Primeiro trimestre de 2004: lucro de US$ 355 milhões (crescimento de 135%)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Primeiro trimestre de 2004: lucro de US$ 355 milhões (crescimento de 135%)"

Transcrição

1 CNM/CUT - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS METALÚRGICOS DA CUT DIEESE - DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS SUBSEÇÃO CNM/CUT ALCOA BRASIL 1 ALCOA NO MUNDO Resultados financeiros: Primeiro trimestre de 2004: lucro de US$ 355 milhões (crescimento de 135%) Segundo trimestre de 2004: lucro de US$ 404 milhões (crescimento de 87% frente a igual período de 2003) Terceiro trimestre 2004: lucro de US$ 283 milhões (crescimento de 1,1%) Quarto trimestre de 2004: lucro de US$ 268 milhões (queda de 8% frente a igual período de 2003) Primeiro trimestre 2005: lucro de US$ milhões 260 milhões (queda de 26,8%) Segundo trimestre 2005: lucro de US$ 460 milhões (crescimento de 13,9%) A Alcoa foi fundada em 1888 e emprega cerca de 131 mil trabalhadores em todo mundo (2005) distribuídos em 300 unidades operacionais e escritórios comerciais, em 43 países. Em 2004, seu faturamento mundial somou US$ 23,4 bilhões. A Alcoa produz alumina, alumínio primário, extrudados, chapas e folhas, pó de alumínio, produtos químicos industriais e tampas plásticas. O ano de 2005 tem sido marcado por um conjunto de medidas implementadas em nível mundial sob o nome de reestruturação da empresa, mas que na verdade, tem como objetivo reduzir custos através da redução do quadro funcional em cerca 5%. No 1 Documento elaborado em setembro de Os dados apresentados nesse estudo foram obtidos através de jornais de circulação no Brasil, site nacional e mundial da Alcoa e de informações colhidas com dirigentes sindicais. 1

2 total, apenas no primeiro semestre serão eliminados postos de trabalho e com essa medida, economizará US$ 195 milhões anualmente. Essas medidas afetarão 121 unidades na América do Norte, Europa, América Latina e Austrália. As principais medidas são: Divisão de produtos automotivos eliminação de postos de trabalho: Fechamento da unidade de Hawesville (Kentucky, EUA); Reestruturação da divisão de rodas automotivas fundidas, eliminando 800 postos de trabalho em diversos países; Eliminação de postos de trabalho de fiação elétrica para automóvel da AFL. Divisão de extrusão eliminação de postos de trabalho: Otimização das operações aumentando a produtividade; Alienação de ativos em várias fábricas de extrusão nos EUA e Europa. Divisão de embalagens e bens de consumo eliminação de postos de trabalho: Demissão de trabalhadores; Alienação de ativos, principalmente nos EUA. Outros: Fechamento da fundição de alumínio Hamburger Aluminium-Werk GmbH, em Hamburgo, na Alemanha devido aos altos custos de energia elétrica; Venda de 46,5% das ações que possuía da Elkem ASA por US$ 869 milhões; Avaliação da unidade de fundição de alumínio Eastalco, em Frederick, Maryland, EUA, que deve ser desativada até o final de 2005 por causa dos altos custos de energia elétrica; Eliminação de 250 postos de trabalho do grupo de produtos primários; Eliminação de 80 postos de trabalho dos negócios globais de transformação; Eliminação de 160 postos de trabalho em funções corporativas; Avaliar a necessidade de cortar 2000 empregos em

3 Além do projeto de reestruturação da empresa, ela prevê novos investimentos em regiões que somam possibilidade de crescimento do mercado consumidor e baixo custo de produção (mão-de-obra e energia elétrica). Os países alvo para investimento seriam Brasil, Rússia, Índia e China. A avaliação é de que esses países estão apresentando crescimento, que será dominado por produtos destinados à infra-estrutura, bens de consumo, transporte, energia, comunicações e principalmente, commodities. Outra avaliação é de que cerca de 1 bilhão de pessoas começarão a viver em centros urbanos até 2015, o que significa um novo modo de vida, e um novo mercado consumidor. Além desses fatores, a empresa prevê que o crescimento do comércio internacional passará dos atuais 25% do PIB mundial para 40%, o que impõem a necessidade de ampliar participação nos mercados locais. ALCOA NO BRASIL A empresa está presente no país desde 1965 no Brasil, é responsável por 20% da produção nacional de alumínio. Os principais indicadores são: Produção: 2003: 275,5 mil ton 2004: 292,7 mil ton 1º semestre 2005: 146,9 mil ton (crescimento de 1,7%) Faturamento em 2004: US$ 1 bilhão (4,3% do faturamento mundial) Emprego em 2005: 6 mil trabalhadores Em 2004 a Alcoa iniciou um grande programa de investimento no Brasil. Foram anunciados na época US$ 1,4 bilhão até Com os investimentos na unidade da Alumar (São Luiz, MA), que custará US$ 138 milhões, a empresa pretende ampliar a produção de alumina de 1,3 para 3,3 milhões de toneladas e de alumínio de 380 mil para 420 mil de toneladas ao ano, visando suprir, principalmente, o mercado externo. Estimase que serão gerados 50 empregos diretos e 150 indiretos. Essa obra teve inicio em 2004 e já começa a surtir efeitos no volume produzido no segundo semestre de Com esse investimento na Alumar, a participação da Alcoa na empresa que era de 35,1% (outros 10% da Alcan, 36% da BHP Billinton, 18,9% da Abalco), passa para 60,5% e a Alumar se tornará a segunda maior do setor na América Latina. 3

4 No mês de setembro de 2005, a empresa anunciou um novo plano de investimento de US$ 1,6 bilhão. Esse valor será investido na abertura de uma mina de bauxita, no Pará, em Juriti, que custará US$ 400 milhões; expansão da refinaria de alumínio da Alumar (US$ 1,1 bilhão) e modernização da unidade de Poços de Caldas (US$ 100 milhões). Segundo a direção da empresa, esses investimentos irão gerar 6,5 mil empregos. No Brasil e na América do Sul a empresa pretende aumentar suas vendas no setor automotivo, no mercado de rodas forjadas de alumínio em 50% até Ou seja, elevar sua participação no mercado que hoje é de 4% para 15%. Como ainda é um mercado reduzido no Brasil e na América do Sul, a empresa pretende também investir na divulgação desse produto e na criação de mercado consumidor, para tanto, tem estabelecido acordos comerciais com empresas de distribuição e treinamento de vendedores para o produto. Outra área que a empresa está investindo é a divisão de distribuição de perfis de alumínio. A partir de parcerias regionais, criou uma rede de lojas a Alumínio & Cia com 40 unidades espalhadas pelo Brasil. O objetivo é atender as vendas no varejo de perfis para esquadrias de janelas e portas produzidas pela Alcoa. Unidades Alcoa Empresa/Localidade Alcoa Alumínio - Itapissuma, PE Alcoa Alumínio - Poços de Calda, MG Alcoa Alumínio Santo André, SP Consórcio Alumar São Luiz, MA Alcoa Alumínio - Sorocaba, SP Alcoa alumínio - Tubarão, SC São Paulo, SP Alcoa CSI Brasil Alphaville, SP Alcoa CSI Brasil Itapissuma, PE Alcoa Consumer Products Barueri, SP Alcoa Consumer Products São Paulo, SP AFL do Brasil - Itajubá, MG Produtos Alumínio primário Alumina, alumínio primário Escritório central Tampas e sistemas de fechamento Tampas e sistemas de fechamento Embalagens e produtos para consumo Embalagens e produtos para consumo Produtos automotivos 4

5 PRINCIPAIS QUESTÕES SINDICAIS Quadro da representação sindical na Alcoa/Brasil Empresa/Localidade Categoria Central Sindical STIM Alcoa Alumínio - Itapissuma, PE Metalúrgicos CUT Pernambuco Alcoa Alumínio - Poços de Calda, MG Metalúrgicos Força Sindical Poços de calda Alcoa Alumínio Santo André, SP Metalúrgicos CUT ABC Consórcio Alumar São Luiz, MA Metalúrgicos CUT São Luiz Alcoa Alumínio - Sorocaba, SP Metalúrgicos CUT Sorocaba Alcoa alumínio - Tubarão, SC Metalúrgicos Força Sindical Tubarão São Paulo, SP (Escritório) Comerciários Força Sindical São Paulo Alcoa CSI Brasil Alphaville, SP Metalúrgicos Força Sindical Osasco Alcoa CSI Brasil Itapissuma, PE Metalúrgicos CUT Pernambuco Alcoa Consumer Products Barueri, SP Metalúrgicos Força Sindical Osasco Alcoa Consumer Products São Paulo, SP Metalúrgicos Força Sindical São Paulo AFL do Brasil - Itajubá, MG Metalúrgicos Conlutas Itajubá Segundo pesquisa realizada em 2004 por revista de circulação nacional, a Alcoa foi avaliada como uma das 150 melhores empresas pra trabalhar considerando a preocupação com a qualidade de vida dos trabalhadores e com a comunidade, onde investiu fortemente para que seus trabalhadores atuassem como voluntário (40% de seus empregados desenvolvem alguma ação de trabalho voluntário em mais de 150 projetos patrocinadas pela empresa). Mas como veremos a seguir, os problemas descritos pelos trabalhadores não confirmam o resultado dessa pesquisa. Uma das principais questões discutidas atualmente em empresas com processo de produção ininterrupto, assim como a indústria de alumínio, é a jornada de trabalho de 36 horas com revezamento. Na Constituição de 1988 foi aprovada a Lei que define o Turno de Revezamento para empresas com funcionamento ininterrupto com o limite de 36 horas semanais: Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: XIV - Jornada de seis horas para o trabalho realizado em turnos ininterruptos de revezamento, salvo negociação coletiva. (Constituição da República Federativa do Brasil, 1988.) Para essa conquista, muitos trabalhadores fizeram greves, manifestações, sofreram repressão violenta, o que resultou inclusive, na perda de companheiros. 5

6 Apesar da falta de regulamentação posterior e de possibilitar uma brecha para que as empresas pressionem os trabalhadores e suas entidades a abrir mão dessa conquista, a legislação representou um avanço significativo para os trabalhadores que obtiveram a redução da jornada de trabalho, com um sistema de revezamento que garantiu melhores condições de trabalho, resultando também em melhores condições de saúde. No final da década de 90, dado o quadro político e econômico de crise, as empresas iniciaram uma ofensiva para retroceder e retirar esta conquista. Agora em 2005, praticamente todas as empresas com processo de produção ininterrupto possuem longas jornadas e/ou turno fixo. As entidades sindicais filiadas a CNTM/Força Sindical e a CNM/CUT que possuem empresas com processo de produção ininterrupto chegaram a seguinte proposta para iniciar uma campanha de redução da jornada de trabalho de 36 horas: TURNO ININTERRUPTO DE REVEZAMENTO Para o regime de turnos ininterruptos de revezamento, a carga de trabalho semanal será de no máximo 36 horas, em média. É vedada a adoção de turno ou turma fixo (a). Essa proposta representa um ganho real para os trabalhadores e, acima de tudo, garante uma jornada de trabalho que preserva a saúde do trabalhador. Além dessa questão geral, outras questões como saúde, salários e direitos sindicais são problemas que os dirigentes sindicais e trabalhadores têm enfrentado na unidades da Alcoa no Brasil, como podemos ver abaixo: Alcoa Alumínio e Alcoa CSI Brasil - Itapissuma, PE Número de trabalhadores: trabalhadores diretos e 500 terceirizados Piso salarial: R$ 520,00 Principais questões: as precárias condições de trabalho e salários inferiores dos trabalhadores terceirizados, sob os quais o Sindicato não tem representação Consórcio Alumar São Luiz, MA Número de trabalhadores: trabalhadores diretos e terceirizados Piso salarial: R$963,60 Principais questões: Em sintonia com a ofensiva das empresas brasileiras em rever a jornada de 36 horas com turno de revezamento, a empresa decidiu que a partir de 30/09/2005 a Alumar irá operar em regime de turno fixo. O sindicato e os trabalhadores não aceitam o retrocesso; 6

7 Neste ano, pela primeira vez, o sindicato conquistou o direito de negociar melhores condições de trabalho para os funcionários contratados pelas empresas terceiras. Alcoa Alumínio - Sorocaba, SP Número de trabalhadores: 50 trabalhadores diretos (ela fechou há um ano atrás a unidade de tratamento térmico e demitiu os trabalhadores) Piso salarial: R$ 594,00 Principais questões: dificuldades na campanha salarial, já que a empresa, junto com as entidades patronais, não quer garantir a reposição salarial da inflação de 7,8%, além de querer rever clausulas que historicamente estão presentes no acordo coletivo de trabalho 7

DIEESE - DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS SUBSEÇÃO CNM/CUT

DIEESE - DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS SUBSEÇÃO CNM/CUT CNM/CUT - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS METALÚRGICOS DA CUT DIEESE - DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS SUBSEÇÃO CNM/CUT ALCAN NO BRASIL 1 ALCAN NO MUNDO Resultados financeiros:

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

CONSTRUIMOS A PROPOSTA FINAL E AGORA QUEM DECIDE É VOCÊ!

CONSTRUIMOS A PROPOSTA FINAL E AGORA QUEM DECIDE É VOCÊ! N Ú M E R O 169 DIÁRIO DE INFORMAÇÕES TECNICAS 2 9 d e J u n h o d e 2 0 1 1 Informativo Técnico Canal de Notícias dos Técnicos Industriais CONSTRUIMOS A PROPOSTA FINAL E AGORA QUEM DECIDE É VOCÊ! Na sétima

Leia mais

29/05/2012 13h37 - Atualizado em 30/05/2012 16h54

29/05/2012 13h37 - Atualizado em 30/05/2012 16h54 29/05/2012 13h37 - Atualizado em 30/05/2012 16h54 Empresa de cadeiras recruta talentos para superar concorrência chinesa Giroflex-Forma eleva produtividade em 30% com gestão e terceirização. Companhia

Leia mais

III Reunión, Lima, octubre 2010 A AUTOREFORMA SINDICAL E A HISTÓRIA DOS BANCÁRIOS DA CUT BRASIL. William Mendes,

III Reunión, Lima, octubre 2010 A AUTOREFORMA SINDICAL E A HISTÓRIA DOS BANCÁRIOS DA CUT BRASIL. William Mendes, III Reunión, Lima, octubre 2010 A AUTOREFORMA SINDICAL E A HISTÓRIA DOS BANCÁRIOS DA CUT BRASIL William Mendes, Secretário de Formação da CONTRAFCUT-CUT 1. INTRODUÇÃO No final dos anos setenta e início

Leia mais

Corte de postos de trabalho nos bancos privados continua no 1º semestre de 2014

Corte de postos de trabalho nos bancos privados continua no 1º semestre de 2014 Número 6 Setembro/2014 1º semestre de 2014 Corte de postos de trabalho nos bancos privados continua no 1º semestre de 2014 Rede Bancários 2 DESEMPENHO DOS BANCOS DESEMPENHO DOS BANCOS 1º semestre de 2014

Leia mais

Notícias Bancárias Nº 761 - JUNHO 2012

Notícias Bancárias Nº 761 - JUNHO 2012 Notícias Bancárias Nº 761 - JUNHO 2012 1 2 Nº 761 - JUNHO 2012 Notícias Bancárias BRADESCO Trabalhadores mobilizados buscam negociações Atividade em Diadema fez parte das mobilizações que aconteceram no

Leia mais

Indústria metalúrgica - uma década de mudança

Indústria metalúrgica - uma década de mudança Indústria metalúrgica - uma década de mudança Muito já se falou dos efeitos perversos das medidas adotadas durante a década de 1990 para o desenvolvimento econômico e social do país. Mas nunca é demais

Leia mais

GRUPO FIAT CNM/CUT - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS METALÚRGICOS DA CUT

GRUPO FIAT CNM/CUT - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS METALÚRGICOS DA CUT CNM/CUT - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS METALÚRGICOS DA CUT DIEESE - DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS SUBSEÇÃO CNM/CUT GRUPO FIAT Mundo A FIAT iniciou suas atividades em

Leia mais

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não Por que esta cartilha? Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não foram concessões patronais ou de governos, como os patrões tentam nos fazer parecer. A história da classe trabalhadora

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junio 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

UM NOVO MAPA DA INDÚSTRIA GLOBAL

UM NOVO MAPA DA INDÚSTRIA GLOBAL UM NOVO MAPA DA INDÚSTRIA GLOBAL Raul Sturari (*) Maio de 2013 Nas últimas décadas, os países centrais (EUA e UE) deslocaram grande parte de sua indústria manufatureira para países da Ásia, em especial

Leia mais

DADOS ESTATÍSTICOS DA NATURA

DADOS ESTATÍSTICOS DA NATURA DADOS ESTATÍSTICOS DA NATURA VENDAS E LUCROS DA NATURA 2003/2011 Vendas e lucros da Natura 2003/2011 milhões de reais 6.000 5.000 Em milhões de reais 4.000 3.000 2.000 1.000 0 2003 2004 2005 2006 2007

Leia mais

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 1) Conjuntura Econômica Em função dos impactos da crise econômica financeira mundial, inciada no setor imobiliário

Leia mais

Análise do Mercado de Alumínio

Análise do Mercado de Alumínio Análise do Mercado de Alumínio 5º. Seminario de Trefilação - ABM 24.11.2014 Preparado por: Eng. Ayrton Filleti Diretor Técnico/ Presidente Emérito Associação Brasileira do Alumínio - ABAL Roteiro Introducão

Leia mais

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados Como as empresas podem usar a nuvem para se adaptar e prosperar em um mercado financeiro em rápida mudança Por Sherwin Uretsky, Aron Dutta

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA 2 Caixa, patrimônio dos brasileiros. Caixa 100% pública! O processo de abertura do capital da Caixa Econômica Federal não interessa aos trabalhadores e à população

Leia mais

Índice 1 - POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE... 04 2 HISTÓRICO... 05 3 ATUAÇÕES... 06 4 PARTICIPAÇÕES NOS FÓRUNS EXTERNOS...

Índice 1 - POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE... 04 2 HISTÓRICO... 05 3 ATUAÇÕES... 06 4 PARTICIPAÇÕES NOS FÓRUNS EXTERNOS... 1 2 Índice 1 - POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE... 04 2 HISTÓRICO... 05 3 ATUAÇÕES... 06 4 PARTICIPAÇÕES NOS FÓRUNS EXTERNOS... 08 5 CONTATOS... 10 3 1 POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE

Leia mais

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos 5 Plano Financeiro Investimento total Nessa etapa, você irá determinar o total de recursos a ser investido para que a empresa comece a funcionar. O investimento total é formado pelos: investimentos fixos;

Leia mais

BRASIL Julio Setiembre 2015

BRASIL Julio Setiembre 2015 Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Julio Setiembre 2015 Prof. Dr. Rubens Sawaya Assistente: Eline Emanoeli PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE

Leia mais

VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda

VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda [02] VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda A presença da usina da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), fundada na década de 40, dá a impressão de que Volta Redonda ainda

Leia mais

Questões Específicas. Geografia Professor: Cláudio Hansen 03/12/2014. #VaiTerEspecífica

Questões Específicas. Geografia Professor: Cláudio Hansen 03/12/2014. #VaiTerEspecífica Questões Específicas 1. Considerando os Blocos Econômicos, a União Europeia (27 países em 2011) permanece como relevante importador de mercadorias brasileiras. Considerando os países individualmente, a

Leia mais

Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Rio de Janeiro/SASERJ. Tel/fax : 21-25333030 email: saserj@saserj.org.br WWW.saserj.org.

Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Rio de Janeiro/SASERJ. Tel/fax : 21-25333030 email: saserj@saserj.org.br WWW.saserj.org. Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Rio de Janeiro/SASERJ Rua Evaristo da Veiga 45, sala 1103/ Centro Tel/fax : 21-25333030 email: saserj@saserj.org.br WWW.saserj.org.br HISTÓRIA DO SASERJ:

Leia mais

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas BANCÁRIOS Uma História marcada por lutas e conquistas 1 932 18/04/1932 1ª Greve dos Bancários Iniciada em Santos, formada por funcionários do Banco Banespa que reivindicavam melhorias salariais e das condições

Leia mais

Que a referida Nota Técnica é composta por seis anexos, totalizando 271 páginas de denso conteúdo técnico;

Que a referida Nota Técnica é composta por seis anexos, totalizando 271 páginas de denso conteúdo técnico; São Paulo, 25 de Julho de 2003. Ilmo. Sr. José Mario Miranda Abdo MD Comissário Geral da Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL Brasília - DF Senhor Comissário, O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Novembro 2012 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO E OS TRABALHADORES Pulverizado, com uma grande concentração de empresas de pequeno porte - mais de 60% dos trabalhadores estão

Leia mais

A EVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO EXTERNO DIRETO (IED) NO BRASIL: 1995-2013 1 RESUMO

A EVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO EXTERNO DIRETO (IED) NO BRASIL: 1995-2013 1 RESUMO 1 A EVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO EXTERNO DIRETO (IED) NO BRASIL: 1995-2013 1 Cleidi Dinara Gregori 2 RESUMO Este artigo tem como objetivo analisar a evolução do investimento externo direto, também conhecido

Leia mais

TESE AO 7º CONGRESSO DO SINDPEFAETEC: SINDPEFAETEC INDEPENDENTE, CLASSISTA E DE LUTA PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA, DEMOCRÁTICA E DE QUALIDADE

TESE AO 7º CONGRESSO DO SINDPEFAETEC: SINDPEFAETEC INDEPENDENTE, CLASSISTA E DE LUTA PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA, DEMOCRÁTICA E DE QUALIDADE TESE AO 7º CONGRESSO DO SINDPEFAETEC: SINDPEFAETEC INDEPENDENTE, CLASSISTA E DE LUTA PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA, DEMOCRÁTICA E DE QUALIDADE Conjuntura Internacional A crise do capitalismo, iniciada

Leia mais

Sumário executivo. ActionAid Brasil Rua Morais e Vale, 111 5º andar 20021-260 Rio de Janeiro - RJ Brasil

Sumário executivo. ActionAid Brasil Rua Morais e Vale, 111 5º andar 20021-260 Rio de Janeiro - RJ Brasil Sumário executivo Mais de um bilhão de pessoas sofre com as consequências da inanição é mais que a população dos Estados Unidos, Canadá e União Européia juntas. Em julho desse ano, a reunião de cúpula

Leia mais

Plano de Negócios 2011-2015

Plano de Negócios 2011-2015 PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Companhia Aberta FATO RELEVANTE Plano de Negócios 2011-2015 Rio de Janeiro, 22 de julho de 2011 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras comunica que seu Conselho de Administração

Leia mais

Número 57 Novembro de 2007 REDUZIR A JORNADA DE TRABALHO É GERAR EMPREGOS DE QUALIDADE

Número 57 Novembro de 2007 REDUZIR A JORNADA DE TRABALHO É GERAR EMPREGOS DE QUALIDADE Número 57 Novembro de 2007 REDUZIR A JORNADA DE TRABALHO É GERAR EMPREGOS DE QUALIDADE Reduzir a jornada de trabalho é gerar empregos de qualidade O atual nível de desemprego e, sobretudo, seu caráter

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE MÃO DE OBRA TEMPORÁRIA PELO COMÉRCIO VAREJISTA

CONTRATAÇÃO DE MÃO DE OBRA TEMPORÁRIA PELO COMÉRCIO VAREJISTA CONTRATAÇÃO DE MÃO DE OBRA TEMPORÁRIA PELO COMÉRCIO VAREJISTA Pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil buscou avaliar o perfil de contratação de mão de obra temporária pelos varejistas para o final de

Leia mais

Projeto GLP Qualidade Compartilhada

Projeto GLP Qualidade Compartilhada Projeto GLP Qualidade Compartilhada Projeto RI Botijões Resistentes à Impacto - AUTORES - EDUARDO ROGERIO DOS SANTOS - DOUGLAS ROBERTO PEREIRA - EDUARDO MORAES DE CAMPOS Categoria: Produção PRÊMIO GLP

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

número 3 maio de 2005 A Valorização do Real e as Negociações Coletivas

número 3 maio de 2005 A Valorização do Real e as Negociações Coletivas número 3 maio de 2005 A Valorização do Real e as Negociações Coletivas A valorização do real e as negociações coletivas As negociações coletivas em empresas ou setores fortemente vinculados ao mercado

Leia mais

PDE não é discutido com Servidores da Educação

PDE não é discutido com Servidores da Educação EDITORIAL PDE não é discutido com Servidores da Educação O Governo lançou seu novo Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) com muito alarde na mídia, falando sobre os milhões que vai gastar para a melhoria

Leia mais

BOLETIM ECONÔMICO Novembro/2015

BOLETIM ECONÔMICO Novembro/2015 BOLETIM ECONÔMICO Novembro/2015 13º injetará R$ 173 bilhões na economia, diz Dieese. O pagamento do 13º salário injetará aproximadamente R$ 173 bilhões, quantia equivalente a R$ 2,9% do PIB, na economia

Leia mais

ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC

ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC 1 Sumário Executivo 1 - A China em África 1.1 - Comércio China África 2 - A China em Angola 2.1 - Financiamentos 2.2 - Relações Comerciais 3 - Características

Leia mais

SINDICATO NACIONAL DOS SERVIDORES FEDERAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA, PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

SINDICATO NACIONAL DOS SERVIDORES FEDERAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA, PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA ESCLARECIMENTOS SOBRE A CONTRA-PROPOSTA APRESENTADA PELA SETEC/MEC NO DIA 18/09/2015. Companheiros (as) do Sinasefe em todo o Brasil, a última Plena de nosso sindicato votou algumas importantes resoluções:

Leia mais

Marketing Educacional como manter e captar novos alunos

Marketing Educacional como manter e captar novos alunos Marketing Educacional como manter e captar novos alunos Baiard Guggi Carvalho Publicitário, consultor em marketing educacional e em tecnologia aplicada à educação N os dias de hoje, se perguntarmos para

Leia mais

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue:

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue: Brasília, 7 de setembro de 2015 Reunião com Ministério da Educação (MEC) e com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) realizada dia 04/09/2015 e Contraproposta da FASUBRA ao Governo Na

Leia mais

A Suzano e o Fomento na Bahia

A Suzano e o Fomento na Bahia A Suzano e o Fomento na Bahia Como é a atuação da Suzano na região? Fundada há 85 anos, a Suzano começou a produzir papel em 1940 e celulose em 1950 sempre abastecendo o mercado brasileiro e os de diversos

Leia mais

Resumo de Notícias. Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Telecomunicações e Operadoras de Mesas Telefônicas no Estado do Espírito Santo

Resumo de Notícias. Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Telecomunicações e Operadoras de Mesas Telefônicas no Estado do Espírito Santo Portal da CUT 21/01/2015 Papel da CUT e dos movimentos é combater retrocesso Para presidente da Central, apostar na derrubada da economia para conter inflação coloca em risco o emprego e as conquistas

Leia mais

s bandeiras de luta do movimento sindical atual, eu significado e importância para os trabalhadore

s bandeiras de luta do movimento sindical atual, eu significado e importância para os trabalhadore s bandeiras de luta do movimento sindical atual, eu significado e importância para os trabalhadore 40 HORAS SEMANAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL A luta pela redução da jornada acontece desde os primórdios do

Leia mais

1.6 Têxtil e Confecções. Diagnóstico

1.6 Têxtil e Confecções. Diagnóstico 1.6 Têxtil e Confecções Diagnóstico A indústria de artigos têxteis e confecções é marcada atualmente pela migração da produção em busca de mão-de-obra mais barata ao redor do mundo, facilitada pela baixa

Leia mais

Edição 39 (Março/2014)

Edição 39 (Março/2014) Edição 39 (Março/2014) Cenário Econômico: Governo atrasa pagamentos para melhorar situação fiscal Para tornar os dados de fevereiro melhores, governo atrasou os pagamentos às construtoras dos imóveis do

Leia mais

Expediente: Autor: Érika Andreassy Editor Responsável: Érika Andreassy Diagramação: Érika Andreassy Abril/ 2012 2

Expediente: Autor: Érika Andreassy Editor Responsável: Érika Andreassy Diagramação: Érika Andreassy Abril/ 2012 2 A mulher no mercado de trabalho e na organização sindical Expediente: Produzido pelo Instituto Latinoamericano de Estudos Socioeconômicos. Praça Padre Manuel da Nóbrega, 16-4º andar. Sé - São Paulo SP.

Leia mais

História do vidro no Brasil

História do vidro no Brasil História do vidro no Brasil A fabricação do vidro brasileiro teve seu início após a Revolução de 30, liderada por Getúlio Vargas, e foi intensificada pela conjuntura mundial da época centralizada nos problemas

Leia mais

2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES

2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, desenvolvimento da comunidade e formação de jovens fazem parte da história do Instituto.

Leia mais

PETRÓLEO E GÁS NATURAL

PETRÓLEO E GÁS NATURAL PANORAMA DOS MERCADOS DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL NO BRASIL E NO MUNDO* Ivan Magalhães Júnior** * Novembro de 2004. ** Engenheiro da Área de Planejamento do BNDES. PETRÓLEO E GÁS NATURAL Resumo O objetivo

Leia mais

Resumo de Notícias. Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Telecomunicações e Operadoras de Mesas Telefônicas no Estado do Espírito Santo

Resumo de Notícias. Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Telecomunicações e Operadoras de Mesas Telefônicas no Estado do Espírito Santo 27/11/2014 - Teletime Rezende alerta que se escolherem ir à Justiça, teles saem perdendo O presidente da Anatel, conselheiro João Rezende, afirmou nesta quinta, 27, que a agência não concorda com a tese

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 0

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 0 S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 0 BANCÁRIOS. Com data-base em 1º de setembro, A Federação Nacional dos Bancos FENABAN objetivando a renovação da convenção coletiva de trabalho ofereceu

Leia mais

Vito Carrieri. Venda Mais e Melhor conhecendo os 5C s dos Custos

Vito Carrieri. Venda Mais e Melhor conhecendo os 5C s dos Custos b Vito Carrieri Venda Mais e Melhor conhecendo os 5C s dos Custos O setor hoje em dia Grande concorrência Pequenas serralherias às vezes fazem preço de venda muito baixo Grande aumento no uso da informática

Leia mais

Release de Resultados 3T14. 22 de outubro de 2014

Release de Resultados 3T14. 22 de outubro de 2014 Release de Resultados 3T14 22 de outubro de 2014 Ressalvas As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da Administração

Leia mais

Carlos Pio. O Brasil está preparado para atender a um novo cenário de demanda?

Carlos Pio. O Brasil está preparado para atender a um novo cenário de demanda? As Novas Perspectivas do Mercado Internacional O Brasil está preparado para atender a um novo cenário de demanda? Carlos Pio Professor, UnB (Economia Política Int l) Sócio, Augurium (Risco Político) 1

Leia mais

Diagramação: Jornalista/Giovanni Castro. Capa e ilustração: Joaquim Monteiro. Tiragem: 5.000 exemplares. Impressão: Qualitá Gráfica Editora

Diagramação: Jornalista/Giovanni Castro. Capa e ilustração: Joaquim Monteiro. Tiragem: 5.000 exemplares. Impressão: Qualitá Gráfica Editora 1 CARTILHA-DEFINITIVA-OK.indd 1 15/09/2013 13:00:44 Diagramação: Jornalista/Giovanni Castro Capa e ilustração: Joaquim Monteiro Tiragem: 5.000 exemplares Impressão: Qualitá Gráfica Editora 2 CARTILHA-DEFINITIVA-OK.indd

Leia mais

O mercado monetário. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Os mercados financeiros são subdivididos em quatro categorias (ASSAF NETO, 2012):

O mercado monetário. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Os mercados financeiros são subdivididos em quatro categorias (ASSAF NETO, 2012): O mercado monetário Prof. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br Blog: www.marcoarbex.wordpress.com Os mercados financeiros são subdivididos em quatro categorias (ASSAF NETO, 2012): Mercado Atuação

Leia mais

Sexta-feira, 30 de Agosto de 2013. DESTAQUES

Sexta-feira, 30 de Agosto de 2013. DESTAQUES DESTAQUES Preocupações com Síria e OGX travam Bovespa Ajuste no Ibovespa favorece OGX Executivo da Ambev vê demanda crescente Sabesp fecha acordo com prefeitura de Diadema Estácio negocia aquisição da

Leia mais

Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar

Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar Porto Alegre. 21 de maio de 2015. Edição 008 Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar Dia 20 de maio de 2015 vai ficar marcado de maneira muito positiva para

Leia mais

INDICADORES ECONÔMICO-FISCAIS

INDICADORES ECONÔMICO-FISCAIS GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA - SEF DIRETORIA DE PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO DIOR NOTA EXPLICATIVA: A DIOR não é a fonte primária das informações disponibilizadas neste

Leia mais

Desafios para o planejamento e a regulação do mercado de biocombustíveis

Desafios para o planejamento e a regulação do mercado de biocombustíveis VIII CBPE Congresso Brasileiro de Planejamento Energético Curitiba, agosto de 2012 Mesa Redonda: Fronteiras agro-energéticas Desafios para o planejamento e a regulação do mercado de biocombustíveis L.

Leia mais

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Estruturas de mercado UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Texto para Discussão 1 De acordo com a natureza do mercado em que estão inseridas, as empresas deparam-se com decisões políticas diferentes,

Leia mais

Proposição de Padrões de Emissão para Fontes Fixas Existentes de Alumínio Primário. Subgrupo Alumínio Primário

Proposição de Padrões de Emissão para Fontes Fixas Existentes de Alumínio Primário. Subgrupo Alumínio Primário Proposição de Padrões de Emissão para Fontes Fixas Existentes de Alumínio Primário Subgrupo Alumínio Primário rio - Fontes Fixas 7ª Reunião do GT Fontes Fixas do Conama 23 e 24 de setembro de 2010 Subgrupo

Leia mais

A TERCEIRIZAÇÃO NOS BANCOS 5

A TERCEIRIZAÇÃO NOS BANCOS 5 A TERCEIRIZAÇÃO NOS BANCOS 5 Como a maioria das empresas, os bancos terceirizam para cortar custos fixos e preservar suas elevadíssimas margens de lucro e rentabilidade. O lucro líquido dos maiores bancos

Leia mais

Conjuntura Global Dá uma Guinada Rumo ao Desenvolvimento

Conjuntura Global Dá uma Guinada Rumo ao Desenvolvimento Volume 11, Number 4 Fourth Quarter 2009 Conjuntura Global Dá uma Guinada Rumo ao Desenvolvimento As economias pelo mundo estão emergindo da recessão, embora em diferentes velocidades. As economias em desenvolvimento

Leia mais

Eixo Anhanguera-Bandeirantes virou polo lean, diz especialista

Eixo Anhanguera-Bandeirantes virou polo lean, diz especialista Eixo Anhanguera-Bandeirantes virou polo lean, diz especialista Robson Gouveia, gerente de projetos do Lean Institute Brasil, detalha como vem evoluindo a gestão em empresas da região O eixo Anhanguera

Leia mais

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 Senhor acionista e demais interessados: Apresentamos o Relatório da Administração e as informações

Leia mais

CARTA ABERTA EM DEFESA DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

CARTA ABERTA EM DEFESA DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA CARTA ABERTA EM DEFESA DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA O Fórum das universidades públicas participantes do PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA vem, por meio desta, defender

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DO RECIFE

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DO RECIFE OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DO RECIFE RELATÓRIO DO PROCESSO DE DIÁLOGO SOCIAL COM OS CONSELHEIROS DA COMISSÃO MUNICIPAL DE EMPREGO DO RECIFE Contrato de Prestação de Serviços Nº 123 Prefeitura do Recife /

Leia mais

Capitalismo na China é negócio de Estado e no Brasil é negócio de governo*

Capitalismo na China é negócio de Estado e no Brasil é negócio de governo* Capitalismo na China é negócio de Estado e no Brasil é negócio de governo* Carlos Sidnei Coutinho** Cenário Mundial na primeira década do século XXI Os Estados soberanos se destacam como garantidores,

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 09.12.2015

C L I P P I N G DATA: 09.12.2015 C L I P P I N G DATA: 09.12.2015 DESTAQUE: Empresários protestam contra o projeto que prevê fim do PIS/Cofins Para o setor produtivo, haverá, na prática, aumento de tributo. Governo afirma que proposta

Leia mais

Você busca mais visibilidade para sua Marca? Plano de Patrocínio

Você busca mais visibilidade para sua Marca? Plano de Patrocínio Você busca mais visibilidade para sua Marca? Plano de Patrocínio Um mundo de oportunidades espera por você! Seja um patrocinador da ExpoCatólica 2015 Traga sua Marca para a maior Feira do segmento Católico

Leia mais

Matemática. Apostila. Prof. Pedro. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.

Matemática. Apostila. Prof. Pedro. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM. Matemática Apostila Prof. Pedro UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS

Leia mais

Resolução Sindical sobre Trabalho e Meio Ambiente

Resolução Sindical sobre Trabalho e Meio Ambiente Resolução Sindical sobre Trabalho e Meio Ambiente Reunidos na 2 Assembleia Sindical sobre Trabalho e Meio Ambiente, no Rio de Janeiro, Brasil, de 11 a 13 de junho de 2012, organizada por Sustainlabour,

Leia mais

Waste Lab. Development Standards) e são compostos

Waste Lab. Development Standards) e são compostos Waste Lab 1 Waste Lab Inicialmente era designada como área de resíduos, mas hoje em dia é conhecido como laboratório. Estamos a falar da gestão de resíduos do CascaiShopping, centro comercial da Sonae

Leia mais

Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 1996/97 a 2010/11

Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 1996/97 a 2010/11 Céleres Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 199/97 a 2010/11 O CASO DO ALGODÃO GENETICAMENTE MODIFICADO O CASO DO MILHO GENETICAMENTE MODIFICADO O CASO DA SOJA TOLERANTE A HERBICIDA

Leia mais

PROPOSTAS PARA O COMBATE À ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO

PROPOSTAS PARA O COMBATE À ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO PROPOSTAS PARA O COMBATE À ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO 2 PROPOSTAS PARA O COMBATE À ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO Nos últimos anos, várias medidas adotadas

Leia mais

Prospecção de demanda de trabalhadores para a infraestrutura

Prospecção de demanda de trabalhadores para a infraestrutura 1 Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base Prospecção de demanda de trabalhadores para a infraestrutura Colóquio Tendências e Desafios da Formação de Trabalhadores para o Desenvolvimento

Leia mais

FICHA BIBLIOGRÁFICA. Título: Perfil da Mulher Metalúrgica do ABC. Autoria: Subseção DIEESE/Metalúrgicos do ABC

FICHA BIBLIOGRÁFICA. Título: Perfil da Mulher Metalúrgica do ABC. Autoria: Subseção DIEESE/Metalúrgicos do ABC FICHA BIBLIOGRÁFICA Título: Perfil da Mulher Metalúrgica do ABC Autoria: Subseção DIEESE/Metalúrgicos do ABC Equipe técnica responsável: Fausto Augusto Junior; Zeíra Mara Camargo de Santana; Warley Batista

Leia mais

ELEIÇÕES 2008 A RELAÇÃO ENTRE VEREADORES, ADMINISTRAÇÕES PETISTAS E O MOVIMENTO SINDICAL SUGESTÕES

ELEIÇÕES 2008 A RELAÇÃO ENTRE VEREADORES, ADMINISTRAÇÕES PETISTAS E O MOVIMENTO SINDICAL SUGESTÕES ELEIÇÕES 2008 A RELAÇÃO ENTRE VEREADORES, ADMINISTRAÇÕES PETISTAS E O MOVIMENTO SINDICAL 1) INTRODUÇÃO SUGESTÕES Ao longo dos seus vinte e oito anos e com a experiência de centenas de administrações que

Leia mais

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3 Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3 A pequena empresa é um mercado massivo em importante crescimento, que alcançou uma maturidade em termos de oportunidade

Leia mais

PAINEL. US$ Bilhões. nov-05 0,8 0,7 0,6 0,5 0,4 0,3 0,2 0,1

PAINEL. US$ Bilhões. nov-05 0,8 0,7 0,6 0,5 0,4 0,3 0,2 0,1 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior ASSESSORIA ECONÔMICA PAINEL PRINCIPAIS INDICADORES DA ECONOMIA BRASILEIRA Número 68 1 a 15 de fevereiro de 211 ANÚNCIOS DE INVESTIMENTOS De

Leia mais

Seja um Profissional em Energia Solar

Seja um Profissional em Energia Solar Seja um Profissional em Energia Solar Nós, da Blue Sol, acreditamos no empoderamento de todos os consumidores de energia elétrica no Brasil através da possibilidade de geração própria da energia consumida.

Leia mais

PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO SETOR PRIVADO O GRUPO BID

PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO SETOR PRIVADO O GRUPO BID PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO SETOR PRIVADO O GRUPO BID SOBRE O BID CONTATE-NOS Vice-Presidência para o Setor Privado e Operações sem Garantia Soberana Banco Interamericano de Desenvolvimento

Leia mais

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES RESOLUÇÕES A Direção Nacional da CUT, reunida em Brasília no dia 05 de março de 2015, após avaliar a gravidade conjuntura nacional por ocasião da abertura do 12º CONCUT, aprovou como resolução o chamamento

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

24/2/2016. Miguel Bahiense Presidente

24/2/2016. Miguel Bahiense Presidente 24/2/2016 Miguel Bahiense Presidente INTRODUÇÃO Comparação de produtos e processos baseada na avaliação do ciclo de vida (ACV) - NBR ISO 14040; Ferramenta desenvolvida pela BASF; Aspectos ambientais e

Leia mais

Release de Resultados 2T14. 30 de julho de 2014

Release de Resultados 2T14. 30 de julho de 2014 Release de Resultados 2T14 30 de julho de 2014 Ressalvas As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da Administração

Leia mais

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO Nome da Empresa: Sapatos e Bolsas BACANAS. Razão Social: Sócios: Endereço: Fone/Fax: Pessoa para Contato: CEP: ETAPA 2 DESCRIÇÃO GERAL DO NEGÓCIO O que a empresa

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 1

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 1 S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 1 DESTILARIAS. Com data-base em 1º de maio, as 13 usinas de álcool da região de Ribeirão Preto, englobando aproximadamente 4.500 trabalhadores, renovou

Leia mais

PLATAFORMA OPERÁRIA E CAMPONESA DE ENERGIA

PLATAFORMA OPERÁRIA E CAMPONESA DE ENERGIA PLATAFORMA OPERÁRIA E CAMPONESA DE ENERGIA Brasília, 24 de Agosto de 2010. PLATAFORMA OPERÁRIA E CAMPONESA DE ENERGIA Ao Povo Brasileiro e às organizações do campo e da cidade A questão energética, na

Leia mais

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org/ sintetel@sintetel.org.

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org/ sintetel@sintetel.org. Mundo Sindical SÃO PAULO (SP): TRABALHADORES DO TELEATENDIMENTO COMPÕEM PAUTA DE REIVINDICAÇÕES Os trabalhadores do setor de teleatendimento compuseram a Pauta de Reivindicações para a Convenção Coletiva

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas sexta-feira, 13 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 139,70 0,00 0,00-0,55 SET13 116,25 116,10 115,75-0,20

Leia mais

Sob as lentes de. Cristina Buzatto

Sob as lentes de. Cristina Buzatto Sob as lentes de Cristina Buzatto O Laboratório Technopark completou dois anos de operação em abril de 2011, uma das primeiras grandes investidas da Essilor neste setor, no Brasil. Falamos com Cristina

Leia mais

Nota Técnica Número 03 fevereiro 2013

Nota Técnica Número 03 fevereiro 2013 SINDIFERN Nota Técnica Número 03 fevereiro 2013 Arrecadação de ICMS no Estado do Rio Grande do Norte: uma análise da evolução em anos recentes Introdução O presente estudo dedica-se a informação e análise

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET CURITIBA 2014 MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET Monografia

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais