Saulo Rodrigues-Filho, PhD

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Saulo Rodrigues-Filho, PhD"

Transcrição

1 CompasSus Compass of Sustainability A contribution from the University of Brasília to an assessment model of sustainability performance Saulo Rodrigues-Filho, PhD Center for Sustainable Development CDS University of Brasília UnB

2 CompasSus Compass of Sustainability Key Questions - Sustainability of What? - Trade-offs between scales of analysis - Socially built concept, qualitative one - But quantitative one still needed Center for Sustainable Development CDS University of Brasília UnB

3 CompasSus Compass of Sustainability Most of the sustainability assessment models disregard material flow accounts together with its associated natural capital consumption, leading to a limited notion of sustainability. It is argued that consideration of import/export of materials, energy and wastes is needed to achieve an integrated and fair sustainability assessment. Intragenerational equity - Sustainability can not be decoupled from the global perspective, as well as it is not achievable at the expenses of externalities abroad (social and environmental justice). Center for Sustainable Development CDS University of Brasília UnB

4 CompasSus Compass of Sustainability Since the 1990 s, sustainability has been one of the most addressed goals for the design of policies, programs, plans and projects in different sectors of governments, business and non-governmental organizations (conceptual ambiguousness leading to vulgarization) Aiming at the current need for assessing sustainability performance of territorial development processes, the objective of this article is to explore strengths of different assessment models, such as: - Ecological Footprint (Wackernagel and Rees, 1996); -Barometer of Sustainability, or Wellbeing Index (Prescott-Allen, 2001). Center for Sustainable Development CDS University of Brasília UnB

5 CompasSus Compass of Sustainability Some Important International Initiatives on Aggregation of SDI - Millennium Development Goals (UNSD, 2005) - Ecological Footprint (Wackernagel and Rees, 1996) - Well-being Assessment or Barometer of Sustainability (Prescott-Allen, 1999) - ESI - Environmental Sustainability Index (Yale/Columbia, 2005) - ISEW Index of Sustainable Economic Welfare (Daly and Cobb, 1989) - The Dashboard of Sustainability (IISD, 2002). Center for Sustainable Development CDS University of Brasília UnB

6 CompasSus Compass of Sustainability N S Human Ecosystem N

7 CompasSus Compass of Sustainability

8 CompasSus Compass of Sustainability

9 CompasSus Compass of Sustainability

10 CompasSus Compass of Sustainability

11 0,80 0,70 0,60 0,50 0,40 0,30 0,20 0,10 0,00 CompasSus Compass of Sustainability CompasSus - Weak Sustainability Component Ecosystem Wellbeing Human Wellbeing Germany Japan França United States Russia Indonesia Brazil South Africa Mexico China India Canada Distance to Target

12 0,70 0,60 0,50 0,40 0,30 0,20 0,10 0,00 CompasSus Compass of Sustainability CompasSus - Strong Sustainability Component CO2/GDP Ecological Footprint India Brazil Indonesia Mexico China Japan Germany França South Africa Canada Russia United States Distance to Target

13 1,40 1,20 1,00 0,80 0,60 0,40 0,20 0,00 CompasSus Compass of Sustainability CompasSus Index CO2/GDP Ecological Footprint Ecosystem Wellbeing Human Wellbeing Germany Indonesia Japan França India Mexico Canada China South Africa United States Russia Brazil Distance to Target

14 Universidade de Brasília (UnB) Centro de Desenvolvimento Sustentável (CDS) Tese de Doutorado AVALIANDO MINAS: ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE DA MINERAÇÃO (ISM) Membros da BanCa: Profs. Drs. Saulo Rodrigues Filho (Orientador / Presidente da Banca) Elimar Pinheiro do Nascimento (Examinador Interno) Antônio Brasil Junior (Examinador Interno) Cláudio Scliar (Examinador Externo) Roberto Villas-Bôas (Examinador Externo) Maurício Amazonas (Examinador Suplente) Doutorando: Maurício Boratto Viana 09 de Março de 2012

15 ISM Objeto / Objetivo Construção de um sistema de avaliação de minerações mediante a elaboração do Índice de Sustentabilidade da Mineração (ISM), a partir da proposição e agregação de indicadores nas dimensões econômica, social e ambiental e sua aferição em unidades operacionais minerárias selecionadas, incluindo as comunidades existentes em seu entorno e o município em que elas se inserem.

16 Metodologia - Geral - Levantamento de dados secundários (sust. e mineração) - Elaboração de conjunto preliminar de indicadores 49 - Discussão deles c/ repres. de 6 grupos de interesse 62 - Submissão deles, por mail, a 165stakeholders 70 - Elaboração da Escala de Aferição dos Indicadores (preliminar, revista periodicamente, até chegar a 15 versões) - Aplicação do sistema de avaliação a 10 minerações / 9 comunidades (450 entrevistados) / 9 prefeituras -Tabulação dos dados e elaboração da tese

17 Metodologia - Detalhes Os especialistas consultados foram divididos em seis grupos de interesse (com, no mínimo, 20stakeholders cada): I Setor público / meio ambiente II Setor público / mineração III Setor privado / empresas de mineração IV Setor privado / consultorias ambientais e de mineração V Academia e instituições de pesquisa VI ONGs ambientalistas, trabalhadores da mineração, entidades profissionais etc.

18 Indicadores Sociais S1 S2 S3 S4 S5 S6 S7 S8 S9 S10 S11 S12 S13 S14 S15 S16 S17 S18 S19 S20 Responsabilidade Social Desempenho Socioambiental Saúde e Segurança Acidentes de Trabalho Multas Trabalhistas Qualificação Profissional Taxa de Rotatividade Sindicalização Benefícios Trabalhistas Participação Feminina Participação de Trabalhadores Locais Descomissionamento Social da Mina Atuação Sociopolítica Comunicação Social Percepção da Mineração Empregos Desempenho Social do Município Minerador Desenvolvimento Municipal Concentração de Renda e Pobreza IDHM

19 Indicadores Econômicos E1 Rentabilidade E2 Propriedade das Terras E3 Características da Jazida E4 Pesquisa e Desenvolvimento E5 Salário Médio E6 Vulnerabilidade Econômica do Minério E7 Impacto Econômico do Passivo Ambiental E8 Descomissionamento Econômico da Mina E9 Riscos Econômicos do Bem Mineral E10 Riscos Econômicos de Acidentes na Gestão E11 Riscos Econômicos do Transporte de Minério E12 Riscos Econômicos de Fatores Socioambientais E13 Riscos Econômicos da Existência de Comunidades E14 Fornecedores Locais E15 Renda E16 Impostos E17 CFEM E18 Alternativas Econômicas Pós-Exaustão E19 Desempenho Econômico do Município Minerador E20 PIB Municipal Per Capita.

20 A1 A2 A3 A4 A5 A6 A7 A8 A9 A10 A11 A12 A13 A14 A15 A16 A17 A18 A19 A20 A21 A22 A23 A24 A25 A26 A27 A28 A29 A30 Indicadores Ambientais Licença Ambiental Condicionantes do Licenciamento Pendência Ambiental Normativa Estruturação Ambiental Certificação Ambiental Ações Ambientais Multas Ambientais Passivo Ambiental Estéril Rejeito Reaproveitamento de Estéril/Rejeito Gestão de Resíduos Sólidos Intensidade e Gestão Hídrica Intensidade e Gestão Energética Gestão da Emissão de GEE Descomissionamento Ambiental da Mina Reabilitação de Áreas Degradadas Preservação de Áreas Verdes Impacto em APP Reserva Legal Política de Proteção da Biodiversidade Interna Política de Proteção da Biodiversidade Externa Gestão da Emissão de Efluentes Líquidos Gestão da Emissão de Particulados Gestão da Emissão de Ruídos e Vibrações Gestão Ambiental Participativa Atuação Ambiental Impacto Visual Plano Diretor e Agenda 21 Local Características Ambientais do Município

21 Sustentabilidade das Minerações V alor do Índice 1 0,9 0,8 0,7 0,6 0,5 0,4 0,3 0,2 0,1 0 Gerdau VMZ Samarco ArcelorMit Kinross Mineral do Brasil Mineração Alcoa OPQSTL M. Alves Holcim Média Índice Econômico Índice Social Índice Ambiental ISM

22 Índices Sem Ponderação Holcim Gerdau 0,80 0,60 VMZ M. Alves OPQSTL 0,40 0,20 Samarco ArcelorMittal Alcoa Kinross Mineral do Brasil Dimensão Econômica Dimensão Ambiental Dimensão Social Sustentabilidade

23 Índices Com Ponderação Exata M. Alves OPQSTL Holcim Gerdau 1,80 1,40 1,00 0,60 0,20 VMZ Samarco ArcelorMittal Alcoa Kinross Mineral do Brasil Dimensão Econômica Dimensão Ambiental Dimensão Social Sustentabilidade

24 Considerações Finais (I) - É possível, sim, construir um Índice de Sustentabilidade da Mineração (ISM) pela agregação de indicadores nas dimensões econômica, social e ambiental, pelo menos. - O ISM pode ser aplicado a vários tipos de minerações, com características bastante diferentes umas das outras. - Considerados os indicadores sem ponderação, nas minerações visitadas, os da dimensão econômica obtiveram maiores valores, em média, e os da social, menores. - A ponderação dos indicadores deu maior relevância aos da dimensão ambiental, e menor, aos da social.

Indicadores de Sustentabilidade Sinergias e Trade-Offs em diferentes escalas geográficas

Indicadores de Sustentabilidade Sinergias e Trade-Offs em diferentes escalas geográficas Indicadores de Sustentabilidade Sinergias e Trade-Offs em diferentes escalas geográficas Saulo Rodrigues Filho CDS-UnB Políticas de Sustentabilidade Conceito de Desenvolvimento (de natureza qualitativa,

Leia mais

AVALIANDO MINAS: ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE DA MINERAÇÃO (ISM)

AVALIANDO MINAS: ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE DA MINERAÇÃO (ISM) AVALIANDO MINAS: ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE DA MINERAÇÃO (ISM) Tese de Doutorado defendida em 09/03/2012 junto ao Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília (CDS/UnB) Maurício Boratto

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL NO ESTADO DE SÃO PAULO: POLÍTICAS, PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO MÓDULO 1 - POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO AMBIENTAL 23/02/2006

GESTÃO AMBIENTAL NO ESTADO DE SÃO PAULO: POLÍTICAS, PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO MÓDULO 1 - POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO AMBIENTAL 23/02/2006 GESTÃO AMBIENTAL NO ESTADO DE SÃO PAULO: POLÍTICAS, PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO MÓDULO 1 - POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO AMBIENTAL 23/02/2006 Desenvolvimento sustentável e indicadores de sustentabilidade

Leia mais

GEOPOLÍTICA DA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE E O CASO DA MINERAÇÃO Saulo Rodrigues Filho 1 Maurício Boratto Viana 2

GEOPOLÍTICA DA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE E O CASO DA MINERAÇÃO Saulo Rodrigues Filho 1 Maurício Boratto Viana 2 INTRODUÇÃO GEOPOLÍTICA DA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE E O CASO DA MINERAÇÃO Saulo Rodrigues Filho 1 Maurício Boratto Viana 2 Desde o final da década de 1980, a sustentabilidade tem se revelado como atributo

Leia mais

Maurício Boratto Viana Mestre e Doutorando do CDS/UnB. 1º de Dezembro de 2011

Maurício Boratto Viana Mestre e Doutorando do CDS/UnB. 1º de Dezembro de 2011 Universidade de Brasília UnB Centro de Desenvolvimento Sustentável CDS Recursos Minerais & Sustentabilidade Territorial GESTÃO Ã DA ÁGUA: O DESAFIO DO ZINCO EM VAZANTE Saulo Rodrigues Filho Professor e

Leia mais

Administração e Sustentabilidade

Administração e Sustentabilidade Administração e Sustentabilidade Prof. André Pereira de Carvalho andre.carvalho@fgv.br POI/ FGV-EAESP www.fgv.br/eaesp Centro de Estudos em Sustentabilidade (Gvces) www.fgv.br/ces Dilema: Falso dilema?

Leia mais

Análise da sustentabilidade energética do sistema de uma usina autônoma de álcool através de índices de emergia e pegada ecológica

Análise da sustentabilidade energética do sistema de uma usina autônoma de álcool através de índices de emergia e pegada ecológica MACHADO, E. R.; SILVA, C. C. Análise da sustentabilidade energética do sistema de uma usina autônoma de álcool através de índices de emergia e pegada ecológica. Revista Agrogeoambiental, Pouso Alegre,

Leia mais

Sustentabilidade e Responsabilidade Social

Sustentabilidade e Responsabilidade Social Sustentabilidade e Responsabilidade Social QUESTÕES TÉCNICAS NA ELABORAÇÃO DE INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE Marcus Santos Lourenço RESUMO O desenvolvimento sustentável tornou-se a principal opção de

Leia mais

Encontro Água e Floresta - O Estado da Arte da Educação Ambiental Taubaté 7 a 9 de novembro de 2006 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E SEUS INDICADORES

Encontro Água e Floresta - O Estado da Arte da Educação Ambiental Taubaté 7 a 9 de novembro de 2006 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E SEUS INDICADORES Encontro Água e Floresta - O Estado da Arte da Educação Ambiental Taubaté 7 a 9 de novembro de 2006 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E SEUS INDICADORES Hans Michael van Bellen hansmichael@cse.ufsc.b Estrutura

Leia mais

Christopher Wells Member, GRI Stakeholders Council

Christopher Wells Member, GRI Stakeholders Council Christopher Wells Member, GRI Stakeholders Council Global Reporting Initiative Contabilidade financeira: Generally accepted accounting principles (GAAP) Objetivo do GRI: Generally accepted sustainability

Leia mais

MÉTODO DE ANÁLISE DA VULNERABILIDADE COSTEIRA À EROSÃO

MÉTODO DE ANÁLISE DA VULNERABILIDADE COSTEIRA À EROSÃO MÉTODO DE ANÁLISE DA VULNERABILIDADE COSTEIRA À EROSÃO João Thadeu de Menezes; Antonio Henrique da Fontoura Klein. Laboratório de Oceanografia Geológica.- Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do

Leia mais

MODULO 7 AVALIAÇÃO DE SUSTENTABILIDADE

MODULO 7 AVALIAÇÃO DE SUSTENTABILIDADE MODULO 7 AVALIAÇÃO DE SUSTENTABILIDADE Quem deve desenvolver a AS? Como o objeto principal da Avaliação são políticas, planos e programas, mais precisamente documentos elaborados na esfera governamental,

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES Eduardo Augusto Guimarães Maio 2012 Competitividade Brasil 2010: Comparação com Países Selecionados. Uma chamada para a ação África

Leia mais

WELCOME! GCF Task Force Webinar on the GCF Support Network Tool. Audience: Global GCF Stakeholders

WELCOME! GCF Task Force Webinar on the GCF Support Network Tool. Audience: Global GCF Stakeholders WELCOME! GCF Task Force Webinar on the GCF Support Network Tool Audience: Global GCF Stakeholders Host: Amelia Peterson, GCF Training & Knowledge Networks Director Webinar Protocol & Agenda 10:00-05 What

Leia mais

Ana Lúcia Garrido. Dissertação de Mestrado

Ana Lúcia Garrido. Dissertação de Mestrado Ana Lúcia Garrido O Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus PROSAMIM e seus impactos socioambientais sobre a qualidade de vida da comunidade do Parque Residencial Manaus Dissertação de Mestrado

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável O que significa e implicações para os profissionais de engenharia

Desenvolvimento Sustentável O que significa e implicações para os profissionais de engenharia Desenvolvimento Sustentável O que significa e implicações para os profissionais de engenharia Professor João Miranda Reis Departamento de Engenharia Química Instituto Superior Técnico Lisboa, 1 Índice

Leia mais

Conhecendo os Serviços Ecossistêmicos

Conhecendo os Serviços Ecossistêmicos Os materiais de treinamento da ESR foram preparados para empresários e gerentes de negócios interessados em aprender e compartilhar em suas empresas a metodologia da ESR. Estes materiais fornecem conhecimento

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

INVESTIMENTOS PRIVADOS E O SETOR FLORESTAL BRASILEIRO. Madeira 2014

INVESTIMENTOS PRIVADOS E O SETOR FLORESTAL BRASILEIRO. Madeira 2014 INVESTIMENTOS PRIVADOS E O SETOR FLORESTAL BRASILEIRO Madeira 2014 1 Agenda Por que se Investe em Reflorestamento? O Exemplo Norte-Americano Perspectivas para o Brasil 2 Agenda Por que se Investe em Reflorestamento?

Leia mais

II Simpósio Gestão Empresarial e Sustentabilidade 16, 17 e 18 de outubro de 2012, Campo Grande MS

II Simpósio Gestão Empresarial e Sustentabilidade 16, 17 e 18 de outubro de 2012, Campo Grande MS Mensurando a sustentabilidade ambiental: uma proposta de índice para o Mato Grosso do Sul Marlos da Silva Pereira; Leandro Sauer Área temática: Estratégias sustentáveis Tema: Gestão socioambiental 1. Introdução

Leia mais

Macroeconomia. 8. Crescimento Económico e Tecnologia. Francisco Lima. 2º ano 1º semestre 2012/2013 Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial

Macroeconomia. 8. Crescimento Económico e Tecnologia. Francisco Lima. 2º ano 1º semestre 2012/2013 Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial Macroeconomia 8. Crescimento Económico e Tecnologia Francisco Lima 2º ano 1º semestre 2012/2013 Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial O crescimento económico é determinante para os níveis de vida

Leia mais

Indicadores de Sustentabilidade

Indicadores de Sustentabilidade Indicadores de Sustentabilidade - A ONU e os países que possuem dados históricos e consolidados têm produzido indicadores de diversos tipos (saúde, educação, transporte, renda, produção nacional, etc.)

Leia mais

Sustentabilidade Operacional...novos mercados para o setor financeiro

Sustentabilidade Operacional...novos mercados para o setor financeiro www.pwc.com.br Sustentabilidade Operacional...novos mercados para o setor financeiro Junho 2015 Agenda 01 02 Sustentabilidade...olhando para futuro Para ser sustentável é preciso compreender e se adaptar

Leia mais

O estado da arte da sustentabilidade empresarial. A gestão da sustentabilidade como pilar de sucesso das companhias no longo prazo

O estado da arte da sustentabilidade empresarial. A gestão da sustentabilidade como pilar de sucesso das companhias no longo prazo O estado da arte da sustentabilidade empresarial A gestão da sustentabilidade como pilar de sucesso das companhias no longo prazo A Usina82 Missão Contribuir para que companhias de todos os setores incorporem

Leia mais

Indicadores de sustentabilidade um levantamento dos principais sistemas de avaliação

Indicadores de sustentabilidade um levantamento dos principais sistemas de avaliação Indicadores de sustentabilidade um levantamento dos principais sistemas de avaliação * Resumo Este artigo apresenta os resultados de um levantamento cujo objetivo é determinar as principais metodologias

Leia mais

Licença ambiental e Licença social : convergência nos projetos de mineração?

Licença ambiental e Licença social : convergência nos projetos de mineração? Licença ambiental e Licença social : convergência nos projetos de mineração? Luis E. Sánchez Escola Politécnica Universidade de São Paulo Workshop Recursos Minerais e Sociedade Cetem - Centro de Tecnologia

Leia mais

Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012

Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012 Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012 F U N D A Ç Ã O B R A S I L E I R A P A R A O D E S E N V O L

Leia mais

HE Series Goiania 2014

HE Series Goiania 2014 HE Series Goiania 2014 Innovation and Collaborative Research between Universities and Enterprises Claudio Anjos Director Education and Society British Council Brazil Content: 1. British Council 2. Newton

Leia mais

Online Collaborative Learning Design

Online Collaborative Learning Design "Online Collaborative Learning Design" Course to be offered by Charlotte N. Lani Gunawardena, Ph.D. Regents Professor University of New Mexico, Albuquerque, New Mexico, USA July 7- August 14, 2014 Course

Leia mais

CRONOGRAMA DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS CR3+2015 11.11.15

CRONOGRAMA DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS CR3+2015 11.11.15 Horários 13h30 às 15h30 11.11.15 13h30 às 15h30 SESSÃO 1: APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS Sala 1 Painel Estratégias e Horários Sala 2 - Painel Políticas Públicas e Práticas Sustentáveis P1 Consumo e Produção

Leia mais

Higher Education Series 2014/15. Claudio Anjos Director Education and Society British Council Brazil

Higher Education Series 2014/15. Claudio Anjos Director Education and Society British Council Brazil Higher Education Series 2014/15 Claudio Anjos Director Education and Society British Council Brazil Content: 1. British Council 2. Newton Fund 3. Current opportunities O British Council é a organização

Leia mais

Local & Regional Development. Expanding the positive impacts of mining projects

Local & Regional Development. Expanding the positive impacts of mining projects Local & Regional Development Expanding the positive impacts of mining projects Defining local and regional development Factors: Economic Social Specific to communities Need for ongoing consultations Link

Leia mais

SciELO e o aperfeiçoamento da qualidade dos periódicos científicos brasileiros

SciELO e o aperfeiçoamento da qualidade dos periódicos científicos brasileiros SciELO e o aperfeiçoamento da qualidade dos periódicos científicos brasileiros Fabiana Montanari Lapido Projeto SciELO FAPESP, CNPq, BIREME, FapUNIFESP Informação Conhecimento científico pesquisa científica

Leia mais

Curso de Direito Ambiental

Curso de Direito Ambiental Curso de Direito Ambiental 1. NOÇÕES PRELIMINARES 1.1 Direitos de terceira geração 1.1.1 Introdução 1.1.2 Direitos difusos 1.1.3 Direitos coletivos stricto sensu 1.1.4 Direitos individuais homogêneos 1.2

Leia mais

Auditoria ambiental e due diligence ambiental. 13 Congresso Brasileiro de Mineração

Auditoria ambiental e due diligence ambiental. 13 Congresso Brasileiro de Mineração Auditoria ambiental e due diligence ambiental 13 Congresso Brasileiro de Mineração Agenda I Auditoria Ambiental II Due Diligence Ambiental aquisições e fusões Auditoria ambiental Objetivos da auditoria

Leia mais

Indicadores de Desenvolvimento Sustentável na caracterização do Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento (PNQS)

Indicadores de Desenvolvimento Sustentável na caracterização do Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento (PNQS) Indicadores de Desenvolvimento Sustentável na caracterização do Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento (PNQS) Priscila Rodrigues Gomes 1, Rodrigo Alves Silva 2 e Tadeu Fabrício Malheiros 1, * 1 Programa

Leia mais

MINERAÇÃO, COMUNIDADES E GOVERNOS LOCAIS: É POSSÍVEL CONSTRUIR UMA AGENDA COMUM? Cecilia Balby

MINERAÇÃO, COMUNIDADES E GOVERNOS LOCAIS: É POSSÍVEL CONSTRUIR UMA AGENDA COMUM? Cecilia Balby MINERAÇÃO, COMUNIDADES E GOVERNOS LOCAIS: É POSSÍVEL CONSTRUIR UMA AGENDA COMUM? Cecilia Balby 13º Congresso Brasileiro de Mineração - Setembro 2009 Esta apresentação Razões e objetivos Iniciativas (revisão

Leia mais

O IX Encontro Nacional da ECOECO será constituído por:

O IX Encontro Nacional da ECOECO será constituído por: 1 A Sociedade Brasileira de Economia Ecológica (ECOECO) tem a satisfação de apresentar a chamada de trabalhos para o IX Encontro Nacional que acontecerá em Brasília, Distrito Federal, no campus Darcy Ribeiro

Leia mais

EMPREENDEDORISMO VOLTADO AO MERCADO IMOBILIARIO ANÁLISE E PRÁTICAS DA INTEGRAÇÃO DA ARQUITETURA E REAL ESTATE ABSTRACT

EMPREENDEDORISMO VOLTADO AO MERCADO IMOBILIARIO ANÁLISE E PRÁTICAS DA INTEGRAÇÃO DA ARQUITETURA E REAL ESTATE ABSTRACT EMPREENDEDORISMO VOLTADO AO MERCADO IMOBILIARIO ANÁLISE E PRÁTICAS DA INTEGRAÇÃO DA ARQUITETURA E REAL ESTATE ENTREPRENEURSHIP FACING THE REAL ESTATE MARKET ANALYSIS AND PRACTICE OF INTEGRATION OF ARCHITECTURE

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ONG)

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ONG) DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ONG) CONSTANTE, Aline Rosemara ¹ SOUZA, Ana Claudia Rosa Rodrigues de ¹ CALODIANO, Daniele Moura ¹ MAIA, Mirele Cristiane ¹ SOINSKI, Sheyla ¹ CUNHA, Gláucia Rodrigues Maldonado

Leia mais

Sustentabilidade. Agosto de 2009

Sustentabilidade. Agosto de 2009 Sustentabilidade Agosto de 2009 Agenda A Philips O que é Sustentabilidade? A Philips e a Sustentabilidade Estratégias de Sustentabilidade Sustentabilidade nos negócios Royal Philips Electronics Fundada

Leia mais

A Mineração e a. Política Nacional de Mudança do Clima

A Mineração e a. Política Nacional de Mudança do Clima Secretaria de Geologia, A e a Política Nacional de Mudança do Clima Departamento de Desenvolvimento Sustentável na Secretaria de Geologia, Ministério das Minas e Energia Secretaria de Geologia, SUMÁRIO

Leia mais

Sustentabilidade como estratégia empresarial

Sustentabilidade como estratégia empresarial Palestra IETEC Outubro de 2012 Sustentabilidade como estratégia empresarial Luiz Augusto Barcellos Almeida Superintendente de Sustentabilidade Empresarial 1/XX Sustentabilidade Fatos que marcaram a trajetória

Leia mais

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ABSTRACT

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ABSTRACT ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ANALYSIS OF APPLICATION OF PHILOSOPHY IN LEAN CONSTRUCTION COMPANIES

Leia mais

Eficiência Energética e Mudanças Climáticas. Roberto Lamberts

Eficiência Energética e Mudanças Climáticas. Roberto Lamberts Eficiência Energética e Mudanças Climáticas [ ] Roberto Lamberts Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Eficiência Energética em Edificações www.labeee.ufsc.br Tópicos A industria da construção

Leia mais

Um Estudo de Caso da Abertura de Capital no Brasil: O IPO da América Latina Logística ALL

Um Estudo de Caso da Abertura de Capital no Brasil: O IPO da América Latina Logística ALL Carla Dodsworth Albano Um Estudo de Caso da Abertura de Capital no Brasil: O IPO da América Latina Logística ALL Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do

Leia mais

Avaliação Ambiental Estratégica

Avaliação Ambiental Estratégica Mestrado em Engenharia do Ambiente Avaliação Ambiental Estratégica O que é a AAE? Evolução, âmbito, formas, benefícios 2 ª aula Prof. Doutora Maria do Rosário Partidário O que é a AAE? Instrumento (processo)

Leia mais

Acrescido o Anexo Único pelo Decreto n 1.349/15, efeitos a partir de 26.08.15. ANEXO ÚNICO

Acrescido o Anexo Único pelo Decreto n 1.349/15, efeitos a partir de 26.08.15. ANEXO ÚNICO Decreto nº 2.489/06 Acrescido o Anexo Único pelo Decreto n 1.349/15, efeitos a partir de 26.08.15. ANEXO ÚNICO I - CRITÉRIOS PARA DEFINIÇÃO DO BENEFÍCIO O benefício fiscal será definido em função do enquadramento

Leia mais

Abel L. Packer Programa SciELO FAPESP CNPq BIREME/OPAS/OMS - FapUNIFESP

Abel L. Packer Programa SciELO FAPESP CNPq BIREME/OPAS/OMS - FapUNIFESP linhas de ação para aperfeiçoar a qualidade, aumentar o impacto internacional e fortalecer a sustentabilidade dos periódicos brasileiros em acesso aberto consulta em curso pela ABEC e SciELO Abel L. Packer

Leia mais

Questionário de Levantamento de Informações

Questionário de Levantamento de Informações Questionário de Levantamento de Informações Critérios para Inclusão de Empresas no Fundo Ethical 1 INTRODUÇÃO Nos últimos anos se observou um aumento significativo da preocupação das empresas com questões

Leia mais

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PARA EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA Gabriel Sant Ana Palma Santos 1 Clarissa Stefani Teixeira 2 Gerson Luiz Zimmer 3 Tatiana Takimoto 4 Resumo O presente estudo

Leia mais

Análise do Mercado de Alumínio

Análise do Mercado de Alumínio Análise do Mercado de Alumínio 5º. Seminario de Trefilação - ABM 24.11.2014 Preparado por: Eng. Ayrton Filleti Diretor Técnico/ Presidente Emérito Associação Brasileira do Alumínio - ABAL Roteiro Introducão

Leia mais

ANÁLISE DO ALINHAMENTO ENTRE O BALANÇO SOCIAL E O RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DOS TRÊS MAIORES BANCOS EM ATIVIDADE NO BRASIL

ANÁLISE DO ALINHAMENTO ENTRE O BALANÇO SOCIAL E O RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DOS TRÊS MAIORES BANCOS EM ATIVIDADE NO BRASIL ANÁLISE DO ALINHAMENTO ENTRE O BALANÇO SOCIAL E O RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DOS TRÊS MAIORES BANCOS EM ATIVIDADE NO BRASIL ANALYSIS OF ALIGNMENT AMONG SOCIAL BALANCE AND SUSTAINABILITY REPORT OF THREE

Leia mais

Perspectivas do consumo mundial de café

Perspectivas do consumo mundial de café Perspectivas do consumo mundial de café 19º Seminário Internacional de Café de Santos 9 e 10 de maio de 2012 Praia de Pernambuco, Guarujá SP Robério Oliveira Silva Diretor Executivo Resumo Produção mundial

Leia mais

Projetos acadêmicos Economia verde

Projetos acadêmicos Economia verde Projetos acadêmicos Economia verde Entre os dias 20 e 22 de junho deste ano o Brasil sediará a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (UNCSD), chamada de Rio+20, pois vai acontecer

Leia mais

INDICADORES DE PECUÁRIA SUSTENTÁVEL GTPS

INDICADORES DE PECUÁRIA SUSTENTÁVEL GTPS INDICADORES DE PECUÁRIA SUSTENTÁVEL GTPS CRITÉRIOS OBRIGATÓRIOS I. Da obrigatoriedade do registro de todos os trabalhadores conforme CLT b. Há uma declaração assinada sobre o tema (modelo GTPS)? II. Das

Leia mais

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 (CHARTER OF RECOMMENDATION AND PRINCIPLES OF FORUM EMPRESARIAL RIO+20 TO UNCSD-2012) Nós, membros participantes do FÓRUM

Leia mais

Mudanças climáticas e serviços ecossistêmicos. Jean Paul Metzger Instituto de Biociências, USP

Mudanças climáticas e serviços ecossistêmicos. Jean Paul Metzger Instituto de Biociências, USP Mudanças climáticas e serviços ecossistêmicos Jean Paul Metzger Instituto de Biociências, USP Plano Duas histórias Os serviços ecossistêmicos e o IPBES Cenários de mudanças climáticas e os serviços Primeira

Leia mais

Políticas públicas e o desenvolvimento regional à luz do plano diretor da cidade de taubaté e o equilíbrio sustentável ambiental.

Políticas públicas e o desenvolvimento regional à luz do plano diretor da cidade de taubaté e o equilíbrio sustentável ambiental. Políticas públicas e o desenvolvimento regional à luz do plano diretor da cidade de taubaté e o equilíbrio sustentável ambiental. Ricardo Zerinto Martins Universidade de Taubaté UNITAU zerinto@gmail.com

Leia mais

Palavras-chave: serviços qualificados, interação universidade-empresa, ecossistema inovação

Palavras-chave: serviços qualificados, interação universidade-empresa, ecossistema inovação Ampliação quantitativa e qualitativa da interação entre o ambiente da universidade e a população do Inovaparq a partir do compartilhamento de projetos e programas de extensão Vanessa de Oliveira Collere

Leia mais

Sustentabilidade em seguros: oportunidades e riscos

Sustentabilidade em seguros: oportunidades e riscos Sustentabilidade em seguros: oportunidades e riscos Adriana Boscov Superintendente de Sustentabilidade Empresarial SulAmérica Seguros, Previdência e Investimentos QUAL A RELAÇÃO DE SUSTENTABILIDADE COM

Leia mais

Asseguração de Relatórios de Sustentabilidade Denise Saboya 23 de setembro de 2009

Asseguração de Relatórios de Sustentabilidade Denise Saboya 23 de setembro de 2009 Asseguração de Relatórios de Sustentabilidade Denise Saboya 23 de setembro de 2009 Relembrando conceitos de sustentabilidade Desenvolvimento Econômico Responsabilidade Social Maximização do retorno do

Leia mais

A Retomada do Crescimento na Construção

A Retomada do Crescimento na Construção A Retomada do Crescimento na Construção Desempenho recente da construção: do crescimento chinês a uma crise grega? O Ciclo de Crescimento 2007 a 2012 (ou o Ciclo Chinês) PIB: Economia e Construção 14,00

Leia mais

A pegada Ecológica da Alimentação

A pegada Ecológica da Alimentação A pegada Ecológica da Alimentação Jacinta Fernandes, FERN/Universidade do Algarve Jaime Aníbal, EST/Universidade do Algarve E C O L O G I A Oikos Logos casa, lugar estudo, conhecimento, saber estudo do

Leia mais

Metodologia para a avaliação ambiental de bacias hidrográficas com uso de sistemas de suporte à decisão espacial e do indicador pegada ecológica

Metodologia para a avaliação ambiental de bacias hidrográficas com uso de sistemas de suporte à decisão espacial e do indicador pegada ecológica Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.4712 Metodologia para a avaliação ambiental de bacias hidrográficas com uso de

Leia mais

Paracatu: o conflito entre o Rio Bom e a mineração. Kil Keila Vl Valente de Souza Francisco Rego Chaves Fernandes Renata de Carvalho Jimenez Alamino

Paracatu: o conflito entre o Rio Bom e a mineração. Kil Keila Vl Valente de Souza Francisco Rego Chaves Fernandes Renata de Carvalho Jimenez Alamino Paracatu: o conflito entre o Rio Bom e a mineração Kil Keila Vl Valente de Souza Francisco Rego Chaves Fernandes Renata de Carvalho Jimenez Alamino Paracatu: o rio bom Paracatu, localizado no noroeste

Leia mais

A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design

A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design Marcelo Vianna Lacerda de Almeida A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Design

Leia mais

Ferramentas para a Gestão da Sustentabilidade na Indústria da Mineração Mª Sulema Pioli ERM Brasil Ltda Setembro 2009

Ferramentas para a Gestão da Sustentabilidade na Indústria da Mineração Mª Sulema Pioli ERM Brasil Ltda Setembro 2009 Ferramentas para a Gestão da Sustentabilidade na Indústria da Mineração Mª Sulema Pioli ERM Brasil Ltda Setembro 2009 Conteúdo da apresentação Breve contexto Indutores da Gestão da Sustentabilidade Gestão

Leia mais

WORKSHOP BIOMASSA E AGROENERGIA NA ÓTICA DAS AÇÕES DA SUFRAMA A JICA E SEU PAPEL NO CONTEXO DE PROJETOS DE MEIO AMBIENTE, BIOMASSA E AGROENERGIA

WORKSHOP BIOMASSA E AGROENERGIA NA ÓTICA DAS AÇÕES DA SUFRAMA A JICA E SEU PAPEL NO CONTEXO DE PROJETOS DE MEIO AMBIENTE, BIOMASSA E AGROENERGIA WORKSHOP BIOMASSA E AGROENERGIA NA ÓTICA DAS AÇÕES DA SUFRAMA A JICA E SEU PAPEL NO CONTEXO DE PROJETOS DE MEIO AMBIENTE, BIOMASSA E AGROENERGIA INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE JICA LINHA DE ATUAÇÃO DA JICA

Leia mais

REVISTA BRASILEIRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - ISSN 2359-232X VOL. 2, Nº 02, 2015 PANORAMA MUNDIAL E NACIONAL DA NORMA ISO 14001

REVISTA BRASILEIRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - ISSN 2359-232X VOL. 2, Nº 02, 2015 PANORAMA MUNDIAL E NACIONAL DA NORMA ISO 14001 PANORAMA MUNDIAL E NACIONAL DA NORMA ISO 14001 Eduardo H. B. de Gois 1 Kessy C. S. M. Baltrusch 2 Resumo: Com o advento das mudanças climáticas, as empresas no Brasil e no mundo, vem cada dia mais investindo

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL E EMPRESAS

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL E EMPRESAS RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL E EMPRESAS RESUMO DIADOSK, A.; FERREIRA, A. H. Valendo-se da real mudança de valores, as empresas estão engajadas à ideia de desenvolvimento sustentável e à preservação

Leia mais

Modelação Dinâmica para a Avaliação Integrada da. Sustentabilidade

Modelação Dinâmica para a Avaliação Integrada da. Sustentabilidade Fotos: (c) istockphoto.com/caracterdesign ; (c) Videira, N.; (c) istockphoto.com/arfo; (c) Videira, N.; (c) istockphoto.com/ kycstudio; (c) istockphoto.com/sapsiwai ; c) istockphoto.com/ kr1sta ; c) istockphoto.com/

Leia mais

Frederico Yuri Hanai Professor Adjunto Universidade Federal de São Carlos UFSCar fredyuri@ufscar.br

Frederico Yuri Hanai Professor Adjunto Universidade Federal de São Carlos UFSCar fredyuri@ufscar.br INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE DE GESTÃO AMBIENTAL: ANÁLISE DE POTENCIALIDADES, LIMITAÇÕES E APLICABILIDADES NO PROCESSO DE GERENCIAMENTO DA ÁGUA NO BRASIL Frederico Yuri Hanai Professor Adjunto Universidade

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE INTERNACIONALIZAÇÃ ÇÃO DA EMPRESA

ESTRATÉGIAS DE INTERNACIONALIZAÇÃ ÇÃO DA EMPRESA ESTRATÉGIAS DE INTERNACIONALIZAÇÃ ÇÃO DA EMPRESA CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO 1.1 CONCEITOS BÁSICOS Negócios Internacionais TRANSACÇÕES QUE CRUZAM AS FRONTEIRAS NACIONAIS Empresa A País A Empresa B Empresa

Leia mais

Saulo de Souza Ladeira. Técnica, território e ensino a distância: Articulações histórico-teóricas. Dissertação de Mestrado

Saulo de Souza Ladeira. Técnica, território e ensino a distância: Articulações histórico-teóricas. Dissertação de Mestrado Saulo de Souza Ladeira Técnica, território e ensino a distância: Articulações histórico-teóricas Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Geografia da PUC-Rio como

Leia mais

CURRICULUM VITAE JULIANA DE AVELLAR

CURRICULUM VITAE JULIANA DE AVELLAR CURRICULUM VITAE JULIANA DE AVELLAR FORMAÇÃO ACADÊMICA Pós-graduação latu sensu (2009/2011) Especialista em Direito Ambiental, pela Uni-FMU - Faculdades Metropolitanas Unidas. Orientador: Prof. Me. Daniel

Leia mais

INFLUÊNCIA DOS PLANOS DE RETIRADA DO ESCORAMENTO REMANESCENTE NAS DEFORMAÇÕES DAS LAJES DE CONCRETO ARMADO

INFLUÊNCIA DOS PLANOS DE RETIRADA DO ESCORAMENTO REMANESCENTE NAS DEFORMAÇÕES DAS LAJES DE CONCRETO ARMADO INFLUÊNCIA DOS PLANOS DE RETIRADA DO ESCORAMENTO REMANESCENTE NAS DEFORMAÇÕES DAS LAJES DE CONCRETO ARMADO Lineker B. Hoffmann (1) ; Lucas Z. Monteiro (2) ; Luis Otávio C. de Araújo (3) ; Pedro Vinicius

Leia mais

EIXO TEMÁTICO. 1- Educação ambiental: concepções e políticas públicas

EIXO TEMÁTICO. 1- Educação ambiental: concepções e políticas públicas EIXO TEMÁTICO 1- Educação ambiental: concepções e políticas públicas 11 CONCEPÇÕES AMBIENTAIS DE EDUCANDOS DAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PERTENCENTES A INSTITUIÇÃO BENEFICENTE DE JUNDIAÍ- SP

Leia mais

BASES METODOLÓGICAS PARA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE AGRÍCOLA: UMA PROPOSTA PARA INTEGRAÇÃO DAS FERRAMENTAS DISPONÍVEIS

BASES METODOLÓGICAS PARA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE AGRÍCOLA: UMA PROPOSTA PARA INTEGRAÇÃO DAS FERRAMENTAS DISPONÍVEIS BASES METODOLÓGICAS PARA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE AGRÍCOLA: UMA PROPOSTA PARA INTEGRAÇÃO DAS FERRAMENTAS DISPONÍVEIS GUSTAVO J. R. CACIOLI 1 ; KATIA R. E. DE JESUS-HITZSCHKY 2 N o 0902015 Resumo A

Leia mais

Festa Junina Esporte Clube Pinheiros 25 a 28 de Junho de 2015. Gestão Sustentável em Eventos. Festa Junina Esporte Clube Pinheiros

Festa Junina Esporte Clube Pinheiros 25 a 28 de Junho de 2015. Gestão Sustentável em Eventos. Festa Junina Esporte Clube Pinheiros Festa Junina Esporte Clube Pinheiros 25 a 28 de Junho de 2015 Gestão Sustentável em Eventos Festa Junina Esporte Clube Pinheiros 1. Introdução Dos dias 25 a 28 de junho de 2015 aconteceu a Festa Junina

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável: Descrição e Análise das Principais Ferramentas de Avaliação

Desenvolvimento Sustentável: Descrição e Análise das Principais Ferramentas de Avaliação Desenvolvimento Sustentável: Descrição e Análise das Principais Ferramentas de Avaliação Abstract In this article are presented the main characteristics of three methods which purpose is to measure the

Leia mais

Título: - Diagnóstico e análise da rede social: o caso da prestação de cuidados continuados a crianças com diabetes.

Título: - Diagnóstico e análise da rede social: o caso da prestação de cuidados continuados a crianças com diabetes. Título: - Diagnóstico e análise da rede social: o caso da prestação de cuidados continuados a crianças com diabetes. Palavras-chave : Análise Redes Sociais, Criança com Diabetes, Cuidados Continuados,

Leia mais

Avaliando Minas: índice de sustentabilidade da mineração (ISM)

Avaliando Minas: índice de sustentabilidade da mineração (ISM) UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA CENTRO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Avaliando Minas: índice de sustentabilidade da mineração (ISM) Maurício Boratto Viana Orientador: Saulo Rodrigues Filho Tese de Doutorado

Leia mais

SUSTENTABILIDADE: estratégia de geração de valor para a MMX. Agosto 2013

SUSTENTABILIDADE: estratégia de geração de valor para a MMX. Agosto 2013 SUSTENTABILIDADE: estratégia de geração de valor para a MMX Agosto 2013 ESTRATÉGIA EM SUSTENTABILIDADE Visão Uma estratégia de sustentabilidade eficiente deve estar alinhada com o core business da empresa

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 67/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 67/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

EIXO 02 Uso sustentável das áreas protegidas

EIXO 02 Uso sustentável das áreas protegidas EIXO 02 Uso sustentável das áreas protegidas 1 OBJETIVOS DA OFICINA 1. Apresentar a Estrutura da Agenda Regionais e das Agendas Municipais 2. Apresentar o Objetivo geral do Eixo 3. Apresentar as Diretrizes

Leia mais

ENERGIA E SUSTENTABILIDADE. SMS CORPORATIVO Segurança, Meio Ambiente e Saúde Publio Bonfadini Coordenador Regional Sul

ENERGIA E SUSTENTABILIDADE. SMS CORPORATIVO Segurança, Meio Ambiente e Saúde Publio Bonfadini Coordenador Regional Sul ENERGIA E SUSTENTABILIDADE SMS CORPORATIVO Segurança, Meio Ambiente e Saúde Publio Bonfadini Coordenador Regional Sul O MUNDO NO SÉCULO XXI! Globalização! Novos padrões de consumo! Crescimento populacional!

Leia mais

Ploy Khumthukthit. A Nova Diplomacia Pública do Japão. Dissertação de Mestrado

Ploy Khumthukthit. A Nova Diplomacia Pública do Japão. Dissertação de Mestrado Ploy Khumthukthit A Nova Diplomacia Pública do Japão Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Mestre pelo Programa de Pós- Graduação em Relações

Leia mais

ANDREIA BANHE CDP SUPPLY CHAIN

ANDREIA BANHE CDP SUPPLY CHAIN ANDREIA BANHE CDP SUPPLY CHAIN Workshop com os fornecedores do Banco Bradesco: CDP Supply Chain 2013 19 de Junho de 2013 respond@cdp.net Agenda O que é o CDP? Sobre o programa CDP Supply Chain; Como responder

Leia mais

O Mercado Mundial de Alumínio e os Entraves à Produção Nacional

O Mercado Mundial de Alumínio e os Entraves à Produção Nacional O Mercado Mundial de Alumínio e os Entraves à Produção Nacional Título da apresentação Janeiro de 2008 1. Global Balanço Oferta/Demanda Alumínio; Balanço Oferta/Demanda Alumina; Competitividade 2. Oferta/

Leia mais

Metodologias para medir pegada carbônica. Stephen Russell World Resources Institute

Metodologias para medir pegada carbônica. Stephen Russell World Resources Institute Metodologias para medir pegada carbônica Stephen Russell World Resources Institute O que é uma pegada carbônica? Empresa Fonte Instalação GHG Protocol Inventário Nacional Ferramentas de cálculo GHG Protocol

Leia mais

Mineração. A abordagem da economia ambiental no contexto da mineração. Resumo. Abstract. Raul Oliveira Neto. Carlos Otávio Petter

Mineração. A abordagem da economia ambiental no contexto da mineração. Resumo. Abstract. Raul Oliveira Neto. Carlos Otávio Petter Raul Oliveira Neto et al. Mineração A abordagem da economia ambiental no contexto da mineração Raul Oliveira Neto Eng.Minas, Doutorando Laboratório de Processamento Mineral-Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

Fórum de Editores Científicos na Área da Saúde Pública Abrascão 2006, Rio de Janeiro. Revisão por pares. Cesar Victora Epidemiologia UFPEL

Fórum de Editores Científicos na Área da Saúde Pública Abrascão 2006, Rio de Janeiro. Revisão por pares. Cesar Victora Epidemiologia UFPEL Fórum de Editores Científicos na Área da Saúde Pública Abrascão 2006, Rio de Janeiro Revisão por pares Cesar Victora Epidemiologia UFPEL Editor Associado Internacional, AJPH Editor Associado, Rev Bras

Leia mais

QUANTIFICAÇÃO DAS ÁREAS MINERADAS EM SUBSOLO PELA MINERAÇÃO DE CARVÃO NO MUNICÍPIO DE CRICIÚMA SANTA CATARINA

QUANTIFICAÇÃO DAS ÁREAS MINERADAS EM SUBSOLO PELA MINERAÇÃO DE CARVÃO NO MUNICÍPIO DE CRICIÚMA SANTA CATARINA QUANTIFICAÇÃO DAS ÁREAS MINERADAS EM SUBSOLO PELA MINERAÇÃO DE CARVÃO NO MUNICÍPIO DE CRICIÚMA SANTA CATARINA Mirlene Meis Amboni, eng. civil, SATC mirlene.amboni@satc.edu.br Márcio Zanuz, eng. de minas,

Leia mais

ANTÓNIA CADIJATU ALVES DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS NO CONTEXTO DA REFORMA DO APARELHO DO ESTADO: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL/GUINÉ BISSAU

ANTÓNIA CADIJATU ALVES DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS NO CONTEXTO DA REFORMA DO APARELHO DO ESTADO: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL/GUINÉ BISSAU UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANTÓNIA CADIJATU ALVES DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS NO CONTEXTO DA REFORMA DO APARELHO DO ESTADO: ESTUDO

Leia mais

Professor Antônio Ruas. 4 créditos 60 horas. 1. Barômetro de Sustentabilidade. 2. Exercícios.

Professor Antônio Ruas. 4 créditos 60 horas. 1. Barômetro de Sustentabilidade. 2. Exercícios. Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental Componente curricular: SUSTENTABILIDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL Professor Antônio Ruas 4 créditos 60 horas

Leia mais

MARCOS ANDRÉ DOS SANTOS CAIADO

MARCOS ANDRÉ DOS SANTOS CAIADO MARCOS ANDRÉ DOS SANTOS CAIADO Análise da Indústria e de Modelos de Negócio como Suporte à Decisão sobre Expansão de uma Rede de Frozen Yogurt no Rio de Janeiro Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada

Leia mais

ECONOMIA E MEIO AMBIENTE: UM ESTUDO DE CASO DAS EMPRESAS DO CENTRO DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL (CDI) DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA.

ECONOMIA E MEIO AMBIENTE: UM ESTUDO DE CASO DAS EMPRESAS DO CENTRO DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL (CDI) DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA. ECONOMIA E MEIO AMBIENTE: UM ESTUDO DE CASO DAS EMPRESAS DO CENTRO DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL (CDI) DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA. RESUMO: O Centro de Desenvolvimento Industrial de Guarapuava foi criado

Leia mais

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio:

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio: Press release Data: 11 de Junho de 2014 Contato: Marta Telles Tel: (11) 3526-4508 marta.telles@imagemcorporativa.com.br Marcia Avruch Tel: (11) 3674-3762 marcia.avruch@br.pwc.com Brasil tem vantagem na

Leia mais

Influência das alianças estratégicas no crescimento de pequenas e médias empresas brasileiras de software

Influência das alianças estratégicas no crescimento de pequenas e médias empresas brasileiras de software Renato Rocha Ribeiro Influência das alianças estratégicas no crescimento de pequenas e médias empresas brasileiras de software Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação

Leia mais