DEPARTAMENTO DE SUPRIMENTOS APRESENTAÇÃO PREGÃO CESP ONLINE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEPARTAMENTO DE SUPRIMENTOS APRESENTAÇÃO PREGÃO CESP ONLINE"

Transcrição

1 PREGÃO CESP ONLINE APRESENTAÇÃO O Pregão é a modalidade de Licitação para aquisição de bens, serviços comuns e Engenharia em que a disputa pela contratação é feita em sessão pública, por meio de Propostas e lances, para classificação da oferta e habilitação do Licitante detentor da Oferta de menor preço. Quando realizado por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação é denominado Pregão Eletrônico, que promove a comunicação via INTERNET e possibilita o recebimento de Propostas e a realização da sessão pública do certame O SISTEMA DE PREGÃO CESP ONLINE O Sistema Pregão CESP online é um aplicativo, administrado pelo Departamento de Suprimentos com apoio do Departamento de Tecnologia da Informação. A sessão do Pregão CESP online é realizada pela INTERNET, apoiada por ferramenta da tecnologia da informação que permite a condução pelo Pregoeiro dos procedimentos durante a sessão pública. Independentemente de senhas ou autorizações, qualquer interessado, inclusive os órgãos de controle e fiscalização, poderão acompanhar todo o desenvolvimento dos trabalhos realizados durante a sessão pública, por meio do sítio da CESP. O Sistema Pregão CESP online utiliza recursos de criptografia e de autenticação para assegurar as condições adequadas de segurança em todas as etapas do certame. O Sistema Pregão CESP online possui dispositivos de segurança que afastam a quebra do sigilo das propostas, por qualquer pessoa em geral e da CESP, antes de serem devassadas pelo Pregoeiro e que asseguram a rastreabilidade da origem de ocorrências realizadas na sessão pública, resguardando a seriedade e credibilidade do processo. O Sistema Pregão CESP online espelha as regras do Regulamento da Licitação na Modalidade Pregão Eletrônico utilizando-se dos Recursos da Tecnologia da Informação, reproduzindo os procedimentos, de modo sequencial, viabilizando o recebimento de Propostas, a realização da sessão pública, conferindo transparência, rapidez e segurança aos atos praticados. No Sistema Pregão CESP online são registrados todos os fatos relativos ao certame, envolvendo desde o Credenciamento dos representantes dos Licitantes, os preços das Propostas originais, seleção dos Licitantes à fase de lances, as rodadas dos lances, fase de negociação, habilitação, recurso, adjudicação quando possível, ou outro resultado final. Ao final, o Sistema Pregão CESP online disponibiliza o histórico de registro de Propostas e lances, o resultado com a classificação, em ordem crescente de valores finais ofertados, registro de negociação e o resultado final da Licitação. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 1

2 O Pregoeiro poderá, ainda, encerrar o Pregão submetendo à autoridade competente a anulação ou revogação do processo, nos termos do Artigo 49 da Lei 8666/93. A ata da sessão pública é obtida a partir dos fatos registrados pelo Sistema Pregão CESP online. É de responsabilidade exclusiva do Licitante a operação do sistema eletrônico, via INTERNET, na participação do Pregão CESP ON-LINE, donde se presume sua total capacidade para a realização das transações inerentes ao certame. É de responsabilidade do Departamento de Suprimentos o fornecimento de senha para o Licitante operar o sistema informatizado. O Licitante será responsável por todas as transações efetuadas em seu nome, por meio de sua senha de acesso ao sistema eletrônico, assumindo como firmes e verdadeiras suas Propostas, lances e declarações pertinentes. Compete, ainda, ao Licitante acompanhar as operações do sistema informatizado durante a sessão pública do Pregão CESP ON-LINE, ficando responsável pelo ônus decorrente de perda de negócios diante da Inobservância de quaisquer mensagens emitidas pelo sistema, ou pela sua desconexão. Na hipótese de desconexão do Pregoeiro, por problemas técnicos ocorridos no sítio da CESP, no decorrer da etapa competitiva do Pregão, o sistema eletrônico poderá permanecer acessível aos Licitantes para recepção dos lances, retomando o Pregoeiro, quando possível, sua atuação no certame, sem prejuízo dos atos realizados. Na hipótese de desconexão por problemas técnicos ocorridos no sítio da CESP, em qualquer etapa do Pregão, o Pregoeiro retomará o processo, decidindo sobre sua continuidade, sem prejuízo dos atos realizados. Em quaisquer dos casos, quando a desconexão persistir por tempo superior a dez minutos, a sessão poderá ser suspensa e terá reinício somente após comunicação expressa aos Licitantes. Base Legal: Modalidade de Licitação instituída pela Lei Federal n , de 17 de julho de Aplica-se subsidiariamente a Lei Federal no 8.666, de 21 de junho de 1993, e suas alterações, subsidiariamente. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 2

3 PREGÃO CESP ONLINE Fase externa (Via Internet) APRESENTAÇÃO Para ter acesso ao Pregão CESP Online o usuário deve seguir os passos abaixo: Acessar o endereço onde será visualizada a página das Licitações Eletrônicas, conforme exemplo abaixo. Endereço do site da CEP Clique aqui DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 3

4 INSTRUÇÕES AOS LICITANTES LICITAÇÕES ELETRÔNICAS Nesta página estão disponíveis todas as opções que viabilizam fornecedores aos processos licitatórios da CESP, tais como: Cadastre sua Empresa: opção para solicitação de Senha e informações cadastrais Situação das Empresas: disponibiliza informações sobre empresas cadastradas na CESP Licitações Instauradas: disponibiliza informações sobre processos licitatórios. Contratos assinados: disponibiliza informações sobre todos os contratos assinados na CESP nos últimos 60 dias Cotação Eletrônica de Preços: disponibiliza compras de materiais e equipamentos até o valor de R$ 16000,00 Pregão CESP Online: disponibiliza compras de materiais/equipamentos e serviços comuns sem limite de valor. Acessando a opção de Pregão CESP Online Clique aqui Nota : O Link Saiba mais >> fornece informações mais detalhadas sobre cada opção DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 4

5 CONSULTAR PREGÃO As opções de consulta são disponibilizadas de acordo com a fase atual do Pregão: Publicados: Pregões disponibilizados para retirar arquivos (Edital, Especificações Técnicas e etc.), solicitação de esclarecimentos ou impugnações até o prazo limite estabelecido. Adiados: Pregões que tiveram as datas de abertura das propostas adiadas. Recebimentos das Propostas: Pregões disponíveis para recebimento ou abertura de propostas Em Andamento: Pregões em fase de recebimento de lances. Suspenso / Recurso: Pregões suspensos ou encerrados com recursos. Encerrado: Pregões encerrados sem recurso, Fracassado, Revogado e etc. Para acessar um Pregão específico escolha uma das opções de consulta ou digite o número do Pregão e dique no botão 0K conforme exemplo abaixo: Clique para acessar o Pregão Digite o nº do Pregão Nota: O Regulamento do Pregão CESP e Manual do Licitante estão disponíveis para consulta conforme exemplo acima. LISTA DE PREGÕES CONSULTADOS: DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 5

