Figura 1. Qual é a nossa visão? Ser o maior grupo colaborativo que agrega valor para os nossos clientes em treinamento e capacitação profissional.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Figura 1. Qual é a nossa visão? Ser o maior grupo colaborativo que agrega valor para os nossos clientes em treinamento e capacitação profissional."

Transcrição

1

2 Figura 1 O que é? O GrupoTreinar é um grupo de empresas e/ou profissionais que trabalham de forma colaborativa, de acordo com o conceito de Rede de Valor*, para as áreas de Treinamento & Capacitação Profissional (Figura 1). Qual é a nossa visão? Ser o maior grupo colaborativo que agrega valor para os nossos clientes em treinamento e capacitação profissional.

3 Qual é a nossa missão? Nosso negócio é o desenvolvimento humano. Acreditamos que o fator humano é o bem mais valioso de todas as organizações e o nosso foco estratégico é buscar, junto aos nossos clientes, a melhor solução em aprimoramento de seus capitais intelectuais. Nosso posicionamento é ser a extensão ativa na criação e atualização constante de conhecimentos para sua organização, sejam eles estratégicos, sejam gerenciais, sejam de conteúdo técnico ou para o seu aprimoramento do desempenho operacional. Temos como meta buscar o menor investimento com melhor qualidade no ensino presencial, melhor material on-line e os melhores profissionais do mercado expondo suas experiências e ajudando na melhor solução para seu desenvolvimento humano. Desta maneira, entendemos que aprimorar o Capital Intelectual é um processo interno e estratégico nas organizações e nossos programas de ensino visam seu aperfeiçoamento constante de forma personalizada, individualizada e diferenciada. Quem são os parceiros de negócios? São empresas, consultores, professores, acadêmicos ou profissionais de renomada experiência no mercado em sua área de atuação que disponibilizam algum tipo de treinamento e vêem a participação em uma Rede de Valor* uma forma de inovar na distribuição de seus serviços.

4 Quais são os benefícios que proporciona para os parceiros de negócios? Assessoria em Marketing & Inteligência de Mercado Possibilidade efetiva de geração de demanda qualificada Posicionamento e Divulgação da Marca Assessoria em Administração de Conteúdos Organização do Conhecimento do Parceiro de Negócios Adequação Pedagógica Formatação dos Cursos Assessoria na gestão de infra-estrutura da área de treinamento do parceiro Quais são os benefícios que proporciona para os clientes? Serviços e Benefícios para o Cliente (Pessoa Física) Assessment & Coaching Orientação Educacional Orientação para Capacitação Profissional Programas individuais de Treinamento e Capacitação Programas amplos de formação de Analistas (de Negócios, de Inteligência, de ERP, etc) Plano de Fidelização, onde o aluno acumula créditos para cada Curso efetuado, podendo usá-los como desconto para os próximos cursos. Programas específicos que visam preparar o Aluno para a obtenção de Certificações.

5 Serviços e Benefícios para o Cliente (Pessoa Jurídica) Desenvolvimento de Projetos personalizados de Aprendizagem Corporativa tendo como meta maximizar os indicadores de Produtividade, Lucratividade e Competividade alinhados com os Processos, Pessoas e Tecnologias da Organização (Figura 2) Alinhamento da Gestão do Conhecimento e a Gestão do Conteúdo Terceirização de Programas de Treinamento & Capacitação Produtividade Lucratividade Competividade EFICÁCIA ORGANIZAÇÃO PESSOAS INDIVÍDUOS Figura 2

6 Como se organiza? Se organiza em 3 Macro-processos: Gestão do Relacionamento com o Aluno Prospecção Captação Orientação Educacional Orientação para Capacitação Profissional Cobrança e Recebimento dos Serviços Prestados Atendimento (pré, durante e pós) Treinamento Fidelização do Aluno Gestão do Relacionamento com o Parceiro de Negócios Assessoria em Marketing Inteligência de Mercado Posicionamento e Divulgação da Marca Assessoria em Administração de Conteúdos Organização do Conhecimento do Parceiro de Negócios Adequação Pedagógica Formatação dos Cursos Assessoria gestão de infra-estrutura da área de treinamento do parceiro

7 Alinhamento entre a Gestão de Conteúdo (Figuras 3 e 10), Gestão das Competências (Figura 4) e a Gestão do Conhecimento (Figuras 5, 6, 7, 8 e 9) Validação das áreas de conhecimento por foco específico Criação da taxionomia Mapeamento e categorização do conhecimento Definição dos Cursos Presenciais / Web-Aula / Vídeo Empacotamento pedagógico (PTC & LPO) Definição dos critérios de qualidade das aulas Definição dos critérios de aprovação dos alunos Figura 3

8 Para saber mais sobre como utilizar cada Experiência, acesse: Presencial -> Webcast -> Vídeos(em alta definição) -> Coaching -> Workshop -> Pacotes -> Entrevistas-> GESTÃO DAS COMPETÊNCIAS Saber o que Informação Saber o porquê Saber como Técnicas Motivação Determinação Identificação Conhecimentos Habilidades Atitudes Gestão do Conteúdo e/ou da Informação Competência Definimos, assim, competência: um saber agir responsável e reconhecido, que implica mobilizar, integrar, transferir conhecimentos, recursos, habilidades, que agreguem valor econômico à organização e valor social ao indivíduo. 17 Antonio Bucci Figura 4

9 Processos de conversão - 1 Gestão do Conhecimento uma estratégia para a tomada de decisão Clarice Muhlethaler de Souza Socialização Conhecimento Tácito Externalização Conhecimento Tácito Conhecimento Explícito Internalização Conhecimento Explícito Combinação Processos de Conversão do Conhecimento ( Nonaka & Takeuchi,1997 ) Antonio Bucci 31 Figura 5

10 Processos de conversão - 2 Gestão do Conhecimento uma estratégia para a tomada de decisão Clarice Muhlethaler de Souza conversão de conhecimento tácito em conhecimento explícito novo CONTEÚDO novo conhecimento 32 Antonio Bucci Figura 6

11 CAPITAL HUMANO CAPITAL ESTRUTURAL Competências Individuais Pefil Psicológico Conhecimento Tácito Conhecimento Explícito Cultura Organizacional Habilidades Atitudes, Valores, Aptidões Alinhamento c/estratégia Sistemas Administrativos Informações em Arquivos Processos Conceitos Modelos Estrutura Competências Estratégias Métodos Organizacional Essenciais 33 Antonio Bucci Figura 7

12 Conhecimento Tácito VALOR VALOR PATENTES MARCA ATIVOS INTANGÍVEIS CAPITAL INTELECTUAL CONFIANÇA CLIENTES PARCEIROS FORNECEDORES CAPITAL HUMANO CAPITAL ESTRUTURAL CAPITAL de RELACIONAMENTO (Somatória) Competências Individuais (Somatória) Conhecimento Registrado Clientes Parceiros Fornecedores Competências Essenciais 34 Antonio Bucci Figura 8

13 Produtividade Lucratividade Competividade ORGANIZAÇÃO EFICÁCIA PROCESSOS TECNOLOGIA PESSOAS EQUIPES INDIVÍDUOS Valor do Conhecimento = Valor de Mercado Valor Ativos Tangíveis (Contábil) Capital Intelectual + Capital Estrutural + Capital de Relacionamento Compõem os chamados Ativos Intangíveis que são valorados no mercado pela diferença entre o valor dos ativos de uma empresa e seu valor de venda. 28 Antonio Bucci Figura 9

14 Alinhamento da Organização com a Gestão de Conteúdo ORGANIZAÇÃO EXPERIÊNCIAS PESSOAS INDIVÍDUOS Entrevístas Pacotes Workshop Coaching Vídeos Webcast Presencial CONTEÚDOS Figura 10

15 O que é trabalhar em colaboração ou o que é trabalhar em rede de valor com empresas que colaboram entre si? *Redes de Valor A década de 90 presenciou o surgimento de um novo conceito empresarial: as Redes de Valor ( também conhecidas como Modelos de Negócio em Rede ). Esta moderna configuração de negócios baseia-se nas competências essenciais das organizações, modelo proposto por Gary Hamel e C. K. Prahalad em Ao publicarem o modelo, os autores previram que, para tornarem-se competitivas, as organizações teriam que procurar por parceiras que tivessem competências complementares às suas, de forma a compor uma Rede de Valor que seja capaz de oferecer aos consumidores finais um valor máximo. As Redes de Valor são definidas por Tapscott (1999) como uma rede de fornecedores, distribuidores, provedores de serviços e clientes que conduzem as transações e comunicações comerciais através das tecnologias de comunicação e informação (TCIs) com o objetivo de produzir valor para os consumidores finais e para os membros da Rede. A fonte de valor para estes modelos de negócios é a inovação. Então, além de concentrar os seus esforços em realizar suas competências essenciais, as empresas na Rede de Valor devem entregar aos seus clientes algum tipo de inovação em preços, produtos e/ou serviços. *http://portal.crie.coppe.ufrj.br/portal/data/documents/storeddocuments/%7b937 87CAE-E94C-45C7-992B-9403F6F40836%7D/%7BA5FAE2A D7CA9F504C9F%7D/FuncaoLogisticaRedesValor.pdf

16 Quais são os seus principais produtos/serviços diferenciados? PTC Programas individuais de Treinamento e Capacitação Assessment & Coaching Programas amplos e flexíveis Foco: Pessoa Física LPO Learning Process Outsourcing Desenvolvimento de Projetos personalizados de Aprendizagem Corporativa Alinhamento à Gestão do Conhecimento Terceirização de Programas de Treinamento & Capacitação Foco: Pessoa Jurídica Tecnologias CMS Content Management Systems Arquitetura Cloud Computing Site genérico multi-cidade, multi-lingua e Full Service, permitindo: Aulas Presenciais o Workshops o Programas

17 o Disponibilização de Vídeos Aula on-demand Internet na modalidade Streaming*1 em DRM Mode*2 pela o Disponibilização de ambiente on-line para Treinamento à distância pela Internet na modalidade ao Vivo. *1http://pt.wikipedia.org/wiki/Streaming Streaming (fluxo, ou fluxo de mídia em português) é uma forma de distribuir informação multimídia numa rede através de pacotes. Ela é frequentemente utilizada para distribuir conteúdo multimídia através da Internet. Em streaming, as informações da mídia não são usualmente arquivadas pelo usuário que está recebendo a stream (a não ser a arquivação temporária no cache do sistema ou que o usuário ativamente faça a gravação dos dados) - a mídia geralmente é constantemente reproduzida à medida que chega ao usuário se a sua banda for suficiente para reproduzir a mídia em tempo real (ver underflow). Isso permite que um usuário reproduza mídia protegida por direitos autorais na Internet sem a violação dos direitos, similar ao rádio ou televisão aberta. A informação pode ser transmitida em diversas arquiteturas, como na forma Multicast IP ou Broadcast. *2 DRM (digital rights management) ou administração de propriedade digital recorre a várias tecnologias para limitar e controlar o uso de mídia digitais. Aqui no GrupoTreinar, nós oferecemos a administração do conteúdo de forma eficiente e dispomos de conhecimento tecnológico para garantir a segurança contra o acesso indevido e cópias não autorizadas dos conteúdos digitais de nossos parceiros.

18 DIRETOR AGREGADOR ANTONIO BUCCI Consultor especialista em educação corporativa e sistemas de apoio a gestão, tais como ERP Enterprise Resource Planning, KM/GC - Gestão do Conhecimento, BI Business Intelligence, CRM Customer Relantionship Management, IM - Inteligência de Mercado, IC - Inteligência Competitiva, Vendas Complexas, Marketing em TI e Atendimento a Clientes. 30 anos de experiência em TI (Gestão, Treinamento, Projetos, Análise e Suporte), com grande conhecimento em segmentos verticais tais como: Financeiro(Bancos e DTVM), Industrial(Manufatura Discreta), Comercio (Supermercados e Varejo de Venda Assistida) e Serviços de valor agregado (TI&C). Atuou em cargos técnicos e gerenciais nas empresas Epicor Software Corporation (Ervine-CA-USA), BMS - Belgo Mineira Sistemas, Deilotte Touche Tohmatsu, Grupo Pão-de-Açúcar (Gerente de Sistemas Comerciais), Proceda (atual TIVIT), Prodam e Metrô-SP. Ministrou cursos, treinamento e prestou consultoria para empresas como AGL, Asasul, Assinf (Ass. Informática Secr. Fazenda do Rio de Janeiro), Banco do Brasil (Brasília-DF), BMK, Cadmus, Cargill, Consumer Voice, CM, Dash, Disoft, Duty, Elucid, Inter Commerce, Logicway, Mobile, NEC, Microsiga, Peoplesolutions, Plusoft, Politec, Procwork, Siemens, Sintel, Stefanini, Tecmicro, Teledata, TIVIT, Transit Telecom, Wa/Datasul, Zanthus entre outras. Mantém o site com artigos e palestras sobre CRM, KM/GC, Marketing e Vendas. Atuou em desenvolvimento de canais de distribuição e revendas para os mercados brasileiro e argentino da solução de CRM (Clientele) da Epicor Software Corporation (CA / USA).

19

20 acesso indevido e cópias não autorizadas dos conteúdos digitais de nossos parceiros. HomePage account_name htt AMD ebro htt ACCENTURE - 1. Accenture do aro htt ACS - 1. ACS Algar Call Center triedro htt ACTERNA - 1. Acterna do Brasil arizona htt AES COMMUNICATIONS grupoag htt AG TELECOM - 1. AG Telecom toda htt AGILENT TECHNOLOGIES keiko htt ALCATEL - 1. Alcatel Telecomunicações terra htt ALCATEL CABOS - 1. Alcatel terra htt ALGAR TELECOM - 1. Algar lojasbondinho htt ALPHA TELECOM - 1. Alpha promel AMAZÔNIA CELULAR - 1. Tele hotmail ANDREW - 1. Andrew do Brasil qualyconstrutora htt ARGIMOM - 1. Argimom Telecomunicação dinizjuntas htt ASCOM - 1. Ascom Distrib de Instrum plasco htt ASGA - 1. Asga S/A; acciardi htt ASSIST TELEFÔNICA - 1. Assist plastunion htt ATENTO - 1. Atento Brasil S/A; jomapre htt AVAYA - 1. Avaya Brasil Ltda; uol htt BATERIAS MOURA - 1. Acumuladores equus htt BAYTEC - 1. Baytec Tecnologia loonyjeans htt BETA TELECOM CONSULTORES ig htt BRASIL TELECOM - 1. Brasil serpac htt BRASILIS - 1. Brasilis Serviços nobelplast htt BRASILSAT - 1. Brasilsat Ltda; terra htt BRASILSAT HARALD 1. Brasilsat pintur htt BrTURBO 1. - BrT Serviços de recordsa htt BULL - 1. Bull Ltda; ig htt CABLETECH - 1. Cabletech Ind uol htt CELLSITE - 1. Cellsite Telecomunicações tekla htt CISCO SYSTEMS - 1. Cisco do uol htt CLAMPER - 1. Clamper Ind e Com tantan htt CLARO - 1. Claro S/A; techint htt CLARO (AMERICEL) - 1. Americel arruela htt CLARO DIGITAL - 1. Telet S/A; indeca COMMLOGIK - 1. Commlogik do terra htt COMPUGRAF - 1. Compugraf datakanji

21 COMPUTEASY - 1. ITS Brasil takaoka htt CONTAX - 1. TNL Contax S/A; terra htt Banco Nossa Caixa terra Banco Safra tsshara central de atendimento -> 55(11) ou atendimento grupotreinar.com.br terra htt Bankway festpanind htt Basf fruitdelapassion htt Bearing Point matsa htt Intelig Telecom pgc htt Intermedic icatel htt IPT snet htt ISS Brasil gravatasvoga htt IT Mídia enmac htt ITA uol htt Accenture uol htt Aceco TI leonardi htt Advance Soft uol htt Advanta malagoli htt AeS Automação e Sistemas fise AES Tietê meng htt Age Technology setta Ajato pextron htt Alliance Consultoria prandopavanello htt Almac rulta htt Alog terra htt Alpha Digi tecelagemthais htt Argo IT tamas htt Art On Line uol htt Atos Origin uol htt Audisis adplastic htt Average politecnic htt Axys anacondacosmeticos htt B2BR terra htt Banco Bradesco terra htt Banco Central printiag htt Berkana uol htt Big Five estevesdobrasil htt Birô terra htt BMC hochtief htt

22 Booz & Company uol htt Borland terra htt Citibank terra htt Clube Paineiras martebal htt Compuware dicunto htt CONSIST raposamolduras htt Consulado Geral do Canadá ig htt Convex pacificblue htt CooGuaxupé semco htt Copagaz uol htt CPM Braxis ladytex htt CSC soltran htt CTBC imprensaoficial htt CTEEP terra htt Cummins inapel htt EN-SOF festoarte htt Entelcorp incometal htt Enterasys uol htt equestiona pneumatic htt Ernst & Young lemark htt E-VAL Tecnologia globaleditora htt HP digimec htt HXD stp htt IBM terracor htt Intel uol htt ITA unitec-hospitalar htt Itautec iram htt K2M propack htt Laboratórios Fleury uol htt LegalTech uol htt Masterdom rodagas htt Medial uol htt Megalan globo htt Mi Montreal jed htt Microsiga tidland htt Microstrategy gemeosetiquetas htt Sestini tecmar htt central de atendimento -> 55(11) ou atendimento grupotreinar.com.br metalvision htt Siemens osite htt

23 Simpress telefer htt Spal ttrans htt Spirax Sarco editora-andrei htt Spread makrokolor htt Spring Wireless rotocrom Summa Technologies uol htt Sun Microsystems andriello Sun Software sti Support Serviços franziskahubener 2S stiefel 3CON iontech htt 4Next ig 7COMM terra htt ABES mmlb Abril Digital marceluscosmeticos htt APEL rt htt ASG rugol htt ASSESPRO-SP uol htt Assesso uol htt Associação dos Advogados - SP imec htt Avaya polipox htt Banco Hoje uol htt Banco Real ducal BNDES dufer htt Brasilprev mackrubber htt BRASSCOM telar htt BRQ emobrel htt BSI terra Bull terra Bull nisar BVTI Business terra Bycon bol CA eta-engenharia Cadmus terra htt Caelum terra CAIXA superwool Cargill uol htt Cast jks htt CCB uol htt

24 CCE-USP uol CEAME superig htt CEFET-SP sweda htt Ceteal torplas Chablis hillpower htt CIEE uol htt Cisco faziografica htt CONSIST powerflex Dash plastwal Data Motion uol htt Deloitte osite htt Diebold Procomp perucasestoril htt DigitalAssets bol htt Direkt terra htt Dixie Toga megabarre htt Dufer formacril htt Eccox uol htt ECT uol htt Editora Abril uol htt EDS terra htt Elevadores Atlas Schindler uol EMBRATEL mallumar htt e-seth leanplast htt FIPE logictel htt Folha de São Paulo terra htt FTD argonbr htt Fundação Edson Queiroz indutil G&P molasfeeder htt G4 Solutions terra htt Galegale & Associados refratariosmodelo htt Gigacom uol htt central de atendimento -> 55(11) ou atendimento grupotreinar.com.br esbelt htt Global TI pinna htt Globalcode garbo htt Globalcode fargon htt GM telemed htt Growtec uol htt Hershey uol htt Holicom ig

25 IBM power-bril Ibope uol htt ig padovanimassas Infoserver construtoraditolvo htt Instituto de Engenharia fbsweb htt Instituto de Pesquisas Eldorado lsantangelo htt KPMG ibram htt Laboratórios Pfizer ig htt LBV beter htt LocaWeb graficaroma htt Lojas Marabraz fulguris htt Mackenzie frioterm htt Ministério Público do Trabalho uol htt Moto Honda da Amazônia kivertron htt MSI Tecnologia terra htt Museu do Computador avemaria htt NEC loadtec NeoGrid terra htt Neovia sportbrindes htt NET pontoaponto htt Net Speed pordial htt Nokia invitrogen htt Oi pollybril htt Opice Blum Advogados uol htt Opice Blum Advogados uol htt Oracle loonyjeans htt Ortronics lund htt Osram mavel htt Petrobras torcomp PHD Brasil jcconcursos htt Philips micropress htt Policia Militar - São Paulo uol htt Politec perfinco htt PPP Advogados loefer htt Prefeitura Municipal de Barueri uol htt PROCEMPA repume htt PROCOMP uol htt Procuradoria Geral do Trabalho uol htt PRODESAN trifel htt

26 PRODESP uol htt PRODESP ig htt ProjectLab uol htt PromoCorp ginocacciari htt Promon ginocacciari htt Prudential fultec htt QAD ornatos htt Raicom totalrubber htt Red Hat melro RH Estratégia ig htt SABESP nastrotec htt Sadia engemav htt SAP expormanequins htt Savoir Faire uol htt SCI Tecnologia snet htt SENAC-SP deangelismaquinas htt SENAC-SP hidramac htt Senado Federal moltec htt SERASA uol htt Siemens ig htt Softwell Solutions uol htt Synapsing marbor htt Target Social allnet htt TC Solution propam htt TC Solutions uol htt central de atendimento -> 55(11) ou atendimento grupotreinar.com.br newmaxjeans htt Tecban exemont htt Tech Biz eletrosil htt Techbiz dba htt Telefonica ig htt TELESUL uol htt Thales21 retenfort htt Ticket Serviços harald htt TIM tapetesbrasil Todaba terra htt TopMind IT relevo Triadworks terra htt Tribunal de Justica de Mato Grosso do Sul terra htt T-Systems demagcranes htt

27 UNASP produtosbufalo htt Unibanco terra htt UNIFAI uol htt Unimed agel htt Uninfo mobonline htt Unisys pulvitec htt UOL embramadem htt USP bobinasilfer Vex excelbr htt Vikam stampato htt VisaNet maltaerezende htt Vivo matec htt Vix litocomp htt Volkswagen Serviços uol htt Wave Net uol htt 1. AES Communications Rio de uol htt 1. Agilent Technologies Brasil Ltda; 2. periotrinity htt 1. Beta Telecom Consult e Com Ltda; molaco htt 1008; 4. Rio De Janeiro; 5. RJ; textilrau htt ; ; 4. basicelevadores htt ; ; 4. São makoi htt 1598; 4. São Paulo; 5. SP; nicrosol htt ; ; mgtech htt ; ; markferramentas htt ; ; uol htt ; ; elastomar htt ; 4. Rio de Janeiro; terra htt ; ; pavao ; 4. Porto Alegre; farmacap htt ; ; ultraprint htt 2000; ; 4. Paulinia; 5. SP; giorgi htt ; 4. Curitiba; 5. PR; inabra htt ; 4. São Paulo; 5. SP; uol htt ; 4. Curitiba; 5. PR; duraveis htt ; 4. Brasília; 5. DF; santarosaembalagens htt ; 4. São Paulo; 5. SP; tecnoestamp htt ;4. Belo Jardim; 5. PE; protcap htt ; 4. Rio de Janeiro; jorsil htt ; 4. São Paulo; 5. SP; terra htt

28 ; 4. São Paulo; 5. SP; reletronica htt ; 4. São Paulo; 5. SP; terra htt ; 4. Uberlândia; 5. MG; tudela htt ; 4. Uberlândia; 5. MG; plastpel htt 4. Barueri; 5. SP; com.br; 7. uol htt 4. Brasília; 5. DF; imab htt 4. Curitiba; 5. PR; uol htt 4. São José dos Campos; 5. SP; sanhidrel htt 4. São José dos Campos;5. SP; oneel htt 4. São Paulo; 5. SP; heatingcooling htt 4. São Paulo; 5. SP; propay htt 4. Sorocaba; 5. SP; solotest htt 4001; 4. Sorocaba; 5. SP; terra htt ; 4. São Caetano do Sul; terra htt central de atendimento -> 55(11) ou atendimento grupotreinar.com.br odraude htt 4700; ; 4. São Paulo; supergauss htt 5. RJ; 7. sti htt 5. RJ; 7. uol htt 5. RS; 7. bassocomp htt 5. SP; 6. ascom.alix uol.com.br; bames htt 5. SP; 7. ig htt 5005; 4. Brasília; 5. DF; uol htt 5074; ; 4. São Paulo; sinacon htt ; 4. São Paulo; 5. SP; printlaser htt 6100; 4. Uberlândia; 5. MG; tarfc htt 6555; 4. São Paulo; 5. SP; ibeplas htt 6801; ; 4. São Paulo; 5. uol htt 6815; 4. Brasília; 5. DF; terra htt 7. microtamp htt 7. parafixar htt 7. fdb htt 7. inplafer htt 7. metalpan htt 7. uol htt 7. uol htt 7. fundesp htt 7. cecil htt 7. schunck htt 7. maktubpaper htt

RESUMO EXECUTIVO E POSICIONAMENTO

RESUMO EXECUTIVO E POSICIONAMENTO RESUMO EXECUTIVO E POSICIONAMENTO O que é? O GrupoTreinar é um grupo de empresas e/ou profissionais que trabalham de forma colaborativa, de acordo com o conceito de Rede de Valor*, para as áreas de Treinamento

Leia mais

Nesses eventos contamos com cerca de 3.000 profissionais do mercado TIC de diversas empresas.

Nesses eventos contamos com cerca de 3.000 profissionais do mercado TIC de diversas empresas. A SUCESU Sociedade de Usuários de Informática e Telecomunicações São Paulo, com o intuito de fomentar e disseminar o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) realizou em 2008: Eventos / Atividades

Leia mais

Questionário sobre o Ensino de Leitura

Questionário sobre o Ensino de Leitura ANEXO 1 Questionário sobre o Ensino de Leitura 1. Sexo Masculino Feminino 2. Idade 3. Profissão 4. Ao trabalhar a leitura é melhor primeiro ensinar os fonemas (vogais, consoantes e ditongos), depois as

Leia mais

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem Quadro de conteúdos Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano Língua Portuguesa Matemática História Geografia Ciências Naturais Arte Inglês ABC da passarinhada O alfabeto Quantidade A ideia de quantidade Eu, criança

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM No u s o d a c o mp e t ê n c i a p r e v i s t a al í n e a v ) d o n. º 1 d o ar t i g o 64º d o De c r e t o -Le i n. º 1

Leia mais

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 D A T A D E A B E R T U R A : 2 9 d e d e z e m b r o d e 2 0 1 0 H O R Á R I O : 9:0 0 h o r a s L O C A L D A S E S S Ã O P Ú B L I C A: S a l a d a C P L/

Leia mais

n o m urd ne Hel e n o mis

n o m urd ne Hel e n o mis Em nosso cotidiano existem infinitas tarefas que uma criança autista não é capaz de realizar sozinha, mas irá torna-se capaz de realizar qualquer atividade, se alguém lhe der instruções, fizer uma demonstração

Leia mais

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR O Sonho de Renato O Sonho de Renato a e i o u A E I O U so nho de Re na to Eu sou Renato Valadares Batista. Tenho 14 anos. Sou filho de Pedro Batista e Luzia Valadares.

Leia mais

AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES DE TECNOLOGIA E SERVIÇOS

AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES DE TECNOLOGIA E SERVIÇOS AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES DE TECNOLOGIA E SERVIÇOS Para as questões a seguir, avaliar as empresas fornecedoras em três aspectos, sempre pontuando com notas de 1 a 5: - Qual o seu grau de satisfação com

Leia mais

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos Classificação Periódica dos Elementos 1 2 3 1 Massa atômica relativa. A incerteza no último dígito é 1, exceto quando indicado entre parênteses. Os valores com * referemse Número Atômico 18 ao isótopo

Leia mais

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10 QUESTÃO 1 VESTIBULAR FGV 010 JUNHO/010 RESOLUÇÃO DAS 15 QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA PROVA DA MANHÃ MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A O mon i tor de um note book tem formato retangular com a di ag o nal medindo

Leia mais

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Física e Química A Prova Escrita

Leia mais

White Paper. Datas Comemorativas. Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais

White Paper. Datas Comemorativas. Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais Datas Comemorativas White Paper Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais As datas comemorativas podem ser exploradas para rentabilizar o seu comércio, seja ele físico ou online. Dedique

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

MATURIDADE DO MERCADO NACIONAL

MATURIDADE DO MERCADO NACIONAL MATURIDADE DO MERCADO NACIONAL Empresas avaliadas pela ISD, de maneira oficial, que obtiveram algum nível de maturidade dos modelos do SEI Software Engineering Institute e do CMMI Institute. A consecução

Leia mais

Resolução feita pelo Intergraus! Módulo Objetivo - Matemática FGV 2010/1-13.12.2009

Resolução feita pelo Intergraus! Módulo Objetivo - Matemática FGV 2010/1-13.12.2009 FGV 010/1-13.1.009 VESTIBULAR FGV 010 DEZEMBRO 009 MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A PROVA DE MATEMÁTICA QUESTÃO 1 (Prova: Tipo B Resposta E; Tipo C Resposta C; Tipo D Resposta A) O gráfico abaio fornece o

Leia mais

Qualificação CMM e CMMI no Brasil. O Processo de Avaliação no Brasil

Qualificação CMM e CMMI no Brasil. O Processo de Avaliação no Brasil Qualificação CMM e CMMI no Brasil O CMM - Capability Maturity Model é um modelo para avaliação da maturidade dos processos de software de uma organização e para identificação das práticas-chave que são

Leia mais

Si, Ge, SiO 2, ZnS, etc. PF s e dureza elevados Insolúveis Isolantes (ou semicondutores)

Si, Ge, SiO 2, ZnS, etc. PF s e dureza elevados Insolúveis Isolantes (ou semicondutores) Sólidos covalentes C, diamante C, grafite Si, Ge, SiO 2, ZnS, etc. PF s e dureza elevados Insolúveis Isolantes (ou semicondutores) Sólidos covalentes TEV: rede 3D de ligações covalentes C, diamante (sp

Leia mais

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O O s depós itos fos s ilíferos, o s s ítios paleontológ icos (paleobiológicos ou fossilíferos) e o s fós s eis q u e a p r e s e n ta m valores científico, educativo o u cultural

Leia mais

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to.

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. GASTRONOMIA Instruções Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. Res pe i te mar gens e en tra das de pa rá gra fo. Use as in for ma ções

Leia mais

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.)

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.) 32988 Quarta-feira 22 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Ou tu bro de 2003 Art. 3º O Gru po Parlamentar reger-se-á pelo seu regulamento in ter no ou, na falta deste, pela decisão da ma i o ria absoluta de seus mem

Leia mais

J u i n 2 0 0 9 L e ttr e d 'i n fo r m a ti o n n 1 9 E d i to r i al E p p u r si m u o ve «E t p o u r ta n t e l l e b o u g e» m u r m u r a G a l l i l é e s u r s o n c h a m p e s t l a r g e.

Leia mais

CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619

CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619 CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 CRIADOR TELEFONE GAIOLA ANEL SEXO NOMENCLATURA VALOR OBS ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619 1 IB-105-40-13 FM CN OP AM MF IN 100,00 BANCO: 2 BB-3992-44-11

Leia mais

'!"( )*+%, ( -. ) #) 01)0) 2! ' 3.!1(,,, ".6 )) -2 7! 6)) " ) 6 #$ ))!" 6) 8 "9 :# $ ( -;!: (2. ) # )

'!( )*+%, ( -. ) #) 01)0) 2! ' 3.!1(,,, .6 )) -2 7! 6))  ) 6 #$ ))! 6) 8 9 :# $ ( -;!: (2. ) # ) !" #$%&& #% 1 !"# $%& '!"( )*+%, ( -. ) #) /)01 01)0) 2! ' 3.!1(,,, " 44425"2.6 )) -2 7! 6)) " ) 6 #$ ))!" 6) 4442$ ))2 8 "9 :# $ ( -;!: (2. ) # ) 44425"2 ))!)) 2() )! ()?"?@! A ))B " > - > )A! 2CDE)

Leia mais

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 Estratégico III Seminário de Planejamento Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 G es tão Em pre sa rial O rie nta ção pa ra om erc ado Ino vaç ão et

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INFORMÁTICA MARÇO DE 2010

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INFORMÁTICA MARÇO DE 2010 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INFORMÁTICA MARÇO DE 2010 1 2 PRODUTOS CADEIA PRODUTIVA DO SETOR DE INFORMÁTICA - 2007 Hardware Software Serviços 38,2% 11,8% 50,0% Computadores Gerenciamento

Leia mais

QUÍMICA VESTIBULAR 2005 2ª ETAPA

QUÍMICA VESTIBULAR 2005 2ª ETAPA QUÍMICA VESTIBULAR 2005 2ª ETAPA 1 2 3 4 5 6 7 1 1 1, 00 2 3 4 Li Be 6, 94 9, 01 11 12 Na Mg 22, 99 24, 31 19 20 K Ca 39, 10 40, 08 37 38 Rb Sr 85, 47 87, 62 55 56 Cs Ba 132, 91 137, 33 87 88 Fr Ra 223,

Leia mais

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS 1. Objetivo: 1. Esta rotina permite importar para o banco de dados do ibisoft Empresa o cadastro de pessoas gerado por outro aplicativo. 2. O cadastro de pessoas pode

Leia mais

Fontoura SOLUÇÕES CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO CATÁLOGO DE

Fontoura SOLUÇÕES CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO CATÁLOGO DE 96 CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fontoura e d u c a t i o n Empresa de Consultoria e Auditoria em TIC e implantação das melhores práticas em Governança, Risco e Compliance. Avaliação

Leia mais

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO Segue abaixo dados das DDMs que mudaram para o PCASP, tanto as que mudaram de nome como as que mantiveram o mesmo nome. Para estas, os campos que serão excluídos (em 2015) estão em vermelho e os campos

Leia mais

P i s cina s : 2 P i s ci n a e x te rior de á g u a d e m a r a q u e cida P i s ci n a i n te ri or d e á g u a

P i s cina s : 2 P i s ci n a e x te rior de á g u a d e m a r a q u e cida P i s ci n a i n te ri or d e á g u a E M P R IM E I R A MÃO T h e O i ta v os é o e x c lu s i v o h o te l d e 5 e s tre la s q u e co m p le t a e v a l ori za a ofe rta d a Q u i n ta d a M a ri n h a, co n s olid a n d o -a c om o d e

Leia mais

Quantos possuem uma credencial do PMI? E no Brasil?

Quantos possuem uma credencial do PMI? E no Brasil? Quantos possuem uma credencial do PMI? E no Brasil? Quase todos os meses alguém me pergunta: Quantos filiados o PMI tem no Brasil? Quantos certificados PMP? Abaixo seguem alguns dados estatísticos atualizados

Leia mais

Tópicos Quem é é a a PP aa nn dd ui t t?? PP oo rr qq ue um CC aa bb ea men tt oo PP er ff oo rr ma nn cc e? dd e AA ll tt a a Qua ll ii dd aa dd e e PP aa nn dd ui t t NN et ww oo rr k k II nn ff rr aa

Leia mais

Y Zr Nb Mo Tc Ru Rh Pd Ag Cd In Sn Sb Te I Xe

Y Zr Nb Mo Tc Ru Rh Pd Ag Cd In Sn Sb Te I Xe A H,0 Li 7,0 Na 2,0 9 K 9,0 7 Rb 85,5 55 Cs,0 87 Fr (22) 2 2A Be 9,0 2 Mg 2,0 20 Ca 0,0 8 Sr 88,0 56 Ba 7,0 88 Ra (226) Elementos de Transição B B 5B 6B 7B 8B B 2B 5 6 7 A A 5A 6A 7A 78,5 8,0 8,0 86,0

Leia mais

2º Fórum Nacional de Benchmarking em Gerenciamento de Projetos. Apresentador: AMÉRICO PINTO, PMP COORDENADOR DO ESTUDO DE BENCHMARKING em GP BRASIL

2º Fórum Nacional de Benchmarking em Gerenciamento de Projetos. Apresentador: AMÉRICO PINTO, PMP COORDENADOR DO ESTUDO DE BENCHMARKING em GP BRASIL 2º Fórum Nacional de Benchmarking em Gerenciamento de Projetos Apresentador: AMÉRICO PINTO, PMP COORDENADOR DO ESTUDO DE BENCHMARKING em GP BRASIL HISTÓRICO EM 2003/2004 EM 2004/2005 EM 2005/2006 Lançamento

Leia mais

Fórum de Logística Perspectivas para 2014

Fórum de Logística Perspectivas para 2014 Fórum de Logística Perspectivas para 2014 Oportunidades e Desafios da Logística Reversa Lienne C Pires, Ph.D LCA Sustentabilidade Corporativa Dept EHS 3M do Brasil 1. Quem somos nós 2. Sobre a 3M Global

Leia mais

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO 1. RESULTADOS QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO 1.1- QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO: AMOSTRA REFERENTE AS

Leia mais

White Paper. Boas Práticas de E-mail Marketing

White Paper. Boas Práticas de E-mail Marketing White Paper Boas Práticas de E-mail Marketing Saiba como alguns cuidados simples podem melhorar os resultados de suas campanhas de e-mail marketing Para garantir a qualidade no mix de comunicação atual,

Leia mais

Embarque no Turismo O Papel do Turismo no Desenvolvimento do País

Embarque no Turismo O Papel do Turismo no Desenvolvimento do País Embarque no Turismo O Papel do Turismo no Desenvolvimento do País Belo Horizonte/MG, 21 de junho de 2010 Segmentação A s eg mentação es tá pres ente em todos os mercados, incluindo o mercado do turis mo;

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

Verifique se este Caderno contém 12 questões discursivas, distribuídas de acordo com o quadro a seguir:

Verifique se este Caderno contém 12 questões discursivas, distribuídas de acordo com o quadro a seguir: 1 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar, escrever

Leia mais

Marcelo Vidigal Dias (Currículo Profissional) Data da última alteração: 26/05/2015. Pretensão salarial. Resumo do Currículo. Cargo de interesse

Marcelo Vidigal Dias (Currículo Profissional) Data da última alteração: 26/05/2015. Pretensão salarial. Resumo do Currículo. Cargo de interesse Marcelo Vidigal Dias (Currículo Profissional) Data da última alteração: 26/05/2015 Perfil do currículo: Profissional Data de nascimento: 22/10/1972 Endereço: Rua Igarapava, 191 Bairro: Jardim dos Gravatás

Leia mais

Paulo Fernando Cramer Meyer. Curriculum Vitae. Objetivo

Paulo Fernando Cramer Meyer. Curriculum Vitae. Objetivo Paulo Fernando Cramer Meyer Casado Natural de Porto Alegre RS Endereço: Rua José Augusto Maba 94, Bairro Fortaleza Blumenau SC Cep 89056-080 Fone: (47) 3323-2750 9245-3301 Resido em Blumenau a 26 anos

Leia mais

soluções sustentáveis soluções sustentáveis

soluções sustentáveis soluções sustentáveis soluções sustentáveis 1 1 1 2 3 KEYAS S OCIADOS UNIDADES DE NEGÓCIO ALGUNS CLIENTES 2 2 1 2 3 KEYAS S OCIADOS UNIDADES DE NEGÓCIO ALGUNS CLIENTES 3 3 APRES ENTAÇÃO A KEYAS S OCIADOS a tu a d e s d e 1

Leia mais

Correção da Unicamp 2009 2ª fase - Matemática feita pelo Intergraus. 14.01.2009

Correção da Unicamp 2009 2ª fase - Matemática feita pelo Intergraus. 14.01.2009 MATEMÁTICA 1. O transporte de carga ao porto de Santos é feito por meio de rodovias, ferrovias e dutovias. A tabela abaixo for ne ce al guns da dos re la ti vos ao trans por te ao por to no pri me i ro

Leia mais

w w w. v o c e s a. c o m. b r SEFAZ BAHIA

w w w. v o c e s a. c o m. b r SEFAZ BAHIA sumário executivo w w w. v o c e s a. c o m. b r w w w. e x a m e. c o m. b r melhores empresas para você trabalhar São Pau lo, setembro de 2010. Pre za do(a) Sr(a)., SEFAZ BAHIA Em pri mei ro lu gar,

Leia mais

7a. Edição Editora Atlas

7a. Edição Editora Atlas FIB - FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU Pós-graduação em Auditoria, Controladoria e Finanças Disciplina: PLANEJAMENTO E CONTROLE ORÇAMENTÁRIO Slide 1 Professor: MASAKAZU HOJI ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

12 ru e d e R ib e a u v illé. T é l. :03.88.57.51.7 1 / Fa x : Ed it é le 13 /05/2016 à 17 :23 Page : 1 / 12

12 ru e d e R ib e a u v illé. T é l. :03.88.57.51.7 1 / Fa x : Ed it é le 13 /05/2016 à 17 :23 Page : 1 / 12 R A M F A R A N D O L E 12 ru e d e R ib e a u v illé 6 7 7 3 0 C H A T E N O IS R e s p o n s a b le s d u R e la is : B ie g e l H. - R o e s c h C. T é l. :03.88.57.51.7 1 / Fa x : * * * * * * * * *

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

Ainda há Tempo, Volta

Ainda há Tempo, Volta Ainda há empo, Volta Letra e Música: Diogo Marques oprano ontralto Intro Envolvente (q = 60) enor aixo Piano Ó Œ. R.. F m7 2 A b 2 E b.. 2 Ó Œ É 2 Ó Œ F m7 2.. 2 2 A b 2 2 Ainda há empo, Volta Estrofe

Leia mais

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação!" !" $%& '( ) %) * +, - +./0/1/+10,++$.(2

Leia mais

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Prof a Lillian Alvares

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Prof a Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Prof a Lillian Alvares Fóruns Comunidades de Prática Mapeamento do Conhecimento Portal Intranet Extranet Banco de Competências Memória Organizacional

Leia mais

White Paper. Mais produtividade e mobilidade com Exchange Server. O correio eletrônico é uma das ferramentas de

White Paper. Mais produtividade e mobilidade com Exchange Server. O correio eletrônico é uma das ferramentas de White Paper Mais produtividade e mobilidade com Exchange Server Entenda como usar melhor a plataforma de correio eletrônico da Microsoft para ganhar mais eficiência na comunicação da sua empresa O correio

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Tendências da Análise de Negócios e do IIBA

Tendências da Análise de Negócios e do IIBA Tendências da Análise de Negócios e do IIBA Moderador Os webinars em português são uma iniciativa do IIBA e do IIBA Brasília Chapter. Contam com a colaboração voluntária de profissionais de AN de todo

Leia mais

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o NPQV Variável Educação Prof. Responsáv v el :: Ra ph aa el BB ii cc uu dd o ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO 2º Semestre de 2003 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO As atividades realizadas

Leia mais

CONTRATO Nº 229/ 2014

CONTRATO Nº 229/ 2014 CONTRATO Nº 229/ 2014 Prestação de Serviços de Consultoria especializada em gestão na área de planejamento estratégico e mapeamento de processos. Que fazem entre si de um lado a Prefeitura Municipal de

Leia mais

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I 1 3Mr P e re s, R e s e r h D i re t r I D C B rs i l Br 0 0metr Cis e Bn L rg n Brsil, 2005-201 0 R e s l t s P ri m e i r T ri m e s t re e 2 0 0 7 Prer r Prer r Met e Bn Lrg em 2 0 1 0 n Brs i l : 10

Leia mais

SÓCIOS DIRETORES O GRUPO ANDRADE & BASTOS DESENVOLVE SOLUÇÕES COMPLETAS PARA VOCÊ E SUA EMPRESA INSTITUCIONAL VISÃO MISSÃO

SÓCIOS DIRETORES O GRUPO ANDRADE & BASTOS DESENVOLVE SOLUÇÕES COMPLETAS PARA VOCÊ E SUA EMPRESA INSTITUCIONAL VISÃO MISSÃO O GRUPO ANDRADE & BASTOS DESENVOLVE SOLUÇÕES COMPLETAS PARA VOCÊ E SUA EMPRESA INSTITUCIONAL Com mais de 10 anos de experiência nos diversos segmentos em todo o território Nacional. Sua equipe é formada

Leia mais

Oferta Significado 2011. Candidaturas POPH 3.2, 8.3.2 e 9.3.2 Formação para a Inovação e Gestão. Setembro 2011

Oferta Significado 2011. Candidaturas POPH 3.2, 8.3.2 e 9.3.2 Formação para a Inovação e Gestão. Setembro 2011 Oferta Significado 2011 Candidaturas POPH 3.2, 8.3.2 e 9.3.2 Formação para a Inovação e Gestão Setembro 2011 Data para submissão das Candidaturas: Até 10 de Outubro 2011 Financiamento Formação Geral Micro

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

www.investorbrasil.com

www.investorbrasil.com Proposta curso preparatório para CPA 20 - ANBIMA www.investorbrasil.com Apresentação INVESTOR APRESENTAÇÃO A INVESTOR é uma escola que nasceu da necessidade das pessoas aprenderem as ferramentas e instrumentos

Leia mais

Pesquisa Thomas: Tendências em Gestão de Pessoas 2012

Pesquisa Thomas: Tendências em Gestão de Pessoas 2012 Pesquisa Thomas: Tendências em Gestão de Pessoas 2012 O estudo foi realizado no mês de novembro de 2012, e contou com a participação de 224 empresas de diferentes portes e segmentos de negócio. Podemos

Leia mais

Hotelaria Hospitalar. Comunicação e Treinamentos Histórico da Empresa e Sua Sócia Fundadora

Hotelaria Hospitalar. Comunicação e Treinamentos Histórico da Empresa e Sua Sócia Fundadora Hotelaria Hospitalar Comunicação e Treinamentos Histórico da Empresa e Sua Sócia Fundadora Hotelaria Hospitalar Comunicação e Treinamentos Histórico da Empresa Data da Fundação e Público Alvo; Missão,

Leia mais

16/02/2014. Masakazu Hoji. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Uma Abordagem Prática. 5a. Edição Editora Atlas. Capítulo 1 INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

16/02/2014. Masakazu Hoji. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Uma Abordagem Prática. 5a. Edição Editora Atlas. Capítulo 1 INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DMNSTRÇÃ FNNCER Uma bordagem Prática 5a. Edição Editora tlas Masakazu Hoji NTRDUÇÃ À Capítulo 1 DMNSTRÇÃ FNNCER 1.1 dministração financeira nas empresas 1.2 ntegração dos conceitos contábeis com os conceitos

Leia mais

Versão 2. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Versão 2. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Física e Química A Versão Teste Intermédio Física e Química A Versão Duração do Teste: 90 minutos 30.05.01 10.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/004, de 6 de março Na folha de

Leia mais

O Grupo Canal Energia

O Grupo Canal Energia Media Kit O Grupo CanalEnergia Linhas de Negócios Portal CanalEnergia.com.br - site referência na geração de conteúdo para o setor elétrico ZonaElétrica - produtora web e multimídia Agência CanalEnergia

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC UNIDADE 03

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC UNIDADE 03 UNIDADE 03 / AULA 06 UNIDADE 03 Apostila Estácio Sociedade da Informação de Demerval L. Polizelli e Adalton M. Ozaki, 1ª Edição/2007 1 O CONHECIMENTO DIGITALIZADO 2 O que é informação? É um conjunto de

Leia mais

Alencar Instalações. Resolvo seu problema elétrico

Alencar Instalações. Resolvo seu problema elétrico Alencar Instalações Resolvo seu problema elétrico T r a b a lh a m o s c o m : Manutenção elétrica predial, residencial, comercial e em condomínios Redes lógicas Venda de material elétrico em geral. Aterramentos

Leia mais

Proposta de Revisão Metodológica

Proposta de Revisão Metodológica Proposta de Revisão Metodológica Gestão do Desempenho Dezembro de 20 DIDE/SVDC Propostas para 202 Nova sist em át ic a de pac t uaç ão e avaliaç ão de m et as set oriais e de equipe; Avaliaç ão de De s

Leia mais

Vamos Subir Nova Voz

Vamos Subir Nova Voz c c Vamos Subir Nova Voz 2 Letra e Música: Lucas Pimentel Arr: Henoch Thomas 2 5 2 to Eu-pos tem - po te-nho ou vi - do a pro- 2 g g 8 mes - sa de que vi - rás pra res -ga -tar os fi-lhos Teus Nem sem-pre

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS

CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS 1 1 1 H 1, 00 2 3 4 2 Li 6, 94 Be 9, 01 11 12 3 Na Mg 22, 99 24, 31 19 20 4 K 39, 10 Ca 40, 08 37 38 5 Rb Sr 85, 47 87, 62 55 56 6 Cs 132, 91 Ba 137, 33 87 88 7 Fr Ra 223, 02 226, 03 CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA

Leia mais

Telecomunicações 2008

Telecomunicações 2008 SÉRIE ESTUDOS Telecomunicações 2008 O mercado brasileiro de telecomunicações passado a limpo Analista: J. P. Martinez Dezembro, 2008 SÉRIE ESTUDOS TELECOMUNICAÇÕES 2008 A sombra de um novo paradigma A

Leia mais

Cada vitória é importante pois são de vitórias que se constroem conquistas. São de conquistas que se constrói o sucesso.

Cada vitória é importante pois são de vitórias que se constroem conquistas. São de conquistas que se constrói o sucesso. Cada vitória é importante pois são de vitórias que se constroem conquistas. São de conquistas que se constrói o sucesso. Somos a FIDELITY IT, seu novo parceiro nas próximas vitórias e conquistas. Mais

Leia mais

Casa, acolhida e libertação para as primeiras comunidades

Casa, acolhida e libertação para as primeiras comunidades PNV 289 Casa, acolhida e libertação para as primeiras comunidades Orides Bernardino São Leopoldo/RS 2012 Centro de Estudos Bíblicos Rua João Batista de Freitas, 558 B. Scharlau Caixa Postal 1051 93121-970

Leia mais

TRIAD SYSTEMS DESTAQUES. Desenvolvimento para Dispositivos Móveis. Metodologia Ágil. Expertise em. Fábrica de Testes Mobile.

TRIAD SYSTEMS DESTAQUES. Desenvolvimento para Dispositivos Móveis. Metodologia Ágil. Expertise em. Fábrica de Testes Mobile. Expertise em Metodologia Ágil Desenvolvimento para Dispositivos Móveis Fábrica de Testes Mobile Aderência a Cloud e Big Data DESTAQUES TRIAD SYSTEMS Nós somos a TRIAD SYSTEMS, uma empresa de TI, 100% brasileira,

Leia mais

Quantidade de Acessos. Empresa. Participação

Quantidade de Acessos. Empresa. Participação 1º 53.749 56,40% 2º 34.977 36,70% 3º 4.870 5,11% 4º PRIMESYS SOLUCOES EMPRESARIAIS S.A. 400 0,42% 5º FSF TECNOLOGIA LTDA-ME 348 0,37% 6º TELLFREE BRASIL TELEFONIA IP S.A. 295 0,31% 7º BT BRASIL SERVIÇOS

Leia mais

REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES ANTIGAS ASSINATURA. 30/7/2014 Salão de Gramado encerra nesta quinta-feira.

REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES ANTIGAS ASSINATURA. 30/7/2014 Salão de Gramado encerra nesta quinta-feira. Q u a, 3 0 d e J u l h o d e 2 0 1 4 search... REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES Selecione a Edição ANTIGAS C l i q u e n o l i n k a b a i xo p a r a a c e s s a r a s e d i ç õ e s a n

Leia mais

Pesquisa Panorama Mercado ERP Brasil 2015. 15/12/2015 Luciano Itamar luciano.itamar@portalerp.com

Pesquisa Panorama Mercado ERP Brasil 2015. 15/12/2015 Luciano Itamar luciano.itamar@portalerp.com Pesquisa Panorama Mercado ERP Brasil 2015 15/12/2015 Luciano Itamar luciano.itamar@portalerp.com Base Pesquisa Número de participantes computados: 4.649 Número de participantes validados ( erros no preenchimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Parecer Técnico n.º 06376/2008/RJ

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Parecer Técnico n.º 06376/2008/RJ MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer Técnico n.º 06376/2008/RJ COGCE/SEAE/MF Rio de Janeiro, 19 de junho de 2008 Referência: Ofício SDE/GAB nº 3625, de 09 de junho de 2008.

Leia mais

Workshop. Planejamento e gestão de indicadores para projetos digitais

Workshop. Planejamento e gestão de indicadores para projetos digitais Workshop Planejamento e gestão de indicadores para projetos digitais 12th CONTECSI USP 22 de maio de 2015 Mini CV - Prof. Sthefan Berwanger Tem pós em Educação no Ensino Superior e Bacharelado em Física

Leia mais

Gabarito - Química - Grupo A

Gabarito - Química - Grupo A 1 a QUESTÃO: (1,5 ponto) Avaliador Revisor A estrutura dos compostos orgânicos começou a ser desvendada nos meados do séc. XIX, com os estudos de ouper e Kekulé, referentes ao comportamento químico do

Leia mais

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO Consórcio muda d ndrço Corrio Lagano - 20/01/2016 5 - Colunista - Olivt Salmória Mídia Imprssa Co m d n 1 Içara prd vantagm comptitiva 9/01) Diário d Notícias/Criciúma - 20/01/2016 7 - Gral Mídia Imprssa

Leia mais

Pesquisa de mercado junto às 50 maiores empresas de software do Brasil

Pesquisa de mercado junto às 50 maiores empresas de software do Brasil Pesquisa de mercado junto às 50 maiores empresas de software do Brasil Pesquisa desenvolvida pela MBI Em colaboração com: Assespro São Paulo Instituto de Tecnologia de Software de São Paulo (ITS) MBI é

Leia mais

COMBINAR CORRESPONDENCIA, CREACIÓN DE INDICES Y TABLAS DE CONTENIDO EN MICROSOFT WORD.

COMBINAR CORRESPONDENCIA, CREACIÓN DE INDICES Y TABLAS DE CONTENIDO EN MICROSOFT WORD. COMBINAR CORRESPONDENCIA, CREACIÓN DE INDICES Y TABLAS DE CONTENIDO EN MICROSOFT WORD. I.E.S. ANDRÉS DE VANDELVIRA J. G a r r i g ó s ÍNDICE 1 COMBINAR CORRESPONDENCIA... 2 2. CREACIÓN DE ÍNDICES EN MICROSOFT

Leia mais

Implantação de CMMI e ISO: um estudo de caso Gian Carlo Guzzoni, Luana Fraga Cardoso, Marcelo S. P. Pessoa, Sarah Kohan

Implantação de CMMI e ISO: um estudo de caso Gian Carlo Guzzoni, Luana Fraga Cardoso, Marcelo S. P. Pessoa, Sarah Kohan Implantação de CMMI e ISO: um estudo de caso Gian Carlo Guzzoni, Luana Fraga Cardoso, Marcelo S. P. Pessoa, Sarah Kohan Este trabalho relata uma implantação do CMMI alinhada com a ISO 9001 numa Fábrica

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

RELÉS 24V CA / CC 24 240V CA/CC 3RR21 41-1AA30 3RR21 41-1AW30 3RR21 42-1AA30 3RR21 42-1AW30

RELÉS 24V CA / CC 24 240V CA/CC 3RR21 41-1AA30 3RR21 41-1AW30 3RR21 42-1AA30 3RR21 42-1AW30 Reles de Monitoramento de Corrente SIRIUS Os reles de monitoramento de corrente supervisionam não apenas os motores ou outras cargas, mas adicionam facilidades para o monitoramento da corrente ideal do

Leia mais

Construmat Barcelona

Construmat Barcelona Construmat Barcelona 20 a 24/04/2009 Realização Salvador Benevides Diretor de Rel açõ es Int ernaci onais e Co orden ad or do Pr oj et o de In ov açã o Tecn ológic a da CB IC Coordenação Alexandre Luis

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Informação no contexto administrativo Graduação em Redes de Computadores Prof. Rodrigo W. Fonseca SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA PELOTAS >SistemasdeInformação SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA

Leia mais

Sumário. 4 caligrafia a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z

Sumário. 4 caligrafia a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Escrever é sempre um prazer. neste livro você vai escrever com letras juntas umas das outras para formar cada palavra. Elas são chamadas letras cursivas ou manuscritas. prepare-se para deixar a sua letra

Leia mais

Medicina. Prova Discursiva. Caderno de Prova. Instruções. Informações Gerais. Boa prova! 16/12/2012

Medicina. Prova Discursiva. Caderno de Prova. Instruções. Informações Gerais. Boa prova! 16/12/2012 Prova Discursiva Medicina 16/12/2012 Caderno de Prova Este caderno, com 16 páginas numeradas sequencialmente, contém 5 questões de Biologia e 5 questões de Química. A Classificação Periódica dos Elementos

Leia mais

Bancos Corretoras Seguradoras

Bancos Corretoras Seguradoras Bancos Corretoras Seguradoras A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências

Leia mais

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA - PAEX

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA - PAEX É difícil imaginar o jornal Estado de Minas fora do PAEX da FDC. Essa parceria encontra-se numa fase madura, já absorvemos os principais fundamentos do planejamento estratégico e suas ramificações. Nosso

Leia mais

Confronto com as idéias a respeito de literatura infantil

Confronto com as idéias a respeito de literatura infantil AULA S LI T E R A T U R A IN F A N T I L E J U V E N I L LI N G U A G E M D O IM A G I N Á R I O I Pr o f a. Dr a M a r i a Zil d a d a C u n h a I - Introdução A liter a t u r a inf a n t i l e juv e

Leia mais

MODALIDADES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS QUADROS SUPERIORES NAS EMPRESAS

MODALIDADES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS QUADROS SUPERIORES NAS EMPRESAS MODALIDADES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS QUADROS SUPERIORES NAS EMPRESAS João Pedro Cordeiro Resumo O presente artigo versa sobre as práticas de gestão de recursos humanos pelas empresas, e mais especificamente

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Referência: Ofício SDE/GAB Nº 6637, de 06 de outubro de 2008.

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Referência: Ofício SDE/GAB Nº 6637, de 06 de outubro de 2008. MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06318/2009/RJ COGCE/SEAE/MF Referência: Ofício SDE/GAB Nº 6637, de 06 de outubro de 2008. Em 04 de junho de 2009. Assunto: ATO DE

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho brasília-df 2012 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE EM SAÚDE

A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE EM SAÚDE AUDITORIA IA CLÍNICA A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE EM SAÚDE Auditoria é em um exame cuidadoso e sistemático das atividades desenvolvidas em determinada empresa ou setor, cujo objetivo é averiguar

Leia mais