Modelo Entidade - Relacionamento (ER ou MER) Parte 3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Modelo Entidade - Relacionamento (ER ou MER) Parte 3"

Transcrição

1 Modelo Entidade - Relacionamento (ER ou MER) Parte 3 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS DE FLORIANÓPOLIS CURSO TÉCNICO T DE METEOROLOGIA DASS - Departamento Acadêmico de Saúde e Serviços Unidade Curricular De Sistema de Banco de Dados Prof. Marcos Antônio Viana Nascimento

2 Estudo de Caso: Supermercado Realize a modelagem conceitual indicando o grau do relacionamento do seguinte modelo descritivo de um Supermercado O Supermercado possui vários funcionários. Os funcionários são identificados por uma matrícula, nome, salário, telefone, cargo e data de nascimento. O Supermercado deseja guardar as informações de seus fornecedores. Eles devem possuir um código para identificá-los, o nome da empresa, o endereço, os telefones e a pessoa de contato. O Supermercado também exige que o sistema em questão guarde as vendas ocorridas entre os fornecedores e o próprio supermercado. As vendas devem conter um código de identificação, qual funcionário participou dessa venda, qual a empresa que vendeu o produto, data que a mesma ocorreu. Sobre os produtos adquiridos pelo supermercado, deseja que seja especificado um código e descrição do produto, valor unitário e quantidade. SBD /2 2/34

3 Estudo de Caso: Supermercado Primeiro Passo Identificar as Entidades e seus atributos SBD /2 3/34

4 Estudo de Caso: Um Supermercado Entidade Funcionário Telefone Cargo Matrícula Salário FUNCIONARIO Cargo SBD /2 4/34

5 Estudo de Caso: Supermercado Entidade Fornecedor Endereço Código FORNECEDOR Telefones Contato SBD /2 5/34

6 Estudo de Caso: Um Supermercado Entidade Venda Produtos Código Fornecedor Data VENDA Funcionário SBD /2 6/34

7 Estudo de Caso: Um Supermercado Entidade Produto Código Quantidade PRODUTO Valor Unitário Descrição SBD /2 7/34

8 Estudo de Caso: Um Supermercado Segundo Passo Realizar os Relacionamentos e indicar o seu grau e cardinalidade SBD /2 8/34

9 Estudo de Caso: Um Supermercado 1:N FORNECEDOR (1,1) Realiza (1,N) (1,N) VENDA (1,N) 1:N Participa N:N Tem FUNCIONARIO (1,1) (1,N) Produto SBD /2 9/34

10 Estudo de Caso: Material de Construção Realize a modelagem conceitual indicando o grau do relacionamento do seguinte descritivo de uma empresa de Material de Construção. O empresa possui vários funcionários. Os funcionários são identificados por uma matrícula, nome, salário, telefone. O empresa deseja guardar as informações de seus clientes. Eles devem possuir um código para identificá-los, nome completo, endereço e telefones. O empresa também exige que o sistema em questão guarde as vendas realizadas. As vendas devem conter uma identificação, qual funcionário tirou o pedido, qual cliente, data para entrega dos produtos, local de entrega, referencia para entrega. Sobre os produtos adquiridos pelo cliente, deseja que seja especificado o nome do produto, valor unitário e quantidade. SBD /2 10/34

11 Estudo de Caso: Material de Construção (1,N) Pedido (1,N) Possui 1:N Faz 1:N Tira (1,N) N:N (1,N) Produto (1,1) Cliente (1,1) Vendedor (1,1) SBD /2 11/34

12 Estudo de Caso: Material de Construção 1:N 1:N Faz (1,N) 1:N (1,1) Pedido (1,N) Tira Possui 1:N Participa (1,N) Item Pedido (1,N) (1,1) Cliente (1,1) Vendedor (1,1) Produto SBD /2 12/34

13 Estudo de Caso: Uma Empresa Uma Empresa é organizada em departamentos. Departamentos possuem um único nome, um número de identificação e um empregado gerente. Registra-se a data de início que o funcionário começou a gerenciar o departamento. Um departamento controla um número de projetos, cada um com um único nome, um único número e uma localização. Para cada funcionário é armazenado o nome, registro geral, endereço, salário. Um funcionário esta lotado a um departamento mas pode trabalhar em vários projetos, o qual não é necessariamente controlado pelo mesmo departamento. O número de horas que cada funcionário trabalha em cada projeto por semana e o seu supervisor direto devem ser registrados. Temos também os dependentes de cada funcionário para diferentes propósitos. Para isso, temos o nome, aniversário e o parentesco do dependente com o funcionário. SBD /2 13/34

14 Estudo de Caso: Uma Empresa Registro Geral Salário Endereço Descrição Data_início Numero Empregado N 1 Trabalha em Departamento N Gerencia Controla Supervisão 1 Possui N N Trabalha em N N Projeto Dependentes Local Numero Data_Nascimento Parentesco SBD /2 14/34

15 Estudo de Caso: Um Hospital Hospitais solicitam exames clínicos em vários Laboratórios, cada um destes pode ter solicitações de vários Hospitais. Pacientes consultam vários Médicos, e estes são consultados por vários Pacientes. Ambulatórios atendem vários Pacientes, enquanto estes só podem ser atendidos em um único Ambulatório. Pessoal de apoio está alocado a cada Ambulatório, e cada um destes conta com vários integrantes do Pessoal de apoio. Pacientes realizam vários Exames, e cada Exame é realizado por um único Paciente. Laboratórios fazem vários Exames, e cada um dos Exames é feito em um único Laboratório. Cada Paciente pode receber vários Diagnósticos, e cada Diagnóstico é de um único Paciente. SBD /2 15/34

16 Estudo de Caso: Um Hospital Codigo CRM CPF Codigo Endereço Hospital 1 Possui N N 1 Médico Atende Paciente Código 1 Possui 1 Codigo Prontuário Medico Descrição Hospital Data_Atend. SBD /2 16/34

17 Estudo de Caso: Cinema Uma empresa de cinema possui várias salas de exibição de filmes em várias cidades. A empresa de distribuição possui vários cinemas em diversas localidades (cidades diferentes e em mesma cidade). Cada cinema possui uma identificação, um nome de fantasia, endereço (rua, avenida, bairro, município, estado) e sua capacidade. Os filmes podem ser dos mais variados gêneros. Cada filme é registrado com um titulo original, e se for filme estrangeiro, possuirá o título em português, gênero, duração, impropriedade e pais de origem, informações sobre os atores que compõe o elenco e o diretor. Em um mesmo cinema existem varias sessões com horários que variam de acordo com a duração do filme. Os atores de um filme podem, obviamente, atuar em diversos filmes, assim como o diretor de um filme pode também ser ator nesse filme ou, ainda mais, ser ator em outro filme. Um ator possui as seguintes características: identificação, nome e nacionalidade. As sessões de cinema devem ter seu publico registrado diariamente, para que se permita a totalização dos assistentes quando o filme sair de cartaz em qualquer instante. SBD /2 17/34

18 Estudo de Caso: Cinema 1 Cinema N Passa N Filme N N N Tem 1 1 Gênero Tem Atua N Dirige N Sessão Ator Diretor 1 Filme Nacional 1 Filme Estrangeiro SBD /2 18/34

19 Exemplos de DER 1) Companhia aérea SBD /2 19/34

20 Exemplos de DER 2) Clínica Médica SBD /2 20/34

21 Exemplos de DER 3) Catálogo de CD Contato Endereço Preço Ano N:N Faixa Duração URL Gravadora Telefone Grava 1:N Gênero CD Possui 1:N Contém Esta em... Musica É cantada por É escrita por... N:N Autor/Cantor SBD /2 21/34

22 Exemplos de DER 4) Curso Técnicos Preço Fim Início Horário Endereço Telefone Duração Cursos Possui Turma Possui Instrutor Código 1:N 1:N Formada 1:N Endereço Alunos Telefone SBD /2 22/34

23 Exemplos de DER 5) Clinica2 Médico Convênio 1:N Atende 1:N Possui Exame Solicita Consulta Agenda Paciente 1:N 1:N SBD /2 23/34

24 Exemplos de DER 6) Locadora de Vídeos SBD /2 24/34

25 Exemplos de DER 7) Time de futebol Fundação Sede Naturalidade CPF Time Atua Jogador Presidente Nascimento CEP SBD /2 25/34

26 Exemplos de DER 8) empresa SBD /2 26/34

27 Exemplos de DER 9) empresa PEDIDO POSSUI ITEM_PEDIDO FAZ TIRA PARTICIPA CLIENTE VENDEDOR PRODUTO SBD /2 27/34

28 Exemplos de DER 10) Empresa que monitora navios SBD /2 28/34

29 SBD /2 29/34

30 Exercícios cios de Modelagem Conceitual Você deve efetuar o projeto conceitual do banco de dados cujos requisitos estão listados abaixo. Você deve obter um esquema conceitual do banco de dados expresso segundo a notação do DER. Informe nos DER o grau de relacionamento entre as entidades e cardinalidade de cada um. SBD /2 30/34

31 Execute a Modelagem - Universidade Requisitos A universidade mantém o cadastro de seus alunos por matricula, nome, endereço, fone e data de nascimento. Os alunos cursam as disciplinas que são oferecidas na universidade. Tais disciplinas são caracterizadas pelo código, título, descrição e carga horária. O histórico de um aluno associa os alunos as disciplinas que eles cursaram em cada ano e mantém a nota e freqüência que eles obtiveram. SBD /2 31/34

32 Execute a Modelagem - Gravadora Uma gravadora de discos deseja manter informações sobre as bandas e músicos que contrata, além da atuação deles em shows. Requisitos: Sobre uma banda, deseja-se manter o seu nome e a data de sua criação. Sobre um músico, interessam: o nome, o nome artístico, o CPF e a data de nascimento. Sabe-se que uma banda pode ser formada por diversos músicos, e que um músico pode participar de uma ou mais bandas, sempre com um papel definido (vocalista, violonista, tecladista etc.). Cada disco é gravado por uma banda específica. É comum bandas terem mais que um disco gravado. Todo disco tem um título, um produtor e um local de gravação com logradouro, número, CEP, UF e país. Todo disco possui um código interno da gravadora para identificação. Além disso, os discos possuem uma ou mais canções. Todas as canções estão relacionadas a discos existentes, e cada canção pode estar presente em um ou mais discos. SBD /2 32/34

33 Execute a Modelagem - Gravadora As canções possuem um ou mais compositores, um título (que as identifica unicamente) e uma letra. É importante lembrar que os compositores não necessariamente são músicos. Os shows da banda também devem ser arquivados. Um show possui um código identificador, ocorre em uma determinada cidade e exige a cobrança de um determinado cachê. Num show, limita-se a capacidade de expectadores, bem como se registra a quantidade de pessoas que foram assisti-lo. Uma banda realiza diversos shows, aproveitando para divulgar suas inúmeras canções. Um show é realizado exclusivamente por uma banda. Em um show, são executadas diversas canções. Em shows diferentes de uma mesma banda, podem existir canções repetidas. Não interessa saber se a banda A tocou a música da banda B, portanto uma canção é sempre executada pela mesma banda. SBD /2 33/34

34 Execute a Modelagem - Biblioteca Construa um diagrama ER para a biblioteca descrita abaixo. O acervo de uma biblioteca é composto por exemplares de livros. Cada livro é caracterizado por um ou mais autores, um título, uma editora, local de edição, um código ISBN e um conjunto de palavras-chave. A biblioteca possui pelo menos um exemplar de cada livro, numerados seqüencialmente (exemplares 1, 2, 3, etc). Os associados da biblioteca podem retirar exemplares dos livros. Cada associado pode levar emprestado no máximo três exemplares. Para cada empréstimo é registrada a data em que este foi realizado. Cada associado possui um código, um nome e endereço. SBD /2 34/34

Modelagem E-R Exercícios e Verificação IME- Instituto Militar de Engenharia Mini-mundos Biblioteca Escola de música Oficina Distribuidora de filmes 1 Biblioteca Sistema de controle e gerenciamento de empréstimos

Leia mais

1. Desenvolva o Diagrama Entidade-Relacionamento para as seguintes situações:

1. Desenvolva o Diagrama Entidade-Relacionamento para as seguintes situações: 1. Desenvolva o Diagrama Entidade-Relacionamento para as seguintes situações: Um aluno realiza vários trabalhos. Um trabalho é realizado por um ou mais alunos. Um diretor dirige no máximo um departamento.

Leia mais

Lista de exercícios - MER

Lista de exercícios - MER Lista de exercícios - MER Teoria: 1. Quais as fases do desenvolvimento do ciclo de vida de um banco de dados? Explique cada uma delas. 2. Quais os componentes de um DER? Defina-os. 3. Como podemos classificar

Leia mais

O Modelo de Entidade Relacionamento (ER ou MER) Parte 1

O Modelo de Entidade Relacionamento (ER ou MER) Parte 1 O Modelo de Entidade Relacionamento (ER ou MER) Parte 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS DE FLORIANÓPOLIS CURSO TÉCNICO T DE METEOROLOGIA DASS - Departamento

Leia mais

A fim de gerenciar as vendas em uma loja, os seguintes requisitos devem ser atendidos pela modelagem de dados:

A fim de gerenciar as vendas em uma loja, os seguintes requisitos devem ser atendidos pela modelagem de dados: A fim de gerenciar as vendas em uma loja, os seguintes requisitos devem ser atendidos pela modelagem de dados: Vendas são efetuadas por um Vendedor em um determinado momento (indicado por uma data e um

Leia mais

Disciplina: Unidade II: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade II: Prof.: E-mail: Período: Encontro 03 Disciplina: Sistemas de Banco de Dados Unidade II: Modelagem Conceitual de Dados Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 5º. SIG - ADM 2. Modelagem Conceitual de Dados (Modelo

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS LISTA 002 Projeto Conceitual

PROJETO DE BANCO DE DADOS LISTA 002 Projeto Conceitual LISTA DE EXERCÍCIOS 002 6. AGÊNCIA DE TURISMO Faça a modelagem de dados de uma agência de turismo, que tenha: controle de clientes, com todas as informações detalhadas; controle de companhias aéreas que

Leia mais

Projeto de Banco de Dados

Projeto de Banco de Dados Projeto de Banco de Dados Atividade de modelagem de dados em diversos níveis de abstração Modelagem conceitual (projeto conceitual) abstração de mais alto nível objetivo: representação dos requisitos de

Leia mais

Banco de Dados I. Modelo Entidade Relacionamento Mapeamento para tabelas. Apresentação. Ementa

Banco de Dados I. Modelo Entidade Relacionamento Mapeamento para tabelas. Apresentação. Ementa Banco de Dados I Modelo Entidade Relacionamento para tabelas Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa Conceitos Fundamentais de

Leia mais

Lato Sensu Tecnologia de Desenvolvimento de Sistemas. SENAC Rio Preto

Lato Sensu Tecnologia de Desenvolvimento de Sistemas. SENAC Rio Preto Curso de Pós Graduação Lato Sensu Tecnologia de Desenvolvimento de Sistemas SENAC Rio Preto Laboratório: Modelo Entidade Relacionamento Juliano Augusto Carreira Profº. Dr. Carlos Roberto Valêncio 23/08/2008

Leia mais

Bancos de Dados Exercícios de Modelagem Entidade Relacionamento

Bancos de Dados Exercícios de Modelagem Entidade Relacionamento Bancos de Dados Exercícios de Modelagem Entidade Relacionamento Desenhe o diagrama entidade relacionamento para os bancos de dados nos seguintes problemas: 1. LIVRARIA Uma livraria mantém o cadastro de

Leia mais

Modelagem Conceitual Exercício resolvido 02 Modelagem Conceitual

Modelagem Conceitual Exercício resolvido 02 Modelagem Conceitual Modelagem Conceitual Exercício resolvido 02 Modelagem Conceitual Vitor Valerio de Souza Campos (adaptado do material de um curso de modelagem de dados da Oracle) Uma pequena locadora de vídeos possui ao

Leia mais

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO BANCO DE DADOS I CONTEÚDO 2 Prof. Msc. Ricardo Antonello ABORDAGEM ER A primeira etapa do projeto de um banco de dados é a construção de um modelo conceitual ou modelagem conceitual.

Leia mais

3) A partir do DER modifique as cardinalidades mínimas de forma a especificar o seguinte:

3) A partir do DER modifique as cardinalidades mínimas de forma a especificar o seguinte: Lista de Exercícios Capítulo 3 1) Identifique as entidades: Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina Curso de Ciência da Computação Disciplina: Banco de Dados Profa. Rossana de Paula Junqueira

Leia mais

1) O QUE NÃO É BANCO DE DADOS?

1) O QUE NÃO É BANCO DE DADOS? FMU - Graduação em Ciência da Computação - BANCO DE DADOS I - Prof. Fernando Alberto Covalski - pág 1 1) O QUE NÃO É BANCO DE DADOS? SISTEMAS ISOLADOS SISTEMA DE PRODUÇÃO SISTEMA DE VENDAS SISTEMA DE COMPRAS

Leia mais

Exercícios Propostos de Modelagem parte II

Exercícios Propostos de Modelagem parte II Exercícios Propostos de Modelagem parte II Vitor Valerio de Souza Campos Uma pizzaria de tele-entrega apresenta um cardápio composto por diversos tipos de pizza, cujos dados são: número do item, nome da

Leia mais

Exercícios Propostos de Modelagem parte II

Exercícios Propostos de Modelagem parte II Exercícios Propostos de Modelagem parte II Vitor Valerio de Souza Campos Uma pizzaria de tele-entrega apresenta um cardápio composto por diversos tipos de pizza, cujos dados são: número do item, nome da

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL -EXERCÍCIOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL -EXERCÍCIOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL -EXERCÍCIOS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br 1. CLÍNICA MÉDICA Em uma clínica trabalham médicos e existem pacientes internados.

Leia mais

Modelagem de dados usando o modelo BANCO DE DADOS 1º TRIMESTRE PROF. PATRÍCIA LUCAS

Modelagem de dados usando o modelo BANCO DE DADOS 1º TRIMESTRE PROF. PATRÍCIA LUCAS Modelagem de dados usando o modelo Entidade-Relacionamento BANCO DE DADOS 1º TRIMESTRE PROF. PATRÍCIA LUCAS Introdução Modelagem conceitual fase de planejamento/projeto de um BD; Modelo Entidade/Relacionamento

Leia mais

Simulado Banco de Dados I Bimestre 1 Capítulo 1 Projeto Lógico de Banco de Dados

Simulado Banco de Dados I Bimestre 1 Capítulo 1 Projeto Lógico de Banco de Dados Simulado Banco de Dados I Bimestre 1 Capítulo 1 Projeto Lógico de Banco de Dados 01) Defina com suas próprias palavras: a) Banco de Dados b) Sistema Gerenciador de Banco de Dados c) Sistema de Banco de

Leia mais

Modelo de Entidade e Relacionamento (MER) - Parte 07

Modelo de Entidade e Relacionamento (MER) - Parte 07 Modelo de Entidade e Relacionamento (MER) - Parte 07 7.1 Definição Consiste em mapear o mundo real do sistema em um modelo gráfico que irá representar o modelo e o relacionamento existente entre os dados.

Leia mais

Fernando Fonseca Ana Carolina

Fernando Fonseca Ana Carolina Banco de Dados Ciclo de Desenvolvimento de Sistemas de BD Investigação dos Dados Modelagem dos Dados Modelagem Conceitual Projeto do Banco de Dados Fernando Fonseca Ana Carolina Implementação do Banco

Leia mais

Disciplina: Unidade III: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade III: Prof.: E-mail: Período: Encontro 08 Disciplina: Sistemas de Banco de Dados Unidade III: Modelagem Lógico de Dados Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 5º. SIG - ADM Relembrando... Necessidade de Dados Projeto

Leia mais

Ciclo de vida de um banco de dados relacional

Ciclo de vida de um banco de dados relacional Ciclo de vida de um banco de dados relacional 1. Formulação e análise de requisitos: a) Relacionamentos naturais entre os dados (independentes de processo). b) Requisitos de uso (dependentes de processo).

Leia mais

Todos os imóveis são comprados pela imobiliária para, então, serem colocados a venda.

Todos os imóveis são comprados pela imobiliária para, então, serem colocados a venda. Como base nas especificações abaixo, elabore o modelo conceitual de dados (DER), contendo todos os objetos (Entidades, Atributos relacionamentos e cardinalidades). 1) Clínica Médica Uma clínica deseja

Leia mais

Propriedades de entidades

Propriedades de entidades Propriedades de entidades Angélica Toffano Seidel Calazans E-mail: angelica_toffano@yahoo.com.br Abordagem Entidade-Relacionamento Entidade isoladamente não informa nada. É necessário atribuir propriedades

Leia mais

MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO

MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO Modelo Entidade - Relacionamento = Percepção de que o mundo real é formado por um conjunto de objetos chamados entidades e pelo conjunto dos relacionamentos entre estes

Leia mais

I Requisitos de um modelo conceitual: - clareza (facilidade de compreensão) - exatidão (formal)

I Requisitos de um modelo conceitual: - clareza (facilidade de compreensão) - exatidão (formal) Modelagem Conceitual C O objetivo É: Representar a semântica da informação, independente de considerações de eficiência. D O objetivo NÃO É: Descrever a estrutura do armazenamento do banco de dados. I

Leia mais

Lista de exercícios 01

Lista de exercícios 01 PARTE I Lista de exercícios 01 1. Defina os seguintes termos: entidade, atributo, valor do atributo, atributo composto, atributo multivalorado, atributo derivado, atributo-chave, domínio. 2. Explique as

Leia mais

Profa. Daniela Barreiro Claro

Profa. Daniela Barreiro Claro Profa. Daniela Barreiro Claro Modelar é criar representações do mundo real A modelagem relacional pode ser representada via MER (Modelo de Entidade Relacionamento) O MER define estruturas e restrições

Leia mais

Modelo Entidade-Relacionamento. Prof. Antonio Almeida de Barros Jr.

Modelo Entidade-Relacionamento. Prof. Antonio Almeida de Barros Jr. Modelo Entidade-Relacionamento Prof. Antonio Almeida de Barros Jr. Conteúdo Contexto Histórico A Importância da Modelagem de Dados Projeto de Banco de Dados Modelagem Conceitual Projeto Lógico Projeto

Leia mais

Exercícios de Modelagem de Dados - Disciplina: Banco de Dados

Exercícios de Modelagem de Dados - Disciplina: Banco de Dados Exercícios - Modelagem de Dados 1) CADASTRO NACIONAL DE VEÍCULOS: Você apresentará um modelo de dados para o cadastro nacional de veículos. Sabe-se que: O veículo possui sempre uma placa única em todo

Leia mais

Processo de desenvolvimento de sistema de informação - DSI

Processo de desenvolvimento de sistema de informação - DSI Diagrama de Entidade-Relação (DER) ou Entidade Associação (DEA) Representa as entidades envolvidas no SI, bem como as relações que existem entre essas entidades. Elementos importantes do diagrama: Entidade

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS. Banco de Dados I. O uso da análise e do projeto Orientados a Objetos atenuou a separação! Unidade I

MODELAGEM DE DADOS. Banco de Dados I. O uso da análise e do projeto Orientados a Objetos atenuou a separação! Unidade I O uso da análise e do projeto Orientados a Objetos atenuou a separação! 1 Etapas do Projeto do BD Análise de Requisitos Coleta de informações sobre os dados e seus relacionamentos na organização Projeto

Leia mais

Roteiro. Modelagem de Dados: Usando o Modelo Entidade-Relacionamento. BCC321 - Banco de Dados I. Processo de Projeto de Banco de Dados.

Roteiro. Modelagem de Dados: Usando o Modelo Entidade-Relacionamento. BCC321 - Banco de Dados I. Processo de Projeto de Banco de Dados. Roteiro Modelagem de Dados: Usando o Modelo Entidade-Relacionamento Luiz Henrique de Campos Merschmann Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto luizhenrique@iceb.ufop.br www.decom.ufop.br/luiz

Leia mais

Modelagem de Dados MODELAGEM DE DADOS. Lista de Exercícios - AV02. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com. Lista de Exercícios AV1

Modelagem de Dados MODELAGEM DE DADOS. Lista de Exercícios - AV02. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com. Lista de Exercícios AV1 MODELAGEM DE DADOS Lista de Exercícios - AV02 Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Lista de Exercícios AV1 Questão 1 Uma determinada empresa precisa controlar a alocação de empregados por

Leia mais

Banco de Dados 1 2º Semestre

Banco de Dados 1 2º Semestre Banco de Dados 1 2º Semestre Aula 07 Prof. Gladimir Ceroni Catarino gladimir@gmail.com SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS o Uma coletânea de conceitos que

Leia mais

Curso de Gestão em SI MODELAGEM DE DADOS. Rodrigo da Silva Gomes. (Extraído do material do prof. Ronaldo Melo - UFSC)

Curso de Gestão em SI MODELAGEM DE DADOS. Rodrigo da Silva Gomes. (Extraído do material do prof. Ronaldo Melo - UFSC) Curso de Gestão em SI MODELAGEM DE DADOS Rodrigo da Silva Gomes (Extraído do material do prof. Ronaldo Melo - UFSC) Modelo Conceitual Descrição do banco de dados de forma independente de implementação

Leia mais

Administração de Bancos de Dados

Administração de Bancos de Dados Modelo Entidade-Relacionamento Prof. Rodrigo M. Silva Administração de Bancos de Dados 1 silvars@gmail.com Plano de Aula Modelos de Dados (Revisão) O Modelo Entidade-Relacionamento Entidades Atributos

Leia mais

O Modelo de Entidades e Relacionamentos (MER) é um modelo conceitual usado para projeto de aplicações de banco de dados.

O Modelo de Entidades e Relacionamentos (MER) é um modelo conceitual usado para projeto de aplicações de banco de dados. Fases do Projeto de um Banco de Dados Modelo ER O Modelo de Entidades e Relacionamentos (MER) é um modelo conceitual usado para projeto de aplicações de banco de dados. É um modelo baseado na percepção

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS. Unidade II Arquiteturas do SGBD

MODELAGEM DE DADOS. Unidade II Arquiteturas do SGBD MODELAGEM DE DADOS Unidade II Arquiteturas do SGBD 0 UNIDADE II: TÓPICOS: Tópico 1 - Arquitetura SGBD Tópico 2 - Etapas de um projeto de Banco de Dados Tópico 3 Modelagem Tópico 1 - Arquitetura SGBD A

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Prof. M.Sc. Ronaldo C. de Oliveira ronaldooliveira@facom.ufu.br FACOM - 2011 Exemplo de Diagrama de Caso de Uso Sistema de Locadora de Filmes Sistema de Vídeo Locadora Você foi contratado para desenvolver

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Banco de Dados Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Processo de Projeto de Banco de Dados Minimundo Projeto Lógico (Mapeamento do Modelo de Dados) 1 4 Esquema Lógico (Modelo do SGBD)

Leia mais

Banco de Dados. Modelagem de Dados com MER. Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.

Banco de Dados. Modelagem de Dados com MER. Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo. Banco de Dados Modelagem de Dados com MER Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015 Modelagem de Dados Modelagem de Dados tem como objetivo transformar uma

Leia mais

Descreve relacionamentos entre objetos de dados; conduz à modelagem de dados; atributos de cada objeto => Descrição de Objetos de Dados;

Descreve relacionamentos entre objetos de dados; conduz à modelagem de dados; atributos de cada objeto => Descrição de Objetos de Dados; Diagrama Entidade-Relacionamento (DER) Descreve relacionamentos entre objetos de dados; conduz à modelagem de dados; atributos de cada objeto => Descrição de Objetos de Dados; Profa. Maria Auxiliadora

Leia mais

BANCO DE DADOS PROFESSOR MAURÍCIO - MAURICIO.MELLO@PUCPR.BR AULA 02. O Modelo Entidade-Relacionamento ( MER )

BANCO DE DADOS PROFESSOR MAURÍCIO - MAURICIO.MELLO@PUCPR.BR AULA 02. O Modelo Entidade-Relacionamento ( MER ) AULA 02 BANCO DE DADOS PROFESSOR MAURÍCIO - MAURICIO.MELLO@PUCPR.BR O Modelo Entidade-Relacionamento ( MER ) Fases do Projeto de Bases de Dados (EN94)- O Modelo Entidade- Relacionamento Definição : modelo

Leia mais

TÓPICOS ESPECIAIS EM COMPUTAÇÃO II SUGESTÕES DE PROJETOS

TÓPICOS ESPECIAIS EM COMPUTAÇÃO II SUGESTÕES DE PROJETOS 1) CADASTRO NACIONAL DE VEÍCULOS: Você desenvolverá um software para o cadastro nacional de veículos. Sabe-se que: O veículo possui sempre uma placa única em todo o país; O veículo possui sempre um responsável

Leia mais

Modelo Entidade-Relacionamento

Modelo Entidade-Relacionamento Modelo Entidade-Relacionamento Banco de Dados I Fases do Projeto jt de BD Enunciado de requisitos entrevista com o usuário do banco de dados para entender e documentar seus requerimentos de dados. Projeto

Leia mais

Tema 1: Sistema de Controle de Cinema!

Tema 1: Sistema de Controle de Cinema! DAELN - UTFPR IF62C - Temas para os Projetos Page 1 of 10 Tema 1: Sistema de Controle de Cinema! Desenvolver um Sistema de Controle de Cinema. Os requisitos funcionais mínimos do sistema são: Um cinema

Leia mais

Conjunto de objetos da realidade modelada sobre os quais deseja-se. dados.

Conjunto de objetos da realidade modelada sobre os quais deseja-se. dados. Linguagens Visuais & Banco de Dados Aula 2 Heuser, Carlos A. Projeto de banco de dados. Ed. Sagra e Luzzato. Porto alegre, 1999 Entidade Conjunto de objetos da realidade modelada sobre os quais deseja-se

Leia mais

Prof. Alexandre Unterstell Banco de Dados I

Prof. Alexandre Unterstell Banco de Dados I Prof. Alexandre Unterstell Banco de Dados I Etapas para o projeto de um BD Análise de requisitos Analista: Entrevista Necessidade do negócio As etapas não consideram ainda nenhuma característica específica

Leia mais

Modelo Entidade - Relacionamento (ER ou MER) Parte 2

Modelo Entidade - Relacionamento (ER ou MER) Parte 2 Modelo Entidade - Relacionamento (ER ou MER) Parte 2 ISTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊCIA E TECOLOGIA DE SATA CATARIA CAMPUS DE FLORIAÓPOLIS CURSO TÉCICO T DE METEOROLOGIA DASS - Departamento Acadêmico

Leia mais

Modelo Relacional. Modelo Relacional. Tabelas

Modelo Relacional. Modelo Relacional. Tabelas MODELO RELACIONAL Banco de Dados Relacional = consiste em uma coleção de tabelas ou relações, cada uma das quais com um nome único. 2 1 Tabelas Conjunto não ordenado de linhas (tuplas); Cada linha é composta

Leia mais

Tecnologias e Linguagens para Banco de Dados I. Expressão do Relacionamento. Expressão do Relacionamento

Tecnologias e Linguagens para Banco de Dados I. Expressão do Relacionamento. Expressão do Relacionamento Tecnologias e Linguagens para Banco de Dados I Efetivação Lógica de Normalização Prof. Gilberto Braga de Oliveira Expressão do Relacionamento Necessidade de incluir campos nas tabelas para que os relacionamentos

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PROJETO CONCEITUAL Levantamento de requisitos Modelagem Conceitual Modelo ER PROJETO CONCEITUAL Parte integrante do Projeto

Leia mais

Fundamentos de Banco de Dados (Prática)

Fundamentos de Banco de Dados (Prática) Fundamentos de Banco de Dados (Prática) Graduação Tecnológica: Tecnologia da Informação Autor: Prof. Carlos Eduardo Gertners de Magalhães SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 LISTA DE FIGURAS... 3 1.1 Definições iniciais...

Leia mais

MER Modelo de entidade e Relacionamento. Prof. Me. Hélio Esperidião

MER Modelo de entidade e Relacionamento. Prof. Me. Hélio Esperidião MER Modelo de entidade e Relacionamento Prof. Me. Hélio Esperidião MODELO DE DADOS Um modelo de (banco de) dados é uma descrição dos tipos de informações que estão armazenadas em um banco de dados. Por

Leia mais

Modelo de interações no processo de desenvolvimento

Modelo de interações no processo de desenvolvimento Modelo de interações no processo de desenvolvimento Modelo de interações no processo de desenvolvimento Em um processo incremental e iterativo, os modelos evoluem em conjunto. Embora estes modelos representem

Leia mais

Banco de Dados Básico

Banco de Dados Básico Básico Unicamp Centro de Computação Objetivos Introduzir conceitos básicos de Modelo de dados Introduzir conceitos básicos de Banco de dados Capacitar o aluno a construir o modelo físico de uma base de

Leia mais

Roteiro 3 Modelagem relacional

Roteiro 3 Modelagem relacional Roteiro 3 Modelagem relacional Objetivos: Explorar conceitos sobre: o Modelagem de bancos de dados projetos: conceitual, lógico e físico; o Conceitos sobre o modelo relacional: tuplas, atributo, entidades,

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO

MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO O modelo entidade-relacionamento (E-R) tem por base a percepção de que o mundo real é formado por um conjunto de objetos chamados de entidade

Leia mais

Banco de Dados I. Modelagem Conceitual Parte 2. Cardinalidades, atributos em relacionamentos, identificadores, generalização. Prof.

Banco de Dados I. Modelagem Conceitual Parte 2. Cardinalidades, atributos em relacionamentos, identificadores, generalização. Prof. Banco de Dados I Modelagem Conceitual Parte 2 Cardinalidades, atributos em relacionamentos, identificadores, generalização. Prof. Moser Fagundes Curso TSI Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) Campus

Leia mais

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão SISTEMAS DE BANCO DE DADOS Prof. Adriano Pereira Maranhão 1 REVISÃO BANCO DE DADOS I O que é banco de dados? Ou seja afinal o que é um SGBD? REVISÃO BD I REVISÃO DE BD I Um Sistema de Gerenciamento de

Leia mais

Profº Aldo Rocha. Banco de Dados

Profº Aldo Rocha. Banco de Dados Profº Aldo Rocha Banco de Dados AULA 03: MODELO CONCEITUAL E DE ENTIDADES Turma: ASN102 BELÉM, 19 DE AGOSTO DE 2011 Aula Passada Na aula passada nós trabalhamos a introdução a Banco de dados e a AGENDA

Leia mais

Nutrição e dietética:

Nutrição e dietética: O sistema permite o cadastro de vários almoxarifados, e controla os estoques separadamente de cada um, bem como o cadastro de grupos de estocagem, visando o agrupamento dos insumos estocáveis, classificados

Leia mais

Desenvolver o projeto conceitual de Banco de dados com a utilização do Modelo Entidade-Relacionamento.

Desenvolver o projeto conceitual de Banco de dados com a utilização do Modelo Entidade-Relacionamento. MODELAGEM DE DADOS USANDO O MODELO ENTIDADE-RELACIONAMENTO Carga horária Quatro horas EAD 3ª semana. Objetivos UNIDADE 2 Desenvolver o projeto conceitual de Banco de dados com a utilização do Modelo Entidade-Relacionamento.

Leia mais

O modelo Entidade-Relacionamento. Agenda: -Modelagem de dados utilizando O Modelo Entidade-Relacionamento

O modelo Entidade-Relacionamento. Agenda: -Modelagem de dados utilizando O Modelo Entidade-Relacionamento O modelo Entidade-Relacionamento Agenda: -Modelagem de dados utilizando O Modelo Entidade-Relacionamento 1 Antes de começarmos: A modelagem conceitual é uma fase muito importante no plamejamento de um

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS MODELAGEM DE DADOS. rafaeldiasribeiro.com.br. Aula 3. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. @ribeirord

MODELAGEM DE DADOS MODELAGEM DE DADOS. rafaeldiasribeiro.com.br. Aula 3. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS Aula 3 Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. @ribeirord 1 Objetivos: Conhecer a arquitetura de 3 esquemas (conceitual, lógico

Leia mais

Banco de Dados. Diagramas de Entidade Relacionamento (DER) Ref. Prof. Renato de Oliveira Violin - UFSCar

Banco de Dados. Diagramas de Entidade Relacionamento (DER) Ref. Prof. Renato de Oliveira Violin - UFSCar Banco de Dados Diagramas de Entidade Relacionamento (DER) Ref. Prof. Renato de Oliveira Violin - UFSCar Tópicos Introdução Projeto Conceitual Diagrama Entidade-Relacionamento (DER) Entidades Atributos

Leia mais

A quem pertencem os atributos: PRECO, QUANTIDADE e PRAZO?

A quem pertencem os atributos: PRECO, QUANTIDADE e PRAZO? Atributos de Relacionamento A quem pertencem os atributos: PRECO, QUANTIDADE e PRAZO? Produto n Vende n Fornecedor Produto n Vende n Fornecedor Preço Quant Prazo 1 DESENVOLVIMENTO DA MODELAGEM - Observar

Leia mais

EXERCÍCIOS SQL Laboratório

EXERCÍCIOS SQL Laboratório EXERCÍCIOS SQL Laboratório 89 1. Listar todos os professores em ordem alfabética descendente de nome. A lista deve conter todos os atributos de professor. 2. Listar todos os professores, do departamento

Leia mais

Modelagem de Dados. Aula 04 Introdução ao Modelo Entidade- Relacionamento. Maxwell Anderson

Modelagem de Dados. Aula 04 Introdução ao Modelo Entidade- Relacionamento. Maxwell Anderson Modelagem de Dados Aula 04 Introdução ao Modelo Entidade- Relacionamento Maxwell Anderson Modelo Entidade-Relacionamento O MER é um modelo de dados conceitual de altonível, ou seja, seus conceitos foram

Leia mais

Capítulo 5 Complemento. 5.1 Laudon, Cap. 5

Capítulo 5 Complemento. 5.1 Laudon, Cap. 5 Capítulo 5 Complemento Fundamentos de Bancos de Dados: Modelo de Entidade e Relacionamento - MER 5.1 Laudon, Cap. 5 Modelo mais utilizado: simplicidade e eficiência. Banco de dados relacional. Base: percepção

Leia mais

Banco de Dados - Senado

Banco de Dados - Senado Banco de Dados - Senado Introdução Ilka Kawashita Material preparado :Prof. Marcio Vitorino Ementa do Curso n Banco de Dados n Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) n ORACLE BANCO DE DADOS (BD) n Modelo Entidade

Leia mais

AULA 11-12. Entidade-Relacionamento

AULA 11-12. Entidade-Relacionamento AULA 11-12 Modelo Conceitual, Lógico e Físico, Entidade-Relacionamento Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Modelos de banco

Leia mais

Engenharia de Software Folha 1 - UML - Casos de Uso/Utilização DI-UBI

Engenharia de Software Folha 1 - UML - Casos de Uso/Utilização DI-UBI 1. Considere o diagrama de casos de uso/utilização para um controlo remoto de TV, o qual garante que inclui todas as funções do controlo remoto como casos de uso/utilização do seu modelo. 2. Descreva textualmente

Leia mais

BANCO DE DADOS I AULA 3. Willamys Araújo

BANCO DE DADOS I AULA 3. Willamys Araújo BANCO DE DADOS I AULA 3 Willamys Araújo Modelo Conceitual Descreve quais dados serão armazenados no banco de dados as relações que existem entre eles. Independe do SGBD e da abordagem do banco de dados

Leia mais

Técnicas e Linguagens para Banco de Dados I

Técnicas e Linguagens para Banco de Dados I Técnicas e Linguagens para Banco de Dados I Prof. Eduardo Ribeiro www.eduardo.trisolution.com.br eduardo@ trisolution.com.br Introdução Banco de Dados Dados x Informações Dados = É um elemento que mantém

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em DAI

Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em DAI Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em DAI Fundamentos de Banco de Dados Aula 04 Modelo Entidade Relacionamento Estendido Modelo ER Estendido Objetivo Estudar abstrações de

Leia mais

Banco de Dados Modelo Conceitual, Lógico, Físico, Entidade- Relacionamento (ER) Hélder Nunes

Banco de Dados Modelo Conceitual, Lógico, Físico, Entidade- Relacionamento (ER) Hélder Nunes Banco de Dados Modelo Conceitual, Lógico, Físico, Entidade- Relacionamento (ER) Hélder Nunes Modelos de banco de dados Modelo de banco de dados é uma descrição dos tipos de informações que estão armazenadas

Leia mais

Aula II Introdução ao Modelo de Entidade-Relacionamento

Aula II Introdução ao Modelo de Entidade-Relacionamento Aula II Introdução ao Modelo de Entidade-Relacionamento Referência bibliográfica ANGELOTTI, E S. Banco de Dados. Ed. Livro Técnico Introdução É um modelo conceitual e deve estar o mais próximo possível

Leia mais

Banco de Dados Modelo Entidade-Relacionamento. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br

Banco de Dados Modelo Entidade-Relacionamento. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Banco de Dados Modelo Entidade- Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Modelo Entidade- Proposto por Peter Chen, em 1976 Baseado na percepção do mundo real Consiste de um conjunto de objetos básicos

Leia mais

Modelos de Sistemas Leitura: Sommerville; Pressman

Modelos de Sistemas Leitura: Sommerville; Pressman Modelos de Sistemas Leitura: Sommerville; Pressman Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2007 Slide 1 Objetivos Explicar por que é importante modelar o contexto de

Leia mais

Índice (Versão 01/2007)

Índice (Versão 01/2007) Índice (Versão 01/2007) Exercício Página 1) A CLÍNICA SAÚDE 2 2) A EDITORA INFO 2 3) A LOJA PINTANDO O SETE 2 4) A TECELAGEM PANOS FINOS 2 5) A LOJA BEM ARRUMADO 2 6) O CONSULTÓRIO ORTOCENTER 3 7) A LOJA

Leia mais

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão SISTEMAS DE BANCO DE DADOS Prof. Adriano Pereira Maranhão 1 Coleção de operações usadas para manipular relações Grupos de operações Operações relacionais Seleção; projeção; junção Operações de conjunto

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em BD

Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em BD Modelagem de Dados Aula 01 Revisão Modelos de Dados Existem modelos para diferentes níveis de abstração de representação de dados modelos conceituais modelos lógicos

Leia mais

Prof. Fabiano Taguchi

Prof. Fabiano Taguchi BANCO DE DADOS Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com MODELAGEM ER Consiste em um modelo conceitual, criado em 1976 por Peter Chen. O diagrama que resulta

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM ACONSELHAMENTO GENÉTICO

Leia mais

PROJETO ARTE NOS HOSPITAIS CANTO CIDADÃO EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE GRUPOS TEATRAIS

PROJETO ARTE NOS HOSPITAIS CANTO CIDADÃO EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE GRUPOS TEATRAIS 1. APRESENTAÇÃO PROJETO ARTE NOS HOSPITAIS CANTO CIDADÃO EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE GRUPOS TEATRAIS O Canto Cidadão, por meio deste Edital de Contratação de Grupos Teatrais, oferece à sociedade brasileira

Leia mais

Bancos de Dados Aula #3 MER Estendido

Bancos de Dados Aula #3 MER Estendido Bancos de Dados Aula #3 MER Estendido Prof. Eduardo R. Hruschka * Slides baseados no material elaborado pelas professoras: Cristina D. A. Ciferri Elaine P. M. de Souza MER Estendido (Expandido) Características:

Leia mais

Banco de Dados. Modelagem de Dados. Prof.: Salustiano Rodrigues

Banco de Dados. Modelagem de Dados. Prof.: Salustiano Rodrigues Banco de Dados Modelagem de Dados Prof.: Salustiano Rodrigues OBJETIVOS: Dados x Informação; O que é um Banco de Dados? Estrutura de um projeto de Banco de Dados; O que é um mini mundo? O que é o Modelo

Leia mais

f a s t t o r p e d o

f a s t t o r p e d o Insira o slogan da empresa aqui. f a s t t o r p e d o Com o intuito de conectar organizações e pessoas, o fasttorpedo desenvolveu uma plataforma para ajudar a transmitir informações de forma eficiente

Leia mais

MC536 Bancos de Dados: Teoria e Prática

MC536 Bancos de Dados: Teoria e Prática Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP Instituto de Computação - IC MC536 Bancos de Dados: Teoria e Prática Aula #3 : MER e MER Estendido Profs. Anderson Rocha e André Santanchè Campinas, 1 de Agosto

Leia mais

Sistema de Atendimento Hospitalar Resumo de Funcionalidades

Sistema de Atendimento Hospitalar Resumo de Funcionalidades Sistema de Atendimento Hospitalar Resumo de Funcionalidades Tela Login : O usuário deve inserir seu usuário e senha previamente cadastrados para acesso às funcionalidades. Tela Agendamento de Consultas

Leia mais

Modelagem de Dados com UML. Modelagem de Dados com UML. Modelagem de Dados com UML. Modelagem de Dados com UML. ! Generalização/Especialização

Modelagem de Dados com UML. Modelagem de Dados com UML. Modelagem de Dados com UML. Modelagem de Dados com UML. ! Generalização/Especialização ! Herança de propriedades! Associação do tipo é um Super-classe nome Física CPF RG Sexo DataNascimento Jurídica CGC RazãoSocial Sub-classes (herdeiras)! Polimorfismo: não há necessidade de se criar uma

Leia mais

Introdução a Banco de Dados e Access

Introdução a Banco de Dados e Access Introdução a Banco de Dados e Access Edson Ifarraguirre Moreno Porto Alegre, maio de 2011 Baseado no material da professora Isabel Harb Manssour Roteiro 1. Conceitos Básicos de BD 2. Microsoft Access 3.

Leia mais

Programa de Apoio Didático Graduação - Perguntas Frequentes

Programa de Apoio Didático Graduação - Perguntas Frequentes Geral 1.1) O que é PAD? O Programa de Apoio Didático (PAD), instituído pela Resolução GR-49/2007 e renovado pela Resolução GR-54/2010, é um programa de bolsas destinado exclusivamente a alunos da graduação

Leia mais

Estudo de Caso 1: Sistema de Controle de Cinema

Estudo de Caso 1: Sistema de Controle de Cinema Estudo de Caso 1: Sistema de Controle de Cinema Desenvolva o diagrama de casos de uso sabendo que: I. Um cinema pode ter muitas salas, sendo necessário, portanto, registrar informações a respeito de cada

Leia mais

Modelagem dos dados. entendo. Reino Real. Reino. Representação

Modelagem dos dados. entendo. Reino Real. Reino. Representação Modelagem dos dados entendo Reino Real Reino Imaginário (modelagem) Reino Representação represento Nós não somos capazes de representar tudo o que imaginamos. Nós somente representamos o que é interessante.

Leia mais