6 Clicando em uma das opções de consulta o sistema apresentará uma página onde estarão relacionados todos os pregões da fase escolhida ordenados por data. Para localizar um número de um Pregão utilize o botão Próxima Página ou Página Anterior e clique sobre o número. Exemplo: (Página de Recebimento de Propostas Clique para acessar o Pregão Nota: Serão exibidos os 10 (Dez) primeiros números de cada vez e para ter acesso nos demais pregões o usuário deve se utilizar das opções Próxima Página ou Página Anterior. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 6

7 PÁGINA PRINCIPAL DO PREGÃO: A página de Dados Básicos do Pregão fornece todas as opções necessárias para que o usuário tenha acesso a um Pregão, tais como Download, Cadastrar propostas e etc., porém essas opções só estarão disponíveis para usuários que se identificarem através da Senha de Acesso, conforme ilustrado abaixo: Exemplo: (Página de Dados Básicos) Clique para acessar a tela da senha Nota: Usuários não identificados navegarão pelo Pregão, inclusive na Sessão Pública como usuários Anônimos e não terão direito a interagir com o sistema. PÁGINA DE DADOS BÁSICOS: As opções serão disponíveis a todos os usuários conforme o seu perfil de acesso verificado no momento da sua identificação. Para identificar-se o usuário deve utilizar a opção Senha de Acesso que exibe uma página com dois campos que devem obrigatoriamente ser preenchidos com o Nome do Usuário (Login) e Senha, após preencher esses campos o usuário deve clicar sobre o botão Confirma e aguardar que a tela se feche. Obs.: os campos CESP e FORNECEDOR identificam os tipos de acessos que estão sendo solicitados. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 7

8 Exemplo: (Senha de Acesso) Clique aqui Informe o nome e a senha Nota: Para que a página acima seja exibida no momento da solicitação, é necessário que o navegador da Internet ex.: Internet Explorer esteja devidamente configurado para acesso de 128 bits. Essa configuração é geralmente encontrada na versão 5.5 ou superior. Para atualização de versão utilize a opção segurança no rodapé da página ou consulte um analista de informática. Solicitamos a não utilização de sistema de bloqueio de telas sobrepostas (Anti Pop-Up) disponíveis em provedores de acesso, bem como em operacional como (Windows XP). OPÇÕES DO PREGÃO: Após ter se identificado o usuário poderá ter acesso às opções do Pregão conforme o seu perfil. Download: Exibe uma página para que o usuário possa retirar arquivos relativos ao Pregão, tais como: Edital, Especificações e etc.. Cadastrar Propostas: Permite ao usuário enviar suas propostas. Propostas Abertas: Exibe uma página com a relação de todas as propostas apresentas pelos licitantes para consulta e acompanhamento. Sessão Pública do Pregão: Exibe o Painel do Pregão para que o usuário possa participar da sessão. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 8

9 Ata do Pregão: Exibe a Ata do Pregão com a opção impressão. Prazos Limites Opções do Pregão SOLICITAÇÕES O usuário pode solicitar esclarecimento, impugnação, recurso e impugnação de Recurso na opção Solicitações, conforme mostrado abaixo: Exemplo: (opção de Solicitações) Opções de Solicitações Nota: Terão acesso a essa opção somente os usuários identificados e que tenham feito Download do edital. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 9

10 Para fazer a solicitação o usuário deve escolher a opção desejada e clicar sobre o botão OK para ter acesso à página de solicitação escolhida. O usuário deve informar o texto da sua solicitação no campo definido e clicar no botão Confirma para enviar a solicitação. Exemplo: (página de solicitação) Clique no Confirma Texto Nota: Esse procedimento deve ser utilizado para todas as solicitações desta opção. CONSULTAS Todas as solicitações enviadas e respondidas estarão disponíveis para consulta na opção Consulta. O usuário deve escolher o tipo de consulta desejada e clicar sobre o botão 0K. Exemplo: (consulta) Consulte Após clicar sobre o botão 0K será mostrada uma relação de todas as solicitações respondidas. Para ter acesso ao conteúdo da solicitação o usuário deve clicar sobre a data da solicitação para que seja exibida uma página com o conteúdo da solicitação escolhida. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 10

11 Exemplo: (página de consulta) Clique Aqui Nota: Esse procedimento deve ser utilizado para todas as solicitações desta opção DOWNLOAD DE DOCUMENTOS Para efetuar download de documentos tais como Edital, Planilha e etc. o usuário deve identificar-se através da senha de acesso, clicar sobre a opção Download para ter acesso à página que contém os arquivos. Exemplo: (Opção Download) Clique Aqui Após clicar sobre a opção Download será exibida página com os arquivos para que o usuário possa efetuar a baixa dos documentos. Essa página mostra também o tempo estimado para baixa de arquivos em conexões em banda larga e convencional. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 11

12 Exemplo: (página de Download de Arquivos) Clique Aqui Clique Aqui para Retornar CADASTRAMENTO DE PROPOSTAS Para que o usuário possa cadastrar sua proposta é necessário que tenha se identificado através da senha de acesso, feito download do edital e observado o prazo limite de início e término de recebimento de proposta conforme ilustrado abaixo: Exemplo: (Colocação de Proposta) Prazos Início e Término Clique aqui Após clicar sobre o botão Cadastrar Propostas o sistema verificará a validade do Certificado de Registro Cadastral CRC, caso este documento esteja fora da validade o sistema não permitirá que o licitante cadastre sua proposta. Estando o CRC válido o licitante terá acesso à Declaração de Pleno Atendimento, este documento contém informações cadastrais da empresa, e se houver documento DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 12

13 fora da validade tais como Certidões Negativas da Receita Federal, Municipal e etc. o licitante declara neste documento o seu pleno conhecimento do conteúdo do edital e condições de fornecimento e etc. DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO Após clicar sobre o botão Cadastrar Propostas será exibida a página de declaração de Pleno Atendimento, conforme exemplo abaixo: Caso o usuário não concorde com as condições da declaração deve clicar no botão Cancela no final da página ou fechar a página. Caso concorde, o usuário deve clicar no botão Confirma para ter acesso à planilha de orçamento do Pregão que lhe oferece informações sobre o item ou lote a ser adquirido. Exemplo: (página de declaração) DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 13

14 Clique aqui Nota: As declarações para pregões de Materiais/Equipamentos terão textos diferenciados dos pregões de aquisição de Serviços. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 14

15 PLANILHA DE ORÇAMENTO Nesta página o usuário tem a possibilidade de consultar o CRC, Anexar Arquivos, Cadastrar Proposta e imprimir, conforme ilustrado abaixo: Exemplo: (página de planilha) Cadastrar Proposta Botão Ver documentação (CRC) permite que o usuário consulte as informações do Certificado de Registro Cadastral. Botão Anexar Arquivos permite ao usuário anexar os arquivos solicitados no edital. Botão Imprimir permite ao usuário imprimir a planilha e usar como comprovante de envio de suas propostas. Para cadastrar as propostas o usuário deve clicar sobre o número do item desejado para ter acesso à página de proposta. Nota: As opções acima serão explicadas e ilustradas abaixo. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 15

