Infraero. Uma rede de oportunidades!

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Infraero. Uma rede de oportunidades!"

Transcrição

1 Infraero Uma rede de oportunidades!

2 Agenda A Infraero O cenário da aviação comercial no país Oportunidades Comerciais nos Aeroportos da Rede Áreas Externas Varejo Logística de Carga Os números dos Negócios em Logística de Cargas Investimentos em Palmas Possibilidades Novos Negócios

3 A Infraero Terceira maior operadora de aeroportos do mundo Fundada em 1973 Rede com 60 aeroportos 72 estações de serviços de telecomunicações e tráfego aéreo 28 terminais de logística Operação de grandes aeroportos e também de aeroportos menores - aviação regional funcionários com expertise da concepção dos aeródromos, até a operacionalização total;

4 A Infraero Participação de Mercado em milhões de embarques e desembarques (53 % do total Brasil) 591 mil toneladas de carga (38 % do total Brasil) 49 % de participação societária nas concessões de Guarulhos, Viracopos, Brasília, Galeão e Confins

5 Cenário Nacional o potencial aéreo Custo da passagem aérea doméstica: 48% de redução entre 2004 e 2014 Aumento no número de passageiros: 170% de aumento entre (10% de média anual) E a demanda por transporte aéreo continuará crescendo PROJEÇÃO O transporte aéreo brasileiro 3x em 20 anos

6 Cenário Nacional o potencial aéreo + 57,5% + 9,4% ,2% + 371,4% + 666,6%

7 Por que estar no aeroporto? Quais são as oportunidades? O Aeroporto é para mim? Vídeo Áreas Externas

8 O diferencial do Aeroporto Exposição da marca para um público seleto (muitos formadores de opinião) Público emocionalmente suscetível a compra Acesso a milhões de potenciais clientes (10 mi x mês) Níveis de segurança e controle diferenciados Baixa concorrência no mesmo ambiente População fixa de 100 mil pessoas Localização privilegiada

9 O que dizem os números de alguns players Aeroporto de Congonhas Maior faturamento do Brasil Aeroporto de Recife Maior faturamento do Brasil Aeroporto de Porto Alegre Maior faturamento do Brasil Aeroporto de Guarulhos* Maior faturamento da Rede no Mundo

10 O que dizem os números de alguns players Hotel Pullman International Guarulhos Melhor hotel em Aeroporto da América-Latina Hotel Linx Galeão Taxa de ocupação 120% Média da cidade do Rio de Janeiro 81,9% (2014)

11 O que dizem os números de alguns players Aeroporto de Vitória (3,5 milhões de pax/2014) Concessão para Home Center Concessão de área por 25 anos Amortização = 16 anos Área = m²

12 Quais são as oportunidades?

13 Projeto Mirante Val de Cans Aeroporto Mirante Val de Cans Shopping Grão Pará Ambiente moderno de descontração, lazer, consumo e soluções integradas Concessionária Mega Loja Hotel e Mall Comercial Concessionária

14 Concessionárias de veículos 1 2 Prazo de concessão: 25 anos Área: m² Aluguel mensal: R$ ,00 ou 1% sobre venda de veículos ou 4% sobre peças e serviços Desconto: 60% durante 18 meses para projetos e obras. Preço do m²: R$ 3,84 Prazo de concessão: 25 anos Área: m² Aluguel mensal: R$ ,00 ou 1% sobre venda de veículos ou 5% sobre peças e serviços Desconto: 60% durante 18 meses para projetos e obras. Preço do m²: R$ 4,84 1 2

15 Megaloja e Mall Comercial 3 4 Prazo de concessão: 25 anos Área: m² Aluguel mensal: R$ ,00 ou 2% sobre o faturamento Desconto: 60% durante 18 meses para projetos e obras. Preço do m²: R$ 8,00 Prazo de concessão: 25 anos Área: m² Aluguel mensal: R$ ,00 ou 7% sobre o fat. do hotel e 10% sobre o fat. do Mall Comercial Desconto: 60% durante 18 meses para projetos e obras. Preço do m²: R$ 7,63 3 4

16 Como se tornar um concessionário?

17 Como se tornar um concessionário? Contratação - É realizada por meio de licitação, um modelo que garante a isonomia Quem pode participar - Qualquer empresa legalmente estabelecida no país que atenda as exigências do Edital Requisitos - Possuir ramo de atividade compatível e Apresentar habilitação jurídica, regularidade fiscal, qualificação econômico-financeira Licitação - Pregão Presencial contratos sem investimento ou Concorrência contratos com investimento Pagamento de Concessão da Área Comercial - Preço Fixo Inicial, Garantia Mínima Mensal e Variável Adicional (percentual sobre o faturamento bruto mensal auferido na exploração do negócio)

18 Negócios em Logística de Carga

19 Negócios em Logística de Cargas Forte presença nacional! Cargas entregues destinadas a mais de 800 cidades do país (em todos os estados). Mais de R$ 40 Bilhões anuais em mercadorias processados na Rede. CURITIBA Operadora da maior rede de recintos alfandegados do país. Crescimento médio anual de 14% - Projeção superior a R$ 2,5 Bi em 2028 com novos projetos (condomínios, marítima, etc.) + crescimento natural. Cerca de clientes (importadores) fizeram uso da Rede Teca (Terminais de Carga) em 2014, entre os quais:

20 Negócios em Logística de Cargas

21 Transporte Aéreo Expresso Aéreo CUSTO x TEMPO no transporte de carga Rodoviário Ferroviário Marítimo

22 Transporte Quanto custa um 737?

23 Transporte Quanto custa um 737? 40 milhões de dólares por unidade! (a versão mais simples)

24 Segmentos de Negócios - Logística Origem e destino Nacional Operação realizada pelo concessionário Concessão de área para Operação Tarifação máxima regulada pela ANAC* Origem ou destino Internacional Maior exigência de Infraestrutura Consultoria e Treinamento Condomínios Logísticos Novas Oportunidades Operações Especiais Locação de Equipamentos

25 Carga Nacional

26 Carga Nacional A maior parte da carga é transportada no porão da aeronave, junto às bagagens, em voos comerciais regulares.

27 Carga Nacional A maior parte da carga é transportada no porão da aeronave, junto às bagagens, em voos comerciais regulares.

28 Carga Nacional A maior parte da carga é transportada no porão da aeronave, junto às bagagens, em voos comerciais regulares.

29 Carga Nacional A maior parte da carga é transportada no porão da aeronave, junto às bagagens, em voos comerciais regulares.

30 Carga Nacional Normatizada Unificada Nova Política Negociada Dentro ou fora do aeroporto. Concessão de área (com variável de R$ 0,01062 por Kg processado no aeroporto). Pessoal e área de responsabilidade da Cia Aérea. Área dentro do sítio. Custo diferenciado de acordo com a alocação de pessoal e manutenção das áreas. Pessoal e área de responsabilidade da Infraero.

31 Carga Internacional

32 Carga Internacional Elos da Cadeia ICMS

33 Carga Internacional - Importação PORTO DE SANTOS FOB/Kg = US$ 0,98 FOB/Kg = US$ 76,10 ALTO VALOR AGREGADO Fonte: MDIC FOB Valor da Mercadoria incluindo o Frete

34 Carga Internacional - Exportação A exportação é um importante instrumento de desenvolvimento comercial do país estimula o consumo dos bens aqui produzidos por outros países = aumento do PIB. Os produtos são, em sua maioria, exportados pelo modal marítimo. => O desafio é trazer para o aéreo (equilibrar a matriz de transportes)

35 Investimentos em Palmas

36 O Novo Terminal de Logística de Cargas de Palmas m² Complexo Logístico; 500 m² de armazém; 147m² exclusivos para carga; CPD; Salas para SRFB e Infraero; Copa, cozinha, banheiros; Guarita equipada com cancela e dilaceradores de pneus; 5 vagas para caminhões;

37 O Terminal de Logística de Cargas de Palmas Transpaleteira elétrica kg Empilhadeira kg Envolvedora de Paletes Carrinhos hidráulicos kg Niveladoras de docas vançadas

38 Carga Rodoviária (origem marítima)

39 Carga Rodoviária - Marítima Case Goiânia: Pista com metros. Quantidade de voos cargueiros =????

40 Carga Rodoviária - Marítima Case Multimodal Clássico!

41 Carga Rodoviária - Marítima Case Multimodal Clássico! Decreto nº 6.759, de 5 de fevereiro de 2009 (Regulamento Aduaneiro) CAPÍTULO III - DOS RECINTOS ALFANDEGADOS Seção I Das Disposições Preliminares Art. 9 o Os recintos alfandegados serão assim declarados pela autoridade aduaneira competente, na zona primária ou na zona secundária, a fim de que neles possam ocorrer, sob controle aduaneiro, movimentação, armazenagem e despacho aduaneiro de: I - mercadorias procedentes do exterior, ou a ele destinadas, inclusive sob regime aduaneiro especial; II - bagagem de viajantes procedentes do exterior, ou a ele destinados; e III - remessas postais internacionais.

42 Carga Rodoviária - Marítima Case Multimodal Clássico! Modalidade denominada Trânsito Aduaneiro Carga a ser desembaraçada vai de um recinto aduaneiro para outro. Transportado por uma empresa habilitada junto à Receita Federal. Caminhão faz a vez do avião.

43 Carga Rodoviária - Marítima Case Multimodal Clássico! Equipamento Urbano atuando como facilitador para as empresas locais. Recinto para Trânsito Aduaneiro Armazém para entrepostagem Pátio para processamento de cargas sobre rodas Área para publicidade Área para concessões diversas Outros Qual é o meu mercado?

44 Prospecção e Fomento

45 Caso de sucesso - Londrina 2.030m² Complexo Logístico; 550 m² área útil; Inaugurado em 2008; Não movimentou cargas até 2012; Custos para manutenção do alfandegamento e pessoal; 2012 Realização do Fórum Infraero para o Desenvolvimento

46 Caso de sucesso - Londrina

47 A responsabilidade de cada setor no fomento Logístico A Infraero Disponibilizar a Infra estrutura necessária para atendimento da demanda, profissionais capacitados para tratar a carga e tarifas competitivas para fomentar a atividade do TECA; Os órgão anuentes Disponibilizar profissionais capacitados para o trato da carga, observando toda legislação vigente, com agilidade e proatividade; O Estado Atuar no fomento da atividade comercial e industrial, proporcionando facilidades para desenvolvimento do Comércio Exterior do Estado. O Mercado Acreditar e investir no longo prazo para promoção da cadeia positiva. A Sociedade Proporcionar desenvolvimento de novos cursos de capacitação, aprimoramento e criação de conhecimento para desenvolvimento da cadeia positiva;

48 Projetos Estratégicos Oportunidade de Negócios! Condomínios Logísticos

49 Condomínios Logísticos Condomínio Logístico Empreendimento localizado em condomínio fechado, composto por galpões modulares flexíveis onde são instaladas diversas empresas ou indústrias, contando com estrutura física e serviços compartilhados que permite flexibilidade no rateio de seus custos entre os condôminos. Do Objeto Concessão de uso de área destinada à implantação e exploração comercial de condomínio logístico noaeroporto de Uberlândia - SBUL. Empregos Diretos* 90 Empregos Indiretos* 40 * A criação de 130 empregos diretos e indiretos equivalerá a 0,04% de incremento na população economicamente ativa do município (pessoas, homens e mulheres, de 10 anos ou mais de idade com condição de atividade na semana de referência de economicamente ativas ) - IBGE

50 Condomínios Logísticos - Vantagens Quantos aqui dispõem de pistas com mais de metros de comprimento? Opção pelo terreno sem necessidade de desembolso inicial substancial (Concessão + Preço fixo Inicial) Total integração com Multimodalidade (e-commerce, distribuição, etc.)

51 Principais Requisitos - Uberlândia REFERENCIAL DEFINIÇÕES Área do terreno (m²) Área dos galpões Número de módulos Acessibilidade Pé direito Capacidade do piso Itens comuns Itens de segurança Galpão modular; A ser definido pelo Concessionário Empreendimento com pavimento térreo totalmente acessível, dotado de rampas de acesso conforme ABNT NBR m de alta resistência (a partir de 6t/m²), com nivelamento a laser Sistema de segurança, serviços (manutenção, limpeza e jardinagem), pátio para manobra de caminhões, bolsões para estacionamento; restaurante, lanchonete e/ou cafeteria, vestiário e ambulatório, via de acesso ao lado ar ligando o Condomínio Logístico à área destinada exclusivamente para exploração das Cias. Aéreas ou da carga internacional. cabine primária de energia, oficina, posto de gasolina e boxes de serviços, como agência bancária, lotérica e lojas, de acordo com as necessidades locais; Condomínio cercado, alarme, portaria blindada e sala de segurança com monitoramento. sistema de eclusa para caminhões (gaiola) e lombada antifurto (piso dilacerador); Itens de sustentabilidade Estação de tratamento de esgoto; reuso da água para banheiros e/ou irrigação, iluminação zenital, sistema de energia solar; área verde etc.

52 Localização Área reservada para implantação do Condomínio Logístico Fase 1 Área total = m² Área prevista para implantação inicial: m² Proximidade com rodovia e linha ferroviária Proximidade com instalações elétrica e hidráulica

53 Visão futura do Condomínio Logístico Oportunidades: 1) Truck Center 2) Posto de Combustível 3) Centro de Distribuição 4) Terminal de Cargas Internacional 5) Terminal de Carga Nacional

54 Condomínios Logísticos Próximos Mercados Manaus Recife Uruguaiana

55 Vamos construir novos negócios!

56 Visite:

57 Visite:

58 Visite:

59 Visite:

60 Obrigado! Francisco Nunes Superintendente de Negócios em Logística de Carga (061)

Concessão Comercial do. Centro Logístico de Uberlândia

Concessão Comercial do. Centro Logístico de Uberlândia Concessão Comercial do Centro Logístico de Uberlândia Contextualização Desafios: Queda de receita da atividade de Logística. Grandes áreas externas historicamente sem exploração comercial. Necessidade

Leia mais

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES CENTRO INDUSTRIAL COMERCIAL E LOGÍSTICO Ilustração artística da portaria. CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Rua Dona Catharina Maria de Jesus, 400 Guarulhos SP Brasil 23 25 00.00 S 46 24 26.00 O

Leia mais

Ilustração artística da portaria e prédio administrativo. Rodovia Vice-Prefeito Hermenegildo Tonolli - km 2 - Jundiaí - SP - Brasil

Ilustração artística da portaria e prédio administrativo. Rodovia Vice-Prefeito Hermenegildo Tonolli - km 2 - Jundiaí - SP - Brasil Ilustração artística da portaria e prédio administrativo Condomínio fechado de galpões modulares Rodovia Vice-Prefeito Hermenegildo Tonolli - km - Jundiaí - SP - Brasil Por que Jundiaí? Ilustração artística

Leia mais

PLATAFORMA LOGÍSTICA MULTIMODAL EM SALGUEIRO - PE

PLATAFORMA LOGÍSTICA MULTIMODAL EM SALGUEIRO - PE PLATAFORMA LOGÍSTICA MULTIMODAL EM SALGUEIRO - PE Plataforma Logística Multimodal de Salgueiro Espaço de concentração geográfica de organismos e empresas independentes, relacionadas com: Transporte de

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 4 DO CONTRATO TARIFAS

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 4 DO CONTRATO TARIFAS EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 4 DO CONTRATO TARIFAS 1 Sumário 1. Informações iniciais... 3 1.1. Introdução... 3 1.2. Definições... 3 2. Tarifas... 6 2.1. Considerações... 6 2.2. Tarifas Aeroportuárias...

Leia mais

Apresentação comercial. ecoparklinhares.com

Apresentação comercial. ecoparklinhares.com Apresentação comercial Ecopark Linhares O MAIS AVANÇADO CONDOMÍNIO EMPRESARIAL DO ESPÍRITO SANTO O Ecopark Linhares é um moderno complexo industrial, logístico e empresarial situado estrategicamente no

Leia mais

Galpão Logístico Av. Ceci - Barueri/SP

Galpão Logístico Av. Ceci - Barueri/SP Oportunidades INDUSTRIAIS Galpão Logístico Av. Ceci - Barueri/SP Condomínio Fechado de Galpões Galpão logístico localizado em condomínio fechado, com segurança e excelente infraestrutura, próximo ao Shopping

Leia mais

Aeroporto Internacional Pinto Martins Fortaleza - CE

Aeroporto Internacional Pinto Martins Fortaleza - CE Execução das Obras e Serviços de Engenharia para Reforma, Ampliação e Modernização do Terminal de Passageiros - TPS, Adequação do Sistema Viário de Acesso e Ampliação do Pátio de Estacionamento de Aeronaves

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2389 - ANTAQ, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 2389 - ANTAQ, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2012. RESOLUÇÃO Nº 2389 - ANTAQ, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2012. APROVA A NORMA QUE ESTABELECE PARÂMETROS REGULATÓRIOS A SE- REM OBSERVADOS NA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM DE CONTÊINERES

Leia mais

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 23 de novembro de 2011

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 23 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República 23 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil INFRAERO ANAC Ministério da Defesa DECEA 1960 1962 1964 1966 1968 1970 1972 1974 1976 1978 1980

Leia mais

NOTA DA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL - Perguntas e Respostas sobre o processo de concessão Viernes 30 de Septiembre de 2011 17:32

NOTA DA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL - Perguntas e Respostas sobre o processo de concessão Viernes 30 de Septiembre de 2011 17:32 There are no translations available. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL Perguntas e Respostas sobre o processo de concessão A concessão Por que o governo resolveu fazer a concessão? Nos

Leia mais

Metodologias de Cálculo do Fator X ANAC

Metodologias de Cálculo do Fator X ANAC Metodologias de Cálculo do Fator X ANAC III Conferência do Desenvolvimento (CODE/IPEA) O Repasse de Ganhos de Produtividade: Lições da Experiência Brasileira e Perspectivas Futuras Brasília, 21 de março

Leia mais

Aspectos Relevantes da Assessoria Técnica Prestada ao Projeto do Aeroporto Internacional de Pouso Alegre Francisco Humberto Vignoli

Aspectos Relevantes da Assessoria Técnica Prestada ao Projeto do Aeroporto Internacional de Pouso Alegre Francisco Humberto Vignoli Aspectos Relevantes da Assessoria Técnica Prestada ao Projeto do Aeroporto Internacional de Pouso Alegre Francisco Humberto Vignoli Coordenador de Projetos Data: 21 de outubro de 2015 AGENTES ENVOLVIDOS

Leia mais

39 aeroportos envolvidos, localizados nas cidades-sede ou a até 200 km delas

39 aeroportos envolvidos, localizados nas cidades-sede ou a até 200 km delas GRANDES NÚMEROS 39 aeroportos envolvidos, localizados nas cidades-sede ou a até 200 km delas mais de 1 milhão de atletas, delegações e turistas circulando pelos principais aeroportos do evento. 4 mil são

Leia mais

Concessão Aeroportos Guarulhos, Viracopos e Brasília

Concessão Aeroportos Guarulhos, Viracopos e Brasília Concessão Aeroportos Guarulhos, Viracopos e Brasília Brasília, 13 de Outubro de 2011 Imagem meramente ilustrativa extraída do site www.infraero.gov.br Todos os direitos reservados. Agenda P R E M I S S

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 1670/2015

PROJETO DE LEI Nº 1670/2015 Dia 01 de outubro, 2015 TRANSPORTE AÉREO: RAPIDEZ E PREVISIBILIDADE Transporte Aéreo vs Outros - Mundo Volume Outros 0,5% Volume Aéreo 99,5% Valor Outros Valor Aéreo 35% 65% Ref: Transporte Mundial 2014Fonte:

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL

COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL PORTARIA Nº 1592/GM5, DE 07 DE NOVEMBRO DE 1984. Alterada pela Portaria n.º 484/GM5, de 20 JUL 88 (*). Alterada pela Portaria n.º 677 /GM2, de 10 SET

Leia mais

Foto do Local. Hortolândia / SP. Módulos a partir de 3.300m 2 Área bruta locável de 53.000m 2. Commercial Properties HORTOLÂNDIA

Foto do Local. Hortolândia / SP. Módulos a partir de 3.300m 2 Área bruta locável de 53.000m 2. Commercial Properties HORTOLÂNDIA Foto do Local Hortolândia / SP Commercial Properties HORTOLÂNDIA Módulos a partir de 3.300m 2 Área bruta locável de 53.000m 2 LOG ComMercial Properties Empresa do grupo MRV Engenharia, a LOG Commercial

Leia mais

Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM

Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM Data da divulgação do estudo 17/09/2015 CONTEXTO A consultoria Oxford Economics,

Leia mais

i m e d i a t a Foto do local. contagem ii / mg Módulos a partir de 900 m 2 Área bruta locável de 14.500 m 2 Commercial Properties HORTOLÂNDIA

i m e d i a t a Foto do local. contagem ii / mg Módulos a partir de 900 m 2 Área bruta locável de 14.500 m 2 Commercial Properties HORTOLÂNDIA Ocupação i m e d i a t a Foto do local. contagem ii / mg Commercial Properties HORTOLÂNDIA Módulos a partir de 900 m 2 Área bruta locável de 14.500 m 2 LOG ComMercial Properties Empresa do grupo MRV Engenharia,

Leia mais

DECISÃO Nº 41, DE 6 DE MAIO DE 2014.

DECISÃO Nº 41, DE 6 DE MAIO DE 2014. DECISÃO Nº 41, DE 6 DE MAIO DE 2014. Reajusta as tarifas aeroportuárias aplicáveis ao contrato de concessão do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão - Antônio Carlos Jobim, localizado no município

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 350, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 350, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 350, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe sobre o modelo de regulação tarifária, do reajuste dos tetos das tarifas aeroportuárias e estabelece regras para arrecadação e recolhimento. A DIRETORIA

Leia mais

Agenda. Síntese executiva. Encargos da Concessão. Modelos de Negócio. Contatos Úteis. 2 2011 Accenture. Todos os direitos reservados.

Agenda. Síntese executiva. Encargos da Concessão. Modelos de Negócio. Contatos Úteis. 2 2011 Accenture. Todos os direitos reservados. EXPOMINAS II Agenda Síntese executiva Encargos da Concessão Modelos de Negócio Contatos Úteis 2 2011 Accenture. Todos os direitos reservados. Sobre o Expominas II OBJETIVOS Gerar benefícios ao setor de

Leia mais

16. PROCESSOS ALFANDEGÁRIOS LOGÍSTICOS

16. PROCESSOS ALFANDEGÁRIOS LOGÍSTICOS 16. PROCESSOS ALFANDEGÁRIOS LOGÍSTICOS DISCIPLINA: Logística Internacional FONTES: SILVA, Luiz Augusto Tagliacollo. Logística no Comércio Exterior. São Paulo: Aduaneiras, 2010. SOUZA, José Meireles de

Leia mais

O crescimento do setor de transporte aéreo e da infra-estrutura aeroportuária. Mario Jorge Moreira Diretor de Engenharia

O crescimento do setor de transporte aéreo e da infra-estrutura aeroportuária. Mario Jorge Moreira Diretor de Engenharia O crescimento do setor de transporte aéreo e da infra-estrutura aeroportuária Mario Jorge Moreira Diretor de Engenharia Um pouco de história A INFRAERO, constituída em dezembro de 1972 para implantar,

Leia mais

TERMINAL DE CARGAS. Profª Janaína Araújo, MSc.

TERMINAL DE CARGAS. Profª Janaína Araújo, MSc. TERMINAL DE CARGAS Profª Janaína Araújo, MSc. Carga Aérea Generalidades Carga aérea : conjunto de bens transportados por via aérea que geram receita; material transportado por meio de aeronaves cujos valores

Leia mais

A Multimex é mais do que uma Empresa de Comércio Exterior, é um portal de negócios internacionais.

A Multimex é mais do que uma Empresa de Comércio Exterior, é um portal de negócios internacionais. A Multimex é mais do que uma Empresa de Comércio Exterior, é um portal de negócios internacionais. Entre outras vantagens, oferece importantes benefícios fiscais que visam diminuir o custo de seus clientes.

Leia mais

EMPRESA ESTRUTURA FROTAS MALHA LOGÍSTICA FRANQUIAS SERVIÇOS DIFERENCIAL CONTATO

EMPRESA ESTRUTURA FROTAS MALHA LOGÍSTICA FRANQUIAS SERVIÇOS DIFERENCIAL CONTATO EMPRESA ESTRUTURA FROTAS MALHA LOGÍSTICA FRANQUIAS SERVIÇOS DIFERENCIAL CONTATO Sob o pioneirismo do GRUPO JAD, atuante no mercado logístico há mais de 20 anos, a JADLOG visa disponibilizar um atendimento

Leia mais

Logística. Oliveira, Felipe Flausino de. O48l Logística: modais / Felipe Flausino de Oliveira. Varginha, 2015. 40 slides; il.

Logística. Oliveira, Felipe Flausino de. O48l Logística: modais / Felipe Flausino de Oliveira. Varginha, 2015. 40 slides; il. Logística Oliveira, Felipe Flausino de. O48l Logística: modais / Felipe Flausino de Oliveira. Varginha, 2015. 40 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web 1. Logística

Leia mais

como importar da china

como importar da china como importar da china Seleção de Fornecedores e Gestão Logística nas Importações Antonio Carlos Cordeiro Côrtes 2012 Antonio Carlos Cordeiro Côrtes Direitos desta edição adquiridos pela Paco Editorial.

Leia mais

PLATAFORMA LOGÍSTICA Instrumento Importante para maior eficiência logística dos Portos Brasileiros O Caso do Porto de Santos

PLATAFORMA LOGÍSTICA Instrumento Importante para maior eficiência logística dos Portos Brasileiros O Caso do Porto de Santos PLATAFORMA LOGÍSTICA Instrumento Importante para maior eficiência logística dos Portos Brasileiros O Caso do Porto de Santos José Newton Barbosa Gama Assessor Especial Dezembro de 2011 SUMÁRIO Problemática

Leia mais

Regimes Aduaneiros Especiais. Regimes Aduaneiros Especiais. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro

Regimes Aduaneiros Especiais. Regimes Aduaneiros Especiais. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro Regimes Aduaneiros Especiais Regimes Aduaneiros Especiais As características básicas dos regimes especiais são: Regra geral, os prazos na importação são de um ano, prorrogável, por período não superior,

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária: Desafios e Perspectivas

Infraestrutura Aeroportuária: Desafios e Perspectivas Infraestrutura Aeroportuária: Desafios e Perspectivas 8 de dezembro de 2011 SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL INFRAERO ANAC Ministério da Defesa DECEA AVIAÇÃO CIVIL PANORAMA INVESTIMENTOS CONCESSÕES INFRAERO

Leia mais

MEMORIAL DE REQUISITOS CONSTRUTIVOS PARA PROJETO DE CONCESSÃO DE ÁREA PARA HOTEL NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO LUIS (MA) - SBSL

MEMORIAL DE REQUISITOS CONSTRUTIVOS PARA PROJETO DE CONCESSÃO DE ÁREA PARA HOTEL NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO LUIS (MA) - SBSL MEMORIAL DE REQUISITOS CONSTRUTIVOS PARA PROJETO DE CONCESSÃO DE ÁREA PARA HOTEL NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO LUIS (MA) - SBSL 1. DIMENSIONAMENTO E CLASSIFICAÇÕES 1.1 Área do terreno: 7.528,02m² (sete

Leia mais

Belo Horizonte, 6 de junho, 2011. Prefeitura de Belo Horizonte Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais

Belo Horizonte, 6 de junho, 2011. Prefeitura de Belo Horizonte Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais Belo Horizonte, 6 de junho, 2011 Infraestrutura Aeroportuária de Belo Horizonte Região metropolitana: Aeroporto Carlos Prates Aeroporto da Pampulha Aeroporto Internacional Tancredo Neves Movimento operacional

Leia mais

PLANO DE CONTAS COMENTADO RECEITAS

PLANO DE CONTAS COMENTADO RECEITAS PLANO DE CONTAS COMENTADO RECEITAS 4- RECEITAS Compreende a remuneração pelos serviços prestados e também os oriundos de outras atividades acessórias (aplicações financeiras, venda de bens, etc). É composto

Leia mais

OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA

OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA Aeroportos Brasil Viracopos investirá R$ 9,5 bilhões na ampliação e modernização do complexo aeroportuário nos 30 anos da concessão

Leia mais

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES PRÉVIA Ilustração artística da portaria Rua dos Tucanos, 630 - Carapicuíba - SP - Brasil 23 33 37.00 S 46 49 17.00 O Por que Rodoanel? O Rodoanel Mário Covas, depois

Leia mais

JUSTIFICATIVA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA

JUSTIFICATIVA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA JUSTIFICATIVA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA Ementa: Proposta de ato normativo para regulamentar a apresentação de informações relativas à movimentação aeroportuária. 1. Do Objetivo Com o recebimento das informações

Leia mais

ALGUNS EMPREENDIMENTOS ADMINISTRADOS PELA HERZOG

ALGUNS EMPREENDIMENTOS ADMINISTRADOS PELA HERZOG CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS LOGÍSTICOS ALGUNS EMPREENDIMENTOS ADMINISTRADOS PELA HERZOG OBJETIDO E FONTE DE PESQUISA O estudo a seguir tem como objetivo trazer informações sobre o mercado imobiliário de condomínios

Leia mais

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos 2012 Apresentação Luiz José de Souza Neto Union Modal Logística Integrada Rua Teixeira de Freitas, 72, cj. 23 Santos / SP - Tel.: 13 30613387 luiz@unionmodal.com.br A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA.

Leia mais

Termo de Situação Física das Áreas

Termo de Situação Física das Áreas Termo de Situação Física das Áreas O presente termo apresenta características físicas e tem a finalidade de informar ao Licitante as adequações necessárias nas áreas objeto da concessão, destinadas à exploração

Leia mais

COPA 2014. 28º Reunião do Conselho Nacional de Turismo

COPA 2014. 28º Reunião do Conselho Nacional de Turismo COPA 2014 28º Reunião do Conselho Nacional de Turismo COPA 2014 CIDADES-SEDE Fortaleza Manaus Natal Recife Cuiabá Salvador Brasília Belo Horizonte Curitiba São Paulo Rio de Janeiro Porto Alegre PLANEJAMENTO

Leia mais

CONDOMÍNIO LOGÍSTICO

CONDOMÍNIO LOGÍSTICO CONDOMÍNIO LOGÍSTICO VENDAS TÍTULO: ENTORNO DO TERRENO 01/11 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO EMPREEMDIMENTO GALPÕES CONSTRUÍDOS EM ZONA DE USO INDUSTRIAL; CUSTO OPERACIONAL FRACIONADO; SISTEMA DE SEGURANÇA;

Leia mais

Rodovia Anhanguera, Km 114 Sumaré - São Paulo CEP 13177-070 +5519 3765.9494. www.visiongroup.com.br

Rodovia Anhanguera, Km 114 Sumaré - São Paulo CEP 13177-070 +5519 3765.9494. www.visiongroup.com.br Rodovia Anhanguera, Km 114 +5519 3765.9494 www.visiongroup.com.br LOGÍSTICA INTELIGENTE O Vision Group atua de forma qualificada no mercado logístico nacional e internacional. Através de nossas empresas,

Leia mais

PORTARIA RFB Nº 3.518, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011

PORTARIA RFB Nº 3.518, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011 PORTARIA RFB Nº 3.518, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011 (DOU nº 190, de 3.10.2011) Estabelece requisitos e procedimentos para o alfandegamento de locais e recintos e dá outras providências. Alterada pela Portaria

Leia mais

Modernização Aeroportuária sob a Gestão de Concessionário. Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal 11/09/2013

Modernização Aeroportuária sob a Gestão de Concessionário. Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal 11/09/2013 Modernização Aeroportuária sob a Gestão de Concessionário Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal 11/09/2013 LINHA DO TEMPO GRU Airport assume definitivamente a administração do aeroporto

Leia mais

Investimento Privado e Concessões Aeroportuárias. O que ainda há por fazer

Investimento Privado e Concessões Aeroportuárias. O que ainda há por fazer Investimento Privado e Concessões Aeroportuárias O que ainda há por fazer Conteúdo A Agenda da Indústria do Transporte Aéreo Resultados Já Alcançados Os Próximos Candidatos As Necessidades de Cada Um Congonhas

Leia mais

OBS: o que está grifado em amarelo foi suprimido da resolução na versão do dia 29/02.

OBS: o que está grifado em amarelo foi suprimido da resolução na versão do dia 29/02. NORMA QUE ESTABELECE PARÂMETROS REGULATÓRIOS A SEREM OBSERVADOS NA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM DE CONTÊINERES E VOLUMES, EM INSTALAÇÕES DE USO PÚBLICO, NOS PORTOS ORGANIZADOS -

Leia mais

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Ilustração artística da portaria Rua Atilio Biscuola, nº 1.831 - Louveira - SP - Brasil 23 05 09.00 S 46 58 10.00 O SÃO PAULO DHL RODOVIA ANHANGUERA KM 72 Por que

Leia mais

4 Proposta de Solução

4 Proposta de Solução 4 Proposta de Solução Este capítulo tem por objetivo apresentar a fonte e os dados do problema e o modelo matemático elaborado. 4.1 Fonte de Dados Uma parte das informações utilizadas no modelo é proveniente

Leia mais

Sua estrutura envolve matriz no Rio de Janeiro (RJ) e filiais em São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Miami (EUA).

Sua estrutura envolve matriz no Rio de Janeiro (RJ) e filiais em São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Miami (EUA). A EMPRESA 100% nacional, a Skymidia opera há 16 anos com tecnologia associada à publicidade. Além dos inovadores carregadores de celulares, a empresa atua no segmento de mídia aeroportuária. Sua estrutura

Leia mais

Formação de Despachante Aduaneiro OEA

Formação de Despachante Aduaneiro OEA Formação de Despachante Aduaneiro OEA Preparatório para o Exame de Qualificação Técnica e Operador Econômico Autorizado OEA para Despachantes Aduaneiros. Objetivo: Este curso tem como objetivo formar os

Leia mais

Passos na Importação Roteiro Básico. Eduardo Leoni Machado Fevereiro/2012

Passos na Importação Roteiro Básico. Eduardo Leoni Machado Fevereiro/2012 Roteiro Básico Eduardo Leoni Machado Fevereiro/2012 1º Passo Efetuar contatos com fornecedor (exportador). 2º Passo Formalizar as negociações com fornecedor (exportador). 3º Passo Negociar a condição de

Leia mais

CONHEÇA UM NOVO JEITO DE FAZER TEMAKERIA!

CONHEÇA UM NOVO JEITO DE FAZER TEMAKERIA! CONHEÇA UM NOVO JEITO DE FAZER TEMAKERIA! TOKIOMAKI Temakeria A Tokiomaki Temakeria é diferente! Trouxemos para o mercado brasileiro, a primeira rede de franquias de temakeria em container do mundo. Uma

Leia mais

Audiência Pública CREA/SP - 21/06/2011. InfraestruturaAeroportuária em SÃO PAULO para a COPA 2014

Audiência Pública CREA/SP - 21/06/2011. InfraestruturaAeroportuária em SÃO PAULO para a COPA 2014 INFRAERO Audiência Pública CREA/SP - 21/06/2011 InfraestruturaAeroportuária em SÃO PAULO para a COPA 2014 Arq. Jonas Lopes Superintendente de Estudos e Projetos de Engenharia jonas_lopes@infraero.gov.br

Leia mais

Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil

Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil 40ª RAPv Reunião Anual de Pavimentação Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil INFRAERO Superintendência de Obras Ricardo Ferreira ricardof@infraero.gov.br 26 Outubro

Leia mais

MANUAL DE PLANEJAMENTO DO SETOR DE AVIAÇÃO CIVIL COPA DO MUNDO 2014. Comitê Técnico de Operações Especiais CONAERO

MANUAL DE PLANEJAMENTO DO SETOR DE AVIAÇÃO CIVIL COPA DO MUNDO 2014. Comitê Técnico de Operações Especiais CONAERO MANUAL DE PLANEJAMENTO DO SETOR DE AVIAÇÃO CIVIL COPA DO MUNDO 2014 Comitê Técnico de Operações Especiais CONAERO ORGANIZAÇÃO DO SETOR CONAERO Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias -Decisões

Leia mais

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO ÀS EXPORTAÇÕES: PROEX

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO ÀS EXPORTAÇÕES: PROEX PROGRAMA DE FINANCIAMENTO ÀS EXPORTAÇÕES: PROEX PROEX FINANCIAMENTO FINALIDADE: Proporcionar e apoiar o exportador brasileiro na comercialização com o exterior de bens e serviços em condições de financiamento

Leia mais

Ministério da Fazenda - Secretaria da Receita Federal. Ministério da Fazenda/ Secretaria da Receita Federal

Ministério da Fazenda - Secretaria da Receita Federal. Ministério da Fazenda/ Secretaria da Receita Federal REGIMES ADUANEIROS ESPECIAIS E ATÍPICOS REEGIMEE I DEESSCRIÇÃO I 1 Admissão Temporária Permite a permanência no País de bens procedentes do exterior, por prazo e para finalidade determinados, com suspensão

Leia mais

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013 Plano de Aviação Regional 1 Janeiro I 2013 A Azul A maior malha aérea do Brasil servindo 98 destinos, 218 rotas e 798 decolagens por dia #1 em 76% das rotas servidas e 32% de participação no mercado brasileiro

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 302, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 302, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 302, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2014. Estabelece critérios e procedimentos para a alocação e remuneração de áreas aeroportuárias. A DIRETORIA DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL - ANAC, no exercício

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário FII Edifício Galeria (EDGA11B)

Fundo de Investimento Imobiliário FII Edifício Galeria (EDGA11B) Informações Objeto e Perfil do Fundo Investimento em empreendimentos imobiliários, por meio da aquisição de até 100% do empreendimento comercial denominado Galeria, edifício corporativo classe A. O Fundo

Leia mais

Superintendência Regional do Centro-Leste SRCE

Superintendência Regional do Centro-Leste SRCE Superintendência Regional do Centro-Leste SRCE Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária 39 anos de tradição. Reúne uma força de trabalho de aproximadamente 36.744 profissionais, entre empregados

Leia mais

1) O que é o RTU? 2) O RTU já foi regulamentado?

1) O que é o RTU? 2) O RTU já foi regulamentado? 1) O que é o RTU? O Regime de Tributação Unificada (RTU) é o regime instituído pela Lei nº 11.898, de 8/1/2009, que permite a importação, por microempresa importadora varejista habilitada, de determinadas

Leia mais

DESAFIO: LOGÍSTICA COMO FATOR DE COMPETITIVIDADE, PLATAFORMAS LOGÍSTICAS NA REGIAO NORTE

DESAFIO: LOGÍSTICA COMO FATOR DE COMPETITIVIDADE, PLATAFORMAS LOGÍSTICAS NA REGIAO NORTE DESAFIO: LOGÍSTICA COMO FATOR DE COMPETITIVIDADE, PLATAFORMAS LOGÍSTICAS NA REGIAO NORTE Márcia Helena Veleda Moita Coordenadora do Núcleo de Transporte e Construção Naval - NTC mhvmoita@yahoo.com.br REGIÃO

Leia mais

AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO/GUARULHOS

AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO/GUARULHOS AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO/GUARULHOS SITUAÇÃO ATUAL AMPLIAÇÃO março/2009 A Empresa 67 aeroportos (32 internacionais) 80 estações de apoio à navegação aéreaa s s 32 terminais de logística de carga

Leia mais

Resultados Consolidados

Resultados Consolidados 1ª Consulta aos associados para identificar as dificuldades enfrentadas para exportar e sobre temas de comércio exterior Resultados Consolidados Equipe de Assuntos de Comércio Exterior Maio de 2012 Total

Leia mais

Nossos Clientes: www.luxoreng.com.br. Luxor Engenharia & Construções

Nossos Clientes: www.luxoreng.com.br. Luxor Engenharia & Construções Luxor Engenharia Construções e Pavimentação Ltda. é uma construtora e incorporadora com mais de 18 anos de mercado e diversos empreendimentos bem-sucedidos em todo o estado de São Paulo. Se destaca pela

Leia mais

Fiscal - Exercícios Legislação Aduaneira Exercício Fábio Lobo

Fiscal - Exercícios Legislação Aduaneira Exercício Fábio Lobo Fiscal - Exercícios Legislação Aduaneira Exercício Fábio Lobo 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 1. (ESAF/AFRF/1998) O transporte de mercadoria estrangeira contida

Leia mais

FORMAÇÃO DE TRADERS E NEGOCIADORES INTERNACIONAIS

FORMAÇÃO DE TRADERS E NEGOCIADORES INTERNACIONAIS FORMAÇÃO DE TRADERS E NEGOCIADORES INTERNACIONAIS Objetivo O objetivo deste curso é dotar o participante das competências necessárias para atuar com sucesso no competitivo mercado global, desenvolvendo

Leia mais

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO 1 Informações sobre o responsável pela proposta. Nome : Identidade: Órgão Emissor: CPF: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Telefone: FAX: E-mail Formação Profissional: Atribuições

Leia mais

A decorecom é uma versão ampliada do salão design+decoração, acrescentando o segmento de acabamento à proposta do evento anterior.

A decorecom é uma versão ampliada do salão design+decoração, acrescentando o segmento de acabamento à proposta do evento anterior. A COM EVENTOS organizou o salão design+decoração, que aconteceu de 7 a 11 de abril, no Expo Unimed (Universidade Positivo). O evento contou com cerca de 50 expositores de lojas do setor da decoração com

Leia mais

AEROPORTOS RESULTADOS DO 10º BALANÇO

AEROPORTOS RESULTADOS DO 10º BALANÇO AEROPORTOS RESULTADOS DO 10º BALANÇO AEROPORTOS Manaus Ampliação TPS Rio Branco Reforma e Ampliação TPS e Recuperação de Pista e Pátio Macapá Novo TPS 1ª fase Macapá Ampliação Pátio São Luís Reforma e

Leia mais

5º Painel: Marcos regulatórios e Infra-Estrutura Aeroviária

5º Painel: Marcos regulatórios e Infra-Estrutura Aeroviária I Simpósio Infra-Estrutura e Logística no Brasil: DESAFIOS PARA UM PAÍS EMERGENTE 5º Painel: Marcos regulatórios e Infra-Estrutura Aeroviária Novembro 2008 Constituição Federal Aeródromos Públicos - Responsabilidades

Leia mais

O Processo de Importação e Suas Etapas

O Processo de Importação e Suas Etapas O Processo de Importação e Suas Etapas CURSO: Administração / DISCIPLINA: Logística Internacional FONTES: DIAS, Reinaldo; RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. São Paulo: Atlas, 2004.

Leia mais

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para Code-P0 Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para a engenharia brasileira O Mundial e o Desenvolvimento Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Manaus, 30 de março de 2012 Code-P1

Leia mais

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras Diretoria de Engenharia - DE Cidades candidatas e seus aeroportos Aeroportos da INFRAERO primeira e última imagem que o turista estrangeiro

Leia mais

Novas perspectivas e abordagens para os processos de importação e distribuição no Brasil

Novas perspectivas e abordagens para os processos de importação e distribuição no Brasil Introdução Há alguns anos as trading companies brasileiras têm se mostrado uma alternativa segura e economicamente atrativa para empresas estrangeiras que desejam exportar ou distribuir seus produtos no

Leia mais

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS NO SETOR PORTUÁRIO TERMINAIS PORTUÁRIOS DE PASSAGEIROS

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS NO SETOR PORTUÁRIO TERMINAIS PORTUÁRIOS DE PASSAGEIROS OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS NO SETOR PORTUÁRIO TERMINAIS PORTUÁRIOS DE PASSAGEIROS TIAGO PEREIRA LIMA Diretor da ANTAQ Rio de Janeiro, 22 de junho de 2010 Clique para editar o estilo do subtítulo mestre

Leia mais

Manual de Exportação e Formação de Preço

Manual de Exportação e Formação de Preço Manual de e Formação de Preço. Sumário FASE 1ª 1 - Planejamento de 2 - Planejamento Estratégico 3 - Canais de Distribuição FASE 2ª 4 - Procedimentos Operacionais de FASE 3ª 5 - Formação de Preço O sumário

Leia mais

PORTARIA RFB Nº 3.518, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011 D.O.U.: 03.10.2011

PORTARIA RFB Nº 3.518, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011 D.O.U.: 03.10.2011 PORTARIA RFB Nº 3.518, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011 D.O.U.: 03.10.2011 Estabelece requisitos e procedimentos para o alfandegamento de locais e recintos e dá outras providências. O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL

Leia mais

Estabelece requisitos e procedimentos para o alfandegamento de locais e recintos e dá outras providências.

Estabelece requisitos e procedimentos para o alfandegamento de locais e recintos e dá outras providências. Portaria RFB nº 3.518, de 30 de setembro de 2011 DOU de 3.10.2011 Estabelece requisitos e procedimentos para o alfandegamento de locais e recintos e dá outras providências. O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL

Leia mais

Transbordo: procedimento de repasse de transporte de resíduos;

Transbordo: procedimento de repasse de transporte de resíduos; TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CENED ALUNA: CAROLINA SEGASPINI BOTEJO KRIESER CURSO: GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS PARA SISTEMA AEROPORTUÁRIO DATA:20.08.2010 OBJETIVO

Leia mais

MERCADO DE PASSAGEIROS

MERCADO DE PASSAGEIROS 2 ANAC/SRI/GAMI MERCADO DE PASSAGEIROS Os Estados Unidos representam o principal mercado aéreo internacional do Brasil, tendo respondido por 25,7% do total do volume de passageiros transportados com origem

Leia mais

Uruguai, Seu Parceiro de Confiança. Infraestrutura e Serviços. 15.000 m² de área fechada com armazém alfandegado;

Uruguai, Seu Parceiro de Confiança. Infraestrutura e Serviços. 15.000 m² de área fechada com armazém alfandegado; Abril / 2013 Infraestrutura e Serviços 15.000 m² de área fechada com armazém alfandegado; 10.000 m² de para armazenagem em área aberta; Salas de refrigeração; Sistema de frequência de rádio WMS; Empilhadeiras

Leia mais

IMPORTAÇÃO FÁCIL: CÂMBIO PASSO A PASSO SAIBA COMO SER UM IMPORTADOR

IMPORTAÇÃO FÁCIL: CÂMBIO PASSO A PASSO SAIBA COMO SER UM IMPORTADOR IMPORTAÇÃO FÁCIL: CÂMBIO PASSO A PASSO SAIBA COMO SER UM IMPORTADOR 1º Passo: Registro da empresa Atualizar o objeto social da empresa incluindo a atividade de importação e os tipos de produtos que serão

Leia mais

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Ilustração artística da portaria. CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Estrada Ferreira Guedes, 784 Potuverá Itapecerica da Serra SP Brasil 23 43 04.00 S 46 53 32.00 O GR Guarulhos GR Hortolândia GR

Leia mais

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Analista de Logística em Comércio Exterior - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Habilitar o participante para trabalhar com as rotinas da logística

Leia mais

Aprendendo a Exportar Seguro de Crédito à Exportação e Regimes Aduaneiros Logex

Aprendendo a Exportar Seguro de Crédito à Exportação e Regimes Aduaneiros Logex Aprendendo a Exportar Seguro de Crédito à Exportação e Regimes Aduaneiros Logex Grupo Danilo Correia, Caê Matta, Ágata Takara, Augusto Rinaldi, Felipe Marinoni, Isabella Lucas, Heitor Guimarães, Rafael

Leia mais

Galpão em condomínio fechado Sorocaba SOROCABA

Galpão em condomínio fechado Sorocaba SOROCABA Galpão em condomínio fechado Sorocaba Módulos 3.568,00 m² SOROCABA Sorocaba tornou-se um interessante polo para empresas de logística, atraídas pela fácil circulação de mercadorias devido a sua excelente

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 VI Seminário ALACPA de Pavimentos Aeroportuários e IV FAA Workshop Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 28 Outubro 2009 Arq. Jonas M. Lopes INFRAERO Aeroportos - Copa do Mundo 2014 Belo Horizonte

Leia mais

Inauguração: 29/04/2015

Inauguração: 29/04/2015 Inauguração: 29/04/2015 Chegou um novo conceito de shopping center. Municípios com vocação para o crescimento sempre apresentam grandes oportunidades. Município de Minas Gerais, Uberaba está na região

Leia mais

Anexo Diretrizes Técnicas e Parâmetros do Arrendamento

Anexo Diretrizes Técnicas e Parâmetros do Arrendamento Anexo Diretrizes Técnicas e Parâmetros do Arrendamento 1. Introdução 1.1. O presente Anexo Diretrizes Técnicas e Parâmetros do Arrendamento tem por objetivo tratar dos seguintes aspectos do Arrendamento:

Leia mais

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Mobilidade Urbana Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Apresentação A política de desenvolvimento urbano é estratégica para a promoção de igualdade de oportunidades, para a desconcentração

Leia mais

Loja Franca em Fronteira Terrestre. Março/2014

Loja Franca em Fronteira Terrestre. Março/2014 Loja Franca em Fronteira Terrestre Março/2014 1 Condições gerais de Loja Franca Regulamentação vigente REGULAMENTAÇÃO VIGENTE FUNCIONAMENTO Estabelecimentos para venda de mercadoria nacional ou estrangeira;

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE

ESTUDO DE VIABILIDADE ESTUDO DE VIABILIDADE REDE LOCAL / ARRANJO PRODUTIVO LOCAL / CADEIA PRODUTIVA NOME: SIGLA: ESTADO: 1º Parte - Viabilidade Econômica e Ambiental Esta é a dimensão mais importante do estudo de viabilidade

Leia mais

ANEXO III REQUISITOS MÍNIMOS PARA A PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS

ANEXO III REQUISITOS MÍNIMOS PARA A PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS ANEXO III REQUISITOS MÍNIMOS PARA A PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS 1 1. Estrutura Física / Equipamentos de Garagens e Pátios de Estacionamento 1.1. Especificação do Padrão das Garagens e Pátios de Estacionamento

Leia mais

UMA NOVA FRONTEIRA SE ABRE DO CEARÁ PARA O MUNDO. ZPE CEARÁ

UMA NOVA FRONTEIRA SE ABRE DO CEARÁ PARA O MUNDO. ZPE CEARÁ UMA NOVA FRONTEIRA SE ABRE DO CEARÁ PARA O MUNDO. ZPE CEARÁ O QUE É UMA ZPE? ZPE é uma zona de processamento de exportação especialmente designada a indústrias exportadoras, nas quais estas usufruem de

Leia mais

NEW WORLD. Comercio Exterior e Logística Ltda.

NEW WORLD. Comercio Exterior e Logística Ltda. NEW WORLD Comercio Exterior e Logística Ltda. New World Logística A New World Logística é uma empresa especializada em Comércio Exterior e logística Internacional. New World Logística Fundada em 2004,

Leia mais