Gestão e Tecnologia para o Controle de Vendas em uma Pequena e Média Malharia.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão e Tecnologia para o Controle de Vendas em uma Pequena e Média Malharia."

Transcrição

1 Gestão e Tecnologia para o Controle de Vendas em uma Pequena e Média Malharia. Alceu Antonio da Costa FAQ Claudia Cobero FAQ Resumo:: O trabalho apresenta as ações para desenvolvimento e implantação de um Sistema de Informações capaz de controlar as vendas e padronizar os cadastros de clientes e produtos de uma malharia. O objetivo é criar um padrão para os cadastros de clientes e produtos, gerenciar as vendas efetuadas e armazenar as informações obtidas de modo seguro em um banco de dados que permitam seu acesso de maneira rápida e objetiva. Foram feitas algumas reuniões com os empresários, visitas in loco e apresentação do software Clarion 5.5 para o desenvolvimento da aplicação e a forma de treinamento dos colaboradores envolvidos. Os resultados na melhora de coleta e armazenamento de dados, padronização de cadastros e disponibilização de relatórios de histórico de vendas e produtos permitiram ao empresário informações de uma forma rápida e segura para a melhoria do conhecimento e gestão nas tomadas de decisões. Com este nível de conhecimento e gestão a sociedade e empresa ganham em produtividade. Palavras Chave: Sistema de Inform. - Vendas - Gestão - Tecnologia -

2 1 - INTRODUÇÃO Com a explosão das novas tecnologias de comunicação e informação, o conhecimento e gestão delas têm avançado os Sistemas de Informações ( SI ) contribuíndo, assim, para a sociedade o controle não só do processo produtivo, mas também do administrativo, gestão de pessoas, gestão de clientes, entre outros. Um Sistema de Informação é uma necessidade, visto que as empresas cada vez mais precisam saber as preferências de seus clientes, padronizarem seus produtos, parametrizarem seus relatórios para priorizarem suas ações, tomadas de decisões e até como diferencial competitivo. Um Sistema Controle de Vendas no segmento de confecções é capaz de organizar e armazenar tais informações para direcionar a produção e trazer respostas ao empreendedor o quê, de quanto, quando e para quem seus produtos estão sendo vendidos. Buscou-se desenvolver e implantar uma ferramenta de gerenciamento de vendas com as seguintes funções: cadastrar produtos e clientes; emissão de relatórios; consulta a históricos de vendas e armazenamento seguro das informações, auxiliando assim os diretores da empresa analisada nas tomadas de decisões de forma rápida e organizada. 2. REFERENCIAL TEÓRICO Segundo O Brien (2004) a informação são dados expostos a um processo de transformação como cálculo, comparação, separação, classificação e síntese. Esses processos têm por objetivo organizar, analisar e manipular os dados, dando lhes maior qualidade e convertendo-os em informações úteis aos usuários finais. E também que a atualização e correção dos dados existentes num sistema se fazem necessária para manter um padrão de qualidade elevado SISTEMA DE INFORMAÇÃO (SI) Os sistemas de informação agem com vários subsistemas interligados e interrelacionados agrupados em um ambiente, e que trabalham com um objetivo em comum,

3 associados a uma ferramenta como softwares, hardwares, redes de comunicações, etc, que armazenam, restauram, transformam ou dimensionam as informações de uma organização segundo O Brien e Marakas (2010) SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) SIG é um sistema integrado homem-máquina que provê informações para dar suporte às funções de operação, administração e tomada de decisão na empresa (OLIVEIRA, 2004, p.40). Para Carmo e Pontes (1999) um SIG tem três funções básicas dentro de uma empresa: 1. Resolução de problemas auxiliando os executivos nas decisões que podem vir a transformar suas organizações; 2. Produção de conhecimento disponibilizando informações com maior rapidez e de acesso simples. 3. Tomada de consciência direcionando o foco da organização a um provável problema, tomando a atenção da coletividade em sua solução BANCOS DE DADOS Segundo Machado e Abreu (2011), a todo instante ocorrem fatos e processos, geradores de informação, que ficam registrados na memória das pessoas ou em documentos e arquivos como fichas, protocolos e outros. E na maioria das vezes esses registros são gerados sem nenhuma preocupação de utilização futura de forma automatizada. Na sua natureza fundamental, banco de dados são sistemas computacionais de manutenção de registros, ou seja, um sistema com capacidade de armazenar as informações, permitir o acesso e atualização das informações quando requisitadas pelo usuário. O banco de dados se dispõe de quatro componentes fundamentais: dados, hardware, software e usuários. (DATE,2003) DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO Para o desenvolvimento de um sistema de informações, segundo O Brien (2004), primeiramente, é necessário identificar um problema ou oportunidade em seguida desenvolver

4 um solução com a utilização de um pensamento sistêmico. Para ele o pensamento sistêmico pode ser entendido como uma visão de múltiplas fases de uma empresa que se interrelacionam bem como perceber a necessidade de um processo de mudanças: investigação, análise, projeto, implantação e manutenção CADASTRO DE CLIENTES Segundo Figueira (2008), o cadastro de cliente é o maior patrimônio de uma empresa de comercialização, portanto, é importante que a empresa mantenha seu cadastro de clientes sempre atualizado. Cadastrar um cliente significa identificá-lo como existente e com possibilidade de torná-lo ativo, assim a empresa passa a ter o domínio sobre os dados de seus clientes, mesmo que não realize negócios com os mesmo, armazenando seus registros e os colocando com clientes em potencial. Segundo Ratto (2009), todas as empresas, sejam pequenas ou grandes, e de qualquer ramo de atuação e seguimento, tem que interagir com o mercado, vendendo seus produtos ou serviços. 3 METODOLOGIA A formulação do problema para efeito de uma pesquisa mais precisa ou, ainda, para a elaboração de hipóteses foi estabelecida através de uma pesquisa exploratória onde as investigações desta natureza objetivam aproximar o pesquisador com as características e peculiaridades do tema proposto a ser explorado (Oliveira, 2004) EMPRESA ANALISADA A malharia possui mais de quinze produtos diversificados como casaquinhos, mantas, enxovais e gorros e tem clientes dentro e fora do estado, com três máquinas de tecer eletrônicas além de 8 máquinas de costuras, 2 computadores e 01 máquina de corte e um quadro de 10 funcionários DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA Para o desenvolvimento do sistema, foram realizadas algumas visitas in loco, onde foram identificadas as necessidades e avaliadas algumas ações a serem realizadas, tais como a criação de uma ferramenta capaz de padronizar os cadastros de produtos e clientes e

5 também que conseguisse gerenciar as vendas da malharia. Diante desta situação foi necessária a criação de um aplicativo composto por três setores essenciais: Setor operacional: lançamento de vendas, fluxo de produtos e emissão de relatórios; Setor cadastral: cadastro de produtos e clientes; Setor administrativo: controle de vendas, históricos de clientes e produtos. Para descrever as informações coletadas e desenvolver as tabelas e dos atributos necessários para o desenvolvimento do sistema, foi construído um DER (Diagrama de Entidade e Relacionamento). O DER foi construído com o apoio da ferramenta de modelagem DBDesigner 4, o que possibilitou uma visão estrutural de síntese da arquitetura dos dados. A figura 1 mostra o desenvolvimento inicial do projeto com todas as tabelas e relacionamentos entre elas, dentro de cada tabela pode-se observar os atributos, ou características que cada entidade deverá possuir. Figura 1: DER (Diagrama de Entidade e Relacionamento) O software DBDesigner 4 disponibiliza a geração de um relatório que serve como base de documentação do sistema a ser desenvolvido, com atributos contidos dentro de cada entidade, mostrando ao desenvolvedor as características que cada um deles possui e pode ser levada para a fase de desenvolvimento do sistema. As características de cada atributo das entidades no relatório podem ser expressas: ID cliente, ID vendedor, Nº da venda, ID tamanho, ID telefone, ID cores, ID grupo, ID produto, ID item e ID vendas.

6 Para o desenvolvimento do sistema foi utilizado o software Clarion versão 5.5, produzido pela empresa Soft Velocity Corparation. Uma linguagem de programação extremamente eficaz e de rápido desenvolvimento, capaz de gerar automaticamente inúmeras linhas de códigos e criando aplicações e janelas com ações já definidas. O Clarion possui um driver denominado Topspeed (TPS), que é responsável pela criação de um banco de dados interno, o qual foi adotado para armazenamento dos dados. Este software, o Clarion, fornece um gerador de modelos de Templates e Wizards que possibilitam o desenvolvimento rápido da aplicação, sem a necessidade de se escrever uma grande quantidade de linhas de codificação, possui duas bases de desenvolvimento distintas, porém co-dependentes o Dicionário de Dados (DCT) e o Modelo de Aplicação (APP). Utilizando-se da interface DCT, juntamente com os parâmetros das informações geradas pelo DER, foram criadas 10 tabelas de entidades distintas que são: clientes, vendedor, vendas, numerador de venda, item da venda, produto, cor, tamanho, grupo e telefone como visto na figura 2. Dentro de cada tabela foram descritos seus atributos, dando parâmetros as suas funções e suas características, relatadas acima. Figura 2: Editor de Dicionário de Dados Utilizando-se da interface APP foram desenvolvidas as aplicações, ou seja, a parte visual que o usuário tem acesso e interage na inserção de dados e resgate de informações. Nesta fase o relacionamento entre o dicionário de dados (DCT) a as aplicações

7 (APP) são de extrema importância, visto que diversas tabelas mantêm relacionamentos entre si como pode ser visto na figura 3. Figura 3: Modelador de Aplicações Depois de concluído o desenvolvimento da base de dados e das aplicações e Templates com o auxilio de uma ferramenta chamada Clarion Report Writer. Configura-se o Clarion Report Writer com os dados necessários para a formulação dos relatórios bem como inserir os filtros de pesquisa, ou seja, determinar os parâmetros de quais informações o relatório deve trazer. As vendas efetuadas são apresentadas na figura 4. Figura 4: Modelador de Relatórios

8 3.3- IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA Concluída a implantação do sistema deu-se início a fase de testes todos os módulos de cadastros e funções como alterar, incluir e excluir cadastros, testados o módulo de vendas e os relatórios. Durante a fase de teste foram observados alguns erros quanto ao layout das janelas, falta de filtros de pesquisa sem comprometer a funcionalidade do sistema., e início dos treinamentos in loco com as pessoas que ficariam responsáveis pela operação do sistema. Numa primeira fase foram usados dados também fictícios para não comprometer nenhum dado real da empresa, que continuava com seu controle de vendas manual. 4 - RESULTADOS E ANÁLISES Observou-se que a empresa não possuía nenhuma forma de gerenciamento de suas vendas efetuadas, bem como não possuía uma consistência e nem padronização na coleta e armazenamento dos dados cadastrais de seus clientes. Criou-se uma base de dados, visando seu armazenamento seguro e padronização das informações de forma a oferecer aos usuários mais rapidez e organização das tarefas diárias, como Cadastro, Vendas, Relatórios e Sistema, conforme Figura 5 a seguir: Figura 5: Banco de Dados do Sistema 4.1- CADASTRO DE CLIENTES O Cadastro de Clientes foi elaborado de forma a conter todas as informações necessárias para um bom gerenciamento e relacionamento da empresa em analise com seus clientes. A Figura 6 mostra a lista de clientes já cadastrados disposto em ordem alfabética,

