LÓGICAS ESPACIAIS DAS EMPRESAS FRANQUEADAS DO RAMO COMERCIAL DE CONFECÇÕES E CALÇADOS: CIDADES MÉDIAS E CONSUMO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LÓGICAS ESPACIAIS DAS EMPRESAS FRANQUEADAS DO RAMO COMERCIAL DE CONFECÇÕES E CALÇADOS: CIDADES MÉDIAS E CONSUMO"

Transcrição

1 LÓGICAS ESPACIAIS DAS EMPRESAS FRANQUEADAS DO RAMO COMERCIAL DE CONFECÇÕES E CALÇADOS: CIDADES MÉDIAS E CONSUMO Ariane Barilli de Mattos Graduação em Geografia Faculdade de Ciências e Tecnologia Orientadora: Maria Encarnação Beltrão Sposito Professora Doutora dos cursos de graduação e pós-graduação-faculdade de Ciências e Tecnologia INTRODUÇÃO Esta pesquisa voltou-se ao estudo do sistema de franquias para compreender o seu funcionamento e como ele tem transformado a estrutura e as escolhas das empresas de pequenos, médios e grandes empresários que entram nesse ramo, redefinindo suas lógicas espaciais. A análise visou contemplar a apreensão das transformações que esta nova modalidade de organização da atividade comercial têm gerado sobre o espaço urbano, reestruturando e levando à homogeneização, nunca completa, das práticas de consumo, que requerem em e reproduzem práticas espaciais. Esta proposta de pesquisa de iniciação científica está vinculada ao Projeto Temático Lógicas econômicas e práticas espaciais contemporâneas: cidades médias e

2 consumo, que se volta ao estudo de seis cidades médias, entre as quais selecionamos São José do Rio Preto e Presidente Prudente para esta pesquisa. Tais cidades foram analisadas por meio do sistema de franquia em duas escalas diferentes que se articulam e se co-determinam a intraurbana e a interurbana, no que tange ao consumo, aos deslocamentos que gera, à conformação de novas centralidades e reforço das existentes e às práticas espaciais associadas a elas. A escolha da temática vinculada ao sistema de franquias deveu-se à grande expansão desta forma de organização da atividade comercial, no decorrer dos anos, seu rápido crescimento e sua existência multiescalar, ou seja, empresas que operam desde as escalas locais até as globais. Este fato ofereceu elementos para se repensar a posição das cidades médias na divisão interurbana do trabalho, tanto quanto suas interações espaciais em escalas geográficas mais amplas. A evolução desta forma de organização das empresas é algo marcante no atual mundo globalizado e pode ser observada na figura 1, pelo rápido crescimento ocorrido entre 2001 e 2011.

3 Figura 1 - Evolução do número de unidades de franquias no Brasil entre os anos de 2001 e Fonte: ÀBF - Associação Brasileira de Franchising (2012). OBJETIVOS Objetivo geral: Compreender a escolha locacional das franquias do ramo de confecções e calçados nas cidades médias, como Presidente Prudente e São José do Rio Preto, e analisar sua influência na estrutura espacial destas cidades e em suas articulações interurbanas.

4 Objetivos específicos: Analisar: as dinâmicas que atraem a instalação das franquias nestas cidades, relacionando-as com a centralidade interurbana que exercem; as escolhas locacionais das franquias, considerando-se a centralidade intraurbana; a relação franqueador-franqueado, no ramo de confecções e calçados, avaliando as formas de articulação entre os maiores e os menores capitais; a relação franqueador-franqueado, no ramo de confecções e calçados, avaliando as escalas espaciais em articulação, tendo em vista a origem e o destino dos produtos e serviços. METODOLOGIAS O desenvolvimento da metodologia da presente pesquisa esteve orientada por um conjunto de questões: Qual a origem ou a fonte da centralidade? Está na possibilidade de minimizarem o tempo gasto e os desgastes e custos associados aos deslocamentos espaciais dos seres humanos? Em que medida as escolhas locacionais das empresas de franquias reforçam esta lógica ou a redefinem? De que modo os citadinos modificam seus hábitos de uso e apropriação do espaço urbano? Como organizam seu tempo cotidiano destinado ao consumo de bens e serviços à medida que as empresas mudam suas estratégias espaciais e, muitas vezes, geram novas centralidades? Por outro lado, como tais empresas buscam captar os valores e interesses dos consumidores, no período contemporâneo, ajustando suas formas de intervenção espacial e atendendo as possibilidades de uso cotidiano do tempo dos que pretendem

5 atrair para seus mercados? Como as práticas espaciais dos consumidores que dispõem de transporte individual se diferenciam daqueles que continuam a usar o transporte coletivo, no que tange ao acesso maior ou menos aos estabelecimentos comerciais associados às franquias? Elas orientam uma relação de procedimentos que deverão ser pormenorizados, na primeira etapa da pesquisa. 1) Levantamento bibliográfico sobre o tema e leituras, com base na seleção das palavras chave centrais, para o desenvolvimento da pesquisa; 2) Montagem de tabelas dos shopping centers e do centro de Presidente Prudente e de São José do Rio Preto com as empresas que possuem franqueados na cidade e sistematização das informações obtidas no site da ABF (Associação Brasileira de Franchising),segundo: Nome da franquia, Ramo, Número de lojas próprias, Número de unidades franqueadas, Dimensão mínima, Dimensão máxima, Ano de fundação, Ano de origem, Ano de funcionamento do SF, Taxa de franquias e Investimento inicial.; 3) Trabalhos de campo nas cidades de Presidente Prudente e São José do Rio Preto para o levantamento das franquias que estão presentes no centro e nos shopping centers; 4) Verificação nos sites das empresas das cidades onde estão seus franqueados, buscando verificar o ano das implantações e a localização urbana delas; 5) Complementação das informações por telefone, correio eletrônico ou tradicional; 6) Busca de informações complementares relativas à localização das lojas, pelo Google Earth, ou por meio de trabalhos de campo; 7) Representação cartográfica dos dados na escala da rede urbana e na escala das cidades estudadas; 8) Análise das lógicas espaciais, procurando distinguir as empresas, segundo os critérios utilizados para a sistematização das informações; 9) Participação nas reuniões de trabalho da equipe e nos workshops que ocorreram durante o desenvolvimento da pesquisa a que se associa esta solicitação;

6 10) Elaboração de roteiros de entrevista com franqueador e com franqueado; 11) Trabalhos de campo em Presidente Prudente e São José do Rio Preto para realização das entrevistas; 12) Transcrição das entrevistas; 13) Análise dos resultados; 14) Apresentação dos resultados da pesquisa na Semana da Geografia da Unesp, Campus de Presidente Prudente e apresentação no Congresso de Iniciação Científica da Unesp. 15) Elaboração do Relatório Científico. RESULTADOS DA PESQUISA A presente pesquisa foi concluída após o período de um ano, iniciada no mês de junho de 2013 e concluída no mês de maio de A pesquisa permitiu concluir que a maior parte das franquias busca se localizar nos shopping centers. Esses espaços atraem grande fluxo de pessoas e uma clientela com maior poder aquisitivo e, dessa forma, maior poder de escolha para realizar o consumo. Além disso, a maioria das franquias localizadas nas cidades médias é associada a franqueadoras que operam em escala nacional e são de grande porte. A escolha locacional dessas empresas pelas grandes cidades e pelas cidades médias consiste no fato de que nesses lugares há um fluxo maior de pessoas, o que indica a presença de consumidores. Há ainda a concentração de capital, além de atividades comerciais e de serviços, ou seja, já existe toda uma infraestrutura no local. Além disso, a presença nos shopping centers é muito atrativa, pois são eles os locais de preferência para instalação destes tipos de empresas comerciais. Todos esses fatores servem como forma de atração para essas empresas, visto que os investimentos feitos para ser franqueado são elevados e exigem, portanto, um potencial de retorno elevado. Assim, a escolha espacial é fator fundamental neste processo.

7 O fato das franquias se localizarem em centros das cidades e, principalmente, em shopping centers, torna-se mais um fator responsável por atrair fluxo de pessoas, de capital e de mercadorias, ou seja, elas geram e reforçam a centralidade. A centralidade reforçada e, por vezes, redefinida por estas empresas é de caráter intra e interurbano. A pesquisa realizada permitiu observar que nas duas cidades estudadas é muito marcante o fluxo de pessoas advindas das cidades vizinhas a elas para consumir no centro e nos shopping centers. A clientela que consome mercadorias fornecidas pelas franquias é bem diversa, ou seja, pessoas de maior poder aquisitivo consomem mais, com mais frequência e naquelas áreas que são servidas por empresas que se voltam aos segmentos mais altos, no caso as que estão localizadas nos shopping centers que são responsáveis por atrair a classe mais alta. As pessoas de menor poder aquisitivo consomem menos, com menos frequência e naquelas que oferecem produtos com menor preço, no caso as que estão localizadas no centro da cidade e nos shopping centers que são responsáveis por atrair a classe mais baixa. O centro possui uma clientela mais popular e, sendo assim, com menor poder de compra. Esse fato se mostra muito pouco atraente na escolha locacional das franquias. Com base nas tabelas elaboradas no decorrer da pesquisa, foi possível observar que a maior parte das marcas que hoje são empresas franqueadas possui muito mais unidades franqueadas do que unidades próprias. Essas empresas veem as unidades franqueadas como algo positivo, pois permitem expandir a marca, a empresa e o lucro pelos mais diversos lugares do país e até mesmo no exterior. As entrevistas permitiram observar que muitas das franquias do ramo comercial e de calçados possuem um nome muito forte e, por isso, as marcas são muito conhecidas e as mercadorias muito consumidas pela população. As entrevistas permitiram observar também que o franqueador e o franqueado possuem uma boa relação e estão sempre em contato. Porém, o contato do franqueado é muito maior e mais próximo com o supervisor e/ou consultor das lojas franqueadas. O supervisor costuma fazer visitas em cada uma das unidades para observar todo o seu funcionamento, se as franquias estão seguindo as regras e o padrão definido pelo franqueado, como obedecendo à cor, tamanho, disposição das mercadorias, organização da vitrine etc., se os vendedores estão fazendo

8 um bom atendimento aos consumidores, se as metas estão sendo cumpridas entre outras coisas. Foi possível ainda compreender, através das entrevistas, que a relação entre franqueador-franqueado e entre franqueado-supervisor está baseada em todo um suporte e treinamentos oferecidos pelo franqueador e/ou supervisor, visitas, s, contatos em ligações telefônicas e relatórios, sejam eles diários, semanais ou mensais. Além disso, pode-se concluir que há uma interação entre escalas na relação franqueadorfranqueado, ou seja, o franqueador e a empresa matriz atuam em escala internacional ou nacional e o franqueado, em sua maioria, atua em escala local através da unidade franqueada que ele instala em determinada cidade. Através das entrevistas, entendeu-se que as unidades franqueadas possuem diversas obrigações, ou seja, devem seguir um conjunto de normas e regras, portanto, devem se orientar por certo padrão. Esse padrão é determinado pelo franqueador e o franqueado deve estar consciente dele e deve segui-lo conforme foi combinado a partir de contratos. O padrão das unidades é muito bem definido: cor da loja, tamanho, layout, preços tabelados, som ambiente, cheiro da loja, disposição de tudo o que estiver dentro da unidade e até mesmo das mercadorias, manequim, vitrine etc. Os próprios entrevistados definiram esse conjunto de normas e regras e, portanto, esse padrão que as empresas franqueadas possuem como algo que determina, define e caracteriza uma franquia. Segundo os entrevistados, as lojas recebem toda orientação do franqueador e do supervisor. Sendo assim, o dono da marca oferece todo o suporte necessário às unidades franqueadas. As entrevistas permitiram entender que as franquias determinam as relações entre franqueador-franqueado, principalmente, pela utilização de um sistema que é criado, ou seja, um sistema na forma digital que recebe e envia todos os relatórios das unidades franqueadas para o franqueador. As entrevistas permitiram notar também que hoje as franquias não possuem mais um perfil socioeconômico específico de seus clientes. Atualmente, as franquias estão passando por um momento de maior popularização o que possibilitou um maior acesso das pessoas as suas mercadorias. O processo de maior popularização das franquias está muito atrelado e é destacado também pelos entrevistados pela questão do grande

9 aumento do pagamento das compras com o cartão de crédito, o que permite que as pessoas consumam os produtos mesmo não possuindo o capital naquele momento para pagar por eles, ou seja, fazem o parcelamento das compras. A clientela não é mais especificada por idade e sexo também. Além disso, a clientela dessas unidades não se limita mais ao espaço e escala intraurbanos e sim relacionam e interagem as escalas intraurbanas e interurbanas. Dessa forma, os clientes dessas lojas são provenientes dos mais diversos bairros da cidade (maior popularização da marca) e de muitas das cidades vizinhas. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CORRÊA, Roberto Lobato. O espaço urbano. São Paulo: Editora Ática, DISPERATI, J.T.L. Uma Visão Crítica dos Processos de Difusão de Inovação Hierárquica e Espacial Empresarial na Determinação do Crescimento do Sistema Urbano. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA URBANA, 4., 1995, Fortaleza. Anais... Fortaleza, p FERREIRA, I.C. O Lugar e as Novas Formas de Interação Sócio-espacial. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA URBANA, 4., 1995, Fortaleza. Anais... Fortaleza, p ORTIGOZA, S.A.G. O Lugar das Franquias na Cidade. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA URBANA, 4, 1995, Fortaleza. Anais... Fortaleza, p S.A.G. As franquias e as novas estratégias do comércio urbano no Brasil f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 1996.

10 RETONDAR, A. M.Sociedade de consumo, modernidade e globalização. Paulo/Campina Grande: ANNABLUME/EDUFCG, v p. São SALGUEIRO, T. B. Do comércio à distribuição: roteiro de uma mudança. Oeiras: Celta Editora, SILVA, M.G. Shopping Center, Novo Equipamento Para o Consumo, a Sociabilidade Urbana e o Lazer: impactos sócio-culturais e espaciais de sua implantação em Belém-PA. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA URBANA, 4., 1995, Fortaleza. Anais... Fortaleza, p SOUZA, M. L. O que faz de uma cidade uma cidade? ABC do desenvolvimento urbano. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005, p M. L. de. Práticas espaciais. In:. Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. Rio de Janeiro: Bertrand, p SPOSITO, M.E.B. (org.). As cidades médias e os contextos econômicos contemporâneos. In: SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão (org.). Urbanização e cidades: perspectivas geográficas. Presidente Prudente, 2001, p M.E.B. A gestão do território e as diferentes escalas da centralidade urbana. Território, Rio de Janeiro, ano 3, n. 4, p , 1998.

11 . M.E.B. Centros e centralidades no Brasil. In: FERNANDES, J.A.V.R.; SPOSITO, M.E.B. A nova vida do velho centro nas cidades portuguesas e brasileiras. CEGOT, 2012, p M.E.B. O centro e as formas da centralidade urbana. Revista de Geografia. São Paulo, v.10, p.1-18, VARGAS, HelianaComin. O comércio e os serviços varejistas: principais agentes e sua inserção urbana.geousp, São Paulo, v. 8, p , A. M. Inovações tecnológicas, mudanças nos padrões locacionais e na configuração da centralidade em cidades médias. Scripta Nova, Barcelona, v. XI., p. 24, A.M. Shopping Centers: Novas Relações Entre A Atividade Comercial e O Espaço Urbano. In: V Encontro Nacional da ANPUR, 1993, BELO HORIZONTE. Encontro Nacional de Anpur, 5. Belo Horizonte: ANPUR, v. 2. p

LÓGICAS ESPACIAIS DAS EMPRESAS FRANQUEADAS DO RAMO COMERCIAL DE CONFECÇÕES E CALÇADOS: CIDADES MÉDIAS E CONSUMO 1

LÓGICAS ESPACIAIS DAS EMPRESAS FRANQUEADAS DO RAMO COMERCIAL DE CONFECÇÕES E CALÇADOS: CIDADES MÉDIAS E CONSUMO 1 CAMINHOS DE GEOGRAFIA - revista online http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/ ISSN 1678-6343 Instituto de Geografia UFU Programa de Pós-graduação em Geografia LÓGICAS ESPACIAIS DAS EMPRESAS

Leia mais

Processo de seleção de bolsista de pós-doutorado

Processo de seleção de bolsista de pós-doutorado Projeto temático: Lógicas econômicas e práticas espaciais contemporâneas: cidades médias e consumo Processo de seleção de bolsista de pós-doutorado Plano de trabalho: A sociedade do consumo nas cidades

Leia mais

Motivos de transferência do negócio por parte dos franqueados

Motivos de transferência do negócio por parte dos franqueados Motivos de transferência do negócio por parte dos franqueados Por Maria Teresa Somma Com o intuito de entender os motivos que levam franqueados a transferir o seu negócio, foi realizada uma pesquisa exploratória

Leia mais

o que funciona para você?

o que funciona para você? safranquias começar um negócio do zero ou aproveitar uma franquia? o que funciona para você? um modelo mais robusto ou mais enxuto? uma marca nova? uma marca de mais tempo? o mercado de moda? de alimentação?

Leia mais

CENTRALIDADE POLINUCLEADA: UMA ANÁLISE DOS SUBCENTROS POPULARES DE GOIÂNIA O CASO DO SETOR CAMPINAS

CENTRALIDADE POLINUCLEADA: UMA ANÁLISE DOS SUBCENTROS POPULARES DE GOIÂNIA O CASO DO SETOR CAMPINAS CENTRALIDADE POLINUCLEADA: UMA ANÁLISE DOS SUBCENTROS POPULARES DE GOIÂNIA O CASO DO SETOR CAMPINAS Flavia Maria de Assis Paula 1,3 Elaine Alves Lobo Correa 2,3 José Vandério Cirqueira Pinto 2,3 RESUMO

Leia mais

AS AÇÕES DAS FRANQUIAS NA PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO DE PEQUENAS CIDADES

AS AÇÕES DAS FRANQUIAS NA PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO DE PEQUENAS CIDADES AS AÇÕES DAS FRANQUIAS NA PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO DE PEQUENAS CIDADES KARLISE KLAFKE 1 Resumo: O artigo leva a compreensão da produção do espaço urbano em pequenas cidades no período atual, com base

Leia mais

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI Como pode cair no enem A desconcentração industrial verificada no Brasil, na última década, decorre, entre outros fatores,

Leia mais

Pós Graduação em Gestão de Franquias

Pós Graduação em Gestão de Franquias Pós Graduação em Gestão de Franquias Público - alvo Indicado para profissionais, gestores, consultores e empreendedores ligados direta e indiretamente com negócios de franchising. Objetivo do Curso Preparar

Leia mais

A CENTRALIDADE CRIADA PELO COMÉRCIO ATACADISTA DE CIANORTE - MUDANÇAS NO PERÍODO 2011/2013

A CENTRALIDADE CRIADA PELO COMÉRCIO ATACADISTA DE CIANORTE - MUDANÇAS NO PERÍODO 2011/2013 1 A CENTRALIDADE CRIADA PELO COMÉRCIO ATACADISTA DE CIANORTE - MUDANÇAS NO PERÍODO 2011/2013 INTRODUÇÃO Karina Biasi Pina Acadêmica - Geografia - UNESPAR/Fafipa karinabiasi@hotmail.com Gilmar Aparecido

Leia mais

Como começar? Entender qual é o seu trabalho

Como começar? Entender qual é o seu trabalho cadun Como começar? Como começar? Entender qual é o seu trabalho Como começar? Entender qual é o seu trabalho - Vender Franquia e Micro Franquia Como começar? Entender qual é o seu trabalho - Vender Franquia

Leia mais

primeira etapa você será avaliado pelo franqueador. uma vez aprovado, as condições comerciais serão negociadas para sua entrada no shopping.

primeira etapa você será avaliado pelo franqueador. uma vez aprovado, as condições comerciais serão negociadas para sua entrada no shopping. fale conosco sabemos quais marcas desejam novos franqueados nos shoppings: praia da costa, mestre álavro, montserrat, moxuara, shopping da ilha, shopping rio poty shopping ananindeua, shopping dutra. você

Leia mais

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO Nome da Empresa: Sapatos e Bolsas BACANAS. Razão Social: Sócios: Endereço: Fone/Fax: Pessoa para Contato: CEP: ETAPA 2 DESCRIÇÃO GERAL DO NEGÓCIO O que a empresa

Leia mais

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo - Pesquisa

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo - Pesquisa PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO Resumo Executivo - Pesquisa 1 Apresentação O CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço, no ano em que completa 10 anos de atividades, e a ABCEM Associação

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Consumidor Expectativas para o Natal 2014

Pesquisa de Opinião do Consumidor Expectativas para o Natal 2014 A área de Estudos Econômicos do Sistema Fecomércio MG realizou esta pesquisa com o objetivo de traçar um quadro sobre o possível comportamento do consumidor no Natal 2014. Trata-se de um instrumento capaz

Leia mais

8. AS EQUIPES VIRTUAIS PROMOVENDO VANTAGENS COMPETITIVAS NA BUNGE FERTILIZANTES S/A

8. AS EQUIPES VIRTUAIS PROMOVENDO VANTAGENS COMPETITIVAS NA BUNGE FERTILIZANTES S/A 8. AS EQUIPES VIRTUAIS PROMOVENDO VANTAGENS COMPETITIVAS NA BUNGE FERTILIZANTES S/A Adriane Hartman Fábio Gomes da Silva Dálcio Roberto dos Reis Luciano Scandelari 1 INTRODUÇÃO Este artigo pretende mostrar

Leia mais

Estudo de Caso 2 O CASO HIME. Introdução

Estudo de Caso 2 O CASO HIME. Introdução Estudo de Caso 2 O CASO HIME Introdução Empresa de Tecnologia Localizada no Rio de Janeiro, A Hime Informática se destaca pelo enorme sucesso obtido pelo o Hime System, o primeiro software do mercado a

Leia mais

Frequently Asked Questions Perguntas & Respostas

Frequently Asked Questions Perguntas & Respostas Frequently Asked Questions Perguntas & Respostas FAQ (frequently asked questions) Perguntas e Respostas 1 Quando surgiu a UNS? A UNS Idiomas iniciou suas atividades na cidade de São Paulo, onde está localizada

Leia mais

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO.

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. 1 ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. Juliana da Silva RIBEIRO 1 RESUMO: O presente trabalho enfoca as estratégias das operadoras de telefonia móvel TIM,VIVO e CLARO

Leia mais

CUSTOS DA QUALIDADE EM METALURGICAS DO SEGMENTOS DE ELEVADORES PARA OBRAS CÍVIS - ESTUDO DE CASO

CUSTOS DA QUALIDADE EM METALURGICAS DO SEGMENTOS DE ELEVADORES PARA OBRAS CÍVIS - ESTUDO DE CASO CUSTOS DA QUALIDADE EM METALURGICAS DO SEGMENTOS DE ELEVADORES PARA OBRAS CÍVIS - ESTUDO DE CASO José Roberto Santana Alexandre Ripamonti Resumo: Com a globalização da economia, as empresas, enfrentam

Leia mais

ORÇAMENTO FAMILIAR E CONSUMO EM MORADIAS POPULARES DO GRANDE RECIFE

ORÇAMENTO FAMILIAR E CONSUMO EM MORADIAS POPULARES DO GRANDE RECIFE ORÇAMENTO FAMILIAR E CONSUMO EM MORADIAS POPULARES DO GRANDE RECIFE Marília do Nascimento Silva (UFRPE) mariliadonascimentosilva@hotmail.com INTRODUÇÃO Consumir, seja para fins de satisfação de necessidades

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

A CHEIA DO RIO NEGRO EM MANAUS E SEUS IMPACTOS NO CENTRO E NA PONTA NEGRA EM 2009

A CHEIA DO RIO NEGRO EM MANAUS E SEUS IMPACTOS NO CENTRO E NA PONTA NEGRA EM 2009 A CHEIA DO RIO NEGRO EM MANAUS E SEUS IMPACTOS NO CENTRO E NA PONTA NEGRA EM 2009 1. INTRODUÇÃO Diego Lopes Morais 1 1 Graduando em Geografia / Universidade do Estado do Amazonas - UEA Instituto Nacional

Leia mais

Relatório de Pesquisa. Março 2013

Relatório de Pesquisa. Março 2013 Relatório de Pesquisa SONDAGEM CONJUNTURAL DO VAREJO BRASILEIRO Março 2013 SONDAGEM CONJUNTURAL DO VAREJO BRASILEIRO Pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil. Foram ouvidos em todo o país 615 varejistas.

Leia mais

Pós-Graduação em Gestão de Franquias. Carga Horária e Duração

Pós-Graduação em Gestão de Franquias. Carga Horária e Duração Pós-Graduação em Gestão de Franquias Público - Alvo Indicado para profissionais, gestores, consultores e empreendedores ligados direta e indiretamente com negócios de franchising. Objetivo do Curso Preparar

Leia mais

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Estruturas de mercado UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Texto para Discussão 1 De acordo com a natureza do mercado em que estão inseridas, as empresas deparam-se com decisões políticas diferentes,

Leia mais

Mercedes-Benz inova com atendimento diferenciado a clientes de Sprinter

Mercedes-Benz inova com atendimento diferenciado a clientes de Sprinter Nova Sprinter Mercedes-Benz inova com atendimento diferenciado a clientes de Sprinter Informação à Imprensa Data: 4 de junho de 2012 Com a inauguração do inédito conceito de Van Center (loja exclusiva

Leia mais

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO.

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. São Paulo - SP 2016 RENAN ROCHA ALVES - RA: 6448758 E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING

Leia mais

Resultados da Pesquisa IDIS de Investimento Social na Comunidade 2004

Resultados da Pesquisa IDIS de Investimento Social na Comunidade 2004 Resultados da Pesquisa IDIS de Investimento Social na Comunidade 2004 Por Zilda Knoploch, presidente da Enfoque Pesquisa de Marketing Este material foi elaborado pela Enfoque Pesquisa de Marketing, empresa

Leia mais

Relatório sobre a Pesquisa Intenção de Compra para o Dia dos Pais 2013

Relatório sobre a Pesquisa Intenção de Compra para o Dia dos Pais 2013 Relatório sobre a Pesquisa Intenção de Compra para o Dia dos Pais 2013 IFEPD/AL Maceió, 06/08/2012 Sumário 1 INTRODUÇÃO ---------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Seja um franqueado E GARANTA SUA FATIA DESTA RECEITA DE SUCESSO

Seja um franqueado E GARANTA SUA FATIA DESTA RECEITA DE SUCESSO Seja um franqueado E GARANTA SUA FATIA DESTA RECEITA DE SUCESSO A FRANQUIA O nome fantasia é China Brasil, tendo a empresa mais de 35 anos de atuação. A mesma propõe seu diferencial no sabor e modo de

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO DISTRITO INDUSTRIAL DO CHÁCARAS REUNIDAS

INDUSTRIALIZAÇÃO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO DISTRITO INDUSTRIAL DO CHÁCARAS REUNIDAS INDUSTRIALIZAÇÃO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO DISTRITO INDUSTRIAL DO CHÁCARAS REUNIDAS Gustavo Andreiev Nunes Serra 1, Adriane Aparecida Moreira de Souza 2 Universidade

Leia mais

você, com o sólido objetivo de promover o seu sucesso no mercado afim de

você, com o sólido objetivo de promover o seu sucesso no mercado afim de A marca Milk Shake Mix foi criada pela Center Mix que é fabricante de sorvetes, coberturas e afins. Após 10 anos de atuação e com mais de 3 mil cadastros ativos, a Center Mix, visando aumentar significativamente

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos 2ª ETAPA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos 2ª ETAPA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos PAAES - Programa de Ação Afirmativa de Ingresso no Ensino Superior

Leia mais

IBM Unica Histórico da Interação Attribution Modeler Versão 1 Release 0 15 de maio de 2012. Tabelas de Sistema do

IBM Unica Histórico da Interação Attribution Modeler Versão 1 Release 0 15 de maio de 2012. Tabelas de Sistema do IBM Unica Histórico da Interação Attribution Modeler Versão 1 Release 0 15 de maio de 2012 Tabelas de Sistema do Observação Antes de usar estas informações e o produto por elas suportado, leia as informações

Leia mais

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados Como as empresas podem usar a nuvem para se adaptar e prosperar em um mercado financeiro em rápida mudança Por Sherwin Uretsky, Aron Dutta

Leia mais

As políticas habitacionais sociais como fomentadoras dos problemas urbanos. O caso do Conjunto Habitacional Ana Paula Eleotério em Sorocaba-SP.

As políticas habitacionais sociais como fomentadoras dos problemas urbanos. O caso do Conjunto Habitacional Ana Paula Eleotério em Sorocaba-SP. Felipe Comitre Silvia Aparecida Guarniéri Ortigoza Universidade Estadual Paulista UNESP Rio Claro fcomitre@rc.unesp.br As políticas habitacionais sociais como fomentadoras dos problemas urbanos. O caso

Leia mais

Estrutura do sistema de franchising

Estrutura do sistema de franchising Estrutura do sistema de franchising Negócio Estruturado Empreendedor Estratégias de Ampliação de Mercado Comercializa o conceito do negócio Marca Tecnologia Know-how Compra o conceito de negócio já implantado

Leia mais

FRANCHISING JAIR PASQUALI

FRANCHISING JAIR PASQUALI FRANCHISING JAIR PASQUALI jair.pasquali@marisolsa.com PARTICIPAÇÃO DOS SEGMENTOS DE VAREJO RECEITA TOTAL DO COMÉRCIO VAREJISTA E DE VEÍCULOS Produtos farmacêuticos 5,7% Tecidos e artigos do vestuário 7,5%

Leia mais

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL Natal, setembro de 2015 1 Sumário 1. Aspectos Metodológicos... 3 2. Descrição dos Resultados... 4 Itens de comemoração... 4 Gastos com presente... 4 Local e quando compra...

Leia mais

Rodobens é destaque no website Infomoney

Rodobens é destaque no website Infomoney Rodobens é destaque no website Infomoney Por: Conrado Mazzoni Cruz 19/04/07-09h55 InfoMoney SÃO PAULO - Atualmente, falar sobre o mercado imobiliário brasileiro é entrar na discussão sobre um possível

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO NO SISTEMA EMBRAPII

CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO NO SISTEMA EMBRAPII CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO NO SISTEMA EMBRAPII A Associação Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial EMBRAPII torna público o processo de seleção para habilitar Polos EMBRAPII IF (PEIF). Os

Leia mais

A empresa fica na feira de Sapatilha?

A empresa fica na feira de Sapatilha? A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (FECOMÉRCIO-SC), com o intuito de mapear o perfil do turista e o impacto do festival para o empresário do município, realizou um projeto

Leia mais

www.tonellifranquias.com.br Sistema de Franquias

www.tonellifranquias.com.br Sistema de Franquias www.tonellifranquias.com.br Sistema de Franquias Histórico da Empresa: ASPREMUTO éoresultadodeumahistóriaquecomeçounosidosdosanos90emsãopaulo. Nesta época o Empresário Rodrigo Gazire, já visualizava a

Leia mais

MANUAL DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

MANUAL DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL MANUAL DE RESPONSABILIDADE Definição: A responsabilidade socioambiental é a responsabilidade que uma empresa ou organização tem com a sociedade e com o meio ambiente além das obrigações legais e econômicas.

Leia mais

Seminário GVcev Franchising: Tendências e Desafios. Seleção e Recrutamento de Franqueados Filomena Garcia

Seminário GVcev Franchising: Tendências e Desafios. Seleção e Recrutamento de Franqueados Filomena Garcia Seminário GVcev Franchising: Tendências e Desafios Seleção e Recrutamento de Franqueados Filomena Garcia Filomena Garcia Sócia-Diretora do Grupo Cherto: Comercial, Expansão de Franquias e Rede de Negócios

Leia mais

SETOR de shopping center no Brasil: UMA VISÃO DO MERCADO

SETOR de shopping center no Brasil: UMA VISÃO DO MERCADO Informativo setorial de shopping centers Nº01 maio 2011 NÚMERO DE SHOPPINGS, 2 Descubra a distribuição dos shoppings por área bruta comercial. FLUXO DE CLIENTES, 6 Entenda o fluxo médio diário e a densidade

Leia mais

SETOR de shopping center no Brasil:

SETOR de shopping center no Brasil: Informativo setorial de shopping centers Nº01 maio 2011 número de Shoppings, 2 Descubra a distribuição dos shoppings por área bruta comercial. Fluxo de Clientes, 6 Entenda o fluxo médio diário e a densidade

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE FRANQUEADOS

QUESTIONÁRIO DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE FRANQUEADOS QUESTIONÁRIO DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE FRANQUEADOS Por favor, preencha este questionário para fazer parte de nosso processo de seleção. Caso o envie por fax ou e-mail, favor também mandar o original via correios.

Leia mais

Já imaginou um conceito de Franquia Inteligente? RetrôGol

Já imaginou um conceito de Franquia Inteligente? RetrôGol Conceito Smart Já imaginou um conceito de Franquia Inteligente? BemVindoa RetrôGol Meio de Campo A RetrôGol é uma empresa apaixonada por futebol, voltada para o vestuário esportivo, especializada em réplicas

Leia mais

CRESCIMENTO URBANO E ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA NO MUNICÍPIO DE POUSO ALEGRE MG

CRESCIMENTO URBANO E ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA NO MUNICÍPIO DE POUSO ALEGRE MG CRESCIMENTO URBANO E ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA NO MUNICÍPIO DE POUSO ALEGRE MG Gustavo Costa Teixeira Discente do curso de Geografia modalidade Bacharelado da Universidade Federalde Alfenas UNIFAL-MG / gustavo.costa.t@hotmail.com

Leia mais

TURISMO NO SUL DE MINAS: UMA ANÁLISE SOBRE O MUNICÍPIO DE FAMA (MG)

TURISMO NO SUL DE MINAS: UMA ANÁLISE SOBRE O MUNICÍPIO DE FAMA (MG) TURISMO NO SUL DE MINAS: UMA ANÁLISE SOBRE O MUNICÍPIO DE FAMA (MG) SÉRGIO HENRIQUE DE CAMPOS ESPORTE 1 e ANA RUTE DO VALE 2 sergio_h13@hotmail.com, ana.vale@unifal-md.edu.br 1 Bolsista de iniciação científica

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

RELATÓRIO FINAL. BIBLIOTECA ESCOLAR: espaço de ação pedagógica. Victor Hugo Vieira Moura 1 INTRODUÇÃO

RELATÓRIO FINAL. BIBLIOTECA ESCOLAR: espaço de ação pedagógica. Victor Hugo Vieira Moura 1 INTRODUÇÃO 190 RELATÓRIO FINAL BIBLIOTECA ESCOLAR: espaço de ação pedagógica Victor Hugo Vieira Moura 1 INTRODUÇÃO Uma das características mais marcantes da chamada sociedade da informação é o extraordinário desenvolvimento

Leia mais

10.1. Estratégias para desenvolvimento de novos produtos

10.1. Estratégias para desenvolvimento de novos produtos Módulo 10. Planejamento de novos produtos Uma economia sofrendo as conseqüências de um mercado globalizado, onde a concorrência não dorme nem perdoa atrasos ou percalços. Esta é o macro ambiente onde estão

Leia mais

A sua oportunidade de mudar de vida está bem aqui.

A sua oportunidade de mudar de vida está bem aqui. A sua oportunidade de mudar de vida está bem aqui. FRANQUIAS MERCADO DE FRANQUIAS. APROVEITE ESSA TENDÊNCIA. O mercado de franquias tem se mostrado cada vez mais um ótimo negócio no Brasil, principalmente

Leia mais

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ Mossoró, setembro de 2015 1 Sumário 1. Aspectos Metodológicos... 3 2. Descrição dos Resultados... 4 Itens de comemoração... 4 Gastos com presente... 4 Local e quando

Leia mais

APRESENTAÇÃO - San Martin Franchising

APRESENTAÇÃO - San Martin Franchising APRESENTAÇÃO - San Martin Franchising MISSÃO Atuar no mercado segurador com máxima excelência, superando as expectativas de seus clientes, colaboradores e franqueados, proporcionando satisfação e confiabilidade.

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA DAS QUESTÕES DISCURSIVAS PROFISSIONAL BÁSICO COMUNICAÇÃO SOCIAL

PADRÃO DE RESPOSTA DAS QUESTÕES DISCURSIVAS PROFISSIONAL BÁSICO COMUNICAÇÃO SOCIAL Questão n o 1 a) O candidato deverá apresentar seis dentre as seguintes vantagens: Domínio de tecnologia capaz de produzir bens preferidos por certas classes de compradores Aumento dos índices de qualidade

Leia mais

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA An Innovations in Technology and Governance Case Study Desde o final dos anos 1980, diversos governos

Leia mais

Prova Escrita de Economia A

Prova Escrita de Economia A EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Economia A 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 712/Época Especial 14 Páginas Duração da Prova: 120 minutos.

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE PRÁTICA PROFISSIONAL INTEGRADA TÉCNICAS DE VENDAS E NEGOCIAÇÃO

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE PRÁTICA PROFISSIONAL INTEGRADA TÉCNICAS DE VENDAS E NEGOCIAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA CAMPUS SANTA ROSA Rua Uruguai, 1675 Bairro Central CEP: 98900.000

Leia mais

TÍTULO: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS ESTUDO DE CASO NO RAMO VAREJISTA DE SUPERMERCADOS NA CIDADE DE SANTA ALBERTINA/SP

TÍTULO: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS ESTUDO DE CASO NO RAMO VAREJISTA DE SUPERMERCADOS NA CIDADE DE SANTA ALBERTINA/SP TÍTULO: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS ESTUDO DE CASO NO RAMO VAREJISTA DE SUPERMERCADOS NA CIDADE DE SANTA ALBERTINA/SP CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PROJETO

A IMPORTÂNCIA DO PROJETO Iluminação de Lojas Destacar uma vitrine, a arquitetura da fachada, os produtos e a decoração dos espaços internos tornando as lojas atraentes aos olhos do público, já não é possível sem a elaboração de

Leia mais

1982, 1ª loja Amor aos Pedaços Rua da Consolação

1982, 1ª loja Amor aos Pedaços Rua da Consolação 1982, 1ª loja Amor aos Pedaços Rua da Consolação Missão Proporcionar momentos de prazer à todos os seus clientes, através de produtos e serviços exclusivos de alta qualidade. Busca não apenas satisfazer,

Leia mais

VAREJO. Os principais setores varejistas brasileiros são:

VAREJO. Os principais setores varejistas brasileiros são: O que é? São todas as atividades envolvidas na venda de bens ou serviços diretamente a consumidores finais para seu uso pessoal, e não empresarial. (Philip Kotler) Não importa como os produtos são vendidos

Leia mais

Pesquisa Nacional de Franquias

Pesquisa Nacional de Franquias Pesquisa Nacional de Franquias Perfil e comportamento dos clientes em praças de alimentação São Paulo, maio de 2011 Pesquisa nacional Perfil e Comportamento de Clientes de Praças de Alimentação 1 Agenda

Leia mais

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O guia online Vitrine de Guarulhos é um dos produtos do Grupo Vitrine X3, lançado no dia 11/11/11 com o objetivo de promover

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues Faccat Faculdades Integradas de Taquara Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Disciplina: Planejamento e Assessoria em Comunicação Profª Me. Taís Vieira ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material

Leia mais

Grupo 6 - STFC. Universidade de Brasília. Direito Administrativo III Turma: A. Prof.Dr. Márcio Iorio Aranha. Ailton Mota de Magalhães - 13/0059099

Grupo 6 - STFC. Universidade de Brasília. Direito Administrativo III Turma: A. Prof.Dr. Márcio Iorio Aranha. Ailton Mota de Magalhães - 13/0059099 Universidade de Brasília Direito Administrativo III Turma: A Prof.Dr. Márcio Iorio Aranha Grupo 6 - STFC Ailton Mota de Magalhães - 13/0059099 Danielle Aparecida Viana dos Reis 13/0069761 Melissa Luz Silva

Leia mais

Assembléia Legislativa do Estado do Paraná Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury Gabinete Deputado Andre Bueno

Assembléia Legislativa do Estado do Paraná Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury Gabinete Deputado Andre Bueno PROJETO DE LEI Nº SÚMULA: Disciplina a venda eletrônica de produtos e serviços através de sítios de compra coletiva pela internet e estabelece critérios de funcionamento para essas empresas no Estado do

Leia mais

O mercado monetário. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Os mercados financeiros são subdivididos em quatro categorias (ASSAF NETO, 2012):

O mercado monetário. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Os mercados financeiros são subdivididos em quatro categorias (ASSAF NETO, 2012): O mercado monetário Prof. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br Blog: www.marcoarbex.wordpress.com Os mercados financeiros são subdivididos em quatro categorias (ASSAF NETO, 2012): Mercado Atuação

Leia mais

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves Plano de Negócios Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves 1 Instituto de Informática Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Caixa Postal 15.064 91.501-970

Leia mais

BSC Balance Score Card

BSC Balance Score Card BSC (Balance Score Card) BSC Balance Score Card Prof. Gerson gerson.prando@fatec.sp.gov.br Uma das metodologias mais visadas na atualidade éobalanced ScoreCard, criada no início da década de 90 por Robert

Leia mais

Procuramos empreendedores com as seguintes características:

Procuramos empreendedores com as seguintes características: SOBRE A ALPARGATAS Quem nunca usou um Bamba? Ou uma calça US Top, um tênis Rainha, uma sandália Havaianas, ou jogou com uma bola Topper? A Alpargatas e suas marcas estiveram e estarão sempre presentes

Leia mais

Descrição do processo de priorização para tomada de tempos: Pesquisa ação em uma empresa job shop de usinados aeronáuticos.

Descrição do processo de priorização para tomada de tempos: Pesquisa ação em uma empresa job shop de usinados aeronáuticos. Descrição do processo de priorização para tomada de tempos: Pesquisa ação em uma empresa job shop de usinados aeronáuticos. Tatiana Sakuyama Jorge Muniz Faculdade de Engenharia de Guaratingüetá - Unesp

Leia mais

Thaisy Sluszz. Thaisy Sluszz RECOMPENSA DIGITAL. Marcelo Vicente

Thaisy Sluszz. Thaisy Sluszz RECOMPENSA DIGITAL. Marcelo Vicente GUIA PRÁTICO DA RECOMPENSA DIGITAL i Marcelo Vicente RECOMPENSA DIGITAL >> Atraindo Tráfego para Conversão...4 >> Moeda de Troca...6 >> Tipos de Recompensa Digital...8 >> Solucionando Problemas da Audiência...10

Leia mais

OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO RURAL JATAIENSE PARA OS ALUNOS QUE TRABALHAM E ESTUDAM NO CAMPO

OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO RURAL JATAIENSE PARA OS ALUNOS QUE TRABALHAM E ESTUDAM NO CAMPO OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO RURAL JATAIENSE PARA OS ALUNOS QUE TRABALHAM E ESTUDAM NO CAMPO Andrêane Rodrigues RAMOS Universidade Federal de Goiás/Campus Jataí andreane-ramos@hotmail.com Cátia Regina Assis Almeida

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR

RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR Julho 2013 COPA DAS CONFEDERAÇÕES - CONSUMIDOR Pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil. Foram realizadas 620 entrevistas, com um erro máximo de

Leia mais

Pós-Graduação em Gestão de Negócios com ênfase em Empreendedorismo

Pós-Graduação em Gestão de Negócios com ênfase em Empreendedorismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios com ênfase em Empreendedorismo Turma Especial ESPM/ABF-Rio Início em 28 de setembro de 2015 Aulas as segundas e quartas, das 19h às 22h Valor do curso: R$ 15.698,00

Leia mais

Geografia da Evasão: novos desafios no contexto do projeto cursinho pré-vestibular. IDEAL da FCT/UNESP

Geografia da Evasão: novos desafios no contexto do projeto cursinho pré-vestibular. IDEAL da FCT/UNESP Geografia da Evasão: novos desafios no contexto do projeto cursinho pré-vestibular IDEAL da FCT/UNESP Fernanda Bomfim Soares ¹ Universidade Estadual Paulista Campus Presidente Prudente fbs.geo@gmail.com

Leia mais

SITE - INFORMAÇÕES DE FRANQUIA

SITE - INFORMAÇÕES DE FRANQUIA SITE - INFORMAÇÕES DE FRANQUIA PROJETO As lojas Havaianas foram idealizadas para oferecer aos consumidores uma experiência completa com a marca. O modelo de franquia foi adotado porque acreditamos que

Leia mais

www.bbom.com.br/bbomsucessoja

www.bbom.com.br/bbomsucessoja Informações: www.proartmidia.com.br/bbom Cadastro: ESCRITÓRIO O QUE É A VIRTUAL BBOM? Fundada em 2013, a BBOM atua através do sistema de Marketing Multinível com a finalidade de colocar no mercado rastreadores

Leia mais

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems Fundamentos de Marketing Global Parte 01 O significado de Marketing Global Uma empresa global bem-sucedida deve ser capaz de pensar globalmente e agir localmente. Marketing global pode incluir uma combinação

Leia mais

Como Capacitar sua Força de Vendas. Não é Automação. É Pessoal.

Como Capacitar sua Força de Vendas. Não é Automação. É Pessoal. Como Capacitar sua Força de Vendas Não é Automação. É Pessoal. 2 Como capacitar Sua Força de Vendas: Não É Automação. É Pessoal. Como capacitar Sua Força de Vendas Não É Automação. É Pessoal. O digital

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Geografia Área de Concentração: Produção do Espaço Geográfico Linha de Pesquisa: Produção do Espaço Urbano

Programa de Pós-Graduação em Geografia Área de Concentração: Produção do Espaço Geográfico Linha de Pesquisa: Produção do Espaço Urbano Programa de Pós-Graduação em Geografia Área de Concentração: Produção do Espaço Geográfico Linha de Pesquisa: Produção do Espaço Urbano ESPAÇOS DE SIMULAÇÃO: Aspectos Materiais e Simbólicos da Produção

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901 SIDNEY SOARES DE LIMA 05010004401 TURMA: 01030 TURNO: NOITE PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Regiões de Influência das Cidades

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Regiões de Influência das Cidades Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia Regiões de Influência das Cidades 2007 Objetivos Gerais Hierarquizar os centros urbanos Delimitar as regiões de influência associadas aos centros urbanos

Leia mais

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD 1 A QUALIDADE DOS CURSOS SUPERIORES A DISTÂNCIA: CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS E BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB Belém PA, Maio 2012 Categoria: Pesquisa e Avaliação

Leia mais

A ADOÇÃO DO GÁS NATURAL NOS PROCESSOS TÉRMICOS DA INDÚSTRIA TÊXTIL: UM CASO DE ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICA

A ADOÇÃO DO GÁS NATURAL NOS PROCESSOS TÉRMICOS DA INDÚSTRIA TÊXTIL: UM CASO DE ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICA ! "#$ " %'&)(*&)+,.-/10.2*&4365879&4/1:.+58;.2*=?5.@A2*3B;.-C)D5.,.5FE)5.G.+ &4-(IHJ&?,.+ /?=)5.KA:.+5MLN&OHJ5F&4E)2*EOHJ&)(IHJ/)G.-D-;./);.& A ADOÇÃO DO GÁS NATURAL NOS PROCESSOS TÉRMICOS DA INDÚSTRIA

Leia mais

Processo de seleção de bolsistas de pós-doutorado

Processo de seleção de bolsistas de pós-doutorado Projeto temático: Lógicas econômicas e práticas espaciais contemporâneas: cidades médias e consumo Processo de seleção de bolsistas de pós-doutorado O Grupo de Pesquisa Produção do Espaço e Redefinições

Leia mais

Notas técnicas. 1. Introdução

Notas técnicas. 1. Introdução Notas técnicas 1. Introdução Para a montagem deste trabalho de acompanhamento da evolução mensal do comportamento da Cesta Básica Nacional e do emprego em Aracaju, conforme determina o contrato de prestação

Leia mais

PROJETOS DE EXTENSÃO: UM DIFERENCIAL PARA O PROCESSO DE FORMAÇÃO

PROJETOS DE EXTENSÃO: UM DIFERENCIAL PARA O PROCESSO DE FORMAÇÃO 1268 PROJETOS DE EXTENSÃO: UM DIFERENCIAL PARA O PROCESSO DE FORMAÇÃO Rodrigo Rodrigues Menegon, Sérgio Augusto Gouveia Júnior, Marcia Regina Canhoto Lima, José Milton Lima Universidade Estadual Paulista

Leia mais

Empresas que atuavam fora do Brasil, começam a olhar para o nosso mercado e investem na busca de crescer a sua base de clientes, tais como:

Empresas que atuavam fora do Brasil, começam a olhar para o nosso mercado e investem na busca de crescer a sua base de clientes, tais como: TENDÊNCIAS 1. Globalização Empresas que atuavam fora do Brasil, começam a olhar para o nosso mercado e investem na busca de crescer a sua base de clientes, tais como: Grupo Casino Carrefour Wal-Mart C&A

Leia mais

Mudanças Socioespaciais em um Mundo Globalizado

Mudanças Socioespaciais em um Mundo Globalizado Mudanças Socioespaciais em um Mundo Globalizado Colégio Salesiano São José 8º ano Geografia Professor: Juliano Mudanças no Espaço Geográfico Como ocorrem essas mudanças: Formas; Funções; Fluxos; Modos

Leia mais

Ponto pra Você. Programa de Relacionamento do Banco do Brasil para Clientes PF

Ponto pra Você. Programa de Relacionamento do Banco do Brasil para Clientes PF Ponto pra Você Programa de Relacionamento do Banco do Brasil para Clientes PF JULHO/2013 Sumário - O que é o Programa Ponto pra Você?... 3 - Quem participa do Programa?... 3 - Pontos - Quais os tipos?...

Leia mais

Produtividade no Brasil: desempenho e determinantes 1

Produtividade no Brasil: desempenho e determinantes 1 Produtividade no Brasil: desempenho e determinantes 1 Fernanda De Negri Luiz Ricardo Cavalcante No período entre o início da década de 2000 e a eclosão da crise financeira internacional, em 2008, o Brasil

Leia mais

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA Proposta de Marketing Digital Design inox Marketing de Resultados A PlusPixel vem oferecendo seus serviços desde o início da internet, isso nos

Leia mais

Estrutura para a avaliação de estratégias fiscais para Certificação Empresas B

Estrutura para a avaliação de estratégias fiscais para Certificação Empresas B Estrutura para a avaliação de estratégias fiscais para Certificação Empresas B Este documento fornece a estrutura que B Lab utiliza para avaliar as estratégias fiscais que atendam aos requisitos da Certificação

Leia mais

Cross-Cultural Study of Leadership In Public Relations and Communication Management - Etapa Brasil. julho 2012

Cross-Cultural Study of Leadership In Public Relations and Communication Management - Etapa Brasil. julho 2012 Cross-Cultural Study of Leadership In Public Relations and Communication Management - Etapa Brasil julho 2012 Metodologia e Perfil de Entrevistados Método Amostra por conveniência Questionário (quantitativo)

Leia mais