1 Conteúdo Apresentação... 3 Instruções para... 4 1. Importação da e Recuperação da ECD... 4 2. Recuperação da ECD sem mapeamento para o Plano Referencial... 4 3. Recuperação da ECD

Leia mais

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003)

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) EVOLUÇÃO Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) Art. 37 da Constituição Federal... XXII as administrações tributárias da União dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,... e autuarão de forma

Leia mais

A ECF Uma Panorâmica Contábil-Fiscal e Principais Aspectos no Ambiente do Sped. MARCO ROGÉRIO BORGES Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil

A ECF Uma Panorâmica Contábil-Fiscal e Principais Aspectos no Ambiente do Sped. MARCO ROGÉRIO BORGES Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil A ECF Uma Panorâmica Contábil-Fiscal e Principais Aspectos no Ambiente do Sped MARCO ROGÉRIO BORGES Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil Abordagem: - Uma visão da nova escrituração e declaração

Leia mais

SPED 2016 Um Ano de Mudanças. SPED ECD e SPED ECF: Um projeto de pressão!

SPED 2016 Um Ano de Mudanças. SPED ECD e SPED ECF: Um projeto de pressão! SPED 2016 Um Ano de Mudanças SPED ECD e SPED ECF: Um projeto de pressão! Objetivo do Treinamento Atualização sobre as alterações do Leiaute 4 do SPED ECD para 2016. Leiaute 4 Item 3.4 do Manual - utilizado

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 627, DE 11 DE NOVEMBRO DE Adequação da Legislação Tributária (MP 627) à Legislação Societária (Contabilidade Societária)

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 627, DE 11 DE NOVEMBRO DE Adequação da Legislação Tributária (MP 627) à Legislação Societária (Contabilidade Societária) MEDIDA PROVISÓRIA Nº 627, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013. Adequação da Legislação Tributária (MP 627) à Legislação Societária (Contabilidade Societária) Introdução O padrão contábil brasileiro mudou de forma

Leia mais

Manual SPED FCONT 1. VISÃO GERAL 2. ATUALIZAÇÕES

Manual SPED FCONT 1. VISÃO GERAL 2. ATUALIZAÇÕES 1. VISÃO GERAL 1.1 OBJETIVOS: O FCONT é uma escrituração, das contas patrimoniais e de resultado, em partidas dobradas, que considera os métodos e critérios contábeis vigentes em 31.12.2007. A empresa

Leia mais

Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg)

Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) TAX Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) Instrução Normativa 1.515/14 Janeiro/2015 Celso P. Alcantara, calcantara@kpmg.com.br

Leia mais

Boletim de Implementação BC12145

Boletim de Implementação BC12145 BC12145 SPED ECF Escrituração Contábil Fiscal Sumário Apresentação... 3 Procedimentos... 4 Orientação para Parametrização da Escrituração Contábil Fiscal... 5 2 Apresentação Devido ao volume de trabalho

Leia mais

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Este tutorial destina-se a empresas de Regime Lucro Real. A exportação para o SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) no Sistema LedWin, deverá ser feita da seguinte

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Comparativo DIJP 2013 X DIPJ 2014

Orientações Consultoria de Segmentos Comparativo DIJP 2013 X DIPJ 2014 Comparativo DIJP 2013 X DIPJ 2014 26/05/2014 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 3.1 Alterações DIPJ 2014... 4 3.2 Comparativo

Leia mais

Depreciação de Bens do Ativo Imobilizado

Depreciação de Bens do Ativo Imobilizado Depreciação de Bens do Ativo Imobilizado Contabilmente a depreciação de bens do ativo imobilizado corresponde à redução do valor dos mesmos tendo em vista o desgaste pelo uso, ação da natureza ou obsolescência