9 para facilitar ao usuário a consulta aos clientes já cadastrados, a tela traz em sua parte superior um campo de busca que é acionado automaticamente ao se digitar a letra inicial ou parte do nome do cliente. Também na mesma tela é possível visualizar o relacionamento dos clientes com seus respectivos números telefônicos. Figura 6: Lista de Clientes Cadastrados A manutenção da lista de clientes é efetuada a partir dos botões incluir, alterar e excluir contidos na própria tela. O usuário pode facilmente localizar um cliente digitando seu nome ou parte dele ( figura 7). Essa possibilidade de buscas rápidas elimina a perda de tempo em se procurar dados cadastrais em locais diversos da empresa. Figura 7: Formulário de Cadastrado de Clientes O formulário acima garante a padronização das informações inseridas no sistema do cadastro da malharia.

10 4.2- CADASTRO DE VENDEDORES As Figuras 8 e 9 mostram a funcionalidade do cadastro de vendedores, e que suas ações principais são idênticas ao cadastro anterior. Figura 8: Lista de Vendedores Cadastrados Figura 9: Formulário de Cadastrado de Vendedores O formulário foi projetado de forma a garantir a padronização das informações inseridas no sistema contendo somente os campos necessários para se efetuar o cadastramento dos vendedores CADASTRO DE PRODUTOS A lista de produtos cadastrados também segue o mesmo padrão de formato das demais listas anteriormente citadas (figuras 10 e 11), com campo de busca e botões de manutenção, porém esta lista não mantém vinculo com outra e destaca a administração das

11 vendas, efetuando-as somente quando há produtos em estoque. Um botão permite três atributos que fazem relação com outras tabelas, os atributos são: Cor, Tamanho e Grupo. Figura 10: Lista de Produtos Cadastrados Figura 11: Formulário de Cadastrado de Produtos CADASTROS DE CORES, TAMANHOS E GRUPOS As listas criadas também possuem um campo de busca que mantém em sua funcionalidade um padrão os demais já citados anteriormente que facilitam a consulta dos usuários. A Figura 12 mostra a Lista de Cores e o formulário de Cadastro de Cores. Figura 12: Lista e Formulário de Cores

12 Há possibilidades de expansão na quantidade de produtos oferecidos pela empresa, uma vez que as informações se concentram em um só banco de dados INCLUSÕES DE VENDAS A tela de inclusão de vendas é a principal do sistema, nesta tela serão utilizados todos os cadastros efetuados anteriormente. Outros dois campos são de escolha do usuário, o campo condições de pagamento e o campo desconto como mostrado na figura 13. Figura 13: Tela de Inclusão de Vendas Para a inclusão de produtos na venda o usuário se utiliza do botão incluir, conforme destacado na Figura 16, esse botão abre a opção dos itens de venda, onde o usuário faz a escolha do produto e digita a quantidade a ser vendida e o desconto sobre esse item, se houver desconto, as demais informações são geradas automaticamente pelo sistema. A Figura 14 mostra como é feita a inclusão dos produtos em uma venda. Figura 14: Tela de Inclusão de Produtos na Venda 4.5- RELATÓRIOS DE VENDAS O relatório de vendas foi criado para diminuir o tempo de coleta de informações sobre as vendas da empresa. Esse processo exigia muito do funcionário, que precisava fazer

13 tais consultas os cadernos de vendas, perdendo muito tempo hábil, com a ferramenta todo o trabalho é feito pelo banco de dados e exibido instantaneamente. Observa-se na figura 15, que o relatório traz diversas informações que permitem ao gestor visualizar suas vendas. Figura 15: Relatório de Vendas 4.6- QUADRO COMPARATIVO DE ANTES E DEPOIS ANTES DEPOIS Cadastros de clientes e produtos manuais Informações dispersas em armazenagem, duplicidade Cadastros padronizados e armazenados de modo seguro em banco de dados várias formas de Centralização dos dados em um único local e sem duplicidade ou redundância Relatórios elaborados manualmente consultas aos cadernos de vendas através de Relatórios padronizados pela ferramenta e gerados de forma instantânea Perda de tempo nas anotações das ocorrências diárias Economia de tempo, uma vez que os dados já são padronizados Não havia controle de vendas Controle Sistêmico de Vendas e armazenamento seguro das informações Contagem de estoque manual Relatório de estoque atual gerado pela ferramenta Quadro 1: Quadro Comparativo de Antes e Depois O sistema implantado proporcionou melhorias significativas no processo de controle de vendas e cadastros em geral da empresa, que atualmente pode contar com um sistema eficiente e eficaz trazendo controle, agilidade e segurança de seus processos.

