Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37"

Transcrição

1 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37 Índice 1 -. Apresentação Ambiente Operacional & Requisitos Normas do Pregão Eletrônico Procedimentos do Pregão Eletrônico Credenciamento prévio dos Fornecedores no Sistema ASI Publicação da Licitação Envio de Propostas Abertura da Sessão Pública Início da Sessão de Disputa Negociação com o Licitante melhor classificado na disputa Intenção de Interposição de Recursos Adjudicação do Objeto ao Licitante Vencedor Gerar ata Homologação da Licitação Publicação dos Resultados Acesso ao sistema - login Consulta pelo Fornecedor Para consultar informações de uma licitação Situações de Licitação para Consulta Pesquisa rápida de licitações Detalhamento da Licitação Detalhamento do Lote Enviar Proposta Consultar licitação Enviar proposta Abrir proposta Excluir Proposta Consultar Licitação SALA DE DISPUTA Quadro de Envio e Recebimento de Mensagens (Chat) Participar das Licitações...26

2 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 2 / Consultar licitação Entrar na Sala de Disputa Enviar lances durante a sessão de disputa Negociação com o Licitante melhor classificado na disputa Atualizar proposta final Interposição de Recursos Adjudicação Visualização da Ata Eletrônica Convocar remanescente...36

3 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 3 / Apresentação O presente manual tem por finalidade orientar os usuários a participar, acompanhar e visualizar o andamento de licitações na modalidade de Pregão Eletrônico. O manual apresenta o passo a passo de cada procedimento para operacionalização do Pregão Eletrônico, de forma que os usuários compreendam e usufruam facilmente de todas as funcionalidades de que o sistema dispõe. As licitações efetuadas pela Administração Pública visam garantir a observância do princípio constitucional da legalidade, da isonomia, da impessoalidade e os demais expressos no art. 3º da Lei 8.666/93, além de selecionar a proposta mais vantajosa para a Administração. O Decreto n.º 5.450, de 31 de maio de 2005, busca efetivar o cumprimento de tais princípios e estabelece normas e procedimentos para a realização de licitações na modalidade de pregão, na forma eletrônica. O pregão eletrônico destina-se à aquisição de bens e serviços comuns, estando assim conceituados aqueles cujos padrões de desempenho e qualidade possam ser objetivamente definidos em edital, por meio de especificações usuais de mercado. É realizado em sessão pública, utilizando a internet para promover a comunicação. Além disso, o pregão eletrônico é um procedimento que permite aos licitantes, quando aberta a etapa competitiva, encaminhar lances exclusivamente por meio do sistema eletrônico. Durante o transcurso da sessão pública, os licitantes são informados em tempo real, o valor do menor lance oferecido até o momento, podendo oferecer outro de menor valor, recuperando a vantagem sobre os demais licitantes. Todas as etapas de realização do pregão eletrônico serão disponibilizadas para operação e acompanhamento por meio do sistema de Pregão Eletrônico, via internet. Bom proveito!

4 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 4 / Ambiente Operacional & Requisitos O sistema Pregão Eletrônico, quanto à usabilidade, apresenta grande facilidade na interação com o usuário, além de uma interface clara que oferece rápida compreensão dos dados e comandos disponíveis. O Sistema Pregão Eletrônico pode ser utilizado com Internet Firefox 3.6, internet explorer 7.0 e internet explorer 8.0.

5 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 5 / Normas do Pregão Eletrônico Aliados aos preceitos constitucionais, aplicam-se ao sistema Pregão Eletrônico as seguintes leis e decretos: Lei nº de 21 de junho de 1993 Lei nº de 17 de julho de 2002 Lei Complementar nº 123 de 14 de dezembro de 2006 Decreto nº de 19 de setembro de 2001 Decreto nº de 05 de setembro de 2007 Decreto nº de 31 de maio de 2005 Para visualizar as normas do Pregão Eletrônico no sistema, clique no botão: 1. Ilustração: Botão para normas do pregão eletrônico

6 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 6 / Procedimentos do Pregão Eletrônico A realização do Pregão Eletrônico obedece aos seguintes procedimentos: Credenciamento prévio dos Fornecedores no Sistema ASI Os fornecedores interessados em participar pela primeira vez das licitações, na modalidade Pregão Eletrônico, devem se credenciar junto ao órgão organizador e encaminhar, para o endereço indicado, impresso e assinado o Termo de Responsabilidade de Utilização da Senha e a documentação especificada pelo MPF, que validará as informações registradas no Sistema e verificará a autenticidade da documentação exigida e apresentada Publicação da Licitação Os editais dos certames licitatórios estarão disponíveis no Portal da Transparência do MPF e da Unidade organizadora da licitação Envio de Propostas Após a divulgação do edital, os licitantes deverão acessar o sistema Pregão Eletrônico para preenchimento de sua proposta-preço, através do formulário eletrônico, com a descrição do objeto ofertado e preço, até a data e hora marcadas para abertura da sessão, quando então encerra-se automaticamente a fase de recebimento de propostas Abertura da Sessão Pública Na data e horário previstos em edital, o Pregoeiro responsável pela condução do certame entrará em uma sala de disputa virtual, dando início a sessão pública, com acesso e abertura das propostas eletrônicas enviadas pelos fornecedores. Nesta fase, o Pregoeiro avalia a compatibilidade das especificações contidas nas propostas-preço com aquelas constantes no objeto do edital. Havendo a desclassificação de alguma proposta, o Pregoeiro informará via chat o motivo pelo qual o fornecedor teve sua proposta desclassificada. O fornecedor que tiver sua proposta classificada poderá participar da sessão de disputa, ofertando novos lances dentro do tempo estabelecido, acrescido do tempo randômico gerado aleatoriamente pelo

7 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 7 / 37 sistema. Qualquer interessado poderá acompanhar o desenvolvimento da licitação na modalidade pregão eletrônico em tempo real, por meio da internet Início da Sessão de Disputa Analisadas e classificadas as propostas-preços, o Pregoeiro inicia a disputa da sessão, momento em que os fornecedores passam a ofertar lances na sala virtual de disputa. A disputa é realizada pelos fornecedores dentro da própria sala virtual, sendo visualizada por lote ou pelo Quadro Resumo, útil nos casos em que a licitação é composta por mais de um lote de disputa onde o fornecedor participa. Os três últimos minutos, do tempo estipulado para a oferta de lances para os lotes, são avisados automaticamente pelo sistema, quando é informado o início do tempo randômico (tempo aleatório gerado pelo sistema, entre 1 segundo e 30 minutos). Durante o período de tempo randômico os fornecedores poderão continuar ofertando novos lances, findo o qual encerra-se a etapa de disputa Negociação com o Licitante melhor classificado na disputa Encerrada a disputa e ordenada a classificação das propostas, o Pregoeiro negociará via chat, exclusivamente com os primeiros classificados em seus respectivos lotes, o valor final ofertado e analisará a documentação de habilitação destes fornecedores. Ocorrendo o aceite na negociação e constatada a regularidade da documentação, os mesmos serão declarados vencedores, momento no qual serão disponibilizadas para visualização as propostas-preço de todos os fornecedores. Havendo desclassificação ou inabilitação do fornecedor, será negociado com o subsequente na ordem de classificação até que se apure um vencedor Intenção de Interposição de Recursos Declarado o(s) vencedor(res) na disputa do lote, o Pregoeiro dará início ao prazo, configurado previamente no sistema, para que os fornecedores interessados manifestem, motivadamente, as intenções de interposição de recurso. Tais manifestações serão possíveis no sistema, através de campo específico, quando lhe será concedido o prazo de três dias para apresentar as razões de recurso, ficando os demais licitantes, desde logo, intimados para, querendo, apresentar contrarrazões em igual prazo, que

8 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 8 / 37 começará a contar do término do prazo do recorrente, sendo-lhes assegurada vista imediata dos elementos indispensáveis à defesa dos seus interesses. O acolhimento de recurso importará na invalidação apenas dos atos insuscetíveis de aproveitamento Adjudicação do Objeto ao Licitante Vencedor A falta de manifestação imediata e motivada do licitante quanto à intenção de recorrer, importará na decadência desse direito, ficando o pregoeiro autorizado a adjudicar o objeto ao licitante declarado vencedor Gerar ata Todas as informações registradas no sistema, durante a sessão pública, são partes integrantes da Ata Eletrônica, sendo disponibilizada no sistema aos interessados para conhecimento do julgamento exarado Homologação da Licitação Realizada a adjudicação do objeto aos fornecedores vencedores do certame, o julgamento é submetido à autoridade competente para conhecimento e homologação do resultado da licitação Publicação dos Resultados Após a sessão pública será disponibilizada ata eletrônica, com os registros de todos os eventos ocorridos ao longo da disputa, bem como a situação em que se encontra o processo licitatório, ficando disponível para consulta de qualquer interessado.

9 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 9 / 37 5 Acesso ao sistema - login O acesso ao sistema de Pregão Eletrônico é possível tanto para usuários credenciados no Sistema ASI quanto para visitantes. O usuário que está previamente credenciado no sistema ASI informa os dados gerais para acesso, conforme a tela abaixo: 2. Ilustração: Tela de login

10 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 10 / 37 6 Consulta pelo Fornecedor Este módulo do sistema permite ao usuário realizar consulta dos pregões eletrônicos registrados por status. As licitações estão categorizadas para pesquisa de acordo com a situação no momento da consulta. NOTA: Entenda-se, para fins deste manual, que o termo Licitações será utilizado para referir-se sempre aos pregões eletrônicos registrados neste sistema.

11 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 11 / Para consultar informações de uma licitação Após logar no sistema com o perfil de Fornecedor, o usuário deverá acessar a página de pesquisa para ter acesso a uma determinada licitação. Clique no botão Consultar Licitação e em seguida será apresentada uma tela para definir os critérios de pesquisa: Atenção: Não é necessário o preenchimento de todos os campos; porém os campos com (*) são obrigatórios. 3. Ilustração: Botão CONSULTAR LICITAÇÃO. 4. Ilustração: Campos de filtro para consulta de licitação. Situação: Selecione a situação da licitação que deseja consultar

12 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 12 / Situações de Licitação para Consulta Todos: O sistema apresentará todas as licitações cadastradas. Disputa não iniciada: O sistema apresenta todas as licitações que ainda não iniciaram a disputa. Disputa em andamento: O sistema apresenta todas as disputas que estão em andamento. Em negociação: O sistema apresenta todas as licitações que estão na fase de negociação. Envio de documentação: O sistema possibilita consultar licitações que estão em fase de envio de documentação. Aguardando prazo recurso: O sistema possibilita consultar todas as licitações que estão aguardando o prazo recursal. Nota: Lote que possui todas as propostas desclassificadas na análise de proposta será considerado fracassado. Sendo assim será aguardado o prazo recursal, pois não haverá disputa. Em fase de interposição de recurso: O sistema possibilita consultar licitações que estiverem na fase de intenção de recurso. Adjudicados: O sistema possibilita consultar todas as licitações adjudicadas. Homologadas: O sistema possibilita consultar licitações que estiverem homologadas. Desertor: O sistema permite consultar licitações desertas. Anuladas: O sistema permite consultar licitações anuladas. Revogadas: O sistema permite consultar licitações revogadas. Suspenso: Permite consultar licitações suspensas. Nota: Suspender lote/licitação - Caracteriza-se pela paralisação temporária do procedimento licitatório, em qualquer fase de execução, conforme interesse da Administração, devidamente motivado.

13 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 13 / 37 Os demais campos podem ser preenchidos de acordo com as informações que o usuário dispõe: Selecione a Unidade Federativa (U.F.) Em Data de realização, deverá ser informada a data de realização da licitação. O sistema permite selecionar as licitações por data de início e fim compreendidos no intervalo informado; O Número do Processo refere-se ao número do processo cadastrado no Sistema ASI, assim como o Número do Edital do pregão; O Objeto refere-se ao nome do objeto licitado, por exemplo: material de processamento de dados; este dado também é previamente cadastrado no Sistema ASI. Após o preenchimento das informações, clique no botão uma relação de licitações que se encontram na situação pesquisada.. O sistema apresentará

14 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 14 / Pesquisa rápida de licitações 6. Ilustração: Botão de licitações agendadas. 7. Ilustração: Botão de licitações em andamento. 5. Ilustração: Botão de licitações encerradas. Licitações Agendadas: são aquelas licitações que têm pelo menos um lote agendado. Ao selecionar, poderão ser visualizados o objeto da licitação e a data prevista para a realização da sessão pública. Licitações com Lotes em Andamento: são aquelas licitações que têm pelo menos um lote sendo realizado no momento e que podem ser acompanhadas para conhecimento das propostas enviadas, dos lances ofertados e das mensagens trocadas entre o pregoeiro e os fornecedores participantes. Licitações Encerradas: é o término das disputas de preços realizadas durante a sessão pública, para os itens/lotes, quando findado o tempo aleatório ou randômico. Clique sobre um dos botões e o sistema apresentará uma lista de licitações, contendo o número do edital e o título da licitação. Vide ilustração a seguir. Clique em para conferir as informações detalhadas da licitação desejada.

15 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 15 / Detalhamento da Licitação Na tela de detalhamento da licitação, o sistema apresenta os dados referentes à licitação pesquisada dando possibilidades ao fornecedor de consultar o lote, bem como enviar propostas, quando for o caso. (Ver tópico Envio de Propostas). Nesta página identificam-se também, a data de início e fim de recebimento das propostas, os dados da Unidade Gestora do Órgão responsável pela Licitação, o número do edital, o número do processo previamente cadastrado no Sistema ASI, local e situação atual da licitação. No campo Documentação os arquivos oficiais do edital poderão ser consultados, além de outras publicações, bastando dar um clique sobre o documento para visualizá-lo.

16 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 16 / Detalhamento do Lote Nesta página o detalhe de cada lote licitado poderá ser acessado de forma a obter todas as especificações dos materiais licitados no lote de disputa. No detalhamento do Lote, o fornecedor visualizará informações, tais como: descrição, situação atual, início e fim do recebimento das propostas, data e hora de início da sessão e a descrição e quantidade dos itens. Caso o fornecedor queira enviar proposta, deverá clicar no botão VOLTAR, e em seguida, no botão ENVIAR PROPOSTA, na tela de detalhamento da licitação. (Ver tópico Enviar Proposta).

17 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 17 / Enviar Proposta O sistema Pregão Eletrônico permite ao Fornecedor enviar proposta eletrônica para os lotes do pregão eletrônico que deseja participar, dentro do prazo previsto para recebimento das propostas. O prazo de envio de proposta será determinado em edital. O fornecedor deverá preencher o formulário eletrônico para cada lote, declarando conhecimento de todas as exigências de habilitação e especificações técnicas previstas em edital, deverá informar o valor do item e anexar a sua proposta. Veja a seguir o passo-a-passo Consultar licitação Consulte a licitação e o lote para o qual deseja enviar a proposta. (Ver tópico Consulta de Licitações pelo Fornecedor). Logo após a consulta do detalhamento da licitação, será apresentada uma tela contendo Lotes numerados. Veja abaixo:

18 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 18 / Enviar proposta Para o envio da proposta a um determinado lote, clique no botão pela seta. A seguinte tela será apresentada: conforme indicado 8. Ilustração: Posição do botão ABRIR PROPOSTA. 1 - Preencha os campos: marca, modelo, valor unitário, valor total de cada item do lote. Especifique se o fornecedor está enquadrado em Micro-Empresa ou Empresa de Pequeno Porte. Marque Sim ou Não.

19 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 19 / 37 Alerta: O arquivo não poderá exceder o tamanho máximo de 2Mb e deverá estar nos formatos PDF, TXT, DOC, XLS ou ZIP. 2 No campo Declaração, marcando o item Aceito, o fornecedor confirmará que tem pleno conhecimento e que atende a todas as exigências do edital. Para finalizar o envio da proposta, clique no botão. O sistema apresentará uma mensagem de confirmação de envio: 9. Ilustração: Janela de confirmação de envio. Clique em OK e, posteriormente, a tela de detalhamento de Licitação será apresentada para que o fornecedor confirme o envio e abra o documento anexado. Veja na ilustração seguinte Abrir proposta Para visualizar os dados da proposta, bem como o arquivo anexado, clique no botão Abrir proposta conforme indicado pela seta. A seguinte tela será apresentada:

20 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 20 / 37 Quando a opção abrir proposta é selecionada o sistema permite que a proposta seja excluída, desde que ainda esteja dentro do prazo final de envio de propostas Excluir Proposta Quando o fornecedor pretender excluir alguma proposta, deverá seguir os seguintes passos: Acessar o campo de detalhamento do lote e clicar em abrir proposta A imagem abaixo permite visualizar as propostas excluídas.

21 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 21 / 37 Para visualizar os detalhes da proposta anexada, clique no ícone localizado no detalhamento do lote, conforme indicado. Caso o fornecedor queira voltar à tela anterior e enviar novas propostas para outros lotes, deverá clicar no botão VOLTAR. Detalhes da proposta:

22 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 22 / 37 OBSERVAÇÃO: O usuário deverá observar o prazo de envio e recebimento das propostas. Caso o fornecedor tente enviar a proposta fora do prazo compreendido entre início e fim do prazo, não será possível Consultar Licitação Para acompanhar uma licitação, o Fornecedor deverá Consultar Licitação. Consulta de Licitações por Fornecedor). (Ver tópico Após esta consulta, a tela abaixo será apresentada:

23 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 23 / 37

24 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 24 / 37 7 SALA DE DISPUTA O sistema de Pregão Eletrônico permite a todos os usuários do sistema acessarem a sala de disputa. Para cada perfil, o sistema apresentará telas diferentes, com permissões e funcionalidades também diferentes. Para participar das licitações, o fornecedor deve estar com sua habilitação em dia e ter enviado as propostas, com antecedência, dentro do prazo limite. 10. Ilustração: Botão SALA DE DISPUTA. Para que o usuário acesse a sala de disputa, seja para participar ou acompanhar as licitações, deverá, primeiramente, consultar a licitação pretendida, conforme os passos indicados no tópico de Consulta de Licitações deste manual e, em seguida, clicar no botão. Veja os procedimentos de acesso à sala de disputa nos tópicos Consulta pelo Fornecedor

25 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 25 / Quadro de Envio e Recebimento de Mensagens (Chat) O fornecedor tem a sua disposição um meio de comunicação com o coordenador da licitação que, no caso de Pregão é o Pregoeiro. Na área do chat da sala de disputa constam todas as mensagens enviadas pelo coordenador, pelo sistema e pelos participantes. As mensagens no quadro são diferenciadas pela origem. As mensagens do sistema e as mensagens trocadas entre o coordenador e participantes são identificadas por cores diferentes. Mensagens emitidas pelo sistema são vermelhas; as emitidas pelo pregoeiro são verdes e as mensagens trocadas pelos fornecedores são pretas. Todas as mensagens enviadas por um fornecedor são visualizadas por todos os usuários, prevalecendo o princípio da transparência do processo. São exemplos de mensagens informativas para o fornecedor: da abertura da disputa, do início do período randômico (de 1 segundo a 30 minutos após a hora de término definida no edital), do encerramento da disputa, do prazo para recurso, dentre outros eventos. É de extrema importância que os fornecedores e todos os usuários fiquem atentos às mensagens exibidas. Veja abaixo um exemplo de mensagens emitidas pelo sistema no Chat da Sala de Disputa: 11. Ilustração: Chat da sala de disputa. Para enviar mensagens digita o respectivo texto no campo e clique no botão Enviar.

26 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 26 / Participar das Licitações Na sala de disputa, os Fornecedores classificados poderão enviar os seus lances e trocar mensagens com o pregoeiro por meio do chat. Para participar das licitações, os fornecedores devem enviar as propostas com antecedência dentro do prazo limite e devem estar com suas habilitações em dia. (ver tópico Enviar Proposta). No dia e horário de início da disputa da licitação, o fornecedor entra na sala de disputa da licitação da qual pretenda participar. Durante a disputa, o Fornecedor deverá ficar atento às mensagens enviadas pelo Sistema e pelo Pregoeiro. (Ver tópico Chat) Consultar licitação Consulte a licitação que pretenda participar, conforme instruções do tópico Consulta pelo Fornecedor; Entrar na Sala de Disputa Após a consulta, clique no botão para entrar na sessão de disputa. A sala de disputa é composta pelo painel de disputa que compreende o chat e um painel que exibe uma sequência de numeração dos lotes. As licitações podem conter vários lotes ou apenas um único lote. Veja o exemplo abaixo: 12. Ilustração: Botão SALA DE DISPUTA.

27 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 27 / Ilustração: Sala de disputa. Nesta página o fornecedor visualiza um quadro resumo dos lotes em disputa da licitação. O quadro apresenta as principais informações de cada lote, dando possibilidade ao fornecedor de visualizar vários lotes ao mesmo tempo e enviar lances para aquele à qual enviou a proposta Enviar lances durante a sessão de disputa Dado o início da sessão, o sistema emitirá uma mensagem, no chat, informando o início da disputa. A partir deste momento, os fornecedores estarão habilitados para enviar lances ao lote desejado bastando digitar o valor do lance e clicar no botão ENVIAR. (Veja tópico Chat). Após o envio do lance, o sistema apresentará a seguinte mensagem: "Lance enviado com sucesso". No lote em disputa clique no botão, localizado no canto superior direito da tela, para ampliá-lo e

28 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 28 / 37 desse modo visualizar a tela com todas as informações da disputa. Veja o exemplo de uma tela maximizada da sala de disputa: 14. Ilustração: Detalhes da disputa do lote. Durante a disputa, o chat fica desabilitado para os fornecedores. Apenas o campo para envio de lances fica habilitado. Abaixo deste campo, fica disponibilizada a informação do seu último lance e o menor lance enviado até o momento. Caso o fornecedor pretenda cancelar um lance, deverá clicar no botão CANCELAR. Em seguida, o sistema apresentará um campo para a justificativa do cancelamento. 15. Ilustração: Janela com motivo do pedido de cancelamento de lance. Informe o motivo do cancelamento e clique no botão ENVIAR. A mensagem abaixo será apresentada:

29 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 29 / Ilustração: Janela de confirmação (solicitação de cancelamento de lance). Neste momento, o cancelamento do lance dependerá da aceitação do Pregoeiro. Caso o pregoeiro aceite a justificativa, o sistema apresentará o ícone de Lance cancelado ao lado do lance. Finalizado o tempo de disputa, o sistema entrará automaticamente no tempo randômico. O tempo randômico é aleatório e pode variar de 1 segundo a 30 minutos. Durante este período, os fornecedores poderão continuar ofertando seus lances. Após a finalização da disputa, o Pregoeiro declarará o vencedor e, então, inicia-se a etapa de negociação Negociação com o Licitante melhor classificado na disputa Encerrada a disputa e ordenada a classificação das propostas, o Pregoeiro negociará via chat, exclusivamente com os primeiros classificados, o valor final ofertado em seus respectivos lotes e analisará a documentação de habilitação destes fornecedores. Ocorrendo o aceite na negociação e constatada a regularidade em suas documentações, os mesmos serão declarados vencedores. A partir deste momento serão disponibilizadas as propostas-preço de todos os fornecedores para visualização. Havendo desclassificação ou inabilitação do fornecedor, será negociado com o subsequente na ordem de classificação até que se apure um vencedor.

30 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 30 / 37 Durante a negociação o fornecedor classificado em primeiro lugar deve, obrigatoriamente, enviar a proposta atualizada para que o pregoeiro possa habilitá-lo. A opção atualizar proposta ficará habilitada para o fornecedor melhor classificado.

31 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 31 / 37 Durante a negociação é possível visualizar todas as propostas enviadas pelos fornecedores. Conforme link disponibilizado. O sistema exibe as seguintes legendas: lance cancelado são todos aqueles lances que foram cancelados pelo fornecedor. Solicitação de cancelamento são todos aqueles lances que foram solicitados cancelamento, porém ainda não foi cancelado. Solicitação negada - São todos aqueles lances, os quais o pregoeiro negou o pedido de cancelamento.

32 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 32 / Atualizar proposta final O Pregoeiro e o fornecedor vencedor poderão negociar suas propostas durante o período de negociação. A forma de negociar se fará por meio da opção Atualizar proposta. Para alinhar a proposta, clique no botão atualizar proposta conforme apresentada na tela abaixo: No espaço indicado, informe o valor da nova proposta e o sistema simulará os valores apresentados. Para voltar ao valor inicial, clique no botão Recarregar. Neste momento o chat ficará habilitado para o melhor classificado, visando manter a comunicação durante a negociação.

33 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 33 / Interposição de Recursos Declarados os vencedores na disputa dos lotes, o Pregoeiro definirá, no sistema, o tempo para que os demais fornecedores manifestem intenções de interposição de recursos. Nesta etapa, o chat será habilitado para os participantes e todas as mensagens serão visualizadas por todos. Ilustração 17: Tela Tempo de Recurso

34 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 34 / Ilustração: Tela de interposição de recurso. O fornecedor que manifestar, motivadamente, intenção de recurso dentro do prazo estipulado, deverá encaminhar os memoriais, no prazo legal, sendo que o recurso administrativo deverá tratar-se, somente, do que foi fundamentado em sua intenção postada.

35 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 35 / Adjudicação Declarado o vencedor e não havendo o manifesto interesse de interposição de recursos por parte dos licitantes, o Pregoeiro adjudicará o objeto do edital Visualização da Ata Eletrônica Após a adjudicação, a ata eletrônica com os registros de todos os eventos ocorridos ao longo da disputa ficará disponível para consulta dos participantes e da sociedade em geral. Para acessar a ata, o fornecedor deverá sair da sala de disputa e clicar no botão Relatório/Ata. 19. Ilustração: Botão RELATÓRIO/ATA. Veja o tópico Acesso à Ata Eletrônica.

36 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 36 / Convocar remanescente Se houver convocação de remanescente, o pregoeiro poderá convocar o próximo fornecedor que esteja melhor classificado. O fornecedor convocado deverá atualizar a proposta final. Para atualizar a proposta final o fornecedor deverá consultar a licitação, selecionar o lote e clicar na opção atualizar proposta. Ver imagem abaixo: O fornecedor deverá enviar a proposta somente até o momento em que o pregoeiro aceitar ou negar a proposta enviada.

37 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 37 / 37 Ilustrações 1. Ilustração: Botão para normas do pregão eletrônico Ilustração: Tela de login Ilustração: Botão CONSULTAR LICITAÇÃO Ilustração: Campos de filtro para consulta de licitação Ilustração: Botão de licitações encerradas Ilustração: Botão de licitações agendadas Ilustração: Botão de licitações em andamento Ilustração: Posição do botão ABRIR PROPOSTA Ilustração: Janela de confirmação de envio Ilustração: Botão SALA DE DISPUTA Ilustração: Chat da sala de disputa Ilustração: Botão SALA DE DISPUTA Ilustração: Sala de disputa Ilustração: Detalhes da disputa do lote Ilustração: Janela com motivo do pedido de cancelamento de lance Ilustração: Janela de confirmação (solicitação de cancelamento de lance)...32 Ilustração 17: Tela Tempo de Recurso Ilustração: Tela de interposição de recurso Ilustração: Botão RELATÓRIO/ATA...37

Índice. Manual Pregão eletrônico Perfil Pregoeiro - 1 / 44

Índice. Manual Pregão eletrônico Perfil Pregoeiro - 1 / 44 Manual Pregão eletrônico Perfil Pregoeiro - 1 / 44 Índice 1 Apresentação...3 2 Ambiente Operacional & Requisitos...4 3 Normas do pregão eletrônico...5 4 Realização do Pregão Eletrônico...6 4.1 Procedimentos...6

Leia mais

Coordenando a licitação

Coordenando a licitação Coordenando a licitação Licitação Pública Modalidade: Pregão eletrônico Para controlar uma licitação, o usuário deve acessar, no menu, o botão sala de negociação e, em seguida, escolher a opção controlar

Leia mais

Manual da Central de Compras

Manual da Central de Compras Sistema de Compras Eletrônicas - COE Manual da Central de Compras Portal Compras RS Portal Pregão On-Line Banrisul Portal Compras PROCERGS Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Administração

Leia mais

DEPARTAMENTO DE SUPRIMENTOS APRESENTAÇÃO PREGÃO CESP ONLINE

DEPARTAMENTO DE SUPRIMENTOS APRESENTAÇÃO PREGÃO CESP ONLINE PREGÃO CESP ONLINE APRESENTAÇÃO O Pregão é a modalidade de Licitação para aquisição de bens, serviços comuns e Engenharia em que a disputa pela contratação é feita em sessão pública, por meio de Propostas

Leia mais

Sistema Gestor de Compras - MS Manual do Licitante 3.15. Pregão Eletrônico

Sistema Gestor de Compras - MS Manual do Licitante 3.15. Pregão Eletrônico Sistema Gestor de Compras - MS Manual do Licitante 3.15 19/07/2012 ÍNDICE DA REVISÃO Data Versão Descrição Páginas 14/09/2009 3.0.1 18/10/2009 3.0.2 15/03/2010 3.0.6 08/06/2010 3.0.9 08/06/2010 3.0.9 Alterada

Leia mais

Guia do Fornecedor. WBC Public Pregão eletrônico

Guia do Fornecedor. WBC Public Pregão eletrônico Guia do Fornecedor WBC Public Pregão eletrônico As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas a mudança sem aviso prévio.

Leia mais

1. Introdução Pregão Eletrônico

1. Introdução Pregão Eletrônico Índice 1. Introdução...3 2. Obtendo Senha de acesso...4 3. Identificando pregões de seu interesse...5 4. Encaminhando uma Proposta... 10 4.1. Incorporando o arquivo anexo à proposta... 11 4.2. Informando

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Pregoeiro

PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Pregoeiro MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Pregoeiro Brasília Maio/2006 MINISTRO

Leia mais

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências

Leia mais

Licitações-e RDC presencial Técnica e Preço. Orientações para o Comprador

Licitações-e RDC presencial Técnica e Preço. Orientações para o Comprador Licitações-e RDC presencial Técnica e Preço Orientações para o Comprador 1 Sumário 1. Utilizando o Licitações-e para o RDC presencial por técnica e preço... 4 2. Quem pode realizar um processo de RDC...

Leia mais

Portal de Compras. São José do Rio Preto

Portal de Compras. São José do Rio Preto Portal de Compras São José do Rio Preto Sumário DÚVIDAS GERAIS...2 PREGÃO ELETRÔNICO... 4 EMPRO Empresa Municipal de Processamento de Dados 1 DÚVIDAS GERAIS 1.O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta:

Leia mais

Guia para participação no pregão eletrônico Fornecedor V 1.0

Guia para participação no pregão eletrônico Fornecedor V 1.0 Guia para participação no pregão eletrônico Fornecedor V 1.0 Este guia tem como objetivo ajudar os fornecedores (licitantes) a participar dos pregões eletrônicos realizados no sistema Comprasnet.GO. 1º

Leia mais

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema.

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. Os casos não refletem casos reais e não devem ser utilizados

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia - FATEC, por meio de sua pregoeira, Claudia Pippi Lorenzoni torna público

Leia mais

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página 1 Sumário DÚVIDAS GERAIS... 3 PREGÃO ELETRÔNICO... 6 Página 2 DÚVIDAS GERAIS 1. O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta: O fluxograma representa

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FORNECEDOR PARA PARTICIPAÇÃO EM

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FORNECEDOR PARA PARTICIPAÇÃO EM MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FORNECEDOR PARA PARTICIPAÇÃO EM COTAÇÕES E PREGÕES ELETRÔNICOS Sumário 1. Introdução... 2 2. Procedimento para cadastro... 2 3. Conhecendo o Sistema de Compras Eletrônicas da

Leia mais

Licitações CAIXA. Sistema de Compras Eletrônicas. Manual do Licitante

Licitações CAIXA. Sistema de Compras Eletrônicas. Manual do Licitante Licitações CAIXA Sistema de Compras Eletrônicas Manual do Licitante Apresentação Seja bem-vindo ao guia para navegação no Portal LICITAÇÕES CAIXA Sistema de Compras Eletrônicas da Caixa Econômica Federal.

Leia mais

Manual de Licitações. Autoridade Competente

Manual de Licitações. Autoridade Competente Manual de Licitações Autoridade Competente GOVERNANÇA ELETRÔNICA CIDADECOMPRAS Manual de Licitações Autoridade Competente ABRIL/2011 3 PRESIDENTE DA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE MUNICÍPIOS Paulo Roberto Ziulkoski

Leia mais

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Última Atualização: 08/01/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Painel de Lances V Envio de Lances VI Prorrogação

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS AUTORIDADE COMPETENTE PREGOEIRO

MANUAL DO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS AUTORIDADE COMPETENTE PREGOEIRO Coordenadoria de Entidades Descentralizadas e de Contratações Eletrônicas - Cedc MANUAL DO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS AUTORIDADE COMPETENTE PREGOEIRO São Paulo Assistência Técnica da Coordenadoria de

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015 Monitor de Comercialização Ofertante MT 43-1-00015-0 Última Atualização 12/11/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Como inserir subitens V Emissão de Relatórios VI

Leia mais

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS Este manual não tem a pretensão de esgotar as dúvidas acerca dos procedimentos de compras de materiais e/ou serviços

Leia mais

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências a

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Manual de Simulação

PREGÃO ELETRÔNICO Manual de Simulação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO ELETRÔNICO Manual de Simulação AMBIENTE DE TREINAMENTO

Leia mais

CIGAM MÓDULOS DE COMPRAS WEB EPROCUREMENT

CIGAM MÓDULOS DE COMPRAS WEB EPROCUREMENT CIGAM MÓDULOS DE COMPRAS WEB EPROCUREMENT MANUAL DE OPERAÇÃO Rev. 02.11 03/05/12 CRM - CIGAM - Compras web 1 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CIGAM DESKTOP Solicitação de Compra (SOC)... 4 2.1. Envio do pedido

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema.

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. Os casos não refletem casos reais e não devem ser utilizados

Leia mais

MANUAL DO PREGÃO ELETRÔNICO FORNECEDOR

MANUAL DO PREGÃO ELETRÔNICO FORNECEDOR Coordenadoria de Compras Eletrônicas e de Entidades Descentralizadas - CCE MANUAL DO PREGÃO ELETRÔNICO FORNECEDOR 3ª. edição São Paulo Assistência Técnica da Coordenadoria de Compras Eletrônicas e de Entidades

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço Passo a Passo Gestor de Compras Como acessar Como Acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Como Acessar

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Fornecedor

PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Fornecedor MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Fornecedor Brasília Julho/2006

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Versão 6 Objetivo do Manual Orientar sobre os procedimentos necessários para comunicação à SEFA da ocorrência de infrações à legislação do Programa

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Novo Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador no atendimento aos beneficiários

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE COMPRAS

DIVULGAÇÃO DE COMPRAS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS EVENTOS DE LICITAÇÃO, DISPENSA E INEXIGIBILIDADE

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier isupplier Revisão 01 Setembro 2011 Sumário 1 Acesso ao portal isupplier... 03 2 Home Funções da Tela Inicial... 05 3 Ordens de Compra Consultar Ordens de Compra... 07 4 Entregas Consultar Entregas... 13

Leia mais

1.2.1. Legislação referente ao Patrimônio Cultural Brasileiro

1.2.1. Legislação referente ao Patrimônio Cultural Brasileiro O CNART Bem vindo(a) ao CNART! Este sistema foi desenvolvido pelo IPHAN para registrar os negociantes e agentes de leilão que comercializam objetos com valor histórico e artístico no país. Apresentamos,

Leia mais

Os Valores numéricos apresentados são apenas fictícios, não podendo ser utilizados como referência.

Os Valores numéricos apresentados são apenas fictícios, não podendo ser utilizados como referência. EDITAL nº 006/2012 - A-5 - ANEEL EMPREENDEDOR E PROPONENTE VENDEDOR Os Valores numéricos apresentados são apenas fictícios, não podendo ser utilizados como referência. CCEE Sistema de Leilões de Energia

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO DE SOLICITAÇÃO DE FORMULÁRIOS (SASF) USUÁRIOS MUNICIPAIS VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG MALOTE DIGITAL Este Manual foi adaptado pela Coordenadoria da Escola dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso e DAPI Departamento de Aprimoramento da 1ª Instância Autores Conselho

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS DISPENSA / INEXIGIBILIDADE MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Junho de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.2. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.2. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.2 ExpressoMG 16/12/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Manual de utilização

Manual de utilização Manual de utilização 1 Índice Calendário... 3 Usuários... 4 Contato... 5 Alterar... 5 Excluir... 5 Incluir... 5 Feriados... 9 Nacionais... 9 Regionais... 9 Manutenção... 9 Obrigações... 9 Obrigações Legais...

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema Manual do Usuário Versão 1.0 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO

Leia mais

Manual Operacional do Assessor Jurídico

Manual Operacional do Assessor Jurídico Manual Operacional do Assessor Jurídico SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS - MÓDULO COMPRAS - EMISSÃO DE PARECER JURÍDICO PARA PROCESSOS DE COMPRA COM EDITAL OU DE DISPENSA DE LICITAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

Cartão Usuário ISSEM

Cartão Usuário ISSEM Cartão Usuário ISSEM Objetivo: O sistema é on-line e oferece ao segurado do Instituto, facilidade e rapidez nos atendimentos junto aos nossos credenciados. Com o uso de um cartão, o segurado pode dirigir-se

Leia mais

Acompanhamento e Execução de Projetos

Acompanhamento e Execução de Projetos Acompanhamento e Execução de Projetos Manual do Usuário Atualizado em: 28/11/2013 Página 1/24 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4. COMO ACESSAR O SISTEMA...

Leia mais

1. Acessando o SIGPRH

1. Acessando o SIGPRH 1. Acessando o SIGPRH UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Acesse o endereço www.si3.ufc.br e selecione a opção SIGPRH (Sistema Integrado de Planejamento, Gestão e Recursos Humanos). Seguem algumas informações

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Cotação Eletrônica de Preços

Leia mais

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema.

AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. AVISO: Os exemplos contidos no HELP ONLINE são meramente ilustrativos e têm como objetivo principal ensinar o usuário a utilizar o sistema. Os casos não refletem casos reais e não devem ser utilizados

Leia mais

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos fiscais Consultar

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. SISPASS Gestão de Criadores de Passeriformes Silvestres SISPASS. ANILHAS CAPRI Sistema de Pedidos de Anilha CAPRI

MANUAL DO USUÁRIO. SISPASS Gestão de Criadores de Passeriformes Silvestres SISPASS. ANILHAS CAPRI Sistema de Pedidos de Anilha CAPRI MANUAL DO USUÁRIO SISPASS Gestão de Criadores de Passeriformes Silvestres SISPASS ANILHAS CAPRI Sistema de Pedidos de Anilha CAPRI IBAMA INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVAVÉIS

Leia mais

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário Manual do Usuário Produto: EmiteNF-e Versão: 1.2 Índice 1. Introdução... 2 2. Acesso ao EmiteNF-e... 2 3. Configurações Gerais... 4 3.1 Gerenciamento de Usuários... 4 3.2 Verificação de Disponibilidade

Leia mais

Núcleo de Relacionamento com o Cliente. de Relacionamento com o Cliente GUIA PRÁTICO DE USO. Produtos

Núcleo de Relacionamento com o Cliente. de Relacionamento com o Cliente GUIA PRÁTICO DE USO. Produtos GUIA PRÁTICO DE USO Núcleo de Relacionamento com o Cliente de Relacionamento com o Cliente Núcleo Seja bem vindo ao nosso novo canal de relacionamento! Neste Guia Prático de Uso você conhecerá como funciona

Leia mais

DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA

DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA Seleção de projetos culturais Orientações gerais para uso do sistema online MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE CAPTAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS ONLINE DO SESI-SP O SESI-SP na área

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Manual do Pregoeiro

PREGÃO PRESENCIAL Manual do Pregoeiro MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO PRESENCIAL Manual do Pregoeiro Brasília 2005 MINISTRO

Leia mais

1. Informações iniciais

1. Informações iniciais 1. Informações iniciais O novo Sistema de Emissão da Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (Decore) é de propriedade exclusiva do CFC e o acesso ao sistema será por meio de um link disponibilizado

Leia mais

SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR

SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR SAW SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL Versão 1.0 ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR 2015 Este miniguia

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e)

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) Diretoria Geral de Tributos Biguaçu, Janeiro de 2012 INTRODUÇÃO

Leia mais

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG MALOTE DIGITAL Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG Adaptações TJMT Lise Mangabeira Escola dos Servidores Reginaldo Cardoso DAPI Ruy Castrilon D.A. Readaptações TCE MT (Download do manual no site

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Departamento de Logística e Serviços Gerais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Departamento de Logística e Serviços Gerais PREGÃO ELETRÔNICO Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Logística e Serviços Gerais 2008 O SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV

Portal dos Convênios SICONV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Processo de Compra, Contrato,

Leia mais

Prestador de Serviços

Prestador de Serviços Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Serviços...3 Os Recibos... 5 Como imprimir?... 6 As Listagens...7 Clientes... 9 Consulta...9 Inclusão... 11 Alteração... 12 Exclusão... 13 Serviços...

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Manual Protocolo Virtual Versão 1.2. Sumário

Manual Protocolo Virtual Versão 1.2. Sumário Sumário 1. Informações Iniciais 1.1. Sobre o sistema Protocolo Virtual Segunda chamada 1.2 Sobre o sistema Protocolo Virtual Trancamento 2. Procedimento do pedido de segunda chamada de Avaliação 3. Aluno

Leia mais

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA SISTEMA ISS WEB Sil Tecnologia LTDA Sumário INTRODUÇÃO 3 1. ACESSO AO SISTEMA 4 2. AUTORIZAR USUÁRIO 5 3. TELA PRINCIPAL 6 4. ALTERAR SENHA 7 5. TOMADORES DE SERVIÇO 7 5.1 Lista de Declarações de Serviços

Leia mais

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Ambiente de Comunidades - Manual para Administradores do Sistema - Atualizado em 04/04/2011 LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 PÁGINA DE ACESSO AO SIGRA... 7 FIGURA

Leia mais

GILIC/BR Gerência de Filial de Licitações e Contratações SCS Quadra 04 Bloco A lotes 106/136 Edifício Centro Oeste CEP 70304-906 Brasília/DF

GILIC/BR Gerência de Filial de Licitações e Contratações SCS Quadra 04 Bloco A lotes 106/136 Edifício Centro Oeste CEP 70304-906 Brasília/DF GILIC/BR Gerência de Filial de Licitações e Contratações SCS Quadra 04 Bloco A lotes 106/136 Edifício Centro Oeste CEP 70304-906 Brasília/DF Ofício nº 1-0020/2009 GILIC/BR - Licitação Brasília, 6 de abril

Leia mais

Sistema de Cotação Eletrônica Passo a passo Gestor Cotação Eletrônica www.portalcompras.ce.gov.br/categoria3

Sistema de Cotação Eletrônica Passo a passo Gestor Cotação Eletrônica www.portalcompras.ce.gov.br/categoria3 Sistema de Cotação Eletrônica Passo a passo Gestor Cotação Eletrônica www.portalcompras.ce.gov.br/categoria 8 9 Acessando o sistema:. Informe o CPF;. Informe a senha;. Clique em Entrar. 0 Acessando as

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA.

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA Pregão Eletrônico Fornecedor Manual do Fornecedor Versão 1 1 Sumário 1 Introdução...

Leia mais

Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno

Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno Índice 1 Acessando o Portal... 2 1.1 Verificação do Browser... 2 1.2 Entre em contato... 3 1.3 Portal Autenticado... 5 2 Meus Cursos... 6 2.1 Matriculando-se em

Leia mais

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Painel de recebíveis e Painel de linhas de crédito Versão 1.0 1 As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis

Leia mais

Projeto ECA na Escola - Plataforma de Educação à Distância

Projeto ECA na Escola - Plataforma de Educação à Distância Página1 Apresentação Projeto ECA na Escola - Plataforma de Educação à Distância Olá Participante do Projeto ECA na Escola, Este tutorial pretende auxiliá-lo na navegação na Plataforma de Educação à Distância

Leia mais

GUIA DO PORTAL MAXIPAGO

GUIA DO PORTAL MAXIPAGO GUIA DO PORTAL MAXIPAGO Versão 1.1.1 Sumário 1. Introdução... 4 2. Glossário... 5 3. Acesso ao Portal... 6 4. Mudando o Idioma do Portal... 6 5. Utilizando as Credenciais de Teste para Acesso ao Portal...

Leia mais

Portal de Chamados Softplan Guia prático para abertura de Chamados Perfil 2

Portal de Chamados Softplan Guia prático para abertura de Chamados Perfil 2 Portal de Chamados Softplan Guia prático para abertura de Chamados Perfil 2 Descrição: Guia prático para abertura Responsável: Jailson Martins Revisão: 1.0.1 de Chamados Detalhes: Detalhamento dos passos

Leia mais

PROCEDIMENTO DE CADASTRO DE BANCOS E GERAÇÃO DE BOLETOS NO SINAI ALUGUEL

PROCEDIMENTO DE CADASTRO DE BANCOS E GERAÇÃO DE BOLETOS NO SINAI ALUGUEL O sistema SINAI ALUGUEL possui duas formas de emissão de boletos aos locatários: a) Impressão própria; b) Remessa. A primeira opção, a impressão é feita localmente e a imobiliária é responsável pelo envio

Leia mais

Portal de Vendas Online

Portal de Vendas Online Portal de Vendas Online Manual do Representante Versão 1.0 Manual do Representante 2 Sumário Introdução ao Portal da Dorma... 3 Fluxo de Vendas... 3 Fluxo de Cadastro ou Alteração de Cliente... 4 Orientações

Leia mais

MANUAL. Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE. Versão 2.2.15

MANUAL. Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE. Versão 2.2.15 MANUAL Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE Versão 2.2.15 Sumário 1. Inicializando no sistema... 4 2. Perfil de Emissores do Sistema... 4 3. Analisando os certificados emitidos... 5 3.1. Certificados

Leia mais

ACESSANDO COM USUÁRIO DE PROFESSOR

ACESSANDO COM USUÁRIO DE PROFESSOR ACESSANDO COM USUÁRIO DE PROFESSOR 1º passo: Acesse a página através do link existente no site de Newton laboratório e audiovisual: 2º passo: Na tela inicial do sistema digite seu usuário e sua senha nos

Leia mais

Prefeitura Municipal de Sete Lagoas Secretaria de Planejamento Orçamento e Tecnologia Subsecretaria de Tecnologia da Informação

Prefeitura Municipal de Sete Lagoas Secretaria de Planejamento Orçamento e Tecnologia Subsecretaria de Tecnologia da Informação Tutorial para abertura de chamado Este sistema foi personalizado, instalado e configurado pela equipe da. O objetivo desta implantação é informatizar os registros de atendimento de suporte técnico para

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Produtos: Saúde Pró Faturamento Saúde Pró Upload. Versão: 20130408-01

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Produtos: Saúde Pró Faturamento Saúde Pró Upload. Versão: 20130408-01 Produtos: Saúde Pró Upload Versão: 20130408-01 Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 LOGIN... 4 3 VALIDADOR TISS... 7 4 CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 10 4.1 DADOS CADASTRAIS MATRIZ E FILIAL... 11 4.2 CADASTRO DE

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1 Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente Versão 1.1 Sumário Sistema de Relacionamento com Cliente 3 1 Introdução... ao Ambiente do Sistema 4 Acessando... o Sistema 4 Sobre a Tela... do Sistema

Leia mais

WebQualis 3.0 MANUAL CAPES/MEC. Diretoria de Avaliação - DAV

WebQualis 3.0 MANUAL CAPES/MEC. Diretoria de Avaliação - DAV CAPES/MEC Diretoria de Avaliação - DAV WebQualis 3.0 Aplicativo para a classificação dos veículos de divulgação da produção científica da Pós-Graduação Brasileira MANUAL 2008 2 Fundação CAPES Presidente

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Manual da Loja Virtual. Objetivo: Como anunciar produtos e acompanhar as vendas. Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início Através deste manual, veremos como anunciar e

Leia mais

Advogado - Procurador

Advogado - Procurador Advogado - Procurador Conteúdo 1 Cadastro do Advogado 1.1 Verificar requisitos para o Cadastro 1.2 Orientação ao Advogado sobre os Links de instalações 1.3 Preencher o Formulário de Cadastro 1.4 Visualizar

Leia mais

Cotação OnLine. Manual do Usuário

Cotação OnLine. Manual do Usuário Cotação OnLine Manual do Usuário Última Revisão 10-10-2010 Histórico de Revisões Data Descrição Versão 01-12-2010 Primeira versão do manual 1.0.0 Delf Tecnologia 2 ÍNDICE 1. Introdução... 4 1.1 O que é

Leia mais

SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS

SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS - MDA - SPOA - CGMI SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS MANUAL DO USUÁRIO Administrador do Sistema BRASÍLIA, AGOSTO DE 2007 Versão 1.0 SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS

Leia mais

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 I. Objetivos Após completar este módulo de capacitação você será capaz de: 1. Entender os conceitos envolvidos no processo de avaliação realizado

Leia mais

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO Janeiro 2012 Conteúdo Elaboração do projeto... 3 1. Acesso ao Sistema... 4 2. Tipo de Certificado... 4 2.1. Navegador padrão para acessar

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA.

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA Pregão Eletrônico Órgão Público Pregoeiro Manual do Usuário - Parte I Versão

Leia mais