Leia mais

11941 Adequação Microsiga FCONT Livro Digital Fiscal Contábil de Transição

11941 Adequação Microsiga FCONT Livro Digital Fiscal Contábil de Transição 11941 Adequação Microsiga FCONT Livro Digital Fiscal Contábil de Transição Ambiente : Controladoria Data da publicação : 03/11/2009 Países : Brasil A TOTVS S.A., na condição de desenvolvedora e provedora

Leia mais

expert PDF Trial SPED - Escrituração Contábil Digital Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira

expert PDF Trial SPED - Escrituração Contábil Digital Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

Lucro Fiscal x Lucro Societário

Lucro Fiscal x Lucro Societário Lei n o 12. 973/14 Lucro Fiscal x Lucro Societário Alterações Práticas na Atividade Comercial Prof. Eric Aversari Martins Um Breve Histórico 11.638/07 Harmonização das Normas Contábeis 11.941/09 Instituição

Leia mais

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS NAS COOPERATIVAS. Nádia Emer Grasselli

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS NAS COOPERATIVAS. Nádia Emer Grasselli OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS NAS COOPERATIVAS Nádia Emer Grasselli Conteúdo CRUZAMENTOS/OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA Denomina-se "obrigação tributária" o dever de fazer de um contribuinte, responsável

Leia mais

CONSULTORIA DE SEGMENTOS

CONSULTORIA DE SEGMENTOS ECD RESPONDE CONSULTORIA DE SEGMENTOS HOJE VAMOS FALAR SOBRE 1. ECD Responde. Conceitos sobre a ECD. Principais novidades no leiaute 5. 2. Linha de Produto. Novidades no produto Protheus leiaute 5. 3.

Leia mais

Palestra. Escrituração Contábil Digital - ECD. Maio/2016. Elaborado por: JANEIRO/

Palestra. Escrituração Contábil Digital - ECD. Maio/2016. Elaborado por: JANEIRO/ Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 opções 2 ou 3 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

Blocos de composição da ECF

Blocos de composição da ECF Blocos de composição da ECF Bloco 0 - Abertura e Identificação Descrição do Bloco: Abre o arquivo, identifica a pessoa jurídica e referencia o período da ECF. Registro 0000: Abertura do Arquivo Digital

Leia mais

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS PERANTE ÓRGÃOS FISCALIZADORES. Edgar Almeida Santos Coordenador Contábil Sistel Diretor Regional Centro-norte da ANCEP

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS PERANTE ÓRGÃOS FISCALIZADORES. Edgar Almeida Santos Coordenador Contábil Sistel Diretor Regional Centro-norte da ANCEP OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS PERANTE ÓRGÃOS FISCALIZADORES Edgar Almeida Santos Coordenador Contábil Sistel Diretor Regional Centro-norte da ANCEP REGISTRO DO LIVRO DIÁRIO Decreto nº 486 de 1.969 Art 5º Sem prejuízo

Leia mais

Nova disciplina do Ágio Lei /14 e IN 1515/14 Agosto 2015

Nova disciplina do Ágio Lei /14 e IN 1515/14 Agosto 2015 Nova disciplina do Ágio Lei 12.973/14 e IN 1515/14 Agosto 2015 Lei 12.973/14 e IN 1515/14 Ágio e Ganho por Compra Vantajosa 3 Panorama geral legislação aplicável Lei 9.532/97 Lei 12.973/14 IN 1.515/14

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 038, de 27 de junho de 1996 DOU de 28/06/1996 Dispõe sobre a tributação de lucros, rendimentos e ganhos de capital

Instrução Normativa SRF nº 038, de 27 de junho de 1996 DOU de 28/06/1996 Dispõe sobre a tributação de lucros, rendimentos e ganhos de capital Instrução Normativa SRF nº 038, de 27 de junho de 1996 DOU de 28/06/1996 Dispõe sobre a tributação de lucros, rendimentos e ganhos de capital auferidos no exterior pelas pessoas jurídicas domiciliadas

Leia mais

IMPACTOS TRIBUTÁRIOS DA LEI /2014 NO SETOR ELÉTRICO

IMPACTOS TRIBUTÁRIOS DA LEI /2014 NO SETOR ELÉTRICO IMPACTOS TRIBUTÁRIOS DA LEI 12.973/2014 NO SETOR ELÉTRICO Sumário: Contratos de Concessão de Serviço Público (OCPC 05 e ICPC 01): PIS/Pasep e Cofins Regime Cumulativo e não-cumulativo: Atividade de Distribuição;

Leia mais

ÁGIO. Aspectos Contábeis e Fiscais. Elaine Maria de Souza Funo Controller da EMBRAER S.A

ÁGIO. Aspectos Contábeis e Fiscais. Elaine Maria de Souza Funo Controller da EMBRAER S.A ÁGIO Aspectos Contábeis e Fiscais Elaine Maria de Souza Funo Controller da EMBRAER S.A São Paulo, 27 de novembro de 2012 Sumário Ágio Aspectos contábeis e tributários; Proposta de alteração fiscal; Aquisições

Leia mais

Objetivos e Módulos do SPED. Dulcineia L. D. Santos

Objetivos e Módulos do SPED. Dulcineia L. D. Santos Objetivos e Módulos do SPED Dulcineia L. D. Santos Sistema Público de Escrituração Digital SPED Decreto n. 6.022, de 22/01/2007 Objetivos do SPED: unificar as atividades de recepção, validação, armazenamento

Leia mais

Legislação Tributária Aplicável às Novas Normas Contábeis

Legislação Tributária Aplicável às Novas Normas Contábeis Legislação Tributária Aplicável às Novas Normas Contábeis Tema: Combinação de Negócios São Paulo, dezembro de 2.014 1 Investimentos em Participações Societárias BP da Investida B : Exemplos 1 e 2 2 Contas

Leia mais

SPED PIS/Cofins. Escrita Fiscal Tutorial

SPED PIS/Cofins. Escrita Fiscal Tutorial 1 SPED PIS/Cofins Conforme Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010 (D.O.U. 7.7.2010), que institui a Escrituração Fiscal Digital do PIS/Pasep e da Cofins - EFD-PIS/Cofins (Alterada pela

Leia mais

ANO XXVI ª SEMANA DE NOVEMBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 48/2015

ANO XXVI ª SEMANA DE NOVEMBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 48/2015 ANO XXVI - 2015-4ª SEMANA DE NOVEMBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 48/2015 ASSUNTOS CONTÁBEIS IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE - TRATAMENTO CONTÁBIL... Pág. 705 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA GANHOS

Leia mais

EFD Contribuições e Registro Plano de Contas Contábeis

EFD Contribuições e Registro Plano de Contas Contábeis EFD Contribuições e Registro 0500 - Plano de Contas Contábeis Sumário 1 Introdução...3 2 Tabela de Integração da Escrita Fiscal...4 3 Nota Fiscal, aba Contabilização em Itens e Serviços...13 4 Cadastro

Leia mais

1. Registro 0000 (ABERTURA DO ARQUIVO DIGITAL E IDENTIFICAÇÃO DO EMPRESÁRIO OU DA SOCIEDADE EMPRESÁRIA ).

1. Registro 0000 (ABERTURA DO ARQUIVO DIGITAL E IDENTIFICAÇÃO DO EMPRESÁRIO OU DA SOCIEDADE EMPRESÁRIA ). SPED Contábil Alterações do Layout 3.0 Produto : RM TOTVS Gestão Contábil 11.82 Processo : SPED Contábil Subprocesso : Data da publicação : 16/04/15 Este documento tem o objetivo de apresentar as alterações

Leia mais

Márcio Tonelli ECD e ECF LIÇÕES DE 2015 EXPECTATIVAS PARA 2016

Márcio Tonelli ECD e ECF LIÇÕES DE 2015 EXPECTATIVAS PARA 2016 Márcio Tonelli tt.consultoria.sped@gmail.com ECD e ECF LIÇÕES DE 2015 EXPECTATIVAS PARA 2016 NÚMEROS QUE IMPRESSIONAM Quantidade de versões de produção: Com alteração do número da versão: 13 Sem alteração

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2016 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 6 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

LEI /14 E SEUS PRINCIPAIS REFLEXOS NO IRPJ E DEMAIS TRIBUTOS FEDERAIS AFRFB MARCO ROGÉRIO BORGES

LEI /14 E SEUS PRINCIPAIS REFLEXOS NO IRPJ E DEMAIS TRIBUTOS FEDERAIS AFRFB MARCO ROGÉRIO BORGES LEI 12.973/14 E SEUS PRINCIPAIS REFLEXOS NO IRPJ E DEMAIS TRIBUTOS FEDERAIS AFRFB MARCO ROGÉRIO BORGES Origem da 12.973/14 A Lei 11.638, de 28/12/2007, a Lei 11.941, de 27/05/2009, e Pronunciamentos, Orientações

Leia mais

TUTORIAL PRÁTICO ECF

TUTORIAL PRÁTICO ECF HITECNET INFORMÁTICA 55 13 3797-7400 0800-164474 www.hitecnet.com.br hitec@hitecnet.com.br Cadastros 1) Cadastro > Empresa 2) Cadastro > Contador 3) Documentação > Sócios TUTORIAL PRÁTICO ECF Plano de

Leia mais

Sistema Público de. Próximos passos. São Paulo, 15 de julho de 2010.

Sistema Público de. Próximos passos. São Paulo, 15 de julho de 2010. Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) Próximos passos São Paulo, 15 de julho de 2010. NOVOS PROJETOS AGENDA e-ciap (Bloco G do SPED Fiscal) e-lalur e FCONT SPED Fiscal de PIS e Cofins e-fopag

Leia mais

Manual de configuração e Geração Escrituração Contábil Fiscal - ECF

Manual de configuração e Geração Escrituração Contábil Fiscal - ECF Manual de configuração e Geração Escrituração Contábil Fiscal - ECF 1 Configurações para ECF Atualização do sistema Office Antes de iniciar as configurações e gerar o arquivo é obrigatória a atualização

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos EFD Contribuições Sociedade em Conta de Participação

Orientações Consultoria de Segmentos EFD Contribuições Sociedade em Conta de Participação EFD 08/05/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 5 4. Conclusão... 6 5. Referências... 7 6. Histórico de alterações... 7

Leia mais

SPED Contábil - Versão 3.1.9

SPED Contábil - Versão 3.1.9 SPED Contábil - Versão 3.1.9 A Escrituração Contábil Digital (ECD) é parte integrante do projeto SPED e tem por objetivo a substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo,

Leia mais

ÁGIO E DESÁGIO NA AQUISIÇÃO DE PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS A PARTIR DE

ÁGIO E DESÁGIO NA AQUISIÇÃO DE PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS A PARTIR DE 1 de 6 31/01/2015 14:32 ÁGIO E DESÁGIO NA AQUISIÇÃO DE PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS A PARTIR DE 01.01.2015 A Lei 12.973/2014 alterou diversos procedimentos contábeis, com vigência

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2017 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 7 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

Operação Tributável (base de cálculo = quantidade vendida x alíquota por unidade de produto)

Operação Tributável (base de cálculo = quantidade vendida x alíquota por unidade de produto) 1. Finalidade do CST Para a elaboração dos arquivos digitais da Escrituração Fiscal Digital (EFD), bem como para a geração do conteúdo das Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), foram instituídos através da

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Orientações Consultoria de Segmentos EFD-REINF Conceito da obrigação

Orientações Consultoria de Segmentos Orientações Consultoria de Segmentos EFD-REINF Conceito da obrigação 25/05/2017 Sumário 1 Questão... 3 2 Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3 Análise da Consultoria... 3 3.1 Instrução Normativa 1701 de 2017... 3 3.2 Descrição Simplificada dos Eventos... 5 3.3 Sequencia

