MARKETING DIRETO. O Marketing Direto brasileiro se lança no mercado externo. Publicação da Associação Brasileira de Marketing Direto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MARKETING DIRETO. O Marketing Direto brasileiro se lança no mercado externo. Publicação da Associação Brasileira de Marketing Direto"

Transcrição

1 ABEMD Associação Brasileira de Marketing Direto Junho / 2004 Edição nº 30 - Ano IV R$ 8,00 MARKETING DIRETO Publicação da Associação Brasileira de Marketing Direto O Marketing Direto brasileiro se lança no mercado externo Entrevista com João Henrique de Almeida Souza, presidente dos Correios

2

3 EXPEDIENTE CARTA AO LEITOR Diretoria Presidente: Efraim Kapulski Vice-presidente: Wilmar Munhós Diretor de Agências: Otavio Dias; Diretora de Call Center: Ana Davalos; Diretor de E-Commerce: Antonio Rosa; Diretor de Estudos de Mercado: Antônio Carlos Carletto; Diretor Financeiro: Eduardo Ramalho; Diretor de Logística: Fernando Mutarelli; Diretor de Relações Internacionais: Abaetê de Azevedo; Diretor de Sucursais: Jeffrey Costa Comitês Presidente: Efraim Kapulski Coordenadores: CRM / Database: Eduardo Ramalho; Marketing: Antonio Rosa; Fund Raising / Terceiro Setor: Odair Gutirres; Logística: Fernando Mutarelli; Prêmio ABEMD: Otavio Dias; Recenseamento de Listas: Vicente Argentino; Serviços de Suspensão Temporária e Inclusão: Paulo Vasconcelos; Tecnologia: Roberto Barbeiro Conselho de Administração Presidente: Nelson G. Alves Reis Vice-presidente: Paulo F. Vasconcelos Alexandra Periscinoto, Alexandre Jau, André Sobral, Andréa Laurito Russo, Daniel Faccini Castanho, Eduardo Souza Aranha, Eduardo Wilson R. Ramalho, Fernando Costa, Flávio Salles, Francisco José Pereira, Gunther Klaus A. Reis, Gustavo Mauroy, Henrique J. A. Mello, Jaime Guarita, Jakobus Siewers, João Marcelo Rozario da Silva, José Antonio Soler, Márcio Ribeiro, Márcio Valente, Maria Luiza Piccioli, Odair Cerdeira Gutirres, Paulo Geraldo Cavalcanti, Pedro Renato Eckerdorff, Pedro Sergio Venturini Martinez, Pio Borges, Ricardo Musumeci, Roberto Miranda, Roberto Pessoa Madruga, Rubens Stephan, Sergio Augusto R. Alves Jr, Silvio Lefèvre Conselho Fiscal Aurélio Lopes, Edson W. Soares, Vicente Argentino. Associação Brasileira de Marketing Direto Avenida São Luís, o andar cj. 132 B Edifício Itália CEP São Paulo/SP Brasil Tel: (11) Comercial: Claudio Toledo Eventos: Salete Guimarães Administração e Finanças: Valmir Neme Revista Marketing Direto é uma publicação da Associação Brasileira de Marketing Direto (ABEMD) Editor: Simon Widman Assistente Editorial: Natasha Kapulski Criação e Arte: Adriana Cassiano Diagramação: Silvana Rosental Produção: Estela Ladner Editoração eletrônica: Espaço 2 Comunicações Pré-impressão, impressão e acabamento: People Provedor de Soluções Gráficas Tel. (11) Escreva para a revista Marketing Direto Mande seus comentários e sugestões para o A boa notícia vem dos Estados Unidos. Após quedas consecutivas desde 2000, o mercado de marketing daquele país encerrou 2003 com um crescimento de 3,9% e faturamento conjunto de US$ 5,95 bilhões. E a melhor parte dessa notícia se refere especificamente ao Marketing Direto, que ficou com a maior fatia do bolo (US$ 2,87 bilhões), seguido pelas ações de promoção de vendas (US$ 1,71 bilhão) e marketing interativo (US$ 1,37 bilhão). Individualmente, a categoria interativa (irmã gêmea do Marketing Direto), foi a que registrou o maior avanço no ano, com aumento de 10,64%. O Marketing Direto também cresceu efetivamente, superando os 4%, enquanto promoção de vendas experimento um recuo de pouco mais de 1%. Os dados fazem parte do 17 o Annual Marketing Services Report Advertising Age, publicado em meados de maio. Se ainda valesse a máxima de que tudo o que é bom para os Estados Unidos é bom para o Brasil, seria possível inferir que por aqui o impacto desse crescimento também já atinge positivamente o setor nacional. Segundo McLuhan, o mundo é uma aldeia global, conceito que vem motivando empresas brasileiras que se dedicam ao Marketing Direto a se lançar rumo ao exterior, oferecendo a qualidade de seus serviços e a compatibilidade nos custos. As ações de Marketing Direto off shore ainda são incipientes, mas apontam claramente uma tendência. Não são trabalhos esporádicos ou casos isolados. Trata-se de trabalhos sistemáticos e, para muitas empresas, uma estratégia adotada para dar consistência ao crescimento. Ao desbravarem novos mercados, essas empresas confirmam a qualidade do Marketing Direto praticado no Brasil. Não se trata de teorizações a respeito. A mais fiel e segura credencial do padrão de qualidade nacional é consignada pelos clientes estrangeiros que contratam, apreciam e renovam a solicitação dos serviços executados por empresas brasileiras. A importância dessa tendência e as perspectivas que carrega na geração de receitas e de empregos levaram a revista Marketing Direto a escolher a exportação de serviços em Marketing Direto como matéria de capa. Esperamos voltar em breve ao tema, registrando um número cada vez maior de empresas prestadoras de serviços além fronteiras. O Editor Marketing Direto 3

4 ÍNDICE Entrevista com João Henrique de Almeida Sousa, presidente dos Correios... 6 E-Quilíbrio, artigo de Odair Gutirres...12 Matéria de capa: Marketing Direto brasileiro conquista seu espaço no exterior...14 Estudo: Aquisição de Clientes Multiplicando resultados com database marketing, por Marcelo Souza...20 Lançado o livro Marketing de Resultados, de Abaetê de Azevedo e Ricardo Pomeranz Por que ainda é tão difícil criar uma campanha integrada? Por Renato de Paula...30 Opinião: Cuide de seu bando de dados, por Silvio Ramos...32 Mercado...34 Dicas de leitura...39 Novos associados da ABEMD Agenda de eventos...41 Causos do Marketing Direto Marketing Direto

5

6 ENTREVISTA JOÃO HENRIQUE DE ALMEIDA SOUSA DESAFIO DOS É PROPOR SOLUÇÕES INOVADORAS PARA Até assumir a presidência dos Correios no dia 15 de março deste ano, João Henrique de Almeida Sousa percorreu uma trajetória que mesclou experiências políticas e administrativas, entre elas a de deputado federal pelo PMDB do Piauí por três mandatos consecutivos, a partir de 1990, e a de ministro dos Transportes, em Essas valiosas credenciais o municiam de uma imprescindível vivência administrativa, aliada a uma visão política fundamental para conduzir uma empresa pública das dimensões e importância dos Correios. Nesta entrevista exclusiva à revista Marketing Direto, João Henrique de Almeida Sousa descreve as particularidades dessa imponente empresa, com mais de 103 mil funcionários e presença em todos os municípios brasileiros, e comenta a importância com que o Marketing Direto que já responde por 12% da receita da empresa - se faz presente nos planos dos Correios. 6 Marketing Direto