14 5 - CONSIDERAÇÕES FINAIS Nas empresas a presença da tecnologia é uma realidade da qual não se pode omitir, aprimoramentos tecnológicos são necessários a qualquer ramo ou segmento de mercado. Um Sistema de Informações pode ser avaliado como um diferencial, o controle lógico e padronizado das atividades dentro de uma empresa ajudam a conduzir a melhoria no armazenamento de informações, visto que o antigo método manual apresentava muitas falhas, as informações ficavam dispersas gerando uma dificuldade de acesso para consultas. A ferramenta de simples utilização supre sua necessidade inicial de se obter um controle seguro de suas vendas e de manter agrupada em uma só base de dados as informações de seus vendedores, produtos e principalmente de seus clientes. REFERÊNCIAS CARMO, Vadson Bastos; PONTES,Cecília Carmen Cunha. Sistemas de informações gerenciais para programa de qualidade total em pequenas empresas da região de Campinas. Ci. Inf., Brasília, v. 28, n. 1, p. 4958, jan./abr Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ci/v28n1/28n1a06.pdf> Acesso em COBRA, Marcos. Administração de Vendas. 4.ed. São Paulo: Atlas,1994. DATE, C. J. Introdução a Sistemas de Bancos de Dados. 8.ed. Elsevier: Rio de Janeiro, Disponível em < &f=false> Acesso em: FIGUEIRA, Eduardo. Quer vender mais? : O que todo empresário de vendas deve fazer para maximizar seu sucesso. 3.ed. Campinas-SP, Papirus, Disponível em <http://books.google.com.br/books?id=je14cgsgxlwc&pg=pa93&dq=cadastro+de+clientes&hl=ptbr&sa=x&ei=i0yrutmnkc_xiqk6rododa&ved=0ce8q6aewaw#v=onepage&q=cadastro%20de%20client es&f=false> Acesso em MACHADO, Felipe N. Rodrigues; ABREU, Marcio Pereira. Projeto de Banco de Dados: Uma visão prática. 16 ed. São Paulo: Érica, MANUAL Básico Clarion 4. Disponível em: < Acesso em O BRIEN, James A. Sistemas de Informações: As decisões Gerenciais na era da Internet. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 2004, p.20, p.25 O BRIEN, James A.; MARAKAS, George M. Administração de Sistemas de Informação. Porto Alegre: AMGH Editora, Powered by TCPDF (www.tcpdf.org)

FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA GERENCIAR CADASTRO DE CLIENTES E FICHA DE ANÁLISE EM UM BALNEÁRIO NO INTERIOR DE SÃO PAULO

FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA GERENCIAR CADASTRO DE CLIENTES E FICHA DE ANÁLISE EM UM BALNEÁRIO NO INTERIOR DE SÃO PAULO FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA GERENCIAR CADASTRO DE CLIENTES E FICHA DE ANÁLISE EM UM BALNEÁRIO NO INTERIOR DE SÃO PAULO JEAN EDUARDO QUESSADA SOCORRO 2012 FAQ- FACULDADE XV DE

Leia mais

Sistema de informação para controle de vendas em imobiliária

Sistema de informação para controle de vendas em imobiliária Sistema de informação para controle de vendas em imobiliária Acadêmico: Diego Vicentini Orientador: Prof. Paulo R. Dias FURB Universidade Regional de Blumenau Julho/2007 Roteiro da apresentação Introdução

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO SInAE Sistema Integrado de Administração Escolar Fevereiro - 2006 Sumário INTRODUÇÃO... 2 APRESENTAÇÃO DOS MÓDULOS... 3 Módulo Acadêmico... 3 Módulo de Cofigurações da Escola...

Leia mais

Palavras-Chaves: estoque, modelagem, requisitos, UML, vendas.

Palavras-Chaves: estoque, modelagem, requisitos, UML, vendas. UTILIZAÇÃO DA UML NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA DE CONTROLE DE VENDAS E ESTOQUE GILBERTO FRANCISCO PACHECO DOS SANTOS Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas JACKSON LUIZ ARROSTI Discente

Leia mais

Parametrização Básica WMS

Parametrização Básica WMS Parametrização Básica WMS Sumário Definindo Parâmetros Gerais... 4 Parâmetros... 5 Conferência... 6 Integração... 7 Pick / Pack... 8 Tarefa... 10 Etiqueta... 11 Produção... 12 Integração do Produto...

Leia mais

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DOCUMENTAL PARA EMPRESAS DE PEQUENO E MÉDIO PORTE

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DOCUMENTAL PARA EMPRESAS DE PEQUENO E MÉDIO PORTE Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DOCUMENTAL PARA EMPRESAS DE PEQUENO E MÉDIO PORTE Cláudio Leones Bazzi 1 ; Juliano Rodrigo Lamb

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

Sistema de Informação para Realização de Orçamentos de Mão de Obra em uma Construtora

Sistema de Informação para Realização de Orçamentos de Mão de Obra em uma Construtora Sistema de Informação para Realização de Orçamentos de Mão de Obra em uma Construtora Tadeu Donizete Sacco helpmaryhelp@ig.com.br FAQ Luiz Antônio Fernandes prof.luiz@faculdadexvdeagosto.edu.br FAQ Claudia

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA ATENDIMENTO DE RECLAMAÇÕES EM UM DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO DE UMA PREFEITURA

FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA ATENDIMENTO DE RECLAMAÇÕES EM UM DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO DE UMA PREFEITURA FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA ATENDIMENTO DE RECLAMAÇÕES EM UM DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO DE UMA PREFEITURA ANDRÉ FERNANDO CAROLLO SOCORRO 2012 FAQ- FACULDADE XV DE

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento de Dados

Módulo 4: Gerenciamento de Dados Módulo 4: Gerenciamento de Dados 1 1. CONCEITOS Os dados são um recurso organizacional decisivo que precisa ser administrado como outros importantes ativos das empresas. A maioria das organizações não

Leia mais

FAQ FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA CADASTRO E ACOMPANHAMENTO DE PACIENTES EM UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA FERNANDA MARTINS FERREIRA

FAQ FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA CADASTRO E ACOMPANHAMENTO DE PACIENTES EM UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA FERNANDA MARTINS FERREIRA FAQ FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA CADASTRO E ACOMPANHAMENTO DE PACIENTES EM UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA FERNANDA MARTINS FERREIRA SOCORRO 2011 FAQ FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Conceitos de Sistemas de Informação

Conceitos de Sistemas de Informação Conceitos de Sistemas de Informação Prof. Miguel Damasco AEDB 1 Objetivos da Unidade 1 Explicar por que o conhecimento dos sistemas de informação é importante para os profissionais das empresas e identificar

Leia mais

Conceitos de Banco de Dados

Conceitos de Banco de Dados Conceitos de Banco de Dados Autor: Luiz Antonio Junior 1 INTRODUÇÃO Objetivos Introduzir conceitos básicos de Modelo de dados Introduzir conceitos básicos de Banco de dados Capacitar o aluno a construir

Leia mais

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO AOS SISTEMAS. 05 3 DOCUMENTOS MANUTENÇÃO. 08 08 3.2 10 3.3 OCR. 11 4 REGISTRO DE DOCUMENTOS. 13 5 GERANDO DOCUMENTOS

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO AOS SISTEMAS. 05 3 DOCUMENTOS MANUTENÇÃO. 08 08 3.2 10 3.3 OCR. 11 4 REGISTRO DE DOCUMENTOS. 13 5 GERANDO DOCUMENTOS ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 04 2 ACESSO AOS SISTEMAS... 05 3 DOCUMENTOS MANUTENÇÃO... 08 3.1Tipos de Documentos... 08 3.2 Relações entre Documentos... 10 3.3 OCR... 11 4 REGISTRO DE DOCUMENTOS... 13 5 GERANDO

Leia mais

Análise de Dados do Financeiro

Análise de Dados do Financeiro Análise de Dados do Financeiro Introdução Para reunir em um só local as informações de contas a pagar e receber cadastradas e/ou geradas no sistema TTransp existe a interface de análise de dados do financeiro.

Leia mais

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET AULA 02 ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET JAMES A. O BRIEN CAPÍTULO 01 continuação Páginas 03 à 25 1 COMPONENTES DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO Especialistas

Leia mais

FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA CADASTRO DE HABITE-SE DE UMA PREFEITURA DE MÉDIO PORTE DENIS CONSTANTINI

FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA CADASTRO DE HABITE-SE DE UMA PREFEITURA DE MÉDIO PORTE DENIS CONSTANTINI FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA CADASTRO DE HABITE-SE DE UMA PREFEITURA DE MÉDIO PORTE DENIS CONSTANTINI SOCORRO 2010 FAQ- FACULDADE XV DE AGOSTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA CADASTRO

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DO PARANÁ. Sistema de Gestão Escolar PROJETO FINAL Schola Ratio Versão 8

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DO PARANÁ. Sistema de Gestão Escolar PROJETO FINAL Schola Ratio Versão 8 FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DO PARANÁ Sistema de Gestão Escolar PROJETO FINAL Schola Ratio Versão 8 CURITIBA Nov 2012 DJULLES IKEDA OSNIR FERREIRA DA CUNHA Sistema de Gestão Escolar PROJETO

Leia mais

CA Mainframe Chorus for DB2 Database Management Version 2.0

CA Mainframe Chorus for DB2 Database Management Version 2.0 FOLHA DO PRODUTO CA Mainframe Chorus for DB2 Database Management CA Mainframe Chorus for DB2 Database Management Version 2.0 Simplifique e otimize seu DB2 para tarefas de gerenciamento de carga de trabalho

Leia mais

Manual. Sistema Venus. (Introdução)

Manual. Sistema Venus. (Introdução) Manual Do Sistema Venus (Introdução) 1 Este Manual tem com o objetivo demonstrar os padrões utilizados no sistema, e o início para usar o Vênus com sucesso. Ícone para acesso ao Vênus, para entrar, basta

Leia mais

e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Controladoria-Geral da União

e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Controladoria-Geral da União e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Sumário 1. Acesso ao sistema... 3 2. Funcionalidades do sistema... 5 3. Como tratar manifestações... 14 3.1 Detalhar...

Leia mais

Figura 1 - Arquitetura multi-camadas do SIE

Figura 1 - Arquitetura multi-camadas do SIE Um estudo sobre os aspectos de desenvolvimento e distribuição do SIE Fernando Pires Barbosa¹, Equipe Técnica do SIE¹ ¹Centro de Processamento de Dados, Universidade Federal de Santa Maria fernando.barbosa@cpd.ufsm.br

Leia mais

Relação das Novidades Implementadas na Versão 2.9 do Sistema SankhyaW - Setembro/2011

Relação das Novidades Implementadas na Versão 2.9 do Sistema SankhyaW - Setembro/2011 Relação das Novidades Implementadas na Versão 2.9 do Sistema SankhyaW - Setembro/2011 Suporte à integração com Imobilizado nos Portais Agora as centrais estão integradas com o Imobilizado, logo é possível

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado)

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) SISTEMA INTERNO INTEGRADO PARA CONTROLE DE TAREFAS INTERNAS DE UMA EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Sistema de Informação Destinado À Gestão Comercial de uma Empresa do Ramo Alimentício

Sistema de Informação Destinado À Gestão Comercial de uma Empresa do Ramo Alimentício Sistema de Informação Destinado À Gestão Comercial de uma Empresa do Ramo Alimentício Vanessa Aparecida Fiorini da Silva helpmaryhelp@ig.com.br FAQ Luiz Antônio Fernandes prof.luiz@faculdadexvdeagosto.edu.br

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

FURB - Universidade Regional de Blumenau TCC - Trabalho de Conclusão de Curso Acadêmico: Fernando Antonio de Lima Orientador: Oscar Dalfovo

FURB - Universidade Regional de Blumenau TCC - Trabalho de Conclusão de Curso Acadêmico: Fernando Antonio de Lima Orientador: Oscar Dalfovo FURB - Universidade Regional de Blumenau TCC - Trabalho de Conclusão de Curso Acadêmico: Fernando Antonio de Lima Orientador: Oscar Dalfovo Roteiro Introdução Sistemas de Informação - SI Executive Information

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aluno: Henrique Eduardo M. Oliveira Orientador: Prof. Dr. Leandro J. Komosinski Banca: Prof. M. Maria

Leia mais

Curso Básico Sistema EMBI

Curso Básico Sistema EMBI Curso Básico Sistema EMBI Módulo Atendentes e Administradores Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste trabalho pode ser reproduzida em qualquer forma por qualquer meio gráfico, eletrônico ou

Leia mais

RELATÓRIOS GERENCIAIS

RELATÓRIOS GERENCIAIS RELATÓRIOS GERENCIAIS Com base na estrutura organizacional de uma entidade, a parte gerencial é o processo administrativo, onde se traça toda a estrutura fundamental para elaboração do planejamento da

Leia mais

Tecnologia gerando valor para a sua clínica.