Leia mais

Regime Tributário de Transição: as normas de contabilidade e os impactos fiscais

Regime Tributário de Transição: as normas de contabilidade e os impactos fiscais Regime Tributário de Transição: as normas de contabilidade e os impactos fiscais Palestrantes Natanael Martins José Antonio Minatel São Paulo, 20 de junho de 2012 Lei 11.638/07 (convergência aos padrões

Leia mais

A NOVA CONTABILIDADE E A LEI /2014 (MP 627/13)

A NOVA CONTABILIDADE E A LEI /2014 (MP 627/13) A NOVA CONTABILIDADE E A LEI 12.973/2014 (MP 627/13) Índice 1) Normas Contábeis e Normas de Tributação Dois corpos distintos de linguagem e de aplicação 2) A Observância ao Princípio de Realização da Renda

Leia mais

SPED Um ano de grandes mudanças

SPED Um ano de grandes mudanças SPED 2016 - Um ano de grandes mudanças Palestra: EFD-Reinf Luis Claudio Palese Março 2016 O que é EFD-Reinf? Quem está obrigado? Blocos EFD-Reinf esocial vs. EFD-Reinf Estrutura EFD-Reinf vs esocial Integração

Leia mais

Treinamentos do Programa de Educação Profissional Continuada do CRC

Treinamentos do Programa de Educação Profissional Continuada do CRC Treinamentos do Programa de Educação Profissional Continuada do CRC Temas Ativos 2017 Pontuação Geral Categoria(s) Pontuadas(s) ÁREA CONTÁBIL 1 Análise das Demonstrações Contábeis (Com Foco em Preparadores

Leia mais

FORTES FISCAL ECONTÁBIL ECF LUCRO PRESUMIDO

FORTES FISCAL ECONTÁBIL ECF LUCRO PRESUMIDO FORTES FISCAL ECONTÁBIL ECF LUCRO PRESUMIDO Esse manual tem o objetivo de demonstrar como será realizada a geração da ECF de uma empresa optante pelo Lucro presumido no Fortes Fiscal. O que é a ECF? A

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal - ECF

Escrituração Contábil Fiscal - ECF EMPRESAS IMUNES E ISENTAS 1) São imunes do imposto sobre a renda: a) os templos de qualquer culto (CF/1988, art. 150, VI, "b"); b) os partidos políticos, inclusive suas fundações, e as entidades sindicais

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Realização do Custo Atribuído procedimento de controle do saldo a ser descontado no cálculo do valor residual na

Orientações Consultoria de Segmentos Realização do Custo Atribuído procedimento de controle do saldo a ser descontado no cálculo do valor residual na Realização do Custo Atribuído procedimento de controle do saldo a ser 08/12/2015 Sumário Título do documento 1. Questão...3 2. Normas apresentadas pelo cliente...3 3. Análise da Legislação...4 3.1 Da Depreciação...4

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO Nº 21/2016 ANO XIII (11 de julho de 2016)

BOLETIM INFORMATIVO Nº 21/2016 ANO XIII (11 de julho de 2016) BOLETIM INFORMATIVO Nº 21/2016 ANO XIII (11 de julho de 2016) 01. ECF: RFB LIBERA CONSOLIDAÇÃO DE PERGUNTAS FREQUENTES Consolidação das perguntas frequentes da ECF das últimas quatro semanas. 1 Mesmo tendo

Leia mais

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição.

Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição. Tributário Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição. Luciana I. Lira Aguiar * Foi publicada em 17 de setembro de 2013

Leia mais

SPED Um ano de grandes mudanças

SPED Um ano de grandes mudanças SPED 2016 - Um ano de grandes mudanças Palestra: EFD-REINF Luis Claudio Palese Março 2016 O que é EFD-Reinf? Quem está obrigado? Blocos EFD-Reinf esocial vs. EFD-Reinf Estrutura EFD-Reinf vs esocial Integração

Leia mais