7 CORREIOS O SETOR DE MARKETING DIRETO Revista Marketing Direto Inicialmente, gostaríamos que o sr. nos desenhasse um quadro com os dados mais significativos sobre os Correios, como número de funcionários, municípios em que atua, dimensão da frota própria, volume de correspondências e encomendas entregues diariamente. João Henrique de Almeida Sousa A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos é a maior empregadora celetista do País, com 103,3 mil funcionários, dos quais 50,1 mil são carteiros, e está presente, com pelo menos uma agência, em todos os municípios brasileiros. São mais de 12 mil agências, 4,7 mil veículos leves e pesados, 10,4 mil motos, 25,4 mil bicicletas e 35 aeronaves contratadas, e diariamente são entregues cerca de 30 milhões de objetos, dos quais mais de 95% no dia seguinte ao da postagem. Revista Marketing Direto Numa comparação com os Correios de outros países, em qual posição os Correios do Brasil se situam? João Henrique de Almeida Sousa Dependendo do critério, o Correio brasileiro ocupa diferentes posições: quanto ao total da carga o Brasil está em 9º lugar, mas em resultado financeiro fica em 5º, mesmo tendo uma das tarifas mais baixas do mundo (por exemplo, o primeiro porte da carta simples brasileira é de US$ 0,17, contra US$ 0,37 nos USA, US$ 0,60 na Suíça, US$ 0,80 na Austrália e US$ 1,00 no Peru). No ranking dos melhores correios do mundo para investimento em mídia, principalmente o Marketing Direto, segundo a empresa Postal Solutions, com sede na Bélgica, o Correio brasileiro está em 3º lugar, perdendo apenas para Dinamarca e Singapura. Revista Marketing Direto No aspecto de tecnologia e qualificação dos recursos humanos, os Correios do Brasil também estão em condições de igualdade com os países tidos como referência? João Henrique de Almeida Sousa Os Correios estão bem situados nestes dois quesitos. Em termos de tecnologia, basta mencionar que todas as agências próprias dos Correios estão interligadas on-line, com uma rede corporativa de mais de 6 mil pontos conectados, isto num país com as dimensões continentais do Brasil. Para dar um exemplo da qualidade dos Correios nesse setor, basta João Henrique de Almeida Souza: Marketing Direto está em terceiro lugar na participação da receita operacional Marketing Direto 7

8 ENTREVISTA mencionar o prêmio Empresa Mais Avançada em Tecnologia da Informação (TI), no setor de serviços públicos, conferido pela revista Info Exame, especializada em TI. Este prêmio reflete o grande esforço que vem sendo realizado pelos Correios de dotar a empresa de uma infra-estrutura tecnológica capacitada a dar o necessário suporte aos negócios e à gestão da empresa. Dentre as principais realizações, podemos destacar a ampliação de produção e armazenagem dos Centros Corporativos de Dados de Brasília e São Paulo, bem como a ampliação da capacidade da Rede Corporativa. Essas ações permitiram a ampliação da abrangência do Banco Postal, que já atingiu mais de 4 mil agências, a continuidade da implantação do Sistema de Gestão Integrada (ERP) e o início da implantação do Sistema de Automação de Agências (SARA), que já foi implantado em 149 agências. Revista Marketing Direto E em relação aos recursos humanos? João Henrique de Almeida Sousa No campo da qualificação dos recursos humanos, a Empresa possui uma Universidade Corporativa para atender às suas necessidades, onde despontam dois sistemas de treinamento com excelentes resultados: o treinamento a distância e o Treinamento no Local de Trabalho TLT. Revista Marketing Direto Em termos percentuais, qual é a participação do setor de Marketing Direto no volume de entregas dos Correios? João Henrique de Almeida Sousa O segmento de Marketing Direto da empresa atingiu o percentual de 12% no ano de 2003, o que o coloca Nos últimos anos, as campanhas de Marketing Direto têm crescido por garantirem uma maior eficiência em se atingir o público-alvo, além de possibilitar retornos concretos e mensuráveis; portanto, estão inseridas nas estratégias de marketing das empresas em terceiro lugar na participação da receita operacional dos Correios. Além dos serviços específicos para o Marketing Direto, muitas ações são realizadas por outras modalidades, como Sedex, Telegrama, entre outros, os quais são computados em outros segmentos de negócios da ECT. Revista Marketing Direto E quais são, no seu entender, as perspectivas de crescimento desse setor, em sua demanda pelos serviços dos Correios? João Henrique de Almeida Sousa Os Correios estão inseridos em um contexto mercadológico em que tanto as pequenas empresas como as grandes estão em busca de alternativas para ampliarem seus negócios por meio da conquista e fidelização de clientes. Neste sentido, as ações que expressam bem esta nova tendência e possam ser capazes de alavancar as vendas, aumentar a produtividade, além de agregarem valor aos clientes, passam a ser um diferencial competitivo no mercado. Nos últimos anos, as campanhas de Marketing Direto têm crescido por garantirem uma maior eficiência em se atingir o público-alvo, além de possibilitar retornos concretos e mensuráveis; portanto, estão inseridas nas estratégias de marketing das empresas. Segundo os especialistas, as empresas estão migrando suas ações de comunicação da mídia de massa para a mídia dirigida, e isso certamente trará resultados interessantes para os Correios. Com o crescimento promissor deste mercado no Brasil, a exemplo do que vem ocorrendo nos demais países, a ECT como parte deste contexto terá condições de alcançar, como meta de crescimento real para 2004, 2,43% e cerca de 9,27% até 2007, de acordo com o Plano Estratégico Revista Marketing Direto A base de dados dos Correios é uma ferramenta de grande importância para o Marketing Direto. Qual é o uso mais adequado que as empresas do setor podem fazer desse produto? João Henrique de Almeida Sousa Os Correios vêm desenvolvendo interessantes projetos visando ao gerenciamento de endereços e base de dados. A base de dados do DNE Diretório Nacional de Endereços é um banco de dados atualizado com Códigos de Endereçamento Postal CEP e vários outros elementos de endereçamentos. A base de dados do DNE é destinada a empresas 8 Marketing Direto

9 que atuam com database marketing, CRM, call center, Internet, e-commerce, geomarketing, entre outras com atuação em Marketing Direto de um modo geral. Constitui um diferencial para essas empresas que a licenciam, por garantir otimização na gestão e na montagem de cadastros de endereços resultando em uma diminuição do volume de correspondências e malas diretas não entregues ao destinatário por motivos de ocorrência de dados incorretos ou incompletos, minimizando, portanto, a repercussão negativa para a efetividade de seus negócios. O uso é feito a partir da higienização dos cadastros de endereços antes de a empresa-cliente iniciar uma ação de marketing de relacionamento. Outro importante mercado beneficiado com este produto é o de listas qualificadas. Vale destacar que os Correios estão em todos os municípios e isso traduz-se em informações precisas, atualizadas e confiáveis. Revista Marketing Direto O que os Correios têm feito para conhecer melhor as particularidades e necessidades do setor de Marketing Direto e, a partir desse conhecimento, formatar produtos e serviços específicos? João Henrique de Almeida Sousa Projetar a evolução do mercado e propor soluções inovadoras constitui o desafio assumido pela ECT no desempenho de sua parceria junto às empresas que buscam uma agregação de valor em suas campanhas de Marketing Direto. Como resposta às necessidades competitivas apresentadas pelo segmento de Marketing Direto, a ECT vem promovendo uma atuação consistente no estudo de estratégias que resultem no desenvolvimento de soluções inovadoras que possam conduzir as empresas a uma melhor performance no alcance de públicos diversificados. Com base na linha de produtos e/ou serviços da ECT, a Mídia Postal é um conjunto de ferramentas disponibilizadas às empresas, com vistas a um eficiente alcance de prospects, a uma maior fidelização de clientes, à obtenção de melhores índices de respostas e ao conseqüente estímulo das vendas e de seus negócios. Além da Mídia Postal, a ECT procura oferecer consultorias e orientações voltadas a atender as diferentes demandas de empresas de diferentes portes. É com este propósito, que o Escritório de Consultoria e Negócios em Marketing Direto, localizado na cidade de São Paulo (*), procura atuar junto a essas empresas, dando o suporte a essa premissa e viabilizando o atendimento das necessidades identificadas sendo apresentadas soluções de distribuição, transporte e logística. Revista Marketing Direto As tarifas cobradas pelos Correios têm muita importância na composição dos custos das ações de Marketing Direto, que muitas vezes levam meses para serem planejadas, estruturadas e executadas. Segundo empresas do setor, um aumento inesperado no meio desse processo pode, até mesmo, comprometer toda a ação. Os Correios têm algum plano para que o setor possa ser informado com antecedência sobre os índices de reajuste, obviamente sem que isso afete os objetivos estratégicos da empresa? João Henrique de Almeida Sousa O processo referente ao levantamento de percentuais, estudos econômicos/financeiros e definição do índice final, envolve inicialmente os Correios, passando para os Ministérios do Planejamento e da Fazenda, o que dificulta sabermos o momento preciso da aplicação do reajuste e seus índices exatos, muito embora o mercado, incluindo o de Marketing Direto, já conheça que ele se dá anualmente sempre no mesmo período. Apesar dessas dificuldades, os Correios estão procurando melhorar cada vez mais a sua comunicação com o mercado. Mais de 50 mil carteiros participam do processo de entregas de 30 milhões de objetos por dia Marketing Direto 9

10 ENTREVISTA Revista Marketing Direto Como as empresas que prestam serviços de Marketing Direto devem proceder para expor aos Correios suas necessidades, com o objetivo de encontrar uma solução que seja satisfatória em termos operacionais e financeiros? João Henrique de Almeida Sousa A ECT, por intermédio do ECMD Escritório de Consultoria e Negócios em Marketing Direto, oferece às empresas soluções que viabilizam o atendimento das particularidades demandadas pelos diversos modelos de negócios com uma excelente relação custo/benefício. Além do acompanhamento e das orientações dadas às empresas no tocante à melhor forma de utilização dos produtos de Mídia Postal, o ECMD exerce atuação em estudos e análises sistêmicas com o propósito de obtenção de diagnósticos de estratégias mercadológicas que possam resultar em uma garantia maior de retorno das ações investidas em Marketing Direto pelas empresas. O segmento de Marketing Direto da Empresa atingiu o percentual de 12% no ano de 2003, o que o coloca em terceiro lugar na participação da receita operacional dos Correios O Escritório de Consultoria e Negócios em Marketing Direto dos Correios é composto por especialistas capazes de orientar e encontrar a melhor estratégia para cada ação de Marketing Direto. Outro objetivo é o estabelecimento de parcerias com agências de Marketing Direto, de comunicação integrada, de Telemarketing, gráficas, e outras entidades ligadas ao setor, que auxiliam o processo de desenvolvimento de ações do segmento. Revista Marketing Direto Qual é o impacto da ampliação do e-commerce na demanda sobre os serviços oferecidos pelos Correios? João Henrique de Almeida Sousa O e- commerce tem refletido positivamente nos outros serviços na medida em que este mercado necessita atender aos seus consumidores enviando os produtos ou realizando ações de comunicação mediante o Marketing Direto. A ampliação do e-commerce trouxe oportunidades aos Correios. Os serviços e-sedex e o CorreiosNet Shopping foram criados para atender à demanda entre empresas e consumidores. Hoje, o e-sedex é responsável pela entrega da maior parte dos produtos comprados na Internet brasileira e foi um dos fatores apontados como razão do aumento de satisfação do consumidor virtual. Revista Marketing Direto De que forma os Correios se preparam para atender essa demanda com a agilidade e complexidade que o setor exige? João Henrique de Almeida Sousa Com uma larga experiência em distribuição postal, presença em todos os municípios brasileiros, rede logística de distribuição, capilaridade, capacidade produtiva e uma ampla rede de atendimento, colocamos à disposição do mercado produtos e serviços ágeis e confiáveis que atendam às necessidades de diversos segmentos de mercado. Como exemplo podemos citar o e-sedex, um serviço que foi customizado de acordo com as necessidades do segmento de e- commerce. Para o segmento de Marketing Direto lançamos, nos últimos dois anos, a Mala Direta Postal, o Impresso Especial e o Postal Mídia (ainda em testes). Todos eles com preços diferenciados por destino (local, estadual e nacional), uma antiga demanda do mercado. Maiores esclarecimentos sobre estes produtos e quaisquer outros podem ser obtidos com as nossas equipes comerciais, disponíveis no site www. correios.com.br, página inicial contatos comerciais. Revista Marketing Direto Como funciona o Shopping Virtual dos Correios? João Henrique de Almeida Sousa O CorreiosNet Shopping é mais um serviço dos Correios que leva os benefícios da chamada nova economia a um número maior de empresas, que podem operar suas lojas virtuais contando com a infra-estrutura tecnológica, comercial e logística dos Correios para apoiar seus negócios no Brasil e no mundo, com qualidade, segurança, confiabilidade e baixo custo. Por outro lado, os consumidores podem realizar compras de produtos e serviços com segurança e garantia de entrega. Trata-se, portanto, de uma solução completa para o varejo eletrônico. Os serviços oferecidos pelo CorreiosNet Shopping são a hospedagem de lojas virtuais de micro, pequenas e médias empresas, a veiculação de anúncios na Internet e vínculo de lojas virtuais já estabelecidas na grande rede. 10 Marketing Direto

11 Os centros operacionais são peças fundamentais na estrutura logística da empresa Para as microempresas organizadas em associações e cooperativas, o CorreiosNet Shopping oferece a hospedagem de lojas virtuais cooperadas com baixo custo, possibilitando a inclusão de novas empresas no comércio eletrônico, as quais, de outra forma, não teriam condições para participar deste negócio. Além de estar integrado aos serviços de encomendas dos Correios, o CorreiosNet Shopping também está vinculado ao serviço Exporta Fácil dos Correios e disponibiliza vitrines em espanhol e inglês, de forma que os lojistas possam alcançar consumidores internacionais, estabelecendo, portanto, mais um canal para exportações com o auxílio dos Correios. Revista Marketing Direto A informática é, cada vez mais, uma ferramenta imprescindível nas operações de logística, auxiliando desde o gerenciamento da operação até o tratamento da base de dados. Quais são os planos dos Correios para esse setor? João Henrique de Almeida Sousa Os Correios vêm investindo uma média anual de R$ 250 milhões em tecnologia da informação para dotar a empresa da capacidade operativa indispensável para atender adequadamente às demandas do mercado. Opera com uma rede corporativa interligada com mais de 6 mil pontos; mais de 70% do seu sistema de gestão integrada já estão implantados; está na fase final de implantação de 86 sistemas de triagem automatizada o que irá possibilitar que 80% da sua carga seja tratada mecanicamente; está em fase avançada a implantação de um sistema de automação da rede de atendimento e caminha, a passos firmes, na implementação do CorreiosNet que é o projeto que objetiva oferecer em meios digitais no campo das mensagens todas as facilidades já oferecidas no mundo físico. Com essa base tecnológica, nas operações de logística, os Correios estão oferecendo serviços de rastreamento de objetos, GPS para o controle da frota, paletização virtual de encomendas, serviços bancários por meio do seu Banco Postal que hoje já conta com 4,1 mil agências e 1,4 milhão de correntistas, várias modalidades de encomendas expressas como o Sedex, o e-sedex (para o comércio eletrônico), o Sedex 10 (com entrega até as 10 horas do dia seguinte) e, em breve, nas principais capitais brasileiras, o Sedex Hoje (para postagem e entrega no mesmo dia). (*) O Escritório de Consultoria e Negócios em Marketing Direto dos Correios localiza-se Av. São Luis, 50-3º andar - cj. 32-D CEP Tel Marketing Direto 11

12 ARTIGO POR ODAIR GUTIRRES * E-QUILÍBRIO Se você é fã incondicional do marketing, este artigo pode não lhe agradar. Se, por outro lado, você acha que marketing não tem futuro e, em contrapartida, é fã incondicional da mala direta, acho que também pode não entender alguma coisa. O que é melhor? marketing ou mala direta? A pergunta, assim como está, não tem propósito, mas é como ela surge inúmeras vezes, vinda de clientes ou de profissionais que não trabalham com Marketing Direto (que jamais fariam uma pergunta assim). Então, vão aqui alguns pensamentos, certo de que outras colaborações poderão surgir de nossos colegas marketeiros, atento às mudanças de comportamento dos consumidores e que, certamente, tem pensado muito ultimamente a esse respeito. A favor do - é barato. Essa é uma das razões que faz muita gente confundir marketing (que é coisa séria e profissional) com spam. Como os custos de um são desprezíveis, os spammers não se preocupam se as taxas de resposta são baixas, se os destinatários já estão fartos de receber ofertas de emprego ou para ganhar dinheiro com o computador em casa. Se você tem o de um grande número de consumidores, testar uma idéia nova não vai lhe arrancar nenhum braço ou perna. - é rápido. São três sensações rápidas. Primeiro, a sensação de produzir uma comunicação em curto espaço de tempo. A idéia nasce em sua cabeça, você escreve um motivado e segunda sensação aperta um botão e seus prospects ou clientes começam a receber sua idéia em segundos. Depois, é só esperar as reações, em questão de minutos terceira sensação. - é uma ferramenta de teste fabulosa. Devido à velocidade, você pode ter respostas imediatas para suas dúvidas de comunicação, de produto ou de oferta. Você não precisa esperar quinze dias para ter respostas às suas dúvidas. Contra - O ambiente do é pobre. A avalanche de spam tornou essa realidade desgastante. Seu destinatário está procurando mensagens da família, de amigos, de negócios, enfim E, como em geral está fazendo tudo isso rapidamente, seu que cai de pára-quedas pode irritá-lo ou não captar devidamente sua atenção. - O tem que ser (relativamente) curto. Quando você está pegando seus s, quer informação rápida. Texto muito longo (às vezes necessário para poder desenvolver uma argumentação completa) está fora de cogitação. Ofertas complexas idem. Fatos apoiando argumentação também ficam de fora. - limita sua criatividade. Um apenas de texto é cansativo e inviável visualmente. A mensagem tem que atrair. É claro que, num de HTML, você pode usar um pouco de cor e fotografia, mas terá de fazê-lo moderadamente. A sua equipe de criação tem que entrar na luta com uma mão amarrada. 12 Marketing Direto

13 A favor da mala direta: - O ambiente de mala direta é bom. Como todo mundo já sabe, muitas pessoas dizem que jogam no lixo as malas siretas. Mas, se você prestar atenção, elas aplicam o termo junk mail com muito menos raiva do que quando se referem como spam. Quando você vai pegar seus s, está sentado à sua mesa de trabalho, encarando um monitor, quer resolver tudo logo. Quando você toma contato com sua correspondência do dia, você provavelmente está mais relaxado do que quando pega os s, e se sente menos posto em ação. Isso constitui uma diferença, em termos de receptividade, que - a meu juízo - é de grande importância. Além do mais, a tecla DEL está mais fácil de ser acionada do que o cesto de lixo está ao alcance da mão. - Na mala direta você pode contar a história inteira. E como seu destinatário, provavelmente, quando abre sua mala direta, está também mais relaxado, ele acompanhará suas explicações, mesmo que sejam complexas. Será que reagirá da mesma forma com um ? - Na mala direta você pode usar a emoção. Em sua carta você pode alegrar, inspirar, assustar, convencer, desenvolver argumentos possantes e motivadores. Em um , os leitores não querem isso. Eles querem ver rapidamente o que chegou, e sair fora. Isso para um redator é muito limitante. - Na mala direta você pode incluir diferentes peças, que podem ficar nas mãos do seu leitor. Um mecanismo de atenção, ou de envolvimento, uma folha com testemunhais, notícias da imprensa. Você nunca sabe qual dessas peças vai capturar o interesse ou a atenção do seu leitor. Com um você coloca na tela somente pixels. Qual a conclusão dessa discussão? Diante do surgimento do como nova ferramenta do Marketing Direto é preciso, sobretudo, equilíbrio na análise e na sua aplicação (repito: marketing é coisa de profissional). Como é preciso equilíbrio e conhecimento técnico na hora de optar pelas melhores ferramentas que serão utilizadas em sua campanha. A grande regra testar, testar, testar sempre continuará atual, principalmente quando uma nova ferramenta aparece e com tanto potencial. E, quem não gosta de fazer contas, analisar e pesquisar... deve ficar fora desse debate (e de qualquer outro do Marketing Direto). Contra a mala direta: - Mala direta é cara. As tarifas postais encabeçam a lista de custos que chegam às nuvens. A impressão de uma mala direta um pouco mais sofisticada pode lhe custar outra tonelada de dinheiro. E ainda há o aluguel de listas e o manuseio (o mais barato nisso tudo). Sem falar do desenvolvimento criativo. Na realidade, o custo é o único contra consistente da mala direta. * Odair Gutirres é diretor da PMK Marketing Direto e Consultoria. 13 Marketing Direto 13

14 CAPA MARKETING DIRETO Empresas do setor se lançam no mercado externo em busca de clientes e de divisas Não é de hoje que a economia brasileira se volta para a conquista de mercados externos com o objetivo de trazer divisas para o país e fazer pender a balança comercial a favor dos cofres nacionais. Inicialmente, entre os itens que faziam mais sucesso no exterior predominavam produtos agrícolas e matériasprimas. Aos poucos, na pauta de exportações passaram a figurar também produtos industrializados. O Brasil começou a fazer bonito em áreas diversas e sapatos tupiniquins passaram a calçar, lá fora, passageiros de aeronaves aqui produzidas. Nos últimos anos, o segmento de serviços também procurou mostrar a sua cara além-fronteiras e, mais recentemente, esse movimento em direção ao exterior contagiou o Marketing Direto. Ainda não é possível definir se é uma tendência irreversível e, menos ainda, dimensionar com clareza o montante dessas operações. É fato, entretanto, que empresas dos diferentes ramos do Marketing Direto estão fincando raízes no exterior e, com persistência e qualidade, conquistam cada vez mais esses mercados, trazendo divisas em moedas fortes. Uma das áreas do Marketing Direto que registra com mais clareza esse movimento é o telemarketing. Mas não é a única. Empresas que prestam serviços em tecnologia para personalização de texto e imagem ou que conduzem programas de fidelização, por exemplo, vem sendo requisitadas para levarem sua expertise para além fronteiras. 14 Marketing Direto

15 MADE IN BRAZIL Além de fornecerem trabalhos com idêntica qualidade em relação ao que se produz de melhor em âmbito mundial, as empresas brasileiras oferecem custos altamente atraentes em razão da realidade salarial aqui praticada e da relação cambial. O fuso horário muitas vezes é mais um importante diferencial, se comparado com a diferença que existe entre os Estados Unidos e a Índia, por exemplo. Na opinião de Topazio Silveira Neto, presidente da ABT e vice-presidente da Softway, há outro fator, de caráter comportamental, que coloca as empresas brasileiras em franca vantagem em relação às de outras nações. O profissional brasileiro tem um perfil para atendimento muito melhor do que o de qualquer outro lugar do mundo. É só comparar o nosso profissional de um hotel com seus colegas de hotéis da mesma rede no exterior, desafia. Essa propensão está enraizada na cultura nacional. Como sintetiza Topazio, relacionamento está no DNA do brasileiro. O que os estrangeiros procuram? Henry Curtis Whitney, da D&B e Call Market do Brasil, fez um estudo sobre as oportunidades para o Brasil no mercado internacional de telemarketing. Segundo apurou, 53% das empresas que mudaram ou pretendem mudar seu telemarketing a outros países têm o objetivo de reduzir custos. Os salários são, portanto, peça-chave na composição do custo. Os principais concorrentes do Brasil nesse particular, conforme assinala Whitney, são Índia, China, Filipinas e Rússia, onde os salários variam entre 3 mil e 12 mil dólares anuais. Na Irlanda e Canadá, os custos com mão de obra oscilam entre 25 mil e 50 mil dólares por ano, enquanto nos Estados Unidos situam-se entre 60 mil e 90 mil dólares. Ou seja, o menor salário nos Estados Unidos é cinco vezes superior ao maior salário praticado em países que oferecem seus serviços em escala mundial. Topazio Silveira Neto: relacionamento está no DNA brasileiro 15 Marketing Direto 15

16 CAPA Também a qualidade do pessoal é apontada por Henry Whitney como prioridade para 19% das empresas que buscam atendimento no exterior. Ao contrário do que se supõe, muitos operadores de telemarketing dos Estados Unidos têm baixo grau de escolaridade, enquanto no Brasil é comum encontrar entre os profissionais universitários graduados. Há, entretanto, um fator que é desfavorável ao Brasil. Enquanto em países como Paquistão e Índia o inglês é falado há cerca de 300 anos, no Brasil é preciso encontrar e treinar profissionais com fluência no idioma. Outro obstáculo apontado por Whitney é a pressão de políticos e sindicatos para serem aprovadas leis que limitem o traslado de call center exterior. Feito o balanço entre prós e contras, Whitney assinala que a oportunidade existe. O primeiro passo, segundo afirma, é desenvolver um produto de valor para os estrangeiros, o que requer uma infra-estrutura muito boa e bom pessoal. A especialização em determinado tipo de negócio também pode ser um atraente diferencial para a localização de clientes. Além disso, é preciso ter uma boa dose de paciência para concretizar contrato. Não seja impaciente. Desde o primeiro contato até o encerramento do negócio, demora-se em média oito meses, alerta ele. Henry Whitney: objetivo principal da mudança é reduzir custos Nelson Armbrust: experiência acumulada por unidades de outros países Redução de custo é determinante Na balança que determina a conveniência ou não de se transferir uma operação para empresas sediadas fora do país, o fator custo tem um peso preponderante. Uma operação de contact center só sai de seu país de origem por questão de custo, confirma Nelson Armbrust, vice-presidente Comercial da Atento Brasil. Obedecida essa premissa, outros fatores são levados em conta, como a afinidade cultural entre os dois países, estabilidade política e financeira, benefícios fiscais e infra-estrutura disponível. A opinião de Armbrust se fundamenta na larga experiência adquirida pelo Grupo Atento em operações off shore. Baseadas nas unidades implantadas em países como Marrocos, México, El Salvador, Guatemala e Colômbia, o Grupo iniciou esse atendimento sem fronteiras há cerca de três anos. Apenas uma dessas operações, feita para a TACA Transportes Aéreos Centroamericanos a partir da unidade de El Salvador, envolve mais de 189 mil chamadas por mês para prestar serviços inbound e outbound, como reservas e vendas de bilhetes, programas de milhagem, controle de bagagens e suporte técnico a usuários de Internet. 16 Marketing Direto

17 De repente, a oportunidade Nem sempre é preciso planejar detalhadamente o que fazer para conquistar clientes no exterior. Muitas vezes as oportunidades surgem naturalmente e, nesses casos, o importante é saber aproveitá-las para fincar raízes lá fora. Isso aconteceu, por exemplo, com a H21, empresa com cinco anos de existência que se dedica ao desenvolvimento de tecnologias de personalização de imagem e de textos. Parceiros no Brasil da HP, a H21 implementou a inteligência de um sistema de personalização totalmente exportável pela internet e que utiliza o equipamento Indigo da HP. Segundo explica Bernardo Zamijovsky, sócio-diretor da H21, poucas empresas têm esse know-how no mundo, com custo tão competitivo. Esses diferenciais atraíram um cliente da HP em Nova York, que a partir de março deste ano passou a utilizar a tecnologia brasileira. A partir desse impulso inicial o mercado internacional se abriu e atualmente estão em conversações com empresas do Peru, Chile e México. Além da obrigatoriedade de se dispor de produtos e serviços competitivos, para conquistar o mercado externo é preciso derrotar um certo sentimento de inferioridade, aconselha Zamijovsky. Se vencermos essa barreira, temos condições de competir em condições de igualdade lá fora e abrir muitas oportunidades, acredita o sócio-diretor da H21. Bernardo Zamijovsky: inteligência de sistema de personalização exportada para os Estados Unidos Heloísa Martins: programa de fidelização em três idiomas Também para a MarketSystem, empresa associada ao Grupo CSU, a caminhada rumo ao exterior teve um início casual e os resultados alcançados permitiram reafirmar a qualidade do trabalho aqui realizado. Segundo relata Heloísa Martins, diretora de Operações da MarketSystem, quando os hotéis Cesar Park foram adquiridos pelo grupo Posadas, do México, a empresa ficou incumbida de implantar o programa de fidelização para heavy users que o grupo desenvolve desde O sistema desenvolvido pela MarketSystem inclui desde a contagem a acompanhamento dos pontos, com instalação de terminais nos oito hotéis da rede no Brasil e um em Buenos Aires, até a logística para entrega de prêmios. Todo o processo tem interface com o site feito em três idiomas, da mesma forma que o atendimento para o programa é feito nas três línguas num sistema Marketing Direto 17

18 CAPA Geração de leads à distância Desde o final do ano passado a ACS, empresa de call center, mantém três operações off shore. Na principal delas, é feito um telemarketing ativo em que as operadoras entram em contato com cidadãos dos Estados Unidos para a geração de leads para grandes instituições financeiras daquele país, que oferecem financiamentos imobiliários, conhecidos como mortgage services. Segundo descreve José Eduardo Lima, coordenador de Marketing da empresa, a principal dificuldade inicial foi convencer clientes do exterior de que o Brasil e a ACS, de modo particular, seriam capazes de prestar serviços qualificados na língua inglesa. Abordamos os diferenciais do país, como proximidade cultural com os Estados Unidos, ausência de riscos naturais e até de mesmo terrorismo, estrutura de telecom, aptidão para serviços a clientes e, logicamente, os benefícios de custos, comenta Lima. As primeiras investidas externas ainda não têm impacto significativo nas receitas da ACS, mas estima-se que em pouco tempo poderão representar mais de 10% dos negócios da empresa. Para José Eduardo Lima, o potencial é grande para todas as empresas, pois há demanda e oportunidades a serem aproveitadas. No entanto adverte outros países, como Índia e Filipinas, sempre serão maiores em função da quantidade de pessoas e atendentes José Eduardo Lima: operação off shore gera leads nos Estados Unidos Gil Giardelli: ampliação das fronteiras como estratégia de crescimento que falam inglês. Apesar dessa desvantagem, ele acredita que é possível conquistar uma fatia do bolo, o que possibilitará gerar empregos e divisas para o país. Também a Tellus do Brasil mantém diversas atividades de customer services em andamento no exterior. Essa experiência teve início em 2000 e atualmente os serviços off shore são prestados para três clientes dos Estados Unidos e dois da Europa, por meio de centrais de atendimento especializadas em suporte técnico para o segmento de tecnologia, tais como edição de vídeo, design gráfico, software anti-vírus, anti-spam e controle de conteúdo. Para Guilhermo Faria, diretor geral da Tellus, o grande diferencial que possibilita ao Brasil cortejar o mercado externo com grandes possibilidades de sucesso é a relação custo-benefício representada pela mão de obra nacional. Além de termos profissionais altamente qualificados, o custo é bastante redu- 18 Marketing Direto

19 zido se comparado com a Europa e Estados Unidos, afirma. Com isso, a Tellus já obtém cerca de 20% de seu faturamento a partir de operações off shore. E as perspectivas, na previsão de Guilhermo, são ainda mais animadoras. Até dezembro de 2004 a participação deste tipo de operação na empresa atingirá a marca de 35%, calcula ele. Crescimento sustentado na internacionalização A conquista de novas fronteiras foi a alternativa escolhida pelo Grupo ecentry para continuar crescendo de forma sustentável e vigorosa, segundo define Gil Giardelli, vice-presidente de Novos Negócios da empresa. Essa estratégia incluiu a abertura de um escritório em Nova York, para atender empresas daquele país na utilização de ferramentas de gestão de relacionamento digital via web (e-crm). Na carteira de clientes off shore, o e-centry faz o trabalho de e-crm para administrar o programa de relacionamento e de milhagem da Lufthansa em 30 países da América Latina, Oceania e Ásia. A preferência pela ferramenta oferecida é motivada pela qualidade de nível internacional e pelo preço. Gil Giardelli informa que o faturamento com operações internacionais representa hoje 30% das receitas obtidas e a empresa projeta chegar a 60% nos próximos doze meses. No segundo semestre de 2004 vamos abrir a operação Ásia e Oceania, com sede em Xangai, e a operação Europa, com sede em Londres ou Berlim, adianta. Além de iniciativas isoladas, grupos de empresas também se organizam para lançar sementes em outros mercados. Foi o que fizeram quarenta gráficas (dez de cada um dos setores promocional, embalagem, editorial e papelaria), em torno da Graphia Aliança, articulada há cerca de um ano e meio dentro da Abigraf. Cada grupo de empresas contratou um gerente comercial, que organiza a participação e feiras e missões comerciais. Esta é uma grande oportunidade para nos destacarmos no mercado internacional, acredita Sérgio Costa, gerente Comercial da Laborprint, uma das gráficas envolvidas. Para ele, se as exportações estão garantindo o equilíbrio da economia brasileira, o setor gráfico tem todas as condições para também se beneficiar. 19 Marketing Direto 19

20 ESTUDO AQUISIÇÃO DE CLIENTES: multiplicando resultados com database marketing POR MARCELO SOUSA * Os recursos modernos de database marketing são freqüentemente utilizados em projetos de relacionamento e retenção de clientes, mas são comparativamente menos utilizados em ações de captura e aquisição de novos clientes. De um lado, os programas de CRM transformaram-se em assunto do cotidiano em empresas de quase todos os segmentos econômicos, concentrando nessa área os projetos de database. De outro, existe pouca disponibilidade de literatura e de cases de sucesso em ações de captura de novos clientes, dificultando o aprendizado. É sintomático verificar, nos programas de aquisição de clientes, que a carência de recursos de software, de processos e principalmente de uma equipe multidisciplinar adequada, limita a utilização dos bancos de dados de prospects ao cruzamento e ao tratamento de listas externas para gerar arquivos para impressão de etiquetas e listas de telemarketing. Deixa-se, assim, de explorar suas maiores virtudes: a capacidade de segmentar e selecionar os prospects mais propensos a se tornarem clientes; e a habilidade de acumular progressivamente o conhecimento gerado com os resultados de cada ação, consolidando uma base de aprendizado prático sobre o negócio. Não se pode negar que é realmente mais desafiador utilizar processos de database marketing para a aquisição do que para a retenção de clientes, dado que as informações disponíveis sobre os prospects são invariavelmente mais limitadas do que o conhecimento disponível sobre a carteira de clientes. Esta carência dificulta a capacidade analítica baseada em dados históricos por exemplo, informações demográficas sobre sexo, renda, escolaridade, etc, e principalmente de comportamento. Este desafio, inerente a toda ação de prospecção, pode ser minimizado e superado se utilizarmos adequadamente os recursos dos bancos de dados de marketing durante todo o processo de execução da campanha, desde a definição dos objetivos até a seleção do público-alvo, a execução e a mensuração dos resultados. 20 Marketing Direto

Uma nova Virtual Target

Uma nova Virtual Target A Virtual Target é uma ferramenta muito imediata. Ao dispararmos as campanhas, já começamos a receber os resultados de interação e identificar a conversão. A marca, para nós, é sinônimo de comprometimento.

Leia mais

Faturamento personalizado (Customer Engaged Billing)

Faturamento personalizado (Customer Engaged Billing) Faturamento personalizado (Customer Engaged Billing) Transforme suas comunicações mais lidas em participações multicanais altamente direcionadas que reduzem custos, aumentam a satisfação do cliente e geram

Leia mais

VOLUME Mala Direta e-book Postal

VOLUME Mala Direta e-book Postal VOLUME 7 Mala Direta e-book Postal Parceria que fortalece as micro e pequenas empresas Mala-direta é a propaganda impressa preferida do varejo. Fonte: Valor Econômico - Linear Clipping, 29/08/2014 - Edição

Leia mais

e-book E-MAIL MARKETING Como alavancar suas vendas utilizando o de forma eficaz. por Paula Tadeu

e-book E-MAIL MARKETING Como alavancar suas vendas utilizando o de forma eficaz. por Paula Tadeu e-book Como alavancar suas vendas utilizando o E-MAIL MARKETING de forma eficaz. por Paula Tadeu ÍNDICE INTRODUÇÃO... O QUE É E-MAIL MARKETING?... PRÉ-REQUISITOS INDISPENSÁVEIS... MÃOS À OBRA: TRANSFORMANDO

Leia mais

Aula 03 Gestão de Marketing

Aula 03 Gestão de Marketing Aula 03 Gestão de Marketing Análise SWOT, Segmentação de Mercado e Mix de Marketing Prof. Marcopolo Marinho Prof. Esp. Marcopolo Marinho Segmentação é a identificação sistemática de conjuntos e subconjuntos

Leia mais

oftware Totvs, Linx e Crivo foram os Destaques do Ano entre as empresas desenvolvedoras de software de grande, médio e pequeno portes, de acordo com

oftware Totvs, Linx e Crivo foram os Destaques do Ano entre as empresas desenvolvedoras de software de grande, médio e pequeno portes, de acordo com 73 oftware Totvs, Linx e Crivo foram os Destaques do Ano entre as empresas desenvolvedoras de software de grande, médio e pequeno portes, de acordo com os dados de balanço analisados pela equipe do Anuário

Leia mais

Serviço de logística reversa em agência dos Correios

Serviço de logística reversa em agência dos Correios Serviço de logística reversa em agência dos Correios Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) Ministério das Comunicações (MCT) Ao oferecer o serviço de logística reversa em agência com a utilização

Leia mais

AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA SILVA, FERNANDO TEIXEIRA CARVALHO, RENAN GUSTAVO MOLINA

AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA SILVA, FERNANDO TEIXEIRA CARVALHO, RENAN GUSTAVO MOLINA TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DO E-COMMERCE NAS PEQUENAS EMPRESAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE JAGUARIÚNA AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA

Leia mais

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas edição 04 Guia do inbound marketing Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Há um tempo atrás o departamento de marketing era conhecido

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

GESTÃO DE RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

GESTÃO DE RELACIONAMENTO COM O CLIENTE GESTÃO DE RELACIONAMENTO COM O CLIENTE Professor Wagner Luiz Aula - Como obter sucesso em uma implementação de CRM e o Processo da Comunicação. Março de 2014 São Paulo -SP Call Center & CRM 2007 CRM: do

Leia mais

Experiência: Exporta Fácil, o serviço de exportação dos Correios.

Experiência: Exporta Fácil, o serviço de exportação dos Correios. Experiência: Exporta Fácil, o serviço de exportação dos Correios. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT Departamento de Operações e Negócios Internacionais Responsável: Alberto de Mello Mattos

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

emarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implantação, gestão e operação de lojas virtuais.

emarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implantação, gestão e operação de lojas virtuais. Nós amamos e-commerce! f emarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implantação, gestão e operação de lojas virtuais. Além do e-commerce full service, na emarket você

Leia mais

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Introdução Planejamento Divulgando sua loja Como fechar as vendas Nota Fiscal

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. De: Nitrodev Sistemas de Informação LTDA

PROPOSTA COMERCIAL. De: Nitrodev Sistemas de Informação LTDA PROPOSTA COMERCIAL De: Nitrodev Sistemas de Informação LTDA 1. SOBRE A NITRODEV A Nitrodev é uma empresa com 10 anos de atuação no mercado de Internet, conhecida em todo o país por possuir uma das melhores

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

Mercado projeta crescimento sólido

Mercado projeta crescimento sólido Indicadores Mercado projeta crescimento sólido Receitas de serviços de Marketing Direto em 2009 atingem R$ 21,7 bilhões e crescem 11,3% com relação ao ano anterior. Projeção do mercado é de evolução de

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr,br Profº Dr. Luciano

Leia mais

8 itens IMPRESCINDÍVEIS para criar uma loja virtual de sucesso para micro e pequenas empresas

8 itens IMPRESCINDÍVEIS para criar uma loja virtual de sucesso para micro e pequenas empresas 8 itens IMPRESCINDÍVEIS para criar uma loja virtual de sucesso para micro e pequenas empresas VOU MONTAR UMA LOJA FÍSICA... E O RETORNO DO INVESTIMENTO SERÁ EM 2 ANOS VOU MONTAR PLANO DE NEGÓCIO Vou contratar

Leia mais

Apostila. Comércio Eletrônico. e-commerce. Professor: Edson Almeida Junior. Comércio Eletrônico

Apostila. Comércio Eletrônico. e-commerce. Professor: Edson Almeida Junior. Comércio Eletrônico Apostila Comércio Eletrônico e-commerce Professor: Edson Almeida Junior Material compilado por Edson Almeida Junior Disponível em http://www.edsonalmeidajunior.com.br MSN: eajr@hotmail.com E-Mail: eajr@hotmail.com

Leia mais

PARA QUE SERVE O CRM?

PARA QUE SERVE O CRM? Neste mês, nós aqui da Wiki fomos convidados para dar uma entrevista para uma publicação de grande referência no setor de varejo, então resolvemos transcrever parte da entrevista e apresentar as 09 coisas

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com.

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com. Tactium Tactium CRManager CRManager TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades 1 O TACTIUM CRManager é a base para implementar a estratégia de CRM de sua empresa. Oferece todo o suporte para personalização

Leia mais

Controle e Venda com o PN Consig O MERCADO

Controle e Venda com o PN Consig O MERCADO O MERCADO Controle e Venda com o PN Consig Mais de 40 milhões de consumidores Deste mercado, estima-se que 58% já realizaram no mínimo uma operação de crédito com desconto consignado. COMO CONTROLAR E

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula Educação sem fronteiras

webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula Educação sem fronteiras webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula 1. LMS webaula O LMS WEBAULA (Learning Management System) foi desenvolvido especialmente para promover a capacitação e reciclagem teórica e prática dos colaboradores de

Leia mais

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL 10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL Os meses de dezembro e janeiro na maioria das empresas são marcados invariavelmente por atividades de planejamentos, orçamentos e metas para o ano novo. Para o próximo

Leia mais

17 de setembro de 2007. SYSPHERA NO ANGELONI Análise do Projeto, Benefícios e Particularidades

17 de setembro de 2007. SYSPHERA NO ANGELONI Análise do Projeto, Benefícios e Particularidades BUSINESS CASE VAREJO 17 de setembro de 2007 A SYSPHERA é uma empresa brasileira de tecnologia que se dedica ao desenvolvimento de soluções estratégicas para clientes que buscam a melhoria contínua de sua

Leia mais

Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios

Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios Relatório de pesquisa Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios Via Consulting Maio de 2009 1 Caro leitor, Gostaria de convidá-lo a conhecer o resultado de uma pesquisa patrocinada pela Via Consulting

Leia mais

Metodologia e dinâmica do workshop O fim das vendas e do marketing da insistência

Metodologia e dinâmica do workshop O fim das vendas e do marketing da insistência Metodologia e dinâmica do workshop O fim das vendas e do marketing da insistência Como andam seus esforços em Prospecção, Follow-up e Networking? A forma como você faz hoje é a mais adequada? Será que

Leia mais

Sobre as Franquias Honing Brasil A Honing Brasil é a marca de roupa masculina inspirada no Hóquei no Gelo canadense. A paixão dos canadenses por este esporte e a garra de seus praticantes inspiram a Honing,

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio.

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Participe da rede de distribuição dos produtos exclusivos da

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na Visão das Seguradoras: Uma análise da distribuição de seguros no Brasil Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), membro do Conselho Editorial da FUNENSEG, catedrático pela ANSP e sócio da empresa "Rating

Leia mais

CRM. Customer Relationship Management

CRM. Customer Relationship Management CRM Customer Relationship Management CRM Uma estratégia de negócio para gerenciar e otimizar o relacionamento com o cliente a longo prazo Mercado CRM Uma ferramenta de CRM é um conjunto de processos e

Leia mais

Transformação do call center. Crie interações com o cliente mais lucrativas e agregue valor adicionando insights e eficiência em todas as chamadas.

Transformação do call center. Crie interações com o cliente mais lucrativas e agregue valor adicionando insights e eficiência em todas as chamadas. Transformação do call center Crie interações com o cliente mais lucrativas e agregue valor adicionando insights e eficiência em todas as chamadas. Lucre com a atenção exclusiva de seus clientes. Agora,

Leia mais

TAW Tópicos de Ambiente Web

TAW Tópicos de Ambiente Web TAW Tópicos de Ambiente Web Comércio Eletrônico rveras@unip.br Aula - 04 Agenda Comércio Eletrônico 2 Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico 3 O que é o comércio eletrônico Evolução Transações convencionais

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

TIC Microempresas 2007

TIC Microempresas 2007 TIC Microempresas 2007 Em 2007, o Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação do NIC.br, no contexto da TIC Empresas 2007 1, realizou pela primeira vez um estudo sobre o uso das

Leia mais

Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL

Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL 2011 Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL ÍNDICE Evolução de TI... 4 Metodologia... 6 Foco... 8 Conclusão 1: As diferenças entre expectativas e realidade revelam a evolução

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do

Leia mais

Contrato Comercial. Objetivo: Setup - Plataforma de E-commerce. Cliente... : Aos cuidados de... : Data de Emissão...

Contrato Comercial. Objetivo: Setup - Plataforma de E-commerce. Cliente... : Aos cuidados de... : Data de Emissão... Contrato Comercial Objetivo: Setup - Plataforma de E-commerce Cliente... : Aos cuidados de... : Data de Emissão... : Emitido por: 0 Contrato Comercial Pelo presente instrumento, firma-se o acordo comercial

Leia mais

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO SELECIONA: Farmacêutico Descrição: Para responder tecnicamente pela distribuição dos medicamentos, auxiliar os representantes nas orientações necessárias, auxiliar os clientes, fornecer treinamentos quanto

Leia mais

Caso de Sucesso. Campanhas Personalizadas de Precisão: Como garantir receita incremental melhorando a Experiência do Cliente. Cliente Apresentado:

Caso de Sucesso. Campanhas Personalizadas de Precisão: Como garantir receita incremental melhorando a Experiência do Cliente. Cliente Apresentado: Caso de Sucesso Campanhas Personalizadas de Precisão: Como garantir receita incremental melhorando a Experiência do Cliente Cliente Apresentado: COOP - Cooperativa de Consumo Quem são os clientes da COOP?

Leia mais

TREINAMENTO CONTACTCENTER

TREINAMENTO CONTACTCENTER TREINAMENTO CONTACTCENTER CENTER CONTACT Os Contact Centers atuais têm um grande impacto nas empresas em diversos aspectos referentes a lucro, custos, inteligência de mercado e fidelização do cliente. Para

Leia mais

5 Coisas que você deve saber sobre a ExactTarget Marketing Cloud

5 Coisas que você deve saber sobre a ExactTarget Marketing Cloud 5 Coisas que você deve saber sobre a ExactTarget Marketing Cloud Aprimore a jornada de seus clientes com a plataforma de marketing digital 1:1 líder de mercado 5 Coisas que você deve saber sobre a ExactTarget

Leia mais

Custom Publishing Por que minha organização deve ter uma publicação própria?

Custom Publishing Por que minha organização deve ter uma publicação própria? Custom Publishing O mercado das publicações próprias e suas (excelentes) oportunidades de negócios para as empresas antenadas de qualquer setor, com qualquer público Um guia de consulta rápida sobre a

Leia mais

A ERA DIGITAL E AS EMPRESA

A ERA DIGITAL E AS EMPRESA A ERA DIGITAL E AS EMPRESA Em 1997 o Brasil já possuia 1,8 MILHÕES de usuários Brasil O 5 Maior país em extensão territorial Brasil 5 Vezes campeão do Mundo Brasil O 5 Maior país em número de pessoas conectadas

Leia mais

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 São Paulo, 07 de Novembro de 2005 - O Submarino S.A. (Bovespa: SUBA3), empresa líder dentre aquelas que operam exclusivamente no varejo eletrônico

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

A importância do design nos negócios

A importância do design nos negócios A importância do design nos negócios SUMÁRIO Apresentação 4 A importância do Design 5 Design de Comunicação 13 A Escada do Design 6 Design Gráfico 14 O processo do Design 7 Logomarca 15 Design & Inovação

Leia mais

inovadoras recrutamento

inovadoras recrutamento Avaliações inovadoras para recrutamento em grande volume Encontre agulhas no palheiro Nos processos de recrutamento em grande volume, você pode perder as pessoas certas por haver tantos candidatos menos

Leia mais

CONHEÇA A VALECARD TODA ESSA ESTRUTURA EXISTE PRA VOCÊ: Reduzir custos. Ganhar tempo. Organizar processos.

CONHEÇA A VALECARD TODA ESSA ESTRUTURA EXISTE PRA VOCÊ: Reduzir custos. Ganhar tempo. Organizar processos. CONHEÇA A VALECARD Soluções completas e integradas para a gestão de benefícios, gestão financeira e de frotas. Cartões aceitos em todo território nacional, por meio da Redecard, Cielo e ValeNet, o que

Leia mais

Soluções Customizadas em Receitas

Soluções Customizadas em Receitas Soluções Customizadas em Receitas Com a IDeaS, o atendimento é de qualidade superior. Eles são muito atentos às nossas necessidades e dispostos a trabalhar conosco, seja para melhorias específicas ou simplesmente

Leia mais

E-Business global e colaboração

E-Business global e colaboração E-Business global e colaboração slide 1 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. 2.1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Quais as principais

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

R E S U M O E X E C U T I V O P R O G R A M A V E L O C I T Y S O L U T I O N P R O V I D E R. Janeiro 2011

R E S U M O E X E C U T I V O P R O G R A M A V E L O C I T Y S O L U T I O N P R O V I D E R. Janeiro 2011 Sede global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: +1 508-872-8200 Fax: +1 508-935-4015 www.idc.com W H I T E P A P E R D i r e c i o n a d o o C r e s c i m e n t o e E n t r e g a n d o V a l

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL DAS AMÉRICAS Washington D. C - março 2014 NOME CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA TEMA PALAVRAS-CHAVE REDE SOCIAL EMPRESARIAL : CONNECT AMERICAS PRÁTICA INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

Guia Canais de Distribuição PLANETFONE 2016

Guia Canais de Distribuição PLANETFONE 2016 Guia Canais de Distribuição PLANETFONE 2016 Av. Nossa Senhora do Carmo, 1.191, 3º andar, Sion, Belo Horizonte/MG - www.planetfone.com.br 1 SUMÁRIO 1. A PLANETFONE... 03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS... 04

Leia mais

W H I T E P A P E R S e r v i d o r e s U n i x - A m e l h o r o p ç ã o p a r a s u p o r t a r a p l i c a ç õ e s c r í t i c a s

W H I T E P A P E R S e r v i d o r e s U n i x - A m e l h o r o p ç ã o p a r a s u p o r t a r a p l i c a ç õ e s c r í t i c a s Av Eng. Luiz Carlos Berrini 1645, 8 andar, 04571-000 Brooklin Novo, São Paulo SP Brazil. Tel: 55 11 5508-3400 Fax: 55 11 5508 3444 W H I T E P A P E R S e r v i d o r e s U n i x - A m e l h o r o p ç

Leia mais

GUIA DEFINITIVO DE ERP PARA COMÉRCIO VAREJISTA

GUIA DEFINITIVO DE ERP PARA COMÉRCIO VAREJISTA GUIA DEFINITIVO DE ERP PARA COMÉRCIO VAREJISTA SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> Como saber o momento certo para investir em um ERP?... 6 >> Como um sistema ERP pode me ajudar na prática?... 11 >> O que preciso

Leia mais

CONTACT CENTER. Serviços Especializados e Profissionalização do Mercado no Brasil

CONTACT CENTER. Serviços Especializados e Profissionalização do Mercado no Brasil CONTACT CENTER Serviços Especializados e Profissionalização do Mercado no Brasil Cenário Nos últimos dez anos, o desenvolvimento das tecnologias de informação permitiu um forte crescimento do setor de

Leia mais

Soluções em Tecnologia e Sistemas para Gestão de Negócios

Soluções em Tecnologia e Sistemas para Gestão de Negócios Soluções em Tecnologia e Sistemas para Gestão de Negócios Criamos informação e conhecimento, através de nossa suíte de soluções em Tecnologia e Sistemas para Gestão de Negócios, ajudando as pessoas a tomarem

Leia mais

AGENDA. A internet continuará mudando o jeito da sua empresa realizar negócios. 8ª Edição. Hotel Intercontinental. 17 de Março de 2015.

AGENDA. A internet continuará mudando o jeito da sua empresa realizar negócios. 8ª Edição. Hotel Intercontinental. 17 de Março de 2015. AGENDA A internet continuará mudando o jeito da sua empresa realizar negócios. 8ª Edição D 17 de Março de 2015? Hotel Intercontinental Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Apoio Realização:

Leia mais

Extração de indicadores Garantias Ocorrências. Agenda de vendas Gestão de qualidade Históricos Agenda de tarefas

Extração de indicadores Garantias Ocorrências. Agenda de vendas Gestão de qualidade Históricos Agenda de tarefas Fenícia CRM & SRM Introdução O Fenícia CRM (Customer Relationship Management - Sistema de Gerenciamento do Relacionamento com os Clientes) é uma ferramenta de gestão com foco no cliente, essencial para

Leia mais

Eficiência Operacional. Maximizar os relacionamentos. Foco estratégico. Novo foco estratégico

Eficiência Operacional. Maximizar os relacionamentos. Foco estratégico. Novo foco estratégico Estratégias de Relacionamento com clientes Marcelo Amorim Panorama Atual Agenda Tendências, Desafios e Globalização Sindrome da caixa de água Relacionamento com Clientes Gerenciamento de Riscos Novas tendências

Leia mais

Financiamento de Veículos Posicionamento

Financiamento de Veículos Posicionamento Financiamento de Veículos Posicionamento Market Share de Produção em % Ranking Novos Financiamentos (3º Trim 14) 15,5% 1º 13,8% 14,5% 2º 2º 3º 1ºT 14 2ºT 14 3ºT 14 Pesados Autos Novos Motos Autos Usados

Leia mais

7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL

7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL DICAS PARA DIVULGAR SUA EMPRESA E AUMENTAR AS VENDAS NO FIM DE ANO 7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL Sumário Apresentação Capítulo 1 - Crie conteúdo de alta

Leia mais

Guia definitivo da pesquisa de mercado online

Guia definitivo da pesquisa de mercado online Guia definitivo da pesquisa de mercado online Noções básicas de pesquisa de mercado e um guia para usar o Opinion Box Índice Introdução 3 1. O que é pesquisa de mercado 4 2. Como fazer uma pesquisa de

Leia mais

No mercado bancário a competitividade é crescente

No mercado bancário a competitividade é crescente 6 Fortalecendo a marca, gerando negócios Intenso, produtivo e criativo No mercado bancário a competitividade é crescente e a disputa pelos espaços é proporcional ao empenho das instituições em ampliar

Leia mais

Uma solução completa para sua estrátegia de SOCIAL MEDIA HELLO WORLD!

Uma solução completa para sua estrátegia de SOCIAL MEDIA HELLO WORLD! Uma solução completa para sua estrátegia de SOCIAL MEDIA HELLO WORLD! SocialSuite Rua Claudio Soares, 72-16 andar +55 11 3032 1982 São Paulo - SP Brasil Introdução Esse material foi desenvolvido pela equipe

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA DE PRODUTOS. Considerando que a Limppano realiza venda de produtos pela rede mundial de computadores;

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA DE PRODUTOS. Considerando que a Limppano realiza venda de produtos pela rede mundial de computadores; TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA DE PRODUTOS Boa Pratica Comercio Eletrônico de Produtos Ltda, com sede na Rodovia Presidente Dutra, 1338, Rio de Janeiro/RJ, CEP 21535-502, inscrita no CNPJ sob o número:

Leia mais

Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar

Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar Análise dos custos nas agências de viagem e formas de aperfeiçoamento do setor Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar Análise dos custos nas agências de viagem e formas de

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

Sistemas de Informações

Sistemas de Informações Sistemas de Informações Prof. Marco Pozam- mpozam@gmail.com A U L A 0 5 Ementa da disciplina Sistemas de Informações Gerenciais: Conceitos e Operacionalização. Suporte ao processo decisório. ERP Sistemas

Leia mais

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso.

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. Cliocar Acessórios: A construção de um negócio A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. 2 Conteúdo Resumo executivo... 2 Conhecendo o mercado... 2 Loja

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II Atividades Gerenciais de MKT Produto Testar Novos Produtos; Modificar Atuais; Eliminar; Política de Marcas; Criar Satisfação e Valor; Embalagem. 2 1 Atividades Gerenciais

Leia mais

NO NEGÓCIO SAC TEXTO DE JULIANA KLEIN

NO NEGÓCIO SAC TEXTO DE JULIANA KLEIN NO NEGÓCIO SAC TEXTO DE JULIANA KLEIN 50 A ALMA DO NEGÓCIO Serviço de SAC eficiente é o que todos os clientes esperam e é no que todas as empresas deveriam investir. Especialistas afirmam: essa deve ser

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1 Manual de Operação do SIMPLES 1 MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. Manual de Operação do SIMPLES 2 A Empresa A ASP Desenvolvimento de Softwares

Leia mais

O comércio eletrônico (e-commerce) é um setor em crescimento CONSUMIDORES (EM MILHÕES) 23,4 18,7 R$ 328 R$ 335 R$ 373 R$ 350 R$ 342 R$ 350

O comércio eletrônico (e-commerce) é um setor em crescimento CONSUMIDORES (EM MILHÕES) 23,4 18,7 R$ 328 R$ 335 R$ 373 R$ 350 R$ 342 R$ 350 ARTESANATO BOLETIM COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio eletrônico (e-commerce) é um setor em crescimento Em 2012, o faturamento foi de R$ 22,5 bilhões no Brasil, e de aproximadamente R$ 28 bilhões em 2013.

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

Cross-Channel Marketing Platform. Aproximando marcas e consumidores em tempo real.

Cross-Channel Marketing Platform. Aproximando marcas e consumidores em tempo real. Cross-Channel Marketing Platform Aproximando marcas e consumidores em tempo real. Integração de dados muito mais completa. Obtenha visão panorâmica dos clientes por meio de insights relevantes. Tudo começa

Leia mais

Apresentação Corporativa. Bradesco BBI - Dezembro de 2011

Apresentação Corporativa. Bradesco BBI - Dezembro de 2011 Apresentação Corporativa Bradesco BBI - Dezembro de 2011 Contax Visão Geral Contax - Core Business Estratégia e Tendências de Mercado Resultados Financeiros Contax Visão Geral CONTAX OVERVIEW Companhia

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames Introdução Fique atento aos padrões do CFM ÍNDICE As 6 práticas essenciais de marketing para clínicas de exames Aposte em uma consultoria de

Leia mais

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda.

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo Copyright 2015 Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Todos os direitos reservados. Pode ser compartilhado com conteúdo,

Leia mais

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO Porto Alegre RS Abril 2010 Bianca Smith Pilla Instituto Federal de Educação,

Leia mais

Como Levar o Seu Blog Para o Próximo Nível

Como Levar o Seu Blog Para o Próximo Nível Como Levar o Seu Blog Para o Próximo Nível Trazido Até Você Por http://virtualmarketingpro.com/blog/joaofilho/ Como Levar o Seu Blog Ao Próximo Nível Termos e Condições Aviso Legal O escritor esforçou-se

Leia mais

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO DESIGN CRIAÇÃO AGÊNCIA USABILIDA ARKETING INTERNET SEO DIGIT CRIATIVIDADE DESDE 1999 NO MERCADO, A M2BRNET É UMA AGÊNCIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM SOLUÇÕES PERSONALIZADAS. SI ARQ Desde 1999

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Aprecie as apresentações a seguir. Boa leitura!

APRESENTAÇÃO. Aprecie as apresentações a seguir. Boa leitura! APRESENTAÇÃO A Informatiza Soluções Empresariais está no mercado desde 2006 com atuação e especialização na criação de sites e lojas virtuais. A empresa conta com um sistema completo de administração de

Leia mais

Programade de levantamento patrimonial

Programade de levantamento patrimonial Controle de Versões Versão Data Autor Notas da Revisão 1.0 03/09/2014 Douglas Souza Hugo Bastos Kaysmier Castro Luan Bueno Elaboração inicial Objetivos deste documento Definir como executar, monitorar,

Leia mais

A Proposta da ReMark....em um relance. Criação Máxima de Valor

A Proposta da ReMark....em um relance. Criação Máxima de Valor A Proposta da ReMark...em um relance Nossa proposta em um relance Visão do nosso Relacionamento A ReMark procura oportunidades de parcerias com instituições financeiras a fim de construir capacitações

Leia mais