Tecnologia gerando valor para a sua clínica. Aumente a eficiência de seu negócio O sclínica é a ferramenta ideal para a gestão de clínicas de diagnóstico. Desenvolvido a partir das necessidades específicas deste mercado, oferece uma interface inteligente,

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Release Notes Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Melhorias Comuns ao Sistema Help O Help Online foi remodelado e agora é possível acessar os manuais de cada módulo diretamente do sistema. Mapeamento de

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

SISGAP - Sistema Gerenciador de Avaliações Psicopedagógicas

SISGAP - Sistema Gerenciador de Avaliações Psicopedagógicas SISGAP - Sistema Gerenciador de Avaliações Psicopedagógicas Geandré Meller Zacher 1 Luiz Gustavo Galves Mahlmann 2 Newton Muller 3 RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar o projeto SISGAP, que

Leia mais

GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS

GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença para sua empresa. xp+

Leia mais

Prof. Rossini Monteiro

Prof. Rossini Monteiro LISTA DE EXERCÍCIOS DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL-ENAD - Revisão Prof. Rossini Monteiro 1ª. O desempenho organizacional da empresa Persinex Ltda. Depende cada vez mais de um Sistema de Informações

Leia mais

SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE LOCAÇÃO IMOBILIÁRIA LISTA DE ATUALIZAÇÕES NOVAS

SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE LOCAÇÃO IMOBILIÁRIA LISTA DE ATUALIZAÇÕES NOVAS SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE LOCAÇÃO IMOBILIÁRIA VERSÃO 7.0 LISTA DE ATUALIZAÇÕES NOVAS Todas as telas do sistema foram remodeladas para utilização da resolução de vídeo 1024 x 768, apresentando agora um

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB MULTIUSUÁRIO PARA SISTEMA DE GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE QUADROS DE HORÁRIOS ESCOLARES. Trabalho de Graduação

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB MULTIUSUÁRIO PARA SISTEMA DE GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE QUADROS DE HORÁRIOS ESCOLARES. Trabalho de Graduação DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB MULTIUSUÁRIO PARA SISTEMA DE GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE QUADROS DE HORÁRIOS ESCOLARES Trabalho de Graduação Orientando: Vinicius Stein Dani vsdani@inf.ufsm.br Orientadora: Giliane

Leia mais

1. Introdução... 2. 2. Instalação máquinas cliente... 2. 3. Configurações gerais... 3. 4. Cadastro de pessoas... 4

1. Introdução... 2. 2. Instalação máquinas cliente... 2. 3. Configurações gerais... 3. 4. Cadastro de pessoas... 4 MANUAL DE UTILIZAÇÃO Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Instalação máquinas cliente... 2 3. Configurações gerais... 3 4. Cadastro de pessoas... 4 5. Cadastro de usuários para o sistema... 6 6. Cadastro de

Leia mais

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte BCON Sistema de Controle de Vendas e Estoque Declaração de escopo Versão 1.0 Histórico de Revisão Elaborado por: Filipe de Almeida do Amaral Versão 1.0 Aprovado por: Marcelo Persegona 22/03/2011 Time da

Leia mais

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina CTC Centro Tecnológico INE Departamento de Informática e Estatística INE5631 Projetos I Prof. Renato Cislaghi Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

Portal RH WEB Versão 3.6.6 - Full

Portal RH WEB Versão 3.6.6 - Full Portal RH WEB Versão 3.6.6 - Full = z A principal característica do portal RH é permitir a descentralização das informações dos colaboradores, possibilitando que o gestor de área se transforme também num

Leia mais

Padrões de Contagem de Pontos de Função

Padrões de Contagem de Pontos de Função Padrões de Contagem de Pontos de Função Contexto Versão: 1.0.0 Objetivo O propósito deste documento é apresentar os padrões estabelecidos para utilização da técnica de Análise de Pontos de Função no ambiente

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Cheque 1

Treinamento GVcollege Módulo Cheque 1 Treinamento GVcollege Módulo Cheque 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9 TÍTULO: ASSUNTO: GESTOR: TERMO DE REFERÊNCIA Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD DITEC/GECOQ Gerência de Controle e Qualidade ELABORAÇÃO: PERÍODO: GECOQ Gerência de Controle e

Leia mais

AUTOR(ES): EDUARDO COSTA LOPES DA SILVA JUNIOR, CAIO CESAR DUARTE DE CARVALHO, OSMAR DA SILVA MOTTA JUNIOR

AUTOR(ES): EDUARDO COSTA LOPES DA SILVA JUNIOR, CAIO CESAR DUARTE DE CARVALHO, OSMAR DA SILVA MOTTA JUNIOR TÍTULO: SISTEMA PARA GERENCIAMENTO DE TEATROS DIONÍSIO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA AUTOR(ES): EDUARDO COSTA LOPES DA

Leia mais

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev P27070 - Rev. 0 1. RESTRIÇÕES DE FUNCIONAMENTO RECEPTOR IP ÍNDICE 1. Restrições de Funcionamento... 03 2. Receptor IP... 03 3. Inicialização do Software... 03 4. Aba Eventos... 04 4.1. Botão Contas...

Leia mais

Especificação de Requisitos

Especificação de Requisitos Projeto/Versão: Versão 11.80 Melhoria Requisito/Módulo: 000552 / Conector Sub-Requisito/Função: Multas Tarefa/Chamado: 01.08.01 País: Brasil Data Especificação: 13/05/13 Rotinas Envolvidas Rotina Tipo

Leia mais

Notas de Aula 05: Aplicação de um caso de uso

Notas de Aula 05: Aplicação de um caso de uso Notas de Aula 05: Aplicação de um caso de uso Objetivos da aula: Aprender a aplicar a técnica de casos de uso em um pequeno problema real Identificar as variáveis relevantes a serem consideradas Modelar

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Dimensões de análise dos SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução n Os sistemas de informação são combinações das formas de trabalho, informações, pessoas

Leia mais

Documento de Arquitetura

Documento de Arquitetura Documento de Arquitetura A2MEPonto - SISTEMA DE PONTO ELETRÔNICO A2MEPonto - SISTEMA DE PONTO ELETRÔNICO #1 Pág. 1 de 11 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autor 28/10/2010 1 Elaboração do documento

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

NOVA ROTINA DE INVENTÁRIO FÍSICO

NOVA ROTINA DE INVENTÁRIO FÍSICO NOVA ROTINA DE INVENTÁRIO FÍSICO O Siagri Agribusiness já tinha uma rotina para realizar Contagem e Inventário Físico (Balanço de Estoque Físico). Porém, a rotina não atendia com eficiência as empresas

Leia mais

Modelagem de Sistemas de Informação

Modelagem de Sistemas de Informação Modelagem de Sistemas de Informação Professora conteudista: Gislaine Stachissini Sumário Modelagem de Sistemas de Informação Unidade I 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO...1 1.1 Conceitos...2 1.2 Objetivo...3 1.3

Leia mais

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 2 INFORMAÇÕES GERAIS VISTORIA 1. É obrigatória a visita ao hospital, para que a empresa faça uma vistoria prévia das condições, instalações, capacidade dos equipamentos, migração do software e da

Leia mais

Evolução dos Sistemas de Informação nas Organizações

Evolução dos Sistemas de Informação nas Organizações Evolução dos Sistemas de Informação nas Organizações Cristiane Mello 1, Maria F. Marinho 1, Antônio Luiz S. Cardoso 1,2 1 Escola de Administração Universidade Federal da Bahia (UFBA) 41.100-903 Salvador

Leia mais

Concepção e Elaboração

Concepção e Elaboração UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Análise e Projeto Orientado a Objetos Concepção e Elaboração Estudo

Leia mais

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML.

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML. MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS APLICADA À ANÁLISE E AO PROJETO DE SISTEMA DE VENDAS ALTEMIR FERNANDES DE ARAÚJO Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas ANDRE LUIZ DA CUNHA DIAS Discente da

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS. 1. Conceitos básicos de BD, SBD e SGBD BANCO DE DADOS I

CONCEITOS BÁSICOS. 1. Conceitos básicos de BD, SBD e SGBD BANCO DE DADOS I CONCEITOS BÁSICOS 1. Conceitos básicos de BD, SBD e SGBD A importância da informação para a tomada de decisões nas organizações tem impulsionado o desenvolvimento dos sistemas de processamento de informações.

Leia mais

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES [Observação: O template a seguir é utilizado como roteiro para projeto de sistemas orientado

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Rogério Eduardo Garcia (rogerio@fct.unesp.br) Bacharelado em Ciência da Computação Aula 05 Material preparado por Fernanda Madeiral Delfim Tópicos Aula 5 Contextualização UML Astah

Leia mais

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio Software de Gestão Rural ADM Rural 4G 2011 ADM Rural 4G Agenda de Apresentação E Empresa Planejar O Software ADM Rural 4G Diferenciais Benefícios em

Leia mais

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA E.R.P. BUSINESS MILLENNIUM SOFTWARE DE CONTROLE GERENCIAL E FINANCEIRO

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA E.R.P. BUSINESS MILLENNIUM SOFTWARE DE CONTROLE GERENCIAL E FINANCEIRO 1 MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA E.R.P. BUSINESS MILLENNIUM SOFTWARE DE CONTROLE GERENCIAL E FINANCEIRO Versão Janeiro /2009 Nossa Missão: Inovar e Criar para superar as expectativas do nosso cliente, com

Leia mais

Codificar Sistemas Tecnológicos

Codificar Sistemas Tecnológicos Codificar Sistemas Tecnológicos Especificação dos Requisitos do Software Sistema de gestão para a Empresa Cliente SlimSys Autor: Equipe Codificar Belo Horizonte MG Especificação dos Requisitos do Software

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE INFORMÁTICA EDITOR DE HELP MANUAL DO USUÁRIO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE INFORMÁTICA EDITOR DE HELP MANUAL DO USUÁRIO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE INFORMÁTICA EDITOR DE HELP MANUAL DO USUÁRIO ANA PAULA CARVALHO LORENZONI MICHELINE PARIZOTTO PROFESSORA. MILENE SELBACH SILVEIRA ORIENTADORA

Leia mais

Alinhamento Prático Ferramenta ARIS Operação Básica

Alinhamento Prático Ferramenta ARIS Operação Básica Alinhamento Prático Ferramenta ARIS Operação Básica AGENDA Ferramenta ARIS Operação do módulo básico ARIS Explorer Estruturação dos componentes Login na base de dados Manipulação de grupos Objetos Conexões

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

Jan.2012. Características Gerais do Sistema:

Jan.2012. Características Gerais do Sistema: Jan.2012 Características Gerais do Sistema: O Software Global Cartórios traz um conceito novo em uma plataforma inovadora que reúne todas as especialidades em um único sistema. O Global Cartórios é um

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI PERFIL TÉCNICO Versão 2.0 DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E TELECOMUNICAÇÕES PREFEITURA DE GUARULHOS SP 1 Objetivo: Esse manual tem como objetivo principal instruir os

Leia mais

Automação do Processo de Instalação de Softwares

Automação do Processo de Instalação de Softwares Automação do Processo de Instalação de Softwares Aislan Nogueira Diogo Avelino João Rafael Azevedo Milene Moreira Companhia Siderúrgica Nacional - CSN RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar

Leia mais

Modulo 05 ESTOQUE CGAINFOMÁTICA. Retwin

Modulo 05 ESTOQUE CGAINFOMÁTICA. Retwin Modulo 05 0 CGAINFOMÁTICA Retwin ESTOQUE 2 Estoque Sumário 5.1 Configuração Geral... 3 5.2 Entradas... 4 5.2.1 Manutenção... 4 5.2.2 Consulta... 6 5.2.3 Produção... 6 5.2.4 Relatórios... 8 5.3 Saídas...

Leia mais

Documento de Visão. Versão 2.5 Projeto SysTrack - Grupo 01

Documento de Visão. Versão 2.5 Projeto SysTrack - Grupo 01 Documento de Visão Versão 2.5 Projeto SysTrack - Grupo 01 Junho de 2011 Histórico de revisão: DATA VERSÃO DESCRIÇÃO AUTORES 19/02/2011 1.0 Versão inicial. João Ricardo, Diogo Henrique. 24/02/2011 2.0 Modificação

Leia mais

UTILIZANDO ICONIX NO DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES DELPHI

UTILIZANDO ICONIX NO DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES DELPHI UTILIZANDO ICONIX NO DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES DELPHI Dr. George SILVA; Dr. Gilbert SILVA; Gabriel GUIMARÃES; Rodrigo MEDEIROS; Tiago ROSSINI; Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do

Leia mais

Comex Exportação. Comercial. A partir de integração com o módulo de faturamento, o sistema de controle de exportação,

Comex Exportação. Comercial. A partir de integração com o módulo de faturamento, o sistema de controle de exportação, Comex Exportação A partir de integração com o módulo de faturamento, o sistema de controle de exportação, facilita a impressão dos principais documentos da exportação como fatura comercial, packing list,

Leia mais

Sistema de Gerenciamento do Protocolo Geral da FAPERGS

Sistema de Gerenciamento do Protocolo Geral da FAPERGS Sistema de Gerenciamento do Protocolo Geral da FAPERGS Alcides Vaz da Silva 1 Luiz Gustavo Galves Mählmann 2 Newton Muller 3 RESUMO Este artigo apresenta o projeto de desenvolvimento de um Sistema de Informação

Leia mais

Proposta. (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) Dados da Proposta

Proposta. (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) Dados da Proposta Proposta (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) Dados da Proposta Arquivo: D:\Vazzi\FAN\4º Período\Avaliação Final\modelo de proposta fan.odt Criado em: Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006

Leia mais

Declaração de Escopo

Declaração de Escopo 1/9 Elaborado por: Adriano Marra, Bruno Mota, Bruno Leite, Janaina Versão: 1.4 Lima, Joao Augusto, Paulo Takagi, Ricardo Reis. Aprovado por: Porfírio Carlos Roberto Junior 24/08/2010 Time da Equipe de

Leia mais

Especificação do KAPP-PPCP

Especificação do KAPP-PPCP Especificação do KAPP-PPCP 1. ESTRUTURA DO SISTEMA... 4 1.1. Concepção... 4 2. FUNCIONALIDADE E MODO DE OPERAÇÃO... 5 3. TECNOLOGIA... 7 4. INTEGRAÇÃO E MIGRAÇÃO DE OUTROS SISTEMAS... 8 5. TELAS E RELATÓRIOS

Leia mais

ShoeSystem 1.0 Sistema para loja de calçados

ShoeSystem 1.0 Sistema para loja de calçados Artigo apresentado ao UNIS, como parte dos requisitos para obtenção do título de tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 ShoeSystem 1.0 Sistema para loja de calçados André Luis dos Reis Revair,

Leia mais

Manual de Operações. Versão 2.0. Junho/2011. Autor : Carlos Valotto. Página 1

Manual de Operações. Versão 2.0. Junho/2011. Autor : Carlos Valotto. Página 1 Manual de Operações Versão 2.0 Junho/2011 Autor : Carlos Valotto Página 1 Índice Sistema i-drawback Introdução... 3 01 - Cadastros... 5 01.1 - Grupo de usuários... 8 01.2 - Usuários... 9 01.3 - Item /

Leia mais

Trecho retirando do Manual do esocial Versão 1.1

Trecho retirando do Manual do esocial Versão 1.1 Trecho retirando do Manual do esocial Versão 1.1 A rotina de acesso direto ao XML do S-1000, o usuário pode encontrar na opção de cadastro de Empresas do SIP. Sempre que o usuário localizar a figura ao

Leia mais

GSAN. Sistema de Gestão Comercial para empresas de saneamento. Versão Atual do GSAN. Módulos

GSAN. Sistema de Gestão Comercial para empresas de saneamento. Versão Atual do GSAN. Módulos GSAN Sistema de Gestão Comercial para empresas de saneamento Versão Atual do GSAN A PROCENGE é líder nacional no fornecimento de softwares de gestão para companhias de Água e Saneamento, com base na sua

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais