GESTÃO DE PESSOAL VERSÃO 5.05

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GESTÃO DE PESSOAL VERSÃO 5.05"

Transcrição

1 GESTÃO DE PESSOAL VERSÃO 5.05 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B LISBOA Telfs.: URL: FTP: ftp.pmr.pt

2

3 CONTEÚDO INTRODUÇÃO 1 INTRODUÇÃO 1 UTILITÁRIOS DA EMPRESA 1 FICHEIROS 1 TABELAS FISCAIS 1 1- TABELAS COMUNS IRS REMUNERAÇÕES FIXAS/VARIÁVEIS (ART. 92) TABELA IRS REMUNERAÇÕES NÃO FIXAS SUSCEPTÍVEL DE REPORTE IMPORTAÇÃO DE TABELAS I.R.S ELIMINAÇÃO DE TABELAS I.R.S DESCONTOS OFICIAIS 5 TABELAS DE SALÁRIOS 1 INTRODUÇÃO 1 1- TABELAS DE CÓDIGOS DE MOVIMENTO TABELA DE ABONOS TABELA DE DESCONTOS TABELA DE FALTAS 9 2- TABELAS DE CONTRATOS TABELA DE TIPOS DE CONTRATO TABELA DE I.R.C.T S TABELA DE CATEGORIAS TABELA DE ESCALAS SALARIAIS TABELA DE NÍVEIS DE ESTRUTURA TABELAS LOCAIS/SECÇÕES TABELA DE TIPOS DE HORÁRIO TABELA DE SECÇÕES TABELA DE CENTROS DE CUSTO TABELA DE LOCAIS DE PAGAMENTO TABELA DE MOTIVOS DE SITUAÇÃO TABELAS DE QUALIFICAÇÕES 25 I

4 5.1- TABELA DE QUALIFICAÇÕES PROFISSIONAIS TABELA DE CURSOS TABELA DE QUADROS DE PESSOAL EMPRESA TABELA DE ESTABELECIMENTOS TABELA DE HABILITAÇÕES LITERÁRIAS TABELA DE PROFISSÕES TABELA DE SITUAÇÕES TABELA DE NÍVEIS TABELA DE INSTITUIÇÕES ESTATAIS TABELA DE SEGURANÇA SOCIAL TABELA DE SEGUROS TABELA DE SINDICATOS TABELA DE FERIADOS TABELA DE LIGAÇÃO À CONTABILIDADE 42 DADOS DO PESSOAL 1 DADOS DO PESSOAL TECLAS 1 1- DADOS DO PESSOAL SITUAÇÃO 2 2- DADOS DO PESSOAL PROFISSIONAIS 5 3- DADOS DO PESSOAL CIVIS DADOS DO PESSOAL PARA I.R.S DADOS DO PESSOAL MOVIMENTOS FIXOS DADOS DO PESSOAL PERÍODOS DE FÉRIAS 18 PROCESSAMENTO 1 1- PROCESSAMENTO DE MOVIMENTOS 1 2- RECOLHA DE MOVIMENTOS RECOLHA DE OBSERVAÇÕES 6 MAPAS 1 1- MAPAS MENSAIS 1 2- MAPAS NÃO MENSAIS 15 UTILITÁRIOS DE SALÁRIOS 1 1- FICHEIROS 1 2- ROTINA 2 LIGAÇÃO À CONTABILIDADE 1 LIGAÇÃO À CONTABILIDADE 1 II

5 CONFIGURAÇÃO DA ROTINA DE SALÁRIOS 1 1- CONFIGURAÇÃO DA ROTINA 1 2- DATA DE PROCESSAMENTO 3 CONVERSÃO 1 CONVERSÃO DA VERSÃO 4.84/ III

6

7 INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Programa concebido, para sistema operativo Windows, com base num conjunto de Tabelas alteráveis por datas, permitindo actualização das condições legais de tratamento de vencimentos, bem como a definição de condições particulares, quanto à forma de cálculo de Abonos e Descontos específica de cada utilizador. Além da emissão da totalidade dos Mapas Oficiais, o programa permite o acesso a toda uma série de elementos de caracter estatístico, constituindo a análise destes dados um bom auxiliar do Gestor de Pessoal. Permite: 1- Tratamento de Empresas Privadas, Estatais e Agrícolas. 2- Indicar por Mês o Número de dias a usar para o processamento de salários. 3- Tratamento do processamento por modo de Faltas ou Presenças, Dias ou Horas por Empregado. PESSOAL INTRODUÇÃO 1

8 4- Dados do Pessoal com informação organizada por blocos Situação, Profissionais, Civis, IRS, Fixos e Valores, salientando-se o Tipo de Contrato, Escala Salarial, Níveis de Estrutura, Tipo de Horário e Qualificação Profissional. 5- Possibilidade de actualização automática dos vencimentos em função de uma Tabela salarial. 6- Movimentos Fixos do Empregado, com limites entre datas, normalmente como complemento ao vencimento. 7- Emissão da listagem do Ficheiro de Cadastro, indicando, cronologicamente, a alteração da situação do Empregado (ex. uma promoção ou aumento de ordenado). 8- Efectuar vários processamentos num mesmo mês, com Mapas Mensais (ex. Segurança Social, Sindicatos e Imputações), que reflectirão a globalidade das operações do mês. 9- Eliminação de dados por limites, respeitantes aos processamentos efectuados, com vista à repetição dos processamentos em qualquer mês ou correcção imediata sem passar pela fase de cálculos. 10- Cálculo automático do IRS nos processamentos do mês, com os devidos acertos quando há lugar a mais de um processamento mensal. 11- Para Retroactivos, cálculo do IRS de acordo com os valores processados no mês em referência. 12- Tratamento de trabalhadores do Regime Geral, Remunerações não Fixas, Órgãos Sociais, Independentes, Estrangeiros não Residentes e Pensionistas sem Retenção. 13- Recibos ordenados por Local de Pagamento, Secção ou Geral e emitidos em formato Pré-Impresso ou em papel branco com a escolha do logotipo feita pelo utilizador. 14- Emissão Mapa de Notas e Moedas relativas aos valores a pagar, com totais por Locais de Pagamento. 15- Emissão de relações de pagamento por Bancos (Escudos/Euros). Opcionalmente pode fazer a emissão de cheques para pagamento. 16- Imputação de salários do mês, por trabalhador a diferentes Secções ou Centros de Custo. 17- Emissão de mapas com indicação de movimentos a seleccionar pelos utilizadores (Ex. Horas Extras, Faltas), relativas ao mês em curso, ou a movimentos acumulados ao longo do ano. 18- Boletim Individual de Remunerações, com discriminação nos 12 meses de todos os Abonos e Descontos processados. 19- Estatísticas de Faltas Remuneradas e Não Remuneradas, relativamente a cada trabalhador e por Secção. 20- Emissão do Mapa Quadros de Pessoal para o Ministério do Emprego. 21- Declaração anual para IRS Individual e Anexo J com opção de suporte magnético. 22- Ligação automática ao Pacote PMR Contabilidade, por Secção ou Centro de Custo, mediante preenchimento de Tabelas de Contas de correspondência. PESSOAL INTRODUÇÃO 2

9 23- Opção de entrega em Suporte Magnético das Folhas de Remuneração e Segurança Social, Transferências Bancárias das remunerações dos Empregados e Anexo J da Declaração Anual. 24- Possibilidade de numa única operação fazer processamento e tirar os mapas de diversas Empresas (Gabinetes). OPÇÕES PRINCIPAIS Supõe a criação e manutenção de um Ficheiro de Dados de Pessoal, declaração de IRS e Movimentos Fixos contendo os dados permanentes dos trabalhadores e a digitação dos dados ocasionais (Movimentos de Abonos, Descontos, Faltas ou Observações), de cada trabalhador sempre que é efectuado um processamento de vencimentos. O preenchimento das Tabelas é digitado na presença de ecrãs interactivos que mantendo diálogo com operador, sugerem permanentemente as respostas possíveis a cada parâmetro de personalização e alertam sempre que possível para erros cometidos. Na Tabela de Empresa o utilizador começará por definir a sua Empresa como Privada ou Estatal, podendo no caso de ser estatal efectuar em simultâneo processamento de trabalhadores do regime privado. Seguidamente deve optar se desejar trabalhar em Dias ou Horas. Implica esta escolha que os movimentos referentes a cada trabalhador, que tenham a ver com Vencimento Base ou Faltas, devem ser quantificados na unidade por que se optou. Deve definir depois se a forma de tratamento vai ser por Faltas ou Presenças. O Tratamento por Faltas é o mais usual já que evita a digitação a nível de movimentos, da quantidade de tempo trabalhado, limitando-se o operador a recolher eventuais faltas ou abonos ocorridos no período e referentes a cada trabalhador. O Sistema deduzirá as faltas e considerará como base de cálculo o vencimento do trabalhador definido no Ficheiro de Pessoas mais os Movimentos Fixos. O Tratamento por Presenças obriga a serem digitados todos os tempos a processar para cada trabalhador. Sendo um trabalho mais moroso, já é aconselhável em casos em que se pretende uma rigorosa imputação à Centros de Custo e se os trabalhadores, ao longo do mês, são imputados a diferentes Secções ou Centros de Custo. Pode indicar uma remuneração, mínima do sector, e assim se a empresa à Agrícola, pode fazer o tratamento de trabalhadores indiferenciados, estes têm um regime contributivo especial para a Segurança Social. PESSOAL INTRODUÇÃO 3

10 Também através do preenchimento das Tabelas respectivas são definidos os códigos de Abonos, Descontos e Faltas a utilizar e a respectiva forma de cálculo chamando-se desde já a atenção para a existência de códigos obrigatórios que são referidos nas respectivas Tabelas. Todos os Mapas e Documentos oficiais ou estatísticos são impressos a pedido e é sempre suposto que podem ser listados na totalidade ou em função de limites definidos na altura pelo operador. Os valores de meses e/ou anos anteriores podem ser acedidos para efeito de obtenção de Mapas sem qualquer restrição. Aconselhamos a que antes de transitar para o ano seguinte, seja feita uma cópia de segurança para novas disquetes com os dados referentes ao ano que finda, que ficam a constituir assim um arquivo permanente com um espaço de ocupação mínimo. Poderá assim o Gestor de Pessoal, em qualquer altura, dispôs de um meio rápido de consulta de todos os dados relativos a anos anteriores podendo proceder à sua impressão se o desejar. ORDEM DE TRABALHO SE VAI UTILIZAR A ROTINA PELA 1ª VEZ Preencha as Tabelas pela ordem do Menu de Tabelas. Recolha os dados dos Empregados para o Ficheiro de Dados de Pessoal e Declaração IRS. Indique os Movimentos Fixos de cada Empregado (se necessário). Para executar qualquer processamento deve proceder pela seguinte ordem (sem esquecer as cópias de segurança). Faça as alterações às Tabelas, Ficheiro de Dados de Pessoal, Declaração IRS e Movimentos Fixos, se os houver. Entre no Ficheiro de Processamento e indique o tipo de processamento a efectuar. Recolha os Movimentos necessários ao processamento se os houver. Atenção: Antes de recolher movimentos verifique se o mês na data de entrada está correcto. Tire uma listagem dos movimentos recolhidos, verifique se estão correctos e corrija os erros que tenha detectado. Pode então entrar no ponto de Procedimentos Automáticos (Cálculos). Procure conferir o resultado nem que seja por visualização no ecrã. Se tiver correcções pode efectuar as mesmas com a situação de Processamento Encerrado. Imprima os Mapas Mensais pretendidos. Imprima os Mapas Não Mensais pretendidos. PESSOAL INTRODUÇÃO 4

11 OPÇÕES MULTI EMPRESA É possível numa única operação fazer processamento e tirar os mapas de diversas Empresas (Gabinetes/Multi Empresas) só tem acesso a estas opções. Essas opções só têm acesso quando o operador entra na empresa STD (zero) e existem para os seguintes pontos do Menu. 4 PROCESSAMENTO 5 MAPAS MENSAIS Folha Remunerações, Recibos, Notas e Moedas, Bancos, Imputações a Secções, Segurança Social, Sindicatos, Seguro e IRS Retido. PESSOAL INTRODUÇÃO 5

12 6 MAPAS NÃO MENSAIS Boletim de Remunerações, Horas Extras, Declaração IRS, Quadros de Pessoal, Códigos de Movimento a indicar, Estatística de Faltas, Várias análises e Estatística por Datas. LIMITES O conjunto das Empresas a considerar pode ser indicado entre limites se as Empresas são contíguas, ou por uma Tabela até 10 números se as Empresas são alternadas. No ecrã onde introduz estes limites pode sempre visualizar a situação das Empresas para saber se estão em condições de ser processadas. Nas páginas seguintes são mostrados os ecrãs correspondentes a estas operações, com indicação dos limites e opções próprias deste tratamento em cadeia. PESSOAL INTRODUÇÃO 6

13 NOTA: Além da possibilidade dos procedimentos em cadeia, pode abrir na Empresa STD as Tabelas que são comuns para as outras Empresas. Na opção de abertura de uma nova Empresa, o Ficheiro de Tabelas é copiado para a empresa que está a iniciar, neste caso não é necessário voltar a recolher os códigos que já estão na empresa STD. No caso de alterações de Tabelas basta alterar na Empresa STD e através da opção Cópia para outra Empresa, pode indicar o número das Empresas que quer actualizar. Para as actualizações das Tabelas de IRS pode nos ecrãs respectivos de Utilitários indicar logo as Empresas a actualizar. PESSOAL INTRODUÇÃO 7

14

15 FICHEIROS UTILITÁRIOS DA EMPRESA REORGANIZAÇÃO/OPTIMIZAÇÃO DE FICHEIROS Estas operações permitem-lhe respectivamente tentar reparar Ficheiros avariados ou optimizar o espaço ocupado pelos Ficheiros. Tabelas Ficheiros SALTAB, SALFIS Empregados Ficheiro SALMST Movimentos Fixos Ficheiro SALFIX Movimentos Ficheiros SALMaamm, SALPRO Férias Ficheiro SALFFFaa Acumulados Ficheiros SALACMaa, SALACTaa, DM10, DM30 PESSOAL UTILITÁRIOS 1

16

17 TABELAS FISCAIS 1- TABELAS COMUNS IRS Nestas Tabelas, de utilização comum por todas as Empresas, devem definir-se as percentagens em vigor conforme cada uma das seguintes opções: 1.1- REMUNERAÇÕES FIXAS/VARIÁVEIS (ART. 92) - Não casado. - Casado Único Titular. - Casado Dois Titulares. - Susceptível de Reporte. - Deficientes: Não Casado. Casado Único Titular. Casado Dois Titulares. Susceptível de Reporte. DATA DE APLICAÇÃO DA TABELA Deve indicar a data a partir da qual a Tabela vai ser aplicada. PESSOAL TABELAS FISCAIS 1

18 REMUNERAÇÃO MENSAL Deve indicar o valor até ao qual são aplicadas as percentagens a digitar nos campos seguintes. DEPENDENTES Deve indicar as percentagens conforme as Tabelas Práticas publicadas anualmente, tendo em conta o Número de Dependentes TABELA IRS REMUNERAÇÕES NÃO FIXAS Esta Tabela só se aplica para casos em que não existe nenhuma verba fixa mensal no vínculo contratual com a Empresa, casos em que não se pode utilizar a Tabela das Taxas Gerais. A definição dos trabalhadores a que se aplicam estas Taxas é feita no Ficheiro Dados do Pessoal no campo "Taxa I.R.S.". Quando se verificar que o valor acumulado recebido ultrapassa o Limite Superior do Escalão previsto, o programa faz o acerto para o Escalão Superior cobrando nessa altura a diferença do IRS pela mudança de Escalão. PESSOAL TABELAS FISCAIS 2

19 DATA DE APLICAÇÃO DA TABELA Deve indicar a data a partir da qual a Tabela vai ser aplicada. LIMITE ANUAL Deve indicar o valor até ao qual é aplicada a percentagem a digitar no campo seguinte. TAXA Deve indicar a percentagem conforme a Tabela Prática publicada anualmente SUSCEPTÍVEL DE REPORTE Esta Tabela só se aplica para rendimentos respeitantes a anos anteriores. DATA DE APLICAÇÃO DA TABELA Deve indicar a data a partir da qual a Tabela vai ser aplicada. REMUNERAÇÃO MENSAL Deve indicar o valor até ao qual são aplicadas as percentagens a digitar nos campos seguintes. TAXAS Deve indicar as percentagens conforme as Tabelas Práticas publicadas anualmente, para os respectivos casos. NOTA: Em todas as Tabelas irá aparecer o campo "Data de Aplicação da Tabela", que se destina ao preenchimento da data a partir da qual entram em vigor os dados da Tabela. Sendo assim pode ter a mesma Tabela com várias datas, será este dado que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. TECLAS: F1 Para chamar a Ajuda. F3 O mesmo que Cancelar/Sair. ALT + Letra sublinhada num botão Como se carregasse no botão. Barra de Espaço quando colocado num botão Executa essa função. BOTÕES: Nova Tabela Para abrir uma Tabela com uma data diferente. Inserir Para abrir novos Escalões. Alterar Para alterar Escalões já existentes. Anular Para anular Escalões. Listagem Listagem da respectiva Tabela. Cancelar (F3) Permite sair da Tabela. Outras Datas Permite visualizar as Tabelas inseridas com datas diferentes. PESSOAL TABELAS FISCAIS 3

20 Ajuda (F1) Para aceder a um Ficheiro com alguns tópicos que o poderão ajudar no preenchimento da Tabela IMPORTAÇÃO DE TABELAS I.R.S. Cria Tabelas de I.R.S. a partir de um Ficheiro fornecido pela PMR. DATA DE APLICAÇÃO DA TABELA Deve indicar a respectiva data. VISUALIZAÇÃO DA SITUAÇÃO DAS EMPRESAS Esta opção permite-lhe verificar a situação em que se encontram cada uma das Empresas que estiverem abertas, em termos de Datas do Último Processamento executado e situação do mesmo. BOTÕES: OK Após confirmação executa a Importação das Tabelas de I.R.S. Cancelar (F3) Permite-lhe sair desta janela sem executar qualquer operação. Ajuda (F1) Para aceder a um Ficheiro com alguns tópicos que o poderão ajudar na execução desta operação ELIMINAÇÃO DE TABELAS I.R.S. DATA DE APLICAÇÃO DA TABELA Deve indicar a respectiva data a eliminar. NOTA: Só deve executar esta operação caso tenha a certeza de que já não vai necessitar das respectivas Tabelas. PESSOAL TABELAS FISCAIS 4

21 VISUALIZAÇÃO DA SITUAÇÃO DAS EMPRESAS Esta opção permite-lhe verificar a situação em que se encontram cada uma das Empresas que estiverem abertas, em termos de Datas do Último Processamento executado e situação do mesmo. BOTÕES: OK Após confirmação executa a Eliminação das Tabelas de I.R.S. Cancelar (F3) Permite-lhe sair desta janela sem executar qualquer operação. Ajuda (F1) Para aceder a um Ficheiro com alguns tópicos que o poderão ajudar na execução desta operação. 2- DESCONTOS OFICIAIS EM VIGOR DESDE Deve indicar a data a partir da qual as taxas serão aplicadas. Deve indicar as taxas a aplicar nos cálculos respectivos, sobre os Abonos com indicação que descontam para. BOTÕES: OK Para gravar as alterações que eventualmente tenham sido feitas. Cancelar (F3) Para sair sem gravar qualquer alteração que tenha sido feita. Outras Datas Permite visualizar as Taxas aplicáveis em diferentes datas. Ajuda (F1) Para aceder a um Ficheiro com alguns tópicos que o poderão ajudar no preenchimento da Tabela. PESSOAL TABELAS FISCAIS 5

22

23 INTRODUÇÃO TABELAS DE SALÁRIOS Estas Tabelas são de utilização própria de cada Empresa, mas uma vez criadas podem ser exportadas para qualquer Empresa. Na Abertura de uma Empresa os Ficheiros de Tabelas podem ser copiados da Empresa "STD". NOTA: Em todas as Tabelas irá aparecer o campo "Em vigor desde", que se destina ao preenchimento da data a partir da qual entram em vigor os dados da Tabela, sendo assim pode ter, por exemplo, o mesmo código de Abono com várias datas, será este dado que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 1

24 TECLAS: F1 Para chamar a Ajuda. F3 O mesmo que Cancelar/Sair. F4 Quando situado num campo de Código/Empregado chama a respectiva Tabela/Ficheiro. ALT + Letra sublinhada num botão Como se carregasse no botão. Barra de Espaço quando colocado num botão Executa essa função. BOTÕES: Inserir Para abrir novos Códigos. Alterar Para alterar Códigos já existentes. Anular Para anular Códigos. Ordenação/Pesquisa Permite indicar a ordenação pretendida para esta Tabela, tendo como opção a ordenação numérica ou alfabética. Permite fazer pesquisa por Código ou Designação. Permite visualizar ou não todas as Datas dos Códigos. Listagem Listagem da respectiva Tabela. Permite indicar a ordenação pretendida para esta Tabela, tendo como opção a ordenação numérica ou alfabética. Permite fazer pesquisa por Código ou Designação. Permite listar ou não todas as Datas dos Códigos. Cancelar (F3) Permite sair da Tabela. Ajuda (F1) Para aceder a um Ficheiro com alguns tópicos que o poderão ajudar no preenchimento da Tabela. Outras Datas Para visualizar outras datas para o mesmo Código. Anulação da Tabela Permite efectuar a anulação total da Tabela. Cópia p/outras Empresas Permite efectuar a cópia desta Tabela para outras Empresas. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 2

25 1- TABELAS DE CÓDIGOS DE MOVIMENTO 1.1- TABELA DE ABONOS EM VIGOR DESDE Permite digitar a data a partir da qual este Abono entra em vigor. Pode ter o mesmo Código de Abono com várias datas, sendo este dado que lhe permite reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO Campo com 3 dígitos para codificação do Abono. Códigos possíveis: 001 a 199, sendo os seguintes obrigatórios: 100 Vencimento Base (Desconta Segurança Social) 110 Vencimento Base (Não Desconta Segurança Social) DESIGNAÇÃO Campo com 22 caracteres para indicação da Designação do respectivo Abono. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 3

26 IRS Tipo Rendimento Se assinalado este Abono está sujeito a I.R.S., devendo então indicar um dos seguintes Tipos de Rendimento: A Trabalho Dependente B Trabalho Independente C Comissões E Capitais F Prediais G Mais Valias H Pensões R Retenções IRC (Art. 75º) S Rendimentos Isentos Sujeitos a Englobamento Empregado Se assinalado desconta I.R.S. e deverá indicar de seguida o período a que se refere este Abono. Período Para indicação do período de I.R.S. - Mês - Subsídio Natal - Subsídio Férias Isto porque o cálculo aplicável ao Subsídio Natal e Subsídio Férias (considerados como 13º/14º meses) é independente dos valores mensais. SEGURANÇA SOCIAL Empregado Se assinalado desconta. Patronal Se assinalado desconta. Folha Indicar através de lista pendente em que Folha Segurança Social deve constar o Abono em causa: - Normal - Retroactivos - Separada Coluna Indicar através de lista pendente em que Coluna do Mapa da Segurança Social deve constar o Abono em causa: - Normal - Comissões/Indemnizações - Férias/Natal PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 4

27 SEGURO Mapa Se assinalado consta no Mapa de Seguro. Folha Indicar através de lista pendente em que Folha do Mapa de Seguro deve constar o Abono em causa: - Normal - Retroactivos - Separada Coluna Indicar através de lista pendente em que Coluna do Mapa de Seguro deve constar o Abono em causa: - Normal - Comissões/Indemnizações - Férias/Natal Código p/disquete Segurança Social: C Comissões F Subsídio de Férias N Subsídio de Natal P Remunerações de carácter permanente X Outros subsídios 2 Rem. referente a férias pagas e não gozadas por cessação do contrato de trabalho 6 Diferenças de vencimento UNIDADE PAGAMENTO Define o valor unitário sobre o qual é calculado o Abono: - Salário Hora - Salário Dia - Salário Hora 2 Salário Hora que inclui além do Vencimento Base outros Abonos fixos, como Diuturnidades - Salário Dia 2 Salário Dia que inclui além do Vencimento Base outros Abonos fixos, como Diuturnidades - Valor na Tabela - Valor a Recolher CÁLCULO Entra p/salário Hora 2 Se assinalado entra para o cálculo do valor do Salário Hora 2. Entra p/salário Dia 2 Se assinalado entra para o cálculo do valor do Salário Dia 2. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 5

28 Factor de Multiplicação Factor incidente sobre o valor unitário definido nos dois campos anteriores. Ex.: H.Extras com 50% - Factor de Multiplicação = 150%. H. Extra Se assinalado considera que este Abono é Hora Extra (só permite assinalar se a Unidade de Pagamento for Salário Hora ou Salário Hora 2). Art. 4 Alínea Para elaboração do Mapa não Mensal de Horas Extras para Ministério do Trabalho, deverá indicar qual o Número do Art. 4º. Nº. 1 do Art. 4º Horas Extras Diurnas Nº. 2 do Art. 4º - Horas Extras Nocturnas Valor Só é digitado se o campo "Unidade Pagamento" estiver definido como "Valor na Tabela". OUTROS Quando Fixo Desconta Faltas Só para Abonos fixos (são os Abonos definidos para serem processados todos os meses automaticamente a cada trabalhador, casos das Diuturnidades, Abonos para Falhas, etc.) que se recolhem no Ficheiro Movimentos Fixos. Se assinalado desconta a parte proporcional às Faltas. Se não assinalado paga sempre a totalidade do Abono fixo. Subsídio de Alimentação Se assinalado considera que este Abono é Subsídio de Alimentação (está sujeito aos limites legais p/descontos). Quadros de Pessoal Se assinalado entra para o Mapa de Quadros de Pessoal. Coluna Indicar através de lista pendente em que coluna do Mapa de Quadros de Pessoal deve constar o Abono em causa: - Base - Regulares - T. Suplementar - Não Regulares Recolhe Datas Se assinalado permite na Recolha de Movimentos digitar o período a que se refere o Abono (Mês/Dia). PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 6

29 1.2- TABELA DE DESCONTOS EM VIGOR DESDE Data a partir da qual o desconto entra em vigor. Pode ter o mesmo Código de Desconto com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO Campo com 3 dígitos para codificação do Desconto. Códigos possíveis: 200 a 299, sendo os seguintes obrigatórios (reservados): 200 Taxa Social Única I.R.S. (automático) 203 I.R.S. - Acertos 204 Sindicato Caixa Geral de Aposentações 207 PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 7

30 208 A.D.S.E. 209 I.R.S. (Manual) Quando este código 209 é recolhido com o mês do processamento, o valor de Acerto IRS entra no cálculo do Imposto do mês. Se é recolhido com mês diferente do mês do processamento, o valor não entra para cálculo do IRS no mês, só acerta valores acumulados. DESIGNAÇÃO Campo com 22 caracteres para indicação da Designação do respectivo Desconto. PERCENTAGEM Só para Descontos particulares em percentagem, pois os Descontos oficiais têm as percentagens definidas em Ficheiros Descontos Oficiais. Define a percentagem a calcular sobre o valor dos Abonos a indicar. ABONOS No caso de ter definido uma percentagem deverá indicar os Abonos sobre os quais esta percentagem deve incidir. VALOR No caso do desconto não ser feito em percentagem deverá indicar o valor a descontar. IRS Declaração Individual Se assinalado consta na Declaração Individual, devendo indicar no campo seguinte, através de lista pendente indicar o tipo de Dedução de IRS: - Cont. Obrig. Prot. Social - Quotizações Sindicais - Outros Cx. Aposentações Código Situação Código com 2 dígitos, conforme a Tabela de Códigos de Situação da Caixa Geral de Aposentações. Para a emissão do Mapa para esta instituição. É pedida a recolha deste campo para os códigos de Desconto superiores a 209. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 8

31 1.3- TABELA DE FALTAS EM VIGOR DESDE Data a partir da qual esta Falta entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Falta com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO Campo com 3 dígitos para codificação da Falta. Códigos possíveis de 300 a 399. DESIGNAÇÃO Campo com 22 caracteres para indicação da Designação da respectiva Falta. VENCIMENTO Desconta Se assinalado este Código de Falta será considerado Falta não Remunerada. Redução Indicar qual a percentagem a descontar ao Vencimento. Código Abono p/diferença Quando percentagem do campo "Redução" inferior a 100% indicar qual o Abono para pagamento da diferença. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 9

32 TRATAMENTO DESCANSO SEMANAL/FERIADOS Recolhe Datas Se assinalado permite na Recolha de Movimentos digitar o período a que se refere a Falta (Mês/Dia). Código de Falta Indicar o Código de Falta Remunerada ou não Remunerada para que seja feito o desdobramento no caso do período de faltas coincidir com dias do Descanso Semanal ou Feriados. Estatística Se assinalado este Código de Falta será considerado para efeitos estatísticos. Máximo Dias/Ano Lei Número Máximo de dias por ano admitido por lei. CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES Código Situação Código com 2 dígitos, conforme a Tabela de Códigos de Situação da Caixa Geral de Aposentações. Para a emissão do Mapa para esta instituição. Perde Efectividade? S/N Esta indicação é necessária para a emissão do Mapa da Caixa Geral de Aposentações. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 10

33 2- TABELAS DE CONTRATOS 2.1- TABELA DE TIPOS DE CONTRATO EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Tipo de Contrato com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO Campo com 2 dígitos para codificação do Tipo de Contrato. Códigos possíveis de 1 a 99. DESIGNAÇÃO Campo com 25 caracteres para indicação da Designação do respectivo Tipo de Contrato. CATEGORIA RENDIMENTO Indicar qual, tendo as seguintes opções: - Trabalho Dependente - Trabalho Independente PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 11

34 - Comissões - Capitais - Prediais - Mais Valias - Pensões PROCESSAMENTOS AUTOMÁTICOS Executa Se assinalado entra no Processamento Automático (processa Vencimento Base + Fixos). Recolhe Movimentos Se assinalado permite executar Recolha de Movimentos. TIPO DE CONTRATO Sem Termo Permanente. Contrato a Prazo Se assinalado, na Ficha do Empregado vai abrir campos para recolha de dados relativos ao Contrato. Situação Residual Para qualquer situação não enquadrável. Número Meses Para indicar por quantos meses será o contrato. Número Dias Pré-Aviso Para indicar com quantos dias de antecedência o Empregado deve ser avisado da sua situação em relação ao Contrato. Número Máximo Renovações Para indicar quantas renovações podem ser feitas. Quadros de Pessoal Se assinalado é considerado para o Mapa de Quadros de Pessoal. DESCONTA Caixa Geral Aposentações Se assinalado desconta. ECRÃS NA FICHA Deverá assinalar os ecrãs que pretende ter presentes na Ficha do Empregado. - Profissionais - Civis - IRS - Fixos -.Cadastro - Valores PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 12

35 2.2- TABELA DE I.R.C.T S EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de I.R.C.T. com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO Campo com 2 dígitos para codificação do I.R.C.T. DESIGNAÇÃO Campo com 40 caracteres para indicação da Designação dos respectivos IRCT's. PUBLICADO BOL. TRABALHO E EMPREGO N Deverá indicar o número e a data de publicação do Boletim de Trabalho e Emprego. DATA ÚLTIMA TABELA SALARIAL Deverá indicar a Data respectiva. NÚMERO HORAS/SEMANA MÁXIMO Deverá indicar o número máximo de horas que o Empregado pode trabalhar por semana. NÚMERO MÁXIMO MESES EXPERIÊNCIA Deverá indicar o número máximo de meses que o Empregado pode estar em regime de experiência. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 13

36 CÓDIGO I.R.C.T. PARA QUADROS DE PESSOAL Campo com 5 caracteres com o código oficial fornecido pelos Serviços. Pode ser obtido pela Internet a partir do site PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 14

37 2.3- TABELA DE CATEGORIAS Pode ser organizada por I.R.C.T. ou de utilização geral. EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Categoria com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. IRT Deve indicar o código da Tabela de IRCT (ou 0 Geral). CÓDIGO Campo com 6 caracteres para codificação da Categoria. DESIGNAÇÃO Campo com 15 caracteres para indicação da Designação das respectivas Categorias por cada I.R.C.T. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 15

38 CÓDIGO I.R.C.T. PARA QUADROS DE PESSOAL Campo com 5 caracteres com o código oficial fornecido pelos Serviços. Pode ser obtido pela Internet a partir do site NÍVEL REMUNERATÓRIO Campo com 3 caracteres com o código para a Caixa Geral de Aposentações. Só usado em Empresas Estatais. ÓRGÃOS SOCIAIS Indicar se esta Categoria pertence aos Órgãos Sociais da Empresa. Só usado no Balanço Social TABELA DE ESCALAS SALARIAIS Pode ser organizada por I.R.C.T. ou de utilização geral. EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Escala Salarial com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 16

39 CÓDIGO VENCIMENTO Deverá indicar o código e Vencimento por cada IRCT. Este dado pode ser utilizado para a actualização na Ficha do Empregado TABELA DE NÍVEIS DE ESTRUTURA EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Nível de Estrutura com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO IRCT Para indicação do Código de IRCT. (Tabela IRCT). CÓDIGO NÍVEL DE ESTRUTURA/ DESIGNAÇÃO Para indicação do Código e Designação dos respectivos Níveis de Estrutura. (Estes códigos correspondem às Categorias, dando a possibilidade de indicação do Vencimento Base). PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 17

40 CÓDIGO ESCALA SALARIAL Indicação do Código de Escala Salarial (Tabela Escala Salarial), para atribuição do Vencimento Base. NOTA: Se trabalhar com Tabela de IRCT, Tabela de Escala Salarial e Tabela de Níveis de Estrutura na Ficha do Empregado o campo Vencimento Base é automaticamente preenchido. 3- TABELAS LOCAIS/SECÇÕES 3.1- TABELA DE TIPOS DE HORÁRIO EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Tipo de Horário com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 18

41 CÓDIGO/ DESIGNAÇÃO Dos respectivos Tipos de Horário. UNIDADE Para indicar a Unidade a utilizar para o Processamento, Horas ou Dias. MODO TRATAMENTO Para indicar o Modo de Tratamento a utilizar para o Processamento, tendo com opções Faltas ou Presenças. Faltas O Vencimento Base é calculado automaticamente só devendo ser recolhidas as Faltas dos Empregados ou Abonos não regulares. Presenças Os dias ou horas de trabalho deverão ser recolhidas para todos os Empregados. DESCANSO SEMANAL Para indicar os dias que correspondem ao Descanso Semanal. HORAS SEMANA Para indicar o número de horas a trabalhar por semana. HORAS MÊS Para indicar o número de horas a trabalhar por mês. BALANÇO SOCIAL Indicar o tipo de horário para Balanço Social. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 19

42 3.2- TABELA DE SECÇÕES EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Secção com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO Para indicação do código (9 dígitos) e designação das respectivas Secções. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Dos respectivos Centros de Custo. NOTA: Pode ser utilizado para imputação a uma Contabilidade com Contas por Centro de Custo, devendo então coincidir com a Tabela correspondente aberta na Contabilidade. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 20

43 3.3- TABELA DE CENTROS DE CUSTO EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Centro de Custo com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO Campo com 9 dígitos para codificação do Centro de Custo. DESIGNAÇÃO Campo com 25 caracteres para indicação da designação dos respectivos Centros de Custo. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 21

44 3.4- TABELA DE LOCAIS DE PAGAMENTO EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Locais de Pagamento com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO Para indicação do código (4 dígitos) e designação dos respectivos Locais de Pagamento. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Dos respectivos Locais de Pagamento. NOTA: Trata-se de uma classificação que permite ordenar os trabalhadores com vista à recolha e aos mapas que visam o pagamento, caso dos Recibos e Folha de Remunerações. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 22

45 4- TABELA DE MOTIVOS DE SITUAÇÃO ADMISSÃO Em vigor desde Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Admissão com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. Código/Designação Para indicação do código e designação dos motivos de Admissão. PROMOÇÃO Em vigor desde Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Promoção com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. Balanço Social Indicar a classificação para Balanço Social. Código/Designação Para indicação do código e designação dos motivos de Promoção. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 23

46 SUSPENSÃO Em vigor desde Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Suspensão com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. Código/Designação Para indicação do código e designação dos motivos de Suspensão. DEMISSÃO Em vigor desde Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Demissão com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. Código/Designação Para indicação do código e designação dos motivos de Demissão. Balanço Social Indicar a classificação para Balanço Social. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 24

47 5- TABELAS DE QUALIFICAÇÕES 5.1- TABELA DE QUALIFICAÇÕES PROFISSIONAIS EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Qualificação Profissional com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Para indicação do código e designação das Qualificações Profissionais. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 25

48 5.2- TABELA DE CURSOS EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código de Curso com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Para indicação do código e designação dos Cursos. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 26

49 6- TABELA DE QUADROS DE PESSOAL 6.1- EMPRESA EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 27

50 ASSOCIAÇÕES PATRONAIS Código/Designação Para indicação das Associações Patronais em que a Empresa está filiada. Pode ser obtido pela Internet a partir do site VOLUME DE VENDAS Para indicação do Volume de Vendas do ano anterior. ANO DE CONSTITUIÇÃO DA EMPRESA Para indicação do ano respectivo. NATUREZA JURÍDICA: Código/Designação Para indicação do código e designação da Natureza Jurídica, segundo as Tabelas do Ministério. Pode ser obtido pela Internet a partir do site FERIADO MUNICIPAL (MM/DD) Para indicar o Mês e Dia respectivos. TELEFONE Para indicar o telefone da Empresa. FAX Para indicar o fax da Empresa. PERCENTAGEM DE CAPITAL Para indicar a distribuição das percentagens de capital da Empresa, pelas opções: - Privado - Estrangeiro - Público PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 28

51 6.2- TABELA DE ESTABELECIMENTOS EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Deverá indicar o Estabelecimento. MORADA Deverá indicar a morada do respectivo Estabelecimento. LOCALIDADE Deverá indicar a Localidade do respectivo Estabelecimento. CÓDIGO PAÍS Deverá indicar o País do respectivo Estabelecimento. CÓDIGO POSTAL Deverá indicar o Código Postal do respectivo Estabelecimento. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 29

52 TELEFONE Deverá indicar o indicativo e telefone do respectivo Estabelecimento. FAX Deverá indicar o indicativo e fax do respectivo Estabelecimento. Deverá indicar o do respectivo Estabelecimento. LOCALIZAÇÃO Deverá indicar C Continente, M Madeira ou A Açores.. DISTRITO/CONCELHO/FREGUESIA Deverá indicar o Código do correspondente ao respectivo Estabelecimento, segundo as Tabelas do Ministério. Essa Tabela é recolhida nos Ficheiros Comuns (por instalação). ACTIVIDADE PRINCIPAL: Código/Designação Deverá indicar o Código e Designação da Actividade Principal do respectivo Estabelecimento (segundo Cartão Pessoa Colectiva). INSTITUIÇÃO SEGURANÇA SOCIAL: Código/Designação Deverá indicar o Código e Designação do C.R.S.S. do respectivo Estabelecimento. Número Contribuinte Deverá indicar o Número de Contribuinte (Segurança Social) do respectivo Estabelecimento. Número Sequencial Deverá indicar um Número Sequencial a partir do zero para a Sede e depois 1, 2, 3, etc. para os restantes Estabelecimentos para entrega de Quadros de Pessoal emsuporte digital. O número de um estabelecimento que deixe de existir não deverá ser reutilizado Feriado Municipal (MM/DD) Deverá indicar o Mês e Dia de Feriado Municipal. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 30

53 6.3- TABELA DE HABILITAÇÕES LITERÁRIAS EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Deverá indicar o Código e Designação das Habilitações respectivas, aconselha-se a utilização das Tabelas do Ministério do Emprego e Segurança Social, estas só utilizam 3 dígitos. CÓDIGO HABILITAÇÕES ANEXO V Campo com 3 caracteres com o código oficial fornecido pelos Serviços. Pode ser obtido pela Internet a partir do site BALANÇO SOCIAL Deverá indicar o nível de ensino para o Balanço Social, Quadro 1.8. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 31

54 6.4- TABELA DE PROFISSÕES EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Deverá indicar o Código e Designação das Profissões, aconselha-se a utilização da Classificação Nacional das Profissões. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 32

55 6.5- TABELA DE SITUAÇÕES EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Deverá indicar o Código e Designação da Situação do trabalhador para a emissão dos Quadros de Pessoal, aconselha-se a utilização das Tabelas do Ministério do Emprego e Segurança Social, estas só utilizam 1 dígito. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 33

56 6.6- TABELA DE NÍVEIS EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Deverá indicar o Código e Designação do nível de qualificação para o Balanço Social, Quadros 1.1, 1.9 e PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 34

57 7- TABELA DE INSTITUIÇÕES ESTATAIS CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES Em vigor desde Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. Código/Designação Deverá indicar o Código e Designação da respectiva instituição. Número Contribuinte Deverá indicar o Número de Contribuinte respectivo. ADSE. Em vigor desde Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. Código/Designação Deverá indicar o Código e Designação da respectiva instituição. Número Contribuinte Deverá indicar o Número de Contribuinte respectivo. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 35

58 PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 36

59 7.1- TABELA DE SEGURANÇA SOCIAL EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Deverá indicar o código e designação do respectivo Centro Regional de Segurança Social. C.R.S.S: Código Deverá indicar o código do C.R.S.S. (conforme Tabela desta Instituição). Designação Deverá indicar a designação do C.R.S.S. NÚMERO CONTRIBUINTE Deverá indicar o Número de Contribuinte da Empresa (6 dígitos)em relação ao C.R.S.S. CÓDIGO DE TAXA Deverá indicar os 3 dígitos do código de taxa (0 Nornal). PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 37

60 MORADA: ESTABELECIMENTO Para a emissão do mapa de Segurança Social. Se não assinalar será impressa a morada definida na Configuração da Empresa. Se assinalar então deverá indicar através de lista pendente o Estabelecimento para impressão da respectiva morada. TIPO DE CAIXA Normal Se assinalado as percentagens a aplicar são as definidas em Tabelas Fiscais - Descontos Oficiais. Especial Se assinalado deverá indicar na janela seguinte os campos: Percentagem Patronal Percentagem Empregados Remuneração Mínima Sector valor a partir do qual não são efectuados descontos para a Segurança Social Códigos da abono de Subsídios de Natal e de Férias NÚMERO MÁXIMO DE MESES P/DESCONTO DE 1º EMPREGO Deverá indicar o Número de Meses em que a Entidade Patronal ficará isenta de descontos para esta Instituição, se estiver a definir uma Caixa Especial para caso de 1º. Emprego. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 38

61 7.2- TABELA DE SEGUROS EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Deverá indicar o código e designação da Companhia de Seguros. NÚMERO APÓLICE Deverá indicar o Número de Apólice respectivo. PRÉMIO Deverá indicar a percentagem do Prémio de Seguro. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 39

62 7.3- TABELA DE SINDICATOS EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. CÓDIGO/DESIGNAÇÃO Deverá indicar o código e designação do Sindicato. Para Códigos superiores a 799 os abonos abaixo indicados são os que não descontam. MORADA Deverá indicar a morada do respectivo Sindicato. LOCALIDADE Deverá indicar a localidade do respectivo Sindicato. CÓDIGO DO PAÍS Deverá indicar através de lista pendente o País respectivo. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 40

63 CÓDIGO POSTAL Deverá indicar através de lista pendente o Código Postal respectivo. PERCENTAGEM Deverá indicar a percentagem a descontar para esta Instituição. ABONOS Deverá indicar os Abonos sobre os quais vai incidir a percentagem de desconto definida no campo anterior. Para Códigos superiores a 799 os abonos são os que não descontam. 8- TABELA DE FERIADOS ANO Deve indicar o ano para o qual vai executar a recolha da Tabela. DATA Deve indicar o Dia e Mês (Feriado). PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 41

64 9- TABELA DE LIGAÇÃO À CONTABILIDADE EM VIGOR DESDE Data a partir da qual este Código entra em vigor. Pode ter o mesmo código com várias datas, o que lhe vai permitir reconstituir situações de anos anteriores ou simular situações futuras. SECÇÃO/CENTRO DE CUSTO Recolhe o código da Secção ou Centro de Custo conforme esteja definido na Configuração da Rotina. CÓDIGO A RECOLHER Abonos, Descontos, Códigos Obrigatórios (Avanços/Arredondamentos) ou Encargos Patronais (Segurança Social). DEBITO/CRÉDITO D Débito C Crédito PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 42

65 CONTA Recolha da Conta do POC. TERC./C.C Se a Tabela é definida por Secções terá que indicar a classificação complementar da Conta, quando exista. Se a Tabela é definida por Centros de Custo, não preenche. PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 43

66 PESSOAL TABELAS DE SALÁRIOS 44

67 DADOS DO PESSOAL DADOS DO PESSOAL TECLAS F1 Para chamar a Ajuda. F3 O mesmo que Cancelar/Sair. F4 Quando situado num campo de Código chama a respectiva Tabela. ALT + Letra sublinhada num botão Como se carregasse no botão. Barra de Espaço quando colocado num botão Executa essa função. BOTÕES: Visualizar Para consultar dados sem permitir alterações. Inserir Para abrir novos Empregados. Alterar Para alterar dados de Empregados já existentes. Anular Para eliminar Empregados do Ficheiro. Ordenação/Pesquisa Permite indicar a ordenação pretendida, tendo como opção a ordenação numérica ou alfabética. Permite fazer pesquisa por Número ou Nome. Permite visualizar ou não todas as Datas dos Empregados. Listagem Listagem do Ficheiro com limites por Número de Empregado. Pode listar ou não Empregados demitidos. Permite imprimir a Ficha ou o Cadastro do Empregado ou ambos. Cancelar (F3) Permite sair do programa de pessoal. Ajuda (F1) Para aceder a um Ficheiro com alguns tópicos que o poderão ajudar no preenchimento da Ficha. PESSOAL DADOS DO PESSOAL 1

68 1- DADOS DO PESSOAL SITUAÇÃO DATA Data a partir da qual os dados deste Empregado serão acessíveis. Em Alteração deve ser introduzida uma nova data sempre que as alterações impliquem uma nova situação para cálculos/cadastro, etc. Só deve ser mantida a mesma data em alterações que não afectem os casos citados. Ex. Se o nome estava mal digitado. NÚMERO Campo com 6 dígitos para codificação dos Empregados. NOME Campo com 35 caracteres para identificação dos Empregados. ADMISSÃO Deve indicar a data de admissão dos Empregados. Código Deve indicar através de lista pendente o motivo de admissão dos Empregados, valida com Tabela respectiva. PESSOAL DADOS DO PESSOAL 2

69 PROMOÇÃO Deve indicar a data de promoção dos Empregados. Código Deve indicar através de lista pendente o motivo de promoção dos Empregados, valida com Tabela respectiva. SUSPENSÃO Deve indicar a data de suspensão dos Empregados. Código Deve indicar através de lista pendente o motivo de suspensão dos Empregados, valida com Tabela respectiva. DEMISSÃO Deve indicar a data de demissão dos Empregados. Código Deve indicar através de lista pendente o motivo de demissão dos Empregados, valida com Tabela respectiva. TIPO DE CONTRATO: Data Início Deve indicar a data de início do contrato. Código Deve indicar através de lista pendente o Tipo de Contrato, conforme Tabela respectiva. Se o contrato é a prazo, pode através do botão C.Prazo indicar as informações pedidas. Tipo de Rendimento Assume automaticamente conforme o Tipo de Contrato digitado no campo anterior. Taxa I.R.S. Deve indicar o Regime de I.R.S., e a respectiva Taxa. Se o Regime de I.R.S. for "Geral (Art. 92)" assume a taxa praticada no último processamento. Para os trabalhadores com Regime I.R.S. "Remunerações Não Fixas" deve ser preenchida a taxa correspondente ao valor que previsivelmente o trabalhador venha a atingir, conforme os escalões em vigor na respectiva Tabela. Para os trabalhadores que tenham optado pela Taxa Fixa, deve indicar a percentagem, o programa limita-se a aplicar esta taxa a todos os rendimentos passíveis de I.R.S. O mesmo tratamento é feito para os trabalhadores Independentes e para os Comissionistas. Para os Pensionistas, a taxa recolhida deve ter em conta os valores eventualmente pagos por outras entidades. Para os trabalhadores Estrangeiros não Residentes, deve ser recolhida a taxa liberatória em vigor. PESSOAL DADOS DO PESSOAL 3

70 Se mudou o Tipo mas continua na mesma Categoria de Rendimento deve alterar a data da Declaração. BOTÕES: Situação/Profissionais/Civis/IRS Para aceder directamente à parte da Ficha desejada. Atenção: Se aceder a outro ecrã sem fazer OK as alterações porventura efectuadas não serão gravadas. Fixos Para aceder ao Ficheiro de movimentos fixos. Valores Para visualizar os valores acumulados ou o histórico (valores por códigos) do ano em curso. OK Para gravar as alterações que eventualmente tenham sido feitas. Cancelar (F3) Para sair sem gravar qualquer alteração que tenha sido feita. Ajuda (F1) Para aceder a um Ficheiro com alguns tópicos que o poderão ajudar no preenchimento.! - Para aceder ao Empregado anterior quando em Visualização. " - Para aceder ao próximo Empregado quando em Visualização. PESSOAL DADOS DO PESSOAL 4

Gestão de Pessoal. VERSÃO 5.2 e superiores. PMR-Software 26 de Maio de 2015

Gestão de Pessoal. VERSÃO 5.2 e superiores. PMR-Software 26 de Maio de 2015 Gestão de Pessoal VERSÃO 5.2 e superiores PMR-Software 26 de Maio de 2015 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B 1900-410 LISBOA Telefones: 218 472 590/1/2 URL: www.pmr.pt

Leia mais

Gestão de Recursos Humanos

Gestão de Recursos Humanos Gestão de Pessoal Definição A Gestão de Pessoal implica não apenas o tratamento oficial do esquema de remunerações, mas também a manutenção do Cadastro dos Empregados, Higiene e Segurança no Trabalho,

Leia mais

Controle e execute tudo o que está relacionado com Pessoal e Salários com um software eficaz e preparado para completar todas as tarefas nesta área

Controle e execute tudo o que está relacionado com Pessoal e Salários com um software eficaz e preparado para completar todas as tarefas nesta área Descritivo completo Pessoal 2008 Controle e execute tudo o que está relacionado com Pessoal e Salários com um software eficaz e preparado para completar todas as tarefas nesta área Benefícios Solução completa;

Leia mais

Mais-valias WinGSL v17.4.13... 5 1. Relatório Único... 5 Mais-valias WinGSL v17.4.04... 6 1. Introdução... 6 2. WinGSL... 6 2.1 Sobre Taxa... 6 2.

Mais-valias WinGSL v17.4.13... 5 1. Relatório Único... 5 Mais-valias WinGSL v17.4.04... 6 1. Introdução... 6 2. WinGSL... 6 2.1 Sobre Taxa... 6 2. Mais-valias WinGSL v17.4.13... 5 1. Relatório Único... 5 Mais-valias WinGSL v17.4.04... 6 1. Introdução... 6 2. WinGSL... 6 2.1 Sobre Taxa... 6 2.2 Duodécimos dos Subsídios... 7 Mais-valias WinGSL v17.4.00...

Leia mais

GESTOR E FICHEIROS COMUNS

GESTOR E FICHEIROS COMUNS GESTOR E FICHEIROS COMUNS VERSÃO 5.100 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B 1900-410 LISBOA Telfs.: 218 472 590 / 1 / 2 URL: www.pmr.pt E-Mail: pmr@kqnet.pt FTP: ftp.pmr.pt

Leia mais

PHC Pessoal BENEFÍCIOS. _Automatização total de processos. _Mapas legais e obrigatórios. _Simulação de vencimentos. _Tratamento de recibos verdes

PHC Pessoal BENEFÍCIOS. _Automatização total de processos. _Mapas legais e obrigatórios. _Simulação de vencimentos. _Tratamento de recibos verdes PHCPessoal DESCRITIVO O módulo de Pessoal contempla totalmente as necessidades relativas à gestão de funcionários, processamento de vencimentos, férias, faltas e mapas legais, e está acompanhado de inúmeras

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Apresentação 1 1 Apresentação MANUAL DE UTILIZAÇÃO Revisão 2005.01 Bem vindo ao programa de Gestão de Pessoal AstorSal da Astormatica. GENERALIDADES Todas as datas estão no formato DD/MM/AA. Ao longo de

Leia mais

CONTABILIDADE VERSÃO 5.100

CONTABILIDADE VERSÃO 5.100 CONTABILIDADE VERSÃO 5.100 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B 1900-410 LISBOA Telfs.: 218 472 590/1/2 URL: www.pmr.pt E-Mail: pmr@kqnet.pt FTP: ftp.pmr.pt Conteúdo Conteúdo

Leia mais

PHC Pessoal CS. A gestão de Pessoal e Salários

PHC Pessoal CS. A gestão de Pessoal e Salários PHC Pessoal CS A gestão de Pessoal e Salários A solução que contempla as necessidades relativas à gestão de funcionários, processamento de vencimentos, férias, faltas e mapas legais, assim como inúmeras

Leia mais

PHC Pessoal CS. A gestão de Pessoal e Salários

PHC Pessoal CS. A gestão de Pessoal e Salários PHC Pessoal CS A gestão de Pessoal e Salários A solução que contempla as necessidades relativas à gestão de funcionários, processamento de vencimentos, férias, faltas e mapas legais, assim como inúmeras

Leia mais

GM RECURSOS HUMANOS HUMANOS. O parceiro ideal nas tecnologias de Informação

GM RECURSOS HUMANOS HUMANOS. O parceiro ideal nas tecnologias de Informação GM RECURSOS O GM Recursos Humanos é a solução desenvolvida pela MacWin para a gestão do Capital Humano da sua empresa. Apoiada num interface intuitivo mas altamente eficiente, a solução torna-se extraordinariamente

Leia mais

RECURSOS HUMANOS. Âmbito

RECURSOS HUMANOS. Âmbito Página1 RECURSOS HUMANOS Âmbito Gestão de O MultiRH é um sistema desenvolvido especificamente para a área dos capaz de fornecer todas as respostas necessárias às exigências das organizações e a sua implementação

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio!

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio! Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP Otimize a Gestão do Seu Negócio! Universo da Solução de Gestão SENDYS ERP Financeira Recursos Humanos Operações & Logística Comercial & CRM Analytics & Reporting

Leia mais

PHC Pessoal CS. vencimentos com um clique ππ Automatização total de processos ππ Mapas legais e obrigatórios

PHC Pessoal CS. vencimentos com um clique ππ Automatização total de processos ππ Mapas legais e obrigatórios O módulo PHC Pessoal contempla as necessidades relativas à gestão de funcionários, processamento de vencimentos, férias, faltas e mapas legais, e está acompanhado de inúmeras análises para um controlo

Leia mais

ANTES DE ATUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO

ANTES DE ATUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO GPV Gestão de Pessoal e Vencimentos Versão 5.3.72 Janeiro de 2012 Este documento refere as principais alterações implementadas na versão 5.3.72 e passa a fazer parte integrante do manual do programa. ANTES

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

PHC Pessoal CS. A gestão de Pessoal e Salários

PHC Pessoal CS. A gestão de Pessoal e Salários PHC Pessoal CS A gestão de Pessoal e Salários A solução que contempla as necessidades relativas à gestão de funcionários, processamento de vencimentos, férias, faltas e mapas legais, assim como inúmeras

Leia mais

GESTOR E FICHEIROS COMUNS

GESTOR E FICHEIROS COMUNS GESTOR E FICHEIROS COMUNS VERSÃO 4.83 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B 1900-410 LISBOA Telfs.: 218 472 590 1 2 URL: www.pmr.pt E-Mail: pmr@mail.telepac.pt FTP: ftp.pmr.pt

Leia mais

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA wgig GIGrecibos Sistema de Emissão de Recibos de Donativos Para Igrejas Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA tel: 266403273 www.vibis.com 1 Conteúdo wgig... 1 Avisos legais...

Leia mais

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas

JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas Índice Índice 1. Facturação...1 1.1. Gestão de Notas de Honorários...2 1.1.1. Emitir uma Nota de Honorários...3 1.1.2. Consultar Notas de Honorários Emitidas... 18

Leia mais

Gestão de Contabilidade

Gestão de Contabilidade Gestão de Contabilidade VERSÃO 5.2 e superiores PMR-Software 28 de Agosto de 2014 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B 1900-410 LISBOA Telefones.: 218 472 590/1/2 URL: www.pmr.pt

Leia mais

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 2009 CATÁLOGO DE FORMAÇÃO INDICE INDICE...2 ÂMBITO...4 1. GESVEN - GESTÃO DE PESSOAL E VENCIMENTOS CGV02 Gestão Base de Cadastro...5 CGV03 Report Writer (Base)...5 CGV04 Processamento

Leia mais

PHC Pessoal CS BENEFÍCIOS

PHC Pessoal CS BENEFÍCIOS O módulo PHC Pessoal contempla as necessidades relativas à gestão de funcionários, processamento de vencimentos, férias, faltas e mapas legais, e está acompanhado de inúmeras análises para um controlo

Leia mais

GESTÃO DE STOCKS VERSÃO 4.83

GESTÃO DE STOCKS VERSÃO 4.83 GESTÃO DE STOCKS VERSÃO 4.83 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B 1900-410 LISBOA Telfs.: 218 472 590 1 2 URL: www.pmr.pt E-Mail: pmr@mail.telepac.pt FTP: ftp.pmr.pt CONTEÚDO

Leia mais

VERSÃO 4.22.08 [ 14.10.2008 ]

VERSÃO 4.22.08 [ 14.10.2008 ] ( R E L A T Ó R I O D F R - S O F T ) P á g. 1 VERSÃO 4.22.08 [ 14.10.2008 ]..:: NOTAS IMPORTANTES PARA A INSTALAÇÃO ::.. 1. Imprimir o documento RELATORIO 4.22 no cliente. 2. Se a versão que está instalada

Leia mais

GESTÃO DE OBRAS VERSÃO 4.83

GESTÃO DE OBRAS VERSÃO 4.83 GESTÃO DE OBRAS VERSÃO 4.83 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B 1900-410 LISBOA Telfs.: 218 472 590 1 2 URL: www.pmr.pt E-Mail: pmr@mail.telepac.pt FTP: ftp.pmr.pt CONTEÚDO

Leia mais

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0 Net Business Soluções de Software Standard * Contabilidade Geral, Analítica e Orçamental * Salários e Gestão de Recursos Humanos * Gestão de Imobilizado * Gestão de Contas Correntes * Gestão de Stocks

Leia mais

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Ao abrir a caixa do CD que contém o programa EMPRESÁRIO, o utilizador aceita os termos do contracto de licenciamento deste acordo. Licença Garantias A T&T outorga-lhe

Leia mais

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com Manual Gestix Guia do Utilizador Gestix.com Copyright Este documento é Copyright 2008 Westix TI Lda. Todos os direitos reservados. Todas as marcas registadas referidas neste Manual são propriedade dos

Leia mais

sage Infologia50 Contabilidade

sage Infologia50 Contabilidade Contabilidade Nova Versão SAFT-PT Sage 2008 e Analisador SAFT: Validação, consulta e exploração de dados do ficheiro SAFT. Automatização do CMVMC: Automatização do CMVMC, permitindo a introdução da existência

Leia mais

Manual de utilização versão 4

Manual de utilização versão 4 Manual de utilização versão 4 Manual de Referência GMI-Gabinete de Manutenção Informática Rua Rui de Pina, 1B 2805-241 Almada Tel. 21 274 34 41 * Fax. 21 274 34 43 Geral: geral@gmi.mail.pt Assistência:

Leia mais

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores CGA Directa Manual do Utilizador Acesso, Adesão e Lista de Subscritores Versão 1.00 de 10 de Março de 2008 Índice Pág. Introdução 3 Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Acesso Acesso 4 Adesão Adesão 5 2.1

Leia mais

CONTABILIDADE VERSÃO 4.860 / 4.870

CONTABILIDADE VERSÃO 4.860 / 4.870 CONTABILIDADE VERSÃO 4.860 / 4.870 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B 1900-410 LISBOA Telfs.: 218 472 590/1/2 URL: www.pmr.pt E-Mail: pmr@kqnet.pt FTP: ftp.pmr.pt CONTEÚDO

Leia mais

What s New Multi 2011. Certificação de Software Publicação da Portaria 363/2010

What s New Multi 2011. Certificação de Software Publicação da Portaria 363/2010 Certificação de Software Publicação da Portaria 363/2010 À Semelhança de medidas tomadas por administrações Fiscais de outros países, foi publicada em Portugal a portaria a regulamentar a Certificação

Leia mais

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas do RoadShow Mais PHC O novo SNC O que é necessário para produzir a demonstração de fluxos de caixa pelo método directo (único aceite a

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL e GESTÃO PREVISIONAL PARA ESNL Versões 5.220/5.230

CONTABILIDADE GERAL e GESTÃO PREVISIONAL PARA ESNL Versões 5.220/5.230 CONTABILIDADE GERAL e GESTÃO PREVISIONAL PARA ESNL Versões 5.220/5.230 Para as Entidades até agora classificadas como IPSS utilizadoras da Aplicação de Contabilidade PMR, vimos disponibilizar a passagem

Leia mais

Manual Gespos Recovery

Manual Gespos Recovery Manual Gespos Recovery Introdução...3 Edição de dados Edicão directa de dados...4 Eliminar todos os dados excluindo tabelas e configurações...6 Estrutura Verificar valores Null das tabelas...6 Recriar

Leia mais

Actualização. Versão 5.1.36

Actualização. Versão 5.1.36 Actualização Versão 5.1.36 Julho 2009 2 JURINFOR Rua de Artilharia 1, Nº 79 3º Dtº - 1250-038 LISBOA PORTUGAL Introdução Este documento descreve as características principais adicionadas ao JURINFOR JuriGest.

Leia mais

Desenhada para trabalhar em rede Número de utilizadores da aplicação

Desenhada para trabalhar em rede Número de utilizadores da aplicação é uma aplicação exclusivamente concebida para servir a Gestão de Associações Desportivas, Culturais e Recreativas. Outras colectividades, como clubes desportivos, têm nesta aplicação a ferramenta ideal

Leia mais

Índice. Manual do programa Manage and Repair

Índice. Manual do programa Manage and Repair Manual do programa Manage and Repair Índice 1 Menu Ficheiro... 3 1.1 Entrar como... 3 1.2 Opções do utilizador... 3 2 Administração... 5 2.1 Opções do Programa... 5 2.1.1 Gerais (1)... 5 2.1.2 Gerais (2)...

Leia mais

Actualização. Versão 5.3.1

Actualização. Versão 5.3.1 Actualização Versão 5.3.1 Janeiro 2011 2 JURINFOR Rua de Artilharia 1, Nº 79 3º Dtº - 1250-038 LISBOA PORTUGAL 1 Índice 2 Facturação Certificada Conformidade de procedimentos... 4 2.1 Documentos Certificados...

Leia mais

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano ÍNDICE PASSAGEM DE DADOS / FECHO DE ANO... 1 Objectivo da função... 1 Antes de efectuar a Passagem de dados / Fecho de Ano... 1 Cópia de segurança da base de

Leia mais

Gescom Enterprise 8.9. Questões legais

Gescom Enterprise 8.9. Questões legais Gescom Enterprise 8.9 A versão GESCOM Enterprise 8.9 sofreu várias alterações com o intuito de permitir uma maior usabilidade, cumprir com as obrigações legais (despacho n.º 8632/2014) e garantir uma maior

Leia mais

SOLUÇÕES DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS VALORIZAÇÃO DO CAPITAL HUMANO

SOLUÇÕES DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS VALORIZAÇÃO DO CAPITAL HUMANO SOLUÇÕES DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS VALORIZAÇÃO DO CAPITAL HUMANO SOLUÇÕES DE RECURSOS HUMANOS ARTSOFT Os Recursos Humanos são o ativo mais relevante de uma organização, sendo, por isso, alvo de grande

Leia mais

Documento de actualização funcional. Refª JURI-DEV-20121221-v1

Documento de actualização funcional. Refª JURI-DEV-20121221-v1 Documento de actualização funcional Refª JURI-DEV-20121221-v1 21 de Dezembro de 2012 Índice 1 Certificação com envio de ficheiro SAFT-PT para AT... 3 1.1 Sobre a Certificação... 3 1.2 Novas regras para

Leia mais

Funcionalidades Standard Premier Prestige Produto

Funcionalidades Standard Premier Prestige Produto FactuPlus Evolução Funcionalidades Standard Premier Prestige Produto base* Funcionalidades gerais dos produtos Nº de postos 1 3 5 1 Nº de empresas 2 25 50 2 Muti-Utilizador Base de Dados MDB MDB MDB MDB

Leia mais

Alterações a vigorar a partir de 1 de outubro de 2013

Alterações a vigorar a partir de 1 de outubro de 2013 Alterações a vigorar a partir de 1 de outubro de 2013 Este documento deve ser impresso e lido com atenção, preferencialmente, na presença do contabilista da sua empresa. Caso subsistam dúvidas após a sua

Leia mais

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio da aplicação MaisCondominio Este software destina-se a ser usado tanto por quem administra, apenas, um condomínio, como pelos profissionais, que administram vários condomínios. O MaisCondominio caracteriza-se

Leia mais

Regime geral dos trabalhadores por conta de outrem

Regime geral dos trabalhadores por conta de outrem Gastos e operações com o pessoal Os recursos humanos implicam gastos: Remunerações fixas e/ou variáveis recebidas pelos trabalhadores vinculados à empresa por contrato individual de trabalho; Remunerações

Leia mais

Ministério das Finanças Instituto de Informática. Departamento de Sistemas de Informação

Ministério das Finanças Instituto de Informática. Departamento de Sistemas de Informação Ministério das Finanças Instituto de Informática Departamento de Sistemas de Informação Assiduidade para Calendários Específicos Junho 2010 Versão 6.0-2010 SUMÁRIO 1 OBJECTIVO 4 2 ECRÃ ELIMINADO 4 3 NOVOS

Leia mais

Paulo Mota (versão 1.2)

Paulo Mota (versão 1.2) Paulo Mota (versão 1.2) 2007 C.N.E. Núcleo de S. Miguel Departamento de Formação 2 ÍNDICE 1. Aceder à aplicação SIIE... 3 2. Importar dados... 4 2.1. Dados gerais dos elementos... 4 2.2. Dados gerais do

Leia mais

CONTALIVRE CONTABILIDADE, AUDITORIA E GESTÃO DE EMPRESAS,LDA CIRCULAR Nº 1/2014 IRS

CONTALIVRE CONTABILIDADE, AUDITORIA E GESTÃO DE EMPRESAS,LDA CIRCULAR Nº 1/2014 IRS CIRCULAR Nº 1/2014 Com a aprovação do orçamento do estado para o ano de 2014 publicado pela lei nº 83-C/2013 de 31/12, o governo introduziu várias alterações legislativas significativas em matérias fiscais

Leia mais

Software de Apoio a Gabinetes na Elaboração de Projetos

Software de Apoio a Gabinetes na Elaboração de Projetos SAGEP Software de Apoio a Gabinetes na Elaboração de Projetos www.sofware-global.info SAGEP geral@software-global.info Página 1 de 30 Destina-se a Gabinetes de Engenharia, Arquitectura ou idênticos, onde

Leia mais

GUIA PRÁTICO DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES POR INTERNET INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES POR INTERNET INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES POR INTERNET INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático de Declaração de Remunerações por Internet (2027 V4.14) PROPRIEDADE Instituto da

Leia mais

Relatório SHST - 2003

Relatório SHST - 2003 Relatório da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Relatório SHST - 2003 Programa de Validação e Encriptação Manual de Operação Versão 1.1 DEEP Departamento de Estudos, Estatística

Leia mais

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Guia do Utilizador Versão 4.0 Agosto/ 2014 Índice 1. Introdução 2. Criar/ Validar Folhas de Férias 3. Acesso à funcionalidade 4. Inserir/ Consultar Folhas de Férias 5. Comprovativo

Leia mais

Manual de Referência. Manual de utilização

Manual de Referência. Manual de utilização Manual de utilização Manual de Referência GMI-Gabinete de Manutenção Informática Rua Rui de Pina, 1B 2805-241 Almada Tel. 21 274 34 41 * Fax. 21 274 34 43 Geral: geral@gmi.mail.pt Assistência: suporte@gmi.mail.pt

Leia mais

CTB CONTABILIDADE NÃO ORGANIZADA

CTB CONTABILIDADE NÃO ORGANIZADA CTB CONTABILIDADE NÃO ORGANIZADA CARACTERÍSTICAS GERAIS A aplicação do módulo de Contabilidade não Organizada tem como Público-Alvo os sujeitos passivos que fazem parte da Categoria B Rendimentos Profissionais

Leia mais

Alterações Efectuadas na Versão 3.x da Contabilidade

Alterações Efectuadas na Versão 3.x da Contabilidade Criação de novos campos no ficheiro de contas para indicação das contas que são retenção de IRS/IRC na Fonte ou que dizem respeito a pagamento de Imposto do Selo. Nas contas que são contas de retenção

Leia mais

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Manual básico do Utilizador Software de Facturação e Gestão Comercial On-line Level 7 Basic, Light & Premium Este Software é fornecido com um número de

Leia mais

Transição de POC para SNC

Transição de POC para SNC Transição de POC para SNC A Grelha de Transição surge no âmbito da entrada em vigor, no ano de 2010, do Sistema de Normalização Contabilística (SNC). O SNC vem promover a melhoria na contabilidade nacional,

Leia mais

MANUAL DA TRANSFERÊNCIA ELECTRÓNICA DE DADOS

MANUAL DA TRANSFERÊNCIA ELECTRÓNICA DE DADOS MANUAL DA TRANSFERÊNCIA ELECTRÓNICA DE DADOS O relacionamento com os prestadores convencionados tem vindo a sustentar-se na utilização de transferências electrónicas de dados (TED) que permitem alterar

Leia mais

Gestão de Pessoas - 4w

Gestão de Pessoas - 4w P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - 4w Modulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: Férias P á g i n a 2 Sumário 1 Conceito... 3 1.1 Parametrizações no Sistema... 3 1.1.1 - Sindicato... 3 1.1.2 - Situações...

Leia mais

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Edição 1 Agosto 2011 Elaborado por: GSI Revisto e Aprovado por: COM/ MKT Este manual é propriedade exclusiva da empresa pelo que é proibida a sua

Leia mais

PAINEL DE ADMINISTRADOR

PAINEL DE ADMINISTRADOR PAINEL DE ADMINISTRADOR IMPORTANTE: O Painel de administrador APENAS deverá ser utilizado pelo responsável do sistema. são: Nesta aplicação, poderá configurar todo o sistema de facturação. As opções do

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

MicroMIX Comércio e Serviços de Informática, Lda.

MicroMIX Comércio e Serviços de Informática, Lda. 1 P á g i n a Procedimentos Inventário AT 2014 Software Olisoft-SIG.2014 Verificar Versão dos Módulos Instalados Em primeiro lugar deveremos verificar se o programa SIG está actualizado. Esta nova rotina

Leia mais

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos SOFTWARE Fácil utilização. Ambiente Windows XP Profissional. Controle individual dos operadores com diferentes níveis de acesso. Registo de todas as entradas, pagamentos, saídas e de anomalias. Informação

Leia mais

PHC InterOp CS. O aumento da produtividade da área financeira

PHC InterOp CS. O aumento da produtividade da área financeira PHC InterOp CS O aumento da produtividade da área financeira A solução para o aumento significativo da produtividade da área financeira, através da execução simplificada e rápida de tarefas e operações

Leia mais

Características do Sistema

Características do Sistema SISTEMA FOLHA DE PAGAMENTO ADVANCED Características do Sistema Sistema multiusuário pleno. Sistema multiempresa sem limitações. Recursos e facilidades operacionais com eficiência, segurança e exatidão.

Leia mais

PHC InterOp CS. ππ Automatizar procedimentos repetitivos ππ Executar rapidamente a mesma tarefa em diferentes empresas de seguida

PHC InterOp CS. ππ Automatizar procedimentos repetitivos ππ Executar rapidamente a mesma tarefa em diferentes empresas de seguida PHCInterOp CS DESCRITIVO PHC InterOp CS Aumento significativo da produtividade da área financeira através da execução simplificada e rápida de tarefas e operações em todas as empresas BENEFÍCIOS ππ Automatizar

Leia mais

Índice. 1. Introdução

Índice. 1. Introdução Gest POS 1 Gest POS 2 Índice 1. Introdução... 2 2. Requisitos mínimos... 4 3. Instalação... 5 4. Menus e Submenus... 5 4.1. Fechos... 6 4.1.1. Operador... 6 4.1.2. Diário... 8 4.1.3. Registo... 11 4.1.4.

Leia mais

actualização gratuita *para clientes Gnotarium com contrato de manutenção activo.

actualização gratuita *para clientes Gnotarium com contrato de manutenção activo. novidades da versão 4.0 Registo automóvel o Pedido de certidão automóvel o Pedidos de registo automóvel o Estado dos pedidos Registo predial o Pedido de certidão predial o Pedido de depósito o Pedido de

Leia mais

Obter Recibos Electrónicos

Obter Recibos Electrónicos Obter Recibos Electrónicos Início > Os seus serviços > Obter > Recibos verdes electrónicos>emitir Início > Os seus serviços > Obter > Recibos verdes electrónicos>emitir Recibo Acto isolado Início > Os

Leia mais

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012 Indice Introdução...2 Conferindo os cadastros...2 Parâmetros Empresa...2 Cadastro de eventos...3 Centros de Custo (Obras)...3 Sindicatos...3 Funcionários...5 Gerando o arquivo para Rais...5 Outras informações

Leia mais

EM QUE CONSISTE? QUAL A LEGISLAÇÃO APLICÁVEL?

EM QUE CONSISTE? QUAL A LEGISLAÇÃO APLICÁVEL? EM QUE CONSISTE? As entidades devedoras de pensões, com exceção das de alimentos, são obrigadas a reter o Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) no momento do seu pagamento ou colocação

Leia mais

A aplicação desenvolvida em ambiente Windows foi preparada para permitir a utilização simultânea do teclado e do rato.

A aplicação desenvolvida em ambiente Windows foi preparada para permitir a utilização simultânea do teclado e do rato. CTA CONTABILIDADE CARACTERÍSTICAS GERAIS A aplicação desenvolvida em ambiente Windows foi preparada para permitir a utilização simultânea do teclado e do rato. Uma das características fundamentais deste

Leia mais

actualização gratuita *para clientes SOLUTIO Local com contrato de manutenção activo.

actualização gratuita *para clientes SOLUTIO Local com contrato de manutenção activo. novidades da versão 2.0 Registo automóvel o Pedido de certidão automóvel o Pedidos de registo automóvel o Estado dos pedidos Registo predial o Pedido de certidão predial o Pedido de depósito o Pedido de

Leia mais

Gerar o Ficheiro de Inventário

Gerar o Ficheiro de Inventário Gerar o Ficheiro de Inventário Data: 05-12-2014 Os dados a enviar no ficheiro são os seguintes Código do Artigo Código de Barras (se não existir deve preencher neste campo o código do artigo) Descrição

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA RECURSOS HUMANOS 2.93A 1- Adequada a rotina Módulos\ Férias\ Férias Normais para calcular as férias em dobro quando

Leia mais

PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66

PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66 PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66 Sumário 1. Nota Fiscal Eletrônica São Paulo... 3 2. Motivo da baixa... 9 3. Contrato Endereço para cobrança... 12 4. Vistoria... 13 5. Contas a pagar Controle de

Leia mais

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Persona pode automatizar. Sem entrar em detalhes, você saberá

Leia mais

Perspectiva Fiscal SAMUEL FERNANDES DE ALMEIDA. de 2012. de 2012

Perspectiva Fiscal SAMUEL FERNANDES DE ALMEIDA. de 2012. de 2012 Perspectiva Fiscal SAMUEL FERNANDES DE ALMEIDA de de 2012 ÍNDICE SUJEIÇÃO CONCEITO DE REMUNERAÇÃO REMUNERAÇÃO ACESSÓRIA EXEMPLOS DE REMUNERAÇÕES SUJEITAS BREVE ANÁLISE DO CONCEITO DE REMUNERAÇÃO DO CÓDIGO

Leia mais

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético)

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético) Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento Esta opção é responsável pela emissão da Folha de Pagamento dos funcionários com movimentação. A impressão poderá ser configurada com separações

Leia mais

Novas funcionalidades do Snc2010. e melhoramentos em relação ao Poc2005. Versão 7.0

Novas funcionalidades do Snc2010. e melhoramentos em relação ao Poc2005. Versão 7.0 Novas funcionalidades do Snc2010 e melhoramentos em relação ao Poc2005 Versão 7.0 1. Sistema de Normalização Contabilística: 1.1 Tabela de equivalências do POC para o SNC. 1.2 Conversão automática do plano

Leia mais

Portal Web de Apoio às Filiadas

Portal Web de Apoio às Filiadas Portal Web de Apoio às Filiadas Manual de Utilizador Externo Titularidade: FCMP Data: 2014-02-03 Versão: 1 1 1. Introdução 3 2. Descrição das Funcionalidades 4 2.1. Entrada no sistema e credenciação de

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FINANCEIRA PROGRAMA EUROSTARS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FINANCEIRA INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO ACOMPANHAMENTO FINANCEIRO COMPONENTES DO RELATÓRIO A verificação da execução financeira dos projectos EUROSTARS é suportada

Leia mais

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...).

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...). Cálculos Infor-Pag CLT, Estagiários, Autônomos e Pró-Labore. Geral ou por Centro de Custos. Recálculo. Com o mesmo código de evento pode-se ter 3 tipos de movimento; Normal, diferença ou estorno. Permite

Leia mais

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença. Porquê NEXT Vision Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.... Poder de adaptação Porque cabe a si decidir como pretende

Leia mais

MANUAL do UTILIZADOR

MANUAL do UTILIZADOR Software CIBE Cadastro e Inventário dos Bens do Estado Versão 3 para Windows MANUAL do UTILIZADOR Julho de 2013 J.P.M. & ABREU, Lda. Apartado 2927 2410-902 LEIRIA Telef: 244800570 Fax: 244 824576 Linha

Leia mais

DECLARAÇÃO MENSAL DE REMUNERAÇÕES (AT)

DECLARAÇÃO MENSAL DE REMUNERAÇÕES (AT) Os dados recolhidos são processados automaticamente, destinando-se à prossecução das atribuições legalmente cometidas à administração fiscal. Os interessados poderão aceder à informação que lhes diga respeito

Leia mais

GUIA PRÁTICO DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático de Declaração de Remunerações (2016 V5.4) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social, I.P. AUTOR

Leia mais

Salários Ver 3.6. - Criação de um novo Tipo de Desconto - I.R.S. Sobretaxa Extraordinária (cálculo de 2013)

Salários Ver 3.6. - Criação de um novo Tipo de Desconto - I.R.S. Sobretaxa Extraordinária (cálculo de 2013) Salários Ver 3.6 Em virtude das alterações à legislação decorrentes do orçamento de estado para 2013 a Cigest e a MTC Informática produziram uma nova versão do sistema de salários que contempla essas alterações.

Leia mais

Gestão de Pessoas - Windows

Gestão de Pessoas - Windows P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - Windows Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone:

Leia mais

Versão 1.0. GEP Gabinete de Estratégia e Planeamento. aneamento. Rua Castilho, Nº 24 Lisboa 1250-069 Lisboa Homepage : http://www.gep.mtss.gov.

Versão 1.0. GEP Gabinete de Estratégia e Planeamento. aneamento. Rua Castilho, Nº 24 Lisboa 1250-069 Lisboa Homepage : http://www.gep.mtss.gov. Versão 1.0 GEP Gabinete de Estratégia e Planeamento aneamento. Rua Castilho, Nº 24 Lisboa 1250-069 Lisboa Homepage : http://www.gep.mtss.gov.pt Índice Folha 2 ÍNDICE Folha 1 - Requisitos -------------------------------------------------------------

Leia mais

[MANUAL DO NOVO PROGRAMA DE GESTÃO DE UNIVERSIDADES SENIORES]

[MANUAL DO NOVO PROGRAMA DE GESTÃO DE UNIVERSIDADES SENIORES] Dez 2014, v1 RUTIS Associação Rede de Universidades da Terceira idade [MANUAL DO NOVO PROGRAMA DE GESTÃO DE UNIVERSIDADES SENIORES] Desenvolvido por RUTIS Manual do Novo programa de Gestão de Universidades

Leia mais