INSTRUÇÃO NORMATIVA INS Instrução Normativa: 14.16/ Revisão nº Data da Revisão: 22/10/2012. Resolução Sup.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14.16. Instrução Normativa: 14.16/08-01. Revisão nº 0102. Data da Revisão: 22/10/2012. Resolução Sup."

Transcrição

1 INSTRUÇÃO NORMATIVA INS Telemarketing Ativo Origem: Diretoria Superintendência Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Mato Grosso Instrução Normativa: 14.16/08-01 Revisão nº 0102 Data da Revisão: 22/10/2012 Resolução Sup. nº 17/2012 Data da Resolução: 22/10/2012 Sede Av. Rubens de Mendonça, 3999 Bairro CPA. Cuiabá MT Emitente: Diretoria Superintendência Data de Emissão: 22/10/2012 Em vigor a partir de: 22/10/ Páginas SUMÁRIO 1. OBJETIVO ÁREAS ENVOLVIDAS DOCUMENTOS ASSOCIADOS NORMAS GERAIS PROCEDIMENTOS E DEFINIÇÕES REPETIÇÃO DE CAMPANHA CAMPANHA DE PESQUISA ATUALIZAÇÃO CADASTRAL RESPONSABILIDADES E COMPETÊNCIAS ANEXOS DISPOSIÇÕES FINAIS HISTÓRICO DAS REVISÕES... pág. 3 pág. 3

2 INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14 /6 1. OBJETIVO Determinar procedimentos para padronizar o processo de utilização da CENTRAL DE RELACIONAMENTO, especificamente em TELEMARKETING ATIVO visando auxiliar a venda de produtos e serviços SEBRAE/MT. 2. ÁREAS ENVOLVIDAS Todas as áreas do SEBRAE/MT. 3. DOCUMENTOS ASSOCIADOS. IN 11.13/ Instrução Normativa de Cursos; Procedimento Operacional Ativo; Procedimento Operacional do Gestor; Procedimento Operacional do Supervisor; Procedimento Operacional do Operador; 4. NORMAS GERAIS Regular os procedimentos para padronizar o processo de utilização da CENTRAL DE RELACIONAMENTO quando sua função passar a ser de TELEMARKETING ATIVO; Telemarketing Ativo é o serviço de divulgação e vendas, pesquisa e atualização de cadastros, por meio de telefone, de eventos e consultorias do SEBRAE-MT; 5. PROCEDIMENTOS E DEFINIÇÕES. 5.1 As Solicitações de Campanha SOMENTE devem ser solicitadas após a inserção do evento no Módulo de Eventos do Sistema SIACWEB pela Unidade de Logística; O atendimento de cada solicitação ocorrerá através do critério ordem de CHEGADA do pedido, realizado através de correto preenchimento do formulário de campanhas, com antecedência de no mínimo 15 dias úteis antes do inicio do evento; 5.3 Solicitação de Campanha de Evento Unidade Demandante e/ou Agências do Interior. a) Abre um navegador de internet e acessando o link (sistema de Discagem Automática Inteligente DAÍ), solicita Campanha de Evento, para divulgação dos eventos do SEBRAE-MT, como: Treinamentos, Palestras, Oficinas, Workshops, Rodadas de Negócio, Caravanas, Missões; b) Consulta o evento a ser realizado no sistema SIACWEB; c) Preenche a Solicitação de Campanha de Evento, incluindo os objetivos, outras observações do evento e os benefícios que o participante obterá; d) Efetua busca de clientes no sistema DAI, que busca no banco de dados do sistema SIACWEB todos os clientes cadastrados; e) Seleciona os clientes a partir de critérios cadastrados no sistema: como empresa, porte da empresa, atividade da empresa, etc.; f) Confere os dados informados no formulário, antes de gerar campanha, fazendo uma análise, se o que foi informado está correto e se proporciona ao Gestor do Telemarketing Ativo condições para realizar a campanha; g) Cria um mailing, que é uma lista dos clientes selecionados, para o Telemarketing Ativo efetuar as ligações; h) Salva o mailing, que será encaminhado ao Gestor do Telemarketing Ativo validar e programar as ligações a serem efetuadas; Notas: (1) O critério de CHEGADA do pedido poderá ser alterado, somente quando houver autorização da DIRETORIA; (2) O número de ligações efetuadas para cada evento estará diretamente relacionado com a fila de espera de eventos a serem divulgados por este serviço; (3) As listas devem ser elaboradas pensando em sua efetividade, sendo assim de extrema relevância a fonte de interessados e a definição consistente de público alvo. Listas muito extensa podem ter problemas na execução; i) Consulta a lista de campanhas, para se informar qual a posição na lista de espera em que foi inserido; j) Recebe relatórios das ligações efetuadas, por meio eletrônico, pelo Telemarketing Ativo; k) Informa ao Gestor da Unidade de Telemarketing Ativo quando todas as vagas já foram utilizadas, por e por telefone; Gestor da Central de Relacionamento a) Consulta a lista de Solicitações de Campanhas e seleciona a primeira da lista, no Sistema DAI; b) Verifica se a solicitação esta preenchida corretamente e se tem subsídios suficientes para gerar a campanha; c) Solicita ao Líder da Unidade Demandante e/ou Agência do Interior, a alteração imediata da solicitação, caso necessário; d) Valida a campanha no sistema DAI, e libera o status da mesma; e) Repassa a Campanha ao Supervisor de Telemarketing Ativo; f) Recebe do Supervisor de Telemarketing Ativo, informações sobre a finalização da campanha e o relatório com os resultados das ligações, por meio eletrônico; k) Analisa o relatório e identifica a necessidade de repeti-la; Supervisor da Central de Relacionamento a) Recebe do Gestor da Central de Relacionamento a campanha a ser realizada; b) Cria script de abordagem da campanha, e a repassa aos operadores do Telemarketing Ativo; c) Coordena as atividades dos operadores de Telemarketing Ativo; d) Encaminha a lista de agendamento para pagamentos, ao Gestor do Telemarketing Ativo; e) Consulta os clientes que solicitaram reserva e que realizaram pagamento efetivando a inscrição, 48 horas após registro de interesse, conforme procedimento de reserva; f) Modifica a situação dos clientes que fizeram o pagamento efetivando a inscrição para inscrito pelo número ; g) Finaliza a campanha quando o evento estiver próximo de se iniciar ou com as vagas totalmente preenchidas; h) Confirma a presença nos eventos, das reservas incluídas no sistema SIACWEB; i) Informa ao Gestor do Telemarketing Ativo, sobre o andamento e quando da finalização de uma campanha; j) Elabora e encaminha ao Gestor do Telemarketing Ativo, relatórios referentes às campanhas realizadas; Operador da Central de Relacionamento a) Recebe a campanha a ser realizada, do Supervisor do Telemarketing Ativo;

3 INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14 pág. 3/6 b) Realiza o atendimento seguindo script definido pelo Supervisor de Telemarketing Ativo e o Procedimento Operacional Ativo ; c) Informa ao cliente as formas de pagamentos possíveis, tais como: depósito bancário ou cartão de crédito e débito; (5) Quando cartão, o Operador transfere o cliente para o Supervisor do Telemarketing Ativo; (6) Quando depósito bancário, o Operador de Telemarketing Ativo deve informar a conta corrente a ser realizado e solicitar o envio imediato do comprovante, via fax ou ; (7) Quando cheque ou dinheiro, agendar o dia e hora de visita para efetuar pagamentos (dentro das 48 horas), na Unidade de Gestão Financeira do SEBRAE-MT, ou na Agência do Interior quando for o caso; 6. REPETIÇÃO DE CAMPANHA Gestor da Central de Relacionamento a) Verifica se foram efetuadas todas as ligações a todos os clientes da lista, e também, se há vagas e prazo para realização de outra campanha; b) Repete o procedimento descrito acima no item a, levando em consideração os status voltar a ligar, não atende, telefone ocupado ; (8) Após uma repetição leva-se em consideração a fila de campanhas e realiza-se uma avaliação do processo referente à efetividade da ação; c) Seleciona os clientes, cuja situação permite nova ligação; d) Identifica se o número de clientes selecionados é suficiente para nova campanha, analisando o número de vagas e o número de clientes selecionados para retorno de ligação; f) Solicita novas informações de clientes que possam ser contatados, à área responsável pelo evento, sendo esta solicitação feita por telefone e ; g) Insere as novas informações de clientes e prepara a campanha; h) Repassa a campanha ao Supervisor da Central de Relacionamento; i) Consulta os clientes que solicitaram reserva e que realizaram pagamento efetivando a inscrição, 48 horas após registro de interesse, conforme procedimento de reserva; j) Modifica a situação dos clientes que fizeram o pagamento efetivando a inscrição para inscrito pelo número de telefone ; k) Recebe do Líder da Unidade ou da Agência do Interior, informações sobre o total preenchimento das vagas, informando ao Supervisor da Central de Relacionamento para o imediato cancelamento da campanha; l) Finaliza a campanha; m) Recebe do Supervisor da Central de Relacionamento, informações sobre finalização da campanha e relatório com os resultados das ligações, através de ; Supervisor da Central de Relacionamento a) Repete os passos referentes conforme descritos no item ; Operador do Telemarketing Ativo. a) Repete os passos referentes conforme descritos no item ; 7. CAMPANHA DE PESQUISA. 7.1 Unidade de Gestão Estratégica e Pesquisa. a) Elabora campanha de pesquisa, em conjunto com a Unidade Demandante; b) Confere os dados, fazendo uma análise se o que será informado está correto; c) Gera a pesquisa e a solicita ao Gestor do Telemarketing Ativo para realizar a pesquisa, através do DAI; (9) O prazo para realização deste serviço deverá ser acordado entre o Solicitante e o Gestor do Telemarketing Ativo, lembrando que, o Telemarketing Ativo terá como prioridade atividades de campanha ativa e receptiva. A solicitação deverá ser entregue com no mínimo 20 dias de antecedência à entrega do serviço; d) Recebe do Gestor da Central de Relacionamento, via , o relatório com os resultados das ligações; Gestor da Central de Relacionamento a) Consulta a lista de solicitação de pesquisa, acessando o link (Sistema de Discagem Automática Inteligente DAI); b) Verifica se a solicitação está preenchida corretamente e se tem subsídios suficientes para gerar a pesquisa; c) Solicita ao Líder da Unidade de Gestão Estratégica e Pesquisa, alteração da solicitação conforme necessário, quando houver erros; (10) O procedimento citado acima no item c deverá ser realizado presencialmente pelas Unidades da sede do SEBRAE-MT. Deve ser feita imediatamente quando detectada as necessidades de correções. d) Define o prazo em comum acordo com a Unidade de Gestão Estratégica e Pesquisa; e) Repasse ao Supervisor da Central de Relacionamento a pesquisa; f) Finaliza a campanha; g) Recebe do Supervisor da Central de Relacionamento informações sobre finalização da pesquisa e o relatório com os resultados das ligações, através de ; h) Encaminha relatório para a Unidade de Gestão Estratégica e Pesquisa que a encaminha à Unidade Demandante; Supervisor da Central de Relacionamento a) Recebe do Gestor da Central de Relacionamento, a pesquisa a ser realizada; b) Elabora o script e repassa aos operadores do Telemarketing Ativo a pesquisa; c) Coordena as atividades dos operadores de Telemarketing Ativo; d) Informa ao Gestor da Central de Relacionamento, do andamento e quando da finalização da pesquisa; e) Elabora e encaminha ao da Central de Relacionamento, relatórios referentes às pesquisas realizadas; Operador do Telemarketing Ativo. a) Recebe do Supervisor da Central de Relacionamento, a pesquisa a ser realizada; b) Realiza o atendimento seguindo script definido pelo Supervisor do Telemarketing Ativo;

4 INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14 /6 8. ATUALIZAÇÃO CADASTRAL 8.1 Unidade Demandante. a) Gera, através do DAÍ, uma campanha de atualização cadastral dos clientes do banco de dados do sistema SIACWEB em no mínimo 30 dias úteis; b) Encaminha ao Gestor da Unidade de Telemarketing Ativo; 8.2 Gestor da Central de Relacionamento. a) Consulta a lista de solicitação de atualização cadastral, acessando o link (Sistema de Discagem Automática Inteligente DAI); b) Verifica se a solicitação está preenchida corretamente e se tem subsídios suficientes para gerar a pesquisa; d) Define o prazo em comum acordo com a Unidade Demandante; e) Repasse ao Supervisor da Central de Relacionamento a atualização a ser feita; f) Finaliza a campanha; g) Recebe do Supervisor da Central de Relacionamento, informações sobre finalização da atualização cadastral e o relatório com os resultados das ligações, através de ; h) Encaminha relatório para a Unidade Demandante; (11) A Unidade de Telemarketing Ativo possui até 30 dias úteis para a devolução do relatório de atualização cadastral; Supervisor da Central de Relacionamento a) Recebe do Gestor da Central de Relacionamento, a campanha de atualização cadastral a ser realizada; b) Elabora o script e repassando a atualização aos operadores do Telemarketing Ativo; c) Coordena as atividades dos operadores de Telemarketing Ativo; d) Informa ao Gestor do Telemarketing Ativo, do andamento e quando da finalização da atualização; e) Elabora e encaminha ao Gestor do Telemarketing Ativo, relatórios referentes às atualizações realizadas; Operador Telemarketing Ativo. a) Recebe do Supervisor da Central de Relacionamento, a atualização a ser realizada; b) Realiza o atendimento seguindo script definido pelo Supervisor do Telemarketing Ativo; 9. RESPONSABILIDADES E COMPETÊNCIAS. b) Acompanhar a divulgação, vendas e repasses de informações sobre quaisquer produtos ou serviços; c) Realizar os procedimentos conforme estabelecido no Procedimento Operacional do Gestor ; 9.3 Supervisor da Central de Relacionamento. a) Encaminhar relatório das ligações para o Gestor da Central de Relacionamento. b) Efetuar inscrições e pagamentos dos clientes interessados em participar dos eventos realizados pelo SEBRAE-MT, pelo número de telefone , buscando sempre o número de vagas que estão disponíveis no sistema SIACWEB para efetuar a venda; c) Acompanhar a execução do trabalho do Operador de Telemarketing Ativo junto às campanhas de Telemarketing Ativo; d) Realizar os procedimentos definidos no Procedimento Operacional do Supervisor ; Unidade de Gestão de Logística. a) Acompanhar a abertura dos eventos no sistema SIACWEB; 9.5 Operador Telemarketing Ativo. a) Realizar as ligações das campanhas até finalizar o mailing elaborado pela Unidade Demandante; b) Efetuar as reservas quando os clientes tenham interesse em participar de treinamentos e cursos, e queiram inscrever-se pelo número de telefone , buscando sempre o número de vagas que estão disponíveis no sistema SIACWEB para efetuar a venda; c) Efetuar no mínimo 80% (oitenta por cento) de registros dos atendimentos do mailing recebido, no sistema SIACWEB; d) Realizar os procedimentos conforme estabelecido no Procedimento Operacional do Operador ; 10. ANEXOS Os Anexos fazem parte integrante desta Instrução Normativa. 11. DISPOSIÇÕES FINAIS Compete aos responsáveis das áreas envolvidas cumprirem e fazer cumprir o que determina esta Instrução Normativa Esta Instrução Normativa entra em vigor a partir de 08 de Outubro de 2012, revogando as disposições em contrário. 12. HISTÓRICO DAS REVISÕES. DATA Nº DESCRIÇÃO / ALTERAÇÃO Reformulação Líder da Unidade Demandante. a) Acompanhar e informar ao Gestor da Central de Relacionamento quando todas as vagas já foram esgotadas para que o serviço de telemarketing encerre suas atividades neste evento e também para que possam avaliar a efetividade da ferramenta; b) Gerar a campanha através do sistema DAI para a divulgação e venda dos eventos, e realização de pesquisa e atualização cadastral de clientes, conforme prazos estipulados nesta Instrução Normativa; 9.2 Gestor da Central de Relacionamento. Cuiabá, 22 de Outubro de APROVADO Original Assinado JOSÉ GUILHERME BARBOSA RIBEIRO Diretor Superintendente a) Programar as campanhas de cada evento, junto ao Supervisor da Central de Relacionamento, e encaminhar relatório com os resultados das ligações para as Unidades Demandantes e/ou Agências do Interior;

5 ANEXO I Procedimento Operacional do Supervisor Funções de SUPERVISÃO: (estas funções poderão ser adequadas mediante a demanda de serviços e mediante análise do Gestor da Central de Relacionamento) Os serviços a serem executados pelo posto de supervisão compreendem: elaboração de relatórios mensais de acompanhamento do desempenho da Central de Relacionamento; coordenação da execução das campanhas e realização de telemarketing ativo para venda de produtos; monitoramento das sugestões e reclamações relatadas pelos clientes, para posterior encaminhamento ao Gestor de Central da Relacionamento do SEBRAE/MT; coordenação da realização de telemarketing para complementação de dados cadastrais dos clientes; elaboração de scripts de abordagem para oferecimento de um produto e/ou serviço; elaboração de campanhas internas motivacionais (relativas aos operadores de teleatendimento); acompanhamento da produtividade da Central de Relacionamento (ativo e receptivo); acompanhamento dos indicadores da Central de Relacionamento (definidos pelo SEBRAE/MT); realização de reuniões periódicas para esclarecimento de dúvidas dos tele-operadores; estabelecimento de critérios para distribuição de premiações e incentivos por metas alcançadas (relativas aos operadores de teleatendimento); realização de reuniões diárias com o Gestor da Central de Relacionamento do SEBRAE/MT visando estabelecer estratégias e tomadas de decisões; identificação de necessidade de treinamentos, capacitações e reciclagens de tele-operadores; solicitação de materiais de expediente para o pleno funcionamento do setor; realização de rodízio nos intervalos dos tele-operadores, verificando se estes estão sendo rigorosamente cumpridos; planejamento e organização de escala de férias dos tele-operadores, cuidando para não escalar muitas atendentes em períodos de maior necessidade do SEBRAE/MT; acompanhamento diário do desempenho de cada operador ao término de uma campanha; avaliação periódica da performance dos tele-operadores e promoção das substituições e/ou contratações que se façam necessárias; atendimento de ligações em horário de grande concentração de ligações telefônicas. Realização de intervenções diretas na comunicação "operador-cliente", quando situações complexas colocarem em risco o bom andamento do atendimento; Acompanhamento das sugestões e reclamações relatadas pelos clientes para posterior encaminhamento ao gestor do SEBRAE/MT. ATIVIDADES DIÁRIAS PERMANENTES: - SUPORTE (RECEPTIVO/ATIVO/ATUALIZAÇÃO/TREINAMENTO); - Monitoramento da Equipe; ATIVIDADES DIÁRIAS ROTATIVAS: - CONTAGEM DO ATIVO - LEVANTAMENTO DE ATENDIMENTOS PROGRAMADOS - LEVANTAMENTO VOLTAR A LIGAR MÓDULO DE ATUALIZAÇÃO ATIVIDADES MENSAIS FIXAS: - Relatório Gerencial Receptivo; - Relatório Gerencial Ativo; - Relatório Gerencial Pesquisa; - Programar os relatórios definidos no sistema mensalmente; Atividades de rotinas que conferem à contratada: - Quadro de férias; - Atestado/Faltas/Substituições; - Questões de disciplina; - Acompanhamento, avaliação, motivação e comprometimento da Equipe.

6 INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14 pág. 6/6 ANEXO II Procedimento Operacional do Operador Funções: (estas funções poderão ser adequadas mediante a demanda de serviços e mediante análise da Central de Relacionamento. Os serviços a serem executados pelos operadores compreendem: Informações e esclarecimentos ao público em geral sobre dúvidas a respeito dos produtos e serviços oferecidos pelo SEBRAE/MT; Divulgação e venda de produtos e serviços oferecidos pelo SEBRAE/MT; Atualização de dados cadastrais dos clientes; Realização de pesquisas de opinião e satisfação junto aos clientes; Interação por meio da internet (correio eletrônico e chat online) com objetivo de esclarecer dúvidas e estreitar o relacionamento com o cliente do SEBRAE/MT. Alguns destes serviços estarão disponíveis no inicio da operação, outros serão disponibilizados durante o contrato. Outros serviços de atendimento (telefone, correio eletrônico, chat online) com objetivo de fortalecer o relacionamento com os clientes do SEBRAE/MT. Seguir os procedimentos operacionais descritos. Atentar e seguir normas e regras definidas além de dicas disponibilizadas Cumprir a todas as determinações e serviços designados pelo seu supervisor. ATIVIDADES DIÁRIAS PERMANENTES: - ATENDIMENTO (RECEPTIVO/ATIVO/ATUALIZAÇÃO/TREINAMENTO). ATIVIDADES DIÁRIAS ROTATIVAS: - ATENDIMENTO (RECEPTIVO/ATIVO/ATUALIZAÇÃO/TREINAMENTO) sendo alteradas de acordo com a demanda, ou por solicitação do SUPERVISOR.

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com.

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com. Tactium Tactium CRManager CRManager TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades 1 O TACTIUM CRManager é a base para implementar a estratégia de CRM de sua empresa. Oferece todo o suporte para personalização

Leia mais

Segurança e Vigilância

Segurança e Vigilância INSTRUÇÃO NORMATIVA IN 15 Segurança e Vigilância Origem: Diretoria Superintendência Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Mato Grosso Instrução Normativa: 15.17/08-01 Revisão nº 01

Leia mais

Módulo: Gestão de Pessoas

Módulo: Gestão de Pessoas O Sistema FIRJAN, por meio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RJ), apresenta o Programa de Capacitação Empresarial Inovando na Gestão. O objetivo é atualizar e capacitar os empresários e dirigentes empresariais

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO O presente Regulamento pretende enquadrar as principais regras e linhas de orientação pelas quais se rege a atividade formativa da LEXSEGUR, de forma a garantir

Leia mais

Banco Volkswagen Manual do Sistema CCO CESSÃO DE DIREITOS - PF CCO CESSÃO DE DIREITOS CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE

Banco Volkswagen Manual do Sistema CCO CESSÃO DE DIREITOS - PF CCO CESSÃO DE DIREITOS CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE Banco Volkswagen Manual do Sistema CCO CESSÃO DE DIREITOS - PF CCO CESSÃO DE DIREITOS CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE Histórico do Documento Tipo de Norma: Manual Operacional Número: 19 Departamento Responsável:

Leia mais

Manual de Instrução Processo de participação

Manual de Instrução Processo de participação Manual de Instrução Processo de participação Arquivo atualizado em 03/10/2012 PROCESSO DE PARTICIPAÇÃO Antes de iniciar sua inscrição, leia atentamente este manual para entender todos os passos do processo

Leia mais

TUTORIAL COLEGIADOS EM REDE

TUTORIAL COLEGIADOS EM REDE TUTORIAL COLEGIADOS EM REDE Brasília/DF Agosto/2015 Sumário Introdução... 2 1 Sistema de Gestão Estratégica... 3 2 Colegiados Em Rede... 5 2.1 Menu Cadastro... 6 2.1.1 Dados do Colegiado... 7 2.1.2 Composição

Leia mais

TUTORIAL. Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais

TUTORIAL. Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais Acessos: TUTORIAL Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais Via site do CRCMG: http://www.crcmg.org.br Link direto: http://cadastro.crcmg.org.br/curso_presencial ACESSO AO SISTEMA No primeiro

Leia mais

FRENTE TÉCNICA (PROCESSOS DE MONITORAMENTO)

FRENTE TÉCNICA (PROCESSOS DE MONITORAMENTO) FRENTE TÉCNICA (PROCESSOS DE MONITORAMENTO) 1.1 Acompanhamento e Monitoramento dos Indicadores (com base nos níveis dos serviços contratados) 1.2 Envio do Diário de Bordo (Indicadores monitorados do Ativo)

Leia mais

Como Fazer o seu Pedido

Como Fazer o seu Pedido 1 Como Fazer o seu Pedido Agora que você já está cadastrado e sabe como acessar o seu escritório virtual, é muito importante que saiba como enviar seus pedidos. No tutorial Como Fazer o seu Cadastro você

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-002-R00 ATIVIDADES DE ASSESSORAMENTO, COMUNICAÇÃO INTEGRADA E APOIO À GESTÃO DA ASCOM

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-002-R00 ATIVIDADES DE ASSESSORAMENTO, COMUNICAÇÃO INTEGRADA E APOIO À GESTÃO DA ASCOM MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-002-R00 ATIVIDADES DE ASSESSORAMENTO, COMUNICAÇÃO INTEGRADA E APOIO À GESTÃO DA ASCOM 09/2015 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 30 de setembro de 2015. Aprovado, Gabriela

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Módulo de operação Ativo Bem vindo à Vorage CRM! Nas próximas paginas apresentaremos o funcionamento da plataforma e ensinaremos como iniciar uma operação básica através do nosso sistema,

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

SIATEX NOVO MANUAL SIATEX. www.siatex.ufba.br

SIATEX NOVO MANUAL SIATEX. www.siatex.ufba.br NOVO MANUAL SIATEX www.siatex.ufba.br Outubro 2013 1 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 CADASTRO... 4 ACOMPANHAMENTO... 7 CANCELAMENTO... 7 RELATÓRIO... 8 Inscrição Externa... 8 Upload da assinatura... 10 CERTIFICAÇÃO...

Leia mais

INSTRUÇÃO DE TRABALHO PARA INFORMAÇÕES GERENCIAIS

INSTRUÇÃO DE TRABALHO PARA INFORMAÇÕES GERENCIAIS INSTRUÇÃO DE TRABALHO PARA INFORMAÇÕES GERENCIAIS Asia Shipping Transportes Internacionais Ltda. como cópia não controlada P á g i n a 1 7 ÍNDICE NR TÓPICO PÁG. 1 Introdução & Política 2 Objetivo 3 Responsabilidade

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9 Página: 1 de 9 1. OBJETIVO Estabelecer sistemática de funcionamento e aplicação das Auditorias Internas da Qualidade, fornecendo diretrizes para instruir, planejar, executar e documentar as mesmas. Este

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA DO PORTO DIGITAL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA DO PORTO DIGITAL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA DO PORTO DIGITAL 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de

Leia mais

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M 1. Introdução a política 2. Quem está elegível para solicitar suporte? 3. Horário de atendimento 4. Que tempo de resposta

Leia mais

Manual de Normas e Procedimentos Comercial.

Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Gerência Comercial. Referência: Versão: Revisado 1.1 Data: 21/07/2014 21de Julho de 2014 Sumário Definição da Área Comercial.... 3 Representação da área comercial....

Leia mais

Registrar os procedimentos adotados no subprocesso analisado.

Registrar os procedimentos adotados no subprocesso analisado. 01/11. 1. Finalidade Registrar os procedimentos adotados no subprocesso analisado. 2. Conceituação Neste capítulo estão registrados as principais conceituações das definições de procedimentos utilizados

Leia mais

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio Fundap Fundação do Desenvolvimento Administrativo Programa de Estágio Programa de Estágio Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio Plano de Estágio Julho de 2008 SABE - Sistema

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 - BNDES ANEXO V MODELO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO DO BNDES

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 - BNDES ANEXO V MODELO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO DO BNDES PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 - BNDES ANEXO V MODELO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO DO BNDES 1 OBJETIVO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO 1.1 A Central de Atendimento do BNDES deverá atender aos seguintes objetivos:

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 - AIDF 4 CAPÍTULO 2 - LOGIN 8 CAPÍTULO 3 SOLICITAÇÃO DA AIDF 9 CAPÍTULO 4 - ACOMPANHAMENTO 16. O Que é AIDF?... 4. O Sistema...

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 - AIDF 4 CAPÍTULO 2 - LOGIN 8 CAPÍTULO 3 SOLICITAÇÃO DA AIDF 9 CAPÍTULO 4 - ACOMPANHAMENTO 16. O Que é AIDF?... 4. O Sistema... 1 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 - AIDF 4 O Que é AIDF?... 4 O Sistema... 4 Acesso ao Sistema... 5 Suporte Técnico... 5 Configurações Necessárias... 5 Bloqueador de Pop-ups... 5 Bloqueio de Scripts... 6 CAPÍTULO 2

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: CAPTAÇÃO E RELACIONAMENTO COM CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: COMERCIAL

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: CAPTAÇÃO E RELACIONAMENTO COM CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: COMERCIAL S CORPORATIVOS. PÁGINA: 1 de 8 1.0 - OBJETIVO: Identificar clientes potenciais e efetuar a captação destes clientes, realizando análise do perfil e requisitos de atendimento a fim de oferecer serviços

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SIA-602-R00

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SIA-602-R00 MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SIA-602-R00 AUTOS DE INFRAÇÃO E MULTAS 03/2014 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 Brasília, 17 de março de 2014. Aprovado, Fabio Faizi Rahnemay Rabbani 3 PÁGINA INTENCIONALMENTE

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE MARKETING 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE MARKETING 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE MARKETING 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

Boletim Técnico. Empresa. Vagas. Central de Estágio. Desenvolvimento/Procedimento. Acesse Atividades Acadêmicas Estágio Empresa

Boletim Técnico. Empresa. Vagas. Central de Estágio. Desenvolvimento/Procedimento. Acesse Atividades Acadêmicas Estágio Empresa Boletim Técnico Central de Estágio Produto : TOTVS Educacional 11.83.52 Processo : Central de Estágio Subprocesso : Não se aplica Data da publicação : 12/11/2013 A funcionalidade de Central de Estágio

Leia mais

REGULAMENTO CARTÃO FIDELIDADE - POSTO CHAPARRAL

REGULAMENTO CARTÃO FIDELIDADE - POSTO CHAPARRAL REGULAMENTO CARTÃO FIDELIDADE - POSTO CHAPARRAL COMO PARTICIPAR Para participar basta preencher uma ficha de inscrição, disponível no POSTO CHAPARRAL ou fazendo seu cadastro via internet pelo site www.postochaparral.com.br.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, de 14 de abril de 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, de 14 de abril de 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, de 14 de abril de 2014. Regulamenta o Programa de Concessão de Bolsas para a Participação dos Estudantes do Câmpus Restinga em Atividades Curriculares Externas. O Diretor Geral

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Roberto Simonsen

Faculdade de Tecnologia SENAI Roberto Simonsen 1 SUMÁRIO Conteúdo 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O CURSO... 3 3. PERFIL DO TECNÓLOGO EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL... 3 4. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 3 5. CONDIÇÕES GERAIS DO ESTÁGIO... 5 6. MATRÍCULA...

Leia mais

Sistema de Eventos - Usuário

Sistema de Eventos - Usuário 2013 Sistema de Eventos - Usuário Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 06/06/2013 Sumário 1- Sistema de eventos... 3 1.1 Eventos... 3 1.2 Eventos que participo... 4 1.3 Trabalhos...

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

Cadastro NOVO Bilhete Único - SPTRANS

Cadastro NOVO Bilhete Único - SPTRANS ÍNDICE 1. Objetivo...02 2. Cadastramento para emissão do NOVO Bilhete Único...3/10 3. Sessão Expirada...11/13 4. Etapas do Cadastro...14/16 5. Finalização do Cadastro...17/18 6. Pesquisa de Satisfação...19/19

Leia mais

Padrão ABIA para o. Atendimento ao. Consumidor pelas. Indústrias de Alimentos

Padrão ABIA para o. Atendimento ao. Consumidor pelas. Indústrias de Alimentos Padrão ABIA para o Atendimento ao Consumidor pelas Indústrias de Alimentos Recomendação da Comissão de Atendimento ao Consumidor ABIA (versão revisada em agosto de 2014) 1 1 SUMÁRIO Introdução 03 Definições

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA DE PRODUTOS. Considerando que a Limppano realiza venda de produtos pela rede mundial de computadores;

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA DE PRODUTOS. Considerando que a Limppano realiza venda de produtos pela rede mundial de computadores; TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA DE PRODUTOS Boa Pratica Comercio Eletrônico de Produtos Ltda, com sede na Rodovia Presidente Dutra, 1338, Rio de Janeiro/RJ, CEP 21535-502, inscrita no CNPJ sob o número:

Leia mais

Perguntas frequentes

Perguntas frequentes Perguntas frequentes 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra podem ser adquiridas a qualquer momento

Leia mais

Processo: Vender Produto

Processo: Vender Produto Pág. 1/5 Nome da Empresa Cliente: Acme Computadores Responsável Cliente: Dono do Projeto Consultor: Nome Consultor Data: Nome do Projeto: Processo de Venda de Produtos Entrevistados Perfil Consultores

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP FAQ Perguntas e Respostas Freqüentes Operacionalização - Solicitação de Viagem 1 - Quais as exigências legais para cadastramento de uma solicitação de

Leia mais

MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor

MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor Sistema de Gestão e Controle de Consignações On-Line - CONSIGFÁCIL MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor V.4.2 (Agosto/2014) 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. ACESSANDO O CONSIGFÁCIL... 4 1.1. NAVEGADOR... 4

Leia mais

Promoção. 200 no thermas

Promoção. 200 no thermas Promoção 200 no Thermas Regulamento dos Sorteios de Ingressos da Promoção 200 no thermas Descrição da Promoção e suas Regras ϕ O que é É uma promoção criada pela agência de viagens Thermas Fácil com o

Leia mais

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS IS N o 141-001 Aprovação: Portaria nº 1554, de 22 de junho de 2015. Assunto: Procedimentos para comunicação da relação de alunos de cursos homologados em escolas de aviação civil.

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-003-R00 RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-003-R00 RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-003-R00 RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA 09/2015 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 30 de setembro de 2015. Aprovado, Gabriela de Souza Leal 3 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

PROGRAMA FORTALECER Edital de Projetos REGULAMENTO

PROGRAMA FORTALECER Edital de Projetos REGULAMENTO PROGRAMA FORTALECER Edital de Projetos REGULAMENTO Sumário 1. O EDITAL... 2 1.1. Natureza e objetivos... 2 1.2. Princípios orientadores... 2 1.3. Foco temático do edital... 2 2. QUEM PODE PARTICIPAR...

Leia mais

A sua empresa em contato com o mundo. Ferramenta de envio de SMS

A sua empresa em contato com o mundo. Ferramenta de envio de SMS A sua empresa em contato com o mundo Ferramenta de envio de SMS A Talktelecom Líder na América Latina em telefonia computadorizada Compete no mercado desde 1992 com soluções em telecomunicações Em plena

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

SUMÁRIO. Elaborado por: Revisado por: Aprovado por: Coordenação de Qualidade e Meio Ambiente. Gerência Suprimentos e Logística

SUMÁRIO. Elaborado por: Revisado por: Aprovado por: Coordenação de Qualidade e Meio Ambiente. Gerência Suprimentos e Logística Suprimentos e Logística Pág. 1 de 14 SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 2 2 ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... 2 3 SIGLAS UTILIZADAS... 2 4 GLOSSÁRIO / CONCEITOS... 2 5 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA... 3 6 CONTEÚDO...

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS Revisão: setembro/2012 Escola SENAI Santos Dumont CFP 3.02 Rua Pedro Rachid, 304 Santana São José dos Campos - SP Fone: (12) 3519-4850 Fax: (12) 3922-9060 ELABORAÇÃO

Leia mais

PROPOSTA ELETRÔNICA DA INVESTORS TRUST PARA CONSULTORES

PROPOSTA ELETRÔNICA DA INVESTORS TRUST PARA CONSULTORES PROPOSTA ELETRÔNICA DA INVESTORS TRUST PARA CONSULTORES GUIA DO USUÁRIO www.investors-trust.com f Acessando a Plataforma de Proposta Eletrônica para Consultores Para acessar a plataforma de Proposta Eletrônica

Leia mais

MPR MPR/SPI-801-R00 PARCERIAS COM INSTITUIÇÕES DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

MPR MPR/SPI-801-R00 PARCERIAS COM INSTITUIÇÕES DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO MPR MPR/SPI-801-R00 PARCERIAS COM INSTITUIÇÕES DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO 05/2015 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 18 de maio de 2015. Aprovado, Tiago Sousa Pereira 3 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO

Leia mais

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES 1 GENERALIDADES As operações de crédito da Cooperativa serão realizadas dentro das normas fixadas pelo Estatuto Social, pelas normas legais, as do Banco Central do Brasil e por este Regulamento. 2 OBJETIVO

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE PROJETOS a distância

MBA EM GESTÃO DE PROJETOS a distância FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE João Roberto Lorenzett COORDENAÇÃO DA FACULDADE Priscila Basto Fagundes COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Beth Schirmer

Leia mais

Site Tricard A ferramenta de gestão do Cartão Tricard

Site Tricard A ferramenta de gestão do Cartão Tricard Site Tricard A ferramenta de gestão do Cartão Tricard 04 Acessando o Site Tricard Posição de Propostas Acões para sua Loja 09 13 30 Manuais de Treinamento 02 Introdução No Site Transacional Tricard, você

Leia mais

PADRÃO DO SISTEMA DE GESTÃO

PADRÃO DO SISTEMA DE GESTÃO Emitente QUALIDADE E GESTÃO Revisão: 00 Pág. 1/5 Nome Data Elaboração Verificação Aprovação Núcleo de Gestão e Qualidade. Núcleo de Gestão e Qualidade Alta Direção (subprefeito, coordenadores, chefe de

Leia mais

CONTESTAÇÃO DA ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA

CONTESTAÇÃO DA ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA atualizado em 19/10/2015 acrescentados os itens 6.3 e 6.4 2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...4 2. MODALIDADES DA CONTESTAÇÃO...5 3. PRAZOS PARA A CONTESTAÇÃO...5 4. REQUISITOS GERAIS PARA ACESSO AO SISTEMA e-fisco/cmt...7

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição e matrícula

Leia mais

Padronize sua atividade de arrecadação com

Padronize sua atividade de arrecadação com Padronize sua atividade de arrecadação com AÇÕES PADRONIZADAS ELEVAM A EFICIÊNCIA, REDUZEM ERROS, AMPLIAM RAPIDAMENTE SUA CAPACIDADE DE AGIR. CONFIRA NESTE FOLDER Eu Penso ATM é um software que funciona

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO. EDITAL ESMPU n. 177/2008

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO. EDITAL ESMPU n. 177/2008 ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO EDITAL ESMPU n. 177/2008 A Escola Superior do Ministério Público da União ESMPU comunica que estarão abertas, no período de 13 a 15 de outubro de 2008, as

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

Manual Cartão Pesquisa /CNPq. Atualizado em 25/08/2014

Manual Cartão Pesquisa /CNPq. Atualizado em 25/08/2014 Manual Cartão Pesquisa /CNPq Atualizado em 25/08/2014 Sumário Introdução... 3 Cartão BB Pesquisa... 4 Passo a Passo... 8 Perguntas e Respostas.... 14 Cartão BB Pesquisa O Cartão BB Pesquisa éresultado

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA DIRETORIA DO CENTRO DE ESTUDOS DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA DIRETORIA DO CENTRO DE ESTUDOS DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA DIRETORIA DO CENTRO DE ESTUDOS DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO, 3 2 FUNCIONALIDADE ADMINISTRATIVA, 3 2 S ORGANIZACIONAIS DO CENTRO DE ESTUDOS, 3

Leia mais

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO O presente instrumento estabelece as normas regulamentares do AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO, destinado ao atendimento de Pessoas Jurídicas de direito público,

Leia mais

Manual Operacional. MRS Módulo Renovação de Seguros Crédito Rotativo

Manual Operacional. MRS Módulo Renovação de Seguros Crédito Rotativo MRS Módulo Renovação de Seguros Crédito Rotativo Histórico do Documento Tipo de Norma: Número: 41 Departamento Responsável: Serviços a Clientes Data de Implantação: 10/04/2008 Data de Revisão: 10/04/2009

Leia mais

Cód. Doc. TAB-RHU-003

Cód. Doc. TAB-RHU-003 1 de 27 ÁREA: SUPERINTENDÊNCIA CARGO: Diretor Superintendente Garantir o correto funcionamento dos sistemas de informação utilizados pela empresa; Aprovar projetos de melhorias nos equipamentos e sistemas

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO A Incubadora Uninorte Empreende, incubadora de empresas do Centro Universitário do

Leia mais

CARTILHA. MONTE SEU EDITAL DE VIVÊNCIA Tutorial básico para realização de vivências em campus temporários de formação livre

CARTILHA. MONTE SEU EDITAL DE VIVÊNCIA Tutorial básico para realização de vivências em campus temporários de formação livre CARTILHA MONTE SEU EDITAL DE VIVÊNCIA Tutorial básico para realização de vivências em campus temporários de formação livre ÍNDICE Apresentação, 03 Como funcionam os campi temporários?, 04 O que são Vivências?,

Leia mais

Dúvidas mais frequentes Fase de inscrição no concurso

Dúvidas mais frequentes Fase de inscrição no concurso UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO PRÓ-REITORIA DE PESSOAL Dúvidas mais frequentes Fase de inscrição no concurso IMPORTANTE O edital regulador do concurso e seus anexos, todos disponíveis no sitio

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA nº 07/2014

CHAMADA PÚBLICA nº 07/2014 1 CHAMADA PÚBLICA nº 07/2014 Projeto de Qualificação de Credenciados de Serviços de Consultoria e Instrutoria do SEBRAE/RS Porto Alegre 2014 2 PREÂMBULO O SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

Este é o material de apoio oferecido pela Clic Viagem, criado com finalidade de instruir melhor nossos clientes e proporcionar maior segurança,

Este é o material de apoio oferecido pela Clic Viagem, criado com finalidade de instruir melhor nossos clientes e proporcionar maior segurança, Este é o material de apoio oferecido pela Clic Viagem, criado com finalidade de instruir melhor nossos clientes e proporcionar maior segurança, confiança e credibilidade nas negociações. Dicas Essenciais

Leia mais

INFORMAÇÃO CONFIDENCIAL

INFORMAÇÃO CONFIDENCIAL Manual Associado o acesso está autorizado exclusivamente o acesso está para autorizado Colaboradores exclusivamente do SPC para Brasil Colaboradores e Entidades. do SPC Brasil e Entidades. BOAS VINDAS

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE NORMAR E ROTINAS DEPARTAMENTO FINANCEIRO. Contamos com o comprometimento e colaboração de todos.

MANUAL BÁSICO DE NORMAR E ROTINAS DEPARTAMENTO FINANCEIRO. Contamos com o comprometimento e colaboração de todos. MANUAL BÁSICO DE NORMAR E ROTINAS DEPARTAMENTO FINANCEIRO DISPOSIÇÕES INICIAIS O manual trás um resumo de algumas normas e rotinas que devem ser seguidas para o bom desempenho das tarefas necessárias para

Leia mais

1 SOBRE O PORTAL TRANSPES (e-transp)

1 SOBRE O PORTAL TRANSPES (e-transp) SUMÁRIO 1 SOBRE O PORTAL TRANSPES (e-transp)... 3 2 REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SISTEMA... 4 3 ACESSO AO SISTEMA (ATORES: TRANSPES/ CLIENTE)... 5 4 PRIMEIROS PASSOS (CADASTROS)... 7 4.1 Cadastros de

Leia mais

Cadastro Nacional das Entidades de Assistência Social CNEAS

Cadastro Nacional das Entidades de Assistência Social CNEAS Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Assistencia Social SNAS Departamento da Rede Socioassistencial Privada do SUAS DRSP Cadastro Nacional das Entidades de Assistência

Leia mais

A Talktelecom. Líder na América Latina. soluções em telecomunicações. pequenas, médias e grandes empresas. em telefonia computadorizada

A Talktelecom. Líder na América Latina. soluções em telecomunicações. pequenas, médias e grandes empresas. em telefonia computadorizada A Talktelecom Líder na América Latina em telefonia computadorizada Compete no mercado desde 1992 com soluções em telecomunicações Em plena sintonia com as novas tendências, continuamente desenvolve soluções

Leia mais

Organização, Execução, Registro de Treinamento e Avaliação de Eficácia da Capacitação.

Organização, Execução, Registro de Treinamento e Avaliação de Eficácia da Capacitação. PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 17 Organização, Execução, Registro de Treinamento e Avaliação

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

PÓS-GRADUAÇÃO EM SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: JOÃO ROBERTO LORENZETT COORDENAÇÃO DA FACULDADE: PRISCILA FAGUNDES COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: RAFAEL PARACHEN

Leia mais

1º PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR FAENE 2013.2 EDITAL Nº 002/2013

1º PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR FAENE 2013.2 EDITAL Nº 002/2013 1 1º PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR FAENE 2013.2 EDITAL Nº 002/2013 A FACULDADE ESCOLA DE NEGÓCIOS EXCELLENCE FAENE torna pública a abertura de inscrições para o Processo Seletivo 2013.2 destinado a selecionar

Leia mais

1. E STRUTURA DE CONTAS

1. E STRUTURA DE CONTAS C A P Í T U L O V I I I S E R V I Ç O D E C U S T Ó D I A D A C B L C 1. E STRUTURA DE CONTAS O Serviço de Custódia da CBLC mantém estrutura de Contas de Custódia individualizadas sob responsabilidade

Leia mais

MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS O presente manual tem por objetivo orientar

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra estão disponíveis em Meus pedidos.

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS Versão 1.0 SUMÁRIO 1. Descrição do Local de Acesso... 1 2. Módulo Registrar Diárias... 3 3. Módulo Aprovar Diárias... 11 4. Registrar Prestação de Contas...

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Tipos de Sistemas de Informação Sistemas sob a Perspectiva de Grupos Usuários Sistemas de apoio ao executivo (SAE); Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Segundo semestre de 2012

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE PROJETOS

MBA EM GESTÃO DE PROJETOS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE João Roberto Lorenzett COORDENAÇÃO DA FACULDADE Priscila Basto Fagundes COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Beth Schirmer

Leia mais

ANEXO A - Tabela de Preços dos Hóspedes em Trânsito

ANEXO A - Tabela de Preços dos Hóspedes em Trânsito ANEXO A - Tabela de Preços dos Hóspedes em Trânsito OBSERVAÇÕES: POSTO/CATEGORIA VALOR Suboficial R$ 40,00 Sargento R$ 40,00 Aluno da EEAR R$ 30,00 Servidor Civil com vínculo R$ 40,00 Servidor Civil sem

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SGP-104-R00 FÉRIAS DOS SERVIDORES

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SGP-104-R00 FÉRIAS DOS SERVIDORES MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SGP-104-R00 FÉRIAS DOS SERVIDORES 10/2015 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 02 de outubro de 2015. Aprovado, Antonia Valeria Martins Maciel 3 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX OUTROS. CAC-Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da SRF - e-cac

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX OUTROS. CAC-Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da SRF - e-cac VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX OUTROS Orientador Empresarial CAC-Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da SRF - e-cac INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF nº 580/2005

Leia mais

1. Objetivo do Projeto

1. Objetivo do Projeto PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VISNET - INTERNET E COMUNICAÇÃO Desenvolvimento de Site para CDL 1. Objetivo do Projeto O CDL Online é o mais novo sistema interativo especialmente projetado para criar

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE CURTA DURAÇÃO 2º SEMESTRE/2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE CURTA DURAÇÃO 2º SEMESTRE/2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE CURTA DURAÇÃO 2º SEMESTRE/2015 ABERTURA A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV DIREITO SP) torna pública a abertura das inscrições para os

Leia mais

SISTEMA DE GRERJ ELETRÔNICA JUDICIAL

SISTEMA DE GRERJ ELETRÔNICA JUDICIAL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DERUS Departamento de Relacionamento com o Usuário MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE GRERJ ELETRÔNICA JUDICIAL

Leia mais