O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do"

Transcrição

1 Impressionismo

2 Impressionismo O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX; O termo impressionismo foi imprimido ao trabalho de um grupo de artistas que acreditavam na impressão do momento como algo tão expressivo que bastava para superar as técnicas tradicionais acadêmicas.

3 Impressionismo O grupo impressionista francês era composto por: Claude Monet; Camille Pissaro; Berthe Morisot; Mary Cassat; Pierre-Auguste Renoir; Edgar Degas; Édouard Manet.

4 Impressionismo Além da França, o impressionismo se espalhou por outros países, como os Estados Unidos. Exemplos de artistas americanos: Childe Hassam ( ), Maurice Prendergast ( ) e Whistler ( ). O impressionismo foi o ponto de partida para inúmeros artistas desenvolverem seu próprio estilo, como Tolousse-Loutrec, Vincent Van Gogh e Paul Cézanne.

5 Impressionismo Os artistas impressionistas franceses realizaram inúmeras exposições em Paris entre 1874 e Foram inicialmente ridicularizados pela crítica e opinião publica por não seguirem as tradições pictóricas que vinham sendo solidificadas desde o renascimento. Aos poucos foram obtendo respeito e aceitação de suas novas técnicas.

6 Impressionismo - características Valorizavam os objetos retratados ao ar livre, sob a luz natural. O volume e a solidez das pinturas tradicionais começam a ser desrespeitadas, dando lugar às vanguardas estéticas do séc. XX. Eram fiéis aos objetos retratados (sendo descendentes do realismo), porém as realizavam como se apresentavam, sob os efeitos do olhar e das mudanças de luz diária.

7 Impressionismo - características As cores eram de fundamental importância, sendo um elemento extremamente expressivo em sua arte. A pintura deve registrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz solar num determinado momento, pois as cores da natureza se modificam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol.

8 Impressionismo - características As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens. As sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam, e não escuras ou pretas como os pintores costumavam representá-las no passado.

9 Impressionismo - características Os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo com a lei das cores complementares. Assim, um amarelo próximo a um violeta produz uma impressão de luz e de sombra muito mais real do que o claroescuro tão valorizado pelos pintores barrocos.

10 Impressionismo - características As cores e tonalidades não devem ser obtidas pela mistura das tintas na paleta do pintor. Pelo contrário, devem ser puras e dissociadas nos quadros em pequenas pinceladas. É o observador que, ao admirar a pintura, combina as várias cores, obtendo o resultado final. A mistura deixa, portanto, de ser técnica para ser óptica.

11 Claude Monet É considerado o fundador do Impressionismo. São famosas suas pesquisas sobre os ideais impressionistas, como a representação de um objeto em diferentes horas do dia e sob diferentes luzes.

12 Claude Monet

13 Claude Monet

14 Claude Monet

15 Monet

16

17 Claude Monet

18 Renoir

19 Pierre Auguste Renoir

20 Pierre Auguste Renoir The Moulin de la Galette

21 Pierre Auguste Renoir 1881

22 Pierre Auguste Renoir Rosas

23 Renoir Duas garotas no piano

24 Renoir Duas garotas lendo

25 A leitura Renoir

26 Bazille

27 Bazille

28 Degas

29 Degas

30 Degas

31 Degas

32 Pissarro

33 Pissarro

34 Pissarro

35 Potthast Impressionismo Americano

36 Otto Stark Impressionismo Americano

37 Édouard Manet Apesar de nunca ter exposta com os impressionistas, algumas de suas pinturas obedeciam a este estilo. Sua carreira passou pro diversas fases e costuma ser considerado um pintor tanto realista como impressionista.

38 Édouard Manet

39 Édouard Manet

40 Édouard Manet

41 Édouard Manet

42 Édouard Manet

43 Édouard Manet

Impressionismo. a) Apenas o item IV está correto. b) Apenas os itens II, III e V são corretos. c) Apenas os itens II, III e V estão incorretos.

Impressionismo. a) Apenas o item IV está correto. b) Apenas os itens II, III e V são corretos. c) Apenas os itens II, III e V estão incorretos. Impressionismo Questão 01 - Como os artistas realistas, que com a ciência haviam aprendido a utilizar determinados conhecimentos, os impressionistas se viram na necessidade de interpretar com maior vivacidade

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA ARTES. Aula 4.2 Conteúdo: Romantismo Realismo Impressionismo

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA ARTES. Aula 4.2 Conteúdo: Romantismo Realismo Impressionismo Aula 4.2 Conteúdo: Romantismo Realismo Impressionismo 1 Habilidades: Reconhecer diferentes funções da arte, do trabalho de produção dos artistas em seus meios culturais. 2 Romantismo Designa uma tendência

Leia mais

ALUNO: Nº SÉRIE/ANO: TURMA: TURNO: 8º D V. DISCIPLINA: TIPO DE ATIVIDADE: PROFESSOR (A): HISTÓRIA DA ARTE TEXTO COMPLEMENTAR - 1 2º trimestre TATIANE

ALUNO: Nº SÉRIE/ANO: TURMA: TURNO: 8º D V. DISCIPLINA: TIPO DE ATIVIDADE: PROFESSOR (A): HISTÓRIA DA ARTE TEXTO COMPLEMENTAR - 1 2º trimestre TATIANE Fonte: http://www.musee-orsay.fr/fr/collections/catalogue-des-oeuvres/resultatcollection.html?no_cache=1&zoom=1&tx_damzoom_pi1%5bzoom%5d=0&tx_da mzoom_pi1%5bxmlid%5d=001089&tx_damzoom_pi1%5bback%5d=fr%2fcollec

Leia mais

Características: Oposição aos mitos, as idealizações, as lendas... Exaltação da realidade imediata: Representação fiel das paisagens naturais e do

Características: Oposição aos mitos, as idealizações, as lendas... Exaltação da realidade imediata: Representação fiel das paisagens naturais e do Realismo Pintura Características: Oposição aos mitos, as idealizações, as lendas... Exaltação da realidade imediata: Representação fiel das paisagens naturais e do cotidiano de pessoas comuns. Transformações

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA

PROFESSOR: EQUIPE DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA PROFESSOR: EQUIPE DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA BANCO DE QUESTÕES - EDUCAÇÃO ARTÍSTICA 3ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - PARTE 3 =============================================================================================

Leia mais

Impressão: nascer do sol

Impressão: nascer do sol IMPRESSIONISMO França 1860 a 1886. Os impressionistas representavam sensações visuais imediatas através da cor e da luz. Seu objetivo principal era apresentar uma impressão ou as percepções iniciais registradas

Leia mais

IMPRESSIONISMO. As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens.

IMPRESSIONISMO. As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens. IMPRESSIONISMO O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX. Havia algumas considerações gerais, muito mais

Leia mais

Surge em em Paris, na França, tendo em Édouard Manet seu mentor.

Surge em em Paris, na França, tendo em Édouard Manet seu mentor. Impressionismo Surge em 1.863 em Paris, na França, tendo em Édouard Manet seu mentor. O artista rompeu definitivamente com os valores clássicos da antiguidade; apesar de não se considerar um impressionista

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES REVISÃO. Aula 6.1 Conteúdo: Revisão da Unidade II

CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES REVISÃO. Aula 6.1 Conteúdo: Revisão da Unidade II Aula 6.1 Conteúdo: Revisão da Unidade II 1 Habilidades: Revisar os Conteúdos da Unidade II para realizar avaliação II. 2 Revisão 1 Barroco: expressão, do português homônimo, tem o sentido pérola imperfeita,

Leia mais

BARROCO. Pintura. 8º Ano Artes 2º bimestre

BARROCO. Pintura. 8º Ano Artes 2º bimestre 8º Ano Artes 2º bimestre BARROCO A arte barroca desenvolveu-se no século XVII, num período muito importante da história da civilização ocidental, pois nele ocorreram mudança que deram nova feição à Europa

Leia mais

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera Fauvismo 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino Fauve = Fera Fauves (feras) foi a palavra utilizada pelo crítico de arte Louis Vauxcelles para caracterizar um grupo de jovens pintores que expuseram em

Leia mais

A arte do século XIX

A arte do século XIX A arte do século XIX Índice Introdução ; Impressionismo ; Romantismo ; Realismo ; Conclusão ; Bibliografia. Introdução Durante este trabalho irei falar e explicar o que é a arte no século XIX, especificando

Leia mais

VANGUARDAS EUROPEIAS

VANGUARDAS EUROPEIAS VANGUARDAS EUROPEIAS Impressionismo (1870-1890) Briga com a Academia; Cotidiano comum; Impressão: o que o olho vê, luz natural, jogo de sombras com cores complementares, ausência de contornos. Claude Monet,

Leia mais

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS:

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: Romantismo Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: 1. ( C ) Foi a primeira e forte reação ao Neoclassicismo. 2. ( E ) O romantismo não valorizava a

Leia mais

História da Arte - Linha do Tempo

História da Arte - Linha do Tempo História da Arte - Linha do Tempo PRÉ- HISTÓRIA (1000000 A 3600 a.c.) Primeiras manifestações artísticas. Pinturas e gravuras encontradas nas paredes das cavernas. Sangue de animais, saliva, fragmentos

Leia mais

HISTÓRIA DAS ARTES 12º ANO. Curriculo e Avaliação

HISTÓRIA DAS ARTES 12º ANO. Curriculo e Avaliação HISTÓRIA DAS ARTES 12º ANO Curriculo e Avaliação Bloco 1 - A arte, do Impressionismo ao Expressionismo Abstracto - Módulo 1 A Arte Impressionista e Pós-Impressionista. - Módulo 2 Arte, indústria, arquitectura

Leia mais

Em busca do tempo perdido

Em busca do tempo perdido Estes textos são produzidos sob patrocínio do Departamento Cultural da Clínica Naturale.Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.

Leia mais

Expressionismo. Surgiu na Alemanha entre 1.905 e 1.914.

Expressionismo. Surgiu na Alemanha entre 1.905 e 1.914. Expressionismo Expressionismo Surgiu na Alemanha entre 1.905 e 1.914. A expressão, empregada pela primeira vez em 1.911 na revista Der Sturm [A Tempestade], marca oposição ao Impressionismo francês. Para

Leia mais

Desenho Percepção Visual Anatomia Artística Pintura

Desenho Percepção Visual Anatomia Artística Pintura Desenho Percepção Visual Anatomia Artística Pintura Plínio Santos Filho, Ph.D. CE 04 - Autoretrato 01 Caderno de Exercícios CE 04 O autoretrato é feito para marcar a passagem do tempo. É o momento em que

Leia mais

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO Aula 3.2-2 1. A Anunciação é uma das obras mais conhecidas de Leonardo da Vinci. Feita por volta do ano de 1472, ela retrata uma das cenas bíblicas mais famosas de todos os tempos. Escreva nas linhas abaixo

Leia mais

Arte abstrata ou abstracionismo é um estilo artístico moderno em que os objetos ou pessoas são representados, em de pinturas ou esculturas, através

Arte abstrata ou abstracionismo é um estilo artístico moderno em que os objetos ou pessoas são representados, em de pinturas ou esculturas, através Arte abstrata ou abstracionismo é um estilo artístico moderno em que os objetos ou pessoas são representados, em de pinturas ou esculturas, através de formas irreconhecíveis. O formato tradicional (paisagens

Leia mais

Estética, Filosofia, Cultura e outras Linguagens. Felipe Szyszka Karasek

Estética, Filosofia, Cultura e outras Linguagens. Felipe Szyszka Karasek Estética, Filosofia, Cultura e outras Linguagens Felipe Szyszka Karasek Arte x obras de arte. Como distinguir obras de arte de outras coisas que não são arte? Para estar em um terreno artístico é necessário

Leia mais

O Impressionismo é um movimento artístico surgido na França no século XIX que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas

O Impressionismo é um movimento artístico surgido na França no século XIX que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas O Impressionismo é um movimento artístico surgido na França no século XIX que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas soltas dando ênfase na luz e no movimento. Geralmente as

Leia mais

Obras Clássicas. Temas Clássicos beleza; perfeição; nobreza; retratos; mitologia (a maior parte das mitologias estão atadas a pelo menos uma religião)

Obras Clássicas. Temas Clássicos beleza; perfeição; nobreza; retratos; mitologia (a maior parte das mitologias estão atadas a pelo menos uma religião) Obras Clássicas Temas Clássicos beleza; perfeição; nobreza; retratos; mitologia (a maior parte das mitologias estão atadas a pelo menos uma religião) As Meninas, de Diego Rodriguez de Silva y Velázquez,

Leia mais

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX Neoclassicismo ou Academicismo: * Últimas décadas do século XVIII e primeiras do XIX; * Retoma os princípios da arte da Antiguidade grecoromana; * A

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Habilidades: - Conhecer e distinguir diferentes momentos

Leia mais

Plano de aula para três encontros de 50 minutos cada. Tema: Vida e obra de Vincent Van Gogh. Público alvo: 4º série do Ensino fundamental

Plano de aula para três encontros de 50 minutos cada. Tema: Vida e obra de Vincent Van Gogh. Público alvo: 4º série do Ensino fundamental UDESC UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA DAV- DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS Curso: Licenciatura em Artes Visuais Disciplina: Cultura Visual Professora: Jociele Lampert Acadêmica: Cristine Silva Santos

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: Fundamental II 8ª série) DISCIPLINA: Artes PROFESSOR (A): Equipe de Artes TURMA: TURNO: Roteiro e Lista de estudo para recuperação

Leia mais

O retrato através da História da Arte

O retrato através da História da Arte ós na ala de Aula - Arte 6º ao 9º ano - unidade 5 Inicie sua aula observando retratos conhecidos da História da Arte e, em seguida, converse com os alunos sobre os retratos na História. Pergunte a eles

Leia mais

DESCUBRA O PRAZER DE CRIAR COM O MÉTODO DE DESENHO MAIS COMPLETO E ACTUAL

DESCUBRA O PRAZER DE CRIAR COM O MÉTODO DE DESENHO MAIS COMPLETO E ACTUAL DESCUBRA O PRAZER DE CRIAR COM O MÉTODO DE DESENHO MAIS COMPLETO E ACTUAL Planeta DeAgostini apresenta A ARTE DO DESENHO, uma colecção que lhe abre todas as portas ao desenvolvimento das suas capacidades

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: ARTE PROFESSORA: Cristiana de Souza DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 8º ANO TURMA: A e B ALUNO (A): Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO RELAÇÃO DOCONTEÚDO

Leia mais

Mulher de chapéu, Matisse. 1905, Óleo sobre tela

Mulher de chapéu, Matisse. 1905, Óleo sobre tela Mulher de chapéu, Matisse 1905, Óleo sobre tela O termo Fauvismo deriva de fauve (fera selvagem), exclamação feita pelo crítico de arte Louis Vauxcelles perante a exposição de pintura do Salão de Outono

Leia mais

06. Explique o método de pintura impressionista. Neste texto, correlacione a escolha da cor com o formato da pincelada?

06. Explique o método de pintura impressionista. Neste texto, correlacione a escolha da cor com o formato da pincelada? Estudo dirigido para o segundo ano do ensino médio, Artes Milton Gomes Coelho A arte do Impressionismo 01. Liste fatos que modificaram o ritmo das cidades no século XIX. Resposta: pág. 223 02. Relacione,

Leia mais

Os Impressionistas. Episódio: Vincent Van Gogh. Palavras-chave Pintura, biografia, Van Gogh, impressionismo, França

Os Impressionistas. Episódio: Vincent Van Gogh. Palavras-chave Pintura, biografia, Van Gogh, impressionismo, França Os Impressionistas Episódio: Vincent Van Gogh Resumo Este vídeo, da série Os impressionistas, aborda a vida e obra do artista holandês Vincent Van Gogh. Autodidata, Van Gogh é um dos mais aclamados e mitificados

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA ESTUDOS HISTÓRIA DA ARTE- 2ª SÉRIE ENSINO MÉDIO

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA ESTUDOS HISTÓRIA DA ARTE- 2ª SÉRIE ENSINO MÉDIO Arte Moderna Expressionismo A busca por expressar os problemas da sociedade da época e os sentimentos e emoções do homem no inicio do século xx Foi uma reação ao impressionismo, já que o movimento preocupou-se

Leia mais

PADRÃO PLÁSTICO TOM.

PADRÃO PLÁSTICO TOM. PADRÃO PLÁSTICO TOM. Os princípios de dinâmica de um padrão tonal são muito parecidos com o que vimos em relação aos da linha. Ao colocarmos algumas pinceladas de preto sobre um campo, eles articulam uma

Leia mais

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 9 ANO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª GABRIELA DACIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia - Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula

Leia mais

Artes visuais AULA 4 Do Romantismo ao Impressionismo

Artes visuais AULA 4 Do Romantismo ao Impressionismo Artes visuais AULA 4 Do Romantismo ao Impressionismo Prof. André de Freitas Barbosa O século XIX foi agitado por fortes mudanças sociais, políticas e culturais, resultando numa reação ao espírito iluminista,

Leia mais

VANGUARDA DISCIPLINA: ARTES PROFESSORA: ANA PRISCILA

VANGUARDA DISCIPLINA: ARTES PROFESSORA: ANA PRISCILA VANGUARDA DISCIPLINA: ARTES PROFESSORA: ANA PRISCILA Em seu sentido literal, vanguarda (vem do francês Avant Garde, guarda avante ) faz referência ao batalhão militar que precede as tropas em ataque durante

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SANTO ANTÔNIO ESTUDO DIRIGIDO DE ARTE. Ensino Fundamental II - 9º ano MANHÃ. Aluno(a): Turma:

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SANTO ANTÔNIO ESTUDO DIRIGIDO DE ARTE. Ensino Fundamental II - 9º ano MANHÃ. Aluno(a): Turma: INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SANTO ANTÔNIO PROFESSORA ARILENE RODRIGUES ZICHTL ESTUDO DIRIGIDO DE ARTE Ensino Fundamental II - 9º ano MANHÃ Aluno(a): Turma: Caro aluno, Visando aumentar seu conhecimento e em

Leia mais

MÉDIUM: JOSÉ MEDRADO

MÉDIUM: JOSÉ MEDRADO MÉDIUM: JOSÉ MEDRADO Brasileiro, baiano, nascido em Salvador em 1961; Diplomado em Letras Vernáculas pela Universidade Católica do Salvador, onde também cursou filosofia; Funcionário público federal concursado

Leia mais

HISTÓRIA das ARTES VISUAIS

HISTÓRIA das ARTES VISUAIS Origens Características Pintura de Constable e Turner e o Realismo de Manet Descoberta das qualidades Físicas da Luz, realizadas por Chevreul Exposição dos Artistas Recusados 1863 Paris, Centro cultural

Leia mais

Pós - Impressionismo. (1880 a 1905 = França Paris) 8ºs Anos 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juventino

Pós - Impressionismo. (1880 a 1905 = França Paris) 8ºs Anos 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juventino Pós - Impressionismo (1880 a 1905 = França Paris) 8ºs Anos 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juventino Não foi um Movimento Não houve um grupo de artistas que se reuniam para debates acadêmicos. Eram artistas

Leia mais

A pintura de natureza-morta (com temática de arranjos de frutas, legumes e utensílios domésticos) surgiu como um gênero mais simplório, no início do

A pintura de natureza-morta (com temática de arranjos de frutas, legumes e utensílios domésticos) surgiu como um gênero mais simplório, no início do A pintura de natureza-morta (com temática de arranjos de frutas, legumes e utensílios domésticos) surgiu como um gênero mais simplório, no início do Barroco, derivado das pinturas que representavam cenas

Leia mais

Realismo significa um estilo de época que predominou na segunda metade do

Realismo significa um estilo de época que predominou na segunda metade do Realismo Realismo Realismo significa um estilo de época que predominou na segunda metade do século XIX. A palavra realismo designa uma maneira de agir, de interpretar a realidade. Esse comportamento caracteriza-se

Leia mais

Culturas e Imagens IMAGENS E REALIDADE. Alice Casimiro Lopes. Pinto o que sei, não o que vejo. [PABLO PICASSO]

Culturas e Imagens IMAGENS E REALIDADE. Alice Casimiro Lopes. Pinto o que sei, não o que vejo. [PABLO PICASSO] Culturas e Imagens IMAGENS E REALIDADE Alice Casimiro Lopes Pinto o que sei, não o que vejo. [PABLO PICASSO] Claude Monet, Impressão, sol nascente, Museu Marmottan, Paris Joan Miró, Noturno, coleção privada.

Leia mais

Releitura Fotográfica Jornalística das Obras de Vincent van Gogh 1

Releitura Fotográfica Jornalística das Obras de Vincent van Gogh 1 Releitura Fotográfica Jornalística das Obras de Vincent van Gogh 1 Gustavo KRELLING 2 Maria Zaclis Veiga FERREIRA 3 Universidade Positivo, Curitiba, PR RESUMO O produto artístico é uma releitura fotográfica

Leia mais

Rodrigo Pascoal Lopes da Silva Vinicius Araújo Mille Wladas Savickas OPTICAL ART

Rodrigo Pascoal Lopes da Silva Vinicius Araújo Mille Wladas Savickas OPTICAL ART Rodrigo Pascoal Lopes da Silva Vinicius Araújo Mille Wladas Savickas OPTICAL ART SÃO PAULO 2011 OPTICAL ART Movimento da arte abstrata que se desenvolveu na década de 1960. A OP ART (abreviatura de óptical

Leia mais

EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX

EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX História da Arte Profª Natalia Pieroni IDADE CONTEMPORÂNEA LINHA DO TEMPO - HISTORIOGRAFIA Período PRÉ-HISTÓRIA Origens do homem até 40000 a. C IDADE ANTIGA 40000

Leia mais

QUESTÕES SOBRE O NEO-IMPRESSIONISMO NA EUROPA E NO BRASIL

QUESTÕES SOBRE O NEO-IMPRESSIONISMO NA EUROPA E NO BRASIL Autor e Texto Author - Text Zenaide Bassi Ribeiro Soares * QUESTÕES SOBRE O NEO-IMPRESSIONISMO NA EUROPA E NO BRASIL QUESTIONS ABOUT NEO-IMPRESSIONISM IN EUROPE AND BRAZIL RESUMO Neste trabalho estão reunidas

Leia mais

Casamento da Virgem, Matias de Arteaga- Barroco espanhol.

Casamento da Virgem, Matias de Arteaga- Barroco espanhol. Apresentação: A pintura escolhida para a leitura analítica intitula-se Casamento da Virgem, de Matias de Arteaga (1633-1703), pintor pertencente ao barroco espanhol. Entre suas obras estão Uma aparição

Leia mais

Revisão/ 2 Ano/Arte. Neoclassicismo/ Romantismo/ Realismo/ Impressionismo/Pósimpressionismo/Neoimpressionismo/ Art noveau

Revisão/ 2 Ano/Arte. Neoclassicismo/ Romantismo/ Realismo/ Impressionismo/Pósimpressionismo/Neoimpressionismo/ Art noveau Revisão/ 2 Ano/Arte Neoclassicismo/ Romantismo/ Realismo/ Impressionismo/Pósimpressionismo/Neoimpressionismo/ Art noveau Neoclassicismo: Novo clássico. Novo resgate do vocabulário e das ideias que surgiram

Leia mais

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio 1º ANO - ENSINO MÉDIO Objetivos Conteúdos Expectativas - Conhecer a área de abrangência profissional da arte e suas características; - Reconhecer e valorizar

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS As figuras para o julgamento dos itens de 51 a 120 encontram-se ao final da prova, nas páginas de 10 a 12. Em 1910, quando estava em seu estúdio, Kandinsky deparou-se com seu próprio quadro virado de lado

Leia mais

AS INOVAÇÕES REVOLUCIONÁRIAS DA CRIAÇÃO ARTÍSTICA

AS INOVAÇÕES REVOLUCIONÁRIAS DA CRIAÇÃO ARTÍSTICA AS INOVAÇÕES REVOLUCIONÁRIAS DA CRIAÇÃO ARTÍSTICA DO FINAL DO SÉCULO XIX À 1ª GUERRA MUNDIAL Introdução geral Século XX, época de profundas inovações. A maior parte do que ainda hoje é moderno já existia

Leia mais

11, 12, 13, 14. SÉRIE 4: dentro das paisagens. para olhar. pensar, imaginar... e fazer. John Constable Baia Weymouth 1816 Óleo sobre tela.

11, 12, 13, 14. SÉRIE 4: dentro das paisagens. para olhar. pensar, imaginar... e fazer. John Constable Baia Weymouth 1816 Óleo sobre tela. 10 The Bridgeman Art Library SÉRIE 4: dentro das paisagens John Constable Baia Weymouth 1816 Óleo sobre tela. 11, 12, 13, 14 Ministério da Cultura e Endesa Brasil apresentam: Arteteca:lendo imagens (PRONAC

Leia mais

Professor Heitor de Assis Jr. heitor_assis@yahoo.com.br CURSOS DE HISTÓRIA DA ARTE. Comedores de Batata. 1885. Vincent van Gogh (1853-90)

Professor Heitor de Assis Jr. heitor_assis@yahoo.com.br CURSOS DE HISTÓRIA DA ARTE. Comedores de Batata. 1885. Vincent van Gogh (1853-90) Professor Heitor de Assis Jr. CURSOS DE HISTÓRIA DA ARTE heitor_assis@yahoo.com.br Vincent van Gogh (1853-90) Até 27 anos, quando se decidiu pela pintura, ocupou-se principalmente com a pregação evangélica.

Leia mais

ARTE MODERNA DO REALISMO AO CONTEMPORÂNEO

ARTE MODERNA DO REALISMO AO CONTEMPORÂNEO ARTE MODERNA DO REALISMO AO CONTEMPORÂNEO Realismo Entre 1850 e 1900 surge nas artes européias, sobretudo na pintura francesa, uma nova tendência estética chamada realismo. O homem convenceu-se que precisava

Leia mais

Docente: Adriana Severino da Silva Ano: 2013

Docente: Adriana Severino da Silva Ano: 2013 Planejamento Anual de Arte- história da arte ENSINO MÉDIO Docente: Adriana Severino da Silva Ano: 2013 I. INTRODUÇÃO Ensinar história da arte no ensino médio significa fortalecer a experiência sensível

Leia mais

autorretratos Grandes Mestres

autorretratos Grandes Mestres Plínio Santos Filho - Ph.D. autorretratos Grandes Mestres aprenda Desenho e Pintura estudando Grandes Artistas ebook Desenho e Pintura Percepção Visual Anatomia Artística História da Arte e Gravura Prof.

Leia mais

Gabrielle Toledo Cordova- gabitc@yahoo.com.br Iluminação e Design de Interiores Instituto de Pós-Graduação e Graduação IPOG Curitiba/junho/2013

Gabrielle Toledo Cordova- gabitc@yahoo.com.br Iluminação e Design de Interiores Instituto de Pós-Graduação e Graduação IPOG Curitiba/junho/2013 Resumo Análise de pinturas noturnas impressionistas, neoimpressionistas e pós-impressionistas através de um paralelo com a realidade tecnológica da Europa do século XIX Gabrielle Toledo Cordova- gabitc@yahoo.com.br

Leia mais

RENASCIMENTO ITALIANO

RENASCIMENTO ITALIANO ARTES / 2º ANO PROF.MÍLTON COELHO RENASCIMENTO ITALIANO Contexto histórico O termo significa reviver os ideais greco-romanos; na verdade o Renascimento foi mais amplo, pois aumentou a herança recebida

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ TAINÁ ALCÂNTARA MARTINS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ TAINÁ ALCÂNTARA MARTINS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ TAINÁ ALCÂNTARA MARTINS ROSA E AZUL EM TERRA VERDE-AMARELA: A TRAJETÓRIA DO QUADRO DE RENOIR E SUA PRESENÇA NO ACERVO DO MASP (1881-1967) CURITIBA 2013 TAINÁ ALCÂNTARA MARTINS

Leia mais

Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor

Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor O tom da cor Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor Ao escrever, cada pessoa tem uma maneira própria de fazer as letras. O mesmo acontece com a

Leia mais

Aprender... Verónica & Ricardo 29 Outubro 2011. Brincando

Aprender... Verónica & Ricardo 29 Outubro 2011. Brincando Aprender... Verónica & Ricardo 29 Outubro 2011 Brincando A Cigana - Caravaggio Vamos colorir??? Reparaste qual o tema do nosso casamento? Estavas desatento? Pois é, hoje falámos de pintura. Que tal fazermos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC. José Fernando Baldo Caneiro. Trabalho Final História da Arte Auto Van Gogh

CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC. José Fernando Baldo Caneiro. Trabalho Final História da Arte Auto Van Gogh CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC José Fernando Baldo Caneiro Trabalho Final História da Arte Auto Van Gogh São Paulo 2005 1 INTRODUÇÃO Van Gogh foi um artista como poucos. Influências de vários movimentos e

Leia mais

Vanguardas Históricas I

Vanguardas Históricas I Vanguardas Históricas I As transformações do início do século XX e as vanguardas históricas Os avanços da ciência realizados a partir do século XIX mudaram a percepção da realidade e conduziram, no campo

Leia mais

Emil Nolde Emil Nolde Emil Nolde Emil Nolde Emil Nolde Emil Nolde O Expressionismo de Die Brücke não se restringiu à pintura e à gravura, tendo tido expressão, igualmente na literatura, na música e arquitectura.

Leia mais

A ponte japonesa de Claude Monet. Linguagens e Códigos - Arte Ensino Médio, 1ª SÉRIE IMPRESSIONISMO

A ponte japonesa de Claude Monet. Linguagens e Códigos - Arte Ensino Médio, 1ª SÉRIE IMPRESSIONISMO A ponte japonesa de Claude Monet Linguagens e Códigos - Arte Ensino Médio, 1ª SÉRIE IMPRESSIONISMO Imagem: Le Mannequin' page: 51 / United States Public Domain. Imagem: A View in Whitechapel Road, 1831

Leia mais

Memorial do Imigrante

Memorial do Imigrante Memorial do Imigrante www.memorialdoimigrante.sp.gov.br Juca Martins/Olhar Imagem Localizado no edifício da antiga Hospedaria dos Imigrantes, construída entre 1886 e 1888 para receber os imigrantes recém-chegados

Leia mais

Universidade São Marcos Pedagogia Comunicação, Educação e Novas Tecnologias RELEITURA DE OBRAS. Jane Ap. Fiorenzano RGM: 048581

Universidade São Marcos Pedagogia Comunicação, Educação e Novas Tecnologias RELEITURA DE OBRAS. Jane Ap. Fiorenzano RGM: 048581 Universidade São Marcos Pedagogia Comunicação, Educação e Novas Tecnologias RELEITURA DE OBRAS Jane Ap. Fiorenzano RGM: 048581 Lenivani S. Brandão RGM: 047438 Melissa F. Caramelo RGM: 049607 Sandra P.

Leia mais

Série. MAT Disciplina: Arte Professor: FERNANDA CARDOSO ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO

Série. MAT Disciplina: Arte Professor: FERNANDA CARDOSO ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO Polícia Militar do Estado de Goiás CPMG Hugo de Carvalho Ramos Ano Letivo - 2015 Série ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO - Todas essas atividades, tanto as perguntas como respostas deverão ser COPIADAS E RESPONDIDAS

Leia mais

E-book. Passo-a-Passos Pintura em Madeira

E-book. Passo-a-Passos Pintura em Madeira E-book Passo-a-Passos Pintura em Madeira 1 Pintura em Madeira CAIXA COM ROSA Material necessário Pincel ref. 427 nº 8 e 18 Rolo de espuma 988 5 cm Esponja Abrasiva Duplla Ref. 860 Carbono Verniz acrílico

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO UL CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE ARTES VISUAIS Professor Dr. Isaac A. Camargo Apoio Pedagógico: AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM: www.artevisualensino.com.br

Leia mais

HISTÓRIA DA ARTE LINHA DO TEMPO

HISTÓRIA DA ARTE LINHA DO TEMPO A arte na Grécia A arte no Egito A arte na Pré-História A arte Gótica A arte Românica A arte Romana Segunda metade do séc. XX Primeira metade do séc XX Pós-Impressionismo O Pontilhismo A arte Barroca O

Leia mais

1905-1906 2) - FAUVISMO VANGUARDAS PROFESSORA CABRIELLA NOVELLO

1905-1906 2) - FAUVISMO VANGUARDAS PROFESSORA CABRIELLA NOVELLO 2) - 1905-1906 VANGUARDAS PROFESSORA CABRIELLA NOVELLO Fauvismo ( feras ) Corrente artística do início do século XX, que se desenvolveu sobretudo entre 1905 e 1907. Associada à busca da máxima expressão

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA ARTE JAPONESA NA REPRESENTAÇÃO DA ESPACIALIDADE IMPRESSIONISTA

A INFLUÊNCIA DA ARTE JAPONESA NA REPRESENTAÇÃO DA ESPACIALIDADE IMPRESSIONISTA 8.00.00.00-2 LINGUÍSTICA, LETRAS E ARTES 8.03.00.00-6 ARTES A INFLUÊNCIA DA ARTE JAPONESA NA REPRESENTAÇÃO DA ESPACIALIDADE IMPRESSIONISTA MARIA APARECIDA CORDEIRO KATSURAYAMA Curso de Arte: História,

Leia mais

O barroco O caso Francês e o barroco no mundo

O barroco O caso Francês e o barroco no mundo O barroco O caso Francês e o barroco no mundo O caso Francês Em França, as concepções renascentistas permaneceram até mais tarde, pois houve uma grande resistência ao Barroco por parte das academias. Quando

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO CÓD. DISC. 17032441 CRÉDITOS UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA Evolução das Artes Visuais II ETAPA 2ª Período

Leia mais

Contexto do Dadaísmo

Contexto do Dadaísmo O Movimento Dadá Contexto do Dadaísmo O Movimento Dadá O movimento Dadá ou Dadaísmo foi uma vanguarda moderna iniciada em Zurique, em 1916, no chamado Cabaret Voltaire, por um grupo de escritores e artistas

Leia mais

Em 1822, Manet foi feito Cavaleiro da Legião de Honra pelo governo francês. Naquela época, o impressionismo estava obtendo uma grande aceitação, mas

Em 1822, Manet foi feito Cavaleiro da Legião de Honra pelo governo francês. Naquela época, o impressionismo estava obtendo uma grande aceitação, mas PÓS-IMPRESSIONISMO Em 1822, Manet foi feito Cavaleiro da Legião de Honra pelo governo francês. Naquela época, o impressionismo estava obtendo uma grande aceitação, mas deixara de ser um movimento pioneiro.

Leia mais

Secretaria Municipal de Educação de Braço do Trombudo

Secretaria Municipal de Educação de Braço do Trombudo Secretaria Municipal de Educação de Braço do Trombudo Concurso: Prêmio AMAVI De Educação 2013 Pequenos Artistas Grandes Talentos Qualidade na Prática da Docência 2013 1 Professora: Aline de Fátima Alves

Leia mais

Um breve Report da visita ao Hermitage, São Petersburgo, 3 de Setembro, 2017

Um breve Report da visita ao Hermitage, São Petersburgo, 3 de Setembro, 2017 Um breve Report da visita ao Hermitage, São Petersburgo, 3 de Setembro, 2017 O Hermitage é um museu peculiar. Era também o palácio de inverno dos Czares da Rússia, e combina as obras de arte com os decorados

Leia mais

ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922

ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922 ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922 A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um momento de ruptura que dividiu a arte brasileira entre academicismo e modernismo. Não foi, porém, uma unanimidade nacional e gerou

Leia mais

Aprendizagem e linguagem. Terezinha Costa Hashimoto Bertin tecabertin@uol.com.br

Aprendizagem e linguagem. Terezinha Costa Hashimoto Bertin tecabertin@uol.com.br Aprendizagem e linguagem Terezinha Costa Hashimoto Bertin tecabertin@uol.com.br Ensino e aprendizagem em língua portuguesa: alguns percursos Década de 70 Lei 5692/71 - Alteração de concepção sobre as áreas

Leia mais

ARTES VISUAIS. 01 - A obra apresentada, a seguir, é de Claude Monet: Ninféias (1916) 1919). A respeito dessa obra, é correto afirmar que

ARTES VISUAIS. 01 - A obra apresentada, a seguir, é de Claude Monet: Ninféias (1916) 1919). A respeito dessa obra, é correto afirmar que ARTES VISUAIS 01 - A obra apresentada, a seguir, é de Claude Monet: Ninféias (1916) 1919). A respeito dessa obra, é correto afirmar que (001) é impressionista, por existir uma tendência à geometrização

Leia mais

A arte na Grécia. Capítulo 3

A arte na Grécia. Capítulo 3 A arte na Grécia Capítulo 3 Por volta do século X a. C, os habitantes da Grécia continental e das ilhas do mar Egeu formavam pequenas comunidades, distantes umas das outras, e falavam diversos dialetos.

Leia mais

GIACOMETTI. Sempre há progresso/não refazer as coisas negativas 108. É preciso destruir (destrói mesmo?) tudo (= cabeça) 49

GIACOMETTI. Sempre há progresso/não refazer as coisas negativas 108. É preciso destruir (destrói mesmo?) tudo (= cabeça) 49 GIACOMETTI QUESTÕES SINTÁTICAS CONCEITO DE INACABAMENTO Inacabamento insatisfação 27/64 (não fim de obra) Inacabamento Cézanne 44 Tempo inacabamento 113 / 117 / 119 Obra não é abandonada enquanto há chance

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA CURSO DE DESIGN Apoio pedagógico Virtual: www.artevisualensino.com.br Modernidade e Modernismo

Leia mais

Século XIX na Europa as inovações na arte. Predomínio do neoclassicismo ou academicismo

Século XIX na Europa as inovações na arte. Predomínio do neoclassicismo ou academicismo Século XIX na Europa as inovações na arte { Predomínio do neoclassicismo ou academicismo ANTIGUIDADE CLÁSSICA IDADE MÉDIA NEOCLASSICISMO OU ACADEMICISMO ROMANTISMO RENASCIMENTO BARROCO ROCOCÓ NEOCLÁSSICO

Leia mais

UM PASSO PARA O INFINITO: A INCLUSÃO DA ASTRONOMIA NO SABER CIENTIFICO

UM PASSO PARA O INFINITO: A INCLUSÃO DA ASTRONOMIA NO SABER CIENTIFICO UM PASSO PARA O INFINITO: A INCLUSÃO DA ASTRONOMIA NO SABER CIENTIFICO Autores : Karoline de BORBA, Grasiela VOSS, Lucelia DESTEFANNI, Paulo RAMPELOTTI Identificação autores: Bolsista EXTENSIONISTA EDITAL

Leia mais

Sonhos em Amarelo Luiz Antonio Aguiar

Sonhos em Amarelo Luiz Antonio Aguiar Sonhos em Amarelo Luiz Antonio Aguiar O autor Ficha PROJETO DE LEITURA 1 Luiz Antonio Aguiar nasceu em 1955, é carioca e aquariano. Escritor, mestre em Literatura Brasileira, pela PUC-RJ, com tese sobre

Leia mais

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico).

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Arte 1º. Ano do Ensino Médio 1º. Trimestre - Conteúdo Avaliativo: Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Períodos Artísticos: Pré-História/Idade Antiga

Leia mais

SÉRIE 1: retrato/ Autorretrato. para olhar. pensar, imaginar... e fazer. Vincent van Gogh. Autorretrato. 1889 Óleo sobre tela.

SÉRIE 1: retrato/ Autorretrato. para olhar. pensar, imaginar... e fazer. Vincent van Gogh. Autorretrato. 1889 Óleo sobre tela. 1 The Bridgeman Art Library SÉRIE 1: retrato/ Vincent van Gogh 1889 Óleo sobre tela. 4 Ministério da Cultura e Endesa Brasil apresentam: Arteteca:lendo imagens (PRONAC 09-7945). para olhar pensar, imaginar...

Leia mais

GODOY, Luciana Bertini. Ceifar, semear: a correspondência de Van Gogh.

GODOY, Luciana Bertini. Ceifar, semear: a correspondência de Van Gogh. GODOY, Luciana Bertini. Ceifar, semear: a correspondência de Van Gogh. 13 2. ed. São Paulo: Annablume; Fapesp, 2009. 274 p. RESENHA Pepita de Souza Afiune * A autora Luciana Bertini Godoy é graduada em

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: ARTE PROFESSORA: Cristiana de Souza DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 6º ANO TURMA: ALUNO (A): RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL Nº: 01.

Leia mais

Guiadas pela impressão. Seu cavalete parecia estar já nos convida a entrar por inteiro, e

Guiadas pela impressão. Seu cavalete parecia estar já nos convida a entrar por inteiro, e impressão de um quarto imaginado - e a realidade da Pintura, resta, não o repouso como Van Gogh procurava, mas o susto. Uma das forças dessa releitura está na surpresa de uma perspectiva Entrar de corpo

Leia mais

PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ARTES VISUAIS ETAPA TEÓRICA

PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ARTES VISUAIS ETAPA TEÓRICA PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ARTES VISUAIS ETAPA TEÓRICA 01. O Museu de Arte de São Paulo - MASP - sofreu, em dezembro de 2007, o roubo de duas importantes obras de seu acervo. Assinale a alternativa

Leia mais

O pintor e/ou escultor era treinado e considerado essencialmente como um artesão (não existiam como seres independentes e livremente criativos no

O pintor e/ou escultor era treinado e considerado essencialmente como um artesão (não existiam como seres independentes e livremente criativos no Academicismo A fidelidade à natureza tornou-se a mola propulsora da arte do renascimento e o princípio maior de toda arte ocidental do séc. XVI até o começo do séc. XX Renascimento Itália, século XIII

Leia mais