UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE A IMPLANTAÇÃO DO PMO - ESCRITÓRIO DE PROJETOS COMO FERRAMENTA DE APOIO A GESTÃO DE PROJETOS Por: FELIPE SILVEIRA DE MAGALHÃES LEITE Orientador: Luiz Claudio Rio de Janeiro Julho de 2010

2 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE A IMPLANTAÇÃO DO PMO - ESCRITÓRIO DE PROJETOS COMO FERRAMENTA DE APOIO A GESTÃO DE PROJETOS Apresentação de monografia à Universidade Candido Mendes para o curso de pósgraduação em Gestão de Projetos. Por: Felipe Silveira

3 AGRADECIMENTOS Agradeço a minha esposa e meus filhos que tanto me ajudaram e inspiraram para que eu vencesse mais este desafio.

4 DEDICATÓRIA Dedico este trabalho a minha esposa Patrícia, que me incentivou a fazer este curso de pós-graduação.

5 RESUMO A mudança tornou-se a palavra de ordem das organizações modernas. As empresas que forem capazes de identificar, selecionar e executar as melhores mudanças serão as mais bem-sucedidas e as mais capazes de sobreviver no ambiente competitivo atual e futuro. "A aplicação do conhecimento é necessária para assegurar que uma organização tenha a capacidade de realizar uma mudança" (Hodgson, 1999, p.4). E "cada mudança é um projeto" (Prado, 2000, p.15). Assim, forma-se a relação entre conhecimento e projeto e, conseqüentemente, entre gestão do conhecimento e gestão de projetos. O Escritório de Projetos (Project Management Office) é hoje em dia uma das estruturas organizacionais mais estudadas pelas empresas, dos mais diversos portes e segmentos. Seu modelo pode variar de acordo com a maturidade da empresa, mas em geral sugere uma administração centralizada do portfólio de projetos da organização, oferecendo um ponto único de contato e de apoio a decisão. Além disso, dependendo da forma que for implantado, o PMO ainda proporciona suporte metodológico e coaching aos próprios gerentes de projeto. Esta monografia mostra porque é importante um Escritório de Projetos na assim chamada Cultura de Gestão de Projetos do Século XXI.

6 METODOLOGIA As referências deste trabalho foram baseadas em várias pesquisas realizadas por vários autores coletados em livros, bibliografias, pesquisas em internet e artigos sobre a implantação do escritório de projetos na gestão de projetos.

7 SUMÁRIO METODOLOGIA... 6 INTRODUÇÃO... 8 CAPÍTULO I ENTENDENDO O ESCRITÓRIO DE PROJETOS (PMO) CAPÍTULO II IMPLANTAÇÃO DE UM ESCRITÓRIO DE PROJETOS CAPÍTULO III BENFÍCIOS DA IMPLANTAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE PROJETOS (PMO).. 28 CONCLUSÃO BIBLIOGRAFIA... 40

8 INTRODUÇÃO 8 Tantas palavras, tantas formas e tantas visões diferentes de como podemos ou não implantar um Escritório de Projetos, Project Management Office, ou simplesmente PMO. Mas o que isso significa e qual é sua vantagem em termos de crescimento organizacional e rentabilidade? Como ter certeza de estarmos fazendo a coisa certa e não somente estarmos desperdiçando recursos e dinheiro em um tipo de implantação estratégica que nos conduziria a lugar algum e sim para uma organização centralizada e burocrática? Estes são apenas alguns exemplos de FAQs (Frequent Asked Questions) com relação à criação de um Escritório de Projetos. Algumas empresas estão realmente desenvolvendo o seu próprio conceito, dependendo de sua experiência em conduzir projetos, áreas de aplicação, quantidade de recursos e nível de maturidade. Em outras palavras, parece razoável investir em alguma infra-estrutura básica para suportar projetos tanto quanto se dependa deles. Esta estrutura tem que preencher necessidades operacionais ao mesmo tempo em que seja útil também como suporte executivo. Portanto, o gerenciamento bem-sucedido de um projeto pode fazer com que os novos produtos cheguem mais rapidamente ao mercado, ultrapassando, deste modo, os concorrentes e conquistando fatias de mercado (FITZSINNONS, 2000,p. 189). Algumas questões do ponto de vista técnico e metodológico têm que ser revistas. A idéia é demonstrar porque vale a pena uma implantação não somente do ponto de vista da empresa como também e, principalmente, sob o aspecto de quem tem a responsabilidade final dos projetos em curso: os próprios gerentes de projetos! Sem dúvida, algumas vezes eles são os primeiros que parecem não gostar muito desse tipo de abordagem. Tudo dependerá do nível de maturidade de gestão de projetos de cada empresa. Isto nos deixa então com uma dúvida em mente: precisamos de um PMO para iniciar uma cultura de gestão de projetos ou o Escritório é um passo à frente

9 9 em nossa busca natural para nos mover de um estágio ao outro? Realmente, uma vez inserido dentro do fluxo normal de trabalho, o Escritório de Projetos poderá ser considerado como um fator crítico possibilitando a empresa alcançar seus objetivos em projetos e, conseqüentemente, ter sucesso em seu mercado.

10 CAPÍTULO I 10 ENTENDENDO O ESCRITÓRIO DE PROJETOS (PMO) 1.1 MUDANÇAS ALAVANCANDO PROJETOS Não há nada mais constante do que mudanças. Algumas vezes mais rápidas outras mais lentas, mas não podemos fazer com que elas parem de acontecer no mundo onde vivemos. As empresas começaram a entender este processo, lidando com a evolução natural que estão enfrentando. E isso não é fácil. Elas têm que mudar também de muitas formas diferentes. Seus clientes estão mais exigentes e ao mesmo tempo menos tolerantes. A qualidade está se tornando de maneira muito rápida uma commodity e as organizações estão procurando adaptar seu marketing e operações, a fim de fornecer a melhor experiência com seus serviços e produtos. Ao mesmo tempo, temos a tecnologia mudando e facilitando centenas de processos. Estamos conhecendo a democratização da informação com os dados indo mais rápido de um lugar para outro. Também, muito mais é feito em termos de segmentação de mercado e customização do produto. O mercado em si é outro agente importante de mudança no sentido de que todos estamos inseridos dentro de um processo de globalização onde algumas fronteiras antigas estão somente a um click na Internet. Todas estas mudanças representam não só desafios como também oportunidades para a organização. E toda mudança, em tese, deveria virar um projeto. Embora todos estejamos realizando projetos por milhares de anos, a carreira de gerenciamento de projetos tornou-se mais reconhecida somente a partir do início da década de Um exemplo é o crescimento de associados ao Project Management Institute (PMI), principalmente de 1994 até os dias de hoje

11 11 Figura 1.1 A Evolução dos Membros do PMI (Project Management Institute). E a evolução da disciplina de gestão de projetos também exigiu uma abordagem mais orientada a processos e sistemática de como lidar com este tipo de empreendimento. Não apenas considerando software e ferramentas, mas também treinamento, metodologia, orientação e muitas outras coisas que uma vez instaladas recebem a denominação de Escritório de Projetos (PMO). O PMO é o local central para conduzir, planejar, organizar, controlar e finalizar as atividades do projeto. É o local onde se pode obter uma visão global e panorâmica de todo o projeto. Além disso, é a casa do time do projeto, onde todo suporte está disponível. Dessa forma, os gerentes de projetos podem liberar maior parte do seu tempo para análise de dados e tomada de decisão (VARGAS, 2002). O interessante a ser observado sob esta ótica é que os projetos reúnem e vendem conhecimento (KERZNER, 2002, p. 15). Uma vez que a casa do time de projeto passa a ser o PMO, fica facilitada a centralização dos conhecimentos adquiridos ao longo dos projetos. É relevante que sejam

12 12 documentadas as melhores práticas adotadas em um projeto específico, para utilização em projetos futuros. Assim, verifica-se que a interação entre as duas disciplinas, Gestão do Conhecimento e Gestão de Projetos, tem pontos em comum, pois os projetos são grandes repositórios de conhecimentos. Porém, as empresas, na maioria das vezes, não estão preocupadas ou mesmo são incapazes de converter o conhecimento individual dos seus colaboradores em conhecimento organizacional. Neste sentido, ambas as disciplinas objetivam que as organizações lidem melhor com questões como mudança, inovação, aprendizagem, competitividade (SATO; DERGINT, 2003, p. 2). 1.2 O QUE É UM ESCRITÓRIO DE PROJETOS? O gerenciamento de projetos é essencial para as empresas, pois é uma arma competitiva que representa níveis crescentes de qualidade e agrega valor aos interesses dos clientes (KERZNER, 2002, p. 15). O PMBOK 3ªEdição cita: Item 1.5 Gerenciamento do portifólio do projeto. O gerenciamento do portifólio do projeto se refere à seleção e ao apoio dos investimentos no projeto ou no programa.esses investimentos em projetos e programas são guiados pelo plano estratégico e pelos recursos disponíveis da organização pg. 10 Item O Departamento de Projetos O departamento de projetos pode ser utilizado para vários fins. Ele pode operar continuamente, prestando suporte a gerentes de projetos na forma de treinamento, software, modelos, etc., ou arcando com a responsabilidade pelos resultados do projeto pg. 21

13 13 Segundo DINSMORE (2003, p. 7) o PMO apresenta como objetivo básico orientar e dar suporte aos gerentes de projetos permitindo à empresa desenvolver seus projetos da forma mais eficiente e eficaz possível. Mas enfim, o que é o Escritório de Projetos (PMO Project Management Office)? Normalmente, podemos obter diversas definições de Escritório de Projetos, mas o principal é que, de alguma forma, eles são construídos para servir às necessidades de gestão de projetos da organização. Algumas de suas funções normalmente desempenhadas são: suporte ao projeto, treinamento, consultoria, gerenciamento de recursos, implementação de metodologia e padronização de processos (QUELHAS;BARCAUI, 2004). Existem várias formas de um PMO se estabelecer em uma empresa, desde o estabelecimento de um departamento próprio, através de um grupo de pessoas de departamentos quaisquer que estejam envolvidos em um projeto específico ou até mesmo por um ambiente em rede portal virtual para apoiar projetos com equipes espalhadas geograficamente (DINSMORE (2003)). Ainda segundo Dinsmore, é importante destacar que para a implantação de um PMO é necessária a definição de um papel claro do PMO e o apoio da alta administração. Há uma variedade de responsabilidades que um escritório de projetos pode assumir, os quais podem lhe render diversas denominações, conforme segue (VERZUH,2000): - Centro de Excelência: o propósito é o de manter os padrões de gestão de projeto e promover sua utilização em uma organização. Os membros da equipe não exercem papel direto na tomada de decisões do projeto. Sua autoridade vem quase que completamente de seu conhecimento de gestão de projeto (p. 345). Escritório de apoio a projetos (EAP): além de manter os padrões e práticas de Gestão de Projetos, o EAP apóia ativamente a variedade de projetos.

14 14 Escritório de Gestão de Projetos (EGP): a principal diferença com relação ao EAP é que irá fornecer gerente de projetos para os projetos da organização toda. Como eleé povoado pelos gerentes de projeto, o EGP tem a capacidade de impor padrões de gestão de projetos (p.347). Eles não são responsáveis pelo sucesso ou fracasso do projeto. Essa responsabilidade fica nas mãos da organização para a qual o gerente de projeto foi emprestado. Escritório de Gerenciamento de Programa: Os programas são séries de projetos relacionados entre si (p.347). A principal diferença é que os programas são tão grandes e de duração longa que eles desenvolvem operações continuas dentro deles. Escritório responsável pelo projeto: é a mais antiga e o mais radical dos modelos de escritório de projetos. É responsável por toda a responsabilidade por alcançar os objetivos de qualidade, custo e cronograma dos projetos que gerencia. O papel do escritório de gerenciamento de programas é fornecer o conhecimento técnico de todo o programa, vinculando assim todos os projetos em conjunto. O escritório de gerenciamento do programa tem uma vida útil ele será desmontado quando o programa acabar. Seriam eles: Guardião do histórico dos projetos Lições Aprendidas Dar visibilidade do andamento dos projetos Status Report Analisar riscos identificados antecipar problemas Difundir a cultura projetizada influência na organização Auxiliar a gestão de projetos métricas e indicadores Acompanhar projetos críticos estratégia organizacional

15 Figura 1.2 Evolução do escritório de projetos. 15

16 16 Figura 1.3 Principais formas de Escritório de Projetos, com suas respectivas responsabilidades. (VERZUCH (2003, p346 Tabela 12.2)) Porém, uma característica interessante é que a maioria dos PMO s é montada somente quando as empresas não suportam mais perder dinheiro com seus projetos. Em outras palavras, até o momento, a maioria dos Escritórios de Projeto foi montada de maneira reativa. A expectativa do stakeholder é que o PMO deva ser uma espécie de Messias ou Salvador de projetos e organizar o desconforto da empresa no que diz respeito a gestão de projetos. Eis a principal razão do investimento realizado. A verdade é que o sucesso relacionado ao Escritório de Gestão de Projetos depende não somente da equipe que o representa como também do poder da equipe executiva da empresa e de seus principais clientes: os gerentes de projetos. Embora não exista uma receita para o sucesso, é muito improvável que sem uma

17 17 implantação de cima para baixo um Escritório de Projeto possa atingir seus objetivos. E quais seriam esses objetivos? Isto depende muito do tipo de negócio que está sendo realizado pela organização. Em termos gerais, um PMO deveria ser o provedor principal de serviços de gestão de projetos para sua empresa. Mas muito mais que isso, o Escritório de Projetos poderia também fazer parte do negócio em si. Na realidade, há algumas consultorias que estão vendendo seus serviços de PMO para outras companhias desenvolvendo seus próprios projetos. Tudo isso depende da estrutura de gerenciamento de projetos de cada empresa. 1.3 AGREGANDO VALOR Uma das principais preocupações dos profissionais envolvidos no PMO é (ou deveria ser) agregar valor real para a operação. E algumas vezes não é fácil encontrar seu caminho através de um negócio já em andamento. É como trocar o motor de um avião durante o vôo. Não se pode permitir que o PMO seja considerado somente um custo indireto para a empresa, pois ele tem muito a oferecer uma vez alinhado com as estratégias do negócio. Um bom começo é ter as medidas bem definidas para a equipe do Escritório de Projeto. E essas medidas deverão estar totalmente alinhadas com os objetivos do negócio (ex.: controle do contraste entre o lucro planejado e as margens obtidas quando entregando projetos). O primeiro passo é trabalhar nos projetos em andamento, ter uma visão clara do portfólio real de projetos e começar a administrá-los. Ajudar os gerentes de projetos com treinamento, supervisão, estipulando planos de ação adequados e envolver-se em negociações, se necessários.

18 18 Uma das atividades regulares associadas com o PMO é a famosa revisão de projeto. Esta é uma arma poderosa para corrigir problemas junto ao gerente de projeto, bem como deixar todos na organização a par do que está acontecendo com o projeto. Mas somente fazer uma revisão e atribuir um status ao projeto (normalmente representada através do uso de cores) não é suficiente. O PMO tem que fazer o acompanhamento do plano de ação definido com o gerente de projeto e garantir que essas ações estejam ocorrendo, a fim de melhorar o status do projeto. Ajudar os gerentes de projeto a obter um termo de aceitação final que está sendo negociado pelos últimos seis meses é também outro exemplo. Algumas vezes o relacionamento dentro de um ambiente de projeto se torna tão intenso que talvez alguém de fora passa a ser um possível melhor negociador. empresa. Todos esses exemplos são de como apagar incêndios na Mas há outro trabalho muito importante também, que seria de começar a trabalhar na revisão de negócios e processos de suporte da organização, a fim de uni-los a um objetivo comum. Seria a introdução formal de alguma metodologia de gerência de projetos, analisando cuidadosamente a proposta e processo de venda, trabalhando padrões, ferramentas, treinamento de pessoal, gestão de conhecimento, e treinamento. Historicamente, não importa que tipo de empresa se esteja analisando, a maioria dos problemas durante o período de entrega está relacionada com alguma falta de análise adequada durante o período de venda e especificação do projeto (DeGuzmann, 1999). Por diversas diferentes razões. Por esse motivo, é fundamental ter um gerente de projetos alocado desde o início de uma negociação. E isso é um exemplo de atividade que o PMO pode e deve se empenhar. Como podemos ver, há muito em termos de infra-estrutura de projeto para ser trabalhado e é melhor deixar claro que o pessoal envolvido em tal empreendimento não deve

19 19 ser somente um gerente de projeto experiente, mas também exercer algum tipo de influência na empresa. 1.4 POR QUE UM PMO É NECESSÁRIO? Por não haver um padrão para reportar o desempenho dos projetos da empresa, os gerentes de projetos estão sobrecarregados e sem tempo para análise de dados e tomada de decisão, as lições aprendidas não são documentadas, reconhece que a gerência de projetos como competência crítica para o seu sucesso. E é por essas e outras que o PMO tem um importante papel nas Estruturas Organizacionais, podendo existir em qualquer uma das estruturas organizacionais, inclusive nas que apresentam uma organização funcional. Os membros da equipe do projeto se reportarão diretamente ao gerente de projetos ou, se for o caso compartilhado, ao PMO. O gerente de projetos se reporta diretamente ao PMO, neste caso dizemos reportar diretamente a alta organização da empresa, além da flexibilidade do gerenciamento centralizado oferecer ao gerente de projetos maior oportunidade de promoção dentro da organização. Membros da equipe do projeto especializados também podem estar expostos a opções alternativas de carreira na área de gerenciamento de projetos em organizações com PMO.

20 1.5 CUIDADOS COM OS MITOS 20 Não acredite que implantar um escritório de projetos é instalar um software, é muito mais do que isso; Não buscar apoio dos alto-executivos, por acreditar que o trabalho de implantar um PMO é meramente técnico; Implantar um PMO visando à criação de um ambiente de fiscalização e não de colaboração; Achar que PMO é moda no mercado e segui-la porque todo mundo está fazendo; Querer implantar a solução em todas as áreas de uma vez. Cuidado, o Bom é inimigo do Ótimo; Ter medo de cometer erros, Quem nunca cometeu um erro nunca tentou nada novo Albert Einstein

21 CAPÍTULO II 21 IMPLANTAÇÃO DE UM ESCRITÓRIO DE PROJETOS 2.1 A DECISÃO DE IMPLANTAR UM PMO O The Standish Group International Inc. (1999), em uma de suas pesquisas, indica que 46% dos projetos realizados por empresas de tecnologia de informação encontram-se Seminário Gestão de Projetos 2003 SUCESU- SP 5 atrasados nos seus cronogramas ou fora do orçamento planejado. E isto não ocorre somente em empresas de TI. Na maioria dos segmentos de negócios, empresas têm enfrentando constantes atrasos e estouros em orçamentos dos seus projetos. Com isso, a decisão de se implantar um PMO, vem de encontra com uma busca da solução para os problemas enfrentados pelas empresas em seus projetos deficitários. Além disso, a implantação de um PMO também tem outros objetivos. Litke (1995) apresenta as seguintes motivações para a implantação de um PMO: Grande número de atividades burocráticas realizadas pelos membros de grupos de projeto e conseqüente disponibilidade de pouco tempo dos mesmos para se dedicarem aos seus projetos; Processos de gerenciamento de projetos de uma empresa não padronizados; Baixa produtividade dos projetos de uma empresa; Documentação dos projetos da empresa espalhados por toda a organização.

22 22 Muitas empresas também decidem implantar um PMO pelas vantagens que este proporciona às organizações. Burghardt (2000) apresenta a seguinte relação de vantagens decorrentes da implantação de um PMO: Melhor controle dos projetos; Padronização dos parâmetros de medição e avaliação de projetos, em relação a tempo, atividades e custos; Obtenção de dados de projetos atualizados; Realização sistemática de planos de projetos; Aumento da segurança no planejamento de projetos; Aumento da comunicação entre os grupos de projetos. 2.2 AS FASES DA IMPLANTAÇÃO A implantação de um PMO também pode ser vista como um projeto. E, assim como um projeto, a implantação de um PMO é composta por fases que devem ser realizadas em seqüência com o intuito de atingir um resultado de alta qualidade, no tempo previsto e dentro do orçamento planejado. fases: Crawford (2002) divide o processo de implantação de um PMO em quatro Estabelecimento dos fundamentos; Start-up com iniciativas de curto prazo; Roll-out com soluções de longo prazo; Suporte e melhoria.

23 23 A fase de estabelecimento dos fundamentos do PMO, como fase inicial, consiste no próprio estabelecimento do PMO. Além disso nesta fase os projetos devem ser identificados e priorizados, os métodos de gerenciamento de projetos devem ser desenvolvidos e os times de projetos principais devem ser treinados. Na fase de start-up os demais times de projetos devem ser treinados pelo PMO, os métodos de gerenciamento de projetos devem ser estendidos aos demais projetos da organização, assim como devem ser aplicados controles de custos, procedimentos de integração, processos de revisão de fases e auditorias para todos os projetos da organização. Também nesta fase o PMO deve começar a controlar os recursos da organização disponíveis para os projetos. Ele deve procurar levantar as informações, planejar e gerenciar estes recursos. A fase de roll-out é caracterizada pela ampliação da atuação do PMO para as demais áreas da organização. Nesta fase o conceito e as metodologias de gerenciamento de projetos devem ser disseminados por toda a organização através do treinamento dos times de negócios. Além disso, o PMO deve procurar integrar o gerenciamento de custos e recursos em toda a organização. Um completo envolvimento das demais gerências da organização pode ser obtido com a divulgação de relatórios informando o andamento da implantação e os resultados obtidos. A última fase da implantação, a fase de suporte e melhoria, consiste na implantação de um programa contínuo de melhoria nos projetos da organização.

24 2.3 FATORES CRÍTICOS PARA UMA IMPLANTAÇÃO BEM SUCEDIDA 24 A implantação bem sucedida de um PMO por uma empresa possui diversos fatores críticos uma vez que é necessária uma mudança cultural muito grande na maneira como os projetos são gerenciados dentro da organização. O primeiro fator crítico é o patrocínio e apoio da alta direção da empresa. Sem ele a iniciativa de se implantar um PMO pode terminar antes mesmo de ter começado. Um segundo fator crítico é a realização de uma avaliação do tipo da organização e dos tipos de projetos que esta organização executa, isto se faz necessário para a escolha do tipo de PMO mais adequado à mesma, sua missão, seus objetivos e os benefícios esperados. Outro fator crítico é o alinhamento do PMO com a estratégia da organização com o objetivo de empreender somente as mudanças realmente necessárias à organização. Por fim, a integração da implantação do PMO com os sistemas de informação existentes na empresa e com seus processos também deve ser considerada um fator crítico de sucesso. Crawford (2002) apresenta dez fatores chaves para o sucesso do desenvolvimento de uma cultura de gerenciamento de projetos em uma organização através da implantação de um PMO: Manter a implantação o mais simples possível; Comunicar os objetivos e sucessos atingidos pelo PMO; Não se esquecer de compartilhar as expectativas e objetivos do processo; Focar os principais problemas da organização; Proporcionar auxílio aos gerentes de projeto da organização; Procurar entender os problemas da organização de vários pontos de vista; Realizar testes pilotos das metodologias desenvolvidas;

25 25 Estabelecer objetivos incrementais; Envolver as pessoas corretas na alta administração; Fazer um planejamento detalhado do processo de implantação do PMO. O mesmo autor também apresenta cinco maneiras de falhar neste processo: Esquecer os stakeholders chave do processo de implantação; Solicitar informações da organização (gerentes de projetos e gerentes de linha) antes de fornecer outras; Tentar mudar as pessoas, os processos e as ferramentas da organização de uma única vez; Adiar a implantação do PMO depois que a decisão foi tomada; Procurar reinventar a roda, ignorando as idéias, o conhecimento e as experiências das demais pessoas da organização. 2.4 TIPOS DE PMO É dividido em três categorias. A primeira poderia ser considerada a mais básica e corresponde àqueles PMO s que atuam mais como suporte administrativo do que qualquer outra coisa. Despesas contábeis, comprovantes de viagem, algumas vezes a programação, centros de custo ou mesmo realização de pesquisas de clientes. Em outras palavras, sua função básica é dar algum grau de suporte para os projetos da organização. Mas o fato que esta equipe, em meio ou período integral, está alocada para trabalhar com os gerentes de projeto, transformá-los no que poderíamos chamar de Escritório de Projeto: Nível 1. O sucesso dos projetos da organização depende fortemente das habilidades individuais do gerente de projeto. E muitos deles usam seus próprios métodos e ferramentas para controlar seus projetos.

26 26 A segunda categoria de PMO que poderia ser chamada de Escritório de Projeto: Nível 2. Podemos ainda ter a parte administrativa, mas acrescentamos mais conhecimento de gestão de projetos nele. Existem pessoas experientes, algumas vezes chamadas de gerentes de projeto seniores, os quais gerenciariam um departamento de PMO dando o máximo de suporte, consultoria e treinamento quanto fosse necessário com o objetivo de garantir que a organização tenha somente uma única gerenciamento de projetos. linguagem e cultura de Dependendo do investimento feito, é encontrado um alto nível de fluxo de trabalho automatizado, revisões de projeto e algumas funções de PMO tomadas de acordo com as necessidades estratégicas da organização. Nível 3. Seria o estágio mais otimizado da implementação de um Escritório de Projeto. Primeiramente porque neste nível ele está completamente inserido dentro da estratégia da empresa. Participa das reuniões de decisão de negócios e tem uma força de trabalho de projeto dividido por área: metodologia, revisões de projetos, padronização de processos, etc. Há ferramentas e sistemas suficientes para se trabalhar e há também um plano formal de desenvolvimento de carreira para cada gerente de projeto. As lições aprendidas estão sendo armazenadas e reutilizadas pelos gerentes de projeto os quais usam o PMO como um centro de suporte para seus problemas com projetos. Normalmente, o que é esperado é uma evolução natural do nível 1 ao nível 3, mas dependendo do tamanho da empresa, nível de maturidade e do volume de projetos sendo desenvolvido, este 3 níveis podem ser encontrados de forma isolada ou conjunta. Não é difícil encontrar empresas onde o PMO apresenta funções diferentes dentro da mesma organização dependendo do país e/ou do

27 27 ambiente de gerenciamento de projetos onde é desenvolvido o negócio. A Fig.(3) mostra as diferentes configurações de um Escritório de Projetos, tendo em mente que não há um modelo único que sirva para todas as soluções. Figura 2.2. Diferentes formatos de PMO.

28 CAPÍTULO III 28 BENFÍCIOS DA IMPLANTAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE PROJETOS (PMO) 3.1 BENFÍCIOS PARA A EMPRESA Segundo Kendall (2003) e Rollins (2003), se destacam entre os benefícios dos escritórios de projetos nas organizações: 1. Possibilitar a condução dos projetos de forma alinhada com os interesses da alta direção. A estrutura do escritório de projetos possibilita a centralização das informações e condução dos projetos, facilitando o alinhamento dos objetivos dos projetos com os objetivos da organização, assim como a disseminação das informações desses projetos com a alta direção. 2. Construir conhecimento e habilidades para melhorar a capacidade e qualidade das entregas. A implantação do escritório de projetos possibilita uma maior efetividade no planejamento e execução dos projetos, através da manutenção e controle de bases de informação contendo os dados dos projetos executados, auxiliando na estimativa e decisões de novos projetos, assim como na disseminação dessas informações nos diversos projetos da organização. 3. Coletar, analisar e disseminar informações sobre o desempenho dos projetos. Coleta e análise de informações dos projetos da organização com o intuito de identificar deficiências e melhores práticas, buscando a solução das deficiências a disseminação das melhores práticas. 4. Detectar e aprimorar processos de gerenciamento de projetos ineficientes nos projetos da organização. Tendo contato com os diversos

29 29 projetos executados pela organização o escritório de projetos tem como detectar ineficiências nos processos e metodologia de gerenciamento de projetos da organização e buscar o aprimoramento destes. 5. Valorizar o treinamento e desenvolvimento de habilidades em gerenciamento de projetos. Mapear e analisar as habilidades e conhecimentos em gerenciamento de projetos presentes na organização e assim detectar possíveis carências, buscando assim criar programas de capacitação e disseminação de conhecimentos e habilidades em gerenciamento de projetos. 6. Implantação de serviços de apoio para gerenciamento de projetos. Criação de serviço de suporte aos usuários dos serviços do escritório de projetos na busca da melhor utilização desses serviços. Resumidamente, para a empresa em si, podemos dizer que temos como benefícios: Visão total e integrada dos projetos Padrões definidos Redução do nível de incerteza e riscos Diminuição de imprevisibilidades Alinhamento da solução com as necessidades do negócio Difusão da informação interna

Escritório de Projetos: Uma Visão Geral

Escritório de Projetos: Uma Visão Geral Escritório de Projetos: Uma Visão Geral Prof. Osvaldo QUELHAS, D.Sc. Mestrado em Sistemas de Gestão /Laboratório de Tecnologia, Gestão de Negócios e Meio Ambiente/UFF R. Passo da Pátria, 156/329-A, Caixa

Leia mais

Trilhas Técnicas SBSI - 2014

Trilhas Técnicas SBSI - 2014 brunoronha@gmail.com, germanofenner@gmail.com, albertosampaio@ufc.br Brito (2012), os escritórios de gerenciamento de projetos são importantes para o fomento de mudanças, bem como para a melhoria da eficiência

Leia mais

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Carlos Alberto Rovedder, Gustavo Zanini Kantorski Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Campus

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

Escritório de Projetos

Escritório de Projetos 1 Escritório de Projetos Módulo 3 Gestão de Projetos Aluno: Humberto Rocha de Almeida Neto hran@cin.ufpe.br Professores: Hermano Perrelli e Alexandre Vasconcelos 19 de outubro de 2009 Agenda Índice do

Leia mais

Gerenciando Projetos na Era de Grandes Mudanças Uma breve abordagem do panorama atual

Gerenciando Projetos na Era de Grandes Mudanças Uma breve abordagem do panorama atual Gerenciando Projetos na Era de Grandes Mudanças Uma breve abordagem do panorama atual Autor : Eduardo Newton Oliveira Vieira, PMP Você já parou para pensar no número de mudanças (culturais, tecnológicas,

Leia mais

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1.

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 1.1 2 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 3 1 Leitura

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DE UM PROJETO

CARACTERÍSTICAS DE UM PROJETO CARACTERÍSTICAS DE UM PROJETO Temporário: significa que cada projeto tem um início e um fim muito bem definidos. Um projeto é fundamentalmente diferente: porque ele termina quando seus objetivos propostos

Leia mais

Projetos (PMO) : Oportunidades de Sinergia

Projetos (PMO) : Oportunidades de Sinergia Escritórios de Processos (BPM Office) e de Projetos (PMO) : Oportunidades de Sinergia Introdução...2 Uniformizando o entendimento dos conceitos... 4 Entendendo as principais similaridades... 5 Entendendo

Leia mais

Aula 7 Elaboração do Plano de Gerenciamento da Qualidade

Aula 7 Elaboração do Plano de Gerenciamento da Qualidade Aula 7 Elaboração do Plano de Gerenciamento da Qualidade Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam definir termos e conceitos da qualidade. Para tal, pretende-se discutir a relação que se estabelece

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Em conformidade com a metodologia PMI 1 Apresentações Paulo César Mei, MBA, PMP Especialista em planejamento, gestão e controle de projetos e portfólios, sempre aplicando as melhores

Leia mais

Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos

Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos Combining the ISO 10006 and PMBOK to ensure successful projects 1 Por Michael Stanleigh Tradução e adaptação para fins didáticos

Leia mais

Project Management Office: Uma visão Geral

Project Management Office: Uma visão Geral Project Management Office: Uma visão Geral Prof. André Barcaui, MSc, PMP 1 Agenda 1. Entender o conceito ligado ao Project Management Office; 2. Conhecer os diversos tipos de existentes; 3. Definir as

Leia mais

A estrutura do gerenciamento de projetos

A estrutura do gerenciamento de projetos A estrutura do gerenciamento de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS ISSN 1984-9354 GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS Emerson Augusto Priamo Moraes (UFF) Resumo Os projetos fazem parte do cotidiano de diversas organizações, públicas e privadas, dos mais diversos

Leia mais

2. Gerenciamento de projetos

2. Gerenciamento de projetos 2. Gerenciamento de projetos Este capítulo contém conceitos e definições gerais sobre gerenciamento de projetos, assim como as principais características e funções relevantes reconhecidas como úteis em

Leia mais

CURSOS GERENCIAIS 20/12/2010 Antonio Roberto Grazzia, MBA, PMP

CURSOS GERENCIAIS 20/12/2010 Antonio Roberto Grazzia, MBA, PMP CURSOS GERENCIAIS 20/12/2010 Antonio Roberto Grazzia, MBA, PMP Em um ambiente de negócios competitivo, a condução de projetos de forma eficiente e sem desperdícios é um grande diferencial para o sucesso.

Leia mais

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos As organizações em torno do mundo estão implantando processos e disciplinas formais

Leia mais

PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos

PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos por Mario Trentim em http://blog.mundopm.com.br/2013/01/21/pmo-de-sucesso-precisa-terfoco/ Caro amigo leitor, que tal

Leia mais

O Gerenciamento de Projetos na abordagem do

O Gerenciamento de Projetos na abordagem do Seminário de Desenvolvimento de Gestores de Programas e Projetos Fórum QPC O Gerenciamento de Projetos na abordagem do PMI - Project Management Institute Marco Antônio Kappel Ribeiro Presidente do PMI-RS

Leia mais

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam tratar da identificação bem como do estabelecimento de uma estrutura organizacional apropriada ao

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. "Quando o mar está calmo, qualquer barco navega bem." O que é um projeto? Prof. Me. Francisco César Vendrame. W.

GESTÃO DE PROJETOS. Quando o mar está calmo, qualquer barco navega bem. O que é um projeto? Prof. Me. Francisco César Vendrame. W. GESTÃO DE PROJETOS Prof. Me. Francisco César Vendrame "Quando o mar está calmo, qualquer barco navega bem." W. Shakespeare O que é um projeto? Projeto é um empreendimento não repetitivo (único), caracterizado

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

Conteúdo. Apresentação do PMBOK. Projeto 29/07/2015. Padrões de Gerenciamento de Projetos. Fase 01 1.PMBOK e PMI. 2. Conceitos 3.

Conteúdo. Apresentação do PMBOK. Projeto 29/07/2015. Padrões de Gerenciamento de Projetos. Fase 01 1.PMBOK e PMI. 2. Conceitos 3. 02m Conteúdo Apresentação do PMBOK Brasília, 25 de Junho de 2015 Fase 01 1.PMBOK e PMI 2. Conceitos 3.Processos Fase 02 4. Áreas de Conhecimento 10m Gerenciamento de Projetos Projeto A manifestação da

Leia mais

PMI - PMBoK PMI PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. PMBoK PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE

PMI - PMBoK PMI PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. PMBoK PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE PMI - PMBoK PMI PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE PMBoK PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE 1 PMI- Project Management Institute Fundado nos Estudos Unidos em 1969; Instituto sem fins lucrativos, dedicado ao

Leia mais

MBA ARQUITETURA DE INTERIORES

MBA ARQUITETURA DE INTERIORES MBA ARQUITETURA DE INTERIORES Coordenador: Carlos Russo Professor: Fábio Cavicchioli Netto, PMP 1 APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR CONHECENDO OS PARTICIPANTES EXPECTATIVAS DO GRUPO 2 SUMÁRIO PMI / PMBoK / Certificados

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos e Captação de Recursos. Secretaria das Cidades. Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metodologia de Gerenciamento de Projetos e Captação de Recursos. Secretaria das Cidades. Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos Metodologia de Gerenciamento de Projetos e Captação de Recursos Secretaria das Cidades Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos Evolução da Administração no Setor Público Melhores práticas de gestão

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS Ana Carolina Freitas Teixeira¹ RESUMO O gerenciamento de projetos continua crescendo e cada

Leia mais

Implementação de PMO - Caso HP

Implementação de PMO - Caso HP Implementação de PMO - Caso HP Implementação de Metodologia - Caso HP 1. Introdução 2. Project Management Office Origens e Estratégias 3. Curva de Maturidade de Gerenciamento de Projetos na HP Consulting

Leia mais

Aula Nº 10 Planejamento da Comunicação

Aula Nº 10 Planejamento da Comunicação Aula Nº 10 Planejamento da Comunicação Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam analisar as necessidades de informação para se manter os stakeholders internos e externos bem como a equipe de projetos

Leia mais

Carlos Henrique Santos da Silva

Carlos Henrique Santos da Silva GOVERNANÇA DE TI Carlos Henrique Santos da Silva Mestre em Informática em Sistemas de Informação UFRJ/IM Certificado em Project Management Professional (PMP) PMI Certificado em IT Services Management ITIL

Leia mais

Aula 3 Fase de Iniciação de projetos

Aula 3 Fase de Iniciação de projetos Aula 3 Fase de Iniciação de projetos Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula são, basicamente, apresentar as atividades que constituem a fase inicial dos projetos. Alem disso, vamos discorrer sobre

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO DE PROGRAMAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: UMA PERSPECTIVA PARA A IMPLANTAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO DE PROGRAMAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: UMA PERSPECTIVA PARA A IMPLANTAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO DE PROGRAMAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: UMA PERSPECTIVA PARA A IMPLANTAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE PROJETOS Luis Fernando Vitorino 1, Moacir José dos Santos 2, Monica Franchi Carniello

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidadade MMGP Darci Prado QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE MATURIDADE

Questionário de Avaliação de Maturidadade MMGP Darci Prado QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE MATURIDADE MMGP Darci Prado QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE MATURIDADE Extraído do Livro "Gerenciamento de Programas e Projetos nas Organizações" 4ª Edição (a ser lançada) Autor: Darci Prado Editora INDG-Tecs - 1999-2006

Leia mais

Estabelecendo um Escritório de Projetos

Estabelecendo um Escritório de Projetos Estabelecendo um Escritório de Projetos Ricardo Viana Vargas, MSc, IPMA-B, PMP ricardo.vargas@macrosolutions.com.br Ricardo Viana Vargas, MSc, IPMA-B, PMP Ricardo Vargas é especialista em gerenciamento

Leia mais

Cartilha. Gestão de Projetos. Superintendência de Planejamento e Gestão SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás

Cartilha. Gestão de Projetos. Superintendência de Planejamento e Gestão SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás Cartilha Gestão de Projetos SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás Esta cartilha tem como objetivo transmitir os conceitos básicos relacionados ao Gerenciamento de Projetos e compartilhar da metodologia

Leia mais

Aula Nº 06 Determinação do Orçamento

Aula Nº 06 Determinação do Orçamento Aula Nº 06 Determinação do Orçamento Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula são, basicamente, apresentar os processos aplicados que possibilitem identificar os recursos necessários para se conduzir

Leia mais

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK http://www.sei.cmu.edu/ Prefácio do CMM Após várias décadas de promessas não cumpridas sobre ganhos de produtividade e qualidade na aplicação de novas metodologias

Leia mais

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS PMO PROJETOS PROCESSOS MELHORIA CONTÍNUA PMI SCRUM COBIT ITIL LEAN SIX SIGMA BSC ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS DESAFIOS CULTURAIS PARA IMPLANTAÇÃO DANIEL AQUERE DE OLIVEIRA, PMP, MBA daniel.aquere@pmpartner.com.br

Leia mais

Principais Desafios na Implementação de Escritórios de Programas e Projetos (PMO)

Principais Desafios na Implementação de Escritórios de Programas e Projetos (PMO) Principais Desafios na Implementação de Escritórios de Programas e Projetos (PMO) 3º. Seminário de Gerenciamento de Projetos PMI-GO José Carlos Gomes Torquato, PMP genda Conceitos de PMO Tipos e Funções

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP Versão 2.0.0 Janeiro 2014 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 3ª Edição (a publicar)

Leia mais

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE A ESTRUTURA DA GESTÃO DE PROJETOS Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br SUMÁRIO Importância do Gerenciamento de Projetos. Benefícios do Gerenciamento de Projetos Gerenciamento

Leia mais

08/09/2011 GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO PMBOK GESTÃO DE PROJETOS

08/09/2011 GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO PMBOK GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS Prof. Me. Luís Felipe Schilling "Escolha batalhas suficientemente grandes para importar, suficientemente pequenas para VENCER." Jonathan Kozol GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO PMBOK 1 GERÊNCIA

Leia mais

Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP) II: Importância para o Setor de Telecom

Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP) II: Importância para o Setor de Telecom Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP) II: Importância para o Setor de Telecom Este tutorial apresenta a parte II da contribuição ao processo de implantação de Escritórios de Gerenciamento de Projetos

Leia mais

Artigo Engenharia de Software 23 - Gestão de Projetos segundo o PMBOK Artigo da Revista Engenharia de Software edição 23.

Artigo Engenharia de Software 23 - Gestão de Projetos segundo o PMBOK Artigo da Revista Engenharia de Software edição 23. 1 de 9 03/04/2012 21:49 www.devmedia.com.br [versão para impressão] Artigo Engenharia de Software 23 - Gestão de Projetos segundo o PMBOK Artigo da Revista Engenharia de Software edição 23. Esse artigo

Leia mais

Como concluir um projeto com sucesso?

Como concluir um projeto com sucesso? Como concluir um projeto com sucesso? Luiz Eduardo Cunha, Eng. Professor da FAAP e do IMT 1 Luiz Eduardo Cunha Graduado em Engenharia de Produção EPUSP Pós-Graduado em Gestão do Conhecimento e Inteligência

Leia mais

Salvador César Costa salvadorc03@yahoo.com.br. PALESTRA Duração prevista: 01:30 h

Salvador César Costa salvadorc03@yahoo.com.br. PALESTRA Duração prevista: 01:30 h Salvador César Costa salvadorc03@yahoo.com.br PALESTRA Duração prevista: 01:30 h Breve Currículo do Palestrante Filme Ilustrativo O Veleiro Objetivos do Tema : Projeto e Gestão Teoria x Prática de Gestão

Leia mais

Simulações em Aplicativos

Simulações em Aplicativos Simulações em Aplicativos Uso Avançado de Aplicativos Prof. Marco Pozam mpozam@gmail.com A U L A 0 4 Programação da Disciplina 20/Agosto: Conceito de Project Office. 27/Agosto: Tipos de Project Office.

Leia mais

Gestão de Valor e VMO. Cyrus Associados Apoio em Projetos

Gestão de Valor e VMO. Cyrus Associados Apoio em Projetos Gestão de Valor e VMO Cyrus Associados Como definimos sucesso de uma iniciativa temporária (projetos ou programas)? Agenda Cyrus Associados 1. VALOR como elo entre estratégia, portfolio de programas e

Leia mais

Proposta de Papéis e Atribuições para o Escritório de Projetos

Proposta de Papéis e Atribuições para o Escritório de Projetos Proposta de Papéis e Atribuições para o Escritório de Projetos SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA DEPARTAMENTO NACIONAL CONTRATO Nº 9225/2007 Outubro 2007 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...3 1 CONTEXTUALIZAÇÃO DE ESCRITÓRIO

Leia mais

FDG O ESCRITÓRIO DE PROJETOS

FDG O ESCRITÓRIO DE PROJETOS FDG O ESCRITÓRIO DE PROJETOS Darci Prado Extraído do livro: Prado, D. Gerenciamento de Projetos nas Organizações, Belo Horizonte, EDG, 2000, 205p O Escritório de Projetos O Escritório de Projetos ou Escritório

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE MATURIDADE

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE MATURIDADE MMGP Darci Prado QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE MATURIDADE Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" - 1ª Edição Versão do Modelo 1..0-01/Fev/008 - Editora INDG-Tecs - 008 WWW.MATURITYRESEARCH.COM

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 RESUMO Diversos profissionais relatam dificuldades em coordenar adequadamente projetos sob sua responsabilidade. Muitos fatores que influenciam

Leia mais

FORMAÇÃO DA CULTURA EM GESTÃO POR PROJETOS: O CASO DE UMA ORGANIZAÇÃO PRIVADA DE FINALIDADE PÚBLICA

FORMAÇÃO DA CULTURA EM GESTÃO POR PROJETOS: O CASO DE UMA ORGANIZAÇÃO PRIVADA DE FINALIDADE PÚBLICA FORMAÇÃO DA CULTURA EM GESTÃO POR PROJETOS: O CASO DE UMA ORGANIZAÇÃO PRIVADA DE FINALIDADE PÚBLICA Jorge Luciano Gil Kolotelo (UTFPR) kolotelo@uol.com.br Pedro Carlos Carmona Gallego (FESP) carmona@fesppr.br

Leia mais

PMI Project Management Institute

PMI Project Management Institute PMP - Project Management Professional desde 1998 Presidente do Project Management Institute RS 00/04 Coordenador Latino-Americano do PMI-ISSIG por Projetos na Abordagem PMI Vice-Presidente da SUCESU-RS

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS Atualizado em 31/12/2015 GESTÃO DE PROJETOS PROJETO Para o PMBOK, projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 16º Seminário Nacional de Gestão de Projetos APRESENTAÇÃO

Pesquisa realizada com os participantes do 16º Seminário Nacional de Gestão de Projetos APRESENTAÇÃO Pesquisa realizada com os participantes do de APRESENTAÇÃO O perfil do profissional de projetos Pesquisa realizada durante o 16 Seminário Nacional de, ocorrido em Belo Horizonte em Junho de, apresenta

Leia mais

Tutorial de Gerenciamento de Projetos. Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011

Tutorial de Gerenciamento de Projetos. Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011 Tutorial de Gerenciamento de Projetos Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011 Apresentação Erika Yamagishi Engenheira de Computação pela UNICAMP Consultora associada

Leia mais

INFRAESTRUTURA PARA INOVAÇÃO BPM e SOA

INFRAESTRUTURA PARA INOVAÇÃO BPM e SOA INFRAESTRUTURA PARA INOVAÇÃO BPM e SOA Palestrante: Eduardo José Ribeiro de Castro, MSc. eduardo@quaddract.com.br 25/08/2009 1 Objetivo Geral APL Brasília Capital Digital Desenvolver entre as empresas

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa MBA em Gerenciamento de Projetos Trabalho de Conclusão de Curso

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa MBA em Gerenciamento de Projetos Trabalho de Conclusão de Curso Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa MBA em Gerenciamento de Projetos Trabalho de Conclusão de Curso ESCRITÓRIO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS: UM ESTUDO SOBRE A IMPORTÂNCIA E A ADEQUAÇÃO DE SUAS FUNÇÕES

Leia mais

IV Seminário Internacional. Maturidade em Gerenciamento de Projetos. Como Medir o Nível de Maturidade em GP de uma Empresa

IV Seminário Internacional. Maturidade em Gerenciamento de Projetos. Como Medir o Nível de Maturidade em GP de uma Empresa IV Seminário Internacional Maturidade em Gerenciamento de Projetos Como Medir o Nível de Maturidade em GP de uma Empresa Palestrante: Leon Herszon F.,MSc, PMP Leon Herszon F., MSc, PMP Diretor Executivo

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE PORTFOLIO DE SERVIÇOS

APRESENTAÇÃO DE PORTFOLIO DE SERVIÇOS APRESENTAÇÃO DE PORTFOLIO DE SERVIÇOS Versão 1 2010 A SIX SIGMA BRASIL apresenta a seguir seu portfolio de capacitação e consultoria de serviços de gerenciamento de projetos, processos (lean e seis sigma)

Leia mais

Escritório de Gerenciamento de Projetos ( Project Management Office PMO)

Escritório de Gerenciamento de Projetos ( Project Management Office PMO) MBA em Gestão de Projetos Escritório de Gerenciamento de Projetos ( Project Management Office PMO) Flávio Feitosa Costa, MSc. PMP (flaviopmp@gmail.com) MBA em Gerência de Projetos Escritório de Gerenciamento

Leia mais

Implantação de Escritórios de Projetos para Aumento da Maturidade em Gestão nas Empresas de Distribuição da Eletrobras. Leonardo Lustosa, M.Sc.

Implantação de Escritórios de Projetos para Aumento da Maturidade em Gestão nas Empresas de Distribuição da Eletrobras. Leonardo Lustosa, M.Sc. Implantação de Escritórios de Projetos para Aumento da Maturidade em Gestão nas Empresas de Distribuição da Eletrobras Leonardo Lustosa, M.Sc., PMP Escritórios de Gestão de Projetos EGP Central Diretoria

Leia mais

EAD 615 Gerenciamento de Projetos. Estruturas Organizacionais para Gerenciamento de Projetos e o Papel do PMO

EAD 615 Gerenciamento de Projetos. Estruturas Organizacionais para Gerenciamento de Projetos e o Papel do PMO EAD 615 Gerenciamento de Projetos Estruturas Organizacionais para Gerenciamento de Projetos e o Papel do PMO Professores: Prof. Dr. Antonio C. Amaru Maximiano Prof. Dr. Roberto Sbragia Colaboradores: Benedito

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 Planejar e Organizar Gerenciar Projetos Pedro Rocha http://rochapedro.wordpress.com RESUMO Este documento trás a tradução do objetivo de controle PO10 (Gerenciamento

Leia mais

A Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Projetos (OPM3 ) de Informática em Saúde

A Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Projetos (OPM3 ) de Informática em Saúde A Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Projetos (OPM3 ) de Informática em Saúde Luis Augusto dos Santos 1, Heimar de Fátima Marin 2 1 Engenheiro Eletricista, membro do NIEn e pós-graduando pela

Leia mais

Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos), com o Guia PMBOK 4ª Edição - PMI

Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos), com o Guia PMBOK 4ª Edição - PMI Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos), com o Guia PMBOK 4ª Edição - PMI 2010 TenStep Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos)

Leia mais

Gerenciamento de projetos prof. Mário Garcia

Gerenciamento de projetos prof. Mário Garcia Gerenciamento de projetos prof. Mário Garcia MBA em Gestão de Energia PROPPEX Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Centro Universitário Fundação Santo André Gerenciamento de projetos prof.

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

FONTE: Revista PM Network, mês Novembro/2005, página 65

FONTE: Revista PM Network, mês Novembro/2005, página 65 Baseado no artigo The Executive Sponsor the hinge upon which organizational project management maturity turns? apresentado por Terence Cooke-Davies, Ph.D., no Congresso realizado pelo PMI em Edinburgh

Leia mais

Projetos: Terminologia e Aplicações

Projetos: Terminologia e Aplicações Capítulo 1 Projetos: Terminologia e Aplicações A profissionalização da área de Gerenciamento de Projetos é cada vez maior, não somente no Brasil, mas de modo universal. Tal fato é evidenciado observando-se

Leia mais

Gerenciamento de Projetos de TI. Alércio Bressano, MBA

Gerenciamento de Projetos de TI. Alércio Bressano, MBA Gerenciamento de Projetos de TI Alércio Bressano, MBA Os projetos possuem em seu código genético o fracasso! Eles nasceram para dar errado! Nós é que temos a responsabilidade de conduzí-los ao sucesso!

Leia mais

A Utilização do Escritório de Projetos para a Gestão de Projetos Tecnológicos em Instituições de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D)

A Utilização do Escritório de Projetos para a Gestão de Projetos Tecnológicos em Instituições de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) A Utilização do Escritório de Projetos para a Gestão de Projetos Tecnológicos em Instituições de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) Sato, Carlos Eduardo Yamasaki Pesquisador LACTEC Instituto de Tecnologia

Leia mais

8/3/2009. Empreendimento temporário que tem por finalidade criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.

8/3/2009. Empreendimento temporário que tem por finalidade criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. FAE S.J. dos Pinhais Projeto e Desenvolvimento de Software Conceitos Básicos Prof. Anderson D. Moura O que é um projeto? Conjunto de atividades que: 1. Objetivo específico que pode ser concluído 2. Tem

Leia mais

Portifólio de Serviços

Portifólio de Serviços Portifólio de Serviços A PM11K conta com uma abrangência de mercado muito grande graças ao seu modelo inovador. Aqui você contrata um consultor e, junto dele, mais centenas de outros consultores em rede,

Leia mais

CASE - Implantação de Gestão de Projetos com Software Colaborativo

CASE - Implantação de Gestão de Projetos com Software Colaborativo CASE - Implantação de Gestão de Projetos com Software Colaborativo Alcides Pietro, PMP 1 Objetivos da Palestra Divulgar o caso Principais Passos Principais Decisões Principais Resultados Servir de exemplo

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc. PMP, PMI-RMP, CSM, ITIL & CobiT Certified. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc

Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc. PMP, PMI-RMP, CSM, ITIL & CobiT Certified. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Gerenciamento de Projetos Tecnológicos Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, CSM, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Mestre em Informática em Sistemas de Informação

Leia mais

Divulgação Portal - METROCAMP. Você não quer exercer a profissão mais importante do futuro (Bill Gates)?

Divulgação Portal - METROCAMP. Você não quer exercer a profissão mais importante do futuro (Bill Gates)? Divulgação Portal - METROCAMP Você não quer exercer a profissão mais importante do futuro (Bill Gates)? Torne se um Trabalhador de Conhecimento (Kowledge Worker) de Werner Kugelmeier WWW.wkprisma.com.br

Leia mais

Escritório de Projetos

Escritório de Projetos Escritório de Projetos Agenda Conceito de Escritório de Projetos Por que implementar um Escritório de Projetos? Implementando um Escritório de Projetos Funções do Escritório de Projetos Modelo de Maturizade

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE As vantagens da utilização de um Escritório de Projetos (PMO) no Gerenciamento de Projetos Por: DIOGO VIVEIROS ALCOFORADO

Leia mais

GOVERNANÇA DE TI PMBoK (Project Management Body of Knowledge)

GOVERNANÇA DE TI PMBoK (Project Management Body of Knowledge) GOVERNANÇA DE TI PMBoK (Project Management Body of Knowledge) Governança de TI AULA 08 2011-1sem Governança de TI 1 Introdução ao Gerenciamento de Projetos HISTÓRIA PMI Project Management Institute: Associação

Leia mais

Quais são as Balas de Prata no Gerenciamento de Projetos? (Autores: Carlos Magno da Silva Xavier e Alberto Sulaiman Sade Júnior) Resumo

Quais são as Balas de Prata no Gerenciamento de Projetos? (Autores: Carlos Magno da Silva Xavier e Alberto Sulaiman Sade Júnior) Resumo Quais são as Balas de Prata no Gerenciamento de Projetos? (Autores: Carlos Magno da Silva Xavier e Alberto Sulaiman Sade Júnior) Resumo A metáfora bala de prata se aplica a qualquer ação que terá uma extrema

Leia mais

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis Vamos nos conhecer e definir as diretrizes de nosso curso??? www.eadistancia.com.br

Leia mais

PMBOK 4ª Edição I. Introdução

PMBOK 4ª Edição I. Introdução PMBOK 4ª Edição I Introdução 1 PMBOK 4ª Edição Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos Seção I A estrutura do gerenciamento de projetos 2 O que é o PMBOK? ( Project Management Body of Knowledge

Leia mais

Ambientação nos conceitos

Ambientação nos conceitos Ambientação em Gestão de Projetos Maria Lúcia Almeida Ambientação nos conceitos Gestão de áreas funcionais e gestão de projetos Qualquer um pode ser gerente de projetos? Qual a contribuição da gestão de

Leia mais

Gerenciamento da Integração com metodologia PMBOK 30 h/a

Gerenciamento da Integração com metodologia PMBOK 30 h/a da Integração com 30 h/a Facundo Barbosa, MBA, PMP, ITIL, CSP 85 9444.9544 e 85 4005.5644 facunndo@mdb.com.br Slide 1 Metodologia Explanação Discussões em grupo Exercícios práticos Apresentação e estudo

Leia mais

Módulo: Empreendedorismo Gestão de Projetos. Agenda da Teleaula. Vídeo. Logística 28/8/2012

Módulo: Empreendedorismo Gestão de Projetos. Agenda da Teleaula. Vídeo. Logística 28/8/2012 Logística Profª. Paula Emiko Kuwamoto Módulo: Empreendedorismo Gestão de Projetos Agenda da Teleaula Reforçar a importância dos projetos no cenário atual. Apresentar os principais conceitos envolvendo

Leia mais

Governança Corporativa e o Escritório de Projetos

Governança Corporativa e o Escritório de Projetos Governança Corporativa e o Escritório de Projetos OBJETIVOS Conhecer a Governança Corporativa Entender os tipos de estruturas organizacionais Compreender o modelo de Escritório de Projetos O que é Governança

Leia mais

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO 05.11.2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO DE PORTFÓLIO CENÁRIO NEGATIVO DOS PORTFÓLIOS NAS ORGANIZAÇÕES GOVERNANÇA

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS O que é um Projeto? Regra Início e fim definidos Destinado a atingir um produto ou serviço único Escopo definido Características Sequência clara e lógica de eventos Elaboração

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS O que é PROJETO Um empreendimento com começo e fim definidos, dirigido por pessoas, para cumprir objetivos estabelecidos dentro de parâmetros de custo, tempo e especificações.

Leia mais

Gerência de projetos: arte ou disciplina? By André Barcaui, MsC, PMP is a consultant and management coach, Brazil. bbbrothers@bbbrothers.com.

Gerência de projetos: arte ou disciplina? By André Barcaui, MsC, PMP is a consultant and management coach, Brazil. bbbrothers@bbbrothers.com. Gerência de projetos: arte ou disciplina? By André Barcaui, MsC, PMP is a consultant and management coach, Brazil bbbrothers@bbbrothers.com.br O equilíbrio necessário para se tornar um excelente gerente

Leia mais