Instruções de segurança VEGAWELL WL51/52.A********C/D* VEGAWELL WELL72.A*******- C/D*

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instruções de segurança VEGAWELL WL51/52.A********C/D* VEGAWELL WELL72.A*******- C/D*"

Transcrição

1 Instruções de segurança VEGAWELL WL51/52.A********C/D* VEGAWELL WELL72.A*******- C/D* NCC X Ex a IIC T6 Ga, Gb 0044 Document ID: 46341

2 Índce 1 Valdade Geral Dados técncos Proteção contra danos causados por eletrostátca Faíscas provocadas por pancadas e frcção Utlzação de um aparelho de proteção contra sobretensão Montagem/Instalação Resstênca ao produto Aterramento Montagem do tampão roscado Montagem da caxa de termnas... 7 A ser observado: As presentes nstruções de segurança são parte ntegrante dos seguntes manuas de nstruções: VEGAWELL ma VEGAWELL ma/hart - PT Quatro condutores VEGAWELL ma VEGAWELL ma/hart Certfcado NCC X 2 VEGAWELL WL51/52.A********C/D* VEGAWELL WELL72.A*******C/D*

3 1 Valdade Estas nstruções de segurança valem para o transmssor de pressão de montagem suspensa VEGAWELL 51, 52 e VEGAWELL 72 da sére WL51/52.A********C/D* e da sére WELL72.A*******- C/D* com módulo eletrônco WL50H montado ou WL50 de acordo com o certfcado de exame de tpo NCC X com a tercera complementação (número do certfcado na placa de característcas) e para todos os aparelhos com o número no nstrução de segurança (46341) na placa de característcas. 2 Geral O WL51/52.A********D* ou WELL72.A*******D* com módulo eletrônco WL50H montado e WL51/52.A********C* ou WELL72.A*******C* com módulo eletrônco WL50 montado destnam-se à medção de pressão e do nível de enchmento também em áreas com pergo de explosão. O WL51/52.A********D* ou WELL72.A*******D* com módulo eletrônco WL50H montado serve anda para a detecção da temperatura do processo através de uma medção de quatro condutores e PT 100. Os produtos meddos podem ser líqudos nflamáves, gases, névoas ou vapores. O WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* é aproprado para o uso em atmosfera explosva de todos os materas dos grupos IIA, IIB e IIC, para aplcações requeram nstrumentos da categora 1G ou 2G. Se o WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* for nstalado e utlzado em áreas com pergo de explosão, têm que ser observadas as dsposções geras de proteção da nstalação contra explosões da norma EN e as presentes nstruções de segurança. Têm que ser sempre observados o manual de nstruções, os respectvos regulamentos de nstalação e das normas para sstemas elétrcos váldos para a proteção contra explosão. A nstalação de sstemas com pergo de explosão tem sempre que ser efetuada por pessoal especalzado. Instrumentos da categora 1G O WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* é nstalado em áreas com pergo de explosão que requeram um nstrumento da categora 1G. Instrumentos da categora 2G O WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* é nstalado em áreas com pergo de explosão que requerem nstrumentos da categora 2G. 3 Dados técncos Dados elétrcos O WL51/52.A********D* e WELL72.A*******D* com módulo eletrônco WL50H montado e o WL51/52.A********C* ou WELL 72.A*******C* com módulo eletrônco WL50 montado possuem crcutos com segurança ntrínseca. A conexão desses crcutos ocorre dretamente através do cabo de lgação montado de forma fxa. VEGAWELL WL51/52.A********C/D* VEGAWELL WELL72.A*******C/D* 3

4 Modelo WL51/52.A********C*, WELL72.A*******C* Crcuto de almentação e snal (fos: marrom [+], azul [-] ou termnas 1 e 2) Na classe de proteção contra gnção Ex a IIC Para a conexão a um crcuto elétrco certfcado com segurança ntrínseca com característca lnear. Valores máxmos: U = 30 V I = 131 ma P = 983 mw L = 51 µh C = 2,4 nf fo/fo C = 1,5 nf fo/blndagem Somente modelo WL51/52.A********D*, WELL72.A*******D* Crcuto de almentação e snal (fos: marrom [+], azul [-] ou termnas 1 e 2) Para o cabo de lgação fxo devem ser levados em consderação, além dos valores C e L acma ctados, as ndutâncas L ' e condutâncas C ' apresentadas a segur: L ' = 0,6 µh/m C ' = 133 pf/m fo/fo C ' = 215 pf/m fo/blndagem Na classe de proteção contra gnção Ex a IIC Para a conexão a um crcuto elétrco certfcado com segurança ntrínseca com característca lnear. Valores máxmos: U = 30 V I = 131 ma P = 983 mw L = 51 µh C = 2,4 nf fo/fo C = 1,5 nf fo/blndagem Devem ser consderadas para o cabo de lgação fxo as ndutâncas L ' e capactâncas C ' apresentadas a segur: L ' = 0,6 µh/m C ' = 133 pf/m fo/fo C ' = 215 pf/m fo/blndagem 4 VEGAWELL WL51/52.A********C/D* VEGAWELL WELL72.A*******C/D*

5 Crcuto de medção de temperatura (fos: branco/amarelo, vermelho/schwarz ou termnas 3 6) Na classe de proteção contra gnção Ex a IIC Para a conexão em um crcuto elétrco, com segurança ntrínseca. Valores máxmos: U = 30 V P = 80 mw L e C rrsóros Devem ser consderadas para o cabo de lgação fxo as ndutâncas L ' e capactâncas C ' apresentadas a segur: L ' = 0,6 µh/m C ' = 188 pf/m fo/fo C ' = 555 pf/m fo/blndagem As peças metálcas do WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* são lgadas eletrcamente com a blndagem do cabo fxo. O crcuto de almentação e snal com segurança ntrínseca e o crcuto de medção de temperatura são separados galvancamente entre s. O crcuto de almentação e snal com segurança ntrínseca de componentes que possam ser aterrados apresentam uma separação galvânca segura. Em aplcações que requeram nstrumentos da categora 1G, o crcuto de almentação e snal (com segurança ntrínseca) tem que corresponder à categora a. Em aplcações que requeram nstrumentos da categora 1G, o WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* deve ser conectado preferencalmente a nstrumentos com crcutos separados galvancamente e com segurança ntrínseca. Em áreas com pergo de explosão, as blndagens do cabo e os termnas de aterramento têm que ser lgados à compeensação de potencal. Condções de utlzação Temperaturas ambente permtdas Na utlzação como nstrumento da catergora 1G Classe de temperatura T6 T5, T4, T3, T2, T1 Temperatura ambente admssível no sensor de medção com sstema eletrônco C C Em aplcações que requeram nstrumentos da catergora 1G, a pressão do processo dos produtos deve se encontrar entre 0,8 1,1 bar. Com as temperaturas ambentes admssíves ndcadas para o sensor com o sstema eletrônco, é atendda a norma EN , parágrafo As condções de utlzação sem mstura explosível devem ser consultadas nas especfcações do fabrcante, por exemplo, no manual de nstruções. Na utlzação como nstrumento da categora 2G, com caxa metálca Classe de temperatura T6 T5, T4, T3, T2, T1 Temperatura ambente admssível no sensor de medção com sstema eletrônco C C VEGAWELL WL51/52.A********C/D* VEGAWELL WELL72.A*******C/D* 5

6 Na utlzação como nstrumento da categora 2G, com caxa de plástco Classe de temperatura T6 T5, T4, T3, T2, T1 Temperatura ambente admssível no sensor de medção com sstema eletrônco C C As condções de utlzação sem mstura explosível devem ser consultadas nas especfcações do fabrcante, por exemplo, no manual de nstruções. 4 Proteção contra danos causados por eletrostátca No modelo do WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* com peças plástcas que possam ser carregadas com energa eletrostátca, como a caxa de plástco, caxa do transmssor de pressão revestda de plástco ou com cabo de lgação sem condução elétrca, uma placa alerta sobre as meddas de segurança a serem tomadas para evtar o pergo de cargas eletrostátcas. Atenção: peças plástcas! Pergo de carga eletrostátca! Evtar atrto Não lmpar a seco Não montar em áreas de fluxo de produtos não condutores 5 Faíscas provocadas por pancadas e frcção Os WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D*, em modelos nos quas é utlzado ttâno, devem ser nstalados de tal modo que não seja possível gerar faíscas resultantes de pancadas e frcção entre ttâno e aço (exceto aço noxdável, caso se possa exclur a presença de partículas de corrosão). 6 Utlzação de um aparelho de proteção contra sobretensão Na utlzação como nstrumento da categora 1G, deve ser conectado antes do WL51/52.A********- C/D*, WELL72.A*******C/D*, segundo a norma EN , um dspostvo adequado para a proteção contra sobretensão, como, por exemplo, um aparelho do tpo B62-36G da VEGA com certfcação (TÜV 07 ATEX ). 7 Montagem/Instalação O WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* deve ser nstalado de tal modo que possa ser elmnada com segurança sufcente a possbldade de pancadas na parede do reservatóro, levandose em consderação os anteparos e as condções de fluxo no reservatóro. Isso vale especalmente para comprmentos do cabo acma de 3 m. 8 Resstênca ao produto Os WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* só podem ser utlzados em produtos contra os quas as peças que entram em contato com o mesmo sejam sufcentemente resstentes. 9 Aterramento Os WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* têm que ser aterrados eletrostatcamente (resstênca de contato 1 MΩ), por exemplo, através da blndagem do cabo de lgação. As peças metál- 6 VEGAWELL WL51/52.A********C/D* VEGAWELL WELL72.A*******C/D*

7 cas do transmssor de pressão são lgadas eletrcamente à blndagem do cabo de lgação fxo. 10 Montagem do tampão roscado Os WL51/52.A********C/D*, WELL72.A*******C/D* na versão de montagem com tampão roscado como elemento de parede para separação de zonas que requeram um nstrumento da categora 1G, devem ser fxados de acordo com o manual de nstruções, de tal manera que fque assegurado o grau de proteção IP 67 no tampão roscado. 11 Montagem da caxa de termnas A caxa de termnas tem que ser aterrada através do termnal de aterramento nterno ou externo. Nas extremdades dos cabos conectadas na caxa de termnas devem sempre ser utlzados termnas totalmente solados. Encurtamento do cabo de lgação Se necessáro, o cabo de lgação fxo de WL51/52.A*GV/GK*****C/D* ou WELL72.A**GV/GK***- C/D* pode ser encurtado pelo própro propretáro do equpamento, que deve observar mprescndvelmente as respectvas nstruções do manual. A blndagem do cabo de lgação fxo deve ser conectada ao termnal de aterramento nterno. A blndagem deve ser devdamente solada. Na utlzação da caxa de termnas como elemento de parede separadora de zonas que requeram um nstrumento da categora 1G, deve fcar assegurado que o grau de proteção IP 67 do prensacabo do cabo de lgação do transmssor de pressão seja atngdo. Para sso, o prensa-cabo deve ser apertado na caxa de termnas. Cabo de lgação entre a caxa de termnas e as undades de avalação Se o WL51/52.A*GV/GK*****D* ou WELL72.A**GV/GK***D* com caxa de termnas for utlzado com um cabo de lgação entre a caxa de termnas e as undades de avalação dferente do fornecdo pela VEGA, é necessáro prestar atenção para que a solação de cada fo apresente uma espessura mínma de 0,25 mm e para que a tensão de solação entre os fos seja de pelo menos 500 V AC. VEGAWELL WL51/52.A********C/D* VEGAWELL WELL72.A*******C/D* 7

8 Prntng date: As nformações sobre o volume de fornecmento, o aplcatvo, a utlzação e condções operaconas correspondem aos conhecmentos dsponíves no momento da mpressão. Reservados os dretos de alteração VEGA Greshaber KG, Schltach/Germany 2013 VEGA Greshaber KG Am Hohensten Schltach Alemanha Telefone Fax E-mal:

Instruções de segurança VEGASWING 61/63.CI*****Z*

Instruções de segurança VEGASWING 61/63.CI*****Z* Instruções de segurança VEGASWING 61/63.CI*****Z* NCC 14.03221 X Ex a IIC T* Ga, Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 41515 Índce 1 Valdade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técncos... 4 4 Especfcações... 4 5 Proteção

Leia mais

Instruções de segurança SOLITRAC ST31.TX*D****(*)**

Instruções de segurança SOLITRAC ST31.TX*D****(*)** Instruções de segurança NCC 11.0389 Ex d [a Ma] I Mb 0044 Document ID: 43789 Índce 1 Valdade... 3 2 Geral... 3 2.2 Instrumento M2/EPL-Mb... 3 3 Dados técncos... 3 3.1 Dados elétrcos... 3 4 Condções de

Leia mais

Instruções de segurança VEGAPULS PS69(*).MC****HX*****(*)(*) PS69(*).MC****HZ*****(*)(*)

Instruções de segurança VEGAPULS PS69(*).MC****HX*****(*)(*) PS69(*).MC****HZ*****(*)(*) Instruções de segurança VEGAPULS PS69(*).MC****HX*****(*)(*) PS69(*).MC****HZ*****(*)(*) NCC 15.0175 X Ex a IIC T6 Ga, Ga/Gb, Gb Document ID: 50925 Índce 1 Valdade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técncos...

Leia mais

Instruções de segurança VEGAFLEX FX61/62/65/66/67.CI****H**** VEGAFLEX FX63.CI***H**** AEX-12064-X

Instruções de segurança VEGAFLEX FX61/62/65/66/67.CI****H**** VEGAFLEX FX63.CI***H**** AEX-12064-X Instruções de segurança VEGAFLEX FX61/62/65/66/67.CI****H**** VEGAFLEX FX63.CI***H**** AEX-12064-X BR-Ex ia IIC T6 0044 38674 Índice 1 Validade 3 2 Geral 3 2.1 Instrumentos da zona 0 3 2.2 Instrumentos

Leia mais

Instruções de segurança VEGAPULS PS66. CI****P/F****

Instruções de segurança VEGAPULS PS66. CI****P/F**** Instruções de segurança VEGAPULS PS66. CI****P/F**** TÜV 13.0533 X Ex ia IIC T* Ga * Ver tabela de temperatura 0044 Document ID: 43431 Índice 1 Validade... 4 2 Geral... 4 2.2 Instrumento EPL-Ga... 4 2.3

Leia mais

Instruções de segurança VEGADIF DF65.D******- Z/H/P/F*****

Instruções de segurança VEGADIF DF65.D******- Z/H/P/F***** Instruções de segurança VEGADIF DF65.D******- Z/H/P/F***** NCC 13.02323 X Ex d ia IIC T6...T1 Ga/Gb 0044 Document ID: 47487 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições de utilização...

Leia mais

Instruções de segurança VEGADIS DIS81.MEIA/V****

Instruções de segurança VEGADIS DIS81.MEIA/V**** Instruções de segurança VEGADIS DIS81.MEIA/V**** NCC 14.02856 Ex d IIC T6 Gb (-40 C Tamb +60 C) 0044 Document ID: 47913 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições de utilização...

Leia mais

SITRANS LVL200H.ME****A****

SITRANS LVL200H.ME****A**** Vibrating Switches SITRANS LVL200H.ME****A**** NCC 14.03368 X Ex d IIC T6 Ga/Gb, Gb Instruções de segurança 0044 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 Condições de utilização... 4

Leia mais

Instruções de segurança VEGACAL CL6*.DI***HD***

Instruções de segurança VEGACAL CL6*.DI***HD*** Instruções de segurança NCC 14.03234 X Ex d ia IIC T* Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 42731 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 Especificações... 5 5 Proteção contra danos causados

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas anexo à Portaria Inmetro nº. 179 de 18 de maio de 21 Certificate issued in according

Leia mais

Instruções de segurança VEGACAL CL6*.CI***H****

Instruções de segurança VEGACAL CL6*.CI***H**** Instruções de segurança VEGACAL CL6*.CI***H**** NCC 14.03232 X Ex ia IIC T* Ga, Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 42729 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 Especificações... 5 5 Proteção

Leia mais

Instruções de segurança VEGAWAVE WE6*.CI***Z****

Instruções de segurança VEGAWAVE WE6*.CI***Z**** Instruções de segurança NCC 14.03224 X Ex ia IIC T* Ga, Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 41517 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 Especificações... 4 5 Proteção contra danos causados

Leia mais

Instruções de montagem Montagem sobre telhado plano Colector plano FK240 Para sistemas térmicos de energia solar Junkers

Instruções de montagem Montagem sobre telhado plano Colector plano FK240 Para sistemas térmicos de energia solar Junkers Instruções de montagem Montagem sobre telhado plano Colector plano FK240 Para sstemas térmcos de energa solar Junkers 6 720 6 709 (04.0) RS Acerca destas nstruções A presente nstrução de montagem contem

Leia mais

Instrução MI 020-531 Janeiro de 2014

Instrução MI 020-531 Janeiro de 2014 Instrução MI 020-531 Janeiro de 2014 Modelo RTT30 Transmissor de temperatura I/A Series com protocolo Fieldbus HART ou FOUNDATION Informações sobre segurança Índice 1. RTT30, HART, ATEX/INMETRO II 1 G...

Leia mais

Instruções de segurança VEGADIS DIS82.MCX***** VEGADIS DIS82.MOX***** VEGADIS DIS82.MHX*****

Instruções de segurança VEGADIS DIS82.MCX***** VEGADIS DIS82.MOX***** VEGADIS DIS82.MHX***** Instruções de segurança VEGADIS DIS82.MCX***** VEGADIS DIS82.MOX***** VEGADIS DIS82.MHX***** NCC 15.0281 X Ex ia IIC T6 T1 Ga Ex ia IIC T6 T1 Gb 0044 Document ID: 51537 Índice 1 Validade... 3 2 Geral...

Leia mais

NOTA II TABELAS E GRÁFICOS

NOTA II TABELAS E GRÁFICOS Depto de Físca/UFMG Laboratóro de Fundamentos de Físca NOTA II TABELAS E GRÁFICOS II.1 - TABELAS A manera mas adequada na apresentação de uma sére de meddas de um certo epermento é através de tabelas.

Leia mais

Instruções de instalação sobre telhado do colector plano FKT-1 para sistemas de aquecimento por energia solar Junkers

Instruções de instalação sobre telhado do colector plano FKT-1 para sistemas de aquecimento por energia solar Junkers Instruções de nstalação sobre telhado do colector plano FKT- para sstemas de aquecmento por energa solar Junkers 60966.0-.SD 6 70 6 58 PT (006/0) SD Índce Generaldades..............................................

Leia mais

Montagem sobre o telhado. Colectores planos FK240. Para sistemas térmicos de energia solar Vulcano 6 720 612 250 PT (05.04) RS

Montagem sobre o telhado. Colectores planos FK240. Para sistemas térmicos de energia solar Vulcano 6 720 612 250 PT (05.04) RS Montagem sobre o telhado Colectores planos FK240 Para sstemas térmcos de energa solar Vulcano 6 720 62 250 PT (05.04) RS Acerca destas nstruções As presentes nstruções de montagem contêm nformações mportantes

Leia mais

Informação de produto. Transmissor de pressão do processo VEGABAR 14, 17

Informação de produto. Transmissor de pressão do processo VEGABAR 14, 17 Informação de produto Transmissor de pressão do processo VEGABAR 4, 7 Índice Índice Princípio de medição...................................................................................... Vista sinóptica

Leia mais

1 a Lei de Kirchhoff ou Lei dos Nós: Num nó, a soma das intensidades de correntes que chegam é igual à soma das intensidades de correntes que saem.

1 a Lei de Kirchhoff ou Lei dos Nós: Num nó, a soma das intensidades de correntes que chegam é igual à soma das intensidades de correntes que saem. Les de Krchhoff Até aqu você aprendeu técncas para resolver crcutos não muto complexos. Bascamente todos os métodos foram baseados na 1 a Le de Ohm. Agora você va aprender as Les de Krchhoff. As Les de

Leia mais

Instruções de segurança VEGAPULS PS62.CI****- D/H****

Instruções de segurança VEGAPULS PS62.CI****- D/H**** Instruções de segurança VEGAPULS PS62.CI****- D/H**** NCC 14.03230 X Ex ia IIC T6 T1 Ga, Ga/Gb, Gb * Ver tabela de temperatura 0044 Document ID: 39554 Índice 1 Validade... 4 2 Geral... 4 3 Dados técnicos...

Leia mais

FKC-1. Instruções de instalação. Colectores planos Instalação sobre telhado. para sistemas térmicos de energia solar Vulcano

FKC-1. Instruções de instalação. Colectores planos Instalação sobre telhado. para sistemas térmicos de energia solar Vulcano Instruções de nstalação Colectores planos Instalação sobre telhado FKC- para sstemas térmcos de energa solar Vulcano 6 70 6 586 (006/0) SD Índce Generaldades..............................................

Leia mais

Instruções de montagem Montagem sobre telhado plano e fachada Colector plano FKT-1 para sistemas de aquecimento por energia solar Junkers

Instruções de montagem Montagem sobre telhado plano e fachada Colector plano FKT-1 para sistemas de aquecimento por energia solar Junkers Instruções de montagem Montagem sobre telhado plano e fachada Colector plano FKT- para sstemas de aquecmento por energa solar Junkers 63043970.0-.SD 6 70 6 583 (006/04) SD Índce Generaldades..............................................

Leia mais

Transformadores de baixa tensão

Transformadores de baixa tensão de dstrbução Transformadores de baxa tensão Referênca em transformadores a seco. Potêncas até 3 MVA - Classes de tensão até 1,2 kv PM102267 Make the most of your energy Os transformadores a seco de baxa

Leia mais

Aquecedores de água a gás

Aquecedores de água a gás Manual de nstalação e uso Aquecedores de água a gás GWH 350 COB GLP.. GWH 350 COB GN.. BR (06.11) SM Índce Índce Indcações de segurança 3 Explcação da smbologa 3 5 Afnações 14 5.1 Afnação do aparelho 14

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas anexo à Portaria Inmetro nº. 79 de 8 de maio de 200 Certificate issued in according

Leia mais

Aula 7: Circuitos. Curso de Física Geral III F-328 1º semestre, 2014

Aula 7: Circuitos. Curso de Física Geral III F-328 1º semestre, 2014 Aula 7: Crcutos Curso de Físca Geral III F-38 º semestre, 04 Ponto essencal Para resolver um crcuto de corrente contínua, é precso entender se as cargas estão ganhando ou perdendo energa potencal elétrca

Leia mais

Experiência V (aulas 08 e 09) Curvas características

Experiência V (aulas 08 e 09) Curvas características Experênca (aulas 08 e 09) Curvas característcas 1. Objetvos 2. Introdução 3. Procedmento expermental 4. Análse de dados 5. Referêncas 1. Objetvos Como no expermento anteror, remos estudar a adequação de

Leia mais

Manual de instruções Módulo eletrônico VEGAMIP Série 60 - Unidade emissora VEGAMIP Série 60 - Unidade receptora. Document ID: 37349

Manual de instruções Módulo eletrônico VEGAMIP Série 60 - Unidade emissora VEGAMIP Série 60 - Unidade receptora. Document ID: 37349 Manual de instruções Módulo eletrônico VEGAMIP Série 60 - Unidade emissora VEGAMIP Série 60 - Unidade receptora Document ID: 37349 Índice Índice 1 Sobre o presente documento 1.1 Função..................................

Leia mais

Guia de montagem. Ventilação externa. para VEGABAR. Document ID: 35621

Guia de montagem. Ventilação externa. para VEGABAR. Document ID: 35621 Guia de montagem Ventilação externa para VEGABAR Document ID: 35621 Índice Índice 1 Para sua segurança 1.1 Pessoal autorizado... 3 1.2 Utilização conforme a finalidade... 3 1.3 Instruções gerais de segurança...

Leia mais

Física. Setor A. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 25 (pág. 86) AD TM TC. Aula 26 (pág. 86) AD TM TC. Aula 27 (pág.

Física. Setor A. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 25 (pág. 86) AD TM TC. Aula 26 (pág. 86) AD TM TC. Aula 27 (pág. Físca Setor Prof.: Índce-controle de studo ula 25 (pág. 86) D TM TC ula 26 (pág. 86) D TM TC ula 27 (pág. 87) D TM TC ula 28 (pág. 87) D TM TC ula 29 (pág. 90) D TM TC ula 30 (pág. 90) D TM TC ula 31 (pág.

Leia mais

Dados técnicos. Polaridade de saída Intervalo seguro de comutação s a 0... 7 mm Dados característicos Condições de montagem B. 5 mm C.

Dados técnicos. Polaridade de saída Intervalo seguro de comutação s a 0... 7 mm Dados característicos Condições de montagem B. 5 mm C. 0102 Designação para encomenda Características 10 mm não nivelado forma plana Entalhe de montagem para agrupador de cabos Dados técnicos Dados gerais Função do elemento de comutação Contacto de trabalho

Leia mais

Instruções MI 018-429 Julho de 2014. Conversor de sinais de corrente para Pneumático E69F e Posicionador eletropneumático E69P

Instruções MI 018-429 Julho de 2014. Conversor de sinais de corrente para Pneumático E69F e Posicionador eletropneumático E69P Instruções MI 018-429 Julho de 2014 Conversor de sinais de corrente para Pneumático E69F e Posicionador eletropneumático E69P Informações de segurança Introdução O Conversor de sinal de corrente para

Leia mais

Instruções complementares Conector Amphenol-Tuchel

Instruções complementares Conector Amphenol-Tuchel Instruções complementares Conector Amphenol-Tuchel para sensores de nível-limite Document ID: 079 Índice Índice Para a sua segurança. Utilização conforme a finalidade................. Instruções gerais

Leia mais

Associação de resistores em série

Associação de resistores em série Assocação de resstores em sére Fg.... Na Fg.. está representada uma assocação de resstores. Chamemos de I, B, C e D. as correntes que, num mesmo nstante, passam, respectvamente pelos pontos A, B, C e D.

Leia mais

Roteiro-Relatório da Experiência N o 4 CARACTERÍSTICAS DO TRANSISTOR BIPOLAR

Roteiro-Relatório da Experiência N o 4 CARACTERÍSTICAS DO TRANSISTOR BIPOLAR PROF.: Joaqum Rangel Codeço Rotero-Relatóro da Experênca N o 4 CARACTERÍSTICAS DO TRANSISTOR BIPOLAR 1. COMPONENTES DA EQUIPE: ALUNOS 1 2 NOTA Prof.: Joaqum Rangel Codeço Data: / / : hs 2. OBJETIVOS: 2.1.

Leia mais

Prof. Antônio Carlos Fontes dos Santos. Aula 1: Divisores de tensão e Resistência interna de uma fonte de tensão

Prof. Antônio Carlos Fontes dos Santos. Aula 1: Divisores de tensão e Resistência interna de uma fonte de tensão IF-UFRJ Elementos de Eletrônca Analógca Prof. Antôno Carlos Fontes dos Santos FIW362 Mestrado Profssonal em Ensno de Físca Aula 1: Dvsores de tensão e Resstênca nterna de uma fonte de tensão Este materal

Leia mais

Aquecedores de água a gás

Aquecedores de água a gás Manual de nstalação e uso Aquecedores de água a gás GWH 420 CODB GLP.. GWH 420 CODB GN.. BR (06.11) SM Índce Índce Indcações de segurança 3 Explcação da smbologa 3 5 Afnações 14 5.1 Afnação do aparelho

Leia mais

Manual de instalação e uso Aquecedores de água a gás GWH 420 CODH GLP.. GWH 420 CODH GN.. 6 720 608 372 BR (06.11) SM

Manual de instalação e uso Aquecedores de água a gás GWH 420 CODH GLP.. GWH 420 CODH GN.. 6 720 608 372 BR (06.11) SM Manual de nstalação e uso Aquecedores de água a gás GWH 420 CODH GLP.. GWH 420 CODH GN.. BR (06.11) SM Índce Índce Indcações de segurança 3 Explcação da smbologa 3 5 Afnações 14 5.1 Afnação do aparelho

Leia mais

Expressão da Incerteza de Medição para a Grandeza Energia Elétrica

Expressão da Incerteza de Medição para a Grandeza Energia Elétrica 1 a 5 de Agosto de 006 Belo Horzonte - MG Expressão da ncerteza de Medção para a Grandeza Energa Elétrca Eng. Carlos Alberto Montero Letão CEMG Dstrbução S.A caletao@cemg.com.br Eng. Sérgo Antôno dos Santos

Leia mais

Esta aula: Conceitos fundamentais: bipolos, tensão e corrente Geradores de tensão e de corrente Convenções Transferência de energia Resistores

Esta aula: Conceitos fundamentais: bipolos, tensão e corrente Geradores de tensão e de corrente Convenções Transferência de energia Resistores Esta aula: Concetos fundamentas: bpolos, tensão e corrente Geradores de tensão e de corrente Conenções Transferênca de energa Resstores TEORA DE CRCUTOS Crcuto elétrco: Coleção de dspostos elétrcos conectados

Leia mais

Nesse circuito, os dados indicam que a diferença de potencial entre os pontos X e Y, em volts, é a) 3,3 c) 10 e) 18 b) 6,0 d) 12.

Nesse circuito, os dados indicam que a diferença de potencial entre os pontos X e Y, em volts, é a) 3,3 c) 10 e) 18 b) 6,0 d) 12. Aprmorando os Conhecmentos de Eletrcdade Lsta 7 Assocação de esstores Prof.: Célo Normando. (UNIFO-97) O resstor, que tem a curva característca representada no gráfco abao, é componente do crcuto representado

Leia mais

Instruções de segurança VEGAPULS PS61.D****D/H/K/ L/P/F/G/M/B/I****

Instruções de segurança VEGAPULS PS61.D****D/H/K/ L/P/F/G/M/B/I**** Instruções de segurança VEGAPULS PS61.D****D/H/K/ L/P/F/G/M/B/I**** NCC 15.0167 X Ex d ia IIC T6 T1 Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 50548 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições

Leia mais

Manual de instruções. Luminária LED série 6039 > 6039

Manual de instruções. Luminária LED série 6039 > 6039 Manual de instruções Luminária LED série > Informações Gerais Índice 1 Informações Gerais...2 2 Explicação dos símbolos...3 3 Instruções gerais de segurança...3 4 Utilização prevista...4 5 Dados técnicos...4

Leia mais

Sinalizador óptico à prova de explosão em GRP, 5 joule

Sinalizador óptico à prova de explosão em GRP, 5 joule Sinalizador óptico à prova de explosão em Manual de instruções Additional languages www.stahl-ex.com Informações Gerais Índice 1 Informações Gerais...2 1.1 Fabricante...2 1.2 Informações relativas ao manual

Leia mais

Instruções de segurança VEGADIS DIS82.ME*A/V/H****

Instruções de segurança VEGADIS DIS82.ME*A/V/H**** Instruções de segurança NCC 15.0282 X Ex d IIC T6 Gb Document ID: 51676 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Proteção contra danos causados por eletrostática... 3 5 Montagem/Instalação...

Leia mais

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida 0102 Designação para encomenda Características Para montagem na caixa Montagem directa em accionamentos normais Directivas europeias para máquinas cumpridas Certificado de verificação de modelos TÜV99

Leia mais

Ciências Física e química

Ciências Física e química Dretos Exclusvos para o autor: rof. Gl Renato Rbero Gonçalves CMB- Colégo Mltar de Brasíla Reservados todos os dretos. É probda a duplcação ou reprodução desta aula, com ou sem modfcações (plágo) no todo

Leia mais

Instruções de segurança VEGAFLEX FX8*.*R/H/I/ J****H/A/B/I/U*****

Instruções de segurança VEGAFLEX FX8*.*R/H/I/ J****H/A/B/I/U***** Instruções de segurança VEGAFLEX FX8*.*R/H/I/ J****H/A/B/I/U***** NCC 14.02940 Ex t IIIC T Da, Da/Db, Da/Dc, Db 0044 Document ID: 49275 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 XX. Modelos

Leia mais

AQUECEDOR DE XÍCARAS MANUAL DE INSTRUÇÕES ORIGINAL FCS4054

AQUECEDOR DE XÍCARAS MANUAL DE INSTRUÇÕES ORIGINAL FCS4054 AQUECEDOR DE XÍCARAS MANUAL DE INSTRUÇÕES ORIGINAL FCS4054 Lea o manual de nstruções e o capítulo «Para sua segurança», antes de trabalhar com o aparelho. Mantenha o manual de nstruções sempre próxmo ao

Leia mais

NOME: Inspeção detalhada Equipamentos Ex_i em Áreas Classificadas.

NOME: Inspeção detalhada Equipamentos Ex_i em Áreas Classificadas. Escola SENAI Antôno Souza Noschese Santos-SP NOME: TAREFA : Documentação e Equpamentos Objetvo Inspeção etalhaa Equpamentos Ex_ em Áreas Classfcaas. Famlarzar o aluno com as característcas e ferentes proteções

Leia mais

Introdução à Análise de Dados nas medidas de grandezas físicas

Introdução à Análise de Dados nas medidas de grandezas físicas Introdução à Análse de Dados nas meddas de grandezas físcas www.chem.wts.ac.za/chem0/ http://uregna.ca/~peresnep/ www.ph.ed.ac.uk/~td/p3lab/analss/ otas baseadas nos apontamentos Análse de Dados do Prof.

Leia mais

inversores de frequência manual de utilização completo

inversores de frequência manual de utilização completo vacon 10 nversores de frequênca manual de utlzação completo Document code: DPD00644 Last edted: 28.09.2011 1. Segurança...3 1.1 Avsos...3 1.2 Instruções de segurança...5 1.3 Lgação à terra e proteção contra

Leia mais

Transformadores de baixa tensão

Transformadores de baixa tensão de dstrbução Transformadores de baxa tensão Referênca em transformadores a seco Potêncas até 3 MVA - Classes de tensão até 1,2 kv PM102267 Os transformadores a seco de baxa tensão Schneder Electrc são

Leia mais

Cabos para telecomunicações Determinação da impedância característica

Cabos para telecomunicações Determinação da impedância característica ABT/CB-03 2 PROJETO ABT BR 932 ABRIL:200 Cabos para telecomuncações Determnação da mpedânca característca APRESETAÇÃO ) Este 2º Projeto de Revsão o elaborado pela CE-03:046.02 - Comssão de Estudo de Métodos

Leia mais

Instruções complementares Flutuador para detecção de óleo/água para VEGACAP 63

Instruções complementares Flutuador para detecção de óleo/água para VEGACAP 63 Instruções complementares Flutuador para detecção de óleo/água para VEGACAP 63 Document ID: 31595 1 Índice Índice 1 Sobre o presente documento 1.1 Função.................................. 3 1.2 Grupo-alvo................................

Leia mais

SU05 MANUAL DE INSTRUÇÕES ORIGINAL. Unidade de resfriamento: FCS4048

SU05 MANUAL DE INSTRUÇÕES ORIGINAL. Unidade de resfriamento: FCS4048 SU05 MANUAL DE INSTRUÇÕES ORIGINAL Undade de resframento: FCS4048 Lea o manual de nstruções e o capítulo «Para sua segurança», antes de trabalhar com o aparelho. Mantenha o manual de nstruções sempre próxmo

Leia mais

Despacho Econômico de. Sistemas Termoelétricos e. Hidrotérmicos

Despacho Econômico de. Sistemas Termoelétricos e. Hidrotérmicos Despacho Econômco de Sstemas Termoelétrcos e Hdrotérmcos Apresentação Introdução Despacho econômco de sstemas termoelétrcos Despacho econômco de sstemas hdrotérmcos Despacho do sstema braslero Conclusões

Leia mais

Manual de Instalação, Operação e Manutenção. Chave Eletrônica de Nível LIDEC 91-92

Manual de Instalação, Operação e Manutenção. Chave Eletrônica de Nível LIDEC 91-92 Chave Eletrônica de Nível LIDEC 91-92 Manual de Instalação, Operação e Manutenção INFORMAÇÕES DE DIREITOS AUTORAIS Este documento não pode ser reproduzido, no todo ou em parte e por quaisquer meios, sem

Leia mais

Guia de montagem. Prolongamento de antena até 450 C. para VEGAPULS 62 e 68. Document ID: 38316

Guia de montagem. Prolongamento de antena até 450 C. para VEGAPULS 62 e 68. Document ID: 38316 Guia de montagem Prolongamento de antena até 450 C para VEGAPULS 62 e 68 Document ID: 38316 Índice Índice 1 Para sua segurança 1.1 Pessoal autorizado... 3 1.2 Utilização conforme a finalidade... 3 1.3

Leia mais

ELETRICIDADE E MAGNETISMO

ELETRICIDADE E MAGNETISMO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA Professor: Renato Mederos ELETRICIDADE E MAGNETISMO NOTA DE AULA III Goâna - 2014 CORRENTE ELÉTRICA Estudamos anterormente

Leia mais

Instruções complementares Bypass 72 Tubo de by-pass com sonda de medição de nível de enchimento VEGAFLEX

Instruções complementares Bypass 72 Tubo de by-pass com sonda de medição de nível de enchimento VEGAFLEX Instruções complementares Bypass 72 Tubo de by-pass com sonda de medição de nível de enchimento VEGAFLEX Descrição do produto 1 Descrição do produto O by-pass 72 é um equipamento completo para a medição

Leia mais

INTRODUÇÃO SISTEMAS. O que é sistema? O que é um sistema de controle? O aspecto importante de um sistema é a relação entre as entradas e a saída

INTRODUÇÃO SISTEMAS. O que é sistema? O que é um sistema de controle? O aspecto importante de um sistema é a relação entre as entradas e a saída INTRODUÇÃO O que é sstema? O que é um sstema de controle? SISTEMAS O aspecto mportante de um sstema é a relação entre as entradas e a saída Entrada Usna (a) Saída combustível eletrcdade Sstemas: a) uma

Leia mais

ALARME SandSET 101 (Dispositivo de alarme de níveis de lamas e de gorduras) ESQUEMA DE MONTAGEM

ALARME SandSET 101 (Dispositivo de alarme de níveis de lamas e de gorduras) ESQUEMA DE MONTAGEM Art. 701869 ALARME SANSET 101 ALARME SandSET 101 (Dispositivo de alarme de níveis de lamas e de gorduras) ESQUEMA DE MONTAGEM Versão 02_Set.08 1 Art. 701869 SandSET 101 Dispositivo de alarme ACO Passavant,

Leia mais

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade s relativas às instruções Ao trabalhar em zonas com risco de explosão, a segurança de pessoas e equipamentos depende do cumprimento dos regulamentos de segurança relevantes. As pessoas que são responsáveis

Leia mais

CAIXAS DE JUNÇÃO DE Ex d DE ZONA 1 IEC/ATEX/IEC NBR. Aplicações

CAIXAS DE JUNÇÃO DE Ex d DE ZONA 1 IEC/ATEX/IEC NBR. Aplicações Caixas de junção em poliéster reforçado com fibra de vidro para aplicações elétricas e de energia série NJBEP Aplicações As caixas de junção elétricas são usadas para distribuir energia para iluminação

Leia mais

Conversor eletro-hidráulico I/H e válvula direcional WSR,

Conversor eletro-hidráulico I/H e válvula direcional WSR, Converor eletrohdráulco I/H e válvula dreconal WSR, tecnologa de atuadore para poconar clndro em turbocompreore Tecnologa conoldada O converor eletrohdráulco I/H e a válvula drecona WSR ão a olução econômca

Leia mais

Resistores. antes de estudar o capítulo PARTE I

Resistores. antes de estudar o capítulo PARTE I PARTE I Undade B 6 capítulo Resstores seções: 61 Consderações ncas 62 Resstênca elétrca Le de Ohm 63 Le de Joule 64 Resstvdade antes de estudar o capítulo Veja nesta tabela os temas prncpas do capítulo

Leia mais

Instruções de segurança VEGABAR B8*.MD/V/P/I

Instruções de segurança VEGABAR B8*.MD/V/P/I Instruções de segurança NCC 15.0073 X Ex d ia IIC T6 T1 Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 50021 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 Condições de utilização... 5 5 Proteção contra danos

Leia mais

www.halten.com.br 21-3095-6006

www.halten.com.br 21-3095-6006 NÍVEL: BÁSCO www.halten.com.br 21-3095-6006 ASSUNTO:CUROSDADES SOBRE RAOS E PROTEÇÃO O QUE É O RAO? O RAO É UM FENÔMENO DA NATUREZA, ALEATÓRO E MPREVSÍVEL. É COMO SE FOSSE UM CURTO CRCUÍTO ENTRE A NUVEM

Leia mais

ANALISADORES DE GASES

ANALISADORES DE GASES BGM BOMBA DE SUCÇÃO SÉRIE COMPACTA ANALISADORES DE GASES Descrição: Gera uma depressão no processo, succionando a amostra e criando a vazão exata para atender o tempo necessário de condicionamento do gás

Leia mais

TEORIA DE ERROS * ERRO é a diferença entre um valor obtido ao se medir uma grandeza e o valor real ou correto da mesma.

TEORIA DE ERROS * ERRO é a diferença entre um valor obtido ao se medir uma grandeza e o valor real ou correto da mesma. UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE FÍSICA AV. FERNANDO FERRARI, 514 - GOIABEIRAS 29075-910 VITÓRIA - ES PROF. ANDERSON COSER GAUDIO FONE: 4009.7820 FAX: 4009.2823

Leia mais

Projetor AlphaLED Ex nc / Ex tb (com alojamento para driver)

Projetor AlphaLED Ex nc / Ex tb (com alojamento para driver) Projetor AlphaLED Ex nc / Ex tb (com alojamento para driver) ALEDZnC Não centelhante e à prova de jatos potentes d água. Características Construtivas Projetor para área explosiva, com corpo e tampa fabricado

Leia mais

Eletricidade 3 Questões do ENEM. 8. Campo Elétrico 11 Questões do ENEM 13. Energia Potencial Elétrica 15 Questões do ENEM 20

Eletricidade 3 Questões do ENEM. 8. Campo Elétrico 11 Questões do ENEM 13. Energia Potencial Elétrica 15 Questões do ENEM 20 1 4º Undade Capítulo XIII Eletrcdade 3 Questões do ENEM. 8 Capítulo XIV Campo Elétrco 11 Questões do ENEM 13 Capítulo XV Energa Potencal Elétrca 15 Questões do ENEM 20 Capítulo XVI Elementos de Um Crcuto

Leia mais

Kit de conexão EMK padrão

Kit de conexão EMK padrão EMK Kits de conexão Kit de conexão EMK padrão Vantagens Todos os componentes de conexão necessários em um kit Seleção simples dos componentes necessários Grande diversidade Economia de tempo; manuseio

Leia mais

Gerenciador de combustão W-FM-50 83250310 1/2010-03. Instruções de montagem e funcionamento. info. V esc SIEMENS LMV27.210A2WH W-FM50 VSD X64 1 AIR

Gerenciador de combustão W-FM-50 83250310 1/2010-03. Instruções de montagem e funcionamento. info. V esc SIEMENS LMV27.210A2WH W-FM50 VSD X64 1 AIR 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Instruções de montagem e funconamento BCI X56 VD X74 1 COM X92 FUEL X54 X53 AIR X64 1 VD V h mn s esc 1 nfo 1 1 1 1 1 1 1 1 X75 X10-05 X10-06 X3-02 X5-03 X8-04 X8-02 X7-01 X3-04 E N L

Leia mais

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 23 (pág. 86) AD TM TC. Aula 24 (pág. 87) AD TM TC. Aula 25 (pág.

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 23 (pág. 86) AD TM TC. Aula 24 (pág. 87) AD TM TC. Aula 25 (pág. Físca Setor Prof.: Índce-controle de studo ula 23 (pág. 86) D TM TC ula 24 (pág. 87) D TM TC ula 25 (pág. 88) D TM TC ula 26 (pág. 89) D TM TC ula 27 (pág. 91) D TM TC ula 28 (pág. 91) D TM TC evsanglo

Leia mais

Terminador de barramento de campo

Terminador de barramento de campo Terminador de barramento de campo Manual de instruções Additional languages www.stahl-ex.com Índice 1 Informações Gerais...3 1.1 Fabricante...3 1.2 Informações relativas ao manual de instruções...3 1.3

Leia mais

Atuador rotativo. Série 8604/1. Manual de instruções BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR

Atuador rotativo. Série 8604/1. Manual de instruções BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR Atuador rotativo Manual de instruções Additional languages www.stahl-ex.com Índice 1 Informações Gerais...3 1.1 Fabricante...3 1.2 Informações relativas ao manual de instruções...3 1.3 Outros documentos...3

Leia mais

VF2. Medidor de nível tipo radar de onda guiada (TDR) de 2 fios. Informações suplementares

VF2. Medidor de nível tipo radar de onda guiada (TDR) de 2 fios. Informações suplementares VF2 Informações suplementares Medidor de nível tipo radar de onda guiada (TDR) de 2 fios Instruções Suplementares para aplicações em áreas classificadas HYCONTROL ÍNDICE DE VF2 1 Informações gerais de

Leia mais

Instruções de segurança POINTRAC PT31.TX*G****(*)*

Instruções de segurança POINTRAC PT31.TX*G****(*)* Instruções de segurança NCC 11.0389X Ex d [ia Ma] I Mb 0044 Document ID: 43781 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições de utilização... 5 5 Proteção contra danos causados

Leia mais

LIFESTAR. Manual de Instalação. Caldeira mural a gás ZS 24/28-2 DH KE 23 ZW 24/28-2 DH KE 23 ZS 24/28-2 DH KE 31 ZW 24/28-2 DH KE 31

LIFESTAR. Manual de Instalação. Caldeira mural a gás ZS 24/28-2 DH KE 23 ZW 24/28-2 DH KE 23 ZS 24/28-2 DH KE 31 ZW 24/28-2 DH KE 31 Manual de Instalação Caldera mural a gás LIFESTAR ZS 24/28-2 DH KE 23 ZW 24/28-2 DH KE 23 ZS 24/28-2 DH KE 31 ZW 24/28-2 DH KE 31 PT (06.10) JS Índce Índce Indcações de segurança 3 Explcação da smbologa

Leia mais

CERTIFICADO DE CONFORMIDADE. N : 11-IEx-0015X

CERTIFICADO DE CONFORMIDADE. N : 11-IEx-0015X Pagina 1/5 Solicitante / Endereço: Applicant / Address Solicitante / Dirección Produto / Modelo / Marca / Código de barras: Product / Model / Trademark / Bar Code Producto / Modelo / Marca / Codigo de

Leia mais

Sinais Luminosos 2- CONCEITOS BÁSICOS PARA DIMENSIONAMENTO DE SINAIS LUMINOSOS.

Sinais Luminosos 2- CONCEITOS BÁSICOS PARA DIMENSIONAMENTO DE SINAIS LUMINOSOS. Snas Lumnosos 1-Os prmeros snas lumnosos Os snas lumnosos em cruzamentos surgem pela prmera vez em Londres (Westmnster), no ano de 1868, com um comando manual e com os semáforos a funconarem a gás. Só

Leia mais

BR/BD 530 BAT. 9.356-083.0-11/10 Ind. a

BR/BD 530 BAT. 9.356-083.0-11/10 Ind. a BR/BD 530 BAT K 300 / XL BAT KÄRCHER INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. AV. PROF. BENEDICTO MONTENEGRO, 49 - BETEL - 3.40-000 - PAULÍNIA - SP CORRESPONDÊNCIA: CAIXA POSTAL 34-3.40-000 - PAULÍNIA - SP CENTRAL DE

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CODIFICAÇÃO 7 BC DELPHI COM 93LC66B SR110064 CARGA 032. Evolution. www.chavesgold.com.br

MANUAL DE INSTRUÇÕES CODIFICAÇÃO 7 BC DELPHI COM 93LC66B SR110064 CARGA 032. Evolution. www.chavesgold.com.br MANUAL DE INSTRUÇÕES CODIFICAÇÃO 7 BC DELPHI COM 93LC66B SR110064 CARGA 032 www.chavesgold.com.br Evoluton 02 INDICE CODIFICAÇÃO 7 BC DELPHI COM 93LC66B BODY COMPUTER DELPHI Rotna Para Verfcação Delph...03

Leia mais

Manual de instruções. Botões de comando Série 44

Manual de instruções. Botões de comando Série 44 Manual de instruções Botões de comando Série 44 1- Introdução A série 44 caracteriza-se pelo seu sistema modular de pelo seu sistema modular de elementos de contatos e, pela numerosa possibilidade de configuração

Leia mais

Telefone para atmosferas explosivas tipo ExResistTel IP2

Telefone para atmosferas explosivas tipo ExResistTel IP2 Extrato para o manual de instruções OCP 0007 Telefone para atmosferas explosivas tipo ExResistTel IP2 Visão externa da parte superior do telefone Normas aplicadas (extrato) ABNT NBR IEC 60079-0 ABNT NBR

Leia mais

Distribuição de Massa Molar

Distribuição de Massa Molar Químca de Polímeros Prof a. Dr a. Carla Dalmoln carla.dalmoln@udesc.br Dstrbução de Massa Molar Materas Polmércos Polímero = 1 macromolécula com undades químcas repetdas ou Materal composto por númeras

Leia mais

manual do cliente Manual do Cliente 409-10204-PT 30 de MAIO 2012 Rev E

manual do cliente Manual do Cliente 409-10204-PT 30 de MAIO 2012 Rev E Máqunas de Termnação AMP 3K/40* CE 2161400-[ ] e Máqunas de Termnação AMP 5K/40* CE 2161500-[ ] Manual do Clente 409-10204-PT 30 de MAIO 2012 manual do clente PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA LEIA ISTO EM PRIMEIRO

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas anexo à Portaria Inmetro nº. 179 de 18 de maio de 010 Certificate issued in according

Leia mais

Medição de pressão VEGAWELL 52. Informação de produto

Medição de pressão VEGAWELL 52. Informação de produto Medição de pressão VEGAWELL 5 Informação de produto Índice Índice Descrição do princípio de funcionamento......................................................... Vista sinóptica de tipos.......................................................................

Leia mais

Sistema de monitorização. Termómetro de Resistência Pt100. CPKN, CPKNO, CPKN-CHs HPK, HPK-L MegaCPK RPH. Instruções de funcionamento adicionais

Sistema de monitorização. Termómetro de Resistência Pt100. CPKN, CPKNO, CPKN-CHs HPK, HPK-L MegaCPK RPH. Instruções de funcionamento adicionais Sistema de monitorização Termómetro de Resistência Pt100 CPKN, CPKNO, CPKN-CHs HPK, HPK-L MegaCPK RPH Instruções de funcionamento adicionais Ficha técnica Instruções de funcionamento adicionais Termómetro

Leia mais

ELEMENTOS DE CIRCUITOS

ELEMENTOS DE CIRCUITOS MINISTÉRIO D EDUCÇÃO SECRETRI DE EDUCÇÃO PROFISSIONL E TECNOLÓGIC INSTITUTO FEDERL DE EDUCÇÃO, CIÊNCI E TECNOLOGI DE SNT CTRIN CMPUS DE SÃO JOSÉ - ÁRE DE TELECOMUNICÇÕES CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICÇÕES

Leia mais

Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Cálculo do Conceito Preliminar de Cursos de Graduação

Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Cálculo do Conceito Preliminar de Cursos de Graduação Mnstéro da Educação Insttuto Naconal de Estudos e Pesqusas Educaconas Aníso Texera Cálculo do Conceto Prelmnar de Cursos de Graduação Nota Técnca Nesta nota técnca são descrtos os procedmentos utlzados

Leia mais

Capacitores. Prof. Ernesto F. F. Ramírez

Capacitores. Prof. Ernesto F. F. Ramírez apactores Prof. Ernesto F. F. Sumáro 1. Introdução 2. apactores 3. lassfcações de capactores 4. Especfcação de capactores 5. Assocação de capactores 6. Exercícos propostos Slde 2 1. Introdução apactor

Leia mais

INDICADOR DO NÍVEL DO RADAR INSTRUÇÕES ESPECIAIS DE SEGURANÇA

INDICADOR DO NÍVEL DO RADAR INSTRUÇÕES ESPECIAIS DE SEGURANÇA Instruções de segurança especiais po INDICADOR DO NÍVEL DO RADAR INSTRUÇÕES ESPECIAIS DE SEGURANÇA Índice Informações da Directiva Europeia ATEX para o TankRadar Pro....................... 2 Marca ATEX

Leia mais

Eletricidade 3. Campo Elétrico 8. Energia Potencial Elétrica 10. Elementos de Um Circuito Elétrico 15. Elementos de Um Circuito Elétrico 20

Eletricidade 3. Campo Elétrico 8. Energia Potencial Elétrica 10. Elementos de Um Circuito Elétrico 15. Elementos de Um Circuito Elétrico 20 1 3º Undade Capítulo XI Eletrcdade 3 Capítulo XII Campo Elétrco 8 Capítulo XIII Energa Potencal Elétrca 10 Capítulo XIV Elementos de Um Crcuto Elétrco 15 Capítulo XV Elementos de Um Crcuto Elétrco 20 Questões

Leia mais

Tensão, Corrente Elétrica e Resistência Elétrica

Tensão, Corrente Elétrica e Resistência Elétrica Tensão, Corrente Elétrca e Resstênca Elétrca Bblografa: Instalações Elétrcas Predas Geraldo Cavaln e Severno Cerveln Capítulo 1. Instalações Elétrcas Hélo Creder Capítulo 2. Curso de Físca Volume 3 Antôno

Leia mais

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARALELA 4º BIMESTRE

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARALELA 4º BIMESTRE EXERCÍCIOS DE RECUERAÇÃO ARALELA 4º BIMESTRE NOME Nº SÉRIE : 2º EM DATA : / / BIMESTRE 4º ROFESSOR: Renato DISCILINA: Físca 1 VISTO COORDENAÇÃO ORIENTAÇÕES: 1. O trabalho deverá ser feto em papel almaço

Leia mais