Lista de exercícios 01

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lista de exercícios 01"

Transcrição

1 PARTE I Lista de exercícios Defina os seguintes termos: entidade, atributo, valor do atributo, atributo composto, atributo multivalorado, atributo derivado, atributo-chave, domínio. 2. Explique as diferenças entre entidade, tipo entidade e conjunto de entidades. 3. O que é um relacionamento? Quais são os tipos de relacionamentos? 4. Em que situação deve-se utilizar relacionamento recursivo? Dê dois exemplos. 5. Sob quais condições um atributo de um relacionamento binário pode ser migrado para se tornar um atributo de um dos tipos entidade participantes? 6. Elabore o Modelo de Dados Conceitual da Central de atendimento ao consumidor de uma empresa. 7. Vamos supor que você está na fase de levantamento e análise dos requisitos e o projetista (ou engenheiro de requisitos) tenha lhe fornecido a seguinte descrição do minimundo ou escopo de modelagem. Desenhe o modelo de dados conceitual baseado no Modelo Entidade-Relacionamento. PARTE II i. A empresa está organizada em departamentos. Cada departamento tem um nome único, um número único e um empregado que gerencia o departamento. Temos a data em que o empregado começou a gerenciar o departamento. E este pode ter diversas localizações. ii. Um departamento controla um número qualquer de projetos, cada qual com um único nome, um único número e uma única localização. iii. Armazenamos o nome de cada empregado, o número do CPF, endereço, salário, sexo e data de nascimento. Um empregado está alocado a um departamento, mas pode trabalhar em diversos projetos que não são controlados, necessariamente, pelo mesmo departamento. Controlamos o número de horas semanais que um empregado trabalha em cada projeto. Também controlamos o supervisor direto de cada empregado. iv. Queremos ter o controle de dependente de cada empregado para fins de seguro. Guardamos o primeiro nome, sexo, data de nascimento de cada dependente e o parentesco dele com o empregado. Página 1 de 5

2 Construa os DER para os exercícios abaixo. Em seguida efetue o mapeamento para o modelo relacional. 1) CADASTRO NACIONAL DE VEÍCULOS: Você apresentará um modelo de dados para o cadastro nacional de veículos. Sabe-se que: O veículo possui sempre uma placa única em todo o país; O veículo possui sempre um responsável legal por ele. É necessário manter o histórico desta responsabilidade (propriedade); O veículo pertence sempre a uma categoria; O veículo é sempre de uma marca e de um modelo e possui ano de fabricação. 2) BIBLIOTECA: Você irá elaborar um modelo de dados para atender as necessidades de informação de uma biblioteca universitária. São elas: O cadastro dos usuários com endereço completo, inclusive com a informação do curso do usuário e data de início e de término previsto; O cadastro das obras da biblioteca, com a devida classificação: livros científicos, periódicos científicos, periódicos informativos, periódicos diversos, entretenimento, etc.; A língua em que encontra-se a obra; A mídia em que se encontra a obra; Os autores da obra com o controle da nacionalidade do autor; As editoras dos exemplares com o ano de edição. 3) CONTROLE DE ESTOQUE. Uma empresa do comércio varejista deseja fazer o controle de estoque de seu estabelecimento. Para facilitar a administração do seu estoque, a organização criou uma estrutura de almoxarifados, onde um produto pode ser estocado em vários almoxarifados e um almoxarifado pode conter vários produtos. A reposição de estoque acontece quando os produtos adquiridos de um fornecedor chegam com sua respectiva nota fiscal de compra. Já a baixa do estoque se dá quando ocorre a emissão de uma nota fiscal de venda para um determinado cliente. 4) APURAÇÃO ELEITORAL. Para facilitar o processamento da apuração eleitoral da eleição municipal a ser realizada nesse ano, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) resolveu informatizar esse processo. Sabe-se que cada localidade é dividida em várias zonas eleitorais que, por sua vez, são divididas em várias seções nas quais os eleitores estão vinculados. O candidato a um cargo público deve estar vinculado a um único partido político. Vale ressaltar que, segundo a legislação vigente, o voto é secreto. Página 2 de 5

3 5) LOJA DE MATERIAIS. Uma organização que atua no ramo de vendas de materiais de construção deseja montar um banco de dados para emissão de faturas em suas lojas, gerenciando a comissão de cada empregado. Sabe-se: A empresa possui diversas lojas; Um empregado pertence sempre a uma loja mas já pode ter trabalhado em outras lojas da rede; Uma nota fiscal é composta de dados genéricos (número da nota fiscal, nome do cliente, data de emissão, valor total da Nota fiscal, nome do empregado responsável pela venda) e dados do detalhe da venda (nome do material vendido, quantidade deste material, valor unitário, valor total do item de material vendido). 6) EMPRESA DE FLORES. A X.P.T.O. LTDA. criou a FLOWERNET, uma rede que tem como objetivo atender todo o mercado nacional no que diz respeito à venda e entrega de flores. Através desta rede, um cliente pode fazer uma compra de flores em Belo Horizonte e pedir para a entrega ser feita em Fortaleza. Para isso a X.P.T.O. firmou convênio com várias floriculturas em várias cidades do Brasil. Uma floricultura pode atender várias cidades da região. O pedido do cliente, que pode possuir vários tipos de flores, é cadastrado e repassado para uma das floriculturas conveniadas que atendem a cidade, na qual será entregue o pedido. Elabore um DER que contemple os dados necessários a este controle. Represente as chaves primárias e estrangeiras, os principais atributos, as integridades referenciais, a participação e a cardinalidade dos relacionamentos 7) CONTRATOS. Uma empresa multinacional de grande porte deseja gerenciar os contratos firmados com seus fornecedores. O Setor de Patrimônio é o responsável pelo gerenciamento e cadastramento de contratos, e de seus respectivos fornecedores. Esses contratos de fornecimento de produtos e de prestação de serviços são realizados com vários fornecedores dos mais variados ramos de atividade. Um determinado contrato pode ser feito com vários fornecedores, como por exemplo, um contrato de fornecimento de suprimentos de informática onde cada fornecedor entrega determinado tipo de produto (um entrega papel, outro cartucho de impressora jato de tinta, etc.). Os contratos são classificados em vários tipos, tais como: consultoria, aluguel de equipamento, fornecimento de material/serviço, etc. Cada contrato possui uma forma de pagamento específica estabelecida na sua inclusão. Entretanto, todos os fornecedores enviam boletas de cobrança que são registradas, e na sua respectiva data de vencimento são atualizadas para o status de paga, e uma autorização para crédito ao fornecedor é enviada para o Sistema Bancário. O Setor de Patrimônio também é responsável Página 3 de 5

4 pelo cadastramento dos materiais/serviços consumidos pela empresa, e também pelo cadastramento de seus respectivos fornecedores. Esses materiais/serviços podem ser contratados em vários contratos. Elabore um DER que atenda estas necessidades. Represente, também, as integridades referenciais, a participação e a cardinalidade dos relacionamentos. 8) Uma determinada empresa possui diversos veículos para realizar atividades do dia a dia e deseja acompanhar e controlar a utilização dos mesmos. Para tanto deseja criar um banco de dados com informações sobre o uso que os funcionários fazem destes veículos. Veículos são de propriedade da empresa e possuem placa, modelo, marca, ano de fabricação, data da compra e cor. A utilização de qualquer veículo está restrita aos funcionários da empresa mediante uma autorização prévia de algum funcionário responsável. O objetivo é realizar a autorização diretamente no sistema, o funcionário responsável insere uma nova autorização especificando data e hora da autorização, data e hora prevista para saída, data e hora prevista para retorno, funcionário autorizado a fazer uso do veículo e o motivo alegado para solicitação do veículo. Uma autorização irá possuir um número único. Na autorização também fica registrado quem autorizou (funcionário). No retorno do veículo deverá ser preenchido um registro de uso, especificando km saída, km chegada, data e hora real de saída, data e hora real de retorno, descrição do roteiro percorrido. Podem haver autorizações que não são efetivadas, ou seja, por algum motivo o veículo não é utilizado, neste caso não há registro de uso, mas a autorização permanecerá cadastrada no sistema. Durante a utilização podem ocorrer problemas ou suspeitas de haver algum problema. Ao registrar a utilização o usuário deverá especificar todos problemas detectados. A descrição de cada problema inclui sintomas apresentados, componente do veículo que é objeto do problema ou suspeita, e uma sugestão para solução ou descrição de uma solução já implementada, caso o problema já tenha sido corrigido. Um exemplo de problema que pode ocorrer é o carro não ligar quando o funcionário está andando ou tenta voltar. Será registrado o sintoma Carro não ligou, pode ser falta de bateria, o problema seria Carro não liga e se for chamado um mecânico, deverá ser descrito o que foi feito como solução ou caso volte ao normal, a solução não existirá, apenas um comentário Voltou ao normal ou algo semelhante. Também é objetivo controlar as manutenções e abastecimentos de cada veículo. Quando um veículo é encaminhado para um conserto ou qualquer tipo de manutenção será necessário registrar a data em que foi realizada a manutenção, o motivo de ter sido realizada, uma descrição das atividades realizadas, além do valor pago. Os abastecimentos devem ser registrados para acompanhamento dos gastos de Página 4 de 5

5 combustível. A data, quantidade de litros, o valor devem ser registrados. Um mesmo veículo pode possuir diversas nmanutenções ou abastecimentos em uma mesma data. Problemas ocorridos estão associadas aos registros de uso, mas as manutenções e abastecimentos estão associadas somente aos veículos, sem relação com registro de uso. Se um funcionário realizar um abastecimento durante o uso de um veículo deverá comunicar o fato, porém o mesmo não estará associado ao registro de uso. Algumas consultas que a empresa deseja realizar sobre os dados armazenados: a. Ocorrências por veículo: Registros de autorizações e uso de cada veículo. b. Autorização por motivo: Deve ser possível escolher um motivo e visualizar todas as autorizações do mesmo. c. Autorizações e uso por funcionário: Deverão ser mostrados dados do funcionário e a lista de uso de cada veículo. d. Autorizações por responsável: Dados do funcionário responsável pela autorização e a lista de todas as autorizações feitas por ele em determinado período. e. Problemas por veículo e por tipo de problema: Deve ser possível por exemplo escolher um problema (tipo de problema) e/ou um veículo e ver as ocorrências. f. Valores de manutenção e abastecimento por veículo em um período e por motivo de manutenção. g. Manutenções por tipo: Classificar as manutenções como Mecanica preventiva, Por acidente e outros tipos auxilia a empresa a verificar quais os tipos mais frequentes e com que veículos são realizadas. Página 5 de 5

Exercícios de Modelagem de Dados - Disciplina: Banco de Dados

Exercícios de Modelagem de Dados - Disciplina: Banco de Dados Exercícios - Modelagem de Dados 1) CADASTRO NACIONAL DE VEÍCULOS: Você apresentará um modelo de dados para o cadastro nacional de veículos. Sabe-se que: O veículo possui sempre uma placa única em todo

Leia mais

TÓPICOS ESPECIAIS EM COMPUTAÇÃO II SUGESTÕES DE PROJETOS

TÓPICOS ESPECIAIS EM COMPUTAÇÃO II SUGESTÕES DE PROJETOS 1) CADASTRO NACIONAL DE VEÍCULOS: Você desenvolverá um software para o cadastro nacional de veículos. Sabe-se que: O veículo possui sempre uma placa única em todo o país; O veículo possui sempre um responsável

Leia mais

Lista de exercícios - MER

Lista de exercícios - MER Lista de exercícios - MER Teoria: 1. Quais as fases do desenvolvimento do ciclo de vida de um banco de dados? Explique cada uma delas. 2. Quais os componentes de um DER? Defina-os. 3. Como podemos classificar

Leia mais

Profa. Daniela Barreiro Claro

Profa. Daniela Barreiro Claro Profa. Daniela Barreiro Claro Modelar é criar representações do mundo real A modelagem relacional pode ser representada via MER (Modelo de Entidade Relacionamento) O MER define estruturas e restrições

Leia mais

3) A partir do DER modifique as cardinalidades mínimas de forma a especificar o seguinte:

3) A partir do DER modifique as cardinalidades mínimas de forma a especificar o seguinte: Lista de Exercícios Capítulo 3 1) Identifique as entidades: Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina Curso de Ciência da Computação Disciplina: Banco de Dados Profa. Rossana de Paula Junqueira

Leia mais

CADASTROS E CONCEITOS DAS BASES DE DADOS

CADASTROS E CONCEITOS DAS BASES DE DADOS CADASTROS E CONCEITOS DAS BASES DE DADOS INSUMOS DOS PROCESSO 1. PESSOAS 1. PLANO DE ITENS 3. OPERACIONAIS 4. CENTROS DE RESULTADO 1.1 Clientes 2.1 Unidades 3.1 Endereços 4.1 Plano de Contas 1.2 Fornecedores

Leia mais

Sistema Gestão Comercial 2012

Sistema Gestão Comercial 2012 Sistema Gestão Comercial 2012 Charles Mendonça Analista de Sistemas Charles Informática Tecnologia & Sistemas Charles System Gestão Empresarial O Charles System é um software para empresas ou profissionais

Leia mais

Modelagem de Sistemas Prof. Marcos Roberto e Silva

Modelagem de Sistemas Prof. Marcos Roberto e Silva Modelagem de Sistemas Prof. Marcos Roberto e Silva Diagrama de Casos de Uso Demonstra o comportamento externo do sistema, através de uma linguagem simples. Apresentando o sistema sobre a perspectiva do

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

Ciclo de vida de um banco de dados relacional

Ciclo de vida de um banco de dados relacional Ciclo de vida de um banco de dados relacional 1. Formulação e análise de requisitos: a) Relacionamentos naturais entre os dados (independentes de processo). b) Requisitos de uso (dependentes de processo).

Leia mais

Modelagem de dados usando o modelo BANCO DE DADOS 1º TRIMESTRE PROF. PATRÍCIA LUCAS

Modelagem de dados usando o modelo BANCO DE DADOS 1º TRIMESTRE PROF. PATRÍCIA LUCAS Modelagem de dados usando o modelo Entidade-Relacionamento BANCO DE DADOS 1º TRIMESTRE PROF. PATRÍCIA LUCAS Introdução Modelagem conceitual fase de planejamento/projeto de um BD; Modelo Entidade/Relacionamento

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Objetivo O objetivo deste guia é fornecer um roteiro para a implantação módulo Fechamento de Caixa do sistema Bluesoft ERP. O que é o Fechamento de

Leia mais

Tecnologia Fácil para Gestão de Rodovias

Tecnologia Fácil para Gestão de Rodovias Tecnologia Fácil para Gestão de Rodovias Portfolio de Produtos SOS Rodovias, o 0800 único para todas as rodovias concessionadas do Brasil! Nunca se sabe quando você vai precisar de atendimento mecânico

Leia mais

Aula II Introdução ao Modelo de Entidade-Relacionamento

Aula II Introdução ao Modelo de Entidade-Relacionamento Aula II Introdução ao Modelo de Entidade-Relacionamento Referência bibliográfica ANGELOTTI, E S. Banco de Dados. Ed. Livro Técnico Introdução É um modelo conceitual e deve estar o mais próximo possível

Leia mais

A fim de gerenciar as vendas em uma loja, os seguintes requisitos devem ser atendidos pela modelagem de dados:

A fim de gerenciar as vendas em uma loja, os seguintes requisitos devem ser atendidos pela modelagem de dados: A fim de gerenciar as vendas em uma loja, os seguintes requisitos devem ser atendidos pela modelagem de dados: Vendas são efetuadas por um Vendedor em um determinado momento (indicado por uma data e um

Leia mais

Modelo Entidade - Relacionamento (ER ou MER) Parte 3

Modelo Entidade - Relacionamento (ER ou MER) Parte 3 Modelo Entidade - Relacionamento (ER ou MER) Parte 3 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS DE FLORIANÓPOLIS CURSO TÉCNICO T DE METEOROLOGIA DASS - Departamento Acadêmico

Leia mais

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Módulo Cadastro SIGLA Digital Relação de Controles de Acesso Página 1 de 22 Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Agenda Telefônica Cadastro simplificado de telefones. Tem

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS LISTA 002 Projeto Conceitual

PROJETO DE BANCO DE DADOS LISTA 002 Projeto Conceitual LISTA DE EXERCÍCIOS 002 6. AGÊNCIA DE TURISMO Faça a modelagem de dados de uma agência de turismo, que tenha: controle de clientes, com todas as informações detalhadas; controle de companhias aéreas que

Leia mais

Projeto 1: Aprovação de Transação de Cartão de Crédito

Projeto 1: Aprovação de Transação de Cartão de Crédito Projeto da disciplina de Algoritmos e Estrutura de Dados Departamento de Estatística e Informática Universidade Federal Rural de Pernambuco Prof. Tiago A. E. Ferreira Projeto 1: Aprovação de Transação

Leia mais

E&L Controle de Frotas. Perguntas Frequentes

E&L Controle de Frotas. Perguntas Frequentes E&L Controle de Frotas Perguntas Frequentes 1. Quando ocorre a integração com o patrimônio e no cadastro de veículos na aba patrimônio o veículo não aparece, qual o procedimento a ser feito para que o

Leia mais

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE A) APLICABILIDADE 1. Os presentes termos de uso são aplicáveis aos Usuários da INTERNET POOL COMÉRCIO ELETRONICO LTDA, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 09.491.113/0001-01,

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa O que é o Fechamento de Caixa? O Fechamento de Caixa consiste, basicamente, em separar e conferir todos os recebimentos que há nos caixas. Essa tarefa

Leia mais

Descreve relacionamentos entre objetos de dados; conduz à modelagem de dados; atributos de cada objeto => Descrição de Objetos de Dados;

Descreve relacionamentos entre objetos de dados; conduz à modelagem de dados; atributos de cada objeto => Descrição de Objetos de Dados; Diagrama Entidade-Relacionamento (DER) Descreve relacionamentos entre objetos de dados; conduz à modelagem de dados; atributos de cada objeto => Descrição de Objetos de Dados; Profa. Maria Auxiliadora

Leia mais

Modelo de Entidade e Relacionamento (MER) - Parte 07

Modelo de Entidade e Relacionamento (MER) - Parte 07 Modelo de Entidade e Relacionamento (MER) - Parte 07 7.1 Definição Consiste em mapear o mundo real do sistema em um modelo gráfico que irá representar o modelo e o relacionamento existente entre os dados.

Leia mais

DESENVOLVENDO O SISTEMA

DESENVOLVENDO O SISTEMA DESENVOLVENDO O SISTEMA Declaração da Necessidade O primeiro passo do processo de análise de sistema envolve a identificação da necessidade [Pressman-95]. Normalmente o analista reúne-se com o usuário

Leia mais

ÍNDICE 1 BENS MÓVEIS FROTAS. 04 2 ABASTECIMENTO DE BENS. 05 3 ABASTECIMENTO DE BOMBAS. 06 4 ABERTURA DE CHAMADO PARA CONSERTO SOLICITAÇÃO/ATENDIMENTO

ÍNDICE 1 BENS MÓVEIS FROTAS. 04 2 ABASTECIMENTO DE BENS. 05 3 ABASTECIMENTO DE BOMBAS. 06 4 ABERTURA DE CHAMADO PARA CONSERTO SOLICITAÇÃO/ATENDIMENTO 1 2 ÍNDICE 1 BENS MÓVEIS FROTAS... 04 2 ABASTECIMENTO DE BENS... 05 3 ABASTECIMENTO DE BOMBAS... 06 4 ABERTURA DE CHAMADO PARA CONSERTO SOLICITAÇÃO/ATENDIMENTO. 07 5 AGENDA BEM/ ALUGUEL VEÍCULOS... 08

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Disciplina: Unidade II: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade II: Prof.: E-mail: Período: Encontro 03 Disciplina: Sistemas de Banco de Dados Unidade II: Modelagem Conceitual de Dados Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 5º. SIG - ADM 2. Modelagem Conceitual de Dados (Modelo

Leia mais

I Requisitos de um modelo conceitual: - clareza (facilidade de compreensão) - exatidão (formal)

I Requisitos de um modelo conceitual: - clareza (facilidade de compreensão) - exatidão (formal) Modelagem Conceitual C O objetivo É: Representar a semântica da informação, independente de considerações de eficiência. D O objetivo NÃO É: Descrever a estrutura do armazenamento do banco de dados. I

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Banco de Dados Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Processo de Projeto de Banco de Dados Minimundo Projeto Lógico (Mapeamento do Modelo de Dados) 1 4 Esquema Lógico (Modelo do SGBD)

Leia mais

Histórico da Revisão. Data Versão Descrição Autor

Histórico da Revisão. Data Versão Descrição Autor Sistema de Gerenciamento de Loja - SIGEL Documento de Visão Versão 1.0.0 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 13/01/2011 0.1 Versão preliminar do levantamento de requisitos funcionais e não

Leia mais

Estudo de Caso 1: Sistema de Controle de Cinema

Estudo de Caso 1: Sistema de Controle de Cinema Estudo de Caso 1: Sistema de Controle de Cinema Desenvolva o diagrama de casos de uso sabendo que: I. Um cinema pode ter muitas salas, sendo necessário, portanto, registrar informações a respeito de cada

Leia mais

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2)

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Roteiro (1) Método para Modelagem de Casos De Uso Estudo de Caso: Sistema de Controle para Videolocadora Levantamento Inicial dos Casos de Uso Identificação dos Casos

Leia mais

Modelagem dos dados. entendo. Reino Real. Reino. Representação

Modelagem dos dados. entendo. Reino Real. Reino. Representação Modelagem dos dados entendo Reino Real Reino Imaginário (modelagem) Reino Representação represento Nós não somos capazes de representar tudo o que imaginamos. Nós somente representamos o que é interessante.

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY Os presentes termos e condições gerais de uso (os Termos de Uso ) definem os direitos e obrigações aplicáveis aos usuários do

Leia mais

Especificação dos Requisitos do Software: Sistema de Gerenciamento de Planos Corporativo de Celulares

Especificação dos Requisitos do Software: Sistema de Gerenciamento de Planos Corporativo de Celulares Empresa de Informática Infinity LTDA Especificação dos Requisitos do Software: Sistema de Gerenciamento de Planos Corporativo de Celulares Autores: Bruno Alexandre de Souza Emerson Diogo de Lima Muzambinho/MG

Leia mais

Roteiro. Modelagem de Dados: Usando o Modelo Entidade-Relacionamento. BCC321 - Banco de Dados I. Processo de Projeto de Banco de Dados.

Roteiro. Modelagem de Dados: Usando o Modelo Entidade-Relacionamento. BCC321 - Banco de Dados I. Processo de Projeto de Banco de Dados. Roteiro Modelagem de Dados: Usando o Modelo Entidade-Relacionamento Luiz Henrique de Campos Merschmann Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto luizhenrique@iceb.ufop.br www.decom.ufop.br/luiz

Leia mais

Desenvolver o projeto conceitual de Banco de dados com a utilização do Modelo Entidade-Relacionamento.

Desenvolver o projeto conceitual de Banco de dados com a utilização do Modelo Entidade-Relacionamento. MODELAGEM DE DADOS USANDO O MODELO ENTIDADE-RELACIONAMENTO Carga horária Quatro horas EAD 3ª semana. Objetivos UNIDADE 2 Desenvolver o projeto conceitual de Banco de dados com a utilização do Modelo Entidade-Relacionamento.

Leia mais

Tema 1: Sistema de Controle de Cinema!

Tema 1: Sistema de Controle de Cinema! DAELN - UTFPR IF62C - Temas para os Projetos Page 1 of 10 Tema 1: Sistema de Controle de Cinema! Desenvolver um Sistema de Controle de Cinema. Os requisitos funcionais mínimos do sistema são: Um cinema

Leia mais

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DA SECRETARIA DA SAUDE PROJETO DE TRABALHO

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DA SECRETARIA DA SAUDE PROJETO DE TRABALHO SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DA SECRETARIA DA SAUDE PROJETO DE TRABALHO INTRODUÇÃO O avanço da tecnologia trouxe inúmeros benefícios à população. Quando usada de maneira saudável e inteligente, auxilia na

Leia mais

Viva Transporte Coletivo Ltda.

Viva Transporte Coletivo Ltda. Manual de utilização da Loja Virtual - VTWeb Client 1. Acesse: http:// lojavirtual.vivapinda.com.br 2. Insira na Tela de Login o CNPJ ou CPF conforme o tipo de pessoa cadastrada, mais a senha fornecida

Leia mais

Título: Controle de Estoque (componente de especificação)

Título: Controle de Estoque (componente de especificação) Título: Controle de Estoque (componente de especificação) Palavras-chave: estoque, inventário, controle Autoria e data: Marcelo Pessôa 02 de junho de 2014 Versão: 1.0 Tecnologia: Independe de tecnologia

Leia mais

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa Gerencie facilmente seu negócio com o NeXT ERP O que é o NeXT Software? - Um avançado software integrado capaz de automatizar e integrar os processos de negócio de sua empresa - Possibilita que as informações

Leia mais

Simulado Banco de Dados I Bimestre 1 Capítulo 1 Projeto Lógico de Banco de Dados

Simulado Banco de Dados I Bimestre 1 Capítulo 1 Projeto Lógico de Banco de Dados Simulado Banco de Dados I Bimestre 1 Capítulo 1 Projeto Lógico de Banco de Dados 01) Defina com suas próprias palavras: a) Banco de Dados b) Sistema Gerenciador de Banco de Dados c) Sistema de Banco de

Leia mais

MANUAL DO USUARIO SISTEMA TOTEM MODULO DE ESTOQUE

MANUAL DO USUARIO SISTEMA TOTEM MODULO DE ESTOQUE C o n t r o l e E m p r e s a r i a l MANUAL DO USUARIO SISTEMA TOTEM MODULO DE ESTOQUE s i s t e m a s SUMÁRIO INTRODUÇÃO CONCEITOS... 3 ENTRADA DIRETA DE PRODUTOS... 3 INCLUSÃO DE FORNECEDORES E CLIENTES...

Leia mais

O Modelo de Entidades e Relacionamentos (MER) é um modelo conceitual usado para projeto de aplicações de banco de dados.

O Modelo de Entidades e Relacionamentos (MER) é um modelo conceitual usado para projeto de aplicações de banco de dados. Fases do Projeto de um Banco de Dados Modelo ER O Modelo de Entidades e Relacionamentos (MER) é um modelo conceitual usado para projeto de aplicações de banco de dados. É um modelo baseado na percepção

Leia mais

BANCO DE DADOS PROFESSOR MAURÍCIO - MAURICIO.MELLO@PUCPR.BR AULA 02. O Modelo Entidade-Relacionamento ( MER )

BANCO DE DADOS PROFESSOR MAURÍCIO - MAURICIO.MELLO@PUCPR.BR AULA 02. O Modelo Entidade-Relacionamento ( MER ) AULA 02 BANCO DE DADOS PROFESSOR MAURÍCIO - MAURICIO.MELLO@PUCPR.BR O Modelo Entidade-Relacionamento ( MER ) Fases do Projeto de Bases de Dados (EN94)- O Modelo Entidade- Relacionamento Definição : modelo

Leia mais

A CRESCER RH dispõe de vagas em diversas áreas Interessando enviar currículo para. Endereço: Avenida Getulio Dorneles Vargas; 540 N 2ª andar - Centro.

A CRESCER RH dispõe de vagas em diversas áreas Interessando enviar currículo para. Endereço: Avenida Getulio Dorneles Vargas; 540 N 2ª andar - Centro. A CRESCER RH dispõe de vagas em diversas áreas Interessando enviar currículo para crescerh@crescerh.com.br e/ou realizar cadastro no site Endereço: Avenida Getulio Dorneles Vargas; 540 N 2ª andar - Centro.

Leia mais

E&L ERP Almoxarifado

E&L ERP Almoxarifado Apresentação 1 PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: Prevendo todas as rotinas necessárias ao bom funcionamento da administração de materiais, o produz automaticamente as médias

Leia mais

Nutrição e dietética:

Nutrição e dietética: O sistema permite o cadastro de vários almoxarifados, e controla os estoques separadamente de cada um, bem como o cadastro de grupos de estocagem, visando o agrupamento dos insumos estocáveis, classificados

Leia mais

4. VEICULOS A DISPOSIÇÃO EXCLUSIVOS DAS AREAS (LOGISTICA/PCP/MANUTENÇÃO)

4. VEICULOS A DISPOSIÇÃO EXCLUSIVOS DAS AREAS (LOGISTICA/PCP/MANUTENÇÃO) 1 de 5 1. OBJETIVO Estabelecer a política e procedimento geral a serem seguidos por toda a companhia em relação a veículos pessoais,, carros fornecidos pela companhia e de despesas com quilometragem a

Leia mais

Logística e Administração de Estoque. Definição - Logística. Definição. Profª. Patricia Brecht

Logística e Administração de Estoque. Definição - Logística. Definição. Profª. Patricia Brecht Administração Logística e Administração de. Profª. Patricia Brecht Definição - Logística O termo LOGÍSTICA conforme o dicionário Aurélio vem do francês Logistique e significa parte da arte da guerra que

Leia mais

Modelagem E-R Exercícios e Verificação IME- Instituto Militar de Engenharia Mini-mundos Biblioteca Escola de música Oficina Distribuidora de filmes 1 Biblioteca Sistema de controle e gerenciamento de empréstimos

Leia mais

Banco de Dados 1 2º Semestre

Banco de Dados 1 2º Semestre Banco de Dados 1 2º Semestre Aula 07 Prof. Gladimir Ceroni Catarino gladimir@gmail.com SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS o Uma coletânea de conceitos que

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

ÍNDICE. ERP ( Controle de Frotas ) 1 - Bens Móveis - Frota. 2 - Cadastros da Frota. 3 - Abastecimento de Bens. 4 - Cadastro de Bombas

ÍNDICE. ERP ( Controle de Frotas ) 1 - Bens Móveis - Frota. 2 - Cadastros da Frota. 3 - Abastecimento de Bens. 4 - Cadastro de Bombas 1 2 ÍNDICE ERP ( Controle de Frotas ) 1 - Bens Móveis - Frota 04 2 - Cadastros da Frota 07 3 - Abastecimento de Bens 11 4 - Cadastro de Bombas 14 5 - Abastecimento de Bombas 15 6 - Abertura de Chamados

Leia mais

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER... 1 2 INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO......6 3. CONTAS A RECEBER......6 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...6 3.2. LANÇAMENTO MANUAL DE CONTAS A RECEBER...7 3.3. GERAÇÃO

Leia mais

Disciplina: Unidade III: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade III: Prof.: E-mail: Período: Encontro 08 Disciplina: Sistemas de Banco de Dados Unidade III: Modelagem Lógico de Dados Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 5º. SIG - ADM Relembrando... Necessidade de Dados Projeto

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO DA LICITAÇÃO E EXIGÊNCIAS À EMPRESA VENCEDORA.

ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO DA LICITAÇÃO E EXIGÊNCIAS À EMPRESA VENCEDORA. Vacaria/RS, 15 de julho de 2015. Memorando nº 71/2015 De: Secretaria de Gestão e Finanças Para: Gabinete do Prefeito Vimos por meio deste, solicitar a realização de processo licitatório, o qual visa contratar

Leia mais

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM Manual do Almoxarifado SIGA-ADM DIRETORIA DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO(DGTI) MARÇO/2012 Requisição de Almoxarifado Requisições O sistema retornará a tela do menu de Administração. Nela selecione

Leia mais

Administração de Bancos de Dados

Administração de Bancos de Dados Modelo Entidade-Relacionamento Prof. Rodrigo M. Silva Administração de Bancos de Dados 1 silvars@gmail.com Plano de Aula Modelos de Dados (Revisão) O Modelo Entidade-Relacionamento Entidades Atributos

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

www.brasilcard.net CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA ACESSAR O SITE

www.brasilcard.net CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA ACESSAR O SITE MANUAL WEB SITE CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA ACESSAR O SITE www.brasilcard.net Solicite agora o seu Cartão! Conheça todas as vantagens de possuir o cartão sem complicação. Clique e confira! Seja um Credenciado!

Leia mais

O que é ERP e suas vantagens

O que é ERP e suas vantagens Sistema 8Box ERP O que é ERP e suas vantagens Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e

Leia mais

BANCO DE DADOS I AULA 3. Willamys Araújo

BANCO DE DADOS I AULA 3. Willamys Araújo BANCO DE DADOS I AULA 3 Willamys Araújo Modelo Conceitual Descreve quais dados serão armazenados no banco de dados as relações que existem entre eles. Independe do SGBD e da abordagem do banco de dados

Leia mais

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: ADMINISTRATIVO MANUAL DE PROCESSOS

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: ADMINISTRATIVO MANUAL DE PROCESSOS CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: ADMINISTRATIVO MANUAL DE PROCESSOS SETOR: Nº DOC.: FOLHA:02/16 MATRIZ DE PROCESSOS E ATIVIDADES Missão: Organizar e controlar o sistema contábil/financeiro

Leia mais

MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS

MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS Manual de Solicitação de Compras 1 SUMÁRIO Acesso ao SIE:... 2 1. Acesso à tela de Solicitação de Compras... 3 2. Abrir nova Solicitação de Compras...

Leia mais

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO CARGO Assistente Operacional Assistente Administrativo PRÉ- REQUISITO completo completo TOTAL DE VAGAS VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA 01 R$ 1.813,45 40 horas 02 R$

Leia mais

Sistema para Oficina Eletro-mecânica de Veículos

Sistema para Oficina Eletro-mecânica de Veículos Sistema para Oficina Eletro-mecânica de Veículos Documento de Requisitos Maio de 2001 A VISÃO GERAL DO SISTEMA O sistema para a oficina eletro-mecânica Carrão tem por objetivo principal o gerenciamento

Leia mais

MÓDULO COMERCIAL. OBJETIVO: Feito para gerenciar entrada e saída de notas, caixa, estoque. SAÍDAS clique na aba que deseja cadastrar ou

MÓDULO COMERCIAL. OBJETIVO: Feito para gerenciar entrada e saída de notas, caixa, estoque. SAÍDAS clique na aba que deseja cadastrar ou MÓDULO COMERCIAL OBJETIVO: Feito para gerenciar entrada e saída de notas, caixa, estoque. SAÍDAS clique na aba que deseja cadastrar ou consultar. Em Devolução de Compras, usado para realizar uma devolução

Leia mais

Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP

Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP O que é o Freedom ERP? É um software livre para Gestão Empresarial. Pode ser utilizado em estabelecimentos comerciais, varejistas, atacadistas e industriais. Dividido

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO 1/17 1 - DOS OBJETIVOS a) Regulamentar procedimentos de controle da frota de veículos leves e pesados da Prefeitura, visando otimizar o uso dos mesmos e reduzir custos de manutenção. 2- DOS ASPECTOS CONCEITUAIS

Leia mais

MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO

MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO Modelo Entidade - Relacionamento = Percepção de que o mundo real é formado por um conjunto de objetos chamados entidades e pelo conjunto dos relacionamentos entre estes

Leia mais

Engenharia de Software III

Engenharia de Software III Engenharia de Software III Casos de uso http://dl.dropbox.com/u/3025380/es3/aula6.pdf (flavio.ceci@unisul.br) 09/09/2010 O que são casos de uso? Um caso de uso procura documentar as ações necessárias,

Leia mais

Modelo Entidade-Relacionamento

Modelo Entidade-Relacionamento Modelo Entidade-Relacionamento Banco de Dados I Fases do Projeto jt de BD Enunciado de requisitos entrevista com o usuário do banco de dados para entender e documentar seus requerimentos de dados. Projeto

Leia mais

PROJETO GESTÃO DE ESTOQUES. Frente Almoxarifado

PROJETO GESTÃO DE ESTOQUES. Frente Almoxarifado PROJETO GESTÃO DE ESTOQUES Frente Almoxarifado Belo Horizonte, setembro de 2011 Agenda Projeto Gestão de Estoques Cartilhas Agendamento de Recebimentos e de Expedições Recebimento Armazenagem Carregamento

Leia mais

SGF. Sistema de Gerenciamento de Frota

SGF. Sistema de Gerenciamento de Frota SGF Sistema de Gerenciamento de Frota Curitiba, 11 de maio de 2011. Prezados Senhores: Gostaríamos de agradecer a oportunidade de apresentarmos a nossa proposta comercial, para implantação de um Sistema

Leia mais

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2)

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Roteiro (1) Método para Modelagem de Casos De Uso Estudo de Caso: Sistema de Controle para Videolocadora Levantamento Inicial dos Casos de Uso Identificação dos Casos

Leia mais

Recursos Galileu Painel Administrativo

Recursos Galileu Painel Administrativo PAINEL ADMINISTRATIVO GALILEU 2014 Recursos Galileu Painel Administrativo SISTEMA DE GESTÃO ESCOLAR ONLINE WWW.SISTEMAGALILEU.COM.BR INOVASIE IT SOLUTIONS Avenida Altino Arantes, 131, Sala 71, Centro Ourinhos/SP

Leia mais

Novidades da Versão 3.0.0.30

Novidades da Versão 3.0.0.30 Novidades da Versão 3.0.0.30 Alteração Equipamento Unidade Instalação Inserida informação Telemetria na Tela de Alteração de Equipamento Unidade de Instalação (326). A informação Roaming Internacional

Leia mais

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br GARANTIA ESTENDIDA RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

Amercian Express, Diners, Hipercard, Aura e Elo.

Amercian Express, Diners, Hipercard, Aura e Elo. TERMO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE PRODUTOS PELA INTERNET Magazine Luiza S/A, pessoa jurídica de direito privado, com sede na cidade de Franca/SP, Rua Voluntários da Franca, nº 1465, inscrita no CNPJ

Leia mais

Cargo Descrição e Requisitos Benefícios

Cargo Descrição e Requisitos Benefícios Vitória, 25 de Junho de 2012. A Selecta, empresa de Recrutamento e Seleção, divulga as vagas de emprego em aberto, com destaque para: Vendedor Externo, Assistente de Crédito e Cobrança, Auxiliar Administrativo,

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 019 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2006

INSTRUÇÃO Nº 019 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2006 INSTRUÇÃO Nº 019 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2006 Orienta os órgãos da Administração Direta do Poder Executivo Estadual sobre os procedimentos a serem aplicados no controle patrimonial de bens móveis, em conformidade

Leia mais

Modelagem de Dados Usando o Modelo Entidade-Relacionamento

Modelagem de Dados Usando o Modelo Entidade-Relacionamento Usando o Modelo Entidade-Relacionamento MER 1 MER Levantamento e Análise de requisitos Entrevista Entender e documentar seus requisitos de dados Requisitos funcionais da aplicação empregadas ao banco de

Leia mais

Documento de Definição de Requisitos

Documento de Definição de Requisitos Documento de Definição de Requisitos Projeto: Locadora de Automóveis Responsável: Ricardo Falbo 1. Introdução Este documento apresenta os requisitos de usuário de um sistema de Locadora de Automóveis e

Leia mais

Multas. Ordem de Serviço. Sinistro. Estoque

Multas. Ordem de Serviço. Sinistro. Estoque Multas Orçamento Manutenção Ordem de Serviço Sinistro Abastecimento Plano de Manutenção (Revisão) Estoque Comece o cadastro de Multas clicando em Incluir, depois coloque a data e horário do momento da

Leia mais

Banco de Dados Modelo Conceitual, Lógico, Físico, Entidade- Relacionamento (ER) Hélder Nunes

Banco de Dados Modelo Conceitual, Lógico, Físico, Entidade- Relacionamento (ER) Hélder Nunes Banco de Dados Modelo Conceitual, Lógico, Físico, Entidade- Relacionamento (ER) Hélder Nunes Modelos de banco de dados Modelo de banco de dados é uma descrição dos tipos de informações que estão armazenadas

Leia mais

Índice (Versão 01/2007)

Índice (Versão 01/2007) Índice (Versão 01/2007) Exercício Página 1) A CLÍNICA SAÚDE 2 2) A EDITORA INFO 2 3) A LOJA PINTANDO O SETE 2 4) A TECELAGEM PANOS FINOS 2 5) A LOJA BEM ARRUMADO 2 6) O CONSULTÓRIO ORTOCENTER 3 7) A LOJA

Leia mais

Manual de Utilização DDA Débito Direto Autorizado

Manual de Utilização DDA Débito Direto Autorizado Manual de Utilização DDA Débito Direto Autorizado Índice Apresentação Conceito Funcionamento Operacionalização Perguntas e Respostas Glossário Apresentação Pelo sistema DDA desenvolvido pelo Banco Santander

Leia mais

TREINAMENTO DTT EXERCÍCIO 2 IDENTIFICANDO RISCOS

TREINAMENTO DTT EXERCÍCIO 2 IDENTIFICANDO RISCOS TREINAMENTO DTT EXERCÍCIO 2 IDENTIFICANDO RISCOS Objetivo Identificar os riscos nos processos descritos No processo de revisão do processo de Compras, necessitamos identificar os principais riscos inerentes

Leia mais

Aquisição de Créditos Eletrônicos. lojavirtual@sptrans.com.br

Aquisição de Créditos Eletrônicos. lojavirtual@sptrans.com.br Loja Virtual Aquisição de Créditos Eletrônicos 1 lojavirtual@sptrans.com.br O que é a Loja Virtual Ferramenta que possibilita a aquisição de créditos eletrônicos diretamente pelo site da SPTrans. 2 Quem

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PROJETO CONCEITUAL Levantamento de requisitos Modelagem Conceitual Modelo ER PROJETO CONCEITUAL Parte integrante do Projeto

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

Participe, pratique, inscreva-se!

Participe, pratique, inscreva-se! Participe, pratique, inscreva-se! Sistema de inscrição para Grupos e Assessorias A Ticket Agora é a plataforma de venda de inscrições e gestão de eventos lider no segmento esportivo. Somos fruto da fusão

Leia mais

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br GESTÃO DE ETIQUETAS RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

Contas a Pagar - Política de Pagamentos a Fornecedores

Contas a Pagar - Política de Pagamentos a Fornecedores Contas a Pagar - Política de Pagamentos a Fornecedores Setembro / 2013 Bem vindo ao sistema de consultas de pagamentos da TOTVS S/A. Aqui você encontrará informações sobre condições de pagamentos, bem

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MASTER VENDAS

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MASTER VENDAS MANUAL DE UTILIZAÇÃO MASTER VENDAS 1. CONCEITO Master Vendas não é somente um sistema, e sim, um novo conceito de gestão para sua empresa. Foi desenvolvido por profissionais de informática juntamente com

Leia mais

SuperStore Sistema para Automação de Óticas

SuperStore Sistema para Automação de Óticas SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Administrador) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACESSANDO O SISTEMA PELA

Leia mais