16 Ver documentação (CRC) Clicando sobre o botão Ver documentação (CRC) será exibido o Certificado de Registro Cadastral atual com relação de documentos e suas validades, índices contábeis e Capital Social. O usuário pode imprimir esse documento utilizando a opções Imprimir, conforme ilustrado abaixo. Caso o CRC possua documento com prazo de validade vencida ou a vencer até a data de Sessão Pública é recomendado que o usuario providencie a atualização, pois todos os documentos vencidos serão exigidos na Sessão Pública do Pregão na Fase de Habilitação. Nota: para voltar à página anterior o usuário deve clicar no botão Fechar. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 16

17 Anexar Arquivos Caso o edital exija documentos anexos à proposta tais como Planilha de composição de Preço, Especificações complementares e etc., o usuário deverá clicar no botão Anexar Arquivos. Para incluir arquivo o licitante deve clicar no botão Incluir para ter acesso página de localização e vinculo do arquivo. Exemplo: (página de Anexar Arquivos) Clique Aqui Exemplo: (página de localizar Arquivos) Clique para localizar Arquivo Clique Aqui Após confirmar a vinculação dos arquivos será exibida página com o arquivo anexado.caso seja necessário anexar outro arquivo, o procedimento deve ser repetido. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 17

18 Caso o licitante tenha anexado um arquivo indevidamente, clique sobre nome do arquivo anexado para ter acesso à página de exclusão arquivo. Exemplo: (página de Arquivos Anexados) Clique Aqui Exemplo: (página de Exclusão de Arquivo) Clique Aqui Nota: O sistema não permite ao usuário realizar vínculos ou exclusões após o prazo limite de Recebimento de Propostas. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 18

19 CADASTRAMENTO DE PROPOSTAS Para cadastrar as propostas o usuário deve obedecer ao prazo limite estabelecido e o horário dos computadores da CESP (Servidor) devidamente sinalizados na pagina. Clicar sobre o número do item desejado e preencher página de Propostas, conforme ilustrado abaixo: Exemplo: (Página de planilha) Clique Aqui DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 19

20 CADASTRAMENTO DE PROPOSTAS (Pregão de Serviços) Após clicar sobre o número do item será exibida a página de propostas, para Pregão de serviços o usuário deve informar valor da proposta com todos os impostos inclusos com quatro casas decimais e clicar no botão Confirma para registrar o envio da proposta, conforme ilustrado abaixo: Exemplo: (página de proposta Pregão Serviços) Clique Aqui Nota: O sistema permite alteração da proposta dentro do prazo limite estipulado para recebimento de propostas. CADASTRANDO A PROPOSTA (MATERIAIS) Os Pregões de Materiais/Equipamentos apresentam tela diferenciada dos pregões de Serviços como mostra a página abaixo. Para cadastrar a proposta o usuário deve informar o valor com todos os impostos incluso e com quatro casas decimais, informar a tarifa do IPI e ICMs destacados do valor da proposta somente para controle e emissão de Pedido de Compra (Não é obrigatório), informar a procedência (N Nacional ou I Internacional) e a marca ofertada. Após informar todos os campos corretamente o usuário deve clicar no botão Confirma para que sua proposta seja registrada. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 20

21 Pregão de materiais/equipamentos o campo Marca será apresentado para que o usuário informe a marca a ser ofertada. O preenchimento do campo Marca é obrigatório, pois o sistema não permitirá registro de proposta com o campo marca em branco. Após informar todos os campos corretamente o usuário deve clicar no botão Confirma para que sua proposta seja registrada. Exemplo: (página de materiais) Clique Aqui DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 21

22 Clique Aqui Informar a Marca Clique Aqui DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 22

23 PROPOSTAS ABERTAS Após o prazo limite de recebimento de propostas o representante pela condução do Pregão (Pregoeiro) fará abertura e análise das propostas tendo a possibilidade de classificar ou desclassificar a proposta que julgar necessário e pode ser acompanhada pelo licitante. Para acompanhar a abertura e análise das propostas o licitante deve clicar sobre a opção Propostas Abertas conforme ilustrado abaixo: Exemplo: (opções do Pregão) Clique Aqui Após clicar na opção Propostas Abertas será exibida uma página com a relação das propostas, o nome do pregoeiro, data e horário da abertura. Exemplo: (página de abertura e análise) Nota: O tempo de atualização página será de 10 segundos DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 23

24 ABERTURA E ANÁLISE DAS PROPOSTAS Caso haja desclassificação de propostas será sinalizada com o texto Desclassificada e o licitante pode consultar o motivo pelo qual o pregoeiro desclassificou. Nesta página podem ser visualizados também os arquivos anexados à proposta. O licitante pode visualizar o motivo da desclassificação clicando sobre a proposta que apresente o texto Desclassificado, pode também visualizar os arquivos anexados clicando sobre o texto Ver Anexos. Ver Anexos Visualizar Desclassificação Nota: Para ter acesso aos detalhes da proposta, dique sobre o texto Ver Anexo(s). DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 24

25 CONSULTANDO PROPOSTAS Após a abertura das propostas pelo pregoeiro todos os preços serão revelados e durante a análise os licitantes podem consultar as propostas apresentadas, os Arquivos anexados, planilha original de preços e o motivo da desclassificação caso ocorra, conforme exemplo abaixo: Exemplo: (detalhe da proposta) Clique Aqui Botão Ver Planilha Original exibe uma página com os valores apresentados pelo licitante para cada item. Pode ser visualizado se a proposta foi classificada ou não e motivo da desclassificação de uma determinada proposta, sinalizados em cor vermelha abaixo da palavra Motivo. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 25

26 SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO Após a análise das propostas pelo pregoeiro o licitante deve clicar sobre o botão Sessão Pública do Pregão para participar da sessão. Os licitantes só poderão entrar na sessão após a entrada do pregoeiro. Caso o pregoeiro ainda não tenha entrado na sessão, o sistema não apresentará a opção Sessão Pública do Pregão. O licitante deve aguardar e tentar novamente até que o sistema libere a opção Sessão Pública do Pregão e permita a sua entrada. Exemplo: (opções do Pregão) Clique Aqui Os licitantes identificados através da senha de acesso que não apresentaram propostas terão acesso ao painel do Pregão como Visitante, significa que não poderão interagir com o pregoeiro. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 26

27 PAINEL DO PREGÃO O Painel do Pregão está dividido em quatro partes distintas: A primeira parte (Superior) mostra informações sobre a Sessão e os botões de acesso às ações do pregoeiro. A segunda parte (Central) mostra os resultados de algumas ações (Propostas, Resumo e Lances). A terceira parte (Central) mostra as mensagens (Chat), informações de acesso de participantes e visitantes. A quarta parte (Inferior) disponibiliza um campo para digitação das mensagens, botão de controle de acesso de participantes e textos prontos padronizados. O Painel do Pregão é de tamanho único e definido, sua configuração é determinada pelo nível de acesso (Pregoeiro, Licitante e Visitante). Ao entrar no painel, o licitante é identificado na parte superior Nome do Usuário, é registrada no Chat a sua entrada e é revelado o seu apelido na parte inferior Usuário, conforme ilustrado abaixo: Exemplo: (Painel) DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 27

