HISTÓRIA DA ARTE. Modernidade. Professor Isaac Antonio Camargo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HISTÓRIA DA ARTE. Modernidade. Professor Isaac Antonio Camargo"

Transcrição

1 HISTÓRIA DA ARTE Modernidade 1 Professor Isaac Antonio Camargo

2 Modernismo e Modernidade

3 Modernismo e Modernidade são dois termos usados para identificar as obras de arte que ocorrem a partir do final do século XIX e início do século XX

4 O que vai caracterizar estas manifestações é o afastamento da arte tradicional clássica ou acadêmica e uma aproximação com novos valores plásticos

5 Estes novos valores são exatamente a ruptura com o modelo tradicional de arte, a exploração de novos materiais, meios e processos expressivos, bem como a pesquisa de materiais e soluções plásticas

6 É isto que caracterizará a arte para o século XX, começando com o Impressionismo

7 HISTÓRIA DA ARTE Idade Moderna: O Impressionismo 1 Professor Isaac Antonio Camargo

8 A primeira exposição Impressionista

9 Atelier de Nadar

10 A primeira exposição da Sociedade Anônima dos Artistas, foi realizada de 15 de abril a 15 de maio de 1874, no estúdio do fotógrafo Nadar, na rua dos Capuchinhos 35, em Paris.

11 Foram apresentados 165 trabalhos de: Renoir; Monet; Pissarro; Morisot; Degas; Sisley; Boudin; Cezanne e Guillaumin.

12 Renoir, 1874

13 Monet, 1872

14 Pissarro, 1873

15 Morissot, 1689

16 Degas, 1872

17 Sisley, 1872

18 Boudine, 1874

19 Cezanne, 1873

20 Guillaumin, 1873

21 As obras que vimos foram expostas na primeira exposição Impressionista.

22 Os artistas que participaram desta exposição continuaram a expor nos anos subseqüentes, mesmo sem apoio da crítica.

23 Não possuíam um programa único, tinham certas tendências como a opção pela Pintura ao ar livre, a oposição ao academismo, o estudo da cor.

24 O que vai caracterizar a poética Impressionista é a opção pelo visível e mesmo a manifestação matérica na superfície de suas obras.

25 As tintas são tratadas pelas suas características plásticas, as densidades do material e as características cromáticas.

26 A gestualidade, as marcas das pinceladas e dos pincéis são mantidas e são visíveis na superfície da tela, não há qualquer preocupação em escondê-las.

27 As marcas do fazer são elementos produtores de sentido de tal modo que a materialidade da pintura também significa.

28 Monet, catedral de Rouen, 1894

29 Monet, catedral de Rouen, nublado

30 Monet, Rouen, sol pleno

31 A construção plástica da superfície revela-se no processo constitutivo da pintura, as marcas do fazer indicam o processo e os procedimentos adotados

32 A celebração da luz, a dinâmica da cor, a riqueza cromática do mundo é revelado pelos Impressionistas.

33 Pissaro

34 Renoir

35 Sisley

36 HISTÓRIA DA ARTE 1 Idade Moderna: O Pós-Impressionismo Professor Isaac Antonio Camargo

37 Neo-Impressionismoo Pontilhismo Divisionismo

38 O extremo da poética Impressionista se dá com o Divisionismo e o Pontilhismo.

39 O Divisionismo e o Pontilhismo levaram ao extremo a atitude poética do Impressionismo ao trabalharem as cores como unidades autônomas de luz.

40 A cor só significava no seu conjunto, uma obra só se revelava plenamente se vista de longe.

41 Signac, a nuvem rosa

42 Signac, retrato de Felix Feneon

43 Sisley, o capim, 1880

44 Seurat, banhistas

45 Seurat, jovem se maquiando

46 Por outro lado, as atitudes extremas estimularam certos artistas a se oporem ao Impressionismo.

47 Foi o caso de Vincent Van Gogh, Paul Cezanne, Tolouse Lautrec, Paul Gauguin, Henry Russeau

48 Van Gogh, embora tenha mudado substancialmente sua pintura com o convívio com os Impressionistas, não assume, de fato, este programa de criação.

49 Sua tendência intimista propõe o Simbolismo.

50 Van Gogh, pomar de oliveiras, 1889

51 Van Gogh, Oliveiras, 1889

52 Van Gogh, oliveiras, 1889

53 Van Gogh,oliveiras 1889

54 Além de Van Gogh esta recuperação do intimismo e o individualismo vai marcar outros artistas como Toulouse Lautrec

55

56

57

58

59 Podemos incluir, além de Van Gogh e Lautrec, Paul Gauguin, que envereda por um caminho intimista. Participou de algumas exposições dos Impressionistas.

60 Desliga-se dos Impressionistas influencia outros artistas como os da escola de Pont-Aven e os Nabis.

61 Suas obras mais conhecidas são as produzidas no Taiti.

62

63

64

65

66 Outro artista que assume sua individualidade, por ingenuidade ou por índole, é Henry Rousseau, o aduaneiro.

67 Inaugura o que vem a se chamar de pintura Naif ou ingênua.

68

69

70

71

72

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO UL CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE ARTES VISUAIS Professor Dr. Isaac A. Camargo Apoio Pedagógico: AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM: www.artevisualensino.com.br

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA CURSO DE DESIGN Apoio pedagógico Virtual: www.artevisualensino.com.br Modernidade e Modernismo

Leia mais

Arte 1º. Ano do Ensino Médio

Arte 1º. Ano do Ensino Médio Conteúdo Avaliativo 3º. Trimestre: Arte 1º. Ano do Ensino Médio 1. A transição do século XVIII XIX: Neoclassicismo/Romantismo/Realismo. 2. Impressionismo/Fotografia. 3. Vanguardas Europeias: Expressionismo/Cubismo/Surrealismo/Dadaísmo.

Leia mais

IMPRESSIONISMO. As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens.

IMPRESSIONISMO. As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens. IMPRESSIONISMO O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX. Havia algumas considerações gerais, muito mais

Leia mais

Aula dia 13/03/15 IMPRESSIONISMO PÓS IMPRESSIONISMO

Aula dia 13/03/15 IMPRESSIONISMO PÓS IMPRESSIONISMO 2º ano - ENSINO MÉDIO Aula dia 13/03/15 IMPRESSIONISMO PÓS IMPRESSIONISMO Professora Alba Baroni Arquiteta IMPRESSIONISMO Movimento com origem na França no fim do século XIX que explorou a intensidade

Leia mais

Impressionismo. a) Apenas o item IV está correto. b) Apenas os itens II, III e V são corretos. c) Apenas os itens II, III e V estão incorretos.

Impressionismo. a) Apenas o item IV está correto. b) Apenas os itens II, III e V são corretos. c) Apenas os itens II, III e V estão incorretos. Impressionismo Questão 01 - Como os artistas realistas, que com a ciência haviam aprendido a utilizar determinados conhecimentos, os impressionistas se viram na necessidade de interpretar com maior vivacidade

Leia mais

Características: Oposição aos mitos, as idealizações, as lendas... Exaltação da realidade imediata: Representação fiel das paisagens naturais e do

Características: Oposição aos mitos, as idealizações, as lendas... Exaltação da realidade imediata: Representação fiel das paisagens naturais e do Realismo Pintura Características: Oposição aos mitos, as idealizações, as lendas... Exaltação da realidade imediata: Representação fiel das paisagens naturais e do cotidiano de pessoas comuns. Transformações

Leia mais

Provas de Avaliação de Conhecimentos e Competências Prova de Avaliação de História das Artes Visuais. I Grupo

Provas de Avaliação de Conhecimentos e Competências Prova de Avaliação de História das Artes Visuais. I Grupo Provas de Avaliação de Conhecimentos e Competências Prova de Avaliação de História das Artes Visuais 3 de Junho de 20 Duração da prova: 20 minutos. Indique e caracterize os períodos em que se divide a

Leia mais

Surge em em Paris, na França, tendo em Édouard Manet seu mentor.

Surge em em Paris, na França, tendo em Édouard Manet seu mentor. Impressionismo Surge em 1.863 em Paris, na França, tendo em Édouard Manet seu mentor. O artista rompeu definitivamente com os valores clássicos da antiguidade; apesar de não se considerar um impressionista

Leia mais

Impressão: nascer do sol

Impressão: nascer do sol IMPRESSIONISMO França 1860 a 1886. Os impressionistas representavam sensações visuais imediatas através da cor e da luz. Seu objetivo principal era apresentar uma impressão ou as percepções iniciais registradas

Leia mais

Holanda: ladrões roubam obras de Picasso, Monet e outros famosos

Holanda: ladrões roubam obras de Picasso, Monet e outros famosos Holanda: ladrões roubam obras de Picasso, Monet e outros famosos Mulher diante de uma janela aberta, de Paul Gauguin, é um dos quadros que foram roubados do museu Kunsthal. Foto: AP Sete quadros de grande

Leia mais

³$LOXPLQDomRGR3RQWRGHYLVWDGR,PSUHVVLRQLVPR

³$LOXPLQDomRGR3RQWRGHYLVWDGR,PSUHVVLRQLVPR UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS,QVWLWXWRGH$UWHV 'HSDUWDPHQWRGH$UWHV&RUSRUDLV *UDGXDomRHP'DQoD 0DWpULD7ySLFRV(VSHFLDLVHP'DQoD±,OXPLQDomR Professor: Valmir Perez ³$LOXPLQDomRGR3RQWRGHYLVWDGR,PSUHVVLRQLVPR

Leia mais

Um breve Report da visita ao Hermitage, São Petersburgo, 3 de Setembro, 2017

Um breve Report da visita ao Hermitage, São Petersburgo, 3 de Setembro, 2017 Um breve Report da visita ao Hermitage, São Petersburgo, 3 de Setembro, 2017 O Hermitage é um museu peculiar. Era também o palácio de inverno dos Czares da Rússia, e combina as obras de arte com os decorados

Leia mais

MÉDIUM: JOSÉ MEDRADO

MÉDIUM: JOSÉ MEDRADO MÉDIUM: JOSÉ MEDRADO Brasileiro, baiano, nascido em Salvador em 1961; Diplomado em Letras Vernáculas pela Universidade Católica do Salvador, onde também cursou filosofia; Funcionário público federal concursado

Leia mais

Impressionismo. Artes Plásticas

Impressionismo. Artes Plásticas Impressionismo Introdução Embora resultante de uma experiência espontânea e localizada, desenvolvida por alguns pintores franceses no final de oitocentos, o Impressionismo rapidamente ganhou uma dimensão

Leia mais

O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do

O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do Impressionismo Impressionismo O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX; O termo impressionismo foi imprimido

Leia mais

Modernismo nas artes plásticas: Séculos XIX e XX

Modernismo nas artes plásticas: Séculos XIX e XX Modernismo nas artes plásticas: Séculos XIX e XX O que era ser um artista moderno? Vincent Van Gogh- Auto retrato com orelha decepada, (1889) Vincent Van Gogh Autorretrato com orelha decepada (1889) Todo

Leia mais

SÉRIE/ANO: E.M. TURMA(S): A B C D DISCIPLINA: ARTE 18/10/2016 IMPRESSIONISMO

SÉRIE/ANO: E.M. TURMA(S): A B C D DISCIPLINA: ARTE 18/10/2016 IMPRESSIONISMO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: E.M. TURMA(S):

Leia mais

Realismo significa um estilo de época que predominou na segunda metade do

Realismo significa um estilo de época que predominou na segunda metade do Realismo Realismo Realismo significa um estilo de época que predominou na segunda metade do século XIX. A palavra realismo designa uma maneira de agir, de interpretar a realidade. Esse comportamento caracteriza-se

Leia mais

ARTE AULA 5 EAD ENSINO MÉDIO 3 ANO IMPRESSIONISMO

ARTE AULA 5 EAD ENSINO MÉDIO 3 ANO IMPRESSIONISMO ARTE AULA 5 EAD ENSINO MÉDIO 3 ANO IMPRESSIONISMO O Impressionismo foi um movimento que se manifestou, especialmente nas artes plásticas no fim do século XIX na França. Os impressionistas rejeitavam as

Leia mais

Impressionismo. Unidade I - O movimento Impressionista foi o ponto inicial para o surgimento do que, hoje, conhecemos como Arte Moderna.

Impressionismo. Unidade I - O movimento Impressionista foi o ponto inicial para o surgimento do que, hoje, conhecemos como Arte Moderna. Unidade I - Impressionismo O movimento Impressionista foi o ponto inicial para o surgimento do que, hoje, conhecemos como Arte Moderna. Impressão, nascer do sol Monet, 1872. No final do século 19, numa

Leia mais

O Impressionismo é um movimento artístico surgido na França no século XIX que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas

O Impressionismo é um movimento artístico surgido na França no século XIX que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas O Impressionismo é um movimento artístico surgido na França no século XIX que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas soltas dando ênfase na luz e no movimento. Geralmente as

Leia mais

Pós - Impressionismo. (1880 a 1905 = França Paris) 8ºs Anos 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juventino

Pós - Impressionismo. (1880 a 1905 = França Paris) 8ºs Anos 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juventino Pós - Impressionismo (1880 a 1905 = França Paris) 8ºs Anos 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juventino Não foi um Movimento Não houve um grupo de artistas que se reuniam para debates acadêmicos. Eram artistas

Leia mais

LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS. Quer ser feliz? O CEUNSP é seu lugar! Venha para a FCAD!

LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS. Quer ser feliz? O CEUNSP é seu lugar! Venha para a FCAD! LICENCIATURA EM Quer ser feliz? O CEUNSP é seu lugar! Venha para a FCAD! EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS ARTÍSTICOS NA FCAD/CEUNSP. O curso tem a ver comigo? A rotina é com aulas dinâmicas, criativas e participativas

Leia mais

CAESP - Artes Aula 21-09/11/2016 ART NOUVEAU E PÓS-IMPRESSIONISMO

CAESP - Artes Aula 21-09/11/2016 ART NOUVEAU E PÓS-IMPRESSIONISMO CAESP - Artes Aula 21-09/11/2016 ART NOUVEAU E PÓS-IMPRESSIONISMO Art Nouveau: No final de século XIX, havia entre os artistas um crescente descontentamento em como a arte era produzida para agradar ao

Leia mais

Percursos do Impressionismo Os pintores da vida moderna

Percursos do Impressionismo Os pintores da vida moderna Percursos do Impressionismo Os pintores da vida moderna A pintura impressionista resulta da forma singular e espontânea como cada artista, através da cor, reproduz sobre a tela as sensações ópticas do

Leia mais

Percursos do Impressionismo Os pintores da vida moderna

Percursos do Impressionismo Os pintores da vida moderna Percursos do Impressionismo Os pintores da vida moderna A pintura impressionista resulta da forma singular e espontânea como cada artista, através da cor, reproduz sobre a tela as sensações opticas do

Leia mais

Em busca do tempo perdido

Em busca do tempo perdido Estes textos são produzidos sob patrocínio do Departamento Cultural da Clínica Naturale.Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.

Leia mais

ARTEBR EXPOSIÇÃO DE STELA BARBIERI E FERNANDO VILELA PAISAGENS GRÁFICAS

ARTEBR EXPOSIÇÃO DE STELA BARBIERI E FERNANDO VILELA PAISAGENS GRÁFICAS ARTEBR EXPOSIÇÃO DE STELA BARBIERI E FERNANDO VILELA PAISAGENS GRÁFICAS A empresa ARTEBR desenvolve projetos em arte, educação e literatura para diversas instituições culturais brasileiras. Atua nas áreas

Leia mais

Delícias de Paris. Um brinde a locais mágicos.

Delícias de Paris. Um brinde a locais mágicos. Delícias de Paris Um brinde a locais mágicos Delícias de Paris Um brinde a locais mágicos Sobre InVinoViajas "Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut

Leia mais

Artes visuais AULA 4 Do Romantismo ao Impressionismo

Artes visuais AULA 4 Do Romantismo ao Impressionismo Artes visuais AULA 4 Do Romantismo ao Impressionismo Prof. André de Freitas Barbosa O século XIX foi agitado por fortes mudanças sociais, políticas e culturais, resultando numa reação ao espírito iluminista,

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2501/12 - Artes Visuais. Ênfase

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2501/12 - Artes Visuais. Ênfase Curso 2501/12 - Artes Visuais Ênfase Identificação Disciplina 0003814B - História da Arte: do Impressionismo ao Contemporâneo Docente(s) Joedy Luciana Barros Marins Bamonte Unidade Faculdade de Arquitetura,

Leia mais

Colégio Santa Clara. Aluno : nº 1ª série E.M. Professora: Ana Francisca Martins ARTES I Trimestre Ficha Academicismo

Colégio Santa Clara. Aluno : nº 1ª série E.M. Professora: Ana Francisca Martins ARTES I Trimestre Ficha Academicismo Colégio Santa Clara Aluno : nº 1ª série E.M. Professora: Ana Francisca Martins ARTES I Trimestre Ficha 1 1. Academicismo O termo academicismo faz uma referência à existência das academias e da produção

Leia mais

Professor Hudson Oliveira

Professor Hudson Oliveira Professor Hudson Oliveira A revolução na pintura Tempo: segunda metade do século XIX. Espaço / origem: França. Contexto: Revolução Industrial 2ª fase. Novas Ideias: Liberalismo, Nacionalismo, Socialismo

Leia mais

Georges Seurat nasceu em Paris em 2 de dezembro de Em 1878 começou a estudar na Escola de Belas-Artes com Henri Lehmann, discípulo de Ingres

Georges Seurat nasceu em Paris em 2 de dezembro de Em 1878 começou a estudar na Escola de Belas-Artes com Henri Lehmann, discípulo de Ingres Seurat, Georges Um dos grandes precursores da arte do século XX, Seurat foi o criador do pontilhismo, técnica neo-impressionista baseada na fragmentação da cor em pontos que, quando tomados em conjunto,

Leia mais

MODERNISMO Europa / Brasil

MODERNISMO Europa / Brasil MODERNISMO Europa / Brasil MODERNISMO A expressão movimentos de vanguardas europeias ou o Modernismo começou a ser usado na década de 1860, final do século XIX e inicio do século XX. Este movimento ocorreu

Leia mais

O Impressionismo surgiu na França, nos primeiros anos da década de 1860, em Paris, centro cultural da Europa. Época de grandes transformações

O Impressionismo surgiu na França, nos primeiros anos da década de 1860, em Paris, centro cultural da Europa. Época de grandes transformações Impressionismo O Impressionismo surgiu na França, nos primeiros anos da década de 1860, em Paris, centro cultural da Europa. Época de grandes transformações industriais, econômicas, políticas e tecnológicas.

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 1ª Etapa 2013. Ano: 9 Turma: 91/92

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 1ª Etapa 2013. Ano: 9 Turma: 91/92 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2013 Disciplina: ARTE Professor (a): JANAINA Ano: 9 Turma: 91/92 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação. Faça

Leia mais

PÓS IMPRESSIONISMO. É um movimento que prioriza os estudos da cor e das formas como estruturadores da imagem.

PÓS IMPRESSIONISMO. É um movimento que prioriza os estudos da cor e das formas como estruturadores da imagem. PÓS IMPRESSIONISMO Surge em meio à determinação científica daquele final de século, como um exemplo de espaço galgado por alguns artistas para a afirmação de seu individualismo e de suas pesquisas particulares.

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ART001 EXPRESSÃO BIDIMENSIONAL - DESENHO I Desenho de observação. Conceito. Artistas. Técnica de representação gráfica da tridimensionalidade. Proporção, volume, luz e sombra, perspectiva.

Leia mais

Obras de Arte, uma experiência por meio do Minecraft.

Obras de Arte, uma experiência por meio do Minecraft. Obras de Arte, uma experiência por meio do Minecraft. Professora Sabrina Quarentani A.TEMA : Obras de Arte, uma experiência por meio do Minecraft. B. Professora: Sabrina Quarentani. Disciplina: Artes.

Leia mais

Mulher de chapéu, Matisse 1905, Óleo sobre tela

Mulher de chapéu, Matisse 1905, Óleo sobre tela Mulher de chapéu, Matisse 1905, Óleo sobre tela O termo Fauvismo deriva de fauve (fera selvagem), exclamação feita pelo crítico de arte Louis Vauxcelles perante a exposição de pintura do Salão de Outono

Leia mais

Arthur Hill Gilbert

Arthur Hill Gilbert - 051 - Arthur Hill Gilbert 1893-1970 Arthur Hill Gilbert, nascido em Mount Vernon, Illinois (EUA), no dia 10 de junho de 1893 e falecido no mês de abril de 1970, foi um pintor do Impressionismo americano,

Leia mais

2) Característica de profissão (ver também Tabela 3 na página a seguir)

2) Característica de profissão (ver também Tabela 3 na página a seguir) 65 4.2 Resultados dos questionários aplicados aos usuários Aplicou-se o questionário (Anexo 2) a todos os usuários que buscaram informação nas duas instituições selecionadas, durante um período de quatro

Leia mais

Objectivos Desenvolvimento do Projecto: Desenvolvimento das aulas:

Objectivos Desenvolvimento do Projecto: Desenvolvimento das aulas: (...)"A Educação Visual e Tecnológica é, portanto, uma disciplina inteiramente nova, que parte da realidade prática para o conhecimento teórico, numa perspectiva de integração do trabalho manual e do trabalho

Leia mais

autorretratos Grandes Mestres

autorretratos Grandes Mestres Plínio Santos Filho - Ph.D. autorretratos Grandes Mestres aprenda Desenho e Pintura estudando Grandes Artistas ebook Desenho e Pintura Percepção Visual Anatomia Artística História da Arte e Gravura Prof.

Leia mais

Instituto Politécnico de Santarém. Escola Superior de Educação. Docente: Clara Silva Brito EXPRESSÕES CONTEMPORÂNEAS (EDUCAÇÃO BÁSICA)

Instituto Politécnico de Santarém. Escola Superior de Educação. Docente: Clara Silva Brito EXPRESSÕES CONTEMPORÂNEAS (EDUCAÇÃO BÁSICA) Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Educação Docente: Clara Silva Brito EXPRESSÕES CONTEMPORÂNEAS (EDUCAÇÃO BÁSICA) EXPRESSÕES ARTÍSTICAS CONTEMPORÂNEAS (EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO MULTIMÉDIA)

Leia mais

O que é o Museu Itinerante?

O que é o Museu Itinerante? O que é o Museu Itinerante? Olhar o presente estando consciente de como o passado afeta nossa maneira de olhar Fernando Hernandez O Museu Itinerante é um projeto concreto de democratização cultural, constituído

Leia mais

MODERNISMO. Propostas e Movimentos

MODERNISMO. Propostas e Movimentos MODERNISMO Propostas e Movimentos Modernismo Passagem de um regime representativo da arte para um regime estético da arte Jacques Rancière EXPRESSIONISMO Proposta: - expressar os sentimentos e visões de

Leia mais

CRISES, EMBATES IDEOLÓGICOS E MUTAÇÕES CULTURAIS NA PRIMEIRA METADE DO SÉC. XX AS TRANSFORMAÇÕES DAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO

CRISES, EMBATES IDEOLÓGICOS E MUTAÇÕES CULTURAIS NA PRIMEIRA METADE DO SÉC. XX AS TRANSFORMAÇÕES DAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO 1.5.2. Tendências culturais: entre o naturalismo e as vanguardas - Pintura Tradicional: naturalismo Academismo: Columbano B. Pinheiro e Silva Porto, por ex. Cenas de costume (cenas populares, rurais) botas

Leia mais

Arte. Sistema Positivo de Ensino 12

Arte. Sistema Positivo de Ensino 12 A proposta O ensino da Arte na escola precisa possibilitar a produção de um auto-retrato das múltiplas faces e funções desta área de conhecimento, revelando as formas de ser e habitar a contemporaneidade.

Leia mais

Desenho Percepção Visual Anatomia Artística Pintura

Desenho Percepção Visual Anatomia Artística Pintura Desenho Percepção Visual Anatomia Artística Pintura Plínio Santos Filho, Ph.D. CE 04 - Autoretrato 01 Caderno de Exercícios CE 04 O autoretrato é feito para marcar a passagem do tempo. É o momento em que

Leia mais

Jean Puy

Jean Puy - 101 - Jean Puy 1876-1960 Jean Puy, nascido em Ruan, 130 km ao Noroeste de Paris (local histórico onde morreu Joana D Arc), no dia 8 de novembro de 1876 e falecido na mesma cidade em 6 de março de 1960,

Leia mais

FICHA DE INVENTÁRIO 2.CARACTERIZAÇÃO

FICHA DE INVENTÁRIO 2.CARACTERIZAÇÃO .IDENTIFICAÇÃO Local/Endereço- Rua de S. Cristóvão, nº2 Concelho- Distrito- Descrição Geral e Pormenores Importantes Trata-se de uma fachada secundária de um prédio urbano, com 2 pisos em bom estado de

Leia mais

A Transição para a Arte do Século XX A Coragem de Transgredir

A Transição para a Arte do Século XX A Coragem de Transgredir Estes textos são produzidos sob patrocínio do Departamento Cultural da Clínica Naturale.Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.

Leia mais

Conteúdo: Aula 1: Aproveitamento do lixo por meio de reciclagem Aula 2: Revisão e Avaliação CONTEÚDO E HABILIDADES REVISÃO I REVISÃO II REVISÃO III

Conteúdo: Aula 1: Aproveitamento do lixo por meio de reciclagem Aula 2: Revisão e Avaliação CONTEÚDO E HABILIDADES REVISÃO I REVISÃO II REVISÃO III E HABILIDADES REVISÃO I REVISÃO II REVISÃO III Conteúdo: Aula 1: Aproveitamento do lixo por meio de reciclagem Aula 2: Revisão e Avaliação 2 ARTES E HABILIDADES REVISÃO I REVISÃO II REVISÃO III Habilidades:

Leia mais

Exame Final Nacional de História da Cultura e das Artes Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade. Critérios de Classificação

Exame Final Nacional de História da Cultura e das Artes Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade. Critérios de Classificação Exame Final Nacional de História da Cultura e das Artes Prova 74.ª Fase Ensino Secundário 07.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 9/0, de de julho Critérios de Classificação 4 Páginas Prova 74/.ª F. CC

Leia mais

QUESTÃO 1. 2.a Certificação de Habilidade Específica de 2012 Prova de Habilidades Específicas Artes Plásticas (Bacharelado e Licenciatura)

QUESTÃO 1. 2.a Certificação de Habilidade Específica de 2012 Prova de Habilidades Específicas Artes Plásticas (Bacharelado e Licenciatura) QUESTÃO 1 Pablo Picasso. Mulher com gralha. 1904, carvão, pastel e aquarela sobre papel, 64,6 cm 49,5 cm, The Toledo Museum od Ar t, T oledo (OH), EUA. Yves Klein. International Klein Blue IKB 3. 1960,

Leia mais

CARTÃO-POSTAL REVITALIZADO - Prefeitura entrega Centro Cultural Estação Paulista Sex, 22 de Setembro de 2006 14:39

CARTÃO-POSTAL REVITALIZADO - Prefeitura entrega Centro Cultural Estação Paulista Sex, 22 de Setembro de 2006 14:39 O prédio central da Estação da Paulista, um dos principais cartões-postais de Piracicaba transformado pela Prefeitura de Piracicaba em centro cultural será entregue à população neste sábado (23), às 16

Leia mais

Revisão/ 2 Ano/Arte. Neoclassicismo/ Romantismo/ Realismo/ Impressionismo/Pósimpressionismo/Neoimpressionismo/ Art noveau

Revisão/ 2 Ano/Arte. Neoclassicismo/ Romantismo/ Realismo/ Impressionismo/Pósimpressionismo/Neoimpressionismo/ Art noveau Revisão/ 2 Ano/Arte Neoclassicismo/ Romantismo/ Realismo/ Impressionismo/Pósimpressionismo/Neoimpressionismo/ Art noveau Neoclassicismo: Novo clássico. Novo resgate do vocabulário e das ideias que surgiram

Leia mais

Realismo REALISMO E IMPRESSIONISMO TRADIÇÃO E RUPTURA O PROCESSO DA MODERNIDADE

Realismo REALISMO E IMPRESSIONISMO TRADIÇÃO E RUPTURA O PROCESSO DA MODERNIDADE REALISMO E IMPRESSIONISMO TRADIÇÃO E RUPTURA O PROCESSO DA MODERNIDADE A invenção da fotografia em 1823 influencia as artes de diversas maneiras; Surgem duas correntes, os Realistas e os Impressionistas;

Leia mais

Programa Anual ARTE. A proposta. O trabalho do aluno. O trabalho do professor

Programa Anual ARTE. A proposta. O trabalho do aluno. O trabalho do professor Programa Anual ARTE A proposta O ensino da Arte na escola precisa possibilitar a produção de um auto-retrato das múltiplas faces e funções desta área de conhecimento, revelando as formas de ser e habitar

Leia mais

PROVA DE AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS E COMPETÊNCIAS HISTÓRIA DAS ARTES VISUAIS - 2015

PROVA DE AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS E COMPETÊNCIAS HISTÓRIA DAS ARTES VISUAIS - 2015 PROVAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS E COMPETÊNCIAS HISTÓRIA DAS ARTES VISUAIS - 2015 Nome Cotações:

Leia mais

PROJETO NÚCLEO DE ESTUDOS DE ENSINO DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR

PROJETO NÚCLEO DE ESTUDOS DE ENSINO DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR PROJETO NÚCLEO DE ESTUDOS DE ENSINO DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR Márcia Aurélia Stopassoli (Universidade Regional de Blumenau stopa@furb.br) Rosinete Gaertner (Universidade Regional

Leia mais

FUNDAÇÃO MANUEL CARGALEIRO

FUNDAÇÃO MANUEL CARGALEIRO Relatório de Atividades 2012 Nos termos das disposições legais e estatuárias a Fundação Manuel Cargaleiro apresenta o Relatório de Atividades referente ao exercício de 2012. Ao longo do ano a Fundação

Leia mais

HISTÓRIA DAS ARTES 12º ANO. Curriculo e Avaliação

HISTÓRIA DAS ARTES 12º ANO. Curriculo e Avaliação HISTÓRIA DAS ARTES 12º ANO Curriculo e Avaliação Bloco 1 - A arte, do Impressionismo ao Expressionismo Abstracto - Módulo 1 A Arte Impressionista e Pós-Impressionista. - Módulo 2 Arte, indústria, arquitectura

Leia mais

TENDÊNCIA TECNICISTA. Denise Cristiane Kelly Mendes Mariane Roque

TENDÊNCIA TECNICISTA. Denise Cristiane Kelly Mendes Mariane Roque TENDÊNCIA TECNICISTA Denise Cristiane Kelly Mendes Mariane Roque O PAPEL DA ESCOLA A tendência tecnicista, na educação, tem como objetivo inserir a escola nos modelos de racionalização do sistema de produção

Leia mais

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 1 BIMESTRE

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 1 BIMESTRE COLÉGIO MONJOLO QUIZ N 02 2017 / 1 BIMESTRE ARTE PROFESSORA LIA Data da entrega: 28/04/2017. Aluno (a): 8º Ano: Questão 01 Fundamentos da linguagem visual, os elementos constitutivos da comunicação visual,

Leia mais

E as condições internas?

E as condições internas? A ECONOMIA CAFEEIRA: do escravismo colonial ao trabalho assalariado. Profa. Ms. Joseney Rodrigues de Queiroz Dantas Departamento de Economia/CAMEAM/UERN Condições Históricas (externas) para a Expansão

Leia mais

ESAMC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL. História da Arte 2

ESAMC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL. História da Arte 2 ESAMC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL História da Arte 2 Resumos de Aula + Textos Selecionados Proª. Sylvia Furegatti 2002 PANORAMA GERAL A ARTE NO SÉCULO XIX O PRINCÍPIO DA ARTE MODERNA O século XIX guarda

Leia mais

A REALIDADE E A CONSCIÊNCIA

A REALIDADE E A CONSCIÊNCIA A REALIDADE E A CONSCIÊNCIA Giulio Carlo Argan trecho do capítulo "E realidade e a consciência", do livro Arte Moderna, de G.C. Argan (Cia das Letras) IMPRESSIONISMO Courbet anunciara seu programa desde

Leia mais

Nome: N.º. Praia Grande, de outubro de O impressionismo

Nome: N.º. Praia Grande, de outubro de O impressionismo Nome: N.º 1ª série do Ensino Médio. Praia Grande, de outubro de 2016. ProfªVivian O impressionismo O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes

Leia mais

Centro de Pesquisa da Indústria de Exposições

Centro de Pesquisa da Indústria de Exposições Centro de Pesquisa da Indústria de Exposições Métodos eficazes para a Promoção aos visitantes Parte I: Organizadores da Exposição Índice Características de todos os organizadores de exposições entrevistados

Leia mais

O surgimento da sociedade de massas. O crescimento populacional

O surgimento da sociedade de massas. O crescimento populacional O surgimento da sociedade de massas O crescimento populacional A partir de 1850, na Europa e nos Estados Unidos, houve um enorme crescimento populacional, crescimento das cidades e aparecimento das primeiras

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE VITRINISMO Planificação anual de História e Cultura das Artes 11 º Ano

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE VITRINISMO Planificação anual de História e Cultura das Artes 11 º Ano Planificação anual de História e Cultura das Artes 11 º Ano Turma: J Professora: Clara Marreiros 1 - Estrutura e Finalidades da disciplina A disciplina de História da Cultura e das Artes, componente de

Leia mais

Otto Stark 1859-1926

Otto Stark 1859-1926 - 301 - Otto Stark 1859-1926 Otto Stark, nascido em 1859 e falecido em 1926, foi um pintor do Impressionismo americano, membro do grupo de artistas denominado Hoosier Group of Indiana, tendo se iniciado

Leia mais

A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO

A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO A busca por oportunidades iguais de trabalho e renda entre homens e mulheres é o foco de discussão entre grupos feministas em todos os países. A discriminação no campo de

Leia mais

Tema/conteúdo: Dever de casa avaliativo Impressionismo, Pós-Impressionismo, Expressionismo, Fovismo, Cubismo, Surrealismo, Futurismo, Dadaísmo.

Tema/conteúdo: Dever de casa avaliativo Impressionismo, Pós-Impressionismo, Expressionismo, Fovismo, Cubismo, Surrealismo, Futurismo, Dadaísmo. J+C Atividade de História da Arte 3 etapa/2015 1ª Série do Ensino Médio Professor (a): Nélia Armond Lopes Nome: N : Turma: Data: 21/09/2015 Resumo para estudos Tema/conteúdo: Dever de casa avaliativo Impressionismo,

Leia mais

Compilação de Paulo Victorino

Compilação de Paulo Victorino Compilação de Paulo Victorino TUDO DEPENDE DO OLHAR DO ARTISTA 013 - O Impressionismo - O adeus à arte acadêmica 017 - Pós-Impressionismo - A evolução 019 Pontilhismo O exagero 021 - Como os impressionistas

Leia mais

Formação da literatura brasileira nos anos 1950. Em 1959 é publicado Formação da literatura brasileira. No mesmo ano também sai

Formação da literatura brasileira nos anos 1950. Em 1959 é publicado Formação da literatura brasileira. No mesmo ano também sai Formação da literatura brasileira nos anos 1950 Bernardo Ricupero 1 Em 1959 é publicado Formação da literatura brasileira. No mesmo ano também sai Formação econômica do Brasil e, no ano anterior, tinha

Leia mais

RENASCIMENTO. Localização Espacial: Cidades Italianas, Países Baixos e reinos alemães. Localização Temporal: Século XV e XVI

RENASCIMENTO. Localização Espacial: Cidades Italianas, Países Baixos e reinos alemães. Localização Temporal: Século XV e XVI RENASCIMENTO Localização Espacial: Cidades Italianas, Países Baixos e reinos alemães Localização Temporal: Século XV e XVI Não há uma definição de Renascimentos mas sim definições. Este período histórico

Leia mais

Prof. Bosco Torres CE_16_União_Europeia 1

Prof. Bosco Torres CE_16_União_Europeia 1 UNIÃO EUROPEIA DISCIPLINA: Comércio Exterior FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004. Outras fontes CE_16_União_Europeia 1 Blocos Econômicos

Leia mais

Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor

Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor O tom da cor Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor Ao escrever, cada pessoa tem uma maneira própria de fazer as letras. O mesmo acontece com a

Leia mais

ESAMC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL. História da Arte 2

ESAMC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL. História da Arte 2 ESAMC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL História da Arte 2 Resumos de Aula + Textos Selecionados Proª. Sylvia Furegatti 2002 PANORAMA GERAL A ARTE NO SÉCULO XIX O PRINCÍPIO DA ARTE MODERNA O século XIX guarda

Leia mais

AS EMPRESAS GAZELA E AS EMPRESAS DE CRESCIMENTO ELEVADO

AS EMPRESAS GAZELA E AS EMPRESAS DE CRESCIMENTO ELEVADO AS EMPRESAS GAZELA E AS EMPRESAS DE CRESCIMENTO ELEVADO (2006 2009) Maio 2011 1 OBJECTIVOS Identificar as empresas gazela e as empresas de crescimento elevado (ECE) do tecido empresarial português. Caracterizar

Leia mais

ARTES - 1º AO 5º ANO

ARTES - 1º AO 5º ANO 1 Ano Artes Visuais 1 Bimestre O fazer artístico do aluno desenho, pintura, dobradura, colagem e modelagem. Competências/Habilidades Reconhecimento e utilização dos elementos da linguagem visual; Música

Leia mais

Quando usamos uma caneta esferográfica não vem à nossa mente a evolução de algo tão importante para o nosso dia a dia. E assim como vários outros

Quando usamos uma caneta esferográfica não vem à nossa mente a evolução de algo tão importante para o nosso dia a dia. E assim como vários outros Evolução da Caneta Quando usamos uma caneta esferográfica não vem à nossa mente a evolução de algo tão importante para o nosso dia a dia. E assim como vários outros utensílios, a caneta passou por diferentes

Leia mais

A ponte japonesa de Claude Monet. Linguagens e Códigos - Arte Ensino Médio, 1ª SÉRIE IMPRESSIONISMO

A ponte japonesa de Claude Monet. Linguagens e Códigos - Arte Ensino Médio, 1ª SÉRIE IMPRESSIONISMO A ponte japonesa de Claude Monet Linguagens e Códigos - Arte Ensino Médio, 1ª SÉRIE IMPRESSIONISMO Imagem: Le Mannequin' page: 51 / United States Public Domain. Imagem: A View in Whitechapel Road, 1831

Leia mais

ARTE DA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX

ARTE DA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX ARTE DA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX Entre os artistas que se destacaram na segunda metade do século XIX, estavam: Benedito Calixto de Jesus (1853-1927) Pedro Alexandrino( 1856-1942) Belmeiro de Almeida

Leia mais

CULLER, Jonathan. Narrativa. In:. Teoria. Literária. São Paulo: Beca, 1999, pp. 84-94. No século XX, a narrativa, através do romance,

CULLER, Jonathan. Narrativa. In:. Teoria. Literária. São Paulo: Beca, 1999, pp. 84-94. No século XX, a narrativa, através do romance, CULLER, Jonathan. Narrativa. In:. Teoria Literária. São Paulo: Beca, 1999, pp. 84-94. No século XX, a narrativa, através do romance, passa a ter maior interesse e, a partir dos anos 60, passa a dominar

Leia mais

FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO. Número de aulas semanais 1ª 2. Apresentação da Disciplina

FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO. Número de aulas semanais 1ª 2. Apresentação da Disciplina FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO Série Número de aulas semanais 1ª 2 Apresentação da Disciplina Uma das principais características que distinguem o ser humano das outras espécies animais é a sua capacidade

Leia mais

ENSAIO FILOSÓFICO ACERCA DO TEMA FORA DA ARTE NÃO HÁ SALVAÇÃO

ENSAIO FILOSÓFICO ACERCA DO TEMA FORA DA ARTE NÃO HÁ SALVAÇÃO 27 ENSAIO FILOSÓFICO ACERCA DO TEMA FORA DA ARTE NÃO HÁ SALVAÇÃO Júlia de Holanda juliadeholanda@filosofiacapital.org Brasília-DF 2006 28 ENSAIO FILOSÓFICO ACERCA DO TEMA FORA DA ARTE NÃO HÁ SALVAÇÃO Júlia

Leia mais

HISTÓRIA DA ARTE LINHA DO TEMPO

HISTÓRIA DA ARTE LINHA DO TEMPO A arte na Grécia A arte no Egito A arte na Pré-História A arte Gótica A arte Românica A arte Romana Segunda metade do séc. XX Primeira metade do séc XX Pós-Impressionismo O Pontilhismo A arte Barroca O

Leia mais

DO ADVENTO DA FOTOGRAFIA ÀS PINTURAS DAS VANGUARDAS EUROPEIAS: (DO IMPRESSIONISMO AO ABSTRACIONISMO)

DO ADVENTO DA FOTOGRAFIA ÀS PINTURAS DAS VANGUARDAS EUROPEIAS: (DO IMPRESSIONISMO AO ABSTRACIONISMO) DO ADVENTO DA FOTOGRAFIA ÀS PINTURAS DAS VANGUARDAS EUROPEIAS: (DO IMPRESSIONISMO AO ABSTRACIONISMO) OF THE ADVENT OF PHOTOGRAPHY TO THE PAINTINGS OF THE EUROPEAN VANGUARDS: (FROM IMPRESSIONISM TO ABSTRACTIONISM)

Leia mais

DO ADVENTO DA FOTOGRAFIA ÀS PINTURAS DAS VANGUARDAS EUROPEIAS: (DO IMPRESSIONISMO AO ABSTRACIONISMO)

DO ADVENTO DA FOTOGRAFIA ÀS PINTURAS DAS VANGUARDAS EUROPEIAS: (DO IMPRESSIONISMO AO ABSTRACIONISMO) RPGM REVISTA ACADÊMICA DO ADVENTO DA FOTOGRAFIA ÀS PINTURAS DAS VANGUARDAS EUROPEIAS: (DO IMPRESSIONISMO AO ABSTRACIONISMO) OF THE ADVENT OF PHOTOGRAPHY TO THE PAINTINGS OF THE EUROPEAN VANGUARDS: (FROM

Leia mais

ALUNO: Nº SÉRIE/ANO: TURMA: TURNO: 8º D V. DISCIPLINA: TIPO DE ATIVIDADE: PROFESSOR (A): HISTÓRIA DA ARTE TEXTO COMPLEMENTAR - 1 2º trimestre TATIANE

ALUNO: Nº SÉRIE/ANO: TURMA: TURNO: 8º D V. DISCIPLINA: TIPO DE ATIVIDADE: PROFESSOR (A): HISTÓRIA DA ARTE TEXTO COMPLEMENTAR - 1 2º trimestre TATIANE Fonte: http://www.musee-orsay.fr/fr/collections/catalogue-des-oeuvres/resultatcollection.html?no_cache=1&zoom=1&tx_damzoom_pi1%5bzoom%5d=0&tx_da mzoom_pi1%5bxmlid%5d=001089&tx_damzoom_pi1%5bback%5d=fr%2fcollec

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Série: 6ª - Ensino Fundamental Professora: Ione A. Botelho Atividades para Estudos Autônomos Data: 23 / 05 / 2016 Aluno(a): N o.: Turma: ORIENTAÇÕES:

Leia mais

A Criação de Espaços Particulares. Paisagem, Lotes e Tecidos Urbanos

A Criação de Espaços Particulares. Paisagem, Lotes e Tecidos Urbanos A Criação de Espaços Particulares dos jardins aos espaços condominiais Paisagem, Lotes e Tecidos Urbanos Sílvio Soares MACEDO PAISAGISMO BRASILEIRO (São Paulo, 2012) EDUSP e EDUNICAMP A paisagem das cidades

Leia mais

INTRODUÇÃO A ROBÓTICA. Prof. MSc. Luiz Carlos Branquinho Caixeta Ferreira

INTRODUÇÃO A ROBÓTICA. Prof. MSc. Luiz Carlos Branquinho Caixeta Ferreira INTRODUÇÃO A ROBÓTICA Prof. MSc. Luiz Carlos Branquinho Caixeta Ferreira Email: luiz.caixeta@ifsuldeminas.edu.br Site intranet.ifs.ifsuldeminas.edu.br/~luiz.ferreira Atendimento: Segunda-feira, 12:30 a

Leia mais