WEB OF SCIENCE - tutorial

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "WEB OF SCIENCE - tutorial"

Transcrição

1 WEB OF SCIENCE - tutorial O QUE É A WEB OF SCIENCE A Web of Science é a designação comum que é dada a um conjunto de bases de dados também conhecidas como «Science Citation Indexes» (Science Citation Index, Social Science Citation Index, Arts and Humanities Citation Index), compiladas pelo ISI (Institute for Scientific Information). Além destas, estão também incluídas na Web of Science as bases de dados «Current Chemical Reactions» e «Index Chemicus». Trata-se de bases de referência bibliográfica, que não contêm o texto integral dos documentos, mas que possuem uma característica especial: é possível ver quais os artigos citados por determinado artigo, ou verificar quantas vezes um artigo foi citado e por quem. É a partir destas bases de dados que é calculado o factor de impacto das publicações periódicas, bem como outros indicadores bibliométricos presentes no «Journal Citation Reports». QUAL A UTILIDADE DA WEB OF SCIENCE Esta ferramenta permite, além da pesquisa habitual por ocorrência de palavras no registo, também a pesquisa de artigos relacionados e o estabelecimento de ligações entre artigos que citam outros ou são citados por outros. ACTUALIZAÇÃO A base de dados é actualizada semanalmente. ACESSO O acesso à Web of Science está disponível a partir de qualquer terminal dentro da U.Porto, bem como nas outras instituições participantes no projecto B-On (Biblioteca do Conhecimento Online). A validação do utilizador é feita por reconhecimento de endereço IP, não havendo necessidade de qualquer password. Para aceder à Web of Science, poderá dirigir-se ao website da b-on (http://www.b-on.pt) ou ao website da Biblioteca Virtual da U.Porto (http://www.up.pt/bibliotecas/index.html). O INTERFACE ISIWEB Este tutorial destina-se a explicitar a pesquisa na Web of Science através do interface da ISI, chamado «Web of Knowledge». 1

2 ACESSO À BASE DE DADOS E DEFINIÇÃO DE LIMITES À PESQUISA Ao entrarmos nas opções de selecção das bases de dados, devemos começar por seleccionar se pretendemos trabalhar apenas numa ou em várias das bases de dados que constituem a Web of Science. Definimos em seguida o intervalo temporal em que queremos efectuar pesquisas. Por omissão, a opção pré-definida é para que a pesquisa seja efectuada na totalidade dos anos presentes na base de dados (período variável segundo a base de dados). No entanto, podemos efectuar pesquisas num determinado ano ou efectuar pesquisas nos apenas nos registos entrados na base de dados nas últimas semanas, o que é útil se pretendemos repetir regularmente uma mesma pesquisa e obter apenas os registos novos. Por fim, seleccionamos a opção «General Search». Chegamos assim ao ecrã de pesquisa, onde podemos introduzir expressões de pesquisa nos formulários colocados à nossa disposição. 2

3 PESQUISAS NA BASE DE DADOS Podemos efectuar pesquisas utilizando um dos campos da base de dados ou vários em simultâneo. Podemos também estabelecer limites de pesquisa por idioma e/ou por tipo de documento, a partir das opções no final da página. Para seleccionar vários idiomas ou tipos de documento em simultâneo, podemos pressionar o botão CTRL do teclado do computador enquanto vamos seleccionando opções. A opção «Topic» permite a introdução de termos, separados por operadores booleanos, que pretendamos que estejam contidos na base de dados (passo 1). Podemos ou não limitar a ocorrência desses termos ao título dos artigos (passo 2). Esta é a opção utilizada a maioria das vezes, nas pesquisas efectuadas nesta base de dados. 3

4 Definida a expressão de pesquisa e eventuais limites, deverá ser pressionado o botão «Search». Os resultados da pesquisa surgem na janela seguinte. No início da página, é-nos mostrada a expressão de pesquisa, a indicação das bases pesquisadas, o período de tempo e eventuais limites utilizados. Os resultados são apresentados em grupos de dez por página, sendo-nos também indicado o número total de registos recuperados. O número total de registos existentes na base de dados, no momento da pesquisa, é apresentado no final da página. 4

5 Por omissão, os registos são apresentados por uma ordem cronológica, do mais recente para o menos recente. Esta opção pode porém ser alterada, através das opções do quadro da figura seguinte. Os dados apresentados neste formato, relativamente a cada registo, são apenas o o título, o nome do autor e a fonte (título do periódico, volume e/ou fascículo, páginas). Podemos visualizar mais informação sobre um dado registo pressionando o botão do rato sobre o título, a azul. Passamos assim para uma janela onde nos é apresentado o registo no seu formato completo. Além dos dados já apresentados no formato reduzido, temos agora outros dados importantes, entre os quais o abstract do documento, entre outros campos. Além disso, são apresentados outros elementos, como os dados de citação do artigo e a possibilidade de pesquisar registos relacionados. Estes dados aparecem logo no início do registo, após os dados relativos ao título, autor e fonte. 5

6 Os dados de citação são o elemento que distingue estas bases de dados das outras bases de dados de referência: é possível saber quais os documentos citados no documento cujos dados estamos a visualizar, bem como saber quantas vezes este documento foi citado, onde e por quem. No presente documento, é-nos indicada a existência de 28 referências. É possível visualizar a informação sobre essas referências, seleccionando esta opção. As referências a azul correspondem a títulos presentes na base de dados, sendo possível navegar entre eles. Se seleccionar uma dessas referências, usando a opção «View record», abrir-se-á o registo correspondente, como na imagem seguinte: Este registo refere-nos que o documento foi citado 15 vezes (umas das quais, como é óbvio, pelo documento de onde partimos), e o processo de navegação será o mesmo. Outra possibilidade de navegação entre os registos é através da opção «Find related records». Seleccionando esta opção, é apresentada uma lista de registos que contenham pelo menos uma referência bibliográfica em comum com o artigo onde estamos. Trata-se normalmente de uma lista constituída por um elevado número de registos (no caso presente, são 2211), mas os artigos que contêm um maior número de referências em comum com o artigo onde estamos serão apresentados em primeiro lugar, sendo remetidos para o final da lista os que contêm menor número de referências em comum com aquele de onde partimos. 6

7 O conceito subjacente à pesquisa por registos relacionados é de que registos que partilhem uma ou várias citações referências possuem uma relação entre si, independentemente dos termos contidos nos títulos, abstracts ou palavras-chave. MARCAR REGISTOS Se se pretender guardar os registos de uma determinada pesquisa, na totalidade ou em parte, devemos marcar os quadrados à esquerda do título. Para validar a marcação, teremos de pressionar o botão «Submit», no quadro do lado direito, com a opção «Selected records» assinalada. Podemos também, com recurso ao mesmo quadro, marcar toda a página, através da opção «All records on this page», ou a totalidade dos registos obtidos na pesquisa, através da opção «Records to». Devemos ter em atenção o facto de apenas ser possível marcar até um máximo de 500 registos. Logo que haja pelo menos um registo guardado, aparecerá, no conjunto de botões na parte superior do ecrã, uma nova opção: «Marked List». 7

8 Os registos podem ir buscar-se a essa lista, surgindo uma nova janela, onde podemos definir as opções dos campos dos registos que pretendemos guardar e a ordenação que pretendemos atribuir à lista. Por omissão, aparecem validados já os campos de autor, título e fonte, aos quais poderemos acrescentar outros campos que consideremos úteis. Podemos também definir se pretendemos imprimir, gravar um ficheiro com os resultados, enviar por ou exportar os registos para um software de gestão bibliográfica (EndNote, por exemplo). No caso de pretendermos imprimir, podemos optar dois formatos («Field tagged» ou «Bibliographic») (passo 1) e pressionar o botão «Format for print» (passo 2). Esta opção fará abrir uma nova página, com menos imagens, mais adequada à impressão. No caso de pretendermos gravar o ficheiro, devemos escolher a opção «Save to file». Abrir-se-á uma nova janela e, conjuntamente, uma janela de Windows: «File download». Devemos seleccionar a opção «Save / Guardar» e guardar o ficheiro num apasta do computador, atribuíndo-lhe um nome. Consoante a opção escolhida anteriormente (Field Tagged, Tab Delimited ou HTML), o ficheiro será guardado em formato texto (txt), como texto formatado para importação numa folha de cálculo (como o Excel, por exemplo) ou como HTML. 8

9 Escolhendo a opção de envio dos registos por , temos a possibilidade de acrescentar notas e devemos definir em que formato pretendemos enviar os registos. Além disso, devemos indicar o endereço para onde queremos enviar os registos e, opcionalmente, um endereço para onde pretendemos que nos seja enviada uma confirmação do envio. HISTÓRICO DE PESQUISAS A qualquer momento, desde que tenhamos pelo menos duas pesquisas efectuadas, podemos ir ver o nosso histórico de pesquisa e mesmo cruzar expressões de pesquisa. Para ver o histórico, seleccionamos a opção «Search history», através dos botões na parte superior do ecrã. Surge uma nova página, com o histórico das pesquisas efectuadas na sessão corrente. Podemos voltar a aceder aos resultados de uma pesquisa anterior, pressionando o rato sobre o número de registos correspondente, a azul. Podemos também combinar pesquisas, com recurso aos operadores booleanos AND ou OR, validando essa opção, assinalando as pesquisas que se pretende combinar e pressionando o botão «Combine». Outra forma de combinar pesquisas será através das opções da «Advanced search». 9

10 PESQUISA AVANÇADA Para efectuar pesquisas mais detalhadas, pressionamos o botão «Advanced search», através dos botões na parte superior do ecrã. A pesquisa avançada permite introduzir, directamente num formulário, expressões de pesquisa numa linguagem de comandos própria da base de dados. Do lado direito do formulário, encontramos uma lista contendo as abreviaturas a utilizar para os principais campos da base de dados. Também na pesquisa avançada, podemos cruzar pesquisas anteriores, introduzindo no formulário o número de cada pesquisa, precidido do símbolo de cardinal (#), com os adequados operadores booleanos. PESQUISA DE CITAÇÕES (CITED REFERENCE SEARCH) Este tipo de pesquisa permite-nos ver, de uma forma mais directa, se um determinado artigo foi citado e onde. Para efectuar uma pesquisa de citações a um dado documento, devemos, a partir dos botões na parte superior do ecrã, seleccionar a opção «Cited ref search». Na janela que se abre, podemos preencher um ou vários dos campos disponíveis: a) o nome do autor citado; b) a fonte, consistindo no título abreviado do periódico onde foi publicado o artigo citado; c) o ano em que se publicou o artigo ou artigos. 10

11 Podemos começar por pesquisar introduzindo no formulário o nome de um determinado autor. Pressionando o botão «Search», somos remetidos para uma página com todos os registos da base de dados que citam um autor com este nome. Algumas referências, que são as que estão incluídas na Web of Science, surgem a azul. Podemos então seleccionar uma dessas referências, através da opção «View record», e visualizá-la no formato completo. Neste exemplo, seleccionaremos o registo do «Ann Otol Rhinol Laryn» (Annals of Otology, Rhinology and Laryngology). Ao seleccionarmos o artigo, surgirá uma página com o registo completo. 11

12 A partir daqui, podemos ver onde este artigo foi citado, seleccionando a opção «Times cited». Um tutorial mais detalhado sobre a pesquisa de citações na Web of Science existe no próprio website da base de dados. Foi elaborada na U.Porto uma tradução para português, disponível no website da Biblioteca Virtual da U.Porto: «Pesquisa de referências citadas: uma introdução» 1. MAIS INFORMAÇÕES Mais informação sobre pesquisas na Web of Science pode ser obtida por correio electrónico, a partir do endereço Versão actualizada em 13/04/ Tradução de: Cited reference searching: an introduction A tutorial using Web of Science. 12

Tutorial da base Web of Science

Tutorial da base Web of Science Tutorial da base Web of Science BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE/SD Lilia Maria Bitar Neves (lilia@ufpr.br) Douglas Alex Jankoski (douglas.alex@ufpr.br) 1 WEB OF SCIENCE A Web of Science é a designação

Leia mais

O Endnote é um software que permite guardar, organizar e usar referências bibliográficas na criação de documentos.

O Endnote é um software que permite guardar, organizar e usar referências bibliográficas na criação de documentos. Augusto Ribeiro augusto.ribeiro@reit.up.pt O Endnote é um software que permite guardar, organizar e usar referências bibliográficas na criação de documentos. Permite a pesquisa online em bases de dados

Leia mais

Criar Conta. Click to edit Master title style

Criar Conta. Click to edit Master title style Click to edit Master title style Criar uma conta no EndNote Web Criar Conta O registo só é possível dentro da gama de IPs da b-on. Se já estiver registado na Web of Knowledge pode usar a mesma conta no

Leia mais

Cartão de consulta rápida

Cartão de consulta rápida Web of Science Cartão de consulta rápida ISI WEB OF KNOWLEDGE SM Pesquise mais de 9.200 periódicos em mais de 5 idiomas diferentes nas áreas de ciências, ciências sociais, e artes e humanidades para encontrar

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.6 PÁGINA DE PESQUISA A página principal do PacWeb permite a realização de um número muito variado de pesquisas, simples, ou pelo contrário extremamente complexas, dependendo

Leia mais

MyiLibrary Search & View Website. Junho 2010

MyiLibrary Search & View Website. Junho 2010 MyiLibrary Search & View Website Junho 2010 Página Inicial Comece por clicar num assunto ou em See All para ver todos os títulos que são relevantes para esse assunto Lista de todos os títulos na sua colecção

Leia mais

Manual do PDFCreator Versão 1

Manual do PDFCreator Versão 1 Manual do PDFCreator Versão 1 O PDFCreator é um software livre que permite criar documentos em formato PDF a partir outras aplicações. Centro de Formação de Penalva e Azurara www.cfpa.pt 2006 Índice Índice...

Leia mais

PACWEB Módulo de Pesquisa MANUAL DO UTILIZADOR

PACWEB Módulo de Pesquisa MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.3 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 3 2.1 INSTALAÇÃO 3 Instalar o Pacweb 3 Alterar o Ficheiro Default.htm 3 Criar um Virtual Directory 3 2.2 CONFIGURAÇÃO

Leia mais

WEB OF SCIENCE. Saber localizar a informação. Maria do Rosário Outubro 2014. Literacia da informação

WEB OF SCIENCE. Saber localizar a informação. Maria do Rosário Outubro 2014. Literacia da informação 1 WEB OF SCIENCE Maria do Rosário Outubro 2014 Literacia da informação Saber localizar a informação No final, deverá ser capaz de 2 Identificar todas as bases de dados e índices que, compreendem a Web

Leia mais

Universidade do Minho. Serviços de Documentação. Guia do Utilizador. http://www.myendnoteweb.com

Universidade do Minho. Serviços de Documentação. Guia do Utilizador. http://www.myendnoteweb.com Universidade do Minho Serviços de Documentação http://www.myendnoteweb.com ÍNDICE 1. O EndNote Basic... 2 2. Acesso e Registo no EndNote Basic... 3 3. Página principal... 5 4. Minhas referências... 6 5.