28 EXPLORANDO O PAINEL Na parte superior do painel são apresentadas as opções de acompanhamento do Pregão e podem ser acessadas a qualquer momento, são elas: Opção Propostas visualiza todas as propostas originais apresentadas pelos licitantes possibilitando a consulta dos detalhes, arquivos anexos e planilha original. Exemplo: (opção Propostas) Clique Aqui Resultado da Ação Ao clicar sobre a opção Propostas será exibido o resultado da ação sobre o espaço determinado não afetando as demais informações que estão sendo exibidas e essa operação pode ser realizada a qualquer momento dependendo da necessidade do licitante em consultá-las. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 28

29 OPÇÃO DISPUTA Opção DISPUTA Visualiza detalhes tais como Número, descrição, quantidade, valor unitário, valor total, menor preço, horário de término para oferta dos lances e o tempo restante (Relógio Regressivo) e sinaliza através de cores (Preto - Item não disponível, Azul - Lance Vencedor, Vermelho - Lance não vencedor). Exemplo: (opção Disputa) Clique Aqui DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 29

30 OPÇÃO LANCES A opção Lances visualiza todos os lances ofertados em ordem de valor, identifica o licitante, valor, data e horário de envio do lance. Exemplo: (opção lances) Clique Aqui DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 30

31 OPÇÃO ITEM/LANCE O botão Item possibilita ao licitante escolher o item que deseja enviar o lance, o campo Lance possibilita informar o valor do lance. Exemplo: (opções Item/Lance) Escolher Item Informar Lance INÍCIO DA FASE RECEBIMENTO DE LANCES Ao abrir o Pregão para a fase recebimento de lances, o pregoeiro informa a todos os participantes através de mensagem enviada ao Chat qual item estará aberto e horário de término para recebimento dos lances, conforme exemplo abaixo: Exemplo: (página de mensagem) Mensagemi ENVIANDO LANCES Para enviar o lance, o licitante deve seguir os passos abaixo; 01 - Escolher o Item 02 - Informar o valor do lance com (04) quatro casas decimais, inclusive quando for 0. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 31

32 03 - Clicar no botão Confirma para que o lance seja registrado. Exemplo: (enviar lance) Escolher Item 01 Escolher Lance 02 Escolher Lance 03 O sistema não registrará lances nas seguintes condições: 01 - Itens não disponíveis 02 Lance igual ou maior que o último registrado 03 Lance para item com prazo expirado 04 Lance para item em negociação com outro licitante 05 Lance com valor 0,0000 ou em branco Nota: O sistema informará o licitante através de página de aviso em qualquer uma das alternativas acima. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 32

33 PÁGINA DE AVISO Exemplo: (página de aviso) Clique aqui Nota: Para retornar a página da Sessão Pública do Pregão o licitante deve clicar no botão Fechar. PRORROGAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRAZO A prorrogação automática acontece a cada novo lance realizado a partir dos últimos cinco minutos, o sistema automaticamente acrescenta 05 (cinco) minutos ao tempo após cada novo lance. A prorrogação se dará sucessivamente, até que não sejam registrados quaisquer lances. Os cinco minutos adicionais serão sempre somados ao horário do qual o lance foi aceito pelo sistema, para definir o horário de encerramento da etapa de lances. Exemplo: (prorrogação automática de lances) Mensagens Nota: É recomendável que o pregoeiro sempre que possível avise os participantes sobre esse procedimento (Prorrogação automática) FASE DE NEGOCIAÇÃO Caso não se realize lance ou declarada encerrada a etapa de lances e ordenadas às propostas, o Pregoeiro procederá ao exame das mesmas, observando: DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 33

34 Se permanecerem propostas com valores idênticos, o Pregoeiro utilizará, como critério de desempate, a proposta do licitante que inseriu seu preço primeiramente e na sequência iniciará a etapa de negociação com este LICITANTE. Quando a primeira classificada for LICITANTE que não se enquadre como microempresa ou empresa de pequeno porte, serão identificados pelo sistema, todos os valores propostos por microempresas ou empresas de pequeno porte no intervalo de até 5,00% superior (considerando até a 2ª casa decimal), à proposta apresentada pelo LICITANTE que detenha a melhor oferta até então. Será concedido ao LICITANTE que se enquadre como microempresa ou empresa de pequeno porte, mais bem classificado, com sua proposta original ou seu último lance ofertado na etapa competitiva, o prazo máximo de 5 (cinco) minutos para a apresentação de novo valor dispensado da regra de redução mínima de lance prevista no edital, porém que seja inferior ao menor preço apurado na etapa de lances. O LICITANTE deverá se manifestar declarando sua intenção no chat. Caso apresente valor inferior ao menor preço apurado na etapa competitiva, nas condições previstas a microempresa ou empresa de pequeno porte terá sua oferta classificada em primeiro lugar. Renunciado o Direito de Preferência pelo LICITANTE, microempresa ou empresa de pequeno porte convocado para formular nova proposta, convocam-se os demais LICITANTES microempresas ou empresas de pequeno porte na ordem crescente de classificação, consideradas da primeira colocada para as seguintes, para exercício do mesmo direito. Na hipótese de todas as microempresas e empresas de pequeno porte renunciar ao Direito de Preferência, será considerada primeira classificada a empresa que apresentou originalmente, ao final da etapa de lances, a proposta de menor valor. Após o pregoeiro abrir o item para a fase Negociação, aparecerá mensagem no Chat informando a todos que a fase de negociação foi iniciada com o referido licitante, conforme exemplo abaixo: Exemplo: (Fase de negociação) Nota: Nessa fase o pregoeiro solicita ao licitante que ofertou o menor lance para que se manifeste com uma nova oferta (menor). Somente o licitante que estiver em negociação pode ofertar novos lances, os demais licitantes devem aguardar o término dessa fase. A fase de negociação tem com objetivo buscar junto ao licitante uma oferta que esteja dentro dos preços praticados pelo mercado e aceitável pela CESP. Caso o licitante não DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 34

35 atenda a esse requisito o pregoeiro tem como prerrogativa declarar o preço inaceitável e buscar uma negociação com o licitante de segundo menor preço. Esse procedimento se repetirá todas as vezes que o preço for declaro inaceitável. Caso o preço ofertado na fase de negociação seja aceitável pelo pregoeiro, o preço será declarado de melhor oferta e o Pregão passará para a fase de habilitação. Em todos os casos o sistema envia mensagem ao Chat informando a todos os participantes, conforme exemplo abaixo: Exemplo: (mensagem aos participantes) FASE DE HABILITAÇÃO Após a fase de negociação e declaração do preço como Melhor Oferta, o Pregão passará para a fase de habilitação. Nesta fase o pregoeiro verifica a validade dos documentos do Certificado de Registro Cadastral CRC e os documentos exigidos no edital (ex.: Atestados de fornecimentos, entre outros). Caso haja algum documento vencido ou caso haja algum documento exigido pelo edital. O licitante deve enviar via FAX todos os documentos solicitados pelo pregoeiro. Exemplo (Fase de habilitação) Mensagem Caso o licitante não comprove a validade ou não possua os documentos solicitados, o licitante será declarado INABILITADO e o pregoeiro voltará à fase de Negociação com o licitante detentor do segundo menor preço. Esse procedimento se repetirá caso haja necessidade e não havendo outro licitante para negociar, o item do Pregão será declarado Fracassado. Caso a documentação do CRC esteja em ordem e o licitante envie cópia dos documentos solicitados via FAX, o licitante será declarado Vencedor do item. O sistema enviará mensagem a todos os participantes via Chat, conforme exemplo abaixo: DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 35

36 Exemplo: (Mensagens) Mensagem FASE DE RECURSO Declarado o licitante vencedor do item, o Pregão passará para a fase de recebimento de Manifestação de Intenção de Interposição de Recursos. O pregoeiro enviará mensagem ao Chat informando o início da fase de recebimento de recursos e o tempo para que o licitante possa manifestar-se, conforme exemplo abaixo: Exemplo: (início da fase de recurso) Mensagem Após a abertura da sessão do Pregão para recebimento de recurso, o licitante tem a oportunidade de manifestar a sua intenção de interpor recurso ao Pregão por não concordar com alguma coisa que tenha ocorrido até essa fase. OPÇÃO RECURSO A intenção de interpor recurso ao Pregão deve ser nesta fase durante a sessão e dentro do prazo estipulado pelo pregoeiro. Caso o licitante tenha a intenção de interpor o recurso, recomendamos que envie mensagem ao pregoeiro via Chat informando de sua intenção e depois utilize a opção Recurso na parte superior do painel do pregão, conforme exemplo abaixo: Exemplo: (opção Recurso) DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 36

37 Clique aqui MANIFESTAÇÃO DE RECURSO Após clicar sobre a opção Recurso será exibida página para que o licitante possa redigir de forma resumida o texto da sua intenção de interpor recursos. O licitante deve redigir o motivo da interposição e clicar sobre o botão Confirma para registrar o envio da manifestação. Após confirmar o envio da manifestação, o sistema envia mensagem ao Chat com o conteúdo redigido. DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 37

38 Exemplo: (página de recurso) Texto do Recurso Clique aqui Exemplo: (Interposição de recurso). Mensagem Nota: Lembramos que só será aceito envio de recurso de licitantes que se manifestarem nesta fase da sessão. ENCERAMENTO DA FASE RECURSO Após o prazo estipulado pelo pregoeiro para recebimento da manifestação de recurso, o pregoeiro encerrará o recebimento e o sistema enviará mensagem ao Chat avisando a todos os participantes, conforme exemplo abaixo: DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 38

39 Exemplo: (Encerramento da fase de recurso) Mensagem O sistema não permite envio de manifestação fora da fase de recebimento de recursos e apresentará página de aviso ao licitante informando que o Pregão não está disponível, conforme exemplo abaixo. Exemplo: (aviso ao licitante) Clique aqui DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 39

40 FASE DE ADJUDICAÇÃO A adjudicação do item é realizada na sessão pública e após o pregoeiro declarar que a empresa foi adjudicada para o item, o sistema envia mensagem informando a razão social da empresa adjudicada, conforme exemplo abaixo: Exemplo: (adjudicação do Item) Mensagem ENCERRAMENTO DA SESSÃO Terminado todas as fases da Sessão Pública do Pregão, o licitante deve fechar o painel do Pregão e retomar aos dados básicos do Pregão, conforme ilustrado abaixo: Clique aqui Mensagem DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 40

41 ATA DO PREGÃO Após o encerramento da Sessão Pública do Pregão, a Ata do Pregão estará disponível. Para acessar a ata, o licitante deve clicar sobre a opção ATA do Pregão conforme ilustrado abaixo: Exemplo: (Opção Ata do Pregão) Clique aqui Após clicar sobre a opção ATA do Pregão será exibida página com o conteúdo da ATA do Pregão com todas as ocorrências da Sessão Pública do Pregão podendo ser impressa pelo licitante, conforme exemplo abaixo: Exemplo: (Ata do Pregão) DIVISÃO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES 41

Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37

Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37 Índice 1 -. Apresentação...3 2 -. Ambiente Operacional & Requisitos...4 3 -. Normas do Pregão Eletrônico...5 4 -. Procedimentos do Pregão Eletrônico...6

Leia mais

Sistema Gestor de Compras - MS Manual do Licitante 3.15. Pregão Eletrônico

Sistema Gestor de Compras - MS Manual do Licitante 3.15. Pregão Eletrônico Sistema Gestor de Compras - MS Manual do Licitante 3.15 19/07/2012 ÍNDICE DA REVISÃO Data Versão Descrição Páginas 14/09/2009 3.0.1 18/10/2009 3.0.2 15/03/2010 3.0.6 08/06/2010 3.0.9 08/06/2010 3.0.9 Alterada

Leia mais

Manual da Central de Compras

Manual da Central de Compras Sistema de Compras Eletrônicas - COE Manual da Central de Compras Portal Compras RS Portal Pregão On-Line Banrisul Portal Compras PROCERGS Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Administração

Leia mais

Coordenando a licitação

Coordenando a licitação Coordenando a licitação Licitação Pública Modalidade: Pregão eletrônico Para controlar uma licitação, o usuário deve acessar, no menu, o botão sala de negociação e, em seguida, escolher a opção controlar

Leia mais

Guia do Fornecedor. WBC Public Pregão eletrônico

Guia do Fornecedor. WBC Public Pregão eletrônico Guia do Fornecedor WBC Public Pregão eletrônico As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas a mudança sem aviso prévio.

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

1. Introdução Pregão Eletrônico

1. Introdução Pregão Eletrônico Índice 1. Introdução...3 2. Obtendo Senha de acesso...4 3. Identificando pregões de seu interesse...5 4. Encaminhando uma Proposta... 10 4.1. Incorporando o arquivo anexo à proposta... 11 4.2. Informando

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia - FATEC, por meio de sua pregoeira, Claudia Pippi Lorenzoni torna público

Leia mais

Guia para participação no pregão eletrônico Fornecedor V 1.0

Guia para participação no pregão eletrônico Fornecedor V 1.0 Guia para participação no pregão eletrônico Fornecedor V 1.0 Este guia tem como objetivo ajudar os fornecedores (licitantes) a participar dos pregões eletrônicos realizados no sistema Comprasnet.GO. 1º

Leia mais

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências

Leia mais

MANUAL DO PREGÃO ELETRÔNICO FORNECEDOR

MANUAL DO PREGÃO ELETRÔNICO FORNECEDOR Coordenadoria de Compras Eletrônicas e de Entidades Descentralizadas - CCE MANUAL DO PREGÃO ELETRÔNICO FORNECEDOR 3ª. edição São Paulo Assistência Técnica da Coordenadoria de Compras Eletrônicas e de Entidades

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS AUTORIDADE COMPETENTE PREGOEIRO

MANUAL DO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS AUTORIDADE COMPETENTE PREGOEIRO Coordenadoria de Entidades Descentralizadas e de Contratações Eletrônicas - Cedc MANUAL DO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS AUTORIDADE COMPETENTE PREGOEIRO São Paulo Assistência Técnica da Coordenadoria de

Leia mais

Os Valores numéricos apresentados são apenas fictícios, não podendo ser utilizados como referência.

Os Valores numéricos apresentados são apenas fictícios, não podendo ser utilizados como referência. EDITAL nº 006/2012 - A-5 - ANEEL EMPREENDEDOR E PROPONENTE VENDEDOR Os Valores numéricos apresentados são apenas fictícios, não podendo ser utilizados como referência. CCEE Sistema de Leilões de Energia

Leia mais

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS Este manual não tem a pretensão de esgotar as dúvidas acerca dos procedimentos de compras de materiais e/ou serviços

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Pregoeiro

PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Pregoeiro MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Pregoeiro Brasília Maio/2006 MINISTRO

Leia mais

Portal de Compras. São José do Rio Preto

Portal de Compras. São José do Rio Preto Portal de Compras São José do Rio Preto Sumário DÚVIDAS GERAIS...2 PREGÃO ELETRÔNICO... 4 EMPRO Empresa Municipal de Processamento de Dados 1 DÚVIDAS GERAIS 1.O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta:

Leia mais

Bolsa Brasileira de Mercadorias - Pregão Eletrônico

Bolsa Brasileira de Mercadorias - Pregão Eletrônico Bolsa Brasileira de Mercadorias - Pregão Eletrônico www.cabedal.net Passo a Passo para o Licitante participar dos pregões através da Cabedal Corretora de Mercadorias Como licitante obtém a senha de acesso

Leia mais

Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno

Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno Índice 1 Acessando o Portal... 2 1.1 Verificação do Browser... 2 1.2 Entre em contato... 3 1.3 Portal Autenticado... 5 2 Meus Cursos... 6 2.1 Matriculando-se em

Leia mais

Manual de Licitações. Autoridade Competente

Manual de Licitações. Autoridade Competente Manual de Licitações Autoridade Competente GOVERNANÇA ELETRÔNICA CIDADECOMPRAS Manual de Licitações Autoridade Competente ABRIL/2011 3 PRESIDENTE DA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE MUNICÍPIOS Paulo Roberto Ziulkoski

Leia mais

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página 1 Sumário DÚVIDAS GERAIS... 3 PREGÃO ELETRÔNICO... 6 Página 2 DÚVIDAS GERAIS 1. O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta: O fluxograma representa

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FORNECEDOR PARA PARTICIPAÇÃO EM

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FORNECEDOR PARA PARTICIPAÇÃO EM MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FORNECEDOR PARA PARTICIPAÇÃO EM COTAÇÕES E PREGÕES ELETRÔNICOS Sumário 1. Introdução... 2 2. Procedimento para cadastro... 2 3. Conhecendo o Sistema de Compras Eletrônicas da

Leia mais

Licitações-e RDC presencial Técnica e Preço. Orientações para o Comprador

Licitações-e RDC presencial Técnica e Preço. Orientações para o Comprador Licitações-e RDC presencial Técnica e Preço Orientações para o Comprador 1 Sumário 1. Utilizando o Licitações-e para o RDC presencial por técnica e preço... 4 2. Quem pode realizar um processo de RDC...

Leia mais

MANUAL VERSÃO 4.14 0

MANUAL VERSÃO 4.14 0 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 1. O QUE É O EOL?... 2 2. ACESSANDO O EOL... 2 3. TELA INICIAL... 3 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 7 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 8 7. EXAMES

Leia mais

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL Agosto / 2015 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 IMPORTANTE ANTES DE SOLICITAR O CERTIFICADO DIGITAL... 3 SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL... 4 APRESENTAÇÃO DOS

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1

MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 VERSÃO 9 Atualizado em 10/10/2014 Página 1 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez e em sistema operacional Windows XP SP3 ou Windows

Leia mais

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema.

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. Os casos não refletem casos reais e não devem ser utilizados

Leia mais

www.aluminiocba.com.br Manual do Usuário Fornecedor

www.aluminiocba.com.br Manual do Usuário Fornecedor Manual do Usuário Fornecedor Manual do Usuário - Fornecedor Versão 1.2 Página 2 CBA Online Manual do Usuário Fornecedor Versão 1.2 3 de agosto de 2004 Companhia Brasileira de Alumínio Departamento de Tecnologia

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e)

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) Diretoria Geral de Tributos Biguaçu, Janeiro de 2012 INTRODUÇÃO

Leia mais

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências a

Leia mais

CIGAM MÓDULOS DE COMPRAS WEB EPROCUREMENT

CIGAM MÓDULOS DE COMPRAS WEB EPROCUREMENT CIGAM MÓDULOS DE COMPRAS WEB EPROCUREMENT MANUAL DE OPERAÇÃO Rev. 02.11 03/05/12 CRM - CIGAM - Compras web 1 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CIGAM DESKTOP Solicitação de Compra (SOC)... 4 2.1. Envio do pedido

Leia mais

Sistema de Cotação Eletrônica Passo a passo Gestor Cotação Eletrônica www.portalcompras.ce.gov.br/categoria3

Sistema de Cotação Eletrônica Passo a passo Gestor Cotação Eletrônica www.portalcompras.ce.gov.br/categoria3 Sistema de Cotação Eletrônica Passo a passo Gestor Cotação Eletrônica www.portalcompras.ce.gov.br/categoria 8 9 Acessando o sistema:. Informe o CPF;. Informe a senha;. Clique em Entrar. 0 Acessando as

Leia mais

CARTILHA PARA FORNECEDORES DA COPASA

CARTILHA PARA FORNECEDORES DA COPASA CARTILHA PARA FORNECEDORES DA COPASA Índice Conteúdo 1. Introdução:... 4 2. Cadastro de fornecedores... 4 3. Certificado de Registro Cadastral... 4 4. Operacionalização do Sistema de Compras da COPASA...

Leia mais

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015 Monitor de Comercialização Ofertante MT 43-1-00015-0 Última Atualização 12/11/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Como inserir subitens V Emissão de Relatórios VI

Leia mais

REALIZAÇÃO DA LICITAÇÃO

REALIZAÇÃO DA LICITAÇÃO EDITAL: No. ASC/GAE/5015/2015 CONTRATANTE: CESP - COMPANHIA ENERGÉTICA DE SÃO PAULO, A SEGUIR DENOMINADA SIMPLESMENTE CESP. MODALIDADE DA LICITAÇÃO: PREGÃO ELETRÔNICO TIPO DA LICITAÇÃO: MENOR PREÇO TOTAL

Leia mais

Manual do Módulo de PC Online

Manual do Módulo de PC Online do Módulo de PC Online Agilis Conteúdo Introdução... 4 Acesso à Funcionalidade... 5 1. Internet Explorer 6.x... 7 2. Internet Explorer 7.x... 9 3. Netscape Navigator 7.x... 10 4. Netscape Navigator 7.2x...

Leia mais

MANUAL VERSÃO 1.13-abv

MANUAL VERSÃO 1.13-abv 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. O QUE É O EOL?... 3 2. ACESSANDO O EOL... 3 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 6 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 8 7. EXAMES PERIÓDICOS... 9

Leia mais

Índice. Manual Pregão eletrônico Perfil Pregoeiro - 1 / 44

Índice. Manual Pregão eletrônico Perfil Pregoeiro - 1 / 44 Manual Pregão eletrônico Perfil Pregoeiro - 1 / 44 Índice 1 Apresentação...3 2 Ambiente Operacional & Requisitos...4 3 Normas do pregão eletrônico...5 4 Realização do Pregão Eletrônico...6 4.1 Procedimentos...6

Leia mais

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema.

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. Os casos não refletem casos reais e não devem ser utilizados

Leia mais

Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0

Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0 Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0 DESENVOLVEDOR JORGE ALDRUEI FUNARI ALVES 1 Sistema de ordem de serviço HMV Apresentação HMV/OS 4.0 O sistema HMV/OS foi desenvolvido por Comtrate

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Manual de Simulação

PREGÃO ELETRÔNICO Manual de Simulação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO ELETRÔNICO Manual de Simulação AMBIENTE DE TREINAMENTO

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

Companhia Energética de São Paulo

Companhia Energética de São Paulo EDITAL N o ASC/GEM/5583/2014 CONTRATANTE: CESP COMPANHIA ENERGÉTICA DE SÃO PAULO, A SEGUIR DENOMINADA SIMPLESMENTE CESP. MODALIDADE DA LICITAÇÃO: PREGÃO ELETRÔNICO TIPO DE LICITAÇÃO: MENOR PREÇO TOTAL.

Leia mais

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul.

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. LEI Nº 13.179, DE 10 DE JUNHO DE 2009 Business Online Comunicação de Dados Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Faço

Leia mais

www.aluminiocba.com.br Manual do Usuário Certificação

www.aluminiocba.com.br Manual do Usuário Certificação Manual do Usuário Certificação Manual do Usuário - Certificação Versão 1.0 Página 2 CBA Online Manual do Usuário Certificação Versão 1.1 19 de maio de 2004 Companhia Brasileira de Alumínio Departamento

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS DISPENSA / INEXIGIBILIDADE MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Versão 6 Objetivo do Manual Orientar sobre os procedimentos necessários para comunicação à SEFA da ocorrência de infrações à legislação do Programa

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

Aquisição. Manual APC

Aquisição. Manual APC Sumário 1. ORÇAMENTO... 1 1.1 CADASTRO DAS VERBAS...3 1.2 UNIDADE ORGANIZACIONAL...4 1.1.1 Orçamento...6 2. SUGESTÕES DE COMPRA... 1 1.3 ITENS...3 2.1.1 VISUALIZAÇÃO...7 1.4 CONSULTA GERAL E GERAÇÃO DE

Leia mais

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO Janeiro 2012 Conteúdo Elaboração do projeto... 3 1. Acesso ao Sistema... 4 2. Tipo de Certificado... 4 2.1. Navegador padrão para acessar

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa AMG Manual de Operação Conteúdo 1. Sumário 3 2. Programa

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME)

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) VERSÃO 10 Atualizado em 30/12/2015 Página 1 de 30 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez (e-cpf)

Leia mais

PREGÃO SABESP ON-LINE MN 18.703/14

PREGÃO SABESP ON-LINE MN 18.703/14 Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - Sabesp PREGÃO SABESP ON-LINE MN 18.703/14 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA REDUÇÃO DE PERDAS E INCREMENTO DO VOLUME FATURADO POR MEIO DA

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

Renovação do certificado A1

Renovação do certificado A1 Renovação do certificado A1 Requisitos: Os passos descritos neste procedimento foram testados no Windows 7 sem apresentar erros. Atente que algumas divergências poderão ser observadas caso a versão do

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Manual CeC Atualizado em 21/02/2013 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Última Atualização: 08/01/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Painel de Lances V Envio de Lances VI Prorrogação

Leia mais

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo)

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) SER - SECRETARIA DE ESTADO DA RECEITA - PARAIBA GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico Fiscais NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais

Leia mais

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG MALOTE DIGITAL Este Manual foi adaptado pela Coordenadoria da Escola dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso e DAPI Departamento de Aprimoramento da 1ª Instância Autores Conselho

Leia mais

MANUAL SICCL SQL SRTVS 701 Bloco O Ed. MultiEmpresarial Sala 804 Brasília/DF CEP 70340-000 Fone/Fax: (061) 3212-6700 E-mail: implanta@conselhos.com.

MANUAL SICCL SQL SRTVS 701 Bloco O Ed. MultiEmpresarial Sala 804 Brasília/DF CEP 70340-000 Fone/Fax: (061) 3212-6700 E-mail: implanta@conselhos.com. MANUAL SICCL SQL ÍNDICE ACESSANDO O SISTEMA SG - COMPRAS E CONTRATOS... 3 ATENDENDO SOLICITAÇÕES DE ITENS E SERVIÇOS... 5 VERIFICANDO A DISPONIBILIDADE DE RECURSOS... 7 ATENDER SOLICITAÇÕES COM PROCESSO

Leia mais

A função Fazer Solicitação de Registro de Preço permite:

A função Fazer Solicitação de Registro de Preço permite: 0BSolicitação de Registro de Preço 1BCaracterísticas A função Fazer Solicitação de Registro de Preço permite: criar solicitações que darão origem às licitações de registro de preços, através de concorrência

Leia mais

Manual Espelho de NF para Materiais

Manual Espelho de NF para Materiais Manual Espelho de NF para Materiais Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Vendas... 4 5 Acessando o Pedido... 5 5.1 Lista

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE COMPRAS

DIVULGAÇÃO DE COMPRAS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS EVENTOS DE LICITAÇÃO, DISPENSA E INEXIGIBILIDADE

Leia mais

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA SISTEMA ISS WEB Sil Tecnologia LTDA Sumário INTRODUÇÃO 3 1. ACESSO AO SISTEMA 4 2. AUTORIZAR USUÁRIO 5 3. TELA PRINCIPAL 6 4. ALTERAR SENHA 7 5. TOMADORES DE SERVIÇO 7 5.1 Lista de Declarações de Serviços

Leia mais

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I.

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. MILI S.A. - D.T.I. Índice 1 ACESSANDO O PORTAL IPEDIDOS... 3 1.1 Login...5 1.2 Tela Principal, Mensagens e Atendimento On-line...6 2 CADASTRAR... 10 2.1 Pedido...10

Leia mais

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG MALOTE DIGITAL Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG Adaptações TJMT Lise Mangabeira Escola dos Servidores Reginaldo Cardoso DAPI Ruy Castrilon D.A. Readaptações TCE MT (Download do manual no site

Leia mais

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier isupplier Revisão 01 Setembro 2011 Sumário 1 Acesso ao portal isupplier... 03 2 Home Funções da Tela Inicial... 05 3 Ordens de Compra Consultar Ordens de Compra... 07 4 Entregas Consultar Entregas... 13

Leia mais

SAMU Serviço de Atendimento Móvel de Urgência

SAMU Serviço de Atendimento Móvel de Urgência SAMU Serviço de Atendimento Móvel de Urgência Perfil: Rádio Operador Versão: 04.14.00 Sumário 1 ACESSO AO SISTEMA... 3 2 TELA DE PERFIS... 4 3 TELA INICIAL RÁDIO OPERADOR... 5 3.1. Acompanhamento de Despachos

Leia mais

REGULAMENTO PARA A MODALIDADE DE LICITAÇÃO DENOMINADA PREGÃO ELETRÔNICO

REGULAMENTO PARA A MODALIDADE DE LICITAÇÃO DENOMINADA PREGÃO ELETRÔNICO REGULAMENTO PARA A MODALIDADE DE LICITAÇÃO DENOMINADA PREGÃO ELETRÔNICO Página 1 de 20 Este Regulamento, aprovado pela Diretoria da CESP Companhia Energética de São Paulo e publicado no Diário Oficial

Leia mais

C o t a ç ã o E l e t r ô n i c a V i l l a r e s M e t a l s

C o t a ç ã o E l e t r ô n i c a V i l l a r e s M e t a l s C o t a ç ã o E l e t r ô n i c a V i l l a r e s M e t a l s M a n u a l d o F o r n e c e d o r Portal de Compras Página 1 Conteúdo 1. Introdução... 3 2. Informações importantes... 3 3. Acessando o portal...

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. 2. ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA 2.1. Acessando. Sumário

1. APRESENTAÇÃO. 2. ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA 2.1. Acessando. Sumário 1 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA... 2 2.1. ACESSANDO... 2 2.2. UTILIZANDO... 5 2.2.1 EMPRESA... 6 2.2.2 FINANCEIRO E CONTÁBIL... 7 2.2.3 AMBIENTAL... 8 2.2.4 SOCIAL...

Leia mais

Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral

Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS P.R.R.H Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral (Módulo Recadastramento) 1 SUMÁRIO 1. SEÇÃO - INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 1.1.

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Funcionários Página 1 de 12 O cadastro de funcionários permite cadastrar o usuário que vai utilizar o SIGLA Digital e também seus dados pessoais.

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER)

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER) MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER) VERSÃO 10 Atualizado em 30/12/2015 Página 1 de 21 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez (e-cpf)

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV

Portal dos Convênios SICONV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Processo de Compra, Contrato,

Leia mais

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas:

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas: CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Atualizado em 16/01/2012 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

TOP SAÚDE SEPACO AUTOGESTÃO

TOP SAÚDE SEPACO AUTOGESTÃO TOP SAÚDE SEPACO AUTOGESTÃO Dezembro / 2014 Sumário 1. Apresentação e acesso ao sistema...3 2. Tela inicial do sistema...5 3. Autorização de Procedimento Via Prestador...6 3.1. Impressão Guia TISS...6

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1 Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente Versão 1.1 Sumário Sistema de Relacionamento com Cliente 3 1 Introdução... ao Ambiente do Sistema 4 Acessando... o Sistema 4 Sobre a Tela... do Sistema

Leia mais

Visando atender as diferentes realidades de seus jurisdicionados, o sistema LicitaCon contará com dois módulos para o recebimento das informações.

Visando atender as diferentes realidades de seus jurisdicionados, o sistema LicitaCon contará com dois módulos para o recebimento das informações. Manual e Validador De TCERS WIKI Conteúdo 1 Apresentação 1.1 Informações Gerais 1.2 Requisitos mínimos de hardware e software 1.3 Leiaute dos Arquivos 2 Instalação do Aplicativo 2.1 Instalação do Java

Leia mais

389320.12014.8365.4785.65954070.630

389320.12014.8365.4785.65954070.630 389320.12014.8365.4785.65954070.630 Conselho Federal de Enfermagem Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 Às 09:03 horas do dia 09 de janeiro de 2014, reuniram-se o Pregoeiro Oficial deste

Leia mais

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema.

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. Os casos não refletem casos reais e não devem ser utilizados

Leia mais

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO Manual passo-a-passo para obtenção do Auto de Licença de Funcionamento/ Auto de Licença de Funcionamento Condicionado Eletrônico

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO DIE02

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO DIE02 EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO DIE02 (CONVÊNIO MTE/SPPE/CODEFAT No. 003/2007 DIEESE) O DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS - DIEESE, CNPJ n.º 60.964.996/0001-87,

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Junho de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado, DECRETO N 42.434, DE 09 DE SETEMBRO DE 2003, DOERS. Regulamenta, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, a modalidade de licitação denominada pregão, por meio eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema.

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. Os casos não refletem casos reais e não devem ser utilizados

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Juiz de Fora, Maio de 2015

Juiz de Fora, Maio de 2015 GUIA DE INSCRIÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Juiz de Fora, Maio de 2015 Apoio: SHA ACN 00031/11 Para iniciar a inscrição do projeto, o usuário deverá acessar o link: inovare.ifsudestemg.edu.br e clicar em

Leia mais

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço Passo a Passo Gestor de Compras Como acessar Como Acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Como Acessar

Leia mais

Licitações CAIXA. Sistema de Compras Eletrônicas. Manual do Licitante

Licitações CAIXA. Sistema de Compras Eletrônicas. Manual do Licitante Licitações CAIXA Sistema de Compras Eletrônicas Manual do Licitante Apresentação Seja bem-vindo ao guia para navegação no Portal LICITAÇÕES CAIXA Sistema de Compras Eletrônicas da Caixa Econômica Federal.

Leia mais

Manual Protocolo Virtual Versão 1.2. Sumário

Manual Protocolo Virtual Versão 1.2. Sumário Sumário 1. Informações Iniciais 1.1. Sobre o sistema Protocolo Virtual Segunda chamada 1.2 Sobre o sistema Protocolo Virtual Trancamento 2. Procedimento do pedido de segunda chamada de Avaliação 3. Aluno

Leia mais

DISPENSA DE LICITAÇÃO ELETRÔNICA Nº. 18319

DISPENSA DE LICITAÇÃO ELETRÔNICA Nº. 18319 Processo nº. 200910267000429 Data da Realização: 09/12/2009 Horário: 09:00 horas Local: www.comprasnet.go.gov.br DISPENSA DE LICITAÇÃO ELETRÔNICA Nº. 18319 A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE

Leia mais

PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013

PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013 A UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba,

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais