Os números expressivos da safra de verão 2013/14 reafirmam a evolução dos últimos anos: graças à pesquisa, um verdadeiro alicerce da Agrária

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os números expressivos da safra de verão 2013/14 reafirmam a evolução dos últimos anos: graças à pesquisa, um verdadeiro alicerce da Agrária"

Transcrição

1 Novembro-dezembro/2014 Os números expressivos da safra de verão 2013/14 reafirmam a evolução dos últimos anos: graças à pesquisa, um verdadeiro alicerce da Agrária AGRÁRIA FARINHAS Unidade conquista nova certificação, lança livro e é premiada por campanha PROJEÇÕES Apesar do clima, safras de inverno e verão prometem altas produtividades FOTO CORPORATIVA Exposição traz fotos enviadas por colaboradores e cooperados

2 Editorial Agrária em sala de aula Em um mundo corporativo cada vez mais competitivo, especializações tornam- -se decisivas na busca por cargos estratégicos em grandes empresas. Por outro lado, o investimento de tempo e dinheiro em cursos, a serem realizados no contraturno do trabalho, demandam altas cotas de determinação e energia dos colaboradores. Desta forma, um funcionário empenhado em uma pós-graduação, por vezes pode render menos em seu trabalho, justamente por estar dividindo seu foco com estudos, que deveriam surtir o efeito contrário, ou seja, torná-lo mais hábil na execução de suas funções. E ainda que tudo corra bem, o colaborador se forme e tenha um currículo invejável, todo o conhecimento estará centralizado, contribuindo efetivamente apenas para a área na qual trabalha. Pensando em todos esses aspectos, foi instituída a Agrária Universidade. A proposta é, ao mesmo tempo, simples e abrangente, resumida por sua missão: Gerir o conhecimento organizacional para ampliar as competências críticas ao sucesso do negócio, de forma sistemática, visando a sustentabilidade da Cooperativa e a satisfação dos clientes. Com cursos já em andamento, a instituição interna pretende preparar cada colaborador de acordo com as necessidades do cargo. Ou seja, inverte-se o processo atual, segundo o qual o gestor da área solicita as demandas observadas para seus liderados. Subdivididos ao longo de diferentes escolas, os cursos têm sempre o mesmo objetivo: preparar o colaborador para as necessidades do negócio Agrária. Por outro lado, funcionários detentores de conhecimento que possa ser compartilhados com companheiros da mesma e de outras áreas da Cooperativa, serão convidados e preparados para serem instrutores. Assim, além de desenvolver cada colaborador de forma eficiente para as exigências esperadas para o próprio cargo, a Universidade faz permear o abrangente leque de dados existente no quadro funcional. Ao longo dos anos, pela própria preocupação constante com o aperfeiçoamento do seu colaborador, a Cooperativa tornou-se uma enorme represa de informações, conhecimento e ideias. Em 2014, a Agrária entra em sala de aula. Seja na carteira do aluno, seja no giz professor, a nobre função de canalizar tamanho conteúdo estará nas mãos da Agrária Universidade. Agrária Universidade: educação corporativa ao colaborador Boa leitura! Departamento de Marketing Cooperativa Agrária Agroindustrial 2

3 Curso de Coaching para melhoria de desempenhos para supervisores já utiliza a metodologia da Agrária Universidade Agrega pelo conhecimento que eu precisaria buscar fora, mas a Cooperativa me oferece internamente. Além disso, o foco é direcionado a cada função, com ferramentas que irei utilizar para melhorar o dia a dia da minha equipe. O comentário do supervisor da Agrária Malte, Juan Canedo, exemplifica o empenho dispensado pela Cooperativa no desenvolvimento profissional de cada colaborador. Nesse sentido, foi instituída, a partir deste ano, a Agrária Universidade, cujos objetivos passam pela otimização do método de capacitação atual, bem como pelo aprimoramento e retenção do conhecimento gerado. Canedo está entre os cerca de 50 supervisores que passarão pelo módulo de Coaching para melhoria de desempenhos no mês de novembro - um dos cursos da Universidade corporativa desenvolvida pela Agrária. A estruturação paulatina tem previsão de conclusão em 2017, quando a Agrária Universidade entrará em plena operação. Até lá, cada cargo contará com um currículo estabelecido, cujo atendimento às demandas dependerá mais da capacitação interna. Em suma, os papéis se invertem, em relação à realidade atual: ao invés do gestor solicitar um curso anualmente, via levantamento de necessidades de treinamento, a própria universidade convidará o colaborador, de acordo com a demanda estabelecida pelo cargo. Não somos pioneiros, mas estamos na vanguarda do conceito de universidade Estou recebendo toda a base no treinamento para começar a aplicar imediatamente Juan Canedo Supervisor da Agrária Malte corporativa. Não há muitas organizações que possuem esse modelo implementado, avaliou o gerente de gente e gestão da Agrária, Mauro Vanz. Trata-se da evolução do modelo atual de treinamento dos colaboradores. Com marca própria, a universidade englobará diversos módulos de educação corporativa. Sempre pensando no negócio Agrária, frisou a especialista em gestão de pessoas da Agrária, Selma Bonifácio de Medeiros. Há muito tempo estamos pensando na universidade, mas não queríamos que fosse apenas uma mudança de nome. Portanto, criamos um modelo específico para trabalhar cada negócio da Agrária, acrescentou. Deste modo, sempre que houver a demanda de especialização adicional, o colaborador poderá ser chamado para um curso completo ou apenas determinado módulo, a fim de atender às competências necessárias para seu cargo. Enquanto uma universidade tradicional trabalha crenças e valores universais, nossa trabalhará crenças e valores da nossa cooperativa, frisou Selma. Colaboradores com alto grau de conhecimento acumulado também serão convidados a ministrar cursos. O objetivo é disseminar por toda a Cooperativa um vasto leque de informações estratégicas, por vezes represadas. São os educadores corporativos: pessoas que conhecem muito sobre determinado assunto e podem dar aula para sua e outras áreas. Temos muito conhecimento interno e não estamos conseguindo fazê-lo permear. O próprio colaborador será convidado a dar aula e será preparado para tanto, explicou a especialista. 3

4 O desenvolvimento de futuros líderes é outro objetivo latente da Agrária Universidade. Neste sentido, colaboradores que já atendam aos currículos dos respectivos cargos e entreguem resultados que apontem para potenciais gestores serão convidados a cursarem módulos que lapidem essa capacidade. São ações para desenvolver sucessores. A partir disso, o colaborador vai começar a ser chamado para determinados módulos, visando o desenvolvimento para cargos futuros, acrescentou Selma. O curso destinado aos supervisores integra a grade de desenvolvimento de líderes. É um dos cursos da Escola de Liderança, cuja metodologia se destina a melhorar o desempenho dos liderados nas competências exigidas pela Agrária, Criamos um modelo específico para trabalhar cada negócio da Agrária Selma Bonifácio de Medeiros Especialista em gestão de pessoas da Agrária explicou a instrutora do curso de coaching e mestre em administração e recursos humanos, Dirce Conte. Um dos diferenciais da Universidade corporativa é o emprego na prática da teoria adquirida em sala de aula. Trabalhando há cerca de dois meses na Agrária, o supervisor Juan Canedo será um dos primeiros colaboradores a ingressar com metodologia previamente estabelecida. Estou recebendo toda a base no treinamento para começar a aplicar imediatamente. Não é só o curso teórico, é preciso desenvolver um trabalho com sua equipe e só seremos certificados se entregarmos a atividade proposta em cada módulo, observou o supervisor. Dirce reforça o fato que apenas a aplicação do conhecimento é capaz de mudar verdadeiramente um cenário. O curso é bastante objetivo. O aluno sai com uma tarefa aplicativa, tem de usar a metodologia nova no dia a dia e apresentar os Formação de Supervisores A missão da Agrária Universidade: Gerir o conhecimento organizacional para ampliar as competências críticas ao sucesso do negócio, de forma sistemática, visando a sustentabilidade da Cooperativa e a satisfação dos clientes. A função de supervisor envolve gestão de pessoas e o curso auxilia na formação da equipe como um todo Diego Jardim Supervisor da Agrária Farinhas O módulo denominado Coaching para melhoria de desempenhos, destinado a supervisores, é um dos cursos ofertados pela Agrária Universidade. Ele integra a Escola de Lideranças da Agrária Universidade. Ao lado do conhecimento teórico, o colaborador deverá apresentar os resultados práticos obtidos por meio da aplicação da metodologia aprendida. Fornecemos a metodologia para todos os níveis de lideranças. O líder que não tiver uma equipe motivada, forte, potente e mobilizada, terá uma pela metade e não vai entregar o que precisa, explicou Dirce Conte. Com carreira de quase três anos na Cooperativa, o supervisor da Agrária Farinhas, Carlos Diego Jardim, ressalta a metodologia que possibilita a medição e avaliação de desempenho dos colaboradores. A função de supervisor envolve gestão de pessoas e o curso auxilia na formação da equipe como um todo, bem como o desenvolvimento do ser humano, que é a base de toda empresa, e precisa estar engajado, avaliou Jardim. O que me chamou a atenção foi a maneira como podemos motivar as pessoas, e fazer com que cada uma, na sua área, esteja focada para alcançar a missão e visão da Agrária, acrescentou. 4

5 O aluno sai com uma tarefa aplicativa, tem de usar a metodologia nova no dia a dia e apresentar os resultados Dirce Conte Mestre em administração e recursos humanos resultados. E isso é cobrado, destacou. Passar pela Agrária Universidade garante não apenas uma certificação, mas também reconhecimento interno e externo. O mesmo critério deverá se estender a fornecedores e representantes, por exemplo, por meio da escola de desenvolvimento de parceiros. É o mesmo princípio da certificação rural, na qual procuramos alinhar o cooperado com o modelo de gestão da Agrária. Faremos também com os parceiros, explicou Vanz. Isso tenderá a ser um diferencial da Agrária. Até mesmo clientes e fornecedores podem querer participar de Não há muitas organizações que possuem esse modelo implementado Mauro Vanz Gerente de gente e gestão da Agrária eventuais cursos, observou Selma. Segundo Mauro Vanz, este formato de educação é uma tendência sem volta. Há grandes empresas que fomentam a universidade por contar com colaboradores no mundo inteiro. Estamos nos antecipando a um cenário que tem surgido no Brasil. Entre as cooperativas, certamente estamos entre os primeiros, avaliou o gerente. Segundo Juan Canedo, o desenvolvimento contínuo do colaborador é fundamental. Sempre com o foco em melhorar a gestão da minha equipe. (KP) As escolas que irão compor a Agrária Universidade são: Escola de negócios de desenvolvimento de parceiros: objetiva a promoção da educação e desenvolvimento dos elos da cadeia: clientes, fornecedores e representantes. Escola de cidadania: visa a promoção da educação e desenvolvimento através de projetos inclusivos voltados ao público interno e comunidade. Centro de pesquisa: visa realizar parcerias com instituições de pesquisa e universidades para desenvolver projetos em conjunto podendo dar suporte para as demais escolas. Escola de líderes: visa a formação de gestores e sucessores. Escola dos diversos negócios: contemplará todos os negócios e serviços da cooperativa. Com o objetivo de promover a educação e desenvolvimento focado nas diferentes atividades da Agrária, garantindo o domínio do know how e a sustentabilidade de cada negócio. 5

6 WinterShow 2014 registra recorde de participação Por meio de uma densa programação de três dias, envolvendo palestras técnicas, informações de mercado, novidades tecnológicas e demonstrações de máquinas e equipamentos, o WinterShow 2014, realizado entre 14 e 16 de outubro, atingiu seu objetivo de grande difusor da excelência em cereais de inverno. Com isso, a 11ª edição também teve os números como destaque. O evento apresentou, ao todo, sete rodadas de apresentações de pesquisas em cada Estação FAPA, quatro palestras de convidados, 82 empresas expositoras e aproximadamente visitantes em um espaço de quase m². Como uma das principais ações desenvolvidas pela FAPA (Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária) e Agrária ao longo do ano, o WinterShow tornou-se referência nacional pela magnitude e qualidade. Ele passou a ser o evento institucional mais importante do ano, porque apresenta justamente o diferencial que a Agrária oferece, estando presente em toda a cadeia produtiva dos cereais de inverno, declarou o diretor presidente da Agrária, Jorge Karl. Fornecedores de insumos, produtores, agrônomos, pesquisadores, representantes de áreas comerciais e marketing, além de clientes, participaram do WinterShow, demonstrando, de acordo com o gerente agrícola da Agrária, André Spitzner, o empenho com o qual essa cadeia trata a produção cereais de cereais de inverno. O cooperado é o elo central da cadeia de produção e o WinterShow, com tudo o que oferece, é importante para consolidar a visão da cadeia como um todo, reforçou. A presença em peso de clientes das unidades de negócios foi um dos diferenciais da edição de 2014, na avaliação de Karl. Dessa forma, conseguimos mostrar a eles o que temos atualmente em campo, o que a pesquisa desenvolveu nos últimos anos e os resultados apresentados pelos cooperados, destacou. E se os clientes vêm, significa que têm interesse no nosso trabalho. Temos a visão de toda a cadeia, da pesquisa ao mercado, e o WinterShow é importante para mostrar isso aos clientes, acrescentou. Para Karl, as palestras técnicas dos pesquisadores da FAPA foram um dos pontos altos da edição deste ano. É difícil citar apenas um (destaque), mas as palestras das estações são muito bem focadas e importantes para o público em geral, avaliou. O WinterShow é a vitrine em que amostras das pesquisas realizadas pela FAPA são difundidas. Costumo dizer que os dias de campo, como o WinterShow, são oportunidades em que a FAPA abre as portas e mostra aos cooperados, à comunidade, um pouco de tudo aquilo que produz em tecnologias, completou o coordenador da FAPA, Leandro Bren. Em relação aos principais cereais de inverno, alguns dos enfoques em atual desenvolvimento e estudo por parte da fundação são os materiais genéticos de trigo que alcançam produtividades superiores e, na cevada, o lançamento da Embrapa em parceria com a FAPA da variedade BRS Korbel, que apresenta tolerância a oídio. Passaremos para um novo patamar de produtividade na cultura do trigo. As empresas estão trabalhando com materiais genéticos que conseguem obter produtividades superiores. Em curto espaço de tempo, chegar a kg/ha de trigo não será mais um diferencial, avaliou Bren. O WinterShow 2014 contou com o apoio da Caixa Econômica Federal, como patrocinador diamante, Oro Agri e Banco do Brasil como patrocinadores ouro, FMC como patrocinador prata e Sindicato Rural de Guarapuava, Seven Mitsubishi, Spraytec, Inquima, Augustin e Aeroímpar como patrocinadores bronze. (KK) 6

7 wintershow Aconteceu no WinterShow Confira os pontos altos da 11ª edição. Estande Agrária Além de empresas de produtos, máquinas agrícolas e serviços, o WinterShow contou com um estande institucional da Agrária. No espaço organizado pelo departamento de marketing da Cooperativa, cooperados e visitantes tiveram a oportunidade de se reunir e debater a cerca de palestras, da safra, das novidades tecnológicas, interagir com a equipe da Agrária e conhecer detalhes das unidades de negócio da Agrária e sua produção. Cada indústria da Cooperativa, além do Colégio Imperatriz, Fundação Semmelweis e Fundação Cultural Suábio-Brasileira, expôs informações e produtos, além de contar com representantes da área no estande. No segundo dia de evento, o espaço recebeu um café da manhã especialmente preparado aos visitantes. A medida foi aprovada pelo cooperado Andreas Milla. É uma forma de interagir entre cooperados, rever amigos, e essa troca de informações sempre é muito útil e válida, comentou. Estações FAPA As apresentações nas Estações FAPA trouxeram tecnologias desenvolvidas pela pesquisa em cevada, trigo, aveia, fertilidade de solos, mecanização agrícola, fitopatologia e entomologia. Além de dados e resultados, quem assistiu às palestras pode conferir na prática os ensaios nas parcelas da FAPA, observando a diferença entre cultivares, manejos e tecnologias. A cooperada Waltraut Mayer ressaltou que a lavoura do último ano enfrentou diversas doenças. Por isso, procurou a Estação de Fitopatologia. É importante porque aprendemos as novidades sobre quais inseticidas utilizar para eliminação de pragas e quais devem ser evitados, por exemplo. O cooperado Thomas Leh também conferiu as novidades expostas pelo WinterShow. Não sou mais um agricultor ativo, mas continuo sendo agricultor. Por isso, essas novidades me interessam. Em minha opinião, o WinterShow estava muito bom, analisou. Já o agricultor Altemir Hank ficou atento às informações repassadas nas palestras sobre técnicas de regulagens semeadoras. O WinterShow é uma oportunidade de aprimorar as práticas conhecidas, além de corrigir outros métodos utilizados na hora de semear. Na palestra são apresentados métodos que facilitam na hora do plantio e que às vezes a gente nem sabia. Todo conhecimento a mais vem pra ajudar, avaliou. O cultivo de vários grãos trata de uma tarefa complexa, por isso, a participação nas estações só vem agregar na produção, destacou o produtor Albert Balzer, que participou da Estação Fertilidade de Solos. Desfile e exposição de tratores antigos Na sexta-feira anterior ao início do WinterShow, dia 10, foi realizado o tradicional desfile de tratores antigos que abre a programação do evento. As máquinas, reformadas e conduzidas pelos membros do TAER (Tratores Antigos Entre Rios) seguiram até os campos da FAPA, onde ficaram em exposição durante os três dias de WinterShow, atraindo os olhares dos visitantes. 7

8 wintershow Palestras de convidados Em quatro oportunidades, os visitantes do WinterShow 2014 puderam conferir falas de palestrantes convidados. Confira o que eles abordaram! Agronegócio Eliane Mattioli Alves de Sousa, engenheira agrônoma e consultora da presidência da Caixa Econômica Federal, fez um panorama do atual cenário do agronegócio no Brasil e apresentou as influências da produção e do mercado agrícola americanos e europeus. A palestrante demonstrou a importância da área, revelando que, no Brasil, o agronegócio é responsável por 21% do PIB (Produto Interno Bruto), por 37% dos empregos no país e, representando 41% das exportações brasileiras, é o principal agente para o superávit da balança comercial. Atitudes vencedoras Com sua palestra, o economista e escritor Carlos Hilsdorf envolveu o público do WinterShow. Em meio a aplausos, risadas e momentos de profundo silêncio para reflexão, a apresentação abordou o comportamento humano e, focado no agronegócio, explicou como tomar as atitudes certas, sendo que, muitas vezes, os problemas que surgem não são em decorrência de seus atos, mas sim de forças da natureza. A história dos Suábios do Danúbio foi apontada como exemplo de superação pelo palestrante. O herói de verdade é o ser humano comum que faz coisas incomuns. É aquele que sai de uma situação, a enfrenta, retorna transformado por ela e divide com as outras pessoas o que aprendeu. Assim foi com os antepassados que vieram para cá e fundaram toda essa história, ressaltou. Por fim, Hilsdorf destacou a importância do cooperativismo na superação de desafios. Sistema de sucessão trigo/soja Conduzido pelo pesquisador de trigo da FAPA, Juliano de Almeida, o painel Desafios para maximizar a produtividade e rentabilidade em sucessão trigo/soja expôs pesquisas, tecnologias e as características deste sistema de produção. Os pesquisadores João Leonardo Pires, da Embrapa Trigo, Vitor Spader, da FAPA e Fabiano Paganella, da Plantec, abordaram os estudos realizados em cada instituição acerca do tema. O cooperado da Agrária, Alessandro Illich, trouxe ao público a visão do produtor rural em relação à sucessão das duas culturas. Informatização O diretor de agronegócio do SAP para a América Latina, o agrônomo Cláudio Lot, palestrou sobre a tecnologia da informação na gestão do agronegócio. Ele enfatizou ao público a importância da informatização e integração de sistemas para mais agilidade e rapidez na tomada de decisões. Para Lot, aplicativos que auxiliam na gestão da propriedade rural já estão sendo usados por produtores rurais e se tornarão cada vez mais acessíveis. Os produtores que estarão conectados, integrados aos sistemas de suas cooperativas, por exemplo, terão muitas facilidades, afirmou. 8

9 wintershow Cobertura O WinterShow 2014 contou, além da cobertura realizada pela equipe de assessoria de imprensa da Cooperativa, com a participação de diversos veículos da imprensa local, estadual e nacional. O Canal Rural, emissora dedicada ao agronegócio, contou com um caminhão/estúdio instalado no evento para veicular boletins diários na televisão. A cobertura completa do evento realizada pela assessoria de imprensa da Agrária com apoio de estudantes de comunicação e da Coordenadoria de Comunicação da Unicentro pode ser acompanhada pelo site ou www. agraria.com.br. As matérias produzidas por veículos externos poderão concorrer à segunda edição do Prêmio Franz Jaster de Comunicação, que conhece seus vencedores no final de novembro. Campanha Plante seu futuro Com uma mesa composta pelo secretário estadual de agricultura, Norberto Ortigara, juntamente com o diretor presidente da Agrária, Jorge Karl, o prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho, o secretário executivo da campanha, José Tarciso Fialho, o diretor presidente da IAPAR (Instituto Agronômico do Paraná), Florindo Dalberto, o diretor presidente da EMATER (Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural), Rubens Niederheitmann, bem como o representante da Ocepar, Silvio Krinski, e o representante da FAEP (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), Anton Gora, foi realizado um balanço do Plante seu futuro. A campanha permanente visa difundir o uso efetivo e continuado de boas práticas de manejo integrado no campo em todo o território paranaense. Segundo Ortigara, o WinterShow foi escolhido para a divulgação da campanha por representar um dos ambientes de maior competência da agricultura brasileira. Dinâmica de máquinas A demonstração do desempenho de máquinas agrícolas no campo e a possibilidade de realização do test drive dos equipamentos foram, mais uma vez, diferenciais do WinterShow. A dinâmica apresentou 14 máquinas possibilitando aos produtores conferir atributos e desempenho. A iniciativa é ímpar no Brasil e foi implementada a partir da experiência de grandes feiras agrícolas realizadas fora do país. Degustação de cervejas Em conjunto, Agrária e Ambev realizaram uma degustação de cervejas especiais que reuniu cooperados, expositores e visitantes do WinterShow. Uma equipe da indústria de bebidas formada por Alberto Sun, Sérgio Rodriguez, Laura Gomes Aguiar e Anna Sophie Hager, interagiu com o público servindo e apresentando as principais características de diversos rótulos, além de harmonizações com aperitivos. Palestra sobre Cerveja Em duas oportunidades o assistente técnico comercial da Agrária Malte, Alexander Weckl, apresentou uma palestra sobre a originação de insumos, processo de malteação, produção de cerveja e escolas e estilos cervejeiros. Além disso, conduziu uma breve degustação da bebida entre os participantes da palestra. Expositores A 11ª edição do WinterShow foi marcada por recorde no número de empresas expositoras. Ao todo, 82 estandes de parceiros levaram aos visitantes novidades, tecnologias, produtos e serviços relacionados ao agronegócio como um todo e, especificamente, a cereais de inverno. 9

10 A farinha das melhores receitas: campanha da Especialíssima tem lançamento de livro e comercial premiado Os analistas Rodrigo e Rafaela criaram a estratégia e executaram a campanha de comunicação integrada de marketing Em outubro, a estratégia de comunicação integrada de marketing desenvolvida para a farinha Especialíssima obteve dois grandes destaques. Além do lançamento do Livro de Receitas, um dos comerciais de televisão que integram o conjunto de ações de divulgação alcançou a segunda colocação na 6ª edição do Prêmio GRPCOM de Criação (confira no box ao lado). Lançada em maio de 2014, a campanha foi criada e executada pelo departamento de marketing da Agrária, em uma estratégia conjunta entre as áreas de comunicação e negócio e produtos, desenvolvida pelos analistas Rodrigo Roman e Rafaela Lacerda. A operacionalização foi realizada pela agência Arkétipo Agrocomunicação, de Guarapuava. A abordagem é orientada por uma diretriz racional embasada no conceito central: evidenciar que o produto é uma farinha de alta per- formance e, por isso, quem mais entende de farinhas indica e elabora suas receitas com Especialíssima. As melhores casas gastronômicas de Guarapuava e região são clientes da Agrária Farinhas e utilizam a Especialíssima em suas preparações. Exploramos este fato para provocar no consumidor o seguinte questionamento: se quem mais entende de farinhas usa Especialíssima, então por que eu ainda não a utilizo?, ressaltou Rafaela. Projetamos dois ganhos: conquistar novos clientes e aumentar o share of mind do produto Premium do nosso portfólio, completou. Assim, sob o mote A farinha das melhores receitas, o plano estratégico de comunicação e marketing do produto é composto por diversas peças midiáticas e ações integradas. Foram realizadas desde comunicações em pontos de venda, com ações de degustação, até VTs, cards colecionáveis, flâmulas, outdoors, publicações em revistas e jornais, por exemplo, sublinhou a analista. Para isso, mestres de quatro cozinhas de referência participaram da produção dos materiais de divulgação da campanha: Miyuki Yamaguti, da Panificadora Royalle, Ronaldo Boese, do Van Gogh Gastronomia, Rosangela Silvestri Haenisch, do restaurante Dom Nuñez, e Luiz Carlos Pedroso, da pizzaria Bona Bonnye. Esses clientes usam e gostam do produto, isso é qualidade percebida, sublinhou Roman. A campanha alia um conjunto de ações integradas, envolvendo vários departamentos e pessoas. Com isso, conseguimos otimizar os resultados de venda da farinha e o fortalecimento da marca, acrescentou. Em maio, mês em que a estratégia passou a ser implantada, o volume de vendas registrou um incremento de 35%. E os bons números vêm se mantendo ao longo do ano, refletindo, inclusive, em outros produtos do portfólio da Agrária Farinhas. As ações foram desdobradas para que a campanha fique dois anos em vigor, então, mais novidades vêm por aí, concluiu Rafaela. (KK) Entre os quatro comerciais de televisão que compõem a campanha da Especialíssima, o VT estrelado por Miyuki Yamaguti, da Panificadora Royalle, foi condecorado com a medalha de prata na categoria Produtos e Serviços da 6ª edição do Prêmio GRPCOM de Criação regional Guarapuava, promovido pela RPC TV. No vídeo premiado, a confeiteira mostra uma de suas especialidades, as Carolinas de Creme preparadas com Especialíssima, e recomenda a utilização da farinha para a receita. A premiação foi recebida pela Agência Arkétipo Agrocomunicação, que operacionalizou o projeto estrategiado pelo departamento de marketing da Agrária. Em todo o estado, a edição 2014 do Prêmio GRPCOM de Criação teve a participação de 96 agências e 842 materiais inscritos. Como as melhores receitas são feitas com Especialíssima, algumas delas foram reunidas no Livro de Receitas da Agrária Farinhas. A publicação, que é uma das ações compreendidas pela campanha, foi lançada oficialmente no programa Destaque, da Rede Massa, com a participação de Miyuki, que demonstrou aos espectadores a preparação do Biscoito Especialíssima. As 132 páginas trazem receitas de biscoitos, pães, massas, salgados e doces testados na padaria experimental da Agrária Farinhas e escolhidas especialmente para os consumidores. O livro pode ser adquirido por R$ 50 na Boutique Agrária, através do departamento de marketing da Cooperativa. 10

11 Safras de inverno e verão: perspectivas do plantio à colheita A safra de inverno 2014 chega à fase final com perspectivas positivas, apesar de abaixo do esperado inicialmente. A inconstância climática, com excesso de chuvas e longos períodos de estiagem, reduziu o potencial produtivo dos cereais. Por outro lado, esses fatores adiantaram a colheita em cerca de dez dias, favorecendo o plantio da soja no seu período ideal. O milho, por sua vez, poderá contar com chuvas mais bem distribuídas a partir de janeiro, contudo a cultura tem sofrido com incidências de lagarta do cartucho. Veja as previsões para as safras de inverno e verão até o fechamento desta edição (em 10 de novembro): Safra de Verão Enquanto a safra de inverno é colhida, o milho já desponta nos campos dos cooperados Safra de Inverno Dois períodos de chuva completamente fora da curva deixaram marcas na safra de inverno O mês de junho tornou-se o segundo mais chuvoso desde 1976, quando teve início a série histórica da estação meteorológica do Simepar/ FAPA: foram 579,4 mm. O mês de setembro não deixou por menos, ao fechar com 324,2 mm quinto maior registro para o período, em 38 anos. Veranicos severos também bateram recordes. O ano de 2014 teve o outubro mais quente da série histórica da FAPA, com 27,5 C de máxima média e pico de 34,8 C sem falar nos 59,6 mm de chuva, segundo registro mais baixo para o mês, deste No começo da safra tínhamos um potencial de lavoura superior ao de 2013, mas com os vários acontecimentos ao longo do ciclo, houve redução do potencial produtivo, avaliou o coordenador da assistência técnica da Agrária, Leandro Bren. A alternância de chuva e calor também favoreceu o aparecimento de doenças folheares, com controle dificultado pelos períodos de precipitações, especial- mente no final de setembro. A incidência de geadas esteve abaixo do normal, com apenas uma temperatura negativa registrada durante todo o inverno: - 1,5 C, em 1º de julho. O fato favoreceu a aveia, possibilitando a colheita da cultura, com boa produtividade, apesar do preço baixo. A expectativa atual aponta uma colheita média dos cooperados da Agrária de kg nos ha de cevada e de kg nos ha de trigo. Abaixo dos recordes alcançados em 2013: kg/ha e kg/ha, de cevada e trigo, respectivamente. Mas bem acima da quebra de safra de Pai e filho, os cooperados Heinrich e Sigmund Stader trabalham juntos e estimam produtividade média próxima a kg/ha de cevada. Até aqui a safra está sendo muito boa, temos produtividade e qualidade altas, avaliou Heinrich Stader, durante a colheita, no final de outubro. O plantio na época preferencial, em junho, foi determinante, observou Sigmund. Plantamos no momento certo e tivemos sorte nesse ano. Com a antecipação da colheita dos cereais de inverno, ocasionada pelas condições climáticas, o plantio de soja poderá ocorrer mais próximo da primeira quinzena de novembro, elevando seu potencial produtivo. Embora na pesquisa tenhamos diminuído a diferença de produtividade entre plantio do cedo e do tarde ao longo dos anos, com cultivares adaptadas, a maior concentração de safra até o período de 15 de novembro faz com que tenhamos uma produtividade maior. Já o milho, plantado em setembro, tem sofrido ação da lagarta do cartucho. Preocupa o ataque severo de lagarta do cartucho, que está consumindo os pés de milho e estamos perdendo estande. As tecnologias BT perderam basicamente sua eficiência, com exceção das novas que estão entrando, observou Bren. Com isso, o número de aplicações de inseticidas está superando o que havia sido reservado. Mas essa tendência pode se reverter, uma vez que para o ano que vem há previsão de chuvas regulares, devido ao fenômeno El Niño, o que até o momento ainda não aconteceu, concluiu Bren. (KP) Heinrich e Sigmund Stader: trabalho conjunto trouxe produtividade e qualidade elevadas para a atual safra de inverno 11

12 FOTO COOPERATIVA I Exposição Foto Cooperativa tem início em dezembro A edição de novembro e dezembro da Foto Cooperativa é a última de Ao todo, 31 imagens enviadas por colaboradores e cooperados foram publicadas ao longo do ano. Essas fotos, juntamente com as três desta edição, farão parte da I Exposição Foto Cooperativa, promovida pela assessoria de imprensa da Agrária. A abertura será realizada no dia 1º de dezembro, juntamente com o Café com Cooperado, no hall da assistência técnica. As fotos ficarão expostas durante cerca de um mês. Em 2015, a Foto Cooperativa continuará a colorir as páginas do Informativo. Para participar, envie-nos sua imagem, com nome do autor e breve descrição, para os seguintes endereços: e A aquarela no céu, proporcionada pelo anoitecer, colore o panorama da plantação captado pela colaboradora Anna Betina Stemmer (departamento de Logística) O colaborador Cesar Caldeira Pierobom (Agrária Nutrição Animal) também eternizou as cores do céu da primavera de Entre Rios, aliadas à marca registrada da região: o pinheiro magistral. O close do pé de trigo contra o por do sol inspirou o colaborador Saulo Muzzolon Dufech (departamento de TI) 12

13 kkkk Projeto Excelência inicia treinamento de usuários finais A implantação da primeira onda do Projeto Excelência chegou à quarta fase: Preparação Final. Nessa etapa ocorrem as capacitações dos usuários finais, elaboração dos perfis de acesso com logins e senhas, além da preparação do ambiente SAP que será utilizado em produção, ou seja, instalação em todos os terminais que utilizarão o SAP na Agrária a partir de 5 de janeiro de Como um dos procedimentos mais relevantes e que impactam diretamente no sucesso do projeto, o treinamento dos colaboradores da Cooperativa ocorre entre 10 de novembro de 2014 e 2 de janeiro de Com todos os usuários que utilizarão o SAP na Agrária mapeados, a capacitação é gerida pela equipe de gestão de mudanças do Projeto. Para a implementação da Onda 01, aproximadamente 800 colaboradores estão participando de cursos. O objetivo é que todos estejam preparados para a melhor utilização do SAP e garantir uma implantação mais tranquila e evitar os problemas conhecidos que podem ocorrer nessa fase explicou o gestor Bruno Edgard Oliveira. Os usuários-chave do projeto têm papel importante nos treinamentos: são eles os autores dos materiais didáticos, como apostilas eletrônicas, avaliações e testes. Além disso, passaram por capacitação técnica e comportamental para tornarem-se também instrutores dos cursos, esclarecendo duvidas técnicas e de processo em sala de aula, por exemplo. Os colaboradores em capacitação são avaliados, sendo necessário atingir pontuação mínima de 80% e 100% de presença. Aos que não atingirem pontuação ou frequência mínima, serão automaticamente convocados para um reforço, enfatizou Oliveira. De acordo com o gestor, este é o momento em que os instrutores do projeto têm como objetivo principal capacitar todos os usuários finais, garantindo a capacitação, conhecimento e inserção do SAP na nova realidade de trabalho dos colaboradores Agrária. Por isso, contamos com a colaboração e participação de todos os usuários finais convocados e o apoio integral de todos os gestores, finalizou. (KK) Equipe de GMO (gestão de mudança organizacional) Jéssica Scherer: Comunicação (Agrária) Formatos dos treinamentos Rosmeiri Ferraz: Treinamento (Agrária) Presencial: Cursos interativos dentro do ambiente SAP em que os usuários têm acesso ao ERP juntamente com o instrutor. Workshop: Cursos interativos dentro do ambiente SAP sem acesso ao ERP, em que apenas a projeção será visualizada. Modalidade aplicada a cursos de curta duração e grande abrangência de usuários. Online: Cursos interativos com passo a passo eletrônico e sem necessidade de comparecer à sala de aula. Podem ser realizados nas próprias estações de trabalho do colaborador. Navegação básica: Curso online e pré-requisito para os demais treinamentos. Fornece uma visão geral do SAP e maior confiança no manuseio da ferramenta integrada. É realizado na própria estação de trabalho do colaborador. Bruno Edgard Oliveira: Gestor de Mudanças Organizacionais (Atos Consultoria) Em caso de dúvidas, contate a equipe pelo ou pelo ramal

14 fatos e notas Depois de auditoria realizada no final de outubro, cinco departamentos da gerência administrativa e financeira da Cooperativa Agrária receberam a certificação ISO Com os departamentos de controladoria, planejamento orçamentário, financeiro, jurídico e serviços corporativos certificados, toda a gerencia administrativa e financeira da Agrária passou a contar com o selo de qualidade. A área de tecnologia de informação, que pertence à mesma gerência, seguiu um cronograma diferenciado devido às atividades do Projeto Excelência, e já havia sido certificada em março. A certificação ISO 9001 é de suma importância, pois é a validação de requisitos de diversos serviços prestados, sempre prezando pela qualidade e melhoria contínua, destacou o gerente Walter Galvan. Em 2013, a gerência de gente e gestão foi a primeira da Agrária a receber a ISO A certificação nesta norma internacional de padronização é uma diretriz de todos os setores de prestação de serviços da Cooperativa e pretende ser implantada em mais quatro áreas até o final de No último dia 6, a Agrária Farinhas recebeu a confirmação de certificação na FSSC Food Safety Management System, após auditoria realizada no início de outubro. O esquema de certificação é reconhecido pelo GFSI (Global Food Safety Iniciative) e reflete a credibilidade e qualidade da produção das empresas que a portam. Queremos estender os nossos agradecimentos a todas as pessoas e áreas de apoio que se empenharam e contribuíram para este sucesso, afirmou o coordenador industrial da Agrária Farinhas, Rudolf Gerber. A FSSC é um esquema de certificação completo para sistemas de gestão da segurança dos alimentos. É baseada na ISO 22000, a norma global para a gestão de sistemas de segurança dos alimentos. As principais melhorias implementadas na planta industrial foram relacionadas a controle de acesso, monitoramento das linhas de processo por câmeras, política para vidros e acrílicos, política de alergênicos, melhorias no plano de pré-requisitos, com controles de boas práticas de fabricação e de pragas criteriosas. A construção da Torre de Maceração e Germinação da Maltaria III contou com grande evolução ao longo das últimas semanas. Uma equipe de aproximadamente 160 funcionários trabalha durante o dia e à noite. No último dia 5 foi concluída a primeira etapa, na qual a obra civil da torre alcançou a altura de 41,30 m. A segunda etapa do deslizamento da torre chegará à altura de 73,45 m, com início previsto para dia 17 de novembro e conclusão no dia 4 de dezembro. O deslizamento das paredes externas da Estufa V, bem como a laje de cobertura já foram finalizados. Segundo o departamento de Projetos da Agrária, o andamento da obra está dentro do cronograma. O Café com Cooperado, realizado no último dia 27 de outubro, comemorou novamente os aniversariantes do mês e integrou colaboradores e a diretoria aos cooperados presentes. Na foto, representando os demais aniversariantes (da esq. p/ dir.): Rudolf Abt, Marcos Antônio Thamm e José Pastal, acompanhados pelo vice presidente Manfred Majowski 14

15 fatos e notas Ao longo de quatro dias, os moradores de Entre Rios, bem como os de Guarapuava e região tiveram a oportunidade de vivenciar mais uma Festa da Cevada. O programa cultural, realizado no dia 9, enfatizou as tradições suábias enraizadas em Entre Rios e conservadas até hoje por meio da Fundação Cultural Suábio-Brasileira. Nos dois dias seguintes, no Pahy Centro de Eventos, foi realizada a tradicional Peixada com Baile Suábio. O encerramento da Festa da Cevada ocorreu no domingo. No almoço típico foram servidos o tradicional Gulasch e estrogonofe, no Colégio Imperatriz Dona Leopoldina, na Colônia Vitória. No dia 25 de outubro, a FCSB (Fundação Cultural Suábio-Brasileira) promoveu um programa de canto e dança com o Coral do Centro de Cultura Alemã, de Jaraguá do Sul, e o grupo de danças folclóricas de Gladenbach, na Alemanha. O coral catarinense contou com a apresentação de 35 homens e mulheres, dirigidos pela maestrina Denise Mohr. O grupo foi fundado com a finalidade de difundir e preservar a cultura dos países de língua germânica em Já o grupo de danças folclóricas alemão, fundado em 1963, se estabeleceu na preservação de tradições. Atualmente, é composto por aproximadamente 250 dançarinos de diferentes faixas etárias, acompanhados por uma banda de oito membros. Ao todo, 25 dançarinos se apresentaram em Entre Rios. No último dia 31, foi realizada cerimônia em memória aos 70 anos da expulsão e fuga dos Suábios do Danúbio de sua pátria, no Sudeste da Europa. Essa página da história se iniciou em 20 de outubro de 1944 e resultou em expulsões, perseguições e morte de grande parte dos suábios que não teve possibilidades de fugir. Para relembrar o sofrimento e prestar homenagem às vitimas, a Fundação Cultural Suábio-Brasileira, grupos culturais, o padre Jackson Tozetto e o pastor Ari Kaefer realizaram cerimônia no Centro Cultural Mathias Leh. Expediente O tem como objetivo divulgar fatos relevantes da Cooperativa Agrária Agroindustrial. É produzido e publicado mensalmente pela equipe de jornalistas da assessoria de imprensa da Agrária: Klaus Pettinger (KP), jornalista responsável, e Katrin Korpasch (KK). Os pontos de vista expressos por pessoas entrevistadas e/ou artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da Agrária. Tiragem: 800 Exemplares. Diagramação: Arkétipo Agrocomunicação - - Direção de Arte: Roberto Niczay. Impressão: Gráfica Positiva e Editora Cascavel PR. Cooperativa Agrária Agroindustrial. Fundação: 5 de maio de Endereço: Pça. Nova Pátria s/no, Colônia Vitória Entre Rios Guarapuava (PR) CEP Contatos: (42) Visite nosso site:

16

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS:

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: EDIÇÃO 12 ANO IV (11) 3648-4700 / (21) 3161-8600 www.pacer.com.br Informativo Julho/ Agosto/ Setembro 2015 PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: 10 ANOS PACER:

Leia mais

OPORTUNIDADE: Associar sua marca a uma das maiores vitrines de negócio do Cerrado Brasileiro. PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 24 a 27 de março de 2015

OPORTUNIDADE: Associar sua marca a uma das maiores vitrines de negócio do Cerrado Brasileiro. PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 24 a 27 de março de 2015 SHOW SAFRA BR 163 O Show Safra BR163 é idealizado pela Fundação Rio Verde para ser uma feira de novas tecnologias com foco comercial e ainda abre espaço para discussões de temas técnicos, políticos, sociais

Leia mais

MANUAL DE TRANSIÇÃO DE MARCA

MANUAL DE TRANSIÇÃO DE MARCA MANUAL DE TRANSIÇÃO DE MARCA Mudança da Marca e Posicionamento Esse boletim explicativo tem o objetivo de esclarecer suas dúvidas sobre a nova marca Evolua e de que forma ela será útil para aprimorar os

Leia mais

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios Você é nosso convidado para participar

Leia mais

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Guia Fundamental para Gestão de Qualidade em Serviços Objetivo Capacitar os participantes a interpretarem os requisitos da Norma ISO 9001:2008, relacionados aos

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO COM FOCO EM COMPETÊNCIAS:

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO COM FOCO EM COMPETÊNCIAS: AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO COM FOCO EM COMPETÊNCIAS: Implantação do sistema de Avaliação de Desempenho com Foco em Competências no Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região Belém PA 2013 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

CONECTADOS POR UM MUNDO MELHOR WWW.PELISSARI.COM Nº11 2016

CONECTADOS POR UM MUNDO MELHOR WWW.PELISSARI.COM Nº11 2016 WWW.PELISSARI.COM Nº11 2016 EDITORIAL FIQUE POR DENTRO FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA PELISSARI! Agora você pode acompanhar ainda mais de perto o nosso dia-a-dia. Confira as novidades: Formato

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

Feliz daquele que entende que é. preciso mudar muito para continuar! sempre o mesmo.! Dom Helder Câmara!

Feliz daquele que entende que é. preciso mudar muito para continuar! sempre o mesmo.! Dom Helder Câmara! Feliz daquele que entende que é preciso mudar muito para continuar! sempre o mesmo.! Dom Helder Câmara! E M N Ú M E R O S! A D E M A N D A! Devido a demanda das empresas afiliadas à ABRAEL pelo Curso,

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO * César Raeder Este artigo é uma revisão de literatura que aborda questões relativas ao papel do administrador frente à tecnologia da informação (TI) e sua

Leia mais

As partes interessadas incluem todos os membros da equipe de projetos, assim como todas entidades interessadas, tanto externas quanto internas; Cabe

As partes interessadas incluem todos os membros da equipe de projetos, assim como todas entidades interessadas, tanto externas quanto internas; Cabe Aula 04 1 2 As partes interessadas incluem todos os membros da equipe de projetos, assim como todas entidades interessadas, tanto externas quanto internas; Cabe ao gestor de projetos compreender e gerenciar

Leia mais

Título do Case: Programa ELOS - Cliente e Colaborador como uma só corrente. Categoria: Projetos Internos Tema: Pessoas

Título do Case: Programa ELOS - Cliente e Colaborador como uma só corrente. Categoria: Projetos Internos Tema: Pessoas 1 Título do Case: Programa ELOS - Cliente e Colaborador como uma só corrente. Categoria: Projetos Internos Tema: Pessoas RESUMO A empresa vivia um cenário claro de desequilíbrio na gestão empresarial e

Leia mais

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores Levar todas as informações decisivas da empresa, de forma rápida e simples; jornalmural divulgar aos colaboradores conceitos e informações funcionais e institucionais; reconhecer o trabalho das áreas e

Leia mais

Gerência de Comunicacão

Gerência de Comunicacão Gerência de Comunicacão Quem somos? Representação política e institucional Representação sindical Educação cooperativista, promoção social e monitoramento Gecom Marketing Publicidade e propaganda Assessoria

Leia mais

Edital de Seleção. Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário. (Turma 2015)

Edital de Seleção. Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário. (Turma 2015) Edital de Seleção Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário (Turma 2015) Belém Pará Novembro de 2014 Realização Página 2 de 9 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 4 3.

Leia mais

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 1 EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 NADINE WASSMER TREINA E-LEARNING treina@treina.com.br ROSANA GOMES CONTEÚDOS E HABILIDADES EDUCAÇÃO CORPORATIVA DESCRIÇÃO DE PROJETO

Leia mais

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean Paulo Cesar Brito Lauria Muitas empresas têm se lançado na jornada de implementar a filosofia lean nas últimas décadas. No entanto, parece que

Leia mais

Perguntas e respostas Mais Qualidade

Perguntas e respostas Mais Qualidade Perguntas e respostas Mais Qualidade O que é o Programa Mais Qualidade? O Mais Qualidade é um programa da Bayer CropScience que tem como objetivo a obtenção de frutas com qualidade superior. Tudo isso

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...02 1. OBJETIVO INSTITUCIONAL...03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS...04 3. LINHAS DE ATUAÇÃO...05 3.1 Projetos prioritários...05 3.2 Projetos que não podem ser patrocinados...05 4. ABRANGÊNCIA...06

Leia mais

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores.

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. MÍDIA KIT 2016 A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. PÚBLICO-ALVO Profissionais de RH, presidentes, vice-presidentes e executivos com papel

Leia mais

30 DE JUNHO A 04 DE JULHO/2015 UBERABA - MG

30 DE JUNHO A 04 DE JULHO/2015 UBERABA - MG 30 DE JUNHO A 04 DE JULHO/2015 UBERABA - MG A MEGALEITE é uma exposição que proporciona oportunidades para conhecer os avanços das pesquisas, a troca de experiências e informações, em conjunto com a visibilidade

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais Jorge Bassalo Strategy Consulting Sócio-Diretor Resumo O artigo destaca a atuação da em um Projeto de Implementação de um sistema ERP, e o papel das diversas lideranças envolvidas no processo de transição

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Projeto Sua Escola na Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Projeto Sua Escola na Feevale ANEXO 04 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Projeto Sua Escola na Feevale 1.1. Histórico da Prática Eficaz Na busca pela excelência e qualidade de ensino, a Universidade Feevale

Leia mais

Treinamento de Crise: simulações para lidar com situações reais

Treinamento de Crise: simulações para lidar com situações reais POP 2008 Relações Públicas na Gestão de Crise Resumo Treinamento de Crise: simulações para lidar com situações reais Bayer CropScience Desafio Preparar executivos para agir de forma organizada, ágil e

Leia mais

Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC

Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC Elisabeth Gomes elisabeth.gomes@sbgc.org.br Diretora de relações com o governo - SBGC 2º Fórum de Gestão

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA Líderes eficazes devem encontrar maneiras de melhorar o nível de engajamento, compromisso e apoio das pessoas, especialmente durante os períodos

Leia mais

Sicredi aprimora monitoramento de data center com o CA Data Center Infrastructure Management

Sicredi aprimora monitoramento de data center com o CA Data Center Infrastructure Management CUSTOMER SUCCESS STORY Sicredi aprimora monitoramento de data center com o CA Data Center Infrastructure Management PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços Financeiros Empresa: Sicredi Funcionários: 12.000+

Leia mais

IMPLANTAÇÃO E TREINAMENTO NO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS ESTUDO DE CASO

IMPLANTAÇÃO E TREINAMENTO NO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS ESTUDO DE CASO 503 IMPLANTAÇÃO E TREINAMENTO NO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS ESTUDO DE CASO Christina Garcia(1); Franciane Formighieri(2); Taciana Tonial(3) & Neimar Follmann(4)(1) Acadêmica do 4º Ano do Curso de

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil P e s q u i s a d a F u n d a ç ã o G e t u l i o V a r g a s I n s t i t u t o d e D e s e n v o l v i m e n t o E d u c a c i o n a l Conteúdo 1. Propósito

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

A comunicação eficaz é tão estimulante como um café preto e tão difícil quanto dormir depois...

A comunicação eficaz é tão estimulante como um café preto e tão difícil quanto dormir depois... A comunicação eficaz é tão estimulante como um café preto e tão difícil quanto dormir depois... livro Comunicação Interpessoal Empresas investem cada vez mais no desenvolvimento de pessoas e processos

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROJETO PÚBLICO ALVO

APRESENTAÇÃO DO PROJETO PÚBLICO ALVO SUMÁRIO 4 APRESENTAÇÃO DO PROJETO 6 JUSTIFICATIVA 7 OBJETIVOS 7 PÚBLICO ALVO 8 HISTÓRICO DO EVENTO 12 EMPRESAS E INSTITUIÇÕES PARCEIRAS APRESENTAÇÃO DO PROJETO Foto 1: Vista aérea do evento A Expoarroz

Leia mais

A feira. O maior evento mundial do setor sucroenergético. 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil

A feira. O maior evento mundial do setor sucroenergético. 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil Resultados Fenasucro 2014 A feira 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil O maior evento mundial do setor sucroenergético O setor sucroenergético do Brasil já

Leia mais

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE realizou, em outubro, o primeiro prognóstico para

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME 1. O PRÊMIO O Prêmio ESTADÃO PME é uma iniciativa pioneira e única do Grupo Estado e tem como objetivos valorizar as melhores histórias de pequenas e médias empresas e estimular

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

Engajamento com Partes Interessadas

Engajamento com Partes Interessadas Instituto Votorantim Engajamento com Partes Interessadas Eixo temático Comunidade e Sociedade Principal objetivo da prática Apoiar o desenvolvimento de uma estratégia de relacionamento com as partes interessadas,

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro Gerenciamento de Projetos Douglas Farias Cordeiro Conceito de Organização Uma organização pode ser descrita como um arranjo sistemático, onde esforços individuais são agregados em prol de um resultado

Leia mais

Corpo e Fala EMPRESAS

Corpo e Fala EMPRESAS Corpo e Fala EMPRESAS A Corpo e Fala Empresas é o braço de serviços voltado para o desenvolvimento das pessoas dentro das organizações. Embasado nos pilares institucionais do negócio, ele está estruturado

Leia mais

Apresentação Institucional IEL/SC

Apresentação Institucional IEL/SC Apresentação Institucional IEL/SC Natalino Uggioni Joaçaba, 12 de Maio de 2014 IEL NO BRASIL O Sistema Indústria Presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, o Sistema Indústria é composto

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

grandes profissionais.

grandes profissionais. Soluções e Equipamentos para Controle Térmico Negócios empresariais, o resultado dos grandes profissionais. Relação entre pessoas geram negócios empresariais O termo (B2B - business to business em inglês)

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo:

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo: Perguntas e respostas sobre gestão por processos 1. Gestão por processos, por que usar? Num mundo globalizado com mercado extremamente competitivo, onde o cliente se encontra cada vez mais exigente e conhecedor

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DOS CURSOS DE DESENVOLVIMENTO DE SERVIDORES PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS 1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes 1 PNQS 2012 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão Conselho de Clientes Setembro 2012 ORGANOGRAMA 2 PRESIDÊNCIA ASSESSORIAS 1 2 3 4 5 ORGANIZAÇAO

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

REGULAMENTO. As empresas podem inscrever um ou mais Cases, nas seguintes categorias:

REGULAMENTO. As empresas podem inscrever um ou mais Cases, nas seguintes categorias: REGULAMENTO 1. O PRÊMIO O PRÊMIO SMART, regido por este regulamento, tem como objetivo distinguir e reconhecer as melhores práticas de relacionamento com o cliente em Utilities e Telecom: Energia Elétrica,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário XXI EDIÇÃO DO CONGRESSO FENABRAVE TERMINA COM PREVISÃO OTIMISTA PARA

Leia mais

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão Desenvolve Minas Modelo de Excelência da Gestão O que é o MEG? O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) possibilita a avaliação do grau de maturidade da gestão, pontuando processos gerenciais e resultados

Leia mais

Um ano de farta colheita

Um ano de farta colheita Um ano de farta colheita Estamos muito felizes, pois o trabalho que realizamos em 2012 rendeu uma farta colheita, como demonstramos neste balanço: o Balanço de Atividades ANDEFedu de 2012. Além de palestras

Leia mais

Editorial. Plano de Melhoria Contínua promete mudanças positivas na OnSet

Editorial. Plano de Melhoria Contínua promete mudanças positivas na OnSet Informativo 2013 Índice Editorial - Pág. 1 Novas Contratações - Pág. 2 Aniversariantes - Pág. 3 TI e Telecom na Mídia - Pág. 4 News OnSet - Pág. 5 Eu faço a OnSet - Pág. 7 Editorial Plano de Melhoria Contínua

Leia mais

Criando Oportunidades

Criando Oportunidades Criando Oportunidades Clima, Energia & Recursos Naturais Agricultura & Desenvolvimento Rural Mercados de Trabalho & Sector Privado e Desenvolvimento Sistemas Financeiros Comércio & Integração Regional

Leia mais

Ana Paula Noronha Lucinei Dione Calgaro Consultora em Administração de Projetos e Relatoria Contrato de Repasse: Nº 322.763-36/2010/MDA/CAIXA

Ana Paula Noronha Lucinei Dione Calgaro Consultora em Administração de Projetos e Relatoria Contrato de Repasse: Nº 322.763-36/2010/MDA/CAIXA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TÉCNICO ESPECIALIZADO, MODALIDADE DE CONSULTORIA POR PRODUTO, COM FOCO NA ADMINISTRAÇÃO DE PROJETOS DE CONTRATO DE REPASSE, COM ATUAÇÃO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, NA CIDADE DE

Leia mais

REGULAMENTO. 1º - Serão aceitos projetos inovadores desenvolvidos em 2009 e 2010, e que já estejam no mercado por um período mínimo de 6 meses.

REGULAMENTO. 1º - Serão aceitos projetos inovadores desenvolvidos em 2009 e 2010, e que já estejam no mercado por um período mínimo de 6 meses. REGULAMENTO APRESENTAÇÃO Art. 1º O Prêmio de Nacional de Inovação na Indústria, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Movimento Brasil Competitivo (MBC), com o apoio da Financiadora

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL Alessandro Siqueira Tetznerl (1) : Engº. Civil - Pontifícia Universidade Católica de Campinas com pós-graduação em Gestão de Negócios

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

COMUNICAÇÃO INTERNA DESAFIOS E ÊXITOS

COMUNICAÇÃO INTERNA DESAFIOS E ÊXITOS O gerenciamento do sistem,a COMUNICAÇÃO INTERNA DESAFIOS E ÊXITOS Dandare Manuelle Pereira (1) Historiadora formada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Trabalha desde 2012 na SANASA no cargo

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

Desenvolvimento Humano

Desenvolvimento Humano ASSESSORIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Humano ADVISORY Os desafios transformam-se em fatores motivacionais quando os profissionais se sentem bem preparados para enfrentá-los. E uma equipe

Leia mais

ESCOLA INTERNACIONAL PROGRAMA EXECUTIVO EM MARKETING DIGITAL. EXECUTIVE EDUCATION Área de Formação Executiva ESIC Business & Marketing School

ESCOLA INTERNACIONAL PROGRAMA EXECUTIVO EM MARKETING DIGITAL. EXECUTIVE EDUCATION Área de Formação Executiva ESIC Business & Marketing School ESCOLA INTERNACIONAL PROGRAMA EXECUTIVO EM MARKETING DIGITAL EXECUTIVE EDUCATION Área de Formação Executiva ESIC Business & Marketing School PROGRAMA EXECUTIVO EM MARKETING DIGITAL BENEFÍCIO A internet

Leia mais

Governança, risco e. compliance Chega de redundâncias. 24 KPMG Business Magazine

Governança, risco e. compliance Chega de redundâncias. 24 KPMG Business Magazine Governança, risco e compliance Chega de redundâncias 24 KPMG Business Magazine Programa Risk University transmite aos executivos uma visão abrangente dos negócios A crise financeira de 2008 ensinou algumas

Leia mais

Relatório Gestão do Projeto 2013

Relatório Gestão do Projeto 2013 Relatório Gestão do Projeto 2013 Fundação Aperam Acesita e Junior Achievement Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO SUMÁRIO Resultados 2013... 6 Resultados dos Programas... 7 Programa Vamos Falar de Ética...

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a

Leia mais

ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade

ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade DECLARAÇÃO DOS MINISTROS DA AGRICULTURA, SÃO JOSÉ 2011 1. Nós, os Ministros e os Secretários de Agricultura

Leia mais

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade).

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). Coordenação Sindicato dos Centros de Formação de Condutores

Leia mais

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012 GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY Oficina de Planejamento 2010-2012 Paraty, agosto de 2010 Objetivo da oficina Elaborar o Direcionamento Estratégico da Gastronomia Sustentável de Paraty para os próximos

Leia mais

Curso Empreendedorismo Corporativo

Curso Empreendedorismo Corporativo Curso Empreendedorismo Corporativo Todos os fatores relevantes atuais mostram que a estamos em um ambiente cada vez mais competitivo, assim as pessoas e principalmente as organizações devem descobrir maneiras

Leia mais

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da - 1 - Prêmio CNSeg 2012 Empresa: Grupo Segurador BBMAPFRE Case: Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE Introdução A Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE foi concebida em 2009 para disseminar o conceito

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

EXECUTIVE GESTÃO ESTRATÉGICA. www.executivebc.com.br. 071 3341-4243 cursos@executivebc.com.br

EXECUTIVE GESTÃO ESTRATÉGICA. www.executivebc.com.br. 071 3341-4243 cursos@executivebc.com.br EXECUTIVE GESTÃO ESTRATÉGICA www.executivebc.com.br 071 3341-4243 cursos@executivebc.com.br GESTÃO ESTRATÉGICA O presente documento apresenta o modelo de implantação do sistema de gestão estratégica da

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale 1.1 Histórico da Prática Eficaz Por meio do Departamento

Leia mais

A Fundação Espaço ECO

A Fundação Espaço ECO www.espacoeco.org Sustentabilidade que se mede A Fundação Espaço ECO (FEE ) é um Centro de Excelência em Educação e Gestão para a sustentabilidade, que mede e avalia a sustentabilidade por meio de metodologias

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

Sistema de Gestão Ambiental

Sistema de Gestão Ambiental Objetivos da Aula Sistema de Gestão Ambiental 1. Sistemas de gestão ambiental em pequenas empresas Universidade Federal do Espírito Santo UFES Centro Tecnológico Curso de Especialização em Gestão Ambiental

Leia mais

Parceiros da Catho Educação Executiva

Parceiros da Catho Educação Executiva Parceiros da Catho Educação Executiva Vencedor do Premio Corporativo 2010 Melhor empresa de E-learning Torne-se também um parceiro da Catho Educação Executiva. Ligue: 4134-3500 ramal 2023 Bem Vindo A Catho

Leia mais