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

COMPETÊNCIAS EM INFORMAÇÃO

COMPETÊNCIAS EM INFORMAÇÃO COMPETÊNCIAS EM INFORMAÇÃO WEB OF KNOWLEDGE Literacia da informação Maria do Rosário 02 de Maio de 2012 Saber localizar a informação No final, deverá ser capaz de Identificar as bases de dados que compõem

Leia mais

Tutorial AtoZ Pesquisa de Artigos

Tutorial AtoZ Pesquisa de Artigos Tutorial AtoZ Pesquisa de Artigos A Lista A a Z permite listar alfabeticamente e agrupar, num mesmo recurso, todas as publicações periódicas existentes nas várias editoras/ recursos da B-On, nas bases

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

ROUPA DE TRABALHO VOLVO, ENCOMENDAR NO PORTAL WEB

ROUPA DE TRABALHO VOLVO, ENCOMENDAR NO PORTAL WEB ROUPA DE TRABALHO VOLVO, ENCOMENDAR NO PORTAL WEB COMO ENCOMENDAR Antes de começar a encomendar... página 2 6 Criar uma encomenda... página 7 22 2015-02-18 ANTES DE COMEÇAR A ENCOMENDAR Esta aplicação

Leia mais

Ajuda: Pesquisa Web na base de dados Digitarq

Ajuda: Pesquisa Web na base de dados Digitarq Ajuda: Pesquisa Web na base de dados Digitarq A pesquisa Web nos oferece duas principais possibilidades, a saber: 1) Pesquisa simples e 2) Pesquisa avançada 1) Pesquisa simples O interface da pesquisa

Leia mais

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador Internet Update de PaintManager TM Manual de registo do utilizador ÍNDICE O que é o registo CTS? 3 Como é realizado o pedido de registo? 3 Opção 1: Se o número de registo CTS for conhecido 3 Passo 1: 3

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

BIBLIOTECA ANACOM MANUAL DO UTILIZADOR

BIBLIOTECA ANACOM MANUAL DO UTILIZADOR BIBLIOTECA ANACOM MANUAL DO UTILIZADOR ÍNDICE Biblioteca ANACOM - Manual do utilizador... 2 Página de entrada... 3 Barra de menus da Biblioteca ANACOM... 3 Tipos de pesquisa... 3 Pesquisa simples... 3

Leia mais

TUTORIAL - BIOLOGICAL ABSTRACT

TUTORIAL - BIOLOGICAL ABSTRACT TUTORIAL - BIOLOGICAL ABSTRACT Josefina A. S. Guedes Bibliotecária CRB 9-870 jguedes@ufpr.br SISTEMA DE BIBLIOTECAS SiBi/UFPR Biblioteca de Ciências Biológicas 2013 1 CONTEÚDO 2 APRESENTAÇÃO Este tutorial

Leia mais

MÓDULO I. O que é o EndNote? Funcionalidades do EndNote. Como instalar o EndNote? Como criar uma nova Biblioteca? Como inserir registos?

MÓDULO I. O que é o EndNote? Funcionalidades do EndNote. Como instalar o EndNote? Como criar uma nova Biblioteca? Como inserir registos? ENDNOTE MÓDULO I O que é o EndNote? Funcionalidades do EndNote Como instalar o EndNote? Como criar uma nova Biblioteca? Como inserir registos? MÓDULO II Como exportar registos? Como importar registos MÓDULO

Leia mais

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BPstat manual do utilizador Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

[GESTÃO DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COM O ENDNOTE]

[GESTÃO DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COM O ENDNOTE] 2015 FEP Centro de Documentação, Informação e Arquivo (CDIA) [GESTÃO DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COM O ENDNOTE] Documento de apoio na utilização do Endnote. ÍNDICE ÍNDICE... 1 BREVE INTRODUÇÃO... 2 O

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Elaborado por: Amélia Janeiro e Ana Cosmelli SDUL 2008 Índice Apresentação... 3 1. Gestão de leitores... 5 1.1 Pesquisa de leitores...

Leia mais

Manual do utilizador. Aplicação de agente

Manual do utilizador. Aplicação de agente Manual do utilizador Aplicação de agente Versão 8.0 - Otubro 2010 Aviso legal: A Alcatel, a Lucent, a Alcatel-Lucent e o logótipo Alcatel-Lucent são marcas comerciais da Alcatel-Lucent. Todas as outras

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8 2 ÍNDICE Acesso para agências...3 Organização por pastas...4 Download das facturas a partir do site...5 Pesquisa de facturas...8 Configurar notificações por email...11 3 Bem-vindo ao manual de uso do novo

Leia mais

Biblioteca Walter Wey. Bases de Dados. Manual de Pesquisa. Versão 1.1

Biblioteca Walter Wey. Bases de Dados. Manual de Pesquisa. Versão 1.1 Biblioteca Walter Wey Bases de Dados Manual de Pesquisa Versão 1.1 2010 Pesquisando no IAH A busca é executada a partir de um formulário onde o usuário monta sua "expressão de pesquisa", combinando palavras,

Leia mais

QNAP Surveillance Client para MAC

QNAP Surveillance Client para MAC QNAP Surveillance Client para MAC Chapter 1. Instalar o QNAP Surveillance Client 1. Clique duas vezes em "QNAP Surveillance Client V1.0.1 Build 5411.dmg". Após alguns segundos, é exibida a seguinte imagem.

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

ENVIAR, IMPRIMIR E GUARDAR

ENVIAR, IMPRIMIR E GUARDAR ENVIAR, IMPRIMIR E GUARDAR JusNet permite enviar um documento directamente da base de dados, imprimir, guardar e copiar. 1. Enviar um documento Um documento pode ser enviado directamente da base de dados

Leia mais

3.2 Inserindo Referências Manualmente 16-17

3.2 Inserindo Referências Manualmente 16-17 TUTORIAL 1 EndNote Web www..myendnoteweb..com Biiblliioteca de Ciiênciias da Saúde Sede Biiblliiotecáriia: Liilliia Mariia Biitar Neves 2010 SIBI/UFPR SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 3 2 1 REGISTRO PARA ACESSO 4-7

Leia mais

Esta opção permite pesquisar o conteúdo integral (full text) de todos os títulos disponíveis.

Esta opção permite pesquisar o conteúdo integral (full text) de todos os títulos disponíveis. Colégio de S. Jerónimo - Largo D. Dinis Apartado 3087 300-995 Coimbra http://www.ces.uc.pt/biblioteca http://www.ces.uc.pt PESQUISAR NA JSTOR O pacote Arts & Sciences III da JSTOR (Journal Storage) está

Leia mais

T U T O R I A I S WEB OF SCIENCE TUTORIAL. Biblioteca da Escola de Engenharia da UFRGS. WEB OF SCIENCE - Tutorial

T U T O R I A I S WEB OF SCIENCE TUTORIAL. Biblioteca da Escola de Engenharia da UFRGS. WEB OF SCIENCE - Tutorial T U T O R I A I S WEB OF SCIENCE TUTORIAL Biblioteca da Escola de Engenharia da UFRGS WEB OF SCIENCE - Tutorial O que é? O Web of Science é uma base de dados que disponibiliza acesso a mais de 9.200 títulos

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

18-10-2009. Microsoft Office 2007 Processador de texto. UFCD 3772 Informática na óptica do utilizador fundamentos. Formadora: Sónia Rodrigues

18-10-2009. Microsoft Office 2007 Processador de texto. UFCD 3772 Informática na óptica do utilizador fundamentos. Formadora: Sónia Rodrigues Objectivos da UFCD: Utilizar um processador de texto. Pesquisar informação na. Utilizar uma aplicação de correio electrónico. UFCD 3772 Informática na óptica do utilizador fundamentos Duração: 25 Horas

Leia mais

Fichas de Apoio/Trabalho

Fichas de Apoio/Trabalho 1 Hot Potatoes é um programa que contém um pacote de seis ferramentas ou programas de autor, desenvolvido pelo Grupo de Pesquisa e Desenvolvimento do Centro de Informática da Universidade de Victoria,

Leia mais

Manual do Nero ControlCenter

Manual do Nero ControlCenter Manual do Nero ControlCenter Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ControlCenter e todo o seu conteúdo estão protegidos pelos direitos de autor e são propriedade da Nero

Leia mais

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com Manual Gestix Guia do Utilizador Gestix.com Copyright Este documento é Copyright 2008 Westix TI Lda. Todos os direitos reservados. Todas as marcas registadas referidas neste Manual são propriedade dos

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

Manual de Access 2007

Manual de Access 2007 Manual de Access 2007 Índice Introdução... 4 Melhor que um conjunto de listas... 5 Amizades com relações... 6 A Estrutura de uma Base de Dados... 8 Ambiente do Microsoft Access 2007... 9 Separadores do

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

PESQUISAR NA JSTOR: http://www.jstor.org/

PESQUISAR NA JSTOR: http://www.jstor.org/ Colégio de S. Jerónimo - Largo D. Dinis Apartado 3087 300-995 Coimbra http://www.ces.uc.pt/biblioteca http://www.ces.uc.pt PESQUISAR NA JSTOR: http://www.jstor.org/ Acesso via VPN (Virtual Private Network)

Leia mais

Pesquisa cruzada em múltiplas fontes e formatos (mesmo imagem) a partir duma única caixa nas colecções sem paralelo.

Pesquisa cruzada em múltiplas fontes e formatos (mesmo imagem) a partir duma única caixa nas colecções sem paralelo. Ainda melhores ferramentas para procurar, encontrar, usar e partilhar informação A nova plataforma ProQuest foi criada por si. A ProQuest trabalhou com centenas de profissionais de informação e utilizadores

Leia mais

4.1. TRABALHAR COM O CALENDÁRIO

4.1. TRABALHAR COM O CALENDÁRIO Calendário 2Calendário 14 INTRODUÇÃO O Calendário é uma grande ferramenta do Outlook que se pode usar como livro de reuniões para escalonar eventos, aperceber-se de datas importantes e gerir a lista de

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

Guia rápido do utilizador

Guia rápido do utilizador Guia rápido do utilizador Índice Relatório de roubo 3 Criar um novo relatório de roubo 4 Fornecer detalhes do relatório de roubo Secção 1. Especificar o computador 5 Fornecer detalhes do relatório de roubo

Leia mais

1.1. Clique no botão Iniciar, seleccione Todos os programas, Microsoft Office e no submenu aberto escolha o programa Microsoft FrontPage.

1.1. Clique no botão Iniciar, seleccione Todos os programas, Microsoft Office e no submenu aberto escolha o programa Microsoft FrontPage. Objectivos: Identificar os elementos do Ambiente de trabalho do Microsoft FrontPage Criar um website Fechar um website Abrir um website Modos de visualização de um website Criar, eliminar, abrir e fechar

Leia mais

A plataforma LiveWell

A plataforma LiveWell A plataforma LiveWell Módulo 0 A plataforma LiveWell http://www.livewell-community.eu/ Project Number: 527943-LLP-1-2012-1-PT-GRUNDTVIG-GMP Índex Módulo 0 Secção 1: Familiarizar-se com a plataforma Módulo

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente Gráfico Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e que comunique com o exterior. Actualmente o Windows é

Leia mais

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/ Crie uma pasta (0) no ambiente de trabalho com o seu nome. Inicie o Internet Explorer através do: W O R K S H O P Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Leia mais

Gestão de Estágios e Projectos de Investigação Manual de Utilizador - Aluno

Gestão de Estágios e Projectos de Investigação Manual de Utilizador - Aluno Gestão de Estágios e Projectos de Investigação Manual de Utilizador - Aluno GESTÃO DE ESTÁGIOS E PROJECTOS DE INVESTIGAÇÃO MANUAL DE UTILIZADOR - ALUNO Passaremos a demonstrar quais os passos a dar para

Leia mais

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados.

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados. O QUE É O ACCESS? É um sistema gestor de base de dados relacional. É um programa que permite a criação de Sistemas Gestores de Informação sofisticados sem conhecer linguagem de programação. SISTEMA DE

Leia mais

INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS Curso Educação e Formação de Adultos Nível Básico. Access 2003

INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS Curso Educação e Formação de Adultos Nível Básico. Access 2003 Curso Educação e Formação de Adultos Nível Básico Access 2003 28/07/2009 [Manual de Microsoft Access.] FICHA TÉCNICA DESIGNAÇÃO DA COLECTÂNEA Manual de Microsoft Access AUTOR Carlos Serranheira DESTINATÁRIOS

Leia mais

Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL. Fevereiro/2002 - Portalegre

Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL. Fevereiro/2002 - Portalegre Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL Fevereiro/2002 - Portalegre Introdução A necessidade de efectuar cálculos complexos de uma forma mais rápida e fiável,

Leia mais

Calculadora Virtual HP Prime

Calculadora Virtual HP Prime Calculadora Virtual HP Prime Número de peça HP: NW280-3002 Edição 2, fevereiro de 2014 Avisos Legais Este manual e os exemplos nele incluídos são fornecidos "tal como estão" e estão sujeitos a alteração

Leia mais

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual de Utilização Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM Novembro de 2014 SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual

Leia mais

OBJECTIVO Primeiros passos no processamento de texto

OBJECTIVO Primeiros passos no processamento de texto FICHA 0 OBJECTIVO Primeiros passos no processamento de texto Antes de começar a elaborar documentos com o Word é necessário que saiba o essencial sobre o funcionamento deste processador de texto. Não menos

Leia mais

Criação de web sites com o Microsoft Frontpage

Criação de web sites com o Microsoft Frontpage Criação de web sites com o Microsoft Frontpage Fernando Ferreira 1. Iniciação do Frontpage Porquê criar páginas web? A World Wide Web é a melhor forma das pessoas comunicarem umas com as outras. É Nos

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Noções Básicas de Informática Componentes de hardware Monitor : permite visualizar informação na forma de imagem ou vídeo; todo o trabalho desenvolvido com o computador pode ser

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

Instruções de acesso à Base Hermes

Instruções de acesso à Base Hermes Instruções de acesso à Base Hermes Inscreva nas caixinhas respectivas as credenciais de acesso à Base Hermes que lhe foram enviadas por email aquando da activação da sua subscrição e clique em Entrar.

Leia mais

http://www.uarte.mct.pt

http://www.uarte.mct.pt ws-ftp 1 sobre o programa...... pag.. 2 descarregar o programa a partir do site da uarte... pag.. 3 instalar o programa...... pag.. 4 a 6 iniciar o programa...... pag.. 7 interface dpo programa... pag..

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.4 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2 2. REQUISITOS DO SISTEMA 3 3. CONTROLOS GERAIS DO WINDOWS 4 3.1 ESTRUTURA HIERÁRQUICA 4 3.2 CONTROLO DE DATA 5 4. INÍCIO DA UTILIZAÇÃO 8 5. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE UTILIZADOR Aplicativo: Análise do Estudo da Lição da Escola Sabatina. 0. INTRODUÇÃO... 2 1. ARRANQUE DO APLICATIVO... 2 1.1. Início...

MANUAL DE UTILIZADOR Aplicativo: Análise do Estudo da Lição da Escola Sabatina. 0. INTRODUÇÃO... 2 1. ARRANQUE DO APLICATIVO... 2 1.1. Início... Índice 0. INTRODUÇÃO... 2 1. ARRANQUE DO APLICATIVO... 2 1.1. Início... 2 1.2. Perguntas de segurança... 2 2. FORMULÁRIO PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1. Caixa de Texto: Nome da Igreja... 4 2.2. Botão:

Leia mais

Manual de utilizador CRM

Manual de utilizador CRM Manual de utilizador CRM Formulário de Login Personalizado de acordo com a sua empresa mantendo a sua imagem corporativa. Utilizador: Admin Password: 123 1 Formulário Principal Este formulário está dividido

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

Manual de Utilizador Carregamento e Processamento de Ficheiros via Internet Banking. Português - V1

Manual de Utilizador Carregamento e Processamento de Ficheiros via Internet Banking. Português - V1 Manual de Utilizador Carregamento e Processamento de Ficheiros via Internet Banking Português - Índice Introdução... 2 Capitulo I... 3 1.1 Localização da funcionalidade... 3 1.2 Tipo de Ficheiros... 3

Leia mais

Instruções de acesso à Base Atneia

Instruções de acesso à Base Atneia Instruções de acesso à Base Atneia Inscreva nas caixinhas respectivas as credenciais de acesso à Base Atneia que lhe foram enviadas por email aquando da activação da sua subscrição e clique em Entrar.

Leia mais

Guia de Utilização. A consulta dos e-books não exige a instalação de nenhum programa específico.

Guia de Utilização. A consulta dos e-books não exige a instalação de nenhum programa específico. Guia de Utilização Acompanhando a tendência actual para o acesso rápido a conteúdos informativos via Web e atendendo às solicitações dos clientes internos e externos do Centro de Recursos em Conhecimento/Mediateca

Leia mais

RIQASNet. Instruções de utilização. Introdução. Registo para o RIQASNet

RIQASNet. Instruções de utilização. Introdução. Registo para o RIQASNet RIQASNet Instruções de utilização Introdução O RIQASNet é um sistema de entrada de dados utilizando a internet que permite aos utilizadores enviarem os resultados e alterações de método para o RIQAS, e

Leia mais

Tutorial: Do YouTube para o PowerPoint

Tutorial: Do YouTube para o PowerPoint Autor: João Pina aragaopina@gmail.com 01-03-2010 OBJECTIVOS No final deste tutorial será capaz de: A. Retirar vídeos do YouTube; B. Converter os vídeos num formato passível de ser integrado em PowerPoint;

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto

MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto V1.00 UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA Outubro 30, 2004 www.imsi.pt Código #MOaR01 EMPRESA Código Documento MOAR01 Sobre a utilização do programa de assistência remota Versão Elaborado

Leia mais

Guia Rápido. Versão 9.0. Mover a perícia - não as pessoas

Guia Rápido. Versão 9.0. Mover a perícia - não as pessoas Guia Rápido Versão 9.0 Mover a perícia - não as pessoas Copyright 2006 Danware Data A/S. Partes utilizadas sob licença de terceiros. Todos os direitos reservados. Revisão do documento: 2006080 Por favor,

Leia mais

Referências de tarefas de comunicação do Sametime

Referências de tarefas de comunicação do Sametime Referências de tarefas de comunicação do Sametime ii Referências de tarefas de comunicação do Sametime Índice Referências de tarefas de comunicação do Sametime............ 1 iii iv Referências de tarefas

Leia mais

www.scopus.com Guia do Usuário

www.scopus.com Guia do Usuário www.scopus.com Guia do Usuário O Scopus é a maior base de dados de resumos e citações de literatura científica revisada por pares e de fontes web de qualidade, que integra ferramentas inteligentes para

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales

MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 3 - MANUAL DO UTILIZADOR Diogo Mateus 3.1. REQUISITOS MÍNIMOS * Computador Pessoal com os seguintes Programas * Microsoft Windows 95 * Microsoft Access 97 A InfoMusa

Leia mais

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Leaseplan Portugal Bertrand Gossieaux SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Page2 INDICE 1. LOGIN, ESTRUTURA E SAÍDA DO SIM... 3 a) Login... 3 b) Estrutura principal... 4 c) Saída da

Leia mais

GERENCIADOR BIBLIOGRÁFICO: ENDNOTE BASIC

GERENCIADOR BIBLIOGRÁFICO: ENDNOTE BASIC GERENCIADOR BIBLIOGRÁFICO: ENDNOTE BASIC junho de 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. Gerenciador Bibliográfico 2 Gerenciadores bibliográficos

Leia mais

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS...

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS... Índice 1 INTRODUÇÃO...2 1.1 JANELA ÚNICA DE ENTIDADES...3 1.2 PERMISSÕES POR UTILIZADOR...4 1.3 RESTRIÇÕES À VISUALIZAÇÃO/MANIPULAÇÃO...6 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 2.1 CRITÉRIOS DE PESQUISA...8 2.2 LISTA

Leia mais

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora)

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora) ACÇÃO 4.2.2 REDES TEMÁTICAS DE INFORMAÇÃO E DIVULGAÇÃO GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora) União Europeia FEADER PRODER 1 INSTRUÇÕES PARA UMA CORRECTA

Leia mais

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador.

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. WINDOWS O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. Um computador que tenha o Windows instalado, quando arranca, entra directamente

Leia mais

Relatório SHST - 2003

Relatório SHST - 2003 Relatório da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Relatório SHST - 2003 Programa de Validação e Encriptação Manual de Operação Versão 1.1 DEEP Departamento de Estudos, Estatística

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

Equipa PTE. Janeiro 2012

Equipa PTE. Janeiro 2012 Janeiro 2012 Equipa PTE Índice Introdução... 3 Registo Online... 3 Instalação... 6 Dropbox Online... 9 Separador Files (Ficheiros)... 10 Restaurar arquivos... 11 Recuperar arquivos... 11 Separador "Events"...

Leia mais

Microsoft Windows: # 1

Microsoft Windows: # 1 Microsoft Windows Microsoft Windows: # 1 Ambiente de trabalho Microsoft Windows: # 2 Botão Iniciar I Lado Esquerdo Para guardar atalhos para as aplicações mais genéricas (Internet, E-mail) e para aquelas

Leia mais

ESCOLA EB2,3/S Dr. ISIDORO DE SOUSA

ESCOLA EB2,3/S Dr. ISIDORO DE SOUSA ESCOLA EB2,3/S Dr. ISIDORO DE SOUSA Passos para Ligar 1. Verificar se o projector de Vídeo está ligado à corrente tomada do lado esquerdo do quadro, junto à porta, caso não esteja ligue a ficha tripla

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 Novembro.2010 Índice I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 III. COMO INSERIR MATERIAL PEDAGÓGICO (ANEXAR FICHEIROS) 1 IV. CRIAR UM GLOSSÁRIO 5 V.

Leia mais

Pesquisa e organização de informação

Pesquisa e organização de informação Pesquisa e organização de informação Capítulo 3 A capacidade e a variedade de dispositivos de armazenamento que qualquer computador atual possui, tornam a pesquisa de informação um desafio cada vez maior

Leia mais

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Objectivos: Criar uma base de dados vazia. O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access Criar uma base dados vazia O Access é um Sistema de Gestão de Bases

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica;

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica; Mapas Destinado especialmente aos Utilizadores do GEOPORTAL, nele são descritas e explicadas as diferentes funcionalidades existentes no FrontOffice (GEOPORTAL). O GEOPORTAL é baseado em tecnologia Web,

Leia mais

SAFT para siscom. Manual do Utilizador. Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01. Data criação: 21.12.2007

SAFT para siscom. Manual do Utilizador. Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01. Data criação: 21.12.2007 Manual do Utilizador SAFT para siscom Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01 Data criação: 21.12.2007 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf. +351 289 899 620 Fax. +351 289 899 629

Leia mais

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares Folha de cálculo Excel Agrupamento de Escolas de Amares Índice 1. Funcionalidades básicas... 3 1.1. Iniciar o Excel... 3 1.2. Criar um livro novo... 3 1.3. Abrir um livro existente... 3 1.4. Inserir uma

Leia mais

ENDNOTE WEB QUICK REFERENCE GUIDE

ENDNOTE WEB QUICK REFERENCE GUIDE QUICK REFERENCE GUIDE ENDNOTE WEB Powered by THOMSON REUTERS Web of Knowledge SM O QUE É O ENDNOTE WEB? O EndNote Web é um programa de gestão de referências baseado na Web, concebido para otimizar o processo

Leia mais