ANEXO TÉCNICO DE SERVIÇOS BEMATECH CLOUD GEMCO ANYWHERE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO TÉCNICO DE SERVIÇOS BEMATECH CLOUD GEMCO ANYWHERE"

Transcrição

1 1. Definições ANEXO TÉCNICO DE SERVIÇOS BEMATECH CLOUD GEMCO ANYWHERE Este dcument cntém as especificações técnicas e requisits ds serviçs de Clud Cmputing da Bematech para Sistema Gemc Anywhere. Estes serviçs cntemplam a cnfiguraçã de tds s recurss necessáris para a plena execuçã d sistema Gemc Anywhere cm: sistemas peracinais, aplicações, sistema de gerenciament de banc de dads, backup, cntrle de segurança e manutençã em hardware. Tda esta cnfiguraçã é realizada em um ambiente de infraestrutura de Clud para a execuçã d sistema Bematech Gemc Anywhere n Data Center definid pela Bematech. Send assim, s serviçs técnics relacinads cntemplam as atividades especializadas de suprte e mnitraçã da infraestrutura cnfrme descrit abaix: Suprte Banc de Dads MS-SQL u Oracle; Sistema Operacinal Windws; Sistema Operacinal Linux; Sistema Operacinal AIX; Sistema Operacinal de Virtualizaçã; Sistema de Virtualizaçã de Aplicações G Glbal; Strage Disk / SAN; Backup/Restre; Rede. Mnitraçã; Infraestrutura de Data Center Observações: Os aplicativs Gemc sã apenas desenvlvids para platafrma Micrsft, send sua execuçã smente pssível em Micrsft Windws. Para execuçã d aplicativ Gemc em estaçã Linux, mesm só pderá ser feit através d Client G-Glbal. O Gemc Anywhere é cmpatível cm servidr Linux/Unix a nível de banc de dads. O SQL Server 2005 e 2008 estã hmlgads cm Gemc Anywhere. O sistema Gemc também está hmlgad para Oracle RAC (Real Applicatin Cluster) das versões Oracle 10g e 11g. Para maires infrmações, vide dcument de Requeriments de Infraestrutura Para Sistema Gemc. 2. Detalhament ds Serviçs Incluss O prdut u serviç Bematech Clud cntempla tds s serviçs descrits abaix, se limitand, prém, a escp de serviçs detalhad na Prpsta Cmercial aprvada. 1- Administraçã de Backup Mnitrar e reprtar status de backup.

2 Mnitrar lg files d applicatin de backup. Mnitrar, rastrear e reprtar utilizaçã de tape e discs. Plitica de Backup padrã: O servidr de backup cmpartilhad funcinará nas seguintes nrmas: O hrári da janela é definid pela Bematech, tend janela de, n máxim, 10 hras para execuçã d backup. O backup d banc de dads será diári e cmplet, cm retençã de 15 dias e através de archive lg a cada 2 hras. O backup das aplicações e d Sistema Operacinal será incremental diári cm retençã de 15 dias, um backup semanal cm retençã de 30 dias e um backup mensal cm retençã de 1 an. Para cliente que precise de vlume de backup mair que fi citad acima, deverã utilizar um backup dedicad. Em cas de aument cnsiderável d backup d cliente que nã cmprte mais nenhuma das sluções de backup, será feit uma nva prpsta de sluçã que atenda a necessidade d cliente. 2- Administraçã de Banc de Dads Oracle Database Applicatin Lg Errrs Database Free Tablespace Database Backup Space Database Free Space Database Prcess Status Number f Database Prcesses Database System Tablespace Database Applicatin Lg Errrs Observaçã: A Bematech será respnsável pel acess diret a banc de dads, nã pdend este ser liberad a Cliente. 3- Administraçã de Sistema Operacinal Windws Dispnibilidade através de respsta d prtcl IP Númer de segunds que a mnitraçã esteve ativa cntinuamente Partiçã de disc específic u file system padrã Percentual ttal de CPU (system + user) cupad para sma de tdas as CPU s Alt cnsum de CPU Prcesss perdids u que nã estã send executads Memória Event Lg 4- Administraçã de Sistema Operacinal Linux e Unix Dispnibilidade através de respsta d prtcl IP Númer de segunds que a mnitraçã esteve ativa cntinuamente Partiçã de disc específic u file system padrã Percentual ttal de CPU (system + user) cupad para sma de tdas as CPU s Alt cnsum de CPU

3 Prcesss perdids u que nã estã send executads Memória Event Lg 5- Administraçã das aplicações e G Glbal Mnitraçã ds serviçs d G Glbal. Numer de cnexões e aplicações e prduçã. 6- Administraçã de Rede Lcal (Data Center) Mnitrar dispnibilidade de equipaments de rede. Mnitraçã de dispnibilidade e perfrmance da infraestrutura. Mnitraçã preditiva de falhas de hardware. 7- Licenças de Sftware Frneciment de licenças de sistema peracinal (Windws, Linux Red Hat Enterprise 5.6 u AIX 6.1); Frneciment de licenças de sistema de banc de dads (Micrsft SQL Server Enterprise 2008; Oracle Standard Editin* Versã 10g/11g); Frneciment de licenças de virtualizadr G Glbal. 3. Descriçã da Sluçã A infraestrutura da Bematech será hspedada em data center lcalizad n Brasil de acrd cm definições da própria Bematech. A arquitetura ds aplicativs Bematech deve funcinar cnfrme diagrama detalhad n item abaix. O diagrama apresenta a infraestrutura básica que será cnstruída n data center Bematech para atendiment da ferta. A arquitetura cnsidera atender: Ambiente de aplicaçã será criad em Clud Privada em Parceir definid pela Bematech. O ambiente de banc de dads Oracle será criad em servidr RISC (AIX) dedicad, utilizand virtualizaçã nativa (LPARs Lgical Partitins).

4 Tplgia da Sluçã A sluçã técnica é cmpsta pels seguintes itens detalhads abaix: Ambiente de Rede: Par de Firewalls Dedicads Redundantes para atendiment a ambiente da Bematech, respnsável pela segurança e segregaçã d ambiente. Par de switches Dedicads Redundantes para atendiment a ambiente da Bematech, respnsável pela cnexã física entre s ambientes. Lad Balancers Dedicads Redundantes para atendiment a ambiente da Bematech, respnsável pela distribuiçã da carga entre s ambientes. O ambiente de Links Internet é redundante n DC e é dispnibilizad de frma On Demand n prjet cm a Bematech. Instalaçã e Cnfiguraçã ds serviçs de cnectividade Internet e cnfiguraçã d ambiente VPN. Observações: O Cliente é respnsável pela cntrataçã e migraçã ds links de internet para cmunicaçã entre data center Bematech e suas unidades de negóci. Cas cliente pte pr cntrataçã de link MPLS, a instalaçã e cnfiguraçã ds serviçs de cnectividade nã estã incluss.

5 4. Prcediment para Suprte Técnic O Centr de Suprte será respnsável pr definir nível de serviç e priridade cm base na infrmaçã indicada e tratada durante atendiment cm quem realizu a slicitaçã de serviç. Durante a fase de implantaçã d prjet até a clcaçã d sistema em prduçã, atendiment deverá ser encaminhad a Gerente d Prjet designad pela Bematech. Situações que pdem atrasar praz de sluçã Tarefas que necessitam infrmaçã cmplementar d usuári; Tarefas que necessitam acmpanhament permanecem em estad de acmpanhament até a cnfirmaçã d cliente. (Ex.: prblema n relatóri Final de mês); Transferência de um cas de suprte regular para suprte presencial; Parametrizaçã u cnfiguraçã que requer recurss extras de suprte; Crreçã de errs u implementaçã ns sistemas pela área de sftware da Bematech. Após a clcaçã d sistema em peraçã, serviç de manutençã será prestad a partir d registr de um chamad na Central de Relacinament BEMATECH, telefne: (11) Esse atendiment será realizad 8x5, Nível de Serviç (SLA) em Hrári Cmercial, 8 hras pr dia, de 2ª a 6ª feira, excet feriads, das 9 às 18h, 5 dias pr semana, cnfrme cntrat de cbertura de prduts e serviçs. O serviç de suprte se dará da seguinte frma: Assistência técnica remta via telefne, chamads web (u em cas de indispnibilidade da ferramenta web, via ) e cnexã remta; Acess a sistema d usuári para diagnsticar pssíveis alterações n prgrama, transmitir e receber arquivs, reprduzir prcediments e frmatar sluções; Suprte na sluçã de dúvidas peracinais n sftware; Orientaçã sbre us adequad d sftware e manutençã da integridade de suas infrmações. A prestaçã deste serviç crrerá smente se CLIENTE estiver adimplente cm as parcelas de manutençã já cbradas. Valres em débit impedirá a prestaçã d serviç, bservand-se dispst na Prpsta Cmercial item Cndiçã de Pagament. Td chamad abert na Central de Relacinament será bjet de análise pels cnsultres da Bematech. Se após análise ficar caracterizad que se trata de um serviç nã inclus n escp da prpsta u que a falha reclamada nã seja d sistema, mas sim de prblemas n ambiente d cliente cm banc de dads, instalaçã realizada pel CLIENTE u intervençã nã autrizada pr terceirs pr ele cntratads, a Bematech apresentará rçament/prpsta cmplementar para aprvaçã d CLIENTE. Independentemente da cntrataçã d serviç, CLIENTE se briga a pagament das hras gastas na análise d chamad, aplicand-se preç Hmem/Hra vigente à casiã. O CLIENTE deverá nmear e frmalizar a Bematech (área de suprte e/u serviçs) a equipe e s respnsáveis pela abertura ds chamads. Este usuári deverá ter cnheciment técnic de TI e d sistema Bematech Gemc Anywhere. Esta cndiçã é uma brigaçã de respnsabilidade d CLIENTE. Em cas de nã atendiment a esta cndiçã, a Bematech se desbriga a abertura d

6 referid chamad. Acrd de Níveis de Serviçs 1- Acrd de Nível de Serviç (SLA) de Dispnibilidade ds Serviçs - 99,5% Os níveis de serviçs cmeçam n primeir mês-calendári cmplet após frneciment ds serviçs; e 3 (três) meses-calendári cmplets após frneciment ds serviçs cnslidads. 2- Acrd de Nível de Serviç (SLA) de Temp de Respsta Em cas de incidente classificad, a classificaçã d nível de severidade e temp de respsta aplicar-se-ã de acrd cm as regras específicas abaix descritas. Severidade Severidade 1 Temp de resluçã: 90% dentr de 5 hras Severidade 2 - Temp de resluçã: 90% dentr de 24 hras Severidade 3 Temp de respsta: 7 dias calendári Severidade 3 Temp de respsta: 7 dias calendári Descriçã Perda ttal ds Serviçs de prduçã para tda a base de clientes. Indispnibilidade d SO cm impact crític à entrega de Serviçs. Impact n crngrama de renda u de entrega. Nenhuma alternativa u bypass está dispnível. Prblemas u questões abertas cm Severidade 1 pdem sfrer dwngrade cas uma sluçã alternativa viável cm uma análise psitiva de cust / benefíci seja identificada Um cmpnente u aplicativ chave nã funcina, está degradad u inutilizável. Impact ptencial grave na entrega ds serviçs Degradaçã d desempenh ds serviçs; entrega ds serviçs afetada. Váris Clientes fram afetads. Nenhuma alternativa u bypass aceitável está dispnível. Um cmpnente, um aplicativ mens imprtante u um prcediment nã funcina, está inutilizável u é difícil de usar. Algum impact peracinal, mas nenhum impact imediat na entrega ds serviçs. Indispnibilidade ds serviçs, mas uma sluçã alternativa viável está dispnível. Expsiçã ptencial à capacidade de entrega ds serviçs. Alguns clientes sã afetads. Um cmpnente u prcediment que nã é crític para Cliente está inutilizável. Uma alternativa está dispnível; uma manutençã pstergada é aceitável. Nenhum impact as Serviçs. Nenhuma prduçã é afetada. Um cliente individual é afetad.

7 4. Requisits Técnics para Us Hardware Para funcinament da arquitetura prpsta, a cnfiguraçã mínima de cada estaçã trabalh deverá respeitar s requisits abaix prpsts. Prcessadr: Intel Cre 2 Du u equivalente. Memria: 2 GB de RAM. HD: 80 GB. Placa de rede: 10/100 Mbps. Virtualizadr GO GLOBAL Os requisits de sistema, u seja, para cada sistema peracinal existe um requisit mínim de Hardware, qual fabricante d G-Glbal nã especifica. Nssa experiência indica que para executar sistema peracinal cm G-Glbal instalad a capacidade d PC seja n mínim cm prcessadr Dual Cre, 2 GB de memória RAM e sistema peracinal Windws XP. GO-Glbal 4.5 fr Windws Clients é cmpatível cm s sistemas peracinais: Windws 8 Pr (32-bit/64-bit) Windws 7 cm Service Pack 1 (32-bit/64-bit) Windws Vista cm Service Pack 2 (32-bit/64-bit) Windws XP cm Service Pack 3 (32-bit) Mac OS X 10.5 e superir Red Hat Enterprise Linux 5 and 6 (32-bit/64-bit) CentOS 5 and 6 (32-bit/64-bit) SUSE Linux Enterprise Desktp 11 (32-bit/64-bit) GO-Glbal fr Mbile Clients: GO-Glbal Client ios requer um dispsitiv rdand ios 5.0 u superir, incluind ipad, iphne e ipd Tuch. Ambs s mdels Wi-Fi e 3G sã suprtads. GO-Glbal Andrid Client requer Andrid 3.0 (Hneycmb) u superir, cm uma cnexã Wi-Fi u 3G. GO-Glbal Andrid Client suprta apenas prcessadres ARM Nta: Atualmente, GO-Glbal ios e Andrid Clients pdem ser usads para acessar GO- Glbal Hst. (ios e Andrid Clients ainda nã estã dispníveis para acess a GO-Glbal Gateway). Os seguintes navegadres sã suprtads cm Adbe Flash Player 9: Internet Explrer 7.0 u superir Mzilla Firefx 10 (ESR) Apple Safari u superir n Mac OS X

8 Link de Acess (Cnexã) A Bematech recmenda a cntrataçã de link MPLS Full Duplex cm n mínim 2 Mb garantids. 5. Serviçs Nã Incluss Instalaçã de sftwares n ambiente de Data Center que nã sejam da Bematech; Instalaçã e treinament de nvas versões e funcinalidades d Bematech Gemc Anywhere. Para esta atividade, a BEMATECH enviará infrmações para que CLIENTE pssa fazer a instalaçã e treinaments autônms. Cas seja necessári deslcament de um prfissinal da Bematech, s custs crrerã pr cnta d CLIENTE, mediante reembls das despesas gastas devidamente cmprvadas pela Bematech. Manutençã e crreções n banc de dads, após a implantaçã, tais cm criaçã de scripts para acert da base de dads em funçã de errs peracinais; Quaisquer alterações, adições u atualizações de hardware, necessáris para executar as atualizações de versã de sftware referente as estações de trabalh e servidr; Manutençã de custmizações e interfaces fra d períd de garantia u a partir de atualizaçã de versões u Service Pack; Serviçs cuja necessidade nã decrra de us nrmal ds Sftwares, mas prvcads pr utrs fatres cm: peraçã inadequada, manusei pr pessas nã autrizadas u submissã ds sftwares à cndições inadequadas de peraçã; Serviçs de instalaçã e cnfiguraçã da cnectividade de internet cas cliente pte pr cntrataçã de link MPLS; Quaisquer ds serviçs nã incluss, pderã ser cntratads separadamente, desde que sejam viáveis tecnicamente, e que CLIENTE aprve frmalmente rçament/prpsta cmplementar que a Bematech apresentar. Nesta situaçã, chamad eventualmente abert smente será realizad após a cnfirmaçã da autrizaçã d CLIENTE.

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Crdenaçã CG/CW/GR/AD Senhres Aluns, Seguem infrmações imprtantes sbre PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Prjet Integrad Multidisciplinar) sã prjets brigatóris realizads els aluns ds curss de graduaçã

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA MANUAL ds LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA Objetiv 1. Oferecer as aluns a infra-estrutura e suprte necessári à execuçã de tarefas práticas, slicitadas pels prfessres, bservand s prazs estabelecids. 2. Oferecer

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS CONTEÚDO 1. Intrduçã... 3 2. Requisits de Sftware e Hardware:... 3 3. Usuári e Grups:... 3 3.1. Cnfigurand cm Micrsft AD:... 3 3.2. Cnfigurand s Grups e Usuáris:...

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR 1. Históric da Jrnada AGIR Ns ambientes crprativs atuais, a adçã de um mdel de gestã integrada é uma decisã estratégica n api às tmadas

Leia mais

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Cnteúd prgramátic CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Este é cnteúd prgramátic d curs preparatóri n nv prgrama CDO-0001 para a certificaçã CmpTIA CDIA+. CONCEITUAL ECM Apresentaçã ds cnceits envlvids

Leia mais

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Suprte técnic O serviç de suprte técnic tem pr bjetiv frnecer atendiment as usuáris de prduts e serviçs de infrmática da Defensria Pública. Este serviç é prvid

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Pnt Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30 ^i * aesíqn e=> ~munícc3ç:c30 CONTRATO DE LICENÇA DE USO DO SISTEMA - SUBMIT CMS Web Site da Prefeitura de Frei Martinh - Paraíba 1. IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTE Prefeitura Municipal de Frei Martinh

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalaçã Prdut: n-hst Versã d prdut: 4.1 Autr: Aline Della Justina Versã d dcument: 1 Versã d template: Data: 30/07/01 Dcument destinad a: Parceirs NDDigital, técnics de suprte, analistas de

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Acess Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

INTEGRAÇÃO Gestão de Frete Embarcador x Datasul 11.5.3

INTEGRAÇÃO Gestão de Frete Embarcador x Datasul 11.5.3 Prdut: GFE - Prtheus Plan d Prjet INTEGRAÇÃO Gestã de Frete Embarcadr x Datasul 11.5.3 PLANO DO PROJETO 24/01/2013 Respnsável pel dcument: Jã Victr Fidelix TOTVS - 1 Prdut: GFE - Prtheus Plan d Prjet ÍNDICE

Leia mais

PORTARIA N. 8.605 de 05 de novembro de 2013.

PORTARIA N. 8.605 de 05 de novembro de 2013. PORTARIA N. 8.605 de 05 de nvembr de 2013. Altera a Plítica de Segurança da Infrmaçã n âmbit d Tribunal Reginal d Trabalh da 4ª Regiã. A PRESIDENTE DO, n us de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO

Leia mais

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software).

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software). HARDWARE e SOFTWARE O Cmputadr é cmpst pr duas partes: uma parte física (hardware) e utra parte lógica (sftware). Vcê sabe qual é a diferença entre "Hardware" e "Sftware"? Hardware: é nme dad a cnjunt

Leia mais

Anexo I - PROJETO BÁSICO: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

Anexo I - PROJETO BÁSICO: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO Anex I - PROJETO BÁSICO: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO 1. OBJETO Aquisiçã e implantaçã de SISTEMA DE RISCO, destinad a gerenciament de riscs de crédit e a prestaçã de serviçs técnics especializads para planejament,

Leia mais

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br Vensis Manutençã Vensis Manutençã É módul que permite gerenciament da manutençã de máquinas e equipaments. Prgramaçã de manutenções preventivas u registr de manutenções crretivas pdem ser feits de frma

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA REQUISITOS TECNICOS O Prgrama de Api as Actres Nã Estatais publica uma slicitaçã para prestaçã

Leia mais

Configurações de Equipamentos para uso do WinThor e seus Módulos Adicionais Sistema de Gestão da Qualidade

Configurações de Equipamentos para uso do WinThor e seus Módulos Adicionais Sistema de Gestão da Qualidade Página 1 de 12 Cnfig. de Equipaments Para Us d Winthr e Seus Móduls Página 2 de 12 1. ORIENTAÇÃO GERAL Este dcument tem bjetiv rientar sbre as cnfigurações mínimas exigidas para equipaments na instalaçã

Leia mais

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VERSÃO Eikn Dcuments 2007 Service Pack 5 (2.9.5) Fevereir de 2010 DATA DE REFERÊNCIA DESCRIÇÃO Sftware para implantaçã de sistemas em GED / ECM (Gerenciament Eletrônic

Leia mais

Excluídas as seguintes definições:

Excluídas as seguintes definições: Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Entre PM AM.08 APLICAÇÃO DE PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE CONTRATAÇÃO E PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE LASTRO DE VENDA & PdC AM.10 MONITORAMENTO DE INFRAÇÃO

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO 1 de 7 1. OBJETIVO Este prcediment estabelece prcess para cncessã, manutençã, exclusã e extensã da certificaçã de sistema de segurança cnfrme ABNT NBR 15540. 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES - ABNT NBR 15540:2013:

Leia mais

CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI

CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI 6.1 Requisits de Capacidade e Experiência d Prestadr A ANEEL deveria exigir um puc mais quant a estes requisits, de frma a garantir uma melhr qualificaçã da empresa a ser cntratada.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO ÍNDICE QUE VALORES [MASTERSAF DFE] TRAZEM PARA VOCÊ? 1. VISÃO GERAL E REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO... 2 1.1. AMBIENTE... 2 1.2. BANCO DE DADOS... 4 2. BAIXANDO OS INSTALADORES DO DFE MASTERSAF... 5 3. INICIANDO

Leia mais

ERRATA Nº 04 PREGÃO PRESENCIAL N 03/2015

ERRATA Nº 04 PREGÃO PRESENCIAL N 03/2015 ERRATA Nº 04 PREGÃO PRESENCIAL N 03/205 A Presidente d Cnselh Reginal de Enfermagem de Sergipe (Cren/SE) trna públic que Edital de Pregã Presencial n 03/205, cuj bjet é a AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS, SISTEMAS

Leia mais

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação Guia Sphinx: Instalaçã, Repsiçã e Renvaçã V 5.1.0.8 Instalaçã Antes de instalar Sphinx Se vcê pssuir uma versã anterir d Sphinx (versões 1.x, 2.x, 3.x, 4.x, 5.0, 5.1.0.X) u entã a versã de Demnstraçã d

Leia mais

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO R.M. Infrmática Cmérci e Serviç Ltda CNPJ: 04.831.742/0001-10 Av. Rdrig Otávi, 1866, Módul 22 Distrit Industrial - Manaus - AM Tel./Fax (92) 3216-3884 http://www.amaznit.cm.br e-mail: amaznit@amaznit.cm.br

Leia mais

- FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON

- FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON Term de Referência Serviçs de Cnsultria, Suprte Técnic e Administraçã de rede. Lcal ds Serviçs: Hemsc Centr de Hematlgia e Hemterapia de Santa Catarina Av.Prf. Othn Gama D eça 756, Praça D. Pedr I. Centr

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS REALIZAR MANUTENÇÃO PREDIAL

MANUAL DE PROCEDIMENTOS REALIZAR MANUTENÇÃO PREDIAL Códig: MAP-DILOG-002 Versã: 00 Data de Emissã: 01/01/2013 Elabrad pr: Gerência de Instalações Aprvad pr: Diretria de Lgística 1 OBJETIVO Estabelecer cicl d prcess para a manutençã predial crretiva e preventiva,

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2014 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3. Limites de expsiçã à

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração Manual de Instalaçã e Cnfiguraçã Prdut:n-ReleaserEmbedded fr Lexmark Versã 1.2.1 Versã d Dc.:1.0 Autr: Lucas Machad Santini Data: 14/04/2011 Dcument destinad a: Clientes e Revendas Alterad pr: Release

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇAO DE CONTRATO DE LEILÃO DE VENDA EDITAL DE LEILÃO Nº 001 / 2002 - MAE PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment

Leia mais

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores Requisits técnics de alt nível da URS para registrs e registradres 17 de utubr de 2013 Os seguintes requisits técnics devem ser seguids pels peradres de registr e registradres para manter a cnfrmidade

Leia mais

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows SDK (Sftware Develpment Kit) d Micrsft Kinect para Windws Os presentes terms de licença cnstituem um acrd entre a Micrsft Crpratin (u, dependend d lcal n qual vcê esteja dmiciliad, uma de suas afiliadas)

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas Perguntas frequentes sbre Prgrama Banda Larga nas Esclas 1. Qual bjetiv d Prgrama Banda Larga nas Esclas? O Prgrama Banda Larga nas Esclas tem cm bjetiv cnectar tdas as esclas públicas à internet, rede

Leia mais

DBA Sybase Nº vagas: 01

DBA Sybase Nº vagas: 01 Sã Lepld, 16 de agst de 2012 A HCL é uma empresa de 6,2 bilhões dólares líder glbal em tecnlgia e TI que cmpreende duas empresas listadas na Índia - a HCL Technlgies e a HCL Infsystems. Fundada em 1976,

Leia mais

5. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO:

5. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO: 5. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO: 5.1 INTRODUÇÃO A rganizaçã da manutençã era cnceituada, até há puc temp, cm planejament e administraçã ds recurss para a adequaçã à carga de trabalh esperada.

Leia mais

Projetos, Programas e Portfólios

Projetos, Programas e Portfólios Prjets, Prgramas e Prtfólis pr Juliana Klb em julianaklb.cm Prjet Segund PMBOK (2008): um prjet é um esfrç temprári empreendid para criar um nv prdut, serviç u resultad exclusiv. Esta definiçã, apesar

Leia mais

CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES

CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES Autmaçã Predial e Segurança Patrimnial - Cndições para Frneciment OBRA: CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES Pasta: cyrella_metrplitan-pr-cf-1-0-2012.dc DATA: 14/05/2012 0 Emissã de Cndições para Frneciment

Leia mais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais 53 3 Frmulaçã da Metdlgia 3.1. Cnsiderações Iniciais O presente capítul tem cm finalidade prpr e descrever um mdel de referencia para gerenciament de prjets de sftware que pssa ser mensurável e repetível,

Leia mais

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager!

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager! WEB MANAGER Cnhecend Web Manager! O Web Manager é uma pdersa ferramenta para gestã de Sites, prtais, intranets, extranets e htsites. Cm ela é pssível gerenciar ttalmente seus ambientes web. Integrad ttalmente

Leia mais

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede Prcesss de Api d Grup Cnsultiv 5.5 Suprte Infrmátic Direit de Acess à Rede Suprte Infrmátic - Dcuments 5.5 Âmbit e Objectiv Frmuláris aplicáveis Obrigatóris Obrigatóris, se aplicável Frmulári de Mapa de

Leia mais

Manual do Usuário. Interface do cliente. Copyright 2012 BroadNeeds Rev. 20120828 Página 1 de 22

Manual do Usuário. Interface do cliente. Copyright 2012 BroadNeeds Rev. 20120828 Página 1 de 22 Manual d Usuári Interface d cliente Cpyright 2012 BradNeeds Rev. 20120828 Página 1 de 22 INDICE INDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 REQUISITOS MÍNIMOS... 3 BENEFÍCIOS... 3 APLICAÇÕES... 4 INICIANDO O APLICATIVO...

Leia mais

Principais Informações

Principais Informações Principais Infrmações Quem é Benefix Sistemas? Frmada pr ex-executivs e equipe de tecnlgia da Xerx d Brasil, que desenvlvem e suprtam sluções e estratégias invadras para setr públic, especializada dcuments

Leia mais

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação Mdel de Cmunicaçã Prescriçã Eletrónica Médica - Aplicaçã Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes da aplicaçã de Prescriçã Eletrónica Médica

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

Operação Metalose orientações básicas à população

Operação Metalose orientações básicas à população Operaçã Metalse rientações básicas à ppulaçã 1. Quem é respnsável pel reclhiment de prduts adulterads? As empresas fabricantes e distribuidras. O Sistema Nacinal de Vigilância Sanitária (Anvisa e Vigilâncias

Leia mais

Definições Relacionadas à Política de Segurança da Informação

Definições Relacionadas à Política de Segurança da Informação Definições Relacinadas à Plítica de Segurança da Infrmaçã Área respnsável Versã Data de emissã Data de revisã Data de vigência Infrmática Crprativa - Segurança 1.2 20/08/2009 30/10/2013 01/02/2014 Objetiv

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

Traz para sua empresa:

Traz para sua empresa: Traz para sua empresa: Link Internet para Prfissinais Liberais, Pequenas e Médias Empresas e inclusive as Grandes Empresas Características Nex Cnnect Small Business é serviç de Link Internet destinad às

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO Term de Referência Anex I - Especificaçã técnica Cntrataçã de Empresa para prestaçã de Serviçs de Treinament na suíte Libreffice TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO

Leia mais

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social Anex 03 Recmendaçã nº 3: estatut padrã, estatut fundamental e cntrat scial 1. Resum 01 Atualmente, Estatut da Crpraçã da Internet para a atribuiçã de nmes e númers (ICANN) tem um mecanism únic para alterações.

Leia mais

Manual. Autorizador da UNIMED

Manual. Autorizador da UNIMED Manual Prtal Autrizadr da UNIMED Pass a Pass para um jeit simples de trabalhar cm Nv Prtal Unimed 1. Períd de Atualizaçã Prezads Cperads e Rede Credenciada, A Unimed Sul Capixaba irá atualizar seu sistema

Leia mais

Administração de Redes Servidores de Aplicação

Administração de Redes Servidores de Aplicação 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administraçã de Redes Servidres de Aplicaçã

Leia mais

Boletim Comercial. Tema: BC003 Plano de Disponibilidade Ilimitada de Recursos UV. Introdução

Boletim Comercial. Tema: BC003 Plano de Disponibilidade Ilimitada de Recursos UV. Introdução Bletim Cmercial Tema: BC003 Plan de Dispnibilidade Ilimitada de Recurss UV Intrduçã Sistemas de cura UV sã cada vez mais presentes em indústrias que imprimem grandes vlumes de materiais, independente d

Leia mais

Proposta. Projeto: VENSSO. Data 25/05/2005. Andrade Lima Damires Fernandes Andrade Lima Damires Fernandes. Responsável. Autor (s)

Proposta. Projeto: VENSSO. Data 25/05/2005. Andrade Lima Damires Fernandes Andrade Lima Damires Fernandes. Responsável. Autor (s) Prpsta Prjet: Data 25/05/2005 Respnsável Autr (s) Dc ID Andrade Lima Damires Fernandes Andrade Lima Damires Fernandes Lcalizaçã Versã d Template

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CST em Análise e Desenvlviment de Sistemas 3ª série Fundaments de Sistemas Operacinais A atividade prática supervisinada (ATPS) é um métd de ensinaprendizagem desenvlvid

Leia mais

Windows Server 2012 R2 Folheto de licenciamento

Windows Server 2012 R2 Folheto de licenciamento Windws Server 2012 R2 Flhet de licenciament Visã geral d prdut O Windws Server 2012 R2 captura a experiência da Micrsft na entrega de serviçs em nuvem em escala mundial, ferecend um servidr de us empresarial

Leia mais

Gestão do Escopo 1. Planejamento da Gestão do Escopo: 2. Definição do Escopo: 3. Elaboração da EDT(EAP): 4. Verificação do Escopo:

Gestão do Escopo 1. Planejamento da Gestão do Escopo: 2. Definição do Escopo: 3. Elaboração da EDT(EAP): 4. Verificação do Escopo: Gestã d Escp 1. Planejament da Gestã d Escp: i. Autrizaçã d prjet ii. Definiçã d escp (preliminar) iii. Ativs em cnheciments rganizacinais iv. Fatres ambientais e rganizacinais v. Plan d prjet i. Plan

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO C e n t r d e I n f r m á t i c a NORMAS DE UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA A FMUP dispõe de salas e labratóris de infrmática gerids pel Centr

Leia mais

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT GRUPO HISPASAT Mai de 2014 PRIVADO PRIVADO E CONFIDENCIAL E Dcument Dcument prpriedade prpriedade HISPASAT,S.A. da 1 Prcess de atendiment a cliente

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação Os nvs uss da tecnlgia da infrmaçã nas empresas Sistemas de Infrmaçã Prf. Marcel da Silveira Siedler siedler@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Planejament

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Guia d Prcess de Sftware d MAPA Metdlgia de Desenvlviment de Sistemas Versã 1.0 Dcument cnfidencial e prprietári Versã d mdel: 1.1 Históric das Revisões Data Versã Descriçã Autr 24/03/2008 1.0 Iníci da

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2015 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 2.1. Organgrama... 4 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3.

Leia mais

Procedimento de Configuração de Ambiente

Procedimento de Configuração de Ambiente Ministéri da Saúde Nme d Prjet Respnsável d Prjet / Área E-mail Telefne e-sus Hspitalar suprteesus@datasus.gv.br Respnsável E-mail Telefne suprteesus@datasus.gv.br Prcediment de Cnfiguraçã de Ambiente

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Prtect Guia de Atualizaçã Cpyright e Marcas cmerciais Cpyright Cpyright 2009 2015 LANDESK Sftware, Inc. Tds s direits reservads. Este prdut está prtegid pr cpyright e leis de prpriedade intelectual

Leia mais

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Adesã à CCEE Versã 1 -> Versã 2 Versã 2 METODOLOGIA DO Text em realce refere-se à inserçã de nva redaçã Text tachad refere-se à exclusã de redaçã. Alterações

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO CRIVO 4

MANUAL DE INSTALAÇÃO CRIVO 4 MANUAL DE INSTALAÇÃO CRIVO 4 Platafrma Windws 2008 e 2012 12 de Agst de 2014 Rua Vergueir, 2016 11º andar Vila Mariana CEP 04102-000 Sã Paul SP Tel.: 11 5904-7830 www.criv.cm.br Email: suprte@criv.cm.br

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N 379, DE 19 DE OUTUBRO DE 2006 Cria e regulamenta sistema de dads e infrmações sbre a gestã flrestal n âmbit d Sistema Nacinal

Leia mais

Academia FI Finanças

Academia FI Finanças Academia FI Finanças A Academia é melhr caminh para especializaçã dentr de um tema n ERP da SAP. Para quem busca uma frmaçã cm certificaçã em finanças, mais indicad é participar da próxima Academia de

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu em Gestã da Segurança da Infrmaçã em Redes de Cmputadres A Faculdade

Leia mais

UMG 100. User Media Gateway to E1 and VoIP. Transcoding nos 30 canais. Cancelamento de eco. Suporte SNMP. CDR personalizável

UMG 100. User Media Gateway to E1 and VoIP. Transcoding nos 30 canais. Cancelamento de eco. Suporte SNMP. CDR personalizável UMG 100 User Media Gateway t E1 and VIP Transcding ns 30 canais Cancelament de ec Suprte SNMP CDR persnalizável Design Clean e facilidade de instalaçã O UMG 100 é um user gateway da linha de Media Gateways

Leia mais

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA www.mastercmp.net 1 www.mastercmp.net www.mastercmp.net INFORMAÇO ES ADICIONAIS DO CURSO DE PROMODEL E MS PROJECT Prgramaçã: Carga hrária: 32 Hras Lcal: Sã Sebastiã d Paraís MG Prgramas usads n curs: MS

Leia mais

A Gennera sente-se honrada em participar do sucesso da Escola do Futuro por meio da mais atualizada tecnologia aplicada à gestão educacional.

A Gennera sente-se honrada em participar do sucesso da Escola do Futuro por meio da mais atualizada tecnologia aplicada à gestão educacional. Flrianóplis, 14 de abril de 2015 A Escla d Futur A/C Alfred B. de Araúj Prezad Senhr, Bem-vind a nv temp da Gestã Educacinal. A Gennera sente-se hnrada em participar d sucess da Escla d Futur pr mei da

Leia mais

Guia de Leitura do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Guia de Leitura do Plano Diretor de Tecnologia da Informação Guia de Leitura d Plan Diretr de Tecnlgia da Infrmaçã O Plan Diretr de Tecnlgia da Infrmaçã (PDTI) é um instrument de diagnóstic, planejament e gestã ds recurss e prcesss de Tecnlgia da Infrmaçã (TI).

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL Objetivs: Gestã Empresarial Desenvlver cmpetências para atuar n gerenciament de prjets, prestand cnsultria

Leia mais

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR A pertinência e valr demnstrad das valências d Cartã de Saúde Cfre, em razã d flux de adesões e pedids de esclareciment, trnam essencial dar evidência e respsta a algumas situações

Leia mais

IBOConsole Recuperação do Banco de Dados. Ferramenta de manutenção para recuperação de banco de dados.

IBOConsole Recuperação do Banco de Dados. Ferramenta de manutenção para recuperação de banco de dados. IBOCnsle Recuperaçã d Banc de Dads Ferramenta de manutençã para recuperaçã de banc de dads. 2 IBOCnsle ÍNDICE MAINTENANCE... 3 VALIDATION... 4 BACKUP/RESTORE... 6 BACKUP... 7 RESTORE... 10 3 IBOCnsle MAINTENANCE

Leia mais

Integração Ayty CRM e Altitude

Integração Ayty CRM e Altitude Dcumentaçã Elabrada pr: Ayty CRM Data / Lcal: 30/10/2011 Prjet: Ayty CRM cm Discadr Altitude Versã: 1.0 Dcument: Integraçã AytyCRM e Discadr Altitude Integraçã Ayty CRM e Altitude Sumári: Principais Fluxs:...

Leia mais

Contrato de Usuário Final da Aspect para Produtos Microsoft (Rev 3.0)

Contrato de Usuário Final da Aspect para Produtos Microsoft (Rev 3.0) Favr Salvar u Imprimir para Seus Arquivs Cntrat de Usuári Final da Aspect para Prduts Micrsft (Rev 3.0) Inclui: Cntrat de Licença de Usuári Final da Aspect Referente a Micrsft SQL Server 2008 R2 Standard

Leia mais

WINDOWS AZURE E ISVS UM GUIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELAS DECISÕES DAVID CHAPPELL JULHO DE 2009 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION

WINDOWS AZURE E ISVS UM GUIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELAS DECISÕES DAVID CHAPPELL JULHO DE 2009 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION WINDOWS AZURE E ISVS UM GUIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELAS DECISÕES DAVID CHAPPELL JULHO DE 2009 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION SUMÁRIO ISVs e cmputaçã em nuvem... 2 Breve visã geral d Windws Azure...

Leia mais

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo Descriçã d serviç Cpilt Optimize CAA-1000 Visã geral d serviç Esta Descriçã d serviç ( Descriçã d serviç ) é firmada pr vcê, cliente, ( vcê u Cliente ) e a entidade da Dell identificada na fatura de cmpra

Leia mais

Proposta Técnica Hosting Dedicado. PROPOSTA TÉCNICA UOLDIVEO OPT-13/72952-A Página: 1/50

Proposta Técnica Hosting Dedicado. PROPOSTA TÉCNICA UOLDIVEO OPT-13/72952-A Página: 1/50 Página: 1/50 Prpsta Técnica Hsting Dedicad Página: 2/50 Sã Paul, 20 de setembr de 2013. À LPS DISTRIBUIDORA DE MATERIAIS ELETRICOS Referente à Prpsta UOLDIVEO OPT-13/72952-A Atendend slicitaçã de Vssa

Leia mais

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE Flha 1 de 8 Rev. Data Cnteúd Elabrad pr Aprvad pr 0 16/06/2004 Emissã inicial englband a parte técnica d GEN PSE 004 Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade 1 31/01/2006 Revisã geral Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade

Leia mais

GT-ATER: Aceleração do Transporte de Dados com o Emprego de Redes de Circuitos Dinâmicos. RT3 - Avaliação dos resultados do protótipo

GT-ATER: Aceleração do Transporte de Dados com o Emprego de Redes de Circuitos Dinâmicos. RT3 - Avaliação dos resultados do protótipo GT-ATER: Aceleraçã d Transprte de Dads cm Empreg de Redes de Circuits Dinâmics RT3 - Avaliaçã ds resultads d prtótip Sand Luz Crrêa Kleber Vieira Cards 03/08/2013 1. Apresentaçã d prtótip desenvlvid Nesta

Leia mais

Gerenciamento do Escopo

Gerenciamento do Escopo Pós-graduaçã Gestã Empresarial Módul GPE Gestã de Prjets Empresariais Prf. MSc Jsé Alexandre Mren prf.mren@ul.cm.br agst_setembr/2009 1 Gerenciament d Escp 3 Declaraçã d escp Estrutura Analítica d Prjet

Leia mais

Banda Larga Móvel LTE e Além

Banda Larga Móvel LTE e Além MARÇO 2015 As tecnlgias 3GPP - HSPA, HSPA+, LTE e agra a LTE-Advanced - frmam a platafrma glbal da banda larga móvel, ferecend cnexões rápidas e integradas n mund inteir. Nessa ediçã 1 Implementações 3GPP

Leia mais

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro Pdems definir Wrkflw cm: Wrkflw Jsé Palazz Mreira de Oliveira Mirella Mura Mr "Qualquer tarefa executada em série u em paralel pr dis u mais membrs de um grup de trabalh (wrkgrup) visand um bjetiv cmum".

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇÃO DE CONTRATO INICIAL E DE ENERGIA ASSEGURADA PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos Manual de Prcediments Prcediments para Submissã de Prjets de MDL à Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Secretaria Executiva Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Prcediments para

Leia mais

Versão 14.0 Junho 2015 www.psr-inc.com Contato: sddp@psr-inc.com. Representação mais detalhada da operação em cada estágio: 21 blocos

Versão 14.0 Junho 2015 www.psr-inc.com Contato: sddp@psr-inc.com. Representação mais detalhada da operação em cada estágio: 21 blocos Versã 14.0 Junh 2015 www.psr-inc.cm Cntat: sddp@psr-inc.cm SDDP VERSÃO 14.0 Nvidades Representaçã mais detalhada da peraçã em cada estági: 21 blcs Tradicinalmente, a peraçã de cada estági (semana u mês)

Leia mais

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil;

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil; TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ANÁLISE DA REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVO PARA CÁLCULOS DO VALOR DO IMPAIRMENT E VIDA ÚTIL RESIDUAL, EM CONFORMIDADE COM O DISPOSTO

Leia mais

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social;

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social; Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes n âmbit ds CIT Certificads de Incapacidade Temprária.

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

Procedimentos para o uso de TI no DRH

Procedimentos para o uso de TI no DRH Prcediments para us de TI n DRH As clabradres d DRH Cm parte das diretrizes divulgadas através d memrand nº 243/2008-SAM01, e visand melhrias na manutençã de cmputadres, segurança das infrmações e cntrle

Leia mais

MODELO DE PROGRAMAÇÃO DO WINDOWS AZURE

MODELO DE PROGRAMAÇÃO DO WINDOWS AZURE MODELO DE PROGRAMAÇÃO DO WINDOWS AZURE DAVID CHAPPELL OUTUBRO DE 2010 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION SUMÁRIO Pr que criar um nv mdel de prgramaçã?... 3 Três regras d mdel de prgramaçã d Windws

Leia mais

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013.

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013. Serviç de Acess as Móduls d Sistema HK (SAR e SCF) Desenvlvems uma nva ferramenta cm bjetiv de direcinar acess ds usuáris apenas as Móduls que devem ser de direit, levand em cnsideraçã departament de cada

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais