Utilização do Processamento de Eventos Complexos (CEP) para Melhoria do Desempenho Operacional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Utilização do Processamento de Eventos Complexos (CEP) para Melhoria do Desempenho Operacional"

Transcrição

1 Utilização do Processamento de Eventos Complexos (CEP) para Melhoria do Desempenho Operacional Publicado no BUSINESS INTELLIGENCE JOURNAL VOL. 11, NO Alan Lundberg é gerente de produto sênior da área de marketing da TIBCO. Ninguém diria que o estado dos negócios de hoje não é altamente complexo, sobretudo quando estão em pauta os sistemas de informação; e alguns argumentam ainda que a complexidade adiciona valor ao negócio. Um olhar mais atento, no entanto, revela que parte do problema decorre do desafio da integração e de uma superabundância de dados. A ironia é que os avanços na tecnologia tornaram possível o acesso imediato a mais e mais dados relevantes. O acesso imediato a uma carga esmagadora de dados não se traduz automaticamente em mais conhecimento do negócio, agilidade e vantagem competitiva. Na verdade, sem uma efetiva abordagem aos meios de coleta, análise, correlação e aplicação dos dados, eles podem ter o efeito oposto de sobrecarga de informações. Além de se tornar mais complexo, a velocidade com que os dados estão sendo produzidos está aumentando ao mesmo tempo e com a mesma velocidade do aumento dos negócios: Documentos podem ser enviados em 30 segundos em vez de três dias Ações na bolsa são compradas e vendidas em menos de 1 dia Bilhetes de avião podem ser comprados em 20 segundos em vez de 20 minutos Ao mesmo tempo, o tempo da resposta do serviço ao cliente e as expectativas têm reduzido drasticamente. Se você então adicionar dados associados com os processos de negócios, políticas e procedimentos, workflows, técnicas ou estratégias e táticas, as complexidades combinadas produzirão quantidades de informação em diferentes formatos que se tornam ingovernáveis. A tendência atual de implantar soluções prontas de hardware e software para enfrentar esse desafio empresarial pode complicar ainda mais o problema. Ainda assim, há esperança. As inter-relações complexas e superabundância de dados, CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 1

2 se devidamente aproveitados, podem fornecer às empresas uma vantagem estratégica. Na verdade, mais empresas estão buscando soluções que lhes permitam responder em tempo real para avançar em direção assistida ao negócio, uma abordagem interessante que torna possível antecipar as necessidades do cliente, criar oportunidades, e evitar potenciais problemas. Com base no movimento em tempo real dos dados através da empresa, o melhor dessas novas soluções excepcionalmente correlaciona-se com informações sobre as operações de uma empresa e desempenho, com informações sobre o comportamento esperado e regras de negócio. Esta capacidade torna possível para os tomadores de decisão antecipar e responder às ameaças e capitalizar as oportunidades antes que eles ocorram, possibilitando o próximo passo na evolução de uma empresa em tempo real: negócios preditivos. Uma nova (e velha) abordagem: Eventos As operações de negócio consistem de eventos ou micro-eventos, o cotidiano de transações que duram milissegundos, que são o tecido das atividades empresariais. A empresa típica pode produzir milhões de eventos em uma base diária. Esses eventos podem ser criados através dos funcionários ou relacionamentos com clientes e fornecedores, e podem incluir dados ou mensagens que registrem a atividade empresarial. Tradicionalmente, esses eventos são capturados em aplicações dedicadas ou executam por conta própria, sem supervisão significativa. Se capturados, a informação que geram muitas vezes é disponível em armazenamento em silos, que podem ou não podem interagir com outras soluções empresariais. As organizações cada vez mais alavancam seu cotidiano de eventos através da Arquitetura Orientada a Eventos (EDA) e eventos dirigidos a processos de negócios, fluxos de trabalho e aplicativos, e eles podem usar as novas técnicas, tais como Processamento de Eventos Complexos (CEP) para obter mais valor da sua infra-estrutura e, finalmente, das suas operações. Este artigo analisa as idéias e o impacto do CEP em empresas, e mostra que através do desenvolvimento de uma abordagem global, com um repositório inter-relacionado de micro-eventos, as empresas podem ver as tendências, padrões, áreas potenciais de oportunidades, mesmo em áreas de risco potencial. Em suma, eles podem identificar tendências ou situações que requerem atenção imediata para aumentar a capacidade de resposta em tempo real e a eficiência operacional, uma capacidade imensamente valiosa. O CEP é poderoso, porque o seu grau de acesso e visibilidade permite às empresas antecipar ou prever as necessidades do cliente, tomar decisões mais rápidas, e agir decisivamente. Melhorar a visibilidade e agilidade Durante a última década, as empresas criaram complexos ambientes heterogêneos de TI através de compras tecnológicas, iniciativas de terceirização e de consolidação. Embora o software possa ajudar as empresas a se conectar mais facilmente aos sistemas chave e coordenar os processos críticos, muitas atividades permanecem estruturadas e imprevisíveis. A natureza dessas interações torna difícil de medir e gerenciar o desempenho de forma proativa. O ambiente de negócios de hoje exige agilidade. As organizações devem ser capazes de gerir um volume sem precedentes de informações em tempo real sobre o CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 2

3 desempenho das operações internas e das operações da cadeia de valor. Para gerenciar com sucesso a esses fatores, as organizações devem ser capazes de observar e compreender eventos em todo o aspecto da empresa. Devem também considerar os requisitos legais, gestão de riscos, bem como a necessidade de responder rapidamente às condições de mercado em mudança. Eles devem extrair o impacto nos negócios a partir de uma miríade de unidades e processos de negócios - entre níveis de processos e eventos aparentemente não relacionados, e entre camadas operacionais. As empresas precisam de uma metodologia que lhes permite capturar eventos, independentemente de onde eles ocorram. Com o CEP, as empresas podem mapear eventos para os resultados esperados e relacionar estes eventos com os indicadores chave de desempenho (KPIs), com o seu efeito sobre as receitas, custos de operação e riscos do negócio. O CEP dá a percepção para as empresas sobre os acontecimentos com o maior impacto para o negócio. Desafios Atuais Normalmente, as empresas analisam o desempenho histórico e tendências em um esforço para vincular causas e eventos. Suas preocupações são o desenvolvimento de novos clientes, up-sell, cross-sell, aquisição e estratégias de retenção e prevenção de problemas recorrentes. Se não podem analisar o desempenho em tempo real, as empresas limitam sua capacidade de capitalizar sobre as oportunidades, potencialmente perdendo todas elas. As camadas de negócio e de TI em uma organização podem, muitas vezes, parecer desconectadas (ver Figura 1), especialmente em relação a causas e efeitos dos acontecimentos diários de uma organização. Figura 1. Camadas de TI nas empresas. CEP é uma nova tecnologia para detectar as condições de negócio através do acompanhamento de um fluxo de eventos e reconhecimento de padrões em alto nível de eventos de negócios, à medida que ocorrem entre as camadas de negócio e de TI em uma organização. CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 3

4 Considere duas cadeias de eventos com o mesmo resultado, um pedido cancelado. Na primeira cadeia de eventos, um vendedor apresenta um pedido através do sistema de ERP da empresa. Infelizmente, um roteador esta com problemas e o pedido não é transmitido. O cliente liga para verificar o status do pedido, mas a área responsável não esta ciente do pedido. Após algumas tentativas frustradas de trilhar o pedido, o cliente cancela o pedido e vai comprar de um concorrente. Na segunda cadeia de eventos, um vendedor apresenta o pedido através do sistema de ERP da empresa. A área de frete recebe o pedido, faz a montagem, prepara a rota para a entrega e coloca a carga em um caminhão. Infelizmente, o motorista vai para o aeroporto errado. Reencaminhados para o aeroporto correto, o motorista perde o vôo. Quando chega o fim da tarde, o cliente cancela o pedido e compra com um concorrente. Em ambos os cenários, o vendedor deve reconstruir o relacionamento com o cliente. Para evitar esses tipos de situações, as empresas têm investido pesadamente em aplicações de Gestão de Relacionamento com o Cliente (CRM), Business Intelligence (BI) e Data Warehouse (DW). Contudo, estas abordagens são insuficientes para fornecer informações que um cliente está a ponto de desistir. A abordagem destas aplicações não foca a empresa como um todo e nem fornece visibilidade total. As aplicações de CRM endereçam os dados e o fluxo de trabalho em torno do cliente. BI e DW fornecem o contexto histórico. Mesmo quando são integrados, eles não podem garantir a melhor ação possível ou coerência em toda a cadeia de valor. Eles não podem recomendar resultados da análise com vínculos de metas de rentabilidade. Abordagens mais recentes, como arquitetura orientada a serviços (SOA) e automação de design eletrônico (EDA) direcionam melhor a disponibilidade e troca de um volume inédito de informações em tempo real sobre o desempenho empresarial, as operações internas, e as operações da cadeia de valor. SOA e EDA pode permitir às empresas acesso a eventos em tempo real e pesquisar informações sobre eventos passados, mas ainda precisam de capacidade adicional de fornecer uma visão empresarial capaz de detectar padrões de eventos de TI nas camadas da empresa e prever como eles terão um impacto de alto nível nas metas, políticas e processos. Para gerir eficazmente eventos empresariais, as empresas precisam de uma arquitetura em tempo real que possa revelar eventos e padrões que são críticos para a sobrevivência e conhecimentos práticos presentes e que seja consistente com KPIs, que é onde entra o CEP. CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 4

5 Processamento de Eventos Complexos O CEP é uma tecnologia emergente baseada em regras que agrega informações em tempo real das mensagens distribuídas com base em sistemas, bancos de dados e aplicações. CEP dinamicamente revela padrões e tendências que de outra forma passariam despercebidos. CEP permite às empresas identificar e antecipar oportunidades representadas por eventos aparentemente não relacionados em ambientes de TI complexos e heterogêneos. A figura 2 mostra essas percepções. Figura 2. CEP oferece uma visão de eventos corporativos Hoje, as empresas capturam centenas de milhares de eventos de negócios para formar o que David Luckham, da Universidade de Stanford, chama de uma nuvem de eventos. Estes eventos podem incluir alterações de registros de clientes de uma aplicação de CRM, as vendas em um ponto de vendas, pedidos, ordens de varredura sobre o transporte ou entrega, dados de GPS para caminhões de entrega, transações de ATM, informações meteorológicas, dados de RFID, etc. Para a implementação do CEP é fundamental a capacidade de modelar operações de negócios, especificamente as dependências entre servidores, infra-estrutura de rede, aplicações, pessoas e processos. O CEP utiliza estes modelos para identificar as restrições ou padrões que mapeiam processos formais ou informais para resultados esperados. Estes modelos fornecem um quadro para projetar a automação e gerenciamento inteligente das decisões na empresa. Com modelos criados, o CEP compara o valor anterior ou esperado para eventos em tempo real, sendo responsável por relações de temporização, permitindo a redução do número de eventos para os quais se deve reagir. As regras de negócios relacionam as atividades com os processos que suportam, permitindo desenvolver ações baseadas em padrões, liberando os gestores para lidar com imprevistos ou eventos nãoestruturados. CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 5

6 Figura 3. Sistemas CEP são conhecidos por sua capacidade de fornecer uma visão das operações em tempo real. Eles são interativos e podem criar novos eventos a partir de padrões de atividade dos empregados, fornecedores, clientes, e outros interessados. Para ilustrar como funciona o CEP, considere o exemplo anterior de cancelamento de um pedido pelo cliente. No primeiro cenário, se você soubesse que um roteador não estava funcionando (ou estava prestes a falhar), e soubesse tambem quais as conseqüências sobre a entrega programada, contas a pagar, etc, e mais importante, sobre os serviços ao cliente, você poderia ter tempo suficiente para consertar o roteador ou redirecionar a entrega para evitar qualquer atraso no pedido. No segundo cenário, se você fosse alertado sobre o erro do motorista em tempo real, você poderia informar ao cliente o atraso e de forma pró-ativa oferecer cupons de desconto em futuras encomendas, por exemplo. Por preventivamente tomar medidas para resolver a questão da interrupção e demonstrar o seu apreço pelo seu cliente, sua empresa tem uma boa chance de evitar potenciais perdas de receitas provenientes de uma falha e assim manter o cliente. Implantando CEP A execução de CEP em ambientes de TI hoje é um desafio envolvente. A crescente complexidade das empresas torna difícil medir e gerenciar o desempenho operacional, fazendo com que as empresas tenham de reagir a imprecisões ou dados conflitantes em vez de gerenciar proativamente suas operações. A adição de software adicional pode ser esmagadora e fútil. A implantação de CEP talvez valesse o esforço, no entanto, se o aplicativo criar a habilidade organizacional capaz de detectar situações que necessitam de imediata atenção, tais como ameaças ou oportunidades. Existem muitos tipos de sistemas e abordagens para implantação do CEP. Estas etapas são geralmente empregadas para implementar uma aplicação CEP: 1. Instrumentar a empresa para captar eventos; 2. Correlacionar / casar esses eventos com objetos de negócios para o contexto e para determinar causalidade; 3. Criar a capacidade de reconhecer padrões de evento; CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 6

7 4. Uma vez que os padrões são reconhecidos, agregar padrões de evento pertinentes, em estruturas de eventos de alto nível, também conhecidos como "eventos omplexos"; 5. Fornecer modelos de processos de negócios baseados no estado das expectativas de tempo (por exemplo, limites de tempo / falta de evento de apoio) para representar a transição de processos significativos; 6. Criar a capacidade de (re) agir para direcionar o estado do objeto do negócio para minimizar os problemas ou aproveitar as oportunidades. Estas medidas constituem os blocos de construção de um sistema CEP: você deve identificar os seus eventos empresariais, habilitar o sistema para reconhecer os eventos, e criar padrões relevantes ou significativos. Padrões significativos podem ser reativos (como na raiz causa) ou preditivos (como nos padrões de alerta precoce). Uma vez que o CEP está configurado para identificar os padrões, você pode aplicar regras de negócio e os modelos que irão ajudar as operações a agir automaticamente em relação a meta pré-definida. Quando possível, envolver os usuários do negócio na determinação das regras de negócio e fluxo de processo para garantir a eficácia e, utilizar os padrões da indústria, tais como UML, XSD, XSLT e WSDL para garantir a interoperabilidade. Entre os componentes de software padrão em um sistema CEP estão: Canais para ligar um de Serviço de Barramento Corporativo (ESB), que facilita a integração de vários sistemas legados, enquanto fornece um padrão, universalmente acessível com protocolo de serviço distribuído. Um função de monitoração de estado que segue o estado de um evento conforme ele evolui com o tempo (mudanças ou transições de estado). Documento de correlação de dependência mostrando os mapas dos ativos e as dependências do processo e causalidades. Um mecanismo de regras de negócio que está conectado a um ambiente que permite que as regras possam ser aplicadas a eventos reais que ocorrem em toda a empresa. Canais Os canais são um dos métodos de entrega para o transporte de eventos de uma empresa. Os eventos são capturados em um sistema CEP através de canais externos de mensagens, ou eles podem ser gerados no interior do motor através de regras de ação anteriormente referenciadas. Os eventos podem conter dados em propriedades e de carga. As propriedades são elementos de dados que pertencem a um evento que são acessíveis ao mecanismo de regras. De carga é um dado inacessível contido no evento, sendo transportado pelo evento. Quando utilizado em combinação com uma máquina de estado, eventos capturados continuarão no mecanismo de processamento de eventos até que estejam expirados por tempo ou explicitamente consumidos pelo motor de regras. CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 7

8 State Machine O modelo de estado, ou máquina de estado, é uma perspectiva de modelo de objeto em que os objetos são vistos como tendo estados definidos e as transições de um para outro são vistas como objetos separados. Por exemplo, considere o exemplo anterior de pedido de um produto que segue o seu ciclo de vida. A ordem é recebida, então montada, expedida e faturada. Todos esses estados devem ser representados como objetos em um modelo de estado. Cada estado pode ser gerido de forma independente e é importante na monitoração ou aplicações de controle de qualidade. Regras / inferência: Execução automática de Regras Dependentes No núcleo de um sistema CEP há um motor de regras de negócios declarativas que recebe e correlaciona eventos e aplica regras quando necessário. O mecanismo de regras pode gerar eventos internos, o que poderia provocar mais regras ou enviar eventos para fora. A natureza declarativa da maioria dos sistemas baseados em regras significa que as regras são avaliadas se o fato (propriedade ou relacionamento de um objeto) que é referência é criado ou alterado, uma consideração importante em uma implantação em grande escala. Em outras palavras, ele só avalia a entrada do novo, não a rede de regras como um todo, algo que muda a cada momento. Isto permite que as regras sejam concebidas independentemente uma da outra (regras são peças autônomas de conhecimento, pois elas não conhecem umas as outras). Regras também podem ser agrupadas logicamente. Em tempo de execução você pode determinar quais os grupos de regras estão ativas ou particiona-las em motores separados. Funções de regras podem ser definidas para o re-uso em todo o projeto CEP. O objetivo é alavancar a infra-estrutura existente e seus ativos você esta essencialmente extraindo dados do evento tanto quanto possível, a partir das suas operações correntes para finalmente ser capaz de detectar padrões, prever as ameaças, ou identificar potenciais oportunidades. Algumas empresas acreditam que isto pode ser feito com bancos de dados. Quando possível, é difícil. Com bases de dados, você deve lutar com relações estáticas, esquemas rígidos, e nuvens de eventos em silos, em oposição à nuvens de eventos da empresa, com CEP. Há também uma falta de visibilidade em relações temporais, que são importantes para seguir processos de negócio dinâmicos e complexos. Vale lembrar que a complexidade ou a sobrecarga de informação é uma realidade aceita na maioria das operações, assim como o alerta precoce para padrões indiscerníveis. O CEP é uma nova ferramenta para alavancar as operações existentes na infra-estrutura e para detectar e processar essas informações. A nota interessante desta tecnologia é que muitas das idéias que compreendem CEP baseiam-se na inteligência artificial (AI) ou sistemas especialistas de muitos anos atrás. Pode parecer insensato falar desta associação com CEP e AI e sua campanha publicitária infame e potencial não realizado, mas capacidades fundamentais da AI foram discretamente utilizados em muitos sistemas comuns. CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 8

9 O processamento de regras de negocio firmemente enumera áreas com problemas na organização de TI de hoje. Com o CEP, porém, é a adição de todos os elementos em falta anteriormente em um sistema corporativo com a onipresente alimentação de dados em tempo real que permitiu a oportunidade deste conjunto e uma nova classe de aplicação que pode, por sua vez, endereçar um novo conjunto de negócios / problemas de TI. Alguns analistas têm descrito CEP como a próxima geração de framework para eventdriven, sistemas reativos como precificação dinâmica, utility computing, monitoramento e gestão. Considere algumas das outras áreas onde o CEP pode ser aplicado: Um técnico é enviado para executar um serviço no cliente. Enquanto em trânsito, o cliente cancela a ordem. No mesmo período, outro cliente nas imediações coloca um pedido. O técnico é dinamicamente re-encaminhado para o novo cliente. Uma corretora detecta atividade incomum de um cliente que raramente tem negociado em opções ou mercado futuro. Esta atividade incomum dispara limites baseados em velocidade e magnitude das operações da corretora para gerir o risco e para que eles possam proativamente entrar em contato com o cliente e verificar a transação. Um lote de produtos farmacêuticos em trânsito na logística da cadeia de abastecimento deve voltar para o deposito para nova verificação do controle de qualidade. A identificação por radiofreqüência (RFID) permite a localização. Eventos de identificação de lotes são rastreados e o lote é interceptado antes da distribuição no varejo. Um operador independente de energia percebe avisos de mudanças de pico de energia em toda a rede de energia com o potencial de interromper o serviço para grandes parcelas da comunidade. Estes eventos operacionais em tempo real são entendidos como parte de um padrão que é recuperável com base em alocação dinâmica e gestão de carga em toda a grade. Não ocorrem falhas subseqüentes. Teoria do Processamento de Eventos Complexos O Processamento de eventos complexos, teoria desenvolvida por David Luckham da Universidade de Stanford, estende o modelo Holland Complex Adaptive Systems desenvolvido por John Holland em 1976, como o modelo que as organizações usam para adaptar o conhecimento aos seus ambientes. Parte dessa teoria afirma que uma organização é um complexo sistema com a capacidade de alterar as suas regras de experiência de forma acumulativa. A chave é identificar as regras de ação baseado em declarações IF/THEN. Ou seja, se certas condições ocorrem, então certos ajustes podem ser feitos. Na tentativa de se adaptar às novas circunstâncias, uma organização desenvolve regras ou modelos que antecipam a conseqüência das respostas. Em seu nível mais simples, este processo não é significativamente diferente do condicionamento Paloviano. Com base no trabalho de Holland, Luckham começou a aplicar os conceitos de utilização de eventos de negócios para resolver problemas de negócios. CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 9

10 CEP no Setor Bancário Um grande banco está tentando reduzir sua exposição a atividades fraudulentas como lavagem de dinheiro e roubo de identidades de clientes. O banco tem tido perdas significativas com atividades de "phishing" visando atingir a sua área de Internet banking e clientes de cartão de crédito. Phishing é um método de fraude online onde os criminosos se colocam como bancos na tentativa de obter dos clientes senhas, números de conta bancária, e outras informações confidenciais via e- mail. Num recente relatório, o Gartner Group adverte que a atividade de phishing ameaça a viabilidade do comércio eletrônico e as atividades financeiras on-line, estimando que o custo nos EUA com este tipo de fraude para os bancos e empresas de cartão de credito girou em torno de 1,2 bilhão em (Gartner, 2004). O desafio dos bancos é o de impedir ou minimizar os efeitos dos ataques de phishing. Isso exige uma solução que reconheça um padrão de comportamento fraudulento e o correlacione em todos diferentes silos, tais como atividade nas ATM, hipotecas e cartões de crédito, aplicações e serviços bancários online. Porque uma fraude é tipicamente um esforço que explora múltiplas fraquezas, portanto a capacidade de executar em tempo real correlações pode atenuar de forma significativa seus efeitos. Uma solução CEP pode detectar muitos dos micro-eventos que compõem as atividades de um banco. Estes eventos variam de uma linha de acesso a rotas para chamadas telefônicas sobre reconciliação de contas, a até mesmo eventos virtuais, que deveriam ter lugar (mas talvez não), em períodos cronometrados ou agendados, como transferências de valores. O sistema pode detectar anomalias no banco on-line, novas configuração da conta, as mudanças em senhas ou beneficiários, ou mesmo do servidor de downloads de imagens que possam indicar que os phishers estão tentando redirecionar o tráfego para o seu servidor. Uma vez detectados e agregados, o sistema pode usar regras para evitar que novas transações online ou operações de cartão de credito sejam processadas. Poderia ainda atribuir novos números de conta e / ou notificar clientes se os autores puderem ser identificados. Também é possível responder a eventos de segurança com novas regras se os hackers mudarem suas táticas. CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 10

11 Como CEP poderá resolver os problemas reais Nós oferecemos vários exemplos para demonstrar o caráter prático do CEP. Garantia do Serviço Com produtos comoditizados e sempre encurtando o ciclo de vida dos produtos, as empresas procuram se distinguir oferecendo uma maior qualidade de serviço e um menor custo. Aqueles capazes de controlar melhor os seus ativos, incluindo rede, infra-estrutura de serviços, clientes e abastecimento e parceiros da cadeia, têm uma vantagem competitiva. As organizações têm alavancado aplicações de BPM para entregar valor de custobenefício. Estas soluções melhoram a eficiência dentro das divisões, reduzindo, por exemplo, o tempo necessário para processar uma ordem individual. Contudo, eles oferecem menos acerca do impacto da falta de uma entrega programada a um cliente de alto valor. Para construir a infra-estrutura necessária para criar, fornecer e apoiar novos produtos e serviços de forma consistente, as empresas devem completar BPM com soluções CEP. O processo de integração real-time e a infra-estrutura de gestão fornecida pelo CEP incorporam eventos de serviço e métricas no nível mais granular, permitindo às empresas a captura de incidentes e métricas e a compreensão do impacto na satisfação do cliente, de acordo com o nível de serviço (SLA). As soluções CEP baseadas na garantia de serviços podem ajudar em: Processos end-to-end com visibilidade e percepção, independentemente do domínio do negócio Visualização baseada em perfis e análise em tempo real em torno da garantia do serviço Serviço de interpretação de métricas e correlação, incluindo o impacto sobre as empresas e o insight sobre os KPIs Tendências e previsão de desempenho em tempo real Informação auditável, bem como eventos e cenário de persistência de capacidades Sensibilização real-time para o potencial de deserção de clientes Existem três benefícios significativos a partir de uma solução CEP: Redução de custos operacionais: monitoração da performance end-to-end, vigilância, visibilidade e alertas permitem às organizações identificar rapidamente potenciais violações de SLA, restaurar a rede rapidamente, ou retornar as operações ao normal no site do cliente; Aumento de produtividade: insight em operações, através de métricas que correlacionam os ativos e eventos a impactos quantificáveis nos negócios, permitem alinhar as empresas a processos de negócio. A correlação entre SLAs e as métricas CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 11

12 de desempenho da indústria, tais como Six Sigma, proporcionam melhoria tangível na qualidade. Menor risco de deserção de clientes: a capacidade de ver eventos empresariais no contexto de KPIs permite às empresas de forma proativa identificar e gerenciar riscos de não-conformidade, com foco em clientes com o maior efeito sobre os negócios. Programa de Negociação: Um Exemplo CEP De acordo com a Bolsa de Nova York, cerca de 50 por cento de suas operações semanais são programadas, com a negociação simultânea de um conjunto de 15 ou mais ações com um valor total superior a US $ 1 milhão. As instituições financeiras procuram cada vez mais executar operações programadas para capitalizar sobre as mudanças dentro de setores, turnos entre os setores, estratégias de negociação, reequilíbrio da carteira, e outras estratégias de ordem. Com a regulamentação cada vez maior do setor e de novos volumes de registros definidos a cada mês, as operações eletrônicas e os volumes de negociação programada continuarão a aumentar. As operações da Bolsa baseadas em CEP fornecem um elevado desempenho, com uma arquitetura de agentes que recolhe dados financeiros e correlaciona-os de acordo com regras específicas e padrões que identificam o potencial de arbitragem e de mercado às oportunidades em tempo real. Com essas soluções, as empresas do ramo financeiro têm as seguintes vantagens: Infra-estrutura escalável para gerir grandes volumes de eventos em tempo real Seqüenciamento complexo com o estado-finito, baseado em raciocínio matemático Tendência e previsão de desempenho em tempo real A capacidade de rapidamente implementar modelos de negociação por organização Relatórios auditáveis e capacidades de eventos persistentes. Usando CEP para ativar a Predição nos Negócios A capacidade de incorporar informação em tempo real e padrões de eventos complexos em decisões de negócio é fundamental para o sucesso de uma empresa face às rápidas mudanças nos mercados, mas é só o começo. Uma vez em uso, soluções CEP combinadas com um histórico relevante de informações obtidas a partir de software de análise, podem ser usadas para permitir a próxima fase do negócio em tempo real, a previsão do negócio. Negócios preditivos baseiam-se nas capacidades em tempo real dos negócios para responder a estas exigências. Para ativar a predição de negócios, as empresas devem se preparar com a seguinte infra-estrutura: As organizações devem ser capazes de estabelecer as definições de processos de negócios e suportar a infra-estrutura de TI de modo que as definições de processos CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 12

13 sejam automaticamente adaptadas on the fly, a medida que novos cenários de negócios ocorram, novos elementos são revelados, e as atividades estejam concluídas. A infra-estrutura deve ser capaz de capturar e correlacionar um grande número de eventos para que possa automaticamente reconhecer e identificar potenciais problemas e oportunidades. Pessoas de TI e pessoas de negócios devem ser notificados imediatamente sobre situações que requeiram a sua atenção, dando lhes a oportunidade de iniciar um curso de ação com maior probabilidade de oferecer valor máximo. O objetivo do negócio em tempo real é permitir que uma empresa reconheça as situações o mais rapidamente possível e resolva o problema ou aproveite a oportunidade. Muitas operações de negócios, no entanto, seguem padrões que, se identificados, permitirão às empresas resolver problemas ou aproveitar oportunidades quando estas surgirem. Como cada vez mais empresas estão alcançando as vantagens operacionais do negócio em tempo real, os líderes precisam dar o próximo passo para se distinguirem e sustentar sua vantagem competitiva. Negócio em tempo real é fazer as coisas mais rápidas. Negócio preditivo é fazer as coisas que eram impossíveis antes. Por exemplo: No mundo dos negócios em tempo real, o objetivo é responder para os problemas mais rápido do que seus concorrentes. No negócio de previsão, o objetivo é evitar problemas completamente. Negócios em tempo real permitem que as empresas avancem rapidamente para resolver uma necessidade do cliente, a abordagem preditiva ajuda uma organização a antecipar a necessidade e proporcionar a oportunidade de oferecer uma solução antes que o cliente tome a ação. Quando uma empresa, em tempo real, move-se rapidamente para capitalizar uma oportunidade antes da ação de empresas concorrentes, a predição ajuda a empresa a criar novas maneiras de servir a clientes existentes ou abrir novos mercados. Negócios preditivos baseiam-se em um núcleo de valores: identificar uma situação, tomar uma decisão rápida, e agir. A diferença é que um problema ou oportunidade podem ser identificados antes que o evento que cria o problema ou oportunidade ocorra. As implicações para a futuros negócios são imensas. Negócios preditivos podem ajudar organizações a melhorar a sua capacidade de atendimento aos clientes e aumentar as receitas de várias maneiras: Pedidos de um grande cliente estão diminuindo durante a época de alta. Existe o perigo de perder o cliente? Negócios preditivos podem ajudar a identificar padrões como a diminuição de pedidos de um grande cliente durante um período normalmente ocupado. Este poderá desencadear uma investigação ou um programa para estimular o comportamento de compra. Esse problema normalmente não seria notado, nem poderia ser abordado, sem a tecnologia CEP. Com base nas tendências, o cliente vai precisar de mais largura de banda em uma semana. Onde está o ponto ótimo para começar up-selling? Neste cenário, a predição dos negócios ajuda a antecipar o aumento da demanda antes do cliente solicitar o pedido. Baseado em utilização semelhante de clientes, como informações sobre as CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 13

14 tendências, e dados em tempo real, o sistema pode recomendar (e fornecer um script de telemarketing para) ações específicas destinadas a apoiar up-selling no cliente. A tendência atual é ultrapassar o SLA. Como é que os recursos podem ser redistribuídos para assegurar o cumprimento dos acordos de níveis de serviços? Neste cenário, técnicas de gestão de risco comparam o custo do suporte fixo com os custos das sanções SLA para determinar como uma violação pode afetar os negócios e identificar o melhor curso de ação. CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 14

15 Conclusão As exigências para empresas com grandes áreas de TI, negócios em tempo real e arquitetura de negócios preditivos construída sobre CEP estão se tornando uma prioridade para organizações de todos os tamanhos. O ritmo dos negócios atual, o aumento acelerado das regulamentações e a forte concorrência global requerem um controle mais rígido sobre as operações,e as grandes e médias empresas devem encontrar o melhor custo-benefício para aumentar a sua agilidade e reter clientes. Eles já não podem se dar ao luxo de estender aplicações legadas ou aplicações personalizadas que executam tarefas específicas de negócio, ou ainda simplesmente analisar o histórico das tendências de desempenho da empresa. Estes dados tornamse obsoletos se não forem usados para antecipar eventos antes que eles aconteçam. As empresas precisam de uma metodologia para capturar de maneira granular, eventos em tempo real, a partir de fontes múltiplas em diferentes camadas organizacionais em toda a cadeia de valor. Devem comprometer-se a implantar soluções que colocam o volume e a variedade de dados que lidam diariamente da forma mais otimizada possível. Em um ambiente tão competitivo, os erros aparentemente pequenos podem facilmente fazer com que um cliente migre para uma outra empresa em troca de promessas de serviço superior ou benefícios. Ao alavancar dados existentes, as empresas podem antecipar esses erros, prever as reações, e agir sobre os problemas potenciais ou problemas causados por um erro, mesmo antes que o erro ocorra. Através de soluções baseadas em CEP, os negócios têm um modelo de código de abordagem para a construção de aplicações orientadas a eventos que fornecem visibilidade da empresa e gatilhos de informações. Integrar o CEP a uma arquitetura corporativa com alta capacidade de resposta, em tempo real, permite às empresas identificar e antecipar as exceções e as oportunidades representadas por eventos aparentemente não relacionados entre si, complexos, distribuídos, enfim ambientes heterogêneos de TI. Com o CEP, as organizações adquirirem uma visão mais ampla sobre os acontecimentos, o que permite identificar aqueles que têm (ou terão) maior impacto para o negócio, permitindo-lhes melhorar o desempenho operacional. REFERÊNCIA Litan, Avivah (Gartner Group). "Phishing Victims Likely Will Suffer Identity Theft Fraud ", 14 de maio de CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 15

16 Sobre a PBTI A PBTI Soluções é distribuidor autorizado dos produtos TIBCO no Brasil. Com escritórios em Brasilia, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, possui equipe técnica e profissionais altamente qualificados que permitem a implantação de projetos de SOA, BPM e CEP em clientes do porte do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Localiza. Saiba mais em Sobre a TIBCO A tecnologia da TIBCO digitalizou Wall Street nos anos 80 com os seu event-driven "Information Bus software", o que ajudou as empresas a fazerem negócios em tempo real e tornou-se um diferenciador estratégico nos anos 90. Hoje, o software de infraestrutura da TIBCO oferece aos clientes a capacidade de inovar constantemente, conectando aplicativos e dados em uma arquitetura orientada a serviços, otimizando as atividades através do gerenciamento de processos de negócios, e dando às pessoas a informação e ferramentas de inteligência que precisam para tomar decisões mais rápidas e inteligentes, o que s TIBCO chama de The Power of Now. A TIBCO atende a mais de clientes em todo o mundo, com escritórios em mais de 20 países e um ecossistema de mais de 200 parceiros. Saiba mais em CEP para Melhoria do Desempenho Operacional Página 16

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

Transforme. Transforme a TI. a empresa. Três imperativos da TI para a transformação da empresa realizada pelo CIO em um mundo dinâmico.

Transforme. Transforme a TI. a empresa. Três imperativos da TI para a transformação da empresa realizada pelo CIO em um mundo dinâmico. TECH DOSSIER Transforme a TI Transforme a empresa Três imperativos da TI para a transformação da empresa realizada pelo CIO em um mundo dinâmico. Consolidar para conduzir a visibilidade da empresa e a

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu. Gestão e Tecnologia da Informação

PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu. Gestão e Tecnologia da Informação IETEC - INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu Gestão e Tecnologia da Informação BAM: Analisando Negócios e Serviços em Tempo Real Daniel Leôncio Domingos Fernando Silva Guimarães Resumo

Leia mais

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens Academia de Tecnologia da IBM White paper de liderança de pensamento Novembro de 2010 Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens 2 Proteção da nuvem: do desenvolvimento da estratégia

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Gestão de Armazenamento

Gestão de Armazenamento Gestão de Armazenamento 1. Introdução As organizações estão se deparando com o desafio de gerenciar com eficiência uma quantidade extraordinária de dados comerciais gerados por aplicativos e transações

Leia mais

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos

RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos como posso assegurar uma experiência excepcional para o usuário final com aplicativos

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People.

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. O SoftExpert BPM Suite é uma suíte abrangente de módulos e componentes perfeitamente integrados, projetados para gerenciar todo o ciclo de

Leia mais

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People.

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. O SoftExpert BPM Suite é uma suíte abrangente de módulos e componentes perfeitamente integrados, projetados para gerenciar todo o ciclo de

Leia mais

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança.

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança. EMC Consulting Estratégia visionária, resultados práticos Quando a informação se reúne, seu mundo avança. Alinhando TI aos objetivos de negócios. As decisões de TI de hoje devem basear-se em critérios

Leia mais

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a...

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... INNOVA Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... Maximizar o rendimento e a produtividade Estar em conformidade com os padrões de qualidade e garantir a segurança dos alimentos Obter

Leia mais

gerenciando o desempenho de serviços em uma empresa conectada na nuvem CA Business Service Insight Julho de 2011

gerenciando o desempenho de serviços em uma empresa conectada na nuvem CA Business Service Insight Julho de 2011 gerenciando o desempenho de serviços em uma empresa conectada na nuvem CA Business Service Insight Julho de 2011 a computação na nuvem está presente em todos os lugares e está crescendo 72% das empresas

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding Unindo a estratégia às operações com sucesso Visão Geral O Scorecarding oferece uma abordagem comprovada para comunicar a estratégia de negócios por toda a

Leia mais

Por que utilizar o modelo ITIL

Por que utilizar o modelo ITIL Por que utilizar o modelo ITIL... O que não é definido não pode ser controlado... O que não é controlado não pode ser medido... O que não é medido não pode ser melhorado Empregado para definir, controlar,

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

Você está fornecendo valor a seus clientes para ajudálos a superar a Paralisação virtual e acelerar a maturidade virtual?

Você está fornecendo valor a seus clientes para ajudálos a superar a Paralisação virtual e acelerar a maturidade virtual? RESUMO DO PARCEIRO: CA VIRTUAL FOUNDATION SUITE Você está fornecendo valor a seus clientes para ajudálos a superar a Paralisação virtual e acelerar a maturidade virtual? O CA Virtual Foundation Suite permite

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

IBM WebSphere Business Monitor

IBM WebSphere Business Monitor Obtenha visibilidade em tempo real do desempenho dos processos de negócios IBM WebSphere Business Monitor Fornece aos usuários de negócios uma visão abrangente e em tempo real do desempenho dos processos

Leia mais

Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes de carga. Um artigo técnico da Oracle Junho de 2009

Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes de carga. Um artigo técnico da Oracle Junho de 2009 Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes de carga Um artigo técnico da Oracle Junho de 2009 Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes

Leia mais

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral da solução Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral À medida que tecnologias como nuvem, mobilidade, mídias sociais e vídeo assumem papéis

Leia mais

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions ISO 9001 Relatórios A importância do risco em gestao da qualidade Abordando a mudança BSI Group BSI/UK/532/SC/1114/en/BLD Contexto e resumo da revisão da ISO 9001:2015 Como uma Norma internacional, a ISO

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

SYSTIMAX Solutions. imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada.

SYSTIMAX Solutions. imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada. SYSTIMAX Solutions imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada. 1 Toda rede deve ser administrada. A questão é COMO? A visão: Conseguir o sucesso comercial a partir de uma melhor administração de

Leia mais

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso Uma única plataforma BPM que oferece total visibilidade e gerenciamento de seus processos de negócios 2 IBM Business Process Manager Simples

Leia mais

Transformando os processos e a cultura de TI para assegurar a qualidade do serviço e aprimorar a eficiência operacional de TI

Transformando os processos e a cultura de TI para assegurar a qualidade do serviço e aprimorar a eficiência operacional de TI RESUMO EXECUTIVO Service Operations Management Novembro de 2011 Transformando os processos e a cultura de TI para assegurar a qualidade do serviço e aprimorar a eficiência operacional de TI agility made

Leia mais

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem Professional Folheto Professional A HP oferece um portfólio abrangente de serviços profissionais em nuvem para aconselhar, transformar e gerenciar sua jornada rumo

Leia mais

Exame de Fundamentos da ITIL

Exame de Fundamentos da ITIL Exame de Fundamentos da ITIL Simulado A, versão 5.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Todas as respostas devem ser assinaladas na grade de respostas fornecida.

Leia mais

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Resumo da solução Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Você deseja uma solução de computação unificada para a sua empresa de médio ou pequeno porte ou para o padrão avançado do seu

Leia mais

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas.

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Autoatendimento Digital Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Oferece aos clientes as repostas que buscam, e a você,

Leia mais

NCR CONNECTIONS. CxBanking

NCR CONNECTIONS. CxBanking CxBanking NCR CONNECTIONS Nossa soluc a o multicanal permite aos bancos implementar rapidamente servic os empresariais personalizados em canais fi sicos e digitais. Um guia de soluções da NCR Visão geral

Leia mais

Sistemas de Apoio. Prof.: Luiz Mandelli Neto. Sistemas de Apoio. ERP (Enterprise Resource Planning) PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS

Sistemas de Apoio. Prof.: Luiz Mandelli Neto. Sistemas de Apoio. ERP (Enterprise Resource Planning) PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS Sistemas de Apoio Prof.: Luiz Mandelli Neto Sistemas de Apoio ERP (Enterprise Resource Planning) PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS Mapa de TI da cadeia de suprimentos Estratégia Planejamento Operação

Leia mais

SOLUÇÕES DE RESILIÊNCIA E SEGURANÇA

SOLUÇÕES DE RESILIÊNCIA E SEGURANÇA SERVIÇO DE RESPOSTA A INCIDENTES D Solução de segurança que fornece orientações para o efetivo controle ou correção de ataques externos causados por vulnerabilidades encontradas no ambiente do cliente.

Leia mais

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos Terceirização de Processos Empresariais da Capgemini Um componente da área de Serviços Públicos da Capgemini As concessionárias de serviços

Leia mais

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Uma nova visão no Gerenciamento da Aplicação INDICE 1. A Union IT... 3 2. A importância de gerenciar dinamicamente infra-estrutura,

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani BI Business Intelligence A inteligência Empresarial, ou Business Intelligence, é um termo do Gartner Group. O conceito surgiu na década de 80 e descreve

Leia mais

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Uma solução de gerenciamento de nuvens abrangente, segura e flexível Documento técnico de negócios Página 2 Frente às tendências significativas

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO DO PARCEIRO Soluções de garantia do serviço da CA Technologies você está ajudando seus clientes a desenvolver soluções de gerenciamento da TI para garantir a qualidade do serviço e a

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO Gerenciamento da infraestrutura convergente da CA Technologies Como posso fornecer serviços inovadores ao cliente com uma infraestrutura cada vez mais complexa e convergente? E com gerenciamento

Leia mais

ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA

ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA ITIL - Livros Estratégia de Serviços (Service Strategy): Esse livro

Leia mais

Como a nuvem mudará as operações de liberação de aplicativos

Como a nuvem mudará as operações de liberação de aplicativos DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Junho de 2013 Como a nuvem mudará as operações de liberação de aplicativos Jacob Ukelson Entrega de aplicativos Sumário Resumo executivo 3 Seção 1: 4 Mudando o cenário de automação

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Parceiros de serviços em nuvem gerenciada Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Implemente a versão mais recente do software da SAP de classe mundial,

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Esta seção apresenta alguns dos problemas da gestão da cadeia de suprimentos discutidos em mais detalhes nos próximos capítulos. Estes problemas

Leia mais

Resultados da Pesquisa

Resultados da Pesquisa Resultados da Pesquisa 1. Estratégia de Mensuração 01 As organizações devem ter uma estratégia de mensuração formal e garantir que a mesma esteja alinhada com os objetivos da empresa. Assim, as iniciativas

Leia mais

Prof. Lucas Santiago

Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Administração de Sistemas de Informação Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Sistemas de Informação são classificados por

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI

Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI Adriano Olimpio Tonelli Redes & Cia 1. Introdução A crescente dependência entre os negócios das organizações e a TI e o conseqüente aumento

Leia mais

Ferramentas unificadas de SOA alinham negócios e TI IDG Research aponta grandes ganhos potenciais a partir de uma solução integrada

Ferramentas unificadas de SOA alinham negócios e TI IDG Research aponta grandes ganhos potenciais a partir de uma solução integrada Insight completo sobre IDG/Oracle Relatório de pesquisa de SOA Ferramentas unificadas de SOA alinham negócios e TI IDG Research aponta grandes ganhos potenciais a partir de uma solução integrada Alinhamento

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA 2011 Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA SUMÁRIO Introdução... 4 Metodologia... 6 Resultado 1: Cibersegurança é importante para os negócios... 8 Resultado

Leia mais

Projeto de governança automatiza e agiliza processos na Ouro Verde

Projeto de governança automatiza e agiliza processos na Ouro Verde Projeto de governança automatiza e agiliza processos na Ouro Verde Perfil A Ouro Verde Locação e Serviço S.A. é uma empresa paranaense com mais de 40 anos de mercado, trabalhando com gestão e terceirização

Leia mais

CRM. Customer Relationship Management

CRM. Customer Relationship Management CRM Customer Relationship Management CRM Uma estratégia de negócio para gerenciar e otimizar o relacionamento com o cliente a longo prazo Mercado CRM Uma ferramenta de CRM é um conjunto de processos e

Leia mais

ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET

ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET AULA 05 ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET JAMES A. O BRIEN MÓDULO 01 Páginas 26 à 30 1 AULA 05 DESAFIOS GERENCIAIS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios fornecendo valor com inovações de serviços de negócios A TI é grande. Tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

Transformando a Industria de Telecomunicações com IBM Analytics. Fábio Lima

Transformando a Industria de Telecomunicações com IBM Analytics. Fábio Lima Transformando a Industria de Telecomunicações com IBM Analytics Fábio Lima Indústria de Telecomunicações está Mudando Rapidamente Forças Externas Os consumidores estão tomando o controle Explosão de Tráfego

Leia mais

Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos.

Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos. Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos. Fundada em 1989, a MicroStrategy é fornecedora líder Mundial de plataformas de software empresarial. A missão é fornecer as plataformas mais

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente. Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente.

Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente. Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente. Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente. As interações com os clientes vão além de vários produtos, tecnologias

Leia mais

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI)

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI) Uma estrutura conceitural para suporteà decisão que combina arquitetura, bancos de dados (ou data warehouse), ferramentas analíticas e aplicações Principais objetivos: Permitir o acesso interativo aos

Leia mais

Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada

Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada Visão Geral do Mercado Embora o uso dos produtos da Web 2.0 esteja crescendo rapidamente, seu impacto integral sobre

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais

Sistemas de Informação Gerenciais Faculdade Pitágoras de Uberlândia Pós-graduação Sistemas de Informação Gerenciais Terceira aula Prof. Me. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com Maio -2013 Governança

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Data Warehouse - Conceitos Hoje em dia uma organização precisa utilizar toda informação disponível para criar e manter vantagem competitiva. Sai na

Leia mais

A sua operação de mina faz uso de uma solução de software de planejamento integrado ou utiliza aplicações de software isoladas?

A sua operação de mina faz uso de uma solução de software de planejamento integrado ou utiliza aplicações de software isoladas? XACT FOR ENTERPRISE A ênfase na produtividade é fundamental na mineração à medida que as minas se tornam mais profundas, as operações se tornam cada vez mais complexas. Empresas de reconhecimento mundial

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO * César Raeder Este artigo é uma revisão de literatura que aborda questões relativas ao papel do administrador frente à tecnologia da informação (TI) e sua

Leia mais

Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços

Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços da solução SAP SAP ERP SAP Data Maintenance for ERP by Vistex Objetivos Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços Entregar a manutenção de dados

Leia mais

Coca-Cola Bottling Co. Consolidated maximiza a lucratividade

Coca-Cola Bottling Co. Consolidated maximiza a lucratividade Coca-Cola Bottling Co. Consolidated maximiza a lucratividade Fornecendo insights mais profundos sobre a demanda dos clientes quatro vezes mais rápido com a Solução IBM FlashSystem Visão geral A necessidade

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA DESTAQUES A infraestrutura do RSA Security Analytics Arquitetura modular para coleta distribuída Baseada em metadados para indexação, armazenamento

Leia mais

5 motivos pelos quais as empresas estão mudando suas WANs para Banda Larga

5 motivos pelos quais as empresas estão mudando suas WANs para Banda Larga 5 motivos pelos quais as empresas estão mudando suas WANs para Banda Larga Como os tempos mudaram e por quê está na hora de Evoluir a TI A WAN sempre teve como objetivo conectar usuários à aplicativos

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV Bloco Comercial CRM e AFV Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos CRM e AFV, que fazem parte do Bloco Comercial. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social Não há dúvidas de que as tecnologias sociais têm um impacto substancial no modo como as empresas funcionam atualmente.

Leia mais

monitoramento unificado

monitoramento unificado DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA monitoramento unificado uma perspectiva de negócios agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução 3 Seção 1: ambientes de computação emergentes atuais 4 Seção 2: desafios

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO CA ecodesktop posso fornecer economias de custos e reduções no consumo de energia e na pegada de carbono de PCs e desktops de maneira precisa? agility made possible Você pode. Com o CA

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Relatório de Pesquisa

Relatório de Pesquisa Relatório de Pesquisa A Vantagem da Virtualização de Mainframe: Como Economizar Milhões de Dólares Utilizando um IBM System z como um Servidor em Nuvem Linux Sumário Executivo Os executivos de TI (Tecnologia

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial Sumário executivo À medida que as organizações competem e crescem em uma economia global dinâmica, um novo conjunto de pontos cruciais

Leia mais

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Para competir com eficácia, as empresas da atualidade precisam se adaptar a um ambiente tecnológico que sofre rápidas mudanças.

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Uma visão abrangente dos negócios Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Negócios sem barreiras O fenômeno da globalização tornou o mercado mais interconectado e rico em oportunidades.

Leia mais

SERVIÇO DE ANÁLISE DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES APLICABILIDADE PARA CALL-CENTERS VISÃO DA EMPRESA

SERVIÇO DE ANÁLISE DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES APLICABILIDADE PARA CALL-CENTERS VISÃO DA EMPRESA SERVIÇO DE ANÁLISE DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES APLICABILIDADE PARA CALL-CENTERS VISÃO DA EMPRESA Muitas organizações terceirizam o transporte das chamadas em seus call-centers, dependendo inteiramente

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES.

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 88 BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Andrios Robert Silva Pereira, Renato Zanutto

Leia mais

Documento técnico de negócios

Documento técnico de negócios Documento técnico de negócios Manual de proteção de dados para armazenamento totalmente em flash Principais considerações para o comprador de armazenamento com experiência em tecnologia Documento técnico

Leia mais

GOVERNANÇA DE ACESSO E IDENTIDADE ORIENTADA AOS NEGÓCIOS: A IMPORTÂNCIA DE UMA NOVA ABORDAGEM

GOVERNANÇA DE ACESSO E IDENTIDADE ORIENTADA AOS NEGÓCIOS: A IMPORTÂNCIA DE UMA NOVA ABORDAGEM GOVERNANÇA DE ACESSO E IDENTIDADE ORIENTADA AOS NEGÓCIOS: A IMPORTÂNCIA DE UMA NOVA ABORDAGEM RESUMO Há anos, os gerentes de segurança das informações e de linhas de negócios sabem, intuitivamente, que

Leia mais