Filosofia (aula 20) Dimmy Chaar Prof. de Filosofia. SAE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Filosofia (aula 20) Dimmy Chaar Prof. de Filosofia. SAE"

Transcrição

1 Filosofia (aula 20) Prof. de Filosofia SAE

2

3 Teorias Éticas - Antropocentrismo; - Reflexão Filosófica; - Ascensão da Burguesia; - Surgimento do Capitalismo; - Visa tornar-se senhor da natureza.

4 HUME ( ) Tratado da Natureza Humana - Moral do Sentimento; - As paixões (não a razão) determinam a vontade;

5 HUME ( ) Tratado da Natureza Humana - Moral do Sentimento; - As paixões (não a razão) determinam a vontade; - ATOS MORAIS sentimentos de aprovação ou reprovação dos atos que originam agrado/prazer ou dor/remorso;

6 HUME ( ) Tratado da Natureza Humana - Moral do Sentimento; - As paixões (não a razão) determinam a vontade; - ATOS MORAIS sentimentos de aprovação ou reprovação dos atos que originam agrado/prazer ou dor/remorso; - Faz-se um juízo de valor (não de realidade V ou F).

7 MORAL ILUMINISTA Teorias Éticas - Rejeita o Princípio da Autoridade;

8 MORAL ILUMINISTA Teorias Éticas - Rejeita o Princípio da Autoridade; - Defende o ideal de tolerância e autonomia.

9 KANT ( ) Crítica da Razão Prática O O que podemos fazer?

10 KANT ( ) Crítica da Razão Prática O O que podemos fazer? - O ser humano age segundo PRINCÍPIOS;

11 KANT ( ) Crítica da Razão Prática O O que podemos fazer? - O ser humano age segundo PRINCÍPIOS; - Só o homem tem vontade (AÇÃO PRÁTICA);

12 KANT ( ) Crítica da Razão Prática O O que podemos fazer? - O ser humano age segundo PRINCÍPIOS; - Só o homem tem vontade (AÇÃO( PRÁTICA); [Instrumento para compreender o mundo dos costumes e orientar o indivíduo na sua ação]

13 KANT ( ) Crítica da Razão Prática - IMPERATIVO Análise dos princípios da consciência moral:

14 KANT ( ) Crítica da Razão Prática - IMPERATIVO Análise dos princípios da consciência moral: a) na linguagem comum que se impõe como dever. Ex. Respeitar as pessoas é um imperativo para mim;

15 KANT ( ) Crítica da Razão Prática - IMPERATIVO Análise dos princípios da consciência moral: a) na linguagem comum que se impõe como dever. Ex. Respeitar as pessoas é um imperativo para mim; b) conforme o tempo verbal uma ordem. Ex. Faça!;

16 KANT ( ) Crítica da Razão Prática - IMPERATIVO Análise dos princípios da consciência moral: a) na linguagem comum que se impõe como dever. Ex. Respeitar as pessoas é um imperativo para mim; b) conforme o tempo verbal uma ordem. Ex. Faça!; c) para Kant Mandamento racional que orienta a ação; - exprime-se pelo verbo DEVER.

17 KANT ( ) Crítica da Razão Prática O imperativo para Kant: HIPOTÉTICO Ação como meio para alcançar qualquer coisa além da ação. Ex. Comer - saúde;

18 KANT ( ) Crítica da Razão Prática O imperativo para Kant: HIPOTÉTICO Ação como meio para alcançar qualquer coisa além da ação. Ex. Comer saúde; CATEGÓRICO Ação boa em si. - é incondicionado, absoluto, realização pelo dever.

19 KANT ( ) Crítica da Razão Prática O IMPERATIVO CATEGÓRICO - Rejeita as concepções éticas existentes. Base da ação moral condicionantes felicidade, prazer ou interesse.

20 KANT ( ) Crítica da Razão Prática O IMPERATIVO CATEGÓRICO - Rejeita as concepções éticas existentes. Base da ação moral condicionantes felicidade, prazer ou interesse. - Funda-se na razão (preserva a dignidade humana); - Supõe liberdade + dever. Uma liberdade atrelada a uma universalidade.

21 UTILITARISMO ÉTICO (séc. XIX) - Capitalismo industrial inglês. JEREMY BENTHAM ( ) - ATO MORAL = Bem é o que possibilita a felicidade e reduz a dor e o sofrimento; Deve beneficiar o maior número de pessoas.

22 NIETZSCHE ( ) Genealogia da Moral - Deve-se abandonar discussões puramente abstratas e se voltar para o indivíduo concreto; - Assim, recuperar-se-á as forças vitais e instintivas;

23 NIETZSCHE ( ) Genealogia da Moral - Deve-se abandonar discussões puramente abstratas e se voltar para o indivíduo concreto; - Assim, recuperar-se-á as forças vitais e instintivas; Crítica a Sócrates DOMESTICAÇÃO DO HOMEM; Encaminhou a reflexão moral para o controle racional das paixões; Sob o domínio da moral, o indivíduo enfraquece, torna-se doentio e culpado.

24 NIETZSCHE ( ) Genealogia da Moral - Valores não existem desde sempre, foram criados; Conceitos abstratos e inquestionáveis. - Obra: denuncia a falsa moral de bondade, humildade, piedade e amor ao próximo,, pois é decadente, de rebanho, de escravos.

25 NIETZSCHE ( ) Genealogia da Moral - Valores não existem desde sempre, foram criados; Conceitos abstratos e inquestionáveis. - Obra: denuncia a falsa moral de bondade, humildade, piedade e amor ao próximo,, pois é decadente, de rebanho, de escravos. - A culpa diminui a potência humana. Deve-se restaurar o meta-homem (VONTADE DE PODER)

26 Para Refletir... Age apenas como uma máxima tal que possas ao mesmo tempo querer que ela se torne lei universal. KANT apud ARANHA, Maria Lúcia de Arruda; MARTINS, Helena Pires Martins. Filosofando. Introdução à Filosofia. 4. ed. São Paulo: Moderna, p. 187.

27 Para Refletir... Uma andorinha só não faz verão, nem um dia tampouco; e da mesma forma um dia, ou um breve espaço de tempo, não faz um homem feliz e venturoso. ARISTÓTELES. Os Pensadores. Ética a Nicômaco. Livro I, cap. 7, 1098a. São Paulo: Abril Cultural, p. 278.

28 Para Refletir... Uma andorinha só não faz verão, nem um dia tampouco; e da mesma forma um dia, ou um breve espaço de tempo, não faz um homem feliz e venturoso. ARISTÓTELES. Os Pensadores. Ética a Nicômaco. Livro I, cap. 7, 1098a. São Paulo: Abril Cultural, p. 278.

29 Para Refletir... Uma andorinha só não faz verão, nem um dia tampouco; e da mesma forma um dia, ou um breve espaço de tempo, não faz um homem feliz e venturoso. ARISTÓTELES. Os Pensadores. Ética a Nicômaco. Livro I, cap. 7, 1098a. São Paulo: Abril Cultural, p. 278.

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES GRÉCIA, SÉC. V a.c. Reflexões éticas, com um viés político (da pólis) _ > como deve agir o cidadão? Nem todas as pessoas eram consideradas como cidadãos Reflexão metafísica: o que é a virtude? O que é

Leia mais

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia O que caracteriza a consciência mítica é a aceitação do destino: Os costumes dos ancestrais têm raízes no sobrenatural; As ações humanas são determinadas pelos

Leia mais

Filosofia (aula 15) Dimmy Chaar Prof. de Filosofia. SAE

Filosofia (aula 15) Dimmy Chaar Prof. de Filosofia. SAE Filosofia (aula 15) Prof. de Filosofia SAE leodcc@hotmail.com Teoria do Conhecimento Teoria do Conhecimento A crise da Razão Blaise Pascal (1623-1662) Soren Kierkegaard (1813-1855) Pascal (séc. XVII)

Leia mais

OBRA DA ÉPOCA MODERNA: FUNDAMENTAÇÃO DA METAFÍSICA DOS COSTUMES, DE KANT

OBRA DA ÉPOCA MODERNA: FUNDAMENTAÇÃO DA METAFÍSICA DOS COSTUMES, DE KANT Ano lectivo de 2004 / 2005 FILOSOFIA 12º ANO PLANIFICAÇÃO OBRA DA ÉPOCA MODERNA: FUNDAMENTAÇÃO DA METAFÍSICA DOS COSTUMES, DE KANT ESCOLA SECUNDÁRIA ALBERTO SAMPAIO 1 Ano lectivo de 2004 / 2005 FILOSOFIA

Leia mais

22/08/2014. Tema 7: Ética e Filosofia. O Conceito de Ética. Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes

22/08/2014. Tema 7: Ética e Filosofia. O Conceito de Ética. Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes Tema 7: Ética e Filosofia Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes O Conceito de Ética Ética: do grego ethikos. Significa comportamento. Investiga os sistemas morais. Busca fundamentar a moral. Quer explicitar

Leia mais

Filosofia Iluminista. Profª Karina Oliveira Bezerra Unidade 01. Capítulo 04: p Unidade 08. Capítulo 05: pg

Filosofia Iluminista. Profª Karina Oliveira Bezerra Unidade 01. Capítulo 04: p Unidade 08. Capítulo 05: pg Filosofia Iluminista Profª Karina Oliveira Bezerra Unidade 01. Capítulo 04: p.57-58 Unidade 08. Capítulo 05: pg. 442-446 Filosofia da Ilustração ou Iluminismo (meados do século XVIII ao começo do século

Leia mais

A ÉTICA NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO

A ÉTICA NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO SOFISTAS Acreditavam num relativismo moral. O ceticismo dos sofistas os levava a afirmar que, não existindo verdade absoluta, não poderiam existir valores que fossem validos universalmente. A moral variaria

Leia mais

Introdução À Ética e a Moral. A verdadeira Moral zomba da Moral Blaise Pascal( )

Introdução À Ética e a Moral. A verdadeira Moral zomba da Moral Blaise Pascal( ) Introdução À Ética e a Moral A verdadeira Moral zomba da Moral Blaise Pascal(1623-1662) Ética ou Filosofia Moral: Parte da filosofia que se ocupa com a reflexão a respeito das noções e princípios que fundamentam

Leia mais

O caminho moral em Kant: da transição da metafísica dos costumes para a crítica da razão prática pura

O caminho moral em Kant: da transição da metafísica dos costumes para a crítica da razão prática pura O caminho moral em Kant: da transição da metafísica dos costumes para a crítica da razão prática pura Jean Carlos Demboski * A questão moral em Immanuel Kant é referência para compreender as mudanças ocorridas

Leia mais

Processo Seletivo 2011-2 Filosofia

Processo Seletivo 2011-2 Filosofia Filosofia 1) Gabarito Final sem distribuição de pontos - Questão 1 A) De acordo com o pensamento de Jean-Jacques Rousseau, o poder soberano é essencialmente do povo e o governo não é senão depositário

Leia mais

Ficha de filosofia. A necessidade de fundamentação da moral Análise comparativa de duas perspectivas filosóficas. Fundamento e critérios da moralidade

Ficha de filosofia. A necessidade de fundamentação da moral Análise comparativa de duas perspectivas filosóficas. Fundamento e critérios da moralidade Ficha de filosofia A necessidade de fundamentação da moral Análise comparativa de duas perspectivas filosóficas Fundamento e critérios da moralidade Ética deontológica Ética consequencialista Respeito

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: FILOSOFIA Código: ENF 304 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 2016.2 Professor:

Leia mais

Hans Kelsen. Prof. Nogueira. O que é Justiça?

Hans Kelsen. Prof. Nogueira. O que é Justiça? Hans Kelsen Prof. Nogueira O que é Justiça? Biografia Básica 1881 1973 Austríaco Judeu Biografia Básica 1 ed. Teoria Pura do Direito 1934 O que é Justiça? 1957 2 ed. Teoria Pura do Direito 1960 Histórico

Leia mais

2 A Concepção Moral de Kant e o Conceito de Boa Vontade

2 A Concepção Moral de Kant e o Conceito de Boa Vontade O PRINCÍPIO MORAL NA ÉTICA KANTIANA: UMA INTRODUÇÃO Jaqueline Peglow Flavia Carvalho Chagas Universidade Federal de Pelotas 1 Introdução O presente trabalho tem como propósito analisar a proposta de Immanuel

Leia mais

O. 8. BITTÇ~R EDU~RDO. Curso de Etica Jurídica. É ti c a geral e profissional. 12ª edição, revista, atualizada e modificada ..

O. 8. BITTÇ~R EDU~RDO. Curso de Etica Jurídica. É ti c a geral e profissional. 12ª edição, revista, atualizada e modificada .. EDU~RDO O. 8. BITTÇ~R "" Curso de Etica Jurídica É ti c a geral e profissional 12ª edição, revista, atualizada e modificada.. ~ o asaraiva SUMÁRIO Prefácio... 15 Apresentação... 19 PARTE I-Ética Geral

Leia mais

Material de divulgação da Editora Moderna

Material de divulgação da Editora Moderna Material de divulgação da Editora Moderna Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Uma Leitura Sobre as Escolhas dos Conteúdos.

Uma Leitura Sobre as Escolhas dos Conteúdos. Uma Leitura Sobre as Escolhas dos Conteúdos. Os conteúdos disciplinares devem ser tratados, na escola, de modo contextualizado, estabelecendo-se, entre eles, relações interdisciplinares e colocando sob

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE CURSO

CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: FILOSOFIA Código: ENF 304 Pré requisito: Nenhum Período Letivo: 2014.1 Professor:

Leia mais

Sigilo. Coleguismo Honra. Justiça. Responsabilidade. Zelo. Honestidade. Igualdade. Respeito. Competência Liberdade. Solidariedade.

Sigilo. Coleguismo Honra. Justiça. Responsabilidade. Zelo. Honestidade. Igualdade. Respeito. Competência Liberdade. Solidariedade. O QUE É ÉTICA? Coleguismo Honra Sigilo Justiça Igualdade Zelo Responsabilidade Honestidade Competência Liberdade Respeito Lealdade Solidariedade Etimologia: Ética= ethos (grego) = costumes, modo de ser,

Leia mais

Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Filosofia Teste Intermédio Filosofia Duração do Teste: 90 minutos 22.02.2011 10.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Utilize apenas caneta ou esferográfica

Leia mais

Curso: Direito. Unidade Curricular: 2º Semestre Disciplina: Filosofia do Direito Turma: 2014/1

Curso: Direito. Unidade Curricular: 2º Semestre Disciplina: Filosofia do Direito Turma: 2014/1 UMC VILLA-LOBOS Curso: Direito PLANO DE AULA - PREVISTO Unidade Curricular: 2º Semestre Disciplina: Filosofia do Direito Turma: 2014/1 Tema: Verdade, Vontade e Consciência : conhecimento e moral no direito

Leia mais

ÉTICA E MORAL. O porquê de uma diferenciação? O porquê da indiferenciação? 1

ÉTICA E MORAL. O porquê de uma diferenciação? O porquê da indiferenciação? 1 ÉTICA E MORAL O porquê de uma diferenciação? O porquê da indiferenciação? 1 Ética e Moral são indiferenciáveis No dia-a-dia quando falamos tanto usamos o termo ética ou moral, sem os distinguirmos. Também

Leia mais

PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA DE ÉTICA NO DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA DE ÉTICA NO DIAGNÓSTICO POR IMAGEM PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA DE ÉTICA NO DIAGNÓSTICO POR IMAGEM PROFESSORES: Adriana de Souza Medeiros Batista Marcelo Fernandes Cipreste 1. EMENTA: Antecedentes teóricos, históricos, perspectiva contemporânea

Leia mais

Kant e a Razão Crítica

Kant e a Razão Crítica Kant e a Razão Crítica Kant e a Razão Crítica 1. Autonomia da vontade é aquela sua propriedade graças à qual ela é para si mesma a sua lei (independentemente da natureza dos objetos do querer). O princípio

Leia mais

Ética Prof. Vitor Maciel. iversidade Federal da Bahia

Ética Prof. Vitor Maciel. iversidade Federal da Bahia Ética Prof. Vitor Maciel iversidade Federal da Bahia A Ética responde à pergunta: - Como viver? O que é a Ética? A palavra ética vem do grego ethos, que significa, caráter do sujeito, maneira habitual

Leia mais

Conceito de Moral. O conceito de moral está intimamente relacionado com a noção de valor

Conceito de Moral. O conceito de moral está intimamente relacionado com a noção de valor Ética e Moral Conceito de Moral Normas Morais e normas jurídicas Conceito de Ética Macroética e Ética aplicada Vídeo: Direitos e responsabilidades Teoria Exercícios Conceito de Moral A palavra Moral deriva

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO Componente Curricular: FILOSOFIA Código: ADM 112 Pré-requisito: Filosofia Geral Período Letivo: 2013.1 Professor: Ana Paula dos Santos Lima CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01

Leia mais

Unidade I ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL. Prof. Aguinaldo Pereira Alves

Unidade I ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL. Prof. Aguinaldo Pereira Alves Unidade I ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL Prof. Aguinaldo Pereira Alves Introdução Por que aprender Ética hoje? Uma sociedade em crise de princípios e valores. A cultura do relativismo: a) Niilismo. b) Hedonismo.

Leia mais

TEORIA DOS VALORES. Quais são os valores que você mais preza? Introdução

TEORIA DOS VALORES. Quais são os valores que você mais preza? Introdução TEORIA DOS VALORES Quais são os valores que você mais preza? Introdução Os filósofos tentaram determinar a boa conduta segundo dois princípios fundamentais: considerando alguns tipos de conduta bons em

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: FILOSOFIA DO DIREITO (CÓD.: ENEX 60110) ETAPA: 2ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

Aula Véspera UFU Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba 16 Abril de 2015

Aula Véspera UFU Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba 16 Abril de 2015 Aula Véspera UFU 2015 Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba 16 Abril de 2015 NORTE DA AVALIAÇÃO O papel da Filosofia é estimular o espírito crítico, portanto, ela não pode

Leia mais

AULA 02 O Conhecimento Científico

AULA 02 O Conhecimento Científico 1 AULA 02 O Conhecimento Científico Ernesto F. L. Amaral 06 de agosto de 2010 Metodologia (DCP 033) Fonte: Aranha, Maria Lúcia de Arruda; Martins, Maria Helena Pires. 2003. Filosofando: introdução à filosofia.

Leia mais

Sobre Kant. Kant nasceu em Konigsberg, no ano de 1724 e morreu em 1804 sem nunca ter saído da sua cidade natal.

Sobre Kant. Kant nasceu em Konigsberg, no ano de 1724 e morreu em 1804 sem nunca ter saído da sua cidade natal. Sobre Kant Kant nasceu em Konigsberg, no ano de 1724 e morreu em 1804 sem nunca ter saído da sua cidade natal. Foi um dos últimos europeus a dominar toda a ciência do seu tempo, incluindo a física, a geografia,

Leia mais

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 2

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 2 ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 2 Índice 1. Ética Geral...3 1.1 Conceito de ética... 3 1.2 O conceito de ética e sua relação com a moral... 4 2 1. ÉTICA GERAL 1.1 CONCEITO DE ÉTICA Etimologicamente,

Leia mais

Professora: Ana Priscila da Silva Alves Disciplina: Filosofia Série: 1 ª do Ensino Médio Tema: Felicidade

Professora: Ana Priscila da Silva Alves Disciplina: Filosofia Série: 1 ª do Ensino Médio Tema: Felicidade Professora: Ana Priscila da Silva Alves Disciplina: Filosofia Série: 1 ª do Ensino Médio Tema: Felicidade COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE - CDS 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO - 2016 DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSORA:

Leia mais

Cotações. Prova Escrita de Filosofia. 10.º Ano de Escolaridade Março de Duração da prova: 90 minutos. 3 Páginas

Cotações. Prova Escrita de Filosofia. 10.º Ano de Escolaridade Março de Duração da prova: 90 minutos. 3 Páginas Prova Escrita de Filosofia Versão A 10.º Ano de Escolaridade Março de 2016 Duração da prova: 90 minutos 3 Páginas Leia atentamente o enunciado Para cada resposta, identifique o grupo e o item. Apresente

Leia mais

Pensamento do século XIX

Pensamento do século XIX Pensamento do século XIX SÉCULO XIX Expansão do capitalismo e novos ideais De acordo com a periodização tradicional, considera-se a Revolução Francesa o marco inicial da época contemporânea. Esse movimento

Leia mais

ÉTICA PROFISSIONAL. Curso de Engenharia UNIP

ÉTICA PROFISSIONAL. Curso de Engenharia UNIP ÉTICA PROFISSIONAL Curso de Engenharia UNIP O QUE É ÉTICA? O QUE É ÉTICA? Tradicionalmente é entendida como um estudo ou uma reflexão sobre os costumes ou sobre as ações humanas. Pode ser entendida também

Leia mais

IMMANUEL KANT ( )

IMMANUEL KANT ( ) CONTEXTO HISTÓRICO Segunda metade do século XVIII época de transformações econômicas, sociais, políticas e cultural-ideológicas. A Revolução Industrial e a consolidação do Capitalismo. A Revolução Científica,

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

CRONOLOGIA. Friedrich Nietzsche ( )

CRONOLOGIA. Friedrich Nietzsche ( ) CRONOLOGIA Friedrich Nietzsche (1844-1900) 1844 - Em Röcken, Prússia, a 15 de outubro, nasce Friedrich Nietzsche. 1869 - Torna-se professor de filologia clássica na Universidade de Basiléia. 1872 - Publica

Leia mais

Marina de Neiva Borba Advogada e Mestranda em Bioética

Marina de Neiva Borba Advogada e Mestranda em Bioética Marina de Neiva Borba Advogada e Mestranda em Bioética marinaborba@globo.com 1ª PARTE: Filosofia e Ciência Nascimento da Filosofia e da Ciência Revolução Científica Cientificismo e Crise das Ciências Humanas

Leia mais

Sumário. 1 Sobre a Filosofia, 1 A filosofia como tradição, 1 A filosofia como práxis, 5

Sumário. 1 Sobre a Filosofia, 1 A filosofia como tradição, 1 A filosofia como práxis, 5 Sumário Nota, xi 1 Sobre a Filosofia, 1 A filosofia como tradição, 1 A filosofia como práxis, 5 2 Sobre a Filosofia do Direito, 10 A especificidade da filosofia do direito, 11 Filosofia do direito e filosofia,

Leia mais

FILOSOFIA BREVE PANORAMA GERAL FILOSOFIA ANTIGA

FILOSOFIA BREVE PANORAMA GERAL FILOSOFIA ANTIGA FILOSOFIA BREVE PANORAMA GERAL FILOSOFIA ANTIGA SOBRE FILOSOFIA DEFINIÇÃO TRADICIONAL (segundo a perspectiva ocidental) TEOLOGIA CIÊNCIA certezas dúvidas Bertrand Russell (1872-1970) utiliza seus temas

Leia mais

A construção de valores morais

A construção de valores morais TEMA DO TRABALHO: A construção de valores morais NOME COMPLETO E LEGÍVEL: EMPRESA QUE TRABALHA: FAÇA UM X DIA DA SUA SIMULTANEIDADE: 2ª feira ( ) 3ª feira ( ) 4ª feira ( ) 5ª feira ( ) 6ª feira ( ) sábado

Leia mais

PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA DE ÉTICA NO DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA DE ÉTICA NO DIAGNÓSTICO POR IMAGEM PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA DE ÉTICA NO DIAGNÓSTICO POR IMAGEM PROFESSORA: Adriana de Souza Medeiros Batista 1. EMENTA: Antecedentes teóricos, históricos, perspectiva contemporânea da bioética. Ética

Leia mais

MORAL E ÉTICA. Consciência Moral: noção de bem e mal/certo e errado/justo e injusto.

MORAL E ÉTICA. Consciência Moral: noção de bem e mal/certo e errado/justo e injusto. MORAL E ÉTICA O homem é um ser dotado de senso moral. Consciência Moral: noção de bem e mal/certo e errado/justo e injusto. Senso moral se manifesta em sentimentos, atitudes, juízos de valor Moral vem

Leia mais

Filosofia (aula 9) Dimmy Chaar Prof. de Filosofia. SAE

Filosofia (aula 9) Dimmy Chaar Prof. de Filosofia. SAE Filosofia (aula 9) Prof. de Filosofia SAE leodcc@hotmail.com Lógica O problema lógico, embora para alguns possa parecer artificial, impõe-se por si. Ele surge logo que se nota que alguns conhecimentos

Leia mais

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Não é permitido o uso de corretor. Deve riscar aquilo que pretende que não seja classificado.

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Não é permitido o uso de corretor. Deve riscar aquilo que pretende que não seja classificado. EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS CÓDIGO: EXA890 DISCIPLINA: ÉTICA EM COMPUTAÇÃO CARGA HORÁRIA: 60h EMENTA: Este curso examina

Leia mais

Liberdade. O comportamento moral: O bem e o mal. A ética hoje O QUE É ÉTICA

Liberdade. O comportamento moral: O bem e o mal. A ética hoje O QUE É ÉTICA Liberdade O QUE É ÉTICA O comportamento moral: O bem e o mal A ética hoje LIBERDADE ÉTICA Primeiro... Supomos que o indivíduo é livre Normas - Diz como devemos agir - PODEMOS agir ou não agir conforme

Leia mais

Revista Pandora Brasil Número 57, Agosto de 2013 ISSN Alisson Flores Caires VIDA ENQUANTO VONTADE DE POTÊNCIA

Revista Pandora Brasil Número 57, Agosto de 2013 ISSN Alisson Flores Caires VIDA ENQUANTO VONTADE DE POTÊNCIA VIDA ENQUANTO VONTADE DE POTÊNCIA RESUMO: O presente artigo pretende investigar a concepção Nietzscheana de Vida e natureza, buscando esclarecer a relação que há entre essas duas forças contrárias e únicas.

Leia mais

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR HISTÓRIA

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR HISTÓRIA 85 PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do COMPONENTE CURRICULAR: HISTÓRIA Curso:Técnico em Agroindústria Integrado ao Ensino Médio Série/Período: 2º Ano Carga Horária: 40 h/a (33 h/r) Docente

Leia mais

A Ética: a realização do sujeito capaz. Ética e Moral

A Ética: a realização do sujeito capaz. Ética e Moral 1 Ética Material de apoio do Professor Rodrigo Duguay, a partir de Material do Professor Felipe Pinho e exertos do livro O que é Ética, de Alvaro Valls. O que é a Ética? Como ramo da filosofia a ética

Leia mais

Crítica do conhecimento teórico e fundamentação moral em Kant

Crítica do conhecimento teórico e fundamentação moral em Kant 72 Crítica do conhecimento teórico e fundamentação moral em Kant João Emiliano Fortaleza de Aquino I Filosofia crítica e metafísica Ao Fábio, com amor. A metafísica, tal como Kant a entende, 1 não teria

Leia mais

ÉTICA KANTIANA: A IMPORTÂNCIA DA TEORIA DE KANT SOBRE ÉTICA PARA A FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA

ÉTICA KANTIANA: A IMPORTÂNCIA DA TEORIA DE KANT SOBRE ÉTICA PARA A FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA 25 ÉTICA KANTIANA: A IMPORTÂNCIA DA TEORIA DE KANT SOBRE ÉTICA PARA A FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA Carolina Saito Danilo Galan Favoretto Ricardo Camarotta Abdo RESUMO: O presente trabalho tem como principal

Leia mais

Roteiro para Recuperação anual Filosofia 2014

Roteiro para Recuperação anual Filosofia 2014 CENTRO EDUCACIONAL JUSCELINO KUBITSCHEK 6º Ano Ensino Fundamental 5ª série (6º Ano): Unidade 3 do livro: O homem é a medida de todas as coisas O que é o homem? O homem é uma máquina que pensa. O homem

Leia mais

CURSO DE DIREITO. Professor: Ana Paula dos Santos Lima Titulação: Doutora em Ensino, Filosofia e História das Ciências pela UFBA/ UEFS PLANO DE CURSO

CURSO DE DIREITO. Professor: Ana Paula dos Santos Lima Titulação: Doutora em Ensino, Filosofia e História das Ciências pela UFBA/ UEFS PLANO DE CURSO CURSO DE DIREITO Componente Curricular: Filosofia Código: DIR-112 CH Total: 60 h Pré-requisito: - Período Letivo: 2016.1 Turma: 2º semestre Professor: Ana Paula dos Santos Lima Titulação: Doutora em Ensino,

Leia mais

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I CÓD. ENUN º PERÍODO SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I CÓD. ENUN º PERÍODO SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I CÓD. ENUN 60004 1º PERÍODO TOTAL DE ENCONTROS: 20 SEMANAS SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS 1 UNIDADE I UMA ANÁLISE DA

Leia mais

LÓGICA JURÍDICA E A NOVA RETÓRICA

LÓGICA JURÍDICA E A NOVA RETÓRICA LÓGICA JURÍDICA E A NOVA RETÓRICA RENÉ DESCATES (1596-1650) HANS KELSEN (1881-1973) Kelsen pregava uma objetividade ao ordenamento jurídico, a tal ponto que o juiz, ao prolatar uma sentença, por exemplo,

Leia mais

PLANO DE CURSO. Tópico 1- A constituição da ciência psicológica e suas bases epistemológicas:

PLANO DE CURSO. Tópico 1- A constituição da ciência psicológica e suas bases epistemológicas: 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: PLANO DE CURSO Curso: Bacharelado em Psicologia Disciplina: Fundamentos Epistemológicos e Históricos da Psicologia Professor: Elisângela Lima Araújo Código: PSI00 Carga Horária:

Leia mais

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética. Definições e Conceitos O termo ética deriva do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA Nome: Nº 9 a. Série Data: / /2016 Professor: ALESSANDRO Nota: (valor: 1,0) 2º semestre A - Introdução Neste semestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou

Leia mais

Aristóteles, Ética a Nicômaco, X 7, 1177 b 33.

Aristóteles, Ética a Nicômaco, X 7, 1177 b 33. 91 tornar-se tanto quanto possível imortal Aristóteles, Ética a Nicômaco, X 7, 1177 b 33. 92 5. Conclusão Qual é o objeto da vida humana? Qual é o seu propósito? Qual é o seu significado? De todas as respostas

Leia mais

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I (CÓD. ENUN60004) PERÍODO: 1 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I (CÓD. ENUN60004) PERÍODO: 1 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I (CÓD. ENUN60004) PERÍODO: 1 º PERÍODO TOTAL DE SEMANAS: 20 SEMANAS TOTAL DE ENCONTROS: 20 AULAS Aulas Conteúdos/ Matéria Tipo de aula Textos, filmes e outros

Leia mais

NODARI, Paulo César. Sobre ética: Aristóteles, Kant e Levinas. Caxias do Sul: Educs, 2010

NODARI, Paulo César. Sobre ética: Aristóteles, Kant e Levinas. Caxias do Sul: Educs, 2010 NODARI, Paulo César. Sobre ética: Aristóteles, Kant e Levinas. Caxias do Sul: Educs, 2010 12 Daniel José Crocoli * A obra Sobre ética apresenta as diferentes formas de se pensar a dimensão ética, fazendo

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no3.355 de 05/12/02-DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no3.355 de 05/12/02-DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no3.355 de 05/12/02-DOU de 06/12/02 Componente Curricular: ÉTICA GERAL Código: DIR-361 CH Total: 60H Pré-requisito: ------------ Período Letivo: 2014.2

Leia mais

INVESTIGAÇÃO SOBRE CONTEÚDOS DE ÉTICA EM LIVROS DIDÁTICOS DE FILOSOFIA E OS DESAFIOS ÉTICOS CONTEMPORÂNEOS

INVESTIGAÇÃO SOBRE CONTEÚDOS DE ÉTICA EM LIVROS DIDÁTICOS DE FILOSOFIA E OS DESAFIOS ÉTICOS CONTEMPORÂNEOS INVESTIGAÇÃO SOBRE CONTEÚDOS DE ÉTICA EM LIVROS DIDÁTICOS DE FILOSOFIA E OS DESAFIOS ÉTICOS CONTEMPORÂNEOS Joédna Patrícia Santana de Lima Almeida Universidade Federal da Paraíba joednapatty@hotmail.com

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/1.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros CURSO CIENTÍFICO-HUMANÍSTICO SECUNDÁRIO Planificação Anual 2012-2013 FILOSOFIA

Leia mais

Justiça Equitativa e Autonomia Política em John Rawls

Justiça Equitativa e Autonomia Política em John Rawls Justiça Equitativa e Autonomia Política em John Rawls XI Salão de Iniciação Científica PUCRS Bolsista Apresentador: Iuri Hummes Specht 1, Thadeu Weber 2 (orientador) 1 Faculdade de Filosofia, PUCRS, 2

Leia mais

Por Fernanda Cintra Lauriano Silva. 1 Ética

Por Fernanda Cintra Lauriano Silva. 1 Ética Analisa a ética enquanto influenciadora da conduta ideal e da conduta real dos indivíduos. Demonstra divergência doutrinária entre os conceitos de moral e ética, juízo de fato e juízo de valor e analisa

Leia mais

AULA 01 FILOSOFIA DO DIREITO KANT E A FILOSOFIA CRÍTICA

AULA 01 FILOSOFIA DO DIREITO KANT E A FILOSOFIA CRÍTICA AULA 01 FILOSOFIA DO DIREITO KANT E A FILOSOFIA CRÍTICA 1. A VIDA DE EMANUEL KANT (1724 1804) Nasceu em Königsberg, cidade da Prússia, em 1724. A condição de sua família era modesta. Foi educado no Colégio

Leia mais

Filosofia Moderna: a nova ciência e o racionalismo.

Filosofia Moderna: a nova ciência e o racionalismo. FILOSOFIA MODERNA Filosofia Moderna: a nova ciência e o racionalismo. Período histórico: Idade Moderna (século XV a XVIII). Transformações que podemos destacar: A passagem do feudalismo para o capitalismo

Leia mais

PPC Professor Jorgemar Nunes Lemos PLANEJAMENTO DE FILOSOFIA

PPC Professor Jorgemar Nunes Lemos PLANEJAMENTO DE FILOSOFIA PPC Professor Jorgemar Nunes Lemos PLANEJAMENTO DE FILOSOFIA 1. Justificativa: Fundamentos teóricos da disciplina A Filosofia é um modo de pensar, é uma postura diante do mundo. A filosofia não é um conjunto

Leia mais

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA MORAL

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA MORAL INTRODUÇÃO À FILOSOFIA MORAL 13 & 15 DE FEVEREIRO DE 2013 (3ª aula) Sumário da Aula Anterior: Definições de Ética. Teorias consequencialistas e teorias deontológicas. Definições de Bioética. A Bioética

Leia mais

Jean-Jacques Rousseau (1753) de Maurice Quentin de La Tour Da vontade geral surge o Estado

Jean-Jacques Rousseau (1753) de Maurice Quentin de La Tour Da vontade geral surge o Estado 1 JEAN-JACQUES ROUSSEAU: A VONTADE GERAL. Jean-Jacques Rousseau (1753) de Maurice Quentin de La Tour Da vontade geral surge o Estado Rousseau e a democracia direta 2 Assim como os demais pensadores políticos

Leia mais

A ética de Aristóteles, de Kant e de Mill

A ética de Aristóteles, de Kant e de Mill UNIDADE 7 A ética de Aristóteles, de Kant e de Mill 7 Objetivos de aprendizagem Identificar características básicas da ética de Aristóteles, de Kant e de Mill. Seções de estudo Seção 1 Seção 2 Seção 3

Leia mais

Kant: Ética e Estética

Kant: Ética e Estética Kant: Ética e Estética 1. (UEM 2012) O filósofo Immanuel Kant (1724-1804) estabelece uma íntima relação entre a liberdade humana e sua capacidade de pensar autonomamente, ao afirmar: Esclarecimento é a

Leia mais

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR HISTÓRIA TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA INTEGRADO 2º ANO

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR HISTÓRIA TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA INTEGRADO 2º ANO PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do COMPONENTE CURRICULAR : HISTÓRIA Curso: TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA INTEGRADO Série/Período: 2º ANO Carga Horária: 40 h/a (33 h/r) Docente Responsável:

Leia mais

FILOSOFIA CLÁSSICA: SÓCRATES E PLATÃO (3ª SÉRIE)

FILOSOFIA CLÁSSICA: SÓCRATES E PLATÃO (3ª SÉRIE) FILOSOFIA CLÁSSICA: SÓCRATES E PLATÃO (3ª SÉRIE) SÓCRATES (469-399 a.c.) CONTRA OS SOFISTAS Sofistas não são filósofos: não têm amor pela sabedoria e nem respeito pela verdade. Ensinavam a defender o que

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS SOBRE O ENSINO DE ÉTICA NA ENGENHARIA

DIRETRIZES GERAIS SOBRE O ENSINO DE ÉTICA NA ENGENHARIA DIRETRIZES GERAIS SOBRE O ENSINO DE ÉTICA NA ENGENHARIA Cinara Nahra - Universidade Federal do Rio Grande do Norte Resumo - O objetivo geral do presente trabalho é responder, em termos gerais, duas questões:

Leia mais

Teorias do conhecimento. Profª Karina Oliveira Bezerra

Teorias do conhecimento. Profª Karina Oliveira Bezerra Teorias do conhecimento Profª Karina Oliveira Bezerra Teoria do conhecimento ou epistemologia Entre os principais problemas filosóficos está o do conhecimento. Para que investigar o conhecimento? Para

Leia mais

AULA AO VIVO. Professora Laira Pinheiro

AULA AO VIVO. Professora Laira Pinheiro AULA AO VIVO Professora Laira Pinheiro Folha de São Paulo, São Paulo, 28 out., 1993, pg.6, cad.4. Você sabe o que é ética? Será que ela tem preço? Qual é o seu valor? A ética está em crise? Vivemos numa

Leia mais

A teoria do conhecimento

A teoria do conhecimento conhecimento 1 A filosofia se divide em três grandes campos de investigação. A teoria da ciência, a teoria dos valores e a concepção de universo. Esta última é na verdade a metafísica; a teoria dos valores

Leia mais

IMMANUEL KANT ( ) E O CRITICISMO

IMMANUEL KANT ( ) E O CRITICISMO AVISO: O conteúdo e o contexto das aulas referem-se aos pensamentos emitidos pelos próprios autores que foram interpretados por estudiosos dos temas RUBENS expostos. RAMIRO Todo JR exemplo (TODOS citado

Leia mais

TEORIA DO CONHECIMENTO Immanuel Kant ( )

TEORIA DO CONHECIMENTO Immanuel Kant ( ) TEORIA DO CONHECIMENTO Immanuel Kant (1724-1804) Obras de destaque da Filosofia Kantiana Epistemologia - Crítica da Razão Pura (1781) Prolegômenos e a toda a Metafísica Futura (1783) Ética - Crítica da

Leia mais

Metafísica & Política

Metafísica & Política Aristóteles (384-322 a.c.) Metafísica & Política "0 homem que é tomado da perplexidade e admiração julga-se ignorante." (Metafisica, 982 b 13-18). Metafísica No conjunto de obras denominado Metafísica,

Leia mais

O que é a Ética? Ética da pessoa... Princípios e Normas Éticas. Sócrates

O que é a Ética? Ética da pessoa... Princípios e Normas Éticas. Sócrates 1 O que é a Ética? Ética da pessoa... Princípios e Normas Éticas 2 Sócrates É sujeito ético moral somente aquele que sabe o que faz, conhece as causas e os fins de sua ação, o significado de suas intenções

Leia mais

Unidade 2: História da Filosofia. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes

Unidade 2: História da Filosofia. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Períodos Históricos da Filosofia Filosofia Grega ou Antiga (Séc. VI a.c. ao VI d.c.) Filosofia Patrística (Séc. I ao VII) Filosofia

Leia mais

O SI MESMO COMO OUTRO DE PAUL RICOEUR

O SI MESMO COMO OUTRO DE PAUL RICOEUR ALTERIDADE E SOLICITUDE A PARTIR DA OBRA O SI MESMO COMO OUTRO DE PAUL RICOEUR Marcela Fossati Otero 1 INTRODUÇÃO Paul Ricoeur dispõe o problema da alteridade e solicitude na obra O si mesmo como outro.

Leia mais

LISTA - KANT. 1. (Uel 2015) Leia o texto a seguir.

LISTA - KANT. 1. (Uel 2015) Leia o texto a seguir. 1. (Uel 2015) Leia o texto a seguir. As leis morais juntamente com seus princípios não só se distinguem essencialmente, em todo o conhecimento prático, de tudo o mais onde haja um elemento empírico qualquer,

Leia mais

Avaliação sob o prisma da ÉTICA. Descobre-se a ação de pessoas éticas, corrigindo abusos, evitando explorações e desmascarando injustiças.

Avaliação sob o prisma da ÉTICA. Descobre-se a ação de pessoas éticas, corrigindo abusos, evitando explorações e desmascarando injustiças. Slide 1 ética PROF a TATHYANE CHAVES SISTEMAS ECONÔMICOS Slide 2 SISTEMAS ECONÔMICOS Avaliação sob o prisma da ÉTICA Uma empresa pode operar simultaneamente em vários países, cada um dentro de um regime

Leia mais

COLÉGIO CEC 24/08/2015. Conceito de Dialética. Professor: Carlos Eduardo Foganholo DIALÉTICA. Originalmente, é a arte do diálogo, da contraposição de

COLÉGIO CEC 24/08/2015. Conceito de Dialética. Professor: Carlos Eduardo Foganholo DIALÉTICA. Originalmente, é a arte do diálogo, da contraposição de COLÉGIO CEC Professor: Carlos Eduardo Foganholo Conceito de Dialética DIALÉTICA Originalmente, é a arte do diálogo, da contraposição de ideias que leva a outras ideias. O conceito de dialética, porém,

Leia mais

Moral e Direito. Moral e Direito. Filosofia Moral. Moral e Direito 09/03/2014. Do ser ao que deve-ser. Distinção entre Moral e Ética. Moral.

Moral e Direito. Moral e Direito. Filosofia Moral. Moral e Direito 09/03/2014. Do ser ao que deve-ser. Distinção entre Moral e Ética. Moral. Filosofia Moral Ética Do ser ao que deve-ser O homem é uma interseção entre dois mundos: o real e o ideal. Pela liberdade humana, os valores do mundo ideal podem atuar sobre o mundo real. Nicolai Hartmann

Leia mais

Prova Valor: 80 pontos A prova constará de 20 questões, sendo 15 questões discursivas e 5 objetivas.

Prova Valor: 80 pontos A prova constará de 20 questões, sendo 15 questões discursivas e 5 objetivas. DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA DA ENTREGA: 19/12/2016 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 1ª SÉRIE/EM TURMA: Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO

Leia mais

Informações da disciplina de EMRC 5.º ano. Aulas Previstas (45 minutos )

Informações da disciplina de EMRC 5.º ano. Aulas Previstas (45 minutos ) Departamento de Ciências Socias e Humanas 2016/ 2017 Educação Moral e Religiosa Católica 5.º ano RESUMO DA PLANIFICAÇÃO Informações da disciplina de EMRC 5.º ano Resumo da Planificação: Conteúdos 1.º Período

Leia mais

Roteiro 16. Livre-arbítrio. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas

Roteiro 16. Livre-arbítrio. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 16 Livre-arbítrio FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Correlacionar o conceito de livre-arbítrio ao de ética, moral, vontade,

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS EMENTAS DO CURSO DE FILOSOFIA Currículo Novo (a partir de 2010/1) NÍVEL I HISTÓRIA DA FILOSOFIA ANTIGA Reflexão acerca da transição do pensamento mítico ao filosófico. Estudo de problemas, conceitos e

Leia mais

Sofistas ou Sophistés

Sofistas ou Sophistés - Sofista (sophistés) vem da palavra sophos que significa sábio. Sofistas ou Sophistés Principais sofistas: - Protágoras de Abdera 480-410 a.c. - Gógias de Leontini 487?-380? a.c. - Isócrates de Atenas

Leia mais