LISTA DAS SECÇÕES E SUAS RELAÇÕES COM AS DIVISÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LISTA DAS SECÇÕES E SUAS RELAÇÕES COM AS DIVISÕES"

Transcrição

1 ESTRUTURA

2 Estrutur LISTA DAS SECÇÕES E SUAS RELAÇÕES COM AS DIVISÕES SECÇÃO DESIGNAÇÃO Relção Secção com Divisão A Produtos d gricultur, d produção niml, d cç e d silvicultur A=01+02 B Produtos d pesc e d qucultur e serviços relciondos B=05 C Produtos ds indústris extrctivs C= D Produtos ds indústris trnsformdors D= E Electricidde, gás, vpor e águ E=40+41 F Trblhos de construção F=45 G Vends por grosso e retlho; Serviços de gentes de comércio; Serviços de reprção de veículos utomóveis, motociclos e de bens de uso pessol e doméstico G= H Serviços de lojmento, resturção e similres H=55 I Serviços de trnsporte, de rmzengem e de comunicções I= J Serviços finnceiros J= K Serviços imobiliários, lugueres e serviços prestdos às empress K= L Serviços d dministrção públic, defes e segurnç socil obrigtóri L=75 M Serviços de educção M=80 N Serviços de súde e cção socil N=85 O Outros serviços colectivos, sociis e pessois O= P Serviços prestdos às fmílis por empregdos domésticos P=95 Q Serviços dos orgnismos interncionis e outrs instituições extrterritoriis Q=99

3 Estrutur NOTAS ESPECÍFICAS DECORRENTES DA ESTRUTURA (1) Por dificulddes técnics equivlênci pr CPC foi feit o nível Subctegori e não neste nível (Ctegori)

4 Estrutur DIVISÃO GRUPO CLASSE CATEGORIA SUB-CATEGORIA POSIÇÃO DESIGNAÇÃO UNI. MED. CPC 1.0 SH/96 SECÇÃO A PRODUTOS DA AGRICULTURA, DA PRODUÇÃO ANIMAL, DA CAÇA E SILVICULTURA 01 PRODUTOS DA AGRICULTURA, DA PRODUÇÃO ANIMAL, DA CAÇA E DOS SERVIÇOS RELACIONADOS 01 1 PRODUTOS AGRÍCOLAS CEREAIS Trigo e misturs kg Milho kg Arroz em csc (Pddy) kg Cevd kg Centeio e vei kg Centeio kg p Avei kg p Outros cereis pr grão kg Sorgo kg p Alpist kg p Outros cereis pr grão n.e. kg p Cn-de-çúcr kg TUBÉRCULOS, RAÍZES E LEGUMINOSAS SECAS Btt kg Btt-Semente kg p Btt de consumo kg p01210 p Outr btt kg p01210 p

5 Estrutur Leguminoss secs pr grão kg Feijão seco kg p Grão de bico seco kg p Ervilh sec kg p Fv sec kg p Lentilh kg p Leguminoss secs pr grão, n.e. kg p Rízes e tubérculos comestíveis com elevdo teor de mido e inulin kg Btt doce kg p Inhme kg p01240 p Rízes de mndioc kg p Rízes e tubérculos comestíveis com elevdo teor de mido e inulin, n.e. kg p01240 p PRODUTOS HORTÍCOLAS, FLORES, SEMENTES E PRODUTOS DE VIVEIRO Alfrrob kg Outros produtos hortícols, frescos ou refrigerdos kg Tomte kg p Cebols e chlots kg p Alho comum, lho-porro e outros produtos hortícols liáceos Alho comum kg p Alho comum, lho-porro e outros produtos hortícols liáceos kg p Couves, couve-flor, repolho ou couve frisd, couve-rábno e produtos comestíveis semelhntes do género Brssic Couve-flor e bróculos kg p Couve de bruxels kg p Couve-portugues kg p01239 p Repolho kg p01239 p Outrs couves n.e. kg p01239 p

6 Estrutur Alfces e chicóris Alfces kg p Chicóris kg p Cenours, nbos, beterrbs pr sld, cercefi, ipo-rábno, rbnetes e rízes comestíveis semelhntes Cenour kg p01239 p Nbo kg p01239 p Beterrb pr sld kg p01239 p Rbnete kg p01239 p Aipo-rábno kg p01239 p Outrs rízes comestíveis n.e. kg p01239 p Pepinos e pepininhos kg p Produtos hortícols de vgem, com ou sem vgem Ervilhs fresc kg p Feijão verde kg p Fv fresc kg p01239 p Outros produtos hortícols de vgem diversos kg p01239 p Outros produtos hortícols n.e Beringels kg p Pimentos e pimentões kg p Espinfres kg p Milho doce kg p01239 p Abóbor e bobrinhs kg p01239 p Sls e coentros kg p01239 p Agrião; hortelã e mngeron kg p01239 p Azeiton kg p01239 p Outros produtos hortícols diversos kg p p

7 Estrutur Melões e melncis kg Melão e melo kg p Melnci kg p Plnts vivs, bolbos, tubérculos e rízes; estcs e enxertos; micélio de cogumelos kg p p Bolbos, tubérculos e rízes de flores Jcintos kg p01510 p Nrcisos kg p01510 p Tulips kg p01510 p Gldíolos kg p01510 p Frésis kg p01510 p Anénoms kg p01510 p Dális kg p01510 p Lírios kg p01510 p Bolbos, tubérculos e rízes de flores n.e. kg p01510 p Rebentos e rizoms em vegetção ou em flor, muds kg p Plnts de viveiro, estcs e enxertos; micélios de cogumelos Viveiros de árvores e rbustos frutícols kg p01510 p p Viveiros de outrs culturs permnentes n.e kg p01510 p p Viveiros de árvores e rbustos ornmentis kg p01510 p p Viveiros de produtos hortícols kg p01510 p Micelios de cogumelos kg p01510 p Alproques de roseir kg p Plnts ornmentis de interior n.e. kg p01510 p p Plnts de exterior n.e. kg p01510 p p Flores e botões de flores, de corte, incluindo rmos, grinlds e produtos similres kg

8 Estrutur Ross kg p01520 p p Crvo e crvin kg p01520 p p Crisântemo kg p01520 p p Gldíolo kg p01520 p p Orquíde kg p01520 p p Antúrio kg p01520 p p Esterlíci kg p01520 p p Gerber, gipsofili, jrro, nrciso e tulip Gerber kg p01520 p p Gipsoli kg p01520 p p Jrro kg p01520 p p Nrciso kg p01520 p p Tulip kg p01520 p Outrs flores e botões de flores (de corte); verdurs, folhgem e outrs prtes de plnts pr rmos kg p01520 p p Sementes de flores e de frutos kg Sementes de flores kg p p Sementes de frutos kg p01530 p Sementes de produtos hortícols kg FRUTOS; PRODUTOS DESTINADOS À PREPARAÇÃO DE BEBIDAS E DE ESPECIARIA S Tâmrs, figos, bnns, cocos, cstnh do brsil, cstnh de cjú, nnses e bcxis, bctes, mngs, goibs, mngostão, frescos ou secos kg Tâmrs kg p

9 Estrutur Figos kg p Annses ou bcxis kg p Abctes kg p Mngs e mngostões kg p01310 p Goibs kg p01310 p Bnns kg p Cocos, cstnh do brsil e cstnh de cjú Cocos kg p Cstnh do brsil kg p Cstnh de cjú kg p Citrinos, frescos ou secos kg Lrnj kg p Tngerins, mndrins e stsums; clementins, wilkings e outros citrinos híbridos kg p Limões kg p Tornjs kg p Outros citrinos kg p Uvs frescs kg Outros frutos frescos n.e. kg Ppis ou mmões kg p Mçãs kg p Pers e mrmelos Pers kg p01349 p Mrmelos kg p01349 p Dmscos, cerejs, pêssegos (inclui nectrins), meixs e brunhos Dmscos kg p Cerejs, meixs e brunhos kg p Pêssegos kg p

10 Estrutur Morngos kg p Frmboess, mors e mors-silvestres kg p Groselhs kg p Kiwis kg p Outros frutos frescos Pinhs kg p01349 p Outros frutos frescos n.e. kg p p Frutos de csc rij, frescos ou secos, mesmo sem csc kg Amêndos kg p Avelãs kg p Nozes kg p Cstnhs kg p Pistchios kg p Outros frutos de csc rij kg p Clbceir kg p01360 p Outros frutos de csc rij, n.e. kg p01360 p Cfé, não torrdo nem descfeindo kg Chá verde (não fermentdo), chá preto (fermentdo) e chá prcilmente fermentdo, em emblgens grnel de conteúdo superior 3 Kg; Mte (1) Chá verde (não fermentdo), chá preto (fermentdo) e chá prcilmente fermentdo, em emblgens grnel de conteúdo superior 3 Kg Chá verde (não fermentdo) em emblgens grnel de conteúdo superior 3 Kg Chá preto (fermentdo) e chá prcilmente fermentdo, em emblgens grnel de conteúdo superior 3 Kg kg kg p kg p Mte kg Ccu, em bruto ou torrdo kg Especiris, não trnsformds kg p01620 p0904 p0910

11 Estrutur Piment; pimentos dos géneros cpsicum ou piment, não trnsformdos kg p01620 p p Bunilh, não trnsformd kg p01620 p Cnel e flores de cneleir, não trnsformds kg p01620 p Crvo-d-índi, não trnsformdo kg p01620 p Noz-moscd, mcis, momos e crdmomos, não trnsformds kg p01620 p p p Sementes de nis, bdin, funcho, coentro, cominho, lcrvi e de zimbron não trnsformds kg p01620 p p Gengibre, çfrão, curcum, tomilho, louro e cril kg p01620 p p Outrs especiris kg p01620 p p PRODUTOS AGRÍCOLAS N.E Sementes de soj, de mendoim, de girssol, de sésmo, de cártmo, de nbo silvestre, de colz, de mostrd e de lgodão (1) Sementes de soj kg Sementes de mendoim kg Sementes de girssol, de sésmo, de cártmo, de nbo silvestre, de colz e de mostrd kg Sementes de girssol kg p Sementes de colz kg p01430 p Sementes de sésmo, de cártmo e de mostrd kg p Sementes de nbo silvestre kg p01430 p Sementes de lgodão kg Sementes e frutos oleginosos n.e. kg

12 Estrutur Tbco não mnufcturdo (1) Tbco não destldo kg Tbco totlmente ou prcilmente destldo kg Beterrb scrin kg Produtos forrgeiros e plhs kg Ervilhs forrgeirs kg p01910 p Beterrbs e outrs rízes forrgeirs kg p01910 p Cereis forrgeiros Milho forrgeiro kg p01910 p Sorgo forrgeiro kg p01910 p Avei forrgeir kg p01910 p Outros cereis forrgeiros kg p01910 p Luzern, trevo, ervilhc e produtos forrgeiros semelhntes Luzern kg p01910 p Trevo kg p01910 p Ervilhc kg p01910 p Outros produtos forrgeiros n.e. kg p01910 p Plh de cereis kg p Plh de leguminoss secs kg p01910 p Outr plh n.e. kg p01910 p Algodão, mesmo descroçdo; jut e outrs fibrs têxteis liberins; linho, cânhmo, sisl e outrs fibrs têxteis bruts (1) Algodão, mesmo descroçdo kg Jut e outrs fibrs têxteis liberins kg Linho cânhmo, sisl e outrs fibrs têxteis bruts kg Linho kg p Cânhmo, sisl e outrs fibrs têxteis bruts kg p

13 Estrutur Plnts utilizds principlmente em perfumri, frmáci e pr fins semelhntes; kg Sementes de beterrb e sementes de plnts forrgeirs; borrch nturl (1) Sementes de beterrb e sementes de plnts forrgeirs Sementes de beterrb kg p Sementes de plnts forrgeirs kg p Borrch nturl kg Outrs mtéris-prims vegetis kg ANIMAIS VIVOS E PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL GADO BOVINO E PRODUTOS DESTES ANIMAIS Gdo bovino, vivo n.º Vcs Vcs leiteirs n.º p02111 p Outrs vcs n.º p02111 p p Novilhos Novilhos destindos o bte n.º p02111 p Outros novilhos n.º p02111 p p Novilhs Novilhs destindos o bte n.º p02111 p Outrs novilhs n.º p02111 p p Outros bovinos

14 Estrutur Bovinos mchos reprodutores n.º p02111 p Bovinos mchos não reprodutores n.º p02111 p Vitelos e vitels Vitelos pr bte n.º p02111 p Outros vitelos n.º p02111 p Vitels pr bte n.º p02111 p Outrs vitels n.º p02111 p Leite de vc em nturez l p02910 p Sémen de bovino GADO OVINO E PRODUTOS DESTES ANIMAIS Ovinos vivos n.º p Ovinos reprodutores Ovelhs leiteirs n.º p02112 p Ovelhs não leiteirs n.º p02112 p Borregs leiteirs n.º p02112 p Borregs não leiteirs n.º p02112 p Ovinos mchos reprodutores n.º p02112 p Ovinos destindos o bte Borregos destindos o bte n.º p02112 p Outros ovinos destindos o bte n.º p02112 p Leite de ovelh l p02910 p Lã de tosqui kg GADO CAPRINO E PRODUTOS DESTES ANIMAIS Cprinos vivos n.º p Cbrs (leiteirs ou não) n.º p02112 p Chibs (leiteirs ou não) n.º p02112 p Cprinos mchos reprodutores n.º p02112 p Cprinos destindos o bte n.º p02112 p Leite de cbr l p02910 p GADO CAVALAR, ASININO E MUAR E PRODUTOS DESTES

15 Estrutur ANIMAIS Equídeos vivos n.º Cvlos Cvlos reprodutores n.º p Potros n.º p02113 p Outros cvlos n.º p02113 p Asininos n.º p02113 p Mures n.º p02113 p Pêlos finos, não crddos nem pentedos (inclui crins de cvlo) kg Pêlos finos, não crddos nem pentedos kg p Crins de cvlo e seus desperdícios kg p GADO SUINO E PRODUTOS DESTES ANIMAIS Suínos reprodutores Suínos mchos reprodutores n.º p02121 p Suíns fêmes reprodutors n.º p02121 p Suínos não reprodutores Suínos com menos de 20 Kg de peso vivo (leitões) n.º p02121 p Suínos de engord (com peso vivo superior 50 Kg) n.º p02121 p Outros suínos não reprodutores n.º p02121 p p AVES DE CAPOEIRA E PRODUTOS DESTES ANIMAIS Aves de cpoeir, vivs n.º Glinhs Glinhs poedeirs e reprodutors n.º p02122 p p Outrs glinhs n.º p02122 p p Pintos do di n.º p Frngos e glos n.º p02122 p p Ptos n.º p02122 p p

16 Estrutur Gnsos n.º p02122 p p Perus n.º p p Outros glináceos n.º p02122 p p Ovos inteiros, frescos ou cozinhdos n.º p Ovos de glinh Ovos de glinh pr incubção n.º p02920 p Ovos de glinh pr outros fins n.º p02920 p Ovos de peru ou gnss Ovos de peru ou gnss pr incubção n.º p02920 p Ovos de peru ou gnss pr outros fins n.º p02920 p Ovos de glináceos n.e Ovos de glináceos pr incubção n.º p02920 p Ovos de glináceos pr outros fins n.º p02920 p Ovos de outrs ves n.º p02920 p OUTROS ANIMAIS VIVOS E PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL Outros nimis vivos n.º Coelhos domésticos n.º p02129 p Pombos Pombos-correio n.º p02129 p Outros pombos n.º p02129 p Cães Cães de gurd n.º p02129 p Cães de compnhi n.º p02129 p Outros cães n.º p02129 p Gtos n.º p02129 p Pássros Cnários n.º p02129 p Periquitos n.º p02129 p Outros pássros n.º p02129 p

17 Estrutur Animis pr produção de peles n.º p02129 p Abelhs n.º p02129 p Outros nimis Codornizes n.º p02129 p Glinhs do mto n.º p02129 p Outros nimis n.e. n.º p02129 p Crcóis e rãs, não cozidos kg Mel nturl kg Csulos de bicho-d-sed próprios pr dobrr kg Peles com pêlo em bruto, excepto de coelho, lebre e cordeiro kg Peles de coelho, lebre e cordeiro kg Peles de outros nimis, em bruto, n.e. kg Cers de belh e de outros nimis, mesmo refinds ou cords kg Outros produtos comestíveis de origem niml (1) Ovos de codorniz n.º p02920 p Outros produtos comestíveis de origem niml, n.e Produtos ds explorções mists (produção grícol e nimis ssocids) SERVIÇOS RELACIONADOS COM A AGRICULTURA E COM A PRODUÇÃO ANIMAL, EXCEPTO SERVIÇOS DE VETERINÁRIA SERVIÇOS RELACIONADOS COM A AGRICULT URA Serviços relciondos com produção grícol Serviços de luguer de máquins e equipmentos grícols com operdor p Serviços de preprção e mobilizção do solo p Serviços de sementeir e plntção p Serviços de compnhmento, trtmento e protecção ds culturs Adubção e fertilizção p86111

18 Estrutur Explorção de sistems de reg p Trtmentos fitosnitários p Outros serviços de compnhmento, trtmento e protecção ds culturs Serviços de colheit, preprção e condicionmento de produtos grícols pr o mercdo p Serviços de colheit p Serviços de preprção e condicionmento de produtos grícols p Outros serviços prestdos à gricultur p Serviços de plntção e mnutenção de jrdins, prques e cemitérios SERVIÇOS RELACIONADOS COM A PRODUÇÃO ANIMAL, EXCEPTO SERVIÇOS DE VETERINÁRIA Serviços relciondos com o bem-estr de nimis de crição Inseminção rtificil ou cstrção p Tosqui de ovinos p Limpez de estábulos p Ordenh mecânic p Tosqui de ovinos p Outros serviços relciondos com o bem-estr de nimis de crição p Serviços relciondos com o bem-estr de outros nimis ANIMAIS DE CAÇA E PARA REPOVOAMENTO CINEGÉTICO E SERVIÇOS CONEXOS (inclui repovomento cinegético) Espécies de cç mior n.º p Espécies de cç menor n.º p Jornds de cç n.º p Outros produtos derivdos d cç Peles de espécies conegétics n.º p Outros produtos derivdos d cç n.e. n.º p Serviços conexos com cç e repovomento cinegético Serviços genéricos de poio à cç p Serviços de explorção e gestão de zons de cç p Serviços de protecção e vigilânci p86130

19 Estrutur Serviços de repovomento cinegético p Outros serviços relciondos com cç n.e. p PRODUTOS DA SILVICULTURA, DA EXPLORAÇÃO FLORESTAL E DOS SERVIÇOS RELACIONADOS Toros de mdeirs conífers (resinoss) m Toros de mdeir de pinheiro brvo m3 p03110 p Toros de mdeir de resinoss n.e. m3 p03110 p Toros de mdeirs não conífers m Toros de mdeir de euclipto m3 p03120 p Toros de mdeir de crvlho m3 p Toros de mdeir de cstnheiro m3 p03120 p Toros de mdeir de choupo m3 p03120 p Toros de mdeir de folhoss n.e. m3 p p Toros de mdeir tropicl m3 p Mdeir pr energi (Lenh); outr mdeir em bruto n.e (1) Mdeir pr energi (Lenh) kg Outr mdeir em bruto n.e. kg Viveiro de espécies florestis (árvores e rbustos) n.º p01510 p Blt, gut-perch, chicle e goms nturis similres; Gom lc, outrs goms nturis, resins, goms-resins e bálsmos nturis (1) Blt, gut-perch, chicle e goms nturis similres kg Gom lc; outrs goms nturis, resins, goms-resins e bálsmos nturis kg Cortiç nturl, em bruto kg Folhs, rmos e outrs prtes de plnts, ervs, musgos e líquenes, próprios pr ornmentção kg Árvores de ntl kg p03920 p Ervs, musgos e líquenes, próprios pr ornmentção kg p

20 Estrutur Rmos, folhs e cscs de árvores e rbustos florestis kg p03920 p Mtéris vegetis e outros produtos d explorção florestl kg Mtéris vegetis utilizds principlmente pr entrelçr (bmbus, vime, cns, plh de cereis, e outrs) Mtéris vegetis utilizds principlmente pr enchimento e estofmento (crin vegetl, zoster, sumúm, e outrs) Mtéris vegetis utilizds principlmente n fbricção de escovs e vssours (piçb, e outrs) kg p kg p kg p Outros produtos d explorção florestl n.e. kg p Serviços relciondos com silvicultur e explorção florestl Serviços prestdos pelos viveiros florestis: recolh, preprção e conservção de sementes e de produção de plnt p Serviços de infrestruturs florestis p Serviços de rborizção e rerborizção florestl Serviços de preprção dos terrenos p Serviços de sementeir e plntção em locl definitivo p Serviços de mnutenção, beneficição e condução de povomentos florestis Limpez, desrmção e desbs te de povomentos florestis p Trtmentos fitossnitários, desinfestções e fertilizções de povomentos florestis p Serviços de vigilânci, detecção e combte incêndios florestis p Serviços de inventário e vlição de existêncis florestis p Serviços de explorção florestl Extrcção de mteril lenhoso p Extrcção de resin p Serviços de explorção florestl, n.e. p Serviços relciondos com silvicultur e explorção florestl, n.e. p86140 SECÇÃO B - PRODUTOS DA PESCA

21 Estrutur 05 0 PRODUTOS DA PESCA E DA AQUACULTURA E SERVIÇOS RELACIONADOS PRODUTOS DA PESCA E SERVIÇOS RELACIONADOS Peixes vivos nº p04110 p Peixes frescos ou refrigerdos kg p04120 p p Peixes demersis, frescos ou refrigerdos Dourd kg p04120 p Group kg p04120 p Morei kg p04120 p Slmonete kg p04120 p Srgo kg p04120 p Fçol kg p04120 p Peixes demersis, frescos ou refrigerdos, n.e. kg p p p p Pequenos pelágicos, frescos ou refrigerdos Arenque kg p Cvl pret kg p04120 p Cvl brnc kg p04120 p Chichrro kg p04120 p Pequenos pelágicos, frescos ou refrigerdos, n.e. kg p04120 p p Peixes pelágicos, frescos ou refrigerdos, d fmíli dos tunídeos (Atuns e similres) Albcor kg p Ptudo ou Cl kg p04120 p Gido kg p Judeu kg p04120 p

22 Estrutur Merm kg p04120 p Serr ou ilhéu kg p04120 p Tunídeos (Atuns e similres), n.e. kg p p Outros pelágicos, frescos ou refrigerdos kg p04120 p p Lobo kg p04120 p Esmoregl kg p04120 p Outros pelágicos, frescos ou refrigerdos kg p04120 p p Crustáceos não congeldos kg p04210 p Cmrões/Gmbs kg p04210 p Lgosts kg p Crnguejos kg p Perceves kg p04210 p Crustáceos não congeldos, n.e. kg p Ostrs kg p04220 p Outros moluscos e invertebrdos de águ mrinh vivos, frescos ou refrigerdos kg p04230 p p p p p Chocos kg p04230 p Luls kg p04230 p Polvos kg p Pots kg p04230 p Moluscos bivlves kg p04230 p p Outros moluscos e invertebrdos de águ mrinh vivos, frescos ou refrigerdos, n.e Coris e produtos similres, conchs e crpçs de moluscos, de crustáceos ou equinodernes e ossos de choco kg p04230 p p p kg Esponjs nturis de origem niml kg

23 Estrutur Algs frescs, secs ou em pó kg Pérols nturis, não trblhds; serviços relciondos com pesc (1) Pérols nturis, não trblhds nº p Serviços relciondos com pesc p Serviços de protecção e vigilânci p Serviços de teledetecção de crdumes p Serviços relciondos com pesc, n.e. p PRODUTOS DA AQUACULTURA E SERVIÇOS RELACIONADOS Peixes d qucultur, vivos nº p04110 p Peixes d qucultur, frescos ou refrigerdos kg p04120 p Crustáceos d qucultur não congeldos kg p04210 p Ostrs d qucultur não congelds kg p04220 p Outros moluscos e invertebrdos d qucultur, frescos ou refrigerdos kg p04230 p p p p p Pérols de cultur, não trblhds n.º p Serviços relciondos com qucultur p SECÇÃO C - PRODUTOS DAS INDÚSTRIAS EXTRACTIVAS 10 HULHA E LINHITE; TURFA HULHA AGLOMERADA OU NÃO Hulh não glomerd kg Briquetes e combustíveis sólidos similres obtidos prtir d hulh kg LINHITE AGLOMERADA OU NÃO kg TURFA AGLOMERADA OU NÃO kg PETRÓLEO BRUTO E GÁS NATURAL; SERVIÇOS RELACIONADOS COM A EXTRACÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS, EXCEPTO PROSPECÇÃO PETRÓLEO BRUTO E GÁS NATURAL Óleos brutos de petróleo ou de mteriis betuminosos kg

24 Estrutur Gás nturl, liquefeito ou no estdo gsoso TJ Areis e xistos betumonosos kg Liquefcção e regseificção do gás nturl pr trnsporte p Serviços relciondos com extrcção de petróleo e gás, excepto prospecção p MINÉRIOS E CONCENTRADOS DE URÂNIO E DE TÓRIO kg MINÉRIOS METÁLICOS MINÉRIOS E CONCENTRADOS DE FERRO, EXCEPTO PIRITES DE FERRO USTULADAS kg MINÉRIOS METÁLICOS NÃO FERROSOS, EXCEPTO MINÉRIOS DE URÂNIO E DE TÓRIO Minérios e concentrdos de cobre kg Minérios e concentrdos de níquel kg Minérios e concentrdos de lumínio kg Minérios e concentrdos de metis preciosos kg Outros minérios e concentrdos de metis não ferrosos, excepto minérios e concentrdos de urânio e de tório kg Minérios e concentrdos de zinco kg p Minérios e concentrdos de estnho kg p Outros minérios e concentrdos de metis não ferrosos, n.e. kg p OUTROS PRODUTOS DAS INDÚSTRIAS EXTRACTIVAS 14 1 PEDRA, AREIAS E ARGILAS PEDRA

DESIGNAÇÃO UN. MED. CPC/1.0 SH/96

DESIGNAÇÃO UN. MED. CPC/1.0 SH/96 CNBS Angol Subsecção AA SU DESIGNAÇÃO UN. MED. CPC/1.0 SH/96 SECÇÃO A: PRODUTOS DA AGRICULTURA, DA PRODUÇÃO ANIMAL, DA CAÇA E DA SILVICULTURA SUBSECÇÃO AA: PRODUTOS DA AGRICULTURA, DA ANIMAL, DA CAÇA E

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO NACIONAL DE BENS E SERVIÇOS DE CABO VERDE

CLASSIFICAÇÃO NACIONAL DE BENS E SERVIÇOS DE CABO VERDE INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA REPÚBLICA DE CABO VERDE CLASSIFICAÇÃO NACIONAL DE BENS E SERVIÇOS DE CABO VERDE ( CNBS-CV ) 2000 Ctlogção recomendd: INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA Clssificção ncionl

Leia mais

Principais exportações para o Brasil de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008)

Principais exportações para o Brasil de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) Principais exportações para o Brasil de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) 70 000 62 207 60 000 valores em milhares de euros 50 000 40 000 30 000 20 000 21 786 17 825 8 620 10

Leia mais

Principais exportações para São Tomé e Príncipe de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008)

Principais exportações para São Tomé e Príncipe de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) Principais exportações para São Tomé e Príncipe de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) 3 500 3 336 3 000 valores em milhares de euros 2 500 2 000 1 500 1 000 1 367 1 279 727 500

Leia mais

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não especificados anteriormente 0116-4/99 Cultivo de outras

Leia mais

Objetivo: Produtos que tiveram maior crescimento no mercado francês entre 2013/2014

Objetivo: Produtos que tiveram maior crescimento no mercado francês entre 2013/2014 Objetivo: Produtos que tiveram maior crescimento no mercado francês entre 2013/2014 PRODUTOS Jan-Jun 2013 Jan-Jun 2014 Crescimento 2013/2014 Outras frutas de casca rija e outras sementes, preparadas ou

Leia mais

LISTA DOS PRODUTOS POR ORDEM DE CLASSES INDICAÇÃO DOS PRODUTOS

LISTA DOS PRODUTOS POR ORDEM DE CLASSES INDICAÇÃO DOS PRODUTOS LISTA DOS PRODUTOS POR ORDEM DE CLASSES Classe 30 Café, chá, cacau, açúcar, arroz, tapioca, sagu, sucedâneos do café; farinhas e preparações feitas de cereais, pão, pastelaria e confeitaria, gelados; mel,

Leia mais

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas Abrangência: operações interestaduais entre contribuintes situados em São Paulo e contribuintes situados em Sergipe. Produto: alimentícios. Conteúdo: relação de Margem de Valor Agregado. Base Legal: Protocolo

Leia mais

9.5.2008 PT Jornal Oficial da União Europeia C 115/329 ANEXOS

9.5.2008 PT Jornal Oficial da União Europeia C 115/329 ANEXOS 9.5.2008 PT Jornal Oficial da União Europeia C 115/329 ANEXOS 9.5.2008 PT Jornal Oficial da União Europeia C 115/331 ANEXO I LISTA PREVISTA NO ARTIGO 38. o DO TRATADO SOBRE O FUNCIONAMENTO DA UNIÃO EUROPEIA

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Proposta de Bruxelas, 3.11.2006 COM(2006) 655 final 2006/0218 (COD) REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que estabelece uma nova classificação estatística

Leia mais

ANEXO A.1 Formulário Dietético

ANEXO A.1 Formulário Dietético ANEXO A.1 Formulário Dietético I) As dietas abaixo referidas deverão cumprir com as especificações do anexo A.2 (Capitações dos alimentos de refeições confecionadas e preparações culinárias) e do anexo

Leia mais

Limite máximo (g/100g ou g/100ml) Legislação. Mistela composta R 04/88

Limite máximo (g/100g ou g/100ml) Legislação. Mistela composta R 04/88 INS 100i CÚRCUMA, CURCUMINA Função: Corante Amargos e aperitivos Cereja em calda (para reconstituição da cor perdida durante processamento) Queijos (exclusivamente na crosta) Iogurtes aromatizados Leites

Leia mais

= igual + mais - menos parte CODIGO. = 0 1 relacionados + 81p

= igual + mais - menos parte CODIGO. = 0 1 relacionados + 81p - C O R R E S P. = igual + mais - menos p - Rev.1 OBSERVAÇÕES 0 1 Agricultura, produção a n i m a l, caça e actividades dos serviços = 0 1 relacionados + 81p Agricultura, produção a n i m a l, caça e actividades

Leia mais

TABELA DE ph DOS ALIMENTOS

TABELA DE ph DOS ALIMENTOS TABELA DE ph DOS ALIMENTOS Esta tabela não representa o ph real dos alimentos (antes de serem consumidos), representa sim algo mais importante, que é a sua capacidade de produzir "resíduos" mais ou menos

Leia mais

Tabela de Correspondência CNAE-Fiscal 1.1 x CNAE 2.0 e subclasses

Tabela de Correspondência CNAE-Fiscal 1.1 x CNAE 2.0 e subclasses Tabela de Correspondência A A A A 01 01 01 01 01 CNAE-Fiscal 1.1 (versão atual) CNAE 2.0 e subclasses (D.O.U. 05/09/2006) código código AGRICULTURA, PECUÁRIA, SILVICULTURA E EXPLORAÇÃO FLORESTAL AGRICULTURA,

Leia mais

Unidade de Saúde do Afonsoeiro DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR

Unidade de Saúde do Afonsoeiro DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR Unidade de Saúde do Afonsoeiro DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR GRUPO A Batata Cenoura Abóbora Dente de alho Nabo Cebola 4 5 meses SOPA DE LEGUMES GRUPO B Alho Francês Alface Brócolos Nabiça Agrião Espinafres

Leia mais

Câmaras e Equipamentos Frigoríficos Refrigeração Aquecimento Umidade Relativa São Paulo/SP (11) 6636-5851

Câmaras e Equipamentos Frigoríficos Refrigeração Aquecimento Umidade Relativa São Paulo/SP (11) 6636-5851 www.tectermica.com.br Câmaras e Equipamentos Frigoríficos Refrigeração Aquecimento Relativa São Paulo/SP (11) 6636-5851 FRUTAS Produto Propriedades dos Alimentos Perecíveis Abacate 7,2 a 12,8 85 a 90 65,4-1

Leia mais

RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014*

RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014* RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014* Estabelece parâmetros para o Licenciamento Ambiental das atividades de comércio atacadista e de confecção e fabricação de produtos têxteis. O SECRETÁRIO

Leia mais

GORDURAS E COLESTEROL NOS ALIMENTOS:

GORDURAS E COLESTEROL NOS ALIMENTOS: 1 GORDURAS E COLESTEROL NOS ALIMENTOS: 1) MODIFICAÇÃO NA INGESTÃO DE GORDURA: O consumo de menos gordura é um aspecto importante da orientação nutricional para comer de maneira mais saudável, para a protecção

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO

QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO Setor: N o. do quest QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO PARA TODAS AS PESSOAS COM 20 ANOS OU MAIS Data da entrevista / / Hora de início: Nome do entrevistador: Nº de identificação: Nome: Sexo

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais

Profa. Joyce Silva Moraes

Profa. Joyce Silva Moraes Alimentação e Saúde Profa. Joyce Silva Moraes saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estarestar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar

Leia mais

Estatísticas Agro-Industriais 1999-2001

Estatísticas Agro-Industriais 1999-2001 3 RESUMO A presente publicação divulga os principais resultados do Inquérito Anual à Produção Agro-Industrial (IAPI), para o período 1999-2001, apresentando ainda, uma análise sumária do sector relativa

Leia mais

ITEM DESCRIÇÃO NCM/SH 1.1. Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg

ITEM DESCRIÇÃO NCM/SH 1.1. Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg I - CHOCOLATES 1.1 Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg 1704.90.10 1.2 Chocolates contendo cacau, em embalagens de conteúdo inferior 1806.31.10 ou igual a 1kg 1806.31.20

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL P. M. DE SAO JOSE DO HORTENCIO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL P. M. DE SAO JOSE DO HORTENCIO Licitação:PREGÃO PRESENCIAL Nro:6/2015 01a Via Pagina:1 Fornecedor: Data:07/07/2015 Endereço: Bairro: CNPJ: IE: Municipio: CEP: Telefone: Fax: 1 1,00 UN LOTE 01 - PÃES E PERECÍVEIS 2 1050,00 UN PÃO FRANCÊS

Leia mais

CATÁLOGO DE CARNES, CONS. ORIGEM ANIMAL, CEREAIS, FARINÁCEOS, CONDIMENTOS, PEIXES

CATÁLOGO DE CARNES, CONS. ORIGEM ANIMAL, CEREAIS, FARINÁCEOS, CONDIMENTOS, PEIXES CATÁLOGO DE CARNES, CONS. ORIGEM ANIMAL, CEREAIS, FARINÁCEOS, CONDIMENTOS, PEIXES Descrição Bisteca suína Bisteca suína, congelada, com aproximadamente 250 gramas cada, embalada em camadas separadas por

Leia mais

Plano de alimentação para perder 3 KG por mês mas para alcançar esse objetivo tem que ser feito arrisca.

Plano de alimentação para perder 3 KG por mês mas para alcançar esse objetivo tem que ser feito arrisca. Plano de alimentação para perder 3 KG por mês mas para alcançar esse objetivo tem que ser feito arrisca. Exemplo: A hora é você que decide somente estou dando um exemplo de horário; Café da Manha 7h Antes

Leia mais

Lista de Actividades (CAE) elegíveis na Linha de Crédito PME Investe II

Lista de Actividades (CAE) elegíveis na Linha de Crédito PME Investe II Lista de Actividades (CAE) elegíveis na Linha de Crédito PME Investe II Em conformidade com o disposto no nº 1 do Capítulo I, nº 2 do Anexo I, nº 2 do Anexo II e nº 1 do Anexo III, todos do Protocolo da

Leia mais

Para que serve o alimento?

Para que serve o alimento? Alimentação e Saúde saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar afeto, carinho e aceitação Uma

Leia mais

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha:

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha: Café da manha: Dieta opção 1 1 xíc. (chá) de café com leite desnatado 1 pão francês sem miolo na chapa com 1 col. (sopa) rasa de margarina ou 1 fatia de queijo fresco ½ xíc. (chá) de cereal 1 xíc. (chá)

Leia mais

ROTEIRO PARA O CÁLCULO O ÍNDICE DE QUALIDADE DA DIETA_REVISADO (IQD_R)

ROTEIRO PARA O CÁLCULO O ÍNDICE DE QUALIDADE DA DIETA_REVISADO (IQD_R) ROTEIRO PARA O CÁLCULO O ÍNDICE DE QUALIDADE DA DIETA_REVISADO (IQD_R) 1º Passo: Codificação de todos os alimentos e ingredientes reportados de acordo com o quadro abaixo. Exemplos e detalhes de como classificar

Leia mais

Assadores de peixe fresco e marisco vivo e uma garrafeira única fizeram a fama deste restaurante. Cascais é aqui.

Assadores de peixe fresco e marisco vivo e uma garrafeira única fizeram a fama deste restaurante. Cascais é aqui. . es or d c es p e d n er b t ig t n t es c fi t lo e r m o Entre Assdores de peixe fresco e mrisco vivo e um grrfeir únic fizerm fm deste resturnte. Cscis é qui. www.resturntepescdor.com ums lg de s pre

Leia mais

www.500receitasparaemagrecer.com.br SUPER 9 DIETAS 500 Receitas para Emagrecer Dicas Dietas sobre Metabolismo

www.500receitasparaemagrecer.com.br SUPER 9 DIETAS 500 Receitas para Emagrecer Dicas Dietas sobre Metabolismo SUPER 9 DIETAS Esta dieta é baseada principalmente na ingestão de alimentos que aumentam a densidade nutricional e diminuir a densidade calórica. É uma das dietas mais equilibradas, uma vez que não se

Leia mais

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina (Órgão reconhecido pelo Governo Italiano Decreto Mise29/7/2009) Tel.: +55 48 3027 2710 / Fax: +55 48 3222 2898 www.brasileitalia.com.br info@brasileitalia.com.br

Leia mais

CARNES. Estrogonofe acompanha arroz com ervilha fresca e cenoura. Carne de panela acompanha purê de batata e couve refogada

CARNES. Estrogonofe acompanha arroz com ervilha fresca e cenoura. Carne de panela acompanha purê de batata e couve refogada CARNES Carne de panela acompanha purê de batata e couve refogada Porção de 350 g (1 unid) 379 kcal 1584 kj 19 Carboidratos 32 g 11 Proteínas 33 g 44 Gorduras Totais 13 g 24 Gordura saturada 5,5 g 25 Fibra

Leia mais

ANEXO. Regulamento Delegado da Comissão

ANEXO. Regulamento Delegado da Comissão COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 28.7.2015 C(2015) 5195 final ANNEX 1 PART 2/3 ANEXO do Regulamento Delegado da Comissão que complementa o Regulamento (UE) n.º 952/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho com

Leia mais

ICMS INCIDENTE SOBRE ALIMENTOS

ICMS INCIDENTE SOBRE ALIMENTOS ICMS INCIDENTE SOBRE ALIMENTOS Cortesia: FARO CONTÁBIL (www.farocontabil.com.br) Autor: Roberto Ferreira de Freitas Data: 21/07/2009 MERCADORIAS SUJEITAS A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (Art. 313-W do RICMS)

Leia mais

RÉVEILLON 2016. Hotel Apartamento Paraíso de Albufeira

RÉVEILLON 2016. Hotel Apartamento Paraíso de Albufeira PROGRAMA 20.00h Cocktail Espetáculos de dança 21.00h Jantar Buffet Vinhos de mesa Branco e Tinto, Sumos, Refrigerantes, Água Mineral, café e digestivos Musica ambiente durante o jantar Espetáculos de dança

Leia mais

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima Profª. Nensmorena Preza ALIMENTO Toda substância ou mistura de substâncias, no estado sólido, líquido, pastoso ou qualquer

Leia mais

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES.

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES. PARA SABERMOS COMO A ALIMENTAÇÃO DEVE SER EQUILIBRADA, PRECISAMOS CONHECER A PIRÂMIDE ALIMENTAR, QUE É A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS ALIMENTOS E SUAS QUANTIDADES QUE DEVEM ESTAR PRESENTES EM NOSSA DIETA

Leia mais

Relatório de CNAEs do Regime de Estimativa por Operação e do Regime de Estimativa Simplificado (Carga Média)

Relatório de CNAEs do Regime de Estimativa por Operação e do Regime de Estimativa Simplificado (Carga Média) Relatório de CNAEs do Regime de Estimativa por Operação e do Regime de Estimativa Simplificado (Carga Média) 0111-3/01 Cultivo de arroz 0111-3/02 Cultivo de milho 0111-3/03 Cultivo de trigo 0111-3/99 Cultivo

Leia mais

ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.1. * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010.

ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.1. * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010. ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.1 * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010. NAS OPERAÇÕES COM PRODUTOS ALIMENTÍCIOS Acrescentado pelo DECRETO nº 26.258 de 30.12.2009 DOE: 30.12.2009

Leia mais

LINHA TRADICIONAL. Arroz, cenoura, cebola, presunto, vagem, passas, manteiga, óleo e sal. Feijão, bacon, cebola, óleo e sal.

LINHA TRADICIONAL. Arroz, cenoura, cebola, presunto, vagem, passas, manteiga, óleo e sal. Feijão, bacon, cebola, óleo e sal. LINHA TRADICIONAL ACOMPANHAMENTOS ARROZ À GREGA FEIJÃO FEIJÃO TROPEIRO PURÊ DE BATATA AVES FILÉ DE FRANGO À PARMEGIANA ESCONDIDINHO DE FRANGO STROGONOFF DE FRANGO FRANGO A MODA CAIPIRA FRANGO ASSADO FRANGO

Leia mais

Carbo- Fibra Número do Umidade Energia Proteína Lipídeos Colesterol idrato Alimentar Cinzas Cálcio Magnésio Alimento Descrição do Alimento (%) (kcal)

Carbo- Fibra Número do Umidade Energia Proteína Lipídeos Colesterol idrato Alimentar Cinzas Cálcio Magnésio Alimento Descrição do Alimento (%) (kcal) Carbo- Fibra Número do Umidade Energia Proteína Lipídeos Colesterol idrato Alimentar Cinzas Cálcio Magnésio Alimento Descrição do Alimento (%) (kcal) (kj) (g) (g) (mg) (g) (g) (g) (mg) (mg) &HUHDLVÃHÃGHULYDGRVÃ

Leia mais

LISTA DE SUBSTITUIÇÃO DOS ALIMENTOS

LISTA DE SUBSTITUIÇÃO DOS ALIMENTOS LISTA DE SUBSTITUIÇÃO DOS ALIMENTOS VEGETAIS FOLHOSOS CONSUMO À VONTADE Acelga, agrião, aipo, alface, alcachofra, almeirão, broto de bambu, cogumelo, couve, couve-de-bruxelas, escarola, mostarda, palmito,

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA UTENTES COM LITÍASE URINÁRIA

QUESTIONÁRIO PARA UTENTES COM LITÍASE URINÁRIA QUESTIONÁRIO PARA UTENTES COM LITÍASE URINÁRIA Código da doação A. Comportamentos Alimentares 1. Em média, quantos copos de leite bebe por dia? 00 Número de copos 02 Não sabe 01 Menos de um copo 03 Prefere

Leia mais

A diversificação não deve ser iniciada antes dos 4 meses nem depois dos 6 meses

A diversificação não deve ser iniciada antes dos 4 meses nem depois dos 6 meses Início da Diversificação A diversificação não deve ser iniciada antes dos 4 meses nem depois dos 6 meses Substituir uma refeição de leite por: Papa sem glúten ou sopa de legumes (antes dos 6 meses) Papa

Leia mais

Balança alimentar portuguesa evidencia desequilíbrio da roda dos alimentos. Figura 1

Balança alimentar portuguesa evidencia desequilíbrio da roda dos alimentos. Figura 1 BALANÇA ALIMENTAR PORTUGUESA 14 de Dezembro de 26 - CONSUMO DE PROTEÍNAS E GORDURAS EM PORTUGAL É TRÊS VEZES SUPERIOR AO RECOMENDADO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS DIMINUI 16% EM 14 ANOS E É ULTRAPASSADO

Leia mais

ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL. 1. Introdução

ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL. 1. Introdução ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL 1. Introdução A cadeia de alimentos de origem animal tem importante representação industrial no Brasil e no Paraná, bem como, tradição e respeito em nível internacional. Devido

Leia mais

Alimentação Saudável

Alimentação Saudável Alimentação Saudável O que é a alimentação saudável? A Alimentação Saudável é uma forma racional de comer que assegura variedade, equilíbrio e quantidade justa de alimentos escolhidos pela sua qualidade

Leia mais

NELAG Núcleo de Empresários da Lagoa NEWSLETTER n.º5 25.Outubro.2013

NELAG Núcleo de Empresários da Lagoa NEWSLETTER n.º5 25.Outubro.2013 Boletim Informativo: - Calendário Fiscal Novembro e Dezembro - Novo Regime de Bens - Manual Regime Circulação de Bens em circulação para venda e consulta - Controlo Integrado de Roedores novas imposições

Leia mais

Ação 1.1.1. Modernização e Capacitação das Empresas

Ação 1.1.1. Modernização e Capacitação das Empresas Junho 2014 Ação 1.1.1. Modernização e Capacitação das Empresas Índice Enquadramento..3 Tipos de Apoio da Ação 1.1.1....4 Quem são os beneficiários?...5 Critérios de elegibilidade dos beneficiários...6

Leia mais

ENTRADA Salada Requintada

ENTRADA Salada Requintada ENTRADA Salada Requintada Rendimento: 6 porções (1 pires = 75 g) 1 pé de alface americana pequeno lavado 1 maço pequeno de rúcula lavado 100 g de peito de peru defumado em tiras 100 g de queijo minas em

Leia mais

Familias, Pediatras y Adolescentes en la Red. Mejores padres, mejores hijos.

Familias, Pediatras y Adolescentes en la Red. Mejores padres, mejores hijos. FAMIPED Familias, Pediatras y Adolescentes en la Red. Mejores padres, mejores hijos. As gorduras na alimentação infantil Autor/es: Ana Martínez Rubio. Pediatra de Atención Primaria. Centro de Salud de

Leia mais

Quadro 27 Características dos Materiais

Quadro 27 Características dos Materiais Ácido fosfórico Granulado 1,00 25 13 C Açúcar Granulado 0,65 30 17 C Açúcar em rama Granulado 0,88-1,04 37-45 20-25 E Açúcar refinado Granulado 0.8-0,88 37-45 20-25 E Alúmen Moído 0,72-0,80 35 E Alúmen

Leia mais

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável!

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Menu Semanal e Lista de Compras Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Lista de Compras Lista de Compras Frutas Abacate Banana Maçã Tomate Frutas secas Damasco Banana Abacaxi Ameixa

Leia mais

Tabela de calorias dos alimentos. Descricão Média g/ml calorias

Tabela de calorias dos alimentos. Descricão Média g/ml calorias achocolatado c/ leite integral achocolatado c/ chantilly 1 xic. (grande) 2 água água de coco café s/ açúcar 1 xic. (café) caipirinha de vodka cerveja chá (s/ açúcar) 1 xic. (chá) chá-mate (s/ açúcar) 1

Leia mais

WELCOME DRINK. Sugestão III. Salgadinhos de Bar Vinho Verde Branco, Sumo de Laranja Natural. 5 por pessoa

WELCOME DRINK. Sugestão III. Salgadinhos de Bar Vinho Verde Branco, Sumo de Laranja Natural. 5 por pessoa BANQUETES 2015 WELCOME DRINK Sugestão I Salgadinhos de Bar Vinho Verde Branco, Sumo de Laranja Natural 5 por pessoa Sugestão II Pastelinhos de Bacalhau, Croquetes de Aves, Rissóis de Vitela, Sumo do Laranja,

Leia mais

PROTOCOLO ICMS 4, DE 30 DE MARÇO DE 2012

PROTOCOLO ICMS 4, DE 30 DE MARÇO DE 2012 PROTOCOLO ICMS 4, DE 30 DE MARÇO DE 2012 Publicado no DOU de 09.04.12 Altera o Protocolo ICMS 28/09, que dispõe sobre a substituição tributária nas operações com produtos alimentícios. Os Estados de Minas

Leia mais

Tabela de correspondência entre o CPV e a CPA96

Tabela de correspondência entre o CPV e a CPA96 ANEXO II 260 Tabela de correspondência entre o CPV e a CPA96 CPA 96 CPV Divisão Grupo Classe Descrição Código CPV Descrição 01 Produtos da agricultura, da produção animal, da caça e dos serviços relacionados

Leia mais

Processos Especiais de Revitalização Homologados: por Classificação de Actividades Económicas (CAE) desagregada

Processos Especiais de Revitalização Homologados: por Classificação de Actividades Económicas (CAE) desagregada Processos Especiais de Revitalização Homologados: por Classificação de Actividades Económicas (CAE) desagregada Divisão Grupo Classe Designação Nº de Processos 0 Agricultura, produção animal, caça, floresta

Leia mais

1. O adjudicatário obriga-se a fornecer, durante o período previsto e diariamente, 2 lanches

1. O adjudicatário obriga-se a fornecer, durante o período previsto e diariamente, 2 lanches ANEXO 8 CONSTITUIÇÃO DAS REFEIÇÕES ESTABELECIMENTOS DE INFÂNCIA CARATERÍSTICAS DAS REFEIÇÕES: COMPOSIÇÃO E CAPITAÇÕES 1. O adjudicatário obriga-se a fornecer, durante o período previsto e diariamente,

Leia mais

MODELO DE CARTA PROPOSTA

MODELO DE CARTA PROPOSTA 1 ACHOCOLATADO EM PÓ INST. POTE 400G UND 36 2 ÁGUA MINERAL 20 LITROS RECARGA 40 3 AÇUCAR PCT DE 2KG CADA C/ 15UND FARDO 35 4 ALHO BOA QUALIDADE KG 20 5 AMENDOIN IN NATURA, SEM CASCA, MEDIO 1 KG KG 4 6

Leia mais

SEÇÃO III GORDURAS E ÓLEOS ANIMAIS OU VEGETAIS; PRODUTOS DA SUA DISSOCIAÇÃO; GORDURAS ALIMENTARES ELABORADAS; CERAS DE ORIGEM ANIMAL OU VEGETAL

SEÇÃO III GORDURAS E ÓLEOS ANIMAIS OU VEGETAIS; PRODUTOS DA SUA DISSOCIAÇÃO; GORDURAS ALIMENTARES ELABORADAS; CERAS DE ORIGEM ANIMAL OU VEGETAL SEÇÃO III GORDURAS E ÓLEOS ANIMAIS OU VEGETAIS; PRODUTOS DA SUA DISSOCIAÇÃO; GORDURAS ALIMEARES ELABORADAS; CERAS DE ORIGEM ANIMAL OU VEGETAL Capítulo 5 Gorduras e óleos animais ou vegetais; produtos da

Leia mais

SEGUNDA 04/5 TERÇA 5/5 QUARTA 6/5 QUINTA 7/5 SEXTA 8/5 Pão de milho com geleia e creme de leite Café com leite

SEGUNDA 04/5 TERÇA 5/5 QUARTA 6/5 QUINTA 7/5 SEXTA 8/5 Pão de milho com geleia e creme de leite Café com leite CARDÁPIO ENSINO FUNDAMENTAL e PRÉ ESCOLA= MAIO DE 2015 SEGUNDA 04/5 TERÇA 5/5 QUARTA 6/5 QUINTA 7/5 SEXTA 8/5 Pão de milho com geleia e creme de leite com ao molho pomodoro* Salada de alface Bebida láctea

Leia mais

sal.final.qxp 06/06/02 1:35 Page 1

sal.final.qxp 06/06/02 1:35 Page 1 sal.final.qxp 06/06/02 1:35 Page 1 sal.final.qxp 06/06/02 1:35 Page 2 2 sal.final.qxp 06/06/02 1:35 Page 3 Sal Colecção: Princípios para uma Alimentação Saudável Edição: Direcção Geral da Saúde Alameda

Leia mais

Sugestão de Cardápio da Dieta Detox para 1 Semana

Sugestão de Cardápio da Dieta Detox para 1 Semana Sugestão de Cardápio da Dieta Detox para 1 Semana Preparamos essa versão em PDF do cardápio completo da Dieta Detox para uma semana, assim você poderá imprimir e ter todo o cardápio em suas mãos, facilitando

Leia mais

APÊNDICE XXVII. CRÉDITO ADMITIDO (% sobre a Base de Cálculo) 1% UNIDADE DA FEDERAÇÃO DE ORIGEM ITEM MERCADORIA BENEFÍCIO

APÊNDICE XXVII. CRÉDITO ADMITIDO (% sobre a Base de Cálculo) 1% UNIDADE DA FEDERAÇÃO DE ORIGEM ITEM MERCADORIA BENEFÍCIO APÊNDICE XXVII MERCADORIAS ORIUNDAS DE OUTRAS UNIDADES DA FEDERAÇÃO BENEFICIADAS COM INCENTIVO OU FAVOR FISCAL OU FINANCEIRO-FISCAL EM DESACORDO COM A LEI COMPLEMENTAR Nº 24/75 UNIDADE DA FEDERAÇÃO DE

Leia mais

MENU FESTIVO. Aperitivos Porto Branco Seco Porto Tónico Cocktail de Frutas Chá de Natal gelado com Hortelã Aguas com e sem Gás

MENU FESTIVO. Aperitivos Porto Branco Seco Porto Tónico Cocktail de Frutas Chá de Natal gelado com Hortelã Aguas com e sem Gás MENU FESTIVO Cocktail de Frutas Chá de Natal gelado com Hortelã Coxinhas de Codorniz Panadas com Alecrim Tartezinha de Queijo da Ilha de S. Jorge Pasteis de Massa Tenra de Bacalhau e Uvas Passas Caldo

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-ST Redução de Base de Cálculo - MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-ST Redução de Base de Cálculo - MG ICMS-ST Redução de Base de Cálculo - MG 22/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 5 3.1. Produtos Alimentícios sujeitos

Leia mais

Amadora Sintra ALIMENTAÇÃO

Amadora Sintra ALIMENTAÇÃO Amadora Sintra ALIMENTAÇÃO no 1º ano de vida INÍCIO DA DIVERSIFICAÇÃO A diversificação pode ser iniciada após os 4 meses. Substituir uma refeição de leite por: Papa sem glúten ou caldo de legumes (antes

Leia mais

ANEXO 7 CONSTITUIÇÃO DAS REFEIÇÕES ESCOLAS A TEMPO INTEIRO

ANEXO 7 CONSTITUIÇÃO DAS REFEIÇÕES ESCOLAS A TEMPO INTEIRO ANEXO 7 CONSTITUIÇÃO DAS REFEIÇÕES ESCOLAS A TEMPO INTEIRO CARATERÍSTICAS DAS REFEIÇÕES: COMPOSIÇÃO E CAPITAÇÕES 1. O adjudicatário obriga-se a fornecer, durante o período previsto e diariamente, 2 lanches

Leia mais

2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira. Legumes com frango Legumes com peixe Legumes com ovo Legumes com Perú ou vitela. Maça ou Pera cozidas

2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira. Legumes com frango Legumes com peixe Legumes com ovo Legumes com Perú ou vitela. Maça ou Pera cozidas Sobrenesa Sopa C E N T R O S O C I A L J E S U S M A R I A J O S É 2012-2013 Ementa da Creche 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira Legumes com frango Legumes com peixe Legumes com ovo Legumes com

Leia mais

Protoc. ICMS CONFAZ 110/10 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 110 de 09.07.2010

Protoc. ICMS CONFAZ 110/10 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 110 de 09.07.2010 Protoc. ICMS CONFAZ 110/10 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 110 de 09.07.010 D.O.U.: 10.08.010 Altera o Protocolo ICMS 8/09, que dispõe sobre a substituição

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE DOENÇA CELÍACA

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE DOENÇA CELÍACA O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE DOENÇA CELÍACA 2 O QUE É GLÚTEN? É um conjunto de proteínas presente no Trigo, Aveia, Centeio, Cevada, e no Malte, que são cereais muito utilizados na composição de alimentos,

Leia mais

Esclarecimento 8/2014

Esclarecimento 8/2014 Segurança Alimentar Aprovação de estabelecimentos industriais em casas particulares Esclarecimento 8/2014 Resumo: O presente esclarecimento pretende clarificar o enquadramento legal da aprovação e atribuição

Leia mais

NATAL TRADICIONAL NATAL EMPRESAS. Reserve já! EM TUDO O QUE É ESSENCIAL!

NATAL TRADICIONAL NATAL EMPRESAS. Reserve já! EM TUDO O QUE É ESSENCIAL! NATAL TRADICIONAL EM TUDO O QUE É ESSENCIAL! SUGESTÕES DE NATAL EMPRESAS Reserve já! www.hfhotels.com/natalempresas2012 Nos Hotéis HF do Porto encontra um leque alargado de opções para que possa reunir

Leia mais

TELEFAX 3003-9222 TABELA 05 DE MARÇO 2015 GMS COM CONDIMENTOS E ESPECIARIAS LTDA. vendas@bsgcondimentos.com.br PREÇO/UNIDADE 7% 12% 18%

TELEFAX 3003-9222 TABELA 05 DE MARÇO 2015 GMS COM CONDIMENTOS E ESPECIARIAS LTDA. vendas@bsgcondimentos.com.br PREÇO/UNIDADE 7% 12% 18% GMS COM CONDIMENTOS E ESPECIARIAS LTDA Alameda Inajá 77 Tamboré 06 460 055 - Barueri - SP CNPJ: 15.269.435/0001-03 TELEFAX 3003-9222 vendas@bsgcondimentos.com.br TABELA 05 DE MARÇO 2015 PRODUTOS NATURAIS

Leia mais

PEQUENO-ALMOÇO CONTINENTAL

PEQUENO-ALMOÇO CONTINENTAL BANQUETES 2015 PEQUENO-ALMOÇO CONTINENTAL Mínimo 20 pessoas Pão, Pastéis e Bolo Pão, pão de cereais, Broa de milho, pão de água Croissants e napolitanas Bolo inglês e bolo de iogurte Doce e Manteiga Doce

Leia mais

Conheça nosso ambiente de trabalho, Onde transformamos seus sonhos em realidade!

Conheça nosso ambiente de trabalho, Onde transformamos seus sonhos em realidade! Conheça nosso ambiente de trabalho, Onde transformamos seus sonhos em realidade! Aposte em você e Emagreça com Saúde! Cardápio Equilíbrio R$ 12,00 prato principal a base de peixes Atum- enlatado 1.Casquinha

Leia mais

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? O Ministério da Saúde está lançando a versão de bolso do Guia Alimentar para a População Brasileira, em formato de Dez Passos para uma Alimentação Saudável, com o objetivo

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001 TERMO DE ADJUDICAÇÃO Às 11:33 horas do dia 23 de outubro de 2012, o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Travesseiro, designado pela portaria 034/2012 após analise da documentação do Pregão Presencial

Leia mais

CAE Rev.3 NOTAS EXPLICATIVAS

CAE Rev.3 NOTAS EXPLICATIVAS CAE Rev.3 NOTAS EXPLICATIVAS SECÇÃO A: AGRICULTURA, PRODUÇÃO ANIMAL, CAÇA, FLORESTA E PESCA 01 AGRICULTURA, PRODUÇÃO ANIMAL, CAÇA E ACTIVIDADES DOS SERVIÇOS RELACIONADOS As actividades económicas no âmbito

Leia mais

RECEITAS SEM GLÚTEN ALERGIAS ALIMENTARES RECEITAS

RECEITAS SEM GLÚTEN ALERGIAS ALIMENTARES RECEITAS RECEITAS Souflê de brócolis (4 - Porção(ões) - 120 - Caloria(s)) Ingredientes: 100 g de queijo minas ou tofu 1 xícara de leite ou extrato de soja 2 ovos 1 colher de sopa de amido de milho (maisena) 1 pitada

Leia mais

Dieta do Mix de Fibras - 2 Kg em 4 Dias

Dieta do Mix de Fibras - 2 Kg em 4 Dias Dieta nas Festas Dieta nas Festas Selecionamos aqui três dietas eficazes para você se preparar antes das festas e uma dieta desintoxicante para recuperar seu corpo depois delas! Dieta do Mix de Fibras

Leia mais

Como preparar pratos saudáveis e saborosos com leguminosas? Experimente algumas das nossas sugestões!

Como preparar pratos saudáveis e saborosos com leguminosas? Experimente algumas das nossas sugestões! Receitas Como preparar pratos saudáveis e saborosos com leguminosas? Experimente algumas das nossas sugestões! Sopa de agriões com lentilhas... 2 Salada de ervilhas com fruta... 2 Feijoada do mar... 3

Leia mais

ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL PARA DIABETES. Elaboração de conteúdo: Equipe de Nutrição

ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL PARA DIABETES. Elaboração de conteúdo: Equipe de Nutrição ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL PARA DIABETES Elaboração de conteúdo: Equipe de Nutrição PRINCÍPIOS GERAIS PARA MANUTENÇÃO DA GLICEMIA (GLICOSE NO SANGUE) ADEQUADA: Perder peso, se estiver acima do adequado. Fazer

Leia mais

E M E N T A DIA VALÊNCIAS ALMOÇOS LANCHES. Creme de legumes c/ borrego. Fruta. Fruta

E M E N T A DIA VALÊNCIAS ALMOÇOS LANCHES. Creme de legumes c/ borrego. Fruta. Fruta M N T DI VLÊNCIS LMOÇOS LNCHS S Creme de cenoura e agrião Papa * Creche c/ vitela Leite e pão U Pré-scolar Sopa de legumes N Nuggets de frango com arroz de Leite simples D 1º Ciclo cenoura e salada de

Leia mais

ITENS DA MERENDA ESCOLAR 2015

ITENS DA MERENDA ESCOLAR 2015 ITENS DA MERENDA ESCOLAR 2015 Nº ITEM UNIDADE DE MEDIDA 1 ABACATE 2 ABACAXI 3 ABÓBORA 4 ACHOCOLATADO EM PÓ EMBALAGEM DE 800G FARDO COM 24 PCT DE 400G 5 ACHOCOLATADO EM PÓ DIET EMBALAGEM DE 210G 6 ACHOCOLATADO

Leia mais

Bebidas da Refeição Águas Minerais; Sumo de Laranja; Cerveja; Vinho Branco; Vinho Tinto; Vinho Verde; Sangria de Frutos Silvestres; Café

Bebidas da Refeição Águas Minerais; Sumo de Laranja; Cerveja; Vinho Branco; Vinho Tinto; Vinho Verde; Sangria de Frutos Silvestres; Café Ementa MIRRA Cocktail de Chegada Salgadinhos Miniatura (Rissóis de Camarão, Bolinhos de Bacalhau e Croquetes de Carne); Canapés de Delícias do Mar; Tâmaras com Bacon. Águas; Sumo de Laranja; Cerveja; Vinho

Leia mais

Anexo A. Descrição e especificação dos tipos de dietas de refeições confeccionadas

Anexo A. Descrição e especificação dos tipos de dietas de refeições confeccionadas Anexo A Descrição e especificação dos tipos de dietas de refeições confeccionadas I) As dietas abaixo referidas deverão cumprir com as especificações do anexo B (Capitações máximas dos alimentos de refeições

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 26.6.2015 L 161/9 REGULAMENTO (UE) 2015/1005 DA COMISSÃO de 25 de junho de 2015 que altera o Regulamento (CE) n. o 1881/2006 no que diz respeito aos teores máximos de chumbo em certos géneros alimentícios

Leia mais

RESUMO EXECUTIVO COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR NO BRASIL: UMA ANÁLISE A PARTIR DE UMA AMOSTRA DE CARDÁPIOS - 2011

RESUMO EXECUTIVO COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR NO BRASIL: UMA ANÁLISE A PARTIR DE UMA AMOSTRA DE CARDÁPIOS - 2011 RESUMO EXECUTIVO COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR NO BRASIL: UMA ANÁLISE A PARTIR DE UMA AMOSTRA DE CARDÁPIOS - 2011 1 Objetivo e Metodologia O presente relatório apresenta os resultados da

Leia mais

pates Modo de Fazer: Bata o milho no liquidificador e misture-o aos demais ingredientes, temperando a gosto. Acrescente maionese até obter uma pasta.

pates Modo de Fazer: Bata o milho no liquidificador e misture-o aos demais ingredientes, temperando a gosto. Acrescente maionese até obter uma pasta. PATÊ DE BERINJELA COM QUEIJO Ingredientes: 2 berinjelas picadas, previamente aferventadas 1 cebola picada 3 colheres de sopas de óleo 1 colher de sobremesa de amido de milho 1 xícara de chá de queijo parmesão

Leia mais

PRINCIPAIS PARCEIROS COMERCIAIS DE PORTUGAL. produtos agrícolas, florestais e das pescas Todos os Países do Mundo

PRINCIPAIS PARCEIROS COMERCIAIS DE PORTUGAL. produtos agrícolas, florestais e das pescas Todos os Países do Mundo PRINCIPAIS PARCEIROS COMERCIAIS DE PORTUGAL produtos agrícolas, florestais e das pescas Todos os Países do Mundo 2004-2008 Ficha Técnica Título Autor Editor Impressão e distribuição Principais Parceiros

Leia mais

Bens sujeitos à isenção completa ou isenção com direitos a dedução

Bens sujeitos à isenção completa ou isenção com direitos a dedução Bens sujeitos à isenção completa ou isenção com direitos a dedução Designação Classificação Pautal 1 - Bens alimentares do n.º28 do artigo 9º 1.1 Carnes e miudezas comestíveis, das seguintes posições tarifárias:

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL - JOINVILLE/SC CARDÁPIO CEI INTEGRAL Referente ao período: 05/05 a 30/05/2014 1.ª Semana

CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL - JOINVILLE/SC CARDÁPIO CEI INTEGRAL Referente ao período: 05/05 a 30/05/2014 1.ª Semana Cereal de milho com Pão de beterraba com requeijão ou doce de Lanche da tarde Jantar 1.ª Semana Pão fatiado integral com Cuca integral de banana doce de frutas ou doce de Ovo cozido com cheiro verde colorido

Leia mais

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL IRMÃ CATARINA

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL IRMÃ CATARINA 28/09 29/09 30/09 01/10 02/10 Leite com achocolatado Iogurte com polpa de Biscoito integral salgado Pão de leite com frutas Pão de forma com Pão integral com geleia com margarina requeijão Rosquinha de

Leia mais

SEÇÃO IV PRODUTOS DAS INDÚSTRIAS ALIMENTARES; BEBIDAS, LÍQUIDOS ALCOÓLICOS E VINAGRES; TABACO E SEUS SUCEDÂNEOS MANUFATURADOS

SEÇÃO IV PRODUTOS DAS INDÚSTRIAS ALIMENTARES; BEBIDAS, LÍQUIDOS ALCOÓLICOS E VINAGRES; TABACO E SEUS SUCEDÂNEOS MANUFATURADOS SEÇÃO IV PRODUTOS DAS INDÚSTRIAS ALIMEARES; BEBIDAS, LÍQUIDOS ALCOÓLICOS E VINAGRES; TABACO E SEUS SUCEDÂNEOS MANUFATURADOS Nota. 1.- Na presente Seção, o termo "pellets" designa os produtos apresentados

Leia mais

Leite/chá/cevada com Pão com manteiga Papa de leite/chá/cevada com pão. Leite/chá/cevada com Pão com manteiga

Leite/chá/cevada com Pão com manteiga Papa de leite/chá/cevada com pão. Leite/chá/cevada com Pão com manteiga Ceia Jantar Lanche da Tarde Pequenoalmoço Acompanhamento Acompanhemento com fiambre Papa de maçã com Sopa de couve lombarda Caldo /Sopa de Entrecosto cozido com batatas, cenoura, couves e arroz branco

Leia mais