Israel 1994 mundo 2004 Brasil 2006

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Israel 1994 mundo 2004 Brasil 2006"

Transcrição

1

2 AS ORIGENS Os primeiros estudos e aplicações de uma metodologia para desenvolvimento de habilidades cognitivas, sociais, emocionais e éticas por meio de jogos de raciocínio foram iniciados em Israel em 1994, no mundo desde 2004 e no Brasil desde 2006.

3 OBJETIVOS: A Metodologia Mind Lab é um sistema para o desenvolvimento de habilidades de raciocínio e outras habilidades para a vida. O coração da Metodologia Mind Lab é a noção de que a maneira mais eficaz de aprender é através de uma experiência imediata e autêntica que nos deixa querendo mais. O jogo é o exemplo perfeito de uma tal experiência é divertido, envolvente e emocionante e, portanto, estimula o envolvimento. Também proporciona um terreno fértil para a formação e aplicação das habilidades de raciocínio e habilidades para a vida.

4 METODOLOGIA - PILARES A Metodologia Mind Lab está sustentada por três pilares: os Jogos de Raciocínio, os Métodos Metacognitivos e o Professor Mediador. Com base nessa essência, o desenvolvimento das aulas compõe-se de três etapas: a prática de jogos de raciocínio, a utilização de Métodos e a transferência para situações do cotidiano.

5

6 A METODOLOGIA MIND LAB EM AÇÃO COMO ELA FUNCIONA? Primeira etapa: aprender um novo jogo de raciocínio, os conceitoschave e as estratégias relacionadas ao jogo. Jogos de raciocínio criam um ambiente de aprendizagem estimulante, em que os estudantes lidam com desafios cognitivos, emocionais, sociais e éticos e a Metodologia Mind Lab fornece ferramentas para lidar com esses desafios. A Metodologia ajuda os estudantes a se familiarizarem com as estratégias e conceitos importantes nos jogos, como por exemplo: pontos estratégicos para o controle da situação, gerenciamento de recursos, gratificação adiada, uso de táticas e estratagemas, pensamento sistemático, cooperação, harmonia e muitos outros. Os estudantes aplicam essas estratégias e melhoram seu jogo, internalizando conceitos estudados durante o processo. Essas estratégias e os conceitos subjacentes formam a base para a próxima fase da aplicação da Metodologia.

7 SEGUNDA ETAPA: ESTUDAR UM MÉTODO METACOGNITIVO Nesta fase, os estudantes conhecem os Métodos extraídos das estratégias e conceitos estudados durante o jogo. Esses Métodos foram desenvolvidos pelo Grupo Mind Lab nas últimas décadas e lidam com a melhoria das competências cognitivas, sociais, emocionais e éticas. Dentro de cada uma destas competências, diferentes habilidades são desenvolvidas.

8 TERCEIRA ETAPA: TRANSFERÊNCIA PARA A VIDA REAL O mediador da Metodologia Mind Lab explora como os métodos e demais aprendizagens construídas nas aulas podem ser aplicados em diversas áreas em nossas vidas. A compreensão vai além das fronteiras do jogo e assume significados mais amplos. Este processo de transferência é uma das essências da Metodologia, permitindo a extrapolação do que foi aprendido com jogos em situações do cotidiano.

9 FOCO: DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES

10 TRANSFERÊNCIA INTERDISCIPLINAR: A habilidade de realizar transcendências, fazer composições entre diferentes áreas do conhecimento, é considerada, por muitos pesquisadores, a mais importante no processo de aprendizagem. Através da Metodologia, as crianças e os jovens desenvolvem suas habilidades para construir conexões entre diferentes e variados campos do pensamento e da experiência humana, transcendendo estas relações para o cotidiano.

11 FORTALECIMENTO DE HABILIDADES SOCIAIS E EMOCIONAIS: A experiência do jogo é uma ferramenta significativa para o desenvolvimento de habilidades sociais, emocionais e éticas. Ela nos proporciona vivenciar situações envolvendo cooperação e competição, vitória e derrota, acerto e erro, aceitar regras, trabalhar em equipe, possibilitando assim oportunidades de lidar melhor com as emoções e aprimorar a determinação, persistência e autodisciplina.

12 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA A Metodologia Mind Lab é ancorada por fundamentações teóricas sólidas, em conceitos e estudos de renomados pedagogos e pesquisadores, incluindo, entre outros: John Dewey aprender pela experiência. Reuven Feuerstein importância de ensinar a pensar/ aprendizagem mediada Piaget interação entre sujeito e objeto Howard Gardner Teoria das inteligências múltiplas Vygotsky cultura e linguagem/ ZDP (Zona de Desenvolvimento Proximal) Paulo Freire reconstrução crítica do saber David Ausubel - aprendizagem sinificativav Edgar Morin interligação entre saberes/ pensamento complexo Antoni Zabala sequência didática/ currículo

13

14 ENSINO FUNDAMENTAL I No Ensino Fundamental I, séries iniciais (1º e 2º anos), o processo tem como foco as necessidades do primeiro ciclo da Educação Básica: alfabetização (entendida como construção dos instrumentos internos para lidar com linguagem, matemática, jogo ), formação de conceitos básicos, organização inicial de procedimentos investigativos e de operações concretas.

15 Nas séries finais do Ensino Fundamental I, o foco passa a ser o uso dos instrumentos internos em situações-problema concretas. A passagem de ciclos ocorre durante o 6º ano, acompanhando a organização da Educação no Brasil.

16 OBJETIVOS GERAIS: 1. Favorecer a passagem do pensamento pré-operatório para o operatório. 2. Estimular a inserção no mundo regrado. 3. Favorecer a consolidação das primeiras operações concretas de pensamento. 4. Desenvolver estratégias de ação reguladas pelas regras do jogo e pelas jogadas do outro. 5. Incentivar o planejamento e a execução organizada. 6. Estimular o estilo interrogativo. 7. Construir estratégias de pensamento organizado. 8. Desenvolver a habilidade de análise e comparação. 9. Aprender a lidar com atitudes e sentimentos ligados aos jogos de regras (esperar a vez, frustração de perder, euforia de ganhar, entre outros). 10. Aprimorar a socialização. 11. Desenvolver o espírito de equipe.

17 ENSINO FUNDAMENTAL II Durante o Fundamental II, o processo é focado nas necessidades próprias à entrada na adolescência (aspectos sociais e emocionais), como por exemplo: tomada de decisões para o planejamento do futuro, uso dos instrumentos internos em situações-problemas mais complexos, maior abstração etc

18 OBJETIVOS GERAIS: Favorecer a consolidação das operações concretas de pensamento. Aprimorar as estratégias de ação reguladas pelas regras do jogo e pelas ações do outro. Desenvolver a habilidade de lidar operatoriamente com as regras dos jogos. Auxiliar na superação dos limites do pensamento concreto. Aprimorar habilidades de comunicação captação, análise e expressão da informação. Promover o desenvolvimento de estratégias para o planejamento e a execução ordenada de ações. Estimular o reconhecimento e a administração de recursos disponíveis. Desenvolver a habilidade de lidar com a frustração e com a satisfação

Programa MenteInovadora. Introdução à Metodologia Mind Lab

Programa MenteInovadora. Introdução à Metodologia Mind Lab Programa MenteInovadora Introdução à Metodologia Mind Lab Bem-vindos ao Programa MenteInovadora! Sobre a Mind Lab A missão da Mind Lab é preparar as próximas gerações para os complexos desafios do século

Leia mais

MISSÃO DA MIND LAB. Reforçar diversas habilidades cognitivas, sociais, emocionais e éticas.

MISSÃO DA MIND LAB. Reforçar diversas habilidades cognitivas, sociais, emocionais e éticas. MIND LAB MISSÃO DA MIND LAB Reforçar diversas habilidades cognitivas, sociais, emocionais e éticas. Ajudar os alunos se transformarem em indivíduos íntegros e realizados. SOBRE A MIND LAB Fundada em 1994.

Leia mais

Mind Lab. Rua Humberto I, 220 Conj 22 São Paulo SP

Mind Lab. Rua Humberto I, 220 Conj 22 São Paulo SP Mind Lab Rua Humberto I, 220 Conj 22 São Paulo SP www.mindlab-brasil.com.br Mind Lab 15 anos mais de 34 países + de 1 Milhão de alunos Brasil, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Espanha, Itália, Hungria, Turquia,

Leia mais

O jogo de Xadrez e a Educação. Daniel Góes

O jogo de Xadrez e a Educação. Daniel Góes O jogo de Xadrez e a Educação Daniel Góes Jean-Jacques Rousseau (1712-1778), defendia uma educação através do contato com a natureza e propunha o uso de jogos, brinquedos, esportes, instrumentos variados,

Leia mais

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h:

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h: ARTES ENSINO FUNDAMENTAL Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Artes e educação, concepções teóricas. Histórico

Leia mais

O PLANEJAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE: PLANO DE ENSINO E ORGANIZAÇÃO DA AULA

O PLANEJAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE: PLANO DE ENSINO E ORGANIZAÇÃO DA AULA O PLANEJAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE: PLANO DE ENSINO E ORGANIZAÇÃO DA AULA PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP) OU PROPOSTA PEDAGÓGICA Representa a ação intencional e um compromisso sociopolítico definido coletivamente

Leia mais

Aluno(a): / / Cidade Polo: CPF: Curso: ATIVIDADE AVALIATIVA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA

Aluno(a): / / Cidade Polo:   CPF: Curso: ATIVIDADE AVALIATIVA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA Aluno(a): / / Cidade Polo: E-mail: CPF: Curso: ATIVIDADE AVALIATIVA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA Preencha o GABARITO: 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 Observação: Nesta atividade há 10 (dez) questões de múltipla

Leia mais

OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO

OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO PAULO FREIRE, PIAGET, VYGOTSKY & WALLON 01. De acordo com Paulo Freire quando trata da importância do ato de ler, para a construção da visão crítica são indispensáveis: (A) Trabalhar

Leia mais

MERGULHANDO NO SABER: CONSTRUINDO HABILIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, PERCEPÇÃO E ORIENTAÇÃO ESPACIAL POR MEIO DO JOGO SUBMARINOS.

MERGULHANDO NO SABER: CONSTRUINDO HABILIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, PERCEPÇÃO E ORIENTAÇÃO ESPACIAL POR MEIO DO JOGO SUBMARINOS. MERGULHANDO NO SABER: CONSTRUINDO HABILIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, PERCEPÇÃO E ORIENTAÇÃO ESPACIAL POR MEIO DO JOGO SUBMARINOS. Palestrantes: Andréa Carvalho, Eulélia Botelho,Letícia Colares,Luiza Angelita

Leia mais

A TEORIA SÓCIO-CULTURAL DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO. Leon S. Vygotsky ( )

A TEORIA SÓCIO-CULTURAL DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO. Leon S. Vygotsky ( ) A TEORIA SÓCIO-CULTURAL DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO Leon S. Vygotsky (1896-1934) O CONTEXTO DA OBRA - Viveu na União Soviética saída da Revolução Comunista de 1917 - Materialismo marxista - Desejava reescrever

Leia mais

PROFESSORES REFLEXIVOS EM UMA ESCOLA REFLEXIVA. ALARCÃO, ISABEL 4ª ed., São Paulo, Cortez, 2003

PROFESSORES REFLEXIVOS EM UMA ESCOLA REFLEXIVA. ALARCÃO, ISABEL 4ª ed., São Paulo, Cortez, 2003 PROFESSORES REFLEXIVOS EM UMA ESCOLA REFLEXIVA ALARCÃO, ISABEL 4ª ed., São Paulo, Cortez, 2003 CAP. 1 Alunos, professores e escola face à sociedade da informação A sociedade da informação em que vivemos;

Leia mais

Índice. 1. O Alfabetizador Ao Desenhar, A Criança Escreve?...5

Índice. 1. O Alfabetizador Ao Desenhar, A Criança Escreve?...5 GRUPO 5.4 MÓDULO 2 Índice 1. O Alfabetizador...3 1.1. Contribuições ao Educador-Alfabetizador... 4 1.2. Ações do professor alfabetizador... 4 2. Ao Desenhar, A Criança Escreve?...5 2 1. O ALFABETIZADOR

Leia mais

O desenvolvimento das habilidades socioemocionais como caminho para a aprendizagem e o sucesso escolar de alunos da educação básica

O desenvolvimento das habilidades socioemocionais como caminho para a aprendizagem e o sucesso escolar de alunos da educação básica O desenvolvimento das habilidades socioemocionais como caminho para a aprendizagem e o sucesso escolar de alunos da educação básica Anita Lilian Zuppo Abed anitabed@gmail.com 07/05/2014 Sumário Introdução:

Leia mais

- estabelecer um ambiente de relações interpessoais que possibilitem e potencializem

- estabelecer um ambiente de relações interpessoais que possibilitem e potencializem O desenvolvimento social e cognitivo do estudante pressupõe que ele tenha condições, contando com o apoio dos educadores, de criar uma cultura inovadora no colégio, a qual promova o desenvolvimento pessoal

Leia mais

Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Enf. Psiquiátrica e Ciências Humanas. Profa. Karina de M. Conte

Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Enf. Psiquiátrica e Ciências Humanas. Profa. Karina de M. Conte Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Enf. Psiquiátrica e Ciências Humanas Profa. Karina de M. Conte 2017 DIDÁTICA II Favorecer a compreensão do processo de elaboração, gestão,

Leia mais

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS OLIVIA EVANGELISTA BENEVIDES THIANE ARAUJO COSTA TRABALHANDO A MATEMÁTICA DE FORMA DIFERENCIADA A

Leia mais

Especialização em Gestão de Negócios

Especialização em Gestão de Negócios Especialização em Gestão de Negócios Ós- radu ção Um Programa para profissionais que querem ampliar sua competência em gestão, seu networking e construir uma trajetória de sucesso. Uma das melhores escolas

Leia mais

Jogos Educativos. Joceline Mausolff Grübel. Marta Rosecler Bez. Centro Universitário Feevale

Jogos Educativos. Joceline Mausolff Grübel. Marta Rosecler Bez.  Centro Universitário Feevale Jogos Educativos Joceline Mausolff Grübel joceline.grubel@gmail.com Marta Rosecler Bez martabez@feevale.br Centro Universitário Feevale Novo Hamburgo, novembro de 2006. Roteiro Introdução A importância

Leia mais

O PIBID E OS JOGOS LÚDICOS COMO METODOLOGIA ALTERNATIVA DO ENSINO-APRENDIZAGEM DA QUÍMICA NO NÍVEL MÉDIO: JOGO DAS TRÊS PISTAS

O PIBID E OS JOGOS LÚDICOS COMO METODOLOGIA ALTERNATIVA DO ENSINO-APRENDIZAGEM DA QUÍMICA NO NÍVEL MÉDIO: JOGO DAS TRÊS PISTAS O PIBID E OS JOGOS LÚDICOS COMO METODOLOGIA ALTERNATIVA DO ENSINO-APRENDIZAGEM DA QUÍMICA NO NÍVEL MÉDIO: JOGO DAS TRÊS PISTAS Aline dos Santos Silva (UFCG); Gerlândia Estevam do Nascimento (UFCG); Israel

Leia mais

Grupo de pesquisa: CIEI Cultura, infância e educação infantil

Grupo de pesquisa: CIEI Cultura, infância e educação infantil Educação Infantil e o Lúdico na Matemática: pontos cardeais para o trabalho docente. Acadêmicas: Alessandra Medeiros dos Santos Sônia Maria Simões Gonsalves Orientadora: Dra. Elisa dos Santos Vanti Grupo

Leia mais

Universidade dos Açores Campus de angra do Heroísmo Ano Letivo: 2013/2014 Disciplina: Aplicações da Matemática Docente: Ricardo Teixeira 3º Ano de

Universidade dos Açores Campus de angra do Heroísmo Ano Letivo: 2013/2014 Disciplina: Aplicações da Matemática Docente: Ricardo Teixeira 3º Ano de Universidade dos Açores Campus de angra do Heroísmo Ano Letivo: 2013/2014 Disciplina: Aplicações da Matemática Docente: Ricardo Teixeira 3º Ano de Licenciatura em Educação Básica - 1º Semestre O jogo é

Leia mais

Vivendo e Aprendendo a Jogar Cidinha, Nilcéa, Lúcia Helena e Silvana

Vivendo e Aprendendo a Jogar Cidinha, Nilcéa, Lúcia Helena e Silvana Vivendo e Aprendendo a Jogar Cidinha, Nilcéa, Lúcia Helena e Silvana EMEFEI Oscar Novakoski - Dois Córregos São Paulo, 18 de agosto de 2012. A Metodologia do Programa MenteInovadora O que é a Metodologia

Leia mais

Colégio Valsassina. Modelo pedagógico do jardim de infância

Colégio Valsassina. Modelo pedagógico do jardim de infância Colégio Valsassina Modelo pedagógico do jardim de infância Educação emocional Aprendizagem pela experimentação Educação para a ciência Fatores múltiplos da inteligência Plano anual de expressão plástica

Leia mais

Fundamentos Metodologia do Ensino dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental III (Educação Física/Ciências) (Educação Física): (Ciências):

Fundamentos Metodologia do Ensino dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental III (Educação Física/Ciências) (Educação Física): (Ciências): Disciplina: Fundamentos Metodologia do Ensino dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental III (Educação Física/Ciências) Código da Disciplina: EDU333 Curso: Pedagogia Semestre de oferta da disciplina: 6º P

Leia mais

Pontos importantes da metodologia - EI e EF I

Pontos importantes da metodologia - EI e EF I Pontos importantes da metodologia - EI e EF I Cada segmento tem sua característica Educação Infantil: - desenvolvimento dos padrões de aprendizagem. Ensino Fundamental: - domínio de conceitos essenciais

Leia mais

Inteligência Lingüística:

Inteligência Lingüística: Inteligência Lingüística: Capacidade de lidar bem com a linguagem, tanto na expressão verbal quanto escrita. A linguagem é considerada um exemplo preeminente da inteligência humana. Seja pra escrever ou

Leia mais

Profa. Dra. Maria Inês Fini

Profa. Dra. Maria Inês Fini Profa. Dra. Maria Inês Fini 1 Um dos maiores desafios a serem enfrentados pelas escolas de educação básica na última década é o estabelecimento de uma política para a educação básica formal no Brasil para

Leia mais

C u r r í c u l o p o r C o m p e t ê n c i a e Te n d ê n c i a s d e M e r c a d o. E l i a s C a d d a h

C u r r í c u l o p o r C o m p e t ê n c i a e Te n d ê n c i a s d e M e r c a d o. E l i a s C a d d a h C u r r í c u l o p o r C o m p e t ê n c i a e Te n d ê n c i a s d e M e r c a d o E l i a s C a d d a h Agenda Legislação/Contextualização; Conceitos Acadêmicos; Tendências Mercado; Desafios. LEGISLAÇÃO

Leia mais

Projeto Educação na Interdisciplinaridade. Sustentabilidade na Escola. Oficina de Garagem

Projeto Educação na Interdisciplinaridade. Sustentabilidade na Escola. Oficina de Garagem Projeto Educação na Interdisciplinaridade Sustentabilidade na Escola Oficina de Garagem São Paulo 2016 Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas mudam o mundo Paulo Freire Apresentação

Leia mais

Avaliações Mind Lab Devolutiva Lançamento 2017

Avaliações Mind Lab Devolutiva Lançamento 2017 Avaliações Mind Lab Devolutiva 2016 + Lançamento 2017 Em 2016, os alunos da escola foram submetidos à Avaliação MenteInovadora em formato digital com o intuito de situar seus desempenhos em 3 competências

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 CURSO OBJETIVOS Oferecer aos alunos e profissionais interessados no assunto, subsídios

Leia mais

3ª Eduardo e Ana. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

3ª Eduardo e Ana. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Matemática 3ª Eduardo e Ana 8 Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Competência 3 Foco: Espaço e Forma Utilizar o conhecimento geométrico para realizar a leitura e a representação da realidade

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 OBJETIVOS O curso objetiva a formação de docentes capacitados para atuar no ensino

Leia mais

NÚCLEO TEMÁTICO I CONCEPÇÃO E METODOLOGIA DE ESTUDOS EM EaD

NÚCLEO TEMÁTICO I CONCEPÇÃO E METODOLOGIA DE ESTUDOS EM EaD UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ-UFPR SETOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL CURSO DE PEDAGOGIA MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS ANOS

Leia mais

Material Didático Estratégias de Ensinagem. Método do Caso e Workshop

Material Didático Estratégias de Ensinagem. Método do Caso e Workshop Material Didático Estratégias de Ensinagem Método do Caso e Workshop 2015 1 Sumário Método do Caso... 3 Definição de Workshop... 6 Referências... 7 2 Método do Caso Os casos de ensino (Teaching Cases)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL COLÉGIO DE APLICAÇÃO/UFRGS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL COLÉGIO DE APLICAÇÃO/UFRGS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL COLÉGIO DE APLICAÇÃO/UFRGS ASSESSORIA DE JOGOS 2009 PROJETO AMORA (CAP/UFRGS) PROCESSOS DE APROPRIAÇÃO DAS AÇÕES E DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTOS. Orientadora:

Leia mais

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP INTELIGÊNCIA EMOCIONAL Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP - 42883 Importância das Emoções o Por que as emoções são tão importantes para nós? Importância das Emoções o Sobrevivência: Nossas emoções

Leia mais

A CONTEXTUALIZAÇÃO COMO AGENTE FACILITADOR NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA

A CONTEXTUALIZAÇÃO COMO AGENTE FACILITADOR NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA 27 a 30 de Agosto de 2014 A CONTEXTUALIZAÇÃO COMO AGENTE FACILITADOR NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA BARROSO, Poliana Polinabarroso@saocamilo-es.br BICALHO, Alessandro Erick alessandrobicalho@saocamilo-es.br

Leia mais

PROFESSORA TELMA FREIRE

PROFESSORA TELMA FREIRE PROFESSORA TELMA FREIRE 1 TEORIAS DA APRENDIZAGEM INATISMO Endógena (interna) EMPIRISMO Exógena (externa) INTERACIONISMO ENDO + EXO 2 INATISMO Os eventos que ocorrem após o NASCIMENTO não são importantes

Leia mais

CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2)

CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2) CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2) MUNICIPIOS CURSO / OFICINA / CH OBJETIVO PÚBLICO ALVO DATAS Água Branca Amarante Anísio de Abreu Estatística Básica aplicada a Educação 30h Computação

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL DO TUTOR DE CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PERFIL PROFISSIONAL DO TUTOR DE CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL PROFISSIONAL DO TUTOR DE CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Área profissional: Educação Segmento tecnológico: Educação a Distância Qualificação profissional: Tutor de Cursos de Educação a Distância

Leia mais

Eletiva A volta ao mundo através dos jogos

Eletiva A volta ao mundo através dos jogos Eletiva A volta ao mundo através dos jogos E.E. Princesa Isabel Sala 14 / 2ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Cristina Viecelli Costa do Nascimento Jairo Augusto Fernandes Realização: Foco Por meio

Leia mais

5 De F A ma

5 De F A ma Educação Física 5 De F A ma Uma Breve Revisão... Em 07 de abril de 2005 entra em vigor no Estado de Minas Gerais a resolução SEE N.º 666; Em agosto de 2011, é instituído o PIP CBC; No ano de 2012 o PIP

Leia mais

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM FACULDADE DO NORTE GOIANO OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Objetivos do curso O Curso de Graduação em Enfermagem tem por objetivo formar bacharel em enfermagem (enfermeiro) capaz de influenciar na construção

Leia mais

Percurso Formativo e Mercado de Trabalho

Percurso Formativo e Mercado de Trabalho Percurso Formativo e Mercado de Trabalho E.E Profº Antonio Alves Cruz Professor(es) Apresentador(es): Raquel Rodrigues Débora Mariana Ribeiro Realização: Foco do Projeto Auxiliar o jovem a desenvolver

Leia mais

Modelo Curricular High/Scope

Modelo Curricular High/Scope Modelo Curricular High/Scope Origem e Evolução Década de 60: David Weikart inicia Perry Preschool Project Combate ao Insucesso Escolar Intervenção precoce Escolha do modelo curricular Investigação Década

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 OBJETIVOS Discutir e fomentar conhecimentos sobre a compreensão das potencialidades,

Leia mais

A Informática Na Educação: Como, Para Que e Por Que

A Informática Na Educação: Como, Para Que e Por Que RBEBBM -01/2001 A Informática Na Educação: Como, Para Que e Por Que Autores:José A. Valente Afiliação:Departamento de Multimeios e Nied - Universidade Estadual de Campinas - Unicamp, Campinas - SP javalente@unicamp.br

Leia mais

NOÇÕES DE PSICOLOGIA DO RELACIONAMENTO

NOÇÕES DE PSICOLOGIA DO RELACIONAMENTO NOÇÕES DE PSICOLOGIA DO RELACIONAMENTO A INTELIGÊNCIA A inteligência tem significados diferentes para pessoas diferentes. É a capacidade de usar a experiência e o conhecimento que constitui o comportamento

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

CURRÍCULO E AVALIAÇÃO: O QUE AINDA FALTA DIZER E FAZER? Maria Inês Fini

CURRÍCULO E AVALIAÇÃO: O QUE AINDA FALTA DIZER E FAZER? Maria Inês Fini CURRÍCULO E AVALIAÇÃO: O QUE AINDA FALTA DIZER E FAZER? Maria Inês Fini 0 Currículo e Avaliação Com quase 20 anos de implantação de uma cultura estruturada de avaliação, sabemos avaliar. Com mais de 20

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Administração 6ª Série Administração de Recursos Humanos A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

Atendemos na Feira de artesanato Miramar no Largo da Alfandega SC Fone: celular:

Atendemos na Feira de artesanato Miramar no Largo da Alfandega SC Fone: celular: O jogo provoca um conflito interno, que leva o indivíduo a encontrar soluções aos seus problemas. Seu pensamento sai enriquecido e reestruturado, apto a lidar com novas transformações. O jogo assume, portanto

Leia mais

GOVERNADOR DE MINAS GERAIS FERNANDO DAMATA PIMENTEL SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO MACAÉ MARIA EVARISTO DOS SANTOS

GOVERNADOR DE MINAS GERAIS FERNANDO DAMATA PIMENTEL SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO MACAÉ MARIA EVARISTO DOS SANTOS GOVERNADOR DE MINAS GERAIS FERNANDO DAMATA PIMENTEL SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO MACAÉ MARIA EVARISTO DOS SANTOS SECRETÁRIO ADJUNTO DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ANTÔNIO CARLOS RAMOS PEREIRA CHEFE DE GABINETE

Leia mais

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Estudo da história geral da Educação e da Pedagogia, enfatizando a educação brasileira. Políticas ao longo da história engendradas

Leia mais

MATEMÁTICA, AGROPECUÁRIA E SUAS MÚLTIPLAS APLICAÇÕES. Palavras-chave: Matemática; Agropecuária; Interdisciplinaridade; Caderno Temático.

MATEMÁTICA, AGROPECUÁRIA E SUAS MÚLTIPLAS APLICAÇÕES. Palavras-chave: Matemática; Agropecuária; Interdisciplinaridade; Caderno Temático. MATEMÁTICA, AGROPECUÁRIA E SUAS MÚLTIPLAS APLICAÇÕES Josislei de Passos Vieira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais Câmpus Rio Pomba. josisleipassos@gmail.com

Leia mais

REGULAMENTO DE NIVELAMENTO

REGULAMENTO DE NIVELAMENTO MANTIDA PELA INSTITUIÇÃO PAULISTA DE ENSINO E CULTURA - IPEC REGULAMENTO DE NIVELAMENTO 1 1. Introdução No Brasil, os alunos ingressantes no ensino superior apresentam muitas dificuldades em acompanhar

Leia mais

Barulho Empreendedor Escola Estadual João XXIII Sala 8 - Sessão 2

Barulho Empreendedor Escola Estadual João XXIII Sala 8 - Sessão 2 Barulho Empreendedor Escola Estadual João XXIII Sala 8 - Sessão 2 Professor(es) Apresentador(es): Kátia Valéria C.T.Peressinotto Marilda Suzani Gonçalves Realização: Foco Desenvolver competências e habilidades

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS DE PESSOAL E FORTE DUQUE DE CAXIAS (CEP/FDC) CURSO DE PSICOPEDAGOGIA ESCOLAR (CPE) Aprovado pelo BI/ N, de / /.

CENTRO DE ESTUDOS DE PESSOAL E FORTE DUQUE DE CAXIAS (CEP/FDC) CURSO DE PSICOPEDAGOGIA ESCOLAR (CPE) Aprovado pelo BI/ N, de / /. CENTRO DE ESTUDOS DE PESSOAL E FORTE DUQUE DE CAXIAS (CEP/FDC) CURSO DE PSICOPEDAGOGIA ESCOLAR (CPE) Aprovado pelo BI/ N, de / /. DISCIPLINA (Fundamentação) PLADIS FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA ESCOLAR

Leia mais

A MATEMÁTICA E SUAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS

A MATEMÁTICA E SUAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS A MATEMÁTICA E SUAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS E.M.E.F.I. Professor Manoel Ignácio de Moraes Sala 1 Sessão 1 Professora Apresentadora: Roseli dos Santos Bassanelli Pereira Realização: Foco O projeto está sendo

Leia mais

Atena Cursos - Curso de Capacitação - AEE PROJETO DEFICIÊNCIA DA LEITURA NA APRENDIZAGEM INFANTIL

Atena Cursos - Curso de Capacitação - AEE PROJETO DEFICIÊNCIA DA LEITURA NA APRENDIZAGEM INFANTIL Atena Cursos - Curso de Capacitação - AEE PROJETO DEFICIÊNCIA DA LEITURA NA APRENDIZAGEM INFANTIL Aluna: Iara Escandiel Colussi Data: 12/06/2015 Introdução Este projeto apresenta algumas situações de dificuldade

Leia mais

A coleção está organizada em cinco séries temáticas, por faixa etária:

A coleção está organizada em cinco séries temáticas, por faixa etária: Coleção GIRA MUNDO Educação Infantil Na coleção Gira Mundo o brincar, o cantar e o fazer artístico são os eixos que atuam como forma de expressão da cultura da infância. São os grandes articuladores do

Leia mais

Pedagogia. 1º Semestre. Biologia Educacional EDC602/ 60h

Pedagogia. 1º Semestre. Biologia Educacional EDC602/ 60h Pedagogia 1º Semestre Biologia Educacional EDC602/ 60h Ementa: Identificar os processos biológicos fundamentais diretamente relacionados à situação ensino-aprendizagem. Análise dos fatores genéticos e

Leia mais

REUNIÃO DE PAIS 5ª SÉRIE Compromisso Família e Escola

REUNIÃO DE PAIS 5ª SÉRIE Compromisso Família e Escola REUNIÃO DE PAIS 5ª SÉRIE Compromisso Família e Escola Projeto Educativo Buscamos integrar rigor científico, excelência acadêmica, formação cristã, cultura da solidariedade e da paz, sensibilidade estética,

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA OBJETIVOS GERAIS Favorecer o desenvolvimento corporal e mental harmônicos, a melhoria

Leia mais

QUESTÕES DE METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR A TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL DAATIVIDADE DE APRENDIZAGEM

QUESTÕES DE METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR A TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL DAATIVIDADE DE APRENDIZAGEM 1 QUESTÕES DE METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR A TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL DAATIVIDADE DE APRENDIZAGEM José Carlos Libâneo * Vou iniciar retomando rapidamente três das idéias que apresentei na Semana de

Leia mais

6. MATRIZ CURRICULAR 6.1. Núcleos de conhecimento estruturais do curso e respectivos componentes curriculares

6. MATRIZ CURRICULAR 6.1. Núcleos de conhecimento estruturais do curso e respectivos componentes curriculares 6. MATRIZ CURRICULAR 6.1. Núcleos de conhecimento estruturais do curso e respectivos componentes curriculares O perfil de profissional a ser formado pelo Curso de Graduação em da UFSCar/Sorocaba baseia-se

Leia mais

As descobertas da primeira infância

As descobertas da primeira infância As descobertas da primeira infância Uma característica natural dos seres humanos é o prazer pela descoberta. Ao nos depararmos com o novo, imediatamente sentimos o desejo de nos apropriarmos da novidade,

Leia mais

Da Educação Infantil ao Simulados Pré-vestibular, o Sistema de Ensino Poliedro oferece coleções de livros didáticos elaborados por autores

Da Educação Infantil ao Simulados Pré-vestibular, o Sistema de Ensino Poliedro oferece coleções de livros didáticos elaborados por autores Da Educação Infantil ao Pré-vestibular, o Sistema de Ensino Poliedro oferece coleções de livros didáticos elaborados por autores especialistas e com experiência em sala de aula, o que possibilita o desenvolvimento

Leia mais

A experimentação e o ensinoaprendizagem

A experimentação e o ensinoaprendizagem Xxxxxxxxx xxxxxxx A experimentação e o ensinoaprendizagem de Física. Ministrante: Prof. Nelson Reyes Marques (IF Sul-Rio-Grandense) www.nelsonreyes.com.br Prof. Marco Antonio Lessa (UCPel) I Introdução

Leia mais

Mapas conceituais em aplicações educacionais. Evandro Cantú Instituto Federal do Paraná Câmpus Foz do Iguaçu

Mapas conceituais em aplicações educacionais. Evandro Cantú Instituto Federal do Paraná Câmpus Foz do Iguaçu Mapas conceituais em aplicações educacionais Evandro Cantú Instituto Federal do Paraná Câmpus Foz do Iguaçu evandro.cantu@ifpr.edu.br Aprendizagem Significativa Proposta por David Ausubel, nos anos 1960.

Leia mais

Engenharia de Controle e Automação

Engenharia de Controle e Automação ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 2ª Série Cálculo I Engenharia de Controle e Automação A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

ARTE EDUCAÇÃO E ARTETERAPIA NO AMBIENTE ESCOLAR MÓDULO I: OFICINA DE TEATRO

ARTE EDUCAÇÃO E ARTETERAPIA NO AMBIENTE ESCOLAR MÓDULO I: OFICINA DE TEATRO ARTE EDUCAÇÃO E ARTETERAPIA NO AMBIENTE ESCOLAR MÓDULO I: OFICINA DE TEATRO Profa. Ms. Ana Cláudia Ramos OFICINA DE TEATRO NO CONTEXTO ESCOLAR Como o teatro vem sendo concebido na escola? Qual a importância

Leia mais

Núcleo de Materiais Didáticos 1

Núcleo de Materiais Didáticos 1 Gestão de Talentos e Mapeamento por Competências Aula 1 Prof a Cláudia Patrícia Garcia claudiagarcia@grupouninter.com.br MBA em Gestão de Recursos Humanos Mini Currículo Administradora Marketing EAD Metodologia

Leia mais

Jogos de Alfabetização

Jogos de Alfabetização Jogos de Alfabetização Sistematização: Leila Nascimento Baseado em: LEAL, T. F; ALBUQUERQUE, E. B. C. de e LEITE, T. M. R. Jogos: alternativas didáticas para brincar alfabetizando (ou alfabetizar brincando?).

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO NO ENSINO BÁSICO DA GEOGRAFIA DEFININDO NOVAS ESTRATÉGIAS

SENSORIAMENTO REMOTO NO ENSINO BÁSICO DA GEOGRAFIA DEFININDO NOVAS ESTRATÉGIAS Espaço Laboratório de Sensoriamento Remoto e Estudos Ambientais UFRJ - Departamento de Geografia SREduc Sensoriamento Remoto na Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA

Leia mais

BEHAVIORISMO x COGNITIVISMO

BEHAVIORISMO x COGNITIVISMO BEHAVIORISMO x COGNITIVISMO CONSTRUTIVISMO Jean Piaget (1896-1980) Psicologia do desenvolvimento EPISTEMOLOGIA GENÉTICA embriologia mental Jean Piaget (1896-1980) Psicologia do desenvolvimento EPISTEMOLOGIA

Leia mais

ESPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO

ESPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO ESPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO O esporte é uma via privilegiada para o desenvolvimento humano. Por meio do esporte, as crianças e jovens têm oportunidade de desenvolver valores, atitudes e competências

Leia mais

MERCADINHO COMPRA CERTA EMEIEF PROF. ERNESTO MARCONDES RANGEL

MERCADINHO COMPRA CERTA EMEIEF PROF. ERNESTO MARCONDES RANGEL MERCADINHO COMPRA CERTA EMEIEF PROF. ERNESTO MARCONDES RANGEL Professor(es) Apresentador(es): Tânia Mara Martins Goulart Realização: Foco do Projeto Atividades interdisciplinares: Língua Portuguesa Gêneros

Leia mais

Representação de áreas de riscos socioambientais: geomorfologia e ensino

Representação de áreas de riscos socioambientais: geomorfologia e ensino II Congresso Internacional de Riscos VI Encontro Nacional de Ricos Coimbra, 22 a 25 de Maio de 2010 Representação de áreas de riscos socioambientais: geomorfologia e ensino Universidade Federal de Viçosa

Leia mais

MAS QUE SOCIEDADE É ESTA?

MAS QUE SOCIEDADE É ESTA? O Professor Gestor Vivemos em um mundo de transformações, um mundo acelerado, com características diferentes da sociedade ou época em que uma grande maioria, dos professores atuais foi formada. Em consequência

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO. Estágio Curricular Supervisionado

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO. Estágio Curricular Supervisionado DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO Estágio Curricular Supervisionado DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO Estágio Curricular Supervisionado - ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS - ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL E LOGÍSTICA - ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

O papel do professor mediador escolar e comunitário

O papel do professor mediador escolar e comunitário Mediação Escolar e Comunitária O papel do professor mediador escolar e comunitário Edson Felix de Pontes Setembro de 2016 PMEC Quem sou? Onde estou? Para onde vou? PMEC Quem sou? Para entender o papel

Leia mais

Bases psicopedagógicas para a matriz conceitual do ENEM. Robert Lassance MSc, Prof. UCB, Pesquisador Inep

Bases psicopedagógicas para a matriz conceitual do ENEM. Robert Lassance MSc, Prof. UCB, Pesquisador Inep Bases psicopedagógicas para a matriz conceitual do ENEM Robert Lassance MSc, Prof. UCB, Pesquisador Inep Aprendizagem Para Objetivos: transmite conhecimento, seqüência, hierarquia, homogêneo, ensino para

Leia mais

O PROEXT A SERVIÇO DA EJA

O PROEXT A SERVIÇO DA EJA O PROEXT A SERVIÇO DA EJA Thamiriz Martins Teixeira, IF Sudeste de MG Campus Rio Pomba Paula Reis de Miranda, IF Sudeste de MG Campus Rio Pomba RESUMO O presente trabalho apresenta atividades desenvolvidas

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

Tema do Painel: Um novo paradigma de desenvolvimento profissional: Valorização de percursos e competências. Tema da Comunicação:

Tema do Painel: Um novo paradigma de desenvolvimento profissional: Valorização de percursos e competências. Tema da Comunicação: Tema do Painel: Um novo paradigma de desenvolvimento profissional: Valorização de percursos e competências Tema da Comunicação: O envolvimento das organizações e dos enfermeiros no desenvolvimento e reconhecimento

Leia mais

E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1

E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1 Debate Regrado - desenvolvendo a argumentação e promovendo o protagonismo dos alunos E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1 Professor Apresentador: Celina Aparecida Rodrigues Machado dos

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Recrutamento, Seleção, Treinamento e Desenvolvimento GRH119 CH TEÓRICA

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Recrutamento, Seleção, Treinamento e Desenvolvimento GRH119 CH TEÓRICA ESCOLA DE NEGÓCIOS, DIREITO E HOSPITALIDADE PLANO DE ENSINO CURSO DISCIPLINA CÓDIGO Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Recrutamento, Seleção, Treinamento e Desenvolvimento GRH119

Leia mais

Treinamento e Desenvolvimento

Treinamento e Desenvolvimento Treinamento e Desenvolvimento Agenda 1 2 T&D e Estratégia de RH Treinamento & Desenvolvimento 3 4 Coaching & Mentoring Desenvolvimento de Lideranças 1 T&D e Estratégia de RH Relembrando... Os processos

Leia mais

Escola Especial Renascer APAE - Lucas do Rio Verde - MT. Futsal Escolar

Escola Especial Renascer APAE - Lucas do Rio Verde - MT. Futsal Escolar Escola Especial Renascer APAE - Lucas do Rio Verde - MT Futsal Escolar Prof. Ivan Gonçalves dos Santos Lucas do Rio Verde MT - 2009 Introdução A Educação Física é uma disciplina pedagógica permeada de

Leia mais

Resolução de problemas não numéricos

Resolução de problemas não numéricos Resolução de problemas não numéricos Ler e buscar informações Em Panizza (2006), a didática da matemática define os problemas como aquelas situações que criam um obstáculo a vencer, que promovem a busca

Leia mais

PROGRAMA. Carga Horária: 60 horas Período: 2016 Professor(a): MICHEL MAGNO DE VASCONCELOS Semestre: 2016/1

PROGRAMA. Carga Horária: 60 horas Período: 2016 Professor(a): MICHEL MAGNO DE VASCONCELOS Semestre: 2016/1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas Departamento de Administração - Curso de Administração Av. Fernando Ferrari, 514 - Campus Universitário - Goiabeiras CEP.

Leia mais

Pense... Vida. Projeto de. Pense OPEE. ... em uma educação conectada com a construção de projetos de vida.

Pense... Vida. Projeto de. Pense OPEE. ... em uma educação conectada com a construção de projetos de vida. Pense...... em uma educação conectada com a construção de projetos de vida. COLEÇÃO DIDÁTICA PROJETOS INOVADORES Autoconhecimento Empreendedorismo Educação Financeira Inteligência Emocional Métodos de

Leia mais

LER E ESCREVER SÃO COISAS DE CRIANÇAS?

LER E ESCREVER SÃO COISAS DE CRIANÇAS? LER E ESCREVER SÃO COISAS DE CRIANÇAS? II Encontro Orientadores de Estudo PNAIC A criança no ciclo de alfabetização Mônica Correia Baptista monicacb.ufmg@gmail.com Professora Departamento de Administração

Leia mais

APRENDENDO MATEMÁTICA: A ESCOLA E O USO DOS JOGOS

APRENDENDO MATEMÁTICA: A ESCOLA E O USO DOS JOGOS APRENDENDO MATEMÁTICA: A ESCOLA E O USO DOS JOGOS Alaiane Silva da Cunha Mendonça Lai1989paulo@hotmail.com Alzenira de Oliveira Carvalho Escola Prof.ª Berta Vieira de Andrade BVA oliveiraalzenira@hotmail.com

Leia mais

Professor ou Professor Pesquisador

Professor ou Professor Pesquisador Professor ou Professor Pesquisador Cláudio Luis Alves do Rego Cúneo 1 Resumo O perfil de professor pesquisador tem sido associado à oportunidade de prática reflexiva daquele professor que busca a pesquisa

Leia mais

O PIBID COMO DIVISOR DE ÁGUAS PARA UMA PEDAGOGIA LIVRE E CRIATIVA

O PIBID COMO DIVISOR DE ÁGUAS PARA UMA PEDAGOGIA LIVRE E CRIATIVA O PIBID COMO DIVISOR DE ÁGUAS PARA UMA PEDAGOGIA LIVRE E CRIATIVA Laurena Fragoso Martinez Blanco Acadêmica do Curso de Pedagogia da UNICENTRO Irati e bolsista do Programa Institucional de Iniciação á

Leia mais

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL No processo ensino-aprendizagem Rio de Janeiro 2005 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO VEZ DO MESTRE DINÂMICA GRUPAL OBJETIVOS: Estudar

Leia mais

Jacques Therrien, UFC/UECE

Jacques Therrien, UFC/UECE Jacques Therrien, UFC/UECE ALGUNS PRINCÍPIOS QUE FUNDAMENTAM PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAR: É O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO E DE RECONSTRUÇÃO CRIATIVA DE SI E DO MUNDO SOCIAL ONDE CONVIVEMOS É

Leia mais