PLANO DE FORMAÇÃO Visite o Regulamento da Formação em

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE FORMAÇÃO 2015. Visite o Regulamento da Formação em www.qualiwork.pt"

Transcrição

1 PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Visite o Regulamento da em

2 A Qualiwork é uma organização certificada segundo a norma ISO 9001 em serviços de Consultoria e no seguinte âmbito: Prestação de serviços de Consultoria, e Auditoria no âmbito de normas de referência nacionais e internacionais a Entidades Públicas e Privadas (Qualidade, ISO IT Service Management, Cadeia de Responsabilidade Florestal FSC e PEFC, Ambiente, Investigação, Desenvolvimento e Inovação IDI, Segurança no Trabalho, Segurança Alimentar, Gestão da DGERT, entre outros); Consultoria em mapeamento de processos dispondo de metodologias de trabalho próprias.

3 Sendo a Qualiwork uma Entidade Formadora acreditada pela DGERT, verificamse 3 vantagens claras para as entidades que usufruem da nossa formação: Reconhecimento de qualidade no mercado Isenção de IVA nos serviços de formação Dedução de despesas com formação profissional no IR As ações de formação propostas são INTER ORGANIZAÇÃO. As ações de formação INTRA - ORGANIZAÇÃO são realizadas segundo proposta direcionada para a necessidade específica do Cliente.

4 Áreas de Intervenção Formativa Qualidade Auditorias Internas Ambiente Segurança e Saúde Segurança de Informação Inovação Cadeia de Responsabilidade Florestal Soft skills Informática Segurança alimentar

5 QUALIDADE Norma ISO 9001:2008 Qualidade Melhoria Contínua Responsabilidade Social Respostas Sociais ISO / IEC 20000:2011 Information Technology Service Management

6 Norma ISO 9001 Qualidade Melhoria Contínua Princípios da Qualidade Norma ISO 9001 Qualidade (nova versão 2015) Ferramentas do Sistema de Gestão Satisfação do Cliente e Reclamações Exercícios práticos Duração: 7 horas Destinatários: Gestores da Qualidade

7 Responsabilidade Social Responsabilidade Social no mundo atual Declaração dos direitos humanos A norma SA 8000:2008 Responsabilidade social A norma ISO Diretrizes sobre responsabilidade social Código de Ética de acordo com a norma NP :2010 A norma NP :2008 Sistema de gestão da responsabilidade social Processo de auditoria externa Duração: 7 horas Destinatários: Gestores da Qualidade

8 Respostas Sociais - IPSS Requisitos da Acreditação das Respostas Sociais Modelo EFQM vs. Modelos de Avaliação da Qualidade nas Respostas Sociais Interligação dos Critérios de Avaliação com o Sistema Documental das Respostas Sociais: Serviço de Apoio Domiciliário, Centro de Dia, Estrutura Residencial para Idosos, Creche, Centro de Acolhimento Temporário, Lar de Infância e Juventude, Centro de Atividades Ocupacionais e Lar Residencial Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Gestores da Qualidade

9 ISO / IEC 20000:2011 Information Technology Service Management dos conceitos e requisitos da Norma ISO/IEC 20000:2011 Part-1 Information Technology Service management do objetivo da Norma ISO/IEC TR Guidance on scope definition and apllicability of ISO/IEC Benefícios na aplicação na implementação do Sistema de Gestão de Serviços Duração: 7 horas Destinatários: Dirigentes e Técnicos

10 AUDITORIAS INTERNAS Auditorias Qualidade (norma NP EN ISO 19011:2012) Auditorias Sistemas Gestão Integrados AQS (norma NP EN ISO 19011:2012)

11 Auditorias Qualidade (segundo a norma NP EN ISO 19011:2012 ) Norma NP EN ISO 9001 Sistemas de Gestão da Qualidade: Requisitos Norma NP EN ISO 19011:2012 Linhas de orientação para auditorias a sistemas de gestão O perfil do Auditor Casos Práticos Duração: 14 horas parte teórica 21 horas parte prática intra organização Regime: Laboral Destinatários: Auditores Internos nomeados

12 Auditorias Sistemas de Gestão Integrados AQS (segundo a norma NP EN ISO 19011:2012 ) Norma NP EN ISO 9001 Sistemas de Gestão da Qualidade: Requisitos Norma NP EN ISO Auditorias (Normas Qualidade e Auditorias NP EN ISO 19011:2012) Norma OHSAS Occupational health and safety management systems Requirements Norma NP EN ISO 19011:2012 Linhas de orientação para auditorias a sistemas de gestão O perfil do Auditor Casos Práticos Duração: 21 horas parte teórica 21 horas parte prática intra organização Regime: Laboral Destinatários: Auditores Internos nomeados

13 AMBIENTE ISO Requisitos de Sistemas de Gestão Ambiental Implementar um Sistema de Gestão Ambiental Conformidade Legal Ambiental

14 ISO 14001:2015 Sistemas de Gestão Ambiental Introdução: Conceitos de Gestão Ambiental Norma NP EN ISO Sistemas de gestão ambiental. Requisitos e linhas de orientação Política Ambiental Metodologia da melhoria contínua: planear executar verificar e atuar Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Dirigentes e Técnicos

15 Implementar um Sistema de Gestão Ambiental Definições e conceitos gerais e integração de Sistemas - Geral Definições e conceitos gerais e integração de Sistemas Requisitos normativos Regulamentação e legislação ambiental relevante Fases da conceção, implementação, verificação e certificação de um Sistema de gestão Ambiental (SGA) Metodologias de identificação e avaliação de aspetos ambientais Programa de gestão e indicadores ambientais Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Dirigentes e Técnicos

16 Conformidade Legal Ambiental Legislação - Introdução Legislação e regulamentação Direito comunitário e nacional Análise da aplicabilidade e impacto na Organização Duração: 7 horas Destinatários: Dirigentes e Técnicos

17 SEGURANÇA Legislação SST Avaliação e Controlo de Riscos Profissionais Norma OHSAS 18001Sistemas de Gestão Segurança e Saúde no Trabalho Primeiros Socorros Utilização de meios de primeira intervenção Segurança contra Incêndio Sensibilização às Diretivas ATEX

18 Legislação SST Legislação - Introdução Legislação e regulamentação Direito comunitário e nacional Análise da aplicabilidade e impacto na Organização Duração: 7 horas Destinatários: Dirigentes e Técnicos

19 Avaliação e controlo de riscos profissionais Conceitos e terminologia Riscos Químicos Riscos Biológicos Riscos Físicos Riscos elétricos Riscos específicos Metodologias e técnicas para a identificação de perigos Casos práticos Duração: 14 horas Destinatários: Dirigentes e Técnicos

20 Norma OHSAS Sistemas de Gestão Segurança e Saúde no Trabalho A norma OHSAS Ferramentas do Sistema de Gestão Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Dirigentes e Técnicos

21 Primeiros Socorros Sistema Integrado de Emergência Médica Exame da vítima Suporte básico de vida Avaliação Duração: 7 horas Destinatários: Funcionários de empresas que integrem equipas de emergência e evacuação e primeiros socorros

22 Utilização de meios de primeira intervenção Fenomelogia da combustão Classes de fogo Métodos de extinção Agentes extintores Extintores Redes de incêndio Práticas de combate a incêndio com extintores Linhas de mangueira Carretéis de incêndio Interior e exterior de edifícios. Duração: 7 horas Local: Quartel dos Bombeiros da Pontinha, LX Destinatários: Funcionários de empresas que integrem equipas de emergência e evacuação e primeiros socorros

23 Segurança Contra Incêndio O risco de incêndio O fenómeno da combustão Desenvolvimento e propagação de um incêndio Agentes de extinção de incêndio Deteção, alarme e alerta Meios de extinção em edifícios Equipamentos de proteção individual e respetivas características (a utilizar pela equipa de intervenção) Sinalização de segurança Regime Jurídico de SCIE Utilizações-Tipo e categorias de risco Classificação de locais de risco Determinação da carga de incêndio Exercícios práticos Duração: 14 horas Destinatários: Técnicos SHST e profissionais cuja atividade se encontre relacionada com a segurança contra incêndio

24 Sensibilização às Diretivas ATEX Enquadramento legal e normativo no âmbito das atmosferas explosivas Conceitos gerais Classificação de áreas perigosas provenientes de líquidos e gases inflamáveis e poeiras combustíveis Identificação de fontes de ignição Medidas gerais de prevenção e proteção contra explosões Duração: 4 horas Destinatários: Técnicos Superiores de Segurança e Higiene do Trabalho; Responsáveis de Manutenção ou Técnicos

25 SEGURANÇA DE INFORMAÇÃO Segurança de informação e gestão de riscos

26 Segurança de informação e gestão de riscos Conceitos de segurança de informação A norma ISO/IEC 27001:2013 de requisitos A norma ISO 31000:2013 Gestão do Risco Os controlos do risco da norma ISO/IEC 27002:2013 Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Quadros Dirigentes e Técnicos

27 Norma NP 4457 Sistemas de Gestão da Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) ID&I

28 Norma NP Sistemas de Gestão da Investigação, Desenvolvimento e Inovação Conceitos IDI Interpretação da Norma NP 4456:2007 Interpretação dos Requisitos da 4457:2007 Inovação, Criatividade e Gestão do Conhecimento Interpretação dos Requisitos da 4458:2007 Auditoria a Sistemas de Gestão da IDI - Requisitos da NP 4461:2007 Condições base para a IDI - Estratégia e Cultura Organizacional Duração: 7 horas Destinatários: Quadros Dirigentes e Técnicos

29 Cadeia de Responsabilidade Florestal FSC e PEFC CADEIA DE RESPONSABILIDADE FLORESTAL

30 CADEIA DE RESPONSABILIDADE FLORESTAL - FSC e PEFC História e conceitos associados à certificação CdR FSC e PEFC As normas FSC e PEFC existentes, seu âmbito e objetivo Requisitos da norma FSC para a CdR: FSC-STD Requisitos da norma PEFC para a CdR: PEFC ST 2002:2010 Casos práticos Duração: Local: 7 horas Lisboa Regime: Laboral Destinatários: Quadros Dirigentes e Técnicos

31 Soft Skills Gestão do tempo Excelência no Atendimento Motivação e Liderança Gestão da mudança e adaptação de competências Definição de objetivos e avaliação de desempenho Satisfação e fidelização de Clientes

32 Gestão do Tempo Conceitos de gestão do tempo Desperdiçadores de tempo Instrumentos eficazes para gestão do tempo Princípios e leis de gestão do tempo Tratar as urgências Comunicar melhor, saber dizer não Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Público em geral

33 Excelência no Atendimento Excelência no atendimento e na imagem do serviço Gestão do tempo de atendimento Perfis que comumente caracterizam alguns clientes Ciclo do atendimento (inicio desenvolvimento e encerramento) Fomentar a qualidade nas diferentes etapas do atendimento, no atendimento ao público no geral e no atendimento a pessoas com necessidades especificas e/ou limitação Capacidade de memorização, uso adequado do telefone Aprendendo a trabalhar sobre pressão Equilíbrio emocional, palavra-chave para o bom atendimento Gestão de conflitos e competências no tratamento de reclamações Casos práticos Duração: 14 horas Destinatários: Quadros Dirigentes

34 Motivação e Liderança Missão e Visão das Organizações Motivação: Tipos de motivação; Frustração e conflito; Motivação aos colaboradores Liderança: Competências de Liderança; Gerir versus Liderar; Características dos Líderes; Liderar com sucesso Método MBTI Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Quadros Dirigentes

35 Definição de objetivos e avaliação de desempenho Definição de objetivos e avaliação e desempenho do Modelo Performance Tool Princípios Fundamentais de incentivo ao desempenho Objetivos quantitativos e qualitativos / comportamentais Níveis de desempenho e escala de avaliação Ações de melhoria a acordar com o Colaborador Diagnóstico das necessidades de formação para a competência Expectativas de evolução profissional Caso prático Duração: 7 horas Destinatários: Quadros Dirigentes

36 Satisfação e Fidelização de Clientes O comportamento e o valor do cliente Gestão da satisfação do cliente Gestão de Expectativas Determinantes da (In)satisfação Consequências da (Sa)tisfação Avaliação da satisfação do cliente Gestão da fidelização do cliente Fundamentos da fidelização do cliente Sistemas de fidelização e retenção do cliente Recuperação de clientes perdidos A reparação e a prevenção do erro Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Quadros Dirigentes

37 Gestão da mudança e adaptação de competências O Processo e os tipos de mudança Etapas da gestão da mudança Resistência à mudança Estratégias de mudança A inteligência das emoções e as relações interpessoais Pontos fortes, fracos e metas profissionais Estratégias de desenvolvimento e adaptação de competências Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Quadros Dirigentes

38 INFORMÁTICA MS Excel Inicial / Intermédio / Avançado Premium MS Word Inicial / Intermédio MS Power Point Intermédio Outras à medida: Outlook, Access, Publisher, Visio

39 Microsoft EXCEL Nível Avançado Consolidação de Conceitos Funções do Excel Biblioteca de Funções Ilustrações e Gráficos Análise integrada de dados no Excel Ferramentas de Análise, Macros e Personalização do Excel Duração: 21 Horas 3 de 7 horas cada Destinatários: Quadros Dirigentes e Técnicos

40 Microsoft WORD Nível Intermédio Noções iniciais Inserção de ilustrações Tabelas Criação de um documento Operações com os documentos Inserir e formatar imagens Modos de visualização Cabeçalhos e rodapés Impressão do documento Operações com blocos de texto Formatação do documento Ferramentas avançadas Marcas e numeração Trabalhar com documentos longos Automatizar tarefas Estilos Duração: 21 Horas 3 de 7 horas cada Destinatários: Quadros Dirigentes e Técnicos

41 Microsoft POWER POINT Nível Intermédio Iniciar o PowerPoint Inserir símbolos Trabalhar com diapositivos Criação de hiperligações Adicionar texto a uma apresentação Trabalhar com multimédia Adicionar tabelas a uma apresentação Transição entre diapositivos Adicionar imagens a uma apresentação Animações nos diapositivos Adicionar ilustrações Formas automáticas Configurar e personalizar apresentações Adicionar SmartArt Organogramas e diagramas Colaboração Gráficos O PowerPoint e a web Portabilidade da apresentação Duração: 21 Horas 3 de 7 horas cada Destinatários: Quadros Dirigentes e Técnicos

42 Microsoft EXCEL Nível Intermédio Introdução Formatação de células Conceitos Básicos Formatação gráfica de células - Estilos Destaques Trabalhar com dados Endereços Gráficos Sparklines Tabelas e Gráficos Dinâmicos Ferramentas de Dados Duração: 21 Horas 3 de 7 horas cada Destinatários: Quadros Dirigentes e Técnicos

43 Segurança Alimentar Introdução à Higiene e Segurança Alimentar Boas práticas de Higiene e Segurança Alimentar

44 Introdução à Higiene e Segurança Alimentar Introdução à higiene e segurança alimentar Conceitos e objetivos da segurança alimentar Direitos e Deveres no âmbito da HSA Atividades no âmbito do HACCP Casos práticos Duração: 7 horas Destinatários: Responsáveis e todos os colaboradores que atuam na área alimentar

45 Boas práticas de Higiene e Segurança Alimentar Enquadramento Legal Atividades no âmbito do HACCP Controlo de Perigos: Físicos, Químicos, Microbiológicos Pré-requisitos do Sistema HACCP: Códigos de Boas Práticas de Fabrico e de Higiene, Implementação de Boas Práticas, Receção de matérias-primas, Armazenagem, Preparação, Processamento, Manutenção, Distribuição, Higiene e Comportamento Pessoal Princípios do Sistema HACCP Casos práticos Duração: 14 horas Destinatários: Responsáveis e colaboradores que atuam na área alimentar. Preferencial com frequência prévia do curso introdução à HSA

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA 2015. Qualidade

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA 2015. Qualidade (Isento IVA) Qualidade Norma ISO 9001 Qualidade (nova versão ) Gestores da Qualidade 7 outubro Formar acerca do conteúdo da Norma de referência ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade: requisitos Conhecer

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA 2016. Qualidade

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA 2016. Qualidade Qualidade Norma ISO 9001:2015 Qualidade 13 julho 3 novembro Formar acerca do conteúdo da Norma de referência ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade: requisitos Conhecer e saber aplicar as ferramentas

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2017

PLANO DE FORMAÇÃO 2017 PLANO DE FORMAÇÃO 2017 2017 A Qualiwork é uma organização certificada segundo a norma ISO 9001 em serviços de Consultoria e no seguinte âmbito: Prestação de serviços de Consultoria, e Auditoria no âmbito

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Página 1 de 6

PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Página 1 de 6 AMBIENTE ECONOMIA SOCIAL ENERGIA A Certificação da Gestão Florestal e Cadeia de Responsabilidade FSC ou PEFC Acompanhamento Ambiental em Obra e Gestão de RCD s (e-xz) Auditorias Ambientais (e-xz) Conformidade

Leia mais

Gestão da Segurança e Saúde no. Angela Weber Righi

Gestão da Segurança e Saúde no. Angela Weber Righi Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho Angela Weber Righi LEGISLAÇÃO BRASILEIRA PARA SST Legislação brasileira para SST Consolidação das leis do trabalho (CLT) editada em 01/05/1943 Título II das normas

Leia mais

OFERTA. Diretores ou Responsáveis da Qualidade, Quadros Médios e Superiores; Responsáveis pela implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade.

OFERTA. Diretores ou Responsáveis da Qualidade, Quadros Médios e Superiores; Responsáveis pela implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade. QUALIDADE Transição para a NP ISO 9001:2015 Diretores ou Responsáveis da Qualidade, Quadros Médios e Superiores; Responsáveis pela implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade. Dar a conhecer as alterações

Leia mais

Certificação das Entidades de Acção Social. Soluções e Desafios. rita.porto@apcer.pt Lisboa, 11 de Dezembro. Orador: www.apcer.pt.

Certificação das Entidades de Acção Social. Soluções e Desafios. rita.porto@apcer.pt Lisboa, 11 de Dezembro. Orador: www.apcer.pt. Certificação das Entidades de Acção Social Soluções e Desafios rita.porto@apcer.pt Lisboa, 11 de Dezembro www.apcer.pt AGENDA 0. Apresentação da actividade da APCER 1. Actuais exigências e necessidades

Leia mais

reason why FORMAR UM PROFISSIONAL DE CERTIFICAÇÃO COM O LÍDER DO MERCADO.

reason why FORMAR UM PROFISSIONAL DE CERTIFICAÇÃO COM O LÍDER DO MERCADO. PLANO DE FORMAÇÃO reason why FORMAR UM PROFISSIONAL DE CERTIFICAÇÃO COM O LÍDER DO MERCADO. PREFÁCIO A formação, inicial ou contínua, é assumida pela APCER como vital para o desenvolvimento dos profissionais

Leia mais

SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO

SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO FORMAÇÃO SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO 1 Introdução No actual quadro legislativo (35/2004) é bem claro que a responsabilidade pelas condições de Segurança, Higiene e Saúde

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2016 Página 1 de 7

PLANO DE FORMAÇÃO 2016 Página 1 de 7 AMBIENTE A Certificação da Gestão Florestal e Cadeia de Responsabilidade FSC ou PEFC Acompanhamento Ambiental em Obra e Gestão de RCD s (e-xz) Auditorias Ambientais (e-xz) Conformidade Legal em matéria

Leia mais

Serviços Tecno Consultores em Formação. Serviços Tecnológicos MAPFRE Consultores em Engenharia e Formação

Serviços Tecno Consultores em Formação. Serviços Tecnológicos MAPFRE Consultores em Engenharia e Formação Serviços Tecno Consultores em Formação Consultores em Engenharia e Formação Plano de Formação 2014 Índice Curso Intensivo sobre Segurança no Trabalho para atualização de CAP s 4 Curso Intensivo sobre Segurança

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 2014 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA Qualidade. Auditorias Internas

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA Qualidade. Auditorias Internas Qualidade Norma ISO 9001:2015 Qualidade 17 outubro Formar acerca do conteúdo da Norma de referência ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade: requisitos Conhecer e saber aplicar as ferramentas de auto

Leia mais

Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação. 06 de Março de 2010 Hotel Fátima. Orador: Local e Data:

Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação. 06 de Março de 2010 Hotel Fátima. Orador: Local e Data: Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação 06 de Março de 2010 Hotel Fátima AGENDA I. Enquadramento da actividade da APCER II. III. Modelos de Avaliação da Qualidade das Respostas Sociais

Leia mais

CONHEÇA-NOS MELHOR. 2015 ASIDE - Consultoria e Formação. Todos os direitos reservados.

CONHEÇA-NOS MELHOR. 2015 ASIDE - Consultoria e Formação. Todos os direitos reservados. CONHEÇA-NOS MELHOR 2015 ASIDE - Consultoria e Formação. Todos os direitos reservados. Saber Ser Saber Fazer Saber Saber Saber Partilhar Saber Comunicar 02 www.aside.pt Saber Ser Saber Ser Sobre Nós Com

Leia mais

Consultoria e Formação, em Entidades Públicas e Privadas, de Sistemas de Gestão de:

Consultoria e Formação, em Entidades Públicas e Privadas, de Sistemas de Gestão de: Consultoria e Formação, em Entidades Públicas e Privadas, de Sistemas de Gestão de: Qualidade e IT Service Management Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) Ambiente Higiene e Segurança no Trabalho

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2015/2016

PLANO DE FORMAÇÃO 2015/2016 PLANO DE FORMAÇÃO 2015/2016 MLCPT, UNIPESSOAL LDA Outubro de 2015 A NOSSA EMPRESA A MLCPT tem por objeto, o desenvolvimento de atividades de educação e formação profissional e não profissional para jovens

Leia mais

Acrescenta Valor PLANO DE FORMAÇÃO 2015

Acrescenta Valor PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Acrescenta Valor PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Cursos de Actualização de Ativos Cursos de Informática Pós-Graduações Outros Curso Cursos de Atualização de Ativos Desenvolvimento Pessoal Gestão de Conflitos e

Leia mais

Vencemos juntos. Apresentação da Empresa

Vencemos juntos. Apresentação da Empresa Vencemos juntos Apresentação da Empresa @ 2014 Quem Somos Missão Fornecer ferramentas e recursos, que juntos, colmatam as necessidades dos nossos Clientes tornando-os mais competitivos e eficazes. Visão

Leia mais

Cérebro Centro de Formação, Lda.

Cérebro Centro de Formação, Lda. Catálogo de Formação Cérebro Centro de Formação, Lda. Desde 1990 a apostar no Futuro com Qualidade e Formação! Sede: Av. José Afonso, nº. 92, cv Cavaquinhas, Arrentela, 2840-735 Seixal Tel./Fax: 212 225

Leia mais

SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO

SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO FORMAÇÃO SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO Introdução No actual quadro legislativo (Lei 7/2009 Código do Trabalho) e (Lei 102/2009 Regime jurídico da promoção da segurança e saúde

Leia mais

Consultoria para implementação de um Sistema de Gestão Integrado de Qualidade e Inovação.

Consultoria para implementação de um Sistema de Gestão Integrado de Qualidade e Inovação. Integrado de Qualidade e Inovação. o referencial NP 4457:2007 da Consultoria para implementação de um Sistema HACCP DS 3027 E: 2002; Formação em Qualidade; Formação em Boas Práticas e HACCP; Auditorias

Leia mais

Quem somos DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TRANSPOR TE DE PASSAGEIROS E CARGAS QUALIDADE SEGURANÇA- MEIO AMBIENTE - SAÚDE

Quem somos DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TRANSPOR TE DE PASSAGEIROS E CARGAS QUALIDADE SEGURANÇA- MEIO AMBIENTE - SAÚDE Quem somos QUALIDADE SEGURANÇA- MEIO AMBIENTE - SAÚDE TRANSPOR TE DE PASSAGEIROS E CARGAS DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Quem somos O mercado está cada dia mais competitivo e dentro deste cenário, nasce a

Leia mais

S ão as pessoas, não as empresas, que fazem a qualidade do serviço.

S ão as pessoas, não as empresas, que fazem a qualidade do serviço. S ão as pessoas, não as empresas, que fazem a qualidade do serviço. Qualidade Ambiente Segurança A Quambis é uma empresa do Grupo Sondar, que tem como principal finalidade prestar um serviço integrado

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO PARTE I INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Módulo 01: Generalidades (10 horas). o Sistema de Gestão: o que é e quais os benefícios? o Qualidade o Ambiental o Saúde e Segurança no Trabalho o Sistema

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias Alimentares

Leia mais

AEP/APCER FORMAÇÃO 2º SEMESTRE 2004

AEP/APCER FORMAÇÃO 2º SEMESTRE 2004 Ed. de Serviços da Exponor, 2º Av. Dr. António Macedo 4450 617 Leça da Palmeira t: 22 999 36 00 f: 22 999 36 01 e-mail: info@apcer.pt www.apcer.pt Formação Empresa 4450-617 Leça da Palmeira t: 22 998 1753

Leia mais

Plano de Formação 2013

Plano de Formação 2013 Plano de Formação 2013 Ações Internas 2013 APRESENTAÇÃO DAS ÁREAS DE FORMAÇÃO Línguas Higiene, segurança e saúde no trabalho Relacionamento Interpessoal Tecnologias de Informação 2 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

Leia mais

CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014. www.navegantescf.pt

CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014. www.navegantescf.pt CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014 FORMAÇÃO Início Fim Duração Horário Inscrição Contabilidade e Fiscalidade 01-10-2014 29-10-2014 21h P.L/S 100 Sensibilização e Orientação para o Cliente 02-10-2014

Leia mais

Conteúdo de Formação

Conteúdo de Formação Word+ Excel + PowerPoint Avançado Objetivos Gerais Este Curso tem como objetivo dotar os participantes dos conhecimentos e competências que lhes permitam de forma eficaz manusear grandes volumes de informação

Leia mais

PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM ADMINISTRAÇÃO PARTE TÉCNICA GESTÃO EMPRESARIAL

PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM ADMINISTRAÇÃO PARTE TÉCNICA GESTÃO EMPRESARIAL PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM ADMINISTRAÇÃO PARTE TÉCNICA GESTÃO EMPRESARIAL 1. História da Teoria da Administração: fundamentos da Administração: Era Clássica; Revolução Industrial;

Leia mais

Resposta Hospitalar à Catástrofe Externa e Emergência Interna. Abílio Casaleiro

Resposta Hospitalar à Catástrofe Externa e Emergência Interna. Abílio Casaleiro Resposta Hospitalar à Catástrofe Externa e Emergência Interna 27.02.2015 Apresentação do Hospital de Cascais Plano de Catástrofe Externa Plano de Emergência Interna Hospital de Cascais - Caracterização

Leia mais

Enterprise Quality Management [EQM] Excelência em Gestão da Qualidade

Enterprise Quality Management [EQM] Excelência em Gestão da Qualidade Enterprise Quality Management [EQM] Excelência em Gestão da Qualidade A Gestão da Qualidade Total, do inglês Total Quality Management - TQM é uma estratégia de administração completa que tem como objetivo

Leia mais

MASTER GESTOR ESTRATÉGICO DE PRODUTO ALIMENTAR

MASTER GESTOR ESTRATÉGICO DE PRODUTO ALIMENTAR MASTER GESTOR ESTRATÉGICO DE PRODUTO ALIMENTAR MASTER ENQUADRAMENTO O master Gestor Estratégico de Produto Alimentar, da SGS Academy, visa proporcionar aos seus formandos conhecimentos específicos sobre

Leia mais

CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO À GESTÃO DA QUALIDADE

CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO À GESTÃO DA QUALIDADE Índice Índice de figuras e tabelas 19 Prefácio 29 CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO À GESTÃO DA QUALIDADE 1. Introdução 35 2. Conceitos da qualidade 36 3. Origem dos principais problemas da qualidade 41 4. Alguns

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS

NORMAS REGULAMENTADORAS NORMAS REGULAMENTADORAS As Normas Regulamentadoras estabelecem critérios e procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho, que devem ser seguidos por empresas de acordo com

Leia mais

PROGRAMA. Unidade Curricular: Informática Docente: Mestre José Avelino Moreira Victor

PROGRAMA. Unidade Curricular: Informática Docente: Mestre José Avelino Moreira Victor Unidade Curricular: Informática Docente: Mestre José Avelino Moreira Victor PROGRAMA Objetivos: Avaliar a consciencialização dos alunos das capacidades e limitações das tecnologias de informação, perspectivando

Leia mais

Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho

Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho (ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001) Prof. Livre Docente Otávio J. Oliveira UNESP CONTEXTUALIZAÇÃO - Diluição

Leia mais

Referencial do Curso de Técnico de Equipamento e Sistemas de Segurança Contra- Incêndios (Extintores e SADI) 1. MÓDULOS:

Referencial do Curso de Técnico de Equipamento e Sistemas de Segurança Contra- Incêndios (Extintores e SADI) 1. MÓDULOS: Referencial do Curso Técnico de Equipamento e Sistemas de Segurança Contra-Incêndios (Extintores e SADI) [2011] 1. MÓDULOS: Unidade 1 - Introdução e enquadramento da actividade de Técnico de Equipamento

Leia mais

OUTUBRO 2015 PROJETO

OUTUBRO 2015 PROJETO PROJETO 1. ENQUADRAMENTO A Associação Industrial Portuguesa consciente da fase de transição dos referenciais de Qualidade e da necessidade das PME iniciarem ou consolidarem os seus processos de Investigação,

Leia mais

Catálogo de Formação Inter-Empresas

Catálogo de Formação Inter-Empresas Catálogo de Formação Inter-Empresas QTEL 2016 Índice Quem Somos...Pág. 3 6 Razões para Escolher a QTEL...Pág. 5 Formação em Ambiente.Pág. 6 Formação em Inovação..Pág. 11 Formação em Qualidade Pág. 15 Formação

Leia mais

Data de adopção. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor. Observações

Data de adopção. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor. Observações NP ISO 10001:2008 Gestão da qualidade. Satisfação do cliente. Linhas de orientação relativas aos códigos de conduta das organizações CT 80 2008 NP ISO 10002:2007 Gestão da qualidade. Satisfação dos clientes.

Leia mais

Calendário Formação 2011

Calendário Formação 2011 ÁREA: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Implementação de um Sistema de Gestão da Qualidade IS0 9001:2008 16 HORAS 21 FEV 22 FEV LISBOA 21 MAR 22 MAR LISBOA 16 MAI 17 MAI PORTO 10 OUT 11 OUT LISBOA 14 NOV

Leia mais

Curso de pós graduação em Auditorias a Sistemas Integrados de Gestão 1ª edição

Curso de pós graduação em Auditorias a Sistemas Integrados de Gestão 1ª edição Curso de pós graduação em Auditorias a Sistemas Integrados de Gestão 1ª edição Parceria entre a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTSC) www.estescoimbra.pt e o CTCV www.ctcv.pt Nota Prévia

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA. Desde 1988, ano de fundação da Qualtec, desenvolvemos as melhores soluções para nossos clientes.

NOSSA HISTÓRIA. Desde 1988, ano de fundação da Qualtec, desenvolvemos as melhores soluções para nossos clientes. NOSSA HISTÓRIA Desde 1988, ano de fundação da Qualtec, desenvolvemos as melhores soluções para nossos clientes. Estamos preparados para atuar no desenvolvimento, implementação, aprimoramento, treinamento

Leia mais

Workshop Certificação de Entidades pela DGERT

Workshop Certificação de Entidades pela DGERT www.b-training.pt Workshop Certificação de Entidades pela DGERT 27 de Maio de 2011 ORDEM DE TRABALHOS 10h00 11h15 11h30 12h30 13h Início dos Trabalhos Coffee-Break Reinício dos Trabalhos Perguntas & Respotas

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO/ESPECIALIZAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO QUALIDADE, AMBIENTE, SEGURANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL FORMAÇÃO SGS ACADEMY PORQUÊ A SGS ACADEMY? Criada, em 2003, como área de negócio da

Leia mais

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente.

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. OBJECTIVOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. A Gestão da Segurança foca o indivíduo, o colaborador; Tem como objectivo a sua protecção

Leia mais

Catálogo de Formação Intra-Empresas

Catálogo de Formação Intra-Empresas Catálogo de Formação Intra-Empresas QTEL 2015 Índice Quem Somos.....Pág. 3 6 Razões para Escolher a QTEL.....Pág. 5 Formação em Ambiente....Pág. 6 Formação em Gestão e Logística..Pág. 7 Formação em Inovação

Leia mais

Cérebro Centro de Formação, Lda.

Cérebro Centro de Formação, Lda. 2011 Cérebro Centro de Formação, Lda. Sede: Av. José Afonso, nº. 92, cv Cavaquinhas, Arrentela, 2840-735 Seixal Tel./Fax: 21 222 50 28 Telem.: 91 258 35 46 info@cerebro-online.com www.cerebro-online.com

Leia mais

COMPETIR CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 2010 - PLANO FORMATIVO. www.competiracores.com. Formação e Serviços, S.A. Design www.craveirodesign.

COMPETIR CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 2010 - PLANO FORMATIVO. www.competiracores.com. Formação e Serviços, S.A. Design www.craveirodesign. Design www.craveirodesign.com COMPETIR Formação e Serviços, S.A. www.competiracores.com CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 2010 - PLANO FORMATIVO Quem Somos A Competir-Açores está integrada no Grupo COMPETIR e estamos

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO

INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE COIMBRA INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO Elaborado por: Carla Latas nº 3501 Rui Soares nº 3508 Ana Lopes nº 3512 Coimbra, 02 de Junho de 2005.

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE, SHST E RESPONSABILIDADE SOCIAL

GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE, SHST E RESPONSABILIDADE SOCIAL DOS MÓDULOS GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE, SHST E RESPONSABILIDADE SOCIAL Criar competências que possibilitem a utilização da Gestão da Qualidade, Ambiente, Segurança e Responsabilidade Social como uma

Leia mais

Gestão de Instalações Desportivas

Gestão de Instalações Desportivas Gestão de Instalações Desportivas Ambiente, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Módulo 10 sessão 3 Gestão de Instalações Desportivas 1.3. Sistemas integrados de qualidade, ambiente e segurança Ambiente,

Leia mais

Marcos Damas. www.bethaconsultoria.com.br. Prezados (as) Senhores (as),

Marcos Damas. www.bethaconsultoria.com.br. Prezados (as) Senhores (as), Prezados (as) Senhores (as), A BETHA CONSULTORIA EM SEGURANÇA DO TRABALHO é uma empresa especializada em assessoria e prestação de serviços na área de segurança e medicina do trabalho para os mais diversos

Leia mais

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE. INFORMAÇÃO PESSOAL RITA MESQUITA Nome Nacionalidade Portuguesa Data de nascimento 3 de Janeiro de 1980

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE. INFORMAÇÃO PESSOAL RITA MESQUITA Nome Nacionalidade Portuguesa Data de nascimento 3 de Janeiro de 1980 M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL RITA MESQUITA Nome Nacionalidade Portuguesa Data de nascimento 3 de Janeiro de 1980 FORMAÇÃO ACADÉMICA Outubro 2006 Junho 2007 Nome da organização

Leia mais

Plano de Formação Promovida - 2009

Plano de Formação Promovida - 2009 * da e de RH à Não se aplica 39 19-01-2009 16-02-2009 2ª, 4ª e 6ª 09:30/12:30 Jan-09 à * Não se aplica 39 19-01-2009 16-02-2009 2ª, 4ª e 6ª 19:00/22:00 à Não se aplica 39 26-01-2009 20-02-2009 2ª, 4ª e

Leia mais

SIMBOLOGIA GRÁFICA PARA PLANTAS DE SCIE

SIMBOLOGIA GRÁFICA PARA PLANTAS DE SCIE OBJETIVO Listar os símbolos gráficos a utilizar nos projetos e planos de Segurança Contra Incêndios (SCIE) a que se refere o Regime Jurídico de SCIE (n.º 1 do artigo 17.º do Decreto-Lei n.º 220/2008, de

Leia mais

Capacitando Profissionais

Capacitando Profissionais Capacitando Profissionais 2014 Setup Treinamentos & Soluções em TI www.setuptreinamentos.com APRE SENTA ÇÃ O A atual realidade do mercado de trabalho, que cada dia intensifica a busca por mão-de-obra qualificada,

Leia mais

PORFOLIO DE SERVIÇOS. www.qualicall.com.br

PORFOLIO DE SERVIÇOS. www.qualicall.com.br PORFOLIO DE SERVIÇOS www.qualicall.com.br Visão O mercado industrial, de serviços e e-business reconhecerão a QUALICALL como uma empresa pequena, coesa e competitiva, porém muito grande na sua base de

Leia mais

CENTRO DE FORMAÇÃO BOMBEIROS DE ALBUFEIRA CURSOS PRIMEIROS SOCORROS

CENTRO DE FORMAÇÃO BOMBEIROS DE ALBUFEIRA CURSOS PRIMEIROS SOCORROS CENTRO DE FORMAÇÃO BOMBEIROS DE ALBUFEIRA CURSOS PRIMEIROS SOCORROS Empresas, Instituições e População no Geral 20 horas Idade Mínima de 16 anos e máxima de 60/65; Dominar a língua Portuguesa Nº de Formandos

Leia mais

Catálogo de Formação Inter-Empresas

Catálogo de Formação Inter-Empresas Catálogo de Formação Inter-Empresas QTEL 2015 Índice Quem Somos...Pág. 3 6 Razões para Escolher a QTEL...Pág. 5 Formação em Ambiente.Pág. 6 Formação em Inovação..Pág. 9 Formação em Qualidade Pág. 13 Formação

Leia mais

O PAPEL DA NORMALIZAÇÃO NA SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO. Jornada de Engenharia SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFÍCIOS 26-03-2015

O PAPEL DA NORMALIZAÇÃO NA SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO. Jornada de Engenharia SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFÍCIOS 26-03-2015 O PAPEL DA NORMALIZAÇÃO NA SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO Jornada de Engenharia SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFÍCIOS 26-03-2015 CONTEÚDOS 1. APSEI e a normalização 2. O que são normas? 3. Legislação de SCI

Leia mais

Referencial técnico-pedagógico da intervenção

Referencial técnico-pedagógico da intervenção Referencial técnico-pedagógico da intervenção De seguida explicitamos os referenciais técnico-pedagógicos das fases do MOVE-PME que carecem de uma sistematização constituindo factores de diferenciação

Leia mais

Índice geral. Apresentação. Prólogo à 2.ª edição. Sumário. Siglas. Agradecimentos. 1. Introdução. 2. O risco de incêndio

Índice geral. Apresentação. Prólogo à 2.ª edição. Sumário. Siglas. Agradecimentos. 1. Introdução. 2. O risco de incêndio Índice geral 3 Prólogo à 2.ª edição 5 Sumário 7 Siglas 9 Agradecimentos 11 1. Introdução 13 Tipificação dos incêndios... Causas de incêndio... Consequências dos incêndios... 2.3.1. Considerações gerais...

Leia mais

XLM Innovation & Technology

XLM Innovation & Technology 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A XLM, sedeada em Aveiro, iniciou a sua atividade em 1995. Nesta data, a sua área de atuação cingia-se à venda, instalação e assistência técnica

Leia mais

ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS RESPOSTAS SOCIAIS

ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS RESPOSTAS SOCIAIS 1. bjectivo presente documento tem como objectivo definir o esquema de acreditação para a Certificação do Serviço proporcionado pelas várias Respostas Sociais, tendo em conta os Modelos de Avaliação da

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO

PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO 1. Identificação do Curso Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Recursos Humanos 2. Destinatários Profissionais em exercício de funções na área de especialização do curso ou novos

Leia mais

Ajudamos a (sua) empresa a crescer.

Ajudamos a (sua) empresa a crescer. CONSULTORIA Ajudamos a (sua) empresa a crescer. O QUE FAZEMOS SISTEMAS DE GESTÃO GESTÃO DA PRODUÇÃO E DAS PRODUÇÕES PRODUTIVIDADE E INOVAÇÃO INTERNACIONALIZAÇÃO PROJECOS DE INVESTIMENTO E INCENTIVOS

Leia mais

Benefícios da Certificação no Sector do Turismo. Orador: Carla Pinto

Benefícios da Certificação no Sector do Turismo. Orador: Carla Pinto Benefícios da Certificação no Sector do Turismo I. Apresentação da APCER II. Serviços e Benefícios no Sector do Turismo III. Certificação no Sector do Turismo I. APRESENTAÇÃO DA APCER 1. Quem Somos Início

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Inovar para Ganhar Paulo Nordeste Portugal tem apresentado nos últimos anos casos de sucesso em inovação; como novos produtos, serviços e modelos de

Leia mais

No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição.

No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição. 1. OBJETIVOS GERAIS No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição. 2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Descrever a orgânica das Instituições Sociais;

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL DE TÉCNICO DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO

CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL DE TÉCNICO DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL DE TÉCNICO DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO 1/19 Programa do curso Módulo Designação Duração (h) Componente Sócio-Cultural 1 Legislação, regulamentos e normas de segurança,

Leia mais

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica por Camila Hatsumi Minamide* Vivemos em um ambiente com transformações constantes: a humanidade sofre diariamente mudanças nos aspectos

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Helena Ferreira (helena.ferreira@apcer.pt) Gestora de Desenvolvimento da APCER I. APRESENTAÇÃO DA APCER www.apcer.pt 1. Quem Somos Início de actividade

Leia mais

Lar, Centro Dia, SAD, Centro Convívio, Creche, Jardim Infância, ATL

Lar, Centro Dia, SAD, Centro Convívio, Creche, Jardim Infância, ATL Lar, Centro Dia, SAD, Centro Convívio, Creche, Jardim Infância, ATL 1 Sendo uma IPSS, que: Não tem fins lucrativos; Fornece serviços para melhorar a qualidade de vida dos clientes; Os lucros, se houverem,

Leia mais

Certificação da Sociedade Portuguesa de Inovação pela NP4457:2007 O Processo de Certificação e Instrumentos de Apoio ao SGIDI

Certificação da Sociedade Portuguesa de Inovação pela NP4457:2007 O Processo de Certificação e Instrumentos de Apoio ao SGIDI 3,5/3,5 CM 3,5/3,5 CM 3,5/3,5 CM 3,5/3,5 CM As Normas Portuguesas para a Certificação de Sistemas de Gestão de IDI Certificação da Sociedade Portuguesa de Inovação pela NP4457:2007 O Processo de Certificação

Leia mais

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ)

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) INTEGRAÇÃO PROFISSIONAL DE TÉCNICOS SUPERIORES BACHARÉIS, LICENCIADOS E MESTRES CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) GUIA DE CURSO ÍNDICE 1 - Objectivo do curso 2 - Destinatários 3 - Pré-requisitos

Leia mais

Auxiliar os consultores de segurança e projetistas na elaboração do Projeto de SCIE e da Ficha de Segurança.

Auxiliar os consultores de segurança e projetistas na elaboração do Projeto de SCIE e da Ficha de Segurança. OBJETIVO De acordo com o Artigo 17.º do Decreto-Lei n.º 220/2008 (Regime Jurídico de SCIE), descrever e detalhar como devem ser instruídos e apresentados os Projetos de SCIE (com o conteúdo descrito no

Leia mais

Pontos críticos das auditorias de segurança do trabalho. Patrícia Serra

Pontos críticos das auditorias de segurança do trabalho. Patrícia Serra Pontos críticos das auditorias de segurança do trabalho Patrícia Serra 1 Objetivos das Auditorias ao SGSST Verificar se o SG cumpre eficazmente a política, os objetivos e metas definidos pela organização

Leia mais

Apreenda como os Auditores Externos das diferentes Normas analisam e auditam processos Coordenador Eng.º Pedro Marques

Apreenda como os Auditores Externos das diferentes Normas analisam e auditam processos Coordenador Eng.º Pedro Marques Apreenda como os Auditores Externos das diferentes Normas analisam e auditam processos Coordenador Eng.º Pedro Marques Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos...

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO PARTE 1 ESTRUTURA DO SGI Módulo SGI-1.0 - Introdução (04 horas) Apresentação da metodologia do Programa de Formação Manual do Aluno Critérios de aprovação e reposição de módulos Uso da plataforma do Ambiente

Leia mais

LIDERAR COMO UM TREINADOR

LIDERAR COMO UM TREINADOR info@bizpoint.pt 21 828 09 57 www.bizpoint.pt LIDERAR COMO UM TREINADOR - A Liderança do Desporto para as Organizações - VALOR PROMOCIONAL até 15 Junho Lisboa 7 e 8 Julho 2015 Organização: Apresentação

Leia mais

Plano de Formação - 2011. Form + Lab. 2 Semestre

Plano de Formação - 2011. Form + Lab. 2 Semestre Plano de Formação - 2011 Form + Lab 2 Semestre Form + Lab O que é? O Form + Lab é um serviço de formação criado para apoiar os laboratórios na valorização e formação dos seus colaboradores dando resposta

Leia mais

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Formação de auditores internos

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Formação de auditores internos Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Formação de auditores internos 1. Interpretar os requisitos das normas ISO 22000:2005; ISO TS 22002-1:2012 e requisitos adicionais da FSSC 22000. Fornecer diretrizes

Leia mais

Coordenador da área - Engº Pedro Marques

Coordenador da área - Engº Pedro Marques Requisitos e implementação da ISO 9001 gestão da qualidade, ISO 14001 gestão ambiental e OHSAS 18001 gestão de segurança e saúde no trabalho Coordenador da área - Engº Pedro Marques Índice Duração Total...

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Segurança e Higiene no Trabalho Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/7 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO

Leia mais

Oferta Formativa 2014 INTRA EMPRESAS

Oferta Formativa 2014 INTRA EMPRESAS Qualidade Sistemas de Gestão da Qualidade ISO 9001:2008 14 Gestão por Processos - ISO 9001:2008 8 Melhoria Contínua da Qualidade 21 Seminário em Sistemas de Gestão da Qualidade 7 Sensibilização em Sistemas

Leia mais

SGi. SOLUÇÃO GESTÃO INTELIGENTE

SGi. SOLUÇÃO GESTÃO INTELIGENTE RELAÇÃO DE TREINAMENTOS 2015 www.sginteligente.com.br TREINAMENTOS PARA SUA EMPRESA - 2º SEMESTRE DE 2015 1 QUALIDADE Empresas e Profissionais interessados na ISO 9001 1.1 Interpretação da Norma ISO 9001:2008

Leia mais

ControlVet Segurança Alimentar, SA.

ControlVet Segurança Alimentar, SA. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A ControlVet Segurança Alimentar, S.A. é uma empresa de referência nacional na prestação de serviços de segurança alimentar, em franca expansão

Leia mais

OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL. Benefícios, Certificação, Estrutura, Objetivos, Termos e definições da OHSAS 18001.

OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL. Benefícios, Certificação, Estrutura, Objetivos, Termos e definições da OHSAS 18001. OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL ASPECTOS GERAIS Benefícios, Certificação, Estrutura, Objetivos, Termos e definições da OHSAS 18001. Histórico: Normas e Gestão SSO BS 8800 Instituto Britânico

Leia mais

Tecnologias de Informação e Comunicação Página 1 de 5

Tecnologias de Informação e Comunicação Página 1 de 5 1. Descrição da prova A prova irá abranger várias tarefas de utilização do software do Microsoft Office2007 e software gráfico como o Adobe Photoshop CS4 ou Adobe Fireworks CS4. As principais áreas abrangidas

Leia mais

SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO MEDIDAS DE AUTOPROTECÇÃO

SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO MEDIDAS DE AUTOPROTECÇÃO IV JORNADAS TÉCNICAS DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE AVEIRO SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO MEDIDAS DE AUTOPROTECÇÃO Manuela Mil-Homens Comando Distrital de Operações de Socorro

Leia mais

FORMAÇÃO 2012/2013 CURSOS GRATUITOS. HORÁRIO PÓS-LABORAL

FORMAÇÃO 2012/2013 CURSOS GRATUITOS. HORÁRIO PÓS-LABORAL FORMAÇÃO 01/013 CURSOS GRATUITOS. HORÁRIO PÓS-LABORAL INFORMAÇÕES FUNDAÇÂO MINERVA Cultura - Ensino e Investigação Científica Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão Largo Tinoco de Sousa 760. 108

Leia mais

NP EN ISO 9001:2008. Porto

NP EN ISO 9001:2008. Porto Apresentação baseada na: 1. Experiência Certificação de SGQ ISO 9001 na APPACDM no ; 2. Formação realizada no âmbito do projecto Solidariedade, Mudar com Qualidade ; 3. Implementação de Modelos de Avaliação

Leia mais

Gestão de Equipas. Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC

Gestão de Equipas. Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC www.pwc.pt/academy Gestão de Equipas Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013 Academia da PwC O sucesso das organizações depende cada vez mais de equipas de alto desempenho. Venha conhecer connosco as melhores

Leia mais

Conteúdo de Formação

Conteúdo de Formação Word+ Excel + PowerPoint Iniciação Objetivos Gerais Este Curso tem como objetivo dotar os participantes dos conhecimentos e competências que lhes permitam de forma eficaz manusear grandes volumes de informação

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Técnico superior de um centro de formação profissional de reparação automóvel, tendo como principais responsabilidades:

CURRICULUM VITAE. Técnico superior de um centro de formação profissional de reparação automóvel, tendo como principais responsabilidades: CURRICULUM VITAE Tomé Pereira de Matos Canas Residência: Largo Carlos Selvagem, n.º 4, 1º D to. Código Postal: 1500-140 Lisboa Telefone: 21 7743434 Telemóvel: 96 4159509 E-mail: tome.canas@clix.pt Data

Leia mais

Política de Gestão de Pessoas

Política de Gestão de Pessoas julho 2010 5 1. Política No Sistema Eletrobras, as pessoas são agentes e beneficiárias do fortalecimento organizacional, contribuindo para a competitividade, rentabilidade e sustentabilidade empresarial.

Leia mais