DESAFIOS DA GESTÃO DO CUSTO E VALOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESAFIOS DA GESTÃO DO CUSTO E VALOR"

Transcrição

1 precisão ANO 6 Nº 01 NOVEMBRO/2012 TECPAR É UMA DAS VENCEDORAS DO PRÊMIO PARANAENSE DA QUALIDADE EM GESTÃO PÁG. 3 DESAFIOS DA GESTÃO DO CUSTO E VALOR Seminário apresentou cases de sucesso na busca por soluções inteligentes a empresas e produtos NESTA EDIÇÃO SOLUÇÃO INOVADORA PARA FUMAÇA EM CHURRASCARIA DESPERTA INTERESSE EM OUTRAS EMPRESAS PÁG. 5 COMISSÃO ESPECIAL CONCLUI ANÁLISE SOBRE LEI ESTADUAL DA INOVAÇÃO PÁG. 3 SOTAQUE FRANCÊS: MARC GIGET FALA A ESPECIALISTAS PARANAENSES SOBRE CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO PÁG. 4 Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros. Benjamin Franklin

2 PALAVRA DO PRESIDENTE NOTAS PÁGINA 2 NOVEMBRO 2012 Voltamos Depois de dois anos off-line do contato institucional com nossos associados e colaboradores, o jornal Precisão reabre, nesta edição mais que especial, o canal de comunicação com você, nosso leitor. Este será um espaço democrático, para falar não só da Metrologia em si, mas consolidar a importância do trabalho de calibração de ensaios no meio industrial e mostrar como as empresas que investem em capacitação e inovação tecnológica podem potencializar seus resultados. Evidenciamos aqui, também, a frutuosa parceira com o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), com o qual temos a honra de dividir as páginas deste informativo, para levar às suas mãos tudo o que precisa saber para ver seu projeto deslanchar com qualidade e precisão. Traremos, neste exemplar, os detalhes sobre a conquista do Tecpar na categoria Troféu Bronze do Prêmio Paranaense da Qualidade em Gestão (PPrQG Ciclo 2012) - única empresa pública a chegar ao final da disputa -, o fim dos trabalhos da comissão especial da Lei Estadual da Inovação, que se dedicou arduamente por meses e agora encaminha a proposta da minuta ao governador Beto Richa, e os cases de sucesso apresentados durante o seminário Desafios da Gestão de Custo e do Valor na Busca da Competitividade Global, realizado no último dia 9, na Faculdade de Ensino Superior do Paraná (FESP). Acompanhe, ainda, nossa programação de eventos para o final de ano. Boa leitura! Celso Romero Kloss Diretor Superintendente da Rede Paranaense de Metrologia e Ensaio EXPEDIENTE Precisão tem a Coordenação da Assessoria de Comunicação Empresarial da ParanáMetrologia e apoio do Recursos Humanos. Jornalista responsável: Pedro Ribeiro (MTB 0017-PR). Redação e produção: Lucian Haro. Realização: Hora Extra Comunicação e Marketing. Fotos: Arquivos ParanáMetrologia. Projeto Gráfico e Diagramação: Celso Arimatéia. Impressão: Gigapress Indústria Gráfica e Editora Ltda. Tiragem: exemplares distribuídos aos colaboradores da Paraná Metrologia. 1º Workshop Smart Energy Paraná: oportunidades e desafios tecnológicos Objetivo: discutir o estado da arte em relação ao tema smart grid e suas tendências tecnológicas, e as oportunidades de participação no esforço do Estado do Paraná no sentido de implementar esta tecnologia. Data: 4 de dezembro (terça-feira) Local: CIETEP - Auditório Caio Amaral Gruber (Avenida Comendador Franco, Jardim Botânico Curitiba) Horário: 8h às 18h Público alvo: gestores e profissionais de nível superior atuantes no setor elétrico (desde a geração até a distribuição), professores e estudantes com interesse em conhecer e compreender as mudanças e tendências tecnológicas atreladas ao novo cenário de geração e distribuição de energia e suas interfaces com outras utilidades. Seminário Executivo de Sustentabilidade Empresarial Objetivo: proporcionar o debate da sustentabilidade como ferramenta empresarial e suas perspectivas, abordando exemplos reais de boas práticas empresariais, a visão dos atores do mercado, as fontes de fomento e a legislação vigente, criando assim, o ambiente propício para o relacionamento e a troca de experiências, facilitando o relacionamento profissional. Data: 6 de dezembro Local: Faculdade de Ensino Superior FESP (Rua Dr. Faivre, 141 Centro de Curitiba) Horário: 8h às 18h Público alvo: gestores e profissionais de nível superior, de diversas áreas (engenharia, produção, processos, marketing/vendas, etc) professores e estudantes que possuam interesse em conhecer e compreender o que á a gestão da sustentabilidade empresarial, o seu papel no ambiente empresarial e as bases para estruturação de seus processos de gestão. Energia solar Um convênio de cooperação técnica firmado, recentemente, em Foz do Iguaçu, inclui o Tecpar num grupo de estudos formado para avaliar a viabilidade de Brasil e Paraguai desenvolverem indústria de energia solar. O instituto integra o grupo de trabalho como o braço operacional da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Na solenidade de assinatura do convênio, que contou com representantes da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) das Fundações Parque Tecnológico Itaipu (Brasil e Paraguai), do Fundo Paraná de Desenvolvimento e do Senai-PR, estiveram presentes o secretário Alípio Leal e o presidente do Tecpar, Júlio Felix. 10 anos do SBRT O Tecpar participou, no início do mês de novembro, das comemorações alusivas ao 10º aniversário do Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas (SBRT). Acompanhado de técnicos responsáveis pela área, o diretor-presidente do Instituto, Júlio Felix, foi até Brasília participar da cerimônia oficial, realizada no auditório do CNPq, com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp.

3 QUALIDADE Prêmio Qualidade em Gestão Única empresa pública finalista do Prêmio Paranaense da Qualidade em Gestão (PPrQG Ciclo 2012), o Tecpar conquistou o troféu bronze um reconhecimento da excelência da gestão de empresas sediadas no estado Promovido pelo Movimento Paraná Competitivo e pelo Instituto Brasileiro da Qualidade Produtividade (IBQP), em parceria com o Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), o prêmio avalia a evolução das empresas que adotam o Modelo de Excelência da Gestão (MEG), metodologia internacional voltada para uma visão sistêmica da gestão organizacional, preconizado no Brasil pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). Também visa reconhecer as melhores práticas de gestão nas organizações do Paraná, promovendo mudanças que destaquem o Estado no cenário nacional e internacional, em relação à qualidade, produtividade e competitividade. De cara, o Tecpar já concorreu no nível mais avançado, o Nível II Rumo a Excelência, que atinge 500 pontos e foi a única empresa pública laureada, atingindo pontuação para chegar à premiação na categoria A Cerimônia de Reconhecimento do PPrQG Ciclo 2012 será no dia 11 de dezembro, às 18h30, no Auditório Mário de Mari, no CIETEP/FIEP. Troféu Bronze, ao lado da Spaipa S/A Indústria Brasileira de Bebidas e da DB1 Informática. Concorremos pela primeira vez como aprendizado do modelo e já podemos ter o orgulho de dividir a colocação com uma empresa do prestígio da Spaipa. E ainda sendo empresa pública -, comemorou Júlio Felix, diretor-presidente do Tecpar, prometendo para a nova edição do Prêmio Excelência em Gestão, no ano que vem, ainda mais empenho para chegar a uma pontuação maior. É um desafio que nos dá prazer em encarar, pois contribui para a melhor gestão de uma empresa pública, o que significa maior retorno para a sociedade e melhores resultados empresariais completa Felix. A busca da eficiência e da eficácia na gestão é um dos grandes desafios contemporâneos. Na administração pública, as dificuldades dos gestores é sempre potencializada em face da burocracia excessiva, que, no caso das empresas públicas, é sempre um fator que diminui a capacidade de competição com a iniciativa privada comenta o secretário Alípio Leal, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, à cuja pasta o Tecpar está vinculado. Apesar disso, o Tecpar, ao implementar processos, metodologias e iniciativas inovadoras no âmbito de suas competências e utilizando as melhores práticas de gestão, caminha no sentido da busca da excelência na administração, confirmando que liderança e equipe comprometida com resultados constituem o caminho seguro para alcançar a eficiência e a eficácia na administração pública, completa Leal. Lei Estadual da Inovação A comissão especial formada para tratar da regulamentação da Lei Estadual da Inovação que tinha por missão analisar a norma, artigo por artigo, e detalhar os dispositivos necessários para que entre em prática no estado finalizou, recentemente, a proposta de minuta, que segue agora para as mãos do governador Beto Richa. A Lei Estadual de Inovação tem 33 artigos, estabelecendo mecanismos de cooperação entre o setor público e privado e universidades para o incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento científico e tecnológico. Também oferece segurança jurídica, além de definir a política de propriedade intelectual. Compõem a comissão, o secretário do Estado da Ciência e Tecnologia, Alípio Leal, Comissão tinha a tarefa de analisar a lei, artigo por artigo o diretor presidente do Tecpar, Júlio Felix, o presidente da Fundação Araucária, Paulo Brofman, o coordenador geral da Unidade Gestora do Fundo Paraná (UGF) Gérson Koch, o diretor da Fiep Federação das Indústrias do Paraná Rodrigo Martins, o di- retor executivo do Centro de Inovação da Fiep (C2i) Filipe Cassapo, o assessor jurídico da Seti Arnaldo Baracat, o assessor técnico e secretário da comissão, Aroldo Messias de Melo Jr e a assessora jurídica do Tecpar, Rosana Gaertner. PÁGINA 3 NOVEMBRO 2012

4 PALESTRA Criatividade e Inovação com sotaque francês Especialistas paranaenses em Ciência e Tecnologia reuniram-se para ouvir o presidente do Instituto Europeu para Estratégias de Criatividade e Inovação, Marc Giget PÁGINA 4 NOVEMBRO 2012 Giget traçou um panorama mundial da pesquisa, destacando a ascensão de novos atores na produção de conhecimento Reunidos na Universidade Livre do Meio tacando que só existe inovação quando é Ambiente, em Curitiba, autoridades estaduais entregue à sociedade, antes disso é inven- ligadas à Ciência e Tecnologia ouviram ção. Segundo ele, alguns assuntos são pes- atentamente o presidente do Instituto Europeu quisados ao mesmo tempo por 800 centros para Estratégias de Criatividade e Ino- de pesquisa no mundo e apenas 15 apresenquisados vação, Marc Giget, numa palestra proferida tam algum avanço. Disse ainda que 30% das no último dia 9. Entre os presentes, o representante patentes pedem seu valor em apenas um da pasta estadual, secretário Alí- semestre porque já apareceu algo melhor. pio Leal, e o diretor-presidente do Instituto O valor da inovação pode ser medido de Tecnologia do Paraná (Te- apenas pela sociedade, dois terços das ino- cpar), Júlio Felix. vações são rejeitadas. Os valores das inovações A palestra foi aberta pelo secretário também mudam. Uma das principais Alípio, que falou sobre os demandas hoje é por tecnologias mais limpas, programas de governo para o disse ele. setor - Paraná Inovador e Excelência Para Giget, o fenômeno recente mais no Ensino Superior - marcante no mundo da pesquisa é o surgi- além de diversos outros projetos mento de novos atores. A China passou os em andamento pela se- Estados Unidos em número de patentes. Em cretaria. O Paraná está vivendo dezembro de 2011 o gigante asiático cele- um momento muito propício à brou a conquista de ser o primeiro país do ciência e tecnologia. Nós temos já os recursos mundo em patente, disse Giget, destacan- destinados por lei e precisamos do que outra nação bastante avançada em aplicar com qualidade para que realmente revertam em desenvolvimento social. Com programas de curto, médio e longo prazo e o envolvimento dos diversos atores nós vamos colocar o Paraná no mapa da excelência em tecnologia, inovação e ensino superior, disse Leal. Falando em francês e com tradução Instituto Com sede em Paris, o Instituto Europeu para Estratégias de Criatividade e Inovação realiza palestras para dirigentes de empresas e instituições de pesquisa em diversos países do mundo. De acordo com Marc Giget, foram mais de 300 empresas atendidas nos últimos 23 anos e a instituição simultânea para cerca de 15 procura promover a troca de experiências entre pesquisadores e organizações públicas e privadas representantes de instituição públicas e privadas ligadas à tecnologia, de referência mundial. No Brasil, o instituto já tem parceria com a Universidade de São Paulo (USP), que Marc Giget abriu sua palestra des- sozinha é responsável por 1% das publicações científicas do mundo, segundo Giget.

5 BIOREATOR inovação é a Índia, que segundo ele, tem os melhores professores e grande porcentagem de pesquisadores trabalhando nas maiores empresas de tecnologia do mundo. O governo indiano estabeleceu como meta a década da revolução indiana da inovação que pretende tirar o país da situação de pobreza com a inovação em apenas dez anos, completou. O Brasil está na 9º posição entre os que mais investem em pesquisa e inovação. Em 1988, o número de publicações científicas do país representava 0,5% do total e, atualmente, passou para 2,7%, segundo o palestrante. O Brasil está avançando entre todos os objetivos do milênio. O designe brasileiro é considerado o terceiro melhor do mundo, disse Giget, destacando que a preocupação no Brasil recai sobre a indústria Tem um único problema que é muito perigoso. Nível de comprometimento industrial brasileiro. Fala-se da desindustrialização do país, disse. Problemas De acordo com Marc Giget, as crises que os países desenvolvidos enfrentam e também dificuldades de grandes empresas normalmente estão acompanhadas de erros na estratégia de pesquisa e inovação. Ele citou como exemplo os Estados Unidos que investiu bastante em pesquisa, mas errou ao acreditar que poderia concentrarse no desenvolvimento de novos produtos deixando a produção para outros países. Gerou emprego e renda fora e uma grave crise interna de desemprego. Do Iphone, por exemplo, apenas 6% é produzido internamente (EUA). Giget citou também outro erro bastante comum de empresas que compram patentes apenas para anular a tecnologia e evitar que se tornem concorrentes. Segundo ele, a tendência hoje é investir menos em departamentos internos de pesquisa e trabalhar em rede, observando, estimulando e comprando novas patentes que possam agregar ao produto da empresa, concluiu. Solução tipo exportação O sucesso alcançado pela recente parceria entre o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e a churrascaria curitibana Devons s Grill - para diminuir o odor de fumaça e a poluição ambiental provenientes das emissões gasosas liberadas pelas chaminés do empreendimento - já está rendendo bons desdobramentos. Por conta do projeto inovador, o Tecpar vem sendo procurado por outras empresas do ramo (e até mesmo pela prefeitura de uma cidade do interior de São Paulo), interessadas em implantar um projeto semelhante. Para a implantação de um sistema que, principalmente, impedisse tamanhos danos ao Meio Ambiente e também acabasse com as reclamações dos vizinhos, Augusto Farfus dos Santos, responsável pela churrascaria, entrou em contato com a Divisão de Tecnologias Sociais do Tecpar, ainda no ano de Como o Instituto já tinha uma linha de pesquisa nesse sentido, os estudos foram, então, aprofundados e direcionados ao desenvolvimento de um sistema que amenizasse os problemas do empresário. O resultado apontou sensíveis melhoras na qualidade do ar em torno da churrascaria, bem como na redução do odor de fumaça, conforme atestado pelos próprios vizinhos. Inicialmente o projeto tinha a proposta de tratar apenas 10% do volume total de fumaça emitida pela atividade. Contudo, os resultados alcançados superaram as expectativas e o tratamento chegou a 35% do volume de fumaça emitido. Como funciona? No sistema de tratamento de odor, a fumaça é redirecionada e borbulhada em dois reatores biológicos de 500 litros, local com meio líquido contendo um cultivo de microalgas. As microalgas são organismos com potencial de aplicação na biotecnologia ambiental por possuírem a capacidade de assimilar diferentes poluentes através de seu metabolismo. Estas microalgas, a partir do seu metabolismo em presença de luz e nutrientes da própria fumaça, removem os compostos presentes. As empresas que tenham interesse na implantação do sistema podem entrar em contato com a diretoria de Tecnologia e Inovação do Tecpar. PÁGINA 5 NOVEMBRO 2012

6 SEMINÁRIO Seminário apresentou cases de sucesso em métodos de gestão baseados na busca de novas ideias para valorizar empresa e produto Aumento da competitividade PÁGINA 6 NOVEMBRO 2012 Especialistas e líderes empresariais do mercado nacional reuniram-se, no início de novembro, em Curitiba, para participar do Seminário Desafios da Gestão de Custo e do Valor na busca da competitividade global, promovido pelo Instituto de Tecnologia do Paraná TECPAR e realizado pela Paraná Metrologia. No evento, que ocorreu nas dependências da Faculdade de Educação Superior do Paraná (FESP), foram discutidas e apresentadas diversas experiências de como aumentar a competitividade das empresas por meio do método Análise do Valor. Sempre ficamos muito presos ao preço, sendo que é importante fazer a relação custo versus valor. As empresas mostraram a receita do bolo, como aplicar essa metodologia, comentou Celso Kloss, diretor superintendente da Paraná Metrologia. De acordo com Marcos Buzzato, presidente da ABEAV - Associação Brasileira de Engenharia e Análise do Valor e um dos pioneiros na implementação do método no Brasil, mais do que conhecer a metodologia, as empresas precisam saber gerar e onde aplicar a análise do valor. O profissional deve olhar e analisar tudo o que vai mudar, o objetivo da mudança e o que fazer para causar a mudança na empresa e na sociedade. Os resultados devem ser o preço baixo, qualidade inquestionável, estoques sempre baixos e entregas em curto prazo, discorreu durante sua palestra. O valor é criado por constante processo de inovação, que significa alterar o valor já existente sempre que necessário, para assim, proporcionar melhorias na empre- sa, explicou Manuel Teles Fernandes, diretor geral do Comitê Europeu de Análise do Valor de Portugal. As empresas presentes, muitas líderes de mercado, como a Whirlpool Latin América, empresa responsável pelas marcas Brastemp, Consul e KitchenAid, a Braskem, a Positivo Informática, Fiat Automóveis, Mercedes-Benz do Brasil e Petrobrás apresentaram como implementaram o método e a sua importância para a redução de custos ou melhoria da qualidade de seus produtos. Um dos pontos mais importantes do encontro, mencionados por todos os palestrantes, é fugir dos padrões para atingir qualquer que seja o objetivo da instituição, buscando novas ideias e conhecimentos Novas ideias Gestão de sucesso Novos paradigmas

7 exige quebra de paradigmas Fotos: Paula Tomiak Cintia Lopes: Não é a tecnologia que vai trazer resultados. É o time. Danilo Martinelli Pitta: Algumas ideias podem parecer simples, mas a quebra de paradigma não é tarefa fácil. por meio de uma equipe formada por profissionais e líderes de vários setores comprometidos com o sucesso da empresa. A definição do time é uma das partes mais importantes, pois para aplicar um programa baseado na análise do valor, é necessário ter uma visão ampla de todos os setores, para gerar novas ideias de produtos ou redução de custos, o que exige a participação de lideranças de todas as competências, afirmou Cintia Lopes, da Whirlpool Latin América. Algumas ideias podem parecer simples, mas a quebra de paradigma não é uma tarefa fácil, salientou Danilo Martinelli Pitta, sócio-diretor da Iguatemi Consultoria e representante do DER-MG, explicando que, muitas vezes, uma ideia simples adaptada de outra área de conhecimento, pode gerar um grande diferencial para a empresa. Para isso ser posto em prática é preciso comprometimento e uma equipe mista, com profissionais de diversos setores. Se a empresa quer ter um equilíbrio com qualidade de desempenho, tecnologia e segurança do produto com satisfação do cliente e da instituição, é necessário analisar minuciosamente todo o processo, expandir o conhecimento, ressaltou Natal Colli, supervisor de Teardown da Fiat Automóveis. Antes de implantar a análise de valor, a organização não deve pensar somente no que espera com o uso do método, mas em como obter o resultado esperado. A empresa precisa de um objetivo principal, que é baseado nos valores e visão da instituição, e depois, o que chamamos de objetivos fins, que se aproximam dos valores da organização e os objetivos meios, que são aqueles que devem ser atendidos para atingir os fins. É preciso hierarquizar esses objetivos para organizar as ações da empresa. Parece simples, mas na maioria das vezes, até na nossa vida, focamos somente no objetivo final sem pensar em quais metas precisaremos atingir antes, considerou Bruno Rafael de Lucena, engenheiro de produção da Petrobras S.A. Interatividade Os profissionais que participaram do Seminário aprovaram o conteúdo e as informações apresentadas durante o seminário. Consegui aproveitar e aprender bastante sobre o método, disse o técnico em Eletromecânica, Anderson Cesar Ferreira. A administradora, Gisele Goes também ficou bem satisfeita com o conhecimento obtido. Descobri muito mais sobre o tema e os palestrantes eram excelentes. Caso o seminário aconteça no próximo ano, com certeza, voltarei, revelou. PÁGINA 7 NOVEMBRO 2012

8 SUA EMPRESA PODE ESTAR AQUI. ANUNCIE. Fone: (41) ou Rua Comendador Franco, Jardim Botânico Curitiba - PR - CEP PARA USO DOS CORREIOS MUDOU-SE DESCONHECIDO RECUSADO FALECIDO AUSENTE NÃO PROCURADO END. INSUFICIENTE CEP NÃO EXISTE NO INDICADO INFORMAÇÃO ESCRITA PELO PORTEIRO OU SÍNDICO REINTEGRADO AO SERVIÇO POSTAL / / / / RESPONSÁVEL

Empresarial. Sustentabilidade. Seminário apresentou técnicas de gestão sustentável, legislação, oportunidades do setor e energias renováveis

Empresarial. Sustentabilidade. Seminário apresentou técnicas de gestão sustentável, legislação, oportunidades do setor e energias renováveis precisão ANO 6 Nº 02 SMART ENERGY PARANÁ ESTIMULOU INTRODUÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS EM REDES INTELIGENTES PÁG. 6 Sustentabilidade Empresarial Seminário apresentou técnicas de gestão sustentável, legislação,

Leia mais

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIAS INTELIGENTES E FEIRA TECNOLÓGICA EDIÇÃO 2015

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIAS INTELIGENTES E FEIRA TECNOLÓGICA EDIÇÃO 2015 CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIAS INTELIGENTES E FEIRA TECNOLÓGICA EDIÇÃO 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO Data do Evento: 19 a 21 de outubro de 2015 Local: Hotel Bourbon Cataratas Convention & Spa / Foz do

Leia mais

Inovação como Estratégia de Negócio. Filipe cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do Estado do Paraná C2i Centro Internacional de Inovação

Inovação como Estratégia de Negócio. Filipe cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do Estado do Paraná C2i Centro Internacional de Inovação Inovação como Estratégia de Negócio Filipe cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do Estado do Paraná C2i Centro Internacional de Inovação Conteúdos Desafios da Competitividade Industrial no PR

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ)

Leia mais

CURITIBA, 20 e 21 DE JUNHO DE 2007. PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO PARCERIA INSTITUCIONAL

CURITIBA, 20 e 21 DE JUNHO DE 2007. PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO PARCERIA INSTITUCIONAL MISSÃO DE NEGÓCIOS PORTUGAL-BRASIL WWW.WYSONLINE.COM.BR CURITIBA, 20 e 21 DE JUNHO DE 2007. PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO Negócios Internacionais PARCERIA INSTITUCIONAL 2 PATROCINADOR MASTER BANIF PATROCÍNIO GVAGRO

Leia mais

REGULAMENTO Prêmio IEL de Estágio 2014

REGULAMENTO Prêmio IEL de Estágio 2014 REGULAMENTO Prêmio IEL de Estágio 2014 Curitiba, Fevereiro de 2014 Sumário 1. O PRÊMIO... 3 2. OBJETIVOS... 4 3. CATEGORIAS DE PREMIAÇÃO... 5 4. ETAPAS DE AVALIAÇÃO... 5 5. PREMIAÇÃO... 5 6. PARTICIPAÇÃO/INSCRIÇÃO...

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL Alessandro Siqueira Tetznerl (1) : Engº. Civil - Pontifícia Universidade Católica de Campinas com pós-graduação em Gestão de Negócios

Leia mais

EDITAL DE CASES DE EMPRESAS JUNIORES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

EDITAL DE CASES DE EMPRESAS JUNIORES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EDITAL DE CASES DE EMPRESAS JUNIORES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Campo Mourão 2014 1 - Do Edital A organização do II Encontro Paranaense de Engenharia de Produção e do VIII Encontro de Engenharia de Produção

Leia mais

PROJETO: 8 - AMPLIAÇÃO DA REDE HOTELEIRA PARA COPA DO MUNDO 2014.

PROJETO: 8 - AMPLIAÇÃO DA REDE HOTELEIRA PARA COPA DO MUNDO 2014. PROJETO: 8 - AMPLIAÇÃO DA REDE HOTELEIRA PARA COPA DO MUNDO 2014. Objetivo: Acompanhar trabalhos de ampliação do número de leitos na rede hoteleira na cidade de Curitiba. Justificativa: A cidade de Curitiba

Leia mais

Comissão avalia qualidade de ensino da FABE

Comissão avalia qualidade de ensino da FABE CPA / PESQUISA Comissão avalia qualidade de ensino da FABE Avaliação positiva: A forma de abordagem dos objetivos gerais dos cursos também foi bem avaliada e a qualidade do corpo docente continua em alta.

Leia mais

Exemplos de inovação

Exemplos de inovação s u c e s s o DIVULGAÇÃO 32 Premiação ocorreu na cidade de Campo Grande (MS) Ad r i a n e Al i c e Pe r e i r a Exemplos de inovação Vencedores do 14ª Prêmio Nacional do Empreendedorismo Inovador revelam

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 Palestras informativas Promover ações educativas para a promoção do voluntariado transformador. Mobilizar voluntários. Toda a comunidade de Curitiba e Região Metropolitana

Leia mais

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Uma estrutura de apoio à Inovação Eliza Coral, Dr. Eng., PMP Outubro, 2010 Diretrizes Organizacionais Missão Contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA INFORMATIVO DEZEMBRO DE 2013 Acesse também: www.mariana.gov.br MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA Promover a criação de um ambiente favorável para valorizar a micro e pequena empresa,

Leia mais

PRÊMIO ASSESPRO-RJ MELHORES EMPRESAS EDIÇÃO 2012. Julho/2012 Rio de Janeiro. www.assespro-rj.org.br/premioempresas

PRÊMIO ASSESPRO-RJ MELHORES EMPRESAS EDIÇÃO 2012. Julho/2012 Rio de Janeiro. www.assespro-rj.org.br/premioempresas PRÊMIO ASSESPRO-RJ MELHORES EMPRESAS EDIÇÃO 2012 Revisão 2.3 Julho/2012 Rio de Janeiro www.assespro-rj.org.br/premioempresas Assespro-RJ Praça Pio X, 55, 9º andar Cep:20070-900 Rio de Janeiro RJ Brasil

Leia mais

Empresa Júnior Meta Consultoria Um caso de sucesso baseado em Programas de Qualidade em Gestão

Empresa Júnior Meta Consultoria Um caso de sucesso baseado em Programas de Qualidade em Gestão Empresa Júnior Meta Consultoria Um caso de sucesso baseado em Programas de Qualidade em Gestão Bom Dia! Palestrantes Bernardo dos Santos Neto Bruno Orlando Stefano Agenda Empresa Júnior A Meta Consultoria

Leia mais

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF Danilo Domingos Gonzales Simão 1 Fábio Augusto Martins Pereira 2 Gisele Maciel de Lima 3 Jaqueline de Oliveira Rocha 4

Leia mais

Plano Plurianual 2012-2015

Plano Plurianual 2012-2015 12. Paraná Inovador PROGRAMA: 12 Órgão Responsável: Contextualização: Paraná Inovador Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - SETI As ações em Ciência, Tecnologia e Inovação visam

Leia mais

Atualização constante, o segredo do S U C E S S O D A F N Q

Atualização constante, o segredo do S U C E S S O D A F N Q Atualização constante, o segredo do S U C E S S O D A F N Q Instituição atualiza Fundamentos da Excelência e lança produtos que ajudam empresas a melhorar seus sistemas de gestão Ao longo dos 15 anos de

Leia mais

O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil

O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil Planejamento estratégico pode ser o grande diferencial para a empresado ramo da construção civil, imobiliário e arquitetura que deseja obter mais sucesso

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ LUÍS MÁRIO LUCHETTA DIRETOR PRESIDENTE GESTÃO 2005/2008 HISTÓRICO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA PRÁTICA PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL 2009 GESTÃO PARA RESULTADOS RELATOR. Maria Tereza Gonçalves RESPONSÁVEIS

APRESENTAÇÃO DA PRÁTICA PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL 2009 GESTÃO PARA RESULTADOS RELATOR. Maria Tereza Gonçalves RESPONSÁVEIS APRESENTAÇÃO DA PRÁTICA PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL 2009 GESTÃO PARA RESULTADOS RELATOR Maria Tereza Gonçalves RESPONSÁVEIS Maria do Carmo Aparecida de Oliveira - (41) 3350-9565 - - - IMAP -

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CIÊNCIAS CONTÁBEIS e ADMINISTRAÇÃO Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT maio/2014 APRESENTAÇÃO Em um ambiente onde a mudança é a única certeza e o número de informações geradas é desmedido,

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização:

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização: AGENDA 5ª Edição D? 06 de Maio de 2015 Hotel Staybridge Realização: w w w.c o r p b us i n e s s.c o m.b r Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO C GESTÃO DE PESSOAS: DESAFIOS

Leia mais

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC 6 6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC Promoção Apoio Apresentação Com a criação do Dia Municipal do Empreendedor, e também encaminhado no âmbito estadual e nacional, a ACIB Jovem consolida um esforço

Leia mais

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade A BUSCA CONTÍNUA DA EXCELÊNCIA DA GESTÃO É O QUE NOS MOVE! A Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) é uma instituição sem fins lucrativos, que conta com uma rede

Leia mais

PRÊMIO ASSESPRO-RJ MELHORES EMPRESAS EDIÇÃO 2014

PRÊMIO ASSESPRO-RJ MELHORES EMPRESAS EDIÇÃO 2014 PRÊMIO MELHORES EMPRESAS EDIÇÃO 2014 Revisão 2.6 Rio de Janeiro, Julho de 2014 www.assespro-rj.org.br/premioempresas Praça Pio X, 55/ 9º andar - Centro 20.070-900 Rio de Janeiro, RJ Brasil Telefone: (21)

Leia mais

I. Da Instituição e Objetivos:

I. Da Instituição e Objetivos: Regulamento I. Da Instituição e Objetivos: 1.1. O, abreviadamente CEME, é órgão integrante da FACIAP FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS DO PARANÁ, subordinando-se ao seu estatuto e às

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TERCEIRIZAÇÃO - TST -

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TERCEIRIZAÇÃO - TST - AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TERCEIRIZAÇÃO - TST - (4 e 5 de outubro de 2011) PROF. LÍVIO GIOSA PROF. LÍVIO GIOSA Administrador de Empresas com Pós Graduação em Business Administration pela New York University

Leia mais

NOSSA MISSÃO NOSSA ASPIRAÇÃO NOSSOS CLIENTES

NOSSA MISSÃO NOSSA ASPIRAÇÃO NOSSOS CLIENTES NOSSA MISSÃO Estimular e apoiar as organizações para o desenvolvimento e evolução de sua gestão, por meio da disseminação dos Fundamentos e Critérios de Excelência, para que se tornem sustentáveis, cooperativas

Leia mais

PNQS 2014 IGS RDPG PRÊMIO CIPA

PNQS 2014 IGS RDPG PRÊMIO CIPA PNQS 2014 IGS RDPG PRÊMIO CIPA Mudança de cultura na gestão de segurança e saúde por meio do estímulo e reconhecimento das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes A. A OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a

Leia mais

A revolução da excelência

A revolução da excelência A revolução da excelência ciclo 2005 PNQ Foto: Acervo CPFL CPFL Paulista, Petroquímica União, Serasa e Suzano Petroquímica venceram o Prêmio Nacional da Qualidade 2005. A Albras, do Pará, foi finalista.

Leia mais

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão v5 Sobre o IPEG Organização sem fins lucrativos Fundação em 2001 Lei no 11594/2003 cria o PPQG Mais de 300 empresas reconhecidas 13 Associadas

Leia mais

PNQS - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Gestão Classe Mundial

PNQS - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Gestão Classe Mundial PNQS - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Gestão Classe Mundial O principal vetor para alavancar a universalização dos serviços de saneamento ambiental com competitividade e sustentabilidade PNQS

Leia mais

Mais um passo. Indicadores de desempenho e seu uso no benchmarking. nº 16 janeiro / 2006. Gestão Estratégica em Medicina Laboratorial - 1

Mais um passo. Indicadores de desempenho e seu uso no benchmarking. nº 16 janeiro / 2006. Gestão Estratégica em Medicina Laboratorial - 1 nº 16 janeiro / 2006 Mais um passo Indicadores de desempenho e seu uso no benchmarking Estudos mostram que as organizações que se mantêm na liderança em seus setores durante períodos prolongados medem

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2009 SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE COORDENAÇÃO DO PROJETO Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Relações Institucionais)

Leia mais

PRÊMIO GLP DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA. *Edição 2013*

PRÊMIO GLP DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA. *Edição 2013* PRÊMIO GLP DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA *Edição 2013* Participante: Cia Ultragaz S.A. Categoria: Infraestrutura Título Ultragaz na busca da excelência da Gestão Ultragaz na Busca da Excelência da Gestão Uma

Leia mais

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP DADOS JURÍDICOS O Instituto SAVIESA DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA é uma associação, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede no município de Vitória, Estado do Espírito Santo, à Rua

Leia mais

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Apresentação O Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS ocorrerá nos dias 13, 14 e 15 de outubro de

Leia mais

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC 10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC Data: 17 e 18 de setembro de 2013 Local: Parque Tecnológico da UFRJ

Leia mais

X Encontro de Propriedade Intelectual e Comercialização de Tecnologia. Redes de Propriedade Intelectual no Brasil

X Encontro de Propriedade Intelectual e Comercialização de Tecnologia. Redes de Propriedade Intelectual no Brasil Rede Temática de Propriedade Intelectual, Cooperação,Negociação e Comercialização de Tecnologia X Encontro de Propriedade Intelectual e Comercialização de Tecnologia Redes de Propriedade Intelectual no

Leia mais

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente SISTEMA SEBRAE DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2022 1 2 2012 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 14A/2011

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 14A/2011 SELEÇÃO DE EMPRESA PARA MINISTRAR CURSO DE PRÉ-INCUBAÇÃO PARA PROJETOS DE BASE TECNOLÓGICA NO ÂMBITO DA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ (INCTEC-SA) TERMO DE REFERÊNCIA Nº 14A/2011 Contatos Luiz Augusto

Leia mais

Plano de Trabalho 2013/2015

Plano de Trabalho 2013/2015 SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FUNDAP SEADE CEPAM CONVÊNIO SPDR USP FUNDAP SEADE CEPAM ANEXO I Plano de Trabalho 2013/2015 OUTUBRO DE 2013 I. JUSTIFICATIVAS

Leia mais

VIII CONOPARH - LONDRINA

VIII CONOPARH - LONDRINA VIII CONOPARH - LONDRINA NEGÓCIO MISSÃO VISÃO VALORES Soluções Fornecer Ser Éticauma empresa soluções que aproximam. de acessíveis classe Meritocracia mundial. e confiáveis para Respeito conectar às pessoas,

Leia mais

Quanto mais o Conhecimento é Dividido... Mais o Conhecimento é Multiplicado!

Quanto mais o Conhecimento é Dividido... Mais o Conhecimento é Multiplicado! Quanto mais o Conhecimento é Dividido... Mais o Conhecimento é Multiplicado! 1 Inovação: o Imperativo para Competitividade com Sustentabilidade Filipe Cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do

Leia mais

BOLETIM. Esta importante indicação prova que a Bahia já é capaz de competir globalmente com projetos de alto padrão (Edilson Duarte)

BOLETIM. Esta importante indicação prova que a Bahia já é capaz de competir globalmente com projetos de alto padrão (Edilson Duarte) BOLETIM Outubro, 2015 Haras Residence é indicado a prêmio Internacional Esta importante indicação prova que a Bahia já é capaz de competir globalmente com projetos de alto padrão (Edilson Duarte) HARAS

Leia mais

EFICIÊNCIA DA GESTÃO DA INOVAÇÃO

EFICIÊNCIA DA GESTÃO DA INOVAÇÃO 1 DESMISTIFICANDO A INOVAÇÃO Transformar a inovação em competência gerenciável é o paradigma contemporâneo para empresas, governo e organizações sociais. Nesse contexto, o Congresso Internacional de Inovação

Leia mais

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância A Escola A ENAP pode contribuir bastante para enfrentar a agenda de desafios brasileiros, em que se destacam a questão da inclusão e a da consolidação da democracia. Profissionalizando servidores públicos

Leia mais

II WORKSHOP TEMAS DIVERSOS DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

II WORKSHOP TEMAS DIVERSOS DA PROPRIEDADE INTELECTUAL II WORKSHOP TEMAS DIVERSOS DA PROPRIEDADE INTELECTUAL OBJETIVO: disseminar a cultura da proteção do conhecimento nas Instituições paranaenses de P, D e I. CARGA HORÁRIA: 3:45 horas REALIZAÇÃO: SECRETARIA

Leia mais

PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL

PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO O Prêmio OAB-GO de Jornalismo é um concurso jornalístico instituído pela Seção de Goiás da Ordem dos Advogados do Brasil para premiar matérias

Leia mais

Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a FNQ é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo é disseminar

Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a FNQ é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo é disseminar Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a FNQ é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo é disseminar os Fundamentos da Excelência em Gestão para organizações

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2008

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2008 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2008 1 MISSÃO Promover a proteção dos conhecimentos gerados e desenvolvidos na Universidade, aproximando a produção científica de suas aplicações práticas e mercadológicas, transformando

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais) Fone:

Leia mais

CONCURSO Nº: 001/2015 PROCESSO Nº: E-11/002/2318/2015 MINUTA DE EDITAL PRÊMIO EMPREENDEDOR 2015

CONCURSO Nº: 001/2015 PROCESSO Nº: E-11/002/2318/2015 MINUTA DE EDITAL PRÊMIO EMPREENDEDOR 2015 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. AGÊNCIA DE FOMENTO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO S.A. CONCURSO Nº: 001/2015 PROCESSO

Leia mais

MBA É COM A FGV. MBA em Logística e Supply. Chain Management SUA MELHOR DECISÃO.. São José dos Campos - SP

MBA É COM A FGV. MBA em Logística e Supply. Chain Management SUA MELHOR DECISÃO.. São José dos Campos - SP MBA É COM A FGV SUA MELHOR DECISÃO.. São José dos Campos - SP MBA em Logística e Supply Chain Management Coordenação Acadêmica: Prof. Jamil Moysés Filho FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas

Leia mais

VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013

VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013 Comentários de Peter Hansen sobre interação Universidade- Empresa no Brasil e Experiências Práticas. VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013 Apresentação Prof. Peter

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

Case NTech Lançamento MPE Brasil 2009 Faculdade Maurício de Nassau

Case NTech Lançamento MPE Brasil 2009 Faculdade Maurício de Nassau Case NTech Lançamento MPE Brasil 2009 Faculdade Maurício de Nassau 09 Jul 2009 NTech Tecnologia de Informação Ltda Palestrante Jean Paul Torres Neumann Diretor Executivo NTech Tecnologia de Informação

Leia mais

Conselho Regional de Biblioteconomia 7ª Região PLENÁRIA

Conselho Regional de Biblioteconomia 7ª Região PLENÁRIA Conselho Regional de Biblioteconomia 7ª Região CRB 7ª PLENÁRIA Programação 18:00 às 19:30 Apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelo CRB 7ª 19:30 às 20:30 Palestra Empreendedorismo e Intraempreendedorismo

Leia mais

Prêmio Sistema Fecomércio de Jornalismo 2015

Prêmio Sistema Fecomércio de Jornalismo 2015 1 OBJETIVO Regulamento 1.1 - O, promovido pelo Sistema Fecomércio, Sesc, Senac e Instituto Fecomércio Tocantins, visa fomentar a produção de reportagens e a divulgação de informações sobre o setor do comércio

Leia mais

Relações Internacionais

Relações Internacionais Curso de Graduação Bacharelado em Relações Internacionais O curso de Relações Internacionais está enquadrado no campo da ciência Humana e social, onde estuda-se em profundidade as políticas Internacionais

Leia mais

DB1 Informática. Gestão com Satisfação. Alexandre Rezende. IV Seminário em Busca da Excelência. Software e Consultoria

DB1 Informática. Gestão com Satisfação. Alexandre Rezende. IV Seminário em Busca da Excelência. Software e Consultoria DB1 Informática Software e Consultoria IV Seminário em Busca da Excelência Gestão com Satisfação Alexandre Rezende 1 Prêmios em 2009 de Gestão Empresarial Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia

Leia mais

INOVAÇÃO como DIFERENCIAL ESTRATÉGICO

INOVAÇÃO como DIFERENCIAL ESTRATÉGICO INOVAÇÃO como DIFERENCIAL ESTRATÉGICO Março/2010 A empresa A Empresa nasceu em março de 1977, como uma farmácia de manipulação, no centro de Curitiba. Durante seus 32 anos, evoluiu por diferentes cenários,

Leia mais

Plano de Trabalho 3 Pilares

Plano de Trabalho 3 Pilares Vote na Chapa 2 VOTAÇÃO Dia 10/09 segunda-feira No Auditório do Edifício Redenção Entre 19h e 20h30 Na Avenida Tancredo Neves, nº 2421 - Térreo Prédio ao lado do prédio da ABRH-BA Você merece o melhor!

Leia mais

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS Ari Lima Um empreendimento comercial tem duas e só duas funções básicas: marketing e inovação. O resto são custos. Peter Drucker

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 02/01/2013 rev. 00 PAUTA INSTITUCIONAL Sobre a Harpia OUTRAS INFORMAÇÕES Clientes Parceiros SERVIÇOS Responsabilidade Social Consultoria & Gestão Empresarial Planejamento Estratégico

Leia mais

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2012 REGULAMENTO

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2012 REGULAMENTO PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2012 REGULAMENTO Calendário ATIVIDADES Lançamento e Abertura das Inscrições Encerramento das Inscrições Anúncio Oficial dos Finalistas Cerimônia de Premiação dos Vencedores

Leia mais

PROPOSTA DE PATROCÍNIO 2015

PROPOSTA DE PATROCÍNIO 2015 VII Congresso de Reestruturação e Recuperação de Empresas PROPOSTA DE PATROCÍNIO 2015 LOCAL: HOTEL RENAISSANCE - SP A TMA Brasil TMA Brasil é o capítulo brasileiro da Turnaround Management Association,

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC C T E C E N T R O D E T E C N O L O G I A E M P R E S A R I A L C T E C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e g r a n d e p o r t e Na teoria e na vida, FDC AF - 05-006 - CTE02 R.indd 2 7/10/07

Leia mais

Gerência de Comunicacão

Gerência de Comunicacão Gerência de Comunicacão Quem somos? Representação política e institucional Representação sindical Educação cooperativista, promoção social e monitoramento Gecom Marketing Publicidade e propaganda Assessoria

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) procura

Leia mais

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - FAPESB

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - FAPESB Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - FAPESB EDITAL FAPESB 021/2014 APOIO A INOVAÇÃO EM COMÉRCIO E SERVIÇOS http://www.fapesb.ba.gov.br Salvador-BA, 25 de novembro de 2014 Geração de Empregos

Leia mais

Gestão estratégica em processos de mudanças

Gestão estratégica em processos de mudanças Gestão estratégica em processos de mudanças REVISÃO DOS MACRO PONTOS DO PROJETO 1a. ETAPA: BASE PARA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO DE PERFORMANCE PROFISSIONAL, que compreenderá o processo de Análise

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto 2012 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n.º

Leia mais

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua TASCHIBRA Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua por Ademar do Amaral Jr Mestre em Administração pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (2007); Especialista

Leia mais

Projeto Rede QPC +20

Projeto Rede QPC +20 Projeto Rede QPC +20 O QUE É É uma rede nacional de entidades que possuem a missão de aumentar a competitividade das organizações e do Brasil, por meio da promoção da melhoria da Gestão Empresarial. QUEM

Leia mais

EMPRESA JÚRIOR E O SEU PAPEL NA FORMAÇÃO DO NOVO PROFISSIONAL O CASO DA FLUXO CONSULTORIA.

EMPRESA JÚRIOR E O SEU PAPEL NA FORMAÇÃO DO NOVO PROFISSIONAL O CASO DA FLUXO CONSULTORIA. EMPRESA JÚRIOR E O SEU PAPEL NA FORMAÇÃO DO NOVO PROFISSIONAL O CASO DA FLUXO CONSULTORIA. Alessandro A. da Silveira fluxo@bol.com.br Universidade Federal do Rio de Janeiro, Departamento de Engenharia

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho IBMEC Jr. Consultoria A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho O mercado de trabalho que nos espera não é o mesmo dos nossos pais... ... ele mudou! As mudanças Certeza Incerteza Real Virtual

Leia mais

Sejam bem vindos! Convenção de Vendas Nilko. Facilitador: Adriano Lunardon adriano@univeb.com.br

Sejam bem vindos! Convenção de Vendas Nilko. Facilitador: Adriano Lunardon adriano@univeb.com.br Sejam bem vindos! Convenção de Vendas Nilko 2012 Facilitador: Adriano Lunardon adriano@univeb.com.br Adriano Lunardon Empresário, Diretor Fundador da UniveB Escola Superior de Vendas do Brasil Diretor

Leia mais

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Boas propostas são essenciais para que uma gestão tenha êxito, mas para que isso ocorra é fundamental que os dirigentes organizacionais

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Concessão de Bolsas de Estudos para as Universidades do Paraná. Clóvis Pereira UFPR; Clóvis R. Braz - FEPAR

Concessão de Bolsas de Estudos para as Universidades do Paraná. Clóvis Pereira UFPR; Clóvis R. Braz - FEPAR 1 Concessão de Bolsas de Estudos para as Universidades do Paraná 1. Introdução Clóvis Pereira UFPR; Clóvis R. Braz - FEPAR Procedimento importante, dentre outros, para o acompanhamento do desenvolvimento

Leia mais

O DNA do Secretariado: Competências e Desafios exigindo um Novo Repertório. 21 de agosto

O DNA do Secretariado: Competências e Desafios exigindo um Novo Repertório. 21 de agosto O DNA do Secretariado: Competências e Desafios exigindo um Novo Repertório 21 de agosto DNA do Profissional de Secretariado Inovador Bete D Elia Isabel Cristina Baptista Participação especial: Adriano

Leia mais

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios.

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Só assim é possível identificar oportunidades de melhorias

Leia mais

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. Outra característica marcante: Cada palestra é um projeto

Leia mais

Natureza do Prêmio 2012

Natureza do Prêmio 2012 REGULAMENTO Natureza do Prêmio O PRÊMIO FACIAP DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E DESENVOLVIMENTO- SUSTENTÁVEL é uma iniciativa da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná FACIAP,

Leia mais

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Julio César Paneguini Corrêa A filosofia lean não mais se restringe às empresas de manufatura. Muitos setores

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

Boletim. O mercado da cerveja em foco. A priorização do setor de bares e restaurantes é estratégica. CervBrasil participa do São Paulo Pizza Show

Boletim. O mercado da cerveja em foco. A priorização do setor de bares e restaurantes é estratégica. CervBrasil participa do São Paulo Pizza Show Boletim Outubro/2015 O mercado da cerveja em foco. ENTREVISTA A priorização do setor de bares e restaurantes é estratégica. Leia entrevista exclusiva com Paulo Solmucci Júnior, presidente-executivo da

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC

CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 013/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA PARA GESTÃO COMERCIAL E VENDAS Contatos Luiz Augusto Gonçalves

Leia mais

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Seminário: Caminhos para a Inovação Debate: A Atividade de CT&I e a Estratégia Nacional de Ciência Tecnologia e Inovação (ENCTI) Infraestrutura

Leia mais

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica Rogério Reis Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica CRESCIMENTO ECONÔMICO DA REGIÃO SUL IMPULSIONA MERCADO PARANAENSE POR ADRIANE DO VALE redacao@cipanet.com.br FOTOS

Leia mais

ACECASTRO. Próxima edição - Outubro 2014 - Edição Comemora va 10 anos da Acecastro. Em comemoração ao Dia de Castro e 10 anos da Associação

ACECASTRO. Próxima edição - Outubro 2014 - Edição Comemora va 10 anos da Acecastro. Em comemoração ao Dia de Castro e 10 anos da Associação Seu Bole m Informa vo Bole m nº 1 - Setembro 2014 Próxima edição - Outubro 2014 - Edição Comemora va 10 anos da Acecastro CAFÉ BOM NEGÓCIO Um novo modelo de encontros que proporciona a você. DIA D CARTA

Leia mais

Estratégias de atuação da FNQ

Estratégias de atuação da FNQ Estratégias de atuação da FNQ Mudanças na estrutura organizacional FNQ Estrutura organizacional principais mudanças Direção Executiva COMEX Diretor Executivo: Ricardo Correa Martins Principais Processos